segunda-feira, 9 de abril de 2012

REALENGO E PRISÃO DOS SANCTOS. E NÃO SE FALA EM MISOGINIA

Um ano depois, garota lê homenagem às meninas mortas em Realengo

Sábado marcou um ano do massacre de Realengo, a terrível tragédia em que o ex-aluno Wellington, rapaz tímido e anti-sociável de 23 anos, entrou na escola municipal do RJ e matou doze crianças. Ele foi atingido por um policial e se matou em seguida, com um tiro na cabeça. Foi o pior massacre deste tipo no Brasil.
A mídia, pra variar, não soube explicar o que aconteceu. Para tentar justificar a desproporção no gênero das vítimas (dez meninas e dois meninos, tod@s entre 12 e 14 anos), inventou hipóteses machistas, como que meninas sentam-se na frente da sala, ou (pasmem) correm menos rápido que meninos, e por isso foram alvejadas. Hoje sabe-se com total clareza que Wellington queria matar garotas, consideradas por ele “seres impuros”. Ele atirava nos braços dos meninos e na cabeça das meninas. Na época não se chamou o massacre pelo nome: feminicídio, hate crime. Ué, quando pessoas são mortas por características comuns (como só matar negros, ou só matar homossexuais, ou só matar mulheres, ou só matar judeus), chamamos de crimes de ódio. Mas, mesmo um ano depois do massacre, a mídia ainda se recusa a falar em crime de ódio ou feminicídio. Por quê? Talvez porque misoginia esteja tão incrustada na nossa sociedade que ela nem desperte atenção?
Foi interessante observar esse silêncio em torno do tema no mês passado, quando foram presos dois acusados de serem os responsáveis por um blog de ódio. O blog dos mascus sanctos atirava (e continua atirando, pois ainda está no ar) para todos os lados, e lá pede-se a morte de gays, negros, esquerdistas, animais de estimação. Mas não é preciso ser feminista pra perceber que o tema persistente no blog é o ódio às mulheres. Mesmo assim, muitos dos veículos que deram a notícia da prisão esqueceram o “detalhe” da misoginia, e descreveram o blog apenas como racista e homofóbico. Como se a misoginia não fosse a razão de ser do blog! Os sanctos não existiriam se não fossem movidos pela misoginia! Mascus não existiriam. Realengo não existiria!
E o que o blog de ódio tem a ver com o massacre de Realengo? Muita coisa. Pra começar, quando aconteceu o massacre, a polícia investigou vários blogs e fóruns masculinistas, porque havia a forte suspeita que Wellington era um frequentador assíduo desses espaços. Eu já lia algumas comunidades mascus na época e pude ver a revoada que ocorreu: perfis foram fechados correndo, blogs foram deletados. Foi um deus nos acuda. Todos aqueles mascus machões (mas nem tanto pra assinarem com o própiro nome suas loucuras de ódio) saíram correndo com medo da polícia. Um que sumiu de vez foi logo o maior expoente mascu no Brasil, Silvio Koerich. Ele abandonou seus seguidores fiéis, os Guerreiros da Real, e só deu as caras (modo de dizer) meses depois para, sem nenhuma explicação, fechar o blog, jogado às traças desde abril. Mas aquela dúzia de mascus mais radicais, autodenominados sanctos, e liderados pelo Engenheiro Emerson, já havia se apossado do nome popular de Koerich. E, em agosto, passaram a usar o blog dele para propagar ódio. Mais ódio, diga-se de passagem, porque é ingenuidade pensar que o Koerich original era muito melhor. O masculinismo, tanto aqui como em outros países, é um movimento de ódio contra as mulheres. Não é à toa que vários atiradores que cometeram massacres (feminicídios, pra ser mais exata) nos últimos anos eram mascus. Ou que os blogs mascus saúdem e justifiquem os atos desses assassinos.
Mês passado, quando a polícia prendeu em Curitiba Emerson e Marcelo, duas notícias foram divulgadas: que eles planejavam repetir Realengo, desta vez nas Ciências Sociais da UnB, e que eles haviam incentivado Wellington a cometer o massacre. Neste sábado último, o blog de ódio publicou o log da conversa que supostamente teve com o atirador (aqui, chamado de Jorge W. Sancto):

(17:59:50) Jorge W. Sancto: Mestre, posso falar com você um minuto?
(17:59:58) Silvio Koerich: Pode dizer
(18:00:25) Jorge W. Sancto: Você faria uma atitude em defesa dos nossos irmãos?
(18:01:08) Silvio Koerich: Já, estou fazendo, comando a real, e uma manada de bufalos via orkut. penso em fazer um site
(18:02:04) Jorge W. Sancto: mesmo q seja necessário dar a vida por eles?
(18:02:26) Silvio Koerich: como assim?
(18:02:43) Jorge W. Sancto: queria um conselho seu
(18:02:55) Silvio Koerich: peça
(18:04:25) Jorge W. Sancto: Numa escola que eu estudei em realengo, eu fui muito ridicularizado, todos riam e debochavam de mim, percebo que a sociedade de hoje é cruel, muitos de nossos irmãos estão passando pela mesma humilhação q passei e ninguém faz nada pela causa
(18:05:03) Silvio Koerich: a real sem ky é o seguinte. eles apenas batiam em você para fazer bonito para essas depositos de porra. as mulheres riam de você quando faziam bullyg contigo?
(18:05:50) Jorge W. Sancto: sim inclusive elas riam de mim
(18:06:50) Silvio Koerich: tudo que você se tornou hoje, foi graças as mulheres, elas te destruiram e continuam destruindo e vão continuar a destruir os homens de bem de hoje
(18:08:02) Jorge W. Sancto: Silvio, eu quero tomar uma atitude, mesmo que seja necessário entregar minha vida, pelos nossos irmãos
(18:08:15) Silvio Koerich: você tem certeza do que está dizendo?
(18:08:24) Jorge W. Sancto: Sim
(18:08:45) Silvio Koerich: Cara não quero perder meu tempo contigo mas você tiver falando serio, eu vou te aconselhar no que você deve fazer. pela ultima vez darei apenas 2 opções para você escolha uma delas: 1: Você esquece de tudo isso, se conforme, vá viver a sua vida. 2: Tomar uma atitude radcal, pela causa, pela real.
(18:10:34) Jorge W. Sancto: 2
(18:12:32) Silvio Koerich: Ok, você, precisa centrar seu ódio na raiz do problema, que foi a escola de onde você estudou, primeiro você precisa deixar a barba crescer para que não te reconheçam, vá lá antes, conhecer o terreno. As armas você pode conseguir afora. Você precisa deixar seu ódio seu fluir, lembre-se que a principal culpada de você estar assim são as mulheres, por isso matar apenas elas, atire de preferencia nelas, para o mundo ver sua misoginia.
(18:16:00) Jorge W. Sancto: Silvio, eu me sinto um covarde, em entregar minha vida no final, oq você pensa sobre isso.
(18:16:55) Silvio Koerich: Seguinte, precisa de muita coragem para tirar a própria vida do que tirar a vida de outros, você está fazendo esses 2 atos ao mesmo tempo, vão reconhecer a causa.
(18:17:02) Jorge W. Sancto: que é o bullyng
(18:17:16) Silvio Koerich: E a misoginia tbm, por isso você tem que matar mais mulheres
(18:17:37) Jorge W. Sancto: Entendo
(18:18:01) Silvio Koerich: Sua morte, não poderá ser em vão. você precisa fazer vídeos, dedicando tudo pela causa. isso vai despertar as massas, e a midia judaica, vai por seu video para o povo ver, e isso é bom, vai espalhar a palavra sancta na mente desses hipocritas
(18:19:25) Jorge W. Sancto: Posso dedicar a causa e falar de você tbm que sempre me ajudou?
(18:19:58) Silvio Koerich: Não, ainda eu preciso fazer um blog de dominio proprio, e por enquanto não quero atenção alguma voltada a mim, fora do orkut
(18:20:18) Jorge W. Sancto: Me aconselha q temas a falar no video?
(18:20:32) Silvio Koerich: Siga o que seu coração mandar. eu acredito em você, tire algumas fotos tbm
(18:21:04) Jorge W. Sancto: Obrigado por tudo Sílvio Koerich, você sempre me ajudou. essa é então a ultima vez que conversamos
(18:21:50) Silvio Koerich: Você será lembrado, mas infelizmente, sera odiado assim como Jesus cristo foi. mas um dia lhe darão razão. Só Deus pode lhe julgar nessa jornada. Os impuros, não podem nos tocar
(18:23:17) Jorge W. Sancto: Pelos nossos irmãos
(18:24:06) Silvio Koerich: A partir dessa conversa que tivemos. Não entre mais na internet, ou mecha na sua comunidade do orkut. até ela sera lembrada e seus rastros virtuais ficarão por toda a eternidade. E delete esse log dessa conversa nossa e de todos os guerreiros da real pois a policia pode ver nossa conversa
(18:25:16) Jorge W. Sancto: Ok
(18:26:30) Silvio Koerich: que a força esteja com você. Adeus
(18:26:46) Jorge W. Sancto: Adeus

Esta conversa pode muito bem ser mais uma ficção da mente desses lunáticos que são os sanctos. Afinal, eles se aproveitam de qualquer fato midiático (o playboy que quebrou o braço de uma moça numa boate em Natal, por exemplo) para aparecerem. Mas pode também não ser. Os fatos continuam sendo esses: 1) o massacre de Realengo foi evidentemente motivado pela misoginia, tanto que o assassino atirou nas meninas; 2) imediatamente após o massacre, a polícia já estava investigando ligações entre Wellington e comunidades masculinistas; 3) os mascus conhecem muito bem essas ligações, tanto que deletaram perfis e blogs; 4) os sanctos sempre disseram estar por trás de Wellington; 5) a polícia, agora em março, alegou que Emerson e Marcelo incentivaram Wellington a cometer o massacre; e 6) o blog de ódio, que trata Wellington como herói e mártir, publicou este diálogo, que pode ser fake. Esses são fatos, não especulações.
São indícios muito fortes, a meu ver, de uma ligação real entre mascus e Wellington. Portanto, a polícia precisa manter Emerson e Marcelo na cadeia, sem habeas corpus, sem a possibilidade de responderem em liberdade, precisa prender urgentemente os demais sanctos, que seguem agindo, persistindo nas ameaças, e precisa, óbvio, tirar o blog de ódio do ar. Se for comprovado que os sanctos realmente instruíram Wellington a matar doze crianças, eles devem pegar penas muito maiores. Vamos torcer pra que isso aconteça.
Até lá, que tal a mídia descobrir o assunto e começar a falar de misoginia e feminicídio? Não é possível que um blog pessoal, escrito por uma só mulher que não é jornalista nem vive do blog, seja o único que ligue os pontinhos. Vocês juram, editores de veículos de comunicação, que este tema não merece uma pauta?

141 comentários:

Anônimo disse...

Essa conversa ta mto exagerada, tem cara de fake.

Anônimo disse...

Nessa primeira foto...GESSICA com g é? Eita...

Thaís Campolina disse...

E isso de não dar nome certo aos crimes, não falar que é motivado por misoginia, não falar que isso é feminicídio, não dar destaque ao fato que a intenção era matar meninas e não meninos só contribui ainda mais pra invisibilidade da violência contra a mulher e também pra má impressão que o feminismo passa, quem nunca ouviu a mídia falar que o machismo mata, que mulheres morrem e apanham por serem mulheres, acha tudo um grande exagero.

Um ano depois e as pessoas ainda acham que o que aconteceu em Realengo foi um crime comum. :/

Sara disse...

Lola às vezes penso que ha algo de muito podre por detrás dessa imprensa e da justiça, é muito obvio o que aconteceu em realengo, mas não se vê reportagens falando sobre o que aconteceu de verdade.
As únicas declarações falando a respeito do feminicidio que aconteceu ali foram de vítimas que sobreviveram, curiosamente de um menino estudante da escola que deu entrevista e falou que o assassino covarde disse a ele que não precisava se preocupar, que ele só queria matar as meninas.
Um fato tão grave como essa declaração nem foi noticiado com destaque, ficam repetindo que foi o bullying que motivou aquele monstro nojento a fazer o que fez.
A justiça também não tem protegido as mulheres como deveria, basta ver o caso da promotora de justiça morta por seu marido, pra se ter uma vaga ideia do que acontece com mulheres comuns que procuram a aplicação das leis quando são agredidas.
O que ha por traz desses descasos da justiça e ocultação da verdade pela mídia?
Às vezes parece um movimento orquestrado contra o feminismo.
Fica difícil acreditar que vão investigar a fundo todos os crimes asquerosos que esses monstros cometeram e continuam a cometer, porque fica a impressão de que existe um movimento no sentido de tolher o feminismo.
A quem serve essa midia manipuladora e essa justiça omissa em relação as mulheres?

General da Real disse...

A Lola não tem medo mesmo de ser processada

Raphael disse...

Proibir misoginia acabaria com a misoginia? O_o


Conte-me mais como proibir assalto, agressão e drogas fez o mundo se tornar uma utopia....


PS: E tu ainda não me respondeu minha pergunta intrigante da humanidade T__T

Rose disse...

Se um louco desses entrasse num ambiente tipicamente feminino (sei lá, um salão de beleza)atirando e matando as 10 mulheres que lá estivessem e se nesse ambiente tivesse um cãozinho e este fosse alvejado e morto também e pertencia a ex companheira desse homem 9e que tambem foi morta). Certamente a manchete que sairia seria algo como: POR AMOR HOMEM INVADE SALÂO E MATA CÃO DA EX. A reportagem seria em torno do quão apaixonado ele era pela ex. Alguém diria que ele era um homem bom e que nunca tinha feito nada de mal (se ex estivesse num relacionamento novo, isso seria destacado)e, no fim da reportagem, quase no rodapé da pagina, uma nota discreta dizendo: as outras vítimas foram levadas ao hospital, mas nenhuma sobreviveu.
PS.: Não estou culpando a imprensa pela ação do homem, mas dito dessa forma, sentimos dó do cãozinho, sentimos uma certa empatia com o homem, esquecemos que as moças foram mortas torpemente e aceitamos com uma certa naturalidade os outros casos (muitos) de assassinatos de mulheres pelos seus ex (ou atuais) companheiros.

Anônimo disse...

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1073131-agencias-lancam-ofensiva-por-publicidade-infantil.shtml

Lord Anderson disse...

Verdade Lola

Não sei se é algo proposital ou mais um sintoma do machismo da nossa sociedade.

Mas é fato que a impressa se recusa a dar o nome correto a esse crime e esses canalhas continuem livres pra propagar seu odio e quem denincia tem que ser visto como exagerado ou alarmista.

Revoltante.

Lord Anderson disse...

E triste tb ver que num topico que fala de algo tão brutal quanto assassinato, tem pessoas que não se envergonham de vir falar asneiras.

Devo estar ficando velho, pq na minha adolescencia ninguem tinha orgulho de ser imbecil.

Maria disse...

Thais, a pior parte é que o que aconteceu em Realengo É um crime comum.

Lord Anderson disse...

Mascul da Real

é pq a Lola sabe que esta falando a verdade alem do que seus amigos são covardes demais para ir a publico tentar processa-la.

Mordred disse...

Por ainda ser um crime comum que deveríamos exigir uma legislação especifica para crimes de ódio. E respondendo ao que perguntaram aí em cima, criminalizar não vai acabar com a misoginia mas vai trazer a tona o debate e quem sabe as pessoas podem começar a se envergonhar de ser misógino. Graças a criminalização do racismo, vivemos em um país onde pelo menos tentam disfarçar o racismo e de 15 para cá o racismo deixou de ser socialmente aceitável. As pessoas entenderam que não gostar de negros não é uma questão de mera opinião.

Mordred disse...

Opa, misóginas*

Niemi Hyyrynen disse...

Concordo com a Mordred

Criminalizar a misogina não vai resolver o problema de imediato, mas fará com que as pessoas parem para pensar sobre esse assunto, aconteceu com o racismo, pq não dar certo tb com a misoginia e homofobia?

Isso me faz pensar na bancada evangélica, eles fazem grande lobby no congresso pq sabem que as bobagens que dizem para ganhar publico não poderão ser tão facilmente exploradas se isso se tornar crime.

Felix, the Belle disse...

Lola! Adorei o post! Foi muito esclarecedor pra mim! Me ajudou que você não tem idéia! Obrigada e continue com seu ótimo trabalho!

Mordred disse...

Pois é... Eles usam a bíblia para justificar misoginia e homofobia, mas porque não fazem o mesmo para justificar o racismo? Será porque é crime? Estão com medo de perder mercado, isso sim.

Carol NLG disse...

Hmm... bom, em primeiro lugar, sobre a misoginia. Sim, só a imprensa não quis ver - ou divulgar - que aquele caso foi claramente um crime de ódio.

Mas essa conversa tá parecendo muito forçada. Muito bem escrita. E pela minha (pouquíssima) experiência com mascus, eles não primam pela norma escrita. Não duvido, aliás, tenho certeza, que essa conversa tenha acontecido. Mas provavelmente não desse jeito.

Anônimo disse...

http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/1068899-nunca-se-case-com-uma-mulher-de-pes-grandes-discute-proverbios-e-genero.shtml

General da Real disse...

Vc ta se baseando por quem sua vaca burra?

Os trolls aqui da Lola são igual a dona deste "blogue" sem categoria alguma, aquele Dig Din nem sabia escrever.

Vc's não enfrentaram ainda os Jedi's da Real, eles destroem argumentos feminazis rapidinho

Anônimo disse...

Jedi!!! Hahahahahahahahahhaahhaha!
Tá nervosinha, sanctinha?

São muito ridíCUluzinhos!

Carol NLG disse...

Eu juro que não quero alimentar trolls... Juro!

Mas Jedi's da Real?? Jura??

Tipo, a pessoa nunca nem assistiu os filmes, né? Não falo nem em universo extendido, só os filmes basta... Existiram várias Jedis (sem apóstrofe, tá? É plural) mulheres. E a ordem dos Jedis era extremamente igualitária...

Augusto disse...

Anônimo, este livro que postou parece ser bom, deve mostrar o preconceito enraizado e deve explicar bastante a homofobia e misoginia pelos ditados populares.

Augusto disse...

Vc ta se baseando por quem sua vaca burra?

(Não se pode debater com alguém assim, né? Sem argumentos e xingando o outro. Conclusão: você não tem razão e só é desqualificado ao falar isso.)

Os trolls aqui da Lola são igual a dona deste "blogue" sem categoria alguma, aquele Dig Din nem sabia escrever.

(E você sabe escrever? Não vejo uma boa formação de frases e há também erros de pontuação e acentuação.)

Vc's não enfrentaram ainda os Jedi's da Real, eles destroem argumentos feminazis rapidinho

(Destroem argumentos? HAHAHA, o que eles e você menos têm é argumentos. Os argumentos de vocês são: "Sou um homem coitado as mulheres não me querem e elas merecem ser mortas." Isso é argumento? Tem certeza? Seu problema é psicológico, vá procurar um tratamento e leia livros.)

Isabel SFF disse...

conforme comentei aqui outro dia, vi uma reportagem muito rápida no Jornal Nacional sobre esse assunto. Nenhuma palavra sobre o FATO de que se trata de um crime de ódio, muito menos sobre a relação do atirador com esses dois dementes que foram presos há algumas semanas. Fico me perguntando se as mães das vítimas chegaram a saber disso, que as filhas delas morreram não por causa de um "psicopata" solitário, mas devido a uma rede de dementes que incentivam o ódio à metade da população mundial.

Augusto disse...

Criminalizar a homofobia e a misoginia é algo fundamental para que o preconceito diminua e não esconda o problema.

Isabel SFF disse...

o que comentei 2 dias atrás:

Hoje faz um ano do massacre de Realengo. Passou uma reportagem bem rápida no jornal nacional sobre as mudanças na escola e de uma cerimônia feita pelas mães das vítimas no Cristo Redentor. Até falaram de que a maioria das vítimas eram meninas, mas não disseram uma palavra do envolvimento do atirador com aqueles misóginos do Silvio Koerich, que eles planejavam uma matança entre os estudantes da UnB. Não me surpreende que a Globo não se importe com isso, mas eu fiquei pensando se essas mães sabem disso tudo, que as filhas delas morreram num crime de ódio.

No ano passado eu tive a chance de conversar com alguns profissionais da prefeitura do RJ que estavam envolvidos em dar assistência aos sobreviventes e às famílias das vítimas. Naquele momento não sabíamos de muita coisa e mesmo que o caráter de crime de ódio estivesse claro, mas isso nem era mencionado.

Enfim, só algumas coisas que passaram pela minha cabeça. Acho que quem não tem muita dimensão da extensão do ódio desses dementes não ficou muito marcado pelo crime, deve achar que o atirador é um psicopata solitário. E isso tá longe de ser a verdade.

Carol NLG disse...

Augusto, posso dar +1 nos seus últimos comentários? Disse tudo.

Sim, é preciso criminalizar a misoginia (e a homofobia), justamente pra começar a discussão. Pra começar a mostrar que não, nem tudo é gosto pessoal. Foi assim com o racismo, e muita coisa já melhorou - e ainda tem muito a melhorar. E precisa ser assim com essas duas formas de ódio.

Augusto disse...

Será que as famílias das meninas mortas em realengo tiveram conhecimento desde crime de ódio?

Será que essas famílias têm misoginia presente mesmo depois do ocorrido?

Será que nestas famílias têm pessoas que criticam o feminismo ou aprenderam sobre feminismo depois do ocorrido?

Eu não sei mas acho que no Brasil o feminismo não é divulgado como nos outros países.(Claro, há países mais machistas que o Brasil.) A televisão raramente fala de feminismo e quando fala despeja preconceito e desconhecimento (posso estar errado, mas é o que a TV me passa sobre feminismo).

Isabel SFF disse...

A gente aqui do RJ ficou bem abalado com essa tragédia, até mesmo quem não tem total entendimento das reais motivações do atirador.

Então é lógico que a imprensa vai focar no que foge do comum (um massacre estilo Columbine numa escola, algo inédito no Brasil) em detrimento do que já é comum: o ódio contra mulheres. O ódio e o desprezo pelas mulheres são comuns. É claro que seria quase delirante dizer que existe uma conspiração pra nutrir a misoginia mantendo-a em segredo... O que existe é uma sociedade machista na qual as pessoas que estão no poder (mídia, governos, legisladores, etc.) buscam manter o status quo de qualquer jeito. Se, para isso, tiverem que acobertar o claro caráter de crime de ódio que o massacre de Realengo tem, paciência. Afinal, as mulheres não podem se defender do que elas não sabem que existem.

Anônimo disse...

E concordo com o que já foi dito: homofobia e misoginia têm que ser criminalizadas o quanto antes! Com a criminalização, esses assuntos vão sair das sombras e as pessoas vão parar de fingir que vivemos num paraíso sem preconceito e ódio contra mulheres e homossexuais. A luta anti-homofobia já é mais forte, mas a luta contra a misoginia, infelizmente, ainda não tem esse status no Brasil.

Anônimo disse...

No NYT, há um mês atrás, saiu um editorial (1/4 de página) em que se abordava a culpabilização da vítima de estupro. No Brasil, a grande imprensa NUNCA tratou o tema com o mínimo de seriedade. Quando o ex-BBB Daniel estuprou a colega Monique (depois de haver molestado outra participante, inclusive) tanto o Estadão quanto a Folha inicialmente fizeram vistas grossas ao caso. Depois, dada popularidade que a história ganhou, cada jornal tentou a seu modo desculpar o rapaz, sem esclarecer a população sobre a caracterização penal do crime de estupro e sua variação (estupro de vulnerável). Nem quando aconteceu aquela atrocidade em Queimadas a imprensa foi capaz de abordar de forma responsável a misoginia e os crimes misóginos - mais um capítulo da violência no NE, a imprensa veiculava, ainda que os estupradores/assassinos fossem cariocas. A imprensa brasileira é machista, obviamente não está interessada em discutir a questão de gênero. O que podemos fazer é tentar pressionar. Ainda que seja com posts em blogs individuais.

Anônima Beócia

Niemi Hyyrynen disse...

Jedi da real?

kkkkkk

daqui a pouco só falta o Bonde da Real, a Turma da Real...kkkk

Matrix, Star Wars o que mais virá? Pokemon? Mario? hahhaha XD

essa foi epicfail !

Carol M disse...

A grande mídia deve ter um medo muito grande da palavra feminismo, para ter medo de tratar de misoginia e feminicídio. E a maioria das pessoas segue sem nem atentar pra desproporção entre meninos e meninas entre os mortos.

Carol M disse...

Pois é Niemi, ser nerd não impede o sujeito de ser um completo idiota.

sex pistol disse...

Eu fico pensando cá com meus botões:
será que uma simples rejeição é suficiente para gerar caras assim?
pô, um fora é capaz de fazer com que caras criem toda uma ideologia?
Quem é que nunca tomou um fora na vida? tem que ter mais coisa por trás disso...

Isabel SFF disse...

Anônima Beócia, mas o caso lá do BBB era ainda mais grave por ter acontecido ao vivo num programa da Globo. É por isso que o caso foi arquivado e própria moça desmentiu tudo (após ser aconselhada por advogados da Globo). Tava na cara que não ia dar em nada porque envolvia uma emissora de TV tão poderosa.

Agora, a misoginia rolou solta mesmo na repercussão do caso (fora da mídia, pelo menos, porque eu não acompanhei muita coisa que foi dita em grandes jornais, blogs, sites). O que tinha de gente chamando a menina de vadia, colocando nela a culpa pelo que aconteceu... Porra, deu uma vergonha pela humanidade, viu

Augusto disse...

Como T. Vianna disse: A homofobia ainda é um TABU e a sociedade é muito preconceituosa em relação a isso, não há beijos gays na rua e quando tem, há intimidação. Já o machismo é 'dissimulado', as pessoas acham que não há machismo e misoginia, então elas fazem piadas disso.

Recomendo leem esse texto: http://www.revistaforum.com.br/conteudo/detalhe_materia.php?codMateria=9206

é muito bom, um pedaço do texto a seguir:

"O brasileiro não se constrange em zombar de gays em público, mas evita brincadeiras racistas quando não tem certeza da aquiescência dos ouvintes. Não zomba das mulheres, mas apenas da “loira burra”, aquela personagem fictícia que de tão bonita não poderia ser simultaneamente inteligente; uma discriminação que se esconde por trás de uma homenagem."

Isabel SFF disse...

me parece óbvio que o atirador sofria de algum transtorno mental. Algum tipo de delírio de perseguição. Junte isso ao histórico de provável bullying e provável rejeição por parte das mulheres*. Daí uma pessoa dessas encontra um bando de demente que fica todo corajosinho na internet e instigando o ódio às mulheres. Boa coisa não podia sair daí.

Não é arranjando justificativas nem nada. Mas me parece óbvio que esses Sanctos mais exaltados têm algum transtorno psicótico. Afinal, eles criam toda uma realidade na cabecinha deles em que TODO o sofrimento deles é causado pelas mulheres, que elas têm vasto poder na sociedade e sei lá o quê. Delírio, gente. Delírio.

*Digo provável rejeição/bullying prq não conheço o histórico do atirador. Não lembro de ter visto algo na mídia. Mas a verdade é que as pessoas que têm algum tipo de transtorno mental delirante costumam, digamos, ser "esquisitas" desde antes de surtarem. O que poderia ser motivo pra bullying, rejeição e tudo mais.

Liana disse...

Parece que aquela regra do português que diz que quando tiver 99 mulheres e 1 homem, a frase fica no masculino, também vale para crimes. Tipo, não vamos falar em feminicídio, vamos falar em "crimes contra a humanidade". Pronto, assim "todo mundo" fica feliz.

Achei que essa conversa soou falsa. Mas acredito que ele teve ajuda pra fazer o que fez.

É preciso dar o nome certo, falar em crime de ódio, dizer feminicídio, colocar com letras garrafais que mulheres foram o alvo. Isso tem efeito educativo sobre a população e ajuda a dar visibilidade a este tipo específico de agressão.

Agora, eu não sei se isso vai acontecer tão cedo. A julgar pela reação das pessoas quando se discutiu a necessidade, ou não, da Lei Maria da Penha ser específica para mulheres. E levando em consideração também que a tendência é igualdade absoluta: aposentadoria igual, licença maternidade/paternidade, salários ...

É mais fácil para quem tem mente aberta aceitar que homofobia, por ex, seja taxado como crime. Acho que como homossexuais ainda são vistos como seres "à parte", então talvez fique mais fácil de aceitar uma lei "à parte". Criminalizar a misoginia pode soar como um retrocesso para muita gente, algo desnecessário, já que mulheres fazem parte do "todo", e supostamente já conquistaram seus direitos, na lei e na sociedade.

Anônimo disse...

O Wellington foi um caso típico de portador de doença mental hereditária, não tratada, que passou em brancas nuvens. Adoção pura e simples não resolve problemas mentais, de socialização, cognição, etc. Presumo que sua mãe biológica não tivesse condições de ser mãe devido a grave doença mental mas não foi orientada a não conceber ou terminar a gravidez. Wellington foi criado isolado, sem pai, sem tratamento, por pessoas boas mas pouco esclarecidas.
O que ele fez foi um suicídio, o que fazem muitos doentes mentais. Ele apenas encontrou um(a) culpado(a) para seu infortúnio e autoeliminação que não a doença mental.

Cristiane disse...

Concordo com o que a Isabel SFF disse. As mulheres não podem se defender do que elas não sabem que existe.

Eu mesma, apesar de me descobrir feminista há pelo menos uns 4 anos, só conheci o blog da Lola há uns 3 meses e de lá pra cá foi que tomei conhecimento desse universo masculinista, e da dimensão do machismo no Brasil, do mascus, dos sanctos, e de que é tudo um movimento articulado de ódio às mulheres, com militantes e tudo.

Minha mãe assiste o Datena todos o dias, e sempre que há um crime contra mulheres, ele fala na lata que "as mulheres brasileira estão sendo dizimadas todos os dias" e coisas desse tipo. Mas mesmo assim, minha mãe e nem eu tb fazíamos idéia de que há mesmo um movimento misógino por trás disso tudo, que esses crimes são crimes de ódio.

Eu nunca tinha pensado que o massacre de Realengo fosse uma crime de ódio contra as mulheres, nunca. Pra mim, na época era apenas mais um crime comum de um psicopata qualquer até começar a ler o blog da Lola.

A misoginia tem que começar a ser divulgada. Penso que a sociedade deve começar a se organizar de alguma maneira pra divulgar a existência da misoginia e de grupos de ódio no Brasil. Sei lá, arranjar uma maneira de divulgar isso pra mulheres que são feministas e façam parte do Poder Legislativo ou mulheres com voz na mídia brasileira.

Sara disse...

É inacreditavel o numero de doentes mentais que se ajuntam nesse foruns e blogs masculinistas.
Se esse era o caso do torpe desse Wellington então esses sites e blogs são caso de saúde pública, e merecem uma intervenção urgente.

Sara disse...

Anonimo das 15.31 não é suficiente o que a midia abafe, e a justiça ignore o que essas mentes criminosas estão urdindo contra nós mulheres, e vc vem aqui pedir, que até mesmo entre nós feministas ignoremos o que esta acontecendo?
Faça me o favor basta de tanta impunidade pra esses canalhas.

Lord Anderson disse...

Verdade Sara.

O odio e a violencia pregadas por esses imebecis alimentam e intensificam os problemas psicologicos que alguns ja tem.

Devem ser denunciados como oq são, incentivadores do odio.

Anônimo disse...

ùltimo vídeo que o rapaz gravou antes de cometer este massacre: http://www.youtube.com/watch?v=kEfIye1phpk&feature=related
Não ouvi em nenhum momento qualquer menção de ódio contra as mulheres.

Não quero dizer que a misoginia não existe, ou mesmo que não foi de propósito o maior número de meninas mortas. Nada disso. É só que as vezes o tom de teus textos me parece estranho, quase persecutório.

Lord Anderson disse...

Anonimo

Claro que eles adoram a Lola, vide as mensagens de odio, as ameças que fazem a ela, claro.


Eles tem que ser denunciados sim.

A idiotice e o odio que eles promovem tem que ser conhecida e discutida.

Lord Anderson disse...

Alias, uma duvida.

parece que o numero de comentarios anonimos aumentou absurdamente esses ultimos tempos.

Tem post que fica até dificil discutir com o pessoal pq não se direito qual anonimo disso oq.

Que isso pessoal, vamos pelos menos por um nick no final do comentario.

Não doi nada e facilita a vida de quem qer debater.

Anônimo disse...

Se fosse um massacre de meninos, o mundo teria desabado. Mas pessoas do sexo feminino têm a vida disponível, na visão da grande imprensa.

Imprensa essa que precisa passar por uma atualização e reeducação com urgência - difícil diante da inexigência de diploma para o curso de jornalismo, mas verdade seja dita hoje qualquer blogueiro pode emplacar notícia - para incluir no seu dicionário os crimes de ódio como eles realmente são. E mais que isso, já passou da hora dos movimentos feministas abraçarem a causa da criminalização da misoginia, seja como crime único, agravante ou qualificadora. Enquanto não for tão grave quanto o racismo, vai ser essa história, essa amenização de condutas porque tudo o que diz respeito às mulheres é automaticamente amenizado e inferiorizado.

Anônimo disse...

ahhta, depois reclamemos todos de uma imprensa sensacionalista. tsk tsk tsk

cuteychao disse...

Que maluquice.
Enquanto para algumas pessoas a misoginia não existe, para outras ela é uma virtude.

Sara disse...

O relato que a Rose fez sobre como a imprensa divulga (isso quando divulga não é?) é o mais próximo do real possível, é exatamente esses aspectos que são abordados quando a imprensa se refere a crimes passionais, muitas vezes nem o nome das vitimas são ditos, talvez por serem tantos os crimes, e a população ja não se chocar e considerar banal.
Caso mais escabroso que o que aconteceu na Paraiba onde 6 mulheres foram oferecidas como presente de aniverssário e duas delas foram estupidamente assassinadas por terem reconhecido seus estupradores, e a imprensa ter ignorado solenemente um caso desses causa muito espanto.
Não é possivel que nós mulheres sejamos tratadas dessa forma.
E blogs de ódio que fiquem pregando e incentivando crimes contra mulheres, gays e negros precisam urgentemente serem punidos e extintos.
Onde esta a justiça??

Thaís Campolina disse...

Maria, utilizei a palavra errada, eu queria dizer que o que aconteceu em Realengo não é um crime "neutro", mas digitei com pressa.

Realmente, crimes motivados pela misoginia são comuns. (Principalmente no ambiente doméstico. Há um tempo atrás vi uma estatística que dizia que a cada 100 assassinatos de mulheres, 70 ocorria do âmbito doméstico.)

Anônimo disse...

Eu conheço muitos doentes mentais.
Frequentava terapias em grupo, salas de bate-papo e msngrups de portadores de distúrbios mentais.
Entre esses meus colegas, nunca ouvi relatos que se assimilassem aos ideais desses masculinistas/machistas.[vomito]

O que eu quero dizer é que, geralmente pessoas com distúrbios mentais são um risco a sua PRÓPRIA segurança, mas não aos que os cercam. A maioria das doenças mentais não são violentas. Em casos que ocorre a violência, o incidente geralmente resulta das mesmas razões que ocorre com o publico em geral: ou seja, sentir-se ameaçado ou o uso excessivo de álcool e/ou dorgas.

Sinceramente, esses caras não são doentes mentais. Alguns aparentam indícios de imbecilidade, mas o que os impulsiona mesmo é a pura maldade, não doença mental. A verdade é que eles são um risco principalmente para os doentes mentais fragilizados. Vide caso do atirador de realengo.

E caso os defina como 'psicopatas', saibam apesar de psicopata significar “doença da mente” (psico = mente, pathos = doença), ele não é um doente mental. O psicopata sabe exatamente o que está fazendo. Ele tem um transtorno de personalidade. Este é um estado no qual existe um excesso de razão e ausência de emoção. Ele sabe o que faz, com quem faz, por quê faz. Essas pessoas sabem exatamente o que estão fazendo e planejam seus atos.

Por favor, já há um preconceito muito grande para com os doentes mentais. Não propaguem esse preconceito igualando-os a essa corja podre denominada masculinista.

Thaís Campolina disse...

"Desmarcarar as hipocrisias femininas da sociedade e o feminismo"

Isso não é ser contra as mulheres?

Anônimo disse...

"Enquanto a REAL só desmascara o feminismo e as hipocrisias femininas da sociedade."

Outro que dormiu com o Pikachu e não acordou ainda.

sex pistol disse...

Bom Thais Campolina, há as hipocrisias femininas machistas da sociedade... as femme fatales estão aí para comprovar.
Agora, esses caras são rasos porque colocam esse viés na conta do feminismo e não do que é de verdade, que é o machismo.O status quo ensina as pessoas a agirem e pensarem de forma machista, sejam homens ou mulheres.

Anônimo disse...

Raphael disse...
PS: E tu ainda não me respondeu minha pergunta intrigante da humanidade T__
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
a pergunta pode ser intrigante para seu cérebro (?!), o q ñ a torna uma pergunta intrigante da humanidade.
Rafael

Anônimo disse...

16:59, o que o sr. sabe sobre esquizofrenia?

A doença do Wellington estava bem longe de psicopatia.

pergunta p/esses moleques que vêm aqui se eles estão a fim de fazer o mesmo que o Wellington, apesar de todo ódio das meninas. Fosse assim, era um caso atrás do outro, fio.

sex pistol disse...

Peço licença, mas utilizarei um comentário que postei no cem homens da Letícia Fernandez e que talvez elucide o surgimento dos masculinistas.O post era sobre jogos de sedução( leiam, excelente post)

Post: Quero minha parte em brownie

Letícia,
Tudo bem? Sou comentarista do Blog da Lola, e dei uma zapeada pelo seu blog, que tô conhecendo agora.Dei uma lida no texto e como me interesso pelo tema, não resisti e tô comentando rsrsrsrs.
O fato é que o “jogo da sedução” tem a ver com poder.Tem pessoas que gostam da sensação de manipular os outros através de joguinhos de puxa-empurra. Isso é inclusive descrito em muitos livros PUA ( Pick-Up Artist, moda nos EUA e cuja tradução literal seria “artistas da pegação”) que visa criar desejo pelo “sedutor(a)” através da manipulação do ego.
E através disso, o “sedutor (a)” seria visto como um “prêmio” aos olhos da vítima.O grande problema é quando essas pessoas encontram outras que são mais frágeis emocionalmente que elas, sendo do meu ponto de vista, uma covardia sem tamanho. Eu acho que como as pessoas tem que fazer defesa pessoal, para se defenderem físicamente ante uma agressão, eu prego que as pessoas leiam alguns escritores PUA, principalmente David X, Swinggcat e Juggler, para ter noção desses joguinhos e se defender emocionalmente.
Esses jogos de sedução e manipulação emocional só dão certo, porque a educação emocional e sentimental não é levado a sério pela família ou pela escola, ou mesmo a sociedade então o cara cresce e se torna um adulto inseguro, carente, vulnerável sentimentalmente, sujeito a “apaixonamentos” destrutivos, a não saber lidar com rejeições etc e acabar por gerar revolta.Ou se for uma pessoa bacana, entrar em processo de depressão.Logo acho que, como a educação sexual, a educação emocional é importantíssima.
Abraço.

Enfim, os caras foram vítimas de alguma "furada" emocional, recalcaram de forma errada, pois eram frágeis emocionalmente, e deu no que deu.

Anônimo disse...

Sex Pistol, nem sempre. Um exemplo: tenho um amigo que vive reclamando da vida amorosa dele, e postando coisas de friendzone no face. Mas vive. E conheci suas namoradas, e nenhuma parecia uma femme fatale monstra devoradora de homens não.

O que acontece é que meu amigo tem um jeito difícil de lidar, me mistura um ogro exterior - que tem dificuldade em demonstrar carinho - e uma manteiga interior - que precisa desesperadamente de carinho.

Mulheres não somos bonecos. Também nos ferimos por atitudes masculinas. Quando meu amigo era ogro com sua ex, não poderia esperar amor pra sempre. E quando gosta de uma menina e ela não gosta dele, ele cai em depressão revoltada mesmo que a ele simplesmente NÃO FOSSE o tipo dela.

Os da Real são normalmente garotos que passaram ou por uma fraca educação sentimental, como você diz, ou porque tiveram o coração partido uma vez, seja por mulheres más ou não. Mas aí consideram as mulheres como monstros sem coração, porque é mais fácil culpar a gente.

E a gente, que leva mil foras na cara e continua acreditando no "amor verdadeiro"?

sex pistol disse...

Anônima 17:58,
o que eu chamo de femme fatale aqui, é a mulher machista que gosta de fazer "jogos de sedução" apenas para inflar seu ego, pouco se importando com os sentimentos de seu parceiro(a).É um caso específico, e serve de exemplo de como o machismo é perpetrado também por mulheres.
Agora, realmente, nem todos os homens que passam por essas experiências viram masculinistas.
A chave para o surgimento deles são o ego manipulado em uma relação ou ficada e o "merecimento", de que só por serem homens, as mulheres tem que ficar com eles.
Abraço.

Anônimo disse...

esses caras não têm pai, gente. acorda!! Isso tudo é órfão de pai vivo, pai ausente, pai desconhecido. pior que pai morto. Pai que abandonou a mãe e o filho. ai eles jogam o ódio nas mulheres da mesma geração, que é mais fraca e que rejeita tb como todo mundo e de quem eles podem se vingar.

Majô disse...

Lola, q medo! vc viu isso?


http://www1.folha.uol.com.br/tec/1073427-app-para-achar-mulheres-serve-de-alerta-sobre-privacidade-no-facebook.shtml

sex pistol disse...

Realmente os caras tem por volta de 19 a 24 anos, e essa é uma das fases mais difíceis na vida de uma pessoa, de sair de um mundo de moleque, para entrar na realidade de responsabilidades.Orientação faz falta.

Anônimo disse...

e para achar homens também serve. Bom avisar aos navegantes quanto aos 5 minutos do café kkkkkkkkkkkkk

Joice disse...

Mais uma vez seu artigo me deixou sem palavras, parabéns Lola, estamos com você!

Anônimo disse...

sou o anônimo das 15:31 que disse que a Lola dá muita publicidade pra esses caras.
Alguns der vocês discordaram dizendo que tem que denunciar sim, etc e tal.
Só que isso não é discordância, denunciar é necessário, mas denunciar não é dar publicidade grátis, reproduzir diálogos, fazer gracinhas e outras coisas em muitos e muitos posts que a Lola tem colocado aqui.
E, Lord Anderson, dar crédito às ameaças contra a Lola é muita ingenuidade, esses caras fazem isso porque sabem que a Lola vai repercutir, eles devem rir muito de tudo isso.
Quem quer matar, mata, não fica ameaçando. Por acaso o Wellington ameaçou alguém? os caras que foram presos porque a polícia achou uns planos criminosos ameaçaram alguém, expuseram o plano?
Claro que tem uma meia dúzia de fdp capazes de tudo nesse meio mas a maioria entra na manada e não são de nada, são uns cagões e covardes, utilizando o anonimato da internet pra se distrair e quanto mais promoção tipo Lola eles tiverem mais vão fazer isso.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
esses caras não têm pai, gente. acorda!! Isso tudo é órfão de pai vivo, pai ausente, pai desconhecido. pior que pai morto. Pai que abandonou a mãe e o filho. ai eles jogam o ódio nas mulheres da mesma geração, que é mais fraca e que rejeita tb como todo mundo e de quem eles podem se vingar.
9 de abril de 2012 18:07



primeiro: eu nao entendo a relaçao entre nao ter PAI e se vingar das MULHERES. se eles nao tivessem MAE, eu ate entenderia.

segundo: eu sou filha unica, sem pai, de pai vivo, ausente, que abandonou minha mae. eu nao tenho raiva do sexo masculino

(embora seja obrigada a reconhecer que a maioria dos homens é machista de um jeito ou outro. ate meu namorado que é um amor, de vez em quando fala bobagem, alias, ele tb é filho de pai que abandonou a mae e, pelo contrario, respeita pra caramba as mulheres, justamente por saber quao guerreira é a mae dele, a minha, enfim, maes solteiras)

sobre rejeiçao amorosa: mulheres que sao rejeitadas nao tem o impeto de se vingarem dos homens. ha mulheres que ate chamam os homens de "cachorros/cafajestes" qd eles TRAEM, MENTEM (oq é bem diferente de ser rejeitada. a mulher rejeitada é ensinada a pensar q o problema está com ela, q ela é feia, gorda, fácil demais, difícil demais, etc). mesmo as q se desiludem por traiçoes e mentiras, nao passam a odiar todos os homens, nem sentem vontade de mata-los, nao começam a dizer q vivem na "friendzone", q sao MERECEDORAS de homens lindos (mesmo q elas sejam feias), etc etc.

Anônimo disse...

20:32, eu expliquei a relação. leia lá.
O universo que eu mencionei é o de meninos frustrados, emocionalmente infantis, que não ganharam suficiente atenção dos pais, principal/ do pai, prontos p/ser 'adotado' por traficantes, desocupados e grupos de ódio. Mãe que luta com dificuldade,sozinha, sempre fora de casa tb é receita p/esses sintomas nos filhos HOMENS. Não queira comparar seu caso com os dos garotos que crescem sem uma figura paterna. Duvido haver entre esses masculinistas algum com família estabilizada, com pai e mãe presentes, atentos e tal. Não descarto o abandono intelectual apenas, que no final, dá na mesma.
A agressividade extrema corre por conta da testosterona.

Ana Carolina disse...

Sabe um problema que no fundo acho grave e alguém tangenciou aí em cima? Os mascus se geram por uma educação sentimental inexistente, que também parte do machismo ("por que homens precisam ter educação sentimental se a onda é sair pegando"?), o que gera expectativas muito fora da realidade e essa falta até mesmo da empatia básica para poder se aproximar de alguém para manter um relacionamento.

Sara disse...

É inacreditavel como se arruma desculpas para os indesculpaveis atos que essa escória de tipos que se dizem homens fazem, ou porque são loucos, ou psicopatas, ou debeis mentais, ou frustrados, ou porque não tinham pai, o que mais vão inventar?? para não ver a realidade de que existe um movimento real e bem espalhado pela sociedade de ódio contra as mulheres e pelo movimento que as libertou do machismo que sempre as oprimiu, o feminismo.
Nas forças policiais, na justiça , no legislativo, na imprensa, o que se vê é um acobertamento de crimes contra a mulher, é rarissimo pra não dizer inexistente a punição severa de crimes dessa natureza, até bem pouco tempo nem punição havia se invocando a tal "legitima defesa da honra"
Não da pra continuar arrumando desculpas pra essa gente como esses "sanctos" ou como esse anonimo das 15.31 almeja que pensemos que são adolescentes idiotas espalhando bobagens pela internet, mesmo depois de ja ter sido provado todo o mal que essa gente tem feito.

Anônimo disse...

todo o mal é feito por homens que largam seus filhos ao Deus dará, com doença mental não tratada, sem vida mental, sem intelecto desenvolvido, sem inteligência emocional, eles mesmos uns incapazes muitas vezes.

Anônimo disse...

aí sim, a justiça se omite, o legislador se omite, a igreja se omite, o governo se omite,a escola se omite (escola não, depósito de indigentes mirins). Só restam as cerimônias, as camisetas cheias de palavras de efeito sem efeito, procissões, velas, flores, os aniversários das tragedias.

sex pistol disse...

Sara, ninguém está contestando o fato de que esses caras não devam ser presos.Eles devem ser presos e ponto final.
O ponto da discussão é como esse galera surge, o que leva esse tipo de gente a seguir essa ideologia bisonha.
Sacou?

Anônimo disse...

Será que só eu estou achando que estão demorando demais para relacionar o Silvio Koerich ao BRchan? Os dois Silvios falavam o tempo todo expressões daquele site racista e misógino.

yulia2 disse...

só uma constatação... enquanto a sociedade e a policia continuar ignorando a MISOGINIA, nada vai mudar....

Misoginia TEM QUE TER STATUS DE CRIME! O blog desse emerson lixo é também de misoginia e incentivo ao estupro e pedofilia mas porque IMPRENSA o trata com um racista homofóbico???? sim claro que ele também é racista e homofóbico, MAS NÃO É SÓ ISSO!

yulia2 disse...

ESSE dialogo por mais fake que seja, é o retrato fiel desses estercos ambulantes permeando nossa sociedade (sanctos e mascus)
e por mais fake que seja.. não tenho duvidas que o atirador de realengo tinha contato com estes e muitos mais. porque ele queimou o hd??? pensem!

Anônimo disse...

misoginia tem que virar crime mesmo, o racismo ser tipificado em lei foi uma grande conquista para a sociedade, agora é a hora das mulheres serem protegidas contra o ódio de gênero.

Isabel SFF disse...

Saúde mental é minha vida. de maneira alguma eu diria que o atirador de Realengo tem um transtorno mental de forma pejorativa, para diminuir ou ridicularizar outras pessoas que têm alguma condição psiquiátrica. Mas que o Wellington tinha algum transtorno delirante é muito óbvio, não me parece ser esquizofrenia, mas nos vídeos que ele gravou antes do crime dá pra perceber o discurso desorganizado, as idéias de cunho persecutório... ele era um barril de pólvora em que os dementes masculinistas atearam fogo.

yulia2 disse...

''General da Real disse...
A Lola não tem medo mesmo de ser processada'''

e porque deveria temer se o que ela fala é verdade? para processar a lola tu vai ter que botar tua cara pra fora....
melhor não né??? vai que a pf te pega.


''Raphael disse...
Proibir misoginia acabaria com a misoginia? O_o''


não tem como proibir a misoginia,
mas dá para criminaliza-la.
muitas crimes podem ser evitados.
quantos racistas acharam melhor
ficar calados para não serem presos??? um monte eu te garanto.


''Devo estar ficando velho, pq na minha adolescencia ninguem tinha orgulho de ser imbecil.''

faço minhas suas palavras.

''Vc's não enfrentaram ainda os Jedi's da Real, eles destroem argumentos feminazis rapidinho''

falando em ter orgulho de ser imbecil......hahaeihiahheiahihaeia

Lord Buffalo Bill disse...

Lola

NUNCA, em momento algum a Fraternidade dos Homens Sanctos de Bem negaram a relação com o sancto vingador templário Wellington Menezes. NUNCA!

A Suprema Ordem dos Homens de Bem criou a administrou várias comunidades virtuais em homenagem ao sacnto atirador para explicar as suasm motivações. Algumas foram deletadas, outras continuam existir.

Os fracos do Movimento dos Guerreiros da Real são covardes por isso fugiram à responsabilidade após o acto sancto.

Porém eu exorto todas as leitoras desse blog a perceber que em momento algum houve a negação da ligação com esse acto sancto, assim como não negamos a existência de futuros actos dos vingadores templários.

Anônimo disse...

"Anônimo disse...
16:59, o que o sr. sabe sobre esquizofrenia?

A doença do Wellington estava bem longe de psicopatia. "


Quando citei "doentes mentais fragilizados" defini Wellington como portador de doença mental, exatamente 'fragilizado', supostamente usado como "boi de piranha" pelos misóginos e/ou psicopatas masculinistas que se aproveitaram de sua instabilidade mental. Vide o log da suposta conversa do lider(?) masculinista o orientando em como ele deveria praticar o atentado.

Por um lado, não convém generaliza-los como doentes mentais - pois assim subentende-se que eles não saibam o que fazem -, porém, não se pode excluir a possibilidade de que alguns sejam.

Lord Buffalo Bill disse...

** CONVITE
** A TODAS
** E TODOS


Lola e seguidores do blog.

Eu vejo que existe um grupo que se diz dona(o) da verdade por aqui. E muitas pessoas publicam os Guest Posts, um anglicanismo anti-patriótico para a palavra "Artigo de Colaborador".

Venho aqui para abrir um convite para Artigos de Colaboradores e Colaboradoras. Se alguém acha que tem alguma mensagem importante para enviar aos masculinistas, COERENTE, EDUCADA E BEM ESCRITA. Por favor, fiquem a vontade:

http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=3

Submeta o seu artigo e desde que ele seja coerente e contenha algo construtivo ou que possa iniciar um debate sadio, ele será publicado.

Convite desafio lançado.
Agradeço a atenção.

Anônimo disse...

pra isso tem a junta médica que avalia o grau de incapacidade legal.
Quando o criminoso é diagnosticado com doença mental grave sem cura ele é recolhido ao hospital psiquiátrico. O problema não é saberem ou não o que fazem (o maníaco do parque sabia) mas estarem sem tratamento e soltos ANTES dos crimes que cometem. Não acredito que estes masculinistas virtuais sejam todos portadores de doença mental, bem entendido. A psicopatologia do maníaco do parque era bem diferente da do wellington.

yulia2 disse...

''Agora, esses caras são rasos porque colocam esse viés na conta do feminismo e não do que é de verdade, que é o machismo.''

eu tenho uma outra leitura...
eles sabem que isso é culpa do machismo mas desonestamente tributam isso ao feminismo
com a finalidade ultima de tentar (acabar com qualquer movimento contra ou igualitário)para que o patriarcado volte a ser valor inquestionável.


''esses caras não têm pai, gente. acorda!! Isso tudo é órfão de pai vivo, pai ausente, pai desconhecido. pior que pai morto. Pai que abandonou a mãe e o filho.''

não tem nada a ver o que vc falou aí.....
dependendo de quem é o pai... é melhor ficar ausente mesmo.


''não são de nada, são uns cagões e covardes, utilizando o anonimato da internet pra se distrair e quanto mais promoção tipo Lola eles tiverem mais vão fazer isso.''

a lola está promovendo eles?
para quem? o publico frequentante aqui é majoritariamente
feminista.... alguns trolls mascus... portanto não
vejo como o que a lola posta sobre mascus pode influenciar
alguém aqui a simpatizar com a causa deles.

yulia2 disse...

é... a mascuzada está sentindo o golpe.
agora querem que a gente entre em seu forum infécto para que? ta tão mal de ibope assim?
mundo vaginante.... melhorou, antes era bucetista....
não adianta a luta tem que continuar e vai continuar... pf vem aí!

Anônimo disse...

concordo, mas a ausência é sentida pela criança de todo jeito. se a mãe tiver um relacionamentos sadio a tempo, há uma chance de ele ganhar a influência benéfica de um homem adulto. Tudo vai depender da atitude da mãe. Outra coisa que estou desacreditando aos poucos é que os avós podem desempenhar com sucesso o papel de pais, com ou sem a presença deles por perto. Ta me parecendo que avós não conseguem exercer o patrio poder a contento.

yulia2 disse...

Ele mesmo se convidando.
Não me digam que vocês vão cair nessa tática do tempo do lençol furado?
_________________

hiahiaheiaheiahiaaie

se ele é o fodão que acha que é... ele que venha aqui sem o suporte de seus amiguinhos mascus.

Angela Lunsford disse...

Oi Lola,

Sou sua leitora assídua, porém sempre caladinha.

Este desabafo da Ashley Judd é bem oportuno com este seu post.Foi publicado hoje e está sendo divulgado pelo Media Education Foundation. Se ainda não é do seu conhecimento, acredito que vá gostar.

http://www.thedailybeast.com/articles/2012/04/09/ashley-judd-slaps-media-in-the-face-for-speculation-over-her-puffy-appearance.html

Parabéns pelo blog!

yulia2 disse...

não,vc sabe que os caras presos não são laranjas..... por isso seu desespero em vir aqui defecar pelo teclado, tamo tremendo de medo...kkkkkkk

Lord Buffalo Bill disse...

Agradeço o convite do anônimo 23:45 mas não vou debater aqui porque isso é apenas um campo para comentários e basta ver o escrito da Yulia2 para perceber o pouco nível.

No BRChan existe uma regra. Em debate quem posta risadinhas é porque perdeu a razão e está a mofar, está a usar o humor como arma. Vide o livro / filme "O nome da Rosa" onde trata sobre o uso do humor como arma do derrotado para desvirtuar o vencedor.

Por uma questão de isonomia se criar uma lei que trate sobre a misoginia também essa lei deverá estar a tratar sobre a misândria e a misantropia.

O princípio da isonomia foi inicialmente utilizado em Atenas, na Grécia antiga, cerca de 508 A.C. por Clístenes, o pai da democracia Ateniense. Hoje as feministas estão a descarregar todo o seu ódio para criar leis anti-homens violando claramente o princípio da isonomia.

Na separação a questão da guarda dos filhos não existe isonomia. A mulher fica com a(s) criança(s), a rara exceção é se ela não estiver interessada, estiver na cadeia ou houver um grave impedimento moral de amplo conhecimento. Pensão, isonomia jamais.

Anônimo disse...

Erm...

Búfalo, mesmo? Aquela presa do leão? Poderia ter escolhido um animal melhorzinho.

Templários, Ordem... Rss Jesus, os caras da era medieval, se vissem essas coisas, se matariam de tanta vergonha e desonra.

yulia2 disse...

Por uma questão de isonomia se criar uma lei que trate sobre a misoginia também essa lei deverá estar a tratar sobre a misândria
_________________________

mas vamos aos fatos....

quem a misoginia mata por dia???
várias

e quantas vidas a tal misandria já matou? tem essa resposta?

yulia2 disse...

a misoginia mata milhares de mulheres por dia , TEM QUE SER CRIME.
sem mais!

LisAnaHD disse...

analisando os enredos das novelas da globo não entendo como alguém possa esperar por um jornalismo diferente do que tem e apresenta.

Lord Buffalo Bill disse...

Yulia2

Homens matam mulheres, mulheres matam homens, homens matam homens, mulheres matam mulheres. Já vi casos em que o homem mata toda a sua família, já vi caso em que a mulher mata toda a sua família.

Lembra-se da fêmea virilizada Suzane von Richthofen? Digite no Google "mulher mata marido" e veja quantas notícias.

A sua imparcialidade é extrema. Sua visão é fechada. O ser humano é maligno em sua natureza independente de sexo.

Eu recomendo esse ótimo artigo do blog sobre Finaças e Investimentos para entender o dilema que o homem moderno vive:

http://viverderenda.blogspot.de/2012/01/como-escolher-uma-mulher-para.html

Um trecho: Será por isso que elas querem nos comprar (casar) e nós queremos alugá-las (namorar)?

Além disso, pelo fato das mulheres serem seduzidas pelo dinheiro, existe uma tendência natural das mesmas serem um eterno agente destruidor das riquezas criadas pelo homem, agindo como um título de renda fixa com rentabilidade negativa em troca da sua companhia.

Anônimo disse...

Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com um pão e ao se encontrarem trocarem os pães, cada um vai embora com um.

Se dois homens vêm andando por uma estrada cada um com uma idéia e, ao se encontrarem trocarem as déias, cada um vai embora com duas.
S@bedori@

Anônimo disse...

Encontro Masculinista em Julho.

http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=802

R$ 1.000 para participar, 4 dias de encontro. Será que a Polícia Federal será convidada?

Anônimo disse...

Alguém notou a coincidência:

Realengo = REAL + ENG + O

Engenheiro meter a Real. Será que só eu vi isso?

Lord Anderson disse...

Cavaleiros Jedis, Cavaleiros Temprarios, Cavaleiros do Zodiaco...

frases religiosas, exaltação de violencia...

engraçado sempre fui nerd e gostei dessas coisas, assim como muitos da minha geração, mas sempre soubemos diferenciar realidade de fantasia e nunca a usamos como escapatoria para nossos problemas e muitos menos como vinculo de divulgação de odio.

Por um lado da um pouco de pena desses cretinos, mas por outro lado, da um vontade de rir das fantasias malucas em que eles se envolvem.

E cara, eu to usando avatar de anime...e se mesmo acho que vcs tão pirando na batatinha é sinal que tão mesmo.

Anônimo disse...

Eu voto com todo mundo que falou e tem falado nos comentários de outras postagens que demorou muito para que a misoginia seja finalmente classificada como crime no Brasil.

Mas fico chocada com a falta de mobilização dos blogs e frentes feministas em torno do assunto. Não vejo ninguém dando a cara a tapa pra levantar essa bandeira, e simplesmente não entendo a razão.

Os movimentos LGBT estão quase conseguindo emplacar a criminalização da homofobia no Brasil - em grande parte graças às atitudes radicais dos homófobos, que ganham grande repercussão na mídia e ajudam a construir o convencimento do povo. Racismo já é crime, grande vitória como alguém observou. Temos a lei Maria da Penha, eficaz nas questões da violência doméstica. Mas só isso não é o suficiente para desbaratinar essa articulação nascente dos machistas usando a internet para propagar seus ideais torpes, arrastando consigo jovens de pouco discernimento que no futuro casarão, terão filhos e ensinarão suas deturpações às próximas gerações, perpetuando o ciclo de vícios.

As mulheres já são a maioria nas universidades e no mercado de trabalho. Temos inúmeras mulheres jornalistas e blogueiras proeminentes, formadoras de opinião. Por que não usar esse espaço valioso para plantar a semente contra o crime de ódio? Por que não falar abertamente sobre isso, classificando o massacre, o estupro, o "vadia" nas ruas como ele realmente é, ou seja, misoginia na sua forma mais cristalina?

Havendo a criminalização da misoginia uma enorme porta legislativa e judiciária seria aberta a todas as mulheres.

A questão da desigualdade de gênero será, e já está sendo, o grande desafio do século 21. E para minimizar seus efeitos é necessário passar pelo legislativo, em um país legalista como o nosso, onde o costume só serve para propagar atos torpes tidos como corretos porque não encontram oposição.

Tá na hora de levar essa questão mais a sério.

Anônimo disse...

"Encontro Masculinista em Julho.

http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=802

R$ 1.000 para participar, 4 dias de encontro. Será que a Polícia Federal será convidada?"

com certeza vai rolar muita droga lá, acho bom deixar as autoridades locais avisadas da festinha - vai ser engraçado ver a cara dos búfalos chifrudos nos jornais.

Alex disse...

Eu acho que a conversa é fake. Ela se encaixa bem demais no massacre de Realengo. Tanto encaixe numa conversa só me soa no mínimo duvidoso. Se as informações estivessem diluídas em várias conversas, me pareceria mais verossímil. Mesmo que seja fake, é bastante nítida a covardia do tal Sílvio. Acho que há aí um ato falho muito precioso. O tal "mestre" estimula a ideia homicida do rapaz e vai logo tirando o corpo fora, pedindo que a conversa seja deletada para que a polícia não chegue até ele. Ou seja, ele joga o outro na fogueira, mas deixa bem claro que quer ficar bem longe dela, quer estar a uma distância boa o suficiente para assistir ao fogaréu em total segurança. É "mui amigo". Quer promoção pessoal às custas do sacrifício alheio. Se houvesse um pingo de lucidez entre esses mascus que se agregam em grupos de ódio às mulheres, eles tirariam dessa conversa, mesmo que ela seja fake, uma grande lição: não existe fidelidade e amizade genuína entre os mentores e os peões do tabuleiro de xadrez. Os "mentores", "mestres" ou "reis" do tabuleiro só querem usar a loucura de quem se dispõe a se colocar em suas mãos para realizar as sandices que eles não têm coragem de executar por si próprios. Quanta covardia. E quanta cegueira de todos eles. Acho que maior do que a cegueira só a loucura. Quanto à omissão da imprensa sobre o feminicídio, talvez ela aconteça porque nos grandes veículos de comunicação quem faça a triagem do que deve ser publicado ou descartado sejam homens. É vergonhoso esse tipo de corporativismo, mesmo que seja apenas inconsciente.

Sara disse...

Anonimo 7.43 concordo integralmente com vc, o movimento feminista embora seja forte individualmente é desarticulado, tb penso que deveriamos procurar formas de nos unir mais e deixar que querelas sem importancia nos separem.
A midia como vimos nesse post mesmo, não nos ajuda em nada, e isso causa até estranheza, ja que ha varias mulheres nessa area, talvez pelo fato dos grandes veículos de comunicação ainda serem comandados por machistas.
Como apontei em meus comentários o machismo esta muito entranhado na nossa sociedade ainda, mas nós mulheres precisamos ser mais fortes que ele, e ultrapassar as barreiras para que essa união das mulheres exista um dia de fato.
No facebook ha alguns grupos feministas que chamam para a mobilização, eu mesma participo de um deles, mas acho que todos esses grupos deveriam se unir para que nossa voz seja ouvida.

http://www.facebook.com/home.php#!/groups/156340781130186/

Alex disse...

Tentei entrar no site Fórum do Búfalo mas não consegui. Tem que fazer registro. Logo de cara a gente se depara com a seguinte mensagem: "Caro visitante, ultimamente sites criminosos tentam associar falsamente este fórum com atividades asquerosas e criminosas como pedofilia e racismo. Caso viu algum site, blog ou comunidade de internet tentando associar a imagem do fórum a assuntos asquerosos como pedofilia, estupro, racismo e outras ilegalidades fiquem avisados que esta informação é TOTALMENTE FALSA. Não temos nenhuma relação com tais sites (os únicos sites dos quais mantemos parceria são os que estão na aba "Forum Affiliates") e pedimos encarecidamente que denunciem os sites que andam fazendo tais alegações caluniosas no site da Polícia Federal, a seguir: http://denuncia.pf.gov.br/ . Faça a sua parte para a prisão destes criminosos". Já dá pra imaginar de quem eles estão falando quando pedem que sejam feitas denúncias à polícia federal... São tão hipossuficiente intelectuais (não quero usar o nome dos animais em vão; melhor recorrer ao "juridiquês") que não sabem que existe uma coisa chamada contraditório e ampla defesa. Não basta apenas denunciar à polícia federal. Tem que ficar provada a prática criminosa. E, nas provas, quem se lascam são eles. Fico imaginando como não deve ser esse "Mega Encontro da Real". Quem sabe não vai haver alguns agentes da polícia federal infiltrados? Tomem cuidado com o que vão dizer e planejar, viu, mascus? Pobres dos búfalos. Não têm nada a ver com a maluquice alheia. Os animais deveriam ter direito à imagem. Se tivessem seria possível tentar defendê-los desse tipo de apropriação indébita.

Anônimo disse...

"Como apontei em meus comentários o machismo esta muito entranhado na nossa sociedade ainda, mas nós mulheres precisamos ser mais fortes que ele, e ultrapassar as barreiras para que essa união das mulheres exista um dia de fato.
No facebook ha alguns grupos feministas que chamam para a mobilização, eu mesma participo de um deles, mas acho que todos esses grupos deveriam se unir para que nossa voz seja ouvida."

Eu participava de um grupo feminista e vivenciei uma situação curiosa. A dona da comunidade pediu para que as usuárias (grupo exclusivamente feminino) saíssem voluntariamente de lá, para que chegando a um X números de membros, o grupo pudesse ser "fechado" de modo que apenas membros leriam o conteúdo das postagens, não aparecendo, portanto, as atividades no feed.

Fiquei cá me perguntando porque eu deveria esconder dos meus amigos do facebook o fato de ser feminista, ou porque temer a leitura de minhas postagens lá já que eu não exatamente defendo coisas vergonhosas como pena de morte, proibição do casamento gay etc.

Esse é só um exemplo do quanto a desarticulação nos torna temerosas com coisas que, a rigor, deveriam nos fortaceler.

Anônimo disse...

"Fico imaginando como não deve ser esse "Mega Encontro da Real""

5 tetudos sentados em um sofá velho bebendo Pepsi quente e jogando Fifa.

LIKE A BOSS.......... só que ao contrário.

Lou Sevla disse...

Nós observamos, com pesar, a mídia falar compulsivamente dos casos sem mencionar a misoginia, como se ela fosse invisível, irrelevante ou tão comum que sequer merece nota. Num post lá no meu blog, na semana do acontecido, falei bastante disso, porque me aborreceu mesmo. Se você não trata as coisas pelo que elas são (misoginia, crime de ódio), acaba não havendo um combate direto àquilo. Já achei um avanço ligarem o caso de Realengo aos dois mascus... Espero que a PF continue firme em seu trabalho.
Eu não duvidaria que esse fosse um diálogo real... Os erros de concordância, ortografia e o discurso distópico são bem comuns entre eles. E se for mesmo real, Wellington se deixou manipular de uma forma absurda, o que só aumenta a gravidade do caso. O cara apanhava na escola de outros garotos e a culpa é das mulheres? Lola, é de uma infelicidade tamanha. Uma infelicidade nociva socialmente, de forma que precisa ser combatida para que se evite casos parecidos.

Anônimo disse...

Mas é claro que a mídia n vai falar nada.É OBVIO que o demente do realengo era um doente mental, o fato dele ter matado mais meninas n muda em nada isso

Anônimo disse...

'Se fosse um massacre de meninos, o mundo teria desabado. Mas pessoas do sexo feminino têm a vida disponível, na visão da grande imprensa.'

Que comentário sem noção.A mídia deu atenção até demais pra isso.

Anônimo disse...

"O nome da Rosa" onde trata sobre o uso do humor como arma do derrotado para desvirtuar o vencedor.

Arma do derrotado? Não vi essa conotação no filme. O humor e o riso foram perseguidos pelo monge assassino pq os evangelhos nos passam um pouco a ideia de que Jesus não riu. Só chorou. Jesus foi um mestre da ironia, de apontar a contradição. Duvido que não tenha rido muuuito dos fariseus, embora tenha sido implacável no trato com eles. Esse mundo é risível sim.


Crianças emocionalmente seguras, supervisionadas por adultos atentos, não só não se afetam com a troça vinda de fora como fazem troça de si mesmos. Tornam-se adultos emocionalmente resolvidos.
Esse mundo não é para ser levado a sério. Rir não é o melhor remédio com certeza mas não nos torna piores do que já somos. Adoro uma boa risada (não acho graça da desgraça dos outros, bem entendido).

E esse negócio de vingança já deu. O Wellington se vingou? Ganhou alguma coisa? as situações que ferraram com ele continuam de vento em popa. Ele mesmo deixou de existir como uma roupa velha que se joga fora. Não é assim que se vence o mundo. Ele agora está alheio ao mal que causou aos outros mas sofre pelo mal que causou a si mesmo, porque trata-se de nós mesmos. Aquelas meninas que ele matou não tinham poder nenhum pra causar sofrimento, este vinha de dentro dele mesmo todo o tempo.

Fiquem aí odiando as mulheres e não abordem a enrascada em que todos nós nos metemos que é disso que o mundo precisa pra continuar a ser essa 'maravilha' que você vê, se é que vê.

Alec disse...

Lógico que aquele papo do Wellington e do Sílvio é fake!

Levar aquilo a sério é vergonha alheia total!

Lou Sevla disse...

Os caras se denominam "búfalos" (qualquer semelhança com Flintstones não é mera coincidência), saíram da "Matrix" e conheceram a "real sobre a opressão feminazi", exaltam Chuck Norris, e se saúdam dizendo "que a força esteja com você". Dá para levar a sério?
E ainda assim, estão por aí, disseminando ódio e fazendo merda.

Thaís Campolina disse...

Anônimo das 10 de abril de 2012 08:44. Fechar um grupo não quer dizer esconder que é feminista, é muitas vezes prezar pela privacidade e segurança dos membros, por exemplo. Um grupo exclusivamente feminino provavelmente visa trabalhar com a união feminina e eu acho que é muito mais fácil essa união feminina acontecer num grupo fechado onde há mais liberdade pra falar, por exemplo, coisas pessoais, ir além da discussão e realmente se unir no diálogo e na troca.

Também acho que politicamente falando fechar um grupo pode parecer bobagem pra divulgação das idéias dele, mas em tempos onde muita gente recebe ameaças via internet, que é stalkeado, seilá, viu? Até porque se um dos objetivos de espaços exclusivamente femininos é a união das mulheres, eu realmente acho mais fácil haver união, uma certa intimidade, num espaço onde há privacidade.

Anônimo disse...

Até porque se um dos objetivos de espaços exclusivamente femininos é a união das mulheres, eu realmente acho mais fácil haver união, uma certa intimidade, num espaço onde há privacidade.

----------

concordo, mas eu vou com a analogia d@ coleg@: quem tem q se esconder é quem defende a homofobia, quem usa argumentos jurídicos super questionáveis pra manter aborto crime, quem usa falácias pra defender a proibição da possibilidade de aborto em caso de anencéfalos, quem acha que mulher é capacho, que "meninas devem se valorizar" (usar burka) e um monte de outras bobagens que a gente vê todo dia no facebook sendo compartilhado e repassado aos amigos.

eu achava bom que as pessoas do meu feed de notícias pudessem ler as coisas que escrevo na comu feminista a qual @ coleg@ se referiu até mesmo pra levantar uns questionamentos e fazer as pessoas pensarem, feminista tem que sair do armário!

Beatriz disse...

Cara, os fulanos leem O nome da rosa do Umberto Eco (que é um dos principais autores da minha área de pesquisa), concluem a maior asneira pensando com a bunda e citam Star Wars levianamente. Sério, nunca mais leio comentário daqui. Me deu gastrite.

Anônimo disse...

"Cara, os fulanos leem O nome da rosa do Umberto Eco"

Alguém aqui LEU O Nome da Rosa?

Beatriz disse...

Espero que sim, pq comentar só baseado no filme é muita derrota.

Yuri disse...

Cara, eu nao gosto nem de comentar em posts sobre mascus.
Mas pensei o seguinte. Se esses "defensores" dos "direitos dos homens" se focassem em coisas relevantes como essa aqui
http://www.westerngazette.ca/2012/04/09/breaking-the-silence-around-male-abuse/
ao invés de criar inimigos imaginários na cabeça deles para justificar a sua infelicidade, o mundo seria um lugar melhor.
Ou essas questoes aqui:
http://noseriouslywhatabouttehmenz.wordpress.com/
Parece que pensar é difícil e esse povo nao está disposto a fazer isso. Porque, né, o mundo e as vaginas e o feminazismo e os gayzistas já os maltratou tanto e mimimimimimibláblábláwhiskassache.

yulia2 disse...

bufalo, não desvie o foco

a misoginia mata milhares de mulheres por dia...


Para com o escapismo e diga quem a misandria
mata! quantas vitimas faz por dia!
se vc acha que tem que ser ouvido argumente melhor,do contrário vc será mais um mascu falador de besteiras que ninguém vai levar a sério.


''A sua imparcialidade é extrema. Sua visão é fechada.''

putz... vc nem sabe o que está dizendo.....
será que vale a pena eu discutir com um cara
que nem sabe o que fala?
ser imparcial é uma coisa, ser fechada é outra!
vai procurar o significado de imparcial
depois volta aqui , santo deus....

''Lembra-se da fêmea virilizada Suzane von Richthofen?''

Nossa cara... vc é fraco demais na boa!
suzane mandou seu namorado matar os pais para ficar com ele e com a herança....isso NADA TEM A
VER COM MISANDRIA.... tsc como fala bobagem!!!

existem infinitos blogs de misoginia que prega ASSASSINATO , PEDOFILIA E MATANÇA
DE MULHERES! DESAFIO VC ACHAR UM BLOG DE MISANDRIA QUE PREGUE ASSASSINATO DE HOMENS EM MASSA!

blog merdinha de mulher falando mal de homem
NÃO VALE tem que PREGAR ABERTAMENTE O ASSASSINATO
COMO FAZ OS MISOGINOS!

yulia2 disse...

R$ 1.000 para participar, 4 dias de encontro. Será que a Polícia Federal será convidada?
____________

acorda PF!!!!

yulia2 disse...

Quanto à omissão da imprensa sobre o feminicídio, talvez ela aconteça porque nos grandes veículos de comunicação quem faça a triagem do que deve ser publicado ou descartado sejam homens. É vergonhoso esse tipo de corporativismo, mesmo que seja apenas inconsciente.
_________________

resumiu TUDO!!!

Anônimo disse...

'''A sua imparcialidade é extrema. Sua visão é fechada.'''

HAHUAHUHUAHUAHUHUAHUA
ANIMAAAAAAAAALLLL
IMparcial é quem não pende pra nenhum dos lados!!Quem faz um julgamento justo!!
EPIC FAILLLLLLLLLLLLLLLL

LisAnaHD disse...

LoLa, o link que estou postando é referente a:

Black Women of Brazil is a photographic and informational blog featuring a diverse array of Brazilian Women of African descent. The women are models, singers, rappers, dancers, actresses as well as politicians, activists, journalists, athletes and common everyday people from the Federative Republic of Brazil. The women range the gamut of phenotypes in terms of skin color, hair texture and facial features.

07 abril 2012
One year after the massacre that claimed 12 lives
http://www.blackwomenofbrazil.com/2012/04/tasso-da-silveira-one-year-after.html?utm_source=BP_recent

Sawl disse...

PARA Lord Buffalo Bill

REPOSTA:
Suzane não é uma fêmea virilizada. É uma mulher cruel que mandou o namorado matar os pais por interesse financeiro e para ficar com dinheiro.
Não tem NADA a ver com virilidade. QUanta besteira vc escreveu hein!

Sim concordo que o ser humano é maligno. Mulher NÃO é melhor que homem e homem NÃO é melhor que mulher. O ser humano pode ser nobre e podre ao mesmo tempo.

Mas, na visão RIDÍCULA de machistinhas como vc, mulher é inferior ao homem.
Vocês consideram mulher como: coisa, objeto sexual, pedaço de carne, depósito de esperma, coisa para "comer, etc.

Este é o problema.
Vocês machistas, masculinistas(enfim, é tudo o mesmo LIXO) NÃO ajudam uma sociedade em NADA.
OS países mais miseráveis do Mundo, com as maiores diferenças sociais, os países de 4º Mundo são misóginos.
Países como: Afeganistão, Índia, Tailândia, Congo, etc.
Mulheres são agredidas, violentadas, mutiladas e assassinadas. No caso do Afeganistão e outros países árabes quando se trata de estupro ELAS é vão presas, não os COVARDES que as violentaram!
Existe machismo em qualquer lugar do mundo assim como: o racismo, anti-semistismo, homofobia, etc. Mas, nestes países, mulher é coisa, é tratada como lixo e deve ser invisível nestas sociedades.

Quanto ao tal trecho, o autor do artigo não deve conhecer bem as mulheres, porque boa parte delas não quer comprar os homens e sim alugá-los(kkkk).
Na verdade, NINGUÉM compra ou aluga os outros, apenas homem e mulher se complementam, só que alguns casais se complementam por razões o objetivos obscuros não por afinidades e carinho, tesão e respeito em comum.

NO TRECHO:
"Além disso, pelo fato das mulheres serem seduzidas pelo dinheiro, existe uma tendência natural das mesmas serem um eterno agente destruidor das riquezas criadas pelo homem, agindo como um título de renda fixa com rentabilidade negativa em troca da sua companhia."

Este TRECHO, não sei se é do livro ou da sua opinião babaca, mas, mostra o quanto vc e este autorzinho de bosta não sabem NADA de mulher.
Só porque vc e este autorzinho conheceram periguetes, interesseiras, e outras parecidas, que significa que TODAS as mulheres só se envolvem com homens por dinheiro.
Este é o problema do machismo.
Vocês tme uma visão estreita do que é a relação homem-mulher e do que significa ser mulher.
SOu mulher e NUNCA me envolvi com nenhum homem por interesse, por dinheiro.
Conheço VÁRIAS mulheres: cientistas, juízas, engenheiras, etc, que só precisam do homem no sentido: amoroso e sexual.
EU mesma, sou arquiteta e ganho mais que meu marido. O amo, sou leal e o respeito. E também é recíproco da parte dele.
QUem destrói as riquezas de um homem é ele MESMO por escolher errado, assim, como muitas mulheres escolhem errado e se envolvem com um homenzinho do teu tipo.
Não se esqueça "bufalozinho de araque"(que tá mais pra gazela enrustida e revoltada!) que vc tem tanta raiva e desprezo pelas mulheres e nasceu de uma, seu otário.
Na boa véi, vai sair do armário que assim vc vai ser mais feliz.

Anônimo disse...

"Anônimo disse...
Alguém notou a coincidência:

Realengo = REAL + ENG + O

Engenheiro meter a Real. Será que só eu vi isso?"



gente, vcs são muito paranoicos

realengo de fato vem de "Real Engenho" (ou mais precisamente da abreviação "Engº"). era uma fazenda (ENGenhO) que pertencia à família REAL na época q o rio foi capital do império.

essas gírias de "meter a real", mandar um "papo reto" é coisa de adolescente com problemas de comunicação

é até engraçado eles tentarem se apropriar de termos como matrix. pq é a total falta de noção ne? acha que seu mundo delusional de mulheres poderosas e exploradoras é a realidade. só denota a ignorância desses coitados. qualquer estudo sobre renda e propriedade prova que mulheres negras são a base da cadeia alimentar, seguidas dos homens negros, mulheres brancas e, no topo, os homens brancos. mas essa meia duzia de machinhos inconformados prefere instituir uma nova 'realidade', onde eles são pobres coitados. é triste.

Isadora disse...

http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI291128-17774,00-NAO+EXISTE+INSTINTO+MATERNO.html

Corre Lola, leia!

yulia2 disse...

Sempre soube disso... instinto materno é conversa fiada! Mais uma grande peça que o patriarcado pregou nas mulheres.

yulia2 disse...

HAHUAHUHUAHUAHUHUAHUA
ANIMAAAAAAAAALLLL
IMparcial é quem não pende pra nenhum dos lados!!Quem faz um julgamento justo!!
EPIC FAILLLLLLLLLLLLLLLL
_______________

kkkkkkkkkk

esse fora que o bufalo deu foi FAIL FOREVER!!!!

puta merda, e o cara ainda quer discutir com a gente??? ainda quer peitar a lola? pqp!!!! kkkk

Anônimo disse...

Lola, só uma grande correção no seu texto: Você fala sobre muitos temas com muita propriedade, mas escorregou neste, e já em alguns outros, nas atribuições dos órgãos governamentais quando o assunto é crime. Você escreveu "Portanto, a polícia precisa manter Emerson e Marcelo na cadeia, sem habeas corpus, sem a possibilidade de responderem em liberdade (...)" mas esqueceu que a polícia não mantém ninguém na cadeia, nem concede habeas corpus ou decide quem responde em liberdade, quem não. Isso é trabalho pro juiz. Ele é quem manda, ele é quem decide, a única função da polícia é apurar crime, autoria e juntar provas, que podem ser aceitas ou não pelo juízo . Então, por favor, corrija o texto, porque como formadora de opinião, você acaba fomentando que o povo cobre esta responsabilidade da polícia (sempre cobram só de nós), e não de quem é realmente responsável. Quem solta bandido é a lei e a justiça - senadores, deputados e juízes -, e não a polícia! O que você pode e deve esperar, é que a polícia federal faça um bom trabalho ao coletar estas provas e elaborar o inquérito, o resto é tudo com Vossa Excelência, o Juiz.

Sofia

Anônimo disse...

Já denunciei a festinha dos mascus para a PF.

Barulho disse...

O Marcelo e o Emerson foram presos pela Polícia Federal, com denúncia do MPF e com decisão de prisão preventiva expedida pela Justiça Federal.

Como eles irão responder ao processo, será aberto na Vara Criminal do TJ de seus respectivos Estados, PR e DF, na justiça estadual criminal comum, em presídio estadual, ou todo o processo irá ser no âmbito federal, sem envolver o TJ dos seus respectivos Estados onde moram e foram presos?

Renata disse...

Na cidade onde moro (Pelotas/RS) teve muita repercussão a morte terrível de uma mulher queimada (sim, o homem jogou gasolina nela e ateou fogo) por um ex companheiro no centro da cidade. Ela ficou com 60% do corpo queimado, depois de poucos dias no hospital acabou morrendo. Nos comentários da notícia na internet houve uma reclamação de "Pq não havia brigadianos por perto para socorrer?" Outra pessoa respondeu que esse tipo de coisa não pode ser evitada por policiamento. Concordo que um policial TALVEZ conseguisse agir, mas a questão é que vivemos numa sociedade machista e misógina em que uma mulher não pode dizer não para um homem sem um "castigo". Pelo menos ninguém chamou de "um crime passional". Quero dizer que o tratamento dado pela mídia é também um reflexo da sociedade, e parece que as pessoas não querem VER.

Leandro Correia disse...

Obrigado Lola, estava querendo saber sobre o caso mas não aparece mais nada sobre na grande mídia.

É triste/ revoltante ver que o blog "Silvio Koerich" esta ainda em atividades, e com seus seguidores sem cerebro.

Mantenha-nos informado, até.

Anônimo disse...

'Já denunciei a festinha dos mascus para a PF.'

A puliça vai chegar lá e encontrar um monte de nerd gordo jogando ps3 e falando besteira, e daí?

Anônimo disse...

Não se fala em misoginia? Vc sabe ao certo o que é a misoginia? Porque a Misoginia é detestada e combatida enquanto a misandria(nojo e aversão a homens) continua rolando solta voando como um albatroz?
Sou misógino mais por outros motivos, acho que os homens não devem ser capachos das mulheres, explicando melhor acho que os homens não devem desejar as mulheres, a mulher não pode ser algo a ser "desejado" como se fosse um ente superior ao homem. Para mim ser o interessado é ruim, desejar alguém é ruim, eu não desejo mulher. Nem por isso sou homossexual, a opinião da maioria dos homossexuais masculinos sobre a mulher é boa, ao contrário das opiniões das lésbicas sobre os homens que é sempre de que somos lixo e outras coisas.....

Anônimo disse...

Não estou defendendo o atirador ou outros que fazem como ele, mais pessoalemnte acredito q a questão do bullying merece mais atenção. Tal assunto muitas vezes é visto como "brincadeira de criança".
Acredito q o massacre de Realengo não foi devido a apenas a misoginia ou a apenas grupos de ódio da internet, acho q o PRINCIPAL motivo foi o descaso da sociedade, o abandono e a frieza.....
Sei do q estou falando, eu tb fui perseguido na escola pq sou filho de pai estrangeiro, tenho sobrenome complicado, além disso era gordo(hoje não sou mais), e por isso era alvo de chacota na escola. Eu não deixava isso barato e tb promovia bullying contra muitos deles, isso criou uma GUERRA entre eu e o resto do colégio. Sempre estudei em escola particular e mesmo assim a questão do bullying era IGNORADA. Eu sempre estava sozinho, e por isso sempre era o culpado quando ocorria algum problema. A escola sempre dizia q a culpa era minha pois eu estava visado. Simplesmente falavam para meus pais me colocarem em psicólogo e estava tudo "resolvido".
Sou Brasiliense e nas escolas daqui o bullying corre solto como bem mostram as estatísticas. Terminei a escola e entrei na faculdade, e sofro com a exclusão social, não por perseguições, mais pq o passado escolar me causou traumas, hoje eu fujo do convívio social, fui privado de muitas coisas boas, de muitos momentos q poderiam ter feito da minha adolescência uma fase boa da vida. Tudo isso foi ignorado tanto pelos meus pais como pela sociedade e pela escola. Uma pessoa solitária no fundo só deseja estar entre os demias, ter alguém para confiar e poder desabafar e se divertir em conjunto.
A sociedade ignora nossos problemas emocionais, glorifica os sociais e repudia os "solitários", não tenta abrigar pessoas problemáticas, exige q elas se moldem ao seu ideal, acham que problemas emocionais são coisas fúteis, principalmente quando se trata de homens q são inibidos de chorarem, de tirarem o mal q tem dentro de sí. Isso cria o ódio, cria "bombas relógio" q quanto menos abrem seus sentimentos com alguém confiável, mais ficam propensos a cometer um massacre como o de Realengo.

Daniel Duende disse...

Uma coisa que me parece evidente é que boa parte destes "mascus" são bem problemáticos. Problemáticos mesmo, na acepção psicopatológica de "problemático". Acho provável que muitos deles tenham sofrido de sérios problemas de socialização e de desenvolvimento psicoafetivo na infância e adolescência. Muitos se queixam de terem sido vítimas de bullying (real ou imaginário), de terem sido profundamente magoados e injustiçados por seus coetâneos, principalmente do séxo oposto, e apresentam toda uma série de queixas e pretensas justificativas para suas atitudes que -- em minha humilde opinião -- só podem indicar uma coisa: trata-se de uma sociopatia específica e grave, que deveria receber não apenas a atenção da mão punitiva da justiça, mas também receber a atenção de profissionais de saúde.

Não quero aqui justificar e muito menos diminuir a gravidade dos atos destes meninos (alguns deles velhos meninos) com seus sérios problemas de desenvolvimento. Pelo contrário, acho importante chamar a atenção para o fato de que não se trata de pura "imbecilidade" (no sentido de senso comum da palavra, que não denota necessariamente um retardamento mental). Trata-se, talvez, de uma psicopatologia séria e, à luz dos crimes e do discurso citados no post, uma psicopatologia perigosa. Não creio que cadeia ou censura social, ou ridículo, ou discussão irão mudar as idéias destes indivíduos. Suas lógicas e percepções de mundo são tão radicalmente distorcidos, que pouco ou nada do que dissermos ou fizermos fará sentido para eles. É como tentar convencer uma pessoa em surto de paranóia que "eles não estão lá fora esperando para te pegar". Para a pessoa cuja psiquê está abalada, o que ele enxerga se torna a realidade, e na maior parte dos casos não é possível em um primeiro momento que perceba o quanto está confuso.

Posto isso, talvez seja lançada uma luz na incapacidade de perceber a misoginia gritante destes atos e discursos por parte da mídia. Em grande parte, os veículos de mídia tem grande dificuldade de entender dinâmicas sociais relativamente normais (e por normal quero dizer aquilo que não é, na maior parte dos casos, considerado patológico pelos profissionais de saúde). Quando se trata então de um tipo relativamente invisibilizado de sociopatia -- um tipo que parece, inclusive, ter contornos epidêmicos ou características bem acentuadas de aglutinação de indivíduos com problemas afins, aí mesmo é que os pobres jornais e redes de televisão, em sua miopia, não conseguem entender nada mesmo.

É claro que podemos falar de uma agenda de invisibilização da misoginia. Topo a discussão. Mas talvez haja explicações mais simples.

Por fim, cabe discutir se toda forma de misoginia não seria latu sensu uma forma de sociopatia. Eu não gosto da idéia de psicopatologizar questões que podem ser de cunho mais especificamente cultural, mas acho que dá para trabalhar a idéia. Mas indiferente disso, o que vejo nestes mascus está além da pura misoginia (que de forma alguma é algo pouco sério ou problemático). Acho que estes caras estão seriamente doentes, estão gritando para todos os lados o quanto estão psicoafetivamente doentes, e ainda tem gente achando que é bonito, ou que não é nada demais.

Bem... estes são meus dois cents, pra dar uma contribuiçãozinha para lançarmos alguns olhares diferentes sobre o problema.

Anônimo disse...

Ele realmente era misógino e realmente priorizou a execução de garotas. No entanto, dizer, com a certeza que você disse, que misoginia motivou o massacre é falacioso. Mesmo se ele não odiasse meninas, o massacre muito possivelmente viria a ocorrer. A única provável diferença seria o perfil das vítimas.

Por que digo isso: Quando se olham as evidências mais sólidas que temos, aquelas que irrefutavelmente estão ligadas ao ataque (como, por exemplo, os vídeos do Wellington), se vê um revanchismo mais amplo, que não se restringe somente às mulheres, apenas sendo mais intenso com essas. As experiências de garotas "flertando" com ele só pelo prazer de humilhá-lo realmente parecem tê-lo traumatizado mais que as outras de bullying, porém, ainda assim, ele sempre se remete a quem ele busca eliminar com adjetivos no masculino (que é um gênero neutro), e sempre usando locuções adverbiais que evocam ações que pessoas de qualquer gênero poderiam ter cometido com ele (ou seja, ele falou "aqueles que humilham", "aqueles que se aproveitam", mas não disse nada mais específico, como "aqueles que seduzem"). Podem parecer coisas insignificantes, mas certamente contradizem o que aquele blog machista dá a entender, de que realmente havia na mente dele uma ideia polarizada de que as mulheres são vilãs e que os homens são vítimas. Até porque, se ele visse todos os homens como vítimas inocentes, ele não atiraria no braço desses. Ele simplesmente não atiraria neles.

Muito provavelmente, o blog dos "sanctus" usou de um ataque sobre o qual não teve muita influência para fingir poder e intimidar pessoas.

Anônimo disse...

Diálogo mais fake impossível. Manc