sábado, 22 de dezembro de 2018

O CARA QUE TENTOU DESTRUIR MINHA VIDA FOI CONDENADO A 41 ANOS DE PRISÃO

E nós estamos como?

Olá, pessoas queridas! Estou de férias em Buenos Aires desde domingo. Eu só ia escrever sobre a condenação de Marcelo quando eu voltasse, no Natal. Mas aproveitei o dia chuvoso na quinta para dar algumas entrevistas e escrever um texto sobre o caso a convite da The Intercept Brasil. Eles publicaram na página deles ontem, e reproduzo meu relato aqui hoje.

Marcelo Valle Silveira Mello, 33 anos, foi condenado a 41 anos e seis meses de prisão por vários crimes, entre eles associação criminosa, divulgação de pedofilia, racismo e terrorismo. Todos crimes que ele cometeu na internet.
Ele está na cadeia em Curitiba desde 10 de maio deste ano, quando a Operação Bravata, lançada pela Polícia Federal, o prendeu pela segunda vez. De lá para cá, teve quatro habeas corpus negados. 
Uma das ilustrações publicadas
no chan de Marcelo contra mim
Marcelo é cria da classe média-alta de Brasília. Filho único de um pai que morreu jovem, sua mãe é funcionária pública aposentada. Marcelo sempre foi tímido, antissociável, sem amigos. Segundo ele, foi vítima de bullying na escola. Também segundo ele próprio, quando criança odiava perder de mulher em qualquer jogo. Além de detestar meninas, detestava negros, gays, e esquerdistas em geral.
Encontrou na internet o espaço ideal para extravasar seu ódio. Foi criador de inúmeras comunidades no Orkut e fez amizades e contatos com homens misóginos de extrema-direita que pensavam como ele. Conseguiu se destacar pelo seu ódio sem fim e sua dedicação em atacar desafetos.
Carteira de estudante. Marcelo a
colocou no seu chan criminoso e
supostamente anônimo
Em 2009, Marcelo foi o primeiro brasileiro a ser condenado por racismo na internet. Ao entrar em discussões contra a política de cotas em páginas da UnB (onde Marcelo cursou Letras Japonês durante um semestre), deixou claro seu ódio a negros. Declarou insanidade para não ter que cumprir a pena. Formou-se em Informática numa faculdade particular. Com esse currículo, tornou-se figura popular nos chans (fóruns anônimos, tão misóginos que mulheres por lá são apelidadas de “depósitos” [de porra]). 
Minha foto num dos sites
de ódio criados por
Marcelo (este em 2014)
“E eu quico?”, como costumava dizer um aluno adolescente quando queria perguntar “E eu com isso?”
Eu, que sou autora de um blog feminista, professora de Literatura em Língua Inglesa na Universidade Federal do Ceará, casada, e quase vinte anos mais velha que Marcelo, nunca havia ouvido falar dele até 2011. Porém, pouco depois de iniciar meu blog, em 2008, conheci indiretamente um nível de misoginia que era inédito pra mim. Ingênua, eu não fazia ideia que existiam homens que se reuniam para xingar uma feminista que teve a coragem de relatar a vez em que foi estuprada e deixada para morrer numa poça do seu próprio sangue. Os comentários no post da blogueira americana lamentavam que ela não havia sido morta, duvidavam da sua história (ela seria feia demais para merecer ser estuprada), prometiam finalizar o serviço.
Ao ler isso, fiquei horrorizada. Não sabia que homens cruéis eram aqueles. Um tempo depois descobri que se autointitulavam MRAs (Men's Rights Activists), ou defensores pelos direitos dos homens. Descobri com surpresa que há muitos homens que estão convictos que vivemos num matriarcado e que a verdadeira vítima da sociedade é o homem branco e hétero. Não fiquei muito surpresa ao descobrir que esses grupos, que existem nos EUA, Reino Unido, Canadá e Austrália, não lutam por direito algum -– apenas odeiam mulheres e atacam feministas. 
Meu primeiro contato com esse tipo de grupo no Brasil foi no caso Eloá, em outubro de 2008. Para quem não se lembra, um rapaz chamado Lindemberg invadiu a casa de sua ex-namorada Eloá, de 15 anos, em Santo André, e a manteve, junto com a amiga Nayara, em cárcere privado durante mais de cem horas. O caso se tornou famoso porque programas de TV sensacionalistas tiveram a oportunidade de entrevistar o agressor por telefone durante o sequestro, enquanto ele mantinha uma arma na cabeça de Eloá, e porque a polícia paulista permitiu que Nayara, que havia sido liberada, voltasse ao cativeiro. No trágico final, a polícia invadiu a casa, e Lindemberg atirou em Eloá, que morreu, e em Nayara, que sobreviveu. O assassino foi preso.
Eu estava tão indignada com o caso que escrevi quatro posts sobre ele na época. Um deles era sobre uma comunidade no Orkut assinada pela “Ordem Suprema dos Homens de Bem” e chamada “Eloá virou presunto –- foi tarde”. Na comunidade, a jovem de 15 anos assassinada covardemente era xingada de tudo quanto era nome, com ênfase na sua sexualidade, enquanto Lindemberg era saudado como herói por ter posto um fim “naquela puta”. Os participantes só reclamavam que ele não tinha também conseguido liquidar Nayara.
"Como matar mulheres?": lições de
uma das inúmeras comunidades
misóginas no Orkut
Eu somente vim a saber alguns anos depois que os MRAs dos países de língua inglesa se diziam masculinistas no Brasil, e que eles começaram a se juntar a partir de 2005 em comunidades no Orkut como “O Lado Obscuro das Mulheres” e “Mulher Só Gosta de Homem Babaca”. Nesses grupos, rapazes que não faziam sucesso com as garotas encontravam uma explicação: a culpa não era deles, mas delas, que não queriam “homens bonzinhos” como eles –- homens tão bonzinhos que chamavam todas as mulheres (incluindo suas mães) de “vadias”. 
Em fevereiro de 2011 descobri não só que esses grupos no Brasil se autointitulavam masculinistas, como que eles já me xingavam fazia tempo. Pelo jeito, eu era a única feminista que eles conheciam. Escrevi nesta data um post informativo chamado “O pensamento vivo (modo de dizer) dos masculinistas”, explicando quem eram esses estranhos rapazes que odiavam tanto as mulheres. Um mês depois, reuni num outro post, este humorístico, as “pérolas” deixadas nos comentários do post anterior. Foi a primeira vez que chamei masculinistas de “mascus”, uma mera abreviação. O termo pegou, ficou pejorativo, e rapidamente acabou com o masculinismo (pelo menos no nome) no Brasil, já que nenhum mascu queria ser chamado de mascu. 
Wellington automaticamente virou
herói entre os mascus
Em 7 de abril de 2011 a brincadeira acabou. Wellington Menezes, de 23 anos, entrou na escola estadual onde havia estudado, em Realengo, no Rio, e matou dez meninas e dois meninos. Após ser atingido na perna por um policial, Wellington se matou. A mídia brasileira nunca explicou a discrepância do número de vítimas nem deu atenção às testemunhas, que diziam que o assassino atirava nas meninas para matar, e nos meninos, para ferir. Ou seja, a mídia não tratou o terrível massacre como um crime de ódio, como feminicídio, e sim como uma tragédia
Assim como Lindemberg, Wellington virou herói entre os mascus. Mas, diferente do primeiro, Wellington era ele mesmo um mascu. Ele tinha queimado seus computadores antes de cometer o massacre, mas havia registros de suas ligações com fóruns mascus, tanto que a Polícia Federal passou a investigá-los. No mesmo dia do massacre, o maior blog mascu do Brasil, o de “Silvio Koerich” (não seu nome verdadeiro) deixou de ser atualizado. 
Seu autor somente reapareceu um semestre depois para anunciar que o blog estava fechando as portas, sem explicar o porquê. Logo depois, um blog com o mesmo nome e layout passou a publicar posts escabrosos, pregando a legalização do estupro e da pedofilia, o estupro corretivo para lésbicas, a matança de mulheres, negros e gays. Além disso, o blog oferecia recompensas para quem matasse o deputado federal Jean Wyllys e eu (éramos chamados de “escória”), e prometia um atentado ao prédio de Ciências Sociais da UnB, para matar o máximo de “vadias e esquerdistas”. 
O blog de ódio permaneceu no ar durante longos meses e rendeu quase 70 mil denúncias à SaferNet. Ele não estava hospedado no Brasil e, sempre que um país o expulsava, ele reabria em outro. Com a ajuda do grupo Anonymous, descobrimos seus dois principais autores: Marcelo e Emerson Eduardo Rodrigues, que se dizia engenheiro (não era) e que havia gravado um vídeo racista na Índia dizendo atrocidades como “o estado natural do preto é a sujeira, o estado natural da mulher é a prostituição, o estado natural do homem branco é o trabalho”.
Em março de 2012, a Polícia Federal lançou a Operação Intolerância e prendeu Marcelo e Emerson em Curitiba. Na conta bancária de Marcelo foram encontrados 440 mil reais, dinheiro que sua mãe lhe havia passado. Marcelo e Emerson brigaram na cadeia, mas foram condenados a mais de seis anos e seis meses de prisão. Infelizmente, cumpriram apenas um ano e dois meses. Ao saírem, em maio de 2013, ambos me mandaram emails me responsabilizando por sua prisão e jurando que iriam me processar. 
Marcelo no Twitter em setembro
de 2013 (clique para ampliar)
Não sei ao certo o que Marcelo fez nos seus primeiros meses soltos, mas já no segundo semestre de 2013 ele estava enfurecido. Abriu um perfil no Twitter com sua foto e nome e passou a mandar mensagens cada vez mais agressivas a mim, ao delegado que o havia prendido, e a outros desafetos. Mandou emails e deixou comentários (não aprovados e nunca respondidos) no meu blog com ofensas e ameaças. Ainda em 2013 criou seu próprio chan, o Dogolachan. Como fiquei sabendo? Porque no início de 2014 ele me enviou o link pro chan, para que eu pudesse acompanhar as ameaças. 
Marcelo e Emerson em
foto de janeiro de 2016
As ameaças eram diárias, mensagens do tipo “essa Lola não sabe com quem tá mexendo. Achando que prisão é eterna, achando que se eu não ve [sic] o dedo dela em uma nova prisão que fodeu com minha vida eu não vou lá pro Ceara e mato ela”, e "Sonho todos os dias com essa gordona escrota morta, até imprimi uma foto dessa maldita e colei na minha porta e fico apontando minha 9mm pra foto dela. Essa desgraçada precisa ser parada por um homem sancto, se ela quer ser martir das misandricas, então ela será", e "Vou cravar a Lola de balas, sei q estamos ameaçando-a faz tempo, mas o dia da retribuição chegará. Nosso sancto wellington agiu sob nossas orientações". 
Abertura do chan do Marcelo em 2014: seja um herói como Elliot, Wellington e Anders
O Dogolachan de Marcelo desde o início se pôs a cultuar assassinos como Wellington (do massacre de Realengo), Elliot Roger (que em maio de 2014 matou seis pessoas na Califórnia e se suicidou, após deixar um manifesto misógino de 140 páginas), e Anders Breivik (que em 2011 matou 77 pessoas na Noruega). Sempre que algum membro do chan falava em suicídio –- algo extremamente comum entre homens fracassados em todas as searas de suas vidas -– ouviam o coro “Leve a escória junto”. Em outras palavras, não se mate ainda. Antes vá numa palestra feminista, numa Marcha das Vadias, numa Parada do Orgulho Gay, numa Marcha das Mulheres Negras, e abra fogo. Só então se mate ou seja morto pela polícia, e torne-se um herói. 
Outro passatempo de Marcelo era lançar “novos” sites de ódio, na tentativa de repetir a popularidade do Silvio Koerich. Eu ponho a palavra “novos” entre aspas porque os blogs eram todos iguais, com o mesmo design, o mesmo ódio, e vários textos repetidos, trocando apenas alguns trechos e imagens. Nesses últimos cinco anos, Marcelo criou sites como Realidade, Homens de Bem, Tio Astolfo, PUAHate, Reis do Camarote, Filosofia do Estupro, e Rio de Nojeira, entre outros. 
Em 2015 e 2016 ele lançou "guias de estupro", em que só mudava o nome da universidade, mas sua base era "como estuprar vadias" na USP, UFC, UFRGS, UFRJ e, claro, UnB. Através dos sites de ódio, Marcelo cumpria três objetivos: o de divulgar sua ideologia, o de enfurecer o "gado" (qualquer pessoa que não seja um mascu), e o de tentar incriminar inimigos. Em cada um dos sites ele colocava o nome completo de algum desafeto como autor, como por exemplo o meu marido, Silvio, com direito a fotos e endereço residencial e comercial. Silvio também teve que registrar boletim de ocorrência, já que Marcelo tinha/tem grande obsessão por ele. Marcelo não se conforma que uma feminista seja heterossexual, e que uma mulher gorda tenha um marido que a ame. Logo, vários de seus planos envolviam a destruição de Silvio.
Um dos sites de ódio de Marcelo: montagens com fotos do meu marido
Em outubro de 2015, Marcelo inovou e criou um site com discurso de ódio no meu nome. Havia fotos minhas, link pro meu currículo Lattes, meu endereço e telefone residenciais em cada post. 
O site de ódio no meu nome,
no segundo semestre de 2015
O objetivo confesso de Marcelo era que o "gado" me reconhecesse na rua e me linchasse. O site pregava coisas que eu jamais defenderia: aborto para fetos masculinos, infanticídio e castração de meninos, queima de bíblias, racismo. Num post “eu” (já que o blog era escrito em primeira pessoa, com meu nome) me vangloriava de ter realizado um aborto numa aluna em sala de aula, na UFC. O site viralizou, graças à divulgação de figuras reacionárias conhecidas, como o guru da extrema-direita Olavo de Carvalho e Roger Moreira, do Ultraje a Rigor. Eles sabiam que o site era falso e o divulgaram mesmo assim. Antes disso, na mesma semana em que o site foi lançado, Emerson, que havia reatado a amizade com seu ex-comparsa Marcelo, me denunciou ao Ministério Público como autora do site –- e o MP acatou a denúncia. Foi surreal.
Mais do site de ódio que
Marcelo fez no meu nome
Entre janeiro de 2012 e abril de 2017, eu registrei onze boletins de ocorrência contra Marcelo e sua quadrilha. Não foi fácil. O Estado do Ceará, onde vivo, não tem delegacia de crimes cibernéticos (e mesmo os 16 Estados que contam com esta delegacia ainda estão focados em crimes patrimoniais, não crimes contra direitos humanos). A Polícia Civil tem muitos outros crimes pra resolver, e talvez lhe falte infraestrutura para lidar com sites anônimos hospedados em outros países. Na Delegacia da Mulher, a primeira pergunta feita pela escrivã é: o quê o agressor é seu? E Marcelo não é nada meu, graças à deusa, nem o conheço pessoalmente, nunca o vi, nunca falei com ele. E a Polícia Federal deixou claro que não investigaria as ameaças contra mim porque, segundo um superintendente que entrou em contato comigo em 2015 por email, a PF só investiga crimes em que o Brasil é signatário internacional, como racismo e pornografia infantil (crimes pelos quais Marcelo também foi condenado). Só em abril de 2017 a Delegacia da Mulher finalmente me ouviu num depoimento de cinco horas ininterruptas e abriu um inquérito, que foi logo encaminhado para a PF.
Mas nem tudo foi negativo. Por causa desta “verdadeira caçada, uma perseguição impiedosa pontuada por um jogo pérfido e sádico promovido por Marcelo em face de Dolores Aronovich Aguero, professora da Universidade Federal do Ceará”, como definiu  um desembargador federal em auto de setembro de 2018 para indeferir o pedido de habeas corpus de um advogado de Marcelo, a deputada federal Luizianne Lins (PT-CE) apresentou um projeto de lei para fazer com que a Polícia Federal investigue crimes de ódio contra mulheres na internet. O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados em dezembro de 2017, durante os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, no Senado na semana do dia 8 de março (Dia Internacional da Mulher), e foi sancionado pelo presidente em exercício Michel Temer em abril deste ano. É a lei no.  13.642/18, também conhecida como Lei Lola, em minha homenagem. 
Um mês depois da sanção da lei, a Operação Bravata prendeu Marcelo. Teria também prendido Emerson, mas ele está foragido na Espanha. A Polícia Federal disse, na ocasião, que os crimes cometidos por Marcelo somavam 39 anos. No dia da sua prisão, pela qual eu aguardara ansiosamente durante cinco anos, tive que cancelar minha aula na pós-graduação. A felicidade era grande demais e, além disso, muitos veículos de comunicação me procuraram para entrevistas. 
Porém, um mês depois, um fato veio para abalar minha satisfação e alívio. No dia 15 de junho, no Dogolachan, um rapaz de 29 anos chamado André, codinome Kyo, que fazia parte da quadrilha de Marcelo havia sete anos, e que inclusive era moderador do chan, deixou uma mensagem no fórum afirmando que não aguentava mais a sua vida e que iria cometer suicídio. Recados como esse eram frequentes, e mais frequente ainda foi a resposta: “Leve a escória junto”. Vários membros do chan se prontificaram para pagar a passagem aérea de André, habitante de Penápolis, interior de SP, para Fortaleza, para que ele pudesse me matar e depois se suicidar. Na mesma noite, André saiu às ruas de sua pequena cidade, abordou duas moças que jamais havia visto, atirou pelas costas na nuca de uma delas, e se matou. Sua vítima, Luciana de Jesus do Nascimento, 27 anos, permaneceu vinte dias internada na UTI, e faleceu em 5 de julho. Para quem acha que mascus vão só fazer ameaças vazias, é bom se lembrar de Luciana.
Marcelo num vídeo deste ano,
em que aparecia gritando
"Viva Bolsonaro!"
Isto que contei aqui é apenas um resumo. Há muito, muito mais. Afinal, Marcelo e sua quadrilha me atacaram (e a muitas outras pessoas também) entre 2011 e 2012, e entre 2013 e 2018. Foram mais de sete anos de inúmeras ameaças (a mim e também a meu marido e minha mãe), de difamações, de mentiras contra mim, de sites no meu nome e no do meu marido. Nem mencionei a quadrilha ter enviado um email para o reitor da minha universidade, dois dias antes do Natal de 2016, prometendo um atentado a bomba que mataria 300 pessoas na UFC caso eu não fosse exonerada. Ou as ameaças e ataques que Marcelo e sua gangue fizeram a duas advogadas minhas quando uma juíza determinou que eu não precisaria ir a Curitiba ficar frente a frente com um psicopata que me ameaçava há anos, num dos processos que ele moveu contra mim. Pois é, é tão surreal que os caras que te atacam, ameaçam e difamam são os mesmos que tentam te processar por danos morais.
Muita gente me pergunta como aguentei tudo isso durante tanto tempo. Bom, eu sei que sou forte. Eu vejo como outras pessoas reagem quando são atacadas de um jeito muito mais discreto. Eu tenho uma certa maturidade, a vantagem de ter começado um blog feminista quando eu já tinha 40 anos. E é maravilhoso contar com meu marido, que sempre me apoiou. Meu bom humor também é uma defesa fundamental. Rir realmente é o melhor remédio muitas vezes. 
Mas talvez o principal motivo da minha resistência foi sempre lembrar quem eu sou, e quem são eles. Eles são seres cheios de ódio e não me atacam porque sou Lola (eles sequer me conhecem), mas por eu ser feminista. Um dos maiores elogios que já recebi foi do presidente da SaferNet, Thiago Tavares, que conheci num evento inspirador para jovens ativistas em Manaus, em agosto. Ele me elogiou por, apesar de todos os ataques recebidos, jamais me rebaixar ao nível dos misóginos. Não sou nenhuma santa, não tenho pena, mas não odeio Marcelo, nem quero sua morte, muito menos que ele seja torturado ou estuprado na prisão. Estou radiante com sua condenação e espero que ele fique na cadeia durante muitos anos. Mas sei que seu pior castigo é saber que, apesar de tanto esforço, ele não conseguiu nos calar. 

82 comentários:

Anônimo disse...

toma otário kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Ótima notícia!! Espero que ele mofe na cadeia!!

Anônimo disse...

Bem feito para ele, espero que você esteja bem querida.
Mas ainda tem a pergunta... Pq nos não podemos ter direito de odia-los ? Temos mais motivos para não gostar desses homens do que eles por nós mulheres. Não vejo mulheres matando homens por serem homens. A misoginia precisa ser jogada na cara dos homens todos os dias pq eles também tem responsabilidade com isso e a luta não deveria ser só das mulheres, já que seus semelhantes estão nos matando e ceifando nossa infância.

Anônimo disse...

Lola, nunca comentei por aqui, mas acompanho esse caso desde o comecinho e gostaria de dizer que fiquei muito feliz mesmo que ele vai ter que pagar pelos crimes. Te desejo tudo de melhor. Você é uma mulher incrível, forte e que merece todo o amor do mundo.

DiLuaa disse...

Você é uma guerreira e exemplo!
Parabéns pela vitória, que não é só sua, mas de todas nós!

Anônimo disse...

O masculinismo nunca teve muito futuro no Brasil, mas quem acabou com ele mesmo foram o Marcelo, o Emerson e o Wellington Menezes.

Por motivos óbvios, o negócio se transformou logo num imã para loucos desse naipe.

Nem Bolsonaro quer saber desses caras.

Anônimo disse...

Vc citou nessa postagem q a midia nao salientou que o atentado de realengo foi um crime de feminicidio, logico que nao salientaria, afinal, a lei nem havia sido sacionada ainda, e a prova cabal de q nao se tratava de feminicidio foi o fato dele nao matar ou atirar apenas em mulher, e ter deixado cartas e videos explicando os motivos q estavan longe de ser misoginia. Ele ate podia ter um odio por garotas, mas a principal motivacao foi terrorismo baseado em islamismo e traumas de BULLYING.

Numa sala de aula, na maioria das vezes tem mais garota que garoto, e estatistico.

jean canesqui disse...

Finalmente.

Meus parabéns por aguentado a carga da horda de orcs do senhor dos anéis com tanta compostura e altivez.

Enfim, uma boa notícia nesse ano em que elegeram um excremento maligno como presidente.

Curta a vitória!

E eu gostaria de sugerir para que transforme essa história de luta contra as trevas em um livro!

Anônimo disse...

14:14 opinião é diferente de ameaças de morte, estupro e tortura. Calúnia, injúria e difamação também não se confundem com 'opinião'. É a justa a condenação, vamos comemorar!

Unknown disse...

Lola, parabéns! Sua coragem sempre me inspirou, você é um exemplo de mulher guerreira. Obrigada pela luta!

Anônimo disse...

Essa é uma Vitória de todas as mulheres (mesmo as que se julgam anti-feministas) parabéns, Lola ❤

titia disse...

Parabéns Lola! Sua coragem é maravilhosa e um exemplo para todas nós!

Eu eu eu Marmelinho se fodeu!

Eu eu eu Marmelinho se fodeu!

13:54 como estão as coisas aí dentro da sua bunda?

Anônimo disse...

Misoginia tem que ser considerada como crime. Palavras ou frases misoginias tinham que ser criminalizadas. Precisamos de lei. O racismo é crime, logo, misoginia também deveria ser.
Desculpe, mas muitas feministas estão aí preocupadas em se "empoderar"(uma palavra superficial demais e é tratado como tal) e precisamos além de tudo de leis para nos proteger atitudes concretas para proteger as mulheres.
Enquanto muitas gritam "empodere-se!", mulheres estão sendo mortas e ameaçadas de estupro.
Frases misoginias passam despercebidas, apenas ficam ali... "frase misogina" porém, não é só uma frase : é ódio as mulheres

Julia Monticeli disse...

19:49
Tu é maravilhosa.
Tu merece muito viver em paz, longe desses seres horrorosos que são feitos de escuridão !
És uma inspiração e eu te acompanho desde o início do blog.
Hoje realizo meu doutorado em história e lembro da mulher que tu simboliza enquanto resistência !
sinta se abraçada 😀
A vitória não é só tua. É nossa!

Lilian disse...

Lola, que grande momento! Acompanhei parte dessa loucura toda e acho que é um alento que essa condenação tenha saído!E isso tem a ver a com mulher de fibra que voce é! Nesses tempos sinistros, diria que é uma das melhores notícias do ano!
Grande abço

Anônimo disse...

Comemoramos com vc Lola!!! Eu que particularmente acompanhei toda sua trajetória nesses ultimos anos e seus relatos no blog, todas as ameaças e dificuldades que enfrentou. Fico imensamente feliz de ver o desfecho disso agora. Felicidades minha querida!

Anônimo disse...

Progressão de Regime, Suspensão condicional da pena, Livramento condicional, Saídas Temporárias, Remição, Perdão Judicial, Indulto e ... Todos nos conhecemos esses termos e digo de passagem que eles fazem parte da "agenda" da esquerda.

Quarenta e um anos que podem serem transformados em oito ou dez anos no máximo.

Comemorando o que? Um vitoria de pírrica?

Unknown disse...

Lola, eu li sua história agora. Eu nan tinha conhecimento de tudo isso. Minha vontade e de chorar...sem dúvida a prisão é uma grande vitória, mas a frustração, angústia, tá aqui engasgada.

Liana hc disse...

Lola que ótima notícia! Fiquei acompanhando o caso, escrevi para diversas autoridades cobrando atuação no caso. Fiquei satisfeita com a decisão.

Sempre admirei sua confiança, dignidade e a sua persistência ao lidar com esse tipo de pessoa.

Felipe Escudero disse...

Sua vagabunda,filha da puta,eu vou te matar!

Felipe Escudero disse...

Filha da puta,aproveite bem esse natal e esse fim de ano,pois provavelmente será seu ultimo
eu tenho bastante bitcoins e dinheiro,não é problema,vou vender vender alguns bitcoins,e contratar alguém,para te matar,já que o Marcelo não conseguiu eu mesmo irei fazer isso,se preparar pq vc vai morrer sua desgraçada maldita.

Anônimo disse...

Denunciar esses dementes. Essa escória tem que ser toda banida da convivência com a sociedade, são lixos humanos, nada acrescentam a vida de ninguém.

O psicopata do Merdelo já foi, agora é colocar a PF atrás desses outros. E seguir feliz com a sua vida Lola, essa gentalha troll só merece o desprezo

Anônimo disse...

Olha esse Felipe Escudero. Tá pistola cara? Quer ser preso também? Seja homem e posta essas mensagens com o seu perfil real do Facebook.

Anw, esse Marcelo tá bem acabado para quem tem 33 anos. Bom, comer muita porcaria e não se exercitar faz isso.

David R. Medeiros disse...

É isso aí! Parabéns! Viva a justiça! Pau nesses cretinos misóginos! Que muitos outros desses machões covardes tenham o mesmo destino deste Marcelo!

Anônimo disse...

Mas será que ele ficará tudo isso? E o Engenheiro Emerson?

Anônimo disse...

Felipe Escudero, esse seu papo é velho, ninguém acredita mais nisso

Anônimo disse...

Sabe o que é mais engraçado disso tudo, Dolores? Você fica no twitter cobrando resposta da direita, falando que estamos calados, mas é você quem se calou sabendo que ele foi condenado por 2 crimes que até você sabe que ele NÃO cometeu e está aí, calada e comemorando.

Para condenarem ele pelo crime de compartilhamento de pornografia infantil, se basearam em prints do Dogolachan, que você sabe que é um imageboard anônimo, onde qualquer um pode postar. Também sabe que a postagem desse tipo de conteúdo nunca foi bem recebida lá porque isso obviamente causa problemas com o servidor/cloudflare e que esse crime em especial chama a atenção da polícia. Também chegou a ver que esse tipo de postagens eram rotineiramente feitas por desafetos do Psy, que postavam esse tipo de conteúdo e logo depois denunciavam ao host, para que a hospedagem do imageboard fosse encerrada e o chan "caísse" (como você já noticiou aqui -a "queda" do chan de Marcelo-). De toda forma, você, por acompanhar esse imageboard dele há anos, sabe muito bem, muito mesmo que ele não foi o autor das postagens com esse tipo de conteúdo.

Para o condenarem por terrorismo, usaram o caso dos e-mails que o GOEC enviou para a universidade da Prof. de Enfermagem e outros e-mails que o GOEC enviou para desafetos. Você, como ninguém sabe que esses e-mails foram de autoria do GOEC e sabe que o GOEC não é o Marcello, tanto que chegou a apontar alguns "suspeitos" de serem o Goec, e tanto que o Goec continuou postando no imageboard depois da prisão de Marcello.

Tendo ciência disso tudo, por qual motivo você continua exigindo respostas dos outros enquanto se cala vendo uma clara aberração jurídica acontecer? Não disse ao theinterceptbrasil que não o odeia e que não quer se rebaixar? Não parece.

Anônimo disse...

Não sei como a Lola concluiu que o Marcelo e sua quadrilha de pedófilos são masculinistas, pelo que eu saiba a polícia não falou nada sobre "masculinismo", quem chama esses criminosos de masculinistas é só a Lola. Se você digitar a palavra "masculinismo" no google encontrará vários blogs e fóruns REALMENTE MASCULINISTAS, mas não encontrará nenhuma referência a qualquer "chan" que seja. Acredito que a Lola saiba que esses criminosos não são masculinistas, mas mesmo assim quer rotulá-los de masculinistas para degradar a imagem do movimento masculinista. O bom de tudo é que quem procurar saber sobre o masculinismo e quiser se envolver com ele, JAMAIS vai encontrar qualquer referência sobre o Marcelo ou o Émerson, a não ser que seja neste blog.
Esses channers nem têm ideologia, a única coisa que eles sabem fazer é ficar dizendo besteiras na internet

Prof. Ane Santos disse...

Anon 02:02
Acompanhei a história de modo superficial, mas seu comentário parece infundado pelos seguintes motivos…
O cara ataca inúmeras vezes, faz ameaças, se envolve com gente suja, e é a Lola que tem que defende-lo e dizer que nem todos os crimes foram realizados por ele?
Se o fórum é anônimo e o cara não tem coragem de postar a própria autoria, como afirmar com certeza que não foi ele? Se as postagens eram feitas por desafetos, por que ele não fez nada? Ah, porque o fórum postava ameaças e outras coisas contra a lei, ele não poderia pedir ajuda da polícia né? rs
Além disso, postar pornografia infantil só não é permitida no grupo porque “chama a atenção da polícia”? Se não fosse este detalhe, então estaria liberado?
Ela tem todo o direito de exigir respostas de pessoas da "direita", visto que estava sendo ameaçada e um dos desafetos MATOU uma mulher inocente com apoio daquele grupo!
Admiro a Lola por dizer que não odeia o sujeito, depois de tudo que ele fez contra ela. Mas parece-me que a psicologia explica: é uma projeção do que falta ao indivíduo ou do que sente falta, etc, sobre outra pessoa (aleatória) que representa tais atributos.
Lola, sua força de vontade é enorme. Admiro-a muito, e leio seus posts há anos. Hoje estou no Mestrado, pesquisando feminismo.

Anônimo disse...

É cada comentário tão imbecil e cheio de má-fé que esses ridículos desses caras insistem em deixar aqui, mascus sem vida própria, lixos da humanidade, gentalha inútil e cansativa que só inspira desprezo.

Aqui todos amam a Lola e torcem por ela , quem não gosta ou não está interessado nos assuntos do blog e é uma pessoa NORMAL simplesmente não acessa o blog

Anônimo disse...

Hahahahahaha, eu adoro ver que A Lola está lá, feliz da vida curtindo merecidas férias enquanto os mascus idiotas ficam vomitando as idiotices deles aqui de madrugada.

Cambada de perdedores patéticos

lola disse...

Felipe Escudero, vou deixar suas ameaças aqui pros outros verem. Já que vc é tão corajoso e que Marcelo e sua gangue -- da qual vc sem dúvida faz parte -- não cometeram crime algum, apenas deram sua opinião (ameaçar alguém de morte é nada mais que uma opinião), vc não terá problema em deixar seu nome real e endereço aqui, certo? Como eu faço. Ou vc é apenas mais um mascuzinho covarde?


Aí vem outro da gangue defender o Marcelo e dizer que o pobrezinho que comete esses mesmos crimes há pelo menos 8 anos não cometeu todos esses crimes. E outro dizer que Marcelo e quadrilha não tem nada a ver com masculinismo, quando eu aponto há anos que a ideologia é a mesma, só muda a intensidade da misoginia, do racismo e da homofobia... Vcs não convencem ninguém.

Paulo Cunha disse...

Feliz Natal, Lola! Nós que acompanhamos suas postagens desde longa data estamos também felizes por você e pelos seus. Conte sempre com a gente.

Anônimo disse...

lola disse: "E outro dizer que Marcelo e quadrilha não tem nada a ver com masculinismo, quando eu aponto há anos que a ideologia é a mesma". De que ideologia você está falando? O Marcelo e esses channers não têm nem ideologia, a única coisa que eles fazem é difundir o ódio, nem falam em direitos dos homens, são completamente diferente dos masculinistas cujo discurso é sobre os direitos masculinos e a desigualdade social que fere os homens. Você diz que somos misóginos, homofóbicos e racista, então mostre! A única coisa que você sabe expor no seu blog são os crimes dessa mesma quadrilha de neonazistas para depois chamá-los de "masculinistas". Eu repito, quem procurar sites masculinistas na internet não vai encontrar nada de pedofilia, ameaças de morte e estupro ou quaisquer crimes que seja.
Agora vem uma feminista e usa o Marcelo e o Emerson para representar os masculinistas, isso se chama má fé. Se você não gosta do masculinismo ou dos masculinistas tudo bem, mas seja mais honesta no seu discurso.
E a polícia nunca disse que Wellington Menezes era masculinista não, na época a polícia disse que ele era simpático do islã, inclusive os islamitas brasileiros declararam que Wellington não pertencia ao islã na época. Além disso, concluíram que o Wellington tinha problemas mentais relacionados à esquizofrenia, não era alguém que decidiu matar crianças simplesmente porque era masculinista não. No mais, você quer resumir o atentado (que também teve vítimas masculinas) à misoginia pura, mas a polícia nem a imprensa fizeram isso porque foram coerentes e profissionais, até porque o discurso do Wellington era de alguém que não goza de perfeitas faculdades mentais

Rayssa Vasconcelos disse...

Oi Lola fiz psicologia na ufc, um dia te vi andando lá pelo meu bloco, perto do predio da história. Queria ter te dado um abraço mas fiquei envergonhada. Obrigada, Lola! Você é um orgulho para a gente!

lola disse...

Mascu das 10:47, não tenho tempo de responder pq vou viajar. Mas sim, a Polícia Federal sabia que Wellington era mascu e passou a investigar os fóruns mascus no dia seguinte ao massacre de Realengo. Tanto que vários blogs e fóruns mascus imediatamente fecharam. O maior blog mascu da época era o de Silvio Koerich. Ele fechou no mesmo dia. Como vc explica isso? Por que o maior blog mascu do Brasil fecharia as portas logo após o massacre (sem dar explicações) se não tivesse culpa no cartório?

Anônimo disse...

Respondendo o comentário da professora aí que eu esqueci o nome.
Se você acompanhou superficialmente, não leu a sentença e os Autos da Op. Intolerância e não leu a denúncia/sentença da OP. Bravatta, não temos nada a conversar e sua opinião foi descartada logo quando li isso. O caso é complexo e não é qualquer 15 minutos de leitura que vão dar condições para se concluir algo.

Anônimo disse...

Hahahahahaha, os mascus sem noção tentando jogar shades, criar intrigas, eles se ralam de inveja da popularidade e do fato de que milhares de pessoas adoram a Lola, enquanto eles são a escória odiados/desprezados por milhões. Ou que tem a indiferença total de milhões.

A vida de algumas pessoas é mesmo inútil,pra eles mesmos e pra todos que os cercam

Anônimo disse...

Nando moura é lixo igual a todos esses mascus desocupados postando aqui.

Criem seu próprio blog de lixo e fiquem vomitando por lá

Anônimo disse...

Essa gente pensa que todo mundo é idiota que nem eles são. Vejam aqui as "boas" intenções de Nando m. E muitos como ele: TRETAS PESADAS NO YOUTUBE: MIMIMI DE GANHOS E CARIDADE VIRA FORMA DE GANHAR VISIBILIDADE.

http://www.drycalys.com/2016/09/tretas-pesadas-no-youtube-mimimi-de.html

Anônimo disse...

Lola é porta voz e representante de toda uma comunidade feminista, humanista e basicamente decente. Como nossa porta voz ela nos representa e ao sofrer absurdas ameaças e ainda ser processada é nossa opção ajudá-la com as despesas ao ser obrigada a ir em outro estado nos defender.

Porta-voz dos nossos melhores sentimentos e ideias, ajuda mulheres e homens a pensar nos desafios dessa nossa sociedade doente. Obrigada Lola pelo seu blog

Anônimo disse...

Fiquei muito triste em saber por tudo o que você passou, Lola. Você é uma mulher muito forte. Obrigado pelo seu blog, por suas postagens e por não desistir.

Leyata Hinashiro disse...

Man, eu tive que dar uma pausa e tomar água, pois eu realmente fiquei branca lendo sua história.
Vc é Uma guerreira, uma amazona!

Marina Oliveira disse...

Ai Lolinha, coooorre que a mascuzada tah putaça aqui nos comentários!Hahahahahaha
Mais uma vez te parabenizo pela forla Lola e agradeço por insistir em ser esse sopro se ar fresco nas internets!!Obrigada!

Anônimo disse...

Cagando Moura continua a cagar na cabeça dos inscritos de seu canal, pois imbecilidade não tem cura e está a predominar no Brasil. O cara tem um curso online para "ensinar " a ficar rico e cobra mil reais a inscrição, infelizmente brasileiro é fácil ser feito de trouxa, compra a "idéia" usa as últimas economias para pagar e caso não dê certo o mantra mais conhecido será diro: você não se esforçou o suficiente por isso não prosperou. É cada uma. Não precisa ser esperto para enganar as pessoas no Brasil, pois ainda caem no golpe do bilhete premiado, embora TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO avisem, façam matérias, alertem o tempo todo.

Anônimo disse...

Quem fazia parte da rede social Orkut entre 2004 a 2008 sabe muito bem que masculinismo é sinônimo de ameaças, abusos, acuações, basta lembrar de grupos fechados nesta mesma rede social de nomes como "O lado obscuro das mulheres , "Mulher gosta de homem babaca " fora o blog administrado por Silvio Koerich e estas mesmas comunidades também. Existia também cara chamado Doutrinador, havia um perfil e um blog masculinista com este nome (agora quem doutrina quem? ). Os comentaristas nestes blogs e grupos eram o Emerson e o Marcelo, porém com perfis fake e o conteúdo das matérias violento, misógino e alguns incentivavam suicídio de mulheres e este tipo de prática é crime hediondo, invadiam outras comunidades no Orkut para arrumar adeptos e agredir, ofender e ameaçar mulheres, mesmo quando o conteúdo não condizia com eles e seus objetivos violentos. Devido ao massacre do Realengo muitos blogs e páginas mascilinistas sumiram como é o caso do blog do Doutrinador, embora o mesmo posou de vítima, pois era acusado de incitar o Wellington a cometer os crimes. Então, por favor, pare de mentir. Eu tinha perfil no Orkut na época e sei bem o modus operandis de seres como vocês. Entendo o que a Lola passou e ainda pode vir a passar. A maioria trabalha ou tem bons conhecimentos em tecnologia da informação e usa isso para prejudicar, subjugar, violar e até matar, sei bem do que vocês são capazes, mas agora estão respaldados, pois pessoas de sua admiração como o cambalacheiro metido a filósofo e o bolsonero são seu porto seguro para continuarem a ameaçar, acuar, mentir.

Unknown disse...

Lolitaaaa, feliz de saber de tudo isso depois de ler o teu relato. Fiz questão de compartilhar. Tenho muito orgulho de você. Saudades tuas e do maridão. Vou ficar de olho em você. Grande beijo e feliz, espero, 2019.

Unknown disse...

Sou a Carmen, apareceu como unknown.

William Jaber Júnior disse...

Olá, Lola! Por diversos motivos fazia tempo que não vinha olhar o blog, apesar de já na época da prisão ter ficado sabendo por outros veículos de informação, foi bom ler este seu texto hoje, relembrar toda essa sua luta que você trava há tantos anos, e ver que você venceu.
Não sabia deste ataque do Kyo, triste por essa moça que só estava vivendo sua vida e acabou sendo morta por um louco que nem conhecia. Mas tenho certeza que se não fosse por tantas mulheres como você que não se calam, a força e coragem deles seriam maiores e teriam muito mais Lucianas do que já tem.
Mais uma vez, continue forte, continue com o blog que mesmo não sendo lido por mim diariamente como antes, é um lugar que eu sempre volto. E apesar de bolsomerda, de tanto mal, é um lugar onde sempre encontro forças, tenho certeza que muitas outras pessoas também.
Todo apoio a vocês mulheres fortes e feministas!

Kittsu disse...

Parabéns, muito bom saber que algo será feito desses marginais.

Anônimo disse...

lola, a polícia não disse que Wellington era masculinista coisa nenhuma, fiz uma busca na internet e a única pessoa que eu encontro falando isso é você mesma. Já que você diz que a polícia afirmou isso, cadê o link para o depoimento do policial?
Quanto ao blog do Silvio Koerich, ele é de autoria do Marcelo Mello, Marcelo criou o site para incriminar o verdadeiro Silvio Koerich (que tinha um blog antes). Então, novamente você está resumindo o masculinismo aos crimes do Marcelo Melo que NÃO TEM NADA A VER COM OS MASCULINISTAS

lola aronovich disse...

Como vc é insistente em querer ver suas mentiras publicadas, mascutroll! Sua busca não foi muito bem feita, porque há várias notícias ligando os mascus Marcelo e Emerson com o massacre de Realengo, como esta ("Polícia Federal prende dois homens que apoiaram o autor do massacre de Realengo na internet") e esta ("PF prende simpatizantes do maníaco de Realengo"). Wellington era mascu, mas a polícia raramente falou em masculinismo. O fato é que a PF passou a investigar blogs e fóruns mascus no dia seguinte ao massacre de Realengo. Outro fato incontestável é que várias páginas mascus fecharam as portas imediatamente porque sabiam que Wellington era mascu e que mascus estavam sendo investigados. Mais um fato: o blog mascu mais popular na época era o de Silvio Koerich, que simplesmente parou de ser atualizado (sem nenhuma explicação do autor) no mesmo dia do massacre. Só 6 meses depois o blog foi usado por Marcelo e Emerson para divulgar mensagens de ódio (não que o que o "Silvio Koerich" original fazia não era ódio). Por que o blog do Silvio Koerich parou de ser atualizado no dia seguinte ao massacre, se Wellington não era mascu e se mascus, como vc insiste, não tinham nada a ver com Realengo? Além do mais, o massacre do Realengo é apenas um dos muitos assassinatos em massa cometidos por mascus. Ou George Sodini, Eliot Rodger e tantos outros que mataram muita gente não eram mascus?

Anônimo disse...

Os dois links que você postou só provam que Emerson Eduardo Rodrigues e Marcelo Valle Silveira Mello estavam envolvidos com Wellington Menezes de Oliveira (o que é verdade), mas não afirmam que OS *MASCULINISTAS* incentivaram o massacre. Em momento algum eu disse que Marcelo e Emerson não são criminosos, eles de fato são CRIMINOSOS (pedófilos, racistas e misóginos), eu só não concordo em você resumir o movimento masculinista ao Emerson e ao Marcelo como você sempre faz, eles nem são masculinistas de fato. Se você quiser excluir minhas postagens (você não gosta da liberdade de expressão) ao invés de debater é melhor ligar logo a moderação dos comentários (é assim que você faz quando é contrariada), porque eu não vou desistir de me expressar enquanto eu puder. E você chama Emerson e Marcelo de mascus e depois vem me chamar de "mascu" TAMBÉM, colocando todos nós no mesmo pacote e ainda quer que eu aceite isso passivamente.

Anônimo disse...

O rapaz esquece que muitos mascilinistas trabalham ou tem bons conhecimentos em tecnologia da informação, engenharia da computação (inclusive este pode ser o seu caso comentarista das 00:21) e podem muito bem apagar todo e qualquer vestígio de crimes digitais principalmente. Eu tinha perfil no Orkut entre 2004 a 2008 e sei muito bem como era a abordagem em comunidades que não tinham nada haver com masculinismo, grupos e comunidades abertas de música, cinema, variedades que eram "invadidas " para conseguir adeptos, fomentar a discórdia, estimular agressividade, violência, ameaças e misoginia contra mulheres que faziam parte. Então, tenha o bom senso e pare de mentir.

Anônimo disse...

Lola é porta voz e representante de toda uma comunidade feminista, humanista e basicamente decente. Como nossa porta voz ela nos representa e ao sofrer absurdas ameaças e ainda ser processada é nossa opção ajudá-la com as despesas ao ser obrigada a ir em outro estado nos defender.

Porta-voz dos nossos melhores sentimentos e ideias, ajuda mulheres e homens a pensar nos desafios dessa nossa sociedade doente. Obrigada Lola pelo seu blog

Anônimo disse...

I Anon 7:39, perfeito. Eles ficam achando que se ficarem trollando os blogs feministas vão conseguir afastar mulheres do movimento, pobres imbecis.

Minha visão sobre eles: TUDO ENRUSTIDO, gays enrustidos todos eles, misóginos é claro sinal disso. Problema deles, quero que esses anormais se matem, eles são lixo, escória da sociedade, todos tem nojo dessa gentalha. Todo gay assumido que conheço está ótimo, só não vive melhor por causa dos preconceitos da sociedade. Já os enrustidos ( eles pensam que não mas galera em volta deles intui bem a situação) são em geral esses que se dizem homens de bem e depois jogam filhas/ esposas pela janela.

Anônimo disse...

Adoro quando a Lola volta e deleta todos esses posts lixos desses lixos humanos que ficam vomitando as idiotices doentes deles aqui.

Cambadas de desocupados inúteis que todos odeiam e/ou desprezam totalmente.

Anônimo disse...

Achei homofóbico seu comentário, colega.

Anônimo disse...

Condenação mais do que justa, só demorou demais pra ser preso esse maluco. Agora a PF já não demora tanto pra ir atrás desse malucos da internet, graças a lei Lola!

Anônimo disse...

Lola é porta voz e representante de toda uma comunidade feminista, humanista e basicamente decente. Como nossa porta voz ela nos representa e ao sofrer absurdas ameaças e ainda ser processada é nossa opção ajudá-la com as despesas ao ser obrigada a ir em outro estado nos defender.

Porta-voz dos nossos melhores sentimentos e ideias, ajuda mulheres e homens a pensar nos desafios dessa nossa sociedade doente. Obrigada Lola pelo seu blog

Anônimo disse...

Adoro quando a Lola volta e deleta todos esses posts lixos desses lixos humanos que ficam vomitando as idiotices doentes deles aqui.

Cambadas de desocupados inúteis que todos odeiam e/ou desprezam totalmente.

Kasturba disse...

Lolinha querida, quase não tenho mais tempo de acessar a internet, menos ainda de comentar nos blogs que sigo, porque estou com neném pequeno (que é bem espertinho e sabe que nenhum lugar é tão bom quanto o colinho da mamãe), mas não poderia deixar de vir aqui dizer como essa notícia me deixou feliz!!! Esse pelo menos não irá mais te perturbar.
Que bom que crimes contra mulheres estão cada dia sendo menos tolerados.
Mascus estão com seus dias contados. E você é uma das mais dedicadas nessa luta contra esses vriminosos. Parabéns

MonaLisa Eternal disse...

Você é minha heroína, inspiração.

Força Lola.

Beijos

Denise disse...

Excelente noticia! Parabens, Lola, pela sua garra e perseveranca!

Anônimo disse...

Muito obrigada pela força e inspiração!

Hanna Ribeiro disse...

No Brasil a lei não permite que ninguém fique mais de 30 anos na cadeia. Essa é a pena máxima. Então pq algumas pessoas são condenadas a mais tempo? Para garantir que fiquem mts anos presas, msm se conseguirem várias reduções por bom comportamento e etc. Com uma condenação de 41 anos, esse cara ficará pelo menos 10 anos preso. E acredite, 10 anos em presidios brasileiros é uma eternidade. É mais do que a maioria consegue aguentar. A vida na cadeia não é fácil, ainda mais para quem tem envolvimento com pedofilia. Esse cara vai colher o que plantou, com certeza.

Unknown disse...

Você é um símbolo da resistência, perseverança e, sobretudo, justiça. Quem acha que ataques virtuais não afetam a nossa vida, nunca teve um louco na sua cola, fazendo com que vc mude hábitos, tenha que modificar percursos, evitar horários e locais. Sem falar em como isso abala nosso psicológico, muda a gente de dentro pra fora. Orgulhoso por vc ser tão confiante na sua vitória. Que a nossa lei aprenda ao menos um pouco do tanto que aprendemos com esse teu relato de pura resiliência. Obrigado, Lola!

Gisele Sanches disse...

Nossa! Estou impactada com sua sua história!
Parabéns pela coragem e pela luta!

Rod Vepea disse...

Que ótimo depoimento. Uma verdadeira saga. Parabéns, tudo de bom pra sua vida!

Anônimo disse...

Linda, sou homem, mas sua atitude e resistência me inspiraram muito também! Felicidades.

Jhonn Willian disse...

Lola, você é genial demais, já te conhecia há alguns anos justamente pelas notícias relacionadas a esse psicopata, mas na época eu era mais novo e não entendia muito bem a gravidade da situação qual você foi exposta muito menos da psicopatia do condenado. Li seu texto agora seguindo o link da sua resposta ao Henry no Twitter e fiquei inspirado e maravilhado com a sua luta. Obrigado por nos dar esperança de seguir em frente e lutar por um mundo mais justo.

Anônimo disse...

Maravilhosa e genial. Parabéns pela sua força. Infelizmente, só conheci tua história devido aos terríveis ataques recentes. Apesar de tudo, nunca perca sua luz.

Anônimo disse...

Uma das histórias mais fortes que já li. Seu texto me inspirou a ser uma pessoa mais forte, assim como você, batalhadora. Obrigado.

Anônimo disse...

Parabéns Lola ! Voxe

Júlia Meinerz disse...

Parabéns! Conheci seu site hoje, através dessa leitura... Dias atrás uma pessoa importante para mim, questinou o que o feminismo fazia (de positivo), compartilharei seu site para responder a questão. Gratidão! 🙌

William disse...

Boa tarde e me desculpe por me atrever a responder sua pergunta para a @lola...
Pelo que sinto e pude perceber da lola, no momento em que ela se deixar levar pelo ODIO,se tornará uma espécie de cópia deles, acho que eles se deliciariam com isso e usariam contra ela própria

Anônimo disse...

Foque no YouTube...desde a época do masculinitude,a real..etc..etc...agr falam de redpill referência ao filme Matrix.
Idolatram N.A.,Julian Blanc...Quer achar o gado comece por aí.
GUILHERME TAUCCI NÃO É UM HERÓI!!!

Christian disse...

Fico emocionado em ler uma notícia assim, não sou leitor assíduo do blog da Lola, mas a acompanho esporadicamente, desde o início do blog e sempre soube do sofrimento de passar por tantos anos de ameaças por criminosos.
Todos nós saimos ganhamos, há um sopro de Justiça nesse nosso país.

Arnilha disse...

Lolla, triste demais em ler tudo isso e saber pelo o que você passou. Esses "homens" são a escória da escória... é surreal.

Fiquei com uma dúvida em relação ao trecho que você cita Olavo de Carvalho e Roger como divulgadores de um desses sites. Eles foram indiciados por isso? Se não, ainda dá tempo?

Forte Abraço.

Anônimo disse...

Hm acho q já acharam outro comandante pro grupo

Anônimo disse...

goec está de volta
goec nunca foi embora
ele mora no canada ou alemanha
é um traficante do breu

Goec lixo:
https://vimeo.com/266966237

É ixpertinho o gordo, ele parou de usar o issu para culpar o Marcelo:
https://issuu.com/goec

Anônimo disse...

Fiz parte da comunidade "o lado obscuro das mulheres".
As intenções e objetivos daquela comunidade eram nobres, eu e alguns outros caras tentamos chamar a atenção dos caras para o verdadeiro problema.
Havia um mantra que repetíamos sempre: Seu principal inimigo é você mesmo. O culpado pela sua situação atual é você. O único responsável pela sua vida é você.
Tentamos muito, com muita paciência, fazer os guris entender que a responsabilidade pelo fracasso deles era deles mesmos.
A maioria dos frequentadores eram adolescentes ou jovens adultos imaturos. Guris cujas rotinas se resumiam a consumir pornografia, se masturbar e jogar videogame.
Estimulamos a prática de exercícios físicos, o desenvolvimento do hábito de leitura, o resgate da alta cultura, o contato com os clássicos, a dedicação aos estudos como forma de obter um bom emprego, ou seja, um desenvolvimento pessoal mesmo.
Sempre falamos que a culpa do fracasso com o sexo oposto era dos caras mesmo e que eles não poderiam culpar as mulheres por se recusarem a se relacionar com uns punheteiros viciados em pornografia cuja única atividade era jogar videogame e depender do dinheiro do papai.
Enjoamos de falar que precisavam se desenvolver como pessoas, como seres humanos, como homens e assumir as rédeas das próprias vidas, a começar por assumir as responsabilidades por seus próprios atos e estudar para alcançar algo na vida.

Porém, foi um esforço em vão, a maioria queria mesmo era se vitimizar e responsabilizar as mulheres por seus fracassos, eles realmente achavam que tinham um direito adquirido de terem as "melhores" mulheres à sua disposição e que se não conseguiam acesso a essas mulheres, era por culpa delas e não deles serem desinteressantes e inúteis.

Um dos absurdos que sempre presenciava lá era que eles queriam arrumar uma namorada virgem mas, ao mesmo tempo, não admitiam que essa namorada virgem se recusasse a manter relações sexuais com eles.
Incongruências desse tipo.

Mas ainda teve um grupo pior, porque o pessoal da comunidade no geral respeitava bastante a moderação, mas teve um grupo de dissidentes cujo discurso era radical demais para sequer ser tolerado e foram todos banidos que criaram um outro grupo, o tal dos "sanctos". Esses sim eram barra pesada, eles que cunharam essa expressão de "depósito de porra" para se referir às mulheres, chamavam-nas de "merdalher" e várias outras coisas.

A intenção da comunidade era boa, digo isso de coração, era despertar os caras para um amadurecimento, para desenvolvimento pessoal.
Mas infelizmente não tivemos sucesso.