sábado, 1 de outubro de 2011

GUEST POST: O PAPELÃO DA IMPRENSA NA HOMENAGEM A LULA

Tenho leitor@s tão especiais espalhad@s pelo mundo que sempre há alguém no lugar certo na hora certa! Desta vez foi a Lia, que é do Ceará e está cursando mestrado numa universidade argentina. No momento, ela está em Paris, fazendo intercâmbio.
Na terça-feira, o Sciences Po, Instituto de Estudos Políticos de Paris, entregou a Lula o título de doutor honoris causa. Não é a primeira nem a última homenagem que Lula recebe, mas nossa elite só falta pegar em armas a cada novo agrado. O que mais repercutiu pelo mundo foi a hostilidade que a imprensa brasileira presente na França dedicou ao diretor do Instituto por ter ousado conceder um título tão importante (foi apenas o 16o em 140 anos, e o primeiro entregue a um latino-americano) a um ex-presidente corrupto, sem diploma universitário, praticamente analfabeto, e sem um dedo. Por que Lula e não FHC, bradou em coro a imprensa brazuca ― que não, não representa os interesses da elite no país. É só impressão. Complexo de viralata, a gente se vê por aqui. Você consegue imaginar a mídia de algum outro país se queixando que o homenageado não merecia tal graça, mas seu antecessor, sim? Acho que não. Esta entra pra série “Só no Brasil”.
Bom, Lia esteve na homenagem e conta tudo.

Antes mesmo de sair de casa, falei super animada pro meu namorado alemão, pelo skype, porque ele está no Rio, que iria ver o Lula numa conferência na Sciences Po, e ele respondeu: Preferiria ver o Fernando Henrique Cardoso. Eu pensei que ele estava brincando e soltei: que cerdo capitalista! [cerdo é porco em espanhol]. E aí ele me veio com mil argumentos que uma conferência de FHC seria muito melhor que a de Lula e blablabla, que FHC é doutor, seria de muito mais aproveitamento acadêmico, que o Lula só teve a sorte de ter pegado o bonde andando, que as primeiras reformas e ajustes econômicos foram feitos pelo FHC, que o bolsa família foi criado por ele, etc etc. E inclusive falou dos episódios de corrupção e de como foram tolerados pelo Lula. Nossa, tive que resumir 25 anos de história numa discussão de 40 minutos. Isso você já sabe, mas o alemão não sabia que corrupção sempre existiu, que isso não ia mudar da noite pro dia no governo do Lula, que a corrupção foi mais denunciada durante seus dois mandatos porque a imprensa está na mão de quem faz oposição, que a Globo conspirou para que Lula fosse derrotado em 89, que essa mesma Globo estava com medo (vide Regina Duarte) do Lula em 2002, que historicamente a elite tem o controle dos meios de comunicação.
Era tanto argumento desfavorável ao Lula que eu apelei para o que mais me toca no seu governo. Lula começou uma revolução social, no sentido de diminuir as desigualdades sociais e econômicas entre as regiões do país, levando investimentos e projetos ao Norte-Nordeste, que antes só ficavam no eixo Sul-Suldeste. Os benefícios dessa descentralização já se podem ver na economia brasileira, porque a classe C é a que mais consome, e é essa classe que está sustentando o desenvolvimento do país, além de outras consequências como a inversão dos fluxos migratórios e a implicância econômica das migrações internas. Eu disse pra ele que ele tinha que parar de ser pessimista, e que às vezes o senso comum também é correto e sábio (Lula saiu com mais de 80% de aprovação).
Esse meu namorado é do tipo que não sabe terminar uma discussão sem vencer (nem eu!) e me chamou de nordestina que se faz de vítima. Nossa! Aí foi uma nova discussão sobre privilégios (que "aprendi" no seu blog). Ele Homem, Branco, Europeu, da Capital Berlim não pode falar nada sobre discriminação, porque nunca sofreu nenhuma, pelo contrário; em todo lugar que ele chegou, principalmente na Argentina (que é racista pra caramba), as portas se abriram pra ele.
Bom, assim que cheguei para a conferência em Paris percebi o tumulto de gente esperando para receber Lula. E eu que pensava que o status de Lulinha popstar só existia no Brasil.
Me juntei à multidão num lugar estratégico por onde passaria Lula para tirar uma foto bem de perto, já que aos alunos nos cabia o segundo andar do auditório. Troquei um par de palavras com conterrâneos brasileiros que não conseguiram entrada para o evento, e pasmem, eles eram estudantes de doutorado da conceituadíssima Universidade Sorbonne. Eu me senti uma privilegiada, mas mesmo assim, arrisquei meu valioso lugar no auditório para ficar na entrada à espera.
O ex-presidente Lula iria ser condecorado com o 16o diploma de Doucteur Honoris Causa em 140 anos de história. Finalmente, após a conferência fechada à imprensa, Lula iria passar por nós. Toda a formalidade do presidente, diretor e professores em becas de gala, quase vai por água abaixo devido à informalidade das pessoas gritando o nome de Lula ao som de uma das nossas inspiradas batucada. Momento único em que essa instituição secular se rendeu ao barulhento carnaval brasileiro para recepcionar Lula.
Eu, que deveria ter ido ao espaço reservado aos estudantes, entrei junto com a comitiva de seguranças. Sorte. E tinha um lugarzinho pra mim. Eu estava emocionada, o Lula parecia emocionado, isso só pela calorosa recepção, mas muito ainda estava por vir.
Os discursos foram emocionantes do começo ao fim. Foi minha primeira oportunidade de escutá-lo e vê-lo ao vivo. Lula improvisou antes e depois do seu pronunciamento formal. Seu carisma é indescritível. Sobre o conteúdo dos discursos, aqui estão na íntegra. E aqui está o pronunciamento formal do presidente.
Foi um discurso emocionante para mim, que votei nele nas suas duas eleições (inaugurando meu título de eleitor em 2002), e também para os não brasileiros. Sou testemunha!
Mas o mais impressionante estava por vir. Impressionante, para não dizer ridículo, foi o papelão que fez a imprensa brasileira perante o resto do mundo. No dia seguinte, vejo o resultado da entrevista coletiva feita pela nossa imprensa tão imparcial. Pareciam indignados porque Lula, e não FHC, que estudou e lecionou na Sorbonne, foi agraciado com o título. Tão ridícula foi a pergunta da jornalista Deborah Berlinck, do Globo, que virou piada.
Resumindo: a instituição francesa teve que sair em defesa do presidente Lula pelos mais diversos ataques por parte da imprensa nacional. Houve até jornalista que sentiu vergonha alheia, como o argentino Martín Granovsky, que publicou uma crônica sobre o episódio, intitulada "Escravistas contra Lula".
Ah... não podemos esquecer o Jornal Nacional, que deu uma notinha de 17 segundos (!) à homenagem, e depois passou uns bons 5 minutos se autoelogiando na mesma edição. Ou da Folha, que não deu uma mísera linha ao título dado a Lula, mas falou sobre um evento no Instituto FHC.
Bem, o que dizer?
Eu moro fora do país há quase três anos e isso não é novidade. Aqui fora o Brasil é destaque pelos seus feitos, pela redução da pobreza, pelo aumento do poder de compra dos brasileiros (famosos por serem turistas gastadores), e pela projeção internacional que o país conquistou e segue buscando. Já dentro do Brasil não parece que há esse respeito e admiração. Há um derrotismo que a imprensa prega e a antiga classe tradicional acredita. Nunca os empresários ganharam tanto dinheiro no nosso país. Multinacionais brasileiras florescem e tomam o mercado mundial e já dominam grandes mercados latino-americanos. Só que a classe média se queixa por ter que engolir um “pobre” comprando carro novo, pobre no Orkut e no Facebook, porque agora eles têm computador e conexão de internet, pasmem!
Pois é Lola, não tenho muito mais a dizer, porque mais uma vez a imprensa brasileira deixou a piada quicando, pronta pra chutar: #PorquenaoFHC?

84 comentários:

Eu e Ela disse...

não gosto de assuntos sobre políticos, nem sobre ex-políticos. Se a gente tem uma opinião, parece que esta defendendo um lado, e na política todos sabemos, nenhum lado presta, até pq são todos da mesma laia.

Ághata disse...

Hahahahahahaha! Ah, eu já tinha visto esta notícia! Ah, tô com peninha do FHC. As gafes da nossa mídia maravilhosa deixam a situação dele mais feia ainda... Hihihihi...

Fiquei feliz com a premiação do Lula. ^^ Primeiro latino americano a ganhar o prêmio!

OFF

1)Ah, queria eu fazer mestrado na Argentina com intercâmbio em Paris! Mto legal!

2)fiquei chocada com o namorado "Nordestina se fazendo de vítima" - simpático, heim.

Victoria disse...

Pois é, estudo na Sciences Po e tive a felicidade de ser convidada para esse evento magnífico. Sentada perto da imprensa por puro acaso, pergunto às duas pessoas a minha frente: "São brasileiros?", no que responderam: "Sim", em seguida: "São do partido do presidente?", no que deram uma risada desedenhosa e arrogante e falaram "somos suprapartidários".
Isto é o que pensa a mídia brasileira... que estão acima dos partidos e da política e de políticos democraticamente eleitos, que estão, portanto, acima do povo brasileiro.
Isso sem contar no papelão que fizeram entrevistando o Richard Descoings, presidente da Sciences Po!
Ainda bem que,com da alegria da maioria das pessoas em presenciar um discurso tão maravilho, e de ver de perto o carinho de Lula com o público, o evento foi um sucesso independente da imprensa. Até meus amigos partidários de FHC ficaram encantados.

Mateusz disse...

Lola, o Lula de Belmonte, do Reuni e das remoções para a Copa e as Olimpíadas?

Passo. Os dois são da mesma laia, se Lula recebe o prêmio é que conseguiu ser mais eficiente que FHC na escola do neoliberalismo. Sem mais.

aiaiai disse...

Obrigada por dividir com a gente essa sua experiência, Lia!
Eu já estive em um evento que teve participação do Lula e sei como é emocionante. Mas o evento que eu fui nem de perto era tão importante quanto este na Sciences Po.

Agora, não posso deixar de comentar q ri muita da sua conversa com o namorado alemão. Se te consola, eu tenho um namorado brasileiro mesmo q fala quase as mesmas coisas. É muita tv globo/veja/folha na cabeça!!!

Eu e Ela,

Na boa, se vc achou q esse post é sobre políticos ou ex-politicos, vc não entendeu o texto. Sugiro nova leitura.
Se vc acha q políticos são todos da mesma laia, sugiro que procure estudar. Espero que vc (ou vocês) tenha condições de limpar os preconceitos q a ideologia dominante inculcou na sua cabeça.

Luciano disse...

O título que o FHC merece é o de ser o pior presidente deste País. Lá vai uma ideia para o nome do título: "O Senhor da Elites"!

Liana disse...

Pois é, né. Vergonha desses brasileiros que lambem bundas estrangeiras e só reclamam do Brasil. Acham que estão abafando e passam uma imagem péssima. Um pouco mais de auto estima seria ótimo por essas bandas.

Antes de ser o "Lula", é o Brasil sendo representado lá fora. Menos tosquice nessa hora cairia bem para não cairmos todos no ridículo.

Dá vontade de numa hora dessas falar "Por qué no te calhas?"

Luciano disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Luciano disse...

Lia, porque você não manda esse seu namorado facista pra China?

José Tarcísio Costa disse...

É muito triste ler sobre esse vexame da imprensa brasileira que se acha a espertalhona. Morei na França por um ano e sei o quanto Lula é querido por lá e, não, não é porque eles são desinformados...eles sabem dos escândalos de corrupção assim como nós brasileiro sabemos, mas eles também sabem de todos os avanços na área social que o seu governo trouxe ao país.

Sabem também que existe a blindagem da mídia que, na verdade fala tanto da corrupção do PT mas ignora a corrupção do PSDB fazendo os mais desatentos crerem que político corrupto é criação do governo Lula.

Essa mesma imprensa ridícula foi a imprensa que jogou pedras imensas na UFBA quando eles deram o mesmo título pro ex-presidente, tentando tirar a credibilidade da instituição. Agora, o que poderiam fazer? Tentar rebaixar o Science Po.? Não, então preferiram dar vexame na França.

O fato do Science Po. ter dado o título a Lula a não a um ex-aluno da Sorbonne e blá, blá, blá sómostra que pra recebê-lo você tem que realmente merecer e não simplesmente puxar o saco. Pra finalizar deixo os meus parabéns ao presidente Lula.

Luciano disse...

Por favor, parem de chamar essa imprensa que temos aqui de "brasileira"... brasileira, certamente ela não é!

Starsmore disse...

Adoro quando comemoram o fortalecimento da economia que retirou tanta gente da pobreza com o capitalismo, tudo isso promovido pelo Lula/PT.

Lembro que antigamente na época do FHC grande parte desse pessoal era socialista de carteirinha e adorava criticar o Brasil pelo IDH, educação, saúde e segurança.

Ah sim vou preferir evitar comentar sobre o PT ruralista versus PT anos 80 que faria a reforma agrária ampla e irrestrita.

Somos mais consumistas de produtor industrializados com tecnologia estadunidense/européia/japonesa vindos dos escravos chineses . UAU!

aiaiai disse...

Voltando pra avisar q a imprensa ignorou a palestra q Lula deu para evento da The Econimist em Londres, nesta sexta.

se quiserem saber mais, leiam na revista patrocinadora em ingles, ou um resumo aqui:

http://correiodobrasil.com.br/em-londres-lula-nao-poupa-criticas-aos-lideres-europeus/305176/

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Complexo eterno de vira-lata, machismo burro e condescente, defesa apaixonada do direito de excluir, humilhar e ofender, apelidada carinhosamente de politicamente incorreto.
Essa é parte considerável da nossa classe média. Tem hora que dá é muito desânimo...

Arlequina disse...

Nem tentei ir lá ver a conferência, apesar de estar aqui em Paris como a Lia (quer dizer, não no mestrado como a Lia. Estou na graduação.)

Mas eu sei que teria ficado emocionadíssima de poder estar lá.

Fiquei orgulhosíssima quando li a notícia e a primeira coisa que eu pensei: "YES, TOMA ESSA FHC!".

Pentacúspide disse...

Aquilo é 16º? ou 160º? Ou 16º a recebê-lo naquela universidade parisiense? Porque 16º mundial não pode ser, considerando a quantidade das pessoas que já receberam esse título, inclusive dois compatriotas meus: Amílcar Cabral e Francisco Fadul.

Pentacúspide disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alfredo disse...

Francês querendo vender jato Rafaele faz qualquer coisa. Jato encalhado da título a qualquer um

Cherry B disse...

Mídia brasileira = classe média de mimimi. E sobre o seu namorado: "nordestina se fazendo de vítima"? Eu terminava!

mundomel disse...

Fala sério. A imprensa brasileira só me faz ter vergonha alheia. Cada dia parece que eles estão subindo no ranking dos mais idiotas ever... essa do Por que não FHC? foi demais pra mim.

Uma amiga minha morou em Londres no ano passado e disse que o Lula é super bem conceituado lá e que eles admiram o trabalho dele. O que só nos faz pensar o quanto ainda somos manipulados por essa impresa IDIOTA que nos faz acreditar que vivemos num país horrível e que nosso último presidente é um corrupto sem diploma de graduação. AH MEU DEUS, QUE É QUE SE PODE SER NESSA VIDA SEM DIPLOMA DE GRADUAÇÃO, NÉ? O FHC tem uma porcaria de doutorado e foi o lixo do lixo. Mas enfim.

Vergonha alheia total.

aiaiai disse...

É 16º mesmo e não 160º ...esse não é um título dado a qq um.

a integra dos discursos traduzidos:
http://midiacrucis.wordpress.com/2011/09/30/sciences-po-integra-do-discurso-de-richard-descoing/

notem q o diretor descoing, pede desculpas a Lula por não falar portugues brasileiro fluentemente kkkkkkkk

aiaiai disse...

Penta,

Onde vc encontrou essa informação de que Amílcar Cabral e Francisco Fadul receberam o título de doutor honoris causa da Sciences Po? Não vi o nome deles na lista.

Francisca disse...

Sobre FHC, ele é obviamente mais articulado que o Lula, mas isso não quer dizer grande coisa. Sobre o Lula, não tenho nada a comentar. A única fez que parei para ouvi-lo foi na campanha de 2002. Aquela parte em que ele falou sobre a mãe. Achei o sentimento dele por ela muito sincero. Senti empatia, porque as mães têm essa coisa que mexe com a gente. Essa força estranha que nos empurra pra frente. Enfim, eu também acho minha mãe muito guerreira, mas é só.

A política brasileira é muito chata. As mesmas ideias e o mesmo embate de sempre. Mal tirei o título e ele já entrou de licença. Sem previsão de retorno.

Respeito quem gosta de FHC.Conheço muitos. Respeito quem ama o Lula. Conheço um monte. Da minha parte, não tomo partido por nenhum.

Sobre a imprensa. Ela é sempre a mesma. Há quem adora o Lula e quem o odeia, mas parece ter espaço para todos. Até onde minha lembrança alcança, a primeira eleição que presenciei na vida foi a de 94, todo mundo já era igualzinho e estava na mesma posição de hoje. Posso estar sendo injusta com um ou outro, mas no geral acho que o quadro era o mesmo. Deve levar no mínimo uns vinte anos para ocorrer alguma mudança significativa. Quem sabe! Minha avó ainda sente saudades do Vargas!

Leila Silva disse...

Muito bom, adoraria ter visto essa cerimônia.
Quanto ao seu namorado eu acho que ele está andando em más companhias no Brasil, todos os estrangeiros que conheço (e são muitos, trabalho com línguas) sabem muito bem do papel do Lula e sempre se espantam ao verem os brasileiros cairem de pau (alguns brasileiros, claro!)
Abraço

Mesquita disse...

Lembrei de um comentário que vi no orkut dias atrás

Aqui o link
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=7292&tid=5652322350474912490&na=2&nst=94

"Veja, Rede Globo, Estadão, Folha, etc cumprem seu papel jornalístico dentro de um estado democrático com imprensa livre. Se diz mentiras, que o governo as desminta e processe os responsáveis nos termos da lei por calúnia e difamação.
Se diz a verdade acabou o assunto.

Mas para os simpatizantes do petralhismo isso é o que menos importa. A medida da imparcielidade jornalística deve estar baseada nas opiniões que emitem sobre o governo: se fala mal do PT deve ser execrado e repudiado, se elogia o governo deve ser tomado como exemplo de isenção, imparcialidade e lisura jornalística.

O Estadão fez o que pode para denunciar a censura do regime militar, a Folha travou guerra aberta contra Fernando Collor que recebeu o golpe de misericórdia da Veja com aquela entrevista do Pedro Collor. Todos apoiaram as Diretas Já, a Folha de primeira hora e o Estadão esperou um pouquinho, mas apoiou.

Mesmo assim ainda existem pessoas que falam destes jornais e revista como se fossem o mal encarnado do fascismo tupiniquim, simplesmente porque – ó, heresia – criticam o governo.

Repetindo, para os petistas e simpatizantes do lulo-petismo é apenas isto que interessa, quem critica o governo deve ser execrado, pouco importa sua história.

Se amanhã a Rede Globo fizer um pacto de apoio ao PT, todo este nhém-nhém-nhém será esquecido e a petistaiada toda posará sorridente ao lado dos Marinho, como posa ao lado de Collor e Sarney."

Retirado de um comentário do Orkut.

Comente sobre isso Lola!

aiaiai disse...

o estadão???jura q quer usar o estadão de exemplo?

veja isso:
http://www.viomundo.com.br/humor/o-outro-lado-da-foto-do-estudante-que-atacou-lula-na-bahia.html

Leila Silva disse...

ih. mais um que vem aqui tentar pautar o blog. Comente vc mesmo Mesquita, no seu próprio blog.

Jac disse...

Tenho pouco conhecimento (e idade!) para distinguir Lula e FHC em termos de melhorias para o Brasil, mas estranhei o fato da imprensa brasileira discordar de uma instituição francesa. You know, não era supostamente para a gente dar mais credibilidade para uma instituição nas europa do que na nosso "própria" opinião (pq, you know, nós somos brasileiros e temos que baixar a cabeça) ?

cabanadeinverno disse...

O FHC fica cada vez mais queimado quando a direita o pedestaliza e tenta, sempre, compará-lo com o Lula. Tipo, o cara ganhou duas vezes seguidas e deixou uma afilhada, significa que o povo escolheu ele e não adianta tentar conquistar o povo tentando o diminuir.

Paloma, a mãe disse...

Foi mais uma semana emque senti vergonha de ser jornalista neste país. Papelão, vexame total, o que foram aquelas perguntas? Acho que jornalistas de todo o mundo se envergonharam.

Mesquita disse...

Leila Silva

Só pedi para a Lola comentar sobre esse pequeno texto e quem sabe poderia ser uma idéia para um outro post sobre os argumentos dos antipetistas. Mas se a Lola não quiser opinar sobre esse texto não ficarei com raiva. Não tenho blog.

Não foi minha intenção de querer PAUTAR o blog, mas achei que a Lola poderia se interessar por esse pequeno texto.
Desculpas se pareci ser um chato pautador!

Cidade da TV disse...

Afff! Orgulho do Lula?
um homem que mal leu a cartilha?

vcs são loucos, não sou fã do FHC mas do Lula tb não dá!

A Dilma, sim. Lula é só mais um demagogo populista.

Cidade da TV disse...

E outra, puxam o saco do Lula pq sabem que o pinguço é tonto e cai em qualquer agrado, basta calibrar o motor dele com bastante álcool. E ele faz o que a França quiser depois de uns dois copos de mé. Puxam o saco dele pq sabem que quem manda no governo é ele, a Dilma é só uma bonecona do posto, uma fantoche.

Afff. Gzuis

Rê_Ayla disse...

Independente de ser Lula ou qq outro, acho verdadeiro absurdo conceder título de doutor honoris causa a qq pessoa sem formação acadêmica nenhuma! É um desrespeito com todas as pessoas q se matam pra aprofundar seus estudos e pesquisas acadêmicos...
Sinceramente, acho um desrespeito. E sim me sinto desrespeitada, principalmente pq, aqui no país de FHC e Lula, nós q nos matamos pra pesquisar recebemos o q em troca? Uma bolsa ridícula e zero reconhecimento!

LetB disse...

Eu votei no Lula nas duas vezes em que foi eleito. E votei na Dilma no segundo turno, porque era uma opção melhor que o Serra. Na verdade, qualquer um é uma opção melhor que ele...
Mas por enquanto não pretendo mesmo repetir meus votos no PT.

Também ñ concordo com essa tendência da esquerda em "demonizar" FHC e santificar Lula. Ambos tiveram coisas ruins e boas em seus governos.
Os avanços sociais foram inegáveis,e a corrupçãoé o grande problema do governo do PT.

O PSDB foi tão corrupto quanto? não duvido...Mas como é que isso torna mais aceitável a corrupção do PT ? Dizer que "tudo bem, porque todo mundo rouba" não justifica coisa alguma. Dizer que o PT não inventou a corrupção e que o PSDB é corrupto também, justifica muito menos.Quando ouço esse tipo de argumento sempre penso no "rouba mas faz", que elege políticos do naipe de Paulo Maluf há décadas.

O outro argumento é que existe uma conspiração midiatica. Inventaram o mensalão, inventaram a crise com Palocci e a fortuna súbita do filho do Lula ? Não inventaram, só deram uma ênfase que não deviam ter dado. Afinal, eles roubam mas fazem, então tudo bem...
É como se a única opção do brasileiro fosse se conformar com a corrupção.

Ma. disse...

Lindo. Lula é um lindo!

E eu queria ter só metade desse "analfabetismo" dele. Só metade!


Eu lamento por quem não reconhece a pessoa que ele é. Independente de ideologia política. Porque é muita estreiteza não querer enxergar o tanto que esse homem fez.
Porque é só enxergar. A grandeza dele é fato, doa nos brios de quem doer.

Eu me orgulho muito de, também em minha primeira eleição, ter elegido Lula presidente... e reelegido... e agora Dilma.
Que bom que eu tenho o Blog da Lola pra ver o q a imprensa não deixa... =)

bike disse...

Não sei o motivo que leva alguém a defender tanto o sapo barbudo ?

E daí que o cara perdeu um dedo ? e vc sabe como ?

foi esmagado na prensa onde trabalhava como torneiro mecânico , mais precisamente numa empresa chamada termomecânica que fica em São Bernardo do Campo, e sabe como foi que isso aconteceu ? tava cheio de pinga na cabeça , vacilou e tuduf !! virou 9 dedos . Depois disso nunca mais trabalhou na vida ! Coitadinho né?

Paola disse...

Aos que ficam chocados com o fato do Lula ter ganho um título de doutor honoris causa (sem ter diploma de ensino superior), eu gostaria de dizer que essa iniciativa se trata do reconhecimento de que existem muitos conhecimentos práticos, sobretudo no âmbito da política, que são exercitados magistralmente por pessoas que eventualmente não frequentaram os bancos das universidades. Considero um grande avanço esse tipo de reconhecimento que extrapola as convenções e limites do ensino institucionalizado. E mais: a educação, enquanto ciência do conhecimento, somente avança quando há problematização e crítica, quando a gente é capaz de reconhecer que o mundo é feito de múltiplos saberes, de instâncias sociais diferentes, e que um saber acadêmico não é melhor, nem pior que um saber prático; mas principalmente: que ele não é descolado de um saber prático.
Tenho um orgulho enorme das transformações sociais que o Lula promoveu no Brasil. Compreendo perfeitamente e endosso as motivações que levaram os doutores da Sciences Po a concederem o título ao Lula. Acho também que muitas vezes por trás dessa crítica antiga de que um homem sem diploma não deve ser presidente (que dirá receber um diploma de doutor) está um anseio elitista de manutenção do status quo social, ou seja: continuar mantendo privilégios para aqueles que foram (e são eternamente) privilegiados. Invertendo esse quadro, Lula mostrou que num país democrático (e com muuuitos pobres), nada mais democrático do que eleger um torneiro mecânico (e não mais um doutor preocupado em manter os privilégios das elites dominantes). E, agora, um torneiro mecânico doutor em política! O que a gente já tava cansado de saber de sua experiência prática.

samya disse...

Eu votei no Lula e votei na Dilma, fico super feliz com esse reconhecimento mais que merecido, pra quem não sabe na França o conhecimento empirico também é muito reconhecido mesmo pelas universidades e de politica o homem entende.
Agora sinceramente votar no PT so de novo so se mudarem e muito a politica ambiental deles. Depois da vergonha mundial que esta sendo a construção da BeloMonte com todas as pressões exercidas pela presidenta para que se concretiza um projeto genocida, depois de permitir a retirada de um minério de ferro altamente poluente por uma empresa que se intitula Bahia Mineração mas que é totalmente Indo-Kasaqui e para isso construir um porto que além de ser um crime ecologico absurdo ainda deixara desempregados marisqueiras e pescadores da região sem contar no baque para o turismo e claro não podemos esquecer de Abrolhos e a permissão para a prospecção petrolifera. Não, sinceramente não, eu gosto e respeito demais esse pais para votar outra vez no PT. Sem esquecer os Pac's casas em alguns casos construções em area de preservação ambiental sem nenhum estudo de impactos. Para mim o Pt é tão irresponsavel ecologicamente como foram os presidentes anteriores, ou talvez mais.

Mirelle Siqueira disse...

Tb estudo na Sciences Po. e dia desses tive que ouvir um professor citar o Brasil como exemplo numa aula pra mais de 200 alunos. Disse que o Lula acabou com a corrupção no Brasil. Oras, todos sabemos que isso não é verdade. Levantei o braço e, me concedida a palavra, disse: em 10 meses de governo Dilma, 4 ministros foram demitidos por corrupção, Professor. Ele perdeu o fio da meada e mudou de assunto na mesma hora.

A França, um pais dito de esquerda (mas que so elege candidatos de direita) exalta sim o governo Lula - assim como o faz com qq governo de esquerda pelo mundo. Mas tenho certeza que os franceses jamais colocariam no poder um homem com o perfil do Lula (analfabeto, do povo, sem diploma e sem dedo, como citado no texto). Na hora de fazer o X no papelzinho (sim, eles ainda votam assim), eles elegem os engravatados de direita.

Pentacúspide disse...

Aiaiai, não sei em qual lista foste procurar pelo nome deles. Entretanto, digo-te que toda e qualquer faculdade pode atribuir títulos de honoris causa a quem quiser. Quando dizem 16º provavelmente estão a referir-se a história daquela universidade em particular (o que deviam salientar). Doutores Honoris causa no mundo, há-os aos centenas, desde homens de negócios que triunfaram até ao Steven Spielberg.

Carol disse...

Pentacúspide,
A Lola foi muito clara: "Na terça-feira, o Sciences Po (...) entregou a Lula o título de doutor honoris causa."
Depois disse: “(...) diretor do Instituto por ter ousado conceder um título tão importante (foi apenas o 16o em 140 anos, e o primeiro entregue a umlatino-americano)”
Foi o 16° título concedido pelo Sciences Po.

aiaiai disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
rindo muito da confusão do penta...
Querido, só o lula já recebeu 7 títulos Doutor Honoris causa, de 7 diferentes instituições:

http://www.cartacapital.com.br/politica/lula-recebe-seu-7%C2%BA-titulo-de-doutor

É claro que devem haver milhares de pessoas com títulos de Doutor honoris causa, mas esta instituição - a Sciences Po, só concedeu até agora 16. Entendeu?

Carol disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol disse...

Lia,
você disse que seu namorado "não sabia que corrupção sempre existiu, que isso não ia mudar da noite pro dia no governo do Lula, que a corrupção foi mais denunciada durante seus dois mandatos porque a imprensa está na mão de quem faz oposição"
Além disso, não podemos nos esquecer do Geraldo Brindeiro, Engavetador Geral da República. No governo de FHC não havia notícias de corrupção porque os processos não andavam.
Não acredito que outros países admiram o Lula porque não sabem o que acontece por aqui.
Deixo como dica um vídeo de uma entrevista de FHC a um programa de TV. (http://www.youtube.com/watch?v=U3GBd1_XJcQ)
A partir de 4 minutos e 10 segundos o entrevistador pergunta a FHC sobre Geraldo Brindeiro. Esse gringo não é desinformado; muitos brasileiros são.

Pentacúspide disse...

"O ex-presidente Lula iria ser condecorado com o 16o diploma de Doucteur Honoris Causa em 140 anos de história."

Cíntia Anira disse...

Aqui na Suécia, por muitos cidadãos que conversei, Lula é considerado uma pessoa ilustre.

Cíntia Anira disse...

E quando alguma notícia sobre o Brasil é publicada, se o nome do Lula entra, existe um tom muito respeitoso na matéria.

Carol disse...

Ô Pentacúspide, colabora. A Sciences-po é que tem 140 anos.

Pentacúspide disse...

carol, não me digas que não sabes a diferença entre "de história", "da história" "da sua história", "duma história" entre outros? de qualquer forma, estas são minhas ultimas palavras sobre o assunto.

Ághata disse...

É, realmente! Um 'verdadeiro absurdo' e desrespeito a todos os acadêmicos despeitados que um cara sem formação acadêmica (porque é assim, né? Que é que importa quem é e quem ele fez...? Continua sendo um 'zé ruela sem estudo', né?) tenha ganhado um prêmio desses! Que horror!

Todos os acadêmicos deveriam ser considerados antes (principalmente aqueles que só elaboram artigos pra ficar bonito no currículo)!

Por exemplo, tem gente se matando(!) de estudar, enchendo a biblioteca de material de estudo que fica limitado a uma pequena nata da elite acadêmica que só usa seus "estudos cinco estrelas" pra se dar bem na vida e ninguém reconhece!

Que droga, heim? Aí, vem esse 'quase analfabeto aí' e fura a fila, sem precisar se preocupar com data de entrega de tese!, e ganha o bendito prêmio?? Ai, estou me sentindo extremamente desrespeitada!!

***

Tenho uma amiga cuja mãe foi se formar agora, ano passado. Ela não teve oportunidade de estudar antes.

Quando se casou, alguns integrantes da família do marido dela, discriminavam ela e a filha. Afinal, era uma "nordestina sem estudo/formação acadêmica".

Imagino que isto seja sinônimo de pessoas desprezíveis e imprestáveis, né? A academia devia fazer de conta que elas nem existem e virar de vez um instrumento de exclusão social.

Ághata disse...

Ai, tem cada comentário que me mata de rir.

Mto bonito vc, Pentacúspide, pergunta se a outra não sabe a diferença entre isso e aquilo depois de sabe-se lá quantos comentários confundindo alhos com bugalhos, heim?

Eduardo Marques disse...

Acho que tem um erro nesse texto. Não existe mas essa tal de Sorbonne.

Matheus_Carmo disse...

Adorei seu blog, já notei o grande intelecto, O ar é bem brasileiro. Estou lhe seguindo! Deixarei aqui a minha nova postagem, da uma lida também, saravá!
Ociosidade Moderna
Nova Postagem: Dia algum até

Desfrute desta leitura !
Link: http://ociosidademoderna.blogspot.com/2011/10/dia-algum-ate.html

Saravá !

Simoneagua disse...

Lula relembra em um discurso:


"Me lembro, como se fosse hoje, quando eu estava almoçando na Folha de São Paulo. O diretor da Folha de São Paulo perguntou pra mim: ‘O senhor fala inglês? Como é que o senhor vai governar o Brasil se o senhor não fala inglês?’... E eu falei pra ele: alguém já perguntou se Bill Clinton fala português? Eles achavam que o Bill Clinton não tinha obrigação de falar português!... Era eu, o subalterno, o colonizado, que tinha que falar inglês, e não Bill Clinton o português!’

samya disse...

Eduardo Marques, não existe essa tal de Sourbonne? Em que planeta você vive?

Rê_Ayla disse...

Respostas a comentaristas que acusam quem critica Lula ter recebido este título de “elitista”, “direitista”, outros “istas” e “despeitados”:

O que se faz na academia é exatamente problematização e crítica e, principalmente na área da Política e das Relações Internacionais, reconhece-se a multidisciplinariedade e a necessidade de trabalhar em conjunto com outros campos do saber. Se é verdade que um saber acadêmico não é descolado de um saber prático, também um saber prático não deveria ser descolado de um saber acadêmico. Ademais, Lula teve à sua disposição, para a prática de política internacional, um dos corpos diplomáticos mais bem treinados e mais bem formados (academicamente, vejam só) do mundo.

Onde será que é gerado o conhecimento que possibilita desenvolvimento de novas tecnologias, novos medicamentos, vacinas? Onde será que é gerado o conhecimento utilizado em fisioterapia, treinamentos esportivos? Onde é gerado o conhecimento aplicado na economia? Onde será que é gerado o conhecimento que o Itamaraty aplica? Oi? É óbvio que existe muita pesquisa inútil e muitos acadêmicos que só elaboram artigos para enfeitar o currículo, mas dizer que estudo acadêmico serve para “a nata da elite se dar bem na vida” é de uma pobreza mental gigantesca!


quem se interessar, resposta completa: http://lifeisdrag.blogspot.com/2011/10/lula-doutor-e-eu-despeitada.html

Mariana. disse...

guest brilhante! mas fica uma pergunta no ar: #porquenãoumnamoradoquepensa?
Pelo amor esse seu, hein, amiga? :/

ntwrdprss disse...

'a classe C é a que mais consome, e é essa classe que está sustentando o desenvolvimento do país'

Mais uma das mentiras que a esquerda adora, isso aí não tem base econômica nenhuma, não tem fundamentação nenhuma.É só mais um exemplo da falácia keynesiana da janela quebrada.

Se a economia do brasil vai razoavelmente bem, digo, bem pros padrões petistas (que acham que um crescimento de 3, 2% uma maravilha)é por causa do crescimento da CHINA consumindo feito louca tudo que é minério, comodities, etc, que é só o que o brasil tem pra dar pro mundo mesmo.

ntwrdprss disse...

Ou seja, quando a demanda da China diminuir um pouquinho aí vamos ver quem estava certo.
Mas como sempre, a esquerda vai dar um jeito de não assumir a responsabilidade por nada e botar a culpa no 'livre' mercado.

ntwrdprss disse...

Não é o consumo que cria a prosperidade:
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=761

Mas sei que é inútil, como sempre o caminho dos preguiçosos é chamar de troll, se achar uma vítima do mundo e nunca, mas NUNCA entrar no mérito dos argumentos.

Roxy Carmichael disse...

rê, eu acho tão difícil argumentar com qualquer pessoa que argumente usando "oi?" mas enfim, não fica triste não, o lance do dr. honoris causa não é concedido só aos acadêmicos, isso faz tempo já e em diversas universidades e instituições isso não é mais critério. lula não foi a universidade, steve jobs começou mais saiu fora e tudo bem. a universidade, me parece, é muito importante mas não corresponde ao objetivo de vida de muita gente. tem gente que gostaria de frequentar mas não tem acesso e isso é lamentável. e tem gente que tem acesso mas prefere fazer outras coisas, e pesquisas para cura de doenças continuarão a serem feitas porque tem gente que quer se dedicar a isso porque acredita que está fazendo bem à humanidade. tem gente que decide fazer bem a humanidade sem passar pela universidade, o que não significa que a universidade nao vai dar uma mãozinha ou uma mãozona como no caso do itamaraty (vc já viu quantos deputados no nosso congresso tem mestrado?e doutorado?eu até acho que isso depõe contra nossos deputados, mas não só). tem gente que tá na universidade pra ganhar bolsa, tem gente que acredita que se sente na obrigação de devolver a bolsa que foi investida, ou seja, que deseja de fato retribuir à universidade e à sociedade produzindo conhecimento que possa ser aplicado. enfim o lula nao governou sozinho assim como nenhum governante governa sozinho, mas nao precisa fazer muito esforço pra entender o porque ele recebeu o título e o funcionário do itamaraty, não.

Débora disse...

Oi Lola linda
Não tinha enxergado o machismo no comentário do Luque, impressionante.
Será que quando eu crescer serei como você? Acho que estou melhorando hahha
Beijo!

Ághata disse...

Rê Ayla,
pobreza mental gigantesca é desmerecer tudo que o ex presidente fez porque não teve oportunidade de estudar! É se sentir desrespeitada quando um brasileiro que veio do nada, sem a Facilidade de ter tido um curso superior conseguiu ser o melhor presidente que já tivemos até agora - entre tantos doutores e estudados - e ter obtido reconhecimento não só da população do país como também da comunidade internacional.

...e, se você não entendeu, eu Não falei que todo estudo acadêmico é inútil ou fica restrito a uma parcela da sociedade.
Eu disse que isso acontece.
E acontece muito.

Não vou ler o resto da sua resposta... Alguma coisa me diz que não vai valer a pena. Repense você em todo seus despeito e seu preconceito. Quanta arrogância...

denise disse...

Re Ayala realmente com os exemplos q temos não faz muito sentido estudar hj em dia, não aqui em nosso país.
Mais triste ainda é falar de arrogância.
E presumir que o Lula tenha sido o melhor presidente do Brasil, essa é de chorar.

Rê_Ayla disse...

resposta pras pessoas problemáticas que não conseguem entender um ponto de vista diferente do delas:

gente despeitada e preconceituosa e que desmerece tudo que um homem fez por não ter diploma não vota nele. Votei.

Preconceituosos são vocês, pessoas incapazes de perceber que alguém pode, SIM, votar no Lula, e criticá-lo MUITO, pois seu governo tem muito a ser criticado, assim como todos os governos.

Rê_Ayla disse...

Denise, nem me surpreendo mais. Lula é só um entre todos os exemplos que temos no páis... ele é só mais um pro qual eu jamais concederia um título desses.

O que me irrita é gente que não consegue entender que se pode criticar e elogiar (Lula merece elogios E críticas, aliás como todos os governantes) e usa argumentos ridículos me chamando de "despeitada" ou "preconceituosa". Se dê ao menos ao trabalho de ler o que escrevo antes de usar estes argumentos que em nada argumentam oras...

Preconceituosos são os defensores xiitas de Lula que não aceitam nenhum tipo de crítica ao seu santo e o colocam no pedestal.

Rê_Ayla disse...

Pois é Ághata (ou seria Camilla?), acho q vc deveria se dar ao trabalho de ler o q as pessoas escrevem antes de chamá-las de preconceituosas e etc. Ademais, se eu desmerecesse quem veio do nada com uma mão na frente e outra atrás, desmereceria minha família inteira.
Desmereço quem teve oportunidade de se educar e não quis. Desmereço quem deixa educação num plano inferior (aí entram vários de nosso governantes, não só Lulinha).
Desmereço gente que fala mal do meio acadêmico e pensa fazer mestrado ali na minha universidade, onde falta material em quase todos os departamentos, onde nosso acervo da biblioteca é ridículo... (me dou ao trabalho de ler o blog de quem me critica antes - li o seu). Dica: não entre pra vida acadêmica, faça concurso e esqueça esse negócio de bolsa de mestrado... a bolsa não paga direito transporte, moradia, livros, computador, comida, água luz telefone e não tem 13º (é, passei 24 meses recebendo essa bolsa, e sim acho ridículo alguém com os anos de estudo q leva pra estar num mestrado ganhar uma bolsa dessa, mas não tente mestrado não, você pode virar uma despeitada e acabar achando essa bolsa ridícula tb, ainda mais com o altíssimo custo de vida aqui do DF - e vc mora por aqui né, vi no seu blog).

ntwrdprss disse...

'Desmereço quem teve oportunidade de se educar e não quis. '
[2]

ntwrdprss disse...

E só mais uma coisa
'blablabla...mas corrupção sempre existiu!'

E daí? Desde quando um erro justifica outro?

ntwrdprss disse...

@Re Ayla
'Dica: não entre pra vida acadêmica, faça concurso '

Nesse ponto eu discordo de vc.O governo não é o porto seguro que muita gente imagina, principalmente num lugar onde a cultura geral é fazer concurso, todo mundo querendo viver as custas do governo e ninguém querendo SUSTENTAR o governo.
Isso faz sentido? Pra mim não, pra mim depois do pão e circo o império desaba, mas é isso mesmo, cada um acredita no que quiser, aposta no que quiser.
Só digo uma coisa, se for eu que estiver certo, nem sonhe que eu vou pagar a conta no dia que faltar o chão pra vcs.E não é só pq nao quero mas pq vai ser impossível.

Liana disse...

A despeito dos coitadinhos injustiçados com terceiro grau numa ex-colônia, o título de honoris causa continuará podendo ser entregue a pessoas sem "estudo" e até sem dedo. Até porque, ao que me parece, os critérios para se avaliar merecedores são um pouco mais largos que isso.

Também acho ridículo esse mimimi de "olha pra mim, estudei tanto, suei, sangrei sobre livros e não recebo o devido crédito enquanto um bobo qualquer taí se esbaldando no meu lugar, snif quero minha mãe". Isso é um "tantinho" diferente do que simplesmente apontar a realidade de que os salários são baixos, não se valoriza o ensino como deveria (e não estou falando dessa coisa podre elitista de se achar o máximo porque é dotô, é o ridículo disfardo de "mas eu mereço, eu eu eu"). Conheço um monte de gente que se esforça pra caramba, sua, sangra, não recebe reconhecimento nenhum, não ganha bem, não pauta o trabalho dos outros e não fica com esse "mimimi mas eu.." ridículo. Pois é, estudar nem sempre faz um ser humano melhor, pode servir só como válvula de escape para seu egocentrismo e seus preconceitos. Pena que o que realmente importa não se aprende em livros.

Ághata disse...

Rê Ayla,

1) se vc tivesse criticado Lula como presidente (como várias pessoas o fizeram aqui antes e depois de vc) eu ficava calada porque há muito que se criticar, sim!, mas não foi isso que você fez, né? Povo pode achar que o melhor presidente foi Collor, Sarney, FHC, JK, tanto faz, não vou discutir isso, ué;

2) não precisa se preocupar comigo, obrigada, pode deixar que eu sei o que é melhor pra mim;

3) Não confunda as coisas... Você misturou tudo e fugiu do assunto... Não critiquei porque você não gostou do presidente (até porque você não falou isso no comentário sobre como se sentiu desrespeitada), não critiquei porque você disse que a bolsa de mestrado ou doutorado é uma miséria (é sim, todo mundo sabe disso, você ganha mais se concorrer a bolsas no exterior e ainda é mais reconhecida estudando fora - ainda), critiquei você porque desmereceu o ex presidente porque ele não tem 'estudo acadêmico' - você nem entrou na discussão do mérito ou não de Lula, você simplesmente disse 'Me sinto desrespeitada porque um cara sem formação acadêmica foi reconhecido' - e isso é Preconceito!

Ághata disse...

Liana,
concordo integralmente com você.

Estudar exige disciplina e esforço, mas falar em 'suor e sangue' já é exagero. Estudar facilita e muito nossa vida (em todos os âmbitos), torna tudo mais fácil.
[...vencer no mundo sem estudar é que são elas.]

De qualquer forma, não sei como a valorização do estudo e da formação pode casar com preconceito a quem não estuda.

Devemos criticar quem não teve oportunidade de estudar, é? Como a mãe da minha amiga?

Devemos criticar quem seguiu por um ramo em que não era preciso estudar no meio acadêmico?

Conheço um cara que saiu de casa aos 18 anos e, ao invés de se dedicar ao meio acadêmico, tá aí batalhando pra arranjar seu lugar ao sol como professor de dança.

Esse, sim, sua e sangra - a dança e a arte não é valorizada aqui. Mas quem se importa, né?
Quem não é reconhecido é aquele com curso superior, né?

Rê Ayla,

Se você também mora no DF é tão sabe muito do que eu tô falando quando digo que tem muito acadêmico que só se esforça pra ficar com currículo bonito. Ainda tô pra ver a academia se esforçando pra que suas pesquisas rendam frutos pra comunidades vulneráveis economicamente - esperança é a última que morre...

Liana disse...

:) Ághata, o "suor e sangue" coloquei ironicamente, a menos que se cortar com papel conte. Quando pensei nisso tava lembrando de tantas profissões num país como o nosso, cortador de cana por ex., que são tão pesadas que reduzem drasticamente a expectativa de vida desses trabalhadores. Aí fico aqui lendo essas pessoas se lamentando porque estudaram tanto e não são devidamente blablabla. Como pesar marecimento, esforço, sacrifícios com tantas realidades distintas ao nosso redor e ainda falar em curriculum e títulos?

Não digo que não haja o que se questionar, é esse nível de mimimi de alguns que soa ridículo.

Ághata disse...

Então, mas eu falei em suor e sangue pq Rê falou nisso. Entendi que havia sido irônica. ^.^

ntwrdprss disse...

'Devemos criticar quem não teve oportunidade de estudar, é? Como a mãe da minha amiga? '

O lula não é a mãe da tua amiga.Ele teve demais, tempo e dinheiro pra estudar, mesmo depois de grande.
Imagina o exemplo que esse cara ta dando pra um jovem pobre: ah, estudar pra que se o melhor presidente DO MUNDO nem precisou disso!

Rê_Ayla disse...

Leia de novo meus comentários e jamais coloque palavras em minha boca: nunca utilizei as palavras "suor e sangue". Ou então escrevi os comentários em grego, foi isso?

E repito: não desmereço que não estudou; desmereço quem tem oportunidade de fazê-lo e não o faz, principalmente se for uma pessoa pública que serve de exemplo a milhões.

Rê_Ayla disse...

"Se você também mora no DF é tão sabe muito do que eu tô falando quando digo que tem muito acadêmico que só se esforça pra ficar com currículo bonito. Ainda tô pra ver a academia se esforçando pra que suas pesquisas rendam frutos pra comunidades vulneráveis economicamente - esperança é a última que morre..."

Você não precisa ser do DF para saber que vários acadêmicos querem apenas um currículo bonito. Mas você também não precisa ser do DF para saber que vários outros vão além disso. E só precisa ter mais do que 2 neurônios para saber que muitas das coisas que usufruimos, de futilidades a vacinas, foram desenvolvidas em PESQUISAS.

O que uma pessoa como você, por exemplo, faz pelas comunidades economicamente vulneráveis? Me critica porque sou supostamente uma acadêmica despeitada e faz o quê? Troca o avatar do FB por cartoon para protestar contra violência infantil até o dia 12/10, como muitos estão fazendo?

Enquanto você (e outros) me chamam de acadêmica despeitada, gasto algumas horas da minha semana (que poderia estar gastando para tomar cerveja ou assistir TV ou ganhar $$$) dando aulas gratuitas para alunos de escolas públicas do entorno do DF (de dança e de inglês, e desde que eles apresentem comprovante de frequencia na escola), estou arrecadando $$$ para manter um grupo de dança permanente visando evitar que crianças e jovens caiam em situação de risco (e tenham a opção de trabalhar com arte e ganhar por isso, e desde que continuem na escola) e passarei meu dia 12/10, como de costume, apresentando-me numa creche e levando um pouco de alegria a crianças que não têm nenhuma. Então eu acho que posso, sim, achar um desrespeito Lula ganhar este título e posso sim criticá-lo. Não protesto só em blog, twitter e redes sociais. E vocês?

Emiliano Vaz Fraga disse...

Legal o post, impressionante a reação da imprensa.

Mas notei que o post tb mostra que só um amor intenso para manter um namoro frente às diferenças ideológicas.

Liana disse...

Perto da minha casa tem 2 famílias, muito tradicionais e que estão aqui praticamente desde a fundação da cidade, e que são conhecidas por terem feito fortuna com jogo do bicho, especulação imobiliária e politicagem. Bem, eles doam uma grana preta para a caridade, a "primeira dama" do bicho, pelo menos 3 vezs no ano põe a mão na massa para ajudar criançinhas carentes, ex-presidiários e velhinhos. São muito atuantes na comunidade e quase todos tem diploma universitário. E daí? Nada disso anula as bobagens que fazem e falam. Como eu falei antes, "currículos" não me impressionam.

Rê_Ayla disse...

(...blábláblá...) “E daí? Nada disso anula as bobagens que fazem e falam”.

Em 1º lugar, de onde veio o comentário que termina com a frase acima? Eu pelo menos não me envolvo e nunca me envolvi em atividades ilícitas ou que causem prejuízos aos outros, como jogo do bicho, politicagem, corrupção, etc... tráfico de drogas etc etc etc, muito menos fiz fortuna. Você se envolve com estas coisas? Fez fortuna?

Em 2º lugar, se isso de as coisas boas não anularem as coisas ruins que alguém faz fosse levado a sério, Lula seria tão endeusado? Os 8 anos de governo Lula tiveram avanços sociais louváveis que não podem – e não devem! – ser desprezados; porém foram 8 anos nos quais a corrupção foi praticamente institucionalizada e nos quais o presidente foi, no mínimo, conivente. Além disso, foram 8 anos nos quais questões importantes como meio ambiente foram tratadas como “piada”. Corrupção envolve outros crimes e desvia dinheiro que seria melhor utilizado se investido seriamente em educação, saúde, infra-estrutura. Meio ambiente, ao contrário do que o senso comum pensa, envolve questões econômicas, demográficas, direitos humanos e várias outras, incluindo segurança alimentar.
Quer dizer que as famílias que moram perto de sua casa não podem ser, digamos, perdoadas, mesmo fazendo boas ações. Nosso ex-presidente, cujas boas e más ações afetam um universo muito maior de pessoas, pode. É isso que entendi? Porque do meu ponto de vista ou todos têm as bobagens que falam e fazem anuladas, ou não. Ou só quem tem diploma universitário é julgado com rigor?

Liana disse...

O fato é que seu primeiro comentário foi criticado, falar em ajudar criancinhas carentes ou citar corrupção, não muda isso.

Italo Valerio disse...

Belíssimo relato. É como Lula bem disse, se o governo dele fosse como o dos EUA e de vários e vários países da Europa, ou seja, um DESASTRE, culminando em fome, miséria, quebradeira de empresas e bancos, população perdendo suas casas, despejadas, a imprensa nacional estaria dizendo "ah, tadinho, claro que não ia dar certo, ele é analfabeto, coitado, peninha..." :D

@italovalerio