terça-feira, 3 de janeiro de 2012

O POLITICAMENTE CORRETO AINDA VAI DESTRUIR O PLANETA

Adoro o humor da Escarlate:
"Gente, já imaginou um mundo em que não pudéssemos fazer chacota com a cara dos outros, não pudéssemos ofender a dignidade das pessoas e nada de racismo, machismo, homofobia, classismo? Meu deus, que pesadelo!
Teríamos que nos esforçar para sermos inteligentes, usar o humor como crítica social, ou mesmo como algo leve e alegre que deixasse as pessoas à vontade, e não um modo de oprimí-las e humilhá-las! Que horror, esse politicamente correto está indo longe demais! Temos que defender o status quo de qualquer forma! Já pensou se o homem branco hétero rico perde seu lugar de opressor? EU MUDO DE PLANETA."

Anunciei este post no Twitter e um carinha logo perguntou pra todos seus seguidores o que o texto queria dizer (ele não entendeu a ironia). Aí ele aproveitou pra me chamar de mal amada. E disse que o insulto é válido porque ele se sentiu agredido como homem branco, tadinho. E exigiu que as pessoas lhe expliquem por que ele é privilegiado. Bom, achar que o mundo lhe deve explicações e ter termos à disposição para ofender mulheres já é sinal de privilégio. Mas como o energúmeno pode não ser o único com dúvidas, deixo aqui alguns posts:
Pra quem não entende como ser homem numa sociedade machista é um privilégio.
Pra quem não entende como ser branco numa sociedade racista é um privilégio.
Pra qu
em não entende como ser hétero numa sociedade homofóbica é um privilégio.

118 comentários:

OREM 2009 disse...

Muito bom
Lola, ja viu a marchinha de carnaval do ano passado "Amigo Bipolar"?

http://www.youtube.com/watch?v=v_ea7oyZbCI

Gostaria de saber sua opiniao sobre ela, pois só quem tem um familiar bipolar saber o tormento que é essa doença e nao vejo graça alguma coisa nessa musica.

mil beijos.

Lord Anderson disse...

heheheh, muito bom, isso sim é humor e ironia.

Espero que o pessoal reflita um pouco sobre isso.

Quem? disse...

É duro mesmo ser educada, gentil, livre de preconceitos, politicamente consciente, culta, letrada, madura, inteligente, altruista e de coração puro num mundo tão horrivel, preconceituoso e reacionario como esse

O inferno são os outros. O problema é o sistema, a midia e a igreja.

Por isso o Brasil precisam desse blog. Do seu projeto pessoal para alcaçar sua rendenção politica e finalmente viver a sua emancipação humana.
É através de pessoas que julgam perfeitas, certinha e cheia de qualidades que finalmente a sociedade alcançara sua rendenção

Serge Renine disse...

HÁ UM FILME COM O STALLONE E A SANDRA BULLOCK SOBRE ESSE ASSUNTO QUE SE CHAMA O DEMOLIDOR. SE PASSA NO FUTURO E TUDO É COMO A ESCARLATE DESCREVE, INCLUSIVE, TAMBÉM, FOI EXTINTA A VIOLÊNCIA.

NO FILME, POR INCRIVEL QUE PAREÇA, NINGUÉM ESTÁ FELIZ COM A SITUAÇÃO.

Serge Renine disse...

HÁ UM FILME COM O STALLONE E A SANDRA BULLOCK SOBRE ESSE ASSUNTO QUE SE CHAMA O DEMOLIDOR. SE PASSA NO FUTURO E TUDO É COMO A ESCARLATE DESCREVE, INCLUSIVE, TAMBÉM, FOI EXTINTA A VIOLÊNCIA.

NO FILME, POR INCRIVEL QUE PAREÇA, NINGUÉM ESTÁ FELIZ COM A SITUAÇÃO.

Carol disse...

Perder seus privilégios e vê-los serem direitos inerentes a todos é realmente aterrador para algumas pessoas.

Adriana disse...

Serge, sabia que esse filme é uma ficção? Ficção por ficção, se é pra especular sobre como seria o futuro se não houvesse mais violência no mundo, eu acho mais lógico é supor que as pessoas estariam felizes.

O post da lola me lembrou da charge:
https://plus.google.com/photos/107216054330038232998/albums/5693446708157803505?authkey=CNSS4sazo_juVw

Serge Renine disse...

Aronovich:

Assista Tudo Pelo Poder, do George Clooney. É um show!

Fui ver se tinha resenha sua mas ainda não tinha, então presumi que você ainda não assistiu.

Não sabes o que está perdendo.

Serge Renine disse...

Adriana:

Tudo no mundo na sua gênesis é ficção. Tudo parte do pensamento abstrato e se torna realidade. Eu digo tudo mesmo, até a sua casa foi imaginação de alguém que a concebeu. Eu sei filme não é real, mas uma pessoa que vive nesta nossa sociedade, da qual a Escarlate fala, o imaginou e escreveu.

Adriana disse...

Então Serge... na minha imaginação, me parece mais lógico que o mundo seria mais feliz sem violência e preconceito.

Por que será que na imaginação de um um roteirista de Hollywood (que faz um filme pro Stalone) um mundo sem violência não pode ser lá tão boa coisa?

Sou mais a minha imaginação tranquila que não foi contratada por um mercado que vende violência.

Escarlate disse...

Agora q eu vi q eu tava aqui huahauhauhauhau
Mundo sem graça esse q não se pode fazer um bullying inocente né?

Eu disse...

Acho que a saída é fazer chacota politicamente incorreta CONSIGO MESMO.
Aliás é uma atitude libertadora essa de rir dos próprios erros e defeitos, né não?

Eu disse...

Escarlate, vc já fez auto-bullying?

Niara de Oliveira disse...

Os brancos e héteros estão revoltadíssimos com esse texto nas redes sociais e dizendo que o texto é mal escrito para justificar o seu desconforto em serem ironizados. Tá puxado!

Escarlate disse...

Então, "Eu", nem sei se existe isso de auto-bullying. Mas se é fazer graça com meu cabelo embaraçado ou com a minha pancinha, sim. O humor faz muito bem para a vida, mas é muito mais do que uma simples piadinha. O humor carrega um discurso, ele é um retrato da sociedade em que as pessoas estão inseridas. Então eu evito fazer piadas com coisas que rebaixam e julgam as pessoas, como piadas de "bicha", "preto", "baiano".

Bullying é muito mais do que brincar com o cabelo bagunçado do amigo. É humilhar, julgar, rebaixar, perseguir, principalmente quem não é branco, homem e hétero.

Eu disse...

Escarlate, sim, o humor 'non-judgemental' é muito bom. Neste particular, aprecio muito o humor judaico. Ele é feito mostrando lado oculto das situações 'sérias' ou peseudo-sérias da vida...

Carol disse...

Esse povo que reclama dizendo que piada não carrega discurso nenhum defende o próprio direito de ser alienado. Coisa triste viu...

Daniel disse...

Tem coisa mais patética do que ver mulheres brancas de classe média posando de vítimas da sociedade ?

''Oh, o homem branco me oprime ?''

Mulheres brancas,(95% das feministas) sinto muito, mas vcs fazem parte do grupo opressor.

Serge Renine disse...

Uma coisinha só Adriana.

O mundo do Stallone, infelizmente, é o mundo que existe. Vide toda a violência do mundo, todo o bulling, todo o desrespeito ao próximo Será que alguém, ou a maior parte, realmente, quer a paz e a boa vontade, conforme a ironia da escarlate? Com todo tempo que tem a humanidade já não deveríamos ter conseguindo essa vida perfeita se realmente quiséssemos?

Escarlate disse...

hauhauhauha desculpo me recuso a discutir um filme do Stallone, sorry... Pode falar q é preconceito, mas não consigo.

Daniel disse...

Feministas são na sua maioria, brancas, nivel superior de classe media, ou seja, é simplesmente patético reclamarem de opressores, sendo que são parte de um dos grupos mais privilegiados da sociedade.

Sara disse...

As vezes acho q vc tem razão Serge, não me parece que ha muitas pessoas querendo um mundo politicamente correto não.
Uma vez um comentarista escreveu aqui "pela Constituição deveríamos ser seres de pura luz e resplandecência. Eu pelo menos não me sinto ofuscado no meio das pessoas".

EdFurtado disse...

Confesso que não gosto do termo privilégio, sempre que li me pareceu que estava sendo acusado de oprimir alguém ou fosse algum tipo de vilão. Verdade que nem tudo são rosas e tem maluc@s(sério!) que acham realmente que todo branco é racista, todo homem é mau(violento,assassino e o grando problema do mundo) e todo hétero..., bem nunca encontrei militância anti-hétero. Ponto para os homossexuais.
Acho que muit@s também sentem isso(em raríssima ocasiões,como eu disse, você homem, branc@ está realmente sendo acusado de ser o vilão por algo que você é e não por algo que faz e isso merece todo o repúdio). Mas, acompanhando esse blog percebi que é um privilégio não ter de passar por situações grotescas de racismo, misoginia/machismo e homofobia. É um privilégio poder apenas imaginar e não ter de vivenciar nada disso. Finalmente entendi. Pensando assim, eu me sinto verdadeiramente privilegiado, mas meu grande cisma com esse termo, é que desse privilégio eu não consigo abrir mão(não depende de mim,mas de nós todos) e até nisso é um privilégio injusto.

Daniel disse...

A pergunta que não quer calar:

Pq feministas nunca se incluem no grupo de privilegiadas ? Ou por acaso ser uma mulher branca, nivel superior e de classe média é ser ''oprimida'' ?

Como diz um amigo meu, ''as elites são os outros''...

Escarlate disse...

Sobre um mundo sem violência: A gente pode ficar conjecturando sobre um mundo assim, mas eu prefiro pensar no passado. Olhar pra Idade Média, pra Inquisição, para torturas institucionalizadas, fogueiras, escravidão, execuções ao ar livre. Em muitos lugares do mundo ainda vemos esse tipo de coisa, mas não com a mesma legitimidade de antes. Estamos melhorando sim.

Mudança de comportamento e quebra de paradigmas não acontecem da noite pro dia. Só pq o mundo é muito violento não quer dizer q ele não tenha melhorado, ou que melhore. A cultura de violência ainda é muito forte nas famílias, na mídia, na sociedade como um todo.

lola aronovich disse...

Daniel, vc não foi privilegiado pela inteligência, foi? O fato da maior parte das feministas serem brancas de classe média é uma velha discussão dentro do feminismo. Acredite: a gente sabe que isso existe. Mas quase todo mundo faz parte de um ou outro grupo privilegiado, o que não impede que possamos empatizar com os grupos menos privilegiados. Não precisa ser negro pra lutar por justiça racial. Não precisa ser mulher pra ser feminista. Não precisa ser homossexual pra apoiar as causas gays. E por aí vai. Mas sabe o que é muito comum? Machinhos brancos e hétero virem reclamar de feministas brancas e hétero (quer dizer, somos hétero? Um dos mitos é que feminista é tudo lésbica! Agora fiquei confusa). Ao contrário de vcs, nós não negamos que exista opressão. E, se você ler meus textos sobre privilégio, verá que eu SEMPRE me coloco entre os privilegiados.


Miss Escarlate, que horror vc tripudiar das verdeiras vítimas do mundo – os homens brancos e hétero! Assim vc parte muitos corações.

LisAnaHD disse...

"Bullying é muito mais do que brincar com o cabelo bagunçado do amigo. É humilhar, julgar, rebaixar, perseguir." --Escarlate 15:34

(parte da frase a qual apreciei muito poro ter mensagem universal.)

Daniel disse...

Lola, sou tão inteligente quanto vc é intelectualmente honesta.

Só lamento ter tocado em uma ferida:

O fato de vcs ridicularizarem o ''vitimismo do homem branco'', sendo que vcs tambem não tem NADINHA de oprimidas, mas VIVEM se vitimizando. E pior! JAMAIS se incluem no grupo de privilegiadas.

Eu disse...

Daniel, no seu ambiente de trabalho branco, indexado, privilegiado tem mulheres?

Adriana disse...

Daniel, uma vez li num outro blog sobre a hierarquia do desacordo de Graham:

http://bulevoador.haaan.com/wp-content/uploads/2011/09/hierarquia.png

Com alguma boa vontade, vc estaria no segundo nível de baixo pra cima.

Serge, não consigo discutir o mundo do Stallone sem ser irônica, sorry... :(

Lord Anderson disse...

"vcs tambem não tem NADINHA de oprimidas,"

Claroooooooooooooo


Nenhum mulher branca/hetero/classe media ja enfrentou a ameaça do estupro, nenhuma foi julgada por sua sexualidade, sofreu violencia domestica, nenhuma teve que ouvir "ela provocou/procurou/merece, etc", quando vitima de alguma violencia.

Nenhuma mulher branca/hetero/classe media teve que lutar por seus direitos politicos, educacionais, reprodutios, nem teve que ouvir idiotas tentando desqualificar seus argumentos, com perolas como "é mal comida, é feia, é corda, etc".

Claro que nenhuma mulher branca/hetero/ classe media jamais sofreu com o machimo.

Isso é tudo invenção de vcs, e se um homem diz, só pode ser verdade.

cada o post de homemexplicalismo mesmo?

LisAnaHD disse...

meu marido é branco, olhos azuis, descendência germâmica e irlandesa, tem ótimo salário, excelente nível educacional e intelectual e TUDO o que ele conseguiu na vida foi suado... até me mesmo me convencer a se casar com ele.

desde pequeno, lá pelos 5 anos, meu marido se lembra de guardar dinheiro pra fazer faculdade... aos 10 ou 11 anos já entregava jornal de porta em porta, cedinho, pra juntar dinheiro pra fazer faculdade e comprar o que os pais deles não consideravam essencial... meus sogros não deram um tostão pra nenhum dos 6 filhos fazerem faculdade numa família onde faculdade NÃO era opcional e sim obrigatório... minha sogra, pra aumentar a quantidade do leite, ela comprava um galão no supermercado e fazia outro galão com leite em pó, misturava os dois e tinha dois galões por um preço menor do que comprando dois galões de leite... um filho usava roupa do outro...

isso todos podem fazer sejam brancos ou negros ou de qq outra etnia, pelo menos morando nos EUA pode sim... e estudando em escola pública, pois aqui filho de Presidente da República estuda em escola particular (até final do segundo grau) somente por motivo de segurança... é comum filhos de grandes políticos estarem estudando em escola pública até o término do segundo grau e isso vale pros filhos de políticos brancos e pros filhos de políticos negros e de outras etnias.

e na formação de meu marido preconceito era algo que se alguém na família tinha, era pra engulir e encarar o mundo com otimismo, pois minha sogra, católica praticante, acreditava que não viemos ao mundo pra sofrer, pois Jesus já havia feito o supremo sacríficio e portanto cada qual que tratasse de ser otimista e aprender a defender seus direitos e encarar suas obrigações e responsabilidades.

meu marido sofreu bullying e muito... uma que foi uma criança franzina, usava óculos de lentes grossas, tinha uma carinha bem geek... um perfeito nerd... qdo chegava em casa comentando sobre o bullying meu sogro não paparicava filho não (feito minha irmã e meu cunhado com o filhote mimado...), meu sogro ensinou a lidar com o bullying pq bullying a gente pode enfrentar a vida toda... algumas vezes de forma mais intensa e outras vezes de forma disfarçada...

a África do Sul, durante o apartheid, foi de um tremendo sofrimento desumano aos negros... com a caída do apartheid a África do Sul passou a enfrentar outros sérios problemas, sob o governo dos negros e não, não me digam que sou racista e nem preconceituosa... sei do que enfrentaram duas fortes vozes africanas: Miriam Makeba, Mamma África; e Cesária Évora, A Diva dos Pés Descalços... isso entre outros e tantos talentos africanos ou de descendência afro.

o mundo está cheio de homens milionários, éteros, brancos, de olhos claros que se empenham prum mundo melhor pra todas as raças, pra todas as etnias, pra ambos os sexos... entre eles o inglês Richard Branson e o americano Bill Gates, e ficarei feliz se me ajudarem com algum brasileiro.

acho que as feministas deveriam começar a se firmar na sua própria escolaridade sob opontod e vista profissional e sob o ponto de vista biológico pra deixar de dar murros em ponto de faca insistindo que não existem diferenças entre homens e mulheres pq existem diferenças tanto no psico qto no bio.

meu comentário não é diretamente ao post não e sim tb aos comentários daqui da caixa de comments.

Feliz Ano Novo... Feliz 2012...

ah o politicamente correto chegou a um ponto ridículo nos EUA qdo já devemos evitar dizer Feliz Natal/Merry Christmas e dizer Boas Festas/Happy Hollydays pra não ferir suscetibilidades...

Serge Renine disse...

Eu sei Adriana.

Serge Renine disse...

LisAnaHD:

Com todo respeito, uma pequena correção:

O seu marido não tem descendência germânica e Irlandesa, mas sim ascendência. Ele é descendente.

Serge Renine disse...

LisAnaHD:

É isso aí; gostei!

Escarlate disse...

"o mundo está cheio de homens milionários, éteros, brancos, de olhos claros que se empenham prum mundo melhor pra todas as raças, pra todas as etnias, pra ambos os sexos... entre eles o inglês Richard Branson e o americano Bill Gates, e ficarei feliz se me ajudarem com algum brasileiro."

PAREI AQUI.

Daniel disse...

Trabalho em um Banco, aqui a maioria dos funcionários são mulheres.

Serge Renine disse...

Escarlate:

Rico brasileiro não doa, só tira.

Liga pro Eike BNDS pra ver.

Eu disse...

Então, Daniel, começa a prestar atenção nas promoções dadas a mulheres brancas, privilegiadas e a homens, sim?

Daniel disse...

Hahaha...sempre tem uma saída...por acaso a gerente da agencia é mulher, e a supervisora tambem.

Mulher branca reclamar de preconceito é piada.

Bruno S disse...

Eu não entendo algumas coisas aqui dos comentários.

Não entendi essa das feministas brancas e héteros se fazerem de vítimas.

Para a pessoa ser vista como possível vítima de opressão ela tem que preencher todas as opções listadas abaixo?
Mulher
negra
homossexual
obesa
pobre
nordestina

E também ainda não entendi o que um filme divertido do Stalone(é difícil) está fazendo nessa discussão. A não ser que alguém explique como funcionam as três conchas.

Serge Renine disse...

Trecho de Herança da Antonia Pellegrino.

"Eu gostaria de poder me entregar ao fácil contentamento feminino/maternal, mas minha vaidade não permite. Só deixa que eu seja assim, uma mulher que quer ser homem, porque homem é melhor"

As vezes eu acho que o feminismo é isso.

Bruno S disse...

Daniel,

engraçado que na empresa em que trabalho tem poucas mulheres nos postos mais altos.

E a promoções de mulheres são sempre acompanhadas de dois tipos de comentários "é cota" se não for bonita e "foi promovida pela bunda/beleza/atitudes outras" quando mais intteressante.

Bruno S disse...

Não, Serge.

Feminismo é apenas "a ideia radical de que as mulheres são gente"

Serge Renine disse...

Bruno:

O filme do Stallone fui eu quem colocou. É que neste filme o mundo perfeito que a Escarlate fala não é valorizado porque falta emoção e o ser humano sendo complexo com é você pode imaginar...

Daniel disse...

A questão não é preencher requisitos ou não, e sim que é muito mais fácil culpar os outros.

Para feministas é sempre mais comodo atribuir ao homem branco os privilégios, sendo que elas, mulheres brancas de classe média, não tem nada de coitadinhas oprimidas.

Bruno S disse...

Em relação a gênero também são oprimidas.

Por exemplo, quando uma mulher branca de classe média engravida a situação dela no trabalho vai ser a mesma que a do colega que engravidou a esposa?

Acho que não.


Ainda não entendo o que evitar discriminar tem a ver com falta de emoção...

Serge Renine disse...

Sobre a mulher ser gente Bruno o feminismo é uma ofensa. A mulher sempre foi tão o mais gente que o homem, pois aguenta tudo e até o homem.

O feminismo muitas vezes faz da mulher uma imitação barata do homem, é isso que eu acho duvidoso e a Antonia Pellegrino, que é mulher, sacou.

Daniel disse...

Discrminação de gênero só afeta mulheres pobres. Para uma mulher de classe média, a coisa é bem mais suave...

Bruno S disse...

discriminação mais leve deixa de ser discriminação??

Serge Renine disse...

Bruno:

Sobre a gravidez, não se trata de ser mulher, mas sim do fato de que a mulher, ao contrario do homem, ter que se afastar para ter o filho e cuidar do mesmo nos primeiros meses e isso causa uma lacuna na força de trabalho treinada da empresa e, obviamente, devido a isso ela sofre mais objeções. Capitalismo é isso aí.

Daniel disse...

Pode não deixar de ser, mas tá longe de ser uma grande opressão.
E pequenas discriminações todos sofrem, inclusive homens brancos não ricos.

Eu disse...

Discrminação de gênero só afeta mulheres pobres. Para uma mulher de classe média, a coisa é bem mais suave...*

Mulher de classe média (seja lá o que for média) que tem que trabalhar, tem que ralar é tão afetada quanto as pobres.

E na hora que engravida fica tão vulnerável quanto qualquer outra.

Serge Renine disse...

Em tempo:

Na minha empresa 75% da força de trabalho é de mulheres e não é uma confecção, mas um escritório comercial que negocia em todo e país.

Eu prefiro contratar mulheres, tanto que vou contratar mais uma amanhã. Mulher gosta do trabalho.

Daniel disse...

E homem branco não tem que trabalhar ? Eu einh...

Mulher branca de classe média tem emprego com carteira assinada pagando bom salário, geralmente é casada com um homem que ganha a mesma coisa, tem acesso a programas culturais, assistencia médica, estudo, viagens, é vista como o padrão de beleza...

O que esse ser tem de oprimido ???

Bruno S disse...

"geralmente é casada com um homem que ganha a mesma coisa"

Você tá falando do Brasil???

Procurando num mesmo grupo racial e numa mesma faixa de escolridade você verá que não é bem assim, amigo.

Eu disse...

Daniel, sai do mundo dos pôneis, meu...

Dostoievski disse...

Agora não se pode chamar mais viado de viado, sapatão de sapatão, preto de preto...
Mas esse politicamento correto privilegia muito as mulheres, como no caso daquela propaganda da Bombril com a Dani Calabresa onde as mulheres achincalhavam os homens e ninguem deu um pio. Se fosse uma versão masculina era capaz do Dilmão e as ministras sapatonas colocarem todos na cadeia no dia seguinte.

Jéssica disse...

Pelo festival de besteiras nessa caixa de comentários, uma coisa eu garanto: Esse post foi um sucesso!

Até pensei em começar a responder, mas são besteiras DEMAIS, e todas defensivas: "Eu sou privilegiado? Eu não!".

Recomendo apenas que leiam os "Para quem..." que a Lola colocou no fim do post. Extremamente recomendado.

Kalinda disse...

Acho que o Daniel tem assistido a muitas novelas...

Mas lembremos um exemplo velho e batido...

Em nossa sociedade, o que é um homem branco hétero que sai com várias mulheres? Um pegador, um machão, um exemplo a ser seguido. E o que é uma mulher branca hétero que sai com vários homens? Uma p***, uma v****, uma vergonha para a família.

É impressionante como as mulheres se vitimizam sem a menor necessidade, né?

O dia em que tod@s puderem exercer os mesmos direitos sobre seu corpo, sua sexualidade, sua vida, enfim, quem sabe os oprimidos parem de se "vitimizar".

Gabriele Albuquerque Silva disse...

"Pq feministas nunca se incluem no grupo de privilegiadas ?"

E quem disse que não? Eu sei sim que o fato de ser branca de classe média me livrou de passar por situações preconceituosas que passaria se tivesse nascido negra e pobre. Tenho consciência disso, sim. Também sei que sou privilegiada por ser hétero, posso demonstrar afeto pelo meu namorado em público sem medo de represálias. Procuro nunca esquecer o quanto isso pode influenciar na minha perspectiva de mundo. No entanto, a questão da discriminação de gênero não deixa de existir por isso. Como comentaram, pensar que "poderia ser pior" não muda o fato de que existe sim um preconceito.
Como fica o fato (constatado pelo IBGE e tantos outros órgãos, não é produto da minha imaginação) de que mulheres tem um salário 42% menor do que o de homens? E não se limite apenas ao seu local de trabalho. Só porque lá talvez não seja assim, não significa que o resto do mundo seja igual. Há pouco tempo, uma amiga estava chateada pq foi demitida e ainda ouviu dos empregadores que eles achavam que ela era muito boa mas que concluiram que seria melhor contratar um homem para preencher a vaga dela, que precisavam de alguém mais "firme" para executar sua função (não quero detalhar mt a situação, mas já aviso antes de questionarem que não é algo que exige força física nem nada desse tipo). Na cara dura, disseram isso.

Gabriele Albuquerque Silva disse...

Dostoievski:

A Lola publicou um post sobre isso falando do absurdo dessa propaganda da Bombril, muitas pessoas como eu mandaram e-mails e deixaram comentários de repúdio no canal da Bombril e reclamações no site do Conar. Então, não fale como se alguém aqui tivesse gostado daquela campanha repugnante. (que, aliás, foi criada por homens!)

lola aronovich disse...

Isso, Dostoievski! Tadinho de você, né? Querem tirar seu privilégio de poder xingar gays, lésbicas e negros! Onde já se viu? Onde esse mundo vai parar?!
Sobre o comercial da Bombril, aquele que privilegia tanto as mulheres porque achincalha os homens, aquele que ninguém deu um pio, você já leu meu post?


Também acho, Jéssica, o post foi/está sendo um sucesso. Os privilegiados que não querem perder seus privilégios de forma alguma (o Dostô é um bom exemplo – ele quer poder continuar insultando minorias sem que ninguém o critique por isso!) fizeram seu carnavalzinho fora de época, pra variar.
Já vou avisando que o post de amanhã será bem mais escandaloso.

LisAnaHD disse...

PAREI AQUI. --Escarlate 17:00


que pena... nadou tanto pra morrer na praia?!! rs... rs...

LisAnaHD disse...

"Pelo festival de besteiras nessa caixa de comentários, . . ." --Jéssica 18:51

qta intolerância para com a opinião alheia apenas pq diverge da sua opinião... o fato de discordarmos até mesmo que veementemente da opinião alheia não nos dá o direito de rotulá-la como "besteira"... a intolerância é (a principal) característica do preconceito seja lá qual for o preconceito...

LisAnaHD disse...

"Já vou avisando que o post de amanhã será bem mais escandaloso." --L.A. 19:06

Lola querida, estamos aqui pra güentar o tranco... hoje mesmo me decidi a aprender a gostar de nabo, imagine! e me meti com a panela e a frigideira nessa primeira experiência... amanhã tem mais... na minha cozinha e no seu blogue... inté!

Dostoievski disse...

[/b][/quote]"aronovich disse...

Isso, Dostoievski! Tadinho de você, né? Querem tirar seu privilégio de poder xingar gays, lésbicas e negros! Onde já se viu? Onde esse mundo vai parar?!
Sobre o comercial da Bombril, aquele que privilegia tanto as mulheres porque achincalha os homens, aquele que ninguém deu um pio, você já leu meu post?"


Mas de qualquer jeito o caso acabou em pizza e sem nem de longe o mesmo repúdio que obteria uma propaganda como eu citei, o que prova o sexismo desse governo misândrico.

Dostoievski disse...

"Serge Renine disse...

Em tempo:

Na minha empresa 75% da força de trabalho é de mulheres e não é uma confecção, mas um escritório comercial que negocia em todo e país.

Eu prefiro contratar mulheres, tanto que vou contratar mais uma amanhã. Mulher gosta do trabalho."

Você paga pra elas ficarem fofocando e comendo chocolate o dia todo?

Serge Renine disse...

Não Dostoievski, elas trabalham muito e bem.

Agora, homem com vontade de trabalhar estã difícil encontrar.

Dois amigos-primos, que pensam muita coisa sobre quase tudo disse...

OI Lola
Leio seu blog já há algum tempo mas nunca comentei(a preguiça faz coisas inimaginaveis), mas hoje li mais uma coisa sobre os "famosos Sanctos"agora a nova ameaçada foi MOnique Evans...
Continue com o blog, é sempre muito bom ler.
BEijos

Carol disse...

Ed, perder privilégios não quer dizer que vc será discriminado, quer dizer que os outros não tão privilegiados deixarão de ser discriminados. Ser tratado com dignidade vai deixar de ser privilégio e passará a ser algo comum e básico, isso quer quer dizer perder privilégios.

carolinapaiva disse...

Gente, vamos fazer mais esforço para entender o que significa ser privilegiado?
Três links sobre o tema aqui, um do blog da Lola e outros dois em inglês.
1. http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2008/12/durma-se-com-um-privilgio-desses.html
2. http://redroom.com/member/tim-wise/blog/explaining-white-privilege-to-the-deniers-and-the-haters
3. http://blog.shrub.com/archives/tekanji/2006-03-08_146

Eu disse...

Carolinapaiva, acho que estamos querendo dizer indexado/a. Privilégio é outra coisa mesmo.

Bjs

Sara disse...

Lola amei o apelido q vc pôs no "DOSTÔ", combina muito mais com ele. rrssss

yulia2 disse...

quanta baboseira que esse Daniel despejou aqui.

''Pq feministas nunca se incluem no grupo de privilegiadas ?''

porque não somos privilégiadas , só na sua mente paranóica e fora da realidade.

''Ou por acaso ser uma mulher branca, nivel superior e de classe média é ser ''oprimida'' ?''

existem feministas negras mulatas também,para de falar besteira.
o que mais queremos de tudo é mais mulheres participando.

a reclamação desse Daniel é tão estúpida quanto a campanha contra heterofobia no facebook.... é tão ridicula que chega a ser um deboche.

''Trabalho em um Banco, aqui a maioria dos funcionários são mulheres.''

a propósito, quais são seus cargos? atendentes de caixa? ajudantes de caixa eletronico?
gerencia? ocupam altos cargos ou são subalternas?


''Discrminação de gênero só
afeta mulheres pobres. Para uma mulher de classe média, a coisa é bem mais suave..''

não, uma mulher branca estudada SEMPRE ganhará menos que o homem branco estudado ocupando a mesma função.

Sawl disse...

PARA Dostoievski.
"Você paga pra elas ficarem fofocando e comendo chocolate o dia todo?"
Bom, eu sou mulher e...
Acordo 5 da manhã, pego metrô LOTADO e ao contrário dos meus colegas homens que ficam despreocupados, eu mesmo com saia longa e blazer tenho que me deslocar O TEMPO INTEIRO e ameaçar furar com alfinete algum atevido.
O tempo todo no escritório, trabalho O DOBRO dos meus colegas homens e ganho menos que eles.
Realmente tenho um tempo enorme para fofocar e comer chocolate. Caso não tenha percerbido(porque inteligência NÃO é o teu forte e teu apelido só pode ser brincadeira com um grande escritor russo!) fui sarcástica.
A maioria das mulheres, troll machista, trabalham o dobro dos homens e ganham menos. Nossa temos tempo pra caramba pra comer chocolate e fofocar né? Aliás amo chocolate e odeio fofoca!
Quanto a propaganda da Bombril, não tem NADA de feminista! É uma propaganda machista e ao mesmo tempo misândrica! Homens são tolos que não sabem fazer nada em casa e as mulheres é que fazem tudo e portanto devem continuar não deixando os homens trabalharem em casa. Onde é que isto tem de feminista seu tolo?!
A maioria das reclamações quanto a esta propaganda foram de MULHERES. É uma propagandazinha ridícula que prega a segregação. Homens são "crianções" e mulheres tem qeu fazer todo serviço de casa. Na verdade foi uma das propagandas mais machistas já criadas pela publicidade brasileira. Aliás toda equipe desta péssima propaganda era composta de HOMENS que com certeza não passam de filhinhos de papai que não sabem nada da vida!
Se o governo é "misândrico", você é um "misógino"(se não sabe o que é, procure no dicionário) enfim, seria o sujo criticando o mal lavado.
Parabéns Serge Renine pela mentalidade evoluída. Um homem de verdade sabe reconhecer o valor das mulheres.

Sawl disse...

Lola.
Eu quero fazer uma denúncia para você e todos que são contra ameaças.
A Monique Evans está sendo ameaçada gravemente pelos vermes dos "sanctos".
Estes sujeitos ameçaram a mulher de morte e ainda por cima teve um covarde pedófilo do grupo que tá ameaçando violentar a netinha de 2 anos da Monique.
E ainda por cima um dos nojentos alegou que pertence ao grupo Anonymous Brasil que prontamente NEGOU que algum deles façam parte até porque o Anonymous já postou um video denunciando o tal engenheiro líder dos sanctos.
Eles ameaçam e ainda por cima tentam sujar o nome de um grupo sério como o Anonymous.

Por favor galera, denunciem esta escória para a Safernet e outros órgãos resposáveis!

Melhores informações do caso no link:

http://odia.ig.com.br/portal/diversaoetv/html/2012/1/monique_evans_diz_que_esta_sendo_ameacada_de_morte_pelo_twitter_215821.html

Abraço.

Sawl disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dostoievski disse...

Sawl disse...

Você conhece Dostoievski? Deve ter descoberto ele enquanto brincava de ser modelo na sala de casa com um livro na cabeça. kkkk

Dostoievski disse...

Sawl disse...

E você está fazendo referência a assédio em metrô? Se o "atrevido" que te encoxasse fosse o George Clooney você até engoliria esse alfinete.

Ragusa disse...

Esse povo que sempre argumenta contra o politicamente correto ME CANSA!

yulia2 disse...

Mulher branca de classe média tem emprego com carteira assinada pagando bom salário, geralmente é casada com um homem que ganha a mesma
____________

seu salário JAMAIS vai se equiparar a um homem branco no mesmo nivel escolar e mesmo cargo.

yulia2 disse...

Esse povo que sempre argumenta contra o politicamente correto ME CANSA!
__________
a mim eles não cansam me causam risos isso sim, são um bando de modinhas...e como toda modinha isso vai passar.

Gabriele Albuquerque Silva disse...

Dostoievski pelo jeito assiste Zorra Total e acredita que a vida é aquilo ali. Santa ingenuidade, Batman!

Starlin disse...

"não, uma mulher branca estudada SEMPRE ganhará menos que o homem branco estudado ocupando a mesma função."

mentira. nao existe empresa que paga menos para uma mulher que exerça a mesma função que um homem. isso seria flagrantemente ilegal.

Dostoievski disse...

"yulia2 disse...

Esse povo que sempre argumenta contra o politicamente correto ME CANSA!
__________
a mim eles não cansam me causam risos isso sim, são um bando de modinhas...e como toda modinha isso vai passar."

O pessoal daqui parece que acha que todos que criticam essa escrotice vitimista de politicamente correto são playboyzinhos maconheiros de apartamento educado por stand up comedy e CQC. Vê se pode...

carolinapaiva disse...

Dostoievski

Essa associação ocorre porque, em sua maioria, quem defende o "politicamente incorreto" é seguidor de modinhas "rebeldes", como o grupo CQC e afins.

Defender o uso de ofensas a grupos não privilegiados É coisa de gente mimada que só sabe olhar pro próprio umbigo.

Dostoievski disse...

"carolinapaiva disse...

Dostoievski

Essa associação ocorre porque, em sua maioria, quem defende o "politicamente incorreto" é seguidor de modinhas "rebeldes", como o grupo CQC e afins.

Defender o uso de ofensas a grupos não privilegiados É coisa de gente mimada que só sabe olhar pro próprio umbigo."

Não sei por que todo mundo acha que aqueles esquerdistas imbecis do CQC são politicamente incorretos? Vivem pagando pau para aquele bandido comunista do Lula e pra toda a toda a esquerda. Politicamente incorreto é o Bolsonaro que realmente critica toda essa inversão de valores e marxismo cultural.

carolinapaiva disse...

Dostoievski

Bolsonaro é outro muito admirado por jovens metidos a rebeldes. Nada diferente do discurso do CQC. Defende o uso de ofensas a grupos não privilegiados como se fosse algo muito digno e honrado de se fazer. Outro que usa desse discursinho barato como forma de obter fama.

Clarinha disse...

Bom, voltando à história de que mulher branca não sofre preconceito. Eu sou branca, classe média e bonita. E olha, quando fazia faculdade, e só andava de ônibus por Brasília, vez ou outra era seguida por homens (brancos, pardos, negros) e senti de perto a ameaça de estupro! Tive que fugir algumas vezes, precisar de companhia, visitar a delegacia de mulheres, etc, etc...Depois, quando comecei a trabalhar, uma colega despontou no trabalho e logo foi taxada de vagabunda porque, lógico, "ela devia estar dando para o chefe". No mesmo emprego, fiquei grávida e tive de ouvir do meu chefe que, por causa disso, eu não receberia a promoção pela qual eu havia lutado pelo menos uns dois anos com muito trabalho. Esses são só alguns exemplos, dentro de uma longa lista...
Obviamente, como outra leitora disse, sei bem dos meus privilégios, mas sei também dos preconceitos que já sofri e sofro. E olha, não estou chorando por aí, não. Estou defendendo um mundo mais justo.

física disse...

E ai alguém cita o Bolsonaro e eu começo a pensar que a pessoa só pode estar zuando...

Lolinha e Escarlate, adorei!

Mariana K disse...

Ah, é verdade. Pensando bem, nós mulheres somos mesmo muito mais privilegiadas! No Brasil, só as minorias podem reclamar e (eventualmente) ser levadas a sério!!! Quando nós feministas falamos de estupro, violência doméstica, discriminação de gênero, muita gente séria e estudada escuta, e às vezes até se articula e faz alguma coisa para tentar mudar a situação. Do outro lado, quantas ONGs, coletivos, articulações do governo, ou até projetos de lei, quantos existem para tratar da discriminação contra homens brancos hetero???

Enquanto nós feministas (privilegiadas ou não) nos articulamos, discutimos e tomamos atitudes em prol do que acreditamos, os pobrezinhos mal e mal podem contar com discussões em fóruns anônimos, tt's no twitter e fotos em murais de facebook!!! Não é chocante esse privilégio???

yulia2 disse...

mentira. nao existe empresa que paga menos para uma mulher que exerça a mesma função que um homem. isso seria flagrantemente ilegal.
_________
quantas coisas nesse país são ilegais e são praticadas principalmente nas empresas? INÚMERAS e a diferença salarial é uma delas, já trabalhei em empresas assim recebendo menos que meus colegas fazendo exatamente a mesma coisa, olhe as estatísticas. se informe melhor, leia um pouco mais de jornal, faz bem se interar da realidade de vez enquando.

yulia2 disse...

Não sei por que todo mundo acha que aqueles esquerdistas imbecis do CQC são politicamente incorretos?
__________
cqc ESQUERDISTA??? se ta loco fio???

o Marcelo Tass é do DEM, dem é de esquerda? vai se informar, que cara alienado!

yulia2 disse...

''Vivem pagando pau para aquele bandido comunista do Lula e pra toda a toda a esquerda.''

coitado do dostÔ não....
primeiro lugar Lula não é e nem nunca foi bandido, foi o melhor presidente de todos os tempos. segundo eles perseguem o Lula porque dá ibope e somente isso! mais nada. eles não gostam do lula eles gostam do ibope que ele dá.

''Politicamente incorreto é o Bolsonaro que realmente critica toda essa inversão de valores e marxismo cultural.''

Bolsonaro é um lixo reacionário recalcado, um bobo da corte que só fala bobagens e que nunca vai ganhar nada, vai ser deputado até morrer.

LisAnaHD disse...

"Bom, voltando à história de que mulher branca não sofre preconceito. Eu sou branca, classe média e bonita." -Clarinha 23:16

preconceito/discriminação todo ser humano sofre por um ou outro motivo... vou citar o exemplo de uma americana loira, olhos azuis, advogada, prof. universitária e o tanto que ela penou por conta da discriminação...

1. foi adotada ainda bebê por um casal americano, o pai militar... ela nasceu durante a II Guerra Mundial... filha de um pracinha americano com uma alemã da classe alta, o pai da moça impediu o casamento e a filha, ainda grávida, teve de optar entre mandar o bebê prum orfanato católico na Suíça ou dar o bebê pra adoção assim que nascesse... a moça achou que com as freiras a criança cresceria com boa educação mas quiçá lhe faltasse o amor e optou pela adoção... nasceu uma menina que foi adotada pelo casal americano, morando nos EUA. A menina cresceu sabendo que era adotiva e, como isso nunca foi segredo pra ninguém, ela sofreu discriminação por ser filha de inimigo alemão (naqueles anos durante e pós a guerra).

2. ela terminou o segundo grau e se casou com um cara gerente de banco, bacharel em direito, que gotava muito de festas e da vida social... fez carreira no banco e a ela (mulher dele) sempre infeliz pq ela não gostava daquela lorota toda da alta roda... sentia-se diminuída em meio a outras mulheres criadas na classe alta ou que se fizerem à vontade na roda social.

3. divorciou-se e começou a namorar o ex-namoradinho da adolescência, um "blue collar work" que trabalhava na construção dirigindo uma caçamba e tinha uma pequena firma de aluguel de trailler residencial... o cara era do tipo que curtia música country e uma cerveja... e a moça foi discriminada por todos que a conheciam até então.

4. ela resolveu voltar pra escola e ser advogada... pra isso teve de ir morar com a mãe que pagaria o curso superior da filha e qdo a filha disse que ia passar o final da semana na praia com o namorado, a mãe disse-lhe um baita NÃO - se a filha fosse os vizinhos iriam falar - e qdo a filha insistiu dizendo que era uma mulher divorciaa já nos seus 25 anos, a mãe disse que então ela escolhesse: ir pra praia com o namorado ou mudar-se e não ter o dinheiro pra bancar a faculdade... a filha escolheu obedecer a mãe.

5. casou-se cem segudna núpcias e passou a frequentar os bares/pubs que o novo marido curtia e a tomar cerveja e foram morar num trailler enqto a casa deles estava sendo construída e ela, que fôra discriminada pela roda do primeiro marido, estava enfrentando o mesmo outra vez pois os amigos e amigas do segundo marido a achavam muito superior a eles e desfaziam dela...

6. em reuniões no fórum ela era discriminada pois a maioria dos advogados eram homens e piorou ainda qdo ela passou a ser DA - District Attorney (e, Lola, não sei traduzir).

7. ela e o segundo marido ficaram ricos e foram felizes... ela ficou gorda e sofria discriminãÇào por ser gorda... um dia, o marido teve um ataque cardíaco fulminante enqto dormia e ela amanheceu viúva... estava rica... é branca... loira... olhod azuis... cabelos lisos e compridos... gorda... Ela tinha dois carros sendo um deles Mercedez... andava com anéis de brilhantes presente do segundo marido e relógio Seiko... discriminada por ser gorda.

8. casou-se novamente com um cara mais rico do que ela... um conhecido de muitas décadas... que a presenteava com joias e relógios mais caros do que o fizera o marido anterior... e ela passou a fazer esteira, pois o atual marido a presenteou com uma linda esteira pra mansão que ela havia construido com o segundo marido.

continua

LisAnaHD disse...

continuando... bem, esse foi o relato de uma das minhas professoras durante uma aula de Business Law, numa classe onde a maioria era estudante negr@... havia tb white-trashe alguns alunos estrangeiros (entre eles eu)... ela deu um exemplo de como uma pessoa que aparentemente tem tudo pra se sentir privilegiada e por cima do preconceito e da discriminação não o era... e como diz meu marido, a adovogada professora universitária confirmou: com preconceito e discriminacão a gente aprende a lidar através da inteligência... do estudo... da cultura... ou do bom-senso...

LisAnaHD disse...

"Esse povo que sempre argumenta contra o politicamente correto ME CANSA!" --Ragusa 21:06

e o que seu comentário acrescenta ao assunto?

Starlin disse...

6. em reuniões no fórum ela era discriminada pois a maioria dos advogados eram homens e piorou ainda qdo ela passou a ser DA - District Attorney (e, Lola, não sei traduzir).


promotor publico

Mittchi disse...

Olá Lola, descori seu blog a pouco tempo e logo me vi lendo todos os post aqui presentes! e alguns comentarios também, o mais legal de ler seus posts é poder refletir e ter ainda um texto divertido e dinamico. me vi pensando em varios momentos sobre varias coisas e também em como tentar fazer diferente, por exemplo na educaçao de filhos, se tiver... mudanças começam aos poucos e internamente...
gostaria de parabenizar seu blog, tentarei acompanhar sempre, nem sempre comentando e dizer que gostaria de ver mais presença masculina nos comentarios, não so comentarios de trolls preconceituosos que agridem mulheres verbalmente em seus textos, mas de homens que como eu sabem reconhecer o valor de suas palavras e criticas e veem mulheres como mais do que um corpo. mostrar que como existem mulheres que pensam existem homens que sentem.
obrigado pelo seu blog!
e bom, sendo um pouco abusado gostaria de pedir que falasse um pouco do contrario do quem dito, sobre igualdade, ou que seria a igualdade utopica e se acredita que é possivel chegar lá ou não... e claro suas reflexoes sobre.
novamente obrigado! e acredito que precisamos de mais pessoas e professores como você.

Mais de Mim disse...

Escarlate

mais uma vez bato palmas para sua inteligência e humor tão gostosos.

Beijos
Noh

Dostoievski disse...

"yulia2 disse...

Não sei por que todo mundo acha que aqueles esquerdistas imbecis do CQC são politicamente incorretos?
__________
cqc ESQUERDISTA??? se ta loco fio???

o Marcelo Tass é do DEM, dem é de esquerda? vai se informar, que cara alienado!"

Você é que é a alienada por achar que realmente existe direita nesse país. Daqui a pouco vão me citar PSDB...

Beatriz disse...

Lola, já estou com essa ideia faz tempo mas lendo os comentários aqui acho que não dá mais pra adiar: por favor, faça uma parceria com o tumblr Classe Média Sofre pra eles darem os melhores comentários (só que não) que vc recebe aqui. Sério, está hilário. É tanto clichê que as vezes eu acho que a turma está sendo irônica.
Dostô, o Dostoiévski é um ótimo autor, mas não é exatamente underground né? É o tipo de cara clássico que praticamente todo mundo lê no ensino médio ou no início da faculdade. E é bastante palatável inclusive, nenhuma grande dificuldade de entendimento. Aí ficar ironizando a coleguinha com ar de surpresa por conhecer um escritor que está em qlqr biblioteca pública é meio brega. #ficadica

cabanadeinverno disse...

"Você é que é a alienada por achar que realmente existe direita nesse país. Daqui a pouco vão me citar PSDB..."

Bom, eu gosto deste discurso de não haver direita no Brasil... Basicamente, o que, supostamente, não há, é a direita conservadora. O interessante é que o sujeito se esquivou pra não se responsabilizar pela merda dita. CQC sendo de esquerda? Então o que é ser de esquerda? Marxismo cultural?

Essa ideia do marxismo cultural juntamente com o apontamento do CQC ser de direita se relaciona muito bem dentro da perspectiva individualista - contra a ditadura do coletivismo, né não? - desses neoconservadores brasileiros. O CQC seria uma célula marxista manipuladora e blá blá blá, tentando desvirtuar a família e blá blá blá. Mas o interessante é que isso só aconteceria com a consciência dos malditos subversivos, afinal, somente a consciência individual move o indivíduo (ou a manipulação, que não deixa de ter como produto, o indivíduo manipulado, mas que acredita e age individualmente naquilo que realmente acredita). Ou seja, há, atrás das cortinas da política, dos meios de comunicação e etc, um "conselho dos malvados marxistas" que traça meticulosamente cada passo da sociedade.

Convenhamos, se isso não for ridículo, eu naõ sei o que é.

Daniel disse...

Mulher ganha menos que homem por trabalhar menos.
Não existe a possibilidade de na mesma empresa, ocupando o mesmo cargo, elas ganharem menos.

Pobre mulher branca de classe média...tão sofridas! Tem a maior expectativa de vida da sociedade, nivel de estudo, são o padrão de beleza vigente...quanta opressão!!!

Sawl disse...

PARA Dostoievski

Querido mal informado Dostoievski. Sei quem foi Dostoievski MUITO mais do que você.
NUNCA brinquei de modelo com livro na cabeça(kkkkkkkkk, vc me fez rir muito, idiotas como vc sempre me fazem rir!) antes qeu diga que não brinquei porque era "feia, gorda, etc"(alegações de todo machista burro e babaca como você) sempre fui magra e alta, inclusive minha mãe queria que eu fosse modelo, mas, não imaginava que a filha estudaria Técnico em Edificações e ainda por cima passaria em universidade pública em Engenharia Civil(tadinha, rsrsrs).
Como vc conheceu Dostoievski? Quando você "puxava carroça" e o livro que caiu da carroça era de Dostoievski?

Quanto a referência ao assédio em metrô, você deve estar vendo MUITO Zorra Total né? Para alguém do teu nível mental eu não estranharia.
Primeiro: NUNCA que o George Clooney entraria em metrõ porque ele é um ator milionário.
Segundo: TODOS(independente de: cor, raça, idade, etc) que encoxam as mulheres são pervertidos, são fracassados, são tarados ridículos que precisam usar a coerção, a violência, humilhar as mulheres para se sentirem "mais homens" quando na verdade assediar mostra o quanto são FRACOS E COVARDES!
Se escolheu o "George Clooney" é porque o acha gato e acho que tem mais chance de VOCÊ engolir o alfinete por ele(hehehe).
Para finalizar, voce Dostoievski(que merecia ser nomeado BURROSTOIEVSKI) não tem argumentos, só ofensas e alegações ridículas contra quem você não conhece.
GAME OVER, OTÁRIO!

cabanadeinverno disse...

"Mulher ganha menos que homem por trabalhar menos.
Não existe a possibilidade de na mesma empresa, ocupando o mesmo cargo, elas ganharem menos."

Você pirou?! O fato de estar escrito na lei não significa muita coisa. Além do mais, exercer um cargo também não significa ser registrado como tal. Pára de ser racionalista.

Sawl disse...

PARA Dostoievski
Só para finalizar. Na boa, vc não passa de um filhinho de papai mimado, alienado que NUNCA sofreu na vida e fica "revoltadinho" porque vê pessoas de cor e principalmente(por ser um misógino, se não sabe olha o dicionário) mulheres crescendo na vida e NÃO sabe o quanto estas pessoas tiveram que lutar, estudar e batalhar para conseguir um espaço na sociedade.
Vá estudar e se tornar um homem melhor invés de ficar de ficar despejando cocô seja pela boca seja pelos dedos ao digitar(uma boa maneira de esvaziar seu cérebro).
Fatality, loser!

Daniel disse...

Aliás, é incrivel como as reclamações contra a ''opressão'' feminina são seletivas...

Pq nunca citam o fato de 90% dos acidentes de trabalho terem como vitimas, homens ?

Cade a ''opressão'' a ''pobre mulher branca de classe média'' ?

Dostoievski disse...

Falam tanto do politicamente correto aqui mas o primeiro a discordar do que é dito é tido como ignorante, misógino, viado, filhinho de papai... Se as pessoas aqui se importassem tanto em ser politicamente corretas simplesmente me ignorariam em vez de direcionar insultos a minha pessoa.

yulia2 disse...

Você é que é a alienada por achar que realmente existe direita nesse país. Daqui a pouco vão me citar PSDB...
________

psdb é a nova direita. privatistas e neo liberais.

sim sempre existiu direita no pais.

yulia2 disse...

''Mulher ganha menos que homem por trabalhar menos.''

kkkkkkkkk vc entendeu muito bem que eu disse que mulher ganha menos e trabalha na mesma função
e mesma carga horária do homem. Vc não quer reconhecer isso porque não lhe convém.

''Não existe a possibilidade de na mesma empresa, ocupando o mesmo cargo, elas ganharem menos.''

existe sim senhor! já trabalhei em empresa assim e já passei por isso minhas colegas também, existem um monte de empresas que fazem isso. vá se informar.
a propósito, no seu banco cheio de mulheres vc ainda não disse o
cargo que elas ocupam e nem seus salários.. está devendo essa resposta.

''Pobre mulher branca de classe média...tão sofridas!''

pobre ser alienado e sem
informação....

''Tem a maior expectativa de vida da sociedade, nivel de estudo, são o padrão de beleza vigente.''

mas nosso salário continua sendo de mulher pobre. para isso tenho um ditado: trabalhamos igual ao papai e recebemos igual a mamãe....rsrsr


''Pq nunca citam o fato de 90% dos acidentes de trabalho terem como vitimas, homens ?''

psiu... ei???? alo terra para Daniel...feminista abraçar reclame de homens? isso é não é tarefa para mascumachistas? parem de agir feito animais de teta no transito que vai diminuir bastante os acidentes.

''Cade a ''opressão'' a ''pobre mulher branca de classe média'' ?''

cade o meu salário equiparado ao do meu colega exercendo o mesmo cargo no mesmo horário???

carolinapaiva disse...

Daniel

Leia os textos que eu coloquei aqui e saiba sobre o que é privilégio.
Dizer que alguém é privilegiado não é dizer que esse alguém é um vilão, é tão somente atestar o fato de que essa pessoa privilegiada tem mais facilidades do que uma pessoa não-privilegiada nesse quesito.

Uma pessoa pode ser privilegiada em um quesito (ex: ser branca), e não ser privilegiada em outro (ex: ser homossexual).

Quando questionamos o machismo, apontamos que, de acordo com essa ideologia, homens são os privilegiados. Por quê? Simples, eles são vistos como o ser humano padrão. Mulheres são vistas como inferiores/ menos capazes na sociedade machista. Exemplos disso não faltam: em um caso de estupro, é certo que a vítima mulher será culpabilizada por ser estuprada, pois a sexualidade feminina é mais repreendida do que a dos homens. E esse é só um exemplo.
Isso quer dizer que a vida é mais fácil para os homens, ou que homens não sofrem dificuldades e preconceitos? Não, interpretar as coisas assim é ser simplista. TODOS enfrentamos dificuldades e preconceitos na vida, mas não podemos negar que há grupos privilegiados e não-privilegiados em certos aspectos da vida, e questionamos isso.

Ao questionarmos o privilégio, não demonizamos os privilegiados, apenar mostramos que esse privilégio EXISTE. Tampouco vitimizamos os não-privilegiados, apenas mostramos que não são privilegiados naquele aspecto discutido.

carolinapaiva disse...

Sobre a Diferença Salarial, o Daniel não está errado, tampouco a Yulia. De fato, homens e mulheres que ocupam as mesmas funções e têm o mesmo grau de instrução ganham salários diferentes, e isso ocorre, segundo pesquisas, porque as mulheres dividem-se mais entre o trabalho, as tarefas de casa, e os filhos, ou seja, em média, os homens trabalham durante mais horas do que as mulheres, o que acaba afetando o salário das mulheres (em média).
.
O problema está no modo como homens e mulheres ocupam seu tempo fora do trabalho. Em média, mulheres gastam mais do seu tempo com cuidados domésticos e maternais, o que prejudica a carreira profissional. A solução seria equilibrar essa balança, dividindo as tarefas fora do trabalho, para que ambos possam se dedicar ao trabalho para receberem salários equânimes.
.
Links sobre o assunto:
1. http://g1.globo.com/economia/noticia/2011/03/mulheres-ganham-757-do-salario-pago-aos-homens-aponta-dieese.html
2. http://www.observatoriodegenero.gov.br/menu/noticias/homens-recebem-salarios-30-maiores-que-as-mulheres-no-brasil

---------
PS: claro que falei sobre a média, não nego que haja abusos de poder de chefes a seus subordinados, negando uma promoção, por exemplo.

yulia2 disse...

voce so consegue enganar quem é muito imbecil. NUNCA uma mulher ganha menos so porque é mulher.
________
mulher ganha menos que o homem sim fazendo o mesmo serviço e só mesmo sendo muito alienado para não saber que isso existe! È fato incontestável. leia os links que a colega postou e verá. Ganhava menos que os meus colegas fazendo a mesma coisa com a mesma carga horária e assim ocorre com todas.
porque é mulher? não sei... mas que ganha menos, GANHA!

LisAnaHD disse...

voce so consegue enganar quem é muito imbecil. NUNCA uma mulher ganha menos so porque é mulher.

não sei quem escreveu isso (li no comentário da yulia2 às 20:23 em resposta a quem escrever a citação).

que tal um toque de boas maneiras e mudar o "muito imbecil" por muito ingênuo/a? assim, abaixo:

"voce so consegue enganar quem é muito ingênuo/a. NUNCA uma mulher ganha menos so porque é mulher."

percebe que vc expressou a mesma ideia porém com civilidade?

Paulo Paes disse...

Muito bom o texto, bem escrito, inteligente e irônico!

LisAnaHD disse...

Paulo Paes, eu tb aprecio a ironia qdo devidamente (bem) empregada num texto... o que mata é o sarcasmo particularmente qdo as pessoas não sabem distingui-lo da ironia e o usam pra ferir e atacar outras pessoas.