sábado, 31 de julho de 2010

LULA E OS OUTROS

Adoro o Lula, de verdade. Ele vai deixar saudades.
Neste trecho de uma entrevista exclusiva que deu pra Record (via Vi o mundo), ele diz que não lê a Veja, que não precisa dela nem de outros meios de comunicação pra nada, que se dependesse deles ele teria 0% de popularidade hoje. E que Veja e similares têm o direito de falar o que quiserem, mas que ele também defende o direito de que ele possa falar o que quiser deles. Taí uma coisa que a mídia tradicional não admite. Liberdade de expressão vale apenas pra ela. Não vale para o alvo da crítica. Qualquer crítica à mídia é interpretada como censura. Até direito de resposta é censura... Mas a Veja banir de suas páginas qualquer pensamento que fuja um tiquinho sequer da sua ideologia, aí não é censura. É “linha editorial”. E a revista ainda tem a cara de pau de se proclamar “plural”!
Se esse vai ser o mote da campanha do Serra, melhor entregar os pontos já, antes de gastar milhões de reais numa campanha que já nasce morta. Sério mesmo que eles esperam angariar votos com o discursinho fajuto de “Se a Dilma ganhar, o Brasil vai virar uma ditadura”? Primeiro que invocar países como Cuba e Venezuela não vale nada pro povão, que não se preocupa muito com política externa, e não vê o que Chavez e Fidel têm a ver com o nosso dia a dia (hum, eu também não vejo. Como a política deles afeta o Brasil é um mistério pra mim. Sei que serve pras pessoas se posicionarem no espectro ideológico, e só). Depois que não avisaram pros reaças que o PT já está no poder há quase oito anos. Se tivesse algum interesse em implantar uma ditadura, por que não o fez antes? Sem falar que é querer trocar as bolas inventar que o PT, um partido totalmente ligado com a luta pelo fim da ditadura e com as Diretas Já, seja autoritário. Fãs da democracia são os carinhas do DEM, né? Aqueles que ajudaram a implantar a ditadura militar e deram sustento a ela através da Arena... Sei.
Mas, voltando à entrevista do Lula, ele se emociona ao falar do empréstimo do BNDES aos catadores de papel. E eu aqui me emocionei também. Chorei baldes. Ok, praticamente qualquer choro perto de mim me provoca lágrimas, mas desta vez exagerei. O Lula é comovente. E é legítimo.
Pros cientistas políticos, Lula só pode estar fingindo quando chora, porque é impossível que um presidente se emocione com as conquistas de catadores de papel. Políticos são (ou devem ser) durões, sem coração, não humanos. Isso vai na linha de “político é tudo igual, nenhum presta”, que é obviamente um pensamento de direita (que defende o estado mínimo, ou seja, governo só pra manter a ordem e defender a propriedade de quem tem propriedade). Acho meio impossível ver a entrevista e pensar “Ah, Lula tá fingindo”, mas alguns reaças conseguem.
Lula tem aprovação de 85% porque vem fazendo um ótimo governo, causando melhoras visíveis no cotidiano do país. Mas sua carisma, seu afinco às origens, sua insistência em usar linguagem popular, também não atrapalham sua popularidade. E que se dane o cinismo da direita (cuja única paixão política é ser contra tudo que é de esquerda): é gostoso chorar com o presidente, sentir orgulho do que ele diz.
Ele vai deixar saudades.

18 comentários:

Carlinha disse...

Tb chorei horrores, Lola.

O choro dele foi tão espontâneo, que fico emocionada pelo cara mais popular do mundo atual ser gente como a gente.

Camila Hareide disse...

Lolinha, queria ter a sua "fluência" pra falsr do Lulinha... Então só me resta deixar um link no meu mísero bloguinho pra que meus parcos 3 ou 4 leitores venham aqui ler seus argumentos. E vou correndo tentar ver a entrevista, e chorar lágrimas geladas (por causa da temperatura, claro) de orgulho do MEU presidente!

beijos

Giovanni Gouveia disse...

Tem aquele jargão da direita de que: "se você não foi socialista na juventude, você não tem coração"...

A grande virtude da esquerda é a de ter empatia com os mais sofridos, e a capacidade de emocionar(-se).

Lula é uma dessas pessoas que transbordam emoção, sinceridade. É o cara que, no meio de uma passeata monstruosa em 1990, aqui no recife, com um discurso inflamadíssimo, parou pra pedir desculpas aos trabalhadores que estavam nos ônibus querendo voltar pra casa impedidos pela passeata, e os trouxe pro nosso lado dizendo porque estávamos fazendo aquele movimento político.
Tenho orgulho de ter participado dessa trajetória na construção da história brasileira, e tenho orgulho de ter ajudado nas eleições de Lula para o melhor mandato, para o povo, de presidente do Brasil.

Giovanni Gouveia disse...

Sisqueci de dizer:

Em ciência política há a distinção, preconizadas por Max Weber, entre os vários tipos de liderança:
A Tradicional, simbolizada, principalmente, pelo poder nobiliárquico;
A Burocrática, daqueles que são "líderes" apenas por terem conseguido galgar algum tipo de autoridade (o chefe, por exemplo)
E a Liderança Carismática daqueles que conquistam o povo para a sua causa/plataforma.
Lula é dessas pessoas que têm a chave da liderança carismática, sem se abster da liderança burocrática, seguindo regras. É gente como a gente, expressa a máxima do princípio democrático:
"Governo do Povo, pelo povo, para o povo"!!!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Sobre política, eu vou votar na Dilma porque acho que atualmente é a melhor opção, mas confesso que não consigo mais ter muito entusiasmo com o PT, com o Lula ou qualquer político.
Mas é no mínimo interessante, essa tentativa de quererem que não votem na Dilma com essa estratégia de minimizarem a ditadura militar ou acusá-los de quererem instaurar uma ditadura comunista no Brasil...
Antes da Dilma se candidatar, já havia conhecido alguns "viúvos da ditadura", mas geralmente eram pessoas mais velhas, de famílias de militares, atualmente, já vi algumas pessoas bem mais jovens com esse papo de que a ditadura militar foi necessária, mostrando fotos de vítimas de ditaduras de esquerda, esse tipo de coisa. Fiquei surpresa. Elas já tinham esse pensamento antes e só não expressavam ou passaram a ter depois da matéria da "ditabranda" e das acusações feitas à Dilma?

aiaiai disse...

Eu ainda espero que ele faça grandes coisas nesses últimos meses como presidente e depois, como líder mundial.
Acho que não vamos sentir saudades e sim cada vez mais orgulho de termos participado desde o início da vida política desse grande brasileiro.

Ed Passos disse...

É bom chorar com o seu presidente!

Roberta disse...

Lola,olha o que o Lula aprontou


http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/07/100731_lula_sakineh_ira_cq.shtml


Realmente,e admiravel

Celia Daniele disse...

Eu adoro o Lula, realmente sempre será lembrado como um excelente presidente... Mas infelizmente estou tomada pelo ódio pelas eleições porque fui chamada para ser mesária. Putz, quem se interessa por política e se afilia a um partido não pode ser mesário, e eu aqui que estou atolada até a cabeça com a minha monografia vou perder vários dias (que não serão compensados porque não sou assalariada) sem qualquer remuneração, sem qualquer vontade minha de participar.
Começo agora ferozmente a campanha pra Dilma conseguir mais de 50 % dos votos, e não rolar Segundo turno! Eu realmente não consigo entender porque a maioria dos universitários quer votar na Marina, aquela mulher é burra!! As respostas dela parecem CTRL+C, CTRL+V, será que ninguém percebe isso?

João Paulo disse...

Ei, Lola, eu fico feliz por você. Sério mesmo, sem crítica nenhuma.

Entrevista com imagem tem a vantagem de você saber que a pessoa realmente disse aquilo. Não é como jornal, onde você não sabe se a declaração é verdadeira.

Então, ó só o que estão dizendo que ele disse:

http://bit.ly/bPOaIS

"o presidente Luiz Inácio (...) ofereceu asilo político à iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, (...) condenada à morte por apedrejamento sob acusação de adultério. (...)
Lula brincou com o assunto:

"- Ah, imaginem se os homens também fossem condenados à pena de morte por traição - disse ele, rindo."

Não sei se ele disse isso de verdade. Mas tenho lido seu belogue, toda a argumentação no sentido de não se diminuir as mulheres, de não transformá-las em bibelôs sexuais, e aí vem nosso Iluminado Condutor e manda uma dessas.

O que elas estao lendo!? disse...

Querida!

Porque você é nossa seguidora viemos avisar sobre a campanha Ler é Fashion e o sorteio! Venha, e fique na moda!

Beijos

Equipe "O que elas estão lendo!?"

Mariana Santiago disse...

Adorei seu post. Encontrei seu blog por acaso e amei ao ver que vc é tão fã do Lula como eu.

Rita de Cássia disse...

Querida Lola no final da sua ostagem você diz'' como é bom chorar com o presidente,sentir orgulho dele.''è exatamente assim que me sinto chorei com ele, e me orgulho de ve-lo lá,e saber que de alguma forma participei disso, saudades concerteza ele vai deixar, mas como ele mesmo falou vai voltar a vida politica, com mais vontade ainda de que as coisas continuem melhoerando,então acredito que não vai dar pra sentir falta dele.m pelo menos é o que espero.

Anônimo disse...

Nossa! Concordo plenamente com a Camila Hareide e faço questão de divulgar este post para todas as pessoas que vêm nitidamente as melhoras no nosso país, que têm o mínimo de noções históricas e, principalmente, que compartilham este mesmo olhar poético! Sou nova na blogosfera, coisinha de uma semana e já estou ENCANTADA com blogs como o seu! Beijos!

analice disse...

é verdade, deixará saudades, foram mudanças significativas em diversos setores, e a visao do país lá fora tb, claro que nem tudo é possível em tão pouco tempo, pois o que foi desmatelado em diversas gestões. parabens !!!

Janine disse...

Gente, não sou anônima! rs,

Mandando de novo, assinado por mim!Nossa! Concordo plenamente com a Camila Hareide e faço questão de divulgar este post para todas as pessoas que vêm nitidamente as melhoras no nosso país, que têm o mínimo de noções históricas e, principalmente, que compartilham este mesmo olhar poético! Sou nova na blogosfera, coisinha de uma semana e já estou ENCANTADA com blogs como o seu! Beijos!

olhodopombo disse...

gosto do Lula, ja o fotografei varias vezes em oportunidades diferentes.
detesto o hugo chavez.....

Anônimo disse...

'"- Ah, imaginem se os homens também fossem condenados à pena de morte por traição - disse ele, rindo."

Não sei se ele disse isso de verdade. Mas tenho lido seu belogue, toda a argumentação no sentido de não se diminuir as mulheres, de não transformá-las em bibelôs sexuais, e aí vem nosso Iluminado Condutor e manda uma dessas.'

Rapaz interpretação não é o seu forte né? O seu idalo estava ironizando essa pena ridícula, não era bibelozando ninguem não