terça-feira, 4 de novembro de 2008

BESTA OU LADRÃO, A MINHA OPÇÃO

Não sou uma exímia jogadora de dominó, mas sei que jogo melhor que o maridão. Domingo não foi diferente. A gente joga que perde quem chega a 101 pontos primeiro. Ou seja, as pedras que sobrarem pra cada um são somadas e anotadas. Eu tinha um zero-três. Sabia que o meu era o último zero. Portanto, se eu colocasse o zero, fechava o jogo. Mas não sabia bem quantos três havia, então comecei a contar em voz alta:
- Um... Dois... Três... Quatro... Cinco... Seis... Uhm, seis...
Não é que eu não sei o que vem depois de seis, é que o sexto três tava comigo. Faltava apenas o duplo três. E o maridão, rápido, olhando pras pedras dele, acrescentou:
- Sete.
- Puxa. Se eu puser o zero eu fecho o jogo. Se eu puser o três eu fecho também, mas falta o duplo três. Aí ou você tem o duplo três, e se livra de seis pontos, ou você precisa comprar até pegar.
- Pois é.
- Você falou muito rápido “sete”. Isso quer dizer que você deve ter o duplo três.
- Eu falei? Mas eu sou uma besta!
- Em compensação, se você não tiver o duplo três e fingiu que tem, você é o maior ladrão.
- Então a Lolinha tem que decidir se o Silvinho é uma besta ou um ladrão.
Pensei um pouco e decidi:
- Um ladrão.
E coloquei o três. O maridão, maior ladrão mesmo, não tinha o duplo três e precisou comprar montes de pedras. Não sem falar:
- A Lolinha é uma estúpida.
Ele ficou com 57 pontos naquela rodada. Mas pelo menos rimos um monte do leque de opções que ele me deu.

12 comentários:

Babs disse...

Nó, são momentos "românticos" como esse que só muitos anos de convivência propiciam...
Hehehehe...
Bjs

Masegui disse...

Muito bom, ha ha ha!

Agora joga xadrez com ele e depois vem contar prosa! :)

Giovanni Gouveia disse...

Engaçada a diferença de regras e denominações:
Aqui seria "carroça de terno" o nome da pedra que Silvio deu a entender que teria;
"Cantar" pedra é proibido nas normas de dominó por estas bandas (campeonatos proibem até olhares);
O nome desse jogo, que se vai "comprar pedras", ou se "buscar no dorme", é Burro, jogado com 2 ou 3 jogadores, começa com três pedras, e quem perde vai adicionando outra(s)...

Andrea Cristina disse...

uahuahuaahu só posso rir duma situação destas!!! Vocês devem se divertir demais!

Giovanni Gouveia disse...

Shhhhh, ladies and gentlemen, pra desespero de nossos egos, e felicidade de nossa amiga (portanto nossa), parece que tem capítulo de tese saindo do forno

lola aronovich disse...

Oi, gente, voltei! É, eu estava mesmo terminando mais um capítulo da tese (e fazendo outras coisinhas tb). Agora estou com o blog totalmente atrasado, tanto nos posts quanto na resposta dos comentários. Aliás, gente, de agora em diante vou tentar responder os comentários em menos linhas. Não sei se vou conseguir. É que às vezes a resposta aos comentários (que ADORO ler e responder tb) leva todo o tempo que posso dedicar ao blog durante o dia. E aí não dá, né?


Bom, vamos a estes.

Babs, é verdade. A gente acabou de brigar agora, mas normalmente ele não é tão mau-humorado e estúpido.

lola aronovich disse...

Mario Sergio, ah, xadrez com ele não tem graça. A última vez que jogamos foi no Central Park, em NY. Ele me deu uma torre de vantagem, e ficou complicado pra ele, mas acabou ganhando...


Giovanni, pois é, cada lugar tem suas próprias regras. Pior é quando jogo pôquer! Eu jogo desde criancinha, e é difícil acatar novas regras...

lola aronovich disse...

Andrea, como tá o mestrado? Semestre quase no fim?


Giovanni, nem fala. Ontem fui dormir às 3:30 da manhã. E todo dia acordando cedo e dormindo tarde... Ai ai ai. Quero ver se em novembro eu consiga me organizar melhor e escrever algumas horas da tese TODOS os dias...

João Neto disse...

Lola:

Eu sei que me chamar de Santiago é um eufemismo pra dizer que sou um troll, mas você está enganada a meu respeito.
1) Eu sou de direita é sempre vou ser porque acredito que o mundo é de direita. A esquerda é uma anomalia criada pela incompetência da direita em atender certos setores da sociedade.
2) Eu não sou contra a esquerda, uma vez que a acho necessária como um fator moderador dos possíveis abusos da direita, assim como a igreja, mesmo com seus erros, como no caso da camisinha, anticoncepcionais, etc., serve para que os cientistas não saiam da linha e cometam aberrações, ou seja; é um freio. Freio esse que se o governo tivesse utilizado, não teria o mercado cometido os abusos que cometeu e causado a tragédia econômica que causou.
3) Um vez que deixei claro que não sou contra a esquerda, mas só não estou com ela, digo que: sou contra é o PT, que não é esquerda nem aqui nem em lugar
algum, mas sim um partido de desclassificados querendo se locupletar com o poder. No PT quando o partidário é honesto é um mongolóide como o Suplicy, que nem falar consegue mais, ou um anódino, como o Mercadante, que não sabe a que veio neste mundo. O resto é incompetência e má intenção.
Então Lola, eu, absolutamente, não estou contra você ou as pessoas honestas de esquerda que tem uma grande missão na sociedade, mas contra essa "esquerda" anteriormente citada.

Abração e bons estudos!

PS. O Obama tem muito de PT, e, apesar de eu e ele sermos de direita, eu não o engulo.

Liris Tribuzzi disse...

huahuahuahuah

O melhor é jogar dominó na praia, com a família toda e apostando 5 centavos por rodada. Tremendamente emocionante!

Chris disse...

Onnnnnnnnnnn!!!

Sabe que eu não jogo dominó desde os, 12, 13 anos?

Beijos

lola aronovich disse...

Li, na praia?! Ah, não sei, não parece confortável. Acho que na praia só dá pra jogar gamão direito, porque tem aquele tabuleiro legal que abre e fecha. O resto... Mas 5 centavos por rodada? Dá pra ganhar ou perder quanto numa tarde?


Chris, já já vc vai ter que ensinar todos esses joguinhos legais pra Ciça...