sábado, 19 de março de 2011

A CAMPANHA DA BOMBRIL E O HOMEM INCOMPETENTE

Montes de leitoras pediram minha opinião sobre a nova campanha da Bombril, que você pode ver aqui. São quatro comerciais de uma tal de AME – Associação das Mulheres Evoluídas, com as atrizes e comediantes Marisa Orth, Monica Iozzi, e Dani Calabresa. Pela primeira vez em 33 anos, a campanha não traz o eterno garoto-propaganda da marca, Carlos Moreno. Custou 40 milhões, uma nota preta, e não envolve apenas os comerciais, mas todo um site “interativo” (pelo jeito a ideia de interatividade do pessoal é a patroa por a foto do marido num boneco limpando a casa e mandar pras amigas).
Muita gente, principalmente homens, ficou indignada com a campanha, que fala em adestramento e diz que homens não são seres evoluídos. Num dos comerciais, a fala é essa: “Porque homem é bom, mas é tosco. Por isso pra deixar a sua casa brilhando, as mulheres precisam mesmo é de Bombril”. Pela campanha, aprendemos que homem é praticamente um cachorro, até baba e solta pelo (e mulher não. Mulher, como sabemos, não faz nem cocô). Resta a nós, mulheres evoluídas, adestrarmos nossos homens. Se nosso homem ajudar a limpar a casa, devemos fazer carinho nele. Há também um controle remoto com várias teclas úteis pra mulheres (como fazer o homem discutir a relação, lavar a louça e beijar a sogra), e um carpete que dá choque elétrico no homem que esquece de levantar a tampa da privada. Quer dizer...
Pintar o homem como um ser tosco e incompetente não tem nada de original, vamos admitir. É o que a gente vê direto. Faz um ano e meio, eu elogiei um esquete da comediante feminista Sarah Haskins que critica como os comerciais americanos tratam o homem como se fosse um idiota, incapaz de fazer qualquer coisa no lar. Já há trabalhos acadêmicos destrinchando o fenômeno, como este daqui, chamado "The Male Consumer as Loser: Beer and Liquor Ads in Mega Sports Media Events" (O Macho Consumidor como Fracassado: Comerciais de Cerveja e Álcool em Megaeventos Esportivos). Porque a gente odeia como os comerciais de cerveja representam as mulheres, mas a verdade é que eles não são exatamente elogiosos com os homens, certo?
Acho que existem duas tendências em como parte da mídia mostra o homem como um loser, e elas são um pouquinho diferentes. Uma retrata o homem solteiro, bobalhão, meio nerd, que tem um subemprego, não faz muito sucesso com as mulheres, e sente-se muito mais à vontade com seus amigos e seus bromances (romances entre irmãos) que com as gostosonas que não consegue pegar. É o jeito Judd Apatow de ser: um carinha jovem, hétero, branco e irresponsável, amplamente exibido em comerciais de cerveja e em Ligeiramente Grávidos, O Virgem de 40 Anos, Superbad, e Se Beber, Não Case, entre muitos outros exemplos. Esses programões são anti-homem mas também anti-mulheres, lógico. Existe toda uma desconfiança por parte desses losers com as mulheres, que são ou as lindas inatingíveis, ou as que eles já conquistaram e agora não param de reclamar.
Já o homem fracassado mais velho, já casado, é o típico Homer Simpson. Ele não é má pessoa, não tem má índole, mas é um imprestável. Sem a mulher babá que cuida dele, ele mal consegue se levantar da cama. Nós mulheres olhamos pra eles com pena.
Os masculinistas, com razão, reclamam desse tratamento dado ao homem. Deve ser o único ponto em que concordo com eles. A diferença é que os mascus culpam as feministas por essa representação negativa. Pra eles, existe uma vasta conspiração feminista pra passar uma imagem negativa dos homens e, assim, nós mulheres podermos dominar o mundo, ha ha. Opa, me inclua fora dessa. As feministas não têm nada a ver com a história. Eu gosto de homem inteligente e capaz. Se eu adorasse cuidar de bebês, eu teria filhos. Eu quero um homem que veja o serviço doméstico como sua responsabilidade também. Se eu tiver um homem que vai quebrar a cozinha toda vez que tentar limpá-la, vou preferir que ele fique quietinho vendo TV. Em outras palavras, esse modelo reforça a divisão de trabalho dentro da casa: mulheres, limpar a casa e cuidar dos filhos é com vocês mesmo, já que seus homens são uns inúteis (a gente fica pensando como eles conseguem manter um emprego). Pô, a gente quer um parceiro que divida as tarefas domésticas, mas não que provoque uma hecatombe nuclear ao pegar numa vassoura. O homem perdedor acaba sendo poupado. Ele dá menos trabalho deitado no sofá tomando cerveja enquanto a gente limpa o lar do que derrubando tudo que encontra pela frente. E é justamente essa imagem que a campanha da Bombril acaba privilegiando. No fundo, a campanha defende que deixemos nossos homens incapazes de lado, e que nos viremos com Bombril, que esse sim tem mil e uma utilidades, ao contrário daquele traste babão largado na poltrona.
Não há absolutamente nada de feminista nesses comerciais ou filmes. Primeiro que não estamos em competição. Queremos homens que colaborem, que cooperem para um mundo melhor, não perdedores incompetentes que não sabem lavar uma panela ou trocar uma fralda. Segundo que quem cria e passa essa imagem depreciativa dos homens não são mulheres feministas (a menos que Judd Apatow e os criadores dos Simpsons sejam mulheres com pseudônimos masculinos e eu que não tô sabendo). A campanha da Bombril é assinada pela DPZ. Veja a ficha técnica e me diga quem são as famosas feministas envolvidas. Opa, só tem homem na criação? São seis pessoas que criaram ― e nenhuma mulher na equipe? E essa campanha quer falar diretamente com a consumidora, no melhor estilo "de mulher pra mulher"? Interessante...
Dizer que homens não servem pro trabalho doméstico é manter o status quo. É defender o modelo “boys will be boys” (meninos serão sempre meninos). Não interessa às mulheres. E não deveria interessar aos homens.

89 comentários:

Ana disse...

Por que elas estão vestindo terno e gravata?

Isabela Candeloro Campoi, disse...

A publicidade só reforça os esteriótipos: nada de novo...
Quanto à divisão dos afazeres domésticos, costumo dizer que os homens ainda não se emanciparam.

conversaatrevida disse...

Assim...
Primeiro que eu acho que as pessoas levam alguns comerciais muito a sério.

E como qualquer outra coisa, alguns são infelizes, de péssimo gosto...e muito ruins nas suas campanhas. Desses da Bombril eu vi dois: O da Marisa Orth sobre 'adestramento' é um dos mais ruins que eu já vi em toda história dos comerciais. Texto infeliz...trocou a 'graça' pelo 'ridículo' q as vezes até é engraçado quando inteligente, o que não é o caso (opinião minha, claro).

Agora...o outro em q a atriz fala da carta de uma tal de 'marisa' que tem um marido aposentado eu curti...achei o texto divertido, 'oportunista', mas divertido.

No fim,muito comercial acaba usando certos esteriótipos: os da cerveja usam as mulheres 'boazudas', por exemplo...(como se cerveja contribuísse pra gente ter aquele 'corpão'...ah, vá...rs)

@luallessi

Jamille disse...

Lola, eu nem vi esses comerciais da bombril... Mas só pela sua análise eu assino embaixo!
Por isso o feminismo é bom tanto para mulheres e homens. Será que um dia tod@s vão perceber isso?
Quando estiver vendo tv e este comercial começar vou mudar de canal.

Beijos!

Andréia Freire disse...

Lola o Urso Knut morreu. ;~

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,urso-polar-knut-morre-aos-4-anos,694246,0.htm

Eu queria entender a cabeça desses masculinistas, sinceramente. Eles realmente acreditam que isso é feminista. Os homens não são tão racionais? Porque a linha de pensamento deles não segue lógica alguma? Mostrar os homens como inúteis não traz melhora alguma na vida das mulheres, pelo contrário.

Lucianaweb disse...

Essa estória de não saber fazer tarefas caseiras é manjada, eu mesma usei do meu jeito desajeitada para escapar de lavar louça.

Dizer que alguém é incapaz de fazer qualquer coisa é desculpa para evitar de fazer essa coisa. Tipo, quando diziam que mulheres não eram capazes de concertar um carro ou quando a diz que o marido não cozinha porque deixa tudo uma bagunça. A verdade é que alguém não quer que a pessoa (homem ou mulher) efetue determinada tarefa.

Espero ter me feito entender.

Priscila disse...

É um saco esse tipo de publicidade... só serve pra desmoralizar o feminismo mesmo.

miltonamb disse...

Uma observação: essa campanha usa três atrizes de perfis semelhantes, mas com apelo junto a públicos diferentes.

A Marisa, com mais de vinte anos de Globo, fala com um público maior e mais velho, certamente.

A Mônica pega aquilo que as FMs chamavam de "adulto jovem", um pessoal na faixa dos 30, eventualmente com filhos, mas com capacidade de consumo, que até se interessa por política, sem necessariamente entender o que se passa. Ou seja, o público do CQC.

A Dani, como estrela da MTV, deve estar lá pra falar com universitários e adolescentes; afora alguma sobreposição com o público da Iozzi.

Lembremos que campanhas publicitárias não são produto de gênios criadores, mas resultado do desejo do anunciante, suas necessidades, pesquisas junto ao público e muito plágio, por que não?

Pensando nisso, e depois de ver a opinião da Lola, eu pergunto: o modelo de "namorado|companheiro|marido Homer Simpson" está em plena vigência entre adolescentes, jovens e adultos jovens, mesmo os mais escolarizados e de melhor poder aquisitivo? Está se perpetuando?

Jamille disse...

Lola,

vc viu esta propaganda dos pró-vida nos EUA. Eu achei racista.

Shoujofan disse...

Perfeita a naálise, Lola. Eu vi um dos comerciais e achei pavoroso. Só acredita que tais comerciais - e a cultura do homem incapaz SOMENTE para dividir tarefas domésticas - é feminista ou é muito ingênuo, ou é muito canalha.

nanachan290 disse...

Adorei! Eu sempre aprendo muito com os seus posts e com os comentários, me faz enxergar pontos de vista q eu sozinha não alcanço.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Poderiam ter feito uma campanha feminista. Colocarem um casal simpático (Dani Calabreza e seu marido Marcelo Adnet seriam boas escolhas na minha opinião, já que são um casal real de comediantes) falando que os dois usam os produtos da Bombril. Assim estariam atingindo todos os públicos, casais, mulheres solteiras e homens solteiros...

Mas acabaram fazendo essa palhaçada...
Definitivamente homens no estilo Homer Simpson só são engraçados no desenho.

Sem falar que se eu for adestrar meu marido vou ter que arrumar alguém pra me adestrar, já que faço tarefas domésticas mas a falta de jeito sempre me manda lembranças...

Me Rhael disse...

Obrigado, Lola, já posso começar a ter esperanças no mundo de novo, mas não muito. Ainda preciso de mais exemplos por aí...

Raquel disse...

sinceramente, preferia as outras propagandas da bombril, ao menos eram engraçadas.essas além de perpetuarem a ideia de q homem nao sabem fzr nada em casa e q nós mulheres, por sermos mulheres sabemos, logo, estamos numa posição privilegiada no lar (mera ilusao) ainda sao bobinhas, sem graça mesmo! gente, quando foi q a mariza orth foi comediante?? super sem graça!

Bárbara disse...

Amei a crítica, Lola! Felizmente, nunca vi um desses comerciais enquanto assistia TV, ufa!

nelsonalvespinto disse...

Boa análise, Lola.

Baader disse...

Gostei bastante do seu texto. Ele foge ao senso comum feminista. É ácidamente delicado e inteligente.

Acho que existe um cenário onde, na verdade, tudo acaba incorrendo em machismo: se por um lado, é machismo excluir a mulher do comercial de Bombril, por outro inserí-las neles reforça estereótipos machistas. É a mesma lógica do louco que se, qdo aprisionado, reage, dá motivos ao aprisionamento. Se não, o justifica, afinal somente um louco não se importaria em estar preso.

A questão é que me parece que você foge desse raciocínio. Suas críticas são construídas em outro sentido, apesar de tangenciar o tema. Muito bom!

Amana disse...

Um desserviço essa campanha. Muito caído.
Ridicularizar os homens, dizendo que eles não sabem fazer tarefas domésticas, é o primeiro passo para afastá-los de qualquer tentativa. Assim como na maternidade, quando a mulher-mãe, ansiosa com a experiência de ter que cuidar de um ser totalmente dependente, vai afastando sem perceber o homem-pai, "ah, me dá ele aqui, vc não sabe pegar"; "ah, deixa que eu dou banho, vc não vai saber fazer..."
Achei profundamente sexista a campanha. E pior: ela espelha, sim, preconceitos que estão por aí na sociedade. Mas tem o efeito terrível de reafirmá-los, de colocá-los em pauta como algo que "é assim mesmo".

Rosa Lopes disse...

ai é a mesma conversa de sempre! "Tadinho até me ajudou na limpeza".
Ai tedioso falar dessas coisas.
Quanto a publicidade, sem novidade, né!

bbza disse...

Eu preferia o anterior, com aqule tipo "meio tapado que finge ser capacho pra escapar das tarefas domésticas"...
Aliás, é isso que deu a entender: faça de conta que não sabe fazer ou faça mal feito pra que nunca esperem que vc faça qquer outra coisa!

Mas adorei seus textos!

Jéssica disse...

Eu estava lendo esse blog: http://www.umsabadoqualquer.com/
Um blog divertido, com piadas sobre religião, em um post o autor falava que estava na final de um ocncurso de blog mais amado do Brasil, e q o rival era um tal de "Testosterona"

Fui ver q blog era esse, esperando ver merda, achei isso: http://testosterona.blog.br/2011/03/18/declaracao-universal-dos-direitos-da-mulher-2/#comments

Post péssimo,comentários ainda piores.

Esse é MESMO um dos blogs mais visitados do Brasil? Que nojo desse país!

Jéssica disse...

Desculpe ter falado algo fora do post, mas eu simplesmente não consigo acreditar que isso seja verdade... Precisei compartilhar.

L.C.L. disse...

Cara Lola,

Pesquise no twitter, em outras redes sociais que há um ENORME contigente de mulheres que identificou sim essas propagandas como feministas.

Essa abordagem é típica da lógica de mercado que assimila correntes culturais/ideológicas que lhe questionam em alguma medida. Essa campanha da Bombril discursando em um feminismo faz tanto sentido quanto comprar uma camisa com a estampa do Che Guevara na C&A.

O grande problema dessa propaganda é que ela foi recepcionada por uma parcela do público como uma propaganda feminista. E a propaganda prega que a mulher é a rainha do lar e os homens são cães sarnentos que merecem o pior tratamento.

Se isso se torna a visão que as pessoas tem do feminismo tudo fica muito complicado para a luta pela igualdade dos gêneros. Quero ver que homem vai escutar uma feminista depois de saber que ela acha que ele é um cão sarnento!

Chamar de cachorro e ameaçar com um jornal é a figura mais caricata que tem, lembra da caricatura da mulher de bobs e com o rolo de macarrão na mão? Pois é, igualzinho. Essa propaganda é puro fomento da guerra dos sexos e se traveste de feminismo.

Eu prefiro acreditar que algo que promova uma guerra dos sexos NÃO seja feminismo, porque se for eu lanço minha descrença absoluta em qualquer resultado positivo das conquistas feministas.

O feminismo conseguiu sim importantes progressos para a sociedade, porém e por isso mesmo foi assimilada pela indústria cultural que a tornou um produto assimilável pelas marcas e pelo estado.

O machismo típico e a sociedade patriarcal padrão receberam o feminismo de butique em suas fileiras. São muitas as mulheres que se seduzem com essa proposta que não é senão um machismo travestido de feminismo.

A luta feminista em defesa dos direitos das mulheres corre o risco de ser corroída em suas bases uma vez que as mulheres acabam comprando como feminismo uma ideologia que prega papeis sociais rígidos, que prega diferenças sociais. Ao estabelecer a mulher como a Rainha do Lar e o homem como o Rei fora dele a Bombril advoga contra os interesses feministas se chamando de feminista!

Essa propaganda ilustrou bem essa questão que já vinha me incomodando. De um feminismo muito preocupado na defesa e aquisição das mulheres e pouco preocupado em discutir e os papéis sexuais de nossa sociedade.

Acredito que é impossível para homens e mulheres se libertarem dos grilhões dos papeis sociais de nossa sociedade sozinhos. De nada adianta uma lei maria da penha, meramente coerciva e punitiva, se ainda a sociedade dá ao homem a responsabilidade de ser o provedor da casa.

A célebre frase "Com grandes poderes vem grandes responsabilidades" pode ser invertida facilmente na mente de muitas pessoas. No momento em que você reforça a responsabilidade de cão guia, de macho alfa, de provedor de um homem ele vai querer também demarcar território

No momento onde a mulher só sai com o cara que lhe enche de presentes, busca de carro e paga o jantar o cara vai se sentir no direito de tratá-la como posse dele.

Enquanto for responsabilidade do homem realizar todo o processo de corte, ser a única parte interessada em sexo de uma relação ele vai ser a parte culpada de todos os crimes de assédio e abuso sexual.

Essa propaganda da Bombril veio para escancarar esse pseudo-feminismo que atravanca todo o processo de igualdade sexual e serve de linha guia para os movimentos que buscam a emancipação sexual de homens e mulheres perceberem que o inimigo não é tão simples e burro.

A guerra dos sexos é um inimigo de todos, não haverá paz, não haverá igualdade enquanto homens e mulheres não buscarem juntos sua emancipação.

Vivien Morgato : disse...

A peça só corrobora a representação eq2uivocada que parte das pessoas tem em relação ao feminismo.

mari + poesia disse...

Estão vestindo terno e gravata para mostrar o quão as mulheres são ou podem ser iguais aos homens,creio eu.

E ainda dizem que não existem mulheres feministas! :~

Adorei o post!

aiaiai disse...

Propaganda estúpida! sem mais.

Ághata disse...

A única coisa que me incomoda nesta história é: por que os homens parecem mais incomodados com o fato das mulheres usarem gravata, terno, maleta e falarem grosso do que pelo fato de falarem deles como se fossem imprestáveis e imundos?

Eduardo Marques disse...

O caso dessa propaganda foi complicado mesmo. Eu mesmo, quando vi, não soube dizer se era machista, feminista, female supremacist ou só ridícula mesmo. Concordo com o seu texto.

Mi disse...

O que eu achei?

Que a propaganda (todas as versões ridículas, por sinal) está tentando "domesticar" o feminismo, do mesmo jeito que eles fazem sempre...

- O que, o feminismo está aumentando? Mais mulheres estão "correndo o risco" de querer igualdade? Peraí, coloca logo essa "porcaria" de feminismo num molde "engraçado" e tosco, e vende!

Eu não vi feminismo nela, muito pelo contrário, mas é claro que uma grande massa viu, e aí o que fica? Que feminismo é: três mulheres (que atingem a diferentes públicos), comediantes (!!!), vestidas iguais aos homens (ué, não é isso que é "igualdade"? duh!) dizendo que homem bom é aquele que não atrapalha enquanto você, MULHER, dá conta da limpeza da casa...

E daqui a pouco está lá, o feminismo domesticado e inofensivo...

Gabriele disse...

Uma das campanhas publicitárias mais INFELIZES dos últimos tempos.

Coral disse...

o que esses publicitários fizeram com o feminismo não é novidade; na televisão, sempre foi e sempre será assim: tudo nela (na TV) vira lixo!

Anunciação disse...

Acho que preciso ver de novo os comerciais.Não que os ache uma beleza mas a mensagem que me passaram não foi essa.

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Era tudo o que faltava depois daquela coisa "-Querida, precisa trocar o refil!" - lembra?
Foi uma alegria e um alívio descobrir você escrevendo sobre isso; trabalho com Masculinidades; se esse assunto de fato te interessa, será um prazer recebê-la no http://curiosaidentidade.blogspot.com/
Coloquei seu link em minha página do Facebook, para que mais gente veja, e porque mesmo lá e no twitter prefiro 'falar' (se é que esses espaços de fato permitem 'falar') sobre as Masculinidades.
PARABÉNS! Abração!

cristiana disse...

Vi hoje a propaganda com a Marisa Orth e ODIEI quando no final ela diz "jornalada na fuça". Ora, quer incentivar a jornalada no marido, vá fundo. Mas não me venha dizer que é o tratamento a ser dado a um animal puro que não vai entender o motivo da agressão e não poderá, como o homem, devolvê-la. Patético!!!

Somnia Carvalho disse...

Ai Lolíssima voce e incrivel! Sempre fala tudo o que a gente pensa, deseja falar e nao fala e ainda vai muito muito alem... sua memoria sempre me deixa cheia de inveja.

Penso exatamente a mesma coisa sobre este tipo de comercial e este tipo de atitude... o homem desmaselado, o cara que nunca sabe nada e a mulher como a Rainha sabichona do lar continua reforçando a ideia de que somos entendidas mesmo em assuntos domesticos!

sem contar que assume a ideia de que homem sera mesmo sempre este traste sem competencia para cuidar de filhos e casa. Uma ideia machista e bem brasileira... Acho sempre que quando falamos em machismo, embora haja machismo no mundo todo aqui no Brasil a coisa e taoooo aguda que fica dificil nao sair dessas ideias fraquinhas de comercial.

adorei o post. beijo e marina ta chorando!

Cirilo Vargas disse...

O tiro que saiu pela culatra. Um abraço Lola. Interessante reflexão.

Duaia Assumpção disse...

Poxa, que reflexão interessante... Vi apenas um dos comerciais, sem som no início, porque aqui em casa, eu e o homem que quase chamo de meu tiramos o som durante os comerciais. Só pus o som porque a sensação que tive era do desespero da agência do Bombril que pelo que ouvi falar anos atrás, tenta tirar o Carlos Moreno daquela imbatível posição empática e misteriosa que ele alcançou como garoto propaganda do dito cujo Bombril, que parece que também correria por aí que nem mesmo ele quer (veja bem, estou falando de fofoca, quem quiser que cheque, e só coloco isso aqui porque me moveu a por o som na tv). Nem sabia que tinham precisado de 3 garotas da pesada. Mas o que mais gostei foi você dar uma olhada na ficha técnica da criação e descobrir que lá não tem mulher. E olha que cá entre nós, até podia ter... dessa vez escapamos... afinal, quem cria os homens machistas?

Coral disse...

"Descobertas sobre longevidade" na Folha de São Paulo de 15 de março de 2011: "Homens casados vivem mais, mulheres, menos"

Por que será?

Samuel disse...

Gostei do seu texto, Lola. Só não concordo com a comparação com os Simpsons (se eu tiver entendido errado, por favor me corrija). Acho que o desenho utiliza o "modelo" justamente para criticar esse padrão de comportamento. Ao contrário do comercial que tenta ser engraçadinho reafirmando os velhos estereótipos.

Samuel Moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jessika disse...

Essa campanha da Bombril, ao meu ver, evidenciou o preconceito em relação aos trabalhos domésticos. O comercial tentou fugir desse foco, tentando chamar a atenção para as mulheres, ditas "mais evoluídas" por conseguirem limpar a casa.

A verdade é que independentemente de ser homem, mulher, rico ou pobre, nós precisamos ter higiene para sobreviver, e uma forma de higiene é manter o lar limpo, a louça desinfectada, roupas livres de fungos e bactérias. No entanto, a mulher de casa se descreve como "uma simples dona de casa", e o homem que se submete aos afazeres domésticos é dito como um fracassado.

A sociedade precisa entender, que, não só porque uma senhora cuida apenas do seu lar, ou um senhor se remete apenas aos afazeres da casa que eles não sejam capazes de exercer outros trabalhos.

A Bombril tentou vestir a carapuça de feminista, mas acabou ridicularizando o trabalho das donas de casa, e, por trás de tudo, se mostrou preconceituosa com o trabalho doméstico, consequentemente, com os próprios produtos.

Nossa sociedade, cada vez mais, se embarrassa com os próprios estereótipos.

Priscila disse...

Samuel, eu discordo. Os Simpsons não são um desenho "engajado", são apenas um programa de humor. É claro que o Homer é ridicularizado no seu jeitão burro/troglodita, mas isso não é muito diferente do comercial da Bombril. Pode ver que, frequentemente, quem tira ele das enrascadas é a Marge, a esposa dócil, dona-de-casa, que ama o marido acima de qualquer tosquice que ele faça.

Aliás, tem vários episódios onde a Marge tenta ser mais independente; por exemplo, quando ela arranja um emprego numa imobiliária ou quando recebe um convite pra entrar num clube de ricaços (porque num raro momento de vaidade ela comprou uma roupa diferente, cópia de uma grife cara, e uma das sócias pensou que ela também era rica). Como terminam esses episódios? Ela desiste e volta a ser a dona-de-casa dócil que sempre foi. E aí o final é feliz e todos os conflitos se resolvem.

A mim me parece muito mais uma forma de manutenção do status quo.

Larissa disse...

eu já tenho enormes reservas com agências publicitárias. não admito que ganhem a fortuna que ganham apenas para depois ganhar prêmios em festivais internacionais, já que a preocupação com a imagem, as vendas, etc. geralmente fica de escanteio. sem contar o tamanho do ego do povo que trabalha nesses lugares.. nojo! a Bombril perdeu a chance do século, eu ainda estou rezando para que isso seja uma pegadinha. o mais triste é que realmente muitas mulheres gostaram... só sei que na minha casa não entra mais bombril. E olhe que quem lava (e sempre lavou) a louça é meu marido.

Carol disse...

O comercial que fala da carta da Dona Marisa, de São Bernardo, que tem um marido recém aposentado em casa, faz referência ao ex presidente Lula...

RdgMx disse...

Propaganda RIDÍCULA, pela forma preconceituosa, desrespeitosa, tanto em relação aos homens em geral como em relação aos animais (cães).
Todos sabem que cachorros merecem respeito e não pancada.
Todos sabemos que existem muitos homens, muitos mesmo, que sabem cuidar da casa melhor que muitas mulheres. Até possuem a guarda dos filhos, o que acho ótimo!
As 3 "garotas-propaganda" estão parecendo caricaturas, com excesso de agressividade.
Mas propaganda é isso aí, manipulação mental do público.
Trouxa de quem se permite acreditar.
Eu jamais comprarei qq produto da bombril e ainda, farei com que so outros ao meu lado em supermercados, não comprem!!!

Laetitia disse...

O pior é receber os vídeos desses comerciais por e-mail, seguidos de "hahaha olha que legal, achei isso a sua cara!"

Minha cara é de desprezo e tenho vontade de aplicar, sim, o tal do tapete "educador" em todas essas santas pessoas que insistem em não gastar 5 minutos que seja pra aprender um pouco sobre feminismo!
PQP!

Laetitia disse...

Aliás, não sei como as pessoas se deixam enganar tão facilmente. Os comerciais dizem o mesmo de sempre: que mulheres servem pra limpar a casa... a única coisa que muda é o argumento, muito conveniente por sinal, de que as coisas só são assim pq os homens são uns imprestáveis...

Oi, cadê feminismo?!

Claudia disse...

Sabe, Lola, essa questão do comercial da bombril, me lembrou uma outra história. Como publicitária, sempre questionei os anúncios de sapato, que tinham mania de colocar a mulher como arrasadora de corações sempre que bota um salto. Isso é coisa de homem na criação... porque eu, como mulher, coloco salto alto pra ME sentir bonita, não pra "conquistar" ninguém...

Chrystina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
thalyson disse...

Affz merda de comercial so sabe desmoralizar o homem como se fosse um lixo que merda de comercial devia sair do ar essa **** so porque tem uma mulher do poder agora as mulheres pensam q são as unicas "racionais"...

Jáder disse...

Muito legal sua análise, Lola! Bom saber que essa porcaria de comercial não reflete os ideais feministas.

Qualquer dia desses eu gostaria de ver você comentando o novo comercial da Grendene Hello Kitty (tá no Youtube).

Este comercial mostra uma garotinha estilo patricinha se arrumando e esperando as amigas pra uma festa. A cada vez que ela ouve a campainha e vai abrir a porta para uma das amigas entrar, ela elogia a roupa da amiga e diz pausadamente pra cada uma:

"IN-CRI-VEL"

"A-DO-REI"

"A-BA-LOU"

Na quarta vez que ela abre a porta, estão lá dois garotos e ela diz:

"Pedrinho e Paulinho, festa ER-RA-DA!!!". E bate a porta na cara das duas crianças que tiveram a infelicidade de terem nascido com cromossomo Y.

Total apologia à rivalidade e à segregação entre meninos e meninas. Acho muito nocivo isso que fazem logo na infância de baixarem uma "cortina de ferro" separando meninos e meninas. Não preciso explicar o quanto isso é prejudicial na formação de uma criança e o quanto isso se reflete, muitas vezes, até à idade adulta.

Sei que você ficaria indignada, e com razão, se visse um comercial voltado ao público infantil onde um menino barra duas meninas em uma festa do "clube do bolinha" e ainda batesse a porta na cara das duas. Por quê então deveriamos achar o contrário (essa apologia ao "clube da Luluzinha") natural? Pessoalmente, acho que estaria errado nos dois casos.

Não sei se você tem filha. Caso tivesse, não se sentiria incomodada em ver uma filha sua assistindo um comercial como esse? É claro que não ignoro as propagandas machistas que se encontram na televisão. Mas acredito que a rivalidade que se alimenta entre meninas e meninos também é um ingrediente para o sexismo o machismo na vida adulta.

Espero que um dia você encontre tempo pra fazer um post sobre isso.

Fique com Deus!

AnaFrank disse...

Bem pertinente seu comentário, tenho lido na web opinião de alguns homens que gostaram do humor teve até um que disse que estamos procurando pelo em ovo. Essa propaganda foi feita de propósito, para essa reação do público, para gerar mídia espontânea em cima das criticas é uma estratégia de mktg, que foi lançada no mês da mulher. Afinal o Moreno garoto propaganda esta a 33 anos divulgando o produto, e sem ele ja era esperado esse efeito.

ASMC disse...

Muito bem Lola. Você escancarou a questão. As propagandas, em comerciais ou não, que sugerem um homem adestrado, na verdade é contra as mulheres. Veja o caso da Bombril, pois bem, "o homem é um imprestável em casa, mas você mulher não, você pode deixar tudo limpinho e cheiroso porque vc entende de limpeza"... que ótimo, então os homens deixam as tarefas de casa para as mulheres, dobrando como sempre o seu expediente de trabalho, e vão tomar cerveja e procurar mulheres menos ocupadas. A mídia, como sempre, tenta manipular com discursos de confronto, e muitas mulheres acreditam. Quanto aos afazeres domésticos defendo que é de responsabilidade de todos que moram na casa: Homens, mulheres e crianças ( elas precisam aprender certas responsabilidades). Tarefas domésticas, que são necessárias, quando realizadas juntas são mais rápidas, mais eficazes e unem a família.

Vinicius_santili disse...

quer dizer então que homens são imprestaveis e inutis só pq não varrem a casa ou limpam a louça,e as mullheres são seres superiores só pq são donas de casa por natura?


os homens dirigem carros,fabricam computadores,pontes,constroem prédios tão altos que parecem que vão arranhar os céus,a própria internet,televisão,a PROPRIA BOMBRIL foi fundada por um homem,


acho que posso afirmar que 99,9% de tudo que existe no MUNDO,desde o baton até o onibus espacial,passando pela matematica,medicina,biologia,engenharia,tudo isso foi inventado pelos homens,SUPOSTOS CACHORROS INFERIORES.


OU SEJA,pode ser que alguns homens por falta de pratica,possam até ter dificuldades em manusear uma vassoura na hora de limpar uma casa,mas dai chamar os homens de inferiores e compara-los a cachorros?

ACORDAM SEUS ACÉFALOS QUE CRIARAM ESSE LIXO DE COMERCIAL,MAIS PRECONCEITUOSO DO QUE QUALQUER COMERCIAL DE CERVEJA JA FEITO NA HISTÓRIA,

ESSE MUNDO QUE VOCES VIVEM FOI PRATICAMENTE CRIADO PELOS TAIS CACHORROS INFERIORES,QUE DE FATO CONSEGUEM FAZER COISAS 1 MILHÃO DE VEZES MAIS COMPLEXAS QUE DO VARRER A CASA,OU PREPARAR O JANTAR.

yvone disse...

Sou cliente da Bom Bril faz tempo, mas daqui por diante não compro mais esse artigo, essa ultima propaganda é simplesmente ridicula.
Muda a agencia de publicidade ou o cretino que fez essa porcaria.
Yvone

Marcos disse...

Reclamaçao que registrei contra a Bombril no CONAR e no site "Reclame Aqui":

Propaganda preconceituosa contra homens

Boa tarde.

Considero a última propaganda da Bombril, "Mulheres Evoluídas", de extremo mau gosto e tremendamente preconceituosa contra o sexo masculino, pois há comentários depreciativos comparando homens a cães, incitando de forma implícita o preconceito de gênero. Como a Bombril acha que as mulheres se sentiriam se fosse veiculada uma propaganda que as comparasse a cadelas, e incitasse a solução de problemas por meio da agressão?

Essa propaganda acirra a disputa entre os sexos, mesmo que alguns a tomem como humorística. Considero que esta propaganda denigre a imagem da Bombril perante uma boa parte da sociedade, inclusive mulheres. Caso a empresa valorize a ótima imagem que construiu no passado com excelentes propagandas, não preconceituosas, sugiro a retirada de veiculação da citada propaganda, sob pena de perder muitos consumidores para outras boas marcas, que não destratam aqueles que as mantém. A Bombril deve considerar que hoje uma grande maioria dos homens vai aos supermercados!

Vamos valorizar as mulheres, mas sem desvalorizar os homens! Não imaginem que tudo que é dito diminuindo o sexo masculino deve ser tomado como piada ou brincadeira. Concordando com esta afirmação, vejam as reclamações registradas no CONAR contra essa propaganda.

Sendo assim, espero o bom senso da Bombril em retirar do ar essa peça publicitária, e que produzam outra peça pedindo desculpas a todos os homens, que sustentam esta nação com o seu esforço, talento e amor às suas famílias.

Atenciosamente,

Marcos Maranhão

Resposta da Empresa Quinta-feira, 24 de Março de 2011 - 14:59Prezado Sr Marcos,

Agradecemos a franqueza com que nos expôs sua opinião a respeito de nossa campanha publicitária.

A intenção da Bombril foi a de prestar uma homenagem às mulheres, com uma campanha diferente e protagonizada por elas, nesta época do Dia Internacional da Mulher. A Bombril tem uma ligação muito especial com as mulheres brasileiras, que são as principais usuárias, e que tanto contribuíram para a evolução de nossos produtos e de nossa empresa.

Lamentamos que nossas mensagens tenham sido de algum modo ofensivas, o que não era absolutamente nossa intenção. Queremos que saiba que sua opinião, em conjunto com as demais manifestações que recebemos, é importante para que possamos avaliar e aprimorar cada vez mais nossa comunicação com nossos consumidores.

Atenciosamente,

SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR BOMBRIL
Comentários (1) Marcos Vinicius Soares Maranhão
24/03/2011 15:23


Boa tarde,

Como já havia afirmado na minha reclamação, para se prestar uma homenagem às mulheres é completamente desnecessário denegrir a imagem dos homens. Se a Bombril tem uma ligação tão especial com as mulheres, porque não fez a campanha publicitária exaltando as suas qualidades, ao invés de depreciar os seus companheiros?

Realmente espero que a Bombril faça uma retratação pública, tendo em vista que o dano à imagem de meninos, rapazes e homens maduros foi feito em rede nacional de mídia. Espero também que esse episódio sirva de alerta para futuras campanhas com teor preconceituoso, de qualquer natureza.

Atenciosamente,

Marcos Maranhão

Jéssica disse...

thalyson, Vinicius_santili e Marcos

Eu me admiro muito vendo como uma ÚNICA propaganda depreciativa faz os homens reclamarem como se fosse a pior coisa do mundo, e ainda saiam falando besteiras como que quem sustenta o país são os homens ou quem fez tudo no mundo foram os homens.

Estão tão acostumados com os privilégios, que quando algo não os privilegia agem como crianças mimadas.

Sim, é a propaganda é péssima, mas os argumentos de vocês contra ela são ainda piores, usam machismo para argumentar contra o machismo. Totalmente sem sentido.

sandro disse...

a propaganda é hilária, mas não contribui em nada para a luta feminista. ademais, quem se acaba nas tarefas domésticas são as empregadas, diaristas, etc., ao que parace longe dos debates aqui propostos.

http://www.conar.org.br/

Annita disse...

Lola,esse novo comercial da bombril tá dando muito pano pra manga.Eu discordo em grande parte de tua opinião;achei o comercial muuuuuuiiiitooooo feminista e não adianta me dizer que só homens participaram da elabboração do mesmo,pois quem me garante que não há uma "chefa" feminista por trás de tudo isso (rsrsrsrs)
Sou mulher,mas não admiro o movimento feminista,odeio comerciais que enegrecem os homens-de maneira alguma estou dizendo que eles são perfeitos,moro com ser dessa espécie,há mais de 13 anos,e pra meu desepero ,ele não é perfeito,nem de longe!- O que quero ressaltar aqui é a regrinha de ouro da convivência social e até mesmo familiar, "Não faça aos outros o que não quer pra você mesmo"
Trabalho o dia inteiro,sou professora e tenho três filhos de 12,10 e 6 anos, e no final do dia quando nos encontramos,sobra tudo pra mim,desde as tarefas escolares a arrumação da cozinha-não tenho "empregada"- mas mesmo assim fico morrendo de vergonha do meu marido quando esses tipos de comerciais são veiculados.
Admiro-te demais Lola,mas dessa vez,não vai dar pra concordar com você...
Beijos no coração!!!!!

jesus salva disse...

Que barato, quanta gente comentou sobre o assunto!!Eu também acho que este assunto foi muito polemista, levaram muito a sério...afinal, quantos e quantos comerciais já não fizeram colocando a mulher como objeto, burra,esquecida, relapsa e não houve uma explosão deste tamanho. Parabéns a Bombril, mais uma vez mexeu com o consumidor de maneira efervescente!

Lilian Schineider disse...

Lola, gostei do post e vou republicá-lo. Parabéns pelo blog. Um abraço!

Angélica disse...

"achei o comercial muuuuuuiiiitooooo feminista e não adianta me dizer que só homens participaram da elabboração do mesmo,pois quem me garante que não há uma "chefa" feminista por trás de tudo isso (rsrsrsrs)
Sou mulher,mas não admiro o movimento feminista,odeio comerciais que enegrecem os homens"

Annita, faria bem estudar um pouco sobre o que é o feminismo de verdade, pra diferenciá-lo do que os (e as) machistas querem que você pense que o feminismo é.
Feminismo não denigre os homens, apenas quer que eles nos respeitem e dividam deveres e direitos conosco.

Jorge disse...

As propagandas de muito mau gosto, mostram o desrespeito a falta de Patriotismo com o Ex-presidente, assim como na outra propaganda que trata o homem como um cachorro, me faz protestar aqui, de uma forma bastante silenciosa ou seja NÃO MAIS COMPRANDO QUALQUER PRODUTO DA MARCA BOMBRIL.

Silvia Caetano disse...

Estava procurando o site da empresa que produz o Bombril, justamente para criticar a propaganda, quando achei o post...realmente,a campanha além de preconceituosa, é totalmente clichê...
Nota Zero!

Marcus disse...

MARCUS VINÍCIUS GONÇALVES DO NASCIMENTO
Se eu fosse dono da empresa publicitaria ou da representante das marcas que leva o nome da bombril, demitiria o publicitario que teve essa ideia de chamar nós homens de cachorro. Já assisti a propagandas inteligente desta marca, mas essa é de uma burrice idiota se assim podemos chamar. Eu não compro mais produto nenhum dessa empresa e vou fazer propaganda contra. VIVA ASSOLAN, VIVA ASSOLAN, VIVA ASSOLAN, ASSOLAN É NA LOUÇA. VIVA ASSOLAN, ASSOLAN NA LOUÇA.

Andre disse...

Os homens, nao sao imcompetentes, porque todos os grandes inventos foram feitos por homens, me indiqque algum inveento importante que seja feito por mulheres?Na minha opiniao, tanto os homens comoas mulheres sao importantes ,para a sobrevivencia da especiel, desde cada um no seu lugar,como os componentes de um automovel, sao todos importantes mas cara um no seu papel,Essa apelaçao da propaganda da bombril, so visa ganhar dinheiro,esculachando os homens,Mas todos os homens que forem honrados,tiverem dignidade, e vergonha na cara, nao compra mais nada dess marca,eu ja bani da minha lista, e tirei da area de vendas do meu estabelecimento..Agora..! tem uns homens maricas,que ja perderam o controle da situaçao,que nao vao fazer nada, porque sao realmente incompetentes.Eu ja tomei minha descisao, e quem da as cartas aqui sou eu, e sempre sera....podem espernearem gritarem, e ate se esbravejarem....aqui é tudo sobre meu contole..Bombril....NEVER...

Andre disse...

Adoro as mulheres inteligentes, e modernas, mas . as cultas e edeucadas,que por ela eu tiro o chapel quantas vezes foreem presciso, Conheço mulhers fantasticas....Mas nao podemos deixar de reconhecer que em certa carreiras do tipo..CABELEREIROS, CHEFFS DE COZINHAS,COSTUREIROS,PASTORES DE IGREJA,PADRES,ESTILISTAS,GINICOLOGISTAS,CHEFES DE CENTROS CIRURGICOS,COMANDANTES D AERONAVES,ETC,Em toadas essas profissoes os homens sempre tem maiores credibilidades, até entre a mulheres..Entao mesmo que elas esperneiem, estamos em vantagem, e nem prescisamos fazer propagandas..ela é natural....bjs, lindas....

Andre disse...

O HOMEM HONRADO,DE VERGONHA NA CARAE DIGNO, NAO COMPRA MAIS ESSA MARCA, EU JA BANI, DA MIHA VIDA, BAY,LIXO....

Andre disse...

EU, COMO NAO ENQUADRO, NESSA BAIXARIA, ESTOU FAZENDO CAMPANHA CONTRA A MAUBRIL,E QUERO ME ENGAJAR EM TODAS AS OUTRAS.. ...SAI! LIXO ENFERRUJADO...KAKAKAKAKA

Bocona de Bokete disse...

O comercial é misândrico é deveria ser retirado do ar. Um lixo mesmo, algo extremamente desagradável.

Vc aí fala que não estamos em competição, será mesmo?

Quem levou esse mundo ao estágio que ele está hoje foram os homens, até hoje com todo feminismo, com todo lesbianismo, mulheres não chegam perto, elas na grande maioria das vezes se beneficiam apenas, querem muito mais direitos do que deveres.

Tá na hora de acabar com essa palhaçada.

Celio do Aquário disse...

CAMPANHA CONTRA A BOMBRIL. BOMBRIL: Na minha casa não entra nunca mais. Motivo, Não é indispensável, pode ser facilmente substituindo por outros produtos mais baratos e melhores. Estou me empenhando em uma campanha contra a maneira preconceituosa de tratar os homens diante das câmeras. Ninguém é tão superior que pode passar por cima da ética, Portanto estou aguardando as merecidas desculpas da mesma forma que foi veiculado o agravo. E para quem como eu que não gostou da atitude parcial da BOMBRIL entre nessa campanha e vamos mostrar a nossa força de consumidor. E para ser mais claro devo avisar a BOMBRIL que não estou brincando,e se esse erro não for corrigido satisfatória mente vou tomar providencias mais severas.

Annita disse...

È ANGÉLICA,TALVEZ EU NEM SAIBA MESMO O QUE O MOVIMENTO FEMINISTA PREGA DE VERDADE,CERTAMENTE ME PASSARAM A INFORMAÇÃO ERRADA;PORÉM ESTOU ÁVIDA POR CONHECER MELHOR ESTE MOVIMENTO,SERÁ QUE PODERIAS ME AJUDAR? MEU EMAIL-halilica@hotmail.comFICAREI MUI GRATA SE VOCÊ,ANGÉLICA ,OU LOLA OU OUTRA PESSOA ME AJUDASSE A ENTENDER ESSE MOVIMENTO.
GRATA, ANNITA.

Jorge disse...

As propagandas de muito mau gosto, que Bombril exibe com a Marisa Orts ofende de maneira irreparável o homem quando ela diz "Pensa comigo. Homem solta pelo, faz xixi no chão e eventualmente até baba - praticamente um cachorro. (...) Tem que adestrar seu homem para que ele se comporte direito. (...) Pisou na bola é jornalada na fuça.
Como homem que sou, não aceito ser chamado ou comparado a um cachorro numa propaganda de televisão, pois quem compra com o suor do rosto e paga pelos produtos da marca no supermercado sou eu. Pense nisso.
Se não bastasse o mau gosto da primeira propaganda, vem a segunda com a Marisa Orts, ironizando mais ainda e não se desculpando pelos dizeres do primeiro comercial, agora ela diz que “o homem é todo bobo (...) mata uma baratinha, abre um vidro de palmito fica logo se achando” “meminos a bombril faz muito mais que vocês, mata barata, limpa chão, lava roupas, louças e deixa o banheiro cheiroso ao contrário de certas pessoas” “homem tem o que? .... cinco utilidades? a bombril tem mil e uma”. E aí não bastando todos os trocadilhos que continuam sendo ofensivos ela me chama de “MANÉ”.... Onde é que a Bombril pretende chegar com esses comerciais?
Quem sabe a bombril espera que após eu ter recebido através de minha TV “uma jornalada na cara”, ouvir “que eventualmente babo – praticamente um cachorro”, “ter que ser adestrado”, e por último ter sido chamado de “NANÉ” eu vou continuar sendo um de seus consumidores manés Ela se engana.
Eu protesto de forma veemente contra a natureza das propagandas feitas pela bombril, bem como afirmo NÃO MAIS COMPRAR NENHUM DOS PRODUTOS DA MARCA.

Paulo Vinícius disse...

Essa é a campanha publicitária mais bizarra que já vi. Ofende tanto homens quanto mulheres. Dá a entender, de maneira ridícula, que quanto mais as mulheres são "evoluídas", mais tentam se parecer com os homens, como por exemplo usando terno e gravata. Lamentável.

Valdir disse...

Valdir

Quando vi esse comercial pela primeira vez, não quis acreditar que uma empresa do porte da Bombril e de tantos anos no mercado, viesse fazer uma propaganda denegrindo pessoas consumidoras de seus produtos, nada contra as mulheres que fazem a propaganda “pra mim a mulher é a primeira maravilha do mundo”, quem teve a idéia da propaganda merece ZERO. Na minha casa não entra mais produtos da Bombril, porque meu dinheiro não vai enriquecer idiotas que não sabe vender seus produtos. Rsrs alo ASSOLAN aproveite essa chance e faz outra propaganda inteligente e mostra que pra vender não precisa ofender ninguém.

Jefferson *Anjim* disse...

Um comercial que é apenas um atentado a igualdade de generos.
ão tem nada de bom, está trazendo repercursão negativa na midia, internet e nos lares. Um incentivo a violencia, ao destrato mutuo e o esteriotipo existente.
O dia que a mulher e o homem entender que Deus criou a mulher para o homem e que graças a isso um foi feito ao outro, devendo ter respeito mutuo e direitos mutuos, talvez o mundo melhore e nao sejamos obrigados a ver tanta merda.

Rogerio Luiz Sarmento disse...

Eu acho que deve existir respeito entre homens e mulheres, as propagandas da Bombril sempre foram simples e boas, mas a propaganda atual é péssima.

A respeito dos homens ajudarem em casa aos poucos está mudando, é claro que existe os machistas que não ajudam em nada. Mas vai mudar conforme as mães e pais eduquem e mostrem a realidade do mundo e da igualdade entre homens e mulheres.

Eu pessoalmente fiz uma reclamação na BomBril pois não gostei da propaganda e acho que todos que não gostarem fizerem o mesmo, eles acabam tirando está propaganda do ar.

Geleiras disse...

aaaaaaa realmente gostei.

Eu vi muita coisa absurda em ambos os lados da conversa e ai um (muito) bom senso.
Sexismo, no fim, é negativo para ambos.
Um amigo meu não pode ver a filha, digamos, a ex-namorada e a família dela não querem que ele tenha contato com a filha dele. Porque? Por que para o homem, segundo eles, isso não é importante. Que nós não temos capacidade e é só uma questão de posse. Querendo ser feminista, ela na verdade estava reafirmando o machismo.
Mas quando toc no assunto, o machista sou eu.

vinicius disse...

Sou homem e nao me considero machista, tendo minha noiva como prova disto, mas achei de pessimo gosto a bombril fazer uma propaganda desde tipo,vivemos em um mundo moderno onde mulheres saem para trabalhar e homens cuidam da casa com a mesma competencia que as mulheres, assim como elas trabalham fora com a mesma competencia que um homem, nao e justo dizer que nao evoluimos uma vez que tambem fazemos as tarefas de casa, fazemos porque sou um que faço sem controle remoto como diz a propaganda as mulheres lutaram e lutam contra o machismo nao e justo se tornarem feministas pois estarao lutando contra um proposito fazendo justamente o mesmo

Alice disse...

A campanha, é claro, pressupõe que os homens não são consumidores de bombril.

Dokho de Libra disse...

Esses comerciais são sim feitos por feministas misândricas e que na verdade invejam a força bruta do homem e sua capacidade de ser mais racional, devido a não ter oscilações hormonais nem ciclo reprodutivo complexo como vocês.

Pura inveja de nós, que não temos um dis estrógeno e outro progesterona a influir em nosso comportamento, feministas tem tanta inveja do homem que dá até pena, toda feminista que conheço é descerebrada e cai hora ou outra na argumentação, porem o fator biológico é que determina o que é ser homem e o que é ser mulher, e tudo fora disso é anti-natural.

Lyzze disse...

A diferença, Lola, é que nos filmes em que o garoto é feio ou nerd ou coisa assim ele sempre acaba conquistando a garota mais bonita, ou ao menos ficando com uma amiga superbacana e bonita também. Já quando a personagem principal é uma garota esquisita, pra conquistar o homem dos sonhos ela faz um tratamento de beleza e deixa tudo o que ela foi pra trás. :)

Lyzze disse...

Aposto que o cavaleiro do zodíaco aí em cima vai dizer que no código genético das mulheres tem uma esponja e um detergente também.
Feministas invejam taaaaanto os homens que tem a auto-estima tão elevada consigo mesmas, que nem precisam de maquiagem pra sair na "balada" e pegar uns carinhas. :)

Lyzze disse...

Geleiras, hmulher que diz que homem não precisa, não deve e não quer NÃO É feminista, entenda isso. Feminista (e sensata) iria deixar a filha ver o pai sim; não chame de feminista quem vai contra os homens porque feminismo não é sexismo, é igualdade.

Lyzze disse...

Geleiras, hmulher que diz que homem não precisa, não deve e não quer NÃO É feminista, entenda isso. Feminista (e sensata) iria deixar a filha ver o pai sim; não chame de feminista quem vai contra os homens porque feminismo não é sexismo, é igualdade.

Jeferson Carvalho disse...

Eu me senti ofendido assistindo os comerciais da Bombril, eu ajudo minha mão a fazer as compras aquí de casa e vou evitar comprar produtos da Bombril como protesto, afinal nós homens também somos clientes em potencial e devemos ser respeitados e não achincalhados em rede nacional por uma empresa que não respeita nosso direito de igualdade irrestrita.

Anônimo disse...

Eu me senti ofendido com os referidos comerciais..., devemos nos lembrar que existe diversidade...., muito provavelmente, os homens machistas não se ofenderam com tais comerciais, muito pelo contrário, sou homem, e acho que aqueles que são machistas sem perceber que normalmente são os mais velhos que foram criados acreditando no machismo como uma expressão da natureza, não se ofenderam com tais comerciais, podem até ter achado muito engraçado assim como acham engraçado o Homer Simpson e muitas vezes o incorporam..., o seu blog faz parecer q todo homem é machista e que não há homem q não seja machista, isso não é verdade, principalmente em gerações mais novas como a minha os homens tem sido cada vez menos machistas, justamente pq o machismo é prejudicial tanto ao homem quanto à mulher e não só a mulher...., essa parte do machismo é totalmente ignorada pelas mulheres que se dizem "defensoras da igualdade"

Bala disse...

Óbvio que há uma conspiração feminista. Só não é mais orquestrada, é dispersa e age no inconsciente coletivo, na mente das pessoas que receberam essa essa carga ideológica rivalista.
Não importa se o feminismo, conscientemente pregue uma igualdade verdadeira; quando sai às ruas e faz panfletagem, invariavelmente reage CONTRA os homens.
O problema do feminismo é justamente a idéia implícita (que vocês feministas negam) de que a elevação da auto-estima da mulher, passa necessariamente pela diminuição do homem. Mesmo que vocês neguem isso como ideologia, essa idéia é implícita e irrecorrível pois é um corolário da noção de que o homem ou o patriarcado sempre oprimiram as mulheres. Obviamente, a emancipação da mulher passaria pela desqualificação do homem opressor e do patriarcado.
A própria expressão "patriarcado" é cínica e carrega um conceito falso de dominação masculina. As mulheres sempre foram protegidas, privilegiadas e bajuladas no passado. Sempre receberam tratamento especial e estiveram isentas dos conflitos e da luta mais dura pela sobrevivência (e ainda hoje isso ocorre, por mais que neguem).
Claro que hoje vocês tem o direito e opção de não querer exercer esse papel passivo e secundário. Mas o sistema social do passado não era culpa dos homens, mal existiam Estado, direitos humanos, garantias constitucionais, a vida era implacável contra seres humanos que não tivessem virilidade e capacidade de intimidação (física e racional). Eis a razão da supremacia masculina.
Enfim, a propaganda da bombril apenas reforçou o que SEMPRE foi o sistema social antigo (chamado de patriarcado). As feministas mais modernas e conscientes, naturalmente enxergaram isso e não gostaram, mas as "feministas" que gostaram (das classes mais baixas) nada mais são do que subproduto do lixo ideológico que vocês lançaram na sociedade.
Assumam alguma coisa pelo menos!

Jose disse...

Lembrem_se que Jesus disse: amemo_nos uns aos outros e faça_mos aos outros o que quereria_mos que nos fosse feito. Portanto é uma propaganda infeliz, anticristã, antifraterna. Jesus sempre defendeu as mulheres, sempre a igualou aos homens, portanto vamos seguir os seus ensinamentos e não teremos que assistir essas propagandas das trevas tentando humilhar os nossos irmãos os homens.