segunda-feira, 19 de outubro de 2009

TORCIDA PELO BRASIL

Essa é uma coisa que não precisei morar no exterior pra descobrir. Eu já sabia que todo mundo lá fora ama o Brasil. Que o Brasil é o país mais querido e popular do planeta. Que as pessoas fora daqui, que não conhecem bem o Brasil, mas ainda assim sabem muito mais sobre ele do que sabem de outros países em desenvolvimento, sempre o associam a coisas boas, como samba, futebol, praia, mulheres bonitas (é ruim ver mulher enquadrada como “coisa”, mas, como eu já disse, melhor ser bunda que cassetete do mundo), alegria, carnaval, verde, caipirinha e feijoada. E também favelas e violência, é verdade, mas isso raramente está no topo da lista. Quando eu conto ninguém acredita, mas até argentino adora o Brasil.
Morei um ano nos EUA, e em todo lugar que eu ia e alguém queria saber de onde eu era, quando eu respondia “Brasil”, as pessoas abriam um largo sorriso. Era como se fosse uma palavrinha mágica que iluminasse os rostos, sabe? Todos os rostos, sem exceção. Nunca vi alguém fazer cara feia ou dizer: “Putz, coitada, tá mal, hein?”. Lógico que as pessoas que me perguntam de onde sou geralmente são simpáticas e não fariam careta, imagino, pra qualquer que fosse minha resposta. Mas sabe quando você percebe que a felicidade em ouvir essa palavrinha, Brasil, é legítima?
Americano continua sem saber que aqui não se fala espanhol (é complicado pra eles, vai: fala-se espanhol em quase toda a América Latina, menos aqui), mas é raro ouvir que nossa capital é Buenos Aires. Não mais. Eles só conhecem Rio e São Paulo (praticamente impronunciável pra eles, que não têm o som ão, e o au deles é diferente também). Alguns já ouviram falar de Brasília. E da selva amazônica que, segundo tantos filmes hollywoodianos, cobre todo o Brasil. Mas o que sempre me impressiona é o carinho que eles têm por um país que conhecem tão pouco.
Acontece que já ouvi brasileiro dizendo pra estrangeiro: “Epa, calma aí! O Brasil não é essa maravilha não que você tá imaginando! Muito pelo contrário!”, e elencando uma série de problemas. Parte da classe média brasileira tem um amor próprio bem baixo, né? Tem vezes que diz: “o o Brasil é ótimo, o problema são os brasileiros”. Em geral, acredita piamente que tudo aqui é péssimo, e que tudo lá fora é awesome (fabuloso). Quer dizer, “tudo lá fora” não inclui nossos vizinhos cucarachas, nem outros países em desenvolvimento. Imagino que esses brasileiros que odeiam o Brasil são os mesmos que se referem à América Latina como “América Latrina”.
Fazia tempo, graças aos céus, que não entrava num blog da extrema direita. Lá estava o título de um post, lamentando que o Rio foi escolhido pra sediar as Olímpiadas 2016: “Brasil é um esgoto a céu aberto”. E, nos comentários, gente concordando: “Falou tudo. Brasil é o lixo. 'País' de gente mal educada, egoísta e vadia”. Tá certo que num outro post o blogueiro escreve, pulando alguns anos de história: “Não fossem os americanos estaríamos vivendo em cavernas feito macacos”, então não sei se dá pra levar o negócio a sério. Mas fico pensando como deve ser ruim viver num lugar que se odeia tanto. Essa gente é classe média. Tem dinheiro pra se mudar prum país menos “esgotável”. Não é questão do “Brasil: ame-o ou deixe-o” (bordão da ditadura, esse período militar do qual o pessoal de direita, não eu, tem saudades). É questão de buscar a felicidade individual. Sério, tem como ser feliz vivendo num lugar que se detesta tanto, convivendo diariamente com pessoas vadias, egoístas e mal educadas (e meio escurinhas, como tá nas entrelinhas do tal blog)?
Eu também fico pensando se, durante os oito anos de governo FHC, mais os anos Collor (só pra ficar nos governos que pudemos eleger), eu torcia tanto contra o Brasil. Naquela época, eu achava que o Brasil era um esgoto? Dizia que o povo era ignorante e idiota por não ter votado no candidato que eu apoiava? Acho que não. Se o PSDB voltar ao poder, deus proíba, eu vou automaticamente dizer que o povo não sabe votar e que o Brasil não presta? Vai ser assim, de um dia pro outro, ou vai levar alguns meses pra eu mudar de opinião sobre o meu país? Ok, é verdade que parte da classe média que adora falar mal do Brasil hoje (num outro blog de direita, Lula é descrito como “aquele que enterrou o Brasil”) falava mal até quando tinha um governo do qual gostava. Mas sempre me surpreendo ao ouvir o pessoal de direita reclamando do povo, que é burro por gostar do Lula (isso é o quê, 84% da população?). Esse mesmo povo era sábio quando elegia quem eles queriam?
Não sei, por mim eu fico com o editorial da revista Brasileiros, que diz: “Defendemos o direito de torcer a favor [do Brasil], e não contra ele. Defendemos a dispensa da obrigação elitista de sermos 'inteligentemente' irônicos, autodepreciativos e carregados de soberba ao criticar o País. [...] Trocamos tudo isso por torcer e, principalmente, por trabalhar para que o Brasil cresça sob todos os aspectos. Os econômicos, os sociais e os éticos. Defendemos que o Brasil precisa gostar mais do Brasil. E isso, é óbvio, não significa ignorar o que há de errado nele”.
O resto do mundo torce pra caramba pelo Brasil. Agora só falta a gente.

80 comentários:

aiaiai disse...

Clap, clap, clap!

Junior disse...

a Lola anda lendo o Classe Média Way of Life...rs

Anônimo disse...

E se falássemos sobre privilégios de ser brasileiro...
Latino-Americanos não sao bem vistos aqui na Suiça (não é por isso que vou simular um ataque neo-nazista).
Se me casei com um suiço, dizem que é pelo visto, as minhas roupas são "coisas de brasileiro", as referências ao meu país sao puramente sobre futebol e mulheres de biquini!
Portanto deixar o país não livra ninguém do fardo.

Renato Andriole disse...

Lola e demais.
Só tenho uma coisa a dizer.
Para o meio ambiente, Lula/Dilma foram os PIORES governantes que se pode imaginar! Eu votei no Lula e me arrependi amargamente! Até leis de redução do tamanho do peixe para pescado ele fez (hoje em dia pode-se pescar até neonatal praticamente), e com todos os mares, rios se esgotando. Ao invés de uma política de capacitação dos pescadores e ribeirinhos, é isso que ele fez.
E agora, que vergonha, Dilma VETA meta ambiental.
O Brasil como sempre indo pela contramão da evolução.
Eu fui contra sim a Olimpíada aqui no Brasil. E fui contra principalmente devido ao desvio de verbas que COM CERTEZA irão acontecer. Não se lembra o que aconteceu no PAN???

Para todos lerem, uma matéria do jornal da Ciência: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=66620

Daiene disse...

O pior foi ele dizendo na Transposição do Rio São Francisco que não estava preocupado com os animais pq o animal que está em extinção é o animal-homem.

Uma pessoa que não sabe que o ser humano se prolifera e acaba com todos os recursos naturais, numa clara atividade "viral". Uma pessoa que não sabe que é o ser humano que extingui com os animais e com ele mesmo e que, extinguindo as áreas de mata e os animais e não barrando a queima de combustível fóssil, é que o ser humano está cada vez mais próximo do fim.

Kaká disse...

Em todas as minhas viagens sempre recebo esse sorriso por ser do Brasil. E adoro viver aqui. Claro que temos problemas, e muitos, como todo lugar no mundo.
O meu padastro é inglês, e ele adora morar aqui. Ele se revolta com várias coisas do nosso país, normal, mas já disse que só volta para a Inglaterra para passear.

Éris disse...

Eu não compreendo também esse povo que adora criticar o Brasil e vive aqui. Nós notamos muito isso recentemente com a eleição do Rio para as Olimpíadas, a maioria resolveu criticar o país e o povo, só apontar os defeitos.
A mídia internacional exalta o país, já a brasileira...
Lola, não sei se você concorda, talvez saiba disso melhor que eu ao curtir filmes - eu não sou muito fã - eu acho que aqui no Brasil as pessoas gostam muito de passar essa imagem depreciativa, os nossos problemas para o mundo, só o nosso lado ruim, através de filmes, e eu não vejo os outros países fazerem tanto isso. O que você acha?

Giovanni Gouveia disse...

Daiene, por certo você não tem a mínima noção do que foi dito por Lula. Provavelmente você não sabe o que é ter "direito" beber apenas um copo de água salobra, da cor de um leite pingado, por dia pra não morrer de sede, e matar um calango, ou um bacurau pra não morrer de fome, isso deve ser um crime ambiental tamanho...

Luiz disse...

Daiene, antes que vc comece a também falar mal dos supostos erros de português do presidente. Gostaria de te alertar que a conjugação do verbo extinguir se faz assim, tá: "extingue".

Daiene disse...

Por certo vc que não tem a mínima noção Giovanni.
Ele não estava falando sobre matar calangos para subsistência, e sim estava querendo ironizar os impactos ambientais; já que a transposição irá desmatamentar cerca de 450 hectares de terra com flora nativa!!! Acarretando o desaparecimento de espécies animais e vegetais da região. Algumas endêmicas.

É só vcs estudarem um pouco e lerem jornais ambientais para se certifiarem que o Lula foi o PIOR presidente na área ambiental, com toda a certeza! Concordo com o Renato. E a Dilma está indo para o mesmo caminho.

Daiene disse...

Luiz,
E antes de vc se apegar a bobagens de corrigir erros de português pela internet, debata sobre o que vc pensa. Ou só tem capacidade pra fazer isso?

Me fale de melhorias ambientais do governo Lula! Vamos lá, vc consegue! :)

Giovanni Gouveia disse...

Tava sim, Daiene, ele estava falando que mais importante do que preservar calangos é preservar a vida humana, em especial na área da trasposição do São Francisco, área do semi árido nordestino.
Transposição que vai, prioritariamente, matar a sede do povo.

Daiene disse...

Ah, outra coisa Luiz.
Vc está errado viu, querido. Pesquise isso também. A palavra "extingui" não está errada.

Informe-se por favor!

Nassif disse...

O pior desempenho do governo Lula não está no câmbio como você pensa. Está na questão ambiental. Este desenvolvimentismo anos 70 está DETONANDO nosso meio ambiente. Lembrando que uma política cambial pode ser mudada num próximo governo, do PT ou não, e recuperamos uma boa trajetória.

Esta devastação ambiental justificada pelo desenvolvimento, mudanças na legislação etc, pode se tornar irreversível. Usinas hidrelétricas em Rios Amazônicos, destes que são os mais diversos na ictiofauna, são um crime, gravíssimo!

Sou biólogo, e nossa classe está tecnicamente preocupada com o que vem acontecendo. Somos formados para fazermos uma mediação entre os interesses da sociedade e as questões ambientais, e o que temos visto nestes ultimos dois anos, foi uma grande piora na postura do Governo no que tange as politicas ambientais. Gravíssimo, irreversível em muitos casos.

Daniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel disse...

É incrível a ignorância das pessoas. O presidente e sua corja estão acabando com o meio-ambiente e os fánaticos fecham seus olhos e só sabem ficar na defensiva e na idolatria burra, sem o mínimo senso crítico.
Como muitos falaram, esse governo foi oque mais avacalhou as questões ambientais, mas óbvio que os petistas metidos a revolucionários que veneram mais ideologias caricaturisadas que a razão, não vêem isso.
Até pq oque conta são somente os "pobres humanos", as outras espécies e o meio ambiente que se danem, não é mesmo? As outras espécies não costumam entrar em suas "lutas" e ideais esquerdista, as outras espécies não votam.
VIVAM OS SEM-TERRA, FODAM-SE AS FLORESTAS E AS ESPÉCIES QUE DEPENDEM DELA.
E para os que acham que os interesses humanos devem passar por cima de qualquer outros interesses, PARABÉNS!
Há não muito tempo as pessoas pensavam tambem que os interesses dos homens brancos não tinham limites, MESMO QUE PASSASSEM POR CIMA DOS DIREITOS DOS NEGROS E DAS MULHERES.
PARABÉNS PELA ESCROTIDÃO E PELO ESPECISMO.
E antes que comecem a falar, não sou de direita não. Simplesmente tenho cérebro, ética e senso critico.

Mirella Nogueira disse...

Jornal Ecologia (O Eco): http://www.oeco.com.br/todos-os-colunistas/36-maria-tereza-jorge-padua/16258-oeco_14365

Giovanni Gouveia disse...

Pois é, Daniel, não faço a mínima questão de ser chamado de ESCROTO, por prefirir defender a vida das pessoas, ainda que isso signifique a ruina de tua pesquisa...
E, Daiene, conjugação "extingui" existe, é fato, mas na primeira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo, ou na segunda pessoa do plural do imperativo, nunca na forma que você empregou.

Mirella Nogueira disse...

Giovanni, como é que você se preocupa em corrigir as outras pessoas se o nosso presidente também não sabe o português correto? rs. O governo de um país reflete sua população e vice-versa!
Agora, será que você manda emails todos os dias para o Lula com as suas correções dos erros que foram ditos por ele? Ou só faz isso em debates via internet, numa clara e infeliz intenção de diminuir a opinião (contrária a você) de uma pessoa que está participando?

Sobre o especismo... pois é Giovanni! Você somente confirmou que é especista!E se você acha correto isso. só posso lamentar. Se você acha correto e certo a degradação e extinção de outras espécies para o "bem" da sua, isso é especismo. Aliás, isso também é ignorância pois a degradação e extinção das outras espécies e matas nativas é que causa da extinção da sua espécie e não o contrário.

Giovanni Gouveia disse...

Então façamos o seguinte, saiamos TODOS, do Brasil, pois todas as terras aqui habitadas foram roubadas da natureza. Cuidado, o lugar onde você está pisando já foi parte de uma vegetação endêmica.
Melhor mesmo nos mudarmos para Lua, afinal, como é bem sabido, lá não existe vida, e assim poderemos, malvados seres humanos, viver em paz sem nos importarmos se vamos pisar num líquen ou matar uma formiga rara...

Daniel disse...

Pois é, Giovanni, tambem não faço a mínima questão de ser chamado de ESCROTO, por prefirir defender a vida do homem branco e estar me lixando para os negros e as mulheres. (ironia)
Giovanni, vc só fala isso pq hoje em dia essa sua visão lamentável é aceita por muitas pessoas, mas o teor preconceituoso e ESCROTO é o mesmo de qualquer tipo de preconceito.
Seja de brancos sobre os negros, homens sobre as mulheres, nazistas sobre os judeus ou humanos sobre TODAS AS OUTRAS ESPÉCIES ANIMAIS, todos esses pensamentos tem a mesma base de raciocínio que é a intolerância e ignorância.
Não sei de que pesquisa vc está falando, não sou pesquisador. Como já falei antes, simplesmente não sigo ideologias caricaturisadas simplesmente para amaciar meu ego com visões "revolucionarias" que dê revolucionário só tem a "máscara".

Mirella Nogueira disse...

Ai meu deus Giovanni... Rsrsrsrs.
Esse é seu melhor argumento? Rsrsrs.
Estamos discutindo sobre a política ambiental totalmente impactante do governo Lula e vc me solta essa?

E vem cá... terras roubadas da natureza? hahahahaha.
Eu esperava mais de você! ;)

Então quer dizer que, já que moro em uma cidade e como tal as cidades eram matas nativas, eu não posso ser contra políticas governistas altamente impactantes? Eu não posso me preocupar com meio ambiente? Não tenho esse direito? Não posso enxergar os erros do governo que está no meu país?
Tenho que me calar e aceitar tudo com um sorrisão na cara e dançando conforme a política do pão e circo?

Desculpe, mas eu prefiro pensar!

Daniel disse...

Terras roubadas da natureza???
Quanta ignorância heim amigo??

Se bem que pessoas iguais a vc deveriam ir mesmo para a lua. hehehe
É engraçado ver quando as pessoas querem desmerecer qualquer defesa em favor seja dos animais ou do meio-ambiente logo elas fazem o paralelo com os menores seres que em sua visão ignorante julgam inúteis e insignificantes. Como as formigas e liquens.

Mas mesmo a formiga que vc citou tem mais importância no equilíbrio ambiental que a espécie humana acéfala, que só age como o câncer em metástase do mundo; que só depreda e não se importa com o amanhã. Assim como a sua visão ESPECISTA!

Anônimo disse...

Credo, parece que o blog foi invadido por ambientalistas, hahaha. Deve ser o povo de alguma ONG desocupada que está sem contrato com o governo.

Quem diria hein? Só conseguiram se agarrar a questão ambiental para criticar.

Desculpa desviar o assunto do post Lola, mas achei engraçado esse povo aí tentando pautar a discussão.

Parece diálogo de surdo, está a se discutir um tópico e, de repente, não mais que de repente, alguém começa a falar de algo que não tem nada a ver e chama os amigos junto.

Eu hein... Porque as pessoas que dizem querer expressar a sua opinião não escrevem o seu próprio blog? Ah, deve ser porque eles já tentaram isso e, vamos ver, ninguém entra lá para ler. Daí sobre a opção de encontrar blogs que são realmente lidos e tentar fazer o pessoal, a força, "ouvi-los".

Muito democrático.

Camila

Mirella Nogueira disse...

Pois é! É tão ruim o blog ser invadido por ambientalistas né? Pois eles fazem esparros e são tão chatos e radicais (agindo pela "força") quanto as feministas né?

Deve ser pq ambos devem ser "mal-comidos" né? Rsrsrs.

E, claro, pra ser atualizado e ver o descaso ambiental GIGANTE que o governo Lula está tendo, só mesmo sendo de uma ONG que não recebe verba do governo. É claro, como eu não pensei nisso????

Só mais uma coisa... legal o codnome Giovanni! ;)

lola aronovich disse...

Pois é, Camila. Nesses últimos dias tenho visto vários blogs de direita criticando o governo Lula pela questão ambiental. Eu até acharia esquisito—afinal, a direita inventou o termo “ecochatos” para definir os ambientalistas, e vive bradando que esses ecochatos são um entrave ao desenvolvimento. Mas, na hora de criticar o Lula, qualquer coisa fala mais alto que a ideologia especista que a direita apoia, certo?
Não estou dizendo que é o caso de vcs, Daniel, Renato, Mirella, Daiene, Nassif, etc. Vai ver que vcs realmente se preocupam com a questão ambiental, e não a utilizam como uma forma de 1) jogar pedra no governo Lula, e 2) falar mal do Brasil (que era meio o tema deste post). Mas quando eu vejo vários blogs de direita (que ODEIAM Greenpeace, Peta, e qualquer “ecochato”) se unindo pra criticar o Lula na questão ambiental, e aí aparecem pessoas aparentemente pautadas por esses blogs de direita, fico com a pulga atrás da orelha.
Outra coisa que me chama a atenção é como SEMPRE, quando aparece gente pra criticar o governo, tem alguém que adota o discurso “Eu votei no PT, e estou hiper mega baita decepcionado”. Isso é tão comum quanto, mal comparando, o cara sendo acusado de racismo dizer “mas eu tenho um amigo negro”. Não é muito original.

Mirella Nogueira disse...

Acredito que não Lola.
Eu nunca disse isso, que me arrependi de ter votado no Lula (o que não quer dizer que eu não tenha me arrependido), mas não acho que as pessoas que dizem isso é sempre como uma comparação ao racismo camuflado ou explícito. Acredito que muitas vezes a pessoa pode ter se arrependido mesmo, oras. Pq não? Como alguém que votou em qualquer outro presidente, como o Collor ou FHC e se arrependeu depois e diz isso.

Olha, só contribui com esse debate pois o assunto já estava sendo tratado aqui nos comentários.
Sempre leio seu blog e gosto muito de seus posicionamentos. E confesso que sempre tive esperanças de ler um post seu sobre a questão ambiental aqui no Brasil.

Daniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel disse...

Lola, não é só a direita que adora dizer que os "ecochatos" são um entrave ao desenvolvimento. Todos os ignorantes adoram falar isso. Aqui mesmo começaram a dizer para irmos para a Lua, já que lá não terá o que devastar. hahaha
Para vc ver!
E quem já cansou de falar isso, que os ecochatos são um atraso ao desenvolvimento, foi o Lula e seu governo.
O exemplo mais atual e que você deve estar acompanhando foi esse:

Por crescimento, Casa Civil veta meta ambiental mais ambiciosa‏: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=66620

Como diz meu amigo ativista ambiental José Truda Palazzo Jr: Aplaudam, é o governo Lula trazendo o dizenvolvimento!!!!

JTruda

aiaiai disse...

rapaziada ambientalista,
acho bacana vcs estarem assim tão preocupados, é muito importante que a gente preserve o planeta, mas...
vão estudar história do brasil, peloamordedeus, antes de dizer que o lula é o pior presidente que o brasil já teve na questão ambiental.
meus amores, a amazônia foi tomada por criadores de gado e plantadores de soja graças ao incentivo que os governos militares deram para qq um que quissesse ocupar a amazônia.
o lula pegou um país com um índice absurdo de desmatamento,mas também com grande necessidade de desenvolvimento e está tentando fazer algo pelas duas causas.
Eu acho que podemos fazer mais e melhor, tanto pelo meio ambiente como pelo desenvolvimento do pais, mas não vamos esquecer a sinuca de bico na qual nos colocaram - todos nós países em desenvolvimento. OK?
Outro dia uma pessoa que nem é ambientalista me disse que o lula está fazendo um absurdo em promover a retirada do petroleo do pre-sal. É sério. Essa pessoa realmente acha que o lula é um maluco por querer usar mais petroleo enquanto o mundo todo luta para mudar a matriz energética.
Eu fiquei de cara! kkkkkkkk Quer dizer que o mundo todo está abandonando o petroleo e só eu que não sabia.
Pedi para a pessoa me explicar o que era matriz energética e, é claro, ela não fazia idéia...tava apenas repetindo o que ouviu de alguem.

Ou seja, tem muita propaganda enganosa por ai, então, antes de começar a falar bobagem aqui no blog da lolinha, vão estudar um pouco, falou?

Renato Andriole disse...

Vale a pena ler também essa entrevista do sociólogo e escritor Boaventura, que lutou contra o imperialismo português que persistiu até 1975 em colônias africanas e no Timor Leste: http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1323

Algumas das coisas que ele diz: "A política ambiental deste governo é um desastre.
O governo Lula ficou preso a um desenvolvimentismo que já não é o do século XXI. Por exemplo, poderia ter apostado nas energias renováveis. Ao invés disso, aposta no agrofuel, que não é biofuel. Não tem nada a ver com biologia, com a preservação do meio ambiente, ao contrário. É uma outra cultura de plantação. E entrou dentro da cultura genética dos líderes que neste momento governam o país. Num país com essa dimensão, com esta riqueza e com essa diversidade biológica, que tem uma responsabilidade mundial, eu penso que isso é um desastre.
O que está a passar na Amazônia é de proporções inadmissíveis.
Há realmente uma cultura desenvolvimentista, que no meu entender está a minar toda aquela potencialidade de esperança que o Brasil veio trazer ao mundo, no momento em que resolveu ter uma liderança regional, e eventualmente global, ao lado de Rússia, China e Índia (BRIC)."

Mariana N. disse...

Nem é torcendo contra nem agourando, mas as olimpíadas que acontecerão no RJ sofrerão muito com o crime. Se até tiro ao alvo em helicoptero da polícia os traficantes estão fazendo, imagina quando chegar o ano das olimpiadas. Quer dizer, ou eles dão um jeito nessa violência toda em uns 6 ou 7 anos - acho bem difícil, mas não custa torcer - ou a gente vai assistir de camarote o maior fiasco esportivo já televisionado.
Mas, claro, essa é só a minha leiga e ignorante opinião.

laura disse...

tu andas recebendo umas visitas diferentes hj, né, lola?!

Carla Mazaro disse...

Lola, to em época de provas e nem divia estar aqui no blog, mas não resisto... Só li os primeiros comentarios e dois deles estão falando sobre a politica ambiental do governo Lula. Não que eu ache q ele ou Dilma estão certos qto a ignorar o meio ambiente, mas daí a dizer que o Brasil está na contramão é um poucode exagero, não? Que eu saiba a maior parte dos paises que aderem a essas poiliticas internacionais ou são europeus ou foram "forçados" a aderim. As duas maiores nações, economicamente falando - Estados Unidos e China - estão pouco se lixando pros problemas do ambientes, a India tbm....
Não se pode achar que o Brasil é um caso isolado.

Carla Mazaro disse...

ah, Lola veja isso:
http://noticias.uol.com.br/ultnot/album/bbc/091019calendario_album.jhtm?abrefoto=4

Bárbara Reis disse...

Concordo com você, não temos patriotismo no Brasil, as pessoas gostam de criticar o governo, ditam o que deveria ser feito, mas quando chegam lá, quando estão no poder, o que elas fazem? Desviam dinheiro público, atos secretos, e etc...
Eu não vou dizer que eu amo o Lula, mas não quer dizer que eu não goste dele, Pelo contrário, acho que ele foi o que mais fez por nós, o que nos tirou do buraco, um excelente presidente... mas eu imagino o que ele não deve ter passado para conseguir fazer o que fez, acho que o que ele fez já foi um milagre, porque a Elite está muito confortável com a desigualdade social, pra que mudar?, quando o vejo chorando de emoção por alguma conquista, sei que é verdadeira, porque ele se propôs a tentar, e conseguiu... Não adianta esperar que seja feita uma mágica, e em 4 anos o país seja SUPER desenvolvido, ninguem pula dos 4 anos de idade para os 40... o tempo amadurece as idéias pouco a pouco, e vai nos direcionando.
Acho ridiculo, e imaturo, esperar milagres politicos, e ficar reclamando do que não se tem. Mas a grande maioria esmagadora dos seres humanos são assim, insatisfeitos, nunca estamos felizes com o que temos, e queremos sempre o que não está ao nosso alcance.
Eu não tenho vontade nenhuma de sair do Brasil, nem pra passear. Tenho uma pequena curiosidade de conhecer Roma, e termina ai a minha ambição.
Talvez, ou com certeza, o grande problema do Brasil, seja essa falta de patriotismo, de amor por si mesmo, de amor pelo próximo, e de amor pelo que se tem, que é o pais onde você mora, a sua casa, o seu 'teto'. Se todos que estão no poder do país gostassem tanto do Brasil, como o Lula, duvido muito que o pais já não estivesse em excelente posição. Não adianta só falar mais. Tem de ir lá e fazer, e fazer direito. ;]

Beijos.

Bárbara Reis disse...

falar mal* [na ultima linha.]

Nassif disse...

Carla Mazaro, vc está errada. Os EUA, agora sendo governados por Obama, já demonstra estar sim preocupado com o meio-ambiente. Barack Obama já reverteu uma série de medidas na área ambiental, que visavam o desenvolvimento a qualquer custo (como o governo Lula está fazendo), tomados pelo seu antecessor, Bush.
Ao assinar novas leis de proteção ambiental, Obama afirmou que as medidas são necessárias para conter a ameaça do aquecimento global que pode causar uma “catástrofe irreversível” e até atos de violência.
A China está endurecendo sua política ambiental. Tanto que neste ano, foram rejeitados projetos com investimentos de bilhões de dólares em novas fábricas por não atenderem às exigências. As empresas que sempre ignoraram esses padrões terão de se readaptar. De 1995 a 2005, a Agência Estatal de Proteção Ambiental rejeitou apenas dois projetos. No ano passado, rejeitou cerca de 110 projetos por causa de seu impacto ambiental.
E seu governo, difente do governo daqui, já está admitindo fracasso na política ambiental.
Dê uma olha nessa matéria da BBC: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/story/2007/01/070128_china_poluicao_crg.shtml

Dilma Roussef ainda veta metas arrojadas de emissão de carbono, alinhando o Brasil aos piores criminosos do aquecimento global. Enquanto que países insulares pequenos como as Maldivas, que serão afetados diretamente pela calhordice brasileira e de outros ‘grandes’, se mexem para evitar o pior.

aiaiai disse...

Lolinha,

com todo respeito, já que a coisa descambou para a luta partidária (kkkkk) me sinto na obrigação de divulgar o post do Pinto (hipopotamo zeno) de hoje que me fez rir de doer kkkkk

Seguinte:

Colaterais
Resignados com decantada vitória da oposição nas eleições presidenciais do próximo ano —já prevista por uma miríade de especialistas: do presidente do Ibope ao marqueteiro "Popularidade não se transfere" do Obama—, passamos a encarar tal fatalidade com outros olhos, pelo lado dos benefícios que a eventual recondução do PSDB à presidência irá nos proporcionar a todos. Relacionamos abaixo apenas alguns, mas deve haver outros. A saber:

1) Reinaldo Azevedo será de novo apadrinhado por algum prócer da esfera semipública e terá uma revista para chamar de sua, poupando-nos de assisti-lo babar no seu colarinho digital.

2) Arthur Virgílio Neto, reserva moral do País, sossegará sua franga cívica.

3) Privatizada, a Petrobras, último entulho getulista, tornar-se-á uma empresa moderna e bem administrada, a exemplo do que ocorreu com as telefônicas e concessionárias de eletricidade.

4) Ligaremos a TV para testemunhar Miriam Leitão, William Waack, Moanica Waldvogel e outros luminares sorrindo, e não por escárnio.

5) Leremos manchetes otimistas nos jornais mesmo se o país quebrar três vezes.

6) Líderes ponderados e sensatos como Katia Abreu e Ronaldo Caiado poderão assumir um ministério e conduzir de vez uma reforma agrária profícua.

Chega a valer a pena, né não?

http://www.zeno.com.br/index.php?itemid=5656

Patty Martins disse...

Sobre o seu post, Lola, adorei, concordo em número, gênero e grau.
Bjos

Bárbara disse...

Só uma observação: não é só o Brasil o único país na América Latina a não falar o espanhol. A Guiana Francesa e o Haiti tem o francês como língua oficial (por mais que não seja toda a população de tais países que fale a língua).

Juliane F. disse...

Olá Lola, meu nome é Juliane, tenho 17 anos e faz um tempinho que eu acompanho seu blog, e agora tomei vergonha na cara pra vir aqui e comentar,haha...

O bom seria se todos se reunissem não apenas para falar sobre as belezas e as coisas ruins, mas também para dar soluções. Gosto de ser brasileira, mas o ano inteiro, não só em época de Copa e em época de Carnaval. O Brasil é um país lindo, com pessoas trabalhadoras, mas infelizmente as vezes se confude simpatia e alegria com preguiça. O brasileiro as vezes é taxado como povo preguiçoso e sacana em alguns lugares, muita gente ignorante acha que brasileiro só vive em praia e que no Brasil só tem mulher bunduda e fácil, e isso definitivamente não é verdade. Certo, não é a maioria que pensa assim. Mas, eu como brasileira vejo que as vezes a preguiça existe sim,mas não em matéria de trabalho. Digamos, que não seja preguiça a palavra, mas uma falta de disposição pra ajudar e respeitar ao próximo. A violência tá aí, a fome tá aí, até as Olimpiadas. E eu vejo a alegria do povo saindo pra rua pra comemorar pq o Rio vai ser a sede das Olimpiadas, mas não vejo tanto entusiasmo e força quando é para protestar por alguma coisa. Aqui, muitas vezes se espera que um parente seu tome um tiro pra aí sim, sair para as ruas protestar. As escolas, muitas vezes ficam em greves e tudo que se vê é todo mundo se divertindo, feliz da vida pq não vai precisar ir para a escola. Mas, se o RioCard, o cartãozinho da passagem do ônibus não funcionar e tiver que pagar passagem, aí sim, imagina o alvoroço que seria...as vezes tem que doer o na alma ou no bolso pra tomarmos algum partido. Enfim, é uma longa história no qual se fala mais do que se faz...

Ivana disse...

Loléte, "arrazasse"! (como diz o povo de Floripa!) Bombou o negócio por aqui, heim?
Beijocas.

paulo. disse...

olá LOLA, achei vc, eu sou aquele da reunião do AN, ok? hahaha. bem, qto ao seu texto, achei ótimo. infelizmente estamos cravados num país em q acostumou-se a torcer contra, é tudo errado, é tudo ruím qdo está ao 'nosso favor'! a nova geração tem a herança cada vez mais individualista, quase imperceptível e q se espalha mais rápido q o medo da h1n1 ou fofoca de vizinhança! nós somos chatos e velhos e ñ queremos mudar? muitas vezes parece q sim, congelaram a década do amor, e ñ conseguiram tirar esse rancor de lá, rancor? é... quem ñ morre para o velho, nunca nasce para o novo, já vi isso pixado em algum muro. é, e nós vamos continuar a achar q o Brasil ñ é o país do futuro por culpa deles? e o q será de nós qdo eles crescerem? e o q sobrará?
parabéns pelo blog!

lola aronovich disse...

Mirella, não quis dizer que dizer se arrepender de ter votado no Lula é igual a camuflar o racismo ou algo que o valha. Quis dizer que dizer que se arrepende é um clichê tão comum quanto aquele de dizer que tem um amigo negro numa discussão sobre racismo. E claro, pessoas podem se arrepender. Mas, com aprovação de 84%, é mais provável que o Lula tenha angariado admiradores que os perdido, não acha? Mesmo assim, é batata: em qualquer discussão em que o Lula é atacado, aparece alguém pra dizer que sempre votou no PT ou no Lula, mas agora está quase cometendo harikiri de tanto arrependimento. Sobre eu escrever um post sobre a questão ambiental no Brasil, eu precisaria me informar muito sobre ela antes.


Daniel, sério? Tinha certeza que a direita é muito mais hostil com os ambientalistas que a esquerda. Não sei, tenho a impressão que o pessoal do Greenpeace é de esquerda, vc não? E que a direita odeia quando alguém boicota a Shell. Sabe aquele ótimo documentário, A Corporação? Que critica o capitalismo por destruir o planeta? Vc acha que a direita gosta dele? E aquele ótimo desenho animado educativo, A História das Coisas, que é super ecologista também? Vc acha que a direita o utilizaria em suas salas de aula? Escreva a palavra “ecochato” e veja quantas vezes ela aparece num blog de direita e de esquerda. Mas, pra isso, teríamos que admitir que existe direita. Nem o Reinaldo Azevedo se considera direita...

lola aronovich disse...

Aiaiai, uma coisa que eu tento fazer sempre que posso, pra tentar manter alguma lógica, é pensar: “Se a mesma coisa estivesse acontecendo num governo do PSDB, qual seria minha opinião?”. Tipo, quando houve algum acidente aéreo durante os 8 anos de governo FHC, eu chamei o presidente de assassino? Se o pré-sal tivesse sido descoberto oito anos atrás, eu ficaria muito chateada? Se o Brasil tivesse sido selecionado pras Olimpíadas nos anos 90, eu teria torcido contra? Eu acho que não, não tenho certeza. Mas vejo o pessoal de direita torcendo contra o Brasil, negando os avanços evidentes do Brasil, criticando coisas que não criticariam se o governo fosse outro. E a questão ambiental é o exemplo óbvio. A gente sabe como a direita se preocupa com a ecologia e gosta dos ambientalistas, a quem chama de “ecochatos”. Por isso, essa preocupação da direita com a questão ambiental durante o governo Lula não cola nem um pouco pra mim. É só mais um meio de criticar o Lula. Vale tudo.


Mariana, vamos torcer pra que o Rio (e o Brasil) melhore muito até 2014, 2016. Pra que possamos viver em paz, não só durante as Olimpíadas, mas sempre.

lola aronovich disse...

Laura, visitas bem diferentes mesmo, notou?


Carla, não tinha visto esse calendário, não. Nessa questão de santos eu nem me meto...

lola aronovich disse...

Barbara, então, não é que o governo está um modelo de perfeição, mas é indiscutível que o Brasil melhorou muito, e qualquer comparação com os oito anos do governo anterior ganha. Qualquer uma. Por isso que a oposição não quer comparar. Serra não defendeu FHC nas eleições de 2002, Alckmin não defendeu FHC em 2006, e, ano que vem, ao que tudo indica, não vai er ninguém pra defender o FHC de novo. Ao mesmo tempo, o candidato da oposição não vai atacar o Lula, porque o Lula tem uma aprovação monstruosa. Se bobear, todo mundo vai se dizer candidato do Lula. Sinal de que alguma coisa certa ele deve estar fazendo... Aí eu leio num blog de direita alguém dizendo que o Lula enterrou o Brasil. É meio ridículo, sabe?


Nassif, depois do desastre que foi o governo Bush, principalmente na questão ambiental, qualquer mudança de rumo é bem vinda. Ah, e a China vai ter que correr muito pra “endurecer” sua política ambiental...

lola aronovich disse...

Aiaiai, muito divertido esse post do Pinto! Mal posso esperar pra que todas essas profecias se concretizem!



Patty, obrigada, e obrigada por colocar o link no seu twitter também!



Bárbara, é verdade, quando eu estava escrevendo eu pensei na Guiana Francesa, mas esqueci o Haiti.

lola aronovich disse...

Juliane, que bom que vc veio comentar. Concordo contigo, não é pra torcer no Brasil só quando tem competição esportiva, mas sempre. Quando o país melhora melhora a vida de todos nós que moramos aqui. É bem simples. Mas vc se contradiz num pedacinho, quando diz que brasileiro tem preguiça de protestar, e aí menciona a greve numa escola. Greve não é uma forma de protesto?
Vc é muito jovem, então não sei se é da época do “jeitinho”. Disso que “brasileiro tem um jeitinho pra tudo”, que é algo horrível de se dizer, mas que a gente vê acontecer. A gente reclama muito, e com razão, da corrupção nos governos (em todos), mas não reclama tanto quanto deveria da nossa corrupção. De como não obedecemos leis de trânsito, como jogamos lixo nas ruas, como subornamos guarda, como tentamos escapar do imposto de renda, essas coisas. Isso tudo precisa acabar, e isso não cabe ao governo. Somos nós que precisamos mudar.


Paulo, muito prazer! Que bom que vc acabou descobrindo meu blog! Espero que apareça sempre por aqui a partir de agora. Como vc pode ver, aqui é um bom espaço pra discussões. Geralmente o pessoal que comenta aqui é muito lúcido, educado, e acrescenta muito. Seria ótimo que um debate desses também acontecesse entre os leitores de jornal, mas não é bem assim que acontece. O melhor dos blogs, na minha opinião, é justamente a caixa de comentários!

Cris Prates disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giovanni Gouveia disse...

Não, Mirella e demais, não sou especista, mas não defendo o inverso, aqueles que acham que não se deve fazer a transposição do Velho Chico porque vai matar meia dúzia de calangos, e que se F@#$m os seres humanos.
Defendo que não existe ecologia sem o animal político, ou seja, o bicho homem.
Entendeu?

Ah, Giovanni é o codinome que meus pais m

Éris disse...

Lola, com essa discussão sobre o meio ambiente - muito válida por sinal, você não me respondeu u.u
O que acha de filmes como Tropa de Elite e tantos outros que mostram a 'nossa realidade' mas que só fazem marketing negativo de nosso país? O que acha de nós, brasileiros, sempre fazermos essa propaganda negativa em filmes, é realmente necessário? Algum outro país faz isso em seus filmes?
Beijos

lola aronovich disse...

Eris, o que acho sobre filmes que mostram “a nossa realidade”? Ué, por que as aspas, se é mesmo a nossa realidade? Acho que filmes não devem ser censurados, não devemos dizer “façam filmes sobre isso, não sobre aquilo”. Tropa de Elite, Cidade de Deus, Carandiru, Pixote, Central do Brasil etc etc são todos filmes importantes, e que mostram parte da nossa realidade. O que não quer dizer que o Brasil seja só isso. E se alguém assistir Cidade de Deus e achar que o Brasil é só favela e traficantes (o que não é nem no filme), o problema está na pessoa que tira uma conclusão apressada, não no país. E não acho que filmes assim sejam “propaganda negativa”. Duvido muito que o Babenco ou o Meirelles ou o Salles pensaram “Ah, que legal, vou falar mal do Brasil!”. Fora que, pra cada Cidade de Deus, há um E se Fosse Você, um Bossa Nova, um Diva... Que falam de outra realidade brasileira, da realidade da classe média (beeeeem alta). O que a gente pode criticar é que não há muitos filmes que falem da classe C. Da D e da E, e da A, tem de monte. É muito mais raro ver um filme que retrate a classe média baixa.
Sobre os outros países retratarem a realidade, depende. Bollywood, a indústria indiana, não fala da miséria não. Só das cores e da dança. Vizinhos latino-americanos nossos também falam da miséria. Mesmo o cinema americano independente trata de pobreza e violência, só que é mais raro.


Gio, seu comentário foi cortado quando vc ia explicar que o seu nome é Giovanni, não Camila (ou whatever).

Daniel disse...

Lola. Vc não deve ter lido o que eu escrevi. E mais uma vez deves estar achando que quem vai contra qualquer coisa do Governo Lula COM CERTEZA é de direita... Rsrsrs.
Não Lola, não sou de direita viu! E nem de esquerda. Não me classifico assim.
Eu não disse quem é mais hostil com ambientalistas, como se fosse um joguinho: ah, aquele é mais que esse".
Não estou aqui para colocar a palavra ecochato e ver em quantos blogs de direita e de esquerda ela aparece...rsrsrs.
Mas aqui mesmo, nos comentários já ensaiaram isso.
Disse que tanto pessoas de direita quanto de esquerda sempre se incomodam com ambientalistas e ainda classificam-os de ecochatos. Pessoas ignorantes dizem isso.
E disse também que nosso Presidente já disse DIVERSAS vezes que o ambientalismo não pode atrapalhar o PROGRESSO.
É só vc pesquisar um pouquinho que se certificará.
Ele ADORA dizer que as lincenças ambientais e relatórios de impactos ambientais não podem JAMAIS barrar uma medida do governo.
Só estamos mostrando a questão ambiental do governo Lula, que está tomando medidas desenvolvimentistas dos anos 70. E não tem como o planeta comportar mais isso. Enquanto que o resto do mundo esclarecido procura por energia renovável, rigorosidade em suas U.C.s e Eias/Rimas, Leis ambientais melhores, diminuinção do lançamento de gás carbônico, etc; Lula e Cia estão indo totalmente na contramão!

Cecília disse...

Olá, Lola
Sou a Cecília, da Edelman, agência de comunicação da Jorge Zahar Editor.
Sempre acompanho seus posts, e todos eles, sempre muito lúcidos.
Parabéns pelo blog e pelas fortes e embasadas opiniões. Espero poder passar por aqui mais vezes.
Abraços

Mirella Nogueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mirella Nogueira disse...

Giovanni, sinto dizer mas... tudo o que dizes é especista!
E mais... sem conhecimento de causa nenhum!
Vc diz que a transposição do Rio São Francisco irá matar meia dúzia de calangos... hahahahaha. A mesma frase ignorante do presidente.
Giovanni, não serão meia dúzia de calangos que irão morrer. Serão com certeza milhões de animais. Tanto terrestres quanto aquáticos. Isso sem falar no aumento da erosão e assoreamento do leito do Rio, a proliferação de doenças, devido ao lixo doméstico e hospitalar jogado em suas águas. Com muitos biomas destruídos, matas nativas e ciliares (que quase já não existem mais).
Para vc ter uma idéia de como o Lula encara como atraso os relatórios de impacto ambiental e os ambientalistas "ecochatos", não foi realizado NENHUM estudo sério sobre o impacto ambiental desta obra. O projeto prevê, mais tarde, o desvio das águas do Tocantins para o São Francisco, o que poderá ser um desastre ainda maior, pois irá misturar dois biomas totalmente diferentes.
Por isso vc é especista sim!

Mirella Nogueira disse...

Lola, por acaso a direita está preocupada com a questão ambiental?? Aonde?? Me mostra que isso eu preciso ver!
A não ser que vc rotule, numa generização extrema, que qualquer pessoa que vá contra posições que o governo Lula está tomando, só pode ser de direita!
E também nos governos anteriores o povo não falava muito sobre a questão ambiental pq essa preocupação é algo recente.
Na ECO 92, quase tudo o que foi decidido não foi cumprido e ninguém se importou.
Somente nestes últimos 5 anos é que as escolas incluiram educação ambiental em suas grades. E cursos de graduação em Gestão Ambiental só passaram a existir de uns 8 anos pra cá.
Em Estocolmo 72 mesmo, o Brasil foi ao mundo dizer que não se importava com meio ambiente e que queria mais era a poluição das multinacionais aqui.
O modelo Desenvolvimentista a qualquer custo que está voltando aqui no Brasil. Demorou muito para o ser humano abrir os olhos. E isso só aconteceu pq a "água começou a bater na bunda".

Daniel disse...

É incrível como todos que criticam o governo Lula só podem ser de esquerda. Essa mania de perseguição e de rotulação de qualquer pessoa que esteja criticando o governo é totalmente ilógica. E parece mais uma fuga desesperada dos problemas que estão sendo apontados sobre o governo que apoiam.
Se formos seguir essa lógica de vcs, qualquer pessoa que tenha sido contra o holocausto dos judeus na segunda guerra necessariamente tem que ser a favor da ocupação violenta, a segregação e judaicos na palestina. E se alguem se opuser a atitudes de Israel, ou simplesmente ir contra alguma atitude de algum judeu (como o Silvio Santos..rs) essa pessoa SÓ PODE ser anti-semita. SÓ PODE SER "PRÓ-TERRORISMO".
Ou ser contra o governo Pita só pode ser RACISTA! Ou ainda contra o governo da Dilma só pode ser sexista.
Vamos deixar de ser abitolados né? Se o Lula só esta fazendo m!#@# com o meio ambiente e o pessoal crítica não quer dizer que somos de direita e anti-esquerdistas.
Acho que esse lance de partidos políticos e posições políticas é beeem parecido com as pessoas fánaticas religiosas.
O partidarismo fanático assim como o fanatismo religioso nubla a visão crítica das pessoas.
Menos partidarismo e mais raciocinio, por favor.

Giovanni Gouveia disse...

Nem vi, ó, é que eu tinha postado, e visto que tinha saído como Cris, aí eu copiei (incompleto) e colei...
Mas, como eu dizia quando fui violentamente interrompido (pela minha incapacidade de copiar e colar ao lado do meu filho... rs) quem colocou o meu "codinome" Giovannni foram meus pais, no cartório e na igreja (essa última eu tenho certeza, aos quatro dias do mês de fevereiro do ano da graça de 1968), e escolheram esse nome que era o nome de batismo do Papa (Paulo VI). Tivesse nascido no outro gênero o nome escolhido seria Cristiane, que por pura coincidência é o nome de minha esposa.

Não é do meu feitio esconder-me atrás de identidades falsas...

Em tempo, não é o "progresso", simplesmente, que Lula defende, mas, acima de tudo, a inclusão social, que são conceitos assaz diferentes.

E, repito, defendo o desenvolvimento sustentável, e o desenvolvimento ora observado no Brasil está longe de ser o da década de 70 (que aliás se esgotou em 1973 com a crise do petróleo) nos países ricos, e muito menos "o pior governo para as questões ambientais ever", basta notar a desaceleração da devastação da floresta amazônica no último período, fruto de ações concretas, como prisão de madereiros ilegais, e sobretudo regulamentação, pq simplesmente a proibição por si só é uma medida ineficaz, e ineficiente.
O Brasil tem a mais rica diversidade biológica do planeta, da restinga ao serrado, do semi-árido nordestino à selva amazônica, dos pampas ao pantanal.
Mas nem se pode fazer como nossos antepassados, que exploraram até a morte a mata atlântica, que conta com pequenos tufos, nem simplesmente deixar que o ser humano exista, e barrar ações como a transposição do São Francisco, que vai MATAR A SEDE DO SERTANEJO, pra proteger flora e fauna, edêmicas, mas que são abundantes pra realidade daquela região (que aliás conheço muito bem, mesmo não sendo biólogo, e sim cientista social).

Hermann Hess falava, na primeira metade do século XX, que havia movimentos tão sectarizados em não manter sua vida em detrimento da vida de outros seres viventes, que acabariam por morrer de inanição, posto que esses movimentos se fossem ao cerne da questão não mas poderiam se alimentar, sequer de folhas de alface, pois assim estariam prejudicando o pezinho de alface...

Giovanni Gouveia disse...

Faz o seguinte, Mirela, chega no alto sertão nordestino e diz que as pessoas de lá não têm direito de beber água doce, só água salobra, quando puder, senão têm mais que morrer de sede mesmo!

Juliane F. disse...

Desculpe Lola,é verdade, greve é uma forma de protesto, mas eu me refiro aos próprios alunos. Como eu estudo ainda, e em escola pública, quase sempre os professores ficam em greve. Acho que muitas vezes eu fiquei um pouco impaciente com essa história, ainda mais agora em ano de vestibular(vou prestar vestibular esse ano) então eu quase fiquei louca de preucupação por uns tempos aí,haha. Mas conversando com os professores e vendo a situação deles eu entendo completamente, mas quando eu me refiro a tal 'preguiça' de protestar, nesse caso, seria em relação aos alunos. Um outro ponto, seria no caso dos atletas, que muitas vezes ficam sem patrocínio pra seguir em frente, e "nóis" brasileiros, e principalmente certas "autoridades" deveríamos pensar um pouco nessa questão,pensar um pouco em nossos atletas, antes de sair comemorando.Apoio esse tipo de protesto, o protesto sem violência.


Beijo!

Mirella Nogueira disse...

Giovanni,
O modelo governamentista de Lula está se mostranda na área ambiental, um desastre!
E mais uma vez Giovanni, vejo que vc NADA sabe de NADA!
Como é que vc me diz que o modelo (que Lula está fazendo igual) de desenvolvimento a qualquer custo da década de 70 se esgotou em 73? Está louco? Na década de 80, devido esse mesmo modelo, crianças nasciam ser cérebros em Cubatão! O aquecimento global atinge números absurdos!
Lula quis criar leis até para indústrias no Pantanal e para proteger pecuaristas na Amazônia. E ainda usinas hidrelétricas em Rios Amazônicos, destes que são os mais diversos na ictiofauna, são um crime, gravíssimo!
E agora a Ministra da Casa Civil VETOU metas ambientais de emissão de carbono e por causa do que?? DO CRESCIMENTO A QUALQUER CUSTO!
E alguém aqui quer que ser humano deixe de existir? Realmente isso seria maravilhoso para o planeta, mas acredito que ninguém aqui defenda isso. Aliás, quem está defendendo isso é quem defende o desenvolvimento Lulista, pois, acabando com o meio ambiente é que vc estará acabando também com o ser humano. Só ignorantes partidários é que não enxergam isso. Me desculpe!
E a sua última estrofe eu nem comento, pq é demais... hahahahahahaha.
Sabia, COM TODA A CERTEZA, que já já soltariam um: "vc come alface? vai matar o pezinho de alface". Aff... hahahaha

Mirella Nogueira disse...

Giovanni,
Querido, não defendo que as pessoas do alto sertão nordestino não tem direito de beber água. Mas tb não defendo o detrimento, a morte, a subjugação, a extinção de outrem, para benefício de outros. Até pq, sabemos que HÁ ALTERNATIVAS.
E também pq não sou especista como vc!

Eu fico vendo isso e me perguntando... será que eles seriam também a favor da transposição do Rio São Francisco se o Lula fosse totalmente contra?
Acho que não né? Acho que vc só "opina" o que o Lula opinar. Vc é contra tudo o que ele e contra e é a favor a tudo o que ele é a favor. hahahahaha
Eu tenho como provar que sou apartidária. E que sou contra esse governo Lula na questão ambiental pq estudo isso.
Mas e vc? Vc não tem como provar que são imparcial.
É claro que tudo o que o governo for contra ou a favor, vc irá falar amém! Rsrsrs

Giovanni Gouveia disse...

Lola:

BINGO!!!!

"Não sou de direita nem de esquerda!"... Queria saber porque a direita nunca se assumem como tal.

MIrella, você que não tem A MÍNIMA NOÇÃO do que está acontecendo. E sim, se você é CONTRA a transposição do Rio São Francisco é CONTRA que as pessoas possam matar a sede, pra você um arbusto vale mais que um ser humano.

E não, queridinha, não sou daquelas pessoas qeu dizem "amém", sou daquelas que dizem "faça isso, ou aquilo"...

Mirella Nogueira disse...

E eu queria saber pq essa coisa louca da rotulação partidária para alguém que é contra sua bajulação. hahahahahaha.
É exatamente como o Daniel disse.
E é claro que é a fuga desesperada dos problemas que estão sendo apontados sobre o governo que apoiam.

Ah é Giovanni. Mostre-me aonde não tenho a mínima noção. Ou vc só fica com esse joguinho de palavras que não leva a nada e nem a lugar nenhum?
Sou contra SIM a transposição do São Francisco pois será um investimento de mais de 3 BILHÕES somente em obras de engenharia, para causar um impacto ambiental TERRIVEL para destinar principalmente (92%) é para a irrigação, deixando de lado a questão do abastecimento das comunidades rurais que estão diretamente ligadas à calamidade provocada pela seca. A transposição da água passará muito longe dos locais mais secos, onde o quadro de miséria é bastante grave.
E isso tudo, um investimento desses, repito 3 BILHÕES DE REAIS, sendo que existem inúmeras alternativas! Se vc quiser, eu as enumero e desenho pra vc entender.

Mas é claro... vc nunca dará o braço a torcer pq só DIZ AMÉM AO QUE O SEU PARTIDO FAZ E FALA. Se o Lula fosse CONTRA transposição, vc lealmente seria tb! Rsrsrs.

E é engraçado ver como as pessoas, numa discussão ambiental, já colocam as coisas que menos acham importante a nível comparativo.
Vc já falou em formigas e líquens, meia dúzia de calangos e agora arbustos... hahahahahaha. Como se fossem eles versus seres humanos. Como se a conservação deles fosse em detrimento de seres humanos e não o contrário!!

Nossa, será que vc não enxerga o quanto vc está empregnado de especismo!!!! Até a alma!

Giovanni Gouveia disse...

Sinto muito, seus dados estão completamente errados, Mirella...

Giovanni Gouveia disse...

"Nossa, será que vc não enxerga o quanto vc está empregnado de especismo!!!! Até a alma!"

Desculpa, mas quando descamba pra discussão religiosa prefiro ficar com minhas convicções, meu credo...

Fim de papo!

Mirella Nogueira disse...

Nossa, que belíssimos argumentos Giovanni! hahahahahahahahaha
Mais uma vez eu juro que esperava mais de vc! hahahahahahahahaha

Os dados estão incorretos?? Aonde??? Me mostra então! Não consegue? hahahahahahahahahaha.

Outra coisa... discussão religiosa aonde cara pálida?
Pq eu disse até a "alma"?? Vc não sabe que isso é modo de dizer?
Nossa, tenho que explicar tudo direitinho pra vc entender então.

Vc está impregnado de especismo! Em todas as suas ações, argumentos e pensamentos.

Entendeu agora, colega?

Mirella Nogueira disse...

Confesso!

Confesso que errei em um dado... fui ingênua. O orçamento atualmente da Transposição do Rio São Francisco não está em 3 bilhões de reais, isso era mais no passado, agora está em 4,5 BILHÕES DE REAIS!

Ozznofa disse...

Credo gente, tem umas discussões muito feias rolando aí.
Olha, eu particularmente amo o minúsculo pedacinho do Brasil que conheço, e acho que o Brasil de verdade, e seu povo, tá escondido atrás dos corruptos, traficantes, assassinos e etc que chamam toda a atenção pra si.
E gente, é obvio que o Brasil necessita de desenvolvimento sustentável!
Eu não sei se tenho os dados mais confiáveis pra apoiar, mas, assim como a Transposição do Velho Chico é burra e radical, deixar quem passa sede e fome abandonado é inadmissível! Se não me engano, muita gente sabida do assunto sugere a implantação de cisternas e açudes, que realmente manterão a água com povo que necessita e não destruirá com um dos nossos maiores rios e todo ecossistema derivado dele!
Bom, um abraço pra quem é ecochato e também pros especistas!

Giovanni Gouveia disse...

Ozznofa, já trabalhei num lugar em que a única fonte de água era a cisterna pluvial, a capacidade era enorme, algo próximo a 50 mil litros, e só se serviam dela três pessoas, revesadas de 10 em 10 dias, ou seja, na prática era uma pessoa só, que utilizava a cisterna pra tomar um banho rápido por dia e cozinhar (a agua de beber era levada da cidade). Não era alto sertão, era agreste, mais precisamente em Caruaru, na área mais úmida de CAruaru, pois ficava no alto de um monte, no meio das nuvens, e SEMPRE, em dezembro e janeiro, precisava-se levar tonéis de água pra gente se virar, os açudes no piemonte nessa época também estavam rachados, esturricados...

As cisternas e os açudes ajudam, claro, mas não conseguem ser solução definitiva

Mirella Nogueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mirella Nogueira disse...

Opa gente, errei denovo...
Nossa, agora o orçamento não está mais em 4,5 bilhões de reais... Agora já subiu para 6,6 BILHÕES DE REAIS!

Alternativas existem aos milhares, e muito mais baratas, como a integração de açudes e canalização, as cisternas com a captação da água da chuva e do subsolo, a reciclagem, reuso da água e a dessalinização, a revitalização URGENTE do rio São Francisco.

Vale lembrar que a Lei das Águas (lei 9.433/97) prevê que o Comitê de Bacia Hidrográfica, formado por representantes do governo, usuários e sociedade, decida sobre a gestão e usos da água. O Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) aprovou a retirada de água para fins de dessendentação humana e animal. Mas, o Governo Federal desrespeitou a decisão do Comitê e o projeto prevê a transposição das águas para fins ECONÔMICOS.
E se existem alternativas para a seca no Nordeste Setentrional, para que transpor as águas de um rio degradado e em consequência ter que construir barragens em seus afluentes impactando sua fauna e sua população?
O mais legal é que todos saibam que o projeto de transposição atende a menos de 20% da área do Semi-Árido e que 44% da população que vive no meio rural continuará SEM ACESSO A ÁGUA. Exatamente os que mais precisam vão permanecer
excluídos dessa mega "iniciativa" do Governo Federal.
Ahhhh e detalhe! Esses 20% que serão beneficiados ficam numa área onde 92% da água do Rio São Francisco será para latifundiários, irrigação e carcinicultura. Legal né??
Agora sabemos os interesses econômicos por trás $$$!!!
O semi-árido do Nordeste tem precipitação média anual de 500mm de chuvas, ou seja, 500 milhões de litros por km2. É quantidade não desprezível, pouco aproveitada por agricultores dispersos e pelas populações dos aglomerados urbanos, pela carência de recursos técnicos de manejo de água de chuva e de outras tecnologias de uso sustentável. O sistema de açudes, criado pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca a partir de 1909, é composto de mais de 400 açudes públicos de médio e grande porte e em torno de 70 mil reservatórios particulares de pequeno porte, com capacidade
acumulativa de aproximadamente 37 BILHÕES DE M3 DE ÁGUA. Isto é suficiente para irrigar
mais de 700 mil há no semi-árido. Até hoje a água desses açudes irriga menos que 120 mil há.
O Atlas Nordeste, de autoria do PRÓPRIO Governo Federal, elaborado pela Agência Nacional de Águas – ANA, propõe investimentos da ordem de 3,6 bilhões de reais para resolver o problema de abastecimento de água para TODO o Semi-Árido incluindo aí os 9 estados do Nordeste e os Vales do São Francisco, Pardo, Mucuri e Jequitinhonha em Minas Gerais, com soluções para 502 sedes de Municípios nas áreas denominadas como de Elevado Risco Hídrico, independentemente da Transposição.
A Transposição é um absurdo! Um absurdo de gastos, sem falar no gasto energético já que terão que bombardear as águas do rio a uma altura de 165 METROS! Alguns desníveis de terreno terão que ser bombeados até 300 METROS!! O que demandará continuamente uma ENORME quantidade de energia elétrica. E um custo imenso também estimado em R$ 0,13 por metro cúbico de água, o que equivale, no nível de bombeamento de 26 metros cúbicos por segundo, a mais de R$ 8 MILHÕES DE REIAS por mês.
Por fim, vejam o que o Comitê da Bacia hidrografica do Rio São Francisco pede: "O Comite espera que a Revitalização da Bacia Hidrográfica do Velho Chico saia do campo da retórica, dando lugar a um verdadeiro programa de recuperação hidro-ambiental do Rio e de seus afluentes. O que há hoje são iniciativas isoladas, desconexas e desarticuladas que mais servem aos interesses clientelistas do Governo, sem compromisso com o rio e as comunidades que vivem à sua volta."
Bom, isso já diz TUDO!

Giovanni Gouveia disse...

Que absurdo, gastar tanto dinheiro com o Nordeste Brasileiro...

Mirella Nogueira disse...

Leia Giovanni... leia! Vc consegue, eu tenho certeza! ;)
Tenha fé em vc colega! hehehe

Um absurdo é gastar esse dinheiro TODO (ATÉ AGORA 6,6 BILHÕES DE REAIS) com degradação ambiental, gastos imensos de energia e para beneficiar 92% de indústrias de carnicicultura e irrigação. Sendo que existem INÚMERAS alternativas MUITO MAIS BARATAS e que compreendem mais estados e mais pessoas que carecem de água.

Leia Giovanni... leia... exercite seu cérebro! Deixe de lado o partidarismo e leia... Vc consegue! ;)

Anônimo disse...

Giovani, Giovani,

Por favor, lembre-se do acordo tácito que mantemos nesse blog: don't feed the trolls! Eles cansam e vão embora, como outros fizeram.

Camila

Daniel disse...

hahahahahahahahahahahahahaha

Ótima fuga! =)

Quando não se tem nenhum argumento, soltam essas pérolas! hahahahahahaha

Muito bom isso! =P

Danielle Bressiani disse...

Olá Lola,
Li três textos seus hoje, e todos muito bons!

Estou morando pela terceira vez fora do país e esse texto caiu como uma luva em uma conversa de bar q estava tendo outro dia com brasileiros por aqui, e é exatamente isso.

Abraços e Parabéns