quarta-feira, 18 de agosto de 2010

VASTAS EMOÇÕES: COMEÇOU O HORÁRIO ELEITORAL

Muito bonito o programa eleitoral da Dilma. Eu vi primeiro o da noite, no horário gratuito, e só depois vi o vídeo da tarde no YouTube. Acho que gostei mais do da tarde, mas ambos foram ótimos. No da noite Lula apareceu mais, apresentando a Dilma, e com uma frase impecável: “Deixo em tuas mãos o meu povo”. O pessoal de direita não entende que Lula é hoje o único político no Brasil que pode proferir uma sentença dessas sem soar cínico ou arrogante. E isso unicamente porque ele é amado. Nesse programa, uma das imagens mostradas eu reconheci. É a do rosto do Lula coberto por mãos. Nem dá pra ver a cara dele. Eu vi essa foto pela primeira vez num blog que colocou a imagem do Serra beijando a própria mão, fingindo estar beijando a mão de uma eleitora.A revista Piauí, mesmo naquela reportagem laudatória, não pôde deixar de fora o nojinho que Serra sente pelas pessoas. A primeira coisa que ele faz, sempre, é lavar as mãos, inclusive com álcool. Deve ser terrível prum candidato hipocondríaco desses fazer corpo a corpo. E aí o blog, pra fazer uma comparação, colocou a foto do Lula sendo enterrado vivo por um mar de mãos.Eu ri alto quando vi aquilo, porque é um contraste visivelmente gigante. E é esse também o contraste entre direita e esquerda, entre quem vota contra alguém por puro ódio e quem vota com paixão política, entre quem chama o Brasil de “esgoto a céu aberto” e os brasileiros de “povinho bunda”, e quem ama o país e quer que ele melhore para todos os brasileiros, até, talvez, pros que juram que se mudarão pra Miami quando a Dilma ganhar.
Eu vi o programa do Serra também, mas só o da noite (não encontrei o vídeo no YouTube). Achei decente, bem feito. É natural que ele insista no tema da saúde, já que ele ainda é mais conhecido como ministro da saúde (de um governo que precisa esconder o nome; fica parecendo que o Serra foi ministro no espaço, no vácuo, sem pertencer a partido ou governo nenhum) que como prefeito ou governador. E porque saúde realmente é um assunto importantíssimo. E porque, claro, ele não tem programa de governo. Criticaram a Dilma por atenuar seu programa e tirar dele temas polêmicos, mas pelo menos ela apresentou um. Já o Serra... Tanto que se a gente perguntar pro eleitor dele o que o Serra propõe fazer, ele não vai saber responder. Fica tudo naquele vazio genérico de “o Brasil pode mais”. Mas seria bom saber mais o quê. Mais privatizações? Mais FHC? Mais apagão? Mais cortes na educação?
Eu tentei ver o horário eleitoral inteiro da noite, mas teve uma hora em que cochilei um tiquinho, assim que terminou o tempo dos candidatos a presidente (a parte da Marina nem deu pra registrar. A do Plinio tinha um careca e uma mulher lutando boxe). E, quando acordei, estava passando a apresentação dos candidatos a deputado federal pela chapa PSDB/DEM aqui do Ceará. E o que saltou aos olhos foi que nenhum deles pedia, no final, quando implorava voto pra senador (Tasso – adoraria que ele não fosse eleito) e governador (Marcos Cals, um zero à direita), voto pro Serra. Ninguém mesmo. Aliás, não aparecia o nome ou o número do Serra. Olha, deve ser muito triste você ter que esconder o candidato do seu partido à presidência. Quase tanto quanto o candidato a presidente pela oposição fingir que é da situação. Quase tanto quanto varrer oito anos de mandato presidencial do seu partido pra debaixo do tapete. É, a campanha do Serra é melancólica, dá até pena. Aí vieram os candidatos a deputado federal por algum partido nanico que está aliado à ampla coligação daqui, e a Dilma aparecia em todos os cenários. Gritante a diferença.
E, por alguma razão, essa discrepância entre ter que esconder candidato e ostentar sua candidata como chamariz de votos também lembra a foto do rosto de Lula coberto por uma multidão de mãos. Enquanto ao Serra só resta beijar a sua própria.

62 comentários:

Lord Anderson disse...

Eu acabei perdendo o horario dos candidatos a presidente e só vi os de senador e deputado.

E vou fazer um comentario meio elitista:

Ronaldo Esper, Maguila, Tiririca, Mulher Pêra, Marcelinho Carioca , Frank Aguiar, um dos garotos do KLB

Desculpem, mas nunca consigo levar essas candidaturas a serio.

Lord Anderson disse...

Ah sim.

Vou prestar atenção na campanha para govenador pq nessa area ainda não decidi meu voto.

Não gostaria de mais PSDB aqui em SP, mas ainda não vi nenhum dos outros candidatos como alternativa.

Giovanni Gouveia disse...

Quando cheguei em casa tava passando o programa de Serra, falando em saúde, saúde, saúde, saúde...", ele é candidato à presidência ou a ministro de saúde? Detalhe fatal, a reportagem do JN foi sobre saúde...

Fiquei abismado com o programa d PSOL, com uma briga de boxe entre homem e mulher (mensagem subliminar erradíssima, especialmente numa sociedade como a nossa, e que o PSOL jura que defende o feminismo)

O programa de Dilma foi holístico, apontando cada canto do Brasil dizendo o que deve ser feito para continuar o crescimento "para todos os brasileiros", com bate bola entre Lula e Dilma, mostrando quem é a Candidata de lula, e daqueles que estão satisfeitos com seu governo, mas sem que, com isso, mostrasse Dilma como uma Marionete, tem luz própria.

Não consegui escutar meu amigo Zé Maria (PSTU) que meu filho tava gritando, e Pimenta (PCO)começou com um "queremos denunciar que essas eleições não são democráticas"..., pensamento meu: se não são democráticas, por que diabos tu estás nelas?
Começou Eymael e meu filho pediu pra colocar um DVD...

Numa perspectiva de pesequisas eleitorais que apontam uma curva ascendente de Dilma, e decadente do principal candidato da Oposição, que neste momento estão já estão apontando uma vitória no Primeiro Turno, é muito improvável que haja alguma reversão desse quadro. Some-se a isso o fato de que a candidata de situação tem conseguido apoios até entre partidários do demotucanato...
Entretanto, "eleição só se ganha no dia", não dá para abrir a guarda, ou vai levar (pegando a idéia de jerico do PSOL) Jabs, diretos e ganchos...

P.S. Qual o parentesco desse Marcos Cals com Cesar Cals, ministro da Ditadura?

Clara Gurgel disse...

Lord, não estou "querendo fazer campanha",mas se tem um cara que eu sempre gostei, pela sua conduta e por toda sua carreira política , é Mercadante. Sou do Rio, mas moro agora no estado de São Paulo e fico feliz por tê-lo como candidato. Bom,fica aqui a minha sugestão. Analise e decida! Só mais uma coisa...Adoraria que acabasse em São Paulo, essa história de "aprovação automática",(um verdadeiro enterro para a educação no estado).Com Mercadante,isso muda.Tenho certeza!

Lord Anderson disse...

Giovanni

Ja reparou que toda elição tem algum participante para dizer que elas não democraticas?

Setores do PT ja fizeram essa mesma critica na epoca do Fernando Henrique e agora tem muitos anti-Lula desesperados pq claro que vai ter um "golpe" nas urnas e logo Depois a instauração de uma ditadura por Dilma.

Legal que as urnas eram tão seguras uns 8 anos atraz não?

Bruno Stern disse...

No programa eleitoral de ontem deu para perceber que:

- Serra é candidato a ministro da saúde e nunca esteve no planejamento;
- Dilma tem teletransporte. Fiquei até cansado de tanto que ela viajava;
- Marqueteiro do PSOL é o Don King;
- Eymael nem precisou gravar programa. Usou de 2006.

E a parte dos deputados é bem mais divertida.

E no Rio dá para fazer a dupla Romário Federal(4011) e Bebeto estadual(12777).

Lord Anderson disse...

Clara.

Não se preocupe eu não me importo quando as pessoas falam sobre seus candidatos (até pq seria estranhos não falarmos justo nessa epoca), a não ser aquelas que entram num clima de fla-flu e veem quem tem opinião diferente como inimigos declarados.

Mas o blog da dona Lola é um dos melhores lugares para falar sobre politica.

E concordo plenamente com vc sobre a questão da aprovação automatica.

Precisamos é de uma educação de qualidade e não de paliativos.

Vou olhar sim o programa do Mercadante, pode ter certeza.

Lord Anderson disse...

E esse post ja ta no twitter na hastag #escrevalola

Lord Anderson disse...

hehehe

Muito boa a observação Bruno.

O daqui de SP tinha gente p/ fazer um zorra total.

Jux disse...

Zenteee!!!
e o Serra que é o novo "Zé Mayer"???

http://www.youtube.com/watch?v=5rqc6NCIQik

beijukkas, Loláxima!

Lord Anderson disse...

Para quem puder acompanhar:

Debate entre Serra, Marina e Dilma está começando!

http://historica.me

Eduardo Braga disse...

Lolinha você esqueceu de comentar sobre o cenário da "favela do projac" do Candidato serra! Foi patetico!

Anônimo disse...

Ah, eu tb gostei mto do programa da Dilma... mas só vi o da noite até agora.

Concordo tb q o de Serra foi bem feito... mas faltou o a q se propõe...
Acho patético como ng da oposição quer se opor a Lula...


Mas eu tenho medo da direita. Esse é um povinho capaz de tudo.
Acredito q Dilma possa ganhar logo de cara, mas não se pode baixar a guarda... a direita sempre vem com um golpe BEM baixo às vésperas das eleições... e o PT tem de se preparar pra isso.

mahayana disse...

Engraçado ver essa questão de os candidatos a deputado mostrarem ou não quem apóiam para a presidência. Aqui no estado de São Paulo - terra que deve sofrer de esquizofrenia política, pois só assim se explica o fato de Alckmin provavelmente levar no primero turno outra vez (e lá se vão 20 anos de PSDB) - quase todos soltavam um "Com Geraldo governador e Serra presidente". Não mostravam fotos, não falavam nome de partido, mas diziam os nomes. (e isso já é outra história, mas é engraçado ver como o Serra, esse ano, virou o Zé, assim como o Alckmin, em 2006, magicamente virou "Geraldo". Isso, é claro, sem contar o jingle do Serra. Nem precisa ser aluno de letras e ter feito análise do discurso para perceber a bizarrice que é incluir, no primeiro verso da letra, o nome do seu adversário, e dizer que quer "seguir" em frente, ou seja, dar continuidade ao governo atual. Se, como paulista, eu não detestasse tanto o candidato do PSDB, teria dó.)

Anônimo disse...

é de arrepiar essa foto de lula... fico comovida.
o lula pra o povo é assim, uma espécie de santo.
gosto demais desse danado!

Roberta disse...

Ju,eu vi esse video!
Eita Serra danadão :D
Sinceramente o Serra tá desesperadado o jingle dele é ridiculo,Zé,aff,Zé mané

Anônimo disse...

Para Giovanni Gouveia: Marcos Cals é filho do citado César Cals.

aiaiai disse...

"Deixo em tuas mãos o meu povo" é a coisa mais bonita que eu já vi numa campanha política. É bonita porque é real, não emocionaria com um político qq. Emociona porque a gente sabe que o lula tá fazendo isso mesmo: deixando o povo que ele governou brilhantemente durante oito anos, nas mãos competentes da dilma. Eu choro toda hora que ouço essa música...e eu sou uma pessoa rock n´roll kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

vcs ouviram o programa de rádio? Também tá ótimo.

O do serra tem dois personagens: um baiano com sotaque de cearense (por favor pessoal do nordeste, me digam se eu estou errada...) e um mineiro com sotaque de novela da globo.

Má disse...

Nossa foi muito "favela do projac" mesmo!
É só nessas horas mesmo p aparecer o povão na TV...
Fora que nunca vi tantos negros na Tv quanto aquele jingle go Serra, muito golpe baixo, levando em consideração a baixa representatividade de negros e pobres na Tv como de seu direito enquanto cidadão.
Escancarado demais..
Eles estão tão distantes do que é o povo q é tudo muito projac mesmo, artificial demais.

Bjo Lola.

(embora eu não seja petista, tenho muito MEEEEDO do Serra ganhar tb.)

(Ahh, e as fotos que vc escolhe do Serra são MUuuuito demais,,,vc escolhe as melhores, sempre me divirto rsrsrsrs)

Lord Anderson disse...

Anonimo, eu não gosto muito da ideia de santificar-mos um idolo ou lider politico, ja que assim o colocamos acima de qualquer critica ou questionaento e isso raramente acaba bem.

Mas entendo que depois de tanto tempo, um presidente como Lula tenha sim uma ligação com a maior parte da população que dificilmente se repitirá.

joshua disse...

Serra nunca terá a densa autenticidade humana de Lula. Mas parece-me que Dilma é dura de rins e não passa uma afectividade genuinamente brasileira: é como se a fria Europa no seu pragmático gelo lhe circulasse ainda nas veias.

Então, todo o trabalho de calor humano capaz de a catapultar para a vitória parte da aura natural do presidente-herói.

joshua disse...

Aqui em Portugal, seguimos com muito interesse o florescimento da cidadania no Brasil e a Lola é mais uma, entre milhares, a cumprir um papel fantástico nessa mobilização vital.

Giovanni Gouveia disse...

Anonimato nem sempre é trollagem.
Obrigado "Anônimo" pelo esclarecimento sobre o Cals/caos... ;)

Fernando Romano disse...

"E é esse também o contraste entre direita e esquerda, entre quem vota contra alguém por puro ódio e quem vota com paixão política, entre quem chama o Brasil de “esgoto a céu aberto” e os brasileiros de “povinho bunda”, e quem ama o país e quer que ele melhore para todos os brasileiros, até, talvez, pros que juram que se mudarão pra Miami quando a Dilma ganhar."

Perfeito, Lola. É assim mesmo. Aqui em SP vários amigos meus são assim: não sabem nada vezes nada de política, só sabem que odeiam o PT. E não votam por propostas, a favor de planos ou por ideologia pessoal, só votam contra a esquerda, baseado em seus próprios preconceitos.

Um complexo de vira-latas até a medula... tenho um conhecido que fala que o bom mesmo seria se os holandeses tivessem dominado o Brasil, que aí sim nós seríamos um país decente (Uma variante teratológica daqueles que dizem que querem se mudar pra Miami se a Dilma ganhar).

Eu percebo essa melancolia, esse vazio do programa eleitoral do Serra com o eleitor tucano daqui de Sampa. É até deprimente, o eleitor tucano aqui é desiludido com tudo, com a política, com o Brasil... é um cara triste, muitas vezes raivoso. Um vazio total de ideias e ideais. É a incapacidade do cara de perceber que o problema que ele fala não está no país, mas em seu próprio estado. Nos próprios serviços que a sua cidade deveria prestar com competência, como nos Hospitais sem médicos e sem condições, na Telefonia privatizada que oferece um serviço péssimo, nos transportes caóticos (engarrafamentos e metrôs insuficientes e privatizados), na educação sem rumo, na segurança pública com os pior salários do Brasil...

Diante de tudo isso, o paulistano-tucano se acabrunha e culpa o PT, o Lula. Não consegue reagir o suficiente e abrir seus olhos à política que está mais perto, confia demais no que o PIG lhe mostra como verdade única, absoluta.

E Lola, no final das contas nem adianta debater muito com esses caras; E sabe por quê? Porque eles não funcionam por argumentos, funcionam por preconceitos: acham que idéias como nacionalismo, inclusão social, entre outras, são posturas de bobocas iludidos. E só. Não refletem sobre elas,impõem a si mesmos seus preconceitos. E não refletem porque no fundo sabem que,se partirem para a racionalidade,largando seus preconceitos e enveredando para a razão e a análise quantitativa, não terão como argumentar. No fundo sabem disso,embora o neguem a si mesmos. Todo preconceituoso é assim...

Abs!

Fernando Romano disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
L. Archilla disse...

Coisa mais linda as propagandas da Dilma!!! Acabei de ver as duas agora, acho que gosto mais da noite, apesar daquele começo da conversa entre Lula e Dilma em extremos do Brasil parecer uma coisa de devoto e Deus, ahhaha.

Assistindo ao programa da noite fiquei pensando: que maravilha estar viva e assistir a tudo isso, ter consciência política, histórica e social para compreender o que representa ter um ex-operário nordestino como presidente, sucedido por uma mulher! Que orgulho fazer parte disso.

Em breve assistirei a do Serra pra dar umas risadas e comentar aqui...

Anônimo disse...

O Lula deve estar rindo a toa =]

lola aronovich disse...

Joshua, que legal que vcs portugueses estejam acompanhando o que se passa no Brasil! Abração de quem fala (quase) a mesma língua!


Gio, é verdade. Obrigada, anônimo, por avisar que Marcos Cals é filho do Cesar Cals. Mais essa!

lola aronovich disse...

Pois é, Má, eu li no jornal isso sobre a favela do Serra ser construída dentro de um estúdio. Isso é incrível. Tipo, eles não imaginaram que alguém podia pensar que, com tantas favelas reais no Brasil, ele precisa criar uma de mentirinha? E que isso ia pegar mal, ainda mais pra um candidato associado à classe alta? Eu vi só uns segundos daquela favela cenográfica e me espantei com a cor dos atores. Todos negros! Só assim mesmo pra negro aparecer em programa eleitoral do PSDB/DEM: sendo ator contratado! E só assim pra negro conseguir emprego na TV: em programa eleitoral! (quer dizer, a gente viu, e continua vendo, muitos negros na TV — nos comerciais do governo Lula. SÓ! Pra iniciativa privada, o Brasil ainda parece ser um país 100% branco. E nos comerciais institucionais de governos tucanos, idem... a menos que o comercial mostre gente pobre).


Vcs viram o debate na UOL, meus tesouros? Gostaram? Infelizmente eu não vi, estava (e continuo) trabalhando!

joshua disse...

Não poderia estar mais de acordo com o Fernando Romano. Os pressupostos do combate válido por uma cidadania plenamente inclusiva são os que enunciou precisamente.

lola aronovich disse...

Fernando, excelente descrição que vc deu do eleitor tucano, o mesmo que vai votar pro PSDB continuar no poder em SP, após 16 anos, enquanto cobra alternância de poder no Brasil. Eu tb conheço muita gente assim. E a caracterísitica principal é essa falta de paixão política. A “paixão” que os move, se é que podemos chamar assim, é o ódio contra a esquerda. Mas eles não têm convicções sobre seus candidatos. Apenas votariam em qualquer um (qualquer um mesmo: Maluf, Quércia, Collor) que se opusesse ao PT. Isso é muito comum no eleitor de direita, que é quase sempre um alienado: não gosta de política, não entende nada de política, nem quer política (já que prefere o mínimo de Estado). O eleitor de direita nos EUA não é diferente. E, pra eles se manterem acordados, eles inventam conspirações mirabolantes, como essa que “a esquerda quer acabar com a democracia! Querem implantar uma ditadura! Vão acabar com a liberdade!”. Isso é absolutamente ridículo, porque pô, eles são os primeiros a apoiarem ditaduras militares, e não há sinal nenhum que o governo petista esteja coibindo a liberdade de alguém. Sei lá, talvez eles gostariam de liberdade pra fazer golpes de Estado? Como os que fazem na Venezuela CONTRA o Chavez?
Vc vai no Encontro de Blogueiros? Espero que sim!

Anônimo disse...

Esse é o governo que o Lula apoia:

http://www.guardian.co.uk/world/2010/aug/18/venezuela-violent-images-censorship

Ass: Beth

Anônimo disse...

noooooossa favela cenográfica?!
Total hollywood! Aff....vcs são ridículos!
F.A.N.A.T.I.C.O.S.! Atordoados, cegos e surdos! Estado alfa! Daqui a pouco começam a falar de Allah! Que que é isso, favela CENOGRÁFICA??? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Só vcs mesmo pra me fazer chorar de rir, até a barriga doeu!
Vocês são doentes...sério, muito doentes!
De todas as críticas essa foi a pior!
Daqui a pouco vão dizer que o PSDB fode velhinha e come criancinha....ESTÃO COMETENDO O MESMO ERRO DE OUTROS!

Beth

Anônimo disse...

Não sério, até agora tô boba...favela cenográfica! kkkkkkkkkkkk
Devem ter aproveitado o set de filmagens do tropa de elite! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
"eu vi em um jornal..." que é que é isso! procurem um psiquiatra! Psicólogo não vale porque não pode receitar remédio. Psiquiatra!

Favela Cenográfica....nem se eu repetir 10x vou me acostumar e vou conseguir parar de rir.

Infantil!

Fernando Romano disse...

Sim, Lola, creio que é por aí mesmo, se um cone fosse indicado pela direita pra qualquer cargo o eleitorado conservador votaria nele, só pelo "prazer" de ser anti-PT, ou anti-esquerda...

Parece um paradoxo, né? A "paixão", o "prazer" desses caras é o ódio a esquerda. Bela filosofia de vida política eles tem.

Infelizmente não vou poder comparecer ao encontro, mas como disse o Idelber Avelar, do Biscoito Fino e a Massa, estarei lá em espírito. Hehehe!!!

Obrigado Joshua, e desculpe, Lola, pelo comentário repetido :)

lola aronovich disse...

Hmmm.... Beth? Eu sei que é hilário que um candidato tenha que construir uma favela cenográfica para fingir que tem algum tipo de contato com pessoas mais pobres (também, né? Imagina que o Serra pisasse numa favela de verdade e o pessoal não parasse de gritar “Lula! Lula! Lula!”, ou, pior ainda, “Dilma! Dilma!”; pega mal pacas), mas a história é verdadeira. Inclusive, no debate de hoje no UOL, a Marina até o atacou por isso. Alguns links pra, talvez, vc morrer de rir em outras freguesias: aqui, aqui, e aqui. Boas risadas com o seu candidato e com o psiquiatra!

Fernando Romano disse...

Anônimo das 16:54, confira você mesmo:

http://www.youtube.com/watch?v=FgQSW2iN_P4&feature=player_embedded

Punto e basta.

L. Archilla disse...

AHHAHAHAHAAHHAHA

Tô imaginando a Beth rindo loucamente enquanto homens de branco a levam para uma ambulância na camisa de força: "favela cenográfica! favela cenográfica! ahahaha! Levem todos ao psiquiatra! Psiquiatraaaa! hahahahahah!"

L. Archilla disse...

Putz, acabei de ver o vídeo do Serra... sério que alguém achou que aquela favela era de verdade? Tão real quanto a cena inicial de Janela Indiscreta, onde uma moça pendura roupa e cozinha dançando ballet clássico.

Fernando Romano disse...

A Beth e o Anônimo (se não forem os mesmos), só confirma aquilo que estávamos falando, Lola.

São incapazes de verem a realidade fora do PIG. Alienados por opção.

É dose.

aiaiai disse...

kkkkkkkkkkkk, só consigo pensar na música da blitz: calma, beth, calma!!!!! enquanto os homens de branco levam a pobre, como sugeriu a archilla!

lola aronovich disse...

Hahahaahaahha, Lauren! Seu comentário me lembrou um poeminha que a gente costumava repetir no ônibus da escola:

“I love to do my homework,
It makes me feel so good.
I love to do exactly
As my teachers say I should.

I love to do my homework,
I never miss a day.
And I even love the men in white
Who are taking me away."

Não é uma graça?

Boa viagem na ambulância, Beth! (ahn, sério, se vc quiser voltar aqui pra expor seus sentimentos feridos depois de ler — e ver — que a favela do Serra é de mentirinha, bom... estamos curiosas).

lola aronovich disse...

O quê, Lau?! A cena inicial de Janela Indiscreta não é de verdade?! Traumatizei!
Hahahahaha! Nunca foi tão fácil provar que reaça é ignorante. E delirante. Tadinhos, dá uma dó...

Laurinha (Mulher modernex) disse...

rsrsrs... Também fiquei imaginando o Serra com o rosto todo coberto por mãos como na foto do Lula.
Ele ia tomar um banho de álcool depois provavelmente...
Lembrar do Plínio Arruda falando do Serra e até da Marina é muito engraçado.
Aliás, adoraria ver um post seu sobre essa figuraça que é o Plínio.

Bjus

joshua disse...

Lola, pelo amor de Deus, não diga «quase a mesma língua». Eu sei que foi por piada, mas "quase" não.

Não há outra para sentir a fundo Camões, Pessoa ou Saramago. Há?

Clara Gurgel disse...

Ihhhhh, gente essa moça tá mal mesmo, hein? Archilla, fui lendo e imaginando a cena..."bléu,bléu!"KKK Tenho certeza que ela pegou a S.E.R.R.A :(Síndrome do esperneamento de reacionário "rolando abaixo").

mahayana disse...

Joshua

devo concordar com a Lola: quase a mesma língua. PB e PE não são exa(c)tamente a mesma coisa...

joshua disse...

Mahayana, claro que são MESMO a mesma língua. Depois de Paulo Freire o tribalismo é um preconceito brega e se se escreve exacto ou exato importa pouco: no máximo, o PB e o PE serão tão distintos como o falar bahiano se distingue do falar mineiro, portanto não é honesto separar o que a língua uniu e unirá, se o preconceito distancialista não fizer por sublinhar o distintivo.

O que acontece também é que um brasileiro percorre mil quilómetros dentro do Brasil e continua a falar maravilhosamente português. Um português percorre duzentos quilómetros no território continental europeu que corresponde a Portugal e logo começa a falar castelhano, depois catalão, depois francês, depois alemão ou inglês. Isto é Europa.

Pensa, mahayana, na África onde se fala português ou na Ásia, Macau, China, onde se fala português ou ainda em Timor, Oceania, onde se fala português e, mais que isso, se DESEJA, falar português.

Amamos os nossos filhos coloridos. Por que não haveríamos de amar a igualdade diferenciada da nossa língua comum?

Mais amor, mahayana, mais amor.

mahayana disse...

Não dá para comparar dialetos do PB com a diferença entre PB e PE, que não é apenas lexical e ortográfica, mas também sintática. Nos entendemos (em partes, pois brasileiro tem dificuldade em pegar o que diz um português, dificuldade que um mineiro não sente ao ouvir um carioca), mas, com base em alguns estudos, dá para afirmar que são línguas distintas (e, não apenas, mas também por isso, não é à toa que temos certificados de proficiência distintos para PB e PE). Só não sei onde o amor entra nisso...

Victor disse...

É uma pena que o Tasso vá ser eleito aqui no Ceará. Eu me sinto como os paulistas que não votam no Serra, mas sabem que boa parte dos seus conterrâneos vota nele. Total impotência...

joshua disse...

Na esfera da Língua, como na do amor, mahayana, o "certificado" cancela o sentido porque língua é sangue e afecto, não utensílio: minha esposa é brasileira e desde a primeira hora, nunca precisei de tradutor nem nunca ela precisou de tradutor.

Duas línguas distintas? Uma só e mesma língua com diferenças. Nada mais. Tu fazes-me recordar um encontro que eu tive aí, no Brasil, com um farmacêutico que tinha um preconceito odioso contra Portugal e o colonialismo português como fonte de todos os males e problemas actuais: daí um enorme esforço para decepar, castrar todos os vínculos com uma cultura e um povo cujo maior milagre, sendo tão pequeno, foi gerar tanta homogeneidade num tão vasto território.

Mahayana, não invoque documentos e legalismos para sublinhar a existência de duas línguas. Nem sequer estaríamos a debater aqui, se assim fosse realmente.

Eduardo Braga disse...

Mayanna, nesta questão da língua o inglês britânico também não difere um pouco do americano e do australiano??? As vezes um norte-americano também não fica sem entender o sotaque britânico? O este fenômeno é só brasileiro com português? Na escrita não vejo problema algum mesmo com vocabulários as vezes distintos. Só é com o sotaque que ocorre certa dificuldade até acostumarmos nossos ouvidos! Com outro sotaques brasileiros podem ocorrer a mesma coisa! Eu muitas vezes não compreendia o que falavam meus primos bahianos quando me visitavam aqui no Rio!

mahayana disse...

De fato, longe de mim dizer que língua é simples ferramenta de comunicação - até por isso, não se pode pautar apenas em "me entendo, então basta" para definir o que é uma língua ou outra. Tive aulas com professores argentinos que mal sabiam português, mas acompanhei o curso naturalmente. Pelo raciocínio do "nos entendemos", o espanhol entrava na conta (guardadas as devidas proporções; obviamente, não compararei a semelhança de PB e PE e dessas duas línguas com o espanhol). Contudo, um estudo formal - deixando de lado contexto, cultara, etc, etc - mostra diferenças estruturais bastante significativas entre PB e PE, a ponto de fazer pesquisadores renomados afirmarem que, sim, formalmente, são duas línguas distintas. Se não posso usar "legalismos" para suportar meu ponto de vista, usar o que, então? Só minha opinião pessoal?

PS: Espero que não tenha sido sua intenção dizer que, por achar que as duas línguas sejam distintas, eu, por tabela, tenha também que odiar o povo português e achar que devo culpá-los por todos os males que assolam o Brasil. Fosse assim, teria que incluir na minha listinha de ódio mais uma penca de países, além de devolver minha passagem para Lisboa, marcada para mês que vem :)

mahayana disse...

Eduardo,

a diferença do Inglês britânico e do Americano é mais lexical (e, mesmo assim, a variação é BEM menor que PB e PE) e um pouquinho (bem pouquinho) ortográfica. Em estrutura sintática, as línguas são idênticas. Diferente dos portugueses. Para ficar em poucos exemplos: usos de ênclise e próclise, além do uso de ter vs haver como impessoal ("tem um tesourinha aqui"). Parecem diferenças de ordem lexical, mas isso acaba afetando a estrutura da língua, especialmente a longo prazo.

joshua disse...

Claro que não a incluo nesse ódio injusto e infundado ao português, Mahayana.

Mas olhe que, por falar em formalismos, mesmo sendo eu contra, o Novo Acordo Ortográfico já implementado em Portugal e abraçado pela esmagadora dos media (= mídia) portugueses destrói literalmente a sua tese certamente fundamentada com base em pressupostos científicos e não subjectiva: a grafia do PE passa a observar numa grande maioria de vocábulos a forma já empregue no PB precisamente para harmonizar na forma gráfica aquilo substancialmente se equivale. As sintaxes distintas não distinguem, antes se complementam e se encaixam como se uma arqueologizasse a outra, sendo certo que o PB tende a ser muito mais conservador e arcaizante na prosódia e nas fórmulas de convenção familiar, o que é fantástico contratar.

A ortografia do PE, antes do Acordo e para quem lhe resiste como eu, continha ainda um lembrete dos radicais latinos e gregos que nos permitem saborear quase a «Eneida» ou mergulhar no vocalismo de Os Lusíadas e na sua prodigiosa recriação e refecundação da língua portuguesa pelo latim, processo que do meu ponto de vista está em curso, empiricamente ou de modo sistemático. Esforço-me por isso, pelo menos.

Na verdade, a plasticidade trancontinental da Língua Portuguesa exige somente isto: unidade no pluralismo da afectividade. Se não é nem poderia ser uma língua ortográfica e prosodicamente una, por razões históricas e geográficas, seja o que sempre foi: uma língua que une porque sim os nela nasceram ou a escolheram para lhes ser Pátria Espiritual, Nau de Ternura Nova, na esteira visionarista do Padre António Vieira.

Falaremos mais, Mahayana, certamente, mas entretanto vou já lhe desejando uma boa viagem até cá: em Lisboa, visite o bairro da Graça, o Castelo de São Jorge, a Mouraria, o bairro de Alfama, a Praça do Comércio, os Jerónimos e tanto, tanto mais. No Porto, visite a Ribeira, a Foz, as Caves de Vinho do Porto no Cais de Gaia, os Clérigos, a Livraria Lello.

Beijos.

Natália disse...

hahaha, ontem msm comentei algo parecido sb o candidato a senador e ex-prefeito do rio cesar maia. www.cesarmaia.com.br nao usa o logo do DEM, alias, sequer as cores. bota lah no finzinho, onde se botaria copyright by, em letras mto miúdas, e, ainda assim, bota na lista da coligação sem indicar q ele é DEM mesmo. deve estar frustrado por nao poder esconder o numero da chapa.

Giovanni Gouveia disse...

huáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuáhuá

Passei alguns minutos até entender que Joshua e Mahayana não estavam a falar de Pernambuco e Paraíba...

joshua disse...

Mas eu posso falar do Pernambuco que tanto adoro, Giovanni.

Giovanni Gouveia disse...

Sim Joshua, mas PE e PB são as siglas desses estados...
E, seja sempre bem vindo à terra do "mar que se arrebenta" (Paranambuca em tupi guarani, que, por corruptela, virou Pernambuco)

joshua disse...

É bem verdade. Muito bem, obrigado por mo recordar. Grande Abraço, Giovanni.

Anônimo disse...

Deisa de ser mentirosa ou tonta Lola!

O Serra está beijando os dedos da mulher. Como petista é retardado.

Ainda bem que em Sào Paulo, em que a maior para de população não é de ignorantes, esse PT não ganha nunca. Nem em Sào Bernardo, cidade do...

Anônimo disse...

Correção: Deixa.

Oliveira.