quarta-feira, 28 de maio de 2008

A TV PARADA RECEBE MAIS ATENÇÃO QUE EU

Eu, querendo atenção: “Eu tô aqui!”

Maridão abre os braços pra mim e, atrapalhado do jeito que é, esbarra com um deles na televisão.

Eu: “...E a televisão tá ali”.

Maridão olha pra TV, que não é ligada há três meses, mas tá enfeitada com celular, relógio e uns papéis em cima. Eu: “Eu ia dizer que sou mais utilizada que a TV nesta casa, só que não é verdade”.

Ele: “Você tá menos empoeirada que a televisão”.

Eu: “Pelo menos você usa a TV pra pôr coisas em cima. Ninguém aqui põe nada em cima de mim”.

Ele: “Mas eu não fico pensando em te colocar embaixo da mesinha, como penso em fazer com a TV”.

Eu: “Ok, agora é oficial: morro de inveja da nossa TV. Mas não gosto de ser comparada com uma televisão, que é um objeto inanimado sem inteligência, enquanto eu...”

Ele: “...enquanto você?...”

Maridão leva tabefe.

15 comentários:

Daiane disse...

Oi Lola! Cheguei ao seu blog clicando sem querer em um link do seu comentario no "The F-word", um dos blogs sobre Fat Acceptance que estou pesquisando.
Tambem sou doutoranda na norte-america (embora no primeiro ano), tambem catarinense e adorei seu blog :)
Vou voltar sempre, de proposito!

lola aronovich disse...

Ai, que bom, Daiane! Nao eh por isso que eu as vezes deixo um comentario no The F-Word ou alguns outros blogs americanos - eu deixo porque acho que tenho algo relevante a comentar, ue -, mas sei que as visitas que vem por causa desses comentarios sao meio inuteis, porque vem de gente que nao fala portugues. Entao eh gente que vai ver meu blog uma vez, por curiosidade, e nunca mais. E eu quero leitores, nao visitantes. Mas, como esses blogs americanos sao muito visitados por gente de todo o mundo, sempre existe a chance que um brasileiro, portugues, angolano etc veja o comentario e chegue ate o meu blog. Foi o que aconteceu contigo, o que me deixa muito feliz!
Onde vc esta nos EUA?
So pra clarificar, nao estou fazendo doutorado completo nos EUA. Eh so doutorado-sanduiche, um ano so, e ta quase no fim (falta dois meses, e ai volto pro meu amado Brasil). Abracao, Daiane, e volte de proposito sempre!

Huntress disse...

Nuss, uma vida depois eu volto aqui.. HAUHAUAUHA ser trocada pela televisão é fod*, mas eu infelizmente posso dizer que sei bem como é =/
Todos os fim de semanas eu disputo a atenção da minha namorada com o computador, televisão, mp3 e celular.. E cada dia se torna mais difícil ganhar deles...

Anônimo disse...

Me sinto tele-intimidada (palavras,ein?) toda vez que esqueço a Tv ligada quando começam os jornais.Meu querido namorado N-U-N-C-A vê Tv sabe,mas estranhamente quando vem aqui em casa eu quase apanho se tentar diminuir o volume,desligar,etc.
Eu não cheguei até aqui por sites de busca, talvez buscando sim,mas não outra coisa.Eu sempre tento dar uma lida quando elogiam o que fulano ou cicrano escreve, e adivinha?Lí elogios a você,e achei bem divertido.A definição parece bem "crítica de filmes" mas na íntegra é bem mais.
Voltarei,abraço.

Gabriela Yamada. disse...

AMEI teu blog, Lola. Dei muitas risadas!! E sabe? Por aqui, é o carro quem tem mais atenção. Até os gastos com ele são maiores. Morro de inveja!! hahahaha

Bjo!

Lolla Moon disse...

hahahahaha
adoro os seus diálogos. você e o marido são um double act! ;)

lola aronovich disse...

É, Huntress, difícil ganhar da TV. Por isso odeio ir visitar a casa de alguém e a pessoa deixa a TV ligada enquanto falamos. Como competir? Mas, pô, eu perco até de TV parada, que não é ligada há meses! Mas me diga, o seu blog é fechado pra não-convidados? Não demore outra vida pra voltar aqui! Abração.

Laiza, bom vc ter chegado aqui. Eu também acho que meu bloguinho é mais que só sobre cinema. Se fosse só crítica de filmes, eu postaria uma ou duas vezes por semana (como fazia no Lost Art), ao invés de dois posts por dia.
E quanto a não poder mexer na TV enquanto seu namorado assiste, ele dorme vendo TV com o controle remoto na mão? Aí vc tenta tirar o controle dele pra desligar a droga da TV que ninguém tá vendo, e ELE ACORDA e reclama "Por que vc desligou a televisão?". Comigo acontece isso (no Brasil; aqui o maridão viu pouquíssima TV, quando tínhamos TV. Ele fica no computador).

lola aronovich disse...

Gabriela, dei uma passada no seu blog tb, e morri de rir com o negócio do veículo. Espero que vc tenha evoluído MUITO como jornalista!
Opa, mas aqui no seu comentário vc continua falando de veículo... É obsessão, é? Apareça mais, Gabi! Adoro pessoas divertidas.

Lolla, obrigada. Eu gosto dos meus diálogos com o maridão tb, e gosto de anotá-los. Porque se eu não anoto a gente esquece. Pior é que quando o maridão lê o diálogo, ele geralmente diz: "Eu falei isso? Deve ter sido outro!".

ricardinho, com chuviscos disse...

.
Eu comprei uma antena horrorosa pra TV que não combina em absolutamente NADA com aquela "decoração" da sala que você já conhece.
E nem adiantou muito, melhorou quase nada a imagem.
Mas era "Ou entra a Antena, ou saio eu!"
.
A gente faz coisa pra salvar um casamento, viu?

lola aronovich disse...

Ricardinho com chuvisco, se eh pra fazer um drama do tipo "ou entra a antena ou saio eu", que seja no minimo uma antena boa, po! Perdeu municao a toa... O Silvinho vem fazendo escandalos porque nao to deixando que ele compre uma luneta em promocao por 15 dolares que ele viu numa farmacia. Eu nao acho que a gente precisa de uma luneta! E vai ser dificil carrega-la de volta ao Brasil. Mas ele nao quer nem saber. Quer porque quer a luneta. Ela simboliza no momento TUDO que eu impedi o maridao de conseguir na vida dele. Vcs homens sao tao dramaticos...

lola aronovich disse...

Esqueci de perguntar: e o anao do banheiro, vai bem?

ricardinho disse...

Uma luneta vendida numa farmácia por 15 dólares???
.
.
VOCÊ PRECISA VOLTAR PRO BRASIL COM ELA!
Nem que o Silvinho venha depois, sei lá.
.
O Anão tá ótimo. O Sapinho também. Sabe... são companhias bem agradáveis.
(Meu! Adorei essa idéia de luneta!!! Acho que é o que tá faltando aqui em casa. Tô pensando muito seriamente. Mesmo.)

lola aronovich disse...

Ai Deus, nao sabia que a simples mencao da luneta por 15 dolares iria trazer um outro drama a casa de Ricardinho, Anao, Sapinho e Cia Ltda. Dan, me desculpa, por favor!

Daiane disse...

Oi Lola,
Nao estou nos EUA, estou no Canada :)
Abraco!

lola aronovich disse...

Oi, Daiane, é, quando vc falou "norte-america" pensei que pudesse ser o Canadá tb. E aí, vc tá perto de mim (Detroit) ou tá pros lados de Seattle? Será que eu e o maridão devemos gastar 150 dólares por um visto pra conhecer Toronto? A gente vê Windsor daqui!