sábado, 13 de agosto de 2011

DICAS DE ETIQUETA SEXUAL PRA NÃO FICAR PRA TITIA

Ontem de manhã rolou uma risada coletiva no meu Twitter (e suponho que no de muitas outras pessoas também). Mas risada só porque somos moças sorridentes e de bom humor. Obviamente, bem no fundo do nosso âmago, levamos o guia da revista Nova sobre como ser bem sucedida num relacionamento sexual/amoroso muito a sério. E antes de achar que as dicas são furadas só porque vêm de uma revista feminina (porque mulher, né, convenhamos), saiba que a Nova usou uma fonte realmente confiável e balizada: a opinião masculina! É, ela pegou uma pesquisa respondida por quase 4 mil leitores homens de duas publicações de respeito da Abril, a Playboy e a Men's Health, pesquisa esta infelizmente contaminada por 836 mulheres intrometidas, para chegar a esse guia de etiqueta sexual.Como assim, você pensou que em pleno século 21 a gente não precisaria mais disso? Engano seu, amiguinha! Se você quer ser respeitada e ter a chance de algum dia casar com um mascu, dê-se o respeito!Vou apresentar as dicas, que podem ser chamadas de Os Dezenove Mandamentos. Sugiro levar as datas de etiqueta à risca. Coloque um calendário na parede do seu quarto e vá ticando os dias. Sabe como os presidiários fazem nos filmes? Então.
A linha do tempo para casais recém-formados. 1o encontro: Beijar no rosto e até dar um selinho. Mostrar sua tatuagem.
Como você pode ver, no primeiro encontro não há muito o que fazer. Mas você pode beijar no rosto e “até” dar um selinho no cara (ou ele em você, não ficou claro. Prefira a segunda opção, pra você não parecer tão atirada).Achou que o selinho não será suficiente prum primeiro encontro? Nem tudo está perdido! Você também pode mostrar sua tatuagem! Aqui temos alguns probleminhas, que seria de bom tom se a Nova esclarecesse numa próxima edição. E se (meu caso) você não tiver tatuagem? O que fazer? Dá pra engatar uma longa conversa sobre o clima, desde que se evite duplos sentidos como “Tá tão quente hoje! Tô com um calorão!”?Outro problema grave é: e se a tatuagem estiver num lugar impróprio pra menores? Você mostra do mesmo jeito? Oh deus, são tantas dúvidas! Não é à toa que o primeiro encontro é sempre tão tenso!2o encontro: Beijar na boca. Acariciar zonas erógenas. Masturbar o outro.
Já o segundo encontro é
um convite à perversão! Agora você já pode aposentar o selinho e beijar na boca, masturbar, acariciar... É, mas seja comedida! Se você liberar geral, o sujeito vai conseguir tudo que quer e você perderá um ótimo partido.Sobre acariciar zonas erógenas, desculpe insistir na tatuagem, mas e se você tiver uma tatuagem numa zona erógena? Pode deixar que ele acaricie, ou isso já foi no primeiro encontro e a esta altura ele já se cansou da tatoo?3o encontro: Conversar sobre DSTs como se fosse um assunto qualquer.
O terceiro encontro é uma ducha de água fria. Depo
is de tanta permissividade, o que está reservado no menu é conversar sobre DSTs (não é nem produzir uma DSTezinha, é só falar mesmo!). Desta vez nada de selinho ou mostrar tatuagem ou conversar sobre o tempo. O papo é sério: doenças sexualmente transmissíveis! Mas trate o troço como se fosse um assunto qualquer, pra não quebrar o clima, que tem que ser romântico e sexy. Entre uma e outra taça de vinho, imagino que devemos perguntar: “E gonorreia, você já teve? Passe o pãozinho”. 4o encontro: Comprar camisinha. Transar. Fazer sexo oral. Tomarem banho juntos.
Se houver um quarto encontro, e tudo indica que have
rá, porque a Nova e os leitores de revistas masculinas sabem o que fazem, aí sim é hora de comprar camisinha. É, você leu direito! Sabe essas camisinhas que você carrega na bolsa em caso de emergência? Jogue tudo fora! Imagina o que o cara pode achar vendo que você já tem camisinha?!Agora sim você pode ceder aos incontroláveis desejos sexuais do seu macho. E pode fazer sexo oral! E tomar banho juntinho. Mas uma coisa de cada vez, né, pra não ir com muita sede ao pote.
A partir daí a relação segue seu curso natural do que o Criador previu pra um homem e uma mulher, nessa ordem, que é como está na constituição. Até que o relacionamento atinge um clímax, que é o sexto mês. Agora você pode dizer “Eu te amo”.6 meses: Dizer 'eu amo você'.
A Nova prefere “Eu amo você”
, mas creio que podemos adaptar, tornando a expressão mais coloquial. Quer dizer, pode?! Seria bom se a revista explicasse melhor na próxima edição. Afinal, isso não é como receita culinária, que a gente sempre muda um pouquinho. Um errinho e a gente pode por tudo a perder!6 meses: Conversar sobre sexo anal.
Ah sim, há outras emoções reservadas pro sexto mês: conversar sobre sexo anal. Atente pra palavra conversar, sua afobadinha! Não é fazer! É conversar! Acho que, a partir desse papo cabeça, já dá pra começar a discutir a relação também.Perceba que, ainda que seu homem queira fazer, quer dizer, falar sobre sexo anal antes dos seis meses, ou transar antes do quarto encontro, ou conversar sobre DSTs antes do terceiro, ele só está testando você! Ele faz isso pra verificar se você é marriage material, moça pra casar. Se você deixar que ele avance o sinal, adeus véu e grinalda entrando de braços dados com o paizão na igreja!Mas é um grande erro pensar que, só porque a revista oferece essas dicas recém-resgatadas dos anos 50, ela seja conservadora. Não é! Tanto que, em outra reportagem, ela publica os 29 prazeres que só as mulheres solteiras têm. Infelizmente, quase nenhum desses prazeres envolve sexo.
Aprendemos que o primeiro grande prazer de uma mulher solteira é poder passar o dia no shopping vendo vitrine de sapato com a amiga. Porque depois de casar, já sabe: você passará o resto dos seus dias pilotando um fogão!Pensando bem, diante de uma perspectiva sombria dessas, pra que casar? Rasgue seu guia de etiqueta sexual! No próximo encontro que você tiver, logo de cara, já entre no restaurante jogando camisinhas pro alto e dizendo “Eu te amo” depois da transa aos vinte minutos iniciais. E, só pra garantir, palite os dentes depois. Na frente dele. Assim ele não vai casar com você e você poderá continuar fazendo esses programas gostosos de ver vitrines.

82 comentários:

caso.me.esqueçam disse...

dar selinho no primeiro encontro? eles esqueceram de avisar que se tratava de encontros entre casais de dez anos de idade.

Sabrina disse...

Não sejamos injustas! Vamos experimentar? Preciso de um voluntário - mas temos que seguir à risca, hein. E por sorte eu tenho tatuagem.

Hahah.

Gre disse...

O pior é que há quem siga isso tudo. Aff...estão padronizando conquistas também...absurdo!!!!

Pandora disse...

Me lasquei, vou ficar pra titia, não tenho tatuagem!!! E agora Lola????

Jorge André disse...

Ri alto desse post! Já tinha achado um desserviço a matéria (ou não, né. Tem quem goste), mas com comentários assim...hauhauahauhaauhauahauh

Melina disse...

Gente, to no blog da Lola, que emoção! hehehe :)
Se ontem eu já gargalhei com os comentários no twitter, me acabei de rir agora com esse post!
Mas é aquela velha história: rir pra não chorar, né?

Maíra disse...

Fico pensando na maratona do primeiro encontro que seria mostrar minhas tatuagens - ó a do ombro! peraí, tem uma no tornozelo! (apóia no sujeito pra não cair enquanto mostra...) Piercing pode? Porque eu tenho uns "impróprios" e sempre mostro. Acho que é por isso que não casei.

Mas acho que o guia de vantagens em ser solteira é ainda pior. Como assim mulher casada não estuda nem foca no trabalho? CREDO.

Detalhe para o "privilégio extra" de não ter que inventar desculpa quando não quer transar. deus do céu. fico boba.

darkgabi disse...

a gente ri e faz piada, acha graça.... mas creio q se essas matérias são publicadas é pq tem gente q leva elas a sério. sempre fui atrás dos caras q eu curtia e não poucas vezes ouvi q eu tava dando uma de fácil, q tava sendo precipitada etc. ainda bem q faz tempo q não ouço isso pq tenho andado com gente q pensa como eu, mas imagino q essa não seja a realidade lá fora. quiçá no resto do mundo....

aki na alemanha, aki em berlin, a paris, a nova iorque, a londres dos nossos tempos, apesar de toda a modernidade e facilidade, já ouvi algumas coisas de deixar o cabelo em pé. uma menina com medo de q ficassem sabendo q ela saiu com um cara do trabalho e q falassem dela por trás. já ouvi conselhos de q se vc transou com um cara numa noite, não pode ligar pra ele no dia seguinte pra dizer q curtiu. ou q se vc tá saindo com um cara só por sexo, q "ele te trata mal, não tem respeito por vc".

é rir pra não chorar?

Escarlate disse...

HAHAHAHAHHAHAHAHHAHA Lola eu fiz tudo errado! Disse que amava ele depois do sexo, e foi depois de 15 dias (pelo menos essa eu acertei). E to com o bofe há 2 anos! Não to mais entendendo nada...

E o manual da solteira é tão bom quanto! Eu nunca comi alho e cebola desde que comecei a namorar! É tão triste...hauhauauhauha

Liana disse...

Explica como funciona isso: Tomar banho com o cara, todo mundo lá peladão e NÃO transar com o sujeito? Estranho.. se eu chegar ao ponto de estar nua em pêlo com um homem no chuveiro é porque algo bíblico vai acontecer, ou já aconteceu que é o mais provável, e não foi o milagre da multiplicação de pães.

Caramba, mal considero seis meses um namoro e já partir para 'eu te amo' e ainda por cima conversar sobre sexo anal.. assim tudo no mesmo mês.
Ter camisinha é algo tão básico quanto tomar banho e escovar os dentes. Sequer deveria ser tópico de conversa, está implícito mas ainda tem quem precisa né.

Sobre sexo anal.. há toda uma linguagem corporal, movimentos sutis e expressões faciais para este momento que indicam 'Pare, Atenção ou Siga', mas verbalizar também tá valendo.. as moças(ou os moços) podem agora citar a Sandy "É possível ter prazer anal" XD e falar isso com a maior cara de intelectual. Beleza mesmo seria ver o Júnior falando a mesma coisa: "É possível ter prazer anal. Sim. porque é fisiológico." e sem insinuações quanto ser homo ou hétero :) Só dizendo.. já que tem homens vibrando com essa da Sandy achando que a namorada não tem mais desculpas para não liberar a porta dos fundos mas esquecem que essa afirmação é dúbia, também se aplica a eles. Se alguma mulher ouvir isso, ela pode devolver a pergunta pro cara.. aí quero ver :p

andreiaprets disse...

Hehehe, ri muito Lola! Bom, gente, nao vamos jogar isso tudo fora, ne? Acho que vale perguntar pro cara logo no primeiro encontro: "Voce lê Playboy ou Men's Health? Por acaso participou de alguma pesquisa sobre dicas de etiqueta sexual para mulheres?" Dai é só seguir o manual. Aff!!!

Antonio Luiz M. C. Costa disse...

A quem possa interessar, minha mulher e eu transamos no primeiro encontro. Isso fez vinte anos em março passado.

Fabiana Zardo disse...

Eu ri mto com essas dicas. E as de ser solteira também! Disse para o namorido que ele faz errado, tinha que me prender numa masmorra, que eu era mto livre! kkkkk
E a rapidinha no banheiro da balada? Tem coisa mais normal de uma moça pra se casar do que isso? Claro que não! (fico imaginando os dois se esfregando e tentando apoiar o pé na privada daqueles banheiros imundos de mta balada chique por aí)

Mas pra mim, a pérola maior é dar nomes ao "menino" deles. Essa é uma publicação para mulheres (teoricamente) adulas). Pênis. O tal "menino" tem nome. Se a mulher tem vergonha de falar pênis, como ela vai falar sacanagem no ouvido do cara com 1 mês de relacionamento?????

Rir pra não chorar msm!

Rosa Lopes disse...

entendo agora pq demorei tanto pra casar. Ufa! escapei fedendo...

Isabel disse...

isso é ridículo em TANTOS níveis que nem sei por onde começo. Parece o tipo de conselho que minha tia-avó de 80 anos me dá (e eu sigo tudo, é claro, mas ao contrário)

Niemi Hyyrynen disse...

kkkkkkkk !!!

Não me faça rir tanto assim Lola estou de ressaca... minha cabeça dói.

Sério, vou fazer uma tatuagem de rena escrita "eu te amo" bem no bum bum e mostrar pro meu gato logo no primeiro encontro.

E uma duvida pra galera da revista, usar camisinha feminina é sinal de subversão feminista?! rs oh céus o que eu faço!? rs

Duvida dois, esse guia serve tb caso vc queira arrumar uma namorada? É só dar uma adaptada...tipo depois de 6 meses, falar de strap-on...rs

XD ri demais

Isabel disse...

O pessoal aqui tem twitter? Vocês poderiam twittar o post da lolinha para a página dessa revista. Sei lá, de repente eles dão o direito de resposta para as mulheres sensatas... Ou pelo menos se tocam do tamanho da besteira que publicaram

Desconstruindo a Mãe disse...

Gente, tem tanto tempo que eu fico de bode ao ver as capas de revistas femininas com suas dicas de como devemos vestir e despir nossa feminilidade...

Como devemos ser mães? Mulheres? Donas de casa? Amigas? Profissionais? A receita está prontinha ali, dizendo que esta é a revista "diferente de todas, igual a você"...

E depois todas ficamos enlouquecidas com padrões de maquiagem, vestimenta adequada, depilação, avaliação masculina (sim, tem seção pra isso dentro da revista também)... Viramos bonecas infláveis no desespero por ter alguém ao nosso lado que viramos pessoas plásticas, ciborgues, completamente artificiais diante de relacionamentos cujo destino está escrito nas linhas das reportagens, como se fossem mantras a serem ditos, comportamentos a serem seguidos.

Haja terapia!!!

Numa boa, faz 14 anos que estou fazendo tudo às avessas com meu companheiro... Justamente por não seguir receitas!!!

Parabéns por elvantar essa discussão PERTINENTE!!!

Beijo,
Ingrid

Pri disse...

Pieloamordedeus! Que que foi isso? Não sei se vocês tiveram estômago, mas eu esta lendo o resto desse "Papo de Nova" e tem uma "matéria" falando sobre o bofe voltar. A justificativa para a partida do mascu é baseada em uma das leis do marketing: "Sabe qual é a primeira coisa que os consultores de marketing explicam a uma empresa que está perdendo um ótimo cliente? Que ele só abandona alguém quando está completamente desmotivado e não acredita mais no produto. No amor acontece a mesma coisa. Se o seu querido foi embora, a possibilidade de seus departamentos de assistência técnica e atendimento personalizado terem pisado na bola pode ser enorme.". Amadas, se o menino foi embora a culpa é nossa que não sabemos dar um atendimento de qualidade. Mea culpa. Vou ali me penitenciar e já volto.

denise disse...

OLHA LOLA QUE BOM QUE VC TOCOU NESSE ASSUNTO, PORQUE SINCERAMENTE EU TAVA ACHANDO QUE HAVIA ALGUMA COISA MUITO ERRADA COMIGO, EU TENHO VISTO NA INTERNET PRINCIPALMENTE EM BLOGS MASCULINOS, QUE ELE DÃO AULAS DE COMO CONQUISTAR AS MULHERES, ELES TEM ATÉ UM “DEUS” UM TAL DE Nessahan Alita
que foi quem deu essas dicas idiotas para eles.
Quando vc ler essas dicas que eles bolaram, não tem como não rir, é uma falta de espontaneidade que beira as raias do ridículo, tudo milimetricamente ensaiado e cronometrado para capturar a presa que no caso é uma mulher, a técnica central é uma tal de horrorização rrrssssssssss, que só pelo termo já da pra fazer uma idéia do que seja rrrssssss, não tem como não rir de tanta estupidez, agora vc vem me falar que essas técnicas e guias com dicas estão também nas revistas femininas, eu me pergunto o que esta acontecendo com essa geração, que ao que parece perdeu totalmente a espontaneidade nos seus relacionamentos, e precisam ficar dissimulando intenções, com que propósito isso?????
Sou de uma época que se alguém aventasse a simples idéia de fazer isso seria vitima de bulling até o final dos tempos, eu juro que fico tentando entender o que isso pode significar, mas acho q estou velha demais pra entender, talvez as pessoas estejam querendo normatizar seus sentimentos e emoções, mas pra que??????

aiaiai disse...

tem 3 dias q eu rio às custas da Nova e eu nem sabia q essa revista era de humor kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Teresa Silva disse...

Ai Lola, só seu sarcasmo pra me fazer rir depois de ler o noticiário! “E gonorreia, você já teve? Passe o pãozinho”. Hahahaha!

Como diz a garotada: Gzus! Quanta asneira! Eu já não gosto da Nova-Cosmopolitan há tempos. Embirrei de vez quando as manchetes de um número eram sexo nos 4 cantos da capa. Pensei: os editores pensam que mulher só faz sexo na vida? Não tem outras emoções na vida?

Os prazeres da mulher solteira também merecem o seu sarcasmo. Mulher só pode ter vontade própria e ser dona do seu nariz se for solteira? Se for casada tem que fazer o que seu mestre-marido mandar? Pff. Ainda bem que eu não gasto dinheiro comprando essas merdas.

Shoujofan disse...

Obrigada por me fazer rir, Lola. Estava preciando. ^__^

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Já tinha visto esse guia, muuuuito bom, rsrsrs...
Aí no primeiro encontro a moça direita preocupada em prender seu masCU não dá nem um beijinho na boca, mas pra ele não ficar triste mostra aquela borboletinha serelepe tatuada na virilha... rsrsrs

lola aronovich disse...

Denise, toda vez que vc ler esse nome, Nessahan Alita, será num blog mascu. Ninguém conhece esse nome fora do ambiente mascu, mas pra eles é um guru. É também a única coisa que o masculinismo brasileiro tem de original, porque todo o resto eles copiam dos EUA. Não que esse Nessahan (obviamente um pseudônimo, assim como 99,9% dos mascus) seja original. Ele autopublicou alguns livros, como O Sofrimento Amoroso do Homem (o título já diz tudo), em que ele diz o mesmo que dizem todos os mascus: que mulher não presta, que é tudo bicho interesseiro, e que o homem precisa ser frio e distante para não se deixar manipular por esse parasita chamado mulher. Basicamente é isso. Muito profundo, não? Mas é interessante ver que, quando o assunto é machismo, Nova e mascus se aproximam. Estranho isso, porque aparentemente eles não têm nada em comum. Mascus são extremamente conservadores em todas as áreas da vida, querem mulher virgem pra casar, e consideram revistas como a Nova... ahn, FEMINISTAS. A Nova fala muito em sexo, não há como negar, mas é sempre com aquele enfoque de “como agradar seu macho”. E pra mascus não precisa seguir todas essas regrinhas da Nova pra mulher agradar macho: basta que a mulher seja gostosa, obediente, virgem, e saiba seu papel no relacionamento (em casa, cuidando da prole), que pronto, ABAFOU. É só isso que eles querem. Mais nada. Quer dizer, eles também gostariam de destruir o feminismo, a homossexualidade, e qualquer ideal da esquerda no caminho.
De vez em quando leio blogs mascus. Estou juntando umas pérolas pra publicar por aqui. Pra mim são tão engraçadas quanto essas dicas da Nova.


Ha ha, Liana, adorei o “se eu chegar ao ponto de estar nua em pêlo com um homem no chuveiro é porque algo bíblico vai acontecer”. Vcs são todas ótimas! E ótimos tb.

Roberta disse...

Fico imaginando Lola...
E quem tem tatuagem na bunda fica sem calças o encontro todo?

BrunA disse...

Meninas como eu me diverti ,com vcs está manhã .MUITO OBRIGADA !!!....


PS - ACHEI QUE ESTARIA PERDIDA ...ENTÃO CORRI E FIZ UMA TATUAGEM ,DEI PREFERÊNCIA A GENITÁLIA .... QUEM SABE ASSIM , ULTRAPASSAR LOGO AS PRIMEIRAS "SUGESTÕES" E IR LOGO PARA O EU TE AMO JOGANDO CAMISINHAS PRO AR ... "

BrunA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flasht disse...

Esta ridicularização e pq não estão pensando em casar
Pq casamento é aposentadoria da mulher
E enquanto esta boa a farra...

Ághata disse...

Confesso que já vi dicas piores.
E que não entendi.
No primeiro encontro, selinho, mas no segundo já pode liberar - quase - geral? Não entendi, não...

***

Cara, que o 'privilégio secreto' da solteira ser 'fazer sexo quando quiser' é que me assustou...

Niemi Hyyrynen disse...

Claro Flasht

Pq a mulher quando casa tem que ser fiel e o homem não precisa se "aposentar" né?

Como essas mulheres são virulentas meo Deos!

Gaia disse...

Hahahahahaha! Essa revista já foi visita constante na minha casa. Minha mãe cansou porque tem umas edições em que as matérias de sexo são lacradas e ela ficava com vergonha de abrir.
Agora minha mãe só lê Lola (infelizmente, não o blog).
E Nessahan Alita sempre me faz rir. Esse cara deve ser um grande troll que ri desses idiotas que levam os textos dele a sério.

lola aronovich disse...

Ha ha, troll! Olha, como vc tá pegando o costume de apagar os comentários que vc faz que são ridicularizados (ou seja, todos! Dica: em vez de apagar, não escreva. Vc apagou o comentário sobre o Chaves no outro post, pô, e eu nem tinha lido), devo dizer que esse ditado mascu de que “CASAMENTO É APOSENTADORIA DA MULHER” é o máximo. Mais engraçado que as dicas da Nova. Eu pus no Twitter e já chegaram duas ótimas respostas:

A d@Onee_sama disse: “Claro, depois de casar, a mulher não faz nada (exceto trabalhar, cuidar da casa, dos filhos e do inútil do marido)”

E a @DeniseChristino: “Pohãm @lolaescreva se 'Casamento é aposentadoria da mulher', eu me aposentei por invalidez”.

Tassi Bach disse...

Aposentar o que? A "periquita"? Se casamento é aposentadoria de mulher, por que eu tô tendo que trabalhar? ¬¬ Troll e burro, né!
Aliás, segundo a Nova, sou uma completa aberração social, por que no primeiro encontro transei, e de quebra nosso primeiro filho foi concebido. Estamos juntos, felizes... Ó céus...

Milady Carol disse...

Putz, esse trollzinho ainda aparece por aqui? Quem fica trollando blog que não curte num sábado? Santa nolifeness, Batman!

samya disse...

Vim até aqui porque uma duvida atroz martiriza o meu coração ja tão sofrido: Eu convidei meu marido e levei pra casa na primeira vez que conversamos e claro, rolou sexo selvagem ja de cara, a partir da porta de entrada mesmo que era pra não perder tempo. Agora depois de 5 anos de vida comum eu queria que ele fosse fazer uma viagenzinha comigo pra visitar uns amigos e ele quer ficar em casa, é ramadam, ele é muçulmano, prefere ficar no aconchego do lar. Sera que ele disse isso porque eu fui muito facil e agora me deu a carta de alforria pra visitar uns amigos so porque ele não quer mais saber de mim. Meninos e meninas me aconselhem: devo viajar? não estarei eu, mulher casada, jogando meu casamento para o ar por culpa de um comportamento promiscuo? Me ajudem, não quero ser divorciada, o que pensaram de mim os vizinhos domingo na missa?

Paloma, a mãe disse...

Ahahahahaha, sensacional o post. Olha o que eu estava perdendo em não ler a Nova, acho até que vou virar assinante :P
Vou guardar este post para dias de rabugice e mau humor.
Beijos

Letícia disse...

Na minha vida pregressa, eu conheci um cara numa noite e só saí da casa dele às quatro da tarde do dia seguinte. Nos apaixonamos perdidamente e namoramos (terminamos por questões que nada tem a ver com a questão sexual).

Em 2011, que estou (estava) dando mais que chuchu na serra, já fui pedida até em casamento, coisa que nunca aconteceu antes. Ah, e por um homem que fez um MÉNAGE comigo no primeiro encontro.

Nai disse...

Olha, confesso que mais do que as dicas sexuais, eu adorei a lista de prazeres exclusivos de mulher solteira. Quer dizer, a partir do momento que você casa, você não é mais dona do próprio dinheiro, nem do próprio corpo, nem do próprio tempo: não pode mais comprar o que quer, nem vestir o que gosta, nem sair com as amigas. a dica 26 resume: ser a sua prioridade. como eu fui ingênua! achava que casamento não era sinônimo de anulação da individualidade.... tsc tsc tsc

ntwrdprss disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
ntwrdprss disse...

Que conversa mal contada, isso é feito pela opinião masculina? Desde quando homem no primeiro encontro só quer um selinho? Parece mais coisa da xuxa no lindo mundo da imaginação

Eduardo Marques disse...

Ai, Senhor, ninguém merece essas revistas! As repórteres dela devem ser umas encalhadas que não entendem nada de relacionamentos ou da vida. Essas coisas dependem do casal, da intenção de cada um... Se desde o começo ele não estiver a fim de nada sério, não vai rolar nada sério mesmo. Se for relacionamento sério que ele estiver procurando, dependendo da maneira como tudo e proposto, se houver, sei lá, química, pode rolar sexo no primeiro dia. Ou então, se já houver alguma amizade, podem partir direto para o relacionamento sério sim "encontros" no meio.

A mulher que segue isso vai ignorar a sensbilidade para saber as intenções da outra pessoa, vai tentar isso com algum cara que não quer nada sério e vai ser jogada fora depois, ou, pior, virar o "estepe" dele.

O pulo do primeiro passo para o segundo é muito abrupto. Selinho no primeiro e masturbação mútua no segundo? WTF? Depois, conversar sobre DSTs. Para matar ele de tédio, né? Seis meses depois, tem que dizer "eu te amo". Pffff, HUAHAUHAUHUAHUAHAUAHU! Tem casais que estão há um tempão juntos e não dizem isso, outros dizem logo quando começam o relacionamento. A sensibilidade para saber como agir foi para o espaço agora, não foi?

Não imagino como isso poderia dar certo. Como é que vc viveria com uma pessoa com a qual tem que ficar jogando joguinhos assim? Se o melhor do relacionamento é construir tudo juntos... E a intimidade, cadê?

Eduardo Marques disse...

Ah, sim, também tem a tatuagem! sem tatuagem para mostrar no primeiro encontro não rola, né? A não ser que "tatuagem" seja uma nova gíria...

De qualquer forma, eu acho que tatuagem fica feio em mulher e não sou o único. Enfim, vai entender a cabeça dessas repórteres.

Somnia Carvalho disse...

eu fico sempre muito pensativa sobre que tipo de pessoa realmente precisa ouvir dicas como essa para nao ficar pra titia! dai to pensando aqui: gente que morre de meda de ficar pra titia tem o perfil!rs

eu me senti uma velhota lendo este post lola... eu simplesmente nao faço ideia de como eu consigo trocar ideia com quem sigo no twitter... eu to precisando ler nova para saber o que fazer da vida! rs

Aninha, a mamãe do viajante disse...

Essa revista é um perigo na mao de quem prefere anular sua personalidade em nome de um relacionamento.

Acredito piamente que toda mulher tem orelacionamento que ela quer. Quando finalmente coloquei isso na minha cabeca, finalmente consegui manter um relacionamento sadio.

Li a Nova algumas vezes quando ainda morava no Brasil, mas porque estava aberta na prateleira de algum supermercado.

Drica Leal disse...

Eu custo a acreditar que os homens brasileiros ainda são tão babacas sobre relacionamento, namoro, sexo, casamento e acham suas idéias e premisas estúpidas muito naturais! E o pior é que tem muita mulher compactuando e colaborando com tamanha estupidez!

Liana disse...

A revista deveria disponibilizar uma versão pocket bonitinha para imprimir, com ilustrações e um calendário previamente marcado, para eventuais consultas porque vai que a gente confunde né, não podemos correr esse risco. São muitas regras para decorar.
Ah, é melhor mandar plastificar as dicas, aí dá pra levar pro chuveiro.

E Lola, quem não tem tatoo pode mostrar a marca de nascença ou ainda a mordida de cachorro nas canelas que ganhou enquanto voltava da escola, dá até pra dar umas risadas. Não tem nada disso? Mostra a cicatriz da BCG.

Quem precisa de INSS, caderneta de poupança, pé de meia, CDB, tesouro direto, clubes de investimento, porquinho, mega-sena. Não, vou investir na bolsa, na minha bolsa de onde eu saco meu batom, rímel e o meu manual plastificado da revista nova. Mascu nenhum vai resistir ao meu charme depois disso.
E eu achando que trabalho honesto era o caminho, vou parar agora.

Gre disse...

Muito cômico ler tudo isso...Liana, esqueceu da cicatriz do escapamento de moto kkk

Mas penso que há duas coisas que não se podem criar manuais: relacionamentos e educação de filhos.

Bom senso, amor e sabedoria são os caminhos para harmonia e conquista.

lola aronovich disse...

Eduardo, vc faz de propósito, não? Até nos excepcionais casos em que concorda com o post, vc fala alguma besteira. A desta vez foi “As repórteres dela devem ser umas encalhadas que não entendem nada de relacionamentos ou da vida”. Custo a crer que alguém que visita o blog direto ainda não tenha entendido que chamar mulher de encalhada (ou de mal-comida etc) é péssimo. A gente não tem a menor ideia de quem escreveu o artigo, se foi mulher, se foi homem, se é casada, se é solteira (o que não quer dizer que seja encalhada), nada. Então evite esses insultos. Além do mais, a reportagem se baseia — e isso é o mais impressionante — numa pesquisa com 4 mil homens e 800 mulheres! Quer dizer que boa parte desses 4000 homens pensa assim? Que mulher “pra casar” é aquela que dá selinho no primeiro encontro?


Somnia, vc tá no Twitter? Eu sigo vc? Nunca te vi lá? Pra entrar em contato, vc clica no nome da pessoa, ou escreve no twitter só o finalzinho (por exemplo: @lolaescreva). Escreve o seu recado (máximo 140 caracteres) e manda. Não é difícil. Até eu aprendi! (mas tive que perguntar bastante).

Robson Fernando de Souza disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk Ri que só aqui dessas piadas que são essas "dicas pra mulheres".

Robson Fernando de Souza disse...

E nesses "29 privilégios de mulheres solteiras", faltou essa:

Ligar pra lista de pretendentes e lhes dizer que quem votar em José Serra pra presidente vai ter mais chance com ela.

kkkkkkkkkk Grandiosa dica do #serracafetao

Babs disse...

Não sei se fico mais chocada ou se dou mais risada? OH MEU DEUS QUAL É O COMPORTAMENTO ADEQUADO EM UMA SITUAÇÃO DESSAS? me ajuda lola!

Débora Vaz disse...

Como se não bastasse toda a empulhação que essas revistas colocam sob os olhos das mulheres incautas que as leem, sobre dietas, vestimentas, maquiagens e afins, ainda vêm com a ideia de manual de etiqueta sobre sexo. Dá vontade de dizer "aaaah vá..."

Eu sou a favor de as pessoas serem livres para fazerem o que quiserem, contanto que não magoem outras pessoas. Eu, que sou lésbica, pedi minha atual parceira em namoro no segundo encontro e nós estamos indo bem por enquanto. Não precisei de nenhum pseudo-especialista de revista pra formular o meu juízo.

Eduardo Marques disse...

Cara Lola,

Vc fala a mesma coisa dos "mascus", que eles não conseguem pegar mulher, etc. Com "encalhada", quis dizer que elas têm, digamos, problemas de relacionamento, são imaturas, simplórias quanto a essas questões, provavelmente solteiras. Não creio que esse texto tenha sido escrito por um homem, parece mais o tipo de "auto-ajuda" fantasiosa muito comum por aí, escrito por gente imatura que pouca experiência tem com o sexo oposto, como aquelas coisas todas escritas pelos "mascus". Uma mulher escrevendo para homens ou um homem escrevendo para mulheres tendem a ser muito mais pés-no-chão e menos ridículos.

Droga! Pensei que ia chamar atenção porque disse que acho tatuagem feio em mulher...

P. P. P. disse...

Lola fora do tema...

Defenda a liberdade na internet!


165,815 assinaram. Nos ajude a conseguir 200,000

A pressão está funcionando! A pressão popular fez a Câmara adiar a votação. Um Seminário na Câmara para debater o projeto de lei está marcado para o dia 24 de agosto, onde entregaremos a nossa mensagem diretamente para os deputados. Vamos duplicar o nosso chamado antes da entrega!

http://www.avaaz.org/po/save_brazils_internet/?copy

andie disse...

Ei Lola! Quanto teeempo! Primeiro, soh queria dizer que venho acompanhando seu blog, mas ando lerda com comentarios (o ipad facilita minha vida mas me deixa ainda mais preguicosa!).
Bom, depois de ler as coisas que soh mulheres solteiras podem fazer, fiquei meio preocupada: sera que vou ter que contar pro James que deep down a nossa relacao nao existe proque eu saio sozinha e atraso pra depilar? Putz.

Quanto a etiqueta sexual, tenho soh mais uma pergunta em relacao a tatuagem: ja mostrei a minha pra muuuuita, muuuuita gente! Quer dizer--ela esta a vista pra quem quiser ver! O que sera que isso diz sobre o meu potencial para casar? Terei que escrever urgentemente a Nova pra descobrir!

Vivien Morgato : disse...

Esse texto me lembrou a fala de uma amiga que se queixava de um caso que tinha esqueminhas, tipo cinco minutos aqui, dez acolá.
Ela o apelidou de Homem-Nova.

Laetitia disse...

Lola, eu não me aguento de rir aqui! HAHAHAHAHAHAHA

Laetitia disse...

o pior não é nem o fato de a revista só considerar sexo no 4º encontro, mas de tentar estabelecer uma programação, um roteiro pra tudo... tem coisa mais chata? ninguém é obrigada a transar ou deixar de transar em encontro algum... e WTF foi aquele tópico de conversar sobre DST?!

a outra matéria, sobre as solteiras, tb é sensacional. realmente, meu maior prazer é olhar vitrines e não aguento mais o meu namorado escolhendo as minhas roupas! ele vive me fazendo andar de burka na rua... hunf!
hahahahahaha

Daniel Quaresma Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mirella Nogueira disse...

Lola, pior que essas "dicas" da Nova, é esse video onde um pastor evangélico explica "como fazer seu marido falar" e de quem é a culpa disso. Dá uma olhada mas cuidado para não infartar:

http://www.youtube.com/watch?v=-DLNjHrbN9s&feature=player_embedded

... disse...

A revista NOVA é cheia dessas pérolas. Nunca me esqueci de uma vez que entrei no site e tinha uma chamada assim : "SEXO ANAL em evidência. Ele é um tabu e, também, o HIT do MOMENTO."

Pensei, já que está na moda...

ntwrdprss disse...

'Além do mais, a reportagem se baseia — e isso é o mais impressionante — numa pesquisa com 4 mil homens e 800 mulheres! '

correção: ela DIZ que se baseia

Lu disse...

Meus 2 namoros mais longos vieram das 2 únicas vezes que fiz sexo no 1º encontro. Mas namorar não é suficiente né? Uma mulher só é feliz e realizada se conseguir arrastar o macho pro altar! Pq nao descobri esse guia antes meu deus??? hahahaha

mundomel disse...

Minha amiga me contou essa ontem e a gente teve um ataque de riso coletivo. Eu não entendo a lógica do sexo anal aí depois você pode falar "Eu te amo".

Eu escrevi um post sobre a lógica dessas revistas femininas, caso alguém tenha interesse em ler. http://mundomel.wordpress.com/2011/07/30/chique-e-ser-inteligente-ou-o-que-as-revistas-femininas-fazem-voce-acreditar/

E claro, passar o dia vendo vitrine no shopping com as amigas é o sonho de toda mulher. E casadas, SE AFASTEM DAS VITRINES. *ironia*

Espontaneidade? O que é isso, gente???? argh.

Lis disse...

Minha primeira reação foi me escangalhar de rir, mas confesso que agora dá é vontade de chorar:

Como podem querer padronizar os relacionamentos assim, como se TODOS os homens fossem exatamente iguais e as mulheres precisassem simplesmente coibir sua individualidade pra não "ficar pra titia"? Como é que ainda cola colocar "regrinhas" para falar de um grupo de pessoas, homens e mulheres, com mentalidades e ritmos tão diversos?

Todos os relacionamentos que tive tiveram ritmos diferentes, histórias diferentes - até porque, pasme, revista NOVA! Eles eram pessoas diferentes!

Se eu fosse homem, me sentiria mortalmente insultado pela presunção de uma revista de generalizar aspectos de minha individualidade -o meu caráter e minhas preferências pessoais amorosas e sexuais - como inexistentes...

a. disse...

É assustador imaginar que homens e mulheres ainda seguem esse tipo de "cartilha" à risca.

Bruno S disse...

Eu acho que ficam bebendo e discutindo, na redação da revista, qual a pegadinha que vão mandar na próxima edição.

Isso não pode ter sido escrito a sério.

Renata Lins disse...

Eeééééé´... de fato... onde q uma revista como NOVA vai ter tempo/gente pra fazer pesquisa com 4 mil caras? E, se for pesquisa de outrem, pq não citam a fonte? Mto estranho....(adorei o comente de @caso.me.esqueçam sobre selinho... de fato... acho que uns sete anos, né. Pesquisaram na saída da 2a série. Atual 3° ano.

Luiza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiza disse...

Minha mãe, viu... vou te contar!
Vive falando "leva camisinha na bolsa sempre, hem"... A véia tá querendo me deixar pra titia me dando essa educação despudorada!

Marcia disse...

Fiquei na dúvida se no segundo encontro posso masturbar o outro com a boca... acho que seria mais carinhoso, não?

Mauricio disse...

Revista nova!
Sempre com novas maneiras de fazer rir.
E eu que achava que a revista não conseguiria se superar depois do "Guia lacrado do sexo".

Ângela disse...

Oh, my god! Agora eu sei porque nunca cheguei ao altar...

Anônimo disse...

Estou há três anos com o meu namorado, e ele fez sexo oral em mim antes da gente sequer se beijar =)
(ficar de bobeirinha no sofá é um perigo...)

Iseedeadpeople disse...

Mais uma do time "fiz-tudo-ao-contrário-e-me-casei" .

Dei no primeiro dia pro meu paquera indiano dentro de um trem p Goa, há quase 4 anos.

Hj estamos casados, morando no Brasil, e estou gravidinha dele.

"Ah, mas aí foi sorte... e se ele não casasse ??? " perguntariam as mais pudicas.

Minha resposta: " E eu lá tava pensando em casar? Naquele dia eu só queria uma bela foda mesmo hahahahaahahah"

=)

Cherry disse...

isso só pode ser trote! kkkkkkkkk

Daní Montper disse...

Que sorte, tenho 3 tatuagens, mas vou poder mostrar as três no mesmo dia ou é melhor ser em dose homeopática também?! ¬¬

A Nova está a cada dia mais Velha.
Pena que não se torna mais sábia com a velhice e sim imbecil, como pode?

Chicazil disse...

É sério isso produção? kkkkkkk Nunca mais tinha rido! kkkkk

Evelyn Lauro disse...

A Carla Bassanezi Pinsky tem uns estudos incríveis que discutem o papel social atribuído à mulher a partir do discurso de revistas femininas das décadas de 50, 60 e 70. O curioso é que comparando essas revistas com as modernas, inclusive as infanto-juvenis (lembrando que a ATREVIDINHA tem como público alvo meninas a partir dos sete anos de idade) o que a gente pode perceber é que o vocabulário mudou, o discurso não. Os tempos, infelizmente não são outros.

Eduardo Freitas disse...

Sempre considerei a Nova uma revista masculina. Tem dicas de comportamento que agradam os homens; relatos sexuais de montão; praticamente todas as matérias falam de sexo; e está recheada de fotos de modelos nuas ou seminuas. Revista pra mulher é a Men's Health, que tem tudo isso com o gênero invertido.

Anônimo disse...

Nossa,agora acabou com o minto de sexo no primeiro encontro .
;)