quinta-feira, 3 de maio de 2018

QUANDO MISÓGINOS SE TORNAM TERRORISTAS

Vinícius, que recomenda e traduz excelentes textos pra cá, resolveu me mandar este da feminista Jessica Valenti. Ela chama a atenção para o fato de que a radicalização online de homens está levando ao massacre indiscriminado de mulheres, e isso precisa ser chamado pelo que é: terrorismo misógino.
Vinícius se recordou de um outro caso aqui no Brasil: "Não pude deixar de lembrar, além do Massacre do Realengo, da Chacina de Campinas, no Réveillon 2016-2017, que matou 12 pessoas, 9 delas mulheres. Ambos não foram (e provavelmente não serão) tratados como terrorismo motivado por misoginia. Torço para que um dia os perpetradores desses atentados sejam chamados pelo que são".
Publico aqui a tradução do Vinícius do texto de Jessica Valenti. Valenti foi a editora-fundadora do site Feministing.com e hoje é autora de seis livros. O mais recente, Objeto Sexual, foi lançado agora no Brasil pela Editora Cultrix / Pensamento (vão mandar um livro pra mim e vou sorteá-lo entre vcs). 

Alek Minassian, que atirou uma van alugada em meio a uma calçada movimentada em Toronto no último dia 23, deixou poucas dúvidas sobre por que ele matou dez pessoas, a maioria mulheres. Minutos antes de seu ataque, ele postou uma mensagem no Facebook enaltecendo o assassino em massa Elliot Rodger e avisou sobre uma “rebelião incel” –- uma referência a uma comunidade online de “celibatários involuntários”, homens que acreditam que mulheres lhes negam sexo injustamente.
Rodger, que matou seis pessoas em Isla Vista, Califórnia, em 2014, gravou vídeos furiosos no Youtube contra mulheres “mimadas e arrogantes”, que ele chamou de “vadias” que o rejeitaram sexualmente. E antes de Rodger, houve George Sodini, que matou três mulheres numa academia na Pensilvânia em 2009. Ele deixou um diário online reclamando que mulheres o ignoraram e que ele não fazia sexo havia seis anos.
Mascus tratam assassinos como
Alek Minassian como heróis,
santos, modelos de inspiração
Apesar da grande quantidade de evidências que conectam os pontos entre esses assassinos em massa e grupos misóginos radicais, ainda nos referimos em larga escala aos agressores como “lobos solitários” –- um equívoco que ignora o modo evitável como o medo e a raiva desses homens são deliberadamente cultivados e alimentados online
Em vez disso, eis o termo que todos deveríamos usar: terrorismo misógino. Até que enfrentemos o desprezo pelas mulheres que guia esses assassinos em massa, e o modo como os assassinos são crescentemente radicalizados na internet, não haverá impedimento para futuras tragédias. 
Na última década, comunidades antimulheres na internet -– variando de fóruns de “direitos dos homens” e incels a “pick-up artists” (“artistas da sedução”) -– têm crescido exponencialmente. Enquanto esses movimentos se diferem de pequenas formas, o que eles têm em comum é um ódio organizado por mulheres; a animosidade é tão nítida que o grupo de monitoramento de ódio Southern Poverty Law Center acompanha suas ações
Outra ideia perigosa que conecta esses homens é a crença compartilhada de que mulheres -– mulheres atraentes, em particular -– lhes devem atenção sexual. A comunidade incel para a qual Minassian prestou homenagem, por exemplo, foi banida do Reddit ano passado porque, entre outras questões, alguns membros defenderam o estupro como um meio para acabar com seus celibatos.
Artistas da sedução, por outro lado, acreditam que podem manipular mulheres para fazer sexo. Na esteira do ataque em Toronto, um conhecido membro da comunidade de “artistas da sedução”, Daryush Valizadeh, tuitou que “dormir com apenas duas ou três vadias de Toronto no Tinder teria sido o suficiente para parar” o “desejo de matar” de Minassian. Valizadeh tem defendido a legalização do estupro. 
Em alguns desses grupos, homens que matam mulheres se tornaram heróis. Depois que Rodger realizou sua matança, uma comunidade de direitos dos homens chamou o que ele fez de “se tornar Sodini” -– uma referência ao tiroteio de 2009 em uma academia na saída de Pittsburgh. Antes de seu ataque de fúria, Sodini, 48 anos na época, estava buscando conselhos de artistas da sedução por conta da frustração de que mulheres décadas mais jovens não saíam com ele.
Posteriormente, depois que o manifesto de 140 páginas de Rodger foi lançado -– sublinhando sua fúria por ainda ser um “boca virgem” –- seu nome se tornou sinônimo, em fóruns misóginos, de vingança sobre mulheres que rejeitam homens. Chris Harper Mercer, que atirou e matou nove pessoas no Umpqua Community College, Oregon, em 2015, mencionou nominalmente Rodger em um manifesto que ele escreveu, no qual reclamava por estar “sem namorada, virgem” aos 26 anos.
E agora, como resultado do ataque em Toronto, homens nas comunidades incel estão saudando o assassino como um “novo santo”, com comentaristas mudando seus avatares para a foto de Minassian em homenagem. 
Feministas estavam certas:
ignorar a misoginia online
traz consequência fatais
Feministas têm alertado sobre esses grupos de ódio online e sua tendência para a violência na vida real por mais de uma década. Eu sei disso porque sou uma das pessoas que têm cada vez mais emitido terríveis alertas. Depois que comecei um blog feminista em 2004, me tornei alvo de grupos dos direitos dos homens que estavam bravos com mulheres por conta de tudo, desde disputas de custódia até a falsa noção de que a maioria das mulheres mente a respeito de estupro. Em 2011, tive que fugir de casa com minha filha pequena por conselho da polícia, porque um desses grupos me colocou em um “registro” de mulheres a serem atacadas. 
Eu estava longe de ser a única. Em 2014, uma cerimônia de premiação de games organizada para homenagear a crítica feminista Anita Sarkeesian recebeu uma ameaça de bomba; um assediador anônimo ameaçou detonar um dispositivo a menos que o prêmio fosse cancelado. Antes que Milo Yiannopoulos fosse uma figura conhecida da alt-right, feministas o conheciam como um dos arquitetos primários do Gamergate, um movimento de homens jovens que assediaram e ameaçaram mulheres na indústria de videogames. Dois fãs de Yiannopoulos foram acusados de disparar contra um manifestante do lado de fora de um de seus discursos. 
Parte do problema é que a cultura americana ainda enxerga amplamente o sexismo dos homens como algo natural em vez de um desvio. E em um mundo onde o sexismo é considerado natural, as tendências misóginas de assassinos em massa se tornam reflexões posteriores, em vez de alertas previsíveis e severos.
A verdade é que além de não proteger as mulheres, nós estamos falhando com os garotos: falhando em criá-los para acreditarem que podem ser homens sem infligir dor nos outros, falhando em ensiná-los que não são possuidores da atenção sexual das mulheres e falhando em lhes oferecer uma saída, para o medo e as compreensíveis fraquezas humanas, que não irá rotulá-los de “fracos” ou indignos. 
Ei, misóginos, vão se f*.
Porque ninguém vai f* vcs
Nem todos os ataques são evitáveis, mas a misoginia que os impulsiona é. Para acabar com tudo isso, precisamos confiar em mulheres quando elas apontam que receber torrentes de ameaças de morte no Twitter não é normal, e que comunidades online criando estratégias sobre como estuprar mulheres é muito mais do que apenas conversa fiada. Não há motivo para que outro massacre ocorra.

50 comentários:

Anônimo disse...

É preciso criminalizar a misoginia no Brasil o quanto antes.

Anônimo disse...

só se resolve separando totalmente as mulheres dos homens

Anônimo disse...

masculinismo é câncer

Anônimo disse...

esses homens não são doentes, a não ser q todo o sexo masculixo seja doente; esses homens são mascus, q por tal, são a escória da humanidade e um aborto da natureza

Anônimo disse...

mascus são uns vermes

não, eles são piores q vermes

eles são mascus

Anônimo disse...

Eu também acho que a misoginia é natural. Percebo-a como constitutiva da psiquê masculina. Todo garoto é bacana até atingir a puberdade. O desejo sexual masculino se expressa de modo misógino. Todo homem considera o sexo degradante para a mulher.

Fiquei aterrorizada quando me dei conta disso.

Nem todo homem vai ser violento, mas misógino, todos são.

Anônimo disse...

Pois é, era só esse rapaz contratar uma acompanhante. Não entendo esse desespero dele. Provavelmente ele devia ser extremamente carente.

Anônimo disse...

é assim q depois os homens não querem ser mal vistos pelas mulheres

Anônimo disse...

Os ditos heróis e santos são historicamente misóginos exatamente como esses vermes que fazem ataques terroristas ou aqueles que desejam secretamente ou não tão secretamente destruir as mulheres. O terrorismo misógino e a guerra dos homens contra as mulheres é milenar e vem se intensificando há séculos. Todos esses últimos capítulos de violência masculina contra mulheres e meninas não estão desconectados dessa guerra de milênios que os homens fazem contra o sexo feminino. O objetivo deles é manter o controle sobre as mulheres que eles vêm perdendo gradativamente nos últimos séculos - daí o motivo da guerra dos machos contra as fêmeas estar se intensificando mais rapidamente do que nunca - porque eles são seres desesperados por controle, sedentos por "poder", pois não possuem poder próprio, naturalmente, como as mulheres, e como eles morrem de inveja, ciúmes, medo e outras falhas - como a falta de empatia, de identificação ou de compaixão - apelam para a violência (física, sexual e psicológica), ao ódio e à guerra. Mas a intensificação da violência dessa guerra contra as mulheres também tem outro significado, ela demonstra a decadência dos homens e do sistema masculino, ao ponto onde as mulheres despertarão em massa, se conscientizarão e se levantarão; e isso significará a derrota final do sexo masculino e a vitória do sexo feminino.

titia disse...

Misoginia e homofobia devem ser tão criminalizadas quanto o racismo. O problema, como sempre, é que agressores de mulheres são parças; a diferença do juiz que surra a mulher em casa porque o jantar não está pronto, o fracassado de porão que vive cuspindo ameaças e xingamentos no fórum de perdedores fedorentos e o terrorista que comete chacinas por achar que o mundo deve girar ao redor do seu pinto é apenas a maneira como cada um manifesta a sua misoginia. Mas todos são misóginos e, na hora que um for colocado no banco dos réus, os outros vão defende-lo porque tem o rabo preso, e sabem que se um for enquadrado por massacre as coisas vão evoluir até chegar ao ponto em que eles serão enquadrados também - ainda que "só" espanquem a esposa ou "apenas" ameacem as vadias em fóruns online. Mas é bom acordarem logo pra vida, porque as mulheres não vão parar de lutar. E não, enquanto vocês não virarem gente, macharada bosta, continuaremos a não transar com vocês. Transem entre si mesmos, seus cuzões. Ou, se fazem tanta questão, juntem umas moedinhas da mesada e vão no Bahamas. Mulheres não lhes devem NADA e continuaremos não lhes dando NADA. Morram que é o melhor pra vocês.

Anônimo disse...

"Incel" ? No meu tempo era punheteiro mesmo

Anônimo disse...

Os glorificados e louvados "heróis" e "santos" são historicamente misóginos que fazem guerras para obterem poder, não deveriam ser modelos de inspiração para ninguém.

Anônimo disse...

Quanto vitimismo.
Violência afinge todos sem nenhuma preferência.

Anônimo disse...

15:12 - não, mascu, nesse tempo eles são conhecidos como mascus mesmo, isto é, gente lixo q não merece menos q a morte

15:53 - "vitimismo" o seu cu, seu bosta; vcs mascus só sabem cagar isso? parecem papagaios, só repetem a mesma merda

A verdade esta aí:

mascus, como vc, elegem as mulheres como alvo preferencial, mas vc finge q não sabe a realidade e dá uma de idiota repetindo a mesma bosta de sempre num loop infinito; ah vá a merda, seu mascu demente (redundância)

14:07 - isso significa q as mulheres precisam urgentemente evitar os homens com todas as forças, a não ser q elas tenham a auto-estima tão baixa ao ponto de se submeterem a viver com esse ódio inerente deles, Deus tenha piedade

Anônimo disse...

Nem todo homem vai ser violento, mas misógino, todos são.

Anônimo disse...

Violência pode afligir todo mundo. Mas não da mesma maneira e a gente sabe muito bem de quem parte a imensa maior parte da violência (mais de 90% de todas as formas de violência / agressão)

Isso não é vitimismo, é lutar contra a criação de vítimas perpetrada pelos algozes / agressores / estupradores. Se você não vai fazer nada contra a violência, se recolha à sua insignificância, se cale e não atrapalhe quem quer e faz algo para resolver o problema.

Becx disse...

Os comentários dos anonimos nesse post estão tão repetitivos e sem sentido, que da a impressão que o mesmo mascu fez 15 comentários, um seguido do outro, tentando se passar por uma mulher que detesta homens... desde quando uma de nós iriamos falar que a segregação entre homens e mulheres é a solução pro problema? Ou que todos os homens sao misogenos e é uma característica inata do sexo masculino depois da puberdade? Que monte de besteira sem sentido. Tente de novo mais tarde, mascuzinho!

Anônimo disse...

Vamos todxs combinar uma coisa?
PAREM DE FALAR QUE ESSES ASSASSINOS FAZEM O QUE FAZEM PORQUE SÃO PRIVADOS DE SEXO.

Apenas parem, ok? Esposa, namorada, prostituta, boca, vagina, ânus ou pênis não curam nada disso aí não. Bjos de luz.

Anônimo disse...

Os Homens estão envenenando a Terra. O ar e a água estão contaminados, o câncer e outras doenças causadas pelo homem são epidêmicas, e os mesmos homens que criam guerra ao seu capricho estão casualmente estuprando suas filhas e outras fêmeas. Mulheres apologistas de homens e meninos dizem que os machos são estupradores porque foram agredidos sexualmente quando eram jovens. Por que então a maioria das mulheres não são estupradoras também? Ou elas dizem que o problema é meramente socialização, que "os machos apenas foram ensinados a fazer aquelas coisas horríveis" (por quem?) e que "eles realmente não são diferentes das fêmeas". Mas a verdade é óbvia para quem não está investida em acreditar nas mentiras.

Desde cedo, os meninos exibem um sadismo, crueldade e violência que é extremamente diferente do comportamento das meninas. Alguns meninos podem ser considerados bem comportados se suas ações são comparadas com a violência do menino comum, mas até mesmo os meninos mais gentis mostram uma agressividade e maldade quando comparados às meninas. No entanto, esta violência é ignorada porque é considerada a norma para os garotos. "Rapazes serão rapazes." A violência deles não é apenas esperada, é encorajada como prova de normalidade. Apenas os casos mais extremos são notados. Então, o garoto comum é violento por anos antes de ser pego como estuprador ou assassino (e a maioria dos estupradores e muitos assassinos de mulheres nunca são apanhados ou punidos). Ao contrário dos mitos modernos, os homens e meninos que são agressores e estupradores não são anormais. Até mesmo as estatísticas do patriarcado provam isso: uma menina ou mulher é mais provável de ser atacada por um menino ou homem de quem ela é próxima, geralmente um parente.

Battleaxe, 1990.

Anônimo disse...

Becx, acho que você está mal informada, nunca ouviu falar em feministas lésbicas separatistas? Para muitas feministas a separação em vários níveis das mulheres em relação aos homens é a conclusão lógica do feminismo.

Anônimo disse...

"Ou que todos os homens sao misogenos e é uma característica inata do sexo masculino depois da puberdade?"

Se você não quer discutir seriamente uma questão tão grave, tão fundamental, não discuta. Mas negar o que é evidente não resolve nada.

A misoginia é ancestral. É milenar. É universal. Ocorre da mesma maneira em todos os lugares do mundo dito civilizado. Está fartamente documentada. Contaminou todas as religiões, a história oral e escrita, a literatura, a música, o cinema, a televisão, a mitologia, a filosofia, o direito. A pornografia tem uma pegada forte na misoginia. A humilhação feminina está presente em praticamente toda a pornografia consumida no mundo.

Evidências de que a misoginia é natural estão em toda parte. Como eu disse antes, nem todos os homens vão expressar a misoginia como violência física, mas o desprezo pela mulher e pelo feminino é claríssimo na fala e nas ações de todos os homens. Não vê quem não quer.

Esclarecido isso, o que podemos fazer para DIMINUIR os efeitos da misoginia na vida cotidiana da mulher? É essa a questão.

Qualquer coisa fora disso, é só masturbação mental.

Felipe Roberto Martins disse...

Chega de impunidade.

Anônimo disse...

"o que podemos fazer para DIMINUIR os efeitos da misoginia na vida cotidiana da mulher?"

já foi respondido no cometário das 13:39:

'separando totalmente as mulheres dos homens'

e isso não vai só diminuir a misoginia, vai eliminá-la de vez

é até uma coisa bastante óbvia, só usar um pouco a cabeça, a lógica: sem homens presentes, não há como haver misoginia, derrrr

Antunes disse...

LOLA, tem como moderar esses comentários? Comece apagando-os. Não permita esses trolls entrarem aqui! Tem muito homem se passando por mulher para queimar a imagem das feministas. Isso é ruim, pois novos usuários(potenciais mulheres) entram e pensam que de fato feministas são ridículas assim.

Anônimo disse...

Mas ele queria ser desejado, não ter que pagar para sair com alguem. Só que não rolou...

Anônimo disse...

Hahashuashuashuashuashuashua!!!! Morri...

Anônimo disse...

Homem querendo falar o que mulheres podem comentar, o que mulheres podem pensar, querendo mandar em mulheres, pior, em mulheres feministas é uma das se não A coisa mais patética e ridícula do mundo.

lola aronovich disse...

A opinião de que seus comentários são ridículos e provavelmente escritos por um troll fingindo ser feminista que odeia homens não é só do Antunes. Que tal limitar os seus comentários estúpidos pra apenas um por post, troll misândrico? Não é suficiente pra vc?

Anônimo disse...

15:12, incel é celibato involuntário, "punheteiro" é quem se masturba muito, ou seja, não tem nada a ver uma coisa com a outra. O homem pode ter uma vida sexual ativa e mesmo assim ser "punheteiro" (com eu). Então não ofenda os "punheteiros" comparando eles com os incels.

Maria disse...

"AQUELES homens são garotos"
"AQUELES homens são animais"
"AQUELES homens são loucos"

Hahahahaha NÃO mesmo! Eles são homens assim como você é um homem.


Os homens tentam isolar a si mesmos dos "monstros" que abusam e matam as mulheres. Todos os homens são inerentemente perigosos, todos eles têm o potencial de nos prejudicar. É por isso que é responsabilidade dos homens observarem como eles interagem com as mulheres.

Homem, não ande muito perto, faça o que puder para garantir que as mulheres não se sintam inseguras ao seu redor, não nos toque, não se comporte de maneira ameaçadora, deixe as mulheres sozinhas, deixe as mulheres em paz.

Se você ver que uma mulher está desconfortável, RECUE, SAIA DE PERTO DELA. Estamos literalmente com medo de todos vocês, então não nos antagonize, não nos ameace.

Por favor.

Garoto Inocente disse...

O mundo seria um lugar melhor se as mulheres tivessem seu próprio continente. Onde estão somente elas morando lá. Elas estarão seguras e protegidas contra homens que as estupram, as matam e as odeiam.

Que todos os homens que assassinam e estupram mulheres, estuprem e matem uns aos outros na prisão.

Anônimo disse...

Aaaarrrr bando de peça de museu... povinho atrasado que se acha muito sensato... morro de pena kkkkkkkkkk

Cara Valentina disse...

Se a opressão é milenar, por que a revolta não aconteceu antes?

Anônimo disse...

Sempre houve revolta.

Sempre houve contestação.

Sempre houve questionamento.

Isso também está documentado.

Pesquise sobre a história das mulheres. Não é tão divulgada, como tudo que se relaciona com o feminino, mas a documentação histórico sobre isso existe e está acessível.

Pra ficar apenas em aspectos mais recentes da história humana, procure sobre a mulher na revolução francesa. É um ótimo ponto de partida.

Anônimo disse...

Mascu tentando negar a opressão e a história das mulheres (para feministas, diga-se de passagem) também é uma coisa muito ridícula de se ver. Pior ainda quando ele se finge de mulher (através das aparências de estereótipos ou apenas de um nome "feminino") para fazer esse tipo de merda.

Kkkkkkkkkkkkkkkk

Patético.

Anônimo disse...

Pra mim machista é tudo terrorista, é o mesmo extremismo e discurso de ódio, não aceitam outra opinião. Ficar perto dessa gente é extremamente danoso e perigoso.

Anônimo disse...

"Esclarecido isso, o que podemos fazer para DIMINUIR os efeitos da misoginia na vida cotidiana da mulher? É essa a questão."

Desconstruir o machismo em si e educar os filhos e filhas de maneira diferente, já que no fim a educação acaba recaindo sobre a mulher.

Não é o pai que manda a filha lavar louça e o filho ficar no quintal jogando bola, é a mãe.

Não é o pai quem deixa que o garotão de 40 anos, sem emprego e fã de anime fique em casa morando no porão, é a mãe. Esse povo sempre mora com a mãe, nunca com o pai.

Rever o papel da maternidade é fundamental nessa luta. Rever, inclusive, a obrigação de casar e ter filhos também. Homem nenhum deixa de ser livre quando engravida alguém mas uma mulher, assim que engravida, nunca mais será livre de fato.

Maria de Lourdes disse...

E depois de tudo isso, os homens esperam que nós os amemos… não nos é permitido odiá-los nunca… e por um acaso, o patriarcado é uma prova de amor por nós? A realidade mostra nitidamente que não.

Não faz sentido feministas terem medo de serem taxadas de odiadoras de homens,eles já nos odeiam e nos destroem, não temos nada a perder.

Anônimo disse...

Lola, andei vendo aquele Chan dos mascus sanctus, e eles nao param de falar seu nome por la, estao te fazendo novas ameacas, dizendo que você esta fugindo da justiça e etc.

Anônimo disse...

1ª regra da misoginia: mulheres são responsáveis pelo que os homens fazem,
2ª regra da misoginia: mulheres que dizem não aos homens praticam um crime de ódio,
3ª regra da misoginia: mulheres falando sobre si mesmas são excludentes e egoístas,
4ª regra da misoginia: as opiniões das mulheres são violência contra os homens, portanto a violência masculina contra a mulher é justificada,
5ª regra da misoginia: "Mas e os homens?" As mulheres e o feminismo devem ser úteis para os homens caso contrário são inúteis,
6ª regra da misoginia: mulheres que existem sendo mulheres, menstruando e amamentando, merecem punição,
7ª regra da misoginia: mulheres devem sempre ser gratas aos homens por tudo,
8ª regra da misoginia: homens são o que eles dizem ser e mulheres são o que os homens dizem que elas são,
9ª regra da misoginia: os homens sempre conhecem os "verdadeiros motivos" de tudo o que as mulheres fazem e dizem,
10ª regra da misoginia: o pior da violência masculina é fazer os homens parecerem maus,
11ª regra da misoginia: habilidades básicas de reconhecimento de padrões são cruéis e malignas quando prejudicam os sentimentos dos homens,
12° regra da misoginia: o que quer que as mulheres sofram, os homens sofrem mais.

Via MAYDAY4WOMEN

Anônimo disse...

Só pode ser homem se passando por mulher aqui. Nunca vi tanta merda misandrica aqui (ou se fingindo ser), artimanha reptiliana já profetizada por Saul Alinsky. Inacreditável como é que deixam queimar o nosso movimento por causa desses trolls. Lola.. começa a moderar isso aqui. Está insuportável esses mascus se passando pela gente.

Anônimo disse...

Só pode ser homem se passando por mulher mesmo um delirado doido pra misturar com feminismo acreditar em toda teoria da conspiração por mais ridiculamente absurda e idiota que seja e pior, falar que o feminismo é obra de homens, sejam eles esquerdistas, judeus ou o que quer que seja. Sempre os homens são os profetas, os mentores, os idealizadores, os executores né? Vaza misógino de merda, ninguém acredita que você é feminista, seu lixo!

Anônimo disse...

Alguém se passando por mulher feminista e não sabendo a contribuição que Saul Alinsky trouxe à causa, já denota que é mais um troll pseudointelectual inepto e mascu querendo dividir para vencer com uma falsa misandria, para servirmos de palhaças circenses. Já que além de contraditório ideologicamente e acefalo, saberia que se fossemos seguir a sua logica teríamos que jogar até o opus de Marx no lixo pq ele era homem tb. Mascu imbecil. Não passarão!!!

Anônimo disse...

Só depois do feminismo. O feminismo foi o estopim da tão sonhada e almejada guerra dos sexos, que na verdade, nada mais é do que a guerra de todos contra todos...

Anônimo disse...

Nossa, quanto preconceito. ..

Anônimo disse...

Discurso de ódio?

Anônimo disse...

Santa Joana D'arc?

Anônimo disse...

Feminismo é muito maior que líderes, homens e suas práticas e teorias masculinas. Mas um mascutroll imbecil demente sem noção misógino jamais saberia disso. Vermes não são capazes de se aprofundar no feminismo para entender alguma coisa, por isso preferem chafurdar em teorias da conspiração absurdamente ridículas idiotas sem sentido conservadoras e reacionárias vinda de babacas da direita, lógico.

Vão pastar, mascus, seus parasitas imundos!

Julia disse...

Lola amei o blog.. mas nos comentarios parece que os trolls estao querendo montar uma caricatura da gente. Não é esse feminismo de igualdade que encontro aqui, mas de mentes doentes.

Anônimo disse...

Quando eu falo que misóginos, machistas e tantos outros psicopatas são invejosos, covardes, extremamente limitados intelectualmente, bestões... Quando eu falo... Fala sério, que mulher pensaria em querer uns bostões destes? AHAHAHAHAHAHAHA... Tem muito homem melhor que esses otários pra alguma mulher perder tempo com estes frustrados sem cérebro.