quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

MELHORES FILMES DA DÉCADA EM CADA CATEGORIA – PARTE 1

Depois de apresentar três listas com as contribuições de diretores importantes para o cinema na década que vai de 2000 a 2010 (tenho que incluir o ano 2000, que oficialmente pertence à década de 90, porque quando fiz a lista dos anos 90, o último ano ficou de fora. Assim como há filmes de 2010 que ficarão fora desta lista, porque vários ainda não estrearam no Brasil), deixo aqui os melhores filmes de cada década, por categoria. Mas atenção: de maneira geral, os que eu considero os dez melhores filmes (na categoria geral) da década não estão aqui. Bom, um está, e vou deixar pra vocês adivinharem qual. Então considere esta uma lista (que será publicada em dois posts) basicamente de menções honrosas dos anos 00. E sim, a maior parte dos filmes aqui são americanos. Não gostou? Sente falta do cinema asiático? Faça a sua lista. Esta acompanha os meus gostos.

Terror: O Nevoeiro (07). Não tem nem concorrente. Desculpe, pessoal que adora Deixa Ela Entrar (Suécia, 08), REC (Espanha, 07), Abismo do Medo (07): Nevoeiro põe todos esses no chinelo, com seu clima realmente assustador misturado com alegoria política.

Melhor filme de zumbi: Sem dúvida Madrugada dos Mortos (04), quando os mortos-vivos tomam um shopping center. Acho melhor que o original, e apresenta a definição perfeita pra zumbi: “deadish”. Diário dos Mortos e Extermínio também são bons. Recentemente eu vi, não no cinema, Zumbilândia, e gostei também, mas depois li que o inglês Shaun of the Dead (04) é o troço de verdade (depois vi Shaun e é mesmo muito, muito legal. Recomendo! Mas é diferente de Zumbilândia). Outro dia segui dicas e acabei vendo a minissérie inglesa The Dead Set, feita pra TV, sobre Big Brother. A ideia é ótima – BBB reúne pessoas um pouquinho menos mortas que zumbis -, mas não tá bem realizado. Ao menos deixa claro quem é o bicho mais apavorante de um BBB: o chefe. No nosso caso, o Boninho.

Desenho animado: Não é meu gênero favorito, admito. Até que tivemos boas amostras: A Viagem de Chihiro (01), Procurando Nemo (03), Wall-E (07), Up – Altas Aventuras (09). Mas, pra mim, o único que transcende mesmo é Persépolis (08). Esse sim eu amei.

Faroeste: Vi Bravura Indômita (10) esses dias e não achei grande coisa. Depois que Clint Eastwood desconstruiu o gênero em 92, com Imperdoáveis, não houve muitos faroestes na década de 00. Nem sei se dá pra considerar os ótimos Brokeback Mountain (05) e Onde os Fracos Não Têm Vez westerns (bom, creio que dá: tem cowboys). Os Indomáveis (07) é mediano. De toda forma, o mais interessante é um filminho que pouca gente viu, O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (07).

Filme de super-herói: Batman, o Cavaleiro das Trevas (08). Sem comparação, se bem que o anterior do Christopher Nolan, Batman Begins (05), também é excepcional. E a verdade é que eu me divirto demais com Homem-Aranha (antes de entrar o vilão). Mas, nessa categoria a concorrência árdua mesmo é pra ver quem fica com o título de pior filme de super-herói da década.

Ficção científica: Avatar (09) faz parte? Acho que sim. Adorei Avatar. Sei que muit@s de vocês amam de paixão Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (04), que pode ser enquadrado como ficção científica, mas acho cansativo, apesar de muitas belas cenas. Gosto pacas de Ensaio sobre a Cegueira (08), que deve ser o filme na década com menos esperança na humanidade (ou ao menos em metade da humanidade – nos homens). Outra distopia interessante é o cômico Idiocracia (06). Chega uma hora em que ele fica tão idiota quanto a sociedade do futuro que retrata, mas a primeira meia hora tem ótimas ideias. Como a melhor ficção de fato eu vou colocar diretamente na lista dos dez melhores filmes da década, vou deixar o posto de ficção da década pra Minority Report (02). Aliás, só não coloco Minority como um dos dez melhores da década porque o filme cai demais depois que sai o personagem do Colin Farrell, e Spielberg não tem a menor noção de como terminar. Mas tudo que vem antes eu amo. E a cena do Tom Cruise vendado na banheira com gelo, e as aranhinhas entrando por baixo da porta... Tem que estar entre as grandes cenas da década (aqui só um pedacinho).

Musical: Antes que me perguntem, não gosto nadinha de Moulin Rouge (01), com aquele estilo picotado. Adoro Chicago (02) e Across the Universe (07) e não me canso de vê-los. Dreamgirls (06) não é realmente bom, mas tem a Jennifer Hudson cantando “And I Am Telling You”, e isso basta. Deve ser o show stopper da década. Agora, quando saiu Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (07), e todos os críticos passaram a dizer que era o melhor musical desde Cabaret (72), achei que eles estavam exagerando. Não estavam. Não sei se Sweeney é o melhor em 35 anos, mas da década, tem que ser.

22 comentários:

Bruno Stern disse...

Começou logo pelos estilos onde rolam os maiores abacaxis...

Terror e filmes de zumbi eu coloco na categoria de não assistidos.

Em desenho, além dos citados, eu gosto muito do Valsa com Bashir.

Super herói eu acho o Batman Begins chato toda vida e o Cavaleiro nada demais. Me divirto mais com Homem Aranha e com os fracos filmes dos X-Men.

Acho que foi porque não assisti em 3D, mas eu achei Avatar muito ruim. Brilho Eterno e Ensaio são ótimos. Gosto do minority. E de ficção, eu gosto muito de "A Vingança dos Sith".

Musicais eu não tenho paciência nem condição de julgar. Quando as pessoas começam a cantar do nada, viram comédia involuntária para mim.

Dária disse...

Concordo com o Bruno em dois pontos: terror e zumbi não vi nenhum, e Valsa com Bashir é muito bom! =)
Em desenho, gostei também de $9,99.

Mas adorei Avatar. Raramente filmes com seres de outros planetas mostra seres diversos, em diferentes gráus de evolução, em regra é sempre alguem com muita tecnologia invadindo a Terra rs. Gostei desse ser ao contrário. Gostei da discussão entre guerra e diplomacia, e mesmo da parte mais sentimental da história.

Deise Luz disse...

Amo filmes de terror! O nevoeiro está anotado aqui. Nunca vi. E, realmente, se eu fosse fazer uma lista o lugar de melhor da categoria ficaria com "Deixa ela entrar".

No mais, concordo com Persépolis (muito, muito amor por este) e com "O Cavaleiro das Trevas".

Compartilho de sua antipatia por Moulin Rouge, e fico triste de não ter visto nenhum musical recente (tipo, da última década) porque adoro. Vou atrás desse do Johnny Depp.

Minority Report não tenho vontade de ver porque odeio Tom Cruise.

Abraços, Lola!

liber disse...

Lola

Falar do Bill Murray é dar um spoiler que estraga uma das melhores piadas do filme.

Enfim, azar de quem ainda não viu.

cronicasurbanas disse...

Lola,
acrescento um na lista de animação (categoria que eu adoro): As Bicicletas de Belleville, de 2003. Diferente e muito lindo. E breve vem O Ilusionista, do mesmo diretor, na mesma linha. Promete.
E sim, Persépolis é genial.
abraço,
Mônica
@madamemon

disse...

já eu adoro terror-zumbi-musical e são os primeiros a me interessar. tava esperando por essa lista! li também as da década passada, mas a que mais gostei foi as categorias pra piores da década, será q vai ter uma pra piores dessa decada tb? rss

Anônimo disse...

Queria muito saber sua opinião sobre o caso do Cesare Batistti e sobre terem colocado a Anna Buarque de Holanda no ministério da cultura.

Tanko disse...

Sou suspeita para falar de Viagem de Chihiro, mas concordo que Persépolis é fantástico. Já quanto a transcender, lembre-se de que Persépolis é a única animação adulta da lista.

De qualquer forma, meu musical favorito da década e de todos os tempos é Hedwig and The Angry Inch. Acho que talvez lhe interesse por tratar de identidade de gênero.

Diêgo disse...

Lista ok. Sou fã de tudo da Pixar. É Pixar, vou ver. Mais ou menos como rola com o Tarantino. Sim, Persépolis é ótimo. Chicago também. E o vilão mais badass está em Dark Knight.

Carlinha disse...

Lola, concordo com vc. Adoro cinema americano. Se é uma coisa que aqueles infelizes sabem fazer é isso.

Acho cinema europeu muito blase pro meu gosto, hihihi...

Bárbara disse...

Lola, você não gostou de Mary & Max ou não assistiu?

lola aronovich disse...

Bruno, Dária, eu acabei não vendo Valsa com Bashir. Mas até tenho vontade de ver.



Cá, vai ter uma lista de piores da década sim. Só não vai ter tanto título quanto aqui.

lola aronovich disse...

Anônimo, sobre o Battisti, concordo com a decisão do governo brasileiro. Mas, sinceramente, não acho um caso muito importante, não me afeta em nada. E gostei muito da escolha da Anna Buarque pra ministra da Cultura.


Tanko, valeu pela dica: tentarei ver esse Hedwig. Adoro musicais.

lola aronovich disse...

Carlinha, tem bastante coisa do cinema europeu que eu gosto. Mas, em geral, prefiro o americano. E tb, 80 ou 90% dos filmes que vejo são americanos.


Bárbara, não vi Mary & Max. É uma animação, né? Não sou super fã desse gênero.

Alana disse...

Ainda não assisti Persépolis mas já o tenho em mãos. Animação, Chihiro é meu preferido, mas Nemo não fica atrás.
Eu acho colocaria A Origem no topo da minha lista do gênero.
Sobre o filme que está na lista dos melhores de todos os gêneros, eu chuto O Cavaleiro das Trevas.

Koppe disse...

Não assisti Persépolis, mas li a HQ e recomendo, é excelente. Muita gente considera como uma das melhores HQs de todos os tempos, com tanta importância quanto Watchmen, Cavaleiro Das Trevas (que não é igual ao filme) e Sandman; acho difícil comparar estilos tão diferentes, mas concordo que é uma das melhores HQs que existem. Marjane Satrapi conseguiu se tornar uma das poucas mulheres quadrinistas conhecidas e respeitadas no mundo inteiro.

Entre os filmes de terror, eu incluiria "O Chamado", de 2002.

Laetitia disse...

Não curto muito a maioria das categorias citadas. Concordo plenamente com as suas escolhas pra desenho animado; Wall-E foi o melhor, do circuito hollywoodiano, que vi até agora. A Viagem de Chihiro foge bastante do comum e é mais do tipo que eu costumo gostar... aliás, gostei de poucas animações computadorizadas; acho que sou "retrô", rs.

Ficção científica? Chorei pacas com A.I., mas não sei se isso é suficiente pra considerá-lo bom. Rs. Adoro Matrix, mas principalmente o 1º, e como ele é anterior à década de que estamos falando, não conta. Xi, difícil! Acho que fico com V de Vingança e o Ensaio Sobre a Cegueira que vc citou, embora ache o livro superior ao filme.

Musical é uma categoria de que eu raramente gosto. Mas, ao contrário de vc, gostei de Moulin Rouge... Chicago tb é bacana. E acho que só... rs

Bom, já deu pra ver que essas categorias que vc citou não são o meu forte! Não curto nadinha os gêneros típicos da cultura norteamericana, como faroeste e "super heroi"... muito american way of life pra mim.

Anônimo disse...

Lola,

Adoro listas de cinema e gostei da sua, mas se você me permitir o comentário, por favor, tenha cuidado com spoilers!

Por sorte eu já vi Zumbilândia, mas você entregou uma excelente piada mórbida do filme.

E, mais importante, com a foto que você escolheu pra ilustrar "o Nevoeiro", acho que você estragou o filme pra mim. Há tempos estou curioso pra ver esse filme, e um dos pontos de suspense é descobrir o QUE está fazendo tudo aquilo, se eu entendi direito a trama. Pô, você colocou o "o QUE" em primeiro plano na sua foto!

Enfim, ninguém vai morrer disso, mas acho válido avisar que o post tem spoilers ou evitá-los.

Abraços,

Bruno Moraes

tiemi disse...

Gostei da lista, tem uns filmes que estava com vontade de assistir, acho que agora eu assisto ^^
De desenho tem um muito bom que chama Mary and Max.

Larissa disse...

Discordo totalmente. Achei o nevoeiro um cocô. #prontofalei

O resto, eu confesso que não vi a maioria. :x
Tão na lista!

Vitor Ferreira disse...

Lola, dos desenhos eu adoro também Shrek, Os Incríveis, A princesa e o Sapo, O Fantástico Sr. Raposo, O segredo de Kells, Coraline, entre outros.

Dos musicais, adoro Hairspray e Chicago. Sweeney Todd eu abomino.

Dos zumbis, eu gosto muito de Resident Evil também.

Maria disse...

Poxa, Lola, fiquei curiosa porque você nem mencionou V de Vingança na sua lista (seja como de "filme de super-herói", seja como "ficção científica"). É muito bom! E tem uma personagem feminina mega-forte (a sempre gatíssima Natalie Portman)!!!