segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

ESSES DETALHES NÃO ME INCOMODAM

Eu vi este quadrinho num Tumblr que conheci recentemente e que rapidamente se tornou um dos meus lugares favoritos na internet. Já falei de outra charge perfeita do Ampersand. Minha tradução falha:
Homem: “Admita, não precisamos mais de feminismo. Temos igualdade!”
Mulher: “Mas só 15% do congresso (americano) é mulher”.
Homem: “Não seja sexista! Quem liga se deputados ou senadores são homens ou mulheres?”
Mulher: “Quase todos os donos de empresa poderosos são homens...”
Homem: “A maior parte dos homens não é dono de empresa, mas não reclamamos”.
Mulher: “Homens ainda são mais bem pagos pelo seu trabalho”.
Homem: “É assim que o mercado funciona. Dinheiro não é tudo, sabe”.
Mulher: “Sem o feminismo, meus direitos reprodutivos desapareceriam num segundo!”
Homem: “Olha, as mulheres são iguais em tudo que importa. Você só precisa aprender a não se incomodar com todos esses detalhes”.
Mulher: “Eu não deveria me incomodar que as mulheres têm menos poder político, menos dinheiro e menos direitos?”
Homem: “Exatamente! Isso também não me incomoda!”
Talvez os peixes também deixaram de precisar de água.

57 comentários:

Patrick disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabiola disse...

Perfeito perfeito!!! Engraçado (not) que ouço esse discurso da boca de muita mulher!:| sad but true!

Nathalia disse...

Lola, não sei se você já falou sobre isso aqui, mas tenho uma dúvida:
O que você acha de algumas pessoas (a maioria) usarem "marido e mulher" para designar pessoas casadas? Quer dizer, no casamento, o padre diz: "Fulana, você aceita fulano como seu marido/esposo?", mas ao se referir a nós, ele diz: "Fulano, você aceita fulana como sua mulher?"
Não sei se isso é paranoia minha ou é machismo. Claro que também tem muita gente que fala sem pensar, já se acostumou com o termo. Você pode comentar sobre isso?

Patrick disse...

Ah, cada dia a gente descobre uma coisa nova e interessante na internet :). Outras duas boas dicas de Tumblr são:

Não tenho preconceito! (mas...)

e

classe média sofre

(agora com os endereços corretos)

Lord Anderson disse...

hehehe

Muito bom. Isso sim é uso de ironia. :)

Lord Anderson disse...

Patrick

esses tb são muito bons.

Legal a incoerencia e hipocrisia sendo revelados.

Erika disse...

“Não seja sexista! Quem liga se deputados ou senadores são homens ou mulheres?”

Essa pérola e suas irmãzinhas são as que eu mais ouço sempre que critico a desigualdade entre homens e mulheres no acesso a posições de maior destaque e poder em nossa sociedade.
Dia desses, por exemplo, eu estava defendendo a decisão da Dilma de ter indicado uma mulher para ser ministra do STF, embora eu tivesse feito a ressalva de que certamente havia outras mulheres juristas de melhor qualidade que a indicada, e imediatamente comecei a ouvir coisas do tipo "criaram cotas para mulher no Supremo", "os ministros deveriam ser escolhidos com base em seus méritos e não por serem mulheres ou homens" etc. Cheguei a perguntar a uma dessas pessoas se o fato de haver nove ministros e apenas duas ministras no STF significaria que, para cada 1 mulher com grande capacidade intelectual no mundo jurídico, haveria, em média, 4,5 homens. E a pessoa foi logo dizendo que isso era irrelevante, que queria um ministrO de grande saber jurídico, independente de ser homem ou mulher e blablabla e fechou sua resposta chamando-me de feminista com mania de perseguição.Evidentemente, se o escolhido tivesse sido um homem, ninguém iria afirmar que só foi escolhido por ser homem, que criaram cotas para homem no STF, afinal esses espaços são dos machos por natureza, ou melhor, o mérito necessário para se chegar a esses espaços é dos machos por natureza.

Carol disse...

Isso é para poder afirmar que se mulheres não têm espaço em certos meios é pq elas não querem/tentam, quando é claro que diversos setores da sociedade ainda são muito fechados a presença feminina, sendo a política um deles.
O feminismo ainda será necessário por muito tempo, só pq houve conquistas não se deve achar que já está td feito.

Bruno S disse...

Patrick,,
não acho que até já foi citado por aqui que qualquer frase que começa no "não tenho preconceito, mas" sempre dá merda.

Não sabia que tinham feito um Tumblr com exemplos práticos.

cabanadeinverno disse...

Sâo esses tipos de pessoas que acabam espalhando aquele conceito furado de "o preconceito está dentro de você".

Garota Purpurina disse...

engraçado você citar um tumblr hoje, estava com uma vontade de te indicar alguns... acho que tem muita coisa positiva lá!

http://stophatingyourbody.tumblr.com/

http://hairypitsclub.tumblr.com/

lola aronovich disse...

Mordechai, citação longa demais, e ainda por cima sem citar a fonte. Deixe só um pedaço, comente alguma coisa em suas próprias palavras, e deixe o link.
E não precisa nem escrever que a fonte é mascu porque a gente já sabe...

Jane Doe disse...

Ótimo quadrinho! Muito semelhante a um outro que vi tempos atrás (desculpem, nao lembro onde)em que O personagem dizia que era a favor dos direitos da mulheres DESDE que elas continuassem com todo servico doméstico, que fossem as únicas responsáveis pelos filhos/idosos e que todos os sacrifícios pessoais e profissionais fossem os delas.
Isso demonstra bem o que a maioria do homens (e infelizmente, muitas mulheres) pensam. Estamos há quilômetros de distância da igualdade e penso que os nossos (poucos) direitos ainda estao em cima de uma corda bamba.

Starlin disse...

acho MUITO errado a ideia de "igualdade" feminista: querem ser 50% dos CEOs, mas nao 50% dos pedreiros

Lorena disse...

Gostei tanto do quadrinho que agora estou pulando de tumblr feminista em tumblr feminista, lendo várias postagens (enquanto devia estar trabalhando), graças a Lola!

O pior de quem tem esse tipo de argumento, como o do quadrinho, é que não adianta você apresentar evidências sobre o seu discurso (como no caso da persongaem feminina); ele se baseia única e exclusivamente no SEU achismo, na sua visão de mundo, e nem cogita sequer pensar algo diferente. É o que acontece com muitos (ou será que todos?) os machistas. Sejam homens ou mulheres. =/

Lorena disse...

Por que todo homem SONHA em ser pedreiro, muito mais do que ser CEO, né Starlin? Por que mulheres não sonham também, né? Essas danadinhas.

PS: existem muitas mulheres no ramo da construção civil (pedreiras, ajudantes, além de engenheiras), princnipalmente no Norte do país, onde o mercado imobiliário está em espansão.

Lorena disse...

*expansão.

Desculpa o erro, mas digitei rápido.

LisAnaHD disse...

a mulher brasileira deve se empenhar pra candidatura a cargos politicos e Paracuru estah sendo um bom exemplo!

A atual prefeita da cidade [Paracuru] é Érica de Figueiredo, eleita em 2008 com mais de 60% dos votos válidos.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Paracuru

Eu disse...

O erro na premissa nesta charge é o pronome pessoal na primeira pessoa NO PLURAL, NÓS. Quem não precisa de feminismo e quem tem igualdade? os homens? ambos os sexos? a humanidade? a sociedade? hahaha

E como sabemos, erro na premissa leva a erro na conclusão.


É lógico que há um ato falho aí. Não precisamos, leia-se: não queremos...kkk

Starlin disse...

Por que todo homem SONHA em ser pedreiro, muito mais do que ser CEO, né Starlin? Por que mulheres não sonham também, né? Essas danadinhas.






ou seja, se 50% dos melhores empregos foram das mulheres e 50% dos homens, na sua cabeça existe igualdade.

independente dos piores empregos serem masculinos (pedreiro, estivador, limpador de fossa, etc.)

que bela "igualdade"

Lorena disse...

Starlin,

um pedreiro ganha mais (muito mais) do que uma empregada doméstica. Os dois trabalhos são exaustivos e pouco valorizados. Mas a mulher ainda ganha menos.

Quer trocar?

lola aronovich disse...

Ô mascu Starlin, deixe de ser bocó! Tem muita mulher que quer ser pedreira sim, e vem conseguindo! A última reforma da reitoria aqui da UFC foi feita por pedreirAS, por exemplo, e todo mundo festejou, saiu no jornal e tudo. Eu já escrevi sobre uma matéria que falava do aumento de pedreiras na construção civil. Feministas celebram a possibilidade de mulheres poderem entrar em profissões historicamente dominadas por homens. Inclusive porque essas profissões “masculinas” costumam pagar muito melhor que as “femininas”. Ou quem vc acha que ganha mais, pedreiro ou empregada doméstica? Sei que vcs mascus não são chegados à leitura que não seja de Nessahans ou Búfalos, mas, se quiserem aprender alguma coisa em vez de ficar repetindo besteiras, leiam o que as feministas têm a dizer sobre profissões e diferenças salariais.

Lorena disse...

Pronto, a resposta da Lola ainda foi bem mais completa que a minha. :)

Eu disse...

Starlin, será que as mulheres é não querem ir prá estiva ou os homens é não deixam? Quem pode mais, pode menos, meu caro...

Eu disse...

Boa, Lola, eu vivo dizendo que empregadO domésticO é muito melhor...mas não aparece um filho de deus se oferecendo. No máximo, jardineiro...

Starlin disse...

Eu trocaria a profissao de pedreiro por "empregado domestico" sim, sem problemas.

E por que nao se ouve falar de mulheres fazendo pressao para serem ajudantes de pedreiro, limpadoras de fossa, mineiras?

Só para serem CEOs e politicas.

Estranho, ja que a Lola disse que elas querem muito 'qualquer' profissao masculina.

Mas o que se ve na midia é apenas a busca pelas profissoes de status.

Mulher chorando porque quer limpar fossa eu nunca vi.

Eu disse...

Starlin, tô te esperando, rsrs é mais prá limpar, sabe, porque na cozinha eu me viro bem. Pago todos os direitos. Começa amanhã?:))

Starlin disse...

Começo. Mas tem q ter VT e VR.

Eu disse...

Starlin, done. :))

vitor disse...

Bom...

Sempre fui a favor das questões feministas, sobre igualdade salarial, etc.
Mas essa de questão do senado for composto por 50% de homens e 50% de mulheres, isso seria legal de acontecer, com elas chegando com o seu esforço próprio e trabalho, e não por apenas seguir um ideal sociológico correto, e botar elas lá dentro de qualquer jeito.
O Brasil está precisando de políticos bons e preparados, sendo eles homens ou mulheres.

Patrick disse...

A Tunísia fez uma lei eleitoral obrigando as listas partidárias para a Assembleia Constituinte a terem 50% de mulheres. Intercaladas com o nome dos homens, de modo a gerar como resultado da eleição um número bem próximo de 50%.

Eu disse...

com elas chegando com o seu esforço próprio e trabalho, e não por apenas seguir um ideal sociológico correto, e botar elas lá dentro de qualquer jeito.
O Brasil está precisando de políticos bons e preparados, sendo eles homens ou mulheres. (vitor)

Pois é, fico pensando que esforço e trabalho tiveram o Romário e o Tiririca prá estar no Congresso...

Arlequina disse...

Tenho acompanhado muitos Tumblrs sobre feminismo e representação feminina na mídia (adoro esse tema.).

Outro dia li sobre um programa que acompanho, Doctor Who, que desde 2005 teve 86 episódios. Desses 86 episódios, 4 foram escritos por mulheres. Ou melhor: pela MESMA mulher. O cara que postou disse que se sentia envergonhado porque, afinal, todo dia ele via várias mulheres realmente criativas no fandom.

Ao menos, às vezes, tenho a sensação de que mais pessoas tem percebido...

Sara disse...

Concordo plenamente com vc Drica Leal, mas acho tambem q esse panorama esta mudando, o fato da Dilma ter sido eleita foi muito positivo pra nós mulheres, embora a toda hora eu escute piadinhas e fofocas sobre a sexualidade dela.
Acho q ela tem levado tudo isso com muita dignidade, e nós mulheres podemos votar em mulheres tb, é o q eu tenho feito.

Drica Leal disse...

É muito fácil para os homens dizerem que mulher não se interessa por política e por isso não são 50% nos congressos, câmaras, etc por aí.. Claro, com esse argumento, estão dizendo que nós somos desqualificadas para exercemos funções políticas. Realmente, a maioria da mulheres que eu conheço não se interessa por política, logo, nunca estarão qualificadas para essas funções. O que eles esquecem nessa observação é que há milênios vivemos numa sociedade onde a mulher não é estimulada a se interessar por nada disso!E as poucas que se interessam ainda são duramente criticadas.!

Menina não é criada para a vida pública, é criada para ser prendada, vaidosa, cuidadosa com os outros, com o lar... Para se dedicar à política, é preciso que a mulher possa viver sem essas "obrigações" todas que nos são impostas. Homens podem ter dedicação exclusiva à política, à vida pública, afinal, não são cobrados a cuidar dos filhos, da casa, da aparência, não são mergulhados no mundo na futilidade e são ensinados desde sempre a serem práticos, competitivos, assertivos. Ninguém condena um homem por colocar a política como principal meta em sua vida. Mas uma mulher que faça isso é vista como pouco "feminina", ambiciosa, etc. Esqueceram de considerar que a vida política é competitiva e exige muita dedicação e que ser combativo, competitivo, assertivo, são características "essencialmente masculinas" (por isso coloquei os adjetivos no masculino mesmo). Vejam nossa presidenta Dilma: o tempo todo é questionada por não ser "mulherzinha", mais feminina, e a criticam demais por ser "mandona", firme. Que absurdo, uma mulher ser tão focada em suas competências ao invés de bancar a "mãezona" como a sociedade espera (e cobra) que as mulheres façam em qualquer função, né?

Façam um breve apanhado aí das referências feitas às mulheres que tiveram destaque na política, que assumiram cargos importantes na administração pública, chefes de Estado, dentre outras. São sempre pintadas como megeras e as características que em políticos homens seriam elogiadas, nas mulheres são ressaltadas como defeitos, sinal de pouca feminilidade.

Depois de analisarem tudo isso, me digam que estímulo as mulheres tem para participarem da vida política, numa cultura onde as atribuições e características tidas como "femininas" afastam as mulheres desde a infância desse aspecto da vida social.

Drica Leal disse...

Sara:

Desculpa ter apagado meu comentário bem na hora que você respondeu, é que precisei corrigir uma coisinha, rs.

LisAnaHD disse...

Olha, gente, já está ultrapassada essa conversa de que menina não é criada para a vida pública - estamos no século 21 e já li uma lista de mulheres brasileiras engajadas em cargo público desde o século 19 pelo menos, no Brasil. Bastas as moçoilas fazerem uma pesquisa que se darão conta de que a mulher brasileira nordestina sempre foi ativa na política... a primeira prefeita da América Latina foi uma nordestina, lá numa cidade onde Lola deu sua primeira palestra feminista. A primeira deputada foi da Bahia há uns 100 anos... pesquisem e se candidatem a cargos públicos começando como vereadoras.

LisAnaHD disse...

desculpe-me, eu quis dizer que se a mulher fosse viva teria mais de 100 anos.

LisAnaHD disse...

esclarecendo: A primeira mulher brasileira eleita ao cargo de deputada estadual foi no Rio Grande do Norte. Maria do Céu Fernandes, nascida em 1910, em Currais Novos, RN.
http://comunicadorefectivo.blogspot.com/2010/12/primeira-mulher-eleita-deputada.html

A primeira mulher brasileira eleita ao cargo de deputada federal foi de São Paulo, SP. Carlota Pereira de Queiroz (1892-1982).
http://www.ptn.org.br/mulher/index.asp?cdg=04&codA=11

saiba quem foi a primeira eleitora brasileira
http://pre-vestibular.arteblog.com.br/48899/Direito-de-voto-feminino-completa-76-anos-no-Brasil/

Principais participações das mulheres na política brasileira
Em 1929, Alzira Soriano conquistou 60% dos votos e em 1º de janeiro do ano seguinte foi empossada prefeita de Lajes, no Rio Grande do Norte[1]. Foi a primeira mulher da América Latina a assumir o governo de uma cidade.

Em 1933, Carlota Pereira de Queirós tornou-se a primeira deputada federal brasileira.

Em 1979, Eunice Michiles tornou-se a primeira senadora do Brasil. Nasceu em Sã Paulo, e representou o Amazonas no congresso.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eunice_Michiles

Entre 24 de agosto de 1982 e 15 de março de 1985, o Brasil teve a primeira mulher ministra de Estado, Esther de Figueiredo Ferraz, ocupando a pasta da Educação e Cultura.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Esther_de_Figueiredo_Ferraz

Em 1986, Iolanda Fleming se tornou a primeira mulher a governar um estado brasileiro. Governou o Acre, onde masceu.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Iolanda_Fleming

Em 1986, Maria Luíza Fontenele tomou posse como a primeira mulher prefeita de uma capital estadual brasileira, Fortaleza, CE.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Lu%C3%ADza_Fontenele

Em 1989, Luíza Erundina tomou posse como a primeira mulher prefeita da maior capital do país. Nascida na Paraíba foi prefeira de São Paulo, SP.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADza_Erundina

Em 1989, ocorre a primeira candidatura de uma mulher para a presidência da República. A candidata era Maria Pio de Abreu, do PN (Partido Nacional).

Em 1990, Zélia Cardoso de Mello foi empossada como a primeira e única mulher a ocupar o cargo de ministra da Fazenda.

Em 31 de outubro de 2010, Dilma Rousseff (PT - Partido dos Trabalhadores) venceu as eleições presidenciais no segundo turno, tornando-se a primeira mulher presidente da República no Brasil.

Ela é a primeira mulher chefe de estado do Brasil República, e ela é a 4ª Chefe de Estado da História do Brasil desde D. Isabel.

==========
pessoal, isso foi uma rápida pesquisa... se faltou algum link como referência, sorry... talvez eu tenha perdido o link.

LisAnaHD disse...

Prefeitas baianas discutem reforma política - Dos 417 municípios da Bahia, apenas 47 são administradas por mulheres
http://upb.org.br/uniao-dos-municipios-da-bahia/informativos-e-noticias/index.php?id=4094

Mulheres baianas e uma história de luta por espaços de participação e decisão política
- Nereida Mazza, Assessora da Deputada Lídice da Mata PSB/BA
http://www.cfemea.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1050:mulheres-baianas-e-uma-historia-de-luta-por-espacos-de-participacao-e-decisao-politica&catid=126:numero-142-mar%C3%A7o-de-2005&Itemid=129

Jornal Fêmea - O feminismo, os direitos humanos, a democracia e a igualdade racial são nossos marcos políticos e teóricos.
http://www.cfemea.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2861&Itemid=136

LisAnaHD disse...

AS MULHERES NA POLÍTICA BRASILEIRA:
OS ANOS DE CHUMBO

- A militância feminina nas organizações de combate armado à ditadura, mesmo que não se revestisse de caráter
especificamente feminista, foi um momento de avanço na liberação da mulher, especialmente se essa militância for comparada
com aquela das “mães-esposas-donas-de-casa” que se organizaram a favor do golpe de 1964.

http://www.fflch.usp.br/sociologia/temposocial/pdf/vol02n2/AS%20MULHERES.pdf

Pat Ferret disse...

Só pq falaram de "Dr. Who": o seriado pode não ser escrito por mulheres mas, pelo menos, os homens que o escrevem têm a cabeça bem aberta. :-)

As "sidekicks" do Dr. são sempre mulheres fortes e representam uma verdadeira antítese da "dama em perigo" – inclusive, já salvaram o próprio Dr. várias vezes.

Aliás, "Dr. Who" foi um dos principais seriados, em toda a história, a introduzir um protagonista declaradamente bissexual, o Capitão Jack Harkness, tão popular que ganhou o próprio seriado, "Torchwood". :-)

Lord Anderson disse...

Pat

só dando um palpite, rs

Acho que o melhor dos Capitães Jacks estaria melhor descrito como omnisexual.

rs


De resto, bom encontrar mais uma whovian por aqui.

Branca disse...

Pat, mais ou menos. A Amy me dá raivinha por sempre fazer o exato oposto do que o Dr. diz pra ela fazer e ele ter de salvá-la. É certo que muitas vezes ela também o salva, mas cansei de ver o seguinte diálogo:

Dr: "Amy, não saia daqui! É muito perigoso, eu resolvo isso!"
Amy: "Tá."
Dr.: *corre prum lado até sumir de vista*
Amy: *corre pro outro*

Por sua estupidez, sempre termina como donzela em perigo. Sou muito mais a Donna... ou menos uma secundária como a River.

Pat Ferret disse...

Rsrsrs Tem razão, Lord! O Jack "pega" de alienígena a jacaré, se tiver chance!... :-)

Qto à Amy: às vezes as coisas dão certo justamente pq ela faz o oposto do que o Dr. quer. Aliás, acho que a premissa dela como personagem é, justamente, provar que nem o Dr. é infalível. Tá certo que ela é chatinha, mas FRACA e INDEFESA, ela não é. :-)

Lord Anderson disse...

Blanca, Pat

A Donna é a minha preferidas das companions, sinto falta do jeito questionador e louquinho dela.

Daniel disse...

Feminismo = Ideologia menor, formulada por esquerdóides e prontamente abraçada por mulheres deslocadas, geralmente por não terem boa aparência, ou por serem lésbicas.
Tem a pretensão de terem grantidos conquistas as mulheres, o que não passa de um devaneio. A considerada a maior de todas, o ingresso da mulher no mercado de trabalho, se deu devido a necessidade do sistema capitalista. Feministas não conseguem juntar 10 mil pessoas em nenhuma cidade do mundo, trata-se de um movimento irrelevante.

lola aronovich disse...

Obrigada por explicar isso pra gente, Daniel! Uau, a gente nunca tinha ouvido isso antes! Vc precisou pesquisar muito pra chegar a essas conclusões tão inovadoras? Esse lance de feministas serem feias e lésbicas... Puxa vida, vc pensou nisso sozinho? Não gaste sua energia assim à toa, rapaz! Vai descobrir a cura do câncer! Com essa criatividade vc vai longe!

Sawl disse...

Sobre o tal do Daniel.
Parabéns Lola pela resposta.
Com certeza este Daniel não passa de um mascu reacionário, mal amado, mocréio e chato que nenhuma mulher com o mínimo de inteligência quer.
Que droga que surgiu o Feminismo né Daniel? Assim não se pode mais: trair a namorado ou esposa sem sofrer risco de separação, bater à vontade em uma mulher sem sofrer o risco de ser preso, estuprar mulheres sem sofrer o risco de ser condenado pela justiça afinal é a vítima que será questionada, etc.
Este trolzinho deve sentir falta do tempo em que a vovózinha apanhava bastante do vovôzinho dele.
Acorda estamos no século XXI e homens e mulheres são seres humanos de físicos diferentes mas com os mesmos direitos e deveres.
Ainda há muito preconceito e injustiça, só basta mudar, e não são homens como você que farão este mundo um lugar melhor.

Sawl disse...

Correção: a namorada.
Boas Festas Lola. Continue com a mesma coragem de seguir com seu ótimo blog e enfrentar estes trolls.

Carol disse...

Sobre Dr. Who, a Amy é uma mala, infantilóide que não aprendeu nada.
Dos roteiristas de Dr. Who, o Russel T. Davies realmente tinha uma cabeça muito boa, mas o Steven Moffat é mais reacinha.

Daniel, se o feminismo é tão insignificante pq vc está aqui dando pitaco?
Vai entender esse povo viu...

LisAnaHD disse...

vejam que riqueza de informação podemos obter através da página "Portal: Mulheres" - muito muito a apreciar!

http://pt.wikipedia.org/wiki/Portal:Mulheres

LisAnaHD disse...

Nós não vemos as coisas como elas são -nós as vemos como nós somos. ~Anaïs Nin, escritora

Daniel disse...

Feministas são de uma coerência comovente. Reclamam de serem taxadas de mal amadas, feias, etc...mas quando se sentem acuadas, fazem EXATAMENTE a mesma coisa.

Não tenho nada contra o feminismo em si, só acho risível um movimento menor ter a pretensão de ser o responsavel pela mudança do papel feminino.

Volto a dizer, o feminismo não consegue juntar 10 mil pessoas em cidade alguma do planeta.

♪Sueli Alves♪ disse...

Já que o post é sobre análise de imagens, vejam essa foto que está circulando no Facebook. O pior são os comentários: Todos os homens em peso APROVAM isso.

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=318306404856803&set=a.251975091489935.61496.177537108933734&type=1&theater

Veja um dos comentários:
"qq tá errado aew? :/
o guri jah mostra o poder Masculino desde criança ;D
da-lhe Muleke ;D \ê/
e sobre a Leane aew logo acima falando de pedofilia...não existe pedofilia quando é uma mulher de maior linda dando dando pro meu filho de menor ;D
qualquer pai com total espirito masculo pensaria de tal forma ;D

\ê/"

O que fazer com uma criatura que pensa assim?

Sawl disse...

Prezada Sueli Alves.
Vi a foto, achei ridícula a atitude da moça de ter se aproveitado de uma criança inocente.
Não foram TODOS os homens que elogiaram, alguns ficaram justamente indignados.
Infelizmente a maioria dos pobres coitados que postaram elogiando são resultado de uma educação machista e atrasada.
Se fosse uma menina pequena no colo de um homem adulto, todos achariam horrível, concordariam que é apologia. Ou talvez achariam que a menina é "culpada" porque provocou o homem.
Vc perguntou "O que fazer com uma criatura que pensa assim?" Eu lhe respondo querida: ter PENA, muita pena de um infeliz sem cérebro e sem caráter.

Ju disse...

Nathalia
Também tenho pensado nisso, mas eu dou aula de português para estrangeiros e sempre que falo sobre o assunto eles ficam me olhando com uma cara estranha como se não fizesse sentido. "Então gente, husband é marido e wife é esposa ou mulher, mas as pessoas usam mais mulher, tá?"
~~ cara de WTF ~~

Respondendo sua pergunta, é machismo sim. Foda-se que é a forma mais usada, de agora em diante só ensino que wife é "esposa", mas ô palavrinha cafona, viu?