sábado, 16 de janeiro de 2010

PÉROLAS DA DIREITA BRASILEIRA

A direita brasileira, que tem vergonha de se admitir direita, sempre é hilária. Mas nesses primeiros dias do ano ela tem se superado. Tenho lido várias besteiras, e juntei algumas aqui. Escolha qual você acha a mais divertida.
- A declaração do Boris Casoy sobre os garis permite várias interpretações. Ah, e usar a palavra m**** ao se referir a eles não foi julgamento de valor. (Numa linha de defesa parecida, a Lúcia Hippolito não estava bêbada na gravação que a CBN teve que interromper. Estava com dor de barriga).
- Professores universitários existem pra fugir da competição do mercado, onde certamente perderiam pros sujeitos competentes. Professor (principalmente os de universidades públicas) é quem não consegue se estabelecer no mercado. Competentes são aqueles que estudaram menos que um doutor!
- O aumento do salário mínimo é péssimo pro Brasil, porque faz a inflação subir.
- Esta não foi uma declaração, mas um acontecimento real: o PSDB entrou com representação contra o programa do PT na televisão (veja o programa aqui) porque acha que o programa tem preconceito de classe... contra os ricos, tadinhos. Então agora é oficial: o PSDB é o partido representante dos ricos. Falar isso também é discriminação?
- Lembra quando o El País e depois o Le Monde elegeram Lula o homem do ano, enquanto o Financial Times decidiu que ele é um dos homens que definiram a década? Parece ser um título de enorme prestígio, ainda mais pro presidente de um país que, até pouco tempo, não merecia reportagens no exterior. Mas só parece. A direita brasileira tem uma explicação inequívoca pro Le Monde elogiar tanto o Lula: assim o governo brasileiro acaba comprando os aviões de guerra dos franceses. Eu fico um pouco confusa. De repente o Le Monde virou o jornal estatal da França? Estranho. Isso equivale a dizer que, sempre que a Veja elogia o Sarkozy, é porque o governo brasileiro deseja vender mais, sei lá, café, ao governo francês. E o elogio do El País, foi devido a quê? Já sei: o jornal espanhol elogiou o Lula pro governo brasileiro privatizar a telefonia a preço de banana e, assim, empresas espanholas como a Telefonica poderem lucrar os tubos! O quê? Isso já foi feito? No governo passado? Imagino que o El País deve ter eleito FHC o homem do ano na ocasião...
- Esta pérola que eu vi num blog de extrema direita é minha preferida. Olha só o que o cara foi encontrar pra elogiar o FHC: o ex-presidente “em nenhum momento aventou o terceiro mandato”. Melhor elogio ever! Pois é, FHC só aventou o segundo mandato! E não só aventou, como foi lá e, como gente que faz que é, conseguiu o bagulho! Ha ha, eu ri tanto que devo ter cuspido na tela do computador! Primeiro que esses elogios por coisas que não foram feitas são meio fraquinhos. É como a direita-cristã americana tentando defender o Bush em 2008 porque, afinal, com ele não houve outros ataques em solo americano após o 11 de Setembro. A Casa Branca só continua de pé graças ao Bush, entende? (apesar da vontade de Hollywood de mandá-la pelos ares). Mas isso de admirar FHC por ele só ter comprado uma reeleição, e não duas, é novidade pra mim. Não sei se você se recorda que, alguns anos depois de FHC conseguir sua reeleição, o PSDB quis voltar atrás: virou contra a reeleição. Não é que não acharam dois mandatos uma boa ideia; acharam, mas só quando o presidente é do PSDB. O detalhe fofo na colocação do blogueiro reaça é que ele dá a entender que o governo Lula aventou um terceiro mandato. Ué, quando? Onde? Tudo que o Lula falou sobre um terceiro mandato foi respondendo a insistentes perguntas de jornalistas que juram, desde 2006, que Lula iria dar um golpe e mudar a Constituição pra conseguir uma re-reeleição. Até agora Lula só os decepcionou, embora pesquisas apontem que metade da população brasileira votaria no Lula uma terceira vez seguida. O blogueiro reaça emenda: “Só isto [FHC ter comprado uma, e não duas reeleições] credencia o PSDB a dirigir a Nação Brasileira”. Bom, menos mal que ele admite que as credenciais dos tucanos são bastante minúsculas. Opa... Não era isso que ele queria dizer?
- Mas quando se fala na reação da direita ao Plano Nacional de Direitos Humanos eu perco o bom humor. A direita basicamente disse que o projeto é um primeiro passo para um regime ditatorial petista. Oh, a lei restringe a liberdade religiosa. Vamos ter que mudar o nome de São Paulo e de todas as cidades relacionadas a santos, além de derrubar o Cristo Redentor. Sim, claro, sendo que o texto propõe proibir símbolos religiosos dentro de prédios públicos. Como deveria ser num estado laico, sabe? Desde quando nome de cidades ou o Cristo ficam dentro de prédios públicos? O texto prevê um novo imposto sobre grandes fortunas. Sério que os donos de TV e os milionários reclamam por terem que pagar mais impostos, e a gente vai na onda deles? Tipo, sabe quando é grande fortuna? É mais do que eu, você e a torcida do Flamengo juntos vamos conseguir juntar em vida.
Outra: o texto defende a regulamentação da profissão de prostituta, com direitos trabalhistas e carteira assinada. Isso é ruim? Bom mesmo é continuar discriminando prostituta? Só pela reação histérica a esses pontos dá pra ver quem está gritando: os setores extremamente conservadores, reaças mesmo, da sociedade.
Pô, o Plano Nacional de Direitos Humanos é um texto, não uma lei aprovada. E o plano é uma terceira tentativa de dois projetos apresentados durante o governo FHC, em 1996 e 2002. Não é nem uma ideia original do Lula! E claro que o texto segue as diretrizes de leis de direitos humanos aprovados em todo o mundo... Mas o que é bom para o mundo parece não ser bom pra elite brasileira.
O Azenha explica direitinho o escândalo fabricado em torno do plano:
Grupos diversos protestaram contra o conteúdo do plano, mesmo sabendo que qualquer das propostas ― repito, qualquer uma ― só será adotada depois que for escrito um projeto de lei, apresentado e aprovado no Congresso Nacional ― o que incluiria um novo período de consultas e negociações. Mas a elite brasileira não está acostumada com a democracia. Está acostumada a não consultar ninguém, nem a população, nem a sociedade civil organizada. É a famosa democracia 'dos de cima'. Através dos meios de comunicação, a elite brasileira imporá uma derrota não ao governo Lula, mas ao princípio de que o Brasil pode ser governado por mais do que meia dúzia de pessoas. É uma derrota de todo o processo de participação, que inclui as conferências de comunicação, de saúde, de Direitos Humanos, etc.
Da reação da direita ao PNDH3 eu não consigo rir. Pelo contrário, me deixa com o estômago embrulhado. Mais ou menos como aconteceu com a Lucia Hippolito, pobrezinha.

45 comentários:

samya disse...

Bom dia, tudo bem? Foi a CBN e não a CNN que cortou a Lucia.Bom fim de semana

cristovam disse...

Adorei seu texto!

Masegui disse...

Clap, clap, clap, clap, clap, clap!

Outro post merecedor de aplausos!

Oliveira disse...

Lola:

Sem o plano real, do governo Fernando Henrique, que, sem dúvida, debelou a inflação (que o proprio Lula declarou na televisão que não podia ser vencida) o governo lula, nào seria nada.

Fim de papo!

Oliveira disse...

Masegui:

Onomatopéia? Você é retardado mesmo!

E você diz que eu que sou idiota.

Masegui disse...

Oliveira,

Parei de dizer que você é um idiota, todos já perceberam... :)

Mariana. disse...

Excelente texto, Lola, Parabéns!

Eu era pequena demais quando o FHC comprou o congresso pra alterar a constituição e aprovar a emenda que permitia a reeleição.

Eu não tenho nada contra Emendas Constitucionais, ainda mais para a nossa, que é tão falha em alguns pontos.

Quanto a reeleição, eu preferia que não existisse, mas caso um governo decidisse mudar isso (como fez o FHC), a mudança só deveria valer prá próxima eleição. Por ex: se em 1997 foi a emenda, a nova regra não deveria valer pra eleição de 1998, pois o presidente eleito em 94 foi eleito para um mandato e sem a possibilidade de reeleição. Isso foi um verdadeiro golpe contra a democracia (nos moldes venezuelanos).

mas o pior não foi isso. O pior foi quando estourou o escandalo do mensalao em 2005, que é realmente uma outra vergonha da nossa história, e aí o PSDB se fez de limpo, como se fosse um partido apto a apontar o dedo pra sujeira dos demais. Era o papel da oposição, mas as declarações sensacionalistas foram patéticas. E parece que eles perderam a memória pois, se não fosse um mensalão, a emenda da reeleição não seria aprovada.

Triste tudo isso, né?

aiaiai disse...

Ai, Lola, tem outra pérola ótima para a lista. Dá uma olhadinha na enquete que o tio reinaldinho tá fazendo no blog dele sobre como aumentar a audiência do filme sobre o lula

AVISO IMPORTANTE: Leva o balde, porque o troço é nojento.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

ps. a lucia hipolito bêbada foi a minha preferida. Em tempo, nada tenho contra beber, adoro tomar porres, mas não antes de entrar no ar, ao vivo, como comentarista de uma rádio, né?

Mateus Luciano disse...

O brasil tem alguma coisa que não seja direita
as vezes me pergunto o Brasil seria uma pessoa com duas direitas?!

Marcos Vinicius Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Vinicius Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
aiaiai disse...

eu acho que em breve alguém do psdb vai calar a boca da lúcia hipolito: ela é um desastre. vejam esse comentário de 2008.

http://www.viomundo.com.br/radio/lucia-hippolito-lula-e-tao-ruim-quanto-o-dunga/

notem: não estou querendo apenas dar risada (embora seja bom também). Eu acho que é importante entender a idiotice dessa gente que fala como se soubesse do que está falando. Isso cala a boca de muitos que dizem: "vc vai votar na dilma? Não faça isso, aiaiai! Eu ouvi a lucia hipolito dizer que a dilma é ruim...e a lucia hipolito é uma especialista em política".

Raphael Rocha Lopes disse...

Como dizem por aí, Lola: disso a oposição não fala...

Mary Goes disse...

Lola: parabéns pelo seu post!! Claro e lúcido como sempre.
Abraços,
Mara

Sheila disse...

Lola,

Vi em uma comunidade GLBTTT do orkut uma discussão esquentadíssima sobre o suposto recuo do governo Lula ao casamento gay, q teria saído no Estadão... vc está sabendo de alguma coisa a respeito?

Abraços!

Luciano disse...

Vamos fazer o seguinte Lola: pra não fazer como voce e pegar um monte de frases tolas e dizer que são de gente de esquerda, pegue as grandes opiniões dos pensadores de esquerda e eu pego dos da direita. Quer apostar como voce vai ter mais dificuldade do que eu?
Pra quem era contra a responsabilidade fiscal e agora é a favor, acho que voce tem a memória bem curta.

carmozini disse...

Acredito que o colega acima tentou ventilar a idéia de que o número de pensadores de esquerda pode ser historicamente menor. De fato ele pode ter razão: a direita vem negando por muito tempo a oportunidade ao povo de educar-se para defender suas ídeias.

Dai disse...

post maravilhoso, Lola!!!
Realmente um atestado de burrice esse boicote eleitoreiro ao PNDH. Ter direitos humanos no Brasil não pega bem? O horror...

Pedro disse...

Gsotei muito do "clipping". Inteligente, foge dos jargões (blah! Odeio!), deixa os links pra quem quiser conferir, adorei! Pedro (em: escrevendopedro.wordpress.com)

Netiqueta ( você me conhece?) disse...

A extrema direita blogueira é tão ridícula quando se manifesta sobre aquilo que acredita e defende que chega a ser realmente hilária. Porém a extrema esquerda não fica atrás, heim?

Por exemplo, ver uma blogueira-feminista-de-esquerda típica, daquele tipo que se contradiz a cada dois textos publicados, sacar o argumento “contexto” para defender alguém que praticou um estupro também é hilário, mas cada um ri do palhaço que julgar mais engraçado.

Acho válido desde que fique dentro do contexto. Ou não.

PS: próxima vez rola link para os quotes ou você só linka seus próprios textos (cabotinismo) e de seus amigos? Desse jeito fica parecendo fofoquinha de bar, gata.

Ou essa "carência de links" é proposital para não se comprometer?Pior é que nesses casos desculpas como embriaguez ou dor de barriga não colam.

Netiqueta ( você me conhece?) disse...

Ah, sim... O link para o texto com sua maior e mais hilária contradição está aqui.

Nada supera isso.
(thanks, por me lembrar porque parei de ler o seu blog)

aiaiai disse...

Uma boa resposta do diabo ao pat robertson, traduzida pela cynthia do cyn city

http://cyncity.zip.net/

divirtam-se
bom domingo!

JAMINE BRUNO disse...

oi lola!! estou de volta ao brasil e me deliciando com seus textos! concordo com tuuuuuuuuudo!! bjos e um otimo domingo!

Patrick disse...

Marcos, as empresas telefônicas estatais eram proibidas de se financiar através de bancos públicos, como o BNDES. Por isso, tinham que se financiar diretamente com o público consumidor, através da venda de ações da própria empresa.

As empresas privadas não padecem dessa restrição, por isso "investem" tanto na expansão de sua estrutura. Mas esse "investimento" não sai do bolso deles ou do bolso dos acionistas nos países de origem. Saem do meu, do seu, do nosso dinheiro. Quem financia a expansão da Telefônica, Oi, etc. são os bancos públicos.

A Vivo, por exemplo, que recentemente começou a operar na área 10 do Nordeste (Alagoas ao Piauí), se instalou na região por conta e graça de empréstimos do Banco do Nordeste destinados ao semiárido. Não saiu um tostão do bolso da Telefónica de España ou da Portugal Telecom.

Anônimo disse...

AOS GLBTTI BRASILEIROS,
NO MEU ENTENDIMENTO, ESTA COMUNIDADE OURKTIANAS GLBTTI DEVEM REFLETIR O QUANTO ESTÃO FORA DO CONTEXTO DA REALIDADE EM SUA MANEIRA DE PENSAMENTO. POIS, OS QUE VERDADEIRAMENTE OS DEFENDEM CONTRA AS INTOLERÂNCIA PRECONCEITUOSA SÃO TRAÍDOS PELA MESMA.POR EXEMPLO, A EX-PREFEITA MARTA SUPLUCY, FORA A BALUARTE NA DEFESA DESTA COMUNIDADE DENOMINADA GLBTTI COM RELAÇÃO A EXPOSIÇÃO MEDIANTE PASSEATA DA AV. PAULISTA, EM SÃO PAULO REALIZADA ANUALMENTE. FORA VERGONHOSAMENTRE TRAÍDOS POR ESTA COMUNIDADE EM PROL DAQUELES CANDIDATOS DOS PARTIDOS PEDEM A EXTINÇÃO DAS MANIFESTAÇÕES PÚBLICAS DAS COMUNIDADES GLBTTI EM TODOS OS ESTADOS QUE:PSDB/DEMOS/PPS E MÍDIA DA DOMINADA PELA DIREITA REPRESENTADOS POR OS CASOYS,BONNERS,W.VACA E OUTROS.QUANTO AOS CANDITADOS DOS PARTIDOS SÃO:SERRA,GABEIRA,A.NEVES,YCRUZCREDETECERRA.SENDO ESTA COMUNIDADE DEVEM PRIMEIRAMENTE VOTAR DE MANEIRA CORRETA ELEGENDOS OS VERDADEIROS DEFENSORES DE SEUS DIREITOS E REPELINDO OS PALPITES DA IMPRENSA GOLPISTA E CANDITADOS QUE LUTAM PARA SUA EXTINÇÃO NAS ELEIÇÕES DOS PARTIDOS ACIMA CITADOS. EM SUA COMUNIDADE OURKTIANA DEVEM DISCURTIR PROGRAMAS/AÇÕES/PROJETOS.COMO DESTRUIR PRIMEIRAMENTE ESTES MORALISTAS DE ARAQUES DA MÍDIA GOLPISTA QUE É CAUSA, ATACANDO DOS CANDIDATOS DA EXTREMA DIREITA PSDB,DEMOS/PPS E PV QUE GERA O EFEITOS, ATRAVÉS DE LEIS LEGISLANDO EM NÍVEL MUNICIPAL,ESTADUAL E FEDERAL. DESTA FORMA, DEVEM REPELIR ESTES PARTIDOS,CANDIDATOS E MÍDIA GOLPISTAS, PARTA TANTO NÃO SEJAM TRAIDORES DO BRASIL ACEITANDOS ESSES PILANTRAS REPELINDOS NAS URNAS PELOS OS VERDADEIROS E DIGNOS DA COMUNIDADE DO GLBTTI NA ELEIÇÃO.

@Luah disse...

Querida, veja como a mídia trata as mulheres e os homens em casos de catástrofe, como esta que aconteceu em Haiti. Mulher, a vítima. O homem, o salvador. Capas de jornais franceses. http://migre.me/gKIO

Leonardo Afonso disse...

Marcos Vinícius: "mas é melhor do que as 'linhas hereditárias' que eram deixadas de herança..."
Ocorre, meu caro, que as linhas hoje são disponíveis porque FHC investiu 20bi na Telebras ANTES de vender por qualquer trocado. As concessionárias só têm o trabalho de ligar a residência ao poste. Outra: a telefonia celular funciona muito bem e é bem baratinha no Brasil, confere? Não é o que diz meu bolso e os milhões de reclamações do setor, líder absoluto no PROCON. Infelizmente, Lula não teve coragem de mexer no vespeiro da Anatel, que segue defendendo o grande capital e não o povo. São "forças terríveis"...

Mariana. disse...

Lola, não tinha lido o seu post sobre o Polanski.

Gosto muito do seu blog, de muitas de suas idéias e opiniões e de sua coerência. Mas não vi nada disso nesse post, nada.

Fiquei chocada a cada parágrafo ao ver o que você escrevia, ao modo como você molda a sua opinião de acordo com a pessoa em questão.

Você acha mesmo que, só o fato de a vítima de Polanski ter 'perdoado' ele, deveria ser suficiente para que a justiça e toda a opinião pública (com a qual você concordaria se fosse outro, ao invés de polanski) mudem de idéia a respeito do caso?

FELIZMENTE isso mudou há tempos (o brasil foi um dos países mais lentos). Não importa se a vítima de estupro perdoe, se case, tenha filhos ou declare publicamente o perdão. O processo vai continuar a tramitar até a condenação (ou absolvição). E ISSO É OTIMO! Pois imagine só antigamente, como inúmeros homens ficaram impunes a crimes bárbaros como esse só porque as vítimas voltaram atrás? As vezes por dependência economica, psicológica~?

Também não acho certo reenquadrar polanski em outro tipo penal (hoje em dia seria estupro, sim), mas se você quer saber, o prazo prescricional é suspenso - pelo menos aqui no brasil - se o réu se ocultar pra não ser citado (área penal). Mas não sei como funciona nos EUA e acho que lá o crime já prescreveu sim.

MAS NADA DISSO É RELEVANTE. Também não defendo a morte dele, claro. A questão aqui não é processual, estamos discutindo a conduta do polanski, se foi ética ou não. E cá entre nós, quarenta anos é muito pouco pra mudar valores tão profundos (valores, não leis). O que ele fez é errado, independente de quem ele seja ou da época em que viveu (não estamos falando, afinal, de quinenhtos anos A.C.). E seja sincera, você teria a mesma opinião se sobresse que, sei lá, FHC ou Bóris Casoy fizeram o mesmo?
Não precisa responder.

Ro Salgueiro disse...

Lola, de onde surgiu isso sobre o professor universitário? Que bizarro!

lola aronovich disse...

Acho o máximo quando vem alguém se escondendo por trás do anonimato falar de etiqueta na internet... Não linko blogs de direita porque não quero dar ibope pra eles. Além disso, a maior parte das pérolas da direita coletadas pra este post não foram tiradas de um ou outro blog, mas de vários. Muitas se repetem de blog em blog. Mas, let me guess... Vc não acredita que existe direita e esquerda, e se ofende quando te chamam de reaça... Ou vc já reclamou num blog de direita quando o autor fala dos blogueiros de esquerda sem dar link pra nenhum? Ah, e tenho a impressão que vc parou de ler o meu blog por outros motivos, bem antes de qualquer post sobre Polanski...


Jamine, benvinda de volta ao Brasil! A Bélgica vai sentir saudades!

lola aronovich disse...

Patrick e Leonardo, obrigada por responder ao Marcus Vinicius sobre a questão das linhas telefônicas. É impressionante como o pessoal que defende a privatização da telefonia (um serviço prioritário!) se esquece que pagamos a maior tarifa do mundo para um serviço tenebroso.


Mariana, vc nunca vai encontrar um blog de opinião em que vc concorde 100% com as opiniões d@ autor@. Escrevi não um, mas três posts sobre o Polanski. Aliás, que eu saiba, eu fui a única que publicou a versão do Polanksi sobre o que aconteceu naquela noite. Eu acho que o que Polanski fez foi horrível, totalmente condenável, e me solidarizo com Samantha (e, inclusive, com sua decisão de perdoar seu algoz). Mas acho, sim, que o crime preescreveu, e que Polanski já cumpriu sua pena. Enfim, já falei nisso em 3 longos posts, não vou me repetir aqui. Não li ninguém contra-argumentando o que eu falei sobre o contexto da época. As pessoas só dizem que isso é absurdo, e acaba aí. Ninguém viu o documentário que citei, que é excelente. As pessoas só querem condenar, sem se incomodar em debate algum. E não caia nessa de que pessoas passaram a me detestar pela minha posição no caso Polanksi. Tenho alguns inimigos na internet, e todos já me odiavam muito antes disso. Alguns me odeiam porque sou feminista, outros porque sou de esquerda, outros simplesmente porque sou gorda, outros porque discordei deles em algum post que eles escreveram nos seus blogs (tem gente que rompe relações na primeira crítica). Sei lá, não é realmente necessário um motivo pra se odiar alguém, é? Todos os blogs um pouco maiorzinhos que são opinativos (e em especial aqueles em que as opiniões vão contra a corrente) têm sua quota de trolls e grupinhos de detratores. Absolutamente normal. Não escrevo pra essa gente, mas pr@s leitor@s que gostam de mim, ou @s que querem refletir. E não espero que nenhum@ leitor@ concorde sempre comigo (argh, odeio escrever com arroba!).

lola aronovich disse...

Ro, isso de achar que professor universitário é picareta que só quer contaminar seus alunos ideologicamente (porque ideologia, como sabemos, só existe quando é de esquerda), e que competente mesmo é quem faz, não quem ensina a fazer, não é novidade alguma. Há um ranço forte da direita contra os intelectuais, a academia. Essa besteira sobre os professores universitários eu já vi inúmeras vezes em inúmeros blogs, e em twitters tb. Neste caso específico eu estava pensando mais no Gravataí Merengue. Ele é advogado, e como uma das pessoas que ele elegeu inimigo é um respeitado professor universitário de direito, Túlio Vianna (marido da Cynthia Semiramis), Gravataí fica dizendo que doutores são os incompetentes que não conseguiram se firmar no mercado.


Mario Sergio, de fato, não é preciso que vc diga que o Oliveira é um idiota. Todo mundo sabe disso desde que meu atual troll de estimação escreveu seu primeiro comentário...

Marcelo disse...

Já que citaram o le monde, vou tirar do mesmo jornal outro trecho onde aparece o nome de lula, em uma reportagem sobre o boom de corupção na américa latina: "No Brasil, o escândalo do mensalão (...) veio se somar ao caso do presidente do Senado, José Sarney, pego com a mão no saco em um caso de nepotismo, empregos fantasmas e outras indelicadezas (...) Apesar de representar o que há de PIOR na classe política, Sarney foi salvo por LULA em nome da coesão governamental." (link no final)

Direita e esquerda já não existem há muito tempo no brasil. É tudo uma coisa só, Lula, Sarney, FHC, Serra, Dilma, estao todos atolados na lama até o pescoço. O que muda é só a logomarca do partido. Espero que um dia o povo brasileiro deixe de lado essa briguinha adolescente direita vc esquerda e se una contra o verdadeiro inimigo que é a CORRUPÇÃO.

link pro lemonde http://www.lemonde.fr/opinions/article/2010/01/12/les-gauches-d-amerique-latine-confrontees-a-la-corruption-par-paulo-a-paranagua_1290570_3232.html

Luciano disse...

Lola, qual é? Cadê as fontes? Se for assim ouvi um esquerdista dizer que Hittler estava certo. E daí?
Cite as fontes! Vamos ver quem são os direitistas asquerosos que voce lê.
Desculpe mas desonestidade é mato na internet. E para o outro que acha que o esquerdismo é sinonimo de educação, em que lugar ele coloca o Liberalismo? Afinal, educação para todos foi uma conquista liberal...
Como sempre, pensa Lola, pensa...

Ághata disse...

Lola, é engraçado como as pessoas que discordam de você são sempre homens, de direita e estúpidos, já percebeu?

[Á propósito, devem ser todos de classe média ou mais, brancos e heteros, claro...]

Beijos, adorei o post!!

Marcelo disse...

Quanto preconceito Ágatha. Qual o problema em ser branco, em ser homem, em ser de direita, em ser hétero ou em pertencer à classe média? PRECONCEITO.

Vc deveria seguir o seu próprio conselho postado no seu blog e buscar um psicólogo mesmo pra parar de rotular as pessoas desse jeito.

lola aronovich disse...

Ághata querida, eu não sei. Tem tanto anônimo que aparece pra xingar que não dá pra saber se é homem ou mulher. Mas uma coisa eu sei: todos os trolls que tive até agora no blog (e considero que foram “apenas” três nesses dois anos) foram, por coincidência, homens de direita e definitivamente estúpidos. Não tenho dúvida alguma que sejam brancos e heteros tb. Mas dá pra ver que também há mulheres que discordam de mim. As mais revoltadas, por coincidência, são de direita (embora neguem até a morte).
Marcelo, qual o preconceito em apontar que a maior parte das pessoas que discordam de mim sejam de um determinado perfil? E por que, se ser de esquerda é algo tão do mal, o pessoal de direita tem vergonha em se admitir direita?

Marcos Vinicius Gomes disse...

Lola,

Não sou 'o pessoal' que defende a telefonia privada. Fulanizar a questão não leva a lugar nenhum...
Patrick, esse é o preço de sermos atrasados tecnologicamente. Não que ache isso certo.

Anônimo disse...

AFF!

Gente, por favor, quem se lembra de como era o serviço de telefonia antes da privatização? Era uma piada! Ficavamos esperando meses por uma linha, a qualidade das ligações era péssima! E igualmente caro.

Quem acha que as privatizações foram ruins, nesse caso? Lola, serviço essencial do estado é segurança, educação e saúde. Todos péssimos, aliás. Eu sou contra a privatização quando é feito a preço de banana, mas quando não, é quase sempre benéfica, por modernizar, por abrir concorrência!

Pois pagamos caro por serviços públicos e o que temos em troca? NADA! Prefiro pagar caro e ter pra quem reclamar, SE precisar!

Acho bobo se prender ao discurso de sempre ser contra a privatização só porque a erquerda não admite isso. Bobagem...

Adri.

Flávia disse...

"NADA! Prefiro pagar caro e ter pra quem reclamar, SE precisar!"

É uma maravilha ser da classe média ou classe média alta, não é? Pelo menos, há a opção de pagar algo caro (apesar de ruim).
["Eu posso, então tá bom e o resto da comunidade que se vire."]

E telefonia É um serviço essencial.

Marcelo disse...

Lola,

o preconceito está em alimentar generalizações e em reforçar estereótipos. É pré-conceito. Sei que existem muitas pessoas que se balizam por estes rótulos, antes mesmo de avaliar se uma idéia é boa ou ruim já estão preocupadas em cataloga-las e coloca-las em prateleiras. Repito, é preconceito. Nem todo homem, branco, hetero, classe média direitista pensa igual, a humanidade é muito mais complexa do que isso...

Quanto ao pessoal que tem vergonha de ser de direita... isso é um assunto interessante. No Brasil, ser de direita virou quase sinonimo de fazer pacto com o capeta. Eu sei que a direita brasileira está cheia de politicos corruptos e incopetentes e que só pensam em tirar proveito próprio. Mas é ingênuo achar que isso não acontece do outro lado também. O fato de haver maus políticos de direita não quer dizer que ser de direita é ser mau.

Ora, qual é o problema de ser de direita? Fundamentalmente, os dois lados querem a mesma coisa, que é o bem coletivo. Só que cada lado tem uma visao de qual o melhor caminho para chegar lá. A esquerda acredita na distribuição das riquezas existentes enquanto a direita acredita em produzir mais riqueza para então dividir.

Filosoficamente, o pensamento de esquerda é lindo, mas na prática não funciona. O mundo inteiro viu isso, só as nações que produzem muita riqueza conseguem dividi-la a contento e proporcionar um nível de vida digno à sua população. Sinto muito desliludi-la, mas há muito mais igualdade social na direitista Dinamarca do que na Cuba de Fidel...

Sinto desiludi-la de novo, mas Lula não faz um governo de esquerda. Lula teve um banqueiro como presidente do Banco Central. Temos altas taxas de juros e altas metas de super avit primário. O principal aliado de seu governo é o PMDB que é o que de pior este país produziu em termos de partido político e nunca foi nem nunca será esquerda. O governo de lula só é de esquerda em seu discurso e na logomarca do PT, mas de resto, a maior parte de suas práticas são de direita. Se ainda duvida, compare os discursos de lula de 20 anos com seus discursos hoje. Vai falar que nada mudou?

Anônimo disse...

OHOOO! Flávia, querida.

Engraçado que antes da privatização, pouquíssimas pessoas tinham telefone em casa.

Hoje em dia o acesso é muito mais amplo por parte da população. Quando você iria imaginar, naquela época, que o cobrador de ônibus ou a faxineira do seu prédio teriam celular, que seus filhos teriam?

E as coisas não melhoraram? Francamente!

Eu não quero que quem não pode pagar simplesmente tenha que viver sem acesso ao serviço, e de fato poderíamos pensar que, com a privatização, as coisas ficariam muito mais difíceis. Mas não foi isso que aconteceu, né? Muito pelo contrário, aliás!

Por que, me diz, tanta gente é contra a privatização em casos que ela é tão evidentemente benéfica? Me expliquem, por favor!

PS: Aqui é praxe se desfazer de comentários só porque a pessoa APARENTA ter algum dinheiro? Isso é crime, aqui?

AH! E o que eu quis dizer com 'serviço essencial' é o seguinte: telefonia, de fato, é um serviço essencial. Assim como fornecimento de água, energia, transporte público, segurança, etc. Juridicamente falando, você tá correta, suponho. Mas se 'colocarmos na balança', o que pesa mais: segurança, saúde e educação OU telefonia? Claro que é o primeiro, prioritariamente. Tanto que o Estado, mesmo sendo 'subsidiado' (já que existem escolas e hospitais particulares, por exemplo), "'cuida'" dessas áreas.

Adri.

Patrick disse...

Adri, tudo isso feito com dinheiro público estatal = BNDES, Banco do Nordeste, BASA, etc. Deve-se levar em consideração também a evolução tecnológica da telefonia móvel, que não tem relação com a privatização. Tome-se como exemplo o caso do Uruguai, onde foi mantida a companhia telefônica estatal e o número de celulares por 100 habitantes é maior que o nosso.

Liana disse...

uhauhauhuah... morro de rir lendo os comentários e as respostas a eles....uhauahuhauhaua.

Ow, sério mesmo, quando as pessoas vão parar de ser maniquístas e simplistas e dividir o mundo em bem e mal, esquerda boazinha e direita malvada?... Mais simples essa divisão né, pensar em como tudo é muito mais complexo do que esse simplismo dá trabalho.

Ah sim, eu não posso pensar ou ter opinião né?... Os brancos de olhos azuis são malvados.

Como disseram em algum comentário aí: pensa Lola, pensa.

Patrick disse...

Lola, eu tenho a impressão que as pessoas não percebem que você faz os comentários esquerda x direita a partir de princípios e não de disputas partidárias-eleitorais.

Não há, nos seus textos, maniqueísmo do tipo fulano é de esquerda, então ele é bom; é de direita, então é mau. Quando você seleciona falas de beltrano e sicrano, não está preocupada com os indivíduos em si, essa seleção você faz com base na representatividade do pensamento expresso naquela frase no pensamento político da direita.