segunda-feira, 5 de maio de 2008

A INVENÇÃO DA CELULITE

Campanhas como a da “beleza real” da Dove são um pequeno avanço na representação de mulheres como somos (o vídeo acima, sobre como a mídia massacra as meninas, pede pra que falemos com nossas filhas antes que a indústria da beleza o faça). Claro que devemos levar em conta que a Dove é uma empresa da Unilever que vende produtos de beleza tanto quanto qualquer outra, só que com um marketing um pouco menos ofensivo. Se bem que todos os anúncios e comerciais da Dove falando em “beleza verdadeira” também são amplamente manipulados e retocados. Neles não existe mulher com celulite, por exemplo. Ainda assim, esses anúncios são alvos de homens rábidos que reclamam: “Quando eu abro a janela do meu escritório, quero ver um outdoor com uma mulher maravilhosa, não com um dragão”. Muitas mulheres torcem o nariz e gritam: “Eca! Isso é beleza?!”. Porque, como todas sabemos, o conceito de beleza é algo imutável ao longo dos tempos, que não varia de pessoa pra pessoa e de cultura pra cultura. Bela é a Giselle Bundchen, e só. Quem não tiver a pele branca como a dela, 1,80 de altura, índice de massa corpórea 16, olhos claros, longas pernas, e menos de 30 anos de idade, paciência. Você não é bonita, mas saiba que pelo menos está em boa companhia. 95% das mulheres não se encaixam nesse padrão.

Por falar em celulite, sabia que essa palavra foi inventada no início dos anos 70, justo no auge do movimento feminista? Como a gente sabe, palavras são criadas pra descrever coisas. Logicamente, antes dessa década as mulheres já tinham celulite, mas isso não era considerado um problema ou uma condição médica. Era apenas pele. Só quando as mulheres começaram a sentir-se livres demais surgiu mais uma obsessão pra cortar nossas asinhas. Pura coincidência, claro.

De minha parte, não enfrento problemas com celulite. Não que eu não a tenha. Quase toda mulher tem. É só que, como não a vejo, não perco tempo encucando com ela.

10 comentários:

Nalu disse...

Pois é Lola, muita coincidência mesmo isso né? aliás, isso me lembra bem o Livro O Mito da Beleza né? E o mais engraçado é que é algo tão poderoso e ao mesmo tempo tão sutil que as mulheres passam a achar que essa corrida toda pela beleza, pelo corpo perfeito e coisa e tal é o que elas realmente querem, que é opção de cada uma. Isso realmente me intriga. E que coisa boa ir saindo fora dessa busca viu? Eu tenho me sentido tão melhor. apesar de ainda ter muito pra me libertar. Beijos.

lola aronovich disse...

Nalu, obrigada por me lembrar: esse dado sobre quando a celulite foi criada vem mesmo do fabuloso livro da Naomi Wolf, O Mito da Beleza. Eh que eu havia escrito um longo artigo sobre o livro e o dividi em 3 partes. E nao mencionei o livro aqui. Mas meninas, por favor, leiam o livro. Eh incrivel.
Eh, isso faz parte do mito - a mulher achar que ta fazendo de tudo pra emagrecer, fazendo cirurgia, alisando o cabelo, ficando 5 horas por dia em academia, etc etc etc por "opcao pessoal". Nao estou condenando ninguem que faca isso. Mas a mulher precisa saber que nao ha nada de pessoal na sua opcao. Ela esta condicionada ao sistema, e eh um sistema opressor, que nao permite "opcoes". Bom, a unica opcao eh continuar aceitando o sistema ou dizer chega. E o "dizer chega", pelo jeito, precisa ser uma lembranca diaria. Nao sei, Nalu, se algum dia a gente se liberta totalmente. Nao sei se realmente ha escapatoria. Mas pensar sobre isso, ao inves de encarar essa ditadura como "natural", ja eh um comeco. Eu tb me sinto melhor.

Pedro disse...

"algum dia a gente se liberta totalmente. "
Isso significa que eu comecarei a evitar as ruas ? hahaha Nao sei se a expressão que foi forte mas se libertar totalmente dos padrões de beleza e tal, não seria "monstrificar" geral ? (derivando de monstro mesmo)

Mas uma coisa que pessoalmente não acho legal, acho que aqui não tem mto isso. Aquelas mulheres marrom, sabe? Que fazem bronzeamento artificial, aí ficam loiras e marrom. Acho quase assustador hahaha a galera nao sabe o limite mas totalmente é exagero Lolinhaa. O maridão provavelmente iria colocar uma coleira em vc :D.
Abr

PS: Esse final foi por causa dos musicais na comu, para mostrar como meu tempo ainda pode ser util para comentar hahaha.

lola aronovich disse...

Ue, Pedrinho, se a gente se libertar das neuras da aparencia, de correr atras de dietas que nao funcionam, e se aceitar como eh, como isso vai "monstrificar as ruas"? A gente nao vai mudar muito de aparencia, pro bem ou pro mal. Vai so se ver diferente, se aceitar melhor. Ninguem ta falando de deixar a higiene pessoal de lado. Mas uma mulher deixar de alisar o cabelo e deixa-lo naturalmente crespo nao vai monstrifica-la, vai? Bom, eu vou continuar pintando meu cabelo a cada 3 ou 4 meses. Nao estou preparada pra assumir uma cabeleira branca...ainda! Mas ate voltar pro Brasil, pintar os cabelos vai ter que esperar. Nao to a fim de pagar 50 dolares pra cortar e pintar o cabelo. E pintar o cabelo em casa nao daria certo. Seria um desastre. Ainda bem que vc nao vai cruzar comigo pelas ruas de Detroit!
Ah, tambem nao gosto de bronzeamento artificial. Fica bem feinho mesmo. Fica meio laranja. Mas admite que vc passou a gostar menos disso depois de ver "Premonicao 3". Acertei?
E eh verdade, Pedrinho, seus comentarios sao TAO uteis...

Ana Rute disse...

droga! estou nos 95%! acho que vou começar uma dieta e pintar o cabelo!
(aumentar de tamanho também, talvez usar uma lente clara e por silicone)

poxa Lola realmente ando meio ocupada... passei na faculdade e to muito feliz :D
mas tmb tomou grande parte do meu tempo livre (com o que sobrou eu consigo enrolar bastante e nao fazer nada util, mesmo com muita coisa pra fazer)
mas vou tentar comentar mais, ok?
beijo

lola aronovich disse...

Ana, parabéns por ter passado na faculdade! Que faculdade é, e que curso?

Greg disse...

Também sou totalmente contra esse deturpado esteriótipo de beleza, que a sociedade criou...
Na minha opinião, as pessoas acabam se tornando algo que elas não são, apenas para agradar aos olhares alheios! Não consigo ver sentido nisso.
Será tão dificil assim ser feliz consigo mesmo?!

lola aronovich disse...

Eh muito dificil, Greg. A pressao social eh enorme. Equivale realmente a uma lavagem cerebral. As meninas aprendem cedo que serao avaliadas pela sua aparencia, e so. Note como os elogios que as pessoas fazem pra meninas e meninos sao diferentes. E as meninas aprendem desde cedo qual aparencia eh considerada bonita, e que se elas nao estiverem dentro desse padrao, ficarao sozinhas pra sempre. Nenhum homem se interessara por elas. Pro resto da vida a gente ouve a mesma coisa, internaliza tudo isso. Lembre-se tb que em nenhum outro momento da historia humana houve tanto bombardeio de imagens. Quantas "lembrancas" recebemos por dia nos dizendo o que eh o padrao unico de beleza, e como a gente nao se encaixa nele? Sao muitas. Dificil escapar. E isso ta comecando a atingir os meninos tb...

Ale Picoli disse...

Você conhece a campanha do The Body Shop com a Ruby? http://www.anitaroddick.com/images/ruby_poster.jpg
É muito fofa. Finalmente uma bonequinha com quem eu posso me identificar.

Ines Lazzari disse...

Concordo que existe uma industria que prega o corpo perfeito e somos bombardeados por informações e imagens de beleza que em alguns casos somos totalmente influenciadas para sermos iguais.
Sabendo que muitas vezes não existe aquele corpo perfeito