sábado, 2 de outubro de 2010

NOTINHAS DA VÉSPERA DO GRANDE DIA

Onda vermelha contagiante, com orgulho de votar.

- Amanhã é o grande dia! Ontem um amigo muito querido meu, o Ricardinho, disse que iria votar na Marina porque gostaria de vê-la no segundo turno com a Dilma, e então ele votaria na Dilma. Ahn... Essa “certeza” de que Marina passará Serra caminha junto com a crença de que haverá segundo turno (o que por si só já é duvidoso, já que acredito que Marina tira mais votos de Serra que de Dilma). Marina passar Serra? Não vai acontecer. Não dá tempo. Se, talvez, Marina tivesse começado bem a campanha, o que definitivamente não ocorreu, quem sabe ela alcançaria Serra. Do jeito que tá, é muito voto pra ganhar em pouco tempo. De toda forma, ela, se chegar aos 15%, sairá das eleições vitoriosa. É bem mais que o que Heloisa Helena recebeu, e muito mais que Cristovam Buarque. Agora, se houver segundo turno, e eu torço para que não haja, será entre o carinha-que-sabe-que-vai-perder-e-tá-louco-pra-que-a-eleição-acabe-logo e a Dilma. E, nesse caso, acho que Marina apoia Serra. O PV já apoia Serra em vários cantos, e o presidente do partido acabou de dizer, com todas as letras, que, num segundo turno, o PV fica com o PSDB. Dizem as más línguas que foi por causa do Serra que Marina entrou na disputa, justamente pra tirar voto da Dilma e cortar a onda de “primeira mulher presidente”. Pra dividir mesmo. Não funcionou, mas tudo deu errado pro Serra. Duvido que o PSDB imaginava que não teria nem 35% dos votos. Nem nos seus piores pesadelos! Num segundo turno, a maior parte dos eleitores de Marina iria pro Serra. Uma pesquisa diz que 51% iria pro Serra, 31% pra Dilma, e os restantes, só Deus sabe. Marina não tem propostas, tem só um discurso vago. E eleitor da Marina não é o ser mais politizado do mundo – se fosse, saberia que votar no PV é fria. Votar no PV é votar no PSDB e no DEM, ou vocês acham que o PV iria governar com quem, se ganhasse? Mas falando em segundo turno, Marina está mais alinhada com Serra que com Dilma. Portanto, seria natural pra ela apoiar o Serra. Até um mês atrás, eu jurava que era isso o que ela faria. Hoje, não sei. Não porque ela tenha brigado com os tucanos (ela apenas descobriu que é mais fácil tirar voto do Serra que da Dilma). É só que tá tão evidente que Dilma vai ganhar as eleições, independente de haver segundo turno ou não, que apoiar Serra é dar tiro no pé. Então agora tô achando que ela libera seus eleitores. Mas seu partido apoiará Serra. Ou seja, nem nisso Marina terá coragem pra se posicionar. Nem nisso ela fechará com o partido por qual disputa (e, pela sua plataforma, poderia ser qualquer um). Portanto, votar na Marina, além de puramente votar numa pessoa, não num projeto, é se lixar pra partidos (e, insisto: a politização só se dá votando em partidos, não em pessoas). Em português bem claro, votar na Marina é o voto útil no Serra.

- Vocês viram a última do Roberto Jefferson, aquele trator collorido que “denunciou” o mensalão (foi cassado) e que foi responsável pelo vazamento no Twitt
er do vice do Serra? Aquele que causou todo aquele rolo e os tucanos tiveram que arranjar um outro vice de última hora, e escolheram um campeão de votos, o Índio? Bom, Bob não gostou do debate da Globo. Até aí, bem-vindo ao clube. Mas, depois de ver a performance do Serra, ele, que é presidente do PTB, partido que faz parte da coligação com o PSDB, declarou voto no Plínio. Ha ha, grandes afinidades ideológicas entre Bob e Plínio! Pior: Bob “liberou os companheiros” (olha a palavra aí, talvez Bob já tenha mudado de lado?) a votar em quem quiserem. Mas a melhor de todas é essa: se houver segundo turno entre Dilma e Serra, o PTB ainda não sabe quem apoia. Ahn, ele faz parte da coligação tucana agora, no primeiro turno, mas não sabe se apoia Dilma ou Serra num segundo turno! Será que Serra vai repetir o desempenho de Alckmin no segundo turno e... perder votos? Bob sabe alguma coisa que eu não sei, é a única explicação.

- Pena que não fiquei sabendo disso antes. Este blog traz várias desconstruções de mitos que vêm circulando por e
mail há meses. Todos contra a Dilma, lógico. Tem de tudo: a ficha falsa da Dilma, Dilma assassina de civis inocentes durante a ditadura, Dilma não poder entrar nos EUA (essa é fácil de desmentir: basta uma foto), Dilma lésbica que teve um caso com uma empregada (porque, já que é pra inventar, por que só instigar a homofobia do eleitor? Vamos logo apelar pro preconceito de classe também! E de cor. Três em um!), Dilma com um fuzil no seu escri, Dilma dizendo que nem Cristo impede sua vitória, etc etc. Mas é bom guardar esses emails como registro histórico. É a diferença entre nós e eles. O PT não topou falar na TV, em 89, tudo que se sabia sobre o Collor (vício em cocaína, envolvimento com estupro – tudo saiu numa reportagem da Vanity Fair, que nunca foi publicada no Brasil). Nem depois do Collor contratar a ex-namorada do Lula pra ela contar no programa eleitoral que Lula pediu pra que ela fizesse um aborto e que Lula era racista. Sobre o filho ilegítimo do FHC com a jornalista da Globo, o PT e toda a imprensa sabem do caso há tempos. A mídia nunca deu um pio, por cumplicidade. Já o PT preferiu não tocar no assunto por ética mesmo. É, ética. Compare a propaganda do PT, os emails que circulam contra o Serra, com os comerciais, tweets, emails com o padrão Eduardo Graeff de qualidade. O deslize máximo do PT em todos esses anos de eleições foi aquele comercial da campanha da Marta contra o Kassab, perguntando “Você conhece esse homem? Ele é casado?”. Que, convenhamos, é um tanto sutil. Vai uma distância enorme entre “acusar” alguém de ser gay e perguntar se o cara é casado. Mas foi um deslize, e ficou mais patente ainda simplesmente porque o PT não costuma aderir ao baixo nível. Compare: qual o “terrorismo eleitoral” do PT? Dizer, em 2006, que o Alckmin iria privatizar estatais? Ou, nesta eleição, sugerir que, se Serra vencer, vai acabar com o Bolsa-Família. Puxa, de onde saíram essas falácias totalmente fantasiosas?! Hum, talvez do fato de que Alckmin e Serra pertencem ao mesmo partido que governou o país durante oito anos e vendeu montes de estatais a preço de banana. Talvez do detalhe que os tucanos até chegaram a mudar a razão social de Petrobrás pra Petrobrax, pra ser mais atraente pros estrangeiros. Talvez porque, no caso do Bolsa Família, políticos do PSDB passaram os últimos 7 anos falando mal do programa, chamando-o de assistencialista e de “o maior sistema de compra de votos do mundo”, dizendo que ele é ineficiente porque só dá o peixe, sem ensinar a pescar. E aí o PSDB acha que dizendo que o Serra vai ampliar o Bolsa-Família convence alguém?

- Isso não tem nada a ver c
om eleições, mas talvez seja útil pra minhas colegas doutoras. Vagas abertas pra concurso da Federal de Pernambuco pra área de Literatura Brasileira e Portuguesa. E mais vagas para Francês (esses dois pedem “Graduação em Letras ou áreas afins”). Já o concurso pra Espanhol exige Graduação em Letras com Habilitação em Língua Espanhola, e só. E aí, gente? Que tal morar em Recife? (ou talvez esta notinha tenha a ver com eleições, porque vocês sabem que se o PSDB voltar ao poder, os concursos acabam).

- Alguns exemplos da antipatia serrática, se vocês precisarem de explicações sobre por que o Serra terá menos votos que o Alckmin em SP.

- E quando eu falei que a exigência dos dois documentos era golpe, um montão de
gente me chamou de paranoica, né? Se essa exigência não fosse importante pro PSDB, se o PSDB não considerasse as dificuldades que essa exigência poderia trazer pros eleitores mais pobres (que não votam no Serra), por que haveria um esforço tão grande pra manter essa exigência? O TSE a derrubou, não sem antes Serra ligar pro Gilmar Mendes pra pedir que ela fosse mantida. Agora um documento com foto será obrigatório, mas sem a necessidade do título de eleitor. E isso não tem nada a ver com torcer por fraudes. Tem a ver com não dificultar a vida do eleitor, prática antiga da direita (no Brasil e nos EUA) pra atrapalhar um pouco a democracia. Principalmente quando corre o risco de perder nas urnas.

- Meu, difícil de acreditar, mas @lumaperrete me contou: no Sergipe, no debate dos governadores, a candidata do PSOL referiu-se a Dilma como terrorista. E é contra a legalização do aborto. Me digam como o PSOL aceita como sua candidata ao governo uma reaça de marca maior. Ah, nem precisa, eu sei porquê: partidos nanicos não têm quadros suficientes e precisam pegar qualquer um. E isso não vale só pro PSOL e pro PSTU, mas também pro PV. É por isso que, nesses partidos pequenos, eu só voto pra cargos legislativos. Não executivos. O PSOL descobriu, alguns dias antes das eleições, que tinha acolhido uma candidata de direita no seu partido de esquerda, e a expulsou. Mas ela segue na disputa. Cheira à incompetência do partido.

- Ontem a tag do Twitter #bolaodaveja fez o maior sucesso. Era pra adivinhar qual a bala de prata que a maior revista semanal do Brasil, símbolo da isenção e da pluralidade da imprensa, lançaria contra Dilma bem na véspera. Os chutes foram divertidíssimos, e o pior é que nem estavam longe da realidade. Mas vocês viram a capa de hoje? É praticamente uma admissão da derrota.

- E pra dar aquele ânimo pra amanhã, não sei se vocês já viram (eu vi no Prof. Hariovaldo) esse trio hiper fofinho. Eu até me emocionei no final. Emoções à flor da pele hoje e amanhã, essa é a tônica.

25 comentários:

=Maíra= disse...

Lola, acabei de postar no meu blog comentários sobre uma reportagem de uma página inteira que saiu no "Le Monde" sobre o Lula:

http://novamentebizarro.wordpress.com/2010/10/02/so-da-lula/

Acho que vale a pena divulgar, pois ainda há aquelas pessoas que estão "em cima do muro"... E é impressinante ver como a mídia internacional pode ser bem mais lúcida que a mídia brasileira... sobre assu

aiaiai disse...

lolinha,

conta ai como estão os preparativos para o dia de mesária amanhã? Já fez o estoque de chocolate?

E por falar em chocolate...to com a sensação de que essa eleição vai ser um chocolate! kkkkkkkk

aiaiai disse...

caramba....to chorando de emoção com esse vídeo do trio vermelho...caraca vai ser difícil conter a emoção dessa vitória do povo brasileiro!

Shoujofan disse...

lola, realmente você marcou um gol ao falar dos dois documentos. Eu não esperava que fosse dar no Serra ligando par ao Gilmar. Enquanto isso, aqui em Brasília, continuamos com o fantasma de Roriz pairando sobre nós.

Niemi Hyyrynen disse...

Lola,

Faz me rir ne!? Aquela campanha da Marta contra o Kassab foi HOMOFOBICA, não tem nada de deslize, insinuar é o mesmo que dizer na cara, aliás, é pior, pois eles não tiveram coragem de dizer abertamente, isso foi covardia, a Marta não precisava ter feito aquilo e perdeu por causa deste golpe infeliz!

Quisesse apelar mentia "dizendo a verdade" igual fez o Kassab que prometeu não aumentar a passagem do onibus em um ano, o que ele fez no outro? Aumentou duas vezes! Ele "cumpriu" com a promessa e ainda agradou as empresas de transporte "publico". E ninguem se toca disso.

(duas vezes falando no percentual de aumento, não sobre o valor total.)

Mas é claro, parece que se o PT dá mancada vc passa a mão e diz "ah mas foi o PT que fez, então vamos relevar vai ! não foi por maldade"

Justo a Marta que apoia tanto a parada Gay em São Paulo, foi um golpe duro, imperdoavel. Eu votei no Kassab só de raiva!

Niemi.

Ana disse...

Lola,

Excelente resumo da política nas últimas semanas. Agora, a tal ligação do Serra para o Gilmar acabou se transformando na bala de prata reversa, não? É muito descaramento dos caras!

Beijocas,

Shiryu de Dragão disse...

Nimemi, te adoro! Vc disse tudo! Bjos pra vc, Diva, Lindaaaaaaa!

Lola, eu tenho um gaydar apuradissimo! A Dilminha Carabina é bi. Casou obrigada e agora está de rolo coma "Berenice". Olha a vibe de sapa das duas! So vc que nao quer ver!

E a Marta foi descaradamente homofóbica!!! Vê se assume, sua cega.

Vai ser ótimo a Dilma ganhar, pq ela vai afundar mais ainda o Brasil e depois o povo nunca mais vai votar no PT!

Lord Anderson disse...

Lola, todo mundo na expectativa de amanha.

Apesar do jogo sujo e pesado de alguns e da campanha vergonhosa da midia tradicional, foi legal ver a empolgação e o alto grau de politização dessas eleições.

Alem da importancia da internet, blogs, sites, twitter como força de combater noticias falsas, distorções e tentativas de gerar medo na população.

Vai ser legal ler a sua experiencia como mesaria.

Lord Anderson disse...

Shiryu queria saber onde o Brasil ta afundando p/ ter essa certeza que vai afundar mais.

É lamentavel que vc queria o pior p/ o nosso pais só pq não gosta do partido.

É lamentavel tb a grosseria com a dona do blog.

É rão facil discordar sem ser ofensivo. Nunca vou entender p alguns não conseguem.

Núcleo de Pesquisa em Audiovisual disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amanda disse...

Adoro as "notinhas" da Lola! Posts inteiros em um so dia! :) Boa sorte pra nos amanhã!

Well Bernard disse...

Como não estou muito inspirado a falar, super me identifiquei com o trio, principalmente com o rapaz do meio. Sabe, é que meio que natural para mim saber isso tem hora.

Ramayana Lira disse...

Ontem, fazendo as unhas no salão, expliquei que o vermelho do esmalte era para fazer boca de urna "subliminar". Ao verem meus dez rubis as pessoas na filma da minha seção eleitoral imediatamente reconheceriam a importância de votar em Dilma.
A brincadeira e os risos das manicures revelaram que é possível fazer campanha com afeto. Essa, é, aliás um dos motivos para a minha mobilização pró-Dilma: a militância do PT, ao lado da argumentação precisa, da análise baseadas em dados e não em impressões generalistas, do duro embate corpo-a-corpo, tem feito uma campanha também afetuosa; isso não vejo na oposição, que se baseia no medo e no ódio.

É o que tentei mostrar no domingo passado em meu blog, ao comentar o "Vermelho":

http://umacancaopordia.wordpress.com

Amanhã serei isso: afeto e convicção.

lola aronovich disse...

Maíra, ótimo trabalho em comentar e traduzir parte do artigo do Le Monde. Eu twittei.


Aiaiai, hoje vai ser só trabalho, trabalho, trabalho, pq estou sem tempo nenhum. Mas haja coração! É difícil não respirar política o tempo inteiro! Ah, eu gostei tanto, tanto do vídeo do Vermelho...

lola aronovich disse...

Valéria Shoujo, eu sei que falar de golpe no caso dos dois documentos soa exagerado, mas quando vi que a oposição tava colocando todas as suas fichas nisso, pensei: aí tem. Depois, vi alguns twitters de direita pedindo pra falar pra população que bastava o título de eleitor, pra confundir mesmo. E agora isso do Serra ligar pro Gilmar Mendes... Acho importante que seja exigido documento com foto, mas pô, dois documentos?! E o meu receio é que muita gente não soubesse das novas regras, e que a abstenção por causa disso fosse maior que de costume. Acho que tudo isso poderia tirar uns 2% de votos da Dilma fácil, fácil (chutando). Agora, com apenas um documento, espero que tudo fique mais ou menos normal. Ainda será confuso, pq é primeira eleição com essas mudanças, mas espero que menos.


Niemi, já escrevi sobre isso na ocasião, não vou repetir aqui o que acho. Eu acho que foi um deslize, um erro do PT ter feito aquele vídeo (apenas um no meio de uma longa campanha), mas, sinceramente, comparado com o que fazem contra gente, é uma gotinha no oceano. Não estou justificando, fui e sou contra, mas o que vc acha mais grave: contratar ex-namorada de candidata pra falar na TV que o cara lhe pediu pra que fizesse um aborto e que ele é racista, ou perguntar sobre um candidato solteiro: “Ele é casado?”. Espalhar mil e uma correntes na internet com os piores insultos contra uma candidata, incluindo o depoimento de uma mulher que pede pensão por 15 anos de relacionamento amoroso, ou perguntar sobre um candidato solteiro, “ele é casado?”. Jura que vc considera um tratamento igual? Anyway, quando que eu disse que NÃO foi mancada isso que a Marta fez? Claro que foi errado, e claro que foi por maldade! Mas pense, Niemi: por que isso se destacou tanto? Justamente pq é o que o PT NÃO costuma fazer!

Roberta disse...

Lola,não vejo a hora de votar!Essa será a primeira vez que voto e pensar que votarei para a primeira mulher presidente me deixa ainda mais animada XD

lola aronovich disse...

É mesmo, Ramayana, vi o post sobre a música Vermelho no seu blog e até comentei lá, né? Desculpe, é que o que foi marcante pra mim foi a empolgação desse trio. Isso que me fez chorar, por mais que a música não saia da minha cabeça nunca mais. Concordo totalmente contigo sobre isso da nossa campanha ter sido afetuosa, sem ódio, sem rancor. A gente nem falou muito do FHC! Mas sempre foi assim. Quando inventaram que “a esperança venceu o medo”, não estavam exagerando. A direita sempre se baseia no medo e no ódio. A gente, na esperança, na solidariedade, nos “dias melhores virão”. Por isso acho que deve ser péssimo pro estado de espírito de uma pessoa ser de direita. É viver com ódio no coração! (A Rama foi minha colega em algumas turmas do doutorado na UFSC. Sabe aquela que é a MELHOR aluna da sala, sempre? Essa aí).


Lord, grandes expectativas pra amanhã! Vamos ver quando terei tempo de escrever sobre minha experiência de mesária...

Laurinha (Mulher modernex) disse...

rsrsrs... adorei a expressão trator collorido. Esse cara falando que apóia o Plínio e o PSOL descobrindo na última hora que tem uma candidata de direita são praticamente piadas prontas. O pessoal do Casseta e Planeta e CQC às vezes não precisa nem se esforçar pra fazer suas piadas com a política...

Nos meus sonhos aconteceria um segundo turno entre Marina e Dilma, só pra ver a cara do Serra ou de quem está apoiando a campanha da Marina só pra levar a eleição do segundo turno, rsrsrs... Mas também sei que é uma idéia meio impossível...

Só sei que amanhã estou indo votar do jeito que Almodóvar gosta, de vestidinho vermelho, ideal pra ocasião, rsrs...

Bjus Lola e bom trabalho pra você amanhã!

J.anquevitti disse...

Ai Lola...toda vez que eu juro que vou votar no Plínio, leio o seu blog e me dá uma vontade de votar na Dilma, fico nesse dilema, quero participar da festa também! Principalmente se ela ganhar no 1º turno.

E agora...tô em dúvida rsrs

Abraços e tudo de bom amanhã como mesária!!

Jonas

lola aronovich disse...

Laurinha, essa expressão de trator collorido nem é minha. Acho que ele era chamado disso mesmo quando era uma das principais lideranças do Collor. Amanhã eu sou mesária, então tô na maior dúvida se posso usar uma camiseta vermelha (sem logo do PT nem nada, claro; aliás, eu não comprei roupa desde que cheguei em Fortaleza, então realmente tenho pouca roupa, e essa camisa vermelha é a minha preferida). Boa votação amanhã!


Comecei a responder o Jonas aqui, mas ficou muito longo. Já vou publicar como post, se vc me permite, querido.

Gabriela disse...

Admirável a torcida do rapaz ali em cima para que o país se ferre só pra ele dizer "eu estava certo o tempo todo"...

Gostei de tudo, só discordo em relação ao que fizeram com o Kassab. Achei super baixo e longe de ser uma indireta. E não acho que o erro do outro "anule" esse erro aí. Seu post da época fala bem sobre essa cagada, mas o de agora parece ser mais condescendente mesmo.

E lembrei que eu recebi um email que nem ouvi falar muito: um que mostra a Dilma (supostamente) usando uma bolsa carésima, e dizendo "sabe quantos salários um trabalhador tem q economizar pra comprar uma igual?". É pra rir, se a gente pensar em quem deve ter escrito isso, que deve estar cagando e andando pra quanto um trabalhador ganha... e na futilidade desse detalhe também.

James Figueiredo disse...

Oi, Lola.

Preciso dizer que concordo com a Niemi. O caso da Marta na disputa pela prefeitura de SP não foi um "mero deslize" ou um "pecadinho menor". Especialmente por ser do PT (que sempre se vendeu como, e deveria representar, a alternativa ética à política tradicionalmente corrupta do país), e ESPECIALMENTE por ser a Marta, foi um erro imperdoável, um apelo inadmissível aos piores preconceitos dos eleitores paulistanos. E, ora, é CLARO que há, sim, muito problema em se perguntar se um candidato solteiro é casado, quando nessa pergunta está obviamente embutida a premissa de que, se ele não é casado, deve ter algo ruim ali, e esse algo ruim é que ele não é casado por que provavelmente é gay. Pra alguém que sempre se ligou tanto à causa gay, e recebeu em retorno TANTO apoio dos eleitores homossexuais do país inteiro, Marta absolutamente não poderia ter feito isso. E pagou o preço. Conheço MUITOS homossexuais que não votaram nela por se sentirem (justificadamente) agredidos por essa atitude. Eu não teria votado, se vievsse em SP.

E, bom, infelizmente é uma atitude que Dilma também demonstrou nessa eleição - Nada mais fácil que rifar os direitos dos gays pra conseguir uns votos crentes e preconceitosos, não é? Dilma se contorceu como pôde pra ser mostrar palatável a evangélicos e católicos, se encontrando várias vezes com suas lideranças pra assegurar que, sim, acredita em deus, é contra o aborto, e não vai mover uma palha pra atrapalhar a tão bem-sucedida campanha dos crentes no Congresso rpa garantir que homossexuais no Brasil continuem sendo isentos da garantia de qualquer direito.

Nesse ponto, e não acredito que estou dizendo isso, até Marina se saiu melhor que Dilma, por que pelo menos ela não disfarça que não consegue separar religião de Estado. E olha que digo isso como alguém que vota no PT desde que tem idade pra votar.

Laetitia disse...

Comentário em retalhos sobre o post:

- PV é vergonhoso. Eles arrotam "uhu somos legais e vamos salvar o planeta" enquanto comem "uhu vamos deixar os empresários usarem o meio ambiente à vontade e continuarem bem na foto".
- Pesquisa eleitoral deveria ser proibida. EU nunca fui consultada. NINGUÉM QUE CONHEÇO jamais foi consultado. No entanto, quase todo mundo se deixa influenciar pelo resultado da dita-cuja pesquisa.
- O medo da Dilma é enorme, fato. No ANO PASSADO já recebi um email falando sobre algum podre dela. A história do "nem Deus tira a minha vitória" é muito Titanic, eu ri; só que, ao contrário do Titanic, duvido que a Dilma afunde. Enfim, não entendo o medão de todo mundo. Pelo contrário; a Dilma é minha visão da pasmaceira contínua nos próximos anos, talvez precedida do retorno do Lulinha. (obs: não sou reaça; só não acredito mais na maioria dos partidos).
- Notei que sua opinião quanto a partidos é bem diferente da minha. Bom, talvez porque eu seja uma pseudo-anarco-pessimista, já cansei dessa história de votar/acreditar em partido. Tô quisifoda pra legenda. Afinal, quase todo filiado ou militante que conheço é de uma cegueira irritante, incapaz de notar que um "companheiro" de partido cometeu um deslize ou possui algum ponto de vista diferente do seu; é sempre um papo de aceitar e achar desculpa pra tudo, até mesmo pro que é errado. Coisa irritante, desculpem. Se os partidos tivessem um pouco menos de espírito de "unidos venceremos" e um pouco mais de coragem pra chutar fora os lixos que aparecem, a política talvez estaria melhor. Eu sei que coligações são necessárias para garantir apoio e fazer as coisas saírem do papel, mas, particularmente, não consigo votar cegamente num partido, sem saber se todo mundo que faz parte dele é competente ou não.

Laetitia disse...

Escrevi horrivelmente mal, desculpem. É o sono.

Nefelibata disse...

Lola, apenas uma correção: a ligação pro Gilmar Mendes, do Serra, foi feita no meio do julgamento no STF, não no TSE =]