sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

FELIZ ANIVERSÁRIO, BLOGUINHO! 4 ANOS

Lolinha de férias em Canoa Quebrada, duas semanas atrás

No começo da semana este humilde bloguinho que vos fala fez quatro anos de vida. Minha primeira postagem foi em 23 de janeiro de 2008 (os posts de antes desta data foram escritos antes do blog existir, por isso quase não têm comentários). De lá pra cá, um monte de coisa aconteceu. Na época em que comecei o blog eu fazia doutorado-sanduíche em Detroit. Depois voltei pro Brasil, escrevi a tese, defendi, estudei prum concurso, fiz e passei no concurso, e desde março de 2010 sou professora de Literatura em Língua Inglesa na Universidade Federal do Ceará (vai fazer dois anos já, incrível!). Outro dia estive pensando em como este blog vem sendo escrito por uma mesma pessoa (moizinha) em três lugares tão distantes: Detroit, Joinville, e Fortaleza.
Eu mudei muito também. Continuo com o mesmo maridão (que me acompanhou em todas essas cidades lindas), com o mesmo corpitcho redondo, com o mesmo gato amarelo deslumbrante. Continuo sendo de esquerda e contra preconceitos, como sempre fui, desde que me conheço por gente, mas eu não era tão feminista antes de começar este blog. Certo, me considero feminista desde criancinha, só que antes meu feminismo não era muito estruturado ou pensado. Tive que me autoanalisar e rever vários conceitos, adequar vocabulário (por exemplo, antes do blog eu não sabia que não se deve mais usar homossexualismo, e sim homossexualidade), aprender. E tem sido ótimo. Exaustivo, às vezes, porque post diário não é fácil. Mas ótimo mesmo assim.
De 2008 pra cá, o blog tem crescido muito, sempre. No início eu não fazia a menor ideia e perguntava se mil visitas em dez dias era um bom número. Hoje o blog tem, em média, mais de 5 mil visitas por dia, e umas 8,500 pageviews (até o começo de fevereiro chega a 5 milhões de pageviews no total). Em outubro de 2010 comemorei pelo blog ter chegado a um milhão de visitas; no final de agosto do ano passado, os 2 mi. Esta semana passou de 3 milhões. Tem também 2,450 posts (1,918 escritos de 2008 pra cá), e 80 mil comentários que, se dividos por 1918, dá uma média de 41 por post (fora aqueles que são deletados -- ano passado finalmente aprendi a apagar trolls). Agora o blog tem 3,429 seguidor@s (eram 1,155 no ano passado). E meu Twitter, 7,351 (eram 1,728 em janeiro de 2011).
Isso tudo faz com que eu costume dizer que este é um dos maiores blogs feministas do Brasil. O que não significa que seja o melhor, e muito menos o porta-voz do feminismo (nunca me coloquei como porta-voz de coisa alguma), apenas um dos mais visitados, mais comentados, e mais atualizados (no sentido de ter posts todo dia). Só.
Mas esses números todos me deixam feliz e orgulhosa, porque é um trabalhão fazer o blog, porque eu atraio pessoas altamente qualificadas (e loucos desvairados também, mas em proporção infinitamente menor), e porque eu sinto, a julgar pelos emails, tweets e mensagens que recebo, que influencio algumas pessoas, principalmente as jovens, e que ajudo a fazer pensar. O feedback é enorme e positivo, e é desse convívio que eu me alimento (fora um chocolatinho de vez em quando).
Na realidade, houve três momentos em que o blog realmente cresceu. Ele ficou um tempão (mais de um ano, entre 2009 e 10) oscilando entre as 35 mil e as 40 mil visitas por mês. E o salto pras mais de 60 mil se deu em setembro de 2010, quando finalmente entrei no Twitter (o Twitter realmente ajuda a divulgar um blog. Hoje, 12% das visitas chegam ao meu blog através do Twitter, não necesariamente do meu perfil no Tw. Mas quase 19% vem do Facebook, e olha que ainda não tomei coragem de entrar no FB!). Depois o blog ficou meio ano nas 80 mil visitas, até que foi a 95 mil, em maio do ano passado. E no mês seguinte, em junho, veio um recorde que dificilmente será batido, o de 327 mil visitas num mês. Isso por causa do Marcelo Tas, que ameaçou me processar. E, ok, por minha causa, que em vez de me acovardar e dizer “Sim senhor, vou já remover o post que te ofendeu”, decidi contar toda a história. Em julho, mês que eu e muita gente tirou férias, o número despencou (98 mil visitas), mas, de agosto pra cá tem se mantido numa média de 150 mil visitas por mês (com um pico estranho de 260 mil em outubro). O que eu vejo como um número formidável pra quem escreve sozinha, sobre assuntos que contrariam o senso comum, e sem receber dinheiro pra isso.
Pois é, dinheiro. Grana. Bufunfa. Ao contrário do que juram alguns detratores -- que sou filiada ao PT (não sou, nunca fui; sou eleitora do PT, assim como dezenas de milhões de brasileiros), ou que recebo dinheiro do governo (recebo pra lecionar numa universidade federal, como, aliás, milhares de professores, não pra escrever o blog; inclusive, duvido muito que o governo saiba da minha existência) --, posso dizer que blog não deixa ninguém rico. Em dezembro de 2009 instalei o único anúncio aqui no blog, que é este do Submarino ao lado. Daquela data até dezembro de 2010, recebi do Submarino R$ 1,034, uma média de 80 reais por mês. Funciona assim, pra quem não sabe: a pessoa compra qualquer produto pelo Submarino clicando aqui pelo blog, e uma porcentagem que varia entre 2% e 8% do valor vem pra minha conta, geralmente uns meses depois. Em 2011 vocês foram muito mais generos@s, e eu ganhei R$ 2,368 no ano (média de 197 por mês). Sou muitíssimo grata a vocês, e espero que continuem comprando por aqui, mas ainda não será desta vez que poderei me aposentar e viver do blog. Fora essa gaita (pedi um sinônimo de dinheiro pro maridão, e ele só podia me passar essa gíria jurássica, claro), também ganho alguns mimos adicionais, como os chocolates da Aiaiai, as assinaturas de revista da LisAnaHD, e um ou outro livro da mão das próprias autoras. Mas o principal mesmo é o carinho de vocês.
Carinho este que se manifesta nos muitos convites que tive para dar palestras em 2011. Entre palestras, mesas redondas e debates, foram dezesseis dos quais participei. Os pontos altos foram Mossoró (minha primeira palestra sobre feminismo na vida), UnB, USP e Unicamp. Sou doutora e tal, mas tenho ciência que fui chamada mais pelo alcance do blog que pela minha produção acadêmica. E em todos os lugares fui super bem tratada. Pra 2012 já tenho três atividades marcadas: 11 de fevereiro estarei em SP para o Campus Party, 6 de março na UFRJ para uma aula inaugural, e 12 de março para uma palestra na Faculdade de Direito de Franca (SP). Me chamem que eu vou (desde que as atividades não coincidam com minhas aulas na UFC, e desde que despesas com passagens e estadia sejam pagas). Também fica o convite para quem é de Fortaleza para participar do meu curso de extensão Análise dos Preconceitos na Mídia. É aberto a tod@s. Começa em março, na UFC.
Ah sim, não posso me esquecer jamais de falar dos guest posts. Adoro publicá-los, porque eles quase sempre trazem uma vivência diferente da minha. E vocês mandam textos com uma variedade gigantesca de temas -– autoaceitação, abuso infantil, aborto, a exaustão do automóvel, autismo, lesbianismo, liberdade, sistema de saúde, linguística, ativismo, câncer, racismo, massagem tântrica, educação, entre tantos outros (aí embaixo colocarei os posts mais comentados do ano passado, e vocês verão como vários guest posts estão entre eles). Em 2011 publiquei 82 guest posts, e já tenho mais vinte agendados. Minha admiração e gratidão por eles são imensas. Sei o quanto o blog perderia sem essas tantas vozes.
Por tudo isso é que o blog me dá prazer e vontade de prosseguir. É verdade que, com o aumento da popularidade, aumenta também o número de haters e trolls. É verdade também que não me lembro de antes na minha vida ter recebido ameaças de morte. E em 2011 foram várias. Mas é como me perguntou, assustada, uma colega e amiga: “Vale a pena?”. Eu respondi: “Valeria a pena desistir de escrever por conta de alguns malucos?” Então continuo, cada vez com mais garra.

Eis os posts mais populares do ano passado, em número de comentários:
Liberdade relativa: Marcelo Tas quer me processar - junho, 1065 comentários

CQC anti-amamentação, vai pra PQP - junho, 612 com.
Como não conquistar as mulheres - dezembro, 447 com.
Guest post: Relacionamento aberto, o amor fora do padrão - Dária, dezembro, 390 com.
Mascu jura que mulher só gosta de cafa - dezembro, 390 com.
Meu feminismo é meu pastor e nada me faltará - setembro, 352 com.
Padrões que se repetem sempre - agosto, 332 com.
Guest post: Ateofobia, negação da lógica ateísta e incitação à intolerância - Robson, out, 321 com.
Guest post: O parto que não pertence à mulher - Nanda, outubro, 318 com.
Blog de ódio divulgado e denunciado à exaustão - dezembro, 318 com.
Os pró-vida querem que os pró-escolha morram - setembro, 317 com.Guest post: Especismo deve ser tema de todas as lutas - Deborah e Patricia, julho, 313 com.
Rafinha se demite e já vai muito tarde - novembro, 313 com.
Rafinha suspenso do CQC por ofender gente que importa - outubro, 303 com.

Guest post: Fiz um aborto e não sofri - Walx, fevereiro, 294 com.
Qual a maior abominação? Ser gay ou comer moluscos? - outubro, 291 com.

Feio é o seu racismo - novembro, 287 com.
Masculinistas são frustrados. Palavra de mascus - agosto, 283 com.

Vamos tornar grosserias na rua inaceitáveis - janeiro, 280 com.
Sobre assédio e discriminação na sala de aula - outubro, 265 com.
As poses das superheroínas - dezembro, 261 com.
Ninguém mais acredita em evolucionismo - setembro, 254 com.

O pensamento vivo (modo de dizer) dos masculinistas - fev, 248 com.
Guest post: Quero ser uma gordinha bem resolvida - Marília, novembro, 246 com.
"Meu caso virou minha causa", diz Rhanna - outubro, 240 com.

Grosserias na rua? Ninguém merece - outubro, 228 com.
A eterna parada dos sem noção - junho, 224 com.
"O mundo é assim", diz colunista sobre caso de racismo - dez, 224 com.
Tá tudo dominado - outubro, 218 com.
A ciência explica os casais felizes para sempre - novembro, 215 com.
Como decidir se um filme é ou não feminista? - outubro, 212 com.

Mulher, esse ser irresponsável que só quer abortar - janeiro, 210 com.
Assim me diz a bíblia - abril, 205 com.
Homem, sua vez de lutar contra a violência - dezembro, 203 com.

Guest post: Não quero ser uma ativista limpinha e cheirosa - Deborah, junho, 202 com.
Tenho tanta inveja da Gisele quanto ela tem do meu doutorado - outubro, 195 com.
Politicamente incorreto não é transgressor, Rafinha - maio, 194 com.

Guest post: Engravidei duas vezes - Anônima, abril, 192 com.
Qual a diferença entre sanctos e outros mascus? - dezembro, 192 com.
Fantasia de halloween tamanho único - outubro, 191 com.
Respostas as minhas acusações mais frequentes - junho, 181 com.
Piadas de estupro podem ser engraçadas? - junho, 178 com.
Guest post: Violência sexual e falta de empatia - Anônima, março, 177 com.
Inveja da Gisele? Vergonha de quem se recusa a pensar - set, 176 com.

Guest post: Silêncio danoso em torno do vaginismo - Anônima, agosto, 174 com.
Guest post: Como o machismo limita a vida de um homem - Rubens, março, 173 com.
Não basta ser machista. Tem que ser racista também - setembro, 173 com.

A terrível história da líder de torcida estuprada - junho, 170 com.
Como a propaganda combate a Aids - dezembro, 170 com.
A lei Maria da Penha vs. os homens retrógrados - agosto, 169 com.
Homexplicanismo, merecimento, e pedestais desmoronando - novembro, 168 com.
Padrões que prejudicam atletas para popularizar o esporte - julho, 166 com.
Insultos politicamente corretos para usar contra as mulheres - dezembro, 165 com.
Culpado por atropelamento? Pedestre, claro - outubro, 162 com.
Entrevista com Dani, moça atacada na boate em boate em BH - outubro, 160 com.
Guest post: A PM na USP não protege as mulheres - Frente Feminista, novembro, 156 com.

Seja homem: explore sua masculinidade - outubro, 155 com.
Estado laico, quero um pra viver - agosto, 154 com.
Letícia e os machistas ridículos - setembro, 148 com.
Troll fest de lógica linear dos mascus - março, 150 com.
Guest post: Invadindo um espaço que não me pertence - Deborah, novembro, 150 com.
Estrangeiros notam que Brasil mudou. Avisem os brasileiros - setembro, 147 com.
Guest post: Eu sempre gostei de mulher - Susanna, setembro, 143 com.

42 comentários:

Shoujofan disse...

Parabéns pelos 4 anos, Lola. :)

Augusto disse...

Parabéns, Lola!
Ontem passei o dia relendo seus posts antigos.

Ainda estou esperando o Meu guest anciosamente!

Um abraço e um beijo!

Gabriele Albuquerque Silva disse...

Parabéns!! Que o blog continue crescendo a todo o vapor!
É um blog que inspira muita gente!

Anelisa disse...

Lolinha, qualquer dia vou escrever com mais calma e lhe contar o tanto que seu blog transformou a forma como eu enxergo o mundo e as pessoas. Você realmente mudou a minha vida... Estou no último ano do curso de Letras da USP e, graças a você, tenho o projeto de fazer mestrado na área de análise crítica do discurso, concentrando-me na construção da imagem da mulher nos discursos humorísticos (nada exatamente decidido ainda). Mas, enfim, obrigada pela sua persistência e sua garra. Pode ter certeza que você faz a diferença na minha vida e na de muitas outras pessoas. Parabéns!

Blanca Aleks disse...

Feliz aniversário, "bloguinho" (como Lola ama chamá-lo) divo! Que ainda esteja com a gente por muito e muito tempo! <3

Marceli Andresa Becker disse...

Amo! <3! Minha irmã tbm ama :)

Michele Tyszkiewcz disse...

Parabéns!
Que o blog continue inspirando muitas pessoas dentro e principalmente fora dele!
Beijão da sua leitor@! ♥

Dani Garbellini disse...

Lola, cheguei ao seu blog quando você estava se preparando para o concurso. E desde então sou leitora assidua, mas comentei pouquíssimas vezes, mais por falta de tempo que outra coisa. Mas concordo muito com a maioria das coisas que você escreve e sou fã incondicional do blog. Vida longa!

Taís disse...

Parabéns Lola! Que venham inúmeros aniversários pela frente!

Pandora disse...

Parabéns Lola!!! Estamos em festa juntas \o/ E agora eu descobri pq tenho a impressão que leio seu blog desde sempre, pq realmente foi um dos primeiros que descobriu, foi muito legal ver o seu bloguito virando um verdadeiro fórum de debates!!!

Dária disse...

eithaaaa que o meu guest post foi o mais comentado! =DDD

Parabéns pelo blog Lola!!! Entrei aqui há quase 3 anos e nunca mais sai. Leituras diárias, discussões excelentes, umas das melhores coisas de nosso mundo virtual ;)

Beijos

ps.: e olha que coisa, amanhã to aí em Fortaleza hahha - fazer um concurso

Naiara disse...

Parabéns pelos 4 anos de blog! Eu gostaria de saber qual faculdade da UFRJ vc vai fazer a aula inaugural, quero estar lá! Bjs!

Robson Fernando de Souza disse...

Parabéééééns, Lola!!!! 4 anos de luta pelo dom de escrever!

Sinto uma enorme satisfação em ser seu leitor e também em contribuir pro engrandecimento do Escreva Lola Escreva. E muita honra em meu guest-post ter sido o sétimo mais comentado de 2011 =DDDDD

Lola, você realmente merece tudo de bom que tem vindo através deste blog. Não é todo dia que a gente descobre uma feminista que dá show de bola e influencia opiniões pro bem, pra emancipação, pro questionamento de ordens injustas.

Lola, eu já te disse que sou seu fã, e que seu trabalho me inspira muito?

Abração e parabéns novamente!!


P.S: só uma correção: em
Hoje o blog tem, em média, mais de 5 mil visitas por mês, e umas 8,500 pageviews (até o começo de fevereiro chega a 5 milhões de pageviews no total).
Essa média de visitas é diária, não mensal.

lola aronovich disse...

Muito obrigada pelo carinho, gente! E obrigadão pela correção, Robson. Eu já fui uma revisora decente, mas isso já tem 20 anos...


Dária, que concurso é esse que vc vem fazer em Fortaleza? É na UFC?


Naiara, vou ver se a aula inaugural na UFRJ será aberta ao público, e aí aviso. É que, cof cof, não tenho experiência em aulas inaugurais.

Naiara disse...

Eu sou aluna do Direito da UFRJ! Não precisa ser aberto a público! Eu vou desde que saiba qual faculdade/campus! :)

LisAnaHD disse...

Parabéns pelos 4 anos e que chegue aos 40!

". . . ajudo a fazer pensar." -texto no post

E como ajuda, LoLa! Ajuda sim, gentes de todas as idades.

'dorei o post, saber um tantão mais de vc e suas atividades... tenho uma amiga virtual no Rio, cujo irmão, médico psiquiatra, é prof. na UFRJ e vou ver se transo um encontro entre vcs, OK? -- tb tenho outra amiga virtual lá no Rio, nascida ou com parentes no Nordeste, talvez PE, não tenho certeza, e tb vou ver se transo uma encontro entre vcs qdo da sua apresentação na UFRJ.

Estou juntando alguns livros pra te enviar de uma vez só... uns eu já li e outros não ... aceito sugestão de titulos ou assunto. E quem sabe eu até te ajude com uns tostões na Submarino.

Que Zeus te ilumine!

Que Jeová, o Deus dos Exércitos, te proteja contra a violência!

Que Iemanjá te mantenha feminista!

Que Diana te mantenha uma caçadora de talentos!

Que Barbie nunca se deixe dominar pelo Ken!

Jamie Barteldes disse...

Parabêns, Lola! Bem sei que não é tarefa fácil manter um blog por tanto tempo. Eu mesma já devo ter criado uns vinte, que vão ficando e poluíndo a rede com semi-pensamentos. Força para continuar, saúde e paz!

caso.me.esqueçam disse...

quando você tiver um tempinho, alias, um tempao, imagino, você poderia organizar outro concurso de blogs, nao? conheci muito blog bom nos ultimos, blogs que me trouxeram amigos. inclusive, essa semana conheci uma brasileira muito legal aqui em lyon (onde nao tenho nenhum amiguinho, chuif). ela disse que me encontrou atraves do teu blog. ta vendo? lolinha unindo vidas na frança :)

LisAnaHD disse...

ah LoLa, sei lá, nada a ver com o post, mas tem a ver com seu blogue... veja aqui que hoje essa beldade seria modelo PLUS SIZE
http://www.youtube.com/watch?v=UtXWBiI5o-M&feature=related

and here I'd include YOUR eyes
http://www.youtube.com/watch?v=QrdTfJMOOUE&feature=related

aiaiai disse...

Parabéns Lolinha e obrigada por manter o blog mesmo com todas as dificuldades de tempo e a coleção de trolls.

Mesmo que seu blog ñ fosse o maior e o melhor (digo eu) blog feminista do brasil, ainda assim seria o mais importante porque você sabe colocar a sua opinião sobre todos os assuntos sem se julgar superior aos que não pensam como você. Essa é a ideia mais poderosa e revelante que venho aprendendo com você. Ainda não cheguei lá, mas ao menos penso nisso toda vez que vou dar uma opinião.

Adriana disse...

Parabéns Lola linda por esse aniversario!!! Esse blog tornou-se importante demais para muita gente... Falo por mim que, mesmo tendo sido feminista desde sempre, aprendo muito contigo. Muito obrigada e parabéns!!!

Flavia Vianna disse...

Vale enviar bolo de chocolate para Fortaleza?

Lola, conheci o blog há um ano atrás e, desde aquele dia, não deixo de lê-lo um dia sequer. Parabéns!

Kézia Lenderly disse...

Parabéns Lola!!!

Lord Anderson disse...

Parabens Lola :)

Tenho orgulho de estar entre os seus leitores e feliz de ver que varios amigos ja gostaram e comentaram de posts que indiquei a eles :)

Que venham mais 40 anos de blog (seja em que formato a internet ficar heheheeh)

Carina disse...

Antes de mais nada: Parabéns, Lola! Acho q fui uma das primeiras eitoras do seu blog, em 2008 até hj :P Entrando td dia e, claro, tendo lido o arquivo inteiro.

Mas agora vc está pop, heheh



E faço coro: Fala sobre a aula na UFRJ!! Tb sou estudante de lá e ADORARIA te assistir! Costumo falar q existem 3 blogs q mudaram a aminha vida e meu ser - de uma das pessoas mais machistas q eu conhecia até a feminista q sou hj. E um deles é esse aqui :)



Bjos!

Hamanndah disse...

Querida Lola, parabens pelos 4 anos de seu blog

Ah, sabia, um blog masculinista, escrito por duas mulheres e um homem jura, de pés juntos, como você criou um blog com o mesmo nome do silvio catarinense cheio de coisas agressivas contra as mulheres, negros e homossexuais, só para ferrar com o tal Silvio

Não é de mijar de rir a nóia daqueles três?

Bjs de sua fã que concorda em quase tudo
Hamanndah

Mica disse...

Nossa, parece que foi ontem que você começou o blog...lembro do início de tudo, inclusive de antes do início, hehehe.
Parabéns pelos 4 anos no ar, Lolinha, pelo crescimento do blog e principalmente pelo seu crescimento como pessoa.
Um prazer tê-la por aqui.

lola aronovich disse...

Caso Me Esqueçam, não falei disso no post porque ele já estava longo demais, mas QUERO MUITO promover novos concursos de blogueiras. O último que fiz foi no final de 2009, né? Faz mais de dois anos! Tá na hora de um novo, porque certamente já apareceram várias novas blogueiras de lá pra cá. A minha dúvida é se eu repito o tema que foi um megasucesso no último concurso (a origem do feminismo de cada autora), ou se lanço um novo. O que vcs acham?


Mica, Aiaiai, Lord Anderson... Vcs realmente estão aqui faz um tempão! Muito obrigada mesmo a tod@s por aparecerem sempre!

lola aronovich disse...

Hamanndah, faz tempo que mascus diversos (inclusive os que fingem ser mulheres pra escrever um blog altamente misógino que ninguém lê) acusam as feministas (e também os Anonymous) de terem criado o blog fake do Silvio. Eles só não explicam por que a gente faria isso. Ah, é pra gente se fazer de vítima (porque, de fato, a misoginia não existe no mundo, então, pra gente reclamar dela, só inventando-a). Ah, é pra gente caluniar os mascus (porque realmente, o que eles falam não é suficiente pra caluniá-los por conta própria). São duas explicações meio frágeis, a meu ver. Pelo menos inventem uma desculpa melhor! Vamulá, POR QUE uma feminista (e ainda por cima eu, que tenho nome, foto, CPF, em vez de ser uma anônima na internet ou ter perfil de mentirinha) criaria um blog misógino que prega o estupro corretivo para lésbicas, a tortura e morte das mulheres, encomenda a morte de um deputado que defende causas gays, me ameaça de várias formas, ameça celebridades, incentiva estuprar meninas de 10 anos de idade etc etc? Vamulá, mascus, vcs precisam criar motivos melhores que os citados acima, porque esses não colam.
O tal blog que vc citou, Hamanndah (aquele que ninguém lê, porque tá cheio de links pra cá e nunca ninguém veio de lá – sinal de que ninguém aparece pra ler o tal blog), escreveu um post interminável. No final, pelo que eu entendi (mas não tenho certeza, não dá pra entender), eu também sou acusada, além de criar o blog fake do Silvio, de criar os trolls que aparecem aqui no blog. É isso? E a prova incontestável que eles dão é que muitos trolls postaram aqui enquanto eu estava viajando de férias? Esses mascus são criativos, às vezes. Eu escrevo CENTENAS de comentários de trolls aqui no blog pra deletá-los logo em seguida? (sem falar que eu não conseguiria escrever como certos trolls aqui nem que eu tentasse).

Matheus disse...

Parabéns pelo blog, Lola!

Eu o conheci através de uma das minhas melhores amigas - que é feminista - e me descobri feminista também.

Foi através do seu blog que passei a rever conceitos e vocabulários, a ler livros e textos relacionados às relações de gênero, e a refletir sobre questões que antes passavam despercebidas.

Como já foi dito, o seu blog presta um serviço à sociedade e transformou positivamente a vida de muita gente.

Vida longa ao blog!

caso.me.esquecam disse...

"A minha dúvida é se eu repito o tema que foi um megasucesso no último concurso (a origem do feminismo de cada autora), ou se lanço um novo. O que vcs acham?"

humildemente, hihi, eu acho que o concurso poderia ter um tema novo, assim, @s blogueir@s que participaram do ultimo concurso poderiam participar tambem (essa sou eu desesperada pra participar do proximo concurso hehehe). ;)

Clóvis Gruner disse...

Parabéns pelo aniversário, Lola. Outro dia comentei com uma amiga que duas mulheres principalmente contribuem para que eu me reveja, e aos meus preconceitos, nesta tarefa árdua e diária que é ser um homem feminista em um mundo ainda tão machista: uma é a Simone, com quem tenho o privilégio de partilhar meu cotidiano e experiências há 12 anos. Outra é você, com seu blog e seus textos intensos, sensíveis e inteligentes. Obrigado por isso.

Sara disse...

Lola vc diz que não é porta voz do feminismo aqui no Brasil, talvez nem seja sua pretensão, mas de fato acho que vc é sim.
Vc tem o dom de escrever sobre muitos aspectos da vida das mulheres em nosso pais, consegue expressar pensamentos e sentimentos que muitas de nós carregamos, e acho que por isso que vc gera tanta identificação, até mesmo com homens que tem mais sensibilidade e senso de justiça.
É um prazer muito grande ler seus posts e também os guest post, às vezes fico achando que estou gastando muito do meu tempo aqui, porque não consigo passar um dia sem te ler, mas acho que tem valido muito a pena, aprendo muito com vc e com os demais comentaristas.
Espero que vc nunca desista de escrever, espero também que vc tenha cada vez mais retorno não só em termos de apreciação do seu trabalho, mas tb de crescimento em sua vida profissional, vc merece muito pode ter certeza.

Bruno S disse...

Já tem um tempão que frequento isso aqui. Vim parar aqui por conta de um finado portal do Pedro Doria que linkava vários bons blogs.

Vim por conta do assunto cinema e não mais fui embora.

Que os 4 anos se tornem 8.

Carol disse...

Parabéns Lola! Seu blog é maravilhoso e ajudou a amadurecer o meu feminismo e de muita gente. Continue assim!

Alex disse...

Parabéns pelo aniversário de publicações diárias. Às vezes tenho vontade de criar um blog, mas me desanimo quando penso que pouca gente leria meus textos e que eu não teria paciência pra atualizá-lo todo dia. Tenho um pouco de problema com a palavra disciplina. Acho que se as funções vitais básicas não fossem automáticas eu já teria morrido. Mas estou me esforçando. Quem sabe um dia?

Alessandro R. C. disse...

Lola, como vc escreve muito, achei que vc pudesse usar o HotWords como publicidade (aquele que sublinha palavras em verde). Pode dar mais grana que o Submarino!

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lais in the Sky disse...

Oi, Lola!
Antes de mais nada... Parabéns por mais um ano de blog!
Apesar de eu te acompanhar há mais de um ano, só agora consegui parar para marcar minha presença e meu apoio aqui nos comentários. Sim, este é meu primeiro comentário aqui no bloguinho e, se Deus quiser e minhas obrigações de profissional, mulher, namorada, filha, mãe (de dois gatinhos fofos e arteiros, iguaizinhos aos teus, hehe),etc, muitos outros comentários se seguirão a este!
Tu e o bloguinho são o que eu chamo a minha segunda "pílula vermelha" que abriram ainda mais a minha mente a respeito das questões do feminismo e da luta contra qualquer tipo de opressão e preconceito contra qualquer ser humano na face da Terra (minha primeira "red pill" foi a obra da Heloneida Studart, já ouviu falar dela?). E além de mim, tu já estás conquistando aos poucos uma outra fã tua dentro do seio da minha família: minha sobrinha mais velha, uma linda e inteligente mocinha de quase 15 anos, nerd e com alto potencial feminista, igualzinha à tia (para desespero da mãe dela, minha irmã), hehe
Assim como tu, também sou feminista e de esquerda... Só que no meu caso, sou a única esquerdista e feminista em meio a uma família tradicional do interior do RS, com hábitos e pensamentos bem conservadores, ainda que bem escondidos sob uma fachada de "modernice". Graças a Deus, além de mim, minha sobrinha está aos pouquinhos abrindo os olhos para o pleno entendimento de um mundo e de uma realidade que existem bem além da "matrix" na qual ela (e eu também, confesso) fomos criadas desde cedo. E tu não imaginas o quanto o teu blog é importante pra gente na busca por este entendimento, Lolinha!
Ah, eu sei que tu não ligas muito para estas questões de beleza e estética...Mas posso te fazer um elogio bem sincero, do fundo do meu coração? Pra mim, tu és a gordinha mais linda, que tens os olhos (posso tomar a liberdade de chamá-los de "Olhos de Farol" por eles serem tão brilhantes?) e a mente mais fascinantes da blogosfera feminista!
Beijos e abraços pra ti, pro maridão e pros teus bichinhos... E que venham mais quatro anos, quatro décadas de Escreva Lola Escreva!!!

Dária disse...

Lola, foi o TRE-CE, fiz prova na Faculdade Cearense.

Fui sábado e voltei ontem a noite, então não deu pra ver muita coisa da cidade não ;)

Eliza (Biii) disse...

Olá, Lola, tudo bem? Não sou uma comentarista muito assídua, mas também gostaria de saber mais detalhes sobre a aula inaugural da UFRJ. Acabo de me formar em História por lá, mas pelo que sei, as aulas inaugurais não costumam ser fechadas só para alunos não. Além disso, pelo que me lembro, elas costumam acontecer para cursos específicos, por isso, assim que você souber para qual curso será, fica mais fácil de saber onde será realizada - porque são vários campus. Você sabe a que área pertencem os professores que te convidaram? Não quero perder essa oportunidade de te ver falar! Abraço, Eliza

Victor Nunes Toscano disse...

lembrei de você Lola.

http://arte-de-fazer-artesanato.blogspot.com/2012/01/gatos-casa-dos-sonhos.html