terça-feira, 22 de março de 2011

RESPOSTA AO RAPAZ QUE SE ACHA TÃO ESPECIAL

No post que escrevi sobre os masculinistas, entre as dezenas de aberrações em forma de comentários que recebi (os repetitivos eu apaguei), este me chamou a atenção. É de um tal de Lord Insanus (nome bastante adequado). Não alterei nada no comentário, tudo sic, nem a paixão pelas maiúsculas:

Olha só, EU NÃO SOU FEMINISTA NEM MASCULINISTA. Acho que as mulheres devem ter sua liberdade(inclusive o fim do casamento arranjado foi ótimo PARA HOMENS E PARA MULHERES QUE NÃO SÃO MAIS OBRIGADOS A CASAR À FORÇA PELOS PAIS), contudo POR EU POSSUIR A MINHA LIBERDADE ASSIM COMO AS MULHERES TEM AS DELAS eu não me casaria com uma mulher vadia (sim elas existem!!!). Então se uma mulher resolver sair por aí curtindo o sexo à toa bom pra ela (eu até gosto, teria mais opção sexual), mas nem por um acidente eu me casaria com uma mulher assim (POR ESCOLHA PESSOAL MINHA E SOMENTE MINHA) assim como, segundo vocês mesmas dizem não gostam de homens cafajestes. E NÃO VEJO NENHUM MACHISMO NA MINHA ATITUDE POIS É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA E DE LIBERDADE PESSOAL”.

Adoro quando alguém fala um amontoado de besteiras e termina dizendo “Não vejo nenhum preconceito/machismo/racismo/homofobia/gordofobia etc etc na minha opinião/atitude porque é só minha escolha pessoal”. Bom, começando, porque estou curiosa: o que é uma “mulher vadia”? Você certamente acredita que elas existem, ou não teria jogado fora três pontos de exclamação. Uma mulher vadia é uma que gosta de sexo? Imagino que não, pela sua definição. Afinal, suponho que quando você estiver casado com a sua esposa recém-saída da virgindade, você achará de bom tom que ela goste de sexo (só com você, lógico). Então uma mulher vadia deve ser a que tem vários parceiros. Quantos, assim? Há uma fórmula exata, uma equação que a gente possa fazer pra determinar cientificamente se uma mulher é ou não vadia? E se a mulher tiver mais de um parceiro ao mesmo tempo, ela é mais vadia que uma mulher que tenha 24 parceiros por ano, digamos, dois por mês? E se de repente ela pular algum mês, ela deixa de ser vadia naquele prazo? Não, né? Aposto que não importa se ela teve vinte parceiros num ano e depois apenas um pelos próximos 50 anos. O que conta são aqueles vinte. Porque fazer sexo deve gastar muito! E também, imagina você, a mulher que transou com dois ou cinco ou vinte ou cem deu pra eles, permitiu ser usada. Como mulher não gosta de sexo, pregam os mascus, ela só pode ter transado esperando alguma coisa em troca. E não há a menor possibilidade que ela quis, que ela procurou, que ela não foi passiva (“dar” é uma palavra meio passiva, não acha?), que ela “usou” tanto ou mais do que “foi usada”. Aliás, falar em uso já remete a essa ideia absurda de gasto. Vou revelar um segredo pra você: a gente (nem homens nem mulheres) não nasce com um número máximo de transas, com um placar oculto que fica marcando quantas vezes a gente foi pra cama com alguém. Não é assim que funciona. E nossos órgãos sexuais são bem elásticos. Eles não gastam não, coração.
E se já é difícil decifrar o que diabos seria uma mulher vadia, eu gostaria de saber o que é um homem vadio. Ele existe? Porque eu desconfio (e recomendo que você faça o mesmo) de termos que só existem para um dos gêneros, sabe? Inclusive quando há tantos termos ofensivos para mulheres baseados apenas na sua sexualidade (por exemplo, existem duzentos termos em inglês pra chamar mulher de promíscua, e só vinte para o homem -- sendo que os termos pros homens são elogiosos, não ofensivos!). Mas, pra falar a verdade, eu nunca conheci alguém que use termos como “vadia”, “vagabunda”, “piranha”, “galinha” que acredite que a liberdade sexual das mulheres deva ser a mesma que a dos homens. Não. Pessoas que empregam esses termos costumam crer que mulheres não gostam de sexo, apenas o toleram, que homens têm alguma missão incontrolável de espalhar a sementinha (e vocês contam com toda uma ciência pra dar suporte a esse conceito), e que é assim que os homens são (e que as mulheres não são), então fazer o quê? Se você nasce com um pênis, você recebe uma espécie de certificado de privilégio de poder transar com quem e quantas (quantos é outra história) quiser sem ser julgado por isso. Claro, talvez seus amigos te critiquem se você transar com uma mulher fora do padrão de beleza. Mas você certamente não ficará mal falado por isso, principalmente se compensar com uma mulher bonita pra exibir. Já as mulheres precisam cuidar de suas vaginas como se tivessem a chave do tesouro secreto. Devemos ser super-duper-hiper seletivas porque, né, a gente não pode entregar esse tesouro pra qualquer um. Porque vagina é diferente de pênis. Vagina a gente só tem uma, enquanto o homem tem uma infinidade de pênis. Opa, desculpe, me confundi com as sementinhas. Porque tudo na nossa vida sexual é movido pelo instinto de engravidar (e já falei da ciência que vocês têm pra validar essas ideias?).
Esse modelo de sexualidade que você defende até podia combinar com os anos 50. Mas meio século depois, ele soa um tanto datado. A virgindade de uma mulher ainda era assunto quando eu era adolescente, na década de 80. Hoje, felizmente, vejo cada vez menos gente dando importância a esse “lacre de validade”. Só gente muito, muito conservadora, da espécie que acredita que o mundo era lindo e maravilhoso até os anos 60, e que hoje, depois de todas as reinvindicações por direitos iguais das minorias, ele está um lixo.
Agora vamos falar do orgulho que você demonstra por ter sua liberdade baseada unicamente na sua escolha pessoal. Desculpe te decepcionar, mas por que você se acha tão único e individual, cara pálida? Quem colocou na sua cabecinha que as suas opiniões são suas? Você faz o que o senso comum te manda fazer desde o seu primeiro dia de vida, que é igual ao que falavam pro seu pai e sua mãe fazerem, e se estende aos seus avós e bisavós, e você pensa, “Putz, graças a deus que tenho minhas escolhas pessoais!”?! Sério que você faz exatamente tudo que te mandam, tudo que teus pais fazem, tudo que a mídia ensina assim que você liga a TV, e você ainda se considera livre?
Além do mais, há diferenças entre seguir a sua “escolha pessoal” (que de pessoal não tem nada) e decidir que você só quer casar com uma mulher virgem porque você é inseguro pra caramba e não admite comparações e chamar de vadia qualquer mulher que não seja virgem. É aquele negócio: você pode não se sentir sexualmente atraído por uma mulher gorda porque o seu “gosto pessoal” foi construído em cima de um padrão de beleza absolutamente estanque. Tudo bem. Você não precisa transar com uma mulher gorda (ela provavelmente nem está muito a fim de você). Mas daí a sair xingando uma mulher gorda ou xingando quem transa com uma mulher gorda vai uma certa distância, não acha?
Mas você quer tudo. Você quer chamar mulheres que saem “por aí curtindo o sexo à toa” de vadias e não aceita ser chamado de machista. Aí já não é possível, filho. Você tem todo o direito a sua “escolha pessoal”, mas você deve entender que há consequências. Dividir mulheres entre as boas pra casar e as boas pra transar é machismo. Achar que você pode sim curtir o sexo à toa, por ser homem, mas mulheres não podem, é machismo. Até pensar que mulheres que gostam de sexo vão necessariamente querer transar com você (o que você quer dizer quando menciona que teria mais opção sexual) é machismo.
Portanto, ache o que quiser, case com quem quiser, mas seja honesto: não se considere tão especial. E, minha dica: apague do seu vocabulário termos ofensivos referentes à sexualidade feminina. A menos que você não se incomode de ser chamado de machista.

123 comentários:

ene disse...

mulher que copia comportamentos masculinos, especailmente os que ela condena é uó

ene disse...

Sinceramente, sou feminista e não compactuo com esse feminismo de que mulher tem que fazer tudo igual ao homeme inclusive copiar seus terriveis defeitos que é saindo por ai transando com quantas quiser.Isso não é liberdade é sexismo.

Jéssica disse...

Vou salvar esse post nos meus favoritos, pois ele resume tudo o que sempre temos que explicar aos seres que insistem em utilizar termos como vadia, vagabunda, dada, fácil e etc.
uma tristeza.

Lola, adoro demais seu blog!

:)

Lene_fs disse...

é impressionante como as pessoas não se enxergam.. não admitem que não machistas (e incluo aqui várias mulheres), não admitem que são homofóbicas, racistas e etc..

Aquela velha frase: Não tenho nada contra, contato que fique longe de mim..

Sempre desconfio dos que começam as frases dizendo que não tem nda contra.. ¬¬

Jéssica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jéssica disse...

om licença.

Ene, é nosso direito transar com quem queremos! Seja com 1 ou 500 homens, a escolha é individual.
O que eu creio que a Lola quis dizer, é que, independente das nossas escolhas, não devemos ter tratamento diferenciado (e mais pejorativo) por sermos mulheres..

Andréia Freire disse...

Aonde que o texto disse isso, ene? O texto fala sobre não julgar a mulher por algo que o homem não é julgado. É muito simples. Porque a fato de uma mulher "sair por aí trasando" é sexismo? Onde? Um homem transar com muitas mulheres não é machismo, nem sexismo, é a vida sexual dele. Machismo é julgar as mulheres baseado na vida sexual delas. Machista é essa mentalidade de dois pesos e duas medidas, homem pode, mulher não. Você é a favor disso? Outra coisa, a vida sexual dos outros afeta a gente? Não, né? Me diga porque "sair por aí transando" seria um defeito terrível? Que tal deixarmos a vida sexual dos outros em paz e parar de julgar as pessoas, sejam homens ou mulheres, pelo número de parceiros?

Cacau Gonçalves disse...

O tempo passa e eu continuo achando muito estranho dar pitaco na vida sexual dos outros. O fato de eu ter sido sempre seletiva nas minhas relações (= só faço sexo com quem tenho um vínculo afetivo forte, 90% das vezes um compromisso tb), não faz com que eu tenha direito de rotular os outros. Tenho o direito de escolher parceiros que tb sejam assim, cuidadosos, seletivos, amorosos. Os outros simplesmente não me interessam. Então acho uma tremenda perda de tempo ficar classificando ou criticando o que eles fazem.
Por que as pessoas complicam as coisas? rs

ene disse...

Jéssica,

tudo lhe direito fazer, mas nem tudo vc deve fazer. Então se age assim não critique homens que fazem o mesmo. É lógico que defendo os direitos das mulheres, mas luto por uma sociedade de direitos iguais, assexuada e não uma seciedade em que a mulher para ser aceita tem que copíar comportamento mas culinos. Isso é o que penso

ene disse...

Andeia falei que copiar comportamento sexual masculino é sexismo e não o que vc me perguntou.

Giovanni Gouveia disse...

Adorei o tom "maternal" com o "filhinho... :)))
Pense num puxão de orelhas :D
Ah, sobre o coment comentado, não é machista não, é patriarcal, afinal a mulher "é dele", propriedade privada do patriarca, com toda liberdade

P.S> give us news about your family health

Andréia Freire disse...

Oi? Sociedade assexuada? Oo

E quem aqui está criticando a mulher que não quer "sair transando por aí"? Quem disse que as mulheres devem "sair por aí transando" para serem aceitas? (???) Eu vivo uma relação monogâmica, por exemplo e eu não me importo se a fulana tem um parceiro fixo, se tem parceiros ocasionais ou se transa com 10 homens por mês. Pra mim isso pouco importa. Uma mulher não tem que ser mais aceita ou menos aceita de acordo com o número de parceiros. Isso é assunto pessoal, íntimo, não interfere na vida de ninguém, nem faz uma pessoa menos ou mais digna. Ninguém aqui falou nada nem sequer parecido com isso.

Ana disse...

Lola,

Sei que o assunto é sério, mas não pude deixar de rir. Ele não se casaria com uma mulher vadia, se ele SOUBESSE que ela é vadia, mas nós conhecemos muitos homens por aí que não conhecem absolutamente nada do passado de sua esposa (e nem acho que tem que saber). Quem sabe o nosso leitor tão seguro de suas opções não tem a mesma sorte?

Beijos,

Andréia Freire disse...

E ninguém tá criticando homens "galinhas" aqui. O que estamos criticando é esse tratamento diferenciado, preconceito e machista dado às mulheres.

Mari Biddle disse...

'Eles não gastam, coração'!

AHAHAAHAAHA!

Amei, Lola.

bjs

Andréia Freire disse...

Porque copiar um comportamento "masculino" é sexismo? O feminismo não quer a liberdade de escolha, a autonomia das mulheres? Sério, não entendo.

ene disse...

Andréia,
não estou falando de comportamentos indivudias , mas de comportamentos sociais que são considerados padrões. E considerado um comportamento padrão do homeme transar com quantas quiser e ser cafajeste

Sociedade assexuada = nem dominação masculina, nem feminina. Nem existir coisas de homem, nem de mulher

ene disse...

Isso é um comportamento de homeme que mulheres costumam copiar, mas é logico que elas podem transar com quem quiser não é disso que tô falandom, as sdo, mas sim de fazer tudo que homeme faz, de ser como ele.

Andréia Freire disse...

Ah, sim. Entendi. Mas não é meio contraditório você criticar mulheres que querem transar com vários homens dizendo que é uó elas copiarem comportamentos "masculinos"? Se queremos uma sociedade igual devemos parar de fixar o que é comportamento feminino ou masculino e deixar as pessoas terem suas escolhas livremente, sem ficarmos julgando, não é?

Pili disse...

ENE, nao inventa.
o comportamento condenado é a diferente valorizaçao do sexo para homens e mulheres.
Isso não foi copiado por mulher nenhuma em lugar nenhum desse blog.

Andréia Freire disse...

Ué, e se uma mulher quiser agir da "mesma forma que um homem"... Se ela não oprimir, nem prejudicar ninguém... qual o problema que isso teria? ;)

Andréia Freire disse...

E vale reforçar que não se trata se "copiar o homem" ou não. Se trata do tratamento diferenciado apenas.

ene disse...

Exemplo: homens gostam de sair para casas de streep -tease ver mulheres tirando roupas e ficarem nuas, dai as mulheres vai inventam gogg boys. Odeio homemens de sunga preta meio pelado rebolando na minha frente.Isso não é copiar? Assim como a mulher objeto, tem o homeme objeto. Nossa!! não inventah tá!! a dominação é masculina e não há nada contrario disso.

ene disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lívia Caldieraro disse...

nem dominação masculina nem dominação feminina... mas será que não existe nem uma mulher que queira ser dominada ou nem um homem que queira ser dominado... acho que essas coisas funcionam bem na teoria mas não na prática... eu não acho ruim essa idéia, acho uma busca por equilibrio... mas é tudo ser humano, né? imperfeito... buscando se aperfeiçoar conforme suas necessidades....

Andréia Freire disse...

Sinceramente? Você não tá muito preocupada com os homens não? Na boa? O assunto não é objetificação, o assunto é quantidade de parceiros.

Se formos falar disso é algo bem mais complexo. Primeiro a gente tem que assumir que no nosso meio um clube das mulheres e um clube de strip-tease não são a mesma coisa, não tem o mesmo significado. Mulheres são assediadas o tempo todo, na rua, no trabalho... Mulheres sofrem abusos dentro de casa e fora dela, sem falar nos estupros. Em geral, praticados por conhecidos, familiares e parceiros.

Num "clube das mulheres" nós temos mulheres que não levam aquilo a sério, esse tipo de clube é assunto de filme de comédia, é encarado como piada, tanto pelos homens, tanto pelas mulheres. É tão inédito e inesperado um lugar onde as coisas estão invertidas, onde temos mulheres "fazendo" os homens de objeto-sexuais que aquilo gera risadas e constragimento.

Mas fazer do outro um objeto é muito mais que ficar babando num corpo nu/seminu dançando e se esfregando em você. Um homem enxergar a mulher como objeto é quando ele não a reconhece como ser humano, detentora de vontades, desejos e sentimentos próprios. É um homem que recusa o "não", é o homem que forçar a barra, é o homem que nega a autonomia da mulher. Que se acha no direito de determinar o que a mulher pode ou não fazer. É o homem que xinga, intimida e daí pra pior uma mulher que quer termina o relacionamento ou a ex que arrumou outro parceiro. Enfim, é o homem que age como se a mulher fosse um objeto e ele fosse o dono.

Quantas mulheres você já viu tendo esse tipo de comportamento? Você acha que isso tem alguma consequência para os homens (dançar para mulheres num clube)?

Já a mulher, existe todo um sistema que faz ter consequências. É completamente diferente. Eu, particularmente, não tenho nada contra esse tipo de clube, seja pra homem ou mulher. O problema do clube de strip é o sistema no qual aquilo tá inserido.

Cacau Gonçalves disse...

Voltei..rs

Estava aqui refletindo sobre um comportamento que, de um modo geral, é comum tanto a homens quanto mulheres. E creio mesmo que eu só sou capaz de perceber isso porque sinto, penso e ajo de forma diferente.

É comum entre os homens separar as "mulheres pra casar" e as "mulheres pra farrear". Mas, também muito comum entre mulheres haver um cuidado e uma atenção muito grandes na hora de escolher um namorado/noivo/marido/companheiro e na hora de simplesmente "se divertir" tá valendo o bonitinho do trabalho ou o gostosão da academia.

Será sinal de que homens e mulheres acreditam, de alguma forma, que o casamento ou seja lá qual for o compromisso que ligue um casal é algo realmente sério, enquanto sexo é algo sem importância? Que não precisa ser levado a sério?

Certa vez, ouvi um cara me dizer que eu levava sexo a sério demais... Perguntei pra ele o que era "levar a sério demais", o que esta expressão queria dizer? Ele respondeu: "é quando damos muita importância a alguma coisa" Pois é... Eu dou muita importância a sexo... Ele tinha razão!

Sempre que me envolvo com alguém, naquele momento pelo menos, aquela pessoa me parece alguém que merece meu amor, alguém com quem vale a pena ter uma relação íntima, um compromisso de parceria. É claro que não dá pra saber se um afeto misturado com atração física vai virar amor. Mas, certamente, quando conhecemos alguém temos condições de saber se aquela pessoa seria alguém com quem teríamos vontade de ficar conversando, passeando, se teríamos coragem de apresentá-la aos nossos melhores amigos ou a nossa família (que normalmente servem de "grilo falante").

Então, volto à questão: será que todos acabam valorizando o amor e desvalorizando o sexo, já que é dada uma importância tão grande na escolha da pessoa para vivenciar o primeiro e em relação ao segundo os critérios são "frouxos", quase inexistentes?

Talvez a nossa sociedade esteja perpetuando uma incrível incoerência! Enquanto, aparentemente, o sexo é o foco de interesse de todos, no final das contas, ele é visto como "coisa menor", sem tanta importância, tanto que basta um rostinho bonito, um corpinho jeitoso e pimba!

Tema para meditação...rs

Andréia Freire disse...

Mas isso é algo muito pessoal. Eu acho, sinceramente, que faz muito sentido os critérios para escolher uma pessoa pra ter uma relação estável serem mais exigentes do que pra ter uma noite de sexo. No segundo caso, sim, muitas vezes apenas a tração e beleza já resolvem. Já num relacionamento não, já que aí haverá convívio e tudo o mais. Cada vê o sexo de forma diferente. Uns só querem com amor, outros separam, amor é amor, sexo é sexo. E não se deve julgar quem pensa de forma diferente.

Lívia Caldieraro disse...

somos seres sexuais...é o "sentido da vida", sem sexo não nascem os bebes e não existe humanidade... hehehehehe... pelo menos de modo racional é assim que funciona... uma sociedade nunca poderia ser assexuada... achei o termo meio confuso... heuheuehuehuehue...

ene disse...

Não me preocupo com homens, me preocucom inclusive disso tudo que falou, mas Bourdieu fala que a sociedade foi construida para ceder privilégios aos homens e tudo é visto a partir da visão machista, masculinista e misógina e tudo o que vier não é contrario, mas sim sim cópia do que está dado. Eu me referio a comportamwento sexuais que são copiado, nunca construimos nossa sexualidade por nós mesmas, sxempre nos pautamos naquilo que o homeme faz, que é igual ao homeme .A visão do sexo é machista,é pautada em desejos e vontades e comportamentos masculinos.

E na boa , essa é uma visão de liberdade sexual, burguesa e pós-moderna

Cacau Gonçalves disse...

Andréia

Não estava nem entrando no critério "transar por amor"... Estava antes disso, analisando que as pessoas fazem uma longa lista de exigências para namorar alguém... e a lista pra transar é menor ou nem existe.

Mas podemos mudar o território de análise, para vc entender o que eu quis dizer: vc tem muitos critérios, é muito exigente para escolher a vassoura pra varrer a casa? E como vc seria na hora de escolher a comida para alimentar alguém muito querido da sua família que tem diabetes?

Somos criteriosos com aquilo que é importante pra nós...

Simples assim!

Andréia Freire disse...

Lívia, o termo era sobre a dominação. Um mundo em que não haveria dominação nem masculina, nem feminina. Mas realmente, esse termo gera confusão, ainda mais num post sobre sexo.

Cely Bandolero disse...

Arregaçou, Lola! Colocou o machinho no seu lugar. Meu último post foi justamente sobre isso, "Vadia, vagabunda, puta e rodada": http://whothehelliscely.wordpress.com/

Bjs!

Cacau Gonçalves disse...

Ah, Andréia...

Detalhe: se vc reler todas as minhas postagens, verá que em momento algum eu julguei.

A primeira eu começo dizendo que acho estranho dar pitaco na vida sexual dos outros (ou seja, não tenho nada a ver com isso! escolhas de cada um!)

A segunda foi um questionamento geral, um tema para meditação mesmo... Porque parece irônico que a as pessoas sejam tão pouco seletivas com algo que elas dêem tanto valor.

Só isso! ;-)

Sheryda Lopes disse...

BUFO!!!!

Com essa o Lord Insanus se internou voluntariamente!

Viva a Lolinhaaaa!

Andréia Freire disse...

Pra fazer sexo (sexo pelo sexo, sexo pelo prazer) você não precisa se envolver. É atração física e acabou. Não tem compromisso depois (no caso do sexo casual). Já em um relacionamento há um grande envolvimeto, há um compromisso. Não vejo porque seria necessário ter o mesmo nível de exigência para ambos, se a pessoa quiser apenas se divetir e curtir o momento. Pra que ela iria colocar uma lista de critérios? Para fazer sexo basta a atração mútua. Um relacionamento precisa de mais, por isso os critérios são maiorese mais numerosos. Cada um vê o sexo de uma forma, você acha que é algo a ser valorizado, algo muito importante e que deve ser feito de forma mais criteriosa. Já outras pessoas não pensam assim. Gostam de fazer sexo de maneira casual. Sei lá, também depende do momento, da fase. Uma forma não é mais correta que a outra, ao meu ver. ;)

Andréia Freire disse...

Cacau, eu entendi, sim. Apenas quis dar minha opinião. Não acho que seja necessário ter muito critério se o objetivo do sexo for apenas prazer. Não vejo contradição aí. ;)

Giovanni Gouveia disse...

Algo a ver com os comentários aqui (e alhures também)

http://www.sinopsedolivro.com/2009/04/filha-mae-avo-e-puta.html

Os comentários são algo a parte: "como um livro com a palavra puta na capa?"

Niemi Hyyrynen disse...

Sério msm que tem pessoas que insistem nesse papo? De usar de "sua escolha particular" para ser parametro de julgamento do comportamento alheio?

X/ não quero titulo nem de santa nem de vadia, a vagina é minha e empresto ela pra quem eu quiser kkk

=D os trolls são muito engraçados!

Cacau Gonçalves disse...

Oi, Andréia!

Eu continuo me apegando somente ao concreto que é expresso nas declarações como:

"Pra fazer sexo (sexo pelo sexo, sexo pelo prazer) você não precisa se envolver."

Não falamos de envolvimento amoroso, claro. Mas para vc se envolver na sua busca de prazer, não existem critérios? Quando vamos escolher um médico, um dentista, nós procuramos saber muitas coisas sobre eles, para sabermos se eles são "de confiança", se são competentes, dentre outras coisas. Já ouvi gente dizendo "não vou entregar meus dentes pra qualquer um" Bom... Tem gente que entrega tantas outras coisas pra verdadeiros desconhecidos...rs

"É atração física e acabou. Não tem compromisso depois (no caso do sexo casual). Já em um relacionamento há um grande envolvimeto, há um compromisso"

Será que sou só eu que percebo nas entrelinhas disso algo como "ah, é SÓ sexo... é uma bobagem... coisa de momento... mas um relacionamento afetivo aííí não! Aí é coisa séria de verdade!"

Bem, me desculpe se eu fiz uma leitura de entrelinhas errada, mas é o que eu acabo vendo em todas as declarações das pessoas em geral.

Ainda não encontrei alguém que me dissesse assim: "olha, eu realmente acho que sexo é algo importante na minha vida. O prazer sexual é um pilar fundamental da minha existência. Por isso eu sou cautelos@ na hora de escolher parceir@s, quero saber quem são, o que gostam de fazer em termos de sexo, se é uma pessoa discreta ou se vai sair por aí expondo minha intimidade, se é alguém que se dedica em dar satisfação, ao invés de só receber, se é compatível comigo em termos de sexo, quero saber qual método anticoncepcional prefere (já que, definitivamente, não queremos compromisso, só prazer)etc, etc" Da mesma forma, não costumo ver pessoas lendo livros sobre sexualidade, formas de dar e receber prazer, etc com a mesma frequência que vejo pessoas (e aí eu falo mais das mulheres) lendo livros sobre relacionamentos afetivos, casamento...

Enfim, eu penso de um jeito e vc de outro, que bom! :-) Liberdade de opinião é isso!

bjok

aiaiai disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk, filhinho...

Morri de rir!

Rosa Lopes disse...

Descobri um selo num blog que amei.
Dizia, "filmes pornô e da Disney são responsáveis pelas pessoas mais frustradas que já conheci"

Logo abaixo segue a imagem de uma garotinha e um garotinho de costas um pra o outro e tristinhos.
O balão da menina diz: "onde está o meu príncipe encantado?"
O balão do menino diz: "onde está minha puta insaciável?"

Não é um amor?

Adoro coisinha simples assim que espetam até a alma.
Ah estou sentindo falta do comentário do rapaz inspirador do post

Milady Carol disse...

O que me chocou mais no comentario é a analogia feita pelo autor, mulher vadia = homem cafajeste. Para ele, mulher vadia é a que tem sexo com varios (quantos) parceiros, esta à vontade com a sexualidade.

Mas tem uma coisa : um homem cafajeste não é um homem que tem varias parceiras... Cafajeste é o homem que engana a mulher, não a respeita... Um mau-caráter. Ou seja, pare ele mulher vadia=mulher mau-caráter, como se o caráter de uma mulher fosse definida unicamente pelo comportamento sexual...

Fernanda disse...

Lola, voce arrasou nesse post-resposta.
Um dos melhores que ja li no seu blog...E me encheu de argumentos para detonar os comentarios machistas que nos mulheres temos que ouvir constantemente.
Um beijo

Fernanda

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Atualmente o que me incomoda muito é isso. A pessoa quer fazer discurso preconceituoso, mas que não quer ser chamada de preconceituosa. Quer ditar comportamentos pra mulheres e ainda quererem exigir que não só elas o sigam, como nem ousem discordar.
Assim não pode, assim não dá... rsrs
O melhor é a ameça. Se não fizer isso não te levo a sério e não me caso com você...
E tem alguma querendo casar com você?... Então está reclamando do quê?...

Marilia disse...

Ene, só preste atenção aos teóricos que você usa. Alguns não servem mais, até certo ponto, para representar a luta dos dias de hoje. O próprio Freud, na psicanálise, diz que um dos problemas femininos é a inveja do pênis. Maior inverdade não há. Lá quero penduricalho em mim. Bastam os meus.
Se ele me disser que a mulher da época invejava a liberdade que o pênis proporcionava, aí sim!
Não se pretende copiar os homens ou o status masculinos. Pretende-se que os dois sexos tenham a mesma liberdade, seja para copiar, seja para modificar o estado "sexual" da sociedade.
E assexuada, ao pé da letra, quer dizer sem sexo. O termo não é o melhor para descrever o que você quer, que é uma sociedade que não valorize o sexo tanto quanto a nossa hoje valoriza.

Abraços.

Marina R. disse...

Todo mundo tem direito de "dar" e "comer" quem quiser e isso ae. Mas o fato de uma mulher sair "dando" pra todo mundo é de uma forma uma certa necessidade de um 'macho alfa' pra comê-la (na maior parte das vezes).
Algumas realmente fazem isso por gostar e não se rebaixam para terem sexo, mas grande parte não faz isso, então é complicado.
De qualquer forma é um assunto que pode se dividir em várias opiniões.
No mais, acho que questões de comportamento de massa não devem ser divagadas com afirmativas, já que comportamento depende de personalidade e essas, independente de ser homem ou mulher, são muitas.

Koppe disse...

O pior de tudo é que já ouvi esse tipo de discurso de muitas mulheres. Mais que isso, mais da metade das vezes que ouço ou leio palavras como "vadia", "piranha", "vagabunda", elas são ditas ou escritas por mulheres. Em briga de mulher, geralmente é a primeira ofensa que uma grita pra outra. Vai ser difícil construir a igualdade enquanto tantas mulheres ajudarem a sustentar o machismo, falarem coisas machistas e ensinarem seus filhos a serem machistas.

Quanto ao sujeito que mandou o comentário, recomendo comprar uma máquina do tempo e voltar ao século 19, que lá ele vai achar fácil uma mulher do tipo que ele procura...

Luiz Fireball disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dra_luciane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sandro disse...

Taí uma coisa que nunca me incomodou. Até prefiro uma mulher mais rodada porque normalmente a coisa é mais gostosa. Não vejo nada demais nisso porque, afinal de contas, lavou tá novo.

Eduardo Marques disse...

Hmm... É a opinião dele, né? Ñ sei pq publicar esse comentário, já vi piores por aqui.

ene disse...

Marilia, então estamos falando de coisas diferentes, pois eu estou tratando de comportamentos sociais referenciados, padronizados e determinados socialmente, já vc fala de liberdade individual coisas que até a autora do post fala que não existe,pois nós só escolhemos aquilo que sociedade nos oeferece e não aquilo que queremos realmente.
eu sigo uma linha de feminismo bem mais marxista e socialista.

E o termo assexuado está certo sim, porque não me refero ao sentido dicionarizado, mas conotativo, ou seja, uma sociedade onde as classificações masculinos e femininos não existem.

Jáder disse...

Lola, acho que você exagerou um bocado na sua "pseudo-ingenuidade" fingindo não entender o que é uma mulher vadia. Toda vez que alguém usar esse termo vai ter que te explicar e desenhar o que é? Você jura que não sabe o que é uma vadia?

E outra coisa, da mesma forma que o homem tem o direito de não querer uma mulher vadia, a mulher tem o direito de não querer um homem cafajeste. Vai dizer que você, se fosse solteira e buscasse um companheiro pra vida toda, não avaliaria quem é o bom pra casar e quem não é?

Me diga, Lola, você teria coragem de se casar com, por exemplo, o MC Catra?

Pentacúspide disse...

Chasing Amy, de Kevin Smith. É uma boa recomendação e uma boa terapia sobre a questão da mulher também poder usar, visto que conseguimos estabelecer empatia com a protagonista e daí compreendermos o seu ponto de vista.

Priscilla disse...

Eita resposta boa danada!
Que conservadorzinho de m****.
Como sempre Lola você foi didática e extremamente divertid na sua explicação.
Arrasou!!!

Roberval disse...

Tem gente que não sabe o que é ironia, e ainda chama a Lola de ingênua...tsc tsc...

Rodada? E você meu caro, é rodado? Engraçado como tem gente que adora definir as mulheres com adjetivos grotescos de machismo. Sempre me parece que, quando os caras chamam uma mulher de rodada, vadia, galinha, é porque ela transou com outros caras e não com eles.... Puro despeito mesmo.
Porque um cara seguro de si e de sua vida não precisa julgar o comportamento sexual da mulher. Ele sabe que isso não influencia em nada sua vida.
Homem machista é homem inseguro.

Ana Paula disse...

O avô de um amigo meu diz a coisa mais certa sobre os órgãos sexuais: "não gasta com o uso, só com o tempo". Ou seja, aproveita enquanto tem! :-)

Parabéns pelo post. É impressionante como tem gente que acredita que elaboraram suas concepções de vida, quando claramente não passa de lavagem cerebral.

Nilson disse...

Nossa! quanta polêmica.. Minha opinião é a seguinte: Eu procuro ser um homem que corresponda ao que a mulher que procuro provavelmente espera de mim.
Todo dia nossa vida nos dá situações onde temos que decidir certas coisas, escolher certos caminhos.
Eu tenho minha opinião sobre como as pessoas levam suas vidas (não vou entrar nesse mérito) portanto, eu procuro mulheres com uma visão parecida da minha sobre certos valores, resumindo, eu creio que todos somos diferentes, cada um tem seu modo de ver o certo e o errado, ao meu ver, ERRADO é agir de uma forma diferente do que você espera que o outro também aja, ou seja, não cobre posições que você mesmo não pratica.

Pentacúspide disse...

bem chutado, nilson.
aproveito para perguntar aos interessados em mulher que andam por aqui, alguém namoraria ou casaria com as miúdas que protagonizaram 2 girl 1 cup? Se não, por quê?

Sandro disse...

Não é comum eu concordar com a Lola, mas neste caso não há como: se o cara se comporta como um machista ele é um machista ué. Nada mais justo que vestir sua cueca. Agora nossa amiga escorrega na banana quando não percebe que, neste caso, o pau que dá em Chico também dá em Francisco: Se uma amiguinha gosta de vadiar, que também assuma seu fardo. O que pra mim não é nada ruim porque lavou tá novo e vagabunda é que é bom.

Priscila disse...

Jáder, eu não sei o que é uma vadia. Me explica.

Roberval disse...

Pra mim vadi@ é quem não gosta de trabalhar. Se querem dar um novo significado para a palavra apenas quando essa é dirigida à mulher, ok. Problema de vocês machistas que só conseguem se relacionar com uma mulher se pagarem, seja pela prostituição ou pela pornografia.

Também gostaria que quantificassem quantos homens uma mulher pode ter transado na vida pra vocês não ficarem inseguros. Só um né? De preferência vocês, pra ela não saber que existe algo melhor na vida.

Pentacúspide disse...

VADIA PARA HOMEM
Vadia é aquela mulher cuja actividade sexual invejamos, principalmente porque disseram que a mulher deve ser casta e o homem um cabrão do caralho que pode, deve e tem como objectivo primário comer qualquer par de pernas com vagina que por aí anda. Por isso, frustrado, quando não pode, e quando vê que o "alvo" ainda pontua mais do que ele, a seta, quando esse trabalho devia ser dele, chama ao "alvo" de vadia, principalmente quando não pode acertar nele.

VADIA PARA MULHER
vadia é aquela com coragem de experimentar todas as suas fantasias sexuais com quer que seja e que desperta inveja nas outras com os mesmo instintos mas mais covardes. ´
é aquela que usa os dotes físicos para ganhar aquilo que as outras acham que devia ser delas pela inteligência.


VADIA PARA MIM
é uma groupie, deixa-se comer por efemeridade (se tiver que explicar o conceito, digam).

Roberval disse...

Pentacúspide você tava até indo bem, mas pra você uma vadia é uma mulher que DEIXA-SE COMER? Sério, eu pensei que mulher era um ser humano que pode sentir tesão e ter relacionamentos casuais assim que desejasse. Infelizmente muitas mulheres nem se vem como seres humanos dotados de vontade própria, quanto mais os homens, que acham que são os únicos que podem desejar a transa. Porque sexo é castigo pra mulher, ela é apenas "comida", nada mais, uma boneca inflável.

Marilia disse...

Ene, eu não falei em liberdade individual, eu me usei como exemplo, é diferente.
E não são todas as mulheres que reclamam de todos os papéis que os homens exercem hoje.
E pelo que sei, o feminismo é a luta pelo direito de a mulher poder fazer aquilo que ela deseja, seja um comportamento que a sociedade discrimine ou não. O preço pela discriminação cada um tem de pagar, socialmente, mas o julgamento precisa ser o mesmo para os indivíduos, independente do sexo do indivíduo.


Se você não acha bom, é problema seu. Mas a luta não é pelo que é bonito ou bom individualmente. A luta é pelo direito de não ser julgado porque se é mulher ou homem.

Eu, agora particularmente, não gosto de sexo pelo simples ato sexual, prefiro envolvimento mais profundo, conhecer a pessoa, depois sexo. Mas se minha vizinha gosta e faz sexo com vários homens, porque devo julgá-la pelos meus princípios?

claudia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
claudia disse...

Marilia, é que a coisa vai vem mais além do lutar por direito, é também a luta por mudanças de comportamentos e de pensamento. especialmente pensamento que na nossa sociedade é intrisicamente machista. A visão que temos hoje e sempre tanto da nossa sexualidade quando da do homeme é masculina. Então, como exigir direitos iguais, mas se o pensamento que funda estes direitos é machista?

Eu exijo o direito de praticar fantasias sexuais, mas somente praticarei as fantasias sexuais masculinas porque ela é a dominante.Duas mulheres se beijando é uma fantasia masaculina e não feminina e não significa liberação sexual feminina, mas sim adequação aos desejos masculinos. Todos sabemos que no tocante aos papeis sexuais as mulheres ainda não tem sua sexualidade construida a partir de sua visão, mas sim da visão masculina ou cópia de comportamentos masculinos.Porque a visão do sexo na sociedade é masculina, portanto nos liberamos para se adequar aos seus desejos deles e não realizar os nossos.

Ene

Pentacúspide disse...

Roberval,

realmente não te entendi. quiseste dizer que uma mulher por ser humana não pode ser vadia, ou que uma vadia não é uma mulher, ou que não existe essa coisa de vadia?
eu acredito na relatividade, mas por essa mesma razão acredito em limites relativos.

Eu não tenho nada contra uma mulher que queria ir para a cama com quem queira, porque eu também sou assim. Pelo menos quando ando em relações sem compromisso, porque quando me comprometo a ser fiel, sou-o, e suprimo as minhas outras vontades.

Groupies, meu amigo, pensam que vão para a cama com quem querem, mas não. Eu costumava cantar em discotecas, e todas a noites, só porque segurava no micro e aparecia no palco, havia quem me deixasse comê-la. Os meus companheiros, idem. Perdi respeito por esse tipo de mulher, e sim para mim são vadias, piores que uma boneca inflável mesmo.

Priscila disse...

O Roberval falou uma coisa bem interessante. No meu tempo de adolescente, há não muito mais que uns 10 anos, "vadio" ou "vadia" era quem não gostava de trabalhar e/ou estudar. Eu lembro que na sexta ou sétima série ainda participei de uma peça de teatro na escola que se chamava "O Vadio" (assim mesmo, sem nenhuma malícia), e o protagonista era justamante um moleque vadio... hehehe

Não sei quando a "vadiagem" começou a ganhar essa conotação sexual direcionada especificamente à mulher. No meu tempo, chamar uma garota de "vadia" ou "vagabunda" significava apenas que ela era preguiçosa.

Hoje em dia, se você chama um homem por esses termos, o significado continua sendo esse. Por que o significado mudou para a mulher, e SOMENTE para a mulher?

Por que todo esse clamor por uma suposta "pureza feminina" que não é acompanhado de um apelo equivalente a uma suposta "pureza masculina"?

Pentacúspide disse...

Priscila, há uma piada sobre a supremacia masculina:

Vadio = súcia
Vadia = puta

Boi = homem forte
Vaca = puta

homem de vida = homem sabido
mulher de vida = puta

macho = homem homem
fêmea = puta

e por aí além, fechando com:


puto = menino
puta = puta

Marilia disse...

Ene-Cláudia, entendi o que você queria dizer agora.
=D

Lavoisier disse...

oi... pra ficar no simples, "vadia é a garota q não dá/deu pra mim"...
logo, nada mais é q expressão da frustração do rejeitado... seja pq chegou atrasado, seja pq não é cogitado como parceiro...
acho q isso vale pra versão masculina tb...

Winry-Senpai-Sensei-Sama disse...

Caramba ¬¬ Achei a ironia da Lola genial. Nenhum dos homens com comentários absolutamente machistas como "lavou ta novo" ou coisas do genero, a maioria veio do tal do sandro,chegaram a explicar o que seria vadia pra eles. E essa/esse tal de ene, meu deus que pseudointelectual do inferno citando bordieu e lalala, me desculpa, mas foi dificil entender que NÃO existe essa coisa de mulher copiar homem, mas sim que o machismo na sociedade humana, os individuos que compartilham dessa enfermidade chamada machismo, INVENTARAM que existe coisa só de homem e só de mulher e que isso não se mistura, e SÒ por isso, e SÓ por ser INVENÇÃO, não DÀ pra dizer que mulher copia homem se sente vontade de fazer sexo com muuuuuitos caras e se sentir bem com isso??? Eu por exemplo, quero sair com muitos homens, sim eu quero ter relações sexuais casuais e não me envolver, porque EU GOSTO DE SEXO e eu quero ter sexo, mas não me sinto com vontade de desenvolver nenhum relacionamento duradouro. E então, isso me torna uma pegadora, uma vadia, ou uma mulher com um desejo sexual normal e sem medo de lidar com isso com NATURALIDADE? Minha opinião: ultima opção =)). E por motivos de me orgulhar de nunca ter reprimido minha sexualidade, pelo menos eu acho que não mas somos todos meio alienados né, também me consideraria uma pegadora! Embora claro, jogaria limpo com os caras, nada de fazer como alguns CAFAJESTES e algumas CAFAJESTES que curtem brincar com o sentimentos dos outros 8D. Pensando nisso, aposto que muitos vão dizer: a mas é isso que eu quero dizer com vadia, é uma mulher que brinca com o cara usando apelações sexuais. Ah é? Então porque não chamá-la de cafajeste ou canalha, sem essa conotação à prostituição que o vadia oferece, dando a impressão de que a mulher é totalmente passiva e nunca teve a intenção ou o prazer de ser uma cafajeste? NÃO ESTOU DEFENDENDO ESSE COMPORTAMENTO! Alerta aos navegantes! estou dizendo que o uso de um adjetivo pejorativo e degradante, leia-se vadia, ao invés de outro que acho eu daria uma melhor conotação pro que os homens entendem (ou acho que é o que eles entendem) por vadia, leia-se cafajeste/canalha, continua sendo machista. Entenderam?

Pentacúspide disse...

ENE

E o termo assexuado está certo sim, porque não me refero ao sentido dicionarizado, mas conotativo, ou seja, uma sociedade onde as classificações masculinos e femininos não existem.


No filme Starship Troopers, - um filme cheio de metáforas - Paul Verhoeven (sei lá se escrevi o nome certo) fez um ensaio sobre isso, misturando homens e mulheres no mesmo lavabo como se fossem assexuados. E a sensação de estranheza que isso causou.

Lord Insanus disse...

Fico feliz, se dentre o mar de comentários, fui escolhido como representante do machismo! Apesar de não me considerar como tal...

Queria me desculpar, pelo post, no sentido de como foi escrito. Eu estava com alto teor de álcool no sangue. Mas devo destacar que não peço desculpas pelas opiniões prestadas. Sinto pelo sumiço, já que alguma feminista de plantão provavelmente Hackeou minha senha "sexo" Triste não?

Vou começar, lhe explicando o que é uma mulher vadia, segundo a concepção do Lord Insanus (Grato pelo elogio do Nick)

Vadia, é aquela mulher, que gosta de sexo, tem vários parceiros, e não quer saber de relacionamento com ninguém, e quando o quer, nada a impede de pular a cerca.

Vamos fazer um exercício de português? Troquem o gênero das palavras do parágrafo anterior. (Vamos considerar que o masculino de Vadia é Cafajeste) Qual a diferença?

A diferença, é que o homem pode! E a mulher não. Simples, não? Agora eu gostaria de carregar o peso desta afirmação, mas infelizmente, não posso... Este peso é de vocês, que juntamente com a sociedade, atribui valores diferentes, ao comportamento dos homens e das mulheres.

Como alguém citou em algum momento, quem mais chama mulher de vadia, é mulher!

De uma maneira mais Unisex, poderia dizer que tanto a vadia como o Cafajeste não prestam. Considerando que a vadia é do meu interesse, quanto mais, mais fácil, para eu conseguir o meu tão amado (e socialmente aprovado) sexo casual.

E também me sinto no direito de não querer casar com esta Vadia, afinal, porque vou querer uma mulher que não presta? Quero procurar alguém que eu possa confiar. Já que presumo que pessoas que não prestam não são de confiança.

Eu sou machista por achar isso? Claro que não! Cada pessoa pode fazer o que quiser. Só que uma mulher que não presta, se escondendo nas roupas do feminismo não pode me dizer que homem não pode e ela pode! Mal caráter não tem sexo, queridas.

E sim, meu pênis me dá poderes! Eu ganhei o livro acesso ao mundo do sexo sem preconceito. Isso é certo? Não importa, é assim que o mundo o é.

Vocês fazem algo para mudar isso? Ou atiram um vadia para a primeira mulher que fica com um dos "interesses" de vocês?

Novamente, isso não é sustentado apenas pelos homens, temos total apoio das mulheres, que se preocupam muito mais com sua aparência que com sua essência. Eu não lembro de ter ido em nenhuma balada e ver mulheres mal arrumadas, sem aqueles micro-shorts tentando conquistar os homens com seu caráter e inteligência...

É interessante, como as mulheres sempre querem o lado bom do "ser homem" e fogem do lado ruim.

Quando você fica puta, porque soube que aquele cafajeste que te chavecou já ta com outra. Não espere se chamada de princesa, quando você fazer o mesmo.

Do mesmo jeito que homem é cafajeste, mulher é vadia!!! (3 exclamações)

E você me dizer que isso é machismo... por favor... Daqui a pouco, você vai me dizer que homem apanhar de mulher pode... E quem dizer que não, é porque é machista.

(Desculpe se ofendi qualquer uma de vocês inteligentes e educadas mulheres, que dão um pouco de sentido na vida deste estúpido e bruto homem)

Pili disse...

pronto,
deu pena!

ene disse...

irie,

nossa como vc é cretina e baixa, mistura um monte de coisa e não fala lé com cré, querida o que se quer é a justamente a superação desse pensamento, mas infelizmente vc tão pseudo-feminista não percebeu ainda que vc só se adequa aos desejos masculinos e que as mulheres não tem a visão de sua sexualidade a partir de si mesma? Que a sua sexualidade foi construida a partir de uma visão masculina?Vc gosta daquilo que o homeme gosta que vc faça. Assim como vc chega aqui falando que adora sexo e eles bate palmas pra vc e diz prefere uma mulher assim que faça tudo que ele quer na cama. enquanto houver homens pensando como ele ( machista assim) vc não pode se considerar totalmente emancipada.

Além disso é a sociedade é que diz que vc deve fazer isso ou aquilo para que que vc acredite que é única, diferente e especial por isso.
Eu duvido que vc tenha a visão de sua sexualidade a partir de vc mesma, ou seja, que vc realmente saiba do que goste fazer porque gostar de sexo até dona de casa santa e casta gosta a diferença entre ela e vc é porque ela não fala isso e talvez vc fale para se auto-firmar e mostrar que não é recalcada e por isso mais ousada e prafrentex que as outeas.

Em questão de feminismo te acho uma infante.

Fabio Salvador disse...

VADIO = preguiçoso
VADIA = puta

VAGABUNDO = ver "vadio"
VAGABUNDA = puta

HOMEM DE VIDA FÁCIL = político ou vigarista
MULHER DE VIDA FÁCIL = puta

HOMEM PUBLICO = político
MULHER PUBLICA = puta

BANDIDO = criminoso
BANDIDA = puta

ELE EMPUTECEU = se irritou
ELA EMPUTECEU = virou puta

ELE PEGOU VÁRIAS = garanhão
ELA PEGOU VÁRIOS = puta

HOMEM INFIEL = e daí, quem não dá uma fugidinha?
MULHER INFIEL = puta

ELE TRANSOU ANTES DO CASAMENTO = experiente
ELA FEZ O MESMO = puta

PUTO = homossexual
PUTA = puta

Roberval disse...

Pentacúspide, então a mulher que transou com você é puta? HUAHUAHUAHUAUH....
Sério, eu não entendo certas pessoas. E daí se elas ficaram interessadas em você, isso as torna vadias? Se elas transaram com você pq você toca em uma banda, elas são vadias? Se você transou com elas sabendo disso, isso não te torna um idiota que se deixou levar? Não né, porque você é o homem comedor machão, nossa você tem um pênis, caramba! Você ganhou um certificado de pegador do ano! Sinceramente, acho triste tudo isso. Se elas curtiram e você também, qual o problema? Acho que tem gente que não gosta de sexo e pune quem gosta.

Pentacúspide disse...

Roverbal, só podes estar a brincar; não vamos falar do meu pénis, isso é só assunto meu.

Diz-me tu que tratas todas as pessoas por igual e que nunca chamaste vadia a qualquer mulher?

Diz-me que (não sei se és mulher ou homem), se tivesses uma namorada que te andasse a meter os cornos ela não seria uma vadia? (pois essa e outra definição de vadia que eu tinha esquecido).

Diz-me Roberval que as pessoas conseguem conversar sem referências e mesmo assim se entenderem. Diz-me que não há vadia no teu dicionário.

A questão que é: HOMEM PODE, MULHER PODE. Mas isso não quer dizer que nenhum dos participantes deste blog não tenha uma definição própria para vadia.

E sim, elas ficarem interessadas em mim as torna vadia, porque elas não estão interessadas em mim, mas em quem segura a micro, não importa quem seja.

Vamos lá, porra, quem não tem padrões?

ASMC disse...

Não defendo extremos, não defendo machismos e nem feminismos, para mim essas tolas divisões são similares, pois ambas bebem das regras que antagonizam em sua essência. Pois bem, posto isso, gostaria de dizer que um homem que trata qualquer mulher, independente da maneira como ela se porta, por "Vadia" não merece o menor crédito em nada que diz. Esse moralismo barato que serve pra classificar as pessoas como se fosse o "senhor dos valores absolutos" é herança de um machismo caquético que não serve em nada nos dias atuais ( no passado servia porquê machismo era quase indiscutível, hoje temos espaço pra descrevê-lo e condená-lo), é desprezível um cidadão desses. Mas enfim, sabemos que a sociedade ainda é muito machista e devemos lutar para acabar com isso. De que forma? Pregando a igualdade, jamais o feminismo, pois senão sairemos de um extremo radical imbecil para cairmos em outro. Mulheres, Crianças, idosos, homens, gays, lésbicas, cachorros,gatos, galinhas, árvores... enfim , não importa, é necessário uma relação de protocooperação e não de parasitismos justificados com mágoas do passado ou outras crenças. Ah, antes que eu me esqueça... PARABÉNS PELO BLOG! VOCÊ ACABA DE GANHAR MAIS UM LEITOR. Abraços Ari

Roberval disse...

Então me responda, você não foi um OTÁRIO por ficar com essas "vadias interesseiras"? Que eu saiba ninguém te obrigou a nada.
E sim, eu tenho referências, que é bem diferente das da maioria das pessoas que seguem o senso-comum. Se você acha que machismo é referência, ok, direito seu. Não importa quantas vezes eu, ou você ou qualquer outra pessoa tenha chamado uma mulher de vadia e afins, mas o porquê e como mudamos nossa forma de pensar pra sermos mais humanos. Porque ser racional é parar de julgar a vida das pessoas hipocritamente como se fôssemos deus.

E você misturou traição com sexo casual, o que não tem nada a ver. Não sei se você já foi traído, nem me importa, mas traição não é crime. Eu não acho certo, mas não estou a fim de agredir verbalmente uma pessoa com vocabulário cheio de ódio e sexismo.

Pentacúspide disse...

Roverbal, ai não estás disposta a agredir ninguém verbalmente? O que acabaste de fazer é cantar louvores, pois não?

Roverbal, tal e qual o autor citado, eu não me vejo a casar com uma mulher desse género (tento nunca dizer nunca) e, nem reclamei de dormir com elas, em alternativa à punheta são bem melhores. O que eu disse é não ter respeito por elas. Chama-me machista, chama-me o que quiseres.

Tu consegues "desmisturar" traição com sexo casual? Estás a dizer que quando levas cornos, o teu parceiro não tos põe por sexo casual com outros?

Agora vamos transladar a comparação. Tu gostarias de casar um ignorante? E como defines um ignorante, não usas padrões para o fazer? E achas que os teus padrões para definir ignorante é o mesmo que de toda a gente? E por haver vários tipos de ignorância, achas que ignorância não existe.

toma atenção: HOMEM PODE, MULHER PODE. HOMEM MAU, MULHER MÁ. Lá porque todos podem não quer dizer que é bom se o fizerem.

sarah disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sarah disse...

hahaha .. ri demais com o post e os comentários. cada ser humano é unico todos temos a propria opnião e até um argumento bem formulado continurariamos na ignorantcia. o problema é que a mulher se ofende em ser chamada de vadia, todos nós tachamos a sociedade como queremos não há NINGUEM que não rotule uma pessoa ou que NUNCA rotulou uma pessoa seja por sua classe social(pobre),cultura(favelado)ou por uso de drogas(viciado) ou por vida sexual ou por vestimentas ou por qualquer coisa , acho hipocrisia quem defende argumentos contra o termo vadia e ao mesmo tempo rotulando homens como machistas. se for pra curar o mal com o mal o termo cafajeste está ai pra isso. e quanto ao termo vadia assuma o fardo como nós homens assumimos os nossos.
agora como que pode não vejo homem discriminar homem por ele ser cafajeste mas as mulheres discriminam umas as outras por serem "vadias".
Ps: estou sem minha account google e postei pela conta da minha namorada.
Ass: Lund

Glauber Rosa disse...

Graças a Deus esse cara tem as escolhas pessoais dele. Uma pena a escolha dele depender de as mulheres não poderem ter suas escolhas baseadas em sua própria vontade...

sarah disse...

claro que você pode fazer o que quiser. infelizmente nos dias de hoje somos sempre rotulados. cabe ser feliz e seguir em frente apesar de ir totalmente contra o RH.
as vezes a escolha certa não é a escolha certa pra agente "faça o que eu digo não faça o que eu faço."
lund

Lord Insanus disse...

Bem, não iria responder pois não valeria a pena. Contudo devo deixar claro aqui que assim como como existem os homens cafajestes (que usam e depois descartam mulheres como se elas fossem lixo, atitude com a qual não concordo nem considero estas atitudes de homens de verdade) contudo EXISTEM SIM MULHERES QUE USAM E SE DIVERTEM COM HOMENS MUITAS VEZES ENVOLVIDOS SENTIMENTALMENTE E FAZEM O MESMO QUE OS CAFAJESTES FAZEM COM AS MULHERES, E ESSAS SÃO AS VADIAS. Então caríssima e bela Lola, O QUE EU DISSE É APENAS UMA OPINIÃO PESSOAL NÃO QUE É O CERTO. SE ALGUÉM CONFUNDIU ISSO FOI POR SUA PRÓPRIA CONTA E RISCO.

Lord Insanus disse...

Só para deixar claro, eu não entro nete blog todos os dias e não postei nenhum comentário antes de 25/03/2011.

Lord Insanus disse...

Só mais uma coisa Lola, não sei onde você viu que eu disse que ia casar com uma mulher virgem. Hoje em dia só se eu fosse pedófilo, coisa que não sou.

Ângela disse...

"Considerando que a vadia é do MEU interesse, quanto mais, mais fácil, para eu conseguir o MEU tão AMADO (e socialmente aprovado) sexo casual."

Lord, você não é machista?
Então, por favor, esclareça urgente quem é o sujeito dessa frase pavorosamente sintomática.

Renata disse...

Lola, sei que o post é antigo, mas - infelizmente - só conheci seu blog há uma semana.
Sobre os adjetivos (sempre pejorativos) que só existem pra um dos gêneros, lembrei na hora de um trecho desta peça do Juca de Oliveira, chamada Happy Hour.
Em uma parte do monólogo ele compara o significado de alguns termos (não vou me lembrar de todos).
Ele diz:
"Quando chamam um homem de galinha = a dizer que "comeu" várias.
Quando dizem isso de uma mulher = puta.
Quando homem é cavalo = agressivo, forte.
Quando mulher é égua = puta.
Quando homem é vadio = vive na boa.
Quando mulher é vadia = puta.
Quando homem é touro = viril, forte.
Quando mulher é vaca = puta.
Quanto homem é puto = bravo.
Quando mulher é puta = puta."

Abraços e parabéns!
Renata

Dokho de Libra disse...

Primeiramente vamos à definição de vadia. Vadia para mim e para o movimento masculinista em geral é uma mulher que já transou com mais de DOIS homens, passou disso é vadia e usada.

Segundo, a verdade é que a liberdade sexual feminina acaba com a masculina, na medida em que vocês escolhem é só querem os 20 % que são ricos, bonitões, malhados, com barriga tanquinho e bem dotados.

Eu até aceito a liberdade sexual feminina desde que ofereçam ao homem mediano uma compensação por isso, que no caso seriam robôs orgânicos com função exclusivamente sexual (ainda estão longe, e até lá sou completamente CONTRA a liberdade sexual feminina , pois quem paga o pato é o homem que não é bonitão, malhado e bem dotado, ou seja, 80 % da população masculina).

Eu como excluído do mercado sexual obviamente vou reivindicar meus direitos reprodutivos, os quais se chocam de frente com os de vocês mulheres, para que o homem possa ter seu direito respeitado, só no modelo pré-revolução sexual ou no modelo pré-civilização onde o homem podia fazer sexo com a mulher não consentido.

Quero apenas meu direito de ter prazer, mais nada, os de vocês são o que vale hoje, isso não é nem nunca será justo e nem muito menos aceito, eu vou juntar caras como eu e vou pregar a misoginia sim, vamos mudar na base da baderna se preciso, porem quero meus direitos respeitados, só não quero gerar nenhum atirador de realengo, mas reafirmo que passivo eu não vou ficar e o máximo de homens que eu puder converter ao meu pensamento eu vou, e hoje em dia nem é tão dificil, pois vocês mulheres é que geram caras de mentalidade como a do atirador ou a minha.

Passar bem.

Rodrigo Oliveira Andrade disse...

Esse Dokho de Libra disse que quer transar com robôs orgânicos com função exclusivamente sexual? É isso mesmo?

Daní Montper disse...

Sim, Rodrigo, ou então que volte a ser como antigamente, quando um homem podia estuprar a vontade (sic)!

Liana disse...

Dokho de Libra, olha o que tá dizendo, você é um doente mental. Você está defendo estupro e isso é crime! Pessoas como você deviam passar o resto da vida internadas e tomando antipsicótico na veia.

Daní Montper disse...

Lola, sugiro que você anote o IP desse doente com nick Dokho e passe para a polícia, afinal, a família dele precisa tomar conta do desequilibrado que tá surtado.

... como se eu fosse a única. disse...

esse Dokho deveria repensar a orientação sexual, heim? Tanto ódio assim, meu, vc NÃO GOSTA... Talvez diga que goste só pra ficar no meio de outros machos (que tbm deveria repensar a orientação sexual)e não verem uns aos outros como ... (complete a frase).

Vcs "machos" são RIDÍCULOS. Mulheres os evitam, não pelo físico, conta bancária... Mas quem em sã consciência se envolverá com uma pessoa retardada e tão burra quanto vcs? Ajuda, né? NGM.

Eu tenho amigos lindooooos, ricos, bonitos, feios... todos são gente boa e não têm essa cabeça estúpida de macho-que-não-se-decide-e-bota-culpa-nas-mulheres.

Acordem: MULHERES NÃO QUEREM VCS, PORQUE NGM QUER, POR OPÇÃO, CONVIVER COM UMA PESSOA SOCIALMENTE DOENTE, RETARDADA E COM UM TIPO ESTÚPIDO DE AUTOESTIMA.

Pra vcs, resta darem uma mãozinho uns aos outros! ;)

Mariá disse...

Então o Dohko acha que as mulheres que são responsáveis por não dar pros homens? Oi? Tem mulher considerada feia e gorda que não pega ninguém por causa disso. Por que você não vai atrás delas e tem seus "direitos reprodutivos" assistidos?

Vadia é mulher que já transou com mais de dois homens? O_o Você quer uma virgem? Procura, ainda existem. Mas se vocÊ transou com mais de duas mulheres pra mim então você é MICHÊ.

Volta pro jardim-de-infância, garoto. Nickname de Cavaleiros do Zodíaco é só pra quem tem menos de 17 anos.

Você só tá zangadinho porque não tem charme nem caráter pra conseguir namorada.

... como se eu fosse a única. disse...

fiquei pensando num trem: esses caras que acham que mulheres que transaram com mais de dois homens são vadias a parará... Meu, devem ter forte tendência à pedofilia, né? Porque ser virgem e não ter vontade de fazer sexo, só crianças...

Sério... concordo ai: avisar a polícia, que esse ai pode ser um estuprador ou pedófilo...

Mariá disse...

Eu particularmente acho que todo mundo deveria pôr um pé no freio e pensar que talvez fazer sexo com tudo (uia) e com todos não seja lá uma ideia muito saudável. Sexo casual é bom, mas vicia. Na minha opinião, as pessoas deveriam parar de dar TANTO valor à quantidade de parceiros, e e pensar mais na qualidade (hoje em dia quem QUER casar virgem é espinafrado)

Agora, todo mundo, homens e mulheres. E quem quiser continuar agindo assim, tá valendo. Homens e mulheres. Defendo que todos devem ser tratados igual.

rizk disse...

Gaaaaaaah olha isso!
E dizem que é feminista que é mal-comida. Nunca vi feminista pedindo robô hahahahaha genial. Interna!
ò. http://tinyurl.com/resolvaseuproblema

Lucas disse...

Medo em Cristo desse Dhoko O_o
(e pô, mancada usar esse nick... o Mestre Ancião era mó gente fina...)

Aí eu fico pensando... se as mulheres só vão atrás dos 20% mais ricos, sarados, bonitos e cafas, como o resto da humanidade se reproduz?

E como o resto das pessoas "normais" fazem sexo, meldels???

Tipo, todos os gordinhos nerds rpgistas de óculos são virgens?
Todos os universitários que passam mais tempo estudando que pegando outras pessoas?
Sério que você acha que só os ricos, poderosos e cafas fazem sexo?

Terapia em Cristo pra você, meu filho.

Niemi Hyyrynen disse...

Lola! Meus Deus, eu nunca pensei que ia ver um caso desses!

O cara fazendo alusão ao estupro e pedindo robos de carne!

(apesar de um troll já ter me desejado que eu fosse estuprada um dia...)


Vc precisa mesmo de implantar um sitema que recolha os IP's !!!

Se quiser, eu posso instalar um pra vc Lola

Tirei print screen da tela do comentário, ja fica avisado, caso ele queira deletar a prova do crime!

Roberto Lima disse...

Esse Dokho de Libra deve ser um adolescente, para achar que as mulheres "só querem os ricos, bonitões, malhados, com barriga tanquinho e bem dotados"...na realidade, elas gostam de quem quiserem, e felizmente as mulheres gostam de homens de várias raças, tamanhos e formas...mas os homens que "se dão bem" são os que sabem se comunicar e tẽm um cérebro que funciona. Poucas mulheres vão querer ficar com garotos ( e existem garotos com mais de 30 ) que só ficam jogando videogames e assistindo aos Cavaleiros do Zodíaco.

Mariá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas disse...

Roberto Lima

Só lembrando que existem, e muitas, mulheres que gostam de videogame e cavaleiros do zodíaco! rs
Inclusive jogam e assistem com seus namorados além de (pasmem!) fazer sexo com eles porque efetivamente gostam deles.

Por que, olha só... existem vários tipos de mulheres... talvez se eles parassem de achar que só vale a pena a loirona turbinada que o jogador de futebol do momento tá pegando, e começassem a ver que o mundo e as pessoas são mais que isso, a vida deles poderia começar a mudar...

Mariá disse...

Lucas, tô aqui pra comprovar que o gordinhos rpgistas de óculos e os ratos de biblioteca NÃO SÃO virgens no que depender de mim, hahaha!!! >D É hilário ouvir por terceiros que eles dizem "Meu Deus, aquela gata me deu bola, como??"

Piadinhas à parte, eu prefiro muito mais gente de conteúdo que tenha a ver comigo que um gatão rico com barriguinha de tanquinho. (quer dizer, se for TUDO JUNTO, melhor, assim como os homens preferem uma mulher linda, gostosa e inteligentíssima. Mas tendo que escolher, prefiro um cara normal e carinhoso que um brucutu ricaço)

Sinceramente, todos os meus namorados/ficantes são/eram rpgistas, nerds, gamefreaks ou extremamente estudiosos. E sim, eu sou "gatinha" pelos padrões.

Roberto, há muitos homens (não moleques) que jogam videogame e gostam de CdZ =D Ser homem é atitude, não gosto.

Lucas disse...

Mariá

Justamente!
Por causa de moças como você, e ex-namoradas, ficantes, amigas e tudo o mais, que sabemos que não estar no padrão não quer dizer nada.

Que o problema não é o mundo, é a forma como os mascus o vêem.

Mariá disse...

O que mais mata, Lucas, é que sou solteira e QUERO namorar, mas os caras ficam reticentes.

Ficam tão impressionados que uma mulher DE VERDADE (ooooh), bonita (oooooooooh!) e que curte nerd-culture, rock e conhecimentos gerais, além de física teórica (OOOOOOOOOOOOOH!!!) existe e está disponível, que pensam "eu não sou o bastante"

Aí eu acabo com a cara no chão ¬¬U Porque nem quando dou em ecima, eles vêm. Ficam com medinho.

Aí, né, não admira porque os galãs conseguem. Eles não tem medo de nada. u.u

Mariá disse...

(estou aqui imaginando aquele meme do 4chan, do nerd - daqui a pouco vão aprecer mil perguntando "quer tc?" Hahahahah!!)

Lucas disse...

Mariá

Acabou de dar argumento pros mascus!

"olha lá! além de tudo, a gente ainda tem que ir lá pegar a moça? ela não vai aparecer na minha porta com promessas de amor eterno e meia-arrastão? Além de ser Honrado e Homem de Verdade, eu ainda tenho que ir atrás do que quero e não receber de graça? Maldito feminismo!"

Mariá disse...

Mas Lucas... eu APAREÇO nas portas com interesse e um decote bonito (as promessas de amor eterno e a meia arrastão podem esperar um pouquinho, né?). Se eu gosto, eu vou atrás mesmo. Mas eles que acham que sou muita areia pro caminhão deles... e sério, se eles acham isso, quem sou eu pra duvidar?

E acredite em mim quando digo que nem de longe sou a única... nem a mais ousada, e nem a mais bonita! Tenho várias amigas assim.

Mais uma vez: atitude é a chave.

Lucas disse...

Mariá

Funda o movimento feminilista! Pra reivindicar os seus direitos reprodutivos desses malditos homens covardes! rs

Mariá disse...

Essaê!!! Uhuuu!! Femilinistas, reclamando que os masculinistas não compareceeeem!!! \o/ \o/ \o/ Vamos, garotaaaas!!!!

(XDDDD)

Rogério Santos disse...

Dokho,

Que maluquice é essa, meu chapa? Você acha que uma mulher é vadia por ter transado com mais de dois homens, que a liberdade sexual feminina restringe a masculina, e que você quer um robô sexual para satisfazer os seus desejos? Putesgrila!!! Eu nunca vi tanta asneira junta.

Concordo com quem disse que Lola deve pegar o IP desse cara e denunciar à polícia. Se bem que eu duvido que ele tenha enviado essa mensagem do computador pessoal dele. Deve ter feito isso através de uma lan house.

Eu não sou rico, não sou malhado, não sou bonitão, não tenho carro importado (não sei nem dirigir, a bem da verdade), não tenho barriga tanquinho, mas não tenho problemas com isso. Tudo bem que eu já tive os meus períodos de dificuldade, mas a minha situação mudou depois que eu descobri que o problema estava em mim, não nas mulheres. Depois que eu passei a valorizar as qualidades que eu já tinha e deixei de pensar que toda mulher só quer homem sarado bombado de academia, a minha vida melhorou bastante.

Não é só o corpo que atrai as mulheres, cara. Inteligência e um bom papo também. Você já pensou nisso? Estudar um pouco ajuda bastante nessas horas, até porque o percentual de mulheres que gostam dos bombadões sarados não é tão grande assim (mulheres, corrijam-me se eu estiver errado).

Acho que você está precisando rever os seus conceitos. No dia em que você deixar de acreditar que as mulheres têm obrigação de fazer sexo contigo, e que tem o direito natural de pegar na marra aquelas que te rejeitarem, você será bem mais feliz. Até porque, com esse discurso aí, você não pegará absolutamente ninguém. Pelo que eu vejo, poucas serão as mulheres que terão coragem de sair com um cabra desses (a menos que você seja dissimulado e faça tudo para que elas não percebam quem você é de fato, coisa que eu acho perfeitamente possível).

Em suma, ser bem ou malsucedido com as mulheres é algo que dependerá única e exclusivamente da sua competência, cara. As mulheres não devem nada a você.

Lucas disse...

Mariá

Se bem que pelo experiência que eles devem ter (baseadas em hentai, tentáculos e sasha grey), vocês não devem estar perdendo grande coisa... rs

DanN disse...

vocês não acham que existem assuntos muito mais importantes para se discutir? como a fome e a miséria de milhares de pessoas?
vão trepar um pouco, tentem satisfazer seus parceiros ao máximo, gozem e depois se deem ao trabalho de escrever alguma coisa.

nem sei como fui parar nessa putaria... mas me decepcionei com o tipo de assunto que vocês estão tanto se detendo...
porque esse tipo de criancice, dizendo de ambas as partes: o que iniciou a discussão e quem se deu o trabalho de responder é ridícula.

Cezar disse...

Assunto dificil, mas vamos lá, vou dar meu depoimento: Conheci uma mulher que teve um namorado sério, terminou e caiu na vida da transa sem compromisso. Transava com um cara q morava em seu predio e com outros q conhecia na noite. Qdo nos conhecemos ela fazia o discurso de mulher q tinha sua vida normal, regrada, sem promiscuidades. Por varias vezes o cara com q ela transava no predio ligava enquanto eu estava junto com ela, eu me colocava na postura não invasiva e pedia q ela resolvesse esse problema de uma vez com o cara, resultado, meses depois de estarmos juntos ela não resolveu e o cara insistia ligando, mesmo sabendo q eu estava namorando com ela, ai perdi a estribeira por me sentir sendo feito de idiota pelos 2. Mas pela atitude de resolver tudo naquele momento resolvi dar uma chance a ela. Hj estamos juntos a quase 1 ano e ela, muito ciumenta, sempre me julgou dizendo q nao sou confiavel por ter assumido, depois de muita insistencia dela, q trai minha ex-esposa. Trai sim, não me orgulho nada disso, mas a vida continua, e hoje ela me julga sempre por isso, e eu sempre me policiando pra não jogar na cara dela a vida promiscua q levava, ate ficar insuportavel e eu não mais ficar quieto diante das acusações. Resumo, pq tenho q ser sempre julgado por uma pessoa q depois de terminado o namoro, uma semana depois estava na cama do vizinho e na de outros e eu tenho q me conter pra não julga-la como promiscua. Ela assumiu q já transou com mulheres e deixou no ar ter feito menage com 2 homens e tbm com um 1 homem e outra mulher, e tbm ter frequentado trocas de casais. Todas as mulheres com q tive relações sexuais eu conhecia antes para depois ir para cama, me orgulho de dizer q nunca precisei pagar para ter sexo, pq me cuido pra nao correr risco do meu prazer virar em sentença de morte, não tive muitas parceiras pq prefiro qualidade e nao quantidade, cometi um erro grave, e quem não cometeu nessa vida q atire a primeira pedra. Então digo: ela é feminista em não aceitar meu erro e me julgar como tranqueira q cometeu um pecado mortal e eu não posso citar a vida promiscua q ela teve. Existem mulheres modernas para liberar seus corpos para quem bem entendem, mas não aceitam o passado de quem cometeu um erro e hoje está arrependido e trilhando uma vida digna de fidelidade tentando constituir uma familia feliz.

Penalva disse...

Não se esqueça que a parte dos preconceitos, qualquer sujeito pode escolher ter relacionamento promíscuo ou não, questão de livre arbítrio.

A propósito, vocês são dominantes por imanosexualismo transcorrente, portanto uma dose de machismo, vá lá seus 20%, sempre equilibram.

Joane Farias Nogueira disse...

"mas sim de fazer tudo que homeme faz, de ser como ele. / Sociedade assexuada = nem dominação masculina, nem feminina. Nem existir coisas de homem, nem de mulher""


Daí, eu vou ter que supor que você classifica coisas como sendo de homem ou de mulher.


Quanto à história da casa de strip, bom, pode até ser que isso seja coisa objetificação. Mas, aí a gente vai pular para os filmes pornos também. Nenhuma mulher deveria assistir, pois está objetificando um homem. Entendo que repetir essa atitude de objetificação é ruim, mas tudo depende de como você enxerga as coisas.

Mas, você deixou bem claro que pensa que transar com vários parceiros é sexismo, é coisa de homem. Portanto, sexo é coisa de homem. E agora é você quem classifica as coisas como sendo de homem. Chamou transar com todas de defeito de homem, coisa de homem.
Existem coisas que os homens fazem no processo de transar com muitas que podem ser desagradáveis. Tipo, o cara é casado e pega todas para mostrar que é macho; o cara promete mundos e fundos, mas só tá afim de usar. Ok! Mas, sexo é para os dois. Nós somos promíscuos por natureza. Mas, há aqueles que não querem dar vazão a isso, querem outro estilo de vida. Cada um no seu quadrado.

Anônimo disse...

É isso aí Cacau. Sou assim também. Não é porque sou homem que sou obrigado a sair pegando tudo pela frente. Quem gosta de viver assim que seja feliz