quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

PRESENTES DE NATAL: QUEIJO MINAS, RICOTA E DINHEIRO

Hoje é natal (bem, quase), mas quem ganha o presente é você! Ha ha, eu adoro essas frases promocionais de aniversário de supermercado. Agora falando sério, lembra que eu mencionei que eu e o maridão, muitos anos atrás, quando os dinossauros dominavam o mundo, fizemos um curso pra aprender a fazer queijos? Foi um curso excelente, ainda mais pra gente, que é uma negação na cozinha. Durante um tempo fizemos alguns queijos muito saudáveis, depois cansamos. Na realidade, perdemos as receitas. Mas outro dia eu estava mexendo em cadernos antigos do maridão (trabalho arqueológico mesmo; se o Spielberg quiser fazer um novo Jurassic Park baseado nesses cadernos, estamos às ordens), e encontrei tudo anotadinho com a letra do maridão embaixo das teias de aranha e dos fósseis da era mesozoica. Não creio que a produção de queijos artesanais tenha mudado tanto de lá pra cá.
Infelizmente, ninguém nos ensinou a fazer queijos saborosos, cheios de gordura, desses de entupir as artérias, tipo mussarela, prato, provolone ou gorgonzola. Só os chamados queijos brancos, aqueles (vamos admitir) meio sem gosto, que nem derretem. Mas ainda assim vale a pena aprender a fazê-los, porque não é difícil e sempre pode aparecer uma visita em casa. E também, pra quem vive de dieta, é o que resta. E porque, mesmo que esses branquelos em si não sejam os queijos mais convidativos do universo, várias receitas com eles são deliciosas. Então vamos lá.

QUEIJO TIPO MINAS
Para fazer um queijo de mais ou menos 800 gramas

Ingredientes
4 litros de leite
1 colher de sopa de iogurte
1 ½ colher de sopa de sal
1 colher de sopa de coalho
Observação: Pode-se utilizar leite C, em saquinhos, sem perda de qualidade. Evitar leites Longa Vida.
Leite fresco pode ser pasteurizado em casa: aquecer o leite (entre 63oC e 73oC) e em seguida mergulhar o recipiente em água fria, gerando um choque térmico.
Cada litro de leite da receita produz 200 gramas de queijo.

Material necessário:
1 fogão (o pessoal do curso conhecia quem estava assistindo às aulas)
1 panela grande para o leite
1 panela para água
1 recipiente perfurado para secar e deixar repousar o queijo
1 vasilha para guardar a “massa” do queijo
1 peneira
1 faca (eu não me senti burra nem nessa parte)
1 colher para mexer o queijo na panela
1 termômetro (aí complicou)
1 vasilha para misturar ingredientes

Preparo:
Despejar os 4 litros de queijo de leite numa panela e levar ao fogo até atingir a temperatura de 35oC (observação: não ultrapassar 40oC).
Misturar numa vasilha (enquanto o leite esquenta) o iogurte, o sal e o coalho.
Atingida a temperatura de 35oC, desligue o fogão e junte a mistura ao leite na panela, misturando bem.
Tampe a panela e aguarde mais ou menos uma hora. Obs: dependendo da temperatura ambiente, o tempo necessário será de 30 minutos (mais quente) a 60 minutos (mais frio), que é o tempo máximo, desde que todos os ingredientes estejam em ordem. Para saber se a massa já está boa, enfie uma faca e retire-a; se a lâmina sair limpa, apenas gotejando soro, então estará no ponto. Caso contrário, aguarde mais alguns minutos.
Se a massa estiver firme, faça uma série de cortes verticais, horizontais e oblíquos, quadriculando a massa. Deixe em repouso por meia hora.
Antes de completar os 30 minutos, ferva 2 litros d'água.
Após esse tempo haverá na panela uma quantidade de líquido (soro) junto com a massa. Retire cinco xícaras de chá desse soro da seguinte maneira: mergulhe a peneira sobre a massa de modo a deixar o soro entrar na peneira. A seguir retire dali as 5 xícaras. (Observação: esse soro será utilizado para fazer a ricota. Não deve ser jogado fora).
Substitua as cinco xícaras de soro por 5 xícaras de água fervendo.
Mexa para misturar a água quente. Tampe a panela e aguarde 3 minutos.
Com a ajuda da peneira, transfira a massa para a forma (que é o recipiente perfurado).
Obs: Se utilizar um peso, a massa irá perder o líquido (“sorar”) mais rapidamente; senão, irá demorar mais, mas terá mais buracos em seu interior.
Deixe o queijo fora da geladeira por mais ou menos 5 horas.
Vire o queijo na forma e leve à geladeira por mais 5 horas destapado.
Desenforme e consuma.

RICOTA
Ingredientes (para mais ou menos 500 gramas de ricota)
5 xícaras de soro do queijo minas (ver item da receita do queijo minas)
3 litros de leite
1 xícara de chá de vinagre de vinho branco

Material necessário
Termômetro
1 panela grande
1 peneira
1 forma perfurada
1 vasilha (maior que a forma)

Preparo: leve o soro ao fogo até atingir 70oC.
Junte 3 litros de leite e espere até atingir 80oC.
Coloque o vinagre de vinho branco.
Quando os flocos começarem a flutuar, retire com a peneira e coloque na forma, deixando escorrer bem o soro.
Leve à geladeira.

Tá tudo bem detalhadinho, né? Tomara que você consiga seguir a receita e que saia um queijo legal, dentro das suas limitações (não as suas, as do queijo: a gente pode até discutir se um bicho que não derrete merece mesmo ser chamado de queijo). Outro dia eu passo mais receitas queijísticas.
E, de novo, feliz natal! Apesar de eu ser ateia, não tenho problema algum em desejar um feliz natal, e muito menos me ofendo se alguém disser feliz natal pra mim. Até porque o natal está bem desvirtuado de suas raízes religiosas (como reclamam alguns cristãos, com razão), e hoje é mais uma festa pagã que qualquer outra coisa. Aqui em casa não existe conotação religiosa nem consumista (não damos presentes), mas há uma ceia deslumbrante que minha mãe prepara, que é sempre a mesma: torta de frango e bolo de chocolate (não qualquer bolinho de chocolate chinfrim, mas O bolo de chocolate, o Sacher Torte. Aliás, encontrei uma receita e vou publicá-la ainda este ano pra você também experimentar o que é comer um bolo de puro chocolate).
Ah, e eu falei de presentes de natal, né? Devo admitir que vocês ― agora vou adotar o plural ― me deram um presentão de natal. Não só de natal, porque a companhia de vocês, os comentários, o bom humor, os elogios, a troca de ideias, tudo isso é o que me motiva a escrever este bloguinho todo santo dia. Sem modéstia, eu tenho as melhores leitoras e leitores que conheço na blogosfera (trolls not included). E são vocês que fazem este um bloguinho legal. O meu mérito está em atrair tanta gente boa. Mas neste dezembro, pela primeira vez desde que comecei a escrever na internet (em outubro de 2000, nove anos atrás!), vou ganhar um dinheirinho. Vocês gastaram R$ 2.984 no Submarino através deste blog, e graças a isso em breve receberei 126 reais. Não dá pra ficar rica, mas dá pra pagar a consulta social do exame neurológico que preciso refazer porque a droga dos exames médicos pra mostrar pra UFC só têm validade de três meses (é uma longa história, depois explico). Não, vamos pensar em coisas boas. 126 reais praticamente cobre nossas despesas com comida fora no mês. Ou dá pra comprar entre três e quatro livros, ou uns dez dvds. Enfim, são várias escolhas, e eu não esperava chegar à metade desse valor. Muito, muito obrigada mesmo. E um natal alegre e sereno, que natal pra mim é dia de comer sem culpa. Nessa data especial, queijos brancos que não derretem não entram. Aproveitem!

21 comentários:

Camila Hareide disse...

Lolinha, aqui na Noruega não existe queijo branco de jeito nenhum, e suas receitinhas caíram como uma luva! Entretanto, o duro vai ser achar coalho. Mas acho que consigo obter uma encomenda do Brasil! Então, feliz ceia de natal e um ótimo ano novo cheio de sucesso e muito din-din do Submarino pra você!

abraços congelados

Devathai disse...

Feliz Natal pra vc tb!!! Ah, amei as receitas, vou tentar reproduzi-las, já que queijo por aqui é artigo tão de luxo que eu não posso comprar =/

cronicasurbanas disse...

O bom de estar em Minas é que é fácil achar queijos maravilhosos logo ali na esquina! Os do Mercado Central, então, são divinos, desde os mais tenros e molhadinhos (que derretem) até os bem curados, e requeijões. Tem pra todo gosto!

Lola, um ótimo Natal pra você, maridão e mâmi, e um super 2010 com muita saúde, paz e disposição!

bjk
Mônica

Jux disse...

Lolax Linda!
Adorei a receitinha do queijo minas... aqui nas terras ba Kartofellandia não se acha esse queijo assim, fácil...
E, sabe? Fico ainda mais feliz que esse pessoal fofo tenha comprado no Sub através do link no bloguinho! Não deixa de ser uma demonstraçào de carinho, né?
Beijukka para você e sua família!!!

Roberta Sá disse...

Oi Lola, Feliz Natal pra você também. Quero ver se faço um queijo desse logo logo. Um beijo!

Rita disse...

Lolinha, desejo um grande natal pra você, cheio de comilanças gostosas, companhias agradáveis e boas e longas risadas!! É um prazer passear por aqui quase todos os dias!!

Um abração!!!

Rita

p.s. Viu que vi Avatar?? Top!

Elaine disse...

Lola,
Já que não tem problema:
Feliz Natal!
Quanto ao quiejo, eu faço praticamente como está descrito em sua receita.
Beijos e boa tarde.

L. Archilla disse...

Feliz bolo de chocolate, Lola!!! :)

Kaká disse...

Ai, Lola, adoro queijo branco. Vou tentar fazer um desses. Delícia :)

Feliz Natal!

Bjs!

P.S. Aguardando a receita do bolo de chocolate. ;)

Natty disse...

Feliz Natal Lolinha!
Um beijo da mineira que já tá até enjoada de queijo Minas (podem ficar com invejinha,hehehe).

Luz! disse...

Feliz natal Lola!

descobrir seu blog foi um dos bons acontecimentos desse ano. Indiquei a vários amigos meus, que tbm se tornaram leitores/admiradores seus.

:)

beijos,

Deise Luz

Merinha M disse...

Deliociosas receitas!!!FELIZ NATAL e um ANO NOVO com enorme sucesso,paz,alegria e muito chocolate!Bjos.

Saber História disse...

Olá, Lola!
Gostaria de parabeniza-la pela formação acadêmica. Tão jovem e com uma formação invejável.
Amo seu blog...já te disse isso?
Só por curiosidade: Quem é a garotinha do seu blog. Essa que aparece no topo?
bjus
Cris

Carla Ladeira. Ser múltiplo e aspiral. disse...

Olá Lola,
adorei as receitas dos queijos, humor, confidência e sobretudo da sintonia com os seus leitores.
Espero que não se importe, sou nova nesse universo blog, e te adicionei.
Abraços,
Carla.

lola aronovich disse...

Gente, muito obrigada! Desculpem não responder. Estou sem tempo. Ainda preciso escrever um post pra amanhã e um artigo pro jornal, pra minha coluna dos sábados. Ai ai...
Vcs viram que consegui colocar o meu perfil de volta, na página inicial do blog?! Não vou fácil. Não sei o que aconteceu pra ele sumir. Só sei que aconteceu faz meses, e eu tentei recolocá-lo, sem sucesso. Agora o email taí, mais fácil de ver. E aí, prontas pra super ceia de hoje?
Fico feliz que vcs tenham gostado das receitas.
E procês aí de Minas, só digo que ADORO o Mercado Municipal de Belo Horizonte.

Cris, do Saber História, eu, tão jovem?! Não, não, eu já tenho 42 anos! Ok, acho que tenho quase metade da vida pela frente, mas hoje em dia tem muita gente que termina o doutorado com 30 anos. Isso sim é invejável! Li que a idade média de um professor universitário doutor no Brasil é de 35 anos. Jovem, não? Eu tô um pouco acima dessa média, mas zuzo bem.
Ah, a foto de cima, da garotinha do banner, sou eu sim. Muuuuitos anos atrás. Não sei quantos anos eu tinha na foto, se 6 ou 8. Eu fui uma criança bonita. Pra ver mais fotos, ou pra saber mais da minha infância feliz, vá aqui, e depois clique no tag abaixo do post, o "Lolinha Precoce", que tem uns 15 posts sobre isso.
Obrigada pelo carinho de todas vcs!

Má disse...

Lolinha, boas festas para vocês todos!
Fiquei curiosa para saber como é esse bolo de chocolate puro, apesar de eu ser mais dos salgados e preferir um queijinho mesmo ;)

Beijão!

Luciana disse...

Queijo!!! Nham nham!

Não vou nem falar que vou fazer, porque eu duvido muito que isso aconteça, mas estou esperando pela receita do bolo de chocolate da mamacita, viu?

Ótimas festas pra você, que é tão querida.

Beijões

Isis disse...

Ai, Lola, que maldade! Eu adoro queijo minas! Já ricota é meio sem graça mesmo...

Feliz Natal então! :)
Natal para mim é dia comer, comer, comer! Sem medo de ser feliz.

Veruska disse...

Feliz Natal, Lola! E hoje a comilança continua... he he he

Bau disse...

Lola, querida, aproveite a torta e o sacher torte da mama! Ontem fizemos churrasco, ficamos em casa curtindo o bom tempo, lua e estrelas em nosso céu, e hoje vamos almoçar javali com mandioca na casa de um casal amigo. Enfim, não há monotonia, e sobra bom humor. Feliz natal para vocês todos, aproveite para descansar, relaxar. Ah, adorei conhecer a receita, adoro cozinhar, vou experimentar e depois te conto o resultado! Beijos, flor!

Jana disse...

Muito legal o seu blog!
Conheço a pouco tempo mas já estou adorando!

Beijos!!!