domingo, 1 de junho de 2008

O SORVETE QUE DERRETEU NOSSO CONSERVADORISMO

Por que, ó Deus, por que às vezes a gente não prova coisas novas logo? No nosso dia a dia, eu e o maridão somos muito conservadores. Se um prato nos agrada (tipo o frango com caju da cozinha chinesa), podemos comê-lo direto sem enjoar. Logo, após várias tentativas, quando encontramos um cinema em Detroit (bom, Birmingham, subúrbio de Detroit) que era fácil de chegar de ônibus e onde era possível ver dois filmes pagando um só ingresso, ficamos com ele. Vamos a Birmingham quase todo fim de semana. Às vezes comemos por lá, num restaurante chinês (a conta fica em torno de 8 dólares). E gostávamos de comer a sobremesa numa lojinha perto especializada em cupcakes (bolinhos? Veja foto, que não sei explicar). Eu não sou tão chegada a cupcakes. Prefiro brownies. É que cupcakes, no fundo, são mais bonitos que gostosos. Infelizmente, a loja fechou. O moço, que trabalhava sozinho, chegava à uma da manhã pra cozinhar tudo fresquinho, e só ia embora às quatro da tarde. Ele nos contou que era esforço demais pra pouco retorno, que pouca gente passeava na rua (e Birmingham é uma graça! É onde o maridão observa carros de luxo, e eu observo cães de luxo. Às vezes toco neles), e que, depois de oito anos tentando sobreviver, ele ia embora. E foi. E nós ficamos órfãos da nossa sobremesa. Só que, mais perto ainda do cinema, há uma doceria com um cartaz maravilhoso de um bolo de chocolate que eles colocam estrategicamente na calçada. Não tem como passar sem devorar o cartaz. Mas só entramos uma vez na doceria, olhamos em volta, nada pareceu tão atraente quanto aquele cartaz, e saímos, sem comprar nada. Até que, semana passada, decidimos entrar pra valer, determinados a provar alguma coisa. Eu achei tudo muito confuso, o que tava à venda, os preços, tudo, mas como minha mente estava se esforçando pra permanecer no módulo “dinheiro não é problema”, e como eu e o maridão íamos dividir uma sobremesa, insisti. E acabei pedindo um copo de sorvete (de chocolate, óbvio). Olhamos admirados porque veio um copão. Era muito sorvete. E era como sorvete de chocolate deve ser: escuro, nada daquela cor “água misturada com Toddy”, e cremoso. Tô salivando ao relatar isso. Foi sem dúvida o melhor sorvete que tomamos nos EUA, disparado, e um dos melhores de nossas vidas. Sabe quanto custou? US$ 3,91. Agora, por que deixamos pra experimentar isso só na semana passada, faltando dois meses pra voltar pro Brasil? Eu tô calculando quantos copões de sorvete a gente deixou de consumir. Vejamos, como vamos lá quase toda semana, uns trinta? Tudo bem, seriam uns 120 dólares gastos em sorvete, mas não seria por uma boa causa (nosso prazer degustativo)? O pior é que a doceria sabe que é boa. Na parede, perto da porta, há até uma placa, “See you tomorrow”. Pode apostar.

13 comentários:

Unknown disse...

Hummmm, também quero!!

Anônimo disse...

Traz sorvete pra gente!!!!=)
tá aí uma coisa que no Brasil ainda é difícil de achar!
sorvetes por aqui quando não são água + toddy...custam um precinho nada saboroso!=/

Juliana disse...

Seria por uma ótima causa. Eu sou exatamente assim, e não só com comida. quando morei em tahoe, só comecei a esquiar depois de 1 mês trabalhando dentro da estação de esqui... e me apaixonei tanto pela coisa na época que me arrependi profundamente não ter começado antes e praticado mais... oh well...

Liris Tribuzzi disse...

Adoro sorvete de chocolate. E mesmo tendo acabado de almojantar esse post me deu água da boca... Hmmmmmmmmmm.

lola aronovich disse...

Ai, gente, vcs não podem imaginar que delícia que é esse sorvete que eles chamam de "Girardeli Chocolate". O de chocolate comum não é tão divino, mas o outro... O de café é muito bom tb. E a gente tá louca pra comprar um bolinho de sorvete (esse custa uns 22 dólares). O sorvete tá barato! No Brasil tá cada vez mais difícil encontrar sorvete por menos de 5 reais. Quer dizer, acho que tô defasada. Tô falando de um ano atrás.
Claro que a gente continua sendo muito conservadora. Eu já falei pro maridão que, se pudesse só comer esse sorvete de chocolate pro resto da vida, sem variar nunca, não enjoaria! Ele concordou...
É aquilo de "em time que tá ganhando não se mexe".

Anônimo disse...

olá lola.... quando estive em Paris sempre me perdia ao voltar para o hotel. Num engano de percurso descobri uma doceria minuscula (as pessoas só a descobriam pelo cheiro), onde havia uma delicia de chocolate que não só derretia na boca, como deslizava pela lingua e fazia amor com todas as minhas papilas gustativas. te juro que foi uma experiencia com o chocolate que nunca me esquecerei. Mas era caro. 4.80 euros.

E me diga uma coisa, do que irá sentir falta dos Usa? E quais os lugares que vc visitou por aí?

Gisela Lacerda disse...

Adoro experimentar, aliás, com tudo na vida! hihi

lola aronovich disse...

Cavaca, tá na minha listinha escrever um post sobre coisas que sentirei saudades nos EUA, e do que não sentirei, claro.
Não tenho ido a muitos outros lugares. Fui a Chicago, Nova York e Washington DC. Tem posts sobre todas essas experiências. É só digitar uma dessas cidades na busca do blog, no canto superior esquerdo, que os textos aparecem (ou deveriam aparecer).
E se perder num lugar é comigo mesmo! Embora não seja nada proposital...

Gi, tô chegando à conclusão que não gosto de experimentar. Se uma coisa me agrada, é isso que eu faço, até não poder mais. Horrível como eu sou de esquerda em política, mas na minha vida pessoal, realmente sou muito conservadora.

Gisela Lacerda disse...

Ah, mas eu também sou em algumas coisas. Quem não é? ;-) Falei mais na questão de experimentar no sentido de ser volúvel. Sou bastante. Claro que muitas vezes cansa, assim como ser fixo em tudo. Deve ser a falta de planetas em signos fixos no meu mapa-astral.

Gisela Lacerda disse...

Eu enjôo fácil de tudo, até de homem, namorado, enfim.

lola aronovich disse...

Gi, eu era assim tb. Antes de conhecer o maridão, nunca tinha namorado ninguém por mais de 2 meses. Enjoava muito rápido. Não achava que poderia querer ficar com alguém durante tantos anos (nem digo "por toda a vida" porque isso é muuuuito tempo). Mas a gente muda um pouco.

Lolla Moon disse...

eu não sou muito fã de sorvete e odeio brownies. mas adoro cupcakes. talvez por não ser fã de chocolate... deixo todo o chocolate do mundo pra você, desde que libere os meus cupcakes. ;)

lola aronovich disse...

Deal, Lolla! Vc fica com os cupcakes, eu fico com tudo de chocolate! Espero que o resto da humanidade concorde com a nossa troca.