quarta-feira, 25 de agosto de 2010

IMPORTANTÍSSIMO: O GOLPE DOS DOIS DOCUMENTOS PARA VOTAR

Opa! Assustador: exigência dos dois documentos é a última esperança de Serra ir pro segundo turno. Uma nova lei, sobre a qual minha querida Aiaiai já vinha alertando faz tempo, exige que, nas eleições deste ano, sejam apresentados o título de eleitor e um outro documento com foto. Até hoje, era necessário apenas o título de eleitor. Agora, quem não levar um outro documento será impedido de votar. Vamos imaginar que o número de votos pra Dilma ganhar no primeiro turno seja pequeno. Nesse caso, essa exigência do segundo documento pode fazer diferença, já que o eleitor de classe mais baixa (que, desde 2002, costuma votar no PT) pode não ter esse documento, ou não saber que é preciso levá-lo. Carlos Augusto Montenegro, o diretor do Ibope, que antes jurava que Lula não conseguiria fazer seu sucessor mas parece ter mudado de ideia, diz que essa exigência vai tirar votos de Dilma no Nordeste, onde a falta de documentação é muito comum. Suponho que os autores dessa lei (que foram, por uma fabulosa coincidência, Eduardo Azeredo, do PSDB, e Marco Maciel, do DEM) sabiam bem o que estavam fazendo.
Hmm... Isso me lembra o que fizeram os reaças racistas do sul dos EUA no século 19. Um tiquinho de história americana pra contextualizar: eles queriam separar o país para poder continuar tendo escravos, mas perderam a guerra civil e, em 1870, tiveram que acatar as imposições do norte. Uma delas era que todos os homens teriam direito a voto (pra mulheres, brancas e negras, ainda levou outros 50 anos para ter esse mesmo direito). Foi nessa época que começou a Ku Klux Klan, justamente para combater na força esses novos direitos dos negros. Os homens brancos do sul não queriam permitir de maneira alguma que os negros pudessem votar, ou que o voto deles tivesse o mesmo peso. Então inventaram mil e uma regras para dificultar esse processo, e conseguiram. Na teoria, os negros tinham direito a voto. Na prática, não podiam votar, já que a KKK impedia com violência a aproximação de eleitores negros (com conivência da polícia). Fora isso, havia testes para avaliar se a pessoa sabia ler e escrever. Imagine só: a maior parte dos negros era ex-escrava e analfabeta. Muitos estados do Sul também se encarregavam de cobrar uma taxa para votar. Só estava isento do pagamento quem tivesse pai ou avô que houvesse votado. Vamos raciocinar: se o direito a voto dos negros tinha acabado de ser sancionado, não havia muita chance de um ex-escravo, filho de escravos, ter tido parentes com direito a voto, certo? Pois é. Na prática, levou quase um século para que os negros americanos realmente pudessem votar. Bom, "pudessem votar" em termos. Quem viu o excelente documentário do Michael Moore, Fahrenheit 11 de Setembro, sabe que, nas eleições de 2000 — aquela em que Al Gore ganhou mas não levou —, montes de eleitores negros (que costumam votar nos democratas) foram impedidos de votar, ora por não terem se registrado antes, ora por não haver urnas suficientes em colégios de maioria negra, ora pela proibição de condenados pela Justiça (Justiça branca e nada cega, sabe como é) não poderem votar.
Parece que essa é
uma velha prática, e bastante universal, até: se você não pode fazer com que os pobres votem no seu candidato, não deixe que eles votem, ponto. Problema resolvido! Afinal, o conceito dessa tal de democracia é muito relativo mesmo. Democracia é quando votam no meu candidato. Quando votam num outro, é uma ditadura do proletariado, que deve ser combatida de todos os meios. Se forem meios legais, amparados por uma lei que você mesmo fez e aprovou, melhor ainda.
Bom, depois de ler esse dado sobre a derradeira esperança do Serra em arrastar a vitória do PT pro segundo turno, vi que a Aiaiai tá coberta de razão: devemos divulgar essa exigência dos dois documentos por todo o canto. Coloque no seu tuíter, no seu blog, e fale com as pessoas sobre isso. Ainda dá tempo pra quem não tem documento com foto providenciar um. Agora, alguém me explica como o PT foi deixar passar uma aberração dessas no ano passado...

88 comentários:

Miguel Graziottin disse...

Muito bom artigo!
Parabens pelo Blog!
Miguel
www.miguelgrazziotinonline.blogspot.com

Lord Anderson disse...

Essa historia de golpe me parece exagero Lola.

Tem sido feita muita dvbulgação a respetio e duvido que o numero de pessoas que deixe de votar vá ser tão expressivo assim.

Até pq quem tem o titulo geralmente ja tem pelo menos o RG. E no caso de esquecimento é só retornar p/ votar mais tarde.

Chato e cansativo é verdade, mas nada realmente problematico, salvo em locais em que as pessoas tenham que se deslocar muito p/ votar.

Mesmo assim não acredito que vá ser num numero que altere qualquer resultado.

Claro, eu mesmo estou na campanha de divulgação e não deixo de dizer p/ todo mundo que conheço sobre a necessidade dos documentos ,afinal quero que tudo trasncorra bem no dia, para que todos possam votar de maneira tranquila e consciente.

Ah, sim to seguindo o CM no twitter.

Anônimo disse...

Lola, .... por favor vá tomar Dramin seguido de um Rivotril. Vc é louca!!! Quer dizer que é proibido tirar RG e Carteira de trabalho??? Vc nao quer que o cidadao tenha os direitos mais básicos??? Pq nao inventaram foto no Titulo de eleitor? É pq no nordeste tem muito título-fantasma. Muita gente que ja morreu ou que nem existe pode estar votando!

Anônimo disse...

“Estou muito feliz de estar aqui às cinco horas da manhã com a nossa presidenta. Eu digo ‘a nossa presidenta’ porque eu tenho a convicção de que, se Deus está conosco, quem está contra a gente?”
Adivinhem de quem é essa frase? É, dele mesmo, do lulinha paz e amor. E aí, Lola? Pelo jeito não é só a Marina que apela pra Deus nas eleições... Então não há mais motivo para demonizá-la por falar em Deus na hora de pedir votos.

Você pede que lhe expliquem onde estava o PT ano passado quando deixou passar a lei que exige documento com foto na eleição? Fácil: estava ocupado com a eleição da dilma e nem aí para as coisas do congresso! Até parece que você é ingênua! O que desvaloriza seus textos é o radicalismo! Dilma será eleita no primeiro turno. Dê-se por feliz. Deixe de procurar pelo em ovo! Comente de política se quiser, mas tenha bom-senso! Julia

barbara disse...

Na verdade, antes podia votar sem o título de eleitor em mãos, só com o documento com foto. Eu mesma, tinha perdido meu título e sempre votava só com o RG.
Quer dizer, é até mais complicado, porque tirar o RG é mais simples. Pra eu tirar a 2ª via do título (fora de ano eleitoral) tive que ir num cartório que abria às 10h30, fechava às 16h e tinha horário de almoço; era longe de casa (embora fosse o cartório do meu endereço); e demorava um tempão.
Em período eleitoral, os cartórios funcionam um pouco melhor, mas só dá pra pedir a 2ª via do título até uma data X (esqueci qual é), que não é na véspera da eleição. Ou seja, se uns dias antes você perder seu título, dançou. (Antes, se perdesse um documento com foto, havia chance de ter outro, RG e carteira de trabalho; e RG não tem limite de prazo pra pedir 2ª via).

Jujumeo disse...

Concordo com o Lord Anderson. Me parece exagero. Acho até bom que a pessoa tenha que levar documento com foto, mas acho que é uma mudança muito de "ultima hora". Acho que o governo deveria mudar o modelo de título de eleitor para um com foto (pras outras eleições). Pois só o título de eleitor mesmo, qualquer um pode votar no seu lugar.

Acompanho o blog a algum tempo mais esse post achei deveras militante ,e de um pensamento que vê teorias da conspiração em toda parte. Muito mais de ver a coisa de forma tão negativa a ponto de chamar de "golpe". Minha opinião.

Acho que o golpe contra o povo já existe e já está sendo dado: a ignorância. Provavelmnete os sulistas afro-americanos sabiam oq queriam, e nosso povo não sabe. Nosso povo vota em qualquer famoso ou big brother que se candidadte. O golpe já foi dado.

Particularmente eu desacredito na política feita nesse pais e acho que são duas faces da mesma moeda.
Só posso dizer uma coisa: eu nasci e cresci na Era Sarney (com o Lula o criticando sempre que podia). Minha filha tbm nasceu e está crescendo na era Sarney (mesmo com o Lula presidente). Nossa politica não é de verdade, nem é séria.

Anônimo disse...

Anônimo das 10:40 e Júlia!

Que cheirinho de Oliveira vcs exalam!!!

Anônimo disse...

Lola, a exigência de 2 documentos é suspeita pela razão inversa à que você explicitou, ou seja, pela exigência do título.

Antes, era possível votar apenas com o título eleitoral, o que dava margem a fraudes e enganos, porque é um documento "frágil", sem impressão digital, sem foto... Se alguém encontrasse, por exemplo, um título na rua, poderia tentar votar com ele, e havia também muita confusão com os homônimos. A orientação de exigir um documento de identificação é, portanto, corretíssima.

Exigir também o título é que não faz sentido algum, até porque o nome da pessoa consta nos cadernos de votação da seção em que ela vota - se não estiver lá, ela não vai votar, mesmo se tiver o título em mãos.

Geralmente todo mundo tem um documento de identidade. Muita gente vota há anos somente com RG, por exemplo - basta saber o número da seção e o local de votação. O que nem todo mundo tem, e às vezes não tem condições de ir ao cartório solicitar, é o título eleitoral... E para a exigência desse papelzinho insignificante não há nenhuma explicação racional válida.

PS.: A segunda via do título pode ser solicitada até 23 de setembro.

Amer H. disse...

Estou com o Jujumeo: nossa política é uma piada, sempre foi uma piada e sempre será uma piada.

Não importa quem está no poder, no Brasil O POVO existe para servir aos políticos e não o contrário. Existimos pra colocar dinheiro no bolso daqueles malditos que desfalcam as escolas públicas e a fim de ter mansões e carros italianos, afundam cada vez mais a situação do nosso país.

Se não fosse assim, porque o acesso a cultura é tão difícil aqui? Por que livros, filmes, cd's de música e video games custam tão caro por aqui? Qualquer estimulo a cultura custa uma exorbitância devido aos impostos... e pra onde vai toda essa grana?

Pra cueca de algum canalha, com certeza.

Tiririca se candidatou a Deputado Federal e está usando humor como forma de campanha ("Vote no Tiririca, pior do que tá não fica!"). Se isso não é uma prova de que nossa política é uma piada, eu não sei o que pode ser.

Cheers!!!

Bruno Stern disse...

Concordo com o anonimo das 11h20. Qualquer documento de identificacao deveria ser suficiente.

Quanto ao Tiririca, a possibilidade dele ser candidato com a plataforma mas estapafurdia que seja so comprova a seriedade de nossa democracia.

No momento em que selecionarmos os aptos para candidatura, a democracia estara fragilizada.

(desculpe a falta de acentuacao, problemas com o teclado)

Cristian disse...

Olá, já fui mesário em 4 eleições diferentes, iria para a quinta se não tivesse ido conversar com o juiz e pedido a liberação.
Seguinte, 90 % das pessoas mostravam para mim o título de eleitor para votar, é algo muito comum. Outra coisa, dessa maioria, uns 60% mostram o título de eleitor e ainda perguntam se precisa de outro documento. O que mostra que ao menos, na seção eleitoral em que trabalho, um número considerável de pessoas já pensava, antes mesmo de virar lei, que o título de eleitor não bastava para votar.
Eu acho q esta questão não vai alterar os números da eleição.

lola aronovich disse...

Gente, não vejo nenhuma necessidade em ter título e documento, já que o nome de cada pessoa está na sessão eleitoral. UM documento é mais que suficiente. A gente está vendo tudo pelo lado do privilégio, de quem sempre teve documentação de tudo quanto é tipo na vida. Pra gente, ter documento é o padrão, nada de mais. Mas pra uma boa parte da população, não é. Aqui em Fortaleza, eu moro em frente ao Instituto de Identificação, onde o povo tira carteira de identidade, segunda via etc. Todo dia fica lotado. Todo dia dou informação na rua respondendo “Onde fica o Instituto?”. E é gente bem humilde. Lógico que todo mundo deveria ter documento. Mas associar isso ao direito a voto é muito complicado. Parece elitismo mesmo. Além do mais, ficou muito pra cima da hora. Deveria haver uma campanha maciça do TSE pra alertar a população desta exigência, e, pelo que sei (não assisto TV), isso não está acontecendo. Entender um pouquinho de história, ver como os negros nos EUA foram impedidos de votar durante um século, talvez ajude a entender a ideia por trás desses dois documentos.


Jujumeo, Amer, vcs falam como se votar em candidatos folclóricos, artistas, celebridades, fosse apenas coisa de brasileiro. Não é. Em todo país existem candidatos assim, e vez por outra eles acabam sendo eleitos. Faz parte da democracia. Assim, sem pensar muito, me lembro da Cicciolina na Itália, e do Reagan e Schwarzenegger nos EUA. Um foi presidente durante 8 anos, outro é governador de um dos maiores estados, e só não é presidente porque a lei não permite que um estrangeiro se candidate. Então, gente, menos. Toda eleição tem um candidato-piada. Já tivemos o Cacareco (um rinocente do zoo que ganhou 100 mil votos em 58), o Enéas (ninguém votou no “Meu nome é Enéas!” a sério, vai), e tantos outros. Este ano temos o Tiririca. E sabe quem vota nessas figuras? Justamente quem usa discurso como o de vcs: político nenhum presta, é tudo farinha do mesmo saco, o povo é burro, o Brasil não vai pra frente... Querem que essas aberrações eleitorais fiquem mais raras? Mudem de discurso.

Daniel Rock disse...

Tu ta de sacanagem!

O problema é que o titulo de eleitor nao tem foto. Muito justo exigir um documento com foto.

Vc é uma feminista petista paranoica.

Ta preocupada nao sei pq, essa eleição ja ta liquidada pro PT.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:17:

Se exalar cheirinho de Oliveira é ter ideias próprias, não vejo problema algum! Você vê? Julia

lola aronovich disse...

Ha ha, exalar cheirinho de Oliveira é ótima! A gente podia lançar um desodorante do tipo “Oliveira. É para troll”.

Christian, eu sou uma das que chegava na seção (opa, escrevi sessão eleitoral no outro comentário; devo ser a única pessoa no mundo a confundir sessão e seção!) e perguntava se precisava de outro documento. Eu serei mesária nesta eleição (publicarei post sobre este feito memorável na sexta), e aí poderei dizer se, na minha seção, essa exigência dos dois documentos atrapalha ou não. Eu acho que muita gente não vai saber que precisa de dois documentos e vai ficar sem votar. Quase ninguém fala disso! Não sei se isso pode interferir de fato no resultado das eleições, mas, sinceramente, não acho difícil que afete uns 3%, 5% dos eleitores, que ficarão sem votar. Desses 5%, quantos votariam na Dilma? Não dá pra saber, mas calculo que a maioria. Ou seja: se a diferença da Dilma pra todos os outros candidatos estiver em 8 ou 10% (ou seja, mais de 55% dos votos válidos), os dois documentos não farão diferença e ela se elege no primeiro turno. Mas se a diferença for apertada, isso levará ao segundo turno. Mas tomara que vc tenha razão, Christian, e isso não altere os números da eleição.

Ah sim, e não sou eu que estou dizendo. Não sei se vcs leram a notícia do pessoal do comitê do Serra dizendo contar com a exigência dos dois documentos pra levá-lo ao segundo turno... Tá linkada no texto.

Anônimo disse...

Quem não tem nem um RG, doucmento obrigadotérioo em todo territ'rio nacioanal, não deveria nem chegar perto de uma urna. Eu falei RG, não é carteira de motrista, essa sim muitos não tem.

Vocês só sabe inverter valores?

Oliveira.

Daniel Rock disse...

Esse post é um exemplo gritante da incrivel paranóia que as feministas nutrem.

Lord Anderson disse...

Lola, tem sido feita uma ampla campanha sim, na tv e radio (aqui na minha cidade os jornais locais tão divulgando isso sempre que falam das eleições tb)e mesmo panfletos.

Alias, a campanha dessa elição feita pelo governo esta otima.

Tem explicado oq faz cada um dos cargos disputados, com enfase nos deputados e senadores, alem de martelar na tecla de que a participação politica é justamente o caminho tanto p/ aqueles que acham que o pais ta bem e ter que continuar nessa direção, quanto p/quem quer que ele mude.

Ou seja, ficar só reclamando do do Brasil (como se ele fosse uma entidade separada de nós) ou só xingar os politicos como se eles chegassem ao poder sozinhos, não adianta.

Tanto no individual, como coletivamente, nós temos que assumir nossa responsabilidade.

Temos que nos movimentar, procurar saber sobre cada candidato, analizar propostas, historicos, votar consciente e depois fiscalizar.

Enfim ,sermos politicos como devemos.

Ufa, desculpe, me empolguei um pouco ^^

Mas esse é um tema que considero importante p/ todos.

=Maíra= disse...

Lola, totalmente off topic: or que você não se inscreve neste concurso aqui? http://www.blogbooks.com.br/paginas/concurso

Seria muito bacana!
Abraços!

Lord Anderson disse...

Sobre se a exigencia de documento ser elitista, não vejo pq.

Nós usamos documentos p/ quase tudo na vida publica, p/ comprar um casa, p/ casar, p/ conseguir um emprego...

Não acho errado essa cobrança, mas concordo com o anonimo das 11:20, deveria ser apenas o documento com foto, muito mais facil da pessoa ter.

Até pq, me corrijam se for erro, mas vc precisa do RG p/ tirar o titulo não precisa?

Jujumeo disse...

Não disse em momento algum que é exclusividade do brasileiro ter celebridades ou famosos ou folclóricos como candidatos. Só acho que está sendo simplista. Vamos ver:
O homem "humilde" que é daí do nordeste (pegue o Fabiano de Vidas Secas que por mim tá tudo blz) que vai votar na Dilma (que pelo jeito é sua candidata), ele muito provavelmente não é politizado. Seria um grande problema de fato se ele fosse impedido de votar, mas o pior não ele uma pessoa não votar, mas não ter noção de pq vota, em quem vota, para que se elege, e qual a função que se elege, e qual o impacto daquele voto para sua vida. Digo que não é pq ele vai votar na "Sua Candidata" que o voto dele é sóbrio. É aí que o Golpe realmente foi dado.

Segundo não me chama de elitista se vc considera alguém "humilde" . Ele é ser humano dotado de faculdades mentais como a sua e pode tanto quanto vc. Pare de julga-lo um coitado, converse com ele e em vez de manipular a favor daquilo que vc acredita politicamente , crie a dúvida, incite fazendo com que ele busca se politizar por sí só. Quem dá o peixe não ensina a pescar, quem subestima não ensina.

Eu provavelmente não mudarei meu discurso. Quem mudou o discurso foi o Sr Lula com o Sarney.

Só uma coisa o documento "titulo eleitoral" é ridículo.
Não tem foto, não tem impressão digital. Nada que faça vc provar que vc é vc. Acho justo 2 documentos, acho que quanto mais segura seja a votação melhor. Penso que vc está distorcendo a notícia a sua verdade e a seu ponto de vista. O tanto quanto distorceu meu comentário. Estou começando a ver um radicalismo no fim do túnel, oq seria triste.

Obrigado.

lola aronovich disse...

Daniel Rock, vc disse “Esse post é um exemplo gritante da incrivel paranóia que as feministas nutrem”. Eu ri alto aqui. Um post que não tem nada a ver com feminismo é um exemplo gritante da paranoia feminista?! Ha ha. E vc é um exemplo gritante de quem usa qualquer pretexto pra falar mal das feministas, né?


Interessante o concurso, Maíra. Eu fico meio assim de participar de concurso (não de blogueiras, que é pra divulgação!) porque o único que participei até agora me decepcionou. O pessoal demorou pra divulgar os resultados, não deu os números (precisa ter transparência, pô), e, além disso, na enquete deles dava pra votar quantas vezes quisesse. Mas, claro, foi apenas UM concurso, outros devem ser mais sérios. De qualquer jeito, em qual categoria eu entraria? Na Arte/Cultura, com crônicas de cinema, ou na Universo Feminino, com meus textos feministas? Ou feminismo entra em política? “Universo feminino”, em geral, é sobre roupas, maquiagem, cabelo, culinária... Pelo menos é isso que prega o clichê.

Jujumeo disse...

Não disse que o problema são os políticos piadas, o problema é a política-piada!

Clara Gurgel disse...

Gente, é preciso ter cuidado quem está pensando em votar no "Tiririca" ou em outros "palhaços",como forma de protesto.O grande número de votos que terão, elegerão outros candidatos nem tão "engraçadinhos" assim. No caso do Tiririca, ele pode ajudar a eleger o "Valdemar Costa Neto", um dos envolvidos no "mensalão".

Diana disse...

Lord Anderson;

É ÓBVIO que não é necessário RG para tirar o título de eleitor; afinal, pode-se tirar o título antes da maioridade (e todo RG deve ser feito ou renovado ao completar 18 anos/receber dispensa do quartel); MAS é preciso sim levar a certidão de nascimento, comprovante de residência e tal.

Na verdade, se você parar para pensar, o RG é muito pouco cobrado; pedem mais mesmo é o CPF e ele também não tem foto.

Por outro lado, sempre votei só com RG, jamais levei o título de eleitor para votar; na verdade, a lei só dizia que precisava levar um documento oficial com nome; não necessáriamente o título. Quase todos que eu conheço não votam com ele, apenas com o RG - embora, claro, isso seja um reflexo da vida urbana que levo. No sertão pode ser diferente, mas conseguir tirar um título de eleitor ainda é muito mais difícil e desafiador que tirar um RG.

Além disso, o que ele diz é 'um documento com foto', não é? Pode ser a Carteira de Trabalho, que leva foto e é feita na hora.

De qualquer forma, a campanha na TV está avisando sim, todos os dias, várias vezes por dia. :)

Lord Anderson disse...

Opa, a Clara falou algo muito importante.

Votos dados a um determinado candidato benefeciam todo o partido, e muita gente não sabe disso.

Basta lembrar do proprio Eneas, alguns candidatos como a Havani se elegeram puxados por ele, e logo depois trocaram de partido, no caso dela indo p/ o PSDB.

A Lola ta certa, se as pessoas querem menos candidatos "piadas" tem a obrigação de se informar mais e votar naqueles que realmente representam suas ideias.

Lord Anderson disse...

Diana, obrigado por esclarecer. Eu realmente não lembrava se RG era necessario.

Roberta disse...

Lola,entra no concurso de "universo feminino" e quebre o clichê :D

Lord Anderson disse...

Roberta só poder participar de uma categoria?

Pq o da Lola pode se inscrever em varias facilmente.

Jujumeo disse...

Lorde Andreson. Concordo com vc , informação é tudo. Mas que informação ou acesso a informação, a vontade de querer se informar.

Mas eu me informei e nenhum dos candidatos representa minhas idéias. Meu direito de votar nulo será exercido. Pra mim não existe político que não seja uma piada no momento. Nenhuma plataforma política me atingirá de maneira positiva.

Anônimo disse...

Lola;

Não bastando o Lula ser obrigado, por falta de outro nome, (todos os outros estavam muito sujos) indicar essa senhora bizarra como sua sucessora, agora a pouco eu o ouvi no programa eleitoral do rádio, pessoalmente, apoiando, pedindo voto, dizendo que confia n o, pasmem, NETINHO, esse mesmo, o covardão que bate no própria mulher. Até da televisão ele foi expulso por isso e o Lula quer torná-lo SENADOR! Meu Deus!

Olha o tipo de gente com quem você está metida Lola. Parabéns!


Resumo de ontem pra hoje:

1- Você e seus amigos bloguieros de esquerda querem verba do governo para seus blogs para escrever sandices.
2- Você não quer que uma pessoa tenha que se identificar com um documento com foto para votar, quando todo mundo sabe que no norte e nordeste (reduto do PT) está cheio de eleitor morto, que ainda vota; só você que não sabe disso.
3- Seu presidente apóia abertamente o NETINHO, um espancador de mulheres. Isso é feminismo de esquerda?

Oliveira

James Figueiredo disse...

Lola, mais uma vez um post muito interessante. Na eleição do Obama, se falou muito das "poll taxes" nos EUA, e de como a não-obrigatoriedade dos empregadores de liberar os empregados para votar (já que lá o voto não é obrigatório) era a nova "poll tax".

Sobre os candidatos-piada, é preciso se dizer que eles representam o perigo real de carregarem consigo a reboque candidatos-nanicos corruptos e incompetentes, que sao eleitos pelo partido. Como aconteceu, por exemplo, quando o Enéas conseguiu eleger, por conta do alto número de votos que teve, um canditado que teve tipo 16 votos. Óbvio que candidatos como o Tiririca e a Mulher-Melão são uma piada, mas se tiverem votações expressivas, carregarão consigo outros canditatos dos seus partidos.

E, Lola, meio off-topic, mas já tem um tempo que gostaria de ler um post seu sobre o que considero uma falha grave da Dilma - Ter rifado os direitos dos homossexuais pra conseguir votos do "talibã evangélico" brasileiro.

Marina é da Assembléia de Deus, e pelo menos é honesta em relação à própria incapacidade de separar religião e Estado, e Serra é aquela coisa que todos conhecemos, teve a capacidade de dizer várias vezes que casamento não tinha nada a ver com o Estado e era uma questão particular.

Mas Dilma é de um partido que, efetivamente, tem os direitos LGBT em sua plataforma, com uma militância FORTE entre gays e lésbicas. Mas se encontrou com as lideranças evangélicas do país pra garantir que nenhum esforço para avançar questões polêmicas" saísse do Executivo, efetivamente deixando nas mãos do Congresso, dominado pelas bancadas evangélica e católicaa continuidade da inexistência de direitos reconhecidos por lei para essa parcela da população.

Sempre votei no PT, mas nessas eleições, no primeiro turno, votarei no Plínio ou no Zè Maria, que pelo menos por serem candidatos menores, têm uma posição clara e objetiva a respeito dessas questões.

Um abraço,
J.

Anônimo disse...

Lola:
Tem uma coisa que nem você, nem ninguém, nunca escreveram aqui.
Se a holding que administra a Globo, a Globopar, não tivesse, quebrado e precisado emprestar 2.000.000.000,00 (dois bilhões , não sei de reais ou dólares, mas é muito dinheiro em qualquer língua) do BNDS, leia-se do governo, a aprovação do Lula seria de menos da metade do que é e a Dilma só seria uma mulher sem charme, pra sempre.

Anônimo disse...

Ah esqueci: Oliveira Trool

cronicasurbanas disse...

Lola,
concordo que um documento deveria ser suficiente. Nesse caso, faz muito mais sentido que seja o que possua uma foto.
Onde o PT estava quando deixou essa passar eu não sei. Mas, conhecendo o histórico, desconfio que pelo menos o Luiz Inácio devia estar no saguão de algum aeroporto; o moço não sossega o facho... :)
abraço
Mônica
Mônica

Anônimo disse...

pra ver como é a base da massa amorfa em que a guerrilheira Dilma está apoiada.

Julia disse...

Também me pareceu exagero. Pra tirar o título de eleitor, precisei levar minha identidade porque precisava de documento com foto. Então não acredito, sinceramente, que possa haver o caso de alguém ter o título, mas não carteira de identidade.

Quando fui votar da primeira vez (há pouquinho tempo, tinha 16 ou 17 anos), levei minha carteira de identidade just in case.

Entendo que o problema possa ser que NÃO levem a carteira de identidade, mas, sinceramente? O voto é obrigatório, pra não se incomodar em justificar e pagar multa as pessoas provavelmente vão voltar pra casa, buscar o RG e ir pra escola votar.

E, por último, essa atualização de lei PRECISA sair na tv. Afinal, o governo bota centenas de propagandas ensinando a usar a urna eletrônica, por que deixariam algo crucial assim passar?

:**

=Maíra= disse...

Oi, Lola!

Olha só, dei uma pesquisada aqui sobre o concurso passado (http://www2.blogbooks.com.br/premios.asp) e uma coisa me animou: O Azenha, do "Viomundo" ganhou na categoria de política. De fato, a categoria "universo feminino" parece tender para os clichês machistas. Mas talvez fosse legal ter uma "voz dissonante no deserto", não acha? (A maioria das pessoas não vê que feminismo é política, sabe? Associam política mais à política partidária mesmo...) A opção de participar na categoria "cinema" também é válida (e talvez mais fácil de se enquadrar nas categoris propostas pelos proponentes do concurso. De toda forma, acho que participar do concurso poderia dar mais visibilidade ao seu (excelente) blog!

Abraços!

Lord Anderson disse...

Caramba, vendo o nivel de agressividade de alguns comentarios, eu entendo pq tantos blogs tem moderação.

Raiza disse...

Não seria mais fácil fazerem um título de eleitor com foto?

Lord Anderson disse...

Jujueme

lamento que vc não tenha encontrado nenhum candidato que o represente, mas pelo menos vc tem o direito de anular ou votar em branco, isso tb é democracia.

Torço que nas proximas eleições vc se sinta mais e melhor representado.

Mariana. disse...

Lola, há uma informação incorreta no seu texto: antes da lei, era possível votar apenas com o documento com foto. Era assim que eu votava, aliás. Tinha o título, mas nem sabia onde ele estava (aí ano passado fiz a segunda via e encontrei o título antigo. tenho dois).

Achei seu texto muito 'teoria da conspiração' mas sei lá, né? não duvido de mais nada. Só que - pelo menos - o TSE está fazendo uma campanha monstro para informar todos os eleitores da necessidade do DOCUMENTO COM FOTO + TÍTULO.

MAs relaxa, acho que nao vai dar problema não. Isso não vai significar muito;

Serge Renine disse...

Desculpe o fora tópico Aronovich:

Você não assistiu o Segredo dos Seus Olhos, do Campanella? É um filme argentino que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro. Eu vi, gostei muito e fui ler sua resenha (eu gosto de fazer isso, assistir depois ler sobre) e não achei na letra o filme na letra S do seu blog.
Neste filme da pra gente perceber que, fora, o genial, Cidade de Deus, os brasileiros tem muito o que aprender com o cinema argentino, não só por esse filme, mas justamente por haver muitos filme bons na Argentina.

Eu só te escrevi porque queria ler a sua resenha.

Jujumeo disse...

Pelo jeito que a coisa anda duvído.
Entenda eu realmente quero ver a coisa pelo lado positivo.Por exemplo saber que pelo menos nas capitais o povo está estudando mais e tem mais gente no nível superior que jamais teve no Brasil é um bom sinal. Mas não sou tão ingênuo. As faculdades em sua maioria ensinam "uma profissão" e só. Sem contar que existe muita gente que faz faculdade e tem alergia a literatura. Pastores evangélicos fazem Biologia pra tentar provar com diploma que a teoria da evolução é falsa. Vc entende como a falta da real cultura e a real politica (aquela que se pratica no dia a dia) faz falta pra nós como povo. Não é pq estou desiludido que sou um conformado. Conformado é um cara que sabe que não sabe nada de politica e mesmo assim "decide" se candidatar ou recebe o convite pq é popular. Conformado é aquele que acha que tem o poder de mudar a estagnação de um povo através do voto.

Lúcio disse...

LOLA:

NÃO ALIMENTE OS TROLLS!

O certo não seria inventar um desodorante do Oliveira, mas sim um inseticida para eliminá-lo porque é isso que ele é: um inseto!

JÚLIA:

O Oliveira não é sinônimo algum de ideias próprias pq o discursinho dele é mais manjado que nota de um real. O que ele rosna aqui no blog da Lola, eu já cansei de ler em blogs elitistas, de direita mesmo, o que provavelmente vc tb deve ser!

OLIVEIRA:

Vc é um idiota, tremendamente idiota. Nada do que vc diz vale coisa alguma ou dá para ser usado como reflexão. Pq vc não usa seu tempo livre estudando? Vc fala tanta asneira!

Clara Gurgel disse...

Geeente, mas esse "TROLL,LÓ,LÓ" do Oliveira é um mala mesmo,hein? O cara não desiste!Esse,"gamô", Lola!Sabe,a minha mãe,tinha uma cachorrinha que era uma "lady". Quando ela começava a latir muito assanhada,enchendo o saco, a minha mãe falava:"Tila,vai pro seu cantinho!" e não é que a bichinha ia,com o rabinho entre as pernas? Então, pensei...Por que não?! Vai que funciona:
"OLIVEIRAAAAA, VAI PRO SEU CANTINHO!!"

=Maíra= disse...

Quanto à discussão sobre o título:

"Não seria mais fácil fazerem um título de eleitor com foto?" [2] E também com dgital? Reparem que, atrás do título, há um espaço para se inserir a digital. A foto poderia vir na frente mesmo

Ma disse...

Lola, excelente artigo! E essa é uma preocupaçao minha nessas eleições...
O mais triste é q quem mais é suscetível a ser impedido de votar por essa lei babaca é gente pobre, q não tuíta, não bloga...

É absurda uma exigência dessa sem a devida divulgação ampla, informativa e educativa, pelo TSE, via rádio e TV - q aí sim alcança o povão todo!

Agora, q foi jogada de gênio, foi...

Ma disse...

Gostaria de fazer uma ressalva de que não é tão simples para muitas pessoas ir votar e, pelo "esquecimento" do RG ou similar, voltar mais tarde com o documento...
Pra mta gente pesa no bolso... pesa na distância... pesa no esforço...
E tô falando mais de gente f@%$%# mesmo... e não a gente q vai e vem por aí com liberdade...

Anônimo disse...

"É ÓBVIO que não é necessário RG para tirar o título de eleitor; afinal, pode-se tirar o título antes da maioridade (e todo RG deve ser feito ou renovado ao completar 18 anos/receber dispensa do quartel)"

São informações assim que levam problemas aos menos esclarecidos. Clara, você devia dizer em qual cidade ou estado você mora. Porque deve ser só aí que se consegue fazer o título de eleitor sem apresentar RG e CPF. Aqui em Santa Catarina é obrigatório levar RG e CPF, além do comprovante de residência, para conseguir fazer o título de eleitor. Luís André

Lord Anderson disse...

Mas Ma.

Tem sido feito uma campanha extensa sobre isso, só assistir tv aberta p/ ver.

Concordo que seria melhor que criacem um novo titulo com foto, mas a necedidade de tirar um novo documento ia a mesma, se não mais problematica

O correto seria que tivessem começado sei la ano passado p/ ai dar tempo tranquilo, mas não acho que é o tipo de coisa a se classificar como golpe.

Clara Gurgel disse...

Levando-se em conta,que votaremos em candidatos para cinco cargos diferentes,essa exigência,no mínimo, poderá atrasar o processo.Por isso,é bom não deixar para votar na última hora.

Anônimo disse...

Gente, pra quem não sabe, agora no Brasil vai se unir todos os documentos em um...
Essa perguntinha "pq não ter titulo com foto" nao tem um pra q.

Nao entendo pq alguem vem aqui pra implicar com o discurso da Lola, q foi mto militante, feminista, blablabla...
Gente, a Lola não é a Globo tentando pagar uma de imparcial... ela tem uma ideologia, o blog é dela, ela põe o q pensa aqui... ng é obrigado a ler... nem a concordar! não precisa de xiliquinho...


Vaaaaaai morar no sertão, ou nos interiores da vida, nas comunidades ribeirinhas, amazonicas... vai la e me diz se é facil assim tirar documento!
E ainda me vem um asno com um discurso babaca de q, em suma, pra q esse povo votar entao?? Pra q analfabeto votar, ne?!
Bora botar pra votar só o povo riquinho q jura q tem cabeça pensante, né?!
Me dá asco...

Anônimo disse...

"O Oliveira não é sinônimo algum de ideias próprias pq o discursinho dele é mais manjado que nota de um real. O que ele rosna aqui no blog da Lola, eu já cansei de ler em blogs elitistas, de direita mesmo, o que provavelmente vc tb deve ser!"

Júlio, ridículo! Porque as ideias do Oliveira estão em blogues de direita não significa que ele não tenha ideias próprias! Se for assim, então a Lola -- e os petistas por extensão -- tampouco tem suas ideias, já que elas estão nos blogues de esquerda! Pra defender a Lola aparece cada um!

E o fato de você achar que eu sou de direita, isso é um problema seu. Não interessa de que lado estou. O que importa é que não sou cega nem burra! Julia

Ma disse...

Pra mim, deviam nessa eleição, pelo menos no 1º turno, educar as pessoas a levarem os dois documentos... e não impedir de cara quem não saiba da nova exigencia de votar...

Eu mesma sempre levei só o titulo
pra votar... va la q to sabendo da mudança... mas e quem nao ta??

Podem implicar comigo, mas eu passo o dia ouvindo radio e nao ouço essa campanha maciça do TSE conscientizando o povo nao...

Lúcio disse...

JÚLIA!

Ninguém está aqui defendendo a Lola. Ela não precisa de defesa. Ela melhor que do que vc, utiliza de ideias e argumentos para se manifestar, ao contrário de ti, que assim como o Oliveira, precisa ofender e ser um mal-educado para se fazer ouvir.
Agora quanto ao que vc diz sobre não ser cega, eu acredito mesmo que não seja. Mas o que vc diz sobre não ser burra, bom aí sim tenho minhas dúvidas!

Jujumeo disse...

Anonima das 15:35.

Tens razão. O discurso em suma é que não há pq votar, se nada vai mudar. E vc com sua internet aí deve se considerar pobre pra querer julgar quem não concorda com vc vota em "riquinho". Vc disse de populações ribeirinhas ou que vivem no sertão para votar, me diga uma coisa, vc conhece empiricamente ou viu no globo reporter?
Uma questão interessante é pensar que o governo que está aí que já foi a esquerda em 2 mandatos não tenha pensado nas populações ribeirinhas e do sertão, já que segundo a Lola são partes fundamentáis do seu foco político. Ou seja as populações que mais votam no PT, mesmo com o PT com 2 mandatos, nada fez por ela, nem para facilitar que o PT continue no poder. Isso é oq eu chamo de total descaso. Se o governo que está aí ( ou qualquer outro que já esteve) funcionasse não estariamos discutindo isso aki.
Vcs falam do descabido cliclês que estão ouvindo, pode acreditar que é do tamanho do descabido clichê que estão falando, só não seja hipócrita, esse discurso "contra burguês" quase sempre vem de quem fez cursinho (pago) para entrar em faculdade pública. ( oq pra mim não é coisa de pobre).
Chamar de riquinho e dizer que pensa numa situação que provavelmente vc não conhece mostra um classissismo ignorante e pedante digno de quem acha que "playboy merece ser assaltado".
Não votaria nem em rico nem em pobre, eu tento conversar e argumentar com as pessoas a minha volta e fazerem eles serem empiricamente politicas. Não é tendo medo de ser polêmico que se faz política. Ninguém deu chiliquinho uns concordam e uns não, aprenda a conviver com isso. A Lola não é unânime (muito mais em todas opiniões) e ela parece ser crescidinha, não precisa de proteção contra minha malvada opinião. É só minha e não preciso que vc concorde. Penso que não é que não vai ser ouvido, que não deve ser dito.

Obrigado.

Anônimo disse...

E pobre não assiste TV? Passa em quase todo intervalo o anúncio informando que precisa dos dois documentos pra votar. Se os pobres do nordeste não assistem TV, não é no Twitter que vão ficar sabendo da novidade...

Julia disse...

De acordo com o Tribunal Regional Estadual de São Paulo (está igual à do RS, por sinal):

- RG original ou certidão de nascimento ou casamento (não serão aceitos a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o novo modelo de passaporte por não conterem, respectivamente, nacionalidade/naturalidade e filiação);
- comprovante de endereço (conta de luz, ou conta bancária, ou conta de telefone, etc... desde que contenha nome e endereço e seja recente); e
- comprovante de quitação do serviço militar ( homens com idade entre 18 e 45 anos).

Mas é impossível abrir uma conta de luz ou no banco sem ter RG. E não dá pra se casar sem RG também. Agora, por questões práticas, quem anda com a certidão de nascimento pra lá e pra cá? Não consigo imaginar como alguém teria um título e não um RG.

Ah, por favor, quando falarem da Júlia-anônima, especifiquem. Já tava achando que era comigo. hahahahaha

Cristina Maria disse...

Oi querida! Estou numa correria, passei pra dar um oi e dizer que foi uma grande satisfação te conhecer...eu estou reestruturando meu blog(s), passa no maisdeumbilhaopassamfome.blogspot.comquando puder...
Super beijos flor!!!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Julia:

Obrigado pelo apoio!


Lúcio:

Você não derai falr assim com a Julia. Cavalheiros não tratam mal uma dama.

Aninimo 10:40.

Fico contente com sua presença aqui.

Trooliveira.

Anônimo disse...

Correção:

Lúcio:

Você não deveria falar assim com a Júlia. Cavalheiros não tratam mal uma dama.

Masegui disse...

Oliveira é um idiota!

Leonardo Ivo disse...

Para aguçar a consciência politica de vocês e aprenderem o que é um Estado nacional, peço que leiam esta matéria que escrevi no mês passado.leiam: http://fatosgerais.blogspot.com/2010/07/adminstracao-publica-x-igrejas-e.html

Marcelo disse...

Lola, você não vai mencionar que a idéia é extremamente nobre, de acabar com o voto fraudado, de eleitores fantasmas?

Exagero total essa vertente. Teoria da Conspiração.

randall magalhaes disse...

apesar de concordar com a sua opiniao a respeito da exigencia de outro documento alem do titulo de eleitor essa lei nao me lembra nem um pouco o que passava com os negros no sul dos EU. pessoas comparam, principalmentes os direitistas americanos, qualquer lei que nao estao de acordo com uma tragedia do passado e que sua consequecias serao ate piores; no final a tragedia do passado perde todo o significado por causa do uso excessivo. e outra coisa o Fahrenheit 9/11 nao e um excelente documentario primeiro porque nao alcancou o seu objectivo que era tirar o Bush do poder em 2004 segundo o principal motivo pelo resultado da eleicao foi este proprio documentario que foi visto pela maioria da populacao como uma falta de respeito ao ate entao muito popular presidente bush, isto e como um direitista brasileiro fizesse um domentario falando que o lula e um analfabeto. e tambem tem as indiretas sobre o voos que tiraram membros da familia bin laden dos EU. michael moore em outro erro esqueceu de citar que os esquerdistas do iraque e afeganistao queriao urgentemente uma mundanca de regime antes que eles fossem ambos perseguidos e executados. como um admirador dos documentarios do michael moore principalmente o mais recente "capitalismo:uma estoria de amor" em farenheit 9/11 ele e demagogico em tentar reafirmar o que nos liberais ja sabiamos que o bush era uma piada mais em um palco "mainstream" onde a maioria da populacao sao eleitores independentes ele acaba alienando todo esse bloco causando mais 4 anos de disastres. Randall

www.folhadocontrariante.blogspot.com/

Anônimo disse...

Masegui:

Você é advogado, não é?

Oliveira idiota.

Amer H. disse...

De fato, Ronald Reagan e Arnold Schwarznegger eram artistas antes de entrarem pra vida política... mas veja você, eles NUNCA foram "candidatos piada".

Eles não iam até a televisão pedir que votassem neles "porque sim", tampouco faziam jingles alegrinhos pra hipnotizar os eleitores.Eles tinham bases sólidas e campanhas ainda mais sólidas para os apoiarem.

Eles ganharam muitos votos pela sua celebridade, sim, mas não apenas por isso. E diferente de Agnaldo Timóteo, que eu ví parar uma sessão na câmara dos deputados para começar a CANTAR, nem Arnold nem Reagan fizeram tolices deste nível após serem eleitos.

Se você discorda do que eles pregam, tudo bem, mas não compare um Ronald Reagan com um Tiririca.

Agora, eu mudei meu discurso uma vez, quando o Lula venceu as eleições para seu primeiro mandato. Eu votei nele, esperando alguma mudança na situação do país.

Em todo este tempo, tudo continua igual. Roma não foi feita em um dia, de fato, mas nesta quase década de governo Lula, nossa educação continua abandonada, a saúde pública continua um caos e o desemprego... bem... não creio que preciso complementar.

Não é culpa do Lula, nem do PT, nem de nenhum político atual. É um sistema corrupto que existe desde que nosso país começou e que engole todos os candidatos do país. O sujeito se corrompe pois só assim conseguirá sobreviver no meio.

Não creio que isso mudará no meu tempo de vida, tampouco no de meus filhos.

E Lola, estou aguardando o post em que você trataria do assunto sobre o qual falei no outro artigo.

Cheers!!!

Adwilhans disse...

Lola, talvez o ponto mais importante da nova lei tenha escapado à sua atenção: ela se presta a impedir um dos mais comuns tipos de fraude eleitoral, o voto por pessoa distinta do eleitor indicado no título. Infelizmente, ainda é comum aquela coisa de "vai votar por mim, guri" ou "deixa que eu voto pelo senhor". Veja: quem está dizendo isso é um servidor da Justiça Eleitoral! A única aberração da nova lei é exigir a apresentação do título; exigir a apresentação de documento com foto é uma ótima medida, a meu ver. O problema está em exigir ambos, título e RG (por exemplo). Votar só com o título sempre foi algo bem estranho...
Ah! E quanto às pessoas pobres, eleitoras da Dilma, não terem documentos, penso ser um argumento furado. As pessoas carentes recebem bolsa-família e, para isso, precisam de documentos! hehehe

Laurinha (Mulher modernex) disse...

"Vote no Tiririca, pior do que tá não fica!"

Sobre o Tiririca e outros candidatos piada, não me incomoda que ele seja candidato, porque esse é um direito que qualquer pessoa tenha.
O que incomoda é saber que algumas pessoas ouvem essa frase e realmente votam nele e ele pode mesmo vir a ser eleito...
Outros: Ronaldo Esper, uma mulher fruta (não sei qual é a fruta específica), um cara que imita o Enéas... ah, mas de qualquer forma a gente aponta esses porque são mais "famosos", mas o que deve ter de candidato que não sabe nem a hora em que está com fome, se candidatando sem nem saber direito o que vai fazer, com um discurso decorado bonitinho, não deve tá no gibi...

Laurinha (Mulher modernex) disse...

E alguém aí falando sobre feministas paranóicas... Quem dera que tivéssemos mais "feministas paranóicas" no nosso país.
Estou feliz da vida, porque estava dando uma pesquisada no histórico dos candidatos e acabei conhecendo melhor uma candidata a deputada federal pelo meu estado, feminista, com um histórico invejável, uma história de vida maravilhosa, bons projetos, grandes chances de ser reeleita... Pena que não tenha encontrado nenhuma opção assim pra deputado estadual, senador e governador também, mas a gente ainda chega lá... rs

Bjão Lola!!!

joshua disse...

Brasil: os subterraneos do Estado policialesco e ilegal
Estamos falando não de simples golpes de alguns espertos, mas do próprio ovo da serpente totalitária, o Estado policialesco, como existia na RDA, com a Stasi, e como existe em Cuba, com o aparelho de segurança. A corja a serviço de uma causa política coloca o Estado como mero provedor de informações estratégicas para seu projeto de poder.
Não compreendo como as pessoas não se sentem pessoalmente atingidas por esse tipo de crime. É isto que nos espera...
Paulo Roberto de Almeida

Receita vasculhou sigilos de mais 3 pessoas ligadas a Serra e FHC
Leandro Colon e Rui Nogueira
O Estado de S.Paulo, 25 de agosto de 2010

Investigação revela que Luiz Carlos Mendonça de Barros, Ricardo Sérgio de Oliveira e Gregório Marin Preciado também tiveram sigilos quebrados

BRASÍLIA - Investigação interna da Receita Federal revela que acessos suspeitos aos sigilos fiscais de adversários do PT foram além do manuseio dos dados do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge. Os documentos mostram que, no mesmo dia, de um mesmo computador e em sequência, servidores do Fisco abriram os dados sigilosos de Eduardo Jorge e de mais três pessoas ligadas ao alto comando do PSDB. São elas: Luiz Carlos Mendonça de Barros, Ricardo Sérgio de Oliveira e Gregório Marin Preciado.

Simone disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Simone disse...

Lola, adoro seu blog. Passo por aqui todos os dias e gosto dos artigos. Desta vez, no entanto, tenho que discordar de você. Como assim é ruim que se aumente a segurança na hora de votar? E sinceramente, quem não está por dentro de que este ano é preciso levar os dois documentos, éporque não está ouvindo rádio nem vendo tv - ou seja, também não deve estar por dentro das propostas dos candidatos!!!

Sabe o que eu acho? Que para tirar título de eleitor, deviam passar por uma prova. Não tem prova pra entrar na universidade, prova pra dirigir, concurso pra trabalhar pro governo? Pois então deveriam fazer os candidatos passarem por uma prova de história, geografia, ciência política, economia etc, e os eleitores também!

Gosto da idéia da democracia, mas quando os que decidem tem a mínima noção de para onde o barco está indo! Não acho certo que pessoas que não tem a mínima idéia sobre o governo anterior, a história do Brasil e do mundo etc tenham poder de decidir qual é o destino do país.

Diana disse...

@innuendoblues: eu também achei que fosse contigo e fiquei MEGA caótica.

Ma: eu não ouço rádio NEM vejo tv, mas calhei de ver um monte de vezes o anúncio no horário que eu passo na minha avó...

Anônimo disse...

Putz, Simone!

The Crow disse...

Conspiração... aahahahah

Que grande bobagem! Primeiro, que a lei é de 2009, quando Dilma nem era candidata. Segundo, que a lei que instituiu essa regra (Lei 12.034/09) fala sobre um punhado de questões, referentes ao processo eleitoral, e não somente sobre quais documentos levar na hora do pleito.

É muita, mas muita sacanagem, interpretar essa lei, um artigo específico, como manobra para derrotar adversários em período eleitoral.

Vale lembrar, ainda, que se o pessoal do nordeste não tem RG, é culpa do governo ou não? Documentos como RG e certidão de nascimento, por medida CONSTITUCIONAL, devem ser fornecidos GRATUITAMENTE a todos os cidadãos, independentemente do nível social. Ou seja, ser pobre não é justificativa para não ter RG.

E por último, essa medida, pedindo um documento adicional com foto, vem para o bem. Isso impede que coronéis (alguém disse Sarney, Collor?) burlem as urnas (algo tão comum em muitas regiões do Brasil), fazendo documentos falsos e obtendo diversos fotos obscuros, já que o título de eleitor fornece apenas o nome do cidadão.

O que devia estar em maior gravidade de discussão é a censura - isso mesmo, censura - que um tribunal eleitoral impõe a seus cidadãos, impedindo, por exemplo, a possibilidade de fazer humor com os candidatos, algo que era possível até mesmo na ditadura.

Isso sim é uma vergonha!!

PS. Peço perdão pelo tom revoltoso.

Abraços.

Anônimo disse...

Só quero ver se os "humildes" sairão prejudicados quando toda a nossa eleição passar a ser realizada através do voto biométrico, isto é, com impressões digitais...

Haja desculpa, sô!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Arashi disse...

Na boa, Lola: menos. Nada a ver a teoria da conspiração. Sempre achei que votar só com o título, um documento sem foto, não era seguro nem fazia o menor sentido, porque qualquer mané podia ir lá e votar. Acho que exigir um documento com foto faz muito sentido sim. Tem que divulgar bastante? Claro. Mas daí a achar que tem algum complô nessa história já é exagero.

Flavio Morgenstern disse...

O triste é essa desculpa de atacar per fsa et per nefas a oposição.

Pra começar, a velha birra da esquerda em dizer que a direita não gosta de pobre. Ora, negar voto pra analfabeto é uma atitude reacionária burguesa elitista oligárquica tucana de direita?!

Não há nada mais anti-democrático do que voto de analfabeto: é o que mantém os oligopólios no poder: legitimando, de uma maneira muito mais fácil do que fazendo repressão a uma população revoltada com um regime ditatorial.

As condições da população pobre brasileira no séc. XXI não têm nada a ver com a situação dos negros americanos na época da Guerra da Secessão: isso é uma maneira bem esquisita de tentar comparar o candidato adversário com racismo, pechá-lo de retrógrado, louco etc.

Acho engraçado que vocês acham lindo a Dilma ter todo esse montante de votos de uma população que não sabe diferenciar um candidato de uma beterraba e acharem quase que um comunis.... digo, um nazismo refrear essa alienação cega, que manteve gente como Sarney e ACM no poder por tantas décadas.

Liana disse...

acho q nem preciso dizer nada... só adiciono aos comentários abaixo que voto analfabeto é antidemocrático no sentido em que, não só aqui mas também em outros países, mantém-se uma enorme parcela da população na ignorância, sem educação adequada, para perpetuar os que estão no poder - e essa continuidade destes no poder, desta forma, nada tem de democrática.

"Lola, você não vai mencionar que a idéia é extremamente nobre, de acabar com o voto fraudado, de eleitores fantasmas?

Exagero total essa vertente. Teoria da Conspiração."


"Não há nada mais anti-democrático do que voto de analfabeto: é o que mantém os oligopólios no poder: legitimando, de uma maneira muito mais fácil do que fazendo repressão a uma população revoltada com um regime ditatorial.

As condições da população pobre brasileira no séc. XXI não têm nada a ver com a situação dos negros americanos na época da Guerra da Secessão: isso é uma maneira bem esquisita de tentar comparar o candidato adversário com racismo, pechá-lo de retrógrado, louco etc.

Acho engraçado que vocês acham lindo a Dilma ter todo esse montante de votos de uma população que não sabe diferenciar um candidato de uma beterraba e acharem quase que um comunis.... digo, um nazismo refrear essa alienação cega, que manteve gente como Sarney e ACM no poder por tantas décadas."

Carlo disse...

Puxa ainda falam que ter carteira de identidade é coisa de "rico"? Não acredito que vc possa falar isso! O PT é pela democracia e os residentes de um país precisam ter documentos para provarem sua existência. O Erro foi não colocar a foto no título, já que os candidatos precisam aparecer com suas fotos estampadas nas máquinas, qual o motivo de não ter fotos também dos eleitores? Qualquer pessoa pode ter documentos com fotos, você é muito pessimista com esse seu texto. Daqui a pouco vai inventar mais alguma coisa para demonstrar que é inteligente?

IGUATU NOTICIAS disse...

Caríssimos, essa história de que a exigência de dois documentos é somente para atrapalhar a votação da candidata Dilma, é história para boi dormir. A exigência de dois documentos visa inibir a prática da compra de votos e impedir que uma pessoa vote no lugar de outra, uma prática muito usada aqui no Nordeste. Aqui até defunto vota no dia da eleição.

Herzok disse...

A exigência de dois documentos foi para reprimir fraudes, pois todos nós sabemos que qualquer pessoa consegue votar com um título que não lhe pertence. É muito frágil esse sistema. E no Nordeste, onde se concentra os maiores currais eleitorais (e os eleitores do PT)é fácil imaginar que la tb ocorrem as maiores fraudes com os títulos. Ora, com um documeno que não tem foto, fica difícil coibir que pessoas portando o título de terceiros votem. O PT só está preocupado com os votos que podem perder. Não está preocupado com o direito de todos terem o direito de votar. Eles querem garantir que os seus eleitores possam votar.

Pode ate ser que a oposição tenha aprovado esta lei com segundas intenções, com o intuito de tirar votos da Dilma, e não a de coibir fraudes. Mas uma coisa é certa, ela esta ai pra legitimar mais ainda as eleiçoes, evitando fraudes.

Espero que nas próximas eleições os título ja venham com foto, pois esta discussão teria sido evitada se esta lei tivesse sido aprovada bem antes destas eleições e com os novos títulos com foto.

Seu artigo é extremamente militante e parcial.

Herzok disse...

Esqueci de mencionar. Nas próximas eleições, mais de 1,1 milhão de eleitores de 60 municípios de 23 estados serão liberados para votar depois de serem identificados por meio de suas impressões digitais. É a identificação biométrica implementada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o objetivo de conferir ainda mais segurança ao pleito.A cada ano vamos nos aperfeiçoando pra evitar fraudes em eleições. Talvez nem precisaremos do título com fotos, futuramente.




Três cidades pioneiras no uso da nova tecnologia participarão novamente da votação nas urnas eletrônicas com leitores biométricos. Depois de passarem por um recadastramento eleitoral, que colheu as impressões digitais dos cidadãos aptos a votar, nas eleições municipais de 2008, os eleitores de Colorado do Oeste (RO), Fátima do Sul (MS) e São João Batista (SC) experimentaram e aprovaram a inovação. A expectativa é que até 2018 todos os municípios brasileiros já realizem eleições com a nova tecnologia.




Extremamente segura – tendo em vista que um eleitor não poderá votar por outro –, a votação na urna com leitor biométrico se dará da seguinte forma: depois de apresentar o título eleitoral e um documento oficial com foto, o eleitor terá sua identidade confirmada por meio do reconhecimento biométrico de sua digital. Se houver dúvidas ou se a digital não for reconhecida, o mesário terá à sua disposição a folha de votação com as fotos de todos os eleitores daquela seção, à qual poderá recorrer para confirmação da identidade.




As informações são do TSE

gutss disse...

Eu acho que os 18% de abstenção, ou seja, 24 MILHÕES de eleitores, respondem bem aos indagantes que ironizaram a postagem.
Esse índice sempre variou de 10 a 15% nas eleições anteriores.
Não diria que se trata de um golpe tão 'oficial' assim. Porque já era questionado há um bom tempo a falta de foto no título de eleitor. Mas de repente, a discussão vem à tona, faltando minutos pra eleição. É suspeito demais.
Ou você anda com todos os documentos, ou assiste muita tevê. Se nenhum dos dois, ficará de fora. Ir em casa e voltar num dia de chuva, ou quando se vota em seções rurais é esforço demais.
Aí o eleitor pensa "meu voto é só UM voto". De repente, são 24 milhões.