segunda-feira, 17 de outubro de 2016

FEMINISMO, ROMANTISMO, CAVALHEIRISMO

A Ísis me fez uma pergunta.
Lola, eu fico intrigada com a relação feminismo versus relacionamento, porque desde que eu passei a me identificar e estudar mais o feminismo, comecei a viver um dilema na minha vida amorosa, porque eu começo a analisar as regras ditas da conquista, o que nós temos que fazer, o que é esperado, porque temos que ser assim e assado, mas eu sempre fico com os dois pés atrás com tudo isso, porque parece que nós temos que nos fazer de difíceis, de ocupadas, ter uma vida, tudo para que o cara nos ache mais interessantes, pra que ele nos veja dessa forma, importantes. E eu acho isso ótimo, de a gente ter uma vida, ser independente e tal, mas só que até que ponto os joguinhos nos relacionamentos nos proporcionam isso? Seria válido ter tudo isso de bom se o único objetivo for um cara?
E todas aquelas estúpidas regrinhas, meu pai, como me irritam: abrir porta do carro, pagar a conta... blablablá do instinto protetor das épocas das cavernas que o homem "tem". Enfim, não sei se consigo compreender ainda, mas tudo isso me irrita pra caramba, e gostaria de perguntar pra você, uma pessoa tão bem vivida nessa área, que sempre exerceu tão livremente a sua sexualidade -- porque taí outra coisa que me deixa muito receosa, aquela ideia de ter que estar com um cara há mais tempo, de ter que ter um envolvimento, sempre ter que ter algo, e nunca se pensa na nossa vontade -- o que você pensa sobre tudo isso, que conselhos você me daria? Sua opinião é muito importante pra mim.

Minha resposta: Ísis querida, um dos principais propósitos dos feminismos (porque há várias correntes) é questionar tudo, sempre. Problematizar, desnaturalizar, não aceitar o que nos é vendido como "natural", rejeitar o que é imposto. E nisso entram também os relacionamentos.
Não sei se entendi direito as suas várias perguntas, mas vamos por partes. Sobre regras da conquista, as regras pra mim são claras: não deve haver regras. 
Sou totalmente a favor que mulheres tomem a iniciativa, por exemplo. Sei que tem muito cara que não aceita isso, mas taí um bom conselho: cara que quer mulher passiva, que quer ditar ordens, que exige mulher virgem, que divide mulheres entre "pra transar" e "pra casar" -- esses são os primeiros que as mulheres fazem bem em descartar.
Isso de cavalheirismo, como homem abrir a porta do carro ou dar flores, geralmente é pintado como algo que deixa as feministas revoltadas. Besteira. Eu pessoalmente não me importo, muito menos me ofendo, se alguém, homem ou mulher, faz a gentileza de abrir uma porta pra mim. Assim como eu também faço isso pra outras pessoas, sempre que possível. Gentileza não tem nada a ver com cavalheirismo.
Mas quando a gente pensa em cavalheirismo, pensa no quê? Quais são as imagens que vêm a nossa cabeça? Creio que pra muita gente vêm imagens de homens brancos nobres da Era Vitoriana, com seus fraques e cartolas. E a gente pensa também nas damas, essas "merecedoras" da cortesia dos nobres. As damas são sempre brancas, não? Ou seja, o cavalheirismo é em primeiro lugar altamente seletivo. É só pra uma minoria de mulheres, de uma raça específica, da classe social "certa", do comportamento "adequado" (tipo: mulher que transa no primeiro encontro será vista como "dama"? Quem quer ser dama num contexto desses?).
Mesmo pras poucas mulheres consideradas damas, o cavalheirismo parece ser uma compensação. É algo como: vamos te ver como inferior, vamos te tachar de frágil, vamos constantemente te ameaçar com violência (principalmente sexual), vamos te dar um salário 30% menor pelo mesmo trabalho, mas olha só que bacana -- vamos pagar a conta do motel, e, no seu dia (só um por ano, tá achando o quê?), vamos te presentear com uma rosa. Alô? Troca-se rosa, bombons, abrir porta por oportunidades iguais.
Outra coisa: e quando, num relacionamento lésbico, uma mulher faz gentilezas com/para a outra? Também vamos chamar de cavalheirismo? Mesmo que este termo esteja sempre tão associado a homens brancos e ricos? Ou o cavalheirismo nada mais é que um prêmio que o machismo dá as mulheres que "sabem o seu lugar"? Seria apenas um exercício do domínio masculino?
Num mundo em que mulheres fossem vistas como iguais, não frágeis e inferiores, não haveria qualquer necessidade de cavalheirismo (gentileza sim, para todxs). Cavalheirismo também é visto como proteger as mulheres (algumas delas, não todas, as que são "dignas" de proteção), mas proteger do quê? De quem? De outros homens, ué. A maioria das mulheres não quer ser protegida -- quer simplesmente não ser atacada.
Sobre rachar a conta, eu já tive opiniões mais incisivas. Acredito que casais devem dividir os gastos em tudo (restaurantes, cinema, motel etc). Mas e quando o cara ganha mais? Por que a conta deve ser dividida igualmente se um tem mais dinheiro que o outro? Acontece bastante das mulheres estarem em relacionamentos com homens um pouco mais velhos. Dessa forma, enquanto ele já entrou no mercado de trabalho e ganha salário, ela ainda está na faculdade (estou falando de casal hétero de classe média). Vão parar de sair porque só um pode bancar o encontro?
A gente tenta levar o que acreditamos pras nossas vidas pessoais. Mas ninguém vai ficar fiscalizando os seus relacionamentos, ou, pelo menos, ninguém deveria fazer isso. Eu sou feminista e ando de mãos dadas com o maridão. Quero dizer, não vi nenhum manual que dissesse que feminista que se preza não pode andar de mãos dadas, ou não pode ter marido. Mas uma vez fui num boteco com ele e sei que fomos reconhecidos, porque alguns "fãs" (essa palavra é muito esquisita pra mim) vieram falar com a gente. 
E tinha um pessoal olhando estranho pra gente, já que eu e o maridão somos bem românticos (de sermos carinhosos em público, e em casa também). Não sei se era o mesmo pessoal simpático que depois veio falar conosco. Não sei se chamou a atenção um casal velhinho ser romântico, independente do nosso feminismo. Mas até parece que eu vou deixar de ser carinhosa com o maridão porque alguém achou que uma feminista não pode ser carinhosa. Pô, se dependesse da visão pré-concebida que anti-feministas têm de mim, eu nem deveria ter marido!

159 comentários:

Eli disse...

Isso é tão complicado pra mim. E não digo nem com relação à relacionamentos românticos, mas no dia a dia.

Eu acho legal quando uma pessoa abre a porta pra mim ou segura a porta, acho bem gentil. Mas isso pode acontecer tanto com homem quanto com mulher. Por exemplo essa semana eu segurei a porta pra um homem e ele me agradeceu. Esse tipo de gentileza não tem gênero, nem raça.

Uns tempos atrás eu estava voltando da feira cheia de sacolas, já tinha andado um tanto e mesmo sendo difícil não era impossível (já levei mais peso antes desse jeito rs). Entrei no elevador e pra apertar o botão tive que por as sacolas no chão e daí entra um cara junto comigo. Na hora de descer eu tive um pouquinho de dificuldade pra conseguir colocar todas as sacolas na mão já que eram muitas. E daí o cara me pergunta se eu queria ajuda e tudo o que eu consigo pensar é "Não faço yoga todo dia pra acharem que eu não consigo nem carregar umas sacolas, please", recusei, agradeci e saí. Obviamente o cara tava tentando ajudar, mas ele faria isso se eu fosse um homem? O quanto dessa gentileza foi porque ele achou que eu sou uma mulher frágil que precisa de ajuda?

Kasturba disse...

Namorei três anos com um garoto durante a faculdade. Nos dois primeiros, ambos vivíamos com bolsa de estudo + "salário" de estagiário + "bicos" (aulas particulares, traduções, etc...). No terceiro ano, eu já estava empregada, ganhando uns 4000 (há quase 10 anos atrás, era muito dinheiro) e ele, que tinha entrado na faculdade um ano depois de mim (apesar de sermos da mesma idade), continuava com dinheiro de aluno. Além disso, minha família era de classe média alta, então me ajudavam com algumas coisas (pagavam meu curso de inglês, plano de saúde, e passagens pra ir visitá-los), enquanto ele ainda se apertava pra mandar dinheiro pra ajudar nas contas da casa dos pais, que eram mais humildes.
Sempre tomei a iniciativa de pagar a maior parte das contas, principalmente no último ano. Ele nunca se importou com isso, e nem eu. Era natural, e eu gostava que ele não se sentisse de forma alguma menos "macho" por ter algumas contas pagas por mim.
Mas confesso que eu me sentiria super desconfortável se a situação fosse contrária. Sei que é besteira, e tenho tentado (bastante) desconstruir isso, mas sei que ainda hoje me incomodaria muito depender financeiramente, ou ter contas pagas por um homem. Ainda tenho a necessidade de "provar pro mundo" que eu não sou "dessas mulheres dependentes"

Leonardo Vieira disse...

Eu também não gosto de regras, acho elas desnecessária.
Mais essas historia de diferenciar mulher para casar e mulher para transar, eu não acho que seja machismo. todo mundo tem suas preferências e gostos e isso se estende para os relacionamentos. Um cara pode querer so transar com uma mulher e vice e versa. vocês mulheres também fazem isso então não entendo toda essa reclamação.

Anônimo disse...

Gostei demais do post! Pra mim cavalheirismo seria a "gentileza" para apenas uma pessoa ou um grupo de pessoas. Acredito e valorizo a gentileza independente de pessoa. Interessante a questão do dinheiro, foi exatamente o que aconteceu comigo. Meu namorado entrou no mercado de trabalho e ele pagava grande parte dos nossos cafés/almoços. Depois eu entrei também e como temos o salário parecido dividimos as nossas contas. Karine

Anônimo disse...

ABSURDO.Mulher sofre assédio sexual ao vivo em programa de TV na França.

https://www.youtube.com/watch?v=HTuwOEKkraM

Anônimo disse...

É machismo SIM, dos mais nojentos. Você tem direito a escolha, mas as premissas das quais você parte para fazê -la são machistas (Mulher para transar = mulher rodada e que por isso tem menos valor; Mulher para casar = mulher que teve poucos parceiros sexuais e que por isso vale mais). E claro, tem a questão da insegurança também. Machistinhas morrem de medo de comparações, por isso não gostam de mulheres com mais experiência sexual, que certamente serão mais exigentes no sexo.
Ah, e algo que me deixa intrigada: Por que vocês exigem das mulheres algo que geralmente não oferecem? Porque o que eu mais vejo é homem galinha querendo mulher virgem ou com pouca experiência sexual. Se sexo é bom para os homens, não pode ser para as mulheres também?

E por fim, por favor, aprenda a diferenciar "mas" e "mais". É uma regrinha muito básica.

Anônimo disse...

Eu não consigo imaginar uma coisa mais rude do que largar a porta na cara de uma pessoa. Não importa quem está atrás de você na entrada do prédio ou na frente do elevador - segura a porta, caramba... ninguém perde os dedos por isso. O mesmo serve para ajudar alguém com as compras ou com o carrinho de bebê.
Mesma coisa no transporte público - alguém está de muleta, bebê no colo, é idoso/a? Se você é saudável, levanta o traseiro e deixa a pessoa sentar.
Não importa se é homem ou mulher. Eu quero acreditar que vivemos em uma civilização e pra tanto eu espero - e pratico - civilidade.

Quanto as contas do casal, o dinheiro do casal é isso - É DO CASAL!!! Se só um trabalha e o outro está desempregado/estudando/doente/de licença, vai deixar teu parceiro passar fome?? Abandonar doente?? Fazer largar os estudos??? 0.0
Se quem tem o vencimento mais alto começar a jogar na cara que você é inútil, te controlar ou pedir coisas absurdas por que tem mais dinheiro já passou da hora de rever essa """""parceria"""""...

Jane Doe

Anônimo disse...

"um dos principais propósitos dos feminismos (porque há várias correntes) é questionar tudo, sempre. Problematizar, desnaturalizar, não aceitar o que nos é vendido como "natural", rejeitar o que é imposto. E nisso entram também os relacionamentos"

Perfeito, principalmente a necessidade patriarcal da heterossexualidade compulsória.

"Sou totalmente a favor que mulheres tomem a iniciativa, por exemplo. Sei que tem muito cara que não aceita isso"

Ai já discordo totalmente, nenhuma mulher tem que ficar pedindo biscoito pra macho.

Anônimo disse...

mulher pra casar e mulher pra transar huahuahuahua cara, vc não engana ninguém, até daqui dá pra ver que vc é virgem!

quanto a dividir contas, acho até curioso que mesmo no meio feminista a gente caia nessa de homem provedor, quanto os homens sempre exploraram o trabalho feminino e sempre que puderam arrancaram dinheiro da herança das mulheres.

agora que temos direitos civis, que temos direito a ter propriedades, veio essa história de que homem se sente diminuído por isso. gente, mulher pagar conta de homem, mulher sustentar homem e ainda fazer o papel de escrava doméstica não é novidade nenhuma!

Leonardo Vieira disse...

Anônima 18:47

Obrigado pela mini aula de português apesar de quere dar intensidade a minha oração eu acabei de perceber que cometi um erro.

Mas isso não muda o meu raciocínio, todos temos padrões, e esse padrões são utilizados nas nossas escolhas. vai me dizer que você não tem os seus.

Eu separo sim mulher para casar e mulher para transar( vai me dizer que você também não faz os mesmo), acredito que uma mulher que ja rodou no quarto de mais de 5 homens na vida, e ótima na cama é que com toda a certeza vai me dar muito prazer. mais não e uma mulher que eu queira como esposa, não quero casar com uma v.... não posso completar a palavra por posso ser censurado. Nos homens temos privilegio e temos todo o direito de usar.

Vamos ser sinceros, mulheres fazem isso o tempo todo separado homens por condição social-financeira, desempenho sexual e um monte de outros critérios que eu não estou com paciência para escrever, sendo assim vamos parar com a frescura.

Anônimo disse...

.
(•_•) ...
∫\ \___( •_•)
_∫∫ _∫∫ \ \
Oq tu ta olhando Lola?
Aposto que isto te incomoda muito....

Anônimo disse...

Acho que o melhor conselho que posso dar a esta menina e se conheça, e afaste homens do seu centro de universo.Muitas, inúmeras mulheres se encontram heterossexuais de forma compulsória, uma vez que foram socializadas no sentido da heterossexualidade ser a única expressão sexual possível. Ora, a maioria das mulheres na sociedade não consegue definir as partes de sua vulva, ou muito menos se tocou e masturbou para praticar o auto-conhecimento (ao contrário dos homens, que tem suas sexualidades estimuladas, de modo heterossexual, desde a infância). Imagine se uma mulher pode, livremente, se conhecer e conhecer sua sexualidade, cogitar amar outra mulher, perceber sem amarras de onde vem o seu tesão? Não, ela não pode. A mulher é o ser que deve ser “belo, recato e do lar”, inexpressivo, servente e obediente. É impensável dentro do sistema heterocentrado que ela exerça sua sexualidade de forma livre, muito menos com outra mulher. Duas mulheres juntas desafiam a ideia de que o macho é o ser provedor único de prazer e sustento.
Com esses conceitos em mente, chega-se às questões centrais: toda mulher heterossexual só o é de forma compulsória? Se toda relação heterossexual na nossa sociedade corresponde aos conceitos misóginos de violência masculina e servidão feminina, por que as mulheres são heterossexuais? Por que elas não optam por um celibato?

Anônimo disse...

Amor de homem não existe, não se ama o que se oprime. Relacionamento amoroso é uma mentira machista, o mito do amor romântico, criada pelas religiões e pelo patriarcado para entorpecer a mente das mulheres. O que existe entre para homens heterossexuais é a conveniência de manter em sua residência o domínio territorial, garantindo relações sexuais sem a necessidade de procurar uma nova pessoa toda vez que sente algum tipo de desejo e não consegue fora. Conveniência é a única razão de um homem manter uma mulher sob seu jugo, uma empregada, muleta emocional, uma encubadora para sua prole, ou seja território, machos são territorialistas por natureza .

As religiões patriarcais em sua farsa interminável criaram essa ilusão de amor, de relacionamento amoroso e afeição para oprimir o ser humano feminino. Aquela estória toda de amai um ao outro assim como eu vos amei é usada para criar essa ilusão opressora do lar e da família.

Mya disse...

Nossa gente q nada a ver esse seu comentário.

O problema é q alguns exigem tanto não ser julgados e por uma simples gentileza vc julga o cara, achando q ele pensa q vc é uma incapaz.

Tantas vezes vi meu pai, amigos e tios ajudando pessoas na rua, não pq ficam subestimando, mas pq foram educados a ajudar a qualquer um que necessite.

Mya disse...

Concordo com a Lola, ser feminista não significa abdicar do q te faz bem.

Eu não sou muito romântica, mas meu marido é. Ele é o tipo que tenta fazer tudo q o "cavalheirismo" prega. Não pq ele tenha esse ideal, e sim pq na mente dele é uma forma de demonstrar amor. Não pq ele ache q preciso de proteção, ao contrário, sempre fui mais resolvida q ele.

Mas conheço meus sogros, e sempre o ensinaram a ajudar a todos, não por machismo, mas pelo prazer de se fazer o bem.

Anônimo disse...

Todo relacionamento heterossexual é abusivo porque historicamente o homem exerce uma relação de poder sobre a mulher, e isto e tanto questão individual quanto uma questão coletiva, uma construção social. Partir com exemplos individuais para tentar isentar o homem e a relação que atualmente vivemos é tão típico quanto aquela que apanha do parceiro, física ou psicologicamente e continua idealizando a relação, só estou mesmo tentando explicar. A sociedade entra, sim, na discussão, porque a sociedade reforça os papéis do homem e da mulher, a sociedade naturaliza a relação abusiva do homem para a mulher, agora a mulher que se atreva a ser abusiva com o homem pra vc ver como vem toda a sociedade condenar. O abuso na relação heterossexual do homem para mulher é naturalizado, e muitas vezes romantizado pela sociedade, porque historicamente o homem é aquele que domina, e a mulher subjugada. O exemplo máximo de romantização do abuso é quando assassinatos de mulheres cometidos por homens em que elas mantinham alguma relação são chamados pela mídia de crime "passional".

Anônimo disse...

A mulher, via de regra, é SIM um ser mais frágil do que o homem.

Que mundo vcs vivem???
Isso é tao obvio quanto 2 e 2 sao 4

Anônimo disse...

Você é apenas mais um misógino . Mas fazer o quê, a Lola escolheu você para novo troll de estimação.
E cara, como já falei, todos tem o direito de escolher com quem ficar. Só não pense que as pessoas não vão problematizar as suas escolhas, assim como problematizam ad nauseam a mulher que fica com um homem apenas por dinheiro. Quer o bônus de ser machista boçal?
Pois tenha seus privilégios ou enfie onde melhor lhe aprouver, mas aguente as consequências (inclusive as críticas). Entretanto, algo me diz que você não escolhe nada e nem é escolhido. Vive no tal "deserto sexual" dos mascus, e culpa as mulheres pelo seu fracasso.

Observação: o machismo derrete mesmo o cérebro. Continua confundindo "mas" com "mais", o que demonstra que realmente você desconhece a regrinha básica.
Não leve minha pequena dica como aula de português, mas como dica mesmo. É demais chamar de "aula" o simples ato de enunciar uma regra que aprendemos no ensino fundamental I.
Ainda bem que você assina seus comentários. Vou passar a ignora-los, e assim evito náuseas. E todos deveriam fazer o mesmo, pois é mais produtivo discutir com uma parede do que com você.

*comentário gigante para encerrar a possibilidade de qualquer outra discussão com você*

Anônimo disse...

Por que isso perturbaria a Lola, que tem um companheiro e uma vida feliz?
Deve incomodar mais a você, que não deve fazer isso que você sugeriu no seu desenho de pré-adolescente que rabisca pintos nas carteiras do sétimo ano.

Anônimo disse...

Eu não generalizaria, mas também acho que a grande maioria dos homens é mesmo incapaz de amar uma mulher. É só ver a facilidade com que eles trocam uma companheira de longa data por outra mais jovem, geralmente levando em conta apenas a aparência física. Porém, acredito sim que exista uma minoria capaz de realmente amar uma mulher. Tenho alguns exemplos próximos, felizmente.

Anônimo disse...

Essa é sua opinião.
Porém, é intuitivo que mulheres que tiveram mais parceiros sexuais durante a vida tenham maior probabilidade de divórcio, se a mulher teve um tipo de comportamento no passado é provavel que ela venha a ter esse mesmo comportamento no futuro, o que acaba em divórcio.
Mulheres no geral estão ficando cada vez mais promíscuas e mais casamentos vem acabando em divórcios. Existem diversos estudos que comprovam quanto mais parceiros a mulher teve maior a chance do divorcio.

Portanto "mulher pra casar" é aquela que teve menos parceiros e "mulher pra transar" é aquela que tende a ter muitos até porque o homem não precisa se esforçar tanto.

http://socialpathology.blogspot.com.br/2012/03/promiscuity-data-guest-post.html?m=1

https://winteryknight.com/2010/09/22/does-being-a-virgin-before-marriage-affect-marital-stabilitity/

lola aronovich disse...

Ah, entendi! É que o desenho que o troll fez, na ferramenta que eu vejo (que é antes dos comentários serem publicados), aparece assim: (•_•) ... ∫\ \___( •_•) _∫∫ _∫∫ \ \
Aí eu li o troll dizendo "Aposto que isso te incomoda muito", e pensei: "O que esse cara anda fumando? Por que carinhas, pontinhos e barras me incomodariam?"
Mas agora, publicado, vi que são duas figuras fazendo sexo. Como isso me incomoda? Eu e meu marido fizemos algo parecido ontem mesmo. Vc também deveria tentar, troll! Não incomoda não, é muito gostoso! Experimente!

lola aronovich disse...

Refutei esse mito de "mulheres que não se casam virgens são promíscuas e vão se divorciar" num post recente. Leia!

Anônimo disse...

Isis, eu também detesto esses joguinhos e regras na hora de conquistar alguém. Eu mesma quando comecei a namorar, pedi ele em namoro, e namoro ja faz 5 anos.
Eu acho que não tem que ter essa de 'mulher tem que se fazer de dificil e esperar um homem se aproximar".
Se você gosta de alguem e esse alguem tem essas manias ridiculas, de se achar o macho alfa da relação, acho bom pular fora.
E quanto a essas pessoas que dividem mulher entre pra transar e pra casar, são um bando de imbecis, até porquê pode reparar, há muitos casaisinhos machistas, que vão a igreja todo final de semana, tem trocentos filhos, que a mulher casou virgem, acabou com o divórcio. Então é muita estupidez pensar assim -.-
Mulher pra casar é aquela que deseja casar!

Anônimo disse...

As vezes não consigo identificar se são trolls ou radfems essa gente que fica comentando que amor ou mulher hétero não existe, wtf. Sinto muito, mas não vou virar lésbica lendo esses comentários (até porque ninguém vira lésbica), mas ficar forçando isso chega a ser cômico. Ninguém que é hétero vai acreditar nisso, só pare.

Pode falar que existe sim heterossexualidade compulsória ou whatever, mas achar que só existe lésbica no mundo é ridículo.

Anônimo disse...

Não, 22:01. O que é intuitivo para mim e para muitas mulheres é que você e outros homens que tem o mesmo raciocínio são extremamente inseguros e não confiam no próprio taco. Vocês adoram dizer que o problema está nas mulheres que estão "cada vez mais promíscuas" (mulheres promíscuas= aquelas que agem exatamente como os homens em geral agem em relação ao sexo), mas, adivinhe: o problema está em vocês que se acham incapazes se satisfazer uma mulher mais exigente na hora do sexo, e que acham que por isso serão traídos.
E poupe-me destas pesquisas que têm o mesmo teor de uma conversa aleatória em uma mesa de barzinho.

Leonardo Vieira disse...

Anônima qualquer coisa, eu apenas respondi ao seu comentário porque você citou o meu apesar de não ser endereçado a você. Eu agradeci a sua aula de português porque me fez ver umm erro, eu sei perfeitamente o que significa a diferença de mas e mais.

Não estou nem um pouco preocupado se vai ler ou deixar de ler os meus comentários, Eu assino eles porque ao contraio de você eu assumo o que escrevo e não fico me escondendo atrás do anonimato.

Eu acho muita hipocrisia virem falar de homens separam suas mulheres para casar com para transar sendo que mulheres (feminista ou não) fazem exatamente o mesmo. Tenho certeza que ja descartado da lista de muitas mulheres por critérios que citei acima e sabe o que mais estranho, não fiquei indignado, irritado infeliz ou com ódio mortal das mulheres. porque sei que assim como eu tenho os meu padrões e critérios as mulheres tem as delas, e não vou me enquadrar para na de algumas.

Sobre cavalheirismo, e para quem quer. não entendo porque tanta frescura se a garota não gosta fale peça para que os homens ao redor parem de fazer. e simples tem fazer drama para tudo.

sobre pagar contas acredito que e dever do homem porque duvido que uma mulher ( uma da vida real, não esse protótipos de mulher perfeita que umas tentar se passar por aqui) vá querer transar com um cara que a faça gasta seu dinheiro em um encontro muito menos no motel.

Alguém ai pode me dizer porque vocês feministas ficam dificultando tudo. relacionamentos deveriam ser algo simples e gostosa. você autora do blog não podia simplesmente ter dito para a garota para de fazer charme e aproveitar as coisas boas da vida, que isso que ela escreveu e pura besteira e frescura e que tudo que acontecer na vida dela e escolha dela inclusive a forma como os homens se comportam? para que tanta complicação??

Anônimo disse...

E duvido que homens como você se preocupem com um possível divórcio. Pessoas normais geralmente começam um relacionamento sem pensar em separação. Vocês estão preocupados mesmo é com a própria imagem frente aos coleguinhas. E isso porque - repito - são extremamente inseguros, como todo machista.

Anônimo disse...

https://www.facebook.com/diariosdeumafeminista/photos/a.1488135638113489.1073741827.1488128651447521/1749327225327661/?type=3&theater



Lola, envie esse link para a Isis kkkkk será importante para ela

Anônimo disse...

E o pior é que MACHISTAS tratam mal mulheres "recatadas" e também tratam mal mulheres que consideram "promíscuas". Nem eles valorizam o que eles mesmos dizem ter tanto valor. Não entendo mulheres que passam vontade, mas se guardam para macho.

Anônimo disse...

Sou lésbica e também acho ridículos estes comentários.

Anônimo disse...

Não assino meu nome e nem vou assinar! A quantidade de malucos misóginos e doentes que comentam aqui é assustadora. Questão de proteção.

Anônimo disse...

A verdade e a luz

A imensa maioria dos relacionamentos acaba quando a mulher se cansa dos chifres que leva do namorado/marido. NENHUM relacionamento acaba por conta de sexo que a mulher fez ANTES do relacionamento começar. Esse Leonardo parece que bebe, credo!!

Anônimo disse...

"E o pior é que MACHISTAS tratam mal mulheres "recatadas" e também tratam mal mulheres que consideram "promíscuas". Nem eles valorizam o que eles mesmos dizem ter tanto valor. Não entendo mulheres que passam vontade, mas se guardam para macho."

Lacrou. Nada mais precisa ser dito ou escrito sobre este assunto depois deste comentário!

Anônimo disse...

O homem projeta na mulher os seus próprios defeitos. Como o homem trai sistematicamente, ele acha que mulheres fazem o mesmo. Como o homem não tem qualquer critério e apenas enfia o pau numa cavidade úmida, ele acha que as mulheres agem do mesmo modo. Ajudaria muito os relacionamentos, afetivos ou não, casuais ou duradouros, se homens não desumanizassem tanto as mulheres, mas acho que isso é impossível. Sem a desumanização, homens não são capazes de se aproximarem de uma mulher.

Ezco Musaos disse...

"Alguém ai pode me dizer porque vocês feministas ficam dificultando tudo. relacionamentos deveriam ser algo simples e gostosa. você autora do blog não podia simplesmente ter dito para a garota para de fazer charme e aproveitar as coisas boas da vida, que isso que ela escreveu e pura besteira e frescura e que tudo que acontecer na vida dela e escolha dela inclusive a forma como os homens se comportam? para que tanta complicação??"

---> Traduzindo o que o troll tentou dizer nessa espécie de dialeto derivado do português que polui a caixa de comentários: feministas, o mundo gira em torno do meu bilau e apenas eu sei como vocês devem se comportar e se expressar em blogs feministas. Kkkkk na boa, esse é um dos trolls mais maluquetes que já apareceram por aqui.

Anônimo disse...

Off topic, mas importante:

Vejam esse vídeo, será que isso é verdade mesmo?

https://www.facebook.com/RodrigoCampedelli1/videos/1292528440779886/

Anônimo disse...

Teu cu

Anônimo disse...

Fechei o vídeo logo que percebi que os outros vídeos postados pelo mesmo cidadão são cheios de teorias de conspiração, pró-trump e outras bostas, nem perdi meu tempo assistindo.

Anônimo disse...

Eu acho que não custa nada ser gentil com próximo, sendo mulher ou homem. O problema é quando essa gentileza é condicionada a um comportamento da pessoa. Exemplo: Esses dias um homem me cedeu o lugar na fila...Aceitei, agradeci e fiquei lá. Não é que poucos minutos depois ele queria meu telefone?? Falei que não, ele ainda teve a cara de pau de falar: mas eu te cedi meu lugar...kkkkkkkkkkkkkkk....Tipo: e ai???por causa disse vc acha que tenho alguma obrigação com vc?
Isso pensei né, mas nem respondi nada!!!

Anônimo disse...

Bebe nada, este deve ser o estado normal dele mesmo. Tem gente que não precisa fazer esforço para ser imbecil.

Anônimo disse...

Valeu por traduzir. O que esse cara escreve é tudo, menos português. Como falei, machismo corroí o cérebro.

Anônimo disse...

Acho que o conselho da Lola seria muito bom se não tivesse insistido nessa generalização tacanha de que todo cara que expresse critérios que não vos agrade é, automaticamente, inseguro/tem pau pequeno/não pega ninguém. Se fôssemos generalizar, é mais provável que uma pessoa que estabeleça critérios claros para ter compromisso com alguém e esteja disposta a dispensar quem não se enquadra neles seja muita segura do seu taco em encontrar, atrair e manter relacionamento com outra pessoa melhor, segundo seu próprio julgamento. Já alguém que aceite qualquer pessoa, não tenha critérios (ou não tenha coragem para aplicá-los), imagina-se que essa pessoa tenha medo de ficar sem ninguém, ou seja, tem grande chance de ser inseguro/pega ninguém/etc.
Tive o trabalho de vir aqui comentar porque sinto que essa agressão gratuita comum por aqui acaba afastando pessoas razoáveis que poderiam estar junto dos movimentos feministas em causas mais importantes que o patrulhamento de relacionamentos alheios.
Correndo o risco de ser agredido, mas aproveitando-me do anonimato permitido pela blogueira nos comentários (parabéns, Lola), acho que é possível propor-se consenso nas seguintes bases:
1- Ninguém é obrigado a ter relacionamento com ninguém;
2- Os critérios individuais são, exclusivamente, individuais (óbvio e necessário);
3- Ninguém tem direito de reclamar/agredir/encher o saco se não encontrar alguem que se enquadre nos seus critérios . Isso é importante para os revoltados com o mundo por não acharem uma panicat virgem (não sei quem criou essa expressão, mas retrata muito bem e com bom humor o imaginário de alguns homens).
Respeitando esses princípios (não será fácil) acredito até ser possível avaliar-se se os critéios de alguem são ou não razoáveis, sendo que ninguem deveria agredir gratuitamente outra pessoa que tenha valores diferentes.
Admiro a coragem da blogueira em publicar discussões muito abertas sobre temas muito difíceis. Creio que a missão do Blog também seja a de agregar apoio de setores afastados das causas feministas e não agredir automaticamente contribuiria para seu atingimento.

Anônimo disse...

*corroi

Anônimo disse...

Por que os homens em geral sonham tanto com o cavalherismo?

Isso é coisa de white knight.

Acorda!

Ser cavalheiro é ser trouxa.

Leonardo Vieira disse...

Realmente meu texto esta com alguns erros porque não tenho paciência para reler depois de digitado. eu envio assim como estar, cru.

Mais acredito que vocês entenderam que eu quiz dizer, pois vocês feministas e aqueles homens que se dizem feministas são seres que transbordam inteligência apesar de ter notado neste próprio posta um infinidade de erros gramaticais e de concordância.


Agora eu gostaria que vocês me explicasse o porque, de me chamarem de machista se o único argumento que eu citei foi a liberdade de escolha, essa que vocês tanto defendem. Apenas disse que todos( e quando digo todos estou me referindo a homens e mulheres) temos critérios, preferências e gostos, que utilizamos na hora de se relacionar. Ou vocês ai que estão me criticando, não possuem padrão algum e saem se relacionando por ai com qualquer um que apareça e demostre interesse.
Vamos ser honestos, todos separam pessoas para casar e pessoas para transar, então qual o problema no que eu escrevi?

Anônimo disse...

Leonardo, o feminismo é justamente isso: querem te forçar a se casar com qualquer rodada.
Elas detestam a mulher recatada e do lar.

Vc fica de beijinho e amorzinho com a sua rodada, enquanto outros já fizeram de tudo com ela. De tudo mesmo. Até nisso que vc está pensando agora.

Como ela ja fez de tudo, se aventurou e tudo mais, agora vai atrás de um trouxa.
E "ai" de vc pedir aquilo que ela fazia com os outros. Só faz com os outros. Com vc, jamais.

Anônimo disse...

Anônimo das 14:24 vá catar coquinho na descida... E como dizem vocês, os machistas: não se preocupa com chifre, é só uma coisa que colocam na sua cabeça.

Mulher pode dar para quem quiser e tão importante quanto: pode escolher como dar, se quer dar e quando não quer dar de jeito nenhum.

Nunca vi feminista obrigando ninguém a casar não, já machista... Não tá afim de casar com mulher? Amém, irmão. Agradecemos imensamente o favor, continue solteiro por toda a sua vida, que ninguém te merece, de jeito nenhum.

Anônimo disse...

A forma como os homens se comportam é escolha das mulheres? Que interessante. Cancela o feminismo. A partir de hoje não quero que os homens se comportam como canalhas, covardes, hipócritas e machista. Agora sim. Tem que falar alguma palavra magica pra funcionar?

Anônimo disse...

Anonimo das 14:58

Vc pode dar pra quem quiser. Tou me lixando pra isso.
Agora, casar com mulher rodada é o fim!

Anônimo disse...

Só acredito no feminismo quando eu ver mulheres atrás de caras humildes, que nao esbanjam dinheiro, negro, oprimido.

Tudo hipocritas.

Por isso de a maioria feminista ser lésbicas ou bi

Anônimo disse...

Sabe a sua virgem recatada? Também fez de tudo, mas tudo mesmo pra reservar o himen. Por isso teve que ser bem criativa.. Se é que me entende. O mundo está mudado. Te aconselho a esquecer essas mulheres. Não são confiáveis. Homem é melhor pra relacionamento. São fiéis e leais. Nunca vão pedir o divórcio. Pode confiar em mim.

Anônimo disse...

Uma mulher rodada presume-se que EU SEI que ela é rodada.
Por isso que mulheres "se fingem" mais de santa.

Como diz a sabedoria popular:
"homem gosta de mulher sem passado e
mulher gosta de homem sem futuro"

Anônimo disse...

rs rindo dos dois figuras dos comentarios acima. Que triste

Ninguem quer obrigar nada. É evidente como vocês julgam as pessoas de uma maneira grosseira. Acredito muito na lei do retorno: a vida deve retornar essa montanha de grosseria na vida dos que apontam e julgam demais. Por isso esse ressentimento de vocês com quem não quer mais um tratamento desigual.

Estamos nos apropriando do nosso direito de escolher estar num relacionamento em que exista respeito e que ambos saiam ganhando, sem tantas cobranças e com mais apoio e compreensão mútuos. Em que "gentilezas" que não são mero tratar bem: muitas vezes viram sim moedas de troca para abusos e agressões verbais, psicológicas e econômicas.

Não detestamos a mulher recatada e do lar. Se ela tiver tido a sorte de estar bem nesse contexto, que bom. Mas não é a realidade da maioria, que sofre sim uma serie de abusos. Até mesmo quem parece estar bem adequada nesse papel paga um preço muito alto por sua alienação... quem não acha no mínimo triste e estranho a própria familia "vender" a filha pra ser a "recatada do lar"? mas claro que existe situação muito pior.
Muitas vezes sofrem em silêncio porque como sabiamente disse a coleguinha Regina Navarro Lins recentemente, "Entre o risco no prazer e a certeza no sofrer, acabamos sendo socialmente empurrados para a última opção."

E quanto ao julgamento sobre a frequencia sexual dos outros, que moralismo raso, que cliche, como se varias pessoas fizessem a mesma coisa o tempo todo, como se tudo nao pudesse ser conversado e negociado. Mas não, na cabeça de vocês tudo é comercio. Que tristeza deve ser viver pensando assim.

Marcia disse...

Isis, as regras sociais de relacionamento são terríveis mesmo. O que sempre uso como régua básica para medir o 'valor do cavalheirismo' é o seguinte: o homem que te ajuda, o faz por que ele acha certo ser gentil, e não espera nada de volta, ou o faz como moeda de troca em relação a você? Se alguém de ajuda, esperando que você retribua com sexo, bem, isso não é ajuda nem educação, e é um péssimo jeito de convidar outra pessoa para fazer sexo.

Trabalho num lugar com 48 homens e 6 mulheres. Não tenho problema algum com colega abrindo a porta, elogiando minha aparência (elogio é o que te faz bem, se te constrange, aí amiga, nem pisca - é assédio), por que faço questão de agir da mesma forma com eles. Abro porta, se vou na máquina de café, pergunto se alguém mais quer uma xícara, digo que eles estão elegantes e bonitos quando aparecem com um terno novo, reparo se cortou o cabelo, tudo como muito respeito, do mesmo jeito que eu gosto de ser tratada.

Mas já tive momentos difíceis em que precisei explicar que, não, não foi por que eu deixei você abrir a porta para mim, que eu quero me relacionar romanticamente com você. Por favor, respeite minha ética profissional: não saio com pessoas do meu trabalho.

O problema do feminismo com a 'etiqueta' social dos relacionamentos é que essas regras ficcionam o que as pessoas realmente sentem umas pelas outras, e pior: ignoram os reais sentimentos das mulheres em relação aos homens que elas conhecem. Por que né? Benza deus, um homem olhou para você, agradeça com sexo... Ah, mas não rola mesmo...

E meu caro mascu troll se passando, mais uma vez, por feminista radical: heterossexualidade compulsória existe. Pregação para virar lésbica não funciona e um desrespeito com pessoas lésbicas. A orientação sexual delas não tem responsabilidade alguma com os problemas de relacionamento das pessoas heterossexuais, para de usar as minas como muleta, que tá feio.

Anônimo disse...

Nós, feministas, queremos obrigar vocês, mascuzinhos, a ficarem com mulheres rodadas? Hahahaha, caiam na real, trouxas! O que queremos mesmo é que vocês continuem mantendo distância de todas as mulheres ("promíscuas" ou "recatadas", aff, que dicotomia imbecil). Nenhuma mulher merece topar com caras asquerosos como vocês. Apoiaria, no máximo, uma iniciativa para que vocês transem apenas com bonecas infláveis.
E é tão divertido ver mascu falando sobre escolher mulher, quando o melhor que conseguem é escolher o vídeo mais bizarro do red tube. Hahahahaha! Vocês são uma piada e não enganam ninguém!

Leonardo Neves disse...

Li toda a discussão. Senti-me em uma DR pautada no absurdo. Daquelas que você não sabe se ri ou chora. Um monte de homem e mulher com merda na cabeça (ou seriam apenas garotos e garotas? não sei).

Mas achei interessante um trecho do post principal "...um dos principais propósitos dos feminismos (porque há várias correntes) é questionar tudo, sempre. Problematizar, desnaturalizar, não aceitar o que nos é vendido como "natural", rejeitar o que é imposto."

Agora estou entendendo um pouco do que esse "ismo" representa; feminismo é a negação de tudo, só que com um apelo bem vulgar.

Segue uma crítica: você vai lá berra, escandaliza em praça pública,problematiza, desconstrói, mas não cria nada valoroso sobre o que destruiu, no fim das contas tu apenas mostrou os peitos, cagou na rua, depilou a ppk em público e pensa que fez um grande serviço às mulheres.

Você está infectada com esse niilismo pobre, cheio de ressentimento, e trata todo homem comum como se ele fosse o ex-marido azucrinou sua vida e agora você vai dar o troco.

Se você lê bem alguns trechos dessa discussão, que provêm dos diversos tipos de "feminismos", para começar a achar que se trata de uma ideologia baseada no ódio. A teoria está dizendo que vocês pregam a "igualdade entre mulher e homem", mas não é isso que tenho lido aqui. Só vejo gente pregando ódio e incompreensão.

Charle Coimbra disse...

Seu desconforto, se permite opinar, é porque se importa com a visão dos outros em relação a você e de disso falta se libertar, se assim o quiser, claro.

Anônimo disse...

"Só vejo gente pregando ódio e incompreensão."

Só vejo HOMENS pregando ódio e incompreensão. As mulheres se defendem das agressões masculinas como podem. Até um tempo atrás, neste mesmo blog e em outros espaços com discussões do mesmo tema, as mulheres faziam isso argumentando com seriedade. Recebiam em troca apenas agressões mais pesadas e mais baixas. Finalmente acordaram, perceberam que com homem não há qualquer possibilidade de um diálogo real e começaram a responder no mesmo diapasão. Se o nível do "debate" é baixo, cobre os homens por essa baixeza.

Anônimo disse...

eu acho que todo mundo tem critérios, claro
critérios baseados em é calculos. e um desses cálculos é: vou procurar alguém que tem a ver comigo ou alguém muito diferente de mim? ou ainda: vou procurar alguém que sei que não tenho a menor chance ou alguém que posso ter chance? porque no fim das contas os critérios contém uma boa dose de pragmatismo.

então quando o jovem diz que faz essa diferenciação entre mulher rodada (aquela que os caras "fizeram" várias coisas com ela) e a mulher recatada, ele tá fazendo um cálculo. e o cálculo é: poderei suportar o fato de que ela teve muitas experiências que irão influir na análise sobre a minha performance? Provavelmente não. Mas aí tem duas questões curiosas: uma é que se ela foi apenas um objeto na mão dos caras "que fizeram coisas com ela", como ela poderia fazer essa análise, essa avaliação?. Explico: se ela é um mero objeto rodando entre sujeitos, ela não tem desejo e muito menos agencia para comparar, avaliar, analisar. É somente o objeto do desejo do outro. Apenas o sujeito tem a posse do seu desejo. Portanto esse dilema machista é altamente contraditório: tenta desqualificar a mulher "promíscua" como um objeto e ao mesmo tempo não esconde a insegurança diante de um sujeito dotado de desejo, capacidade para comparar, avaliar, analisar. E por que se apoia na contradição? Porque não tá aí pra fazer sentido. Tá aí apenas para indicar que eu sou o detentor do privilégio que se expressa na possibilidade de me contradizer porque no fim das contas, não importa se a mulher segue ou não a cartilha machista: ela sempre vai estar errada, sempre pesará sobre ela uma expectativa de algo impossível de se cumprir.

Mas tem mais:
o homem que baseia suas escolhas nesses critérios está assumindo que o relacionamento estável não é compatível com a plena satisfação sexual. O comentarista disse que a mulher pra transar é ótima porque tem experiencia. Ela vai saber receber e proporcionar prazer. Mas ao dividir a vida com alguém, alegrias, tristezas, medos, dividir as contas, o homem que vive sob a influencia dessa dicotomia vai abdicar de fazer o que ele mesmo qualifica como bom sexo. aí eu me pergunto: por que nao se pode ter tudo? mulheres que querem tudo encontram homens que querem tudo. os outros homens ficam presos às suas inseguranças, tem só a metade e acabam encontrando mulheres que topam ter só a metade porque é isso que a cultura tem empurrado goela abaixo delas por anos e anos. a isso, eles chamam "privilegio".
mas o fato é que como é difícil assumir que se tem expectativas baixas coerentes com a sua baixa autoestima, esses homens tentam mascarar essa realidade (que só pode significar frustração) com uma falsa postura "privilegiada", como disse o outro. não existe privilégio nenhum em ter só a metade.

Leonardo Neves disse...

Anônimo 18:32, infelizmente, sua fala só reforça aquilo que eu disse... muito triste.

Leia as postagens e verá que a insensatez não é uma exclusividade masculina. Ou provavelmente não veja, pq vc deve achar que o mundo tem que ser assim, ou que é assim.

Anônimo disse...

Mas eles não querem só a metade, mas sim uma virgem para servir de empregada e mãe e outra mulher para servir de puta por meio da traição.

Anônimo disse...

E tem mais dois detalhes:

1. o homem, por negar a humanidade da mulher, jamais se relaciona com a mulher em si mesma, pois isso seria se relacionar com uma pessoa plena. O homem se relaciona apenas com outros homens, portanto, com os homens que fizeram sexo com ela, por isso incomoda que a mulher tenha tido experiência sexual pregressa.

2. como o homem considera o sexo sujo e humilhante para a mulher e o pratica como uma forma de humilhação, para ele é inconcebível estar com algo (já que desumaniza a mulher), que tenha sido usado por outros homens.

É por isso que, no caso masculino, os supostos "critérios" não passam de desumanização que procuram esconder (como se isso fosse necessário), justamente a desumanização feminina.

Observe que o homem não se importa em "estragar" mulheres, praticando sexo livremente com elas (e ficam revoltadinhos quando uma mulher se recusa), mesmo que ele considere o sexo algo que as prejudique enormemente. Por isso homens são detestáveis. Eles exigem da mulher algo que eles mesmos consideram extremamente prejudicial.

Sexo nunca foi um problema para a mulher. Sexo sempre foi e segue sendo um problema para o homem, mas, como tudo o que é problema para o homem, só provoca dor e prejuízo para a mulher.

Anônimo disse...

Se está achando ruim, pede para sair, que ninguém aqui quer ficar ouvindo seu chororo. Ódio e incompreensão? Se foda com seus amiguinhos e saia machão.

Anônimo disse...

Depois, quando falamos para as mulheres ficarem longe dos homens, eles se zangam quando na verdade sabem que as mulheres viveriam muito bem sem eles. Odeiam as mulheres que saiem com homens e odeiam mulheres que não querem homens.

Anônimo disse...

Quando você pretende trair sua esposa com uma puta, se já não traiu?

Anônimo disse...

Que tal você ler sobre o que os filosofos homens falavam das mulheres para ver de onde realmente surgiu o ódio e incompreensão? Porque parece que ter sua humanidade negada aqui é fichinha para esse vagabundo estuprador de merda.

Anônimo disse...

"Anônimo 18:32, infelizmente, sua fala só reforça aquilo que eu disse... muito triste.

Leia as postagens e verá que a insensatez não é uma exclusividade masculina. Ou provavelmente não veja, pq vc deve achar que o mundo tem que ser assim, ou que é assim."


Expliquei exatamente porque as coisas estão como estão. Acompanho o blog desde o seu início, quando a Lola postava crônicas de cinema. Sei do que estou falando. Vi acontecer o mesmo em muitos outros espaços. As mulheres, na tentativa de fazer o homem perceber o absurdo de suas posturas, a violência dos seus preconceitos, sempre tentaram argumentar e debater. Acontece que isso é inútil. Do homem para a mulher só existe humilhação, agressão, condescendência, silenciamento. Quando as mulheres se cansaram, porque lidar com agressão sistemática é absolutamente exaustivo, mudaram de estratégia e passaram a responder no mesmo diapasão. Talvez assim percebessem a violência do que diziam. Mas isso também é inútil. Não percebem. Não se importam. Muitas abandonaram a caixa de comentários, como eu mesma, porque ler num espaço feminino de reflexão as mesmas agressões que escuto nas ruas, no trabalho, na família, nas baladas, nos grupos de "amigos"... não faz sentido. Por isso a pobreza de ideias nos últimos tempos, porque a caixa de comentários foi tomada por homens agindo como homens. Repito o que já disse: cobre dos homens o atual estado das coisas. Foram eles que transformaram a caixa de comentários do blog fantástico que a Lola mantém nesse chorume sem fim.

Anônimo disse...

No final das contas,o melhor seria que os gomens ficassem longe das mulheres e o contrário idem. Eles estupram, matam e elas são estupradas e mortas. A superficialidade do "cavalheirismo" não está pronta para a realidade das mulheres.

Anônimo disse...

Alguém conhece algum site feminista que mulheres, APENAS MULHERES, possam comentar?

Anônimo disse...

anônima muito interessante os pontos que você colocou.
concordo que existe essa concepção do sexo como algo humilhante para a mulher e que é praticado por muitos homens sob essa perspectiva, a da humilhação.
mas penso que existe uma ambiguidade nisso. me explico: o homem desumaniza a mulher como uma forma de mascarar o medo enorme que sente dela (mais especificamente, da sexualidade da mulher). muitos dirão que isso não tem o menor sentido, o homem sentir medo da mulher. mas o fato é que É a sexualidade da mulher (ou a ausencia de) que vai conferir respeito ou desrespeito ao parceiro dela. os homens tem verdadeiro pavor de serem chamados de cornos. aliás uma das principais ofensas para os homens é essa, que é justamente sobre a conduta da mulher deles e nao deles proprios, ou seja, eles nao tem o menor controle sobre a imagem deles. podem facilmente passar de "homens respeitaveis" para cornos (que não são dignos de respeito). então uma das formas que encontraram para tentar evitar que isso aconteça é insistindo na ideia de que o sexo é uma humilhação, que a mulher não só não tem prazer com ele, haja vista que nao tem desejo porque afinal de contas é só um objeto, e não um sujeito, como sai derrotada e humilhada da relação sexual.

o interessante é que ao mesmo tempo em que insistem que as mulheres nao tem prazer e desejo, insistem que a existencia da mulher se resume a fazer sexo. por exemplo: se a mulher experimentar dizer que vai sair só à noite pra pensar na vida, relaxar, se divertir um pouco, imediatamente o homem vai pensar que ela "vai dar para o primeiro que aparecer". como se 1) tivesse um impulso sexual incontrolável, 2)sua existencia sozinha (ou seja, no momento em que nao esta com o parceiro) se resumisse a fazer sexo.

a história, a mitologia estão repletas de exemplos nesse sentido (tanto de homens que morrem de medo de ser cornos, como de mulheres que nao tem racionalidade, e são puro impulso sexual) e as proprias leis e a forma como elas são aplicadas também estão repletas de exemplos nesse sentido. por muito tempo ser adultera era um crime, e lembre-se do nefasto "legítima defesa da honra" para justificar os femicidios. o proprio divórcio foi uma reivindicação das mulheres e ainda hj é delas que partem a maioria dos pedidos de divórcio.

daí que o medo é tanto que uma forma de preveni-lo é essa: escolher alguém pra casar que SUPOSTAMENTE nao apresenta risco de traição, nem que pra isso seja preciso abdicar de se ter uma vida sexual satisfatoria dentro do casamento. ter uma amante ou relações esporádicas pra tentar suprir essa necessidade nao livram o sujeito de ter uma relação estável pela metade. é aquela coisa, cada escolha, uma renuncia.

Anônimo disse...

Esse suposto medo masculino só prejudica a mulher. O homem precisa resolver esse medo consigo mesmo. Mulher não é saco de pancada pra ficar recebendo pedrada por causa de neuras e complexos que são exclusivamente masculinos. Chega dessa história. Homens, curem-se e parem de agredir as mulheres!

Leonardo Vieira disse...

Bom anônimas, esse espaço trata de temas feministas e muito outros, mais não e um espaço exclusivo para mulheres, se vocês lerem a descrição da autora irão perceber que ela não coloca restrição de nenhum tipo. Aqueles comentários que ela considere inadequado ela simplesmente rejeita. olha que a autora e de esquerda mais parece que tem um senso democrático muito mais apurado do que vocês.

Enquanto a tema de seleção porn sexo e casamento, volto a repetir isso e natural todos tem os seus padrões a vida e assim. quantas de vocês ja não rejeitaram homens por eles não se enquadrarem, nos critérios de vocês?


A vida e curta e precisamos estar disponíveis para o verdadeiro amor de nossas vidas. Eu graças a deus ja encontrei a minha amada, que representa tudo aquilo que desejo em uma mulher. Linda, educada, feminina, inteligente e bem resolvida consigo mesma. ou seja ela esta dentro dos meus critérios e satisfaz aquilo que eu busco em uma mulher. Viu e por isso que importante ter critérios, eu coloquei em mente o que eu desejo em parceira de vida e fui atrás.

EU credito sim que podemos ter tudo, nunca disse que avida sexual satisfatória não tem haver com relacionamento. Eu so não quero me casar com uma mulher que praticou sexo com vários homens. Qual e a emoção que poderia se ter ao nos relacionarmos com uma mulher assim, que já experimentou de tudo,ela não teria sensação de descoberta, perderia espontaneidade, ela ja saberia de tudo. isso e muito frustrante.
ja a mulher que tem pouca experiência, essa sim, você iria ensinar, poderia ver nos olhos dela o prazer em ta experimentando algo novo, e isso jamais teria com uma que ja transou com vários na vida. ela simplesmente perdeu o seu brilho, a sua graça. sexo com ela não iria diferenciar muito com transar com uma prostituta.

Anônimo disse...

Assim, tanto "mal-comida" quanto "bem comida" (eufemismo de puta) são palavrões no dia a dia. As mulheres são agredidas tando por fazerem sexo quanto Não o fazerem,se negar a ser objeto sexual.

Anônimo disse...

Quantas vezes você já traiu sua mulher com putas ou a estuprou? Tem comentários seus em outros posts dizendo claramente que a traição faz parte do masculino e o marido pode forçar a mulher no sexo. Enfia esse amor romântico no seu cu que não acreditamos mais em vagabundos hipócritas.

Anônimo disse...

Sua esposa sabe que é corna? Ela já pegou alguma doença que você passou para ela por meio das prostitutas?

Anônimo disse...

Idependente de ela ter se casado virgem ou não,como esposa vai sempre ser tratada como uma prostituta,ou pior, que pelo menos as putas podem negar os clientes e ganham dinheiro....

Anônimo disse...

Não era você o misogino traidor punheteiro? Porque está dando uma imagem "romantizada" do chorume?Só uma retardada acreditaria em você.

Anônimo disse...

Pessoal, parem com isso. Esse leonardo só está se divertindo às custas de vocês. Tenham algum amor próprio e ignorem!!

Anônimo disse...

Concordo. Parem de bater palma que o palhaço some.

Anônimo disse...

Todo homem quer ter o controle sobre a mulher (oberve o "ensinar", que nada mais é do que moldar o desejo dela ao do homem, convencendo-a a fazer o que ele quer, mesmo que ela não queira. É aí que reside o verdadeiro prazer masculino - submeter a mulher aos seus desejos e contra os da própria mulher.). É um aspecto da insegurança masculina? É. Mas as consequências nefastas são, como tudo que envolve o homem, apenas feminina, pois a desumanização envolve toda e qualquer mulher, até aquelas que se imaginam "protegidas" e "amadas". Observe que ele não a ama exatamente, mas o controle que ela aceita sob o eufemismo "amor". Homem namora ou se casa para ser cuidado e, se possível, reverenciado, não para cuidar, como fazem crer. É só isso, como o rapaz reforça mais uma vez (adoro quando se revelam em sua totalidade na caixa de comentários). É claro que ele trai sistematicamente a esposa, não se importa com isso e ainda usa o sexo como humilhação (sempre que um homem usa a sexualidade para humilhar uma mulher ele revela o que pensa verdadeiramente sobre a mulher e sua sexualidade). Essa conversa mole só engana iludidas, mas não por muito tempo. Quando acordam, pulam fora. Já vi acontecer algumas vezes. Tem, inclusive, a filha de uma amiga da minha mãe passando por esta epifania neste momento. O rapaz, ameaçando se matar, matar ela e o filho, e toda essa palhaçada ridícula e violenta que os homens adoram. Espero que ela sobreviva ao homem e possa, finalmente, ser feliz de verdade.

Anônimo disse...

Entendo as colegas quererem responder o cara, mesmo sendo absolutamente inútil pq ele vem aqui só pra cagar regra, desancar todo mundo aqui e não ouvir ninguém.
É que tem hora que ouvir absurdo cansa também.
O silenciamento sistemático pode ser tanto uma fuga de proteção contra os ataques e insensibilidades quanto uma tortura por fingir que nada está acontecendo.
Está acontecendo é que quem acordou pra vida não tem como voltar atrás. Só tem como seguir em frente na vida.
Quem tem ouvidos para ouvir que ouça.

Anônimo disse...

Não se deve responder trolls, apenas analisá-los, dissecá-los, revelá-los ou, simplesmente, ignorá-los. Jamais argumentar ou responder.

Leonardo Neves disse...

Não parece um bom caminho adotar o modus operandi dos caras mais retardados do mundo e achar que assim suas ideias vão ser levadas a sério. Isso só impossibilita qualquer tipo de debate e faz o feminismo parecer uma piada de mal gosto. Entrei aqui tentando compreender o que rola com vcs e a impressão não tem sido melhor do que tenho dos caras que julgo os mais babacas do mundo.

Anônimo disse...

Não, doente são os homens.

Até agora não vi você tecendo qualquer crítica ao que sistematicamente ocorre nas relações entre homens e mulheres em termos de violência masculina. Só criticando mulheres que, cansadas de tanta agressão, respondem na mesma moeda. Quando irá criticar quem ataca? Ou só sabe criticar quem se defende?

Você não entrou aqui para compreender nada, pois se fosse assim, já teria entendido o que está acontecendo. Seu discurso é muito cômodo: "vejo e critico a violência da reação, mas me calo completamente sobre a violência do ataque, e ainda faço isso me escondendo atrás de platitudes inócuas como chamar de 'babacas' os autores de violência sistemática que também pratico".

De tipos como você, estou escolada. Conheço vários como você na vida real e virtual. Homens que fazem exatamente o que os 'babacas' fazem, mas usando eufemismos que (tentam) mascarar a violência e criticam ferozmente as mulheres que reagem, nos termos exatos que os 'babacas' usam.

Não há bom caminho na lida com os homens. A mulher, socialmente, perde de qualquer maneira. Esse jogo não foi feito pra mulher nenhuma ganhar, em hipótese alguma.

Anônimo disse...

Se você quisesse debater qualquer assunto, estaria fazendo isso e não criticando as mulheres que respondem aos babacas com o mesmo veneno que eles despejam aqui.

Simples assim.

Leonardo Vieira disse...

Anônima que disse que estou me divertindo a custas das mulheres aqui. desculpa vocês podem ser tudo menos divertidas ou engraçadas.

A anônima que fez varias acusações, bota um comentário meu em que apoio o estupro. para de inventar sua lunática. se colocasse algo desse tipo a autora do blog jamais iria colocar na caixa de comentários. Nunca defendi a traição muito menos trai minha namorada e não esposa, pois também nunca disse que havia me casado com ela, não passo doenças por que me cuido não sou promiscuo.

"oberve o "ensinar", que nada mais é do que moldar o desejo dela ao do homem, convencendo-a a fazer o que ele quer, mesmo que ela não queira. É aí que reside o verdadeiro prazer masculino - submeter a mulher aos seus desejos e contra os da própria mulher.)"
Bela definição de ensinar. Mais não bem, não foi com essa conotação que coloquei essa palavra, eu coloquei com o sentido de mostra o novo e aprender também pois no sexo essa e parte mais importante pelo menos para mim. me diz qual que propriedade você vem falar que o amor da minha vida e infeliz ou que eu oprimo suas fantasias e desejos? Desculpa que faz isso e o feminismo que você tanto defende

Olha eu relatei um fato que aconteceu que na minha vida, para ilustra o meu texto, para demostrar que pratico o que escrevo e falo. Era para as poucas mulheres normais que acessam esse blog verem que existem homens dispostos a conversa e dialogar(como conversas estimulantes que eu tive no post sobre aborto) e que posso mudar a minha forma, assim como elas também podem mudar as delas.

E por ultimo, agradeço todos os dias por morar em um estado(amazonas)livre porque Feminismo isso sim corrói o cérebro, e so ver a anônima que me atacou de forma desproporcional so porque discorda de mim. o feminismo fabrica esse tipo de mulher rancorosa, alienada, vingativa e agressiva.

Leonardo Neves disse...

oi, critico as generalizações absurdas e pouco inteligentes que o movimento de vcs faz. É uma que faz parecer que não há pessoas sérias entre vocês, não há pessoas capazes de conversar, apenas de gritar. E isso somado a um conteúdo de gosto duvidoso, na minha visão,não está muito melhor do que aquilo que vem dos mascus que vcs tanto falam, pra mim, estão igualados. Vejo que existe sim, no caso prático, o que vc cita como "violência na ação", as meninas estão numa posição mais frágil em relação aos caras - mas nem tudo se explica por essa relação, como por exemplo a questão da gentileza citada no post principal. O cara quer te agradar no encontro e vc já viu mil merdas em toda ação, que nem de longe beira à violência. Agora pra vcs tudo é ameaça, como citado pela blogueira "desconstruir tudo". Já pensou se no "Eichmann contra Jerusalém" Hannah Arendt adotasse não o ponto de vista de uma analista do problema, mas sim um ponto de vista de vitima corroida e ressentida, imagina como seria pobre toda exposição. em vez disso ela adotou uma postura de hinestidade intelectual e fez uma das obras mais impressionates já produzidas. Claro que não vou encontrar Hannas aqui, mas vejo que falta um pouco desse espírito em vocês e falta autocrítica tbm. Se vc encara que existe uma guerra declarada contra os homens seria importante pensar mais, e não apenas defender os dogmas do que me parece mais uma religião.

Anônimo disse...

Já acabou? Agora tome no cu e saia, não passa de um vagabundo, temos todos os seus comentários antigos que contradizem suas palavras.

Anônimo disse...

Não reclamam tanto do machismo? O romantismo nada mais é que uma vertente mais suave do machismo, um conjunto de estratégias e subterfúgios para chegar ao objetivo final: faturar uma bucetinha! Então não se enganem queridas, quando o homem abre a porta do carro, paga a conta, manda flores, bombons, ele só quer te comer!!! Se você quer dar também, não tem nada de errado nisso, mas não se enganem que ele tá sendo queridinho, porque tem segundas intenções! É a cabeça de baixo pensando, é o instinto de propagar a espécie bolando planos pra te comer!

Leonardo Neves disse...

Desculpa, mas a critica é merecida. Quanto ao assunto principal não vejo pq criar problema com o fato de um cara pagar a conta, entrar no jogo da conquista, querer agradar... sinceramente, vejo como algo comum. assim como o fato de uma mulher agir se forma carinhosa, jogar charme, olhar... aquela coisa toda que é muito legal quando vc conhece alguém. não tem porque eu achar ruim algo assim. ruim é que as relações hoje degradam rápido e se vc não tiver cuidado com quem vc escolhe pra se relacionar tem a possibilidade de trazer o diabo pra sua vida rsrs... mulher que já deu muito, ou deu pouco, pra mim tanto faz, importante é o afeto, o fogo e o companheirismo ser recíproco.

Anônimo disse...

Você é um bosta.

Anônimo disse...

Paciência para aturar esse ''leonardo'', que mala sem alça e esses mascus chatos só pensam em reprodução, que bando de fracassados que não tem mais nada pra falar e só falam merda.

Anônimo disse...

"Só acredito no feminismo quando eu ver mulheres atrás de caras humildes, que nao esbanjam dinheiro, negro, oprimido."

Precisando acordar pra realidade fio. O que mais tem é homem pobre com n mulheres e ainda tirando onda.

Ah tem também o fato de colocarem na cabeça de vocês que precisam esbanjar dinheiro para ter mulher. Claro que vocês procuram mulheres interesseiras para se relacionar e depois chorar o quão as mulheres são vilãs malvadas querendo a sua grana.
Mas se relacionar com uma mulher com mais capital financeiro e intelectual também não querem né? Se vitimizam e se sentem oprimidos, quem sabe mesmo ridicularizados por outros homens por ser "sustentado" por mulher, mesmo que não sejam na realidade.

Anônimo disse...

Leonardo, meudeus, já explicaram pra você um milhão de vezes que esse seu critério (baseado em experiências sexuais, somente) é um critério raso e machista.
1) Por considerar a experiência sexual da mulher como fator determinante ao sucesso ou fracasso do seu relacionamento;
2) Por desconsiderar outros aspectos que possam te atrair numa mulher (caráter, inteligência, bom humor, interesses semelhantes aos seus e até mesmo formação acadêmica).

E que o critério do número de experiências sexuais é usado largamente por machistas. Será que vai ser preciso desenhar pra você entender?

Leonardo Neves disse...

Anônimos 08:44 e 09:25, seria legal no futuro vocês rebaterem argumentos. Senão vou pensar que a capacidade intelectual de vocês se limita a textos de 2 linhas dedicados a taxar pessoas de "bosta" e "mala sem alça", tenho fé que vocês são um pouco melhores que isso.

Anônimo disse...

Pra quem ainda acha que romantismo dá certo com relacionamentos, leiam o que os próprios homens escrevem sobre isso:

"Pense nas posições sexuais e verá que, na maioria delas – ou em todas -, sempre existe alguém em posição de desigualdade e de submissão. Perceberam? A Igualdade e as demonstrações de respeito são coisas necessárias em diversas esferas da vida humana, mas na hora do “lepo lepo”, por favor, saiba se livrar delas."

http://eoh.com.br/fazer-amor-e-broxante/

Todo homem ama e odeia uma vagabunda.

Anônimo disse...

"pelo bem da sua vida sexual, não use a hora do sexo para demonstrar amor, respeito e ternura."

http://eoh.com.br/fazer-amor-e-broxante/

Anônimo disse...

Quando casam com uma "mulher para casar", querem transformá-la em vadia. Ou a traem com uma vadia.

Anônimo disse...

Não tenho de demonstrar minha capacidade argumentativa para ninguém, muito menos para você. Baixa a bolinha aí. E foi uma constatação exata: ele é um bosta.

Marcia disse...

Leonardo, princeso! Se valoriza! Se você sair com mulher rodada, não vai ter nenhuma virgem para você, e a culpa é só sua, quem mandou não se resguardar e manter o pipi na calça, até o dia do casório?

Acha mesmo que uma moça, bela, recatada e do lar vai te apresentar para família, se souber que você dá fácil, toda hora, para qualquer uma?

Se cuida, se tem interesseira na sua vida, a culpa é toda sua que não se dá ao respeito. Homem quando quer, se porta puro, pelo bem da família e de Deus, e se guarda só para o casamento, que é o único lugar onde se pode fazer sexo seguro. Segui essa cartilha, mas é óbvio que terá uma virgem pura e fiel para lhe acompanhar por toda a vida.

Agora se traí a mulher com uma amante, é um vagabundo da marca maior, um desnaturado, um filho de satã praticamente. E merece, e muito, que a ex-mulher leve toda a grana dele, por que né? Quem mandou não se dar ao respeito. E esperamo que essa ex-mulher faça muito sexo com todos os amigos traíras do ex-marido, por que né? Homem infiel, só tem amigo tranqueira, homem fiel sabe escolher amizades que ajudam a resguardar sua nobreza.

Moço, você vale muito, se guarde para uma mulher só. Se você mostra fidelidade e bom mocismo, mas é óbvio que acharará uma mulher de verdade para você.

Resista a tentação de ser um 'piranho', muito melhor ser obediente, submisso às leis da boa família brasileira, seja um Princeso, e todos esses problemas com mulheres rodadas não serão seus, você não é um puto, com os outros. Se valorize!

Anônimo disse...

Na boa? Ninguém aqui tem obrigação de pegar sua mãozinha e te explicar o bê-á-bá do feminismo. Quer aprender sobre feminismo? Vai nas trocentas páginas do facebook e postagens introdutórias. Tem anos do própria Lola Escreva pra vc ler e tirar as conclusões que quiser e bem entender. Ninguém tem que dedicar resposta a projeto de feministo chato que acha que o movimento vai morrer sem a sua preciosa aprovação.

Leonardo Vieira disse...

Anônimas

Vocês tem algum problema de interpretação, eu apenas expos um fato da minha para fazer um demonstração. Quem não concorda comigo tudo bem, vivam de acordo com as ideias e pensamentos de vocês, seguindo os seus critérios e padrões.


Me diz uma coisa feminismo e um movimento de mulheres democráticas que lutam por direitos iguais ou e uma seita?

Porque pelo posicionamento de algumas aqui, parece atitudes de pessoas fanáticas e extremistas. o que diferencia vocês dos misóginos-machistas que vocês tanto combatem.

Eu sou homem não preciso me preocupar com a opinião ou pensamentos de uma mulher, o meu sexo e o dominante, mais mesmo eu decide debater temas que eu nem deveria me importar porque não me afetam e assim que eu sou tratado?


E assim que vocês querem que os homens se juntem a vocês e busquem essas tais melhorias?

Anônimo disse...

Homem também tem direito de escolha. Tenho colegas que transam com qualquer tipo de cara e inclusive com grande parcela dos amigos. Eu pelo menos não me atraio por mulher assim, agora certamente outros possam se intetessar. Vai da pessoa também

Anônimo disse...

"Eu sou homem não preciso me preocupar com a opinião ou pensamentos de uma mulher, o meu sexo e o dominante, mais mesmo eu decide debater temas que eu nem deveria me importar porque não me afetam e assim que eu sou tratado?"

Sim. Algo mais?

Se vc não quer pensar nem um segundo sobre o q vc está fazendo aqui você vai receber exatamente o que está procurando: mau tratamento.

Meu conselho: vá se tratar.

Anônimo disse...

Não precisamos de vagabundo nenhum para nós ajudar. Sabe oque realmente vai mudar o mundo? Mulheres sendo a maioria nas universidades,maioria com carteira assinada, maioria como mão de obra qualificada,como líderes de empresas e fazendo seu próprio negócio. Não precisamos de homens para isso, depende apenas de nós. E vai tomar no meio do seu cu e volta para a rodada que você merece.

Anônimo disse...

Ele nunca vai ser respeitado aqui. Porque esse vadio continua? Quer abraço? Busque com a sua namoradinha rodada que é a única que vai te dar atenção.

Bia Rosa disse...

Arrasou com o troll.
Depois dessa nem volta mais kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Agora o blog tem dois trolls, dois leonardos.
Um é o troll contraditório. No mesmo comentário em que ele posta que o "meu sexo é o dominante", ele acha ruim todo e qualquer comentário que expõe o quão machista ele é. Não é a primeira vez que ele faz isso. Lembro do post sobre aborto onde o troll dizia uma frase e negava na próxima sentença. O troll-vou-fingir-que-não-sou-machista-mas-sou-mesmo-com-orgulho, e se você não entender, é óbvio que tem problemas de interpretação em não perceber o sentido lógico de duas ideias que se contradizem no mesmo comentário. Esqueçam as aulas de lógica argumentativa. Um clássico.
O outro é o troll vocês-são-muito-misândricas-odiadoras-de-homem. Um tipo de troll que até escreve bem e pode até enganar algumas com palavreado rebuscado ou minimamente coerente com as normas cultas da língua portuguesa. Mas apesar das palavras bem usadas, o discurso é vazio e nada inovador. É mais um que vem a um espaço feminista, não para debater ideias, mas para dizer o quão essas mulheres estão raivosas, ignorando que essa raiva provém de gente como eles, que vem a espaços feministas a fim de desvirtuar o post e chamar a atenção, ditar como o movimento deve agir, e como essas mulheres estão erradas em não querer machos raivosos e trolls por aqui.
Adoraria ver essas palavras de mais amor direcionada aos que vêm aqui agredir feministas de graça. Conte-nos depois a experiência.

Anônimo disse...

Márcia, você é fabulosa.Impecável o seu comentário.Tenho orgulho de mulher inteligente e espirituosa.

Anônimo disse...

o homem é tão dependente da atenção feminina que não tem o menor pudor de interromper qualquer mulher desconhecida no meio da rua para que esta possa lhe dar um pouco de atenção. tem um texto ótimo sobre isso que fala de uma mulher lendo num cafe sendo insistentemente interrompida por um homem que quer "conversar" com ela, mesmo que ela não tenha dado a menor demonstração de interesse em qualquer conversa com um desconhecido qualquer. mas essa dinâmica se repete no espaço virtual no estranho caso do homem que busca desesperadamente a atenção feminina, nem que seja atenção negativa, ou seja aquela que se traduz em correção de erros primários de gramática, ou ainda erros primários de argumentação.
o interessante é que aqueles que juram que não se importam com opinião feminina são aqueles mesmos que condicionam TODOS os seus atos e projetos de vida à atenção feminina. Tem aquele que entra numa bandinha de rock porque supõe que assim terá atenção feminina, aquele que resolve passar no concurso pra ganhar dinheiro e assim supostamente ter a atenção feminina. Tem aquele que malha desesperadamente faça chuva ou faça sol com o sonho de atrair o olhar, a atenção e a opinião positiva das mulheres. Não digo que nao exista uma correspondência feminina a essa comportamento, especialmente no tempo que se perde com procedimentos cosméticos, mas me parece que cada vez mais, as mulheres estão preocupadas com sua independência financeira, sua liberdade, os problemas estruturais que limitam suas vidas e alguns homens estão parados no tempo, sem um rumo assim mais transcendente que apenas atrair a atenção feminina, nem que essa atenção seja negativa.

Será que a formula existencialista se inverteu? Simone de Beauvoir dizia que os homens eram autônomos porque buscavam projetos transcendentes de vida que os levassem à liberdade, enquanto as mulheres estavam presas à repetição de atos que não levavam à liberdade (o cuidado cosmético, por exemplo). Hoje está claríssimo que enquanto as mulheres pensam cada vez mais na sua condição, nos obstáculos que as impedem de serem livres e nos meios de alcançar a liberdade, os homens regridem: desaprenderam a ler por conta própria (ou apenas fingem que desaprenderam para ter a atenção feminina durante a explicação de questões simples e básicas, alô leo neves!), desaprenderam a escrever (eu não falo nem dos erros de português, mas especialmente da falta total de domínio argumentativo do leo vieira, como colocou a outra comentarista, se contradiz o tempo todo! isso só pode ser estrategia pra ter atenção, me custa a acreditar em alguem tão inapto para formular um argumento), não parecem interessados em pensar na política, na historia, só parecem interessados na boberice da comunicação interpessoal. Poxa será uma utopia pensar que ambos gêneros possam se unir no desejo de transcendência? Porque as mulheres ainda podiam justificar com o sistema de opressões muito efetivo que se interpunha aos anseios de liberdade delas, mas homens parecem que escolhem voluntariamente regredir, francamente...

Leonardo Vieira disse...

Cara anônima 13:38

Sim, meus textos estão um pouco desconexos, pois como ja disse aqui eu tenho preguiça de revisa-los.AS vezes faltam algumas palavras, as vezes não completo alguns paragrafo mais da para entender.

Eu tenho pensamentos e paradigmas que muitas de vocês consideram atrasados, sim tenho nunca neguei. Na verdade eu tenho medo do que pode acontecer se essa mentalidade reformadoras prevalecer, pois não quero viver em um mundo onde eu tenha que me curva aos desejos e vontade de uma mulher.

Definitivamente não quero ter que dividir o domínio do meu relacionamento com a minha parceira, Pois cresci vendo relacionamento onde a dinâmica e toda desenvolvida pelo homem.

Todos as decisões são feitas e realizados pelo homem e tudo acontece em torno das
suas vontades. não sei viver outro tipo de relacionamento, por isso me assusta ver um post como esse que a autora do blog colocou, onde uma mulher ousa questionar algo que ja foi definido antes mesmo do seu nascimento. Os relacionamentos são assim, sempre serão e nunca mudara. Vocês querem transforma algo que ja funciona a muitos anos porque? e tão ruim assim o cavalheirismo? quem disse que ele so e direcionado para algumas mulheres e não todas?.

Existem poucas coisas nesse mundo que ainda não foi contaminado por essa ânsia reformadora de vocês, e para pior. Eu não estou regredindo, eu faço parte de um sistemas que esta no mundo a muitos anos, que vem sendo mantido através dos séculos com muita luta.

Não vou assistir as malditas feministas, subverterem a ordem natural sem combater. Já perdi a minha melhor amiga e não vou deixar me tirarem mais ninguém. Pouco me importa a atenção seres como vocês, eu so estou combatendo em varias frente e acredite não estou sozinhos nessa batalha. E guerra e que diz que não esta mentindo.

É uma guerra ideológica, onde que tiver maior poder de convencimento, os melhores argumentos vence. Como ja disse vocês conseguiram tirar a minha melhor amiga, que se engajou totalmente nessa causa sem sentindo que o feminismo,hoje nem consigo olhar para ela, não e mais aquela garota cheia de vida que eu conheci quando criança. Agora ela e uma de vocês, esta perdida para sempre.

Nem sabia o que era feminismo antes disso, esses temas nunca me importaram ate que, em um belo dia aquela que foi uma doas garotas que eu mais amei na vida vim me falar de Simone não sei o que, patriarcado e todas essas ideologias esquerdistas que vocês enfiam na cabeça de jovens despreparadas. Tentei convence-la de que isso erra besteira, que se continuasse assim iria se transforma em uma lunática radical. Mais não me ouviu e ainda passou a me criticar dizendo que eu era machista, que defendia um modo de vida que oprimia as mulheres. Fiz de tudo mais nada funcionou.

Minha amiga se foi, não tive outra escolha se não me afastar dela, pensei que o tempo iria mostra que eu estava certo e faria ela ver qual ridículo que tudo aquilo era mais ja era tarde. Então decidir a partir daquele momento lutar co todas as minhas forças contra o feminismo, e o mau que ele causa na vida das pessoas.


Antes porque me importavam nessas questões mais agora vou entrar com tudo, e vou utilizar todas as armas possíveis para vencer essas guerra.


Marcia disse...

Ah Leo, mas do nosso ponto de vista, sua amiga está ótima longe de você, exatamente por que você se recusa a ver que mulheres sofrem com o machismo, aliás, você também, mas está aqui só mostrando o quanto a nossa luta é justa: você abandonou uma amiga por que ela discordou de você. Ela te disse que a vida lhe doía, e você mandou ela calar a boca. Ela se afastou (e quem não se afastaria?) e você está aqui, declarando guerra contra quem quer espaço para viver em paz.

Pode vir, não será o primeiro, nem o último. Mas não espere flores, quando você mesmo diz que quer guerra. Quer nos convencer que é bom ser submissa? Pois tá é comprovando porquê vale a pena lutar contra o patriarcado e, na boa, não se ache: não precisamos de você, nem para isso.

'O universo não gira em torno da sua piroca', admite que dói menos.

Anônimo das 12:36, obrigada... fabulosas são todas vocês que comentam e arrasam, aprendo tanto lendo por aqui.

Anônimo disse...

Eita.. é sério isso?
Eu sou homem, hétero, casado, filho pequeno. Tive pelo menos uma amiga lésbica (e feminista) e conheço feministas com as mais variadas personalidades. ACHO minha esposa um pouco machista. Minha sogra com certeza era MUITO machista. Eu devo ter um nível padrão de machismo.

Mas nunca acharia que perdi uma amiga por ela te se tornado feminista. Já discuti bastante com colegas feministas. Assim como discuto bastante com amigos e familiares por causa de religião e política. Eles não deixam de ser amigos por causa disso.

Eu gosto da opinião de Yuval Harari, um historiador israelense que considera tudo quanto é "ismo" como sendo algum tipo de religião: Capitalismo, Socialismo, Liberalismo, Nazismo, Humanismo, Feminismo, etc.. mas não no sentido "fanático", mas no sentido de ser um conjunto de idéias "abstratas" que une pessoas de um modo que não seria possível sem tais idéias.
É difícil explicar em poucas palavras, mas recomendo ler o livro dele ("Sapiens: uma breve história da humanidade").

Abs!

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Morri de rir. Leo, vc sabe que a ultima palavra sempre é do homem: - "Sim, senhora". Sua amiga está em boas mãos,soldado.

Anônimo disse...

Sua historinha só prova o quanto você precisa da atenção feminina. Sua amiga disse apenas o que você próprio diz e aprova, depois quer lutar contra "a guerra causada pelas feministas" só porque a garota te deixou (e por justa causa). Temos uma geração de moleques lutando pela atenção das mulheres, mas elas simplesmente não estão a fim de aceitar homem machista, infantil e zoado.

Anônimo disse...

Meninas,os homens daqui estão achando que as feministas são suas psicólogas prontas para ouvir todos os choros e lamurias.

Anônimo disse...

Cara, você é muito egoísta, mas pelo menos ilustra muito bem a aversão que homens tem do feminismo.
Homens como você são aversos ao feminismo porque criticamos e revemos paradigmas, questionamos a "ordem natural das coisas", e pleiteamos um pouco mais de equidade nas relações afetivas, sociais, econômicas, de trabalho.
Fazemos isso porque não está bom para nós. Não tá legal ver um homem "dominando" relacionamento, questionando nossa autoestima, nos colocando contra outras mulheres, abusando e coagindo a fazer coisas que não queremos. E faço coro com a anônima de 13:38. Homens que possuem esse tipo de atitude usam mulheres como muletas de suas próprias falhas e de sua mediocridade. Descontam em quem está mais fragilizado.
Não é legal estudar e investir na sua formação e ganhar menos que o babaca porque ele tem um pedaço de carne (muitas vezes inútil) entre as pernas.
Não é legal ser submetida a todo tipo de violência porque os homens não conseguem lidar com sua mediocridade e seus problemas.
Você se incomoda com o feminismo porque sabe que teria de se esforçar para viver numa sociedade com um pouco mais de equidade, está perdendo suas válvulas de escape para esconder seus problemas, está perdendo mulheres para se escorar. Sua fala ilustra completamente o quão os homens estão incomodados, apopléticos, raivosos com mulheres que não estão aceitando mais ser capacho.
Agora uma pergunta bem sincera: Já que você assumiu sua postura antifeminista, o que você vem procurar no blog? Certamente não vem estabelecer contrapontos e antíteses, nem rever posturas. É só pela trollagem mesmo? A necessidade de chamar a atenção é assim tão grande que você vem ouvir sermão de graça?

Anônimo disse...

bom leo, não precisava desse comentário, você ja tinha provado a minha hipótese com seus desconexos, mal escritos e ignorantes comentários anteriores.
não é questão de português como eu ja disse e você não leu porque quer a minha atenção te explicando. é questão da contradição dos argumentos.

você fala em uma ordem que sempre funcionou e sempre funcionará, como se não houvesse desejo e muito menos forma de mudá-la. na historia da humanidade poucas são as coisas que sempre funcionaram e sempre funcionarão. existe uma luta constante e você sabe disso. e claramente se vc esta lutando com todas as suas forças, devemos reconhecer que são forças muito fracas, porque vc ja perdeu uma, perderá muitas e perde seu tempo num blog feminista onde mulheres se reunem para debater experiencias, estrategias de resistencia, com argumentos mal formulados, burros, com uma postura mimada, infantil e ressentida de criança birrenta que quer chamar a atenção. me diz: qual é o esforço que vc ta empreendendo com a bunda sentada na cadeira e ainda por cima falando um bando de besteira e não sendo levado à serio por ninguém???

lembre-se que você falou que é homem portanto nao precisa se preocupar com a opinião de nenhuma mulher e acaba de escrever um comentário enorme sobre o seu desespero com a opinião da sua amiga. Ex amiga, porque ao contrário de você, ela não é burra.

ao mesmo tempo você se assume com medo, cita um exemplo de uma baixa que teve (a perda da amiga), se diz mobilizado "pra uma guerra" e vem dizer que essa dinâmica sempre funcionará? mas se fosse assim tão obvio que vai funcionar até o fim dos tempos por que o faniquito, o escândalo e o pití?????

você diz que não regride mas assume que a sua forma de pensar é atrasada ("sim tenho, nunca neguei" é o que vc diz sobre seu pensamento atrasado). aliás, enquanto estamos falando em liberdade, em justiça, em transcendência, você está (em vão) tentando impor uma forma de pensar injusta (e você sabe muito bem disso) para pessoas desconhecidas e para sua ex-amiga, sendo egocêntrico e uma vez mais: mimado. me parece que transcendência e mimado nao podem entrar na mesma frase.

Anônimo disse...

(Continua)bom então vamos lá: essa dinâmica não só vai mudar (e muito), como já mudou (e muito). e você sabe disso. mudou porque para a metade da população mundial essas ordem é injusta e cruel. cobra vidas. mulheres sã agredidas e morrem porque os homens consideram que elas são propriedade deles. hoje as mulheres já são maioria nas universidades. a maioria dos lares brasileiros já são chefiados por mulheres (isso não é necessariamente positivo, porque muitos homens abandonam seus filhos e as mulheres precisam fazer o possível e o impossível para mantê-los, mas pode saber que isso terá uma consequencia), o feminismo hoje está na agenda, como você mesmo identificou, as meninas mais jovens entendem que elas devem se amar e não aceitar qualquer tratamento degradante, desumano e violento dos homens. as mulheres estão se mobilizando contra propostas de leis que visam retirar seus direitos. muitas saíram às ruas exigindo que cunha recuasse em suas propostas. essa semana mesmo tivemos mobilização em 154 cidades contra o feminicídio, em algumas inclusive houve uma greve, seguindo o exemplo da islandia, onde as mulheres pararam na década de 70 numa histórica greve e hoje veja só (40 anos depois, nem é tanto tempo assim em termos de história) é um dos países mais feministas do mundo. Aliás os países nordicos e escandinavos estão na vanguarda implementando uma série de políticas igualitarias, desde cotas para mulheres na direção das empresas até licença parental em que homem e mulher se dividem no cuidado da criança pelos dois primeiros anos. e essas medidas serão exportadas pro mundo (aliás ja estão sendo), você nao tenha a menor dúvida. a maior potencia militar do mundo (pra vc que tem fetiche com guerra) vai testemunhar a primeira mulher chegando a presidencia numa eleição em que o debate de gênero foi determinante. Se essa ordem vai sempre funcionar pra todo o sempre, por que trump vai perder a eleição por seus comentários machistas?????? e olha nem sou fã da hillary, mas é inegável que é inaceitável um homem com opiniões e praticas como as de trump na presidencia. isso é sentido comum. e sao sou eu que to dizendo. é a imprensa, os proprios politicos republicanos, homens e mulheres no mundo todo.

me parece que diante disso tudo você tem duas opções:
uma é viver a sua vidinha minúscula e reclamar dos novos tempos
a outra é viver a sua vidinha minúscula e saudar os novos tempos.
são praticamente iguais, mas com a ultima opção vc pelo menos nao passa vergonha.

Leonardo Vieira disse...

Anônima 10:01

Sermão nos ouvimos de pessoas inteligentes, esclarecidas, que possuem argumentos embasados e com a mente aberta para receber o contraponto, tudo que vocês feministas não são. Já disse e repito, não estou nem um pouco preocupado com o interesse ou atenção de mulheres como vocês.

Vocês são umas perdidas, uma doença que infecta a sociedade. Eu venho a este blog, primeiro para conhecer a luta do feminismo, segundo que foi a partir daqui e de outros blogs que a lavagem cerebral da minha amiga começou.

Eu que me afastei dela, porque não conseguia ver aquilo que ela havia se tornado sem sentir raiva. Ela começou a ficar estranha do nada, nosso relacionamento que sempre foi perfeito simplesmente ja não agradava mais, eu fiz de tudo para mostrar que aquele pensamento era ridículo e que estava virando uma pessoa patética por acha que eu e o resto da humanidade a oprimia.


Minha amiga de infância, aquela que um dia talvez pudesse ser algo mais morreu, querem saber o que ficou no seu lugar, uma mulher como vocês(lunática, raivosa, alienada, desconfiada e o que pior questionadora),mais não questionadora de coisas importantes da vida como os segredos do universo, formas de mudar o mundo para reduzir a fome as guerras, mais de coisas inúteis e sem sentido como essas invenção de cultura do estupro, patriarcado.

Quando eu escrevi esse relato, não foi por querer aconselhamento psicológico , pois não preciso sou bem ajustado ao contrario de vocês, mais para demostrar o porque que eu entrei nessa guerra contra essa seita que é o feminismo. Que transforma uma jovem boa, linda, inteligente,meiga e saudável, em um ser desprezível e horrendo que e não consigo sequer olha na cara.

Irei lutar para que, nenhuma pessoa mais tenha que sofrer como eu sofri ao perde alguém que ama, para que essa ideologia destrutiva e tomada por fanáticas não prevaleça. Como uma de vocês falou eu sou um soldado.


e vocês o que são nessa luta?

Leonardo Vieira disse...

Anônima 11:25

Vocês conseguiram pequenos avanços isso e verdade, numa batalha isso e normal, um erro muito grande foi subestimar a capacidade de organização que possuem. isso deu tempo de tomarem posições. Eu não luto contra as mulheres.

Eu amo mulher, minha mãe, minha namorada e minha melhor amiga apesar da distância. A minha luta e conta o feminismo. deixei bem claro.

Eu luto conta uma ideologia que prega a destruição do mundo como conhecemos, onde os relacionamentos , não são perfeitos mais funcionam. Me diz uma coisa no mundo maravilhoso que vocês querem criar todos os problemas de relacionamentos bem como todo os problemas de gênero irão desaparecer. Viveremos em mundo encantado onde os gêneros não irão mais duelar pelo domínio do outro sexo. E claro que não


O que vocês querem e simplesmente inverter a ordem, transformar os homens em seres castrados e desprovidos de sua individualidade, e a nossa sociedade em um berço de imoralidades e aberrações( e so observar a visão de vocês sobre o aborto). Vocês não querem melhorara nada, querem simplesmente impor um conjunto de ideias que são nocivas a todos.



O tramp e um idiota, mais ele não vai ganhar as eleições americana por causa da campanha de difamação que o partido democrata esta fazendo. Ele e machista sem duvida e também duvido que tenha competência para dirigir a América, mais ele sem duvida alguma foi vitima dessa forma terrível de fazer politica.


Já disse não me importo com a sua atenção, so acho divertido a forma como vocês se expressam, tentando falar comigo como se fosse superiores. Meu bem sou mais forte e tenho muito mais importante que vocês( e não pelo fato de serem mulheres, mais por serem esquerdista malucas e histéricas). Vocês não vão vencer.

Nos que lutam pelo bem do nosso pais ja percebemos, que apesar de ainda incipiente precisamos deter vocês antes que causem um mau maior. minha luta não pelo fato de vocês estarem vencendo porque querida vocês estão muito longe disso, mais por terem tirado a minha amiga de mim

Eu a amava, e agora por causa dessa maldita ideologia, ela esta longe e não tenho como tela de novo. A Dilma ja era, e assim como seu partido que tanto apoiava os movimentos como o de vocês. O congresso esta voltando a ser dominado por gente de bem, em muito pouco tempo pessoas com Jean Wyllys, Jandira Feghali serão vozes vazias. Os homens estão reagindo( os homens de verdade) e vamos acabar com esse movimento em breve. Tem um post aqui em que a autora diz que esta pensando em desistir do blog, porque a reação ja começou( aqui não inclusos aqueles malucos misóginos da real que nem sei que porra e essa de verdade)e sim dos homens e mulheres de bem, aqueles que não se deixam iludir pelas suas bravatas.


Dentro de pouco tempo vocês terão o mesmo destino dos dinossauros, do império romanos e da babilônia. A EXTINÇÃO

Anônimo disse...

então leandro

vamos por partes:
a luta feminista é para que as mulheres tenham direitos efetivos: para que tenham acesso às escolas, para que possam ser justamente remuneradas, para que possam escolher quando e com quem vão querer ter filhos, e se vão querer, claro. (você sabia que o brasil está entre os 5 primeiro países com o maior numero de casamentos infantis no mundo????) o feminismo é para para que as mulheres possam exercer seu direito de ir e vir sem sofrer violência (pois é brasilzão tb tá entre os primeiros países mais violentos com as mulheres). também para que possam ser assistidas de forma humana durante a gravidez e o parto. para que possam ser assistidas de forma justa em caso de que sofram violência, para que possam ter acesso ao aborto nos casos previstos por lei (mas continuamos a batalha para ampliar esse direito)finalmente, para que o estado efetivamente as protejam em caso de violência doméstica. para que os agressores sejam punidos. esses direitos são básicos.

partimos da premissa de que existem sim diferenças biologicas, mas essas diferenças não devem ser usadas para estabelecer uma hierarquia baseada no sexo: uma hierarquia que confira direitos e privilegios a um sexo ao mesmo tempo em que retira direitos e privilégios de outro sexo. então se você odeia o feminismo, odeia a ideia de que esses direitos sejam garantidos às mulheres. logo, odeia mulheres. não tem como amar mulheres e desejar que continuem sofrendo violencia, que ganhem menos para exercer a mesma função, que sofram violência obstétrica, ou tem?? que amor sádico é esse?? lembre-se que se trata de direitos. não se trata de domínio de um gênero sobre o outro. eu quero um companheiro do meu lado, não um escravo. tem gente que curte esse fetiche sadico aí, não é o meu caso. problemas de relacionamento vão existir sempre. aí cada um cuida do seu. cada casal negocia seus termos. mas se bater, se humilhar, se estuprar: cadeia.

algumas sociedades estão avançando muito bem nesse sentido. outras estão muito atrasadas. mas curiosamente, as nações que tem maior equidade de genero são as mais ricas, as mais prósperas, aquelas com um forte estado de bem estar social. e aquelas mais desiguais são as mais pobres, as mais violentas, as mais subdesenvolvidas, com baixos indicativos em saúde, tecnologia, educação, etc. pouquíssimas pessoas (pra não dizer nenhuma) hoje vão concordar que este grupo de nações pobres, subdesenvolvidas e violentas é o maior exemplo a se seguir. Portanto, me parece que seu pequeno exercito antifeminista (que é anti-direito das mulheres, logo anti mulheres) está em desvantagem :-) E numa democracia é assim, você sabe, é preciso ter adesão de uma parte considerável da população. A questão aqui é muito simples: seguir o caminho da Suécia ou do Yemen. Boa sorte para convencer duas pessoas (não falo nem em cinco pessoas) que o Yemen é a resposta.

A outra questão que não entendo é: direitos da população é sinônimo de Dilma?? em que livro de historia, em que código de leis?? Certamente ela gostaria de entrar pra historia assim, mas... Se você não tivesse perdido a aula de história ja saberia por exemplo que um dos rascunhos do que entendemos hoje como direitos humanos surge na França há séculos atrás. Desde então, não se voltou atrás. Existem claro problemas para garantir e fiscalizar esses direitos, mas dizer que o melhor seria que não houvesse direitos para a metade da população mundial, olha nem o ISIS ousa ter esse delírio.

Anônimo disse...

Continua:
Sobre esse congresso, olha vou te dizer é lamentável, mas não é o fim do mundo não. Já tivemos escravidão por quase 400 anos, uma ditadura de mais de 20 anos e no meio disso surge um Vargas, surge um Lula, então me parece que a história é cíclica, existem ciclos de progressismo e ciclo de conservadorismo, mas insisto, existem certas pautas em que não é possível regredir. Hoje por exemplo seria muito difícil (pra não dizer impossível) que a escravidão das pessoas negras voltasse. Ou que a lei do divorcio fosse revogada. Ou que o voto feminino fosse revogado. E olha, nem com esse congresso seria possivel regredir nessas pautas.Isso sim está extinto. Existem direitos que estão ameaçados?? Claro! Mas existe tb pressão da sociedade, e a sociedade hj está muito mais consciente do feminismo do que jamais esteve. E existe um custo político altissimo que muito politicos nao estão dispostos a pagar. Eduardo Cunha quando tentou reduzir direitos reprodutivos das mulheres sofreu muita pressão da sociedade, e teve que botar o rabinho entre as pernas e escrever um texto na Folha de São Paulo para acalmar as mulheres. O escola sem partido esse sim vai ser extinto como os dinossauros porque é totalmente incompatível com a constituição.

quanto ao trump seria interessante você ler a opinião dos membros do proprio partido dele que disseram que os comentários machistas são inaceitáveis. inclusive o vice dele disse isso. aliás se em algum momento a candidatura dele correu sérios riscos foi quando os comentarios misóginos foram divulgados. falou-se naquele momento numa debandada em massa, varios politicos republicanos repudiaram publicamente, entao meu caro, tá BEM complicado pra qualquer um que defender ideias misoginas e aspirar a altos cargos politicos. você terá muito, mas muito trabalho pela frente! boa sorte! e ó, supera isso da sua amiga, sério. ta um pouco ridículo isso você odiar metade da humanidade porque sua amiga resolveu se conscientizar.

Enquanto isso eu tomo meus bons drinks, me divirto com meus amigos, amigas, meu namorado, e estudo, pq pra convencer as pessoas meu caro, olha leva muito estudo, e se eu to até agora aqui ( e com essa paciência) pode saber que é atingir uma plateia muito mais ampla, não se resume só a você não que é um caso perdido.

Marcia disse...

Ah Leo, as sufragista também ouviram isso em 1910, as mulheres do Século XVIII também,antes delas as bruxas queimadas nas fogueiras, e veja só: tamo aí na atividade, contrariando e resistindo desde que fomos oprimidas.

Para quem não se importa com o pensamento das feministas, tanto post não faz sentido. Mas, por favor, continue. Acho muito proveitoso que as mais novas vejam qual o mundo sem feminismo, que tantos homens dizem que será perfeito, não pode haver nada mais esclarecedor sobre o quanto o machismo é ignorância, do que ler seus últimos posts.

Obrigada pelo trabalho indireto, tenho certeza que não foi intencional.

Leonardo Vieira disse...

ANONIMA 19:03

Não sei se o seu post foi para mim, pois o meu nome e Leonardo e não Leandro. Bom se foi vamos lá;


E quero que todas as distorções do mundo se encerrem de uma vez, sei por exemplo que o Brasil em pleno século 21 ainda tem trabalhos escravo. O Brasil tem indices de homicídios parecido com o da síria, existem pessoa que vivem abaixo da linha da miséria. Pois e queria a vida não esta muito boa para os homens também. Mais isso vocês não estão interessada, só que importa são o tais direitos.

Então vamos falar sobre eles, me diz ai alguma vez eu disse ou afirmei que apoio o estupro, violência domestica, pedofilia ou qualquer tipo de a cerceamento dos direitos da mulheres? Sou um dos defensores do aborto em casso de estupros e brigo com qualquer um que queria tirar esse direto das mulheres, bem como se um dia encontrar um home pelo menos tentando machucar uma mulher de qualquer forma independente do que ela tenha feito irei ajuda-la. Luto para que todos tenham as mesma oportunidades independente do gênero ou raça. Esse discurso que o feminismo e o único caminho para aqueles que ficar do lado das mulheres pela e velho, ultrapassado e mentiroso. Sabem o que vocês parecem quando propagam isso, aqueles pastores de igrejas pentecostais que utilizam sua influencia perante seus fieis para fazer lavagem cerebral, e convence-los que aquela determinada igreja e o único caminho ate Deus

Leonardo Vieira disse...

CONTINUAÇÃO

Vamos falar de politica, quando fiz referencia a nossa ex presidente, quiz dizer que vocês perderam uma grande aliada ou nem tanto porque estivemos por de uma década sobre um governo de esquerda e quais foram as grande mudanças que tivemos mesmos. me responde por favor? fico agradecido

Outra coisa interessante que você colocou no seu texto, que dizer que esse mesmo governo que afundou a economia, acabou com metade das estatais e criou um dos esquemas de corrupção mais dolosa da historia do pais e progressista. muito interessante. e como disse um certo jornalista uma vez, a melhor forma de se combater gente de esquerda e deixa ele falar, no seu caso escrever.

A respeito do nosso congresso, desculpa meu bem esse quadro não irar mudar, saber porque ao contrario da visão utópica, vocês não estão em evidencia da forma como imaginam. Quando paramos alguém na rua e perguntamos o que você pensa do feminismo, ele diz "daquelas que vão para a rua mostra os seios, não sei bem nunca me importei com isso". Pois e olha no que o movimento se resume na cabeça de boa parte dos brasileiros. Se meu pequeno exercito estivesse em desvantagem, seu fosse apenas um cara falando para milhões de vozes discordante, minha querida eu seria a minoria e vocês a maioria.
Não precisaria mais ter debate, vocês aprovariam todas as suas pautas e pronto, seja sincera a verdade e outra a maior parte da população brasileira esta percebendo a verdadeira intenção das feministas que passa bem longe da luta dos direitos das mulheres.

A respeito dos relacionamentos, como você mesma disse as pessoas envolvidas definem como ele se desenvolve, não obrigo a minha namorada estar comigo ela esta porque assim deseja. E no dia que ela não desejar mais e livre para sair da mesma forma que foi livre para entrar. surpresa com a minha resposta pois e não sou um porco machista que espanca mulheres e come carne crua, sou um libertário, sou a favor de relacionamentos saudáveis onde existe poder escolha, de decisão, amor, compreensão, companheirismo.

Leonardo Vieira disse...

CONTINUAÇÃO PARTE 2

As eleições americana, o partido republicano errou ao escolher o trump ele um excelente empresário so que não possui habilidade politica. O interessante e que o marido da Hilary fez o mesmo e não vejo ninguém nem mesmo a própria indignada com ele. E outra ele disse isso em uma conversa privada, falou besteira e logico mais era uma conversa privada. Quantos ja não falaram bobagens na vida entre amigos, coisa que se arrepende de ter dito, mais que falou em um momento intimo(lembra do lula e do grelo duro) e ai minha querida ficou indignada também naquela situação. aposto que você mesma disse coisa idiotas entre amigos e amigas, entre um Dry Martine e um chocolate dinamarquês.


"algumas sociedades estão avançando muito bem nesse sentido. outras estão muito atrasadas. mas curiosamente, as nações que tem maior equidade de genero são as mais ricas, as mais prósperas, aquelas com um forte estado de bem estar social. e aquelas mais desiguais são as mais pobres, as mais violentas, as mais subdesenvolvidas, com baixos indicativos em saúde, tecnologia, educação, etc. pouquíssimas pessoas (pra não dizer nenhuma) hoje vão concordar que este grupo de nações pobres, subdesenvolvidas e violentas é o maior exemplo a se seguir. Portanto, me parece que seu pequeno exercito antifeminista (que é anti-direito das mulheres, logo anti mulheres) está em desvantagem :-) E numa democracia é assim, você sabe, é preciso ter adesão de uma parte considerável da população. A questão aqui é muito simples: seguir o caminho da Suécia ou do Yemen. Boa sorte para convencer duas pessoas (não falo nem em cinco pessoas) que o Yemen é a resposta."

Os países mais ricos e desenvolvidos do mundo minha querida, estão nesse estagio não e por causa do feminismo acho que faltou e essa aula de economia e historia. Eles são ricos e desenvolvidos, porque se industrializaram primeiro, por possuírem escolas e universidades de excelente qualidade as melhores do mundo, possuem grandes centros de pesquisa nas variadas areas com informática, medicina. tudo construído a séculos atrás bem antes do feminismo sequer existir e não tente estabelecer um relação porque ela não existi.

Por ultimo o que aconteceu com a minha amiga, foi o que motivou a entra nesse briga, mais não e so por ela, e por mim e por todas as pessoa de bem desse pais e do mundo. Eu amo e não pude fazer nada por ela, mas posso fazer por outras, posso impedir que pais e maridos percam suas esposas e filhas para esse movimento que aniquila a personalidade de nossas mulheres e ate alguns homens e os transforma em um robô que segue uma programão e apenas reproduz esse discurso fútil e vazio.


EU sou maioria, e vamos esmagar vocês, em breve ninguém lembrara que o feminismo um dia existiu.

Anônimo disse...

Toda relação homem mulher é opressão contra nós homens, nós precisamos das mulheres pra sexo elas então se aproveitam disso para nos explorar. Em cada todo encontro somos nós que pagamos a conta, elas não deixam a gente ser nós mesmo e temos que malhar tomar bomba compra carroo caro ser pegador e crush hipster igual o cara que rendeu cunha ou seja somos oprimidos pelas exigências insanas femininas.

Nos as defendemos temos que lembrar datas ridícula e vivermos 24 horas a disposição delas inclui colocando nossas vidas em risco.

Então eu aconselho a todos os homens a se afastarem de relacionamentos de toda maneira, melhor comprarem uma boneca ultra realista... Casar é a opressão a todos os homens.

Anônimo disse...

Não existe lésbicas toda mulher alarga a bct na hora do desejo e não é pra receber dedo nem língua.. Toda mulher tem óvulos e qual o objetivo serem fecundados portanto lésbica que leva dedinho não existe, vocês são apenas uma ilusão de suas mentes todo seu corpo nasceu pra ser hetero.. E vocês são filhas de relações homem mulher então chorem e nem transam bem quer dizer não se pode dizer que fazem sexo isso aí é só uma mas turbação kkkk

Anônimo disse...

Não sei porque vcs feministas reclamam tanto.. Vocês vivem dizendo que homem é tudo de ruim na terra, o demônio.. E ai ficam reclamando que os homens não querem casar com vocês por serem experientes, vocês deviam ficar felizes já que homens as oprimem segundo voces

Anônimo disse...

Ta sabendo legal o que é ser homem kkkk se você não tem pinto como somos não te diz respeito recolha se ao seu gênero e nos deixe em paz

lola aronovich disse...

Ô gente, eu não ia publicar os comentários do troll das 10:40 e 10:45 (provavelmente o mesmo mascu), mas não é justo privar vcs desta diversão garantida.

Anônimo disse...

Empregada e mãe? Em que seculo você vive cada vz mais homens moram sozinhos e até criam filhos sem mulheres, e hoje em dia devido a tecnologia trabalhos domésticos são mole... Eu moro sozinho e sei do que to falando

Anônimo disse...

Oi, Lola! Sei como é trabalhoso para você moderar e que tem pouco tempo para isso.Mas será que dá para pelo menos apagar os comentários deste aloprado do Leonardo Vieira? É que ele não é um troll engraçado e tá poluindo os comentários de todos os posts! Inclusive diz coisas bastante ofensivas.

Um abraço, leio sempre o seu blog!

Marcia disse...

Ah anônima das 03:05, eu acho didático. As meninas deram um show respondendo ao mané, daqui a pouco ele se cansa do seu plano maligno de tentar extirpar o mundo das feministas.

Marcia disse...

Ai que preguiça... mas vamos lá:

Leonardo, os países nórdicos não se industrializaram primeiro, muito pelo contrário, sua industrialização é da segunda metade do século XX. Eu tenho muitas restrições as políticas ditas pró-direitos das mulheres nesses países, mas tenho que admitir que são melhores do que as nossas.

E sobre o que as pessoas pensam sobre feminismo no Brasil? Olha, você precisa sair da concha, pois o setor da população de associa feminismo a mostrar as tetas em público (qual o problema, homem não anda sem camisa?) não é, nem de longe, a maioria. Aqui algumas pesquisas sobre opinião pública e feminismo no Brasil:

1. 75% dos Brasileiros (maioria hein) consideram o Brasil um país machista: http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/03/pesquisa-mostra-que-75-dos-brasileiros-consideram-o-brasil-um-pais-machista-7200.html
2. O mesmo estudo, mostra que 62% dos brasileiros considera o feminismo um movimento legítimo (para quem está para se extinta, gente... nunca fomos tão populares);
Ah, e antes que eu tenha que ouvir que a pesquisa foi encomendada pelo governo da presidenta Dilma, feita só por feministas e blá, blá ,blá... Ela foi feita por uma instituição privada (que analisa perfil de mercado) comandada por um homem, beleza?

3. Entre as mulheres, 65% das brasileiras se consideram feministas! Opa, eu tô nessa, levanta a mão aí quem adere também. http://revistamarieclaire.globo.com/Mulheres-do-Mundo/noticia/2015/02/pesquisa-realizada-com-mulheres-de-nove-paises-diferentes-mostra-que-brasileiras-sao-mais-feministas.html E, de novo, a pesquisa foi feita a pedido da Gilete Vênus (se prepara gilete, vocês vão perder mercado...).

4. É claro, nem tudo são flores - a pesquisa do Ipea, focada em violência contra a mulher, dá uma ideia do tamanho do desafio que temos pela frente:https://nacoesunidas.org/mesmo-com-retificacao-de-pesquisa-do-ipea-sobre-violencia-contra-mulheres-brasil-ainda-e-machista/

Mas aqui, uma consciência por vez, não temos medo de mudar, pois para nós é uma questão de sobrevivência, para a sociedade é uma questão de construir um mundo mais justo. Discordo muito da sua percepção que os modelos atuais de relacionamento funcionam, se assim fosse, 7 entre 10 mulheres assassinadas, não teria o parceiro como agressor e homicida. Que raio que o parta de relacionamento é esse que nos mata? Questionaremos tudo, sempre. Nenhuma a menos.

Leonardo Vieira disse...

Anônima 9:48

Realmente esclarecedor essa pesquisa, que não informa nem sequer o numero de cidades pesquisa e faz a seguinte afirmação "De acordo com o levantamento, feito durante o mês de fevereiro, 75% dos brasileiros percebem a nossa sociedade como machista." legal né essa empresa que fez a pesquisa deve ter movimento um grande exercito de pesquisadores, ja que vivemos e um pais de proporção continental e com mais de 200 milhões de habitantes. mais tudo bem vamos la:

primeiro, o Brasil e um pais machista cheio de distorções no só de gênero, mais de classe, raça e de região. Nunca disse o contrario, e luto para que essa diferenças seja extintas do nosso cotidiano.

segundo, mesmo que essas mulheres que dizem que se identificam com o feminismo, sera que elas realmente conhecem esse movimento? ela sabe o que vocês propõem? a pauta? conhecem as realizações( se que tem alguma).

TERCEIRO, ja que assim vamos propor um referendo, so para fazer um teste sobre qualquer tema, que tal aborto. JÁ que tem tanta gente assim do lado de vocês vai ser fácil.


Outro ponto, minha querida você realmente precisa olha os livros de historia a primeira revolução industrial começou a mais de duzentos anos, começou na Inglaterra se irradiou para Europa ocidental, atravessou o atlântico chegou na américa. A parte sul do globo que so começou a sua industrialização depois da segunda guerra mundial. O Brasil por exemplo so iniciou a sua nos anos 50 do século passado.

Os nosso modelos de relacionamento funcionam, eles não são perfeitos. Muitos homens são assassinado por suas esposas ou seus amantes e vice-versa. E isso nunca irar mudar sabe porque? o ser humano e violento, faz parte da sua personalidade. Lembrando que eu disse de forma a caracterizar um traço do comportamento de algumas pessoas e não generalizei. E como a autora do blog uma vez disse "dizer que estupradores são homens, não o mesmo de dizer que os homens são estupradores", e quando me refiro a homem aqui me refiro a espécie humana( tem que explicar bem para vocês entenderam).


Já que e assim, me diz ai querida qual o modelo de relacionamento que vocês propõem? diz o que tão revolucionário tem nesse modelo, é o que tem errado com que temos hoje?

Simplesmente criticar e não propor nada não adianta.

Unknown disse...

Leonardo, você se esquiva. A cada resposta você muda a pergunta, sem rebater diretamente nenhum dos argumentos.

Não gosta das pesquisas? Entra no site, lê a metodologia aplicada, faz uma tese de estatística provando que estudo concentrado não poder generalizador, e depois você volta aqui, para quem se diz tão informado, não deve ser difícil?

Referendo sobre aborto? Claro que passa. Duvido que a maioria no país endosse que uma gravidez resultante de aborto, ou quando a gravidez põem em risco a mãe devam ser crime.

Você está falando de plebiscito para tornar mais causas legais de abortamento? Amigo, direito individual não precisa da aprovação da maioria e essa não é, nem de longe, a única causa do feminismo, para seu jogo ruim de argumentação, qualquer coisa serve para demonstrar seu ponto.

Olha, sou professora, e essa sua caracterização de revolução industrial é vergonhosa. Favor abrir a winkipédia dos países nórdicos, estudar um mísero texto de estruturação do estado de bem estar social, vai te fazer bem.

Por fim, os modelos de relacionamento não funcionam. Ìndices recordes de divórcio e agressão física entre os companheiros o demonstram. E, de novo, tirar a cabeça do buraco e vá analisar uma mísera estatística de qualquer país do sistema ONU e perceba a constante: De cada 10 mulheres assassinadas, 9 o são por homens. De cada 10 homens assassinados, 9 o são por homens. Não tem comparação o número de mulheres assassinas com o número de homens assassinos. E quando homens matam mulheres, suas vítimas quase sempre são da família. E tá tudo certo com os modelos padrões de relacionamentos?

Imagine se estivem errados...

Marcia disse...

Mas uma coisa não vou ser hipócrita: a desconstrução dos relacionamentos não vai adiantar nada para você. Homens com o seu discurso estarão mais sozinhos no futuro, serão abandonados por esposas e filhas na velhice, outra constante estatística.

Na medida em que isso acontecer, mais mulheres estarão seguras, por que vão deixar de encarar como 'cruz', sofrimento inerente a ser mulher, ter relacionamentos com pessoas que as subjulgam.

Não, não estamos mesmo nem um pouco preocupadas com a angústia que nossos opressores vão sentir, quando tiverem que viver suas vidas sozinhos.

Leonardo Vieira disse...

Querida anônima(professora), não ei e professora de historia se for onde fez sua faculdade. tem problemas de interpretação como as demais, eu disse que a industrialização começou na Inglaterra e depois se espalhou pela Europa. era so rebater a anônima anterior que disse que os países nórdicos so desenvolveram na secunda metade do século xx, e que esse desenvolvimento tem relação com o feminismo.

Em relação a pesquisa de 2014, ela e tão pobre de informação, que nem sequer diz quantas pessoas pesquisadas.
"Não gosta das pesquisas? Entra no site, lê a metodologia aplicada, faz uma tese de estatística provando que estudo concentrado não poder generalizador, e depois você volta aqui, para quem se diz tão informado, não deve ser difícil" gozado ja vi post aqui nesse blog, onde a autora rebate pesquisa de comportamento que atestam contra temas feministas e na caixa de comentários as pessoas concordarem com a mesma. sera que ela teve esse trabalho todo. e as pessoas que concordaram sera que fizeram tese em estatística. Duvido. A pesquisa afirma "De acordo com o levantamento, feito durante o mês de fevereiro, 75% dos brasileiros percebem a nossa sociedade como machista." bom a nãos ser que eles tenham feito as pergunta para toda a população adulta do pais, essa afirmação e no mínimo duvidosa.
Lembra quando você ver uma noticia sobre pesquisa de intenção de voto. pois eles dizem quantidade de pessoas entrevistada, e quantidade de cidades pesquisadas. Geralmente e 2 mil a 4 mil pessoas. sera que 4 mil pessoas refletem o pensamento de 200 milhões.

Leonardo Vieira disse...

CONTINUAÇÃO
A respeito dos relacionamento, que aliais e tema deste post, nunca neguei que não existe imperfeições na forma como nos relacionamos. as pessoa se divorciam pelos mais variados motivos. agressão física e abusos contra as mulheres devem ser combatidos. Ja o homicídios, e um mal que acompanha humanidade a séculos, e que não o feminismo que vai evitar que as pessoas continuem se mantando. precisamos realmente e promover o dialogo, o respeito, a compreensão e amor.

Marcia por favor prefiro ficar sozinho mesmo do que casar com uma feminista.

Anônimo disse...

Meu, esse leonardo é muito burro. Sinto muito pelo tempo e energia que as mulheres que se esforçaram pra dialogar com essa porta desperdiçaram. Se o homem médio já não está disposto ao diálogo a respeito de qualquer coisa relacionado ao feminino, imagina um homem misógino. O novo troll do pedaço não é só desonesto e canalha, é burro mesmo. incapaz de reconhecer as próprias incoerências. O homem vem aqui dizer que está em guerra e tem a cara de pau de escrever que "precisamos realmente promover o diálogo, o respeito, a compreensão e o amor". É desonestidade demais, mesmo para um homem.

Unknown disse...

Leonardo, sobre uma coisa concordamos: que bom que você não pensa em se casar com uma mulher feminista. Mas não se preocupe, você não seria uma opção para nenhuma das que eu conheço. E você continua sem entender o ponto da industrialização dos países nórdicos: ela não é da primeira fase, eles só se industrializam mais fortemente após a segunda-guerra. Fato histórico mais do que conhecido, que foi usado para ilustrar como o seu argumento de que não foi o estado social o responsável pela riqueza nórdica, está errado. É constantemente nos seus argumentos que os ignorantes são apenas aqueles que discordam de você, caro, você também tem suas ignorância.

A segunda é com as pesquisas. Leonardo, é premissa número 1 da estatística de pesquisas de opinião, não é necessário perguntar para todo mundo. E você só discorda das pesquisas por que elas não endossam sua visão de mundo. Francamente...

Marcia disse...

anônimo das 06:56

Não o faço pelo Leonardo, faço por mim e pela minha militância. Aprendo mais quando rebato argumentos machistas. Também serve para as pessoas novas no movimento, no Blog, para elas verem que nós, feministas, estamos convictas da mudança do mundo. São somos histéricas e refletimos sobre nossas idéias.

Anônimo disse...

Reduzir os bilhões de mulheres que existem no mundo entre rodada e não rodada e não se achar machista é o cúmulo do cinismo.É a prova cabal que o homem não vê a mulher como ser humano igual e sim como um objeto que foi muito ou pouco usado ao longo da vida.''Usado'' porque pra eles a mulher não tem protagonismo nenhum no sexo, é só o meio usado por homens para o conseguir.Misoginia pura.O sujeito escreve com todas a letras que a mulher perde o valor depois que faz sexo, valor esse que ele mesmo ''tira'', e ainda se acha no direito de dar alguma opinião sobre feminismo, é pra cair o cu da bunda.Coitadas das mulheres que se relacionam com esses lixos que têm esse pensamento nojento, estão perdendo a oportunidade de serem amadas, respeitadas , bem tratadas, de terem prazer, ou simplesmente perdendo a oportunidade de ficarem sozinhas mesmo, o que acrescentaria mais a vida delas do que se relacionar com esse monte de estrume egocêntrico.

Leonardo Vieira disse...

Anônimas

Sobre me casar, acredito que eu tenho chances pois graças a deus a maioria das mulheres não são feministas, são pessoas bem ajustada que sabem o que querem e principalmente assumem as responsabilidade dos seus atos. Sobre separar mulher( nunca usei essa adjetivo "rodada")apenas usei um critério para decidir sobre ter ou não um relacionamento.

E obvio não e o único critério, gosto de mulheres inteligentes, sensíveis, feminina, bem humoradas. Debato com mulheres temas relevantes como economia, bem estar social, violência, entre muitos outros temas que realmente valem a pena serem debatido. ja participei de vários protestos, principalmente o junho de 2013 pois me preocupo com as questões de assolam nosso pais ou seja não sou indiferente aos problemas sociais do brasil como você invariavelmente me acusam.

Outro ponto, a minha critica ao resultado da pesquisa, não por ela ir de encontro com a minha visão sobre o feminismo, mas sim por afirmar como se a pesquisa refletisse a opinião dos brasileiros. volto a repetir o que um grupo de 2 a 3 mil pessoas pensam sobre um tema, não traduz a opinião de um universo de 200 milhões, sendo que tem pessoas que não sabem sequer do que se trata o feminismo.

Mais uma vez vou dizer, pesquise direito a industrialização do oeste europeu começou na Inglaterra, e foi gradativamente para o continente sendo que os últimos países iniciaram seu desenvolvimento no final do século 19. E sim os países nórdicos possuem , indices de desenvolvimento humano , níveis de escolaridade muitos melhores que o nosso, bem como transporte publico rede de saúde, segurança publica em um estagio muito mais avançado também. SO meu bem que isso nada tem a haver com o feminismo, eles estão onde estão graças aos investimentos corretos e boas gestão dos seus governantes, são países pequenos tanto em tamanho quanto em população, onde e muito mais fácil realizar a distribuição de renda.

Eu ja afirmei!! minha luta não é contra as mulheres é contra o feminismo.


mais diz ai vocês ainda lembram o tema do post, e sobre romantismo e cavalheirismo tudo que eu sou com as mulheres e pasmem, não com segundas intenções e com certeza não e por querer alguma vantage sexual delas , mais porque gosto de ser gentil e educado.

Leonardo Vieira disse...

Anônimas a luta de vocês me lembra um musica do Raul

"Eu tinha medo do seu medo
do que eu faço
Medo de cair no laço
que você me preparou
Eu tinha medo de ter que dormir mais cedo
numa cama que eu não gosto só porque você mandou"

Vocês nunca irão vencer, seu discurso de ódio e submissão masculina jamais prevalecera, se um dia vocês mudarem de postura e realmente quiseram debater de forma construtiva, com argumentos validos e bem fundamentados estou aqui para me junta a vocês e quem mais quiser mudar o mundo.

Mas se continuarem com essa postura arrogante, subversiva, predatória, destrutiva e mortífera podem contar que sempre terão um adversário, aliais, um não milhões

Anônimo disse...

leonardo, colocar industrialização na conta feminismo é uma associação que você fez por sua conta e risco. o que eu disse e que aliás está muito claro é: coincidentemente os países mais ricos são aqueles que tem maior igualdade de gênero. a relação que EU faço é entre países que tem educação de qualidade e mais estendida para toda a população e opiniões mais sofisticadas dos habitantes quanto aos direitos humanos. além disso, faço uma relação entre estados fortes de bem estar social e prosperidade. países desiguais dificilmente (pra nao dizer impossivel) se inserem de forma soberana e competitiva no mercado internacional. são mais pobres, mais dependentes no âmbito internacional, muito hierarquizados no âmbito interno, e essa hierarquia frequentemente esta associada à violência, a pobreza e demais tipos de injustiça. defender privilégio masculino e subordinação feminina às vontades do homem como algo natural é a premissa de muitos governos de muitos países que estão nos primeiros lugares no ranking dos países mais desiguais, violentos e pobres do globo, como por exemplo, o yemen. nem precisa dizer que são os países considerados os piores para as mulheres viverem. existem milhões de estudos que mostram como as sociedades se tornam mais prósperas quando se permite às mulheres estudar, trabalhar. existem hoje muitas ações voltadas para isso em países em que as mulheres não possuem perspectivas e a unica alternativa é casar cedo, cuidar dos filhos e do marido, interromper os estudos. e a razão é muito simples: ao disporem de alternativas, as mulheres contribuem e muito para a melhoria da qualidade de vida de suas familias e seu entorno, imapctando de forma positiva suas respectivas comunidades. o movimento que busca garantir e expandir esses direitos se chama feminismo. quem está contra está contra esses direitos. o resto é abobrinha. é como dizer: "sou médico e especialista em doenças de pele, mas não sou dermatologista, essa profissão horrorosa que precisamos extirpar da humanidade!"

Anônimo disse...

mais de uma vez você resumiu mulheres a dois esterótipos machistas - rodada e recatada -, como se não se tratasse de seres humanos muito complexos que nao se resumem à sua vida sexual, defendeu o privilégio masculino, disse que jamais irá abrir mão de uma relação em que só a sua vontade é respeitada em prol de uma relação em que existe uma negociação amorosa entre as partes, defendeu que a unica forma de unir sexo e afetividade é você na posição hierarquica de professor ensinando sua pupila (que pena dessa pupila, tá clarissimo que os piores caras na cama são os machistas), falou que não se importa com a opinião feminina (no entanto esta há dias aqui tentando em vão argumentar com mulheres, se isso nao é se importar nao sei o que. além do que tá quase cortando os pulsos porque sua amiga manifestou opiniões diferentes das suas). disse ainda que pra que tentar mudar algo que funcionou, funciona e funcionará eternamente, ou seja, a relação heterossexual baseada nas vontades do homem, "o que tem errado com que temos hoje" pergunta o jovem filósofo, pra logo dizer que nunca disse que relações são perfeitas, que nunca disse que nao existam agressões e que se deve promover compreensão e amor (um show de coerência!). isso tudo pq vc é homem e por isso, mais forte (legal, se entrarmos em guerra com qualquer país, podemos te mandar pra morrer lá. você é mais forte vai bancar o treinamento militar e aliás quando for ao supermercado te chamo pra vc carregar as minhas compras. ainda te dou uma merrequinha pelo trabalho valorizadíssimo da força física). ah, e também disse que vc é homem, logo, é mais importante (bom, pra isso, você deveria aprender a ler, escrever, argumentar e interpretar, nunca vi alguém importante nao saber realizar tarefas tão básicas. ou ao menos ter dinheiro pra contratar um assessor pra fazer isso pra vc. e olha deixa eu te contar uma coisa: existe a hierarquia de gênero e existem outros tipos de hierarquia tb, que se combinam, tornando as coisas um pouquinho mais complexas. por exemplo eu sendo mais rica que você, dificilmente você será considerado mais importante em qualquer âmbito da vida social do que eu).
então assim, deixa de ser frouxo, homem! você não é homem machista? o machismo não é uma gracinha super popular na humanidade, com super vantagem na "guerra ideológica"? por que a dificuldade de se assumir machista? ? ? ? vai lá no espelho agora e repita cem vezes (sem medo!): eu sou machista! trump é outro frouxo. disse que saia pegando nas partes de tudo quanto é mulher pq é homem e poderoso (inclusive mulheres ja testemunharam que foram vitimas) pra depois dizer que "ninguem tem mais respeito pelas mulheres do que eu". uai, o machismo não é a sensação do verão? ? o machista nao faz o que quer pq nao tá nem aí pra opinião feminina? ? será que trump veio com discursinho apaziguador pq a opinião feminina pode fazer ( e vai fazer) ele perder a eleição ? ?? ? sim ou com certeza? ?

só um detalhe: a industrialização começa na inglaterra mas nem de longe se expande de forma homogênea pelos países da europa e nem sequer no mesmo período. e o que os países nórdicos e escandinavos tem a ver com a inglaterra, novamente nao fica claro, na pior das hipóteses é desonestidade sua, na melhor, ignorância mesmo, de jogar tudo no mesmo balaio. você tem dado a cada comentário uma demonstração que se guia por uma combinação mortal entre os dois: desonestidade e ignorância.

Anônimo disse...

A estratégia masculina sempre foi ludibriar mulheres, enganá-las, absorver e exaurir sua energia e, sempre que conveniente, descartá-la ou silenciá-la. Tem curso pra isso. Blogs, vlogs, canais, fóruns, tratados, manuais...

Homem sente um prazer indisfarçável diante da humilhação e da violência contra uma mulher. Tem milhões de textos, vídeos, músicas, histórias, filmes, piadas, memes... que demonstram isso tão claramente, que não sei porque insistem nesse tal "romantismo masculino", a coisa mais falsa que já inventaram.

Homem sequer suporta a companhia feminina que não seja para sexo (e apenas para isso. No pós gozo masculino, o maior desejo do homem é que a mulher desapareça). Sair com a namorada é um tormento e só o fazem pelo sexo. Homem nem mesmo suporta a aparência natural da mulher, que precisa estar sempre fantasiada, quase deformada, pra poder interagir com um homem.

São nesses termos que eles conversam entre si sobre mulheres e a internet possibilitou que as mulheres tivessem acesso a isso, a esse material, ao pensamento real do homem sobre a mulher, jogando por terra toda essa retórica mentirosa de "romantismo", "cavalheirismo", "amor".

Antes eu achava que era um problema dos homens que eu conhecia, mas a internet possibilita que a gente amplie nosso horizonte, e os homens pensam assim aqui e em todo lugar do mundo. Depois da crença no divino, é a misoginia o que une todos os povos, do passado e do presente.

Agora a mulher sabe exatamente o que o homem pensa realmente, o que traz em seu íntimo. Ter acesso a todo esse material me fez compreender todas as relações entre homens e mulheres da minha família e meu círculo próximo, me fez compreender que é a condescendência masculina, quando não a violência (física ou moral), que norteava as interações entre homens e mulheres em qualquer época histórica (e não falo apenas de casais). Me fez compreender o alívio que as mulheres sentiam quando enviuvavam após casamentos muito longos. Ouvi muitas vezes a frase "finalmente vou viver".

Homem não interage de forma afetiva e verdadeira com mulheres (e não sou eu que digo isso, mas os homens em seus espaços masculinos aos quais agora as mulheres também têm acesso). E todos os homens que frequentam o espaço da Lola reforçam essa verdade sobre a mente masculina.

O feminismo representa a luz, o frescor. Perceber com clareza como se dão as interações masculinas com as mulheres proporciona um alívio imenso. E isso retira a força do discurso enganador clássico do homem. Por isso homens odeiam o feminismo.

Já vi moças não feministas sendo descaradamente enganadas (os caras filmam toda a estratégia e postam como modelo para que outros façam o mesmo). Uma mulher feminista jamais cairia tão facilmente. Feministas são enganadas? Claro. O engano é a arte masculina. Enquanto homens desumanizam mulheres, mulheres humanizam homens e confiam (serão criticadas absurdamente por terem confiado). Mas se recuperam.

Leonardo Vieira disse...

Anônima 17:33

Primeiro, eu nunca disse que a industrialização foi homogênea( esse assunto ja esta me cansado) eu disse que iniciou na Inglaterra e depois avançou para o restante do continente e os países escandinavos fica na Europa.

Segundo, dizer que o modelo de relacionamentos de hoje funcionam e diferente de dizer os mesmos são perfeitos, não existe perfeição em nada, tudo na vida e preciso de tempo em tempos realizar ajustes. O que vocês propõem e um modelo de relacionamentos que inverte os elos de poder, não querem ser tratadas iguais querem ser tratadas como superiores, isso e revanchismo.

Terceiro, garanto que você não mais rica do que eu, mais não vamos falar de dinheiro porque isso e deselegante, segundo que foto do seu texto estar muito bem redigido não prova o seu talento para escrita. Essa e a maravilha da tecnologia, os computadores de hoje possuem corretor, e como você claramente possui tempo livre pode muito bem digitar e postumamente revisar coisa que eu sinceramente não tenho paciência.

Sobre a hierarquia dos preconceitos, mesmo que você fosse mais rica do que eu, a minha opinião de homem ainda assim valeria mais que a sua. e que di isso não sou e vocês mesmas quando afirmam que o preconceito de gênero(e nisso eu concordo) e o mais antigo e mais arraigado nas culturas de todo o globo. Ou seja independente de você ter mais recursos , a minha visão ainda assim tem muito mais força e importância que a sua.

Anônimo disse...

O machinho tá se borrando todo de medo de perder o poder que ele usurpou para si por ser incapaz de se relacionar com uma mulher de pessoa pra pessoa. Impressionante essa incapacidade masculina. Não há a menor possibilidade de ereção se estiver diante dele uma pessoa e não um objeto. Só desumanizando o macho consegue se relacionar com mulher. Que doentes, credo.

Anônimo disse...

Linda, o mancebo não tem qualquer dificuldade de se assumir machista ou misógino. Faz isso o tempo inteiro. O problema é que ele, além de extremamente inseguro, escreve mal demais, por isso as incongruências e incoerências infinitas do discurso.

O que ele deseja é um mundo em que lhe seja garantido que a mulher não tenha qualquer possibilidade de abandoná-lo. O drama todo é esse. Só esse. O que o aterroriza é a possibilidade do abandono feminino. Incoerência, percebe? Ele teme a rejeição e o abandono de pessoas que ele despreza. Ele dependeu, depende e dependerá de pessoas que ele despreza. Ele deseja pessoas que ele despreza. Esse é o drama masculino.

Anônimo disse...

A carência é tão grande, que o maluco continuará vindo aqui, dia após dia, enquanto tiver alguém interagindo com ele, alimentando os seus delírios de grandeza.

Unknown disse...

Só para mulheres que você pudesse oprimir, aqui meu, esses seus 0,30 centavos, mas a ignorância atroz só te deixam na posição de babaca mesmo, e exemplo mor de porquê o cavalheirismo precisa morrer. Boa noite...

Leonardo Vieira disse...

Anônimas:

EU NÃO DESPREO MULHERES, DESPREZO O FEMINISMO.

Eu consigo me relacionar muito bem, com qualquer mulher, não trato nenhuma como objeto, e sim luto pela igualdade dos genros. Luto para que toda e qualquer violência contra a mulher ou homem seja punida com rigor, para que estupros e assassinatos, a violência obstétrica e qualquer forma de agressão conta os direitos e dignidade da mulher acabe. EU apenas não acredito que o feminismo seja o único caminho para se alcançar essas metas, vejo na internet muitas mulheres que são contra esse movimento e defendem as mesmas pautas de vocês.


Mulheres inteligentes, comprometidas com suas causas que lutam incansavelmente pata obter reconhecimento e igualdade para o seu gênero mais que repudiam veementemente essa ideologia nefasta.

Os últimos comentários demostram bem o porque eu detesto tanto o feminismo. O romantismo e cavalheirismo fazem parte dos nossos relacionamentos a muitos séculos, e uma forma de interagir com o sexo oposto, e de conquista mas que pode não agradar a todas. Aquelas que não gostarem desse comportamento, ok, tudo bem e um direito que todos nos temos de não gostar, digam para as pessoas em especial para os homens e garanto que a maioria ira para.

Mas não e isso que o feminismo prega ne, não basta so dizer que não gosta e que não quer, tem que desmerecer, transforma um gentileza em algo hediondo ou como vocês dizem "uma estratégia do patriarcado para oprimir e humilhar as mulheres", sempre partindo do principio que tudo os homens fazem e para tentar dominar as mulheres.



Ezco Musaos disse...

"a minha visão ainda assim tem muito mais força e importância que a sua."

---> Esse lixo cibernético diz lutar contra o machismo e a violência de gênero, ao mesmo tempo que defende sua "superioridade natural" por ser homem. Aí, não cansa cagar pelos dedos não?

Anônimo disse...

Último comentarista: além de não conhecer vírgulas e regras básicas de português, deve foder mal pra caralho, já que é do estilo britadeira, que pensa que sexo é só penetração. E lésbicas, você querendo ou não,existem. Mas não se desespere, nem se fossem heteros essas mulheres homossexuais desejariam transar com você.