terça-feira, 16 de setembro de 2008

RESULTADO DA ENQUETE: MOMENTO MAIS ASSUSTADOR DE UM FILME DE TERROR

- Lolinha, você erroooooooou!

Queridos leitores, eu errei. Pedi pra vocês escolherem apenas uma entre as cenas de terror mais assustadoras do cinema americano. Nem eu, munida do meu poder de síntese e alto discernimento, consegui optar por apenas uma. Realmente é a enquete mais difícil que já realizei. Quando havia apenas uns dez votos, tentei alterá-la para que aceitasse mais de uma alternativa por pessoa, mas o Blogger não aceita que se mude uma pesquisa depois do primeiro voto. Aí pensei em deletá-la e começar outra, mas achei desrespeitoso com quem já havia votado. Portanto, a melhor solução que encontrei foi repetir a enquete. Mas, antes, vamos ao resultado desta, com resposta única, pra ver o que deu, já que 97 pessoas votaram.

Ninguém votou nas cenas de Massacre da Serra Elétrica, Halloween, Invasores de Corpos, Alien, Enigma de Outro Mundo, A Mosca e Pânico. Vocês viram essas cenas? A de Massacre tem um clima esquisito e é quase uma metáfora da Aids, só que pré-Aids (o louco se corta e ameaça sangrar nos jovens? Tudo dentro de uma kombi?). Halloween (só tenho texto sobre o remake) é mais um ótimo exercício de câmera – vemos tudo pelo ângulo da máscara que sobe as escadas – que um momento de horror, mas foi copiado infinitamente depois. Invasores, a versão de 1978, que é a minha preferida, tem um grande final. Mais de uma leitora comentou que o instante mais perturbador de Invasores é a cena em que um cachorro aparece com a cabeça do dono. Concordo! Mas aquela é uma imagem só, e esse final é uma sequência inteira, e cheia de suspense. Sobre Alien, Enigma e A Mosca, eu entendo. As três cenas são asquerosas, e elas mais enojam que assustam. Entre as três, acho que fico com a de Enigma: um dos carinhas tá contaminado por uma besta assassina, e a gente não sabe qual é. E o exame de sangue é capaz de zangar o monstrinho. Acho bem aterrorizante. Pânico, bom, pra mim não aterroriza. Tem todo um cinismo, uma ironia, umas auto-referências, que alienam um pouco. Não estou negando a importância do filme! Ele revitalizou o terror pra toda uma geração. Só não lembro de nenhuma cena tão marcante.

A Profecia, Um Lobisomem Americano em Londres, Poltergeist e a cena da fuga do Anthony Hopkins em Silêncio dos Inocentes receberam um voto cada, e ficaram empatados na décima colocação. Essa cena da decapitação da Profecia eu não acho grande coisa. É que foi a primeira na história de Hollywood, mas pros padrões de hoje não parece tão bem feita, e nem assusta muito. Prefiro o momento em que Gregory Peck descobre o 666 no couro cabeludo do seu rebento. Porém, A Profecia – que estou longe de considerar um grande filme – é desses que tem um bom clima, ainda mais com aquela música sacra, mas não uma cena que marca tanto. Ih, pensando bem, tem sim. Várias: a babá que se suicida na festa de aniversário, o padre que morre em frente à igreja, a visita de Damien ao zoológico, o “acidente” com a mãe do pestinha.

Em Poltergeist também há várias cenas: as cadeiras que vão parar em cima da mesa, o assistente que come uma coxa de frango, os esqueletos na piscina no final. A própria imagem de uma menininha com as mãos na tela da TV dizendo “Eles estão aqui” já é de arrepiar. Mas essa do palhaço é a que mais marcou na época (1982) os espectadores da minha idade. Se a gente já tinha uma leve desconfiança dos palhaços, depois dela nossa convivência com eles tornou-se insuportável. E o que é isso de ter um boneco grande e amedrontador dentro do quarto? Tudo bem que isso foi anos antes de Chucky, o brinquedo assassino, mas ainda assim...

Agora, Lobisomem Americano é o que há, gente. Adoro esse filme. Embora ele não se leve muito a sério, há vários momentos marcantes, e esse dos dois amigos perdidos à noite nos pântanos ingleses, vendo uma lua cheia e ouvindo uivos, é incrível. E notem que não há música, só diálogos.

Com 2% dos votos, em nono lugar, ficaram a cena da cabeça em Tubarão e o início da refilmagem de Madrugada dos Mortos. Sobre a primeira cena, ela assusta sim, todo mundo pula ou grita, mas é rápida demais pra causar algum efeito mais perturbador. No entanto, sobre Madrugada (foto), cada vez que revejo esse filme, mais gosto dele. Vi o original esses dias e gostei também (em geral, adoro filmes de zumbis), mas Madrugada é mais crítico e divertido. E tem uma das melhores falas que já ouvi num terror: um sobrevivente metrossexual (ou seja, um “homem que se cuida”) descreve alguém que virou zumbi como “deadish”. Deadish é o máximo! Esse “ish” que alguns americanos colocam no final dos adjetivos significa meio, tipo smartish, meio esperto, só que é difícil de traduzir. Deadish é a definição ideal pra qualquer filme de zumbi!

Ó Deus, isso tá ficando quilométrico. Continuando: 3% votaram no final de O Bebê de Rosemary, na cena da cabeça virada em O Exorcista, e em O Nevoeiro. Desses três filmes, o que menos gosto é mesmo Exorcista. Bebê é um dos grandes filmes de terror, só que não tem uma ou outra cena marcante. O filme inteiro é incrível. E O Nevoeiro deve ter um dos finais mais perturbadores de todos os tempos.

Com 4%, dois hiper clássicos: Psicose e Os Pássaros, ambos do mestre Hitch. A cena do chuveiro em Psicose é um dos momentos mais famosos do cinema, mas não é tão, tão assustadora. Já a da escola de Os Pássaros, pra mim, sem sombra de dúvida, é sim. Os Pássaros ainda tem a distinção de ser um dos raríssimos filmes de terror sem música. Hitch achou que não precisava. Enfim, como vejo no meu dia a dia muito mais pássaros que tubarões, pra mim o clássico de 63 sempre foi mais eficiente, e mais parte do meu incosciente.

Com 5% dos votos, Jodie Foster encontra o serial killer em Silêncio, e Nicole Kidman encontra sua filhinha coberta com um lençol branco suspeito em Os Outros. Duas cenas apavorantes, com certeza. Adoro como, em Silêncio, a personagem da Jodie tá completamente aterrorizada. Ela tá morta de medo, como convém a alguém nessa situação.

Em quinto lugar isolado, o final de A Bruxa de Blair. Tudo confuso e tremido demais pro meu gosto. O maridão podia ter filmado aquilo tranquilamente, antes de se aventurar por Cloverfield.

Em quarto lugar, com 7%, outras cenas, que não sei bem quais são. Algumas pessoas mencionaram outros momentos de O Iluminado e Sexto Sentido (de fato, é impossível escolher apenas um), e algumas lembraram cenas de filmes feitos pra TV.

Dois empates pro terceiro lugar, ambas adaptações de histórias do Stephen King: Shelley Duvall descobre o que seu marido anda escrevendo em O Iluminado, e Kathy Bates quebra as pernas do James Caan em Louca Obsessão. Tá, sem discussão: as duas são de doer. Detalhe: essa do Iluminado o King criticou. Disse que era a prova de que Kubrick não entendia nada do gênero. Pro King, uma mão deveria aparecer nos ombros da Shelley, ao invés da câmera mostrar o Jack se aproximando. Meu, mas o King fala cada besteira, não?

Em segundo lugar, com 10% cada, mais um empate: alguém passa pelo menino no banheiro em O Sexto Sentido, e a garota cabeluda sai da TV em O Chamado. Dois filmes recentes, ambos com crianças. Já perceberam quantas dessas cenas têm criança e mulher no meio?

E em primeirão, com 11%, quase empatado com os segundos colocados, o final de Carrie, A Estranha. Essa cena é um caso sério. Eu já fiz a experiência de rebobinar (na época do vídeo) a cena e revê-la três vezes seguidas, e gritei em todas elas. Pode ser que eu tenha algum problema mental, mas até meus adolescentes que não acharam Carrie grande coisa berraram naquele momento. É porque a música e o clima enganam. A música é toda levinha, a Amy Irving aparece de branco com flores, e a gente tem a nítida impressão que o pior já passou (Carrie, mãe e bullies mortos)... e de repente surge aquela mão. Só quem não tem sangue nas veias não se assusta. Ou, como diria o carinha de Madrugada, quem tá deadish, sabe?

Tá, vou repetir a pesquisa então. Votem em três cenas. SÓ três, por favor. Mas vou colocar também uma nova enquete, essa bem fácil, juro. Participem das duas.

Veja aqui todas as cenas da enquete.

43 comentários:

Pernambucobebendoparaomundo disse...

"Enfim, como vejo no meu dia a dia muito mais pássaros que tubarões..."

Bem, eu moro no Recife, capital mundial de ataques de tubarões fatais, e já fui surfista... O problema dos tubarões é que não podemos vê-los (Riso macabro:))))...)

Chris disse...

Caramba, eu mudei tanto de voto que nem me lembro mais em qual votei.

Tirando as de asco, eu achei a concorrência bem pesada e, adorei a nova opção de escolher mais três, ho ho ho!

Bão, Carrie é um caso sério. Também gritei na última cena, mas acho que foi mais pelo climão do que pelo susto propriamente dito.

Beijocas mís

Claudemir disse...

Votei em Os Pássaros, cada vez que vejo esse clássico fico com medo. Ahhh, como eu gosto desses posts onde vc comenta vários filmes.Adorei.

Pernambucobebendoparaomundo disse...

Comentando os coentários:

* Alien, apesar de repulsivo, tem algo a mais naquele filme, por "increça que parível", o filme não trata de espaço exterior, mas do trauma da guerra do Vietnã, pode trocar "aliens" por Vietcongs que vamos ver quetem tudo a ver: "Eles estão chegando de todos os lados, mas não podemos vê-los, estamos perdidos...";

* Masscre da serra elétrica apesar de ser O clássico dos clássicos do filme B, é quase uma comédia, tão absurdo e inverossímel que é, nõa dá pra levar em consideração, mas continua sendo um cult movie;

* A profecia dá um certo arrepio, principalmente pra quem tem formação católica, como eu...

* Poltergheist o que mais dá medo é a cara da velha, uma historinha interessante, na primeira vez que eu assisti poltergheist em casa, o telefone tocou, do outro lado uma voz de velhinha perguntando pelo meu pai, era a irmã, gêmea, de minha avó mas até reconhecer a voz...

* "Bebê" e o Exorcista são clássicos dos clássicos. Mas eu queria ler o livro do exorcista pra saber se eles escrevem: "E ela vomitou sopa de ervilha..." :D

Hitch é hors concours em qualquer categoria que ele dispute...

A bruxa foi muito mais marketing que filme, fraquinho, se bem que Cris, à época do filme, foi fazer um pic nic à noite com os alunos...

Hannibal é sinônimo de cereal killer, mas no resto da trilogia ficou chato;

Cenas com crianças são interessantes, porque colocam o espectador, teoricamente adulto (já que esses filmes usualmente têm censura acima de 16) como crianças de novo, e renova o medo do monstro do armário/debaixo da cama...

* Tive uma amiga na 5ª ou 6ª série que se chamava Karen, eu só chamava ela de "a estranha..."


P.S. fosse outra categoria de enquete, poderias ter agrupado por tipo (terror sobrenatural x suspense, por exemplo...)

Pernambucobebendoparaomundo disse...

Lembrei de outra coisa, depois de "Todo Mundo em Pânico" ficou impossível ver aquela máscara e não morrer de rir...

Anônimo disse...

ah! de tanto quebrar a cuca não votei na primeira. agora escolhi 3. valeu pela segunda chance.
;o)

Ju R. disse...

Eu me lembro muito vagamento de "Lobisomem", pois costumava passar no SBT numa época em que passar filme com conteúdo adulto à tarde era normal. Não vi o filme, até porque só as chamadas do filme me causavam medo, e eu era praticamente um bebê.

Pelo que vi sobre o filme no youtube, de fato parece um bom filme, divertido.

Ah, e por um momento eu achei que o David Naughton fosse o Roberto Downey Jr. Muito parecido.

Cris Prates disse...

Não fui fazer picnic, fui fazer luau na floresta...não deu tempo nem de acender a fogueira porque os meninos (17 anos no mínimo) acharam que estavam ouvindo os passos da Bruxa de Blair e saíram correndo desesperados...Ahahah, não era a Bruxa de Minas, ou a Bruxa de Viçosa, ou a Cuca...Era a Bruxa de BLAIR! Huahua...

Cris Prates disse...

O Lobisomem é massa. os efeitos são tão engraçados, mas parece mesmo que o cara tá se transformando...Sobre passar no SBT à tarde...Eu ficava chocada com as cenas do homem nu correndo por Londres (não por mim, mas pelas senhorinhas que podiam estar vendo).
O Massacre é ótimo, mas a melhor cena pra mim é quando a mocinha acorda àquela mesa começa a gritar e a câmera dá um close tão grande em seu olho que dá pra ver os risquinhos (veias) do mesmo... Acho incrível. Não é aterrorizante, mas é a melhor cena que eu já vi em filmes de terror.
mas eu morro de rir na cena do caminhão (quase no final). É hilária...Por que eles sobem e descem do caminhão daquele jeito?

Poderia haver uma enquete sobre a cena mais hilária de um filme de terror...

lola aronovich disse...

Ah, Gio, lembro muito bem quando estive aí no Recife e na praia de Boa Viagem, que tinha ondas que eu chamo de “ondas de afogar Lolinhas”. Era só não ir atrás das pedras que tava tudo bem. Os tubarões não iam atacar. Mas surfista tem que invadir o habitat deles, né? E lembro que um dia fui visitar Porto de Galinhas. Alguém perguntou pro guia: “Tem tubarão por perto?”. E ele respondeu: “Tinha! Agora não. Eles se mudaram todos pra Santa Catarina!”. Ha ha ha...


Viu, Chris? Podendo votar em 3 fica mais fácil. Já imaginou quando a Ceci estiver na idade de ver Carrie?

lola aronovich disse...

Legal, Clau! Esse post ficou meio gigantesco. Pra variar.


Gio, nao vou poder comentar cada um dos seus comentários, porque estou na maior correria. Mas é interessante como tanto A Profecia quanto O Exorcista parecem aterrorizar mais o pessoal de formação católica... Talvez Bebê tb.
Ah, o Hannibal Lecter eu só considero no Silêncio dos Inocentes, mesmo.


Em quem vc votou mesmo, Batata Naomi?

lola aronovich disse...

Ju R, agora que vc já é uma mulher feita, pode ver Lobisomem. Vale muito a pena. Não acho o David Naughton parecido com o Robert Downey Jr. Mas o David foi um dos meus símbolos sexuais quando eu era adolescente! Lobisomem tem cenas bem eróticas!


Luau ou picnic na floresta bem na época de Bruxa de Blair é sacanagem, Cris. Tadinhos dos seus alunos...
Eu tenho Massacre aqui em casa em dvd. E sempre me assusta bastante.
Boa idéia, essa da cena mais engraçada num filme de terror. Mas eu teria que receber muitas sugestões, porque minha memória nao dá conta sozinha.

Anônimo disse...

os pássaros, carrie e o sexto sentido. brrr! *medão*

Luciano JR disse...

Achei uma grande injustiça Carrie ganhar. ADOROOOO o filme, mas o final não é tão assustador assim e não é, nem de longe, a melhor e a mais apavorante cena do filme. Pelo menos meia dúzia de cenas ficariam na frente, em minha opinião.

Claudemir disse...

Esse é o site do novo filme do Michael Moore:
http://slackeruprising.com/

Para fazer o download vc tem que se declarar cidadão dos EUA ou do Canadá (eu fiz e nao deu erro, vamos ver se funciona no dia 23). O documentário fala sobre a abstenção dos jovens nas eleições presidencias de 2004. Parece que para esse ano o Michael espera um público jovem recorde para as eleições.

Luciano JR disse...

Adoro Os Pássaros e adoro a cena da escola. Mas acho que o filme tem cenas mais assustadoras que esssa (ok, é nessa cena que o suspense mais se amontoa, mas eu ainda prefiro a Tippi Hedren no quarto e o final). E, descordo de você, Lola, acho Psicose mais assustador que Os Pássaros. Mas gosto dos dois igualmente. Infelizmente não pude votar em nenhum deles. O Iluminado, O Bebê de Rosemary e Louca Obsessão ganharam a parada.

Ju R. disse...

se tiver enquete de cenas engraçadas, a seqüência final de "pequena miss sunshine" tem que ir. é um pecado não citar.

Lolla Moon disse...

entonces eu tô deadish pra dedéu, porque eu acho essa cena da mão em carrie uma bobagem. aliás, o filme todo não me fez nem cócegas, apesar de allright.

outra heresia: eu AMO o iluminado enquanto filme, principalmente pelo Jack. mas como terror, eu acho uma nulidade. não consegue me assustar em nenhum momento. a cena das garotinhas no corredor? *bocejos*

o final da bruxa de blair eu nunca entendi, mas também, o filme é TÃO CHATO que fiquei dando fast forward o tempo todo, então devo ter perdido algo importante. nunca assisti ao exorcista (só trechos, na tv ou na web) e achei bebê de rosemary chatíssimo também. aquela cabeça de tubarão... na verdade eu RI. sério, caí na risada. o que me assusta muito mais nesse filme (maravilhoso) é o clima da expectativa de um ataque.

porq eu gostar mais dessas expectativas, adorei a cena que vc postou do lobisomen americano em londres. aliás, obrigada por me lembrar, vou colocar na lista do meu lovefilm. tem filmes que ainda não vi e quero muito ver, inclusive the mist, que pelo jeito ainda não saiu em vídeo? Awww. :(

Luciano JR disse...

Fui assistir O Iluminado com meus amigos e eles elegeram o filme como o pior que ja viram. Normal! O filme favorito de um deles é Speed Racer e do outro é Fantasma da Ópera. Estou pensando seriamente em trocar de amigos, Brincadeira, adoro eles (ELES, e não o gosto cinematográfico deles).

Ju R. disse...

caramba, luciano! eu quase dormi vendo speed racer!

reveja tuas amizades, hein?! hahahahaha!!!

Luciano JR disse...

Ju, foi um dos primeiros filmes que eu pensei seriamente em sair da sala de cinema. Mas eu aguentei até o fim. E não me acrescentou nada. Ok, eu ja imaginava. Mas achei que no mínimo eu ia me divertir. Que nada! Deve ser um dos piores blockbusters dos últimos tempos. ECA!

lola aronovich disse...

Três votos sensatos, Batata Naomi.


Luciano, eu acho a cena mais apavorante sim. Pelo menos a que me faz gritar. Fico com medo tb daquela que a mãe a tranca no armário pra rezar, e tem aquele Cristo de olhos brilhantes. Quais cenas de Carrie mexem mais contigo que a final?

lola aronovich disse...

Interessante, Claudemir. Vou esperar vc download o filme. Me avisa se der certo. Ou tenho que me cadastrar antes do dia 23 mesmo?


Luciano, Pássaros é meu Hitchock preferido. Tá cheio de cenas que eu amo, mais que qualquer outro. Acho o máximo o suspense em que a família e mais a Melanie (Tippi) estão na sala, e os pardaizinhos entram pela lareira. E eu amo, amo, amo quando eles saem da casa no final, e não tem porta! Isso eu só aprendi no making of do filme, porque eu jamais perceberia sozinha. Sabe quando o herói abre a porta pra sair? Não tem porta! Ele só faz o gesto, e todo mundo acha que ele abriu uma porta! Acho essa ilusão tão fantástica!

lola aronovich disse...

Ju R, a idéia era fazer as cenas mais engraçadas de um filme de terror, portanto, Miss Sunshine não entraria. Mas aceito sugestões pra outras enquetes. Adoro Miss Sunshine!


Lolla, eu sempre te achei meio deadish por vc não gostar de chocolate. Pessoas que não gostam de chocolate não são normais. E agora vc vem me dizer que não gosta de Carrie e Bebê de Rosemary, que gosta de Iluminado, mas não como terror... Pelo menos temos em comum o nosso amor por Lobisomem. O David Naughton era tão sexy! Por onde andará? The Mist ainda não saiu em video? Tem certeza? Nos EUA saiu em abril, eu acho. Já deve ter saído aí tb. Afinal, o filme é do ano passado! Ah, reativa os comentários no seu blog, vai. É tão chato não poder ficar escrevendo “Viu só? Viu? Viu?”.

lola aronovich disse...

Luciano, qualquer um que diga que seu filme preferido é Speed Racer eu olho com desconfiança. Aliás, acho que encerro relações no ato. Quando dizem que um filme recente é o melhor que já viu na vida, minha tendência é sempre perguntar: “e o outro, qual foi?”. O seu outro amigo notou que Fantasma da Ópera é um musical?
Concordo com a Ju R: reveja as amizades. Ou senão evite falar de assuntos polêmicos como “cinema” com eles. Speed Racer foi o único filme em que saí no meio da sessão este ano!

Ju R. disse...

não, lolinha!
to falando sobre fazer uma enquete de cenas hilárias, não cenas horripilantes!

quis que, se um dia o fizer, aquela seqüência tem que entrar.

(eu fiz minha mãe ver "pequena miss sunshine". ela gostou muito - ela tem um gosto muito bizarro pra filmes, de preferência os que têm o steven seagal. é um tormento quando ela aluga filmes por conta própria.)

Ju R. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ju R. disse...

eita
*quis dizer

a fome me faz engolir palavras também.

ahhh, tá! agora li com mais atenção: cenas engraçadas em filme DE TERROR. eu e a minha miopia lascada.

ri muito com o
"Lolinha, você erroooooooou"

Anônimo disse...

e hoje comecei a assistir a minissérie japonesa 'chakushin ari', que é baseada no filme homônimo que deu origem ao norte-americano "uma chamada perdida'. dizem que é o melhor dos três, vam'vê!

Lolla Moon disse...

E eu acho que pessoas que não bebem nunca também são meio deadish, então estamos empatadas, haha. :)

Acho que o Iluminado, em termos de terror, é meio óbvio. Funciona mais pra ver até onde vai a maravilhosa loucura do Jack. Eu não consigo levar a Shelley Duval a sério, o que também não ajuda. E o pirralhinho é deveras irritante. Aquela cena do redrum, então... As I said, ali só se salva o Nicholson, mesmo. E não sei o que rola atualmente com o Naughty Naughton. Mas que era bom, ah isso era. Acho até que vou comprar esse filme, vale a pena ter em casa...

Procurei outro dia o The Mist no Lovefilm e não achei. Tive que reservar pra quando sair (27 de Outubro, segundo informação deles: http://www.lovefilm.com/product/104412-The-Mist.html)

Como assim não poder escrever “Viu só? Viu? Viu?” Haha, you're funny. :) Lola, o problema é que havia uma ou duas pessoas deixando uns 30, 40 comments bobos ou pornográficos cada uma TODO DIA no meu blog, de propósito, só pra floodar. Trolls, sabe? E well, eu não estava muito feliz gastando meia hora do meu dia moderando e deletando aquele monte de besteiras. Eu queria achar um sistema de comments que banisse IPs, mas perguntei e ninguém soube/quis ajudar. Então, por ora, comments off. :(

lola aronovich disse...

Que horror, Ju R. Sua própria mãe trazer dvds do Steven Seagal pra casa! Mas pelo menos ela gostou de Miss Sunshine. Nem tudo está perdido!
Que bom que vc gosta das minhas legendas pras fotos, Ju! Se eu pudesse colocava em todas as fotos, mas só sei como fazer com as fotos grandes no começo e no fim do texto.


Batata Naomi, vc entende japonês? Eu vi o The Ring original depois de ver o americano, e devo admitir que gostei um pouquinho mais do americano.

lola aronovich disse...

Bom, Lolla, pelo menos vc admite não gostar de chocolate. Há gente que, pra não confessar esse pecado capital em público, inventa que gosta de chocolate, mas só chocolate branco, que nem chocolate é! Ai, o David Naughton. Eu tenho o filme aqui em casa, e já tá na hora de vê-lo de novo. Adoro a cena em que ele e o melhor amigo, em decomposição, se encontram pra conversar num filme pornô. O filme todo tá muito bem bolado. Nunca tive coragem de ver a sequência que nem é sequência. Vc viu?
Ah, o “Viu só? Viu? Viu?” é porque vc falou que eu eu vivo fazendo isso com vc, como quando eu falei dos sing along sessions do Mamma Mia. Eu nem sabia que fazia isso, mas sabe como é, são os ossos do ofício de estar certa o tempo todo...
Puxa, que chato isso dos trolls. Tem gente que não tem mais o que fazer mesmo. O que é Ips? Vamos esperar que, sem comments, o sujeito desapareça, e aí vc pode voltar a incluir comments. Droga, não tem nenhum lugar que dê pra denunciar um carinha desses?

Anônimo disse...

lola com um L, entendo japonês se tiver legendas. LOL!! tem um canal novo na sky que exibe programação japonesa legendada, a jbn tv [canal 150].

lolla com dois LL, eu não uso o haloscan, mas parece que ele bane e bloqueia. o que eu usava antes do wordpress tenho certeza que bloqueia por ip, o problema é que era pago.
www.comentar.com.br

Claudemir disse...

Sobre o cadastro no site do Michael Moore acho que dá para fazer depois do dia 23.Eu faço o download e te aviso se funcionar.

Luciano JR disse...

Lola, vamos la:
A cena de Carrie que mais mexe comigo é a parte antes do sangue no baile. É uma angústia sem fim. Tudo em câmera lenta. Quando parece que vai acontecer não aontece. Agente torce. Eu me pego gritando, até hoje: "CARRIE, sai daiiiiiiii". Também adoro essa que você mencionou e a morte da mãe dela. Todas, pra mim, melhores do que a final.

E, sobre Os Pássaros: eu realmente só percebi essa da porta depois que li em algum lugar, vi de novo, e então saquei. Excelente! Então, semana passada eu estava vendo um Hitchcock inédito pra mim: O Homem Errado, e nesse filme Hitch também usa esse mesmo efeito. Esse eu consegui captar sem ninguém me dizer. Fantástico. Os Pássaros pra mim é um dos 5 melhores Hitch's, sem dúvida, mas não o acho tão assustador. Mais angustiante e pertubador do que assustador. Psicose me assusta bem mais.

Ai Deus, meus amigos são incriveis. A única coisa que eu concordo sobre cinema com eles: musical não é um gênero de gay ou de mulheres. Nós adoramos musicais, coisa rara para adolescentes homens, concorda? Enfim, eu perdoei o Speed racer (ele também adora Marte Ataca, do Tim Burton, que eu não odeio tanto, mas, por favor, neh...) por essa questão dos musicais. E eles ODEIARAM o final de O Nevoeiro. Da pra acredutar? E sempre que querem falar de O Iluminado se referem à "bomba do Luci" ou "o filme da groselha". Me seguro pra não pular no pescoço deles. Mas são meus amigos, fazer o que? Aushaush...

Lolla Moon disse...

Ah, mas aquele creminho em barra é o que há. E eu totalmente apóio a iniciativa de não chamá-lo de chocolate. Primeiro porque não é, e segundo porque é muito melhor.

Também nunca vi a tal sequência. Nem sei se quero ver, inclusive. :)

Agora lembrei do “Viu só? Viu? Viu?”, haha. Sobre isso ser "os ossos do ofício de estar certa o tempo todo", diz isso pro Donald Sutherland aí em cima, diz... HAHA.

IP é o nosso número de identidade na internet. Como certas conexões têm IP fixo, fica um pouco mais fácil evitar que desocupados fiquei importunando. Por isso gosto do livejournal - somente leitores autorizados podem deixar comments. Meio chato pra novos leitores, mas quem quer mesmo comentar apenas se cadastra e pede autorização.

Batata, muito obrigada pela dica. Eu já usei haloscan, ainda devo ter conta lá. Vou testar! Também já usei wordpress, mas como nunca conseguia mudar o layout ali sem detonar o site inteiro, desisti. :)

lola aronovich disse...

Puxa, Batata Naomi, então vc lê japonês! Isso deve ser ainda mais difícil que falar japonês, não? Ah, aproveitando que vc manja tudo de blogs, dá pra instalar os “Comentários recentes” no blogger, ou isso é só pra quem tem Wordpress? Eu vejo isso em muitos blogs e gostaria de ter tb.


Tá, Clau, me avisa mesmo. Acho ótimo que o Michael Moore disponibilize seus documentários desse jeito.

lola aronovich disse...

É verdade, Luciano. Essa cena no baile antes do banho de sangue é muito angustiante. Mas não é questão de ser melhor ou pior. É que a cena do final faz quase todo mundo gritar. E, nas outras (e Carrie tá cheio de ótimas cenas), o suspense é terrível, mas o sustos em geral não é tão grande.
Que bom que vc e seus amigos gostam de musicais. Nunca entendi isso que só gays e mulheres podem gostar. Na realidade, isso nunca tinha me passado pela minha cabeça até que meu cunhado, ex-marido da minha irmã (e americano), falou com desdém de musicais e disse que só gays gostam. Isso faz apenas uns 6, 7 anos, eu acho. Nunca tinha ouvido isso antes! Fiquei tão chocada, porque conheço vários homens héteros (o maridão inclusive) que gostam de musicais. Aí fui ver que essa opinião preconceituosa não era exclusividade do meu cunhado...
Ai, triste! Fala pros seus amigos não chamarem Iluminado de “a bomba do Luci” na frente de cinéfilos, porque pega mal. E eu odiei Marte Ataca! Se bem que, se for pra comparar com Speed Racer...

lola aronovich disse...

Nisso a gente concorda, Lolla. Chocolate branco devia ter um outro nome. Creme em barrinha branca?
Falando no Donald Sutherland, vc viu Invasores de Corpos? Taí um grande filme...
Ah, não dá pra só liberar os comentários pra quem estiver cadastrado no seu blog ou coisa assim, como no live journal? Vc moderava os comentários, não moderava? É, mas mesmo assim deve ser um saco ter que deletar montes de comments idiotas... Pô, tomara que isso nunca aconteça com o meu blog.
A Batata já me ajudou bastante com várias dúvidas internéticas que tenho!

Anônimo disse...

Eu assisti com minha amiga, o chamado e ela disse que é o filme mais horroroso que já existiu, vou trocar de amigo, to brincando, ela é minha melhor amiga, eu não deixaria de ser amiga dela.

elisabeth da silva disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
elisabeth da silva disse...

Alguém lembra da cena final do filme O Exorcista? Acho que o detive fala para o padre, o terceiro, o que não estava na cena do exorcismo. Ele diz, lembrando do filme Casablanca, acho que é o começo de uma grande amizade... Peço ajuda pra alguém me confirmar. Ai esta o meu e-mail.

Quanto ao filme mais assustador, talvez por eu ter visto com apenas 12 anos, época de seu lançamento, O Exorcista. Feliz Natal e Feliz 2010! Bjs e obrigada antecipadamente.

Leo disse...

Lola, sou leitor do seu Blog e como ontem revi (após anos) o filme IT do Stephen King, resolvi buscar pra ver se vc tinha escrito algo dele.. rs. Fiquei apavorado em rever as cenas que me assuustaram na minha pré-adolescência.. rs. Um grande beijo, querida. Leandro