terça-feira, 9 de outubro de 2018

SUA TIA NÃO É FASCISTA, ESTÁ SENDO MANIPULADA

Sua tia pode até não ser, mas alguns são: 
Eduardo Bolsonaro encontrou-se com Steve Bannon em agosto

Ontem este texto de Rafael Azzi viralizou no Facebook. Portanto, vou compartilhá-lo aqui.
Antes de começar a lê-lo, algumas informações complementares: das dez fake news com maior número de compartilhamentos na campanha até agora, dez (100%) são a favor de Bolsonaro ou contra seus adversários. Como uma campanha feita inteirinha em cima de mentiras descaradas não é impugnada? (pode-se fazer essa pergunta sobre Trump também). 
Como explicou o filósofo Vladimir Safatle, da USP, o que a campanha de Bolso fez, com muita competência, foi esvaziar a discussão: "a campanha sai do espaço público e se desloca para o ambiente virtual, difícil de ser partilhado pela sociedade. 
Nesse espaço, a produção contínua de imagens e vídeos falsos de forte apelo retórico, que podem ser partilhados, acabam dando o tom". Como exemplo, Safatle fala dos atos #EleNão, que tomaram as ruas no dia 29/9, levando centenas de milhares de pessoas às ruas. A mídia tradicional mal noticiou as manifestações, enquanto bolsobots se ocupavam de deturpá-las, usando imagens e vídeos que não tinham nada a ver com o #EleNão. 
A pesquisadora Maria Hermínia Tavares alerta que é Bolsonaro que pode fazer do Brasil uma Venezuela, e não o PT. 
Se você quer saber mais sobre o que são e como funcionam essas notícias falsas, leiam o ótimo texto da Annia Zzachi que publiquei semana passada. 
A jornalista Eliane Brum publicou um "manual" sobre como transformar luto em luta. 
Em tempo: Ontem o candidato do PT à presidência, Fernando Haddad, propôs a Bolsonaro um pacto de combate a fake news. Como o projeto de ditador respondeu? Chamando-o de "canalha". É óbvio que, se Bolso remover as mentiras de sua campanha, não sobra nada. 
Revista Fórum contextualizou melhor este texto do filósofo Rafael Azzi que reproduzo agora. 

Você se pergunta como um candidato com tão poucas qualidades e com tantos defeitos pode conseguir o apoio quase que incondicional de grande parte da população?
Você já tentou argumentar racionalmente com os eleitores deles, mas parece que eles estão absolutamente decididos e te tratam imediatamente como inimigo no mais leve aceno de contrariedade?
Até sua tia, que sempre foi fofa com você, agora ataca seus posts sobre política no facebook?
Pois bem, vou contar uma história.
O principal nome dessa história é um sujeito chamado Steve Bannon [Tem um documentário em inglês, Exposing Steve Bannon]. Bannon tinha uma visão de extrema direita nacionalista. Ele tinha um site no qual expressava seus pontos de vista que flertavam com o machismo, com a homofobia, com a xenofobia, etc. Porém, o site tinha pouca visibilidade e seu sonho era que suas ideias se espalhassem com mais força no mundo.
Para isso, Bannon contratou uma empresa chamada Cambridge Analytica. Essa empresa conseguiu dados do facebook de milhões de contas de perfis por todo mundo. Todo tipo de dado acumulado pelo facebook: curtidas, comentários, mensagens privadas. De posse desses dados e utilizando algoritmos, essa empresa poderia traçar perfis psicológicos detalhados dos indivíduos.
Tais perfis seriam então utilizados para verificar quais indivíduos estariam mais predispostos a receber as mensagens: aqueles com disposição de acreditar em teorias conspiratórias sobre o governo, por exemplo, ou que apresentavam algum sentimento de contrariedade difuso ao cenário político atual.
A estratégia seria fazer com que esse indivíduo suscetível a essas mensagens mudasse seu comportamento, se radicalizasse. Como as pessoas passaram a receber as notícias e a perceber o mundo principalmente através das redes sociais, não é difícil manipular essas informações. Se você pode controlar as informações a que uma pessoa tem acesso, você pode controlar a maneira com que ela percebe o mundo e, com isso, pode influenciar a maneira como se comporta e age.
Posts no facebook podem te fazer mais feliz ou triste, com raiva ou com medo. E os algoritmos sabem identificar as mudanças no seu comportamento pela análise dos padrões das suas postagens, curtidas, comentários.
Assim, indivíduos com perfis de direita e seu tradicional discurso "não gosto de impostos" foram radicalizados para perfis paranoicos em relação ao governo e a determinados grupos sociais. A manipulação poderia ser feita, por exemplo, através do medo: "o governo quer tirar suas armas". Esse tipo de mensagem estimula um sentimento de impotência e de não ser capaz de se defender. Estimula também um sentimento de "somos nós contra eles", o que fecha a pessoa para argumentos racionais.
Sites e blogs foram fabricados com notícias falsas para bombardear diretamente as pessoas influenciáveis a esse tipo de mensagem. Além disso, foi explorado também um sentimento anti-establishment, anti-mídia tradicional e anti "tudo isso que está aí". Quando as pessoas recebiam várias notícias de forma direta, e não viam essas notícias repercutirem na grande mídia, chegavam à conclusão de que a grande mídia mente e esconde a verdade que eles tem.
Se antes a mídia tradicional podia manipular a população, a manipulação teria que ser feita abertamente, aos olhos de todos. Agora, todos temos telas privadas que nos mandam mensagens diretamente. Ninguém sabe que tipo de informação a pessoa do lado está recebendo ou quais mensagens estão construindo sua percepção de realidade.
Com esse poder nas mãos, Bannon conseguiu popularizar a alt right (movimento de extrema direita americana) entre os jovens, que resultou nos protestos "unite the right" no ano passado em Charlottesville, Virgínia que tiveram a participação de supremacistas brancos. Bannon trabalhou na campanha presidencial de Donald Trump e foi estrategista de seu governo. A Cambridge Analytica trabalhou também no referendo do Brexit, que foi vencido principalmente por argumentos originados de fakenews.
Quando a manipulação veio à tona, Mark Zuckerberg foi chamado ao senado americano para depor. Pra quem entendeu o que houve, ficou claro que a democracia da nação mais importante do mundo havia sido hackeada. Mas os congressistas pouco entendimento tinham de mídia social; e quem estaria disposto a admitir que a democracia pode ser hackeada através da manipulação dos indivíduos?
Zuckerberg estava apenas pensando em estabelecer um modelo de negócios lucrativo com a venda de anúncios direcionados. A coleta de dados e a avaliação de perfil psicológico das pessoas tinham a intenção "inocente" de fazer as pessoas clicarem em anúncios pagos. Era apenas um modelo de negócios. Mas esse mesmo instrumento pode ser usado com finalidade política.
Ele se deu conta disso e sabia que as eleições brasileiras podiam estar em risco também. Somos uma das maiores democracias do mundo. O facebook tomou medidas ativas para evitar que as campanhas de desinformação e manipulações ocorressem em sua rede social. Muitas contas fake e páginas que compartilhavam informações falsas foram retiradas do facebook no período que antecede as eleições.
Mas não contavam com a capilarização e a popularização dos grupos de whatsapp. Whatsapp é um aplicativo de mensagens diretas entre indivíduos; por isso, não pode ser monitorado externamente. Não há como regular as fake news, portanto. Fazer um perfil fake no whatsapp também é bem mais fácil que em outras redes sociais e mais difícil de ser detectado.
Lembram do Steve Bannon, que sonhou com o retorno de uma extrema direita nacionalista forte mundialmente? Que tinha ideias que são classificadas como anti minorias, racistas e homofóbicas? E que usou um sentimento difuso anti "tudo que está aí", e um medo de os homens se sentirem indefesos para conquistar adeptos?
Pois bem, ele se encontrou em agosto com Eduardo Bolsonaro. Bolsonaro disse que o Bannon apoiaria a campanha do seu pai com suporte e "dicas de internet", essas coisas. Bannon é agora um "consultor eventual" da campanha. Era o candidato ideal pra ele, por compartilhava suas ideias, no cenário ideal: um país passando por uma grave crise econômica com a população desiludida com a sua classe política.
Logo depois de manifestações de mulheres nas ruas de todo o Brasil e do mundo contra Bolsonaro, o apoio do candidato subiu, entre o público feminino, de 18 para 24 por cento. Um aumento de 6 pontos depois de grande parte das mulheres se unir para demonstrar sua insatisfação com o candidato. 
[Discordo dessa correlação entre os atos #EleNao e o crescimento de Bolsonaro. Como mostra a cientista política Flávia Birolli, tal associação é reducionista. E o apoio dos evangélicos a Bolso no mesmo período, não abalou as intenções de voto?]
Isso acontece porque, de um lado, a grande mídia simplesmente ignorou as manifestações e, por outro, houve um ataque preciso às manifestações através dos grupos de whatsapp pró-Bolsonaro. Vídeos foram editados com cenas de outras manifestações, com mulheres mostrando os seios ou quebrando imagens sacras, mas utilizadas dessa vez para desmoralizar o movimento #elenão entre as mais conservadoras.
Além disso, Eduardo Bolsonaro veio a público logo após a manifestação e declarou: "As mulheres de direita são mais bonitas que as de esquerda. Elas não mostram os peitos e nem defecam nas ruas. As mulheres de direita têm mais higiene." Essa declaração pode parece pueril ou simplesmente estúpida mas é feita sob medida para estimular um sentimento de repulsa para com o "outro lado".
Isso não é nenhuma novidade. A máquina de propaganda do nazismo alemão associava os judeus a ratos. O discurso era que os judeus estavam infestando as cidades alemãs como os ratos. 
Esse é um discurso que associa o sentimento de repulsa e nojo a uma determinada população, o que faz com que o indivíduo queira se identificar com o lado "limpo" da história. Daí os 6 por cento das mulheres que passaram a se identificar com o Bolsonaro.
Agora é possível compreender porque é tão difícil usar argumentos racionais para dialogar com um eleitor do Bolsonaro? Agora você se dá conta do nível de manipulação emocional a que seus amigos e familiares estão expostos? Então a pergunta é: "o que fazer?"
Não adianta confrontá-los e acusá-los de massa de manobra. Isso só vai fazer com que eles se fechem e classifiquem você como um inimigo "do outro lado". Ser chamado de manipulado pode ser interpretado como ser chamado de burro, o que só vai gerar uma troca de insultos improdutiva.
Tenha empatia. Essas pessoas não são tolas ou malvadas; elas estão tendo suas emoções manipuladas e estão submetidas a uma percepção da realidade bastante diferente da sua.
Tente trazê-las aos poucos para a razão. Não ofereça seus argumentos racionais logo de cara, eles não vão funcionar com essas pessoas. A única maneira de mudar seu pensamento é fazer com que tais pessoas percebam sozinhas que não há argumentos que fundamentem suas crenças e as notícias veiculadas de maneira falsa.
Isso só pode ser feito com uma grande dose de paciência e de escuta. Peça para que a pessoa defenda racionalmente suas decisões políticas. Esteja aberto para ouvi-la, mas continue sempre perguntando mais e mais, até ela perceber que chegou num ponto em que não tem argumentos para responder.
Pergunte, por exemplo: "Por que você decidiu por esse candidato? Por que você acha que ele vai mudar as coisas? Você acha que ele está preparado? Você conhece as propostas dele? Conhece o histórico dele como político? Quais realizações ele fez antes que você aprova?"
Minha opinião: alguém que acredita
numa fake news desse calibre merece
mesmo ter um fascista como
presidente
Em muitos casos, a pessoa tentará mudar o discurso para falar mal de um outro partido ou do movimento feminista. Tal estratégia é esperada porque eles foram programados para achar que isso representa "o outro lado", os inimigos a combater.
Nesse caso, o caminho continua o mesmo: tentar trazer a pessoa para sua própria razão: "Por que você acha que esse partido é tão ruim assim? Sua vida melhorou ou piorou quando esse partido estava no poder? Como você conhece o movimento feminista? Você já participou de alguma reunião feminista ou conhece alguém envolvido nessa luta?"
Se perceber que a pessoa não está pronta para debater, simplesmente retire-se da discussão. Não agrida ou nem ofenda, comportamento que radicalizaria o pensamento de "somos nós contra eles". Tenha em mente que os discursos que essa pessoa acredita foram incutidos nela de maneira que houvesse uma verdadeira identificação emocional, se tornando uma espécie de segunda identidade. Não é de uma hora pra outra que se muda algo assim.
Duas das mais importantes democracias do mundo já foram hackeadas utilizando tais técnicas de manipulação. O alvo atual é o nosso país, com uma das mais importantes democracias do mundo. Não vamos deixar que essas forças nos joguem uns contra os outros, rasgando nosso tecido social de uma maneira irrecuperável.
P.S.: Por favor, pesquise extensamente sobre todo e qualquer assunto que expus aqui, e sobre o qual você esteja em dúvida. Não sou de nenhum partido. Sou filósofo e, como filósofo, me interesso pela verdade, pela ética e pelo verdadeiro debate de ideias.

44 comentários:

Anônimo disse...

Caramba, entrei no blog justamente para publicar o link do texto nos comentários. Que bom que já viste!

Anônimo disse...

a) Lola sou sua admiradora e amo seu blog.

b) Como feminista anei as vitorias do Psol que elegeu Taliria deputada federal do Rio e Aurea deputada federal por Minas

c) A verdade e que a metade dos eleitores do Bolsolixo e de pessoas desiludidas mas a outra metade e de pessoas racistas homofabicas e machistas e querem levar o Brasil para o seculo XIX

Lara disse...

"Não adianta confrontá-los e acusá-los de massa de manobra." (...) "ser chamado de burro, o que só vai gerar uma troca de insultos improdutiva. (...)Tenha empatia. Essas pessoas não são tolas ou malvadas;"
(...)
"Isso só pode ser feito com uma grande dose de paciência e de escuta."
(...)
"Não agrida ou nem ofenda, comportamento que radicalizaria o pensamento de 'somos nós contra eles'."

Algumas leitoras desse blog, como a que se auto intitula de "titia" precisam refletir sobre essas informações, qualquer pessoa que discorda 1 mm do discurso dela já é chamado de "mascu", "bolsominions", "classe média pão com ovo" ou coisa pior.

Anônimo disse...

Eles apoiam porque querem, encontraram seu porta voz, são pessoas perversas, homofóbicas, misóginas e racistas usando uma desculpa de ser anti-PT para poder justificar o voto no coiso.

Por que vcs acham que um cara como ele apoia o Frota e nenhum dos seus eleitores fica abalado? Pq eles preferem poder xingar negros, preferem poder estuprar e assediar mulheres e tb preferem poder matar gays e transgêneros sem serem incomodados. Eles preferem perder seus direitos trabalhistas, sua liberdade de ir e vir e de opinião para poder por em prática seus instintos imundos.

Por isso que nenhum argumento funciona, nem os relatórios do exército execrando o ignorante do Bostanaro, nem ele mesmo batendo continência pra bandeira americana e dizendo que devemos deixar os EUA cuidar da Amazônia.

titia disse...

Lara, colega, eu sei que você quer acreditar no ser humano mas já frequenta esse blog a tempo suficiente pra saber diferenciar gente que apenas não sabe das coisas de mascus e bolsominions. Nós duas, aliás, já discordamos de forma muito tranquila e civilizada. Que foi, resolveu tomar as dores dos mascus e discutir comigo?

titia disse...

P.S. sempre tentei debater de forma civilizada com os bolsominions e antipetistas a princípio; conversei, mostrei provas, argumentei de forma sensata, dei fontes que desmentiam as fake news, no máximo dos máximos questionava se tinham lido o plano de governo dele... mas sabe que não adiantou nada? Meu pai, por exemplo, disse que não precisava de plano de governo, ia votar no Bozonazi porque ele era um "mal necessário" - traduzindo, ele quer que o Bozo oprima e destrua os gays porque não é seguro o suficiente da própria masculinidade. E não, eu nunca disse isso ao meu pai, antes que você me pergunte. Tem gente que apenas quer ver o mundo queimar, que é doutrinada ou se auto doutrina por birra, que é covarde e não quer sair do seu mundinho "vilões x mocinhos". E paciência com quem só quer ver o mundo queimar eu não tenho mesmo.

Anônimo disse...

Alguém aqui neste blog que se diz comunista chegou a morar na União Soviética?Ou em Cuba? É fácil ser comunista ou feminista num país onde podemos escrever o que queremos na internet.Pesquisem e descobrirao que no comunismo de Cuba ou da Coreia do Norte vocês feministas não teriam o direito de fazer o que fazem.

Anônimo disse...

Desculpa mas não dá para "falar mansinho" com macho não.
O tecido social entre nós e eles já está rasgado faz tempo.

Avascon Silva disse...

Michael Moore aplicou a arte da escuta e do humor para trazer eleitores de Trump à razão, ajudando-os a perceber por si mesmos que Hillary era a melhor opção, no último pleito presidencial dos EUA.

Vi este documentário hoje de manhã e o achei muito bacana. Se as regras eleitorais nos EUA fossem como as brasileiras, Hillary teria vencido; numericamente ela teve mais votos. Perdeu na quantidade de delegados, que são os que escolhem o presidente nos EUA. Link do documentário:

https://www.youtube.com/watch?v=PrjXOC0einU

Aprendi coisas que não sabia sobre Hillary e passei a ter simpatia por ela. A mesma técnica pode ser usada aqui no Brasil, por alguém inteligente e com a capacidade de humor de um Michael Moore.

Ele disse uma coisa interessante. Que há mais mulheres solteiras no mundo primeiro porque elas não precisam mais dos homens para sobreviver. Basta a gente se lembrar de Fantine, de "Os Miseráveis", de Victor Hugo, que caiu em desgraça porque perdeu a virgindade com um homem que a iludiu, a engravidou e sumiu... Como perdeu o hímen, deixou de ser uma "mulher honesta", uma mulher "casável". Sofreu uma condenação social terrível. Foi banida pela família e precisou se prostituir pra sustentar a filha. A letra de "I dreamed a dream" conta essa história. Anne Hathaway a contou lindamente no filme.

A outra razão, segundo ele (acredito que seja verdade, mas nunca li nada científico a respeito), é porque a Mãe Natureza vem fazendo nascer mais meninas que meninos no planeta.

Na visão dele a Mãe Natureza quer se preservar. Os homens são muito mais predadores e destruidores do que as mulheres. Muito mais violentos. Até hoje não houve nenhuma ditadora sanguinária comparada a Hitler. Nenhuma torturadora comparável a Carlos Alberto Brilhante Ustra. Nenhuma candidata tão asquerosa quanto Boca de Esgoto...

Catarina de Médice mandou matar um monte de protestante na Noite de São Bartolomeu, é certo.

Mas realmente, no conjunto da obra, os homens já fizeram mais estragos ao mundo do que as mulheres.

Tomara que mulheres e homens se unam contra o Coiso. Como mostra o texto, Coiso e equipe vêm jogando sujo e baixo, o que torna as coisas mais complicadas. Porém, possíveis. Hillary teria vencido Trump se as regras de lá fossem como as daqui. Ainda temos chance.

Outra coisa a se lembrar: Trump é melhor que o Coiso. Nunca se teve notícia de que Trump elogiou a tortura e torturadores. E teria pregado que, no combate ao crime, os habitantes de uma favela fossem indistintamente metralhados, como o Coiso supostamente fez numa palestra a empresários sobre como combater a criminalidade na Rocinha. E, pasmem, os empresários o teriam aplaudido.

A assessoria dele desmentiu que ele tenha feito a afirmação. Disseram que ele não foi bem interpretado.

Mesmo que ele realmente não tenha falado, ser crível que ele tenha dito mostra bem a pessoa que ele é.

Quem quiser ler está aqui. Espero que consigam acessar. Agora pra tudo é preciso pagar pra acessar... Eu às vezes consigo, às vezes não. Acho que há uma certa quantidade de acessos gratuitos por dia.

https://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/solucao-de-bolsonaro-para-rocinha.html

Ah, vocês viram o vídeo game em que o jogador usa um avatar do "Mito" pra matar feministas, gays e integrantes do MST?

Caso pra Polícia e pro Ministério Público. Se é que vão fazer alguma coisa...

https://www.esmaelmorais.com.br/2018/10/video-game-do-bolsomito-ensina-a-matar-gays-feministas-e-sem-terra/

Que país o nosso, hein?

Anônimo disse...

Uma pergunta para a titia:

− Bolso lavou as mãos sobre a violência. Você vai ser conivente e cúmplice dos neonazistas que estão espancando e matando compatriotas?

Lara disse...

Titia colega, eu não "resolvi tomar as dores dos mascus" e nem quero discutir, só concordo com a autora do texto que existe jeito melhor de dialogar com quem não pensa como a gente. A Alicia por exemplo, certamente não concorda com os mascus mas não fica de deboche xingando todo mundo que é contra o que ela pensa. Só acho que esse comportamento é contraprodutivo e aumenta a má fama de que mulher, principalmente feminista, é tudo nervosa, histérica, maluca etc. Podemos lutar contra essa fama sem abrir mão de nossas ideias.

E não é possível que todo mundo que vota no Bolso seja mascu, a própria Lola já disse isso, a autora do texto disse isso, então porque acusar todos de serem? Vejo que qualquer um que tenta defender ele é sumariamente atacado, mesmo que tente argumentar sem ofensas, vamos conseguir convencer alguém assim?

Eu sou feminista de raiz, não vivo e nem defendo homem nenhum, acho que é um erro o feminismo aderir a pautas de homens de esquerda e mesmo assim acredito que dá pra dialogar sem raiva, é preciso união antes que o Brasil entre em uma guerra civil de verdade e haja muito mais mortes que hoje.

Enfim, não quero acusar ninguém, só achei que os trechos que destaquei eram interessantes e serviam para algumas comentaristas daqui.

Anônimo disse...

"Alguém aqui neste blog que se diz comunista chegou a morar na União Soviética?Ou em Cuba?"

São países socialistas, não comunistas. Nunca houve país comunista da história do mundo. O regime de Stalin da URSS era totalitário, horrível. Cuba é pobre por conta de embargos econômicos americanos, mas vai muito bem obrigado nas áreas da educação e saúde, todos têm um lar e ganham alimentos para não passar fome. Você está bastante desinformado.

Felipe Roberto Martins disse...

O Brasil flerta com o Fascismo.

Anônimo disse...

A diferenca e só no papel tudo é lixo.

Anônimo disse...

Moro numa favela e aqui vibro quando a polícia mata um compatriota do PCC.Reza para que um compatriota destes não mate um parente teu para roubar um celular.

titia disse...

22:53 não eu não votarei no Bozo, não serei conivente com qualquer tipo de violência.

Lara eu já conversei civilizadamente com gente que defende esse cara. Já falei baixo e dei opinião sem brigar. Já tentei. Mas quem eu já encontrei que vota nele não quer ouvir a razão. Quer é violência e miséria, quer matar gay, pobre, negro, mulher, ou quer manter o PT longe a ponto de nem se informar sobre o que Bozo planeja pro país, e argumentar sem brigar não adianta. Eu já disse que TENTEI. Não adiantou. E outra, quando foi que você viu alguém chegar aqui no blog e defender esse traste porque realmente acreditava que ele era o melhor? Quem chega aqui defendendo Bozo é mascu mesmo, quer causar, quer aparecer, quer trollar, e de que adianta dialogar com quem só quer holofote?

Marina disse...

Lolinha, eu desisti. Não dá pra conversar com pessoas que resolvem seu voto por conta de uma mensagem de whatsapp sem pé nem cabeça q ela nem sabe quem escreveu. Sério, minha conversa com mais de uma pessoa acabou assim. A pessoa dizendo algo como "Ah não, dps dessa mensagem aqui, vou votar na pessoa tal". Isso aconteceu com uma pessoa decidindo votar no Bolsonaro e tbm aconteceu com outra que acabou decidindo votar no Dória. E no caso do Dória, a pessoa realmente acha o programa do França melhor. Ou seja, é uma pessoa que se deu ao trabalho de efetivamente ler os programas e tal. Mas mesmo assim, resolveu o voto por conta de uma mensagem suspeitíssima de whatsapp!!Não consigo entender!
Realmente as novas mídias são disruptivas mesmo e estão tendo um efeito nefasto que nossa sociedade ainda não sabe lidar.

Marina disse...

Lara, não sei qual o contexto da sua conversa com a titia, mas mana, ri alto aqui.
Lutar contra "a má fama de que mulher, principalmente feminista, é tudo nervosa, histérica, maluca etc"???. Caguei pra isso cara!Caguei grandão pro q homem machista pensa, de verdade.
Prefiro concentrar minhas energias lutando contra o patriarcado. Mesmo pq, mais cedo ou mais tarde, homem machista vai xingar a mulher de vagabunda, maluca, histérica e etc, independente do q ela faça.

Hanna Ribeiro disse...

Contra os eleitores fanáticos do Bolsonaro realmente não existe diálogo. Mas existem pessoas com um mínimo de racionalidade com os quais compensa dialogar. Eu consegui mudar o voto do meu padrasto e da minha tia. Vai ser duro mesmo, gente. Mt. Mas precisamos tentar. Se cada um de nós tirarmos um único voto do Bolso, um só, ele não leva.

Hanna Ribeiro disse...

Não desista! Mt coisa depende disso. E mt difícil mesmo, dá uma tristeza mt grande. Mas temos mt a perder, temos que lutar.

Hanna Ribeiro disse...

Em contexto de eleição uma atitude tão infantil quando "caguei grandão para opinião de machista" é mt prejudical. Vc vive em sociedade, criança. Pode continuar "cagando grandão" p a opinião dos outros, eles farão o mesmo para a sua. Aí onde fica o diálogo? Como vc pretende combater o patriarcado sem diálogo? Explique seu plano aqui embaixo. Gostaria de entender. Nós estamos lutando contra uma ameaça muito grande. Precisamos sim considerar quem pensa diferente, precisamos de diálogo. Lacrar é ótimo, mas esse é o momento de construir pontes. O voto "deles" tem o msm valor que o nosso. Atitudes imaturas como a sua atrapalham muito.

Anônimo disse...

Acho muito tolo ainda se importar com o que acham de vc, pois basta que sua pauta seja diferente da deles pra te tacharem de louca e histérica, mesmo que vc esteja falando super calmamente. Esses caras estão de má-fé, estão usando de meios ilegais pra coagir , já estão MATANDO quem pensa diferente.

Psicólogas e especialistas em segurança afirmam: se alguém FALAR que pretende te agredir ou te matar é bom vc acreditar, pq essa pessoa pretende fazer isso em um futuro bem próximo, o conselho é que vc saia desse relacionamento. A mesma coisa vale pra nós agora, vc pode tentar convencer, eu mando links de matérias (inclusive internacionais) para essas pessoas, explico quando acho que vale a pena, etc.
O efeito? Nenhum, a pessoa que vota nele nem dá bola. Eles têm essa pauta oculta, desejam poder voltar a ser violentos contra as minorias.
E as coitadas das mulheres de direita não tem raciocínio suficiente, acham que com elas nada vai acontecer

Marina disse...

Hanna, não ficou mto claro se vc tah falando do meu comentário ou não.
Se for, reafirmo aqui. To cagando meeesmo pra opinião de machista q acha q feministas são histéricas, loucas e sei lá mais o q e não vou gastar minhas energias com isso. Pouco me importa que machista me chame de louca, pois, como eu disse, um machista vai dar um jeito de chamar uma mulher de louca mais cedo ou mais tarde, independente do q ela faça.
Enfim, pessoas que pensam assim, pra mim caem na categoria q vc indicou no comentário ali como aquelas com quem não existe o diálogo.

Obs: não chame as pessoas de crianças, principalmente qdo vc não sabe com quem está conversando. É feio infantilizar os outros e na verdade mostra falta de maturidade da SUA parte.

Anônimo disse...

Só existe um explicação para que um candidato misógino, racista, homofóbico, fascista, nazista, violento, truculento, odioso, defensor da ditadura e .... esteja na frente da corrida presidencial.

Porque seus eleitores são misóginos, racistas, homofóbicos, fascistas, nazistas, violentos, truculentos, odiosos, defensores da ditadura e .... colocaram ele na frente da corrida presidencial.

Ponto.

titia disse...

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/eleicoes/2018/noticia/2018/10/10/afilhados-politicos-de-presos-na-lava-jato-sao-eleitos-deputados-estaduais-no-rj.ghtml

Os bolsominions são os primeiros a falar em corrupção e Lava-Jato quando querem condenar o PT. Mas votaram descaradamente nos fantoches e postes de gente PRESA pela operação(gente presa cuja corrupção foi PROVADA JUDICIALMENTE). Ou seja, não há o que convencer; essa gente quer é desgraça, é ódio, é violência, é poder agredir, estuprar e matar sem ser censurado pela sociedade.

https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2018/10/09/medica-do-rn-rasga-receita-apos-paciente-idoso-dizer-que-votou-em-haddad-para-presidente.ghtml

Diga aí, Lara, acha mesmo que ainda pode haver diálogo com essa gente (se é que se pode chamar esses lixos humanos de gente)?

Minha esperança é que a violência desmedida que Bosonazi quer liberar agilize a "limpeza" natural, eliminando mais rápido os reacionários que ainda levariam uns 15 ou 20 anos pra bater as botas e os metidos a playboy que ainda teriam 40 ou 50 anos pra estragar o país, e deixem o mundo livre para evoluir.

Anônimo disse...

Gente, vcs tão parecendo esses mascus ou trolls , querendo dizer como as outras tem que se comportar, chato isso.

Se a colega acha que tem deve falar calmamente, ótimo. Se a outra acha que deve falar com mais energia, deve até gritar, ótimo tb. Vc pode achar que esse não é o meio mais eficaz de lidar com a situação ou de convencer alguém, mas tem que respeitar a forma dela se expressar.

Às vezes acho que alguns desses nicknames que se dizem mulheres são de trolls ou mascus querendo encher o saco.

Anônimo disse...

Não creio ser verdade que as mídias sociais estão transformando todo mundo em zumbi.
Lembrem-se de que nas últimas eleições para presidente a Dilma foi eleita com 51,64% e o Aécio teve 48,36%, numa diferença de cerca de três milhões de votos. E de lá pra cá as coisas pioraram bastante: impeachment dela, prisão do Lula...
Se então já havia tanta gente insatisfeita com o PT, talvez os resultados de agora, por terríveis que possam ser, se justifiquem sem precisarmos procurar unicórnios.
Inclusive porque, ao menos eu, ouço muito mais declarações no sentido de votar para tirar o PT do que pelas qualidades do outro. Algo no sentido de dar uma chance a ele em vez de reeleger a mesma corja de ladrões.
Podiam ter escolhido outro candidato, particularmente votei no PSDB (snif) e estou pensando em votar de novo (risos). Mas já ouvi o Geraldo dizer "Não só vamos manter o programa do Lula, como também vamos ampliá-lo". E pensei: "pqp, Geraldão. Assim eles vão votar nele. se é para ter um superlula, nada melhor que o próprio".
Ou seja. Quem parece agora a grande oposição a tudo que está aí?
E, pragmaticamente, faz tempo estamos tentando tirar o PT com o PSDB, sem sucesso. Dá pra entender quem resolveu fazer outra aposta.
Outro lance que pesa muito, muito mesmo é a questão da segurança. E quem parece, eu disse parece, o mais preparado para enfentar os bandidos, nossos inimigos armados? Um mmm... mmm... mmmédico?
Viram quantos mmm... mmm... foram eleitos?
Em tempo 1: Claro que é mais fácil culpar os americanos do que adimitir: "fizemos tanta, tanta mmm que cansaram dagente" (risos).
Em tempo 2: O cara não parece, eu disse não parece, tão ruim assim. Se alguém perguntar, eu explico.

Anônimo disse...

Nossa Hanna disse tudo! Eu nunca fui de "lacrar" na Internet mas sempre curtia as postagens enquanto via o circo pegar fogo. Era legal pq na minha visão meu lado estava certo e lutava por coisas importantes.

Só que o outro lado resolveu usar a mesma tática, o deboche, e se valendo disso pra disseminar preconceito e ignorância. Não dão a mínima chance de diálogo e esse comportamento se espalhou e as pessoas estão se odiando de verdade por causa de política.
Tipo agora deixou de ser uma guerra entre grupinhos, e hj estamos discutindo com amigos e parentes,
e essa guerra veio pra nossa vida real.

Anônimo disse...

Marina o que importa não é a opinião do machista que vem te ofender, mas eles usam a tática da provocação. Ele vai te provocar até vc perder a cabeça e falar um monte de abobrinha pra depois te desqualificar por isso, e afastar quem interessa do movimento.
A gente tem que parar de dar munição pra esses caras, que são mal intencionados e cabeça fechada. Mas com essa tática eles estão fazendo a cabeça de muita gente e assim nós estamos rumo ao retrocesso.
Nós temos que ser mais espertas que esses caras, senão a coisa é daqui pra pior.
Ainda mais agora com Internet, os caras gravam e fotografam a parte que interessa e espalham coisas tendenciosas.

Anônimo disse...

Eu pergunto!

Anônimo disse...

Olha eu entendo querer tirar o PT por corrupção, erros econômicos e tal, até aí ok, tbm não votei no PT primeiro turno.
Mas assim, não adianta falar que não vota no PT por corrupção e escolher outros políticos corruptos. Ou então colocar alguém totalmente sem noção só pq não apareceu nenhum escândalo ainda.
Eu sei que é cada um com sua opinião, mas não entendo essa comoção pelo Bolso, ele é despreparado demais, e apesar de não ter nenhum escândalo, já teve indícios de corrupção sim.

Boa parte dessa comoção por ele é por puro moralismo e zumbificaçao da internet mesmo.
As pessoas querem um herói, um paladino da moral, e ele coube exatamente no papel pq representa a mentalidade de muitos brasileiros.

Teve vários candidatos que nunca estiveram envolvidos com nada, com uma postura razoável e carreira sólida, mas ngm quis nem saber.

Anônimo disse...

Explique, por favor. Eu quero entender onde você quer chegar.

Avascon Silva disse...

Não é uma questão de culpar os americanos. Está comprovado que o uso da internet como instrumento político influenciou o resultado das eleições nos EUA e do plebiscito do Brexit. Há análises que demonstram que Bolsonaro conseguiu mais votos nas capitais que no interior porque no interior o acesso à internet e, por conseguinte, a aplicativos como Whatsapp, é mais rarefeito que nas cidades onde a renda é maior. No interior a televisão ainda tem mais influência. Toda a campanha de Alckmin partiu dessa premissa ultrapassada de que a TV ainda tinha o mesmo poder de influência de antes . Como ficou demonstrado, ele se deu mal. E dizer que Bolsonaro não é tão ruim assim, dá licença. Toda a vida pregressa do sujeito depõe contra ele. Até o possível ministério dele depõe contra ele, e aí já entramos no presente e no possível futuro próximo. Aglutinar os ministérios do meio ambiente e da agricultura e colocar a pasta sob a chefia do presidente de uma entidade de agronegociantes é dar o recado de que o Brasil não vai ter mais política de proteção ao meio ambiente. Estará dada a licença pra que a Amazônia vire pasto e plantação de soja. Que se dane se depois isso vai piorar o regime de chuvas no Brasil todo. Até mesmo Paulo Guedes, o suposto grande trunfo do Coiso, é criticado por vários economistas . Muitos dizem que ele é megalomaníaco e desatualizado. Os planos dele de privatizar tudo demonstram que ele não entende nada de direito nem de política, pois entre a teoria e a prática há barreiras jurídicas e políticas que ele parece ignorar. Ou ignora ou conta que uma nova Constituição seja imposta goela abaixo do país e todos as suas propostas sejam aprovadas passando-se por cima do legislativo e do Judiciário, pois mesmo emendas constitucionais podem ser questionadas no Supremo. Enfim, Bolsonaro além de burro, é violento e autoritário. Alguém muito aquém da capacidade de negociar com o legislativo fragmentado que nós teremos a partir de 2019, para o qual o PT elegeu a maior bancada, e com o qual ele só terá maioria para aprovar suas propostas se negociar com esquerda e centro. Não me parece que ele tem esse traquejo. Os ímpetos dele serão de fechar o Congresso pra fazer sua vontade prevalecer. E acabar com a alternância no poder. O poder é muito criticável. Mas Lula resistiu à tentação de um terceiro mandato, e na época tinha cacife pra que o legislativo lhe abrisse essa possibilidade . Dilma aceitou resignada o impeachment duvidoso .E Lula aceitou a sentença de Moro, criticada até por direitistas como Reinaldo Azevedo . Duvido que Bolsonaro tenha a mesma aptidão pra aceitar as regras do nosso estado democrático de direito. Um sujeito mal aceitou o resultado das urnas no primeiro turno. E isso sem ter experimentado o elixir viciante do poder. Eu não quero pagar pra ver o que ele vai tentar fazer quanto experimenta-lo.

Avascon Silva disse...


O ódio ao PT foi tão bem construído pelo PIG (Partido da Mídia Gospista) que os que apoiam Bolsonaro realmente não enxergam o que ele representa de ruim. Chamam Haddad de poste de Lula; mas do que se poderia chamar alguém que precisa do Paulo Guedes, o “Posto Ipiranga”, para responder a qualquer pergunta que exija uma frase mais complexa do que “Temos que mudar tudo isso que está aí, pô! Ok”? Um candidato cuja agenda econômica é tão ruim, por estar alicerçada em perdas de direitos sociais e na venda do patrimônio público (a proposta de Paulo Guedes é privatizar tudo), que somente poderá ser implantada pelo uso da força e da supressão da liberdade de manifestação de opiniões e do descontentamento. O mesmo policial que vai receber licença para matar “bandidos” impunemente vai ser o que vai conter as manifestações contra as perdas de diretos que virão. E bandido em pouco tempo será qualquer um que critique seu governo e que o ameace retira-lo pelo voto ou pelo impeachment, se for necessário no futuro. Eleito um governo autoritário, retira-lo do poder, pelos meios institucionais, tornar-se-a impossível. Adeus democracia. Estão trocando a democracia pela didatura movidos pelo ódio ao PT. No fim não teremos nem uma economia pujante, pois os mercados não investem em ditaduras (vejam-se a Venezuela e a Síria), nem um estado democrático de direito. Por isso prefiro tapar o nariz e votar em Haddad. Quero ter certeza de que continuaremos tendo eleições diretas no Brasil.

Lúcia disse...

Quase todo mundo que eu conheço vai votar no Bolsonaro. Eles não falam de gays, nem falam de fotos do Whatsapp. Eles falam mal do Lula e repetem coisas como comunismo e Venezuela. Então, acho que eles pensam que Lula/Haddad são comunistas e o Brasil vai virar a Venezuela. Logo, se quiser ganhar essa eleição, o PT tem que entender esse pensamento e aprender como lidar com ele.

Anônimo disse...

Lúcia 01:06, é verdade que é muito comunismo e Venezuela. Mas acho que as campanhas de fake news de WhatsApp estão ajudando a construir isso. Vi por exemplo uma notícia de que Manuela teria ligado 12 vezes para o maluco que fez o atentado contra o Bolsonaro. Ela tinha chifrinhos e a mensagem dizia “parece anjo, mas é um demônio”.

E há um ódio muito forte ao Lula, que é uma mistura de sentimento de traição com repulsa a sua estratégia de campanha (“governar da cadeia”, “Haddad é Lula”) e UM MONTE DE FAKE NEWS contra ele. Pessoal não lembra das coisas.

Hanna Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Então vamos lá.

Em tempo 3: Ele é muito ruim, mas para quem está disposto a gostar dele, não é tão óbvio como para vocês que ele é a encarnação do demônio.

Que tal o caso com a Maria do Rosário:

"Eu sou estuprador?
"É, é."
"Jamais eu ia estuprar você porque você não merece."

Ó, céus, apologia ao estupro! Por que se ela não merece, significa que outras merecem!

Mas e se a D. Maria tivesse respondido:

"Pois saiba o nobre colega que eu prefiro ser estuprada por um macaco aidético e sarnento a Continuar olhando seu odioso focinho."

Talvez alguém lá da 3º série entendesse que algumas mulheres realmente desejam ser estupradas por macacos, mas para mim é bem claro que com tal ipotética resposta ela estaria apenas desqualificando o adversário. Assim como ele fez: "Eu estou certo porque você é tão ruim que nem ser estuprada merece".

E sua mãe é tão feia que... E a sua é tão feia que...

É infantil, e talvez um presidente infantil não seja muito bom, mas não é apologia ao estupro e não parece muito demoníaco.

Ah, um presidente que será controlado por um presidiário também não parece muito bom. E as pessoas podem questionar: "E agora. Votamos no bobão ou no ladrão?"

Muitas das, para vocês, horripilantes falas dele poderiam ser "desconstruídas?" da mesma forma.

"é mais rarefeito que nas cidades onde a renda é maior"

O antigo efeito bolsa-família também explicaria isso. Note que não estou criticando quem vota no PT por esse motivo, mas é fato que muita gente o faz e que eles estão nos lugares mais pobres.

"E dizer que Bolsonaro não é tão ruim assim"

Eu não disse que ele não é. Disse que não parece.

Para sentir repulsa pelo PT, você só precisa lembrar do Lula preso (57% da população acha que ele é culpado). Quanto ao Bolso, você usou mais de 2 mil caracteres pra explicar por que ele é ruim. E falou de aglutinação de ministérios; de política ambiental; de regime pluviométrico; de megalomania; de legislativo fragmentado; de estado democrático de direito. A propósito, o que é um elixir? (risos)

"Quase todo mundo que eu conheço vai votar no Bolsonaro. Eles não falam de gays, nem falam de fotos do Whatsapp"

É exatamente o que estou tentando dizer.

Em fim, eu não estou defendendo o cara. Estou questionando a alegação de que ele está na frente porque seus leitores são todos fdps ou vítimas de lavagem cerebral.

Vai ver ele está na frente porque, como disse a Eliane Brum no El País, Lula não é um estadista.

Marina disse...

Hanna Ribeiro, não vejo infantilidade em não me importar com opiniões de pessoas que, de uma forma ou de outra, vão dar um jeito de me insultar. Pelo contrário, na minha visão isso requer maturidade.
Tá me parecendo q vc quer dar para o meu comentário uma amplitude q ele não teve. Eu falei especificamente no contexto que a Lara disse de lutar contra a fama de histéricas e loucas que alguns querem fz grudar nas feministas. Veja, eu não to cagando pra opinião de TODAS as pessoas que não concordam cmg, tô cagando pra opinião de machistas que (ainda) insistem em desmerecer mulheres tachando-as de loucas e histéricas. Ai, isso é tããão antigo, cansou já, e isso me mostra que, com esse tipo de gente, não tem diálogo, pq eles msm não dialogam, não se esforçam pra aprender e nem querem, na real. Se isso implica q eles continuem achando feministas histérica, tô nem aí, não tomo como meu papel fz ESSE TIPO de gente querer abrir o olho. Tem um monte de outras pessoas mais aptas à dialogar e com quem, de fato, é possível construir e aprender. Prefiro gastar minha energia com essas pessoas.

Anônimo disse...

cara fala sério!
quem é que tá querendo matar gays, negros, mulheres etc?
ninguém fala isso pelo menos aonde eu moro e a maioria É Bolsonaro aqui. Ele defende até essas pessoas ao querer garantir o direito de terem arma para se defender.

Anônimo disse...

De todas as críticas que eu vi ao Bolsonaro, está foi a mais racional.

Anônimo disse...

Ótima análise. Super concordo que esse caso da Maria do Rosário foi uma cagada e só deu visibilidade a ele. Foi uma fala de extremo mal gosto, foi machista, mas realmente dá pra ver que foi uma provocação, não dá pra pegar apenas esse fato e dizer que o cara faz apologia ao estupro.
Têm várias falas horrorosas dele como apoiar tortura...mas quando a esquerda exagera quando cita alguns fatos como esse da Maria do Rosário, automaticamente quem é a favor dele acha que todo resto é exagero e "mimimi".

Mas pra mim o fato do kit gay foi o que alavancou ele sim. Algumas pessoas não falam por medo de assumir seus preconceitos, mas esse ainda é um dos maiores tabus pros evangélicos, que são uma grande parcela da população e votam nele. Foi falando mal de gays que ele começou a ser notado afinal de contas. Aí veio o combo ser militar, defender armas etc. E veja bem, vive cercado de pastores.

Foi igual o Marco Feliciano, fizeram um carnaval por causa das declarações homofóbicas dele mas até hj está lá, firme e forte, com acusação de estupro e tudo mais. Só não virou um Bolso da vida pq não tem o discurso tão radical e cheio de ódio como o Bolso, afinal de contas não pegaria tão bem pra um pastor defender morte, esse trabalho sujo deixaram pro Bolso.

Mas óbvio que não são todos que votam nele por esse motivo, e nem todos os eleitores são homofobicos. Mas a maioria são conservadores e moralistas, mesmo que de fachada. Essa história de que "estão querendo perverter as criancinhas nas escolas" assustou muita gente.
Daí foi um passo pra associar a esquerda e todos os movimentos de militância à degeneração. Repara bem no retrato que eles pintam dos movimentos: que feminista é feia, suja e louca, que negros são vitimistas, LGBTS são pervertidos, esquerdista é tudo vagabundo e maconheiro etc, etc.

Anônimo disse...

Não há escolha: É reverter votos de Bolso para Haddad, ou entregar o Brasil ao nazista que rende continência aos EUA.

Seres humanos, em maioria, não são totalmente desprovidos de bom senso. Há sim eleitores neonazistas, neoliberais, falsos médicos, policiais corruptos, juízes criminosos ou meros delinquentes irresponsáveis (como o próprio Bozo). Mas muita gente votou no coiso por pura desinformação, não tenham dúvida.

É hora de fazer essas pessoas enganadas se perguntarem quem é cada candidato, qual é o histórico de cada um, que saiba de pelo menos três ou quatro propostas importantes etc. Se for preciso, demonstrar aos iludidos que eles não conhecem o candidato dos milicianos.

Sempre lembrando: o coiso é o candidato preferido dos criminosos, como tem demonstrado a violência nas últimas semanas. Você vai se omitir? De que lado você está?

Anônimo disse...

'Em fim, eu não estou defendendo o cara. Estou questionando a alegação de que ele está na frente porque seus leitores são todos fdps ou vítimas de lavagem cerebral.'

Concordo com a parte de que nem todos são fdp, mas a maior parte sofreu lavagem cerebral mesmo. Até o seu Zé vendedor de batata frita fala que o Brasil vai virar Venezuela o que é um grande exagero. E a lavagem cerebral foi tão grande que quando eles falam de corrupção só lembram do PT. Esqueceram Eduado Cunha, Renan Calheiros e Cia.