quinta-feira, 12 de agosto de 2010

SERRA ENTRE AMIGOS NO JN

Pra quem gosta dele, Serra deve ter sido magnífico na sua entrevista com os amigões do peito do Jornal Nacional. Pra quem não gosta, o que é claramente o meu caso, ele foi repetitivo e vago. Na sua forma, ele esteve calmo e não passou uma aura de arrogância. Ponto pra ele, pois deve ser difícil esconder essa parte de sua personalidade. No conteúdo, porém, seu discurso é o de sempre. Não há propostas; há slogans (o Brasil pode mais etc). Não há posicionamento sobre coisa alguma; há um esforço de não se definir nem se comprometer com nada, e deixar a artilharia pesada contra o PT para seus aliados: seu vice e a grande mídia.
Na primeira pergunta, em que um William Bonner (muito mais comedido que aquele que interrompeu e foi grosso com Dilma e Marina) quis saber por que Serra não criticava o presidente Lula (e pareceu indignado ao dizer isso, num tom de “Como é que pode não criticar o presidente?! Pô, é o que a gente faz diariamente!”), Serra repetiu-se. Disse que Lula fez coisas boas e ruins, sem citar nenhum exemplo. Essa resposta é tão óbvia, né? Qualquer um pode dizer que Lula (e qualquer político, e qualquer pessoa na vida) fez coisas boas e ruins. E que vale a pena continuar com as boas e corrigir as ruins. Ao mesmo tempo, Serra prosseguiu com aquela ladainha de “não podemos governar olhando no retrovisar, na garupa”, que nada mais é que um pedido desesperado para que não se comparem os dois governos e os dois partidos que comandaram o Brasil nos últimos 16 anos. Mas por que não? Ué, porque na comparação, o PSDB perde feio, e todas as estatísticas provam isso. Porque Lula vai deixar a presidência com 75% (ou 80%, dependendo das pesquisas) de aprovação popular, enquanto FHC deixou com 26%. Prestem atenção no placar, 75% a 26%. Ele ajuda a entender por que FHC não pode aparecer em nenhum outdoor ou programa de TV do Serra, ou de candidatos a governador pelo PSDB. FHC pode apenas escrever para o seu público, os leitores da Folha e do Estadão (que devem ser os mesmos 26% que aprovaram seu governo). Pra população em geral, convem manter distância. Só que é péssimo um país não ter memória. Eu me lembro de uma frase na minha adolescência que definia bem o grau de analfabetismo político do brasileiro, “de 15 em 15 anos o Brasil esquece o que aconteceu nos últimos 15 anos”. A quem interessa essa amnésia? A quem interessa votar em pessoas, e não em partidos e projetos políticos? A quem interessa fingir que essa disputa se dará entre os indivíduos Dilma e Serra, e não entre PT e PSDB, ou entre um modelo que privilegia o social e outro que privilegia o mercado, as privatizações, a eterna subserviência aos EUA e ao FMI?
Continuando com a "sabatina", parece que, para o JN, o mensalão só aconteceu com envolvidos do PT e, vá lá, do PTB. Não existiu mensalão do DEM, protagonizado por José Roberto Arruda (então cotadíssimo para ser vice do Serra na disputa presidencial, ganhando até slogan do próprio, “vote num careca e leve dois”) e por todo seu governo no Distrito Federal, ou o mensalão mineiro, obra de Eduardo Azeredo, então presidente do PSDB, e hoje concorrente a senador por Minas, o que contradiz o Ficha Limpa, maior (e único) orgulho do candidato a vice de Serra, Índio da Costa.
Interessante como o mensalão (só o do PT) foi citado pelo JN em todas as três sabatinas. Não sejamos ingênuos: essa é uma tentativa de martelar um tema que já foi central — nas eleições de 2006, lembram? — mas que, hoje, está longe de interessar à população. O discurso moralista de “políticos anti-corrupção” foi vendido pela grande mídia, mas não comprado pelo eleitor, que não vê gente do PSDB/DEM como modelos de honestidade ou transparência política. Isso, repito, já na última eleição, em que a mídia conseguiu levar o pleito ao segundo turno, para então Lula ganhar de lavada. Pelo jeito, vão querer repetir a dose este ano. Se essa bandeira não funcionou quatro anos atrás, por que funcionaria agora? Eles vão ter que encontrar um novo escândalo.
Mas, voltando à insistência do JN em tratar do mensalão, seria mais ou menos como se, nas três entrevistas, com os três candidatos, William e Fátima perguntassem: “No governo do PSDB em SP, estado governado pelo mesmo partido há 16 anos, houve uma cratera no metrô, que inclusive fez vítimas fatais, e a queda do Rodoanel, ambos realizados com suspeitas de superfaturamento. Isso pode ser considerado uma boa administração? Como a sua administração faria diferente?”. Notem que a primeira parte da pergunta é um editorial, promovendo a visão da emissora. Só a segunda pede a visão do candidato. Ou, claro, o JN poderia citar como SP paga o pior salário do Brasil a seus professores. Enfim, são tantas opções... Claro que o JN decidiu falar mal do PT nas três ocasiões. Tudo bem, qualquer pessoa que olha pra trás (o que não é um ponto negativo, pelo contrário!) e sabe analisar a História sabe quem a Globo apoiou em todas as eleições e quem ela apoia agora. Não é surpresa. Mas bem que a emissora poderia assumir seu apoio. Seria um pouco mais honesto que posar de neutra e imparcial.
Tenho que correr pra ir pra universidade, onde ficarei o dia todo. Deixo com vocês um link pro Vermelho, que obviamente é um site à esquerda, tanto quanto a grande mídia representa a direita. Lá eles expõem as doze mentiras de Serra em doze minutos. E olha que ficou faltanto uma: ele disse que o valor do pedágio na Rodovia Airton Senna caiu pela metade. Pelo pouco que sei, só caiu pela metade porque passou a cobrar o valor separadamente, entre ida e volta. Some os dois e dá quanto?

53 comentários:

aiaiai disse...

Genial esse final!!!

Sobre mentiras do serra, tem outra muito interessante também no idelber

http://www.idelberavelar.com/

Madame Maura disse...

Lola,

Eu fiquei MUITO chocada quando percebi a empatia que rolava naquele "bate-papo" gostoso entre gente "de boa". Especialmente depois de toda a grosseria a que foi submetida a marina. Incrível como fizeram-na parecer frágil, "feminina", diante do super paizão Bonner.
Estou linkando seus textos no meu blog.
Bjão.

L. Archilla disse...

Acho que o Serra foi bem, sim, tanto quanto a Dilma. Só que é como se a Dilma tivesse feito um vestibular da fuvest e o Serra, uma prova da 1a. série.

Constrangedor. (Para o JN).

Samantha disse...

Muito desigual.
E você viu a parte em que ele se emociona, querendo dizer algo como: "Nasci na Mooca, fui pobre e hj estou na Globo". Ai discurso da classe média paulistana de "ralei muito, meu pai trabalhou em oficina/fabrica ... bla bla bla". Gente que nunca passou fome na vida - pode até ter passado por algumas privações - e fica contando miséria. Vou te contar, viu...

Bruno Stern disse...

Como há algum tempo eu não assisto mais o JN(Na verdade não tenho mais paciência para telejornais não esportivos), perdi esse evento.

Mas minhas experiências de outras eleições é de que essas entrevistas, fora uma atuação desastrosa, serve para pregar aos convertidos. Quem gosta vai continuar gostando, quem desgosta da pessoa não vai achá-la mais simpática.

Mas é bom saber que blog do Idelber foi reativado.

Vitor Ferreira disse...

Lola, o que eu acho mais engraçado é ver a inversão de valores constante da Globo. Na ditadura militar eles exibiam receitas culinárias no jornal nacional. Depois disso, nos anos 90, produziram Anos Rebeldes, heroificando o movimento estudantil da época. Agora ter sido militante passa a ser sinônimo de guerrilheiro, assassino e assaltante de bancos.

Aline disse...

"Não sejamos ingênuos: essa é uma tentativa de martelar um tema que já foi central — nas eleições de 2006, lembram? — mas que, hoje, está longe de interessar à população"
Como é que é???? Eu ainda me interesso e MUITO! Principalmente porque ninguém foi punido por aquilo, e como você mesma disse: memória curta! Parece que você já esqueceu. Não esquece as intervenções do J.Dirceu mas esqueceu as do Palocci.
Lola, o pior cego é o que não quer ver. Esse tema é importante sim! A história dos candidatos e dos partidos a quem pertencem mostra o perfil deles e não deve ser desconsiderada.

Quanto aos pedágios, MENTIRA DO SERRA! MENTIROSO! Moro em SP e a 2 semanas teve o maior rebuliço por aqui exatamente porque subiram e muito os preços de TODOS os pedágios.

Vocês perceberam a situação? É lixo atrás de lixo, essa gente é podre! (ESTOU FALANDO DOS CANDIDATOS).

PS: cheguei no trabalho perguntando do debate, inocência minha, esqueci que meus diretores são Serra....Eu me arrependi de ter perguntado!

Aline disse...

política no Brasil me cansa....

Thiago disse...

O pior foi no final ele dizendo que veio de família modesta e chegou onde está graças a escola pública. Acho muito pior dizer uma coisa dessas na cara dura que a Dilma trocar baixada fluminense por santista e se corrigir em seguida.

Tanize Monnerat disse...

Achei que o Serra foi bem.
Porém, o Bonner, que fora muito ríspido e até grosseiro com a Dilma e Marina, foi super calmo com ele, apesar de ter feito algumas perguntas incômodas ao candidato.

Mas... Não é só para paracer imparcial que os jornais não dizem seus candidatos, mas porque não é hábito no Brasil. A imagem que o povo tem é de que a imprensa ainda é imparcial e a melhor fonte de informações seguras.

mairavelar disse...

Oi, Lola!

Minha opinião (bem semelhante à sua) está exposta no meu blog: http://novamentebizarro.wordpress.com/2010/08/12/eu-ja-sabia-galvao/ (Não consigo logar com a conta doblog aqi :/). Mas sério que fiquei até com preguiça de postar sobre isso, pq era óbvia qual seria a posição da Globo, né?
Abraços!

Amanda Sechi disse...

Lola, acredito que algumas pessoas aqui se sentem incomodadas com a sua visão pq vc simplesmente se torna cega para a grande maioria dos erros do PT e exalta ou até inventa (com um pouco de mania de perseguição) as dos adversários.
Índio da Costa parece-me não ser um vice ideal para nenhum candidato, agora... vc diz que a única coisa boa que ele fez foi presidir o Ficha Limpa (que é uma ótima coisa, convenhamos), mas se esquece de falar do vice da SUA CANDIDATA... MICHEL TEMER??? Peloamordedeus vai! Qual foi a coisa boa que Michel Temer fez??
Nos diga, por favor!

E ficar incomodada com o assunto mensalão voltando a tona parece-me mais um desespero que essa sujeirada toda do PT venha a tona! O mensalão foi feito por gente de quase todos os partidos, assim como alguns do PSDB tbm como vc bem lembrou, mas nem se compara com a participação do PT que foi maciça! E o mais vergonhoso e desapontador é que veio de um partido de "esquerda" que se dizia anti-corruptível, honesto, íntegro e ético. VERGONHA PURA!

Sobre o JN ficou bem claro que eles são parciais sim e que querem que o Serra ganhe. O que é uma pena. Não gosto do Serra, não voto nele (nem muito menos na Dilma), mas acho muito injusto a maior emissora do Brasil se declarar tão abertamente assim que é a favor de tal candidato. Por direito eles tem até podem, mas é anti-ético e injusto ainda mais em época eleitoral.

Sobre os pedágios gente, foi contar uma coisa. Sou de Minas mas moro no RS há quase 20 anos e nesse meio termo já trabalhei e morei em SP (São José dos campos) e concordo com o Serra. Quem viaja por esse Brasil sabe como estão as estradas do país e COM CERTEZA as melhores estradas estão em SP. Isso não há dúvidas! Por exemplo a RS734 que liga o litoral até Porto Alegre, é medonha, não é duplicada, não tem acostamento, está esburacada e seus pedágios são altíssimos (de 7 a 9 reais!!!). Ou seja, PARA ONDE ESTÁ INDO ESSE DINHEIRO QUE PAGAMOS??? O GOVERNO ESTÁ EMBOLÇANDO ESSA P*!

Acho sinceramente que em SP a gente paga pedágios caros sim e em bastante quantidade, mas em compensação as estradas na grande maioria são perfeitas, existe os benefícios de por exemplo, Intervias, que se vc quebrar na estrada, seja em que hora for, é só se dirigir ao telefone mais próximo (e tem de km a km telefones nas estradas para isso), e chamá-los que eles rebocam seu carro DE GRAÇA até o local mais seguro como um posto, etc. Agora vai quebrar nas estradas de SC, MT, GO, etc... vai!

Agora sobre o Serra não querer falar sobre o governo Lula ou FHC acho que ele está mais do que certo. Ele tem que falar do que ele já fez, não do que o FHC deixou de fazer ou que o Lula fez. Ele não é FHC, pq ele teria que se lamentar do que ele deixou de fazer?

Outro ponto que quero falar que eu acho bem ridículo são essas pesquisasde porcentagens de empregos, de isso, de aquilo, comparando o governo FHC e do Lula. Gente, pq não fazem essa comparação com o governo do Serra? Pq comparando o do FHC com o Lula se esquecem de uma premissa básica: a densidade populacional das duas épocas. Quando o FHC governou o Brasil tinha 170 milhões de pessoas, e agora no governo Lula estamos com 190 milhões. Portanto vem carinha dizer assim: Ah, no governo Lula agora aumentou as pessoas com empregos em 20 milhões... claro né gente, AUMENTOU A POPULAÇÃO!!!

Pq não pegar como comparativo o governo do Serra? Tá certo que a Dilma nunca chefiou cargos desse tipo para comparação... Mas já que quererm fazer esses tipos de comparações, comparem algum governo RECENTE de algum petista com o governo do Serra. Pronto!
Mas daí virá alguém dizer: Ah, nada a ver comparar o governo do fulano pq a Dilma não é esse fulano. Então pq cargas d'água usar o governo do FHC para fazer uma comparação com um possível Serra presidente?

rvieira disse...

Concordo plenamente contigo. Fiz questao de assistir a entrevista dele para ver se teria alguma desigualdade em questao aos outros candidatos. Bom para quem assistiu foi mais do que claro a desigualdade.
Ridiculoooooo!!!!

Rita disse...

Oi, Lola

Juro que fico com vergonha alheia do Bonner. Ele pede demais para não ser levado a sério.

(Off: fiz um post pro concurso e botei o link la´no seu post sobre o assunto.)

Bj!
Rita

Roberto M. disse...

O Maurício Stycer do Uol está certo. Os péssimos eleitores se interessam mais com picuinhas e desafetos com o Bonner, Fátima Bernades e mídia em geral (principalmente os petistas), do que com as idéias dos candidatos.

Perde-se muito mais tempo em blogs debatendo sobre Bonners da vida do que debatendo se as idéias estão boas, ruins, etc.

E por fim, perde-se mais tempo discutindo e exercitando a mente para colocar apelidos e, candidatos em acordo com sua aparência do que, novamente, com as idéias e planos de governo que cada um apresenta.

Além do eleitor não ter memória, não tem sapiência e consciência. Triste ver isso...

Bruno Stern disse...

"Quando o FHC governou o Brasil tinha 170 milhões de pessoas, e agora no governo Lula estamos com 190 milhões. Portanto vem carinha dizer assim: Ah, no governo Lula agora aumentou as pessoas com empregos em 20 milhões... claro né gente, AUMENTOU A POPULAÇÃO!!!"

Baseado na premissa de que o crescimento populacional está diminuindo a velocidade, podemos acreditar que durante os oito anos de gover no FH a população cresceu mais do que nos 8 de governo Lula e número de empregos gerados em cada um vocês sabem.

Vivien Morgato : disse...

Parecia comício. Depois de pauladas na Dilma e de interrupções desconcertantes para Marina, teve o palco para o Serrágio.

Roberto M. disse...

Baseado na premissa de que o crescimento populacional está diminuindo a velocidade, podemos acreditar que durante os oito anos de gover no FH a população cresceu mais do que nos 8 de governo Lula e número de empregos gerados em cada um vocês sabem.

Bruno, não fale besteira. O crescimento populacional está diminuindo bem pouco com relação aos anos anteriores, mas isso não quer dizer que a população está diminuindo. Muito pelo contrário!
Como bem lembrado em 10 anos atrás nossa população era de 170 milhões de pessoas e agora estamos com mais de 190 milhões. Acredita-se que, mesmo com a diminuição do crescimento, a população irá aumentar daqui 20 anos em mais 25 milhões só no Brasil.

Portanto é verdadeira a premissa que a colega expôs de que os dados das pesquisas a nível comparativo, é refutável.

Amana C. disse...

O pior salário do Brasil aos seus professores não é de SP, mas sim de Pernambuco e outros estados nordestinos.

Bruno Stern disse...

Prezado Roberto,

antes de postar eu fui ao sítio do IBGE para evitar falar besteira. E veja só que supresa para você.

Entre julho de 2004 e julho de 2002 a população cresceu 17.857.730. Já entre julho de 2002 e julho de 2010 17.408.036.

Segue a fonte: ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_Projecoes_Populacao/

aiaiai disse...

essa do crescimento populacional foi a melhor kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

onde vc aprendeu isso amanda?????

Eu vou ficar rindo uns três dias. Enquanto isso, dá uma olhada nos dados comparativos de verdade, meu amor...Vote no serra mas não precisa passar atestado de ignorância.

http://lulavsfhc.tumblr.com/

Bruno Stern disse...

A propósito. Eu falei em crescer menos. O que é bem diferente de diminuir.

E vou me abster de explicar que mesmo que a premissa da Amanda fosse verdadeira, a conclusão não tem pé nem cabeça.

The Crow disse...

Sinceramente, não consigo entender o motivo de tanta raiva, por parte dos paulistas, sobre o sistema de pédagios do Estado de São Paulo.

Pesquisas já mostraram que, atualmente, 10 das 10 melhores estradas do país estão em São Paulo. E estas são pedagiadas. Não faço, então, uma defesa da iniciativa privada na manutenção de estradas, mas apenas uma declaração de que o sistema funciona. Estradas são vitais para o desenvolvimento de um país, ainda mais no nosso, com total primazia do transporte rodoviário. Não vejo, assim, problemas em colocar pedágios nas estradas, desde que eles melhorem significativamente a qualidade das mesmas.

São Paulo pode não ser um estado grande, se comparado aos padrões brasileiros; mas em termos territoriais, é extenso, vasto, plural. Sem falar que possui a maior frota de veículos do país. É muito bom saber que temos estradas seguras, bem sinalizadas, confortáveis de dirigir. O Estado fica integrado. Desenvolve-se melhor. E tem um preço? Claro que tem. No caso do pedágio, nos é cobrado diretamente, em forma de taxa. Mas, se não fosse a taxa do pedágio, seria a taxa do imposto. Há excessos, evidentemente, e alguns pedágios desnecessários. Mas o saldo final é pra lá de positivo: somente saindo de São Paulo é que se tem a verdadeira noção de como se encontram as precárias rodovias federais.

Em São Paulo não existem mais rodovias da morte, rodovias com acidentes constantes, rodovias sem a menor sinalização. Nem a Anchieta, que corta uma serra enorme, propricia mais acidentes. Paulista que fala mal de pedágio assim o faz de barriga cheia.

As rodovias federais estão um desastre: o tráfego intenso de caminhões, a má qualidade do asfalto (quando há) é tenebrosa, as pontes vivem caindo, os percusos displicentemente sinuosos... Não é á toa que os maiores números de acidentes vêm de estradas federais. Isso não significa, todavia, que o pedágio é a solução do problema. Mas evidencia que alguma coisa está errada nesta administração. Em São Paulo, por exemplo, há centenas de estradas estaduais, não pedagiadas, e todas de ótima qualidade.

Se os pedágios aumentaram os preços? Aumentaram sim, isso é fato. Mas trata-se de um procedimento natural. À medida que a economia vai crescendo, os gastos vão ficando proporcionais, seja no nível municipal, estadual ou federal. Pegue, por exemplo, uma taxa federal paga há dois anos atrás: com certeza ela é maior, hoje. Assim o é com os pedágios. A revisão das tarifas sempre aconteceu, e tem finalidades práticas, administrativas. Não se trata de abuso nem de excesso de imposto: até parece que o estado de São Paulo estaria precisando, em termos de recolhimento fiscal, das porcentagens provenientes do aumento das tarifas do pedágio. São valores pertencentes à concessionária, e não ao Estado, e fazem parte de procedimentos de renovação contratual.

E, pelo que entendi, o Serra não disse que os pedágios não aumentaram e sim que alguns deles, apesar do aumento generalizado, acabaram sendo reduzidos.

Continua...

The Crow disse...

É realmente um privilégio muito grande poder viajar em São Paulo, sem o medo de pegar uma rodovia que leva a lugar nenhum, ou que tenha longos trechos de terra, barro, ou pontes não confiáveis, serras que matam... E é uma pena constatar que o resto do Brasil não compartilha dos mesmos benefícios.

Enfim, não estou defendendo cegamente o Serra, mas afirmo que a política rodoviária por ele implantada funciona, traz progresso à população e conforto aos integrantes do sistema viário, e deixa deveras evidente o descaso da União quando analisadas as estradas federais dentro do território paulista.

Seria uma bênção termos, por todo o Brasil, estradas como as que temos em São Paulo, pedagiadas ou não. Eu imagino, pra quem viaja por todo o país, principalmente caminhoneiros, a dificuldade que é atravessar estados inteiros, ainda mais os de terrenos irregulares, como Minas Gerais, em estradas de pista simples, cheias de tráfego e pessiamente sinalizadas. Que pesadelo.

Estrada é infra-estrutura, é sistema basilar de desenvolvimento. Assim, nesse ponto, o estado de São Paulo é referência nacional, e me incomoda tanta crítica negativa e quase sempre sem fundamento, deixando de valorizar a boa política quando posta em ação.

Muitas críticas ao governo PSDB podem ser feitas, mas o tema das estradas passa longe dos aspectivos negativos referentes às ações no partido durante a sua administração em São Paulo.

Clara Gurgel disse...

Lola,não há como negar que o clima durante a entrevista com o Serra foi bem mais ameno. Quase tive a sensação de que, quando acabasse o jornal, iam todos jantar numa churascaria na Barra.Outros pontos que achei "curiosos":

-Serra diz que "não quer olhar para trás", que governará sem "ninguém na garupa", sem ser "monitorado por terceiros", numa clara referência ao que ele acha que seria um possível governo da Dilma. Logo em seguida, ele se apressa em dizer que é o "pai dos genéricos".(Quantos anos atrás essa, "discutida paternidade" lhe foi atribuída mesmo?).Quer dizer, Dilma não pode ser a "mãe do PAC", mas ele pode ser o "pai dos genéricos"?!

-Como ele não tem discurso próprio,copia o discurso da Dilma dizendo que vai aperfeiçoar o que o PT fez de bom e, fazer "tudo o mais que precisa ser feito", principalmente na área social.(Bastante original,né?!)

-Só faltou ele dizer que foi o Índio da Costa, seu vice, que ele diz estar preparadíssimo para assumir uma vice presidência, quem "inventou" o FICHA LIMPA. Nessa hora também, não sei por que, ele faz questão de citar "que tem boa saúde" e que espera, se eleito, cumprir o mandato até o final...muito estranho isso! Não quero acreditar que ele se referia a doença de Dilma( será?)

-E, prá terminar as minhas pequenas observações, quando ele fala dos pedágios, entendi assim:"é caro mas as estradas são boas!" As estradas deveriam ser de "ouro". Quando vou prá casa da minha mãe, no Rio, gasto quase a mesma coisa de pedágio quanto de combustível. Sem falar naquele monte de "radares", outra "fábrica de dinheiro fácil".

Ah, me esqueci do final... acho que ele iria "chorar" novamente falando da sua infância triste,se o Bonner amavelmente, quase lhe pedindo perdão, não o tivesse interrompido!

Óhhh inefável pai!! Ainda vem muita coisa por aí!!!

The Crow disse...

Por que os radares são "máquinas de ganhar dinheiro fácil"? rs

Particularmente, vejo os radadores como instrumento de cidadania e segurança no trânsito; evitam acidentes e forçam o bom senso nos "pilotos" irresponsáveis.

Assim, antes uma multa, punição pecuniária, do que uma morte ou uma lesão permanente, punição por abuso de valor incalculável.

Tem gente que vive reclamando de radar, polícia rodoviária e tal, mas não mede esforços em atingir 140, 180 Km/h nas estradas, sem a menor necessidade. Me cheira a hipocrisia, isso.

Anônimo disse...

The Crow e Roberto M. estão certíssimos!

Anônimo disse...

AMANDA:

Participação MACIÇA do PT no mensalão? Ow, q guti-guti de visão infantil...
E se alguém do PT se corrompe é MUITO PIOR, VERGONHA PURA, do que partidos da direita... pq? Pq a direita roubar é normal??


Eu não acho injusto mídia nenhuma se declarar pró algum candidato, o q acho uma falta de ética e jogo sujo é se posar de isenta e idônea como a GLobo tenta, pra manipular as informações. Pq é claro o lado do jogo dela pra gente, mas acredite, muuuuita gente não tem essa percepção, infelizmente. O mal da Globo é justamente não declarar tão abertamente seu apoio.

Qto a se mirar em Lula ou FHC pelo q fizeram ou nao, é claro q isso é válido! Gente, político não é um ser avulso... um presidente vem de um partido, cada partido tem uma linha política. É claro q é importante ver o q presidentes de seu próprio partido fizeram ou deixaram de fazer! Ng vai fazer igual... mas é como uma linha editorial.

Ah, qto aos dados: não são simplesmente números fechados, mas PERCENTUAIS. Proporcionalidade... Estatística, conhece?

E SP é SP... né?! E vamos combinar q não é essas maravilhas...
Pedágio... rodovias privatizadas... tudobonitinho... e é graças ao governo Serra? ou às empresas q cobram da gente?
Se fosse depender da ação do governo exclusivamente, ia estar tudo igual às demais estradas do país... uma pena, mas.

Anita disse...

AMANDA:

Participação MACIÇA do PT no mensalão? Ow, q guti-guti de visão infantil...
E se alguém do PT se corrompe é MUITO PIOR, VERGONHA PURA, do que partidos da direita... pq? Pq a direita roubar é normal??

Eu não acho injusto mídia nenhuma se declarar pró algum candidato, o q acho uma falta de ética e jogo sujo é se posar de isenta e idônea como a GLobo tenta, pra manipular as informações. Pq é claro o lado do jogo dela pra gente, mas acredite, muuuuita gente não tem essa percepção, infelizmente. O mal da GLobo é justamente não declarar abertamente seu apoio.

Qto a se mirar em Lula ou FHC pelo q fizeram ou nao, é claro q isso é válido! Gente, político não é um ser avulso... um presidente vem de um partido, cada partido tem uma linha política. É claro q é importante ver o q presidentes de seu próprio partido fizeram ou deixaram de fazer! Ng vai fazer igual... mas é como uma linha editorial.

Ah, qto aos dados: não são simplesmente números fechados, mas PERCENTUAIS. Proporcionalidade... Estatística, conhece?

E SP é SP... né?! E vamos combinar q não é essas maravilhas...
Pedágio... rodovias privatizadas... tudobonitinho... e é graças ao governo Serra? ou às empresas q cobram da gente?
Se fosse depender da ação do governo exclusivamente, ia estar tudo igual às demais estradas do país... uma pena, mas.

Clara Gurgel disse...

Particularmente, vejo os radadores como instrumento de cidadania e segurança no trânsito; evitam acidentes e forçam o bom senso nos "pilotos" irresponsáveis.

The crow, o "princípio" é lindo! Mas vamos combinar que nem sempre funciona assim, ou vc nunca ouviu falar da "indústria da multa"? E mais, até parece que esses maus motoristas que andam a 140,180 Km, estão intimidados com os radares. Claro que não! É só a gente procurar o grande número de motoristas que continuam dirigindo por aí,fazendo besteiras,ainda que a pontuação de sua carteira esteja muito acima dos 20 pontos. O que eu vejo acontecer muito, principalmente nessa questão de excesso de velocidade, é o bom motorista sendo punido por não ter como provar sua inocência. Eu por exemplo, já levei uma multa de 574,00 em Vinhedo, lugar que nunca tive.

Antonio Luiz disse...

O cara ainda tem a cara de pau de dizer que seria uma benção termos estradas tais quais as de São Paulo por todo o Brasil, pedagiadas ou não. Mas ele avisa que não está defendendo o Serra. Não cegamente. Ele só defende estradas boas, custe o que custar. Deve ser um paulista inteligente e, mais que isso, solidário com "resto" do Brasil. Com aqueles ignorantes que ainda não experimentaram botar em um ótima estrada o seu carrão. E isso não tem preço. É o paulista way of life. Viva Serra e seus obsequiosos seguidores.

Aline disse...

The Crow:
Concordo, as estradas de SP são um brinco! Visivelmente, absurdamente melhores do que as de qualquer outro estado, basta sair do estado para perceber.
Concordo com pedágios, no mundo inteiro já é algo comum. Tem que ter, ainda mais em um país gigante como o nosso e com esse sistema estúpido e pré-histórico de transporte de cargas pelas rodovias, os gastos com manutenção e segurança são monstruosos.
Mas....não concordo em 2 pontos:
1.Os preços são abusivos e a freqüência com que são cobrados é absurda! Não existe uma lógica, daqui a pouco, vai ter posto de pedágio a cada 50 metros...
2. Não concordo com as mentiradas que o cara-de-pau do Serra usa nas suas campanhas, além dessa historinha do pedágio, ele ainda assume obra que não é dele, não é da autoria dele, algumas não aprovadas por ele, não financiadas por ele e nem inauguradas por ele. Sem falar das obras que ele já está declarando como entregues e inauguradas nas campanhas como dele mas que ainda estão em execução!!! Ele assumiu obras que serão entregues pra mais de 2 anos, pra depois de 2012!!! Kassab, Lula e Cia que o digam!
Honestamente, disse o que disse do fanatismo de um lado, mas também acho insuportável demagogia, cinismo e mentiras.
Enfim....lixo!

João disse...

É uma pena acontecerem tantos ataques por aqui.

Por falar em pedágio, ao sul de Florianópolis foi implantado um pedágio (rodovia federal) no ano passado num trecho cuja duplicação está longe de ser acabada. O que vocês acham? A promessa do governo federal (na campanha de 2006) era para acabar a duplicação em 2008, passou para 2010 e agora para 2012. Especialistas do meu Estado dizem que não terminam antes de 2014. Acho isso terrível!

Se o pedágio é para melhorar as estradas e aumentar a segurança, como isso pode ser implantado numa rodovia (BR 101, perigosíssima) se não podem ser implantadas as melhorias antes da duplicação?

Algo ruim que acontece neste tipo de debate é o fanatismo! As pessoas não olham os defeitos daqueles que admiram e acham que tudo o que o adversário faz é a mais errada das coisas deste mundo! Assim o debate fica empobrecido. Uma pena!

Uma pergunta: sei que não é o assunto aqui, mas, desculpem: O Lula pagou a nossa dívida externa? É o que ele tem dito, que nós passamos de devedores a credores do FMI. E os mais de 200 bilhões que devíamos? Eu não entendo, não entendo mesmo! Se alguém puder responder, agradeço.

The Crow disse...

"E SP é SP... né?! E vamos combinar q não é essas maravilhas...
Pedágio... rodovias privatizadas... tudobonitinho... e é graças ao governo Serra? ou às empresas q cobram da gente?
Se fosse depender da ação do governo exclusivamente, ia estar tudo igual às demais estradas do país... uma pena, mas."

O fato das rodovias de São Paulo serem boas é "graças ao governo" sim, mas não só ao do Serra, mas de toda a infra-estrutura que vem sendo implementada desde que o PSDB governa São Paulo. É uma melhora cujo responsável principal é o governo pois as estradas não pertencem às empresas, e sim ao estado. Assim, cabe somente a ele dar a finalidade específica a seu uso, seja através de concessionária ou manutenção puramente governamental. Outro aspecto positivo do governo é que, embora as estradas pedagiadas sejam administradas pelas concessionárias, o processo de fiscalização e gerenciamento das obras, dos serviços e da estrutura dos pedágios, assim como das estradas, cabe ao governo. Dessa forma, a concessionária faz o trabalho e os reparos, mas sempre sob rigorosa diretriz governamental.

E, como dito em meu post anterior, as estradas de São Paulo não são todas pedagiadas, longe, muito longe disso. A maioria das centenas de rodovias paulistas ainda é estadual, no sentido de não pedagiadas, e nem por isso estão em má qualidade de conservação. Há, por exemplo, longos trechos de estrada estadual, como a que liga Bauru a Prudente, Marília, Lins, entre outras, de pista dupla e altamente sinalizada, completamente mantida, administrada e constantemente reformada pelo estado, com mão-de-bra pública e equipamento próprio.

Assim, uma boa estrada, em princípio, não se supõe de boa qualidade pelo fato de ser pedagiada ou não; o fator determinante de um razoável sistema viário é a administração consciente e comprometida com as melhorias do setor; tanto é que, como citado nesta mesma seção de comentários, há muitas estradas federais no Brasil que, mesmo sendo pedagidas, e com valores altos, são de péssima qualidade.

Portanto, eu aprovo o governo tucano nessa questão de estradas, pois há competência suficiente para delegar, fiscalizar e, quando necessário, administrar com as próprias mãos as rodovias do estado.

The Crow disse...

Como eu falei, os radares geram punição pecuniária, isto é, multa. Logicamente, um motorista que goste de correr não irá intimidar-se perante um radar quando estiver a 140, 180 Km/h em seu carro e, de forma imediata, talvez nem pense também nos pontos na carteira. Mas, a punição virá: quando for licenciar o veículo, as multas deverão ser pagas de qualquer jeito, e os valores não serão nada amistosos; com relação à pontuação, excedendo os 20 pontos, a Carteira Nacional de Habilitação deverá obrigatoriamente ser suspensa por até 1 ano. Se comprovada excesso de velocidade por embriaguez, ele poderá ficar até 2 anos sem a carteira. Cometendo crime devido a alta velocidade, sua carteira poderá ficar suspensa por até 5 anos, fora as sanções penais por lesões ou até homicídio culposo. E, no caso de, mesmo com a Carteira apreendida, ele ousar correr por aí e for pego, sua CNH será imediatamente cassada, tendo ele que reiniciar todo o processo de habilitação, desde o início.

Talvez ainda não seja o melhor tipo de punição para pessoas que, ao correrem desnecessariamente pelas estradas, põe em risco a sua vida e a de muitas outras pessoas. Mas, é o que estabele o Código de Trânsito Brasileiro, cuja lei originária é federal e não estadual.

Aline disse...

The Crow:
“Há, por exemplo, longos trechos de estrada estadual, como a que liga Bauru a Prudente, Marília, Lins, entre outras, de pista dupla e altamente sinalizada, completamente mantida, administrada e constantemente reformada pelo estado, com mão-de-bra pública e equipamento próprio.”

Vou discordar de novo, essa maravilha de estrada deve ser só por onde você passou ou eles fizeram obras em 1 mês. No último feriado de junho, viajei de BH a SP, passando pela estrada real e já chegando em SP, pouco antes de Alphaville, optamos por uma estrada fora do pedágio para fugir do trânsito. Só digo o seguinte: mal iluminada, mal sinalizada, cheia de buracos e deformidades e péssimos acessos...

Enfim....você está atuando no mesmo papel que a Lola no post da Dilma. Não vê e não quer ver. Seu candidato e seu partido não é perfeito e nem tem essas qualidades que você enumerou.

The Crow disse...

Não nego, porém, que empresas conveniadas, com autorização do governo para aplicar infrações de trânsito, às vezes acabam corronpendo-se e gerando as chamadas "indústrias da multa". Ocorre, porém, que o cidadão tem ampla defesa nesses casos, e geralmente ganha: a multa é um instrumento administrativo como todos os outros, e exige formalidade substancial e motivação plena em sua lavratura, entre outros. Assim, uma multa preenchida indevidamente ou eivada de motivos inexistentes, é alvo fácil de recursos à JARI, órgãos cuja responsabilidade reside no julgamente da procedência de infrações de trânsito e, sendo deferidos os recursos, as multas deverão ser prontamente excluídas do prontuário do condutor pelo organismo competente, seja o Detran ou as Ciretrans.

A mídia é efusiva em citar abusos no ato de punir infrações de trânsito, mas se esquece de dizer que a maioria delas acaba sendo julgada improcedente, seja por irregularidades formais ou até mesmo por má fé de pessoas que simplesmente querem vencer o sistema a qualquer preço, e fazem os recursos mais ardorosos e múltiplos no intuito de não pagarem por seus atos.

No caso de multa de outra pessoa, quando posta no prontuário de uma outra, o recurso à Jari é perfeitamente cabível, desde que provas materiais, ainda que precárias, comprovem a inexistência da prática do ato infracional pelo condutor cujas multas lhe foram impostas irregularmente.

A ampla defesa é garantia individual de todo cidadão, e deve ser exigida sem medo.

The Crow disse...

"O cara ainda tem a cara de pau de dizer que seria uma benção termos estradas tais quais as de São Paulo por todo o Brasil, pedagiadas ou não. Mas ele avisa que não está defendendo o Serra. Não cegamente."

Acredito ter sido moderado o suficiente para não ter rompido a tênue linha que separa a defesa do fanatismo cego. Mas não nego, voto em Serra e aprovo muito de suas políticas, o que não implica em concordar com tudo que ele faça, pense ou diga, obviamente. Não acho o Serra o candidato perfeito, mas também não posso deixar de relevar a ótima qualidade das estradas paulistas, tradição em que ele manteve em seu governo. Assim, sei que pareci meio arrogante ao dizer "bênção", mas, olhando pela lógica, se as estradas de São Paulo são boas e as federais são comprovadamente ruins, não seria então, independentemente de ideologias partidárias, que as estradas brasileiras tivessem a qualidade das de São Paulo?

Eu queria sim que todo brasileiro, ao comprar seu carro, pudesse ter todo o conforto e segurança ao andar por todo o território nacional, exercendo sua plena possibilidade de locomoção, algo, aliás, garantido pela Constituição e que, no modo como andam as coisas, nem mandado de injunção conseguiria dar jeito.

The Crow disse...

Ao que me consta, nunca disse que as estradas paulistas estão à beira da perfeição. Mas, são as melhores do Brasil, e isso não sou eu quem está dizendo.

O Serra, pra mim, é o melhor candidato dessa safra, embora isso não signifique grande coisa. Sou adepto de sua política em muitos setores, porém não em todos, mas isso é suficiente para ganhar meu voto.

São Paulo tem muitos problemas, mas nos aspectos de infra-estrutura, inovação, aparelhamento técnico e modernidade, estamos bem servidos, e isso em grande parte é mérito do governo.

Agora, se isso faz de mim um fanático, que seja, então. rs

João disse...

Crow, você deu um montão de exemplos (claramente comprováveis), foi educado o tempo todo e não ofendeu ninguém. Portanto, o fanatismo a que me referi não está relacionado a você, okay?

HMV disse...

The Crow,

Caso você tenha interesse, leia esse post:

http://www.tijolaco.com/?p=22609

Koppe disse...

"mensalão mineiro, obra de Eduardo Azeredo, então presidente do PSDB, e hoje concorrente a senador por Minas"

Interessante, esse é o mesmo sem-serventia que criou projetos anti-internet. O inimigo número 1 da liberdade na rede. Triste saber que ainda tem gente que vota nele.

Anônimo disse...

E um país se governa pelas estradas... se a estrada tá bonita, tá tudo bonito.
Bora votar em Serra pq as estradas - tudo pedagiada - de SP são bonitinhas e bem conservadas. E só.

Blá.


Direito de ir e vir... Constituição... pedágio...
Como se pedágio garantisse direito a alguém.
Muito pelo contrário.
Bota neguinho fudido pra ir e vir pelas estradas de SP!

Me poupe...

Anônimo disse...

Alguem sabe porque autoridades federais fecharam o blog de uma moça chamada adriana vandoni? Me disseram que ela escreveu cada coisa! O que será?

Liana disse...

nem lembro quem perguntou, mas...
nosso dívida externa não foi paga, nossa divída não era somente com FMI e o q ocorreu em 2005 foi na verdade a não-renovação do acordo com o FMI (e pra entender direito isso, deve-se estudar o antes... por sinal, me deu uma ótima idéia, escreverei um texto sobre isso agora).

e por fim: lulistas, serristas, marinistas ou cegos de q tipo for me ENOJAM. Pq não sabem aplaudir o q deve ser plaudido e criticar o q deve ser criticado, além de gostarem de "interpretar" (inventar tb) fatos de acordo com a própria conveniência. Acordem!

Cris disse...

O que me deixa impressionada é que quando é para falar a respeito da direita, do Serra e afins não se trata de defesa e sim de verdade. Verdade real e absoluta, e mais ainda, verdade indiscutível!

Quando é para falar da Dilma, ou da esquerda quem faz a defesa é fanático, petralha, burro, mentiroso e outros tantos elogios!

Para mim desonestidade é ter uma posição e querer passa-la como realidade neutra!
Isso é mentiroso!
Eu voto no PT! Sou de esquerda e minhas opiniões são coerentes com isso. Não desejo que as pessoas achem que eu sou neutra poque eu não sou, ninguém é!

Lola, como sempre teu blog está excelente! Adoro e indico sempre!

Ah...mais uma coisa...o blog é da Lola né, então ela dá as opiniões que quiser. Quem não gosta pode ler o blog do Reinaldo de Azevedo ou outro similar, opções não faltam!

Aliás seria uma favor!

Sheryda Lopes disse...

Lolinha, off topic total. Uma criatura desalmada se mudou e deixou uma cadelinha trancada lá há mais de dois meses. A história é muito triste! Se vc quiser acompanhar ou falar sobre isso no seu blog, dá uma olhadinha: http://sherviajando.blogspot.com/2010/08/homem-se-muda-e-abandona-cadela-no.html


Bjos!

Anônimo disse...

Assistindo ao debate da Band em São Paulo, com os candidatos ao governo paulista, fiquei curioso: na fala de Alckmin, logo no início do debate, sobre a questão das estradas e dos pedágios, era surpreendente a similaridade de argumentos e exposições de fatos apresentada pelo político e as falas do colega The Crow, participante deste post.
O candidato a governador citou as facilidades e segurança das estradas, a sinalização, os telefones de emergência... Até a pesquisa das "10 entre as 10" melhores estradas de São Paulo estarem também entre as melhoes do Brasil ele citou, da mesma forma que o Crow.

Assim, fico a pensar, ou o pensamento tucano é admiravelmente unificado e focado, ou a ave agourenta pode ter mais relações no ninho do pássaro de bico colorido do que imaginamos...

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Entrevista completa só assisti da Dilma mesmo. Nos primeiros segundos das entrevistas com Marina e Serra, já deu pra perceber que o tom seria outro, me deu antipatia da "imparcialidade" da Globo e desliguei...
Acho que melhor mesmo é ver debates, com todos os candidatos presentes ao mesmo tempo, o tratamento é mais ou menos o mesmo e acaba sendo melhor pra avaliar os candidatos.
Muito bom o link que alguém aí postou de um jornalista que analisa as diferentes formas como as 3 entrevistas foram conduzidas.

Aline disse...

Gente,
O grupo de comédia Os Melhores do Mundo (que realmente é muito bom!), tem uma peça que ficou muito conhecida por causa do Joseph Klimber, estouro no youtube, essa peça é em esquetes e uma delas é exatamente sobre debates políticos em emissoras tendenciosas. Divertidíssimo!
Recomendo ver: www.youtube.com/watch?v=OenHQHIailo

(eu to no trabalho e não consegui abrir esse vídeo porque estou no trabalho e aqui é bloqueado, mas se não for o vídeo ou se estiver ruim é só procurar no youtube “debate” “notícias populares” “melhores do mundo”, vale a pena!

“Qualquer semelhança é mera coincidência.” .....OU NÃO! rsrsrsrs

Mirelle Siqueira disse...

Oi Lola, acabei de te mandar um email muito importante no gmail com o titulo: Importante - agressão contra a mulher na França‏. Da uma olhada?

Beijos

Adwilhans disse...

Lola, na Globo News, mais especificamente no "Entre aspas", com a Mônica Waldvogel (é assim que escreve?), dois cientistas políticos detonaram a campanha do Serra, a postura da oposição e previram a vitória da Dilma no primeiro turno! Muito interessante, vale a pena dar uma olhada, pois se trata de análise feita em território pró-Serra...
http://www.youtube.com/watch?v=twsJstl15GU

Imprensa Brasileira disse...

O Brasil deseja Dilma Presidente. Eu estou com Dilma na campanha Dilma Presidente.
http://www.imprensabrasileira.com.br/