segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A CIÊNCIA EXPLICA OS CASAIS FELIZES PARA SEMPRE

Retrato da felicidade? Pergunte-me como

Beckham e Victoria foram apontados como exemplo de casal feliz. Por quê? Porque ela é mais magra que ele. Sério mesmo. Deve ser por isso que ela tá sempre sorrindo nas fotos (alguém sabe se ela tem dentes?). De fato, passar fome e flertar com a anorexia enche qualquer pessoa de alegria.
De acordo com uma pesquisa americana, os casais são mais felizes quando o marido pesa mais que sua mulher, porque ele vai achá-la bonita por mais tempo e ela ficará saltitante por se sentir amada. Oh my god, né? Porque homens só gostam de mulheres magras! E porque mulher só pode ser feliz se for testada e aprovada por um homem. Este é o tipo de estudo que só a Psicologia Evolucionista pode corroborar. Aposto como virão estudos provando que nossos antepassados cavernosos já adoravam uma mulher bem magrinha. Aquelas estátuas de louvação às Vênus gordas devem ter sido colocadas por grupos terroristas de aceitação do corpo.
Mas o que me choca mais que a pesquisa em si é a notícia usar Beckham e Victoria como casal mega feliz. A prova, além da alegria contagiante de Victoria, é que eles estão casados há 11 anos. Deve ser um recorde mundial! Parem as rotativas! Eu, gorda, e muito mais pesada que o maridão, estou casada há 21 anos! Mas tá certo, não somos celebridades. Então que tal usar Pierce Brosnan e sua esposa Keely como modelo de casal feliz? Eles estão juntos há 14 anos e parecem bem apaixonados pra mim.
Mas, claro, deve ser photoshop. Gordas não podem ser felizes. Aprendi isso já quando era criança.

215 comentários:

1 – 200 de 215   Recentes›   Mais recentes»
Relicário disse...

morri rindo da sua pergunta "alguém sabe se ela tem dentes?" hahahahaha...

Essa matéria é o cúmulo do culto a futilidade, e eu fico sempre boquiaberta com tamanhas aberrações...

Eu não devo ser daqui não, devo ser do mesmo planeta imaginário que meu filho de 05 anos veio...lá sequer existe anorexia...

Vinicius disse...

Na verdade, ela (a Keely) é magra e a mídia feminazi que fica photoshopando ela, colocando peso a mais e etc!

Isso é conspiração!

aiaiai disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk. Descoberta a verdade, a luz e a vida: mulher só é feliz se for amada por um macho q só a amará se ela for magra. Pronto, simples assim!

Me lembrei da matéria da super q diz q homem rico só gosta de magra e homem pobre só gosta de gorda. A explicação é ótima: homem rico não passa fome então não precisa da abundância de carne da mulher, então, pode gostar de magras. kkkkkkkkkkk Já o pobre, passa fome e precisa de mulher avantajada para sobreviver. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
a gente se diverte, né? Ou nem?

http://migre.me/6gf9F

L. Archilla disse...

como assim aiaiai, os maridos praticam antropofagia?

Vinicius disse...

É divertido, dá pra dar risadas, mas a gente precisa se atentar que essas revistas populares entram na cabeça da massa sem barreira nenhuma. Ainda existe um pressuposto de veracidade em relação à mídia em geral.

Pra gente, isso parece até uma piada, mas é tragicômico.

Leila Silva disse...

Oh my god! Só se pode dizer isso mesmo com relação a uma pesquisa dessas...sim, essa moça é o retrato da felicidade.

Gabriele Albuquerque Silva disse...

dooooooooooorgas

Bruno S disse...

Claro que ela seria dada com exemplo de felicidade em nossa sociedade.

Magra, rica, casada com um cara mais rico ainda e bem sucedido, tem filhos, não manteve a carreira após o casamento.

Esqueci alguma coisa?

Ela é branca e hétero.

Starsmore disse...

Queimem esses pesquisadores e esse jornal, apaguem essa notícia!!
Nós só permitimos estudos sobre aquilo que julgarmos ideal. O resto é absurdo e deve ser ignorado, vetado, desacreditado e satirizado.
O universo foi criado ao meu redor e deve refletir apenas meu pensamento.
Amém.

Mariana. disse...

eu acho ultrajante para a ciência séria e comprometida que divulgações como essa sejam chamadas de pesquisa científica. Não merece, né, gente?

Vinicius disse...

Starsmore

Esse discurso pesudo libertário só abre espaço pra nazistas reproduzirem uma pseudo ciência higienista, por exemplo, sem a crítica merecida.

Esse grito pela [suposta] liberdade de expressão é só uma maneira de manter as coisas como estão.

Vinicius disse...

pseudo*

aiaiai disse...

kkkkkkkk, L. Archilla, acho q deve ser por ai. Se a coisa apertar o cara pobre, literalmente, come a mulher.

Como q alguém ainda tem a coragem de vir defender uma pesquisa dessas Starsmore? Vc tá usando ironia, né?

Davi Mello disse...

Lola, me permita um comentário off topic... estava lendo um post antigo seu: http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2008/04/feminismo-pra-qu.html

acho que entendo (entender não é concordar) porque o termo "feminismo" soa tão pesado pra tanta gente e tantas mulheres o negam ser. é o pq o "feminismo" costuma ser compreendido como oposição ao termo "machismo". daí, pela "lógica", se é o oposto, ele carregaria em si todo o peso e a negatividade do seu contrário, o "machismo". porém, isso é um erro de interpretação. "feminismo" não é o oposto de "machismo", mas a sua negação. se ser machista é pejorativo, é pesado, é porque o termo embute a ideia de superioridade masculina. já ser oposto, ser feminista, não é crer na superioridade feminina, mas NEGAR a superioridade de gênero. e não há nada de pejorativo nisso, é simplesmente assim q as coisas deveriam ser: iguais no sentido de não haver superioridade, nem privilégios, apesar das diferenças.

Leandro Santiago disse...

E pelo visto a Lola não aprendeu coisa alguma com as críticas ao seu texto anterior sobre psicologia evolucionista. Ao menos deste vez maneirou, deixando de acusar a psicologia evolucionista em si para dizer que ela só ela poderia corroborar com as afirmações feitas pela pesquisa.

Tirando isso, o texto me parece interessante. Mas não como crítica à ciência (tadinha dela, fazem mau uso dela e ela nem fica sabendo :-(), mas sim aos veículos que dizem fazer ciência.

Meus conhecimentos em estatística são básicos (um curso de poucas horas na faculdade), mas uma amostra de 169 elementos, num determinado período de tempo (4 anos perto de milhares de anos que a humanidade tem) é capaz de afirmar NADA sobre o comportamento estudado.

Há provavelmente muito mais influência de questões "extra-genéticas" na "explicação" do fenômeno.

A crítica não deveria ser à ciência nem à psicologia evolucionista, mas à revistas que divulgam erroneamente pesquisas que nem se sabe se são comprovadas, se foram reproduzidas por outros pesquisadores.

Uma vez li uma tirinha onde, após pesquisadores conseguirem diminuir em x% a quantidade de células cancerígenas num tumor, o jornal publica a matéria "É descoberta a cura do cancer". O pesquisador então vai tirar satisfações com o repórter, e após uma discussão, o manda se &oder. No dia seguinte, sai no jornal: "Cientista estupra repórter".

ps: Isso não é relevante no meu comentário, mas caso queiram saber, eu e minha namorada estamos acima do peso (ela mais que eu :-)), e isso não diminui em nada o sentimento que tenho por ela e espero que não o que ela tem por mim. Mas pra mim não há problema em desejarmos que @ parceir@ fique mais magro e saudável. Não por uma questão de vaidade, mas de saúde. Nós estamos acima do peso e isto está nos fazendo mal, tanto que estamos buscando maneiras de perder peso e sair do sedentarismo.

Abraços!

Teresa disse...

Rs rs rs. Victoria Beckham tem dentes sim, mas eles são curtos e o resultado é um sorriso feio. Por isso desde o tempo das Spice Girls ela vive com essa cara de quem só almoça alface com pepino. Quanto à "pesquisa", pfff.

Lord Anderson disse...

Eu sempre me pergunto se quem publica essas idiotices le oq escreve em voz alta.


Acho que ajudaria a perceber como isso é ridiculo.

E pq o foco da mulher ser mais amada?

e o homen? ele não tem que despertar mais amor ou no minimo atração tb?


eu sempre gostei de ciencias. ler livros e estudos cientificos...mas esse tipo de sensacionalismo ao serviço de uma imposição de aparemcia é muito triste.

Regina Prado disse...

Pesquisa de comportamento na nossa "era" sempre tem um interesse obscuro. Certeza que essa desinformação visa criar padrão de comportamento para depois vender produto para o dito Casal Perfeito. Afinal, o casal perfeito é rico, bonito, hetero (embora o mercado homo também será muito explorado), caucasiano, famoso e tradicionalmente paternalista (Já que a Senhora Beckham, opa, ninguém se refere a ela apenas como Victoria, porque será né?) largou tudo para virar "mulher de casa".

Não da pra se iludir pessoal, ciência e jornalismo imparcial só existe na Utopia.

@Flasht
Meu querido o problema é a cobrança que a mulher sofre da sociedade em geral para estar sempre PERFEITA. Se uma mulher da uma entrevista mal vestida, ninguém repara se ela está falando algo que mudará a humanidade, a primeira coisa que vão dizer é: "Nossa que mulher relaxada!" Acreditem eu ouvi isso de um grupo de amigas quando a embaixadora do Brasil, responsável se não me engano pelos assuntos de direitos humanos na ONU apareceu toda descojuntada depois de uma reunião de 8 horas (que deve ter sido tensa) para dar entrevista ao jornal... A cobrança pela aparência é maior na mulher, ai é que ta o probleminha, que muita gente finge não ver.

Koppe disse...

Esse tipo de matéria é bem útil, tanto para a indústria de cosméticos quanto para a indústria pseudofarmacêutica, aquela que vende os emagrecedores milagrosos e as dietas milagrosas. Se pensar bem, se eles difundirem como padrão de beleza mulheres mais gordas, vai ser bem fácil e barato para as mulheres atingirem esse padrão... que lucro isso poderia gerar? Não, não, é muito mais lucrativo convencer as mulheres que elas precisam emagrecer a qualquer custo, e comprar produtos "diet", "ligth", emagrecedores milagrosos que ligando agora leva duas ambalagens pelo preço de uma, livros sobre a milagrosa dieta criada pelo doutor fulano de tal, etc...

Uma dúvida, eu não leio essas revistas mencionadas no artigo, alguém que tenha visto uma delas saberia informar quais são os produtos que anunciam nelas?

O que a indústria, e por tabela a publicidade, deveria temer se houvesse uma grande onda de auto-aceitação do próprio corpo por parte das mulheres?

Dani disse...

O pior é que tem gente que lê e acredita...........

Alberto disse...

Essa pesquisa parece ser ridícula.

Segundo essa fonte da Lola (Zero Hora), o número de casais pesquisados foi 169 (teve grupo de controle?), uma contagem amostral ridícula para se dizer que há realmente uma relação entre felicidade (como eles definiram isso?) e IMC.

E essa explicação que eles deram ao fenômeno tamém é estranha. E os casais nos quais a esposa é muito gorda, mas ainda assim tiver IMC menor que o do marido? Esses casais, segundo essa relação que eles acharam, devem ser, em geral, felizes, mas não deve ser porque as esposas são magras.

Agora, outra coisa ridícula é pegar uma pesquisa dessas, que ainda não foi repetida e confirmada, e, por isso, não é uma hipótese aceita pela comunidade científica, e dizer que "a ciência explica" o fenômeno.

alex disse...

Enquanto as magras competem entre si, as gordinhas comem o pierce brosnan.he,he..

Lord Anderson disse...

Flasht


O feminismo surgiu justamente para reivindicar direitos que as mulheres não tinha, então é logico que ele é focado nas mulheres...

Mesmo assim, a maioria das feministas que eu conheço (incluindo ai a Lola), tb luta por beneficios aos homens, como o aumento da licença parternidade, a não obrigatoriedade do alistamento, e principalmente pelo fim da patrulha que nos prende em esteriotipso de genero.


Ja pensou viver sem ter que ficar limitado ao papel de fodão que pega todas, que nunca falha, nem chora, não demonstra sentimentos?

não são as feministas que ficam cobrando isso, são outros homens que ficam patrulhando pra ver se vc é "homem/hetero" mesmo.

E outra, quem tem que lutar por qualquer ampliação de direitos masculinos, são os homens.

A gente que tem que protestar e lutar por mais saude, por mudança mais tempo com nossas familias.

Acho meio estranho cobrar que as mulheres façam isso quando elas ja tem tanto pelo que lutar.

Lord Anderson disse...

> Quem geralmente é o ativo/ vai a caça?

eu me referia ao casamento...

e bem vc ja reparou que temos um caso de padão duplo aqui?

muitos caras reclamam que as moças não tomam a iniciativa, mas quando ela fazem isso, quando é a mulher que tenta "chegar" no cara, ela é chamada de atirada, vadia, etc?

é triste, mas a maioria dos caras não sabem lidar com a iniciativa feminina.

Diogo Machado disse...

Só faltou dizer que o casal tem de ter a mesma idade pra ser feliz... que atraso, viu?!

Iara disse...

As mulheres as vezes são um mistério.Ele é mais famoso por ser mulherengo do que pelas jogadas que faz no campo.
Então por que ela aguenta um homem desses em casa ? Não sei dizer. A felicidade de um casamento seria essa ? Aguentar um homem que tem outras,mas garante publicamente te amar ? Não acho eles exemplo de nada, digo, são exemplos do marketing perfeito .Juntos e casados tem contratos milionários.De repente o mundo comenta dessa felicidade e são duas pessoas que moram separadas e fingem se amar, por que não ?
Quanto a questão da magreza, continuo acreditando que mulheres tem sua parcela de culpa em aceitar regras masculinas .Eu já namorei homens que abusavam verbalmente de mim porque não sou magra, mas nenhum deles me obrigou a escutar isso ,fiquei lá ouvindo porque quis, sem reagir , sendo assim tive minha parcela de culpa ao aceitar essa agressão gratuita .Já pensei milhoes de vezes que perdi o cara que gostava porque não era magra suficiente ,apesar dele nunca ter dito nada .
É a cabeça da mulher que tem que mudar, é com a educação que vamos entender que não somos objetos nem brinquedos para os homens .

Vinicius disse...

Arnold, porra, vc ficou realmente sentido, né?

Faz assim, monta um blog do naipe do MDI e começa a chorar num tom pseudo científico. Aí vc vai ter um monte de babaca zé-bronha pra ficar lambendo seus manifestos anti-feminazismo-que-acaba-com-a-trepada-fácil-do-homem.

E todo esse blá blá blá de moleque complexado.

Letícia Miele disse...

Meu Deus!!! Vou ter que começar uma dieta imediatamente pra me sentir amada... Sinceramente, viu?!

Vinicius disse...

eu peso 53kg, nunca terei um relacionamento estável, uhahua

T. Guerra disse...

Alguns pontos que considero relevantes:

- O estudo foi mal elaborado e sua conclusão reducionista vai contra a própria psicologia;

- O estudo é tendencioso, pois busca entender de forma generalizada algo que não se baseia em regras fixas ou fixáveis;

- Um aspecto muito idiota desse estudo é que encara a "felicidade" do relacionamento apenas pela perspectiva masculina, como se a feminina fosse plenamente dela dependente;

- Esse tipo de estudo faz mais sucesso em tabloides que em periódicos, visto que possuem um público-alvo escolhido com antecedência.

- Seria interessante saber quem foi que financiou e elaborou essa pesquisa.

E só pra finalizar, um pequeno lembrete meu: Cuidado pra não confundir ontologia com deontologia. Se equivocar nisso pode (e vai) desqualificar o argumento por completo.

Isabela disse...

Hey Arnold,

Se vc vai trollar por aqui, ao menos atente para a grafia das palavras!

Escalpelar é com "l" e não com "u", afinal, vem de escalpo.

Pq recalcado e assassino da língua, não há quem agüente!

T. Guerra disse...

Ps.

é mais ou menos assim que eu imagino que o Arnold é fora do mundo virtual:

http://4.bp.blogspot.com/-DUdG9tJ--hI/TdzaKv6n6kI/AAAAAAAAERo/sS4jaWx8xVg/s400/troll-1.jpg

T. Guerra disse...

o cara põe o apelido de Arnold e uma foto do Arnold... e acha besta alguém falar "Hey, Arnold"?

Comofas?

Anônimo disse...

viu isso, Lola?? Não sei nem o que comentar!! http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=19076

Liana disse...

Mais uma notícia "bambolê-flamejante". O que me choca mais é perceber que tem gente que acredita.

Eles não parecem felizes enquanto casal, mas, sei lá, pode ser que de um jeito estranho eles realmente se acertem.

Como eu sou magra, eu vou supor que a qualquer momento um homem rico vai bater na minha porta e me pedir em casamento, eu vou medir o IMC dele e seremos felizes para sempre. Sinceramente, não sei porque isso ainda não aconteceu.

Vinicius disse...

ok, peguei pesado.

Gabriele Albuquerque Silva disse...

Leandro: Me lembrei tb de outra ilustração, "O ciclo da noticia científica" http://www.posgraduando.com/humor/o-ciclo-da-noticia-cientifica

Anônimo disse...

Estudo no sense...

Isabela disse...

Levantemos as mãos aos céus pq agora está desvendado o segredo da felicidade e duração dos casamentos!

Interesses em comum, empatia, amor, respeito, tudo isso é pouco importante! Só achar alguém como IMC maior que o meu e estarei feita!

Aliás, vou até falar pra minha mãe parar de insistir pro meu pai perder a barriga pois no momento em que isso acontecer e ele ficar mais magro que ela, babau casamento de 26 anos! Acabou na hora!

OBS: Vinicius coitado se lascou, pesando 53kg vai ser difícil hein! Rs!

Fabiane Lima disse...

Eu, tendo sido adolescente nos anos 90, tenho uma resposta bem simples pro fato de a Victoria não sorrir: ela disse numa entrevista, na época em que era a famosa Posh Spice, que não gosta do próprio sorriso. Como solução pra isso, resolveu aparecer séria em todas as fotos e acabou criando um estilão. Hahahahaha, é meio idiota mas é verdade.

Fabiane Lima disse...

Levantemos as mãos aos céus pq agora está desvendado o segredo da felicidade e duração dos casamentos!

Interesses em comum, empatia, amor, respeito, tudo isso é pouco importante! Só achar alguém como IMC maior que o meu e estarei feita!

Aliás, vou até falar pra minha mãe parar de insistir pro meu pai perder a barriga pois no momento em que isso acontecer e ele ficar mais magro que ela, babau casamento de 26 anos! Acabou na hora!

OBS: Vinicius coitado se lascou, pesando 53kg vai ser difícil hein! Rs!

28 de novembro de 2011 13:01
Anônimo Fabiane Lima disse...

Eu, tendo sido adolescente nos anos 90, tenho uma resposta bem simples pro fato de a Victoria não sorrir: ela disse numa entrevista, na época em que era a famosa Posh Spice, que não gosta do próprio sorriso. Como solução pra isso, resolveu aparecer séria em todas as fotos e acabou criando um estilão. Hahahahaha, é meio idiota mas é verdade. Levantemos as mãos aos céus pq agora está desvendado o segredo da felicidade e duração dos casamentos!

Interesses em comum, empatia, amor, respeito, tudo isso é pouco importante! Só achar alguém como IMC maior que o meu e estarei feita!

Aliás, vou até falar pra minha mãe parar de insistir pro meu pai perder a barriga pois no momento em que isso acontecer e ele ficar mais magro que ela, babau casamento de 26 anos! Acabou na hora!

OBS: Vinicius coitado se lascou, pesando 53kg vai ser difícil hein! Rs!

28 de novembro de 2011 13:01
Anônimo Fabiane Lima disse...

Eu, tendo sido adolescente nos anos 90, tenho uma resposta bem simples pro fato de a Victoria não sorrir: ela disse numa entrevista, na época em que era a famosa Posh Spice, que não gosta do próprio sorriso. Como solução pra isso, resolveu aparecer séria em todas as fotos e acabou criando um estilão. Hahahahaha, é meio idiota mas é verdade. Levantemos as mãos aos céus pq agora está desvendado o segredo da felicidade e duração dos casamentos!

Interesses em comum, empatia, amor, respeito, tudo isso é pouco importante! Só achar alguém como IMC maior que o meu e estarei feita!

Aliás, vou até falar pra minha mãe parar de insistir pro meu pai perder a barriga pois no momento em que isso acontecer e ele ficar mais magro que ela, babau casamento de 26 anos! Acabou na hora!

OBS: Vinicius coitado se lascou, pesando 53kg vai ser difícil hein! Rs!

28 de novembro de 2011 13:01
Anônimo Fabiane Lima disse...

Eu, tendo sido adolescente nos anos 90, tenho uma resposta bem simples pro fato de a Victoria não sorrir: ela disse numa entrevista, na época em que era a famosa Posh Spice, que não gosta do próprio sorriso. Como solução pra isso, resolveu aparecer séria em todas as fotos e acabou criando um estilão. Hahahahaha, é meio idiota mas é verdade. Levantemos as mãos aos céus pq agora está desvendado o segredo da felicidade e duração dos casamentos!

Interesses em comum, empatia, amor, respeito, tudo isso é pouco importante! Só achar alguém como IMC maior que o meu e estarei feita!

Aliás, vou até falar pra minha mãe parar de insistir pro meu pai perder a barriga pois no momento em que isso acontecer e ele ficar mais magro que ela, babau casamento de 26 anos! Acabou na hora!

OBS: Vinicius coitado se lascou, pesando 53kg vai ser difícil hein! Rs!

28 de novembro de 2011 13:01
Anônimo Fabiane Lima disse...

Eu, tendo sido adolescente nos anos 90, tenho uma resposta bem simples pro fato de a Victoria não sorrir: ela disse numa entrevista, na época em que era a famosa Posh Spice, que não gosta do próprio sorriso. Como solução pra isso, resolveu aparecer séria em todas as fotos e acabou criando um estilão. Hahahahaha, é meio idiota mas é verdade.

Gabriela Galvão disse...

Diz qe ele tem halitose de tanto suplemento qe toma; ela também ñ deve ter o melhor bafo del mondo. Aí deve rolar uma camaradagem...

E essa pose de curvar assim pra frente qe esse povo danou a fazer? "Na minha terra" o elegante é cabeça firme, espinha ereta, coração tranqilo...

LisAnaHD disse...

dentes ela tem sim, se verdadeiros ou falsos, isso não sei... a alimentação precária afeta os dentes.

não acredito nessa conversa sobre mulher pesar menos do que o homem (marido) pra ser realmente feliz no casamento, não acredito mesmo... antes de mim, o amor da vida de meu marido, era bem gordota!

Lola, vc não me parece gorda como vc insiste em comentar... vi vídeo seu dando uma palaestra... vi vídeos de vc com o maridão comentando sobre filmes e sinceramente acho vc passada de peso, mas não gorda... por ter seios grandes vc pode parecer gorda, acho que é isso... ou talvez meus critérios para considerar uma mulher como sendo gorda sejam critérios generosos, sei lá.

lembram-se qdo a então top model Cindy Crawford e Richard Gear se casaram? Há 15 anos? Bem, o casamento durou um piscar de olhos e na época uma famosa psicóloga americana (não me lembro o nome dela) falou que essas mulheres assim tão magras, contrariando a natureza, estão sempre mal-humoradas e sem disposição pra sexo pq lhes falta energia e por isso os relacionamentos não duram (isso não se aplica para mulheres naturalmente magras). Angelina Jolie é uma magreza que chega a dar aflição de olhar... umas pernicas que parecem braços de menina... os braços malhados pra parecerem atraentes não escondem a magreza excessiva... enfim, o que pensam realmente os homens?

Honoravel kelvin disse...

antes de mim, o amor da vida de meu marido, era bem gordota!

Amor este que virou ex. pq?

Caroline Cardoso disse...

A gente é obrigada a ler cada coisa que insistem em chamar de "ciência". Aff!

Marco A. D. Campos disse...

e como faço eu e meu namorado?
quem dos dois tem que ser o mais magro?!

carolpd disse...

A mulher do Pierce Brosnan não me parece gorda, ela tem muitas curvas isso sim e não tem mais 20 anos, a verdade é essa reportagem esqueceu de mencionar que mesmo Victoria sendo magra do jeito que ela é, não impediu que o David a traísse, um relacionamento feliz não deveria se basear em aparência física (principalmente um que tem tanto tempo!)

Isabela disse...

Ahhhh Marco, a única solução para o seu relacionamento é se ambos mantiverem o IMC rigorosamente igual! Se não não tem jeito, estarão fadados à infelicidade e/ou ao término!

Blanca disse...

T. Guerra, morri com a representação do Arnold. KKKKKKKKKKKKKKK


Gente. "Alguém sabe se ela tem dentes?" hahaha. Mas não é? E essa cara de gripada-de-saco-cheio que ela faz toda vez que vê flashes? É a mesma que faço ao ler comentários do Flasht! Impressionante!

Jorge disse...

Eita o Arnold é o Flasht que falta do que fazer

LisAnaHD disse...

@ Horonavel 14:07
O namoro terminou pq ela queria casar-se ao terminar o ensino médio. Meu marido não se casaria antes de terminar a faculdade, fosse lá quem fosse a mulher, fosse lá o tanto que ele a amasse. Ela achou que meu marido não a amava o suficiente e não quise esperar.

Meu marido tb gostou muito de uma garota negra, mas ela se recusava a ter relacionamento amoroso com homem branco. Amigos, sim. A outra, do parágrafo acima, era branca, de cabelos ruivos.

Depois ele gostou de uma magriça, branca, de cabelo enrolado e armado. Mas não daria certo pq ela era hippie.

Eu tb tive lá meus namorados de diversas nacionalidades e etnias, portanto dizer que eu e/ou meu marido somos preconceitusos e raciscas é uma piada... qdo alguém se atreve a expressar tal opinião (não você, mas já fui sim agredida dessa forma aqui).

Relicário disse...

EI ARNOLD??? É a sua irmã na foto do seu link?? Loirinha como vc...

Joicy Sorcière disse...

Tô lascada!!!!!!!

Depois dessa, vou vivendo minha infeliz vida, então!

Vou deixar a felicidade pra quem pode... pq eu!? Ah, eu sou gorda! Não posso ser feliz... poxa... eu tinha tanta certeza que era feliz depois de 12 anos ao lado de meu marido.

Eu pensava que era felicidade essa coisinha macia que sinto no estômago, voando feito borboletas. Descobri que é só gordura! Ah nemmmmmmmm... que peeeena!! O.O

Vinicius disse...

Arnold, hoje não é seu dia... uhauha

só tomando na lomba.

Carol disse...

Nego escreve qq baboseira e tem a desfaçatez de chamar de ciência. Vergonhosa essa mídia viu.

Manter as pessoas infelizes gera lucro, então dá-lhe pseudo ciência pra perturbar as pessoas, especialmente as mulheres.

Sério que o troll de estimação adotou mesmo o perfil crentelho? Deve ser pra manter o ibope.

Honoravel kelvin disse...

Não trolei o arnold, ajudei ele
Em vez do desenho ele deveria fazer uma (des)motivacional com aquela do facebook

Maria Beatriz de Castro disse...

Não concordo que casais mais felizes são aqueles em que a mulher pesa menos que o homem. Mesmo porque tem muitas gordinhas aí que estão casadas há muuuuuito tempo, como você, Lola! Porém, acho que o resultado desta pesquisa mostra como a sociedade impõe essa condição. É um misto de futilidade com imposição de estereótipos à mulher. Algo como: "Se você não pesar menos que o seu marido, você não terá um casamento feliz!" Doideira, Lola. Dá até pena.

Um beijo, sou sua fã! *u*
http://biacentrismo.blogspot.com

Cynthia disse...

Lola, vc leu isso? É sobre uma aluna que foi agredida por policiais (homens e uma mulher) na reintegração de posse da reitoria da USP:

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=19076&boletim_id=1065&componente_id=17021

Rosangela disse...

Como alguns comentaristas já disseram, o pior é que por trás da magreza excessiva de tantas celebridades há uma vida muito pouco saudável. Claro que existem pessoas naturalmente magras em qualquer idade mas sempre acho estranho atrizes e modelos de 40 anos, ou mais, ter o corpo de uma menina de 14 anos. Elas dizem publicamente que só comem alimentos saudáveis e se exercitam regularmente mas o fato é que, para manterem-se assim, não é raro o abuso de substâncias lícitas que tanto diminui a fome como alteram o humor e tiram o prazer de viver. E quem pode ser considerado bem sucedido - amorosamente ou em qquer outra esfera da vida - levando uma vida tão artificial assim?

Moema disse...

Li esse lixo de matéria no Daily Mail uns meses atrás... Não merece a visibilidade que estão dando...Pesquisa de apenas um caso é o fim da picada.




Se o casal Beckham é feliz, muito mais feliz é o casal Camilla & Charles Windsor. Esses sim, se amam desde a mocidade, venceram tudo e estão juntos apesar da cara feia da rainha e da recusa do povo inglês em chamar a futura rainha mãe de Princesa de Gales. Não tem pesquisa prá eles não?

Mais confiável é a pesquisa que durou 24 anos, feita pela britânica Pam Spurr que afirma que a silhueta magra é mais preponderante na felicidade da mulher do que estar casada ou namorando.
link em português:
http://mdemulher.abril.com.br/blogs/dieta-nunca-mais/2010/10/ser-magra-faz-mulher-mais-feliz-do-que-namorar/

link Daily Mail:
http://www.dailymail.co.uk/femail/article-1317722/Being-slim-makes-woman-happier-man-could.html

Moema disse...

Rosangela, dá prá se manter bem magra sim, sem ajuda de fármacos ou à custa da saúde. É só adotar uma dieta à base de LEGUMES, verduras, frutas (não muitas) e muita proteína. A dieta Dukkan parece atingir o mesmo resultado. É a dieta da Kate Middleton, atual duquesa de Cambridge e da família dela.

Starsmore disse...

Tá tão "Caras" esse blog hoje, credo, várias pessoas comentando como se vivessem dentro da casa deles pra saber como se alimentam, se são felizes, se tem dentes, se já traíram.
Julgam pessoas famosas como se merecessem, só porque aparecem em capas de revista.
Parece aquele povo da foia que fica esperando sair uma notícia da Xuxa pra falar que ela vendeu a alma pra Satã.

Starsmore disse...

PS: Conheci uma menina que vivia de comer salgadinho e lanche (X-Saladas) e era pele e osso. Genética não serve só quando a gente quer justificar quando a pessoa é gorda e tem dificuldade pra emagrecer.

Moema disse...

Starsmore, você sabe qual era o nível de atividade corporal dessa menina?
Já ouviu falar em doença celíaca?

Moema disse...

Cagliosto, estão mesmo confundindo felicidade no casamento, com estabilidade no casamento e
com fidelidade absoluta no
casamento, né?

O que está por trás dessa 'pesquisa' é a pergunta: por que o David não deixa a Victoria, hehe? Mas eu faço outra: Por que a Victoria não deixa o David?

Ramon Melo disse...

Desde quando psicologia evolucionista é ciência? Vocês enlouqueceram?

O evolucionismo só é aplicável à BIOLOGIA, qualquer uso de darwinismo fora da BIOLOGIA não é aceito como ciência. O mais próximo de uma exceção é a memética, que é uma PROPOSTA do Richard Dawkins ainda não reconhecida pelo meio científico.

E de onde você tira esses estudos ridículos, Lola? Vocês recebe dos(as) leitores(as) ou fica caçando por isso? Porque, honestamente, fico pensando que tipo de periódico publicaria uma coisa dessas! Olha o nível: "Foram selecionados 169 casais com menos de 35 anos para participar da pesquisa." Que tipo de amostra estatística é essa?

A propósito, o comum é realmente homens pesarem mais do que as mulheres, é uma predisposição biológica, já que a massa magra (ossos e músculos) são mais densos que a gordura. É por isso que o IMC não pode ser usado como critério de comparação, porque ele só leva em consideração o peso bruto e é incapaz de estabelecer um limiar entre o sobrepeso (que tem pouco efeito sobre a saúde) e a obesidade (que é de fato uma doença).

Laurinha (Mulher modernex) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cagliostro disse...

Moema, o David não deve se separar dela, se não for por amor (por que os magros e anoréxicos não podem ser felizes?), por saber que sua imagem está diretamente relacionada à da Victoria. Ele só é vendido por causa da mulher. O cara já não joga bola, não tem nenhuma outro talento a não ser a aparência fisica temporal e...principalmente, o glamour de ser rico e casado com uma mulher que, 99% das pessoas que compram a sua imagem, tem como o ápice da sofisticação e da vida invejável.

Quem disse que a humanidade não é ridícula?

Anônimo disse...

"Cagliostro": Vc foi bem tosco e mal educado. Deixa os comentários pra quem está querendo discutir os assuntos com seriedade. Vai resolver suas frustrações na análise, garanto que resolve.

Flavia C. disse...

Lola, querida;

Nunca fui obesa, mas por biotipo sempre fui aquilo que convencionei chamar de "semi-gorda". Passei anos da minha vida segurando a boca pra não ficar gorda (o que, pra mim, significava qualquer peso acima de 65 quilos distribuídos pelo meu 1,67 m de altura), porque achava que era a pior coisa que poderia me acontecer. Na virada dos 20 pros 30 anos, ganhei quase 10 quilos, embora não tenha mudado minha alimentação ou ritmo de vida. Hoje, começo a entender que me manter com 60 quilos não pode ser a condição essencial pra minha felicidade. Mas é difícil, e como... a pressão do "entorno" é quase insuportável.

Confesso que, com certa frequência, penso que não posso me envolver amorosamente, ou comprar roupas ou simplesmente viver antes de perder o peso que ganhei. É aí que me olho em frente ao espelho e vejo que sou, sim, uma bela mulher de 31 anos, com o corpo que devo ter neste momento. E, veja bem, com pouco mais de 70 quilos, nem posso ser considerada gorda... chego a me achar ridícula quando penso nesses termos.

Mas, como alguém já disse aqui nos comments, é o esclarecimento que nos leva ao entendimento e à aceitação das diferenças, e seu blog só colabora nessa batalha diária. Um beijo e obrigadíssima por tudo que nos deixa de bom, todos os dias, por aqui.

Lord Anderson

Perfeitas as tuas colocações. Faço minhas as tuas palavras.

Maria Beatriz de Castro disse...

Cagliosto, você levantou uns pontos que até bom debater.

- Uma pessoa muito gorda pode ser feliz? Eu sinceramente acho que, de completo, não. Não só pelas doenças, mas pelo mal estar mesmo. Pessoas que pesam quase 150,160 quilos não podem ser saudáveis - pelo menos eu acho... Mas estamos falando de pessoas reeeealmente obesas, com problemas sérios. Pessoas gordas, apenas gordas, nada absurdo, não podem ser felizes consigo mesmas? Daí a questão não é física, e sim de auto-estima!

- E quem disse que para segurar um casamento é necessário sexo? Sexo é importante? É. Mas o que segura casamento é amor. É por esse pensamento de "sexo é tudo" que as pessoas traem e ainda justificam falando sandices dessas.

- E quem disse que gordinhos não podem despertar atração sexual?

- E como você pode dizer que as pessoas gordas dizem que estão bem, mas não estão?

Isso tudo resume como a sociedade estereotipa até quem é feliz, como se nós não soubéssemos se somos ou não felizes. Eu hein?

Moema disse...

Flavia, se vc ganhou 10kg e não mudou nada em termos de alimentação ou atividade (custa-me crer), vá ao médico porque vc pode estar retendo líquido, e isso é sinal de problema renal ou cardíaco.

Bjs

Cagliostro disse...

Maria Beatriz,

sexo não é nem 10% do casamento. Mas a discussão proposta pelo post parece passar pelo contrário: o Pierce rolando feliz com sua mulher gordinha na praia.

Só acho um erro a Lola vir com o velho clichê de ver-se o gordo com simpatia, como um bichinho de estimação social, um chaveirinho inofensivo. Há algo pior do que isso, para o próprio gordo. E não falo aqui de obsesos mórbidos _ afinal, qual o limite entre um e outro? Uma pessoa dez quilos acima de seu peso normal já é alguém apresentavelmente gordo.

A Lola poderia usar o blog como mecanismo para o emagrecimento e um programa de incentivo de emagrecimento. Assim como o cigarro, que em sua época era um charme, e caiu no verdadeiro lugar de inimigo público, a gordura já está entrando em seu momento de condenação pública. Vê se o Jô e o Faustão propõe com a mesma alegria esfuziante que são Grandes e Fofinhos.

O que a Lola faz aqui aparecendo diante bolos de chocolate, com o rosto empapuçado a ponto de explodir, é pedir a caridade de olharem-na com piedade gentil. Não é nem um pouco bonito isso.

Maria Beatriz de Castro disse...

Cagliostro, acho que o que a Lola faz aqui no blog é dizer que as mulheres não precisam se adequar a estereótipos para serem felizes.

Se uma mulher é gorda e se sente bem assim, qual o problema?

Que eu saiba, o Faustão fez a tal redução de estômago por motivos médicos. Se foi realmente? Nunca vamos saber. Mas a gordura do Faustão e do Jô é o que eu considero absurdo, obesidade que pode causar sérios problemas de saúde... E daí, vir a se tratar tanto por causa da aparência quanto pela saúde, é válido.


Mas acho que o que a Lola quer transmitir é que dá sim para ter um casamento feliz, com amor, e -porque não? - sexo, pesando mais que o seu parceiro.

Se ela posta fotos dela com um bolo de brigadeiro na frente, deve ser porque ela te consciência de que pode comer. Alguém sensata com a Lola não comeria bolo de chocolate se tivesse, por exemplo, diabetes.

Acho que ela exemplifica as ideias que ela defende com ela mesma. E nada mais justo, já que o blog é dela.

Mas enfim, cada um com suas interpretações (=

denise disse...

Não ia comentar pq concordo com Starmore que esse assunto é meio revista Caras, e não é minha praia, mas esse Cagliostro esta me parecendo ser o fantasma do escorpião do post passado, quanto veneno heimmmm!!!!

Flavia C. disse...

Moema, devo dizer que a minha saúde é absolutamente bem cuidada e meu ganho de peso foi progressivo. Estou bem e saudável como estou, acredite.

Cagliostro disse...

Maria, a Lola nas fotos, não me parece nada bem. Nenhuma diferença com o Faustão como era antes. Sinceramente, a vc ela parece saudável?

Maria Beatriz de Castro disse...

Eu, como sou leitora do blog, acho que a Lola é saudável sim. O caso é que acredito na sensatez dela quando escreve aqui no blog. Logo, sim, acho.

A gente pode ver muita gente na rua e falar: Nossa! Que pessoa infeliz deve ser! Não é saudável!

E esse é o ponto da questão Cagliostro. Se ela está dizendo aqui que está bem, que gosta de ser como é, que é feliz, porque contrariá-la dizendo que isso é atitude poser? É possível sim ser feliz acima do peso.

De qualquer jeito, cada um sabe de si. Cada um sabe se está feliz ou triste com sua vida e seu corpo. (=


Boa Noite!

Moema disse...

Flavia, ganho de peso progressivo sem diminuição de atividade ou aumento de ingestão calórica com a mesma atividade, ou por indução de drogas/distúrbio funcional, me desculpe, mas não existe. Cada quilo de gordura são 7.700 calorias ESTOCADAS, 10kg são 77000 CALORIAS e mais um pouco se for massa muscular.
Engordar com brisa, nem nós nem ninguém engorda, né?

Desculpe, estou insistindo porque tem mais gente lendo e vai ver acreditando que ganho de peso progressivo nada tem a ver com ingestão calórica.

Bjs

lola aronovich disse...

Cagliostro, deletei dois comentários seus. Recomendo que vc vá especular sobre a vida sexual dos seus pais, e crie um blog pra falar do assunto. Vir aqui insultar todas as gordas, principalmente a mim (e ao meu marido), dizer que gordas não somos felizes, que não fazemos sexo, etc etc etc (tudo que ouvimos e lemos diariamente): não vai rolar aqui. Foi o cúmulo da piada vc querer que eu transforme meu blog FEMINISTA num blog sobre emagrecimento. Isso mostra a sua ignorância em relação ao feminismo. Um dos slogans do feminismo é FAT IS A FEMINIST ISSUE (gordura é um assunto feminista). Porque gordura está ligada a temas caros ao feminismo, como a ditadura da beleza, a autoestima, a aceitação do corpo como ferramenta de empoderamento, ao male gaze, os padrões impostos pela indústria. (Moema é outra que ainda não entendeu que este blog não é o lugar ideal para vir aqui dizer que gordos são doentes e dar dicas de emagrecimento). Acho que preciso escrever um post sobre como gordura é um tema feminista. Não que vc vá entender, Cag.


Ai, ai, troll como o Starsmore reclamando que não está gostando do blog HOJE!.. Desde quando vc gosta do blog, rapá?

Anônimo disse...

Essa pesquisa nao eh cientifica, nao eh psicologia, nao entendi porque vc relacionou com psicologia isso, Lola.

A psicologia evolucionista tem evoluido, acreditem!!

Quando a Lola propaga essas ideias antigas sobre essa bela ciencia, faz um des-serviço a uma area que ainda sofre bastante preconceito social e academico.

Em suas mais recentes pesquisas a Psicologia Evolucionista traz para a psicologia uma proposta de solução para uma questão que há muito vem sendo debatida, a da dicotomia entre natureza e criação, entre biologia e cultura. A resposta à aparente contradição entre diversidade e universalidade humanas surge com modelos que integram diversos níveis de explicação, e consideram a complexidade cultural como um reflexo da complexidade biológica. Nas palavras de Henri Wallon, bem como de Bussab e Ribeiro, o homem é biologicamente socio-cultural.

Lola te sugiro um pouco de leitura e atualizacao sobre a psicologia.

Se quiser criticar alguns pseudos cientistas que se dizem psicologos evolucionistas, cite seus nomes, mas nao os associem a toda uma ciencia valida e seria.

Sou psicologa, pesquisadora da universidade federal de pernambuco, estudo o desenvolvimento humano, e no meio academico que circulo nao vejo esse uso da psicologia para diminuir a mulher.

A proposito, sou mulher, femilista, e observo uma grande maioria de mulheres na minha area (psicologia), nao estranharia o fato de ser uma ciencia que sofre preconceito por sexismo. Afinal, como uma marioria de mulheres poderia produzir boa ciencia? Mulher nao serve pra nada mesmo...

Rosangela disse...

Quanto mais a Lola adquire visibilidade com o seu blog, mais eu comemoro. Os seus posts não somente contribuem para aumentar a autoestima de pessoas bombardeadas por certezas equivocadas, dentro e fora de casa, como por ser um espaço para o debate livre. Mas essa visibilidade também trouxe gente muito equivocada sem um pingo de vontade de discutir abertamente as questões abordadas, mas provocar os verdadeiramente interessados no debate com teses senso comum pra lá de batidas - capazes de fazer corar o mais picareta dos psicólogos evolucionistas. Mas esse custo é muito baixo comparado aos benefícios do blog. Aos 'trolls' disfarçados de homens-e-mulheres-que-enxergam-a-verdade-e-nunca-se-enganam, meu cordial "rã, rã, senta lá, Claúdia!"

Dri Caldeira disse...

Casal quem? Quem são essas pessoas? O que elas fizeram de relevante pra humanidade? Quando vcs quiserem falar de gente que eu conheça, eu topo. Ah, um cara só vai ser feliz se amar uma magra. PQP!! Vou agora mesmo dar uns paus no meu sargento! Mentiroso!! Hj de manhã cedo, depois dos dois cairmos exaustos na cama por 2 horas ininterruptas de amor, ele me disse q estava sendo feliz como nunca havia se sentido!! Fela da Puta mentiroso!

Rodrigo Souza disse...

Já é vergonhoso alhures em demasia ter que aturar o jornalismo altamirandista de tablóide de última categoria que perde em credibilidade, estilo e verve para qualquer blogueiro menos caprichoso. Pior é somar-se esse método científico de picadeiro empregado por esses arremedos de pesquisadores IgNóbeis[sic].

Estudos como esses só são feitos para justificar manutenção verbas de pesquisa para departamentos e universidades. Ou eu acredito nisso ou vou ter que lidar com a triste realidade de que alguém realmente empregou tempo e dinheiro do contribuinte americano nessa porra, havendpo tantos outros projetos importantíssimo as vias de fechamento. O pior de tudo, além de ter gente que acredite nisso, é constatar que esse tipo de coisa só ajuda a alimentar esse cenário de desprezo ao evolucionismo como sendo o tronco de uma ciência machista. Reitero: machista é @ cientista, não a ciência.

Cagliostro disse...

hahahaha. Tá bom, Lola. Se não te apraz os comentários URL, corte-os de uma vez, não simule que vai suportá-los.

Mas, um exemplo didático, que talvez te abra os olhos para uma devida autocrítica: o deseninho feito para o post sobre o escorpião. A moça (Lola) que foge com o gato, foi reproduzida gorda ou magra?

Moema disse...

Lola, não disse que gordo é doente, temos a fila bariátrica prá isso...
Você poderia fazer o favor de refutar um argumento meu ao invés de generalizar? Obrigada!

Rosangela disse...

E o tema do post é apenas um gancho para uma discussão muito séria. Dizer que é assunto de revista Caras é meio má vontade.

Àqueles que afirmam que está sendo feita uma apologia à gordura um apelo: leiam o post com atenção. Combater ideais inalcançáveis e opressivos de corpo e beleza é diferente de dizer que as pessoas não devem ter hábitos saudáveis de vida. Mas, diante de tanta sandice midiática, dá vontade de passar mil dias só comendo cheetos e hambúrgueres, só de raiva! (rs)

Dri Caldeira disse...

Mas, sabe Lola, uma coisa que eu não consigo deixar de pensar, qdo eu e meu namorado estamos no motel, é em como essas camas de motel são fortes. Eu tenho 1,70 e 105 quilos. Ele tem 91 quilos, 1,90m. Ele disse q se apaixonou por mim na primeira vez q saímos, qdo ele me perguntou em qual motel eu queria ir. Eu disse que queria ir em qq um q tivesse camas reforçadas. Ainda existem pessoas q se apaixonam pelo o que as pessoas realmente são, não pelo que aparentam ser, e essas pessoas que se preocupam somente com a aparência, gostariam grandemente de ter outra aparência.

Satoshi disse...

"A resposta à aparente contradição entre diversidade e universalidade humanas surge com modelos que integram diversos níveis de explicação, e consideram a complexidade cultural como um reflexo da complexidade biológica."

O Behaviorismo Radical fala isso desde os anos 60... Se psicologia evolucionista sofre preconceito, imagine como nós analistas do comportamento sofremos então.

(Aliás, isso me irrita muito, coisas que a gente fala desde a década de 60 sendo propagandeadas como uma "revolução" ou uma "descoberta nova" do cognitivismo ou da psicologia evolutiva).

Isto dito, o que mais me desagrada na psicologia evolucionista é que eles sempre parecem pegar uma base, dizer que aquilo é biológico, e que o que não encaixa é produto da cultura. Um ótimo exemplo é a monogamia seriada. Eles poderiam de forma igualmente fácil dizer que somos polígamos mas a cultura nos faz monogâmicos, e que o serialismo e traição é justamente fruto desse sistema ser inadequado.

Dá para entender pq muitos consideram a psicologia evolucionista como a "ciência do status quo".

Moema disse...

Porque gordura está ligada a temas caros ao feminismo, como a ditadura da beleza, a autoestima, a aceitação do corpo como ferramenta de empoderamento, ao male gaze, os padrões impostos pela indústria.(by Lola)

Lola, por favor, quando postar sobre a gordura e o feminismo, fale dos padrões impostos pela INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA. É ela a responsável, em grande medida, pela ditadura da gordura e da obesidade, não só de mulheres feitas feministas ou não, mas de homens e lamentavelmente das CRIANÇAS.

Anônimo disse...

Os estudos em psicologia do desenvolvimento humano de Henri Wallon sao muito anteriores aos anos 60. Wallon nasceu em 1879. Em 1927 criou o Laboratório de Psicobiologia Pediátrica no Centro Nacional de Pesquisa Científica. Em 1945 publica seu ultimo livro "As origens do pensamento na crianca.

Quando eu falo em pesquisas atuais nessa area, me refiro a dados empiricos que tem comprovado muitas das teorias de Wallon por exemplo.

Nesse livro sobre as origens do pensamento na crianca, Wallon defende que a o caminho do desenvolvimento parte de uma pespesctiva inversa a defendida por piaget. A de que o processo desenvolvimental 'e de socializacao. E Wallon defende o contrario, que todos nascemos sujeitos sociais, e nossa tarefa principal eh nos individualizarmos, e so em contato com o meio social e cultural isso eh possivel.

Moema disse...

Dri, meu anjo, poupe-nos dos detalhes. Pornografia falada é ali do lado.

bjs

Trícia disse...

Quanta acidez, Cagliostro... tsc tsc tsc tsc Inveja?

Dri Caldeira disse...

O pior é q eu tô vendo um monte de gente que tá falando coisa séria, expondo mil e uma teorias psicológicas, "queimando" neurônios por causa dessa bobagem sem tamanho!!À todos os diplomados: srs. doutores (as), por favor, poupem vossos conhecimentos para o devido momento. Essa pesquisa é um gigantesco exercício de inutilidade. É claro que tb verifico a incansável defecação mental de vários. O pior é quando essa defecação mental passa para o oral, daí só reza brava e tequila salvam!

Dri Caldeira disse...

Moema- não tenho culpa se vc não faz sexo. Deveria fazer. Vc seria uma pessoa bem melhor do que é.

Moema disse...

Dri, hahahaha, tá bom..você venceu!

Mas concordo com vc quanto à irrelevância dessa 'pesquisa' e das pessoas 'pesquisadas' referidas no post.

EriCab disse...

Dri,


Concordo com vc em parte. Sim eh um tema que nao merece que eu gaste meu tempo, mas o que me faz vir aqui e tentar explicar eh o fato de perceber que a Lola continua propagando uma ideia errada sobre essa ciencia (da qual eu sou pesquisadora). Concordo que existam pseudo cientistas machistas que fazem uso de argumentos pseudocientificos para defender suas ideias preconceituosas e sexistas. Mao nao acho correto nem coerente ver uma professora universitaria denigrindo a imagem de toda uma ciencia seria por causa de alguns.

Admiro muito a Lola, concordo com muita coisa do que ela diz e defende, mas em relacao a este aspecto ela esta equivocada.

Dri Caldeira disse...

EriCab - mas então, não sei pq vcs drs. que perderam anos das vidas de vcs em universidades, perderam festas, família, amores, diversões tudo para poderem exercer dignamente a ciência de vcs estão brigando por causa desse assunto. Olha, não sou ninguém, mas sei quando alguém tem conhecimento de causa. Gente, me diz com sinceridade: essa Victoria parece alguém feliz? Até acredito que ela tenha dentes, pois tem dinheiro pra comprar qtos pares de dentaduras ela quiser. Nós temos de ressaltar o rídiculo da pesquisa em como certas áreas científicas se prestam à encampar as teorias dessa sociedade comercialista e egocêntrica!! Deus me perdoe pelo q vou dizer agora, concordo com a Moema: maior exemplo de felicidade conjugal é sim o Principe Charles e Camilla. Ele trocou a linda princesa loira, de olhos azuis, MAGÉRRIMA, um verdadeiro bibelo, pela madrasta da Branca de Neve. Não, pensando melhor: ele trocou a Branca de Neve pela Madrasta dela! Esse sim, deu um puta exemplo de que o amor é cego e persistente.

EriCab disse...

"EriCab - mas então, não sei pq vcs drs. que perderam anos das vidas de vcs em universidades, perderam festas, família, amores, diversões tudo para poderem exercer dignamente a ciência de vcs estão brigando por causa desse assunto."

Olha, isso que voce escreveu eh um puta de um preconceito para com os cientistas, baseados em caricaturas divulgadas pela midia.

Eu nao perdi nada. Tenho familia, marido, filhos, viajo muito, me divirto muito, sei dosar trabalho, vida pessoal e lazer. E conheco muitos cientistas quem tambem sabem equilibrar esses fatores muito bem.

Debato aqui nao por causa do casalzinho belo que mostra na materia (concordo que o que eh dito aqui sobre eles), mas por causa de uma generalizacao que a Lola insiste em fazer aqui: dizer que toda a ciencia psicologica que estuda com base em evolucionismo eh falha e nao presta.

EriCab disse...

Nao concorda com alguns cientistas? Critique eles, nao a ciencia toda.

Nao dah pra generalizar gente. Tem muita gente boa trabalhando nessa area, justamente pra tirar esses anti-eticos dos seus pedestais e mostrar que eles estao errados.

Dri Caldeira disse...

EriCab - vc não tá segura de quem vc é? Então, vem aqui, mostra teu ponto de vista e pronto. Não precisa fazer disso um cavalo de batalha. E com certeza, mas com certeza mesmo, eu me diverti muito mais do que vc. Desculpa.

Moema disse...

Dri, tá perdoada...mas olha, a madrasta da Branca de Neve era a mais bela do reino até ela nascer, viu?

A Camilla nunca foi 'queen material', mas foi ela quem pôs a família real nos eixos. Depois que ela se casou com o Charles, acabaram-se os escândalos.

Carol disse...

Moema, vc não tem bola de cristal para adivinhar como está a saúde de uma pessoa só de olhar pra ela.
Vc não tem como saber o que ela como ou qual sua rotina de exercícios, e sim, aumento de peso na virada dos 20 e muitos pros 30 acontece.
O problema é que gente como vc fica apontando dedo pros gordinhos, mas um magrelo diabético e com pressão alta passa batido, pq vc não vê. Aliás nos gordinhos vc só acha que vê, mas na real só especula.

Quer reclamar da indústria alimentícia, ok, vou concordar com vc. Mas pára por aí, deixe as pessoas com seus diferentes tipos físicos e formas de acumular gordura em paz.

Dri Caldeira disse...

Às vezes sou bem mais feliz por não ser ninguém, nem ter um diploma importante, ou por ter de me manifestar só por causa da posição que ocupo no Universo. Melhor não ser ninguém e ser feliz, do que ser alguém e viver com a guarda levantada.

Moema disse...

Carol, deixo sim, mas não venha dizer que acumulou comendo AS MESMAS COISAS NAS MESMAS QUANTIDADES, fazendo AS MESMAS COISAS, que aí não dá.

Não tenho bola de cristal, tenho uma calculadora e uma balança.

tchau!

EriCab disse...

kkkkkkkkkk Dri, soh rindo mesmo.

Olha, se vc diz que se diverte e aproveita a vida, 'otimo, fico na torcida pra que continue assim.

Mas vc nao tem como avaliar se curtiu a vida mais ou menos do que eu. E nem to aqui pra esse tipo de picuinha.

Eu sei da minha vida, e vc sabe da sua.

E saiba que curte-se muito a vida quando se faz o que gosta. Eu trabalho no que gosto. Entao eu curto a vida quando estou trabalhando (estudando, pesquisando e ensinando) e quando nao estou.

Mas olha, nao tem problema nenhum pra mim se vc for mais feliz do que eu. Nao me incomodo com a felicidade das outras pessoas.

Moema disse...

Aí, Dri, ser uma mulher sem causa não te dá o direito de rebaixar os que têm suas carreiras, suas filosofias, e NEM A FAZ MELHOR, viu? Você se exalta demais, mulher...

disse...

Gente, na boa, quando começa essa guerrnha nos posts perdemos tantos assutos para nos fortalecermos na luta contra essa estrutrura opressora!
Mas é óbvio q a magreza não determina felicidade de casal, mas tb como saber se a Victoria e o marido dela não são felizes? O problema não é este minha gente!
Na boa, como podem falar se alguém q é gorda não é feliz, se, a pessoa gorda está dizendo q é?
Se a pessoa q é gorda, mesmo q não seja saudável, qual o problema de não ser?
Porque tanta implicação com a saúde dos outros qundo isso ´uma escolha?
E não venha dizer q é preocupção de saúde pública, porq se for por aí, tudo, mas TUDO é saúde pública, desde o cigarro até a pobreza mundial, diga se de passagem o maior problema....
( se realmente fr questão de saúde pública, não existiria implicancia com gordo no EUA então? Já q gordura tb é lucro não? e isso não afetaria o bolso de ninguém.)
E na boa, se uma cientista tá dizendo q tb se diverte, como saber se vc se divertiu mais??
Que coisa chata!
O feminismo nunca ganhará nada com essas guerrnhas e ataques a magras, e, entendo a revolta das gordas, mas se essa revolta não ir além tb e não se direcionar para a estrutrura opressora, tampouco destruiremos essa modelo opressor, da ditadura da magreza,que pode também ser prejudicial à saúde, (por exemplo crianças anor´xicas q só tende a aumentar...)
Até entendo a birra com vicoria e o beckham, modelo típico vencedor da sociedade americana. Mas se eles são ou não felizes não tem nada a ver...

Bjo lola

Anônimo disse...

A Victoria tinha dentes tortos quando entrou nas Spice Girls, ela achava seu sorriso horroroso e não tirava fotos sorrindo por nada. Depois que ela consertou, não é difícil achar fotos dela sorrindo por aí.
Ela tem mesmo essa cara fechada nas fotos, mas é muito risonha e simpática em entrevistas.
Sei que não é esse o tema do post, mas achei meio desnecessário ridicularizar a felicidade do casal só pelas poses que ela faz nas fotos.

Braian Ávila disse...

Amei o post! Estou em uma fase de "aceitação da barriguinha" (que não some nunca) e fiquei encantado por saber do Pierce Brosnan e sua esposa.
O sucesso está muito associado a estética e isso nos faz almejar essa "perfeição" hoolywoodiana de forma a esquecermos muitas vezes quem somos e a que viemos. O fato é que, infelizmente, esse império de magrelas e sarados sempre será louvado e temos de aprender a conviver com isso pois (ao meu ver) a destruição deste padrão é utopia!

Flavia C. disse...

Na boa, Moema? Impressiona-me a sua obsessão.

Eu postei minha história pessoal como forma de mostrar como as coisas podem acontecer, e não pra ter dedo em riste de quem quer que seja à frente do meu rosto. Menos conclusões sobre quem você sequer conhece, por favor. Jamais mentiria, como você insinuou, ainda mais num fórum que respeito muito. Pessoas envelhecem e tem alterações de metabolismo, como bem disse a Carol. Agora, contar calorias acumuladas... desculpe, essas coisas não me interessam minimamente - e creio que também não interesse a quem quer discutir o assunto REAL deste post. Diga-se de passagem, creio lidamos com pessoas minimamente instruídas, e não acho que meu caso "curioso" vá influenciá-las negativamente.

Falo sobre aceitação do próprio corpo, ser feliz com a aparência, coisa que o valha - aliás, o tema do post é esse, como bem disse a Lola. Voltemos a ele, pois.

Dayane Ok. disse...

A de biquini é vc?Uuuui!rsrsrs.
Lola, é sério, onde vc vês essas pesquisas aí?São muito doidas!Eu nubnca vi nada sobre isso o.O!Já vi o contrário, tipo, homens preferirem mulheres de quadris largos, pernas grossas e seios grandes pq tem um corpo mais feminino, pra prociração e etc. Mas nunca vi mesmo coisas do tipo pq os homens "pereferem" as magras" ou as loiras, e vc já postou isso aqui.Achei bem vizarro!
Cm vc sabe, sou formada em Artes e estudei bastante pra saber que isso é uma inverdade! Essa imagem de Vênus que vc colocou é da época das cavernas, onde a mulher ideial era essa que descrevi: seios grandes, quadris mega largos, pernas grossas. No Barroco então!Mulher bonita era mulher gordinha, pois isso representava riqueza, já que quem não era da realeza era pobre, não tinha o que comer e por isso era magro.E vindo pros tempos atuais, não é a toa que nossas avós sempre nos acham magras, pois na época delas tbm, mulher "boa" era mulher gorda!Era sinônimo de saúde, de uma mulher bem cuidada!Até na época da mini sais, só usava quem tinha cixão, perna grossa! Por isso acho bem bizarro mesmo qdo vc posta essas pesquisas doidas,rs., pq sempre me foi ensinado o contrário, até mesmo na psicologia evolucionista. O mais perto que já cheguei a ler sobre isso foi em "Pq os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor!"

Dayane Ok. disse...

Ah, e é mio difícil encontrar pessoas mais magras que a Victória, hein?rs.

Observador disse...

Essa pesquisa é tão ridícula que se fosse não tem o mínimo embasamento científico. Se fosse assim teríamos vários exemplos nos EUA como: Tom Brady x Gisele Bündchen, Shaquille O'Neal x Nicole "Hoopz" Alexander, Anderson Silva x Dayane Silva.

Chega a ser tão ridículo esse argumento que por exemplo, as esposas de pilotos de F1 geralmente(e principalmente nesta temporada) são mais pesadas e mais altas que os respectivos maridos devido a sua baixa estatura e também por terem que emagrecer bastante para poderem fazer funcionar o KERS de forma eficiente.Ridículo...

Moema disse...

Flavia,pessoas envelhecem, eu também envelheço, e conservo o peso que eu quiser, porque o envelhecimento NÃO é causa de acúmulo de gordura. Contaram bobagem prá você, e vc acreditou. Mais uma, da longa lista de mitos, alguns endossados pela classe médica, inclusive.

Agora, é lógico que criança, que está em fase de crescimento, tem que comer mais, e depois que ela CRESCER E VIRAR ADULTA, tem que fazer a transição entre comida de criança (toddynho, biscoito recheado, etc) para comida de adulto.

Se o nosso metabolismo está mais devagar, é só dar tempo ao organismo para GASTAR o que comeu. Simples, né?

Falta/má absorção de cálcio favorece acúmulo de gordura, mas como vc está feliz assim, fique de boa.

tc

Moema disse...

Dayane, acho que a angelina Jolie consegue ser mais magra...rs

Dayane Ok. disse...

Mas eu concordo com a cientista.
Psicologia evolucionista tbm é uma linha da psicologia, o que acontece é que ela foi detrupada pela mídia. Igual quando estava na "moda" falar sobre depressaõ, e haviam testes e mais testes em revistas, na tv pra saber se vcs estava deprimido. Qualquer tristeza, qualquer desânimo era depressão!Lexoptan vendeu adoidado!Muito psicólogo ficou com raiva disso, pois começaram a dizer que depressão era frescura e tal, pq realemtem, a mídia tranformou numa "frescura" algo que não é!Essa banalizaçõa é horrível!Eu acredito sim, que homens e mulheres possam ter facilidade para certas coisas diferentes, modo de funcionar diferente e tal, pela questão de gênero.
Dri, eu tbm não vi a cientista atacando as pessoas e nem com a guarda levantada. Ela veio aqui expor seu ponto de vista apenas, pois ela cm estudiosa, tem o direito de ficar chateada quando vê pessoas generalizando algo. Eh cm eu me sinto quando falam que artistas são todos loucos, que arte é intuição, beleza, coisa de gente rica.Isso é uma generalização midiática péssima e se um dia a Lola ou qualquer pessoa fizer um post falando coisas assim, tbm não gostarei.

Marianna disse...

Dizem que a Victoria não sorri pq ela, quando era adolescente, tinha os dentes tortíssimos e tinha vergonha de abrir a boca... arrumou os dentes mas a cara de alegria contagiante ficou pra sempre, né?

Dayane Ok. disse...

Moema,

É verdade, a Angelina tbm tá bem magra!

Então Moema, acho que vc tem até boa intenção, mas não é tão simples assim. Há pessoas que são predispostas a serem mais gordas, que tem o metabolismo lento ou até mesmo, essa é a estrutura de seus corpos!
Quanto e engordar com o tempo, isso realmente acontece, pois nosso corpo não tem mais a energia e o metabolismo dos mais jovens. Eu mesma dei uma boa engordada dos meus 18 pra cá, comendo a mesma coisa, fazzendo as mesmas coisas.
Tenho uma amiga que faz dieta, malha, dança, mil coisas e comemora muito quando perde 1 kilo. Eu, se ficar sem comer direito por dois dias, já perco 1 kilo!Vai muito do metabolismo da pessoa.

Moema disse...

Dayane, vc confirmou o meu último post. Aos 18 você não deveria mais comer comida de criança em desenvolvimento porque você JÁ desenvolveu. Se for assim, quem chega aos 80 tem que pesar quanto?

Bjs

Moema disse...

Estou lendo Fat Is A Feminist Issue. Só tem de 2ª mão no Amazon ou e-book na Livraria Cultura. Da gordura como escudo contra olhares masculinos eu já sabia...vamos ver mais prá frente...

Marianna disse...

Antes de ler qualquer pesquisa tem que se pensar no "cui bono" da coisa. Se manter gordo é mais barato do que se manter magro: o poder sobre o corpo feminino (e o masculino tbm, pq não?) vai além do padrão de beleza machista, é tbm uma questão econômica. Essas matérias sobre "como ser magro é bem melhor do que ser gordo" só servem pra estimular as pessoas a gastarem mais e mais para atingir um padrão de beleza impossível, gerando mais e mais lucro para diversas empresas.

Imagina a bolada que o casal Beckhan gasta pra ser o casal "mais feliz"? :D

Flavia C. disse...

Nem gasta, Marianna: ali tudo é patrocinado - das roupas ao fio dental.

Dayane Ok. disse...

Engana-se Moema,

Nunca fui muito fan da chamada "comida de crinaça", sempre me alimentei bem, almocei certinho, jantei. Ateh pq tenho gastrites, comidas gordurosas, frituras fazem meu estômago doer.
Acho que a questão que chguei na maturidade do desenvolvimento e meu corpo "se prepara para a maternidade", fazendo eu dar uma egordadinha (não quis dizer que engordei a ponto de ficar gorda, ateh pq era soh o osso).É nornal engordamos mais com o tempo, e mulher tem ainda mais dificuldade em perder peso por questões homonais e afins.

Dayane Ok. disse...

Ah, e pra vc ver cm a ganha de pseo foi natural, eu ainda tenho muita facilidade em perder peso, tenho que ficar em manutenção para não emagrecer!Ou seja: Não foi um descuido ou preguiça, cm vc sugere.

Moema disse...

Bom, Dayane, vc disse que deu uma boa engordada...rs

Embora precisemos de gordura para engravidar (não parece ser verdade em se trantando de mulheres vivendo em cinturões da fome na África), e seja
MUITO bom que tenhamos uma reserva de gordura, etc., ainda assim, podemos ter controle sobre o nosso peso e escolher. Se está satisfeita com o seu, beleza. É a gente que fixa, consciente ou inconscientemente quando queremos pesar (infelizmente não quanto queremos medir) e não o corpo, né?

yulia disse...

Esse grito pela [suposta] liberdade de expressão é só uma maneira de manter as coisas como estão.[2]

Dayane Ok. disse...

Legal se a vida fosse cm no Livro O segredo,neh?
Então tudo bem.

disse...

Pessoal quanta confusão aqui ao meu ver.
Não se pode "medir" felicidade.
Gordas não está em guerra com magras, pois ambas sofrem da ditadura da magreza, e sim nesse sentido a gorda sofre todo o preconceito, o desrespeito, por isso a necessidade de ações afirmativas para as gordas, que são tb lindas e felizes sim!

Parece tão óbvio, mas não entendo porque tanta gente implica com a "gordura" (e até a não gordura) alheia!
Porque implicar escolhas de vida de cada um? Não é esse o foco!

Quem oprime é o machismo, a indústria da moda que nada é mais do que o capitalismo em sua mais plena atividade, é a propaganda a serviço do mesmo, é o padrão único de beleza, é a detruição de nossa saúde física e mental em detrimnto disso.

Não vamos confundir aqui o nosso alvo miha gente.
A não ser que o povo daqui só queira mesmo atacar indivíduos pessoalmente, e não um sistema como um todo, que pelo menos ao meu ver tem urgência de transformação radical..

Realmente se o mundo fosse que nem o segredo, todas nós seríamos belas, magras e ricas!!!

Rosangela disse...

"Deus me perdoe pelo q vou dizer agora, concordo com a Moema..."
KKKKKKKKKKK...
Dri, perdão pela rasgação de seda, mas vc é ótima, menina!

A pergunta que não quer calar: Moema, vc também mora nos EUA? Porque essa vibe Joseph Climber é bem americana, pois não? (Dayanne falou em O Segredo e eu me lembrei desse personagem feito por um humorista de quem não lembro o nome). É incrível como certos autores transformaram uma coisa tão legal - a ideia que não se deve desprezar o poder individual que cada pessoa tem de se reinventar, apesar de condições objetivas terríveis - em papagaiadas como "só é gordo quem quer", "think young para manter-se jovem" ou, pior, numa forma de culpabilizar individualmente todo mundo que não caiba em instáveis padrões sociais de felicidade e sucesso. Como já foi dito, acho que pela Lola, a perseguição às pessoas gordas é recente historicamente. Aqui nos EUA essa perseguição virou uma caça às bruxas. Por conta disso eu abandonei o discurso que eu tinha quando cheguei aqui, há 7 anos. Agora eu não me dou o direito de ficar toda nervosinha com uma ou outra insinuação feita por americanas plus size em relação à minha forma física, considerada magra demais. Não se trata de uma guerra de gordas contra magras, mas o fato é que as mulheres gordas estão sendo vilanizadas de maneira tão brutal que eu não posso me dar o direito de me indignar com um comentário, ainda que um pouco maldoso, feito por uma pessoa que sofre tanta patrulha que é natural que, às vezes, fique com os nervos à flor da pele quando o assunto é forma física.

Não gosto de gente cheia de soberba dando lição de moral. E pior: com base em argumentos furados. Mas também não concordo que as discussões tenham que ser obrigatoriamente seriíssimas. Também acho normal que um ou outro perca as estribeiras de vez em quando, mas isso é departamento da dona do blog.

denise disse...

Só pra constar se eu tivesse que eleger o casal mais feliz da midia daria o premio para Príncipe Charles e Camila Parker Bowles, esses sim parece que se amam a muito tempo, e estão juntos até hoje apesar dos percalços que os afstaram durante tanto tempo.
O principe poderia escolher outra mulher bem mais jovem e bonita que a Camila, mas preferiu ficar com quem ama de verdade.

Carol disse...

Rosangela falou tudo agora.

Moema, sua maneira de entender saúde é balança e calculadora só? Então quem dá tchau sou eu pq vc não entende patavina de indicadores de saúde física reais, que começam em exames laboratoriais e não com balança.
No começo achei que vc era uma nutricionista estilo nazi-diet, agora vi que vc é só uma curiosa que repete por aí o que a mídia fala.
O IMC é um índice criado no século XIX para se avaliar populações e não indivíduos, pelo simples fato que ele não leva em consideração coisas básicas como mudanças metabólicas normais da idade, proporçao musculo/gordura, peso da estrutura óssea (pasmem, ela varia mto tb de pessoa pra pessoa), a forma da gordura se distribuir no corpo da pessoa.

Sua visão de saúde relacionada a peso é tão insipiente e sem embasamento que vc deveria ir num médico pra ele te ensinar como essas coisas funcionam.

Mas enquanto isso, pare de julgar as pessoas, a vida delas não é da sua conta.

Então disse...

Então, colocando mais lenha na fogueira. Apesar da pesquisa absurdamente tendenciosa, não podemos esquecer que a cruzada do governo americano contra a "gordura" tem um viés de saúde pública, tal qual nosso país está adotando em relação ao cigarro.
Não é tão somente estética, já que há milhares de pesquisas muito bem embasadas que apontam a falta de exercícios físicos e o excesso de peso a futuros problemas cardio vasculares que PODEM levar a um infarto ou derrame, além de INÚMEROS outros problema de saúde. Ser magro e saudável (porque há magros doentes) é comprovada cientificamente por muitos pesquisadores sérios em diversos países, muito melhor do que ser gordo e aparentemente saudável.

E isso val tanto para homens quanto para mulheres. Não é tão somente uma questão de dominação sexista, é uma questão de bem estar.

Starsmore disse...

Esse discurso de criticar o jornal, os pesquisadores ou as indústrias é muito ruim.
Odeio esse discurso de "vamos nos impor sobre a outra imposição e assim salvar o mundo".
Tem que investir na educação, alertar as pessoas e ensiná-las a ter senso crítico, para olhar uma propaganda e dizer "não quero isso, mesmo que a modelo tenha dito que é bom" ou "essa pesquisa não me representa, não vou mudar meu estilo de vida para me enquadrar".

Por exemplo, porque ninguém comenta que esse estudo mostrou que as mulheres atrelam sua satisfação no desejo dos parceiros? O corpo sendo prioridade mostra um relacionamento seguro? E quando a idade chegar?
Porque os homens não conseguem se satisfazer com mulheres mais 'gordas"? Onde eles estão sendo ensinados que a satisfação vem do corpo da parceira?
Por fim, o corpo da mulher é realmente o problema? Uma mulher (supostamente) obesa tem o mesmo comportamento de uma mulher magra? Se quer sair ou se tem a mesma libido?

Starsmore disse...

PS: Essa senhora dita no post "Keely", quantas mulheres "gordas" teriam a coragem dela de colocar esse biquíni e e ir se jogar na areia da praia com o marido?

Starsmore disse...

PS2: Lola se eu não gostasse do seu blog estaria em outro lugar que considerasse mais interessante, mas não, tbm não te acho a última bolacha do pacote, nem vim aqui pra puxar seu saco. Tbm não tenho medo de ser chamado de troll, reacinha, animal, de questionarem minha hombridade ou acharem que bato em mulher.
Minha auto-estima é suficiente pra ler tudo isso e rir.
Mas se eu estou te incomodando tanto assim é só avisar que paro de comentar.

Vinicius disse...

"Não é tão somente uma questão de dominação sexista, é uma questão de bem estar."

E qual a relação da saúde pública com a "pesquisa científica" mostrada?

Vinicius disse...

"Odeio esse discurso de "vamos nos impor sobre a outra imposição e assim salvar o mundo".
Tem que investir na educação, alertar as pessoas e ensiná-las a ter senso crítico, para olhar uma propaganda e dizer "não quero isso, mesmo que a modelo tenha dito que é bom" ou "essa pesquisa não me representa, não vou mudar meu estilo de vida para me enquadrar"."

E esse próprio 'investimento na educação' já não seria uma forma velada de imposição de opinião? Um senso crítico já direcionado...

Por conta disso que a crítica da indústria é válida, principalmente por que a crítica à indústria é a crítica àquilo que mantém a indústria e as relações que se reproduzem junto com ela.

taty disse...

Eu vou ter que concordar com a Moema com relação ao comentário:

"Lola, por favor, quando postar sobre a gordura e o feminismo, fale dos padrões impostos pela INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA. É ela a responsável, em grande medida, pela ditadura da gordura e da obesidade, não só de mulheres feitas feministas ou não, mas de homens e lamentavelmente das CRIANÇAS."

Lembrando, ainda, dos padrões impostos pela indústria farmacêutica, não apenas com relação aos remédios para emagrecer e inibidores de apetites, mas principalmente com relação aos medicamentos voltado para as crianças, também responsáveis pela obesidade na fase adulta, tais como corticóides, alguns antibióticos, vitaminas, estimulantes de apetite, etc.

A indútria farmacêutica faz de tudo para as crianças engordarem, para depois, na fase adulta, terem que emagrecer.

E com relação à pesquisa postada sobre a felicidade dos casais relacionada à magreza é absolutamente ridícula. No comments.


Bjs!

Serge Renine disse...

A Kelly, mulher do Brosnan, era absolutametne linda e magra quando casaram. Tem nas imagens do google.

Carolina disse...

Se uma mulher bonita casa com um homem mei feinho e gordo logo falam que isso é interesse e é "normal". Agora foi esse ator bonitão ter uma mulher gordinha que é um absurdo, horror, já vi chamarem o casal de "Beauty and the Beast" :\

Então disse...

@Vinicius

Você chegou a ler o comentário inteiro?

"[N]Apesar da pesquisa absurdamente tendenciosa[/N] (Encerro aqui minha opinião sobre a pesquisa... que é simplesmente ridícula e tendenciosa.

O restante do comentário diz respeito a discussão que está rolando nesse espaço. Em que há uma clara apologia de algumas(ns) comentáristas a idéia de que Ser Gordo é saudável desde que vocÊ se sinta bem. Pode ser para sua auto estima e saúde mental, mas definitivamente não é para sua saúde física.

Les temps sont durs pour les rêveurs. disse...

Nossa,essa matéria é o uó do uó.Nunca vi algo tão ridiculo

LisAnaHD disse...

Há uma semana ou por aí assim, houve um GuestPost sobre obesidade... e deu em vários ataques pessoais entre comentaristas. E agora tudo recomeça... algumas de vcs não tomam jeito mesmo!

O assunto obesidade X ser ou não saudável X auto-estima JÁ tátãooooo batido que não há nada mais a acrescentar de bom ou de ruim. Quem se sente inadequada com seu peso saberá o que fazer pra emagrecer ou pra engordar, seja lá a opção pessoal... ninguém precisa tirar os créditos da pessoa gorda feliz... afinal não me parece que a magra feliz precisa entrar em briga de foice com a gorda feliz pra provar que por ser gorda a pessoa não é feliz. Você, magra e feliz, curta sua felicidade e pronto.

Sobre a Psicologia Evolucionista, vejo que aqui há comentaristas com sólidos conhecimentos sobre o assunto e tem a opinião diferente da Lola. Que tal submeter um GuestPost pra Lola? Porém uma redação sem ataques pessoais, sem sarcasmo, sem ofensas a quem não dá crédito à PsiEvo.

Moema disse...

Rosangela, como está a campanha da Michelle Obama para tornar decentes em termos de aporte calórico checar o uso do famigerado HFCS no almoço escolar e na cantina das escolas?
Ela tem perseguido e vilanizado muito os americanos que se entopem daquele sorvetinho que eles tomam de balde? rs
E o FDA, já tomou vergonha na cara e proibiu o uso do xarope de milho indiscriminadamente?

Olha, tenho comprado muita coisa nos EUA livre de tudo o que faz mal...Ontem mesmo chegou meu molho de soja SEM AÇÚCAR E SEM GLUTAMATO.

Bjs

Carol, vc perguntou se eu tinha bola de cristal SÓ? rsrs Uma calculadora SÓ é melhor que uma bola de cristal SÓ, vc não acha?

A curiosa aqui não vai sugerir comer de 3 em 3 horas nem comer doce com moderação nem fazer prato colorido, se é isso que vc queria ler, pode desistir.
Gostei do 'nutri nazi-diet'. É de pendurar na parede?

Você está contra o IMC? Eu não represento a ANVISA, nem os conselhos regionais/federais de medicina, etc.
Também discordo com o IMC 18,5 como sendo saudável. Médicos australianos, uns tempos atrás, definiram o IMC 20 como mínimo saudável. Populações são feitas de indivíduos, e tanto a nossa população, quanto a americana, inglesa, e outras, estão ficando obesas velozmente, será por que estamos usando o IMC? Ou você não sabe distinguir um magro de um gordo mais?



Pode-se medir muitas outras coisas, não só o IMC, como o índice de gordura corporal, metabolismo basal, gasto calórico prá cada atividade curva de crescimento...
O IMC é só uma mensuração, assim como a balança. Eu posso estar com 50kg mas não sei o quanto peso de água, gordura, ossos...(existem as monitoradas, mas não muito confiáveis)

Será quanto embasamento precisamos prá dizer que comemos para parar em pé? E, comeu, não gastou, estocou. Tem que ser Prêmio Nobel a dizer isso prá vc entender?

Simone S. disse...

"Aquelas estátuas de louvação às Vênus gordas devem ter sido colocadas por grupos terroristas de aceitação do corpo."

HAHAHAHA muito bom!

Felicidade já é uma ideia velha, né, mas vende bem.

Outra: claro que o ideal é ser saudável independente de peso, mas não é por isso que quem não é saudável (isso já supondo que ela não seja, né...) não possa estar bem com alguém. Por favor, né?

Moema disse...

Taty, nem me fale, bem lembrado. Você leu o artigo do NYT chamado: "What is Making Us Sick Is The Epidemics Of Diagnoses"?

A medicalização nos EUA chegou às raias do absurdo ao medicar PREVENTIVAMENTE, ao medicar 'doenças' crônicas desde a infância...sabe lá o que é isso?

Mas, aqui prá nós, a indústria alimentícia e a farmacêutica andam mesmo de mãos dadas, né? Foi um casamento perfeito, nem precisa 'pesquisa', rs

http://www.nytimes.com/2007/01/02/health/02essa.html

LisAnaHD disse...

SORVETE?????
Antes de ontem à noite me entupi de Haagen Dasz... comprei um pote com três porções pra mim e outro pro meu marido... como a gente não empate na escolha do sabor, foi um pote pro sabor de cada um... chegando em casa, lá pelas 20horas, nos servimos... e cada um foi fazer sua atividade... qdo ele resolveu servir-se de mais uma porção, os dois potes estavam lavados e jogados no container de recicláveis.... rs.... rs..... me senti empanturrada mas feliz e SER FELIZ é o que importa, ou não???!!!!

denise disse...

Que maldade LisanaHD rrrssss

Dayane Ok. disse...

"Não vamos confundir aqui o nosso alvo miha gente.
A não ser que o povo daqui só queira mesmo atacar indivíduos pessoalmente, e não um sistema como um todo, que pelo menos ao meu ver tem urgência de transformação radical..

Realmente se o mundo fosse que nem o segredo, todas nós seríamos belas, magras e ricas!!!"


É isso ae, Ma!!!!

LisAnaHD disse...

@ Moema Diet... rs.... rs... a moçada aqui não está interessada em sermão sobre emagrecimento, minha flor... como vc, eu sei decoresalteado tudo sobre obesidade, nutrição, emagrecer, manter, engordar... Weight Watchers/Vigilantes do Peso, dr. Atkins, Jenny Craig, Diet Center... you name it! Mas a moçada aqui está feliz pesando o que vc choraria se pesasse!!! e eu acabei de traçar um Boston Creme Donut seguido de um sanduba do McDonald's... o tal Rib Tentation/Costela Tentação, ou algo que o valha. Meu colesteroal está em 240 e me sinto bem engajada com a moçada aqui do blog.

Passo uma dica especialmente pra vc e não quero saber de nenhuma "amiguxa" me espinafrando pq a dica é pra vc que curte o assunto. Eu acompanhei a trajetória da Sheila desde o começo... talvez vc conheça tb.

http://www.sugarfreesheila.com

Moema disse...

Haha, Lisana, nunca comi esse lixo de donut, nem sonho, nem milkshake nem banana split. kkkk

não conheço e nem acompanhei sheila sugar free...o sugar free que vc deve ter visto no meu perfil é de uma brasileira mesmo...rs

Não sei se vc é obesa, mas o caminho é esse aí mesmo que vc está postando...rs Keep it up!

Eu me considerava feminista, mas acho que vou ter que ganhar um saquinho de cimento de 50kg prá ter direito à carteirinha do clube, né? Fica prá próxima 'lifetime'...


Fique na paz,

Bjs

S.A.M.S.F disse...

Nossa Lola, você é fantástica... adoro seus post falando sobre como a magreza está diretamente ligada a felicidade e as gordas estão fadadas a infelicidade eterna ...
Tentei elaborar um blog que tratasse apenas desse assunto, mas claro, não chega nem aos pés dos seus post.
Parabéns, você é ótima :)

Carol disse...

Com certeza um exame de açucar e trigliceridios vai dizer algo muito mais relevante sobre a saúde de uma pessoa do que a quantidade de quilos que ela pesa. E adivinha só? Vc não tem como adivinhar esses índices só de olhar pra alguém.

Se vc quer passar a vida sem açucar, ok, bom pra vc, mas não venha pregar q td mundo precisa disso pra ser feliz.

Fica parecendo evangélico q quer "curar" essa gente ruim "sem deus no coração".

Carolina disse...

"Com certeza um exame de açucar e trigliceridios vai dizer algo muito mais relevante sobre a saúde de uma pessoa do que a quantidade de quilos que ela pesa."

Pq obviamente uma pessoa de 120 kg que come gordura trans toda semana só pode ser saudável.

LisAnaHD disse...

Moema Diet, não seja radical! não seja fanática! vc pode ser lindamente magra e ser feminista sim, assim como vc poderia ser gorda e feliz, oras.

Eu sei, eu sei, que se eu continuar nessa perniciosa orgia alimentar vou ficar obesa, mas minha avó que nunca comeu nenhuma outra comida a não ser comida feita em casa era obesa mórbida e traçando os ancestrais a obesidade da família vem de pelo menos meados do século 19... qdo não existia fast-food.

A primeira mulher do Paul McCartney morreu de câncer. Era vegetariana e cheia de lero-lero com o que comia e selecionava até o ar que respirava. Outra que morreu de câncer foi a mulher do que fazia o SuperHomem e sofreu aquele horrível acidente... a mulher dele era cheia de lero-lero com a alimentação tb e não fumava. Esses não são os 2 únicos exemplos, mas apenas dando um toque pra vc relaxar e goztar.

então disse...

Lisanahd
Seguindo essa linha de raciocínio podemos concluir que para ter uma vida saudável devemos comer porcaria mesmo? Afinal tentar se alimentar com coisa menos industrializadas fatalmente vai t causar um câncer?
Uau! Parem as prensas!

Carol disse...

Carolina, vc está com a pessoa o tempo todo pra saber o que ela come?

E outra gente, de onde vcs tiraram que é válido julgar e condenar os outros?

Se fulano é gordo ou não o problema (ou ausencia de problema) é dele e ng tem nada a ver com isso.

Lembra o papo da "campanha pela vida, cada um cuida da sua" que muitas vezes usamos para defender o aborto legal? Então, ele tb se aplica a questão de gordura.

O Health at Every Size defende que todos se alimentem bem, façam exercicios regularmente e realizem visitas periodicas ao medico, como forma de acompanhar sua saúde e verificar os índices que realmente vão te dizer algo sobre como vc está.

O resto, sinceramente, é irrelevante. Cada um faz suas próprias escolhas e vive sua própria vida sem ficar metendo bedelho na vida alheia.

NG tem o direito de tratar mal, discriminar, condenar alguém só pq essa pessoa é gorda. Acho chocante num meio feminista as pessoas acharem que possuem esse entitlement.

E felicidade é muito mais do que se encaixar nos padrões de beleza irreais e photoshopados de uma sociedade machista né.

Carolina disse...

"Se fulano é gordo ou não o problema (ou ausencia de problema) é dele e ng tem nada a ver com isso."

Isso muda tudo quando a pessoa tem uma família ou filhos, desculpa, nem é questão do ver o que uma pessoa obesa come, mas quando eu passo e vejo um obeso morbido comendo porcaria na rua...tsc tsc Ta pedindo pra ter um infarto né? Eu entendo que emagrecer é uma questão psicologica, mas por favor né...Vamos ser coerentes.

Ramon Melo disse...

Só por curiosidade, o que vocês consideram como "obeso(a)"?

Estou lendo coisas como "tenho 1,67m e peso 70kg" nos comentários e, desculpe-me, querida, mas você não é obesa, nem pela escala ultrapassada do IMC. Não posso avaliar uma pessoa por comentário num blog, mas há uma boa chance de você estar dentro da faixa de peso ideal (sem sobrepeso).

A mulher do Pierce Brosnan também não parece obesa. Ao contrário, a aparência dela parece bem saudável, o típico corpo de uma mulher da vida real. Se ela estivesse no Brasil, faria até parte do padrão de beleza das classes populares.

Obesidade é uma doença séria, condição preponderante para uma série de doenças gravíssimas. Tem gente aqui confundindo "gordinhos(as)" com obesos(as).

Lord Anderson disse...

Caramba gente...como a gordura alheia incomoda alguns.

to hiper surpreso de ver tantas mulheres com essa preocupção e patrulhamento do peso alheio.

Quer dizer, vcs são submetidas a tudo tipo de fiscalização e patrulha...um monte de gente as fica julgando e avaliando o tempo todo.

esperava que tivessem empatia de saber como isso é chato.

pq se dar o trabalho de ficar calculando, peso, imc, sei lá mais oq de pessoas que veem nas ruas?

denise disse...

Tb estou muito surpresa Lord, só pode ser a força do habito rrrsss...

Carol disse...

Lord Anderson, as vezes acho que esse patrulhamnto da vida alheia é um tipo de revanche. Uma forma de passar a violencia sofrida pra frente sabe. Acho muito triste alguém que se dá ao trabalho de ficar avaliando pessoas aleatórias na rua.

Lord Anderson disse...

Denise, Carol.

Pois é, só ta faltando alguem dizer que o problema é que depois, as pessoas gordas ficam doentes e vão se tratar no sistema publico as "nossas" custas.

como se elas não pagassem imposto tb.

taty disse...

Moema,

Não li o artigo citado por você (vou lê-lo). Mas a epidemia de diagnósticos em crianças é algo surreal!
Você acredita que o uso de ritalina em crianças aumentou 3.000% (isso mesmo: 3.000%) nos últimos 10 anos!
Sem contar os corticóides e antibióticos que quase fazem parte da rotina das crianças. Uma tristeza!

Você analisou muito bem o casamento da indústria alimentícia com a indústria farmacêutica.

Pra você ver, um dos principais fatores para evitar doenças e evitar a obesidade é a amamentação. Através da amamentação a criança aprende, por exemplo, a reconhecer quando está saciada. Ela aprende a controlar sua própria saciedade. (fato este importantíssimo para não se tornar um adulto obeso). Sem contar os benefícios nutricionais do leite materno, inclusive como vacina e até mesmo para a produção de células tronco. Além dos benefícios psicológicos.
Apesar disso, a indústria alimentícia e farmacêutica insistem em alegar que existe leite materno fraco, que leite materno não sustenta e que bom mesmo são os leites artificiais. E o pior de tudo é que tem muitas mães que acreditam.

taty disse...

Lord Anderson,

Se eu vejo adultos gordinhos ou obesos comendo porcarias, coisas gordurosas, etc. isso não me incomoda nem um pouco. Aliás, isso nem me chama a atenção.
No entanto, se eu vejo crianças gordinhas ou obesas comendo esse tipo de coisa, me dá uma tristeeeeeza.

Carol disse...

Taty, eu concordo que deve haver limites no marketing e na indústria alimentícia. Que alimentos de melhor qualidade devem ser oferecidos em maior abundância e que crianças devem aprender desde cedo sobre nutrientes.

Mas não é discriminando o gordinho ou dizendo que gordos são preguiçosos e desleixados que vc vai ajudar seja lá quem for. Qd se faz isso vc apenas faz alguém se sentir mal, sem nenhuma consequencia positiva. Se vc quer combater obesidade em crianças isso deve ser feito fazendo ela se sentir incluída e aceita e não um outcaster. Tb cresce assustadoramente o número de crianças neuróticas com ganho de peso. Meninas de 7 anos apresentando sinais de anorexia e uma preocupação absurda em não engordar a qualquer custo.
Esse clima de caça as bruxas tb não é saudável pras crianças. Existe uma grande diversidade de tipos físicos e formatos de corpo e a criança deve aprender a amar quem ela é e não perseguir um ideal impossível só pq ela tem um tipo físico diferente.

taty disse...

Carol,
Eu concordo com o que você postou.

Além do mais esse padrão de beleza, a custas de photoshop, inexistente na vida real, é horrível. O culto à magreza também é extremamente prejudicial.
E você tem total razão em falar que está aumento o número de crianças anorexicas.
Uma coisa está interligada à outra.

Sabe, me chamou a atenção o comentário de alguém que disse que juntamente com o marido se deliciou com um pote de sorvete Haggen Dasz (não sei se é assim que se escreve). Que isso era felicidade e tals.
Ontem à noite, eu e minha filha se deliciamos com uma bacia de salada de folhas verdes, tomate e queijo de búfala. E isso pra mim é felicidade. (Amo salada!)
Constantemente também nos deliciamos com potes de saladas de frutas.

E aí a gente pode entrar na questão da indústria alimentícia e em gosto "pessoal".
E então, a gente também pode entrar na questão do gosto "pessoal" sobre o padrão de beleza, sobre a inexistência de um gosto PESSOAL de achar brancos mais bonitos que negros.
E aí nós voltamos ao comentário anterior: até quando se deliciar com um pote de sorvete Haggen Dasz é gosto PESSOAL, principalmente se levarmos em consideração que o paladar é algo educado, aprendido?

Bjs!

Carol disse...

Taty,

com certeza! e aí sim, nessa abordagem que vc está fazendo podemos ter uma discussão válida, sem demonizar pessoas e seus corpos e abordando a alimentação em si e o que é oferecido às pessoas (todas elas) e como.

LisAnaHD disse...

@ então disse...
30 de novembro de 2011 00:26
ora ora, vc é livre pra raciocinar segundo sua interpretação... portanto não diga "podemos concluir que" e sim diga "posso concluir que" pq VOCÊ pode o que VOCÊ quiser, desde que não atrapalhe a vida alheia.

Moema disse...

Carol, vc está reclamando sem razão. Mas vc tem razão sim, porque quando eu demonizo o sorvete de balde, as consumidoras dessa porcaria SE IDENTIFICAM COM ESTA, e entendem que a demonização ou seja lá o que se diga é direcionado a elas, pessoalmente. Deve ser o seu caso, seguramente.

Estou falando desde quando comecei a postar que a indústria alimentícia tem uma grande, mas uma enorme parcela de responsabilidade pela situação epidêmica, agora mesmo endêmica da obesidade no mundo inteiro, mas vc e outros entendem o que querem entender, ligam esse mecanismo de defesa prá não OLHAR para o que a IA está fazendo com suas vidas.

Vou continuar a denunciar essas estratégias funestas, queira vc ou não, aqui ou em outros foruns, viu?


Lisana, comida caseira tembém usa gordura vegetal, açúcar, xarope de milho, leite condensado, há muito tempo. Aliás, donas-de-casa que se julgam espertas e inteligentes, vão atrás de comercial de tv e correm a comprar e dar prá família toda a porcaria que atende pelo nome de margarina BECEL, crente que estão fazendo um ótimo negócio.

PS.: Alguém pensou que eu fosse nutricionista. Saibam que os nutricionistas estão à frente da indústria alimentícia na CRIAÇÃO DAS PORCARIAS que nos oferecem como alimentação saudável, viu?

Moema disse...

Taty, você tocou noutro ponto importante. As pessoas parecem ter tomado aversão a sentir fome. A autora do livro Fat is A Feminist Issue argumenta mais de uma vez, já no Prefácio, a relação entre sentir fome e comer, em contraposição à compulsão de comer. Esse é um dos pilares da minha dieta pessoal. Foi esperando a fome chegar que eu me livrei do comer por emoção (emotional eating).

Como exemplo de casamento bem sucedido entre as indústrias alimentícia e farmacêutica, temos a famosa SIBUTRAMINA, consumida a rodo no Brasil (55% de toda produção da droga é consumida aqui). No meio desse casamento estão os que não conseguem parar de ingerir as drogas em roupagem de comida. A situação é tão dramática que nem a ANVISA conseguiu tirar a sibutramina do mercado, mesmo todos nós sabendo que não adianta lhufas prá quem quer perder peso e ainda faz um mal tremendo à saúde.

Parabéns, vc está antenada!

Bjs

Moema disse...

Ramon, eu é que sei o incômodo que era quando eu estava com 60-62kg, medindo 1,57m. (IMC 25,2) Nos 55kg já estava me sentindo bem melhor, mas como estivesse me divertindo no processo de emagrecer a adorando o que via no espelho, resolvi baixar prá 50kg a minha meta. O caso que vc mencionou foi postado pela Flavia, que ganhou 10kg (ela tinha 65kg) medindo 1,67m.
Então são 75kg prá 1,67m, IMC 26,9. Nada prá desesperar, é lógico...

Carol disse...

Moema, o problema é que vc não demoniza o sorvete, vc demoniza a pessoa, apenas por ela existir e não ser neurótica com magreza.
Talvez vc não tenha lido direito o que eu escrevi, a IA realmente precisa de limitações. Mas eu simplesmente não vejo ligação em denunciar uma indústria e tratar as vítimas (como vc mesma colocou) como lixo, dizer que elas são sem vontade e basear td em quilos qd há muito mais coisas em jogo.

Acho ótimo vc denunciar uma indústria, mas destratar e discriminar pessoas não ajuda a sua causa, muito menos ajuda esses que vc destrata. Algumas pessoas são gordas, e elas continuam merecendo ser tratadas com respeito, simples assim.

Vc resolveu especular sobre mim e meus hábitos. Sinceramente isso não é da sua conta. Mas algo que eu faço questão é que todas as pessoas sejam tratadas com respeito, sem inventar desculpas para expor preconceitos e discriminar.

O ponto central que eu falei com vc e vc ignorou foi: nem sempre alimentação saudável+exercício= perda de peso. Muita gente inclusive ganha peso assim, substituindo gordura por músculo, mas muitas gordurinhas continuam no lugar.

Sobre nutricionistas, muitos trabalham na IA, muitos trabalham incentivando a neurose nas pessoas e muitos trabalham ajudando pessoas a se alimentar bem sem radicalismos. Reduzir toda uma categoria profissional a um especto só é algo bastante ignorante de se fazer.

Carol disse...

E sorry por pegar no pé mas "situação epidêmica, agora mesmo endêmica da obesidade no mundo inteiro" vc sabe o que significa a palavra endêmica? Pq sua frase ficou completamente sem sentido.

LisAnaHD disse...

entonces, Moema, eu citei as antigas gerações de pessoas obeas e que não comiam fast-food e comia industrializada pro pessoal se tocar que o fast-foo não é o grande vilão... todo e qq excesso em açúcar e farinha de trigo aliados a gorduras resulta em obesidade.

hum... nutricionistas são profissionais por trás de toda essa balela da indústria americana de emagrecimento e isso vem de tempão, sabe?

é que assunto obesidadeXemagrecimento sempre dá polêmica pq os próprios médicos e biólogos e nutricionistas e nutrólogos(?) e endocrinologistas não se entendem... e cada um nos bombardeia com o resultado de sua pesquisa e cada pesquisa é conduzida de modo a provar o que quem paga a pesquisa quer que seja provado... e quem paga a pesquisa? a indústria alimentícia, oras.

agora vou comer uma saladinha básica de pepino cenoura aipo rabanete temperada apenas com uma pitadinha mínima de sal e depois vou partir pro sorvete Haagen Dasz para completar o tanto mínimo de caloria pra me manter até amamhã ao meio-dia.

Moema disse...

Carol, pode subsituir endêmico por pandêmico, que acho que é o sentido correto.

Lisana, no último post meu expus como comida caseira tb leva comida processada. o que mata no fast food é a regularidade com que se lança mão do pão, da fritura, do refri, do ketchup COM AÇUCAR, da maionese COM AÇÚCAR, da fritura DE GORDURA TRANS...



Bom apetite!



bjs

Moema disse...

o problema é que vc não demoniza o sorvete, vc demoniza a pessoa, apenas por ela existir e não ser neurótica com magreza. (by Carol)

Isso é o que vc quer entender, porque no fundo, vc de demoniza a si mesma e vem falar que a culpa é minha.

tc

Moema disse...

hum... nutricionistas são profissionais por trás de toda essa balela da indústria americana de emagrecimento e isso vem de tempão, sabe? (by Lisana)

Exatamente, Lisana, por isso que os nutricionistas pedem prá que consuma TUDO com MODERAÇÃO. Assim, eles não incomdam seus pares dentro da IA e fazem de conta que cuidam do cardápio de seus clientes.

Carol disse...

Peraê, vc diz que a pessoa não emagrece pq não quer, diz que é absurdo alguém se sentir feliz estando acima do peso e eu estou entendendo errado?

O post é sobre isso, sobre pessoas acima do peso serem felizes e isso não ser levado em conta pela mídia. Vc chegou atacando dizendo que as pessoas não deveriam se sentir satisfeitas e que ficariam cada vez mais gordas. Demorou até vc começar a falar da comida em si.

Num dos seus primeiros posts vc falou pra Rosangela que dá pra pessoa com o tempo se manter magra adotando uma dieta X. Ou seja, se ganhou peso a culpa é da pessoa. Em outros vc fez uma penca de críticas às escolhas alimentares de vários comentaristas.

Na boa, não vou deixar uma fulana chegar e falar que gordos podem ser socialmente espinafrados pq eles são assim pq querem. Ainda mais alguém que acha que quilos são uma boa medida e não indicadores sanguíneos e metabólicos.

Td bem, já notei que vc é o tipo que só lê o que te interessa, então deixa pra lá.

Se o termo que vc queria era pandêmicos aí a frase faz sentido. Só pra constar, pandêmico e endêmico são antônimos. Um fala de algo distribuído mundialmente e o outro fala de algo que só existe de forma localizada e característica a um local específico.

Anônimo disse...

Taty...

Sobre gosto pessoal que vc postou acho que uma coisa não tem a ver com a outra..
Bom, primeiro q para mim, não existe "gosto pessoal", pois cultura (sociedade) não se pode pensar separadamente, até onde é ou não algo pessoal?,não se mede assim. Tudo é cultura e tb nosso livre arbítrio dentro da cultura, não nascemos prontas, aprendemos a viver..
Mas sem entrar nesta questão, acho que dizer "não gosto de negro", "não gosto de gordo" , gay ou seja lá qual for a vítima, estas afirmações criam todo um mecanismo de "opressão", discriminação, preconceito, violência etc..Geram formas de "negar" o outro apesentando formas de violencias simbólicas ou não.
Agora dizer que gosta de comer (seja gosto pessoal ou não), não afeta a vida de outro, não discrimina nem oprime ninguém.
Por isto, achei sua comparação infeliz...

No mais, até entendo a crítica à IA.
Mas pelo post da Lola, e mesmo q sei que não existam regras, pensava q o assunto aqui é "aceitação" de corpos, do ponto de vista estético, é sobre preconceitos e sobre padrão único.
Não é sobre nutrição, muito menos sobre IA, pois ainda que relevante, disvirtuam assuntos tão imporantes e pouco debatidos mundo afora.

Bjo Lola

taty disse...

Má,
Ao meu ver, o ambiente (a sociedade) tem tanta influênca sobre a gente, que ela modela nossos desejos, nossas vontades, impõe um padrão de beleza, de consumo, inclusive de consumo alimentício.
A relação que eu fiz é essa.
E concordo com você que o que a pessoa come (sendo gosto pessoal ou não) não oprime o outro.

Moema disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Moema disse...

Anonimo, sim, mas eu lhe digo: são os próprios portadores de excesso de peso/obesidade que justificam seus corpos com argumentos improváveis, folclóricos, para só depois ACEITAR o mesmo corpo que lhes foram IMPOSTOS, em grande medida, pela IA de mãos dadas com a IF (Industria farmacêutica).

Ora, quando os mesmos portadores de obesidade/excesso de peso disserem: 'gosto do padrão de beleza obeso, por isso como 10 vezes mais do que preciso', ou 'quero ser gordo, por isso faço superalimentação', aí sim, teremos alguém ESCOLHENDO SER GORDO/OBESO/ACIMA DO PESO, e não alguém ACEITANDO ser gordo...Entendeu a diferença?

ACEITAR SER GORDO NÃO É EMPODERAMENTO.
ESCOLHER SER GORDO, SIM.

Moema disse...

Num dos seus primeiros posts vc falou pra Rosangela que dá pra pessoa com o tempo se manter magra adotando uma dieta X. Ou seja, se ganhou peso a culpa é da pessoa.*(by Carol)

Não, sua chata, a culpa é do que se ingeriu.

Vê se para de trolar pro meu lado,
attention seeker...

Anônimo disse...



Não Moema..não é sobre isso!
Não importa aceitar ou escolher ser gordo, não importa (aqui neste post) se é a IA que impõe issso ou não. Se for assim, praticamente tudo nos é imposto, vivemos dentro de nossos limites, nem por isso devemos acitar tudo claro, ams o que se diz aqui é que, independentemente da IA, o gordo é discriminado, fato. E esse gordo, apesar de ser gordo, por escolha, por imposição, por tipo físico, por gostr de fast food, ou mesmo que ele não seja saudável (!) ele não deve ser discriinado por outrém
Não estamos discutindo a merda da IA. Quando o debate vai p esse lado, perdemos um debate importante que se trata de dar voz aos discriminados,dando margem, mais uma vez a comentários preconceituosos e ataques a "indivíduos".
Chamo isso de bom senso no debate.
Se vc gosta de falar sobre a IA, ótimo, só que aqui, é o lugar de dar voz a aceitação de diversos tipos físicos, pricipalmente aqueles que sofrem opressão do ponto de vista "estético" !
Concoda que o debate de aceitação da diversidade estética é algo importante?

Moema disse...

Anônimo, não só concordo como não estou impedindo debate algum.

A diversidade estética passa por muitas outras instâncias...a Gisele Bundchen teve de vencer o padrão estético do nariz arrebitado para trabalhar...e venceu. Eu acho que tem lugar prá todos...O que era feio virou bonito. Mas no resto, ela se enquadrou. Como diz o Gikovate, amamos a singularidade...


O brasileiro não cuida da estética dos dentes, como os americanos, por ex. alguém quer discutir?

Minha cabeleireira foi ao último encontro de profissionais da área e viu muita publicidade em torno dos cabelos cacheados. (Ontem tb vi no GNT uma empresária da área que desenvolveu um produto pro cabelo afro ficar cacheado que é um arraso.) Mas sabe, ela disse que ninguém quer cabelo cacheado. Querem é cabelo liso, relaxado, chapeado...vamos discutir?

Moema disse...

Outros tópicos de diversidade estética para discussão:

cabelo branco: Envelhecer graciosamente ou eternamente jovem?

salto alto: Até quando vamos nos submeter à tortura estética?

Barriga de fora para todas ou só para algumas?

Engordar depois do casameto ou se manter magra/o 4ever?

:)

LisAnaHD disse...

Moema, não gosto de maionese de nenhum tipo... nem de ketchup... nem de pickles... nem de passar horas em salão de beleza... nunca me afinei com maquiagem a não ser um batonzinho básico e um blush/rouge... tenho nojo de passar base no rosto e somente raramente o faço... tenho nojo de lidar com carne... como carne vez ou outra, em restaurante... raramente como arroz... queria pesar 10 quilos a menos, mas resolvi ser FELIZ com os 10 quilos a mais... agora vou tomar um copo d'água com gás pra encher o estômago e resabiar a fome.

Ramon Duarte disse...

@Moema

Aí você já está falando de conforto estético. 75kg e 1,67m é uma "gordinha", não uma obesa. Minha mãe tem dimensões parecidas, mas ela não fuma, não come alimentos processados e pratica exercícios todos os dias, por isso ela não tem nenhum problema de saúde.

Obesidade é um estágio muito mais grave.

Carol disse...

A Má ja falou bem o que eu achava.

Embase mais seus argumentos e não exija que todos pensem igual a vc.

Flavia C. disse...

Ramon, o exemplo que dei foi justamente para ilustrar a que ponto a neurose chega: a pressão dos ditos "padrões estéticos" e o patrulhamento é tão grande que o sobrepeso pode ser um problema suficientemente grande.

Confesso que nem ia mais comentar por aqui, mas voltei depois de dois dias e descobri que já tinha meu peso presumido e cálculo do meu IMC aqui!!! Não é demais? Tanta preocupação e eu devorando minhas bruschettas... tsc, tsc, tsc. Prometo que atualizo os interessados após minha visita ao endocrinologista hoje à tarde.

Ághata disse...

O que dirá de Deborra-Lee Furness e Hugh Jackman?

http://alturl.com/fr8bt

Ramon Melo disse...

@Flavia

A discussão que incluiu seu peso e sua altura (é o que acontece quando se publica algo na internet) se trata de um outro assunto. A questão é que a obesidade constitui um sério problema de saúde pública e precisa ser tratado com uma política adequada. Portanto, quando alguém diz "sou obeso(a) e sou feliz", está fazendo uma apologia a hábitos que não são saudáveis, é como dizer "sou fumante e sou feliz assim".

Isso é radicalmente diferente de dizer "sou gordinho(a) e sou feliz", porque é perfeitamente possível ser saudável sem se adequar aos padrões estéticos, assim como existem pessoas que se enquadram nos padrões e são doentes.

O que me assustou foi ver que várias pessoas acham que estar 10kg acima do peso é obesidade! Isso pode ser verdade para uma criança, mas não para um adulto de estatura razoável como você!

Anônimo disse...



Oi Ramon, desculpe entrar na conversa.
Vejo que este debate aqui abriu muitas frentes, e que não podemos msturar os assuntos..

No entanto, qndo vc diz;
Portanto, quando alguém diz "sou obeso(a) e sou feliz", está fazendo uma apologia a hábitos que não são saudáveis, é como dizer "sou fumante e sou feliz assim".

Será que é uma apologia? Estou pensando sobre. Entendo sua preocupação, mas não vejo uma apologia e dificilmente vejo a possibilidade de alguém ver a afirmação e pensar "nossa vou copiar e ser obeso então!" Pois a obesidade é condenada, não tem possibilidade resignificação e colocar como "positiva", pois o padrão é a sua condenaçao. Agora "felicidade" é mais no âmbito pessoal ao meu ver, não machuca ninguém e é perfeitamente positivo que alguém seja "feliz", condenar isso me parece cruel..
Não é uma questão de apologia ao modo não saudável, é uma afirmação de, apesar d toda a sociedade me condenar, posso sim ser feliz, é algo subjetivo!
Acho que não é por aí, acho cruel pensar do modo que vc coloca.
Apologético para mim é uma pesquisa "científica" que nega diversidade de "corpos" exitentes..

Desculpe um montão de frentes né Lola, acho que vc mal pensava que iria rolar tantas brechas p tantos preconceitos..
Pra gente ver como é necessário mesmo essa disussão, não é a toa o post..

Bjão

Carol disse...

Se declarar feliz estando fora dos padrões sociais impostos é um puta empoderamento a meu ver.

E se um fumante diz que é feliz e satisfeito fuamndo, ele pode até er uma atitude não saudável, mas tb não é motivo pra tratar ele como escória da sociedade. Sendo que fumo atinge o outro, gordura não.

Moema disse...

Ramon, não foi dito aqui que estar 10kg acima do peso constitui obesidade. Alguém argumentou que ganhou 10kg em 10 anos sem alterar absolutamente nada na dieta ou na atividade física, sendo que o tempo seria o ÚNICO RESPONSÁVEL por este ganho. rs

fique de boa,

Abçs

Empoderamento é ter as rédeas de seus impulsos e emoções não mãos O TEMPO TODO.

Moema disse...

Tanta preocupação e eu devorando minhas bruschettas... tsc, tsc, tsc.

Então, Flavia, meu anjo, a quem vc pretendia enganar quando disse que engordou 10kg em 10 anos sem ter feito nada de excepcional? Tadinha, culpa do tempo...rsrs

Mas agora vc foi honesta e confessou a razão por que engorda...kkk Parabéns, viu?

Não é o que todos fazemos? Negamos nossos prazeres e apontamos OUTRAS CAUSAS para nossa diversidade estética, hehe?

Tc

Carol disse...

Ela disse que não mudou os hábitos alimentares, como vc mesma apontou acima. A mudança de peso não é devido ao tempo, mas a mudanças no metabolismo que vêm com o tempo.
Ou vc tem certeza que ela não comia bruschettas há 10 anos atrás?

Ter as rédeas de seus impulsos e decisões tb inclui ligar o foda-se para coisas que vc acha estúpidas.

E o padrão de beleza de uma sociedade machista é algo bem estúpido.

Moema disse...

Sim, Carol, ela comia sempre mais do que conseguia gastar...como está provavelmente fazendo agora e amealhando mais uns quilinhos nos próximos 10 anos, rsrs

Ah, que amor, as mudanças do metabolismo que vêm com o tempo...
Outra forma de negar que comemos e comemos muuuito, né, tia?

Eu já sou velha e levo uns QUATRO DIAS, no máximo, prá gastar o que comi, viu? kkkk

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 215   Recentes› Mais recentes»