domingo, 4 de janeiro de 2009

ÚLTIMAS IMAGENS DO FIM DE ANO

Mais um reveillon! Na foto: o maridão, eu, e um bolo de chocolate simples, que minha mãe chama de Imperial Cake. Simples mas muito gostoso, bem entendido! Só não tem muito de imperial ou de necessidade pra receber nome em inglês. Outro empadão de frango. Não estou reclamando de repetir a ceia do natal! Minha mãe queria fazer um lombinho ao forno, mas a Consu, minha irmã, sentia falta da torta. O maridão não se queixou por seu nome não estar na superfície. “Cielito” é como minha mãe às vezes chama a Consu (que termina com elo, daí o diminutivo, em espanhol - tô chutando). Conheçam a Consuelo, minha irmã caçula (à esquerda, lógico). Ela mora na Califórnia e veio passar três semanas no Brasil, das quais uma em Joinville. Ela foi pra São Paulo (e levou minha mãe) ontem de manhã. Sua breve temporada aqui em casa foi muito legal. Pela primeira vez em muito tempo eu me senti de férias. Papeamos, vimos filmes, jogamos Scrabble (palavras cruzadas) e ela “me deixou ganhar” (palavras dela) não apenas uma, mas todas as três vezes! E no gamão também. Um anjo, essa minha irmã. E pra coroar, vejam o que ela fez:Não sei se essa foto consegue começar a descrever como essa lasanha de carne e (muito) queijo é fantástica. Vocês não fazem idéia. Ontem eu comi uns pedaços frios, sem requentar, e tava melhor do que nunca. A Consu conta que, pra engrossar o molho de tomate, coloca abóbora, pra dar uma textura especial. Nem dá pra sentir a abóbora, mas realmente fica divino. Que minha mãe não me leia, mas essa lasanha bateu as duas tortas de frango, o bife acebolado (ninguém tirou foto, mas é delicioso também, e vai carne, toda a cebola do mundo, creme de leite, queijo ralado, e noz moscada), o Imperial Cake e, ouso dizer, até o Sacher Torte. Enfim, esse foi O Prato do final de ano.
Claro que toda essa comilança me deixou meio assim: Reconheceram o Calvin, refastelado entre as peças da mesa de xadrez feita pelo maridão? E o gatinho nem comeu lasanha! Agora preciso tomar jeito, tanto na comida como no andamento da tese, leituras e tal. Mas na próxima reencarnação quero nascer gato.

31 comentários:

Leila Silva disse...

Muito prazer em conhecer a família.
Abraço

Anônimo disse...

HAHAHAHAH KI DILIÇA de comidas!
Que família lindona.
Lola vc de braços cruzados é ótima... lembra aquelas crianças que posam de comportadas mas são traídas pelos olhos atentos a qualquer distração da professora... hahahah adorei tudo isso que rolou aí.Por aqui estava muito bom tambem. Abraço da Fatima.

Anônimo disse...

Oi Lola!
O comentário da Fátima sobre a tua foto tá perfeita, hehe. E esse gato folgadoooo é uma graça. Nem vou comentar as comidas, já me deu fomonha.
Deixei um recado "marcando encontro" no post do trema, mas não sei pq publicou como anônimo. De qualquer forma hoje ainda estarei por aqui e depois só no fim do mês... buáaaa, vai dar saudade. Bjsss
Taia

Anônimo disse...

"fomonha" é brabo. Mas vai ver nem foi erro de escrita, mas uma forma do meu inconsciente dizer que essa fominha é redondona e enorme, hehe.
Taia

Rebecca Leão disse...

Lola, obrigada pela visita. Estou passando pra te dar uma força quanto à sua tese. Eu já parí uma, sei o quanto é difícil.
Que bom que você tem o blog. Na minha época, eu não tinha e me sentia muito só, entre os meus livros e artigos, uma pilha que eu nunca consegui acabar. Como dizia meu orientador, o ponto final vem sempre com uma atitude de coragem. É você que escolhe a hora dele chegar, e normalmente ela chega abruptamente.
Sua família é linda. Na minha casa, estes dias também foram de comilança. Agora, chegou a hora da dieta, pra voltar a caber no meu jeans.
Beijos, Rebecca

Dai disse...

Que apetitosas as fotos, deu água na boca a ceia toda, o bolo achocolatado encheu meus olhos chocolatras de viço. Lola, eu também joguei muito scrabble com o namoradão nessas férias - aliás, estive em Maringá - terra da família dele - hoje volto a Natal. Um 2009 muito feliz, com tese em dia, lista de desejos 'ticada' e mais muitas surpresas e alegrias. Beijões!

Paola disse...

Ai,ai,
esses post degustativos, me abrem o apetite, começo a salivar....

Básico

Beijocas


Paola

Alfredo disse...

poe uma foto do seu irmao!!!!

abracos!!!!


Asnalfa!

Gabriela Martins disse...

Adorei conhecer a sua família. No mais, eu tomei um susto, pq vi a foto da lasanha e logo em seguida veio a foto do gato deitado. Por um milésimo de segundo, pensei que o gato fosse uma espécie de lombo de Ano Novo.

(mas isso só até eu captar as peças de xadrez).

Um ótimo 2009.

Anônimo disse...

Que família tranqüila!
E que festas mais gostosas, é assim que é bom, simples e na nossa :O)
E eu sou a fã de mesas de mosaico! Já fiz três e só não faço mais porque não tenho onde por.
Boa semana,
Glau

Felipe Guimarães disse...

Feliz Ano Novo Lola atrasado! (estava viajando)

:D

lola aronovich disse...

Leila, o prazer é todo nosso.


Fá, na realidade eu tô de braços cruzados porque estou de cócoras, tentando me equilibrar. Só a minha mãe e irmã estão sentadas, eu estou agachada. Por isso os braços cruzados, pra não cair de cara com o empadão, sabe?

lola aronovich disse...

Taia, vc só volta no fim do mês?! Como é que pode? Mas aí a gente se encontra, sem falta.


Rebecca, é, na verdade eu já “pari” uma tese, a de mestrado, em 2004/5, e não foi fácil. Eu lembro de ter enrolado muito, jogado um tempão fora. Pelo menos com o blog não tenho essa sensação de desperdício, e nem me sinto tão isolada. Mas eu realmente tenho um prazo a cumprir. Agora estou atrasada de novo, mas vai dar tudo certo. Sem chance d'eu não defender em junho ou julho. Abração, e obrigada pela força.

lola aronovich disse...

D, que delícia! Jogar Scrabble em Maringá, comer bolo de chocolate e outros petiscos... O que mais a gente pode querer? E vc ainda volta pra Natal depois! Eu quero morar em Natal! Obrigada pelos desejos de feliz 2009. Muitas “ticadas” pra vc tb!


Sei como vc se sente, Paola. Eu salivo só de ver a foto da lasanha. Não consigo acreditar que a gente já acabou com ela!

lola aronovich disse...

Asnalfa, faz muito tempo que não passo natal ou reveillon com meu irmão, já que eu moro em SC, e ele, em SP. Não tenho fotos. Só fotos dele quando ele era criança (é só olhar no Lolinha precoce).


Gabriela, entendo o seu susto. Não acho de bom tom colocar a foto de comida e, logo depois, de um gatinho lindo e saboroso como o Calvin. Mas ainda bem que temos as legendas, né? Se não o Calvin seria o lombinho mais peludo que existe!

lola aronovich disse...

Glau, é verdade, assim que é bom. Eu adoro mosaico. Pena que sou uma negação. Essa linda mesa de xadrez foi o maridão que fez, mas toda a criação intelectual foi minha, claro! Ele também fez a mesa da cozinha. Vou colocar umas fotos. Amo essa mesa!


Obrigada, desconhecido! Pra vc tb.

Liris Tribuzzi disse...

Nossa, deu vontade até aqui... Ceia dos sonhos... Sempre quis uma que tivesse massa (macarronada, lasanha...) e bolo de chocolate!!! Aqui sempre é carne/peru/chester assado, tutu de feijão, arroz, maionese e farofa. Fico só na maionese e nos pedaços de carne e frango. Sobremesa sempre tem de monte, mas são tantas que vc pega um pouco de cada e não sente gosto de nenhuma.
O Calvin tá quase um Garfield na foto.

Dani U disse...

Eu já tinha vindo aqui algumas vezes mas hoje resolvi comentar. Percebi que vc fala (pelos textos e pelas fotos) de duas coisas que eu amo: filmes e comida, rs. As fotos me deram água na boca. Parabéns pelo blog.

Anônimo disse...

Oi, Lola!

Cheguei aqui atraves do Sindrome de Estocolmo da Denise. Que delícia de blog! Deu vontade de comentar tudo!
Bjs,
Anália

Juliana disse...

essa foto do calvin tá sensacional!!

E claro que ela te deixou ganhar, que nem o Amad te deixava ganhar no xadrez, hahahaha

E quero muuuuuuuuuito um pedaço de imperial cake!!!!!!

Raquel (NY) disse...

Lola, feliz ano novo para voces! Pelo visto voces comecaram muito bem o ano de 2009. Sei que seu blog nao e de culinaria, mas da para passar as receitas? Quase "aguei" (como a gente diz la em Minas) quando vi esse empadao. Logico que aqui em NY nao tem nada nem parecido.
Beijo
Raquel

Anônimo disse...

Haahahahaah Lola vc está de cócora!
Agora analisando bem dá pra perceber que parte do seu tronco
"submergiu" ahahahaah acho que vc está é ajoelhada diante dos quitutes hahahahahah.
Vc é muito engraçada Lola!Juro que é. Bom se for posível eu tambem quero as receitas pois conforme falou a
Taia, esses pratos provocam uma
"FOMONHA" ou seja: a fome medonha hahahahahah
P.S.:Lola vi seu link lá no blog da Marcia Frazão. Ela é demais né?!
E a foto do Calvin merece ir para uma revista de gatos (propaganda de ração por exemplo), ou de pet shop ou de enxadristas porque essa foto tá liiiiiiiinnnndddddaaaaaaa!
Fatima

Anônimo disse...

Acompanho seu blog desde outubro eu acho, e cada dia vejo que o nível das discussões só vem aumentando. Fico feliz e acho que tem sido um espaço muito produtivo aquele destinado aos comentários! É legal para podermos ouvir novas idéias e discutir opiniões!
Continue fazendo esse trabalho ótimo, que faz de seu blog uma coisa mt boa..
Parabéns, que 2009 traga novas idéias e renda mais discussões!
Bjs.

Ps. Seu gato é lindo!

lola aronovich disse...

Li, e por que sua ceia nõa pode ter massa? Tradições bobas essas que a gente segue... O Calvin é tão fofinho... O veterinário veio aqui semana passada para vaciná-lo (e a Blanche tb), e o Cal esteve irreconhecível. Lutou pela sua vida! Virou um tigre selvagem. Pobrezinho... Agora ele está bem. Ah, o vet tb sobreviveu.


Danielle, obrigada! Eu acho que falo muito mais de filmes que de comida, mas certamente adoro comer. Abração, e apareça sempre!

lola aronovich disse...

Analia, então não fique só na vontade: comente sempre! Obrigada pelo carinho.


Pois é, Ju, quando eu vi o Calvin assim, jogado no meio da mesa de xadrez, chamei o maridão correndo pra tirar foto. E vc vê que o pessoal tem sempre essa mania de me deixar ganhar em todos os jogos...

lola aronovich disse...

Raquel, tô esperando minha mãe voltar de SP, no final do mês, pra colocar aqui algumas receitas. Empadão de qualquer coisa é fácil de fazer em casa, mesmo em NY. Não vai nenhum ingrediente especial. Não é como pão de queijo. Aliás, como é que brasileiro morando nos EUA ainda não fez uma super franquia pra vender as delícias que temos aqui e que não existem aí? Pão de queijo, brigadeiro, coxinha... Acho que dá pra ficar rico.


É, Fá, cócora eu não tenho muita certeza que estou, mas estou tentando me equilibrar sem estar em pé. E fazendo isso sem dar na vista! Podia ter uma foto por baixo da mesa, mostrando o “making of”. Quando minha mãe voltar eu coloco as receitas. Faz tempo que não visito o blog da Marcia. Vc a conhece pessoalmente? Sobre a foto do Cal, já perdi várias oportunidades de fotos fantásticas, como da Blanche (preta) sentada ao lado das peças brancas, enquanto o Calvin (amarelo), olha pras peças pretas. Um de cada lado do tabuleiro!

lola aronovich disse...

Renata, que bom que vc sente que o nível das discussões está subindo. Eu acho que meu blog está bem parecido do que era em março, abril, mas a grande diferença é o número de comentários. São leitoras(es) muito inteligentes que deixam comentários, e isso, sem dúvida, eleva demais o nível da discussão. Porque um post não pode abranger muita coisa, mas o debate nos posts geralmente estende o assunto. Isso é uma maravilha! É uma interatividade que eu não tinha quando escrevia pra um site (ou mesmo pro jornal). Obrigada por tudo, continue acompanhando.

Samantha disse...

Prazer em conhecer a familia. Diferente da minha, q 'e enorme, rs. Mas parece que assim eh mais aconchegante. E pelas caras de todos, felicidade e amor nao faltam.

Beijos a todos e feliz 2008

Babi disse...

Lola! Faz 2 anos q eu nao como empadao!!! ainda nao me arrisquei a tentar fazer um aki na alemanha, mas depois de ver essa foto, acho q criei coragem!!! ehheheh...

lola aronovich disse...

Sam, ah, como eu nunca tive família enorme, nem de longe, às vezes dá vontade de ter uma família bem grandona pra encontrar no natal e ano novo. Por outro lado, tenho amigos que têm família enorme morando na mesma cidade e toda hora eles têm que ir a casamentos, batizados e aniversários. Esse tipo de vida social eu dispenso!


Bárbara, ah, empadão é fácil de fazer, né? Não pede nenhum ingrediente especial difícil de encontrar na Alemanha. Faz sim, que aposto como o pessoal daí vai adorar. Como que tem povos que sobrevivem sem empadões? Sem falar em coxinhas, brigadeiros, pão de queijo etc?

Denise Arcoverde disse...

Menina, você não pode imaginar a fome que eu estou, aqui!