segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A VERDADE SOBRE SIMONE DE BEAUVOIR

Simone de Beauvoir (1908-1986) está de volta! Depois que a já lendária prova do Enem 2015 dedicou uma questão a ela, todos os reaças e machistas decidiram espalhar um monte de mentiras sobre a vida desta figura tão importante para a emancipação das mulheres.
Na realidade, Beauvoir nunca saiu de moda. O Google lhe dedicou um doodle no ano passado, para comemorar os 106 anos de seu nascimento. Há uma bonita ponte em Paris chamada Simone de Beauvoir. 
Ponte Simone de Beauvoir, em Paris
Há uma penca de prêmios em todo o mundo que levam o nome da filósofa francesa que são concedidos anualmente a mulheres de destaque. E, lógico, sua obra seminal, O Segundo Sexo, publicada em 1949, anos antes da revolução sexual, segue sendo importantíssimo para o feminismo, ainda que datado em várias passagens (você pode lê-lo inteiro aqui, com tradução para o português).
Como uma filósofa e feminista existencialista, Beauvoir acreditava que existência vinha antes de essência: você não nasce mulher, mas se torna uma. Isso quer dizer que os traços associados à feminilidade são muito menos imposições da natureza e muito mais mitos disseminados pela cultura. Biologia não é destino. Sua análise foca no conceito do Outro. Ela chama mulheres de “o segundo sexo” porque as mulheres são definidas em relação aos homens. “O homem é o Sujeito, o Absoluto; ela é o Outro” (10).
Beauvoir e Sartre com Che, em Cuba
Beauvoir esteve no Brasil em 1960, junto com seu companheiro de toda a vida, Jean-Paul Sartre, tido por muitos como o maior filósofo do século 20. Eles estiveram até na UFC! Tem um quadro imenso na Reitoria, uma ampliação da foto do casal com o reitor. Na época, os jornais noticiaram que Sartre estava no Brasil com a esposa. 
Uma palestra que Beauvoir deu foi na Faculdade Nacional de Filosofia, no Rio de Janeiro. A manchete que a anunciava dizia “Beauvoir sem Sartre”. Sartre deu várias palestras aqui, mas é impensável que alguma mencionasse Beauvoir. Os registros da palestra feminista de Beauvoir (que ela abriu dizendo: “No mundo dos homens, as mulheres ainda são objetos”) foram esquecidos.
Aliás, pode-se ter uma boa amostra de como a importância das mulheres é apagada e de por que ainda precisamos muito do feminismo vendo as páginas de Beauvoir e Sartre na Wikipedia, site escrito por homens. Beauvoir aparece quase nada na página de Sartre (em inglês). Na página de Beauvoir, o relacionamento de toda uma vida entre os dois aparece logo no primeiro parágrafo.
Ontem até reaças famosos como Bolsonaro e Feliciano vieram se posicionar contra a "doutrinação feminista do Enem", por causa da questão sobre Beauvoir. 
Vídeo de Bolso contra Tatiana Lionço
Bolsonaro, pra quem não sabe, há anos editou e divulgou um vídeo (que continua na rede) em que deturpa totalmente o que a professora universitária e ativista Tatiana Lionço diz sobre sexualidade infantil. Basicamente, ele a chamou de pedófila -- por discutir sexualidade infantil!
Vídeo de mascu me difamando
Mascus (todos eleitores de Bolsomito) constantemente me chamam de pedófila também. Inventam mil e uma mentiras contra mim. Ontem mesmo um moleque de 18 anos chamado Arthur Lopes, de Aracaju, um mascu sancto wannabe, gravou um vídeo me acusando de tê-lo molestado num congresso escolar. Ele fez isso só para ser aceito entre misóginos, e agora receberá um belo processo, assim como outros mascus que acham que podem difamar mulheres impunemente. 
Mas não é pessoal. Mascus e reaças atacam, sem o menor pudor ou comprometimento com a verdade, qualquer pessoa que defenda uma ideologia contrária à deles. Só que por que alguém acreditaria no que eles -- inimigos declarados das feministas e disfarçados das mulheres -- teriam a dizer sobre feminismo?
Circula no Brasil e no mundo um texto originalmente publicado no maior site mascu do mundo, o americano A Voice For Men (ironicamente, o AVFM Brasil, uma porcaria de blog com meia dúzia de leitores e que nunca é atualizado, tem página na Wikipedia; o meu blog, não, pois, segundo os editores, não tem relevância). O artigo, escrito por um mascu da Romênia, despeja várias mentiras contra Simone de Beauvoir, e por isso foi traduzido e espalhado por todo site cristão e antifeminista na face da Terra. Desculpe, mas não coloco links pra sites de ódio. 
O artigo diz, na cara dura, que Beauvoir era pedófila, nazista, misândrica (tinha que ser, afinal, era feminista, que reaças veem como um movimento contra os homens) e misógina (claro, porque, para conservadores, mulheres quererem se libertar é uma grande afronta à felicidade das mulheres). 
Bom, vou começar contestando a acusação de que Beauvoir foi nazista (eles gostam de chamar feministas de feminazis, não gostam?). A filósofa viveu na França ocupada pelos nazistas durante a Segunda Guerra. O AVFM alega que Beauvoir trabalhou para uma rádio nazista, a Rádio Vichy.
Beauvoir de fato trabalhou como diretora de som na Rádio Nacional Francesa, conhecida como Radio-Vichy. Beauvoir diz: "Escritores do nosso lado tacitamente adotavam algumas regras. Não se podia escrever nos jornais e revistas da zona ocupada, nem falar na Rádio Paris; podia-se trabalhar para a imprensa da Zona Livre e para a Radio-Vichy: tudo dependia no sentido dos artigos e programas".
Ingrid Galster, professora de literatura francesa na Alemanha e pesquisadora de Beauvoir, nega qualquer colaboração da filósofa com os nazistas. Galster, que estudou as transcrições dos programas de Beauvoir para a rádio, conclui que "seria difícil colocar Beauvoir entre os resistentes puros, ou entre os colaboracionistas, ou até entre os oportunistas". Galster entende o contexto da natureza ambígua dos franceses que viveram a ocupação nazista. A própria Beauvoir escreveu em suas memórias: "Em Paris, o mero ato de respirar implicava num compromisso". Ela fugiu da Paris ocupada pelos nazistas em 1944, e voltou um mês depois, com a libertação. 
Susan Suleiman, professora de Harvard, assegura que os escritos de Beauvoir não contém nenhuma revelação perturbadora de colaboração com o nazismo, ao contrário daqueles de outros heróis intelectuais como Martin Heidegger ou Paul de Man. Já este dicionário biográfico diz que tanto Sartre quanto Beauvoir foram ativos na Resistência francesa contra os nazistas, escrevendo e divulgando material clandestino. 
Beauvoir foi trabalhar na rádio porque foi acusada de corromper uma menor. Muito cuidado nessa hora. Mascus e reaças que tacham Beauvoir de pedófila querem que você pense que a menor em questão era uma criança, não uma adolescente de 16 ou 17 anos (um adulto se relacionar com adolescentes pode ser anti-ético, mas não é pedofilia e, na maior parte dos casos, sequer é crime).
Vamos aos fatos. A carreira de Beauvoir como professora terminou em 1943, quando a mãe de uma de suas alunas, Nathalie (que Beauvoir chamava de Natasha), se queixou às autoridades sobre a influência imoral da mentora sobre sua pupila. Segundo Beauvoir, o que a mãe queria era que a filósofa convencesse Natasha a largar um rapaz (que depois foi morto pelos nazistas) e voltasse para um homem rico que lhe garantiria um bom futuro. Beauvoir disse à mãe que não exercia tanta influência sobre Natasha. 
Meme reaça circulando na net
Pouco tempo depois, Beauvoir foi chamada à diretoria da escola e acusada de corrupção de uma menor. Na França ocupada, ela não pôde se defender. Ela descreve o que ela considera uma injustiça como um dos piores momentos de sua vida. Após a guerra, Beauvoir foi chamada de volta para lecionar, mas ela recusou porque queria se dedicar à escrita. 
O mascu da Romênia cita como evidência da pedofilia de Beauvoir um ensaio que ela publicou na revista Esquire de 1959 sobre Brigitte Bardot (ícone da época) e a "Síndrome de Lolita" (isso é ridículo e equivale a chamar Nabokov de pedófilo por ter escrito um romance em que o protagonista é um pedófilo; ah, Beauvoir também escreveu a favor do marquês de Sade como um crítico da moral de sua época -- isso fazia dela uma sádica?). Beauvoir, como muitos na época, defendia a emancipação sexual dos jovens, para que eles fossem vistos como sujeitos capazes de consentir, não como vítimas. 
Em 1977, uma petição francesa pedia que a idade de consentimento na França, que era de 15 anos, fosse diminuída. Vários nomes importantes, como Sartre, Beauvoir, e também Foucault, Barthes, Deleuze e Robbe-Grillet, assinaram esta petição. Assinar uma petição defendendo a diminuição da idade de consentimento dificilmente faz de alguém um pedófilo.
Outra coisa: Beauvoir e vários outros intelectuais (69 pessoas no total) assinaram uma carta-aberta publicada no Le Monde pedindo que três homens acusados de transar com meninas e meninos de 13 e 14 anos fossem soltos. O AVFM tenta fazer parecer que os signatários daquela carta eram parte de uma obscura associação de pedófilos, mais uma mentira deslavada.
Lógico que Beauvoir não foi nenhuma santa -- ninguém é. Mas os chamados "homens honrados", escandalizados com o que Beauvoir escrevia, a chamaram de vagabunda, promíscua, ninfomaníaca, frígida, neurótica, histérica, o que vocês puderem imaginar, desde a publicação de O Segundo Sexo
A verdade é que Beauvoir e Sartre viveram uma união que durou a vida toda, e que não era nada convencional. Eles queriam mesmo se opor às noções de decência burguesas. Eles se conheceram em Paris em 1929, quando ele tinha 24 anos, e ela, 21. Ficaram 51 anos juntos, o que não os impediu de terem muitos outros amores, alguns rendendo anos de relacionamento (só o amor de Beauvoir com o escritor Nelson Algren durou 17 anos). 
Sartre era mulherengo. O casal gostava de seduzir moças jovens (adolescentes de 17 anos, não crianças!), sair com elas, ajudá-las com a educação, o trabalho e as finanças e transar com elas. Uma delas foi Olga, uma jovem russa de 17 anos, aluna de Beauvoir. Sartre tentou seduzir Olga durante dois anos, não conseguiu, e então transou com a irmã dela. She Came to Stay, o primeiro romance de Beauvoir, é dedicado a Olga e trata do caso. 
Bianca, outra aluna de Beauvoir, tinha 16 anos quando as duas passaram a ter um caso. Depois, Bianca e Sartre tornaram-se amantes, até que o filósofo a despachou. Bianca, que quase foi presa pelos nazistas durante a ocupação, voltou a ter contato com Beauvoir em 1945, até a morte da ex-professora. E, óbvio, Bianca ficou chocada ao ler nas cartas publicadas do casal depois da morte de ambos o que eles achavam dela (um tédio). 
Parecia que Beauvoir e Sartre brincavam de Ligações Perigosas. O casal falava mal de todo mundo, principalmente dos amigos (muitos dos quais estavam vivos quando as cartas foram publicadas sem censura). E, muito mais que um casamento aberto, eles mantinham um relacionamento em que todas as vantagens do arranjo ficavam com o homem. Segundo o autor deste artigo, "É evidente em qualquer página que ela escreveu que ela desistiria de todos seus relacionamentos amorosos se ela pudesse ter tido Sartre só para si". Não sei. Ele a pediu em casamento em 1931, e ela não quis.
Beauvoir também mentiu. Dizia em entrevistas que nunca tinha transado com mulheres. Mas, quando suas cartas foram publicadas, após sua morte, podemos ver as descrições de seus relacionamentos com mulheres. E muito do que Sartre viveu com mulheres vai contra o que Beauvoir defende em sua obra mais importante, principalmente no capítulo sobre a mulher independente. Ou seja, ela e o companheiro foram hipócritas, em vários sentidos. Mas isso não faz dela pedófila, nazista, misógina etc. 
Inclusive, algo que duvido que os mascus saibam é que Beauvoir sequer se assumia feminista quando publicou O Segundo Sexo. Ela se considerava privilegiada, e negava que sua condição feminina representasse qualquer desvantagem. Via-se como uma intelectual, só isso. Ela nem se pensava como mulher, e sim como "ela", uma pessoa, um indivíduo. Demorou décadas para que ela notasse que aquela individualidade tinha muito do coletivo. 
E pode-se não gostar de Beauvoir à vontade. Pode-se até criticar O Segundo Sexo. O que não pode é fabricar mentiras para desmerecer uma luta legítima que prega a igualdade.

185 comentários:

EriCab disse...

Lola,

Muito obrigada por esse texto!!! Claro e objetivo!

Você ê demais!!!!!

Erika Cabral

nadiaschenker disse...

Muito bom o texto, Lola!

Sófia disse...

Lola que texto ótimo!

Também gostei muito.

Anônimo disse...

Eu li em algum lugar que uma mulher com 15 anos usa cabelo curto e não se raspa é acusada de ser homem, pois homem quer dizer o ser natural.

Anônimo disse...

Gostei tbm, mas me espanta esses mascus falarem de pedofilia só me espanta...
os que sonham com a suposta virgem e inocente valentina.

Boobjuggler_Thundercunt disse...

Parabéns Lolinha, mandou bem pra ca... não, mandou bem pra ovário!

Jonas Klein disse...

Sobre a Simone de Beauvoir eu acredito que muito do que falam de ruim sobre ela não seja verdade, agora sinceramente eu pensei que ela fosse uma pessoa melhor, acho que ela na anciã de ser diferente perdeu um pouco o noção do bom senso.

respeito quem pensa diferente, mas esta e minha opinião.

Anônimo disse...

"(que ela abriu dizendo: 'No mundo dos homens, as mulheres ainda são objetos')" - simone de beauvoir

"No mundo das mulheres, o homem praticamente nao existe"; "As mulheres quando estao entre elas, quando falam dos homens (quando falam), falam como se estivessem falando de eletrodomesticos" - esther vilar

Quem é objeto? As mulheres sao amadas em si, nem que seja exclusivamente sexual, e os homens que sao tratados como seres utilitarios?

Anônimo disse...

Ou seja, Beauvoir se dividia entre o que ela acreditava e a educação machista que deram a ela-traduzindo, era como qualquer uma de nós. Acreditava que adolescentes de 16, 17 anos eram capazes de consentir o sexo com o adulto. Bom, consentir podem, mas fizeram por vontade própria ou foi manipulação, chantagem ou coerção do adulto? A experiência e a imagem de autoridade contam muito nessa relação, e é fácil pra um adulto coagir um adolescente; pena que, na época em que Beauvoir escreveu isso, era senso comum que meninas tinham que casar aos 15, 16 anos e não era nada demais casá-las com homens de 30, 40 anos-é só ler o post sobre a época da vovó-mesmo que elas não estivessem preparadas ou tivessem maturidade pra serem esposas e mães.

Enquanto isso, os mascus que acusam Beauvoir de mil coisas são assumidamente racistas, misóginos, defendem abertamente legalização do estupro e da pedofilia, a favor do assassinato de "indesejáveis" (mães solteiras, feministas, homossexuais, homens não-misóginos, qualquer um que discorde deles); parece-me um caso clássico de projeção. Mascus são nazistas pedófilos cheios de ódio e sabem disso, então acusam todos de serem nazistas pedófilos cheios de ódio também. Freud teria enfiado todos numa camisa de força e jogado numa catacumba faz tempo.

Anon das 18:21 vocês mascus me matam de tédio. Por que não vai enfiar a cabeça no forno? E não esqueça de abrir o gás.

José Gilmar disse...

Muito bom seu texto, resgatando as verdades sobre esse casal famoso! E um texto isento, frisando tanto lados positivos quanto negativos dessas duas pessoas. Infelizmente com a internet, muitas vezes, ficamos com a sensação de que mentiras e fatos distorcidos voam com a rapidez do fogo em capim seco.

Anônimo disse...

As feministas vivem reclamando da objetificação sexual que é feita sobre o corpo da mulher, mas não sei porque nos bailes funks as mulheres comparecem em massa para participar e ouvir justamente um tipo de música que as objetifica em 100%.
A realidade é que a mulher adora ser cultuada e objetificada sexualmente pelos homens, é daí que elas tiram o seu poder atualmente.

Anônimo disse...

A relação entre Sartre e Simone sempre foi mal entendida. Segundo palavras da própria, em uma correspondência, o sexo entre eles só foi importante nos primeiros 3 anos. Depois disso, foi acabando aos poucos. Eles não moravam juntos, sequer dividiam o mesmo quarto quando viajavam. Foi um grande constrangimento quando chegaram ao Brasil, e, ao irem se instalar no hotel, constataram que havia apenas um quarto reservado para os dois.
Fora essas pequenas "fofocas" de bastidores, acho que a vida da Simone pode até ser discutida, mas o que importa é o legado que ela deixou. Falemos de sua obra.
Assim como todo mundo sabe que Chaplin era um pedófilo E misógino da pior categoria, eu não deixo de me encantar com os filmes dele. Aliás, não precisamos ir tão longe. Temos o W Allen . como outro calhorda que faz bons filmes.
O que a Simone deixou de bom para as gerações futuras não foi pouco. Eu acho que isso é mais importante do que as pequenezas e fragilidades humanas que certamente teve.

Anônimo disse...

Ah, e outra. Para que sabe um pouco de francês e conhece a diferença entre "tu" et "vous". Simone e Sartre jamais se trataram por "tu". A vida inteira, até a morte, o tratamento entre os dois foi "vous". Isso diz bastante sobre a originalidade da relação entre os dois.

Anônimo disse...

E só pra irritar Bolsonaro e os outros chamando a Tatiana Lionço de pedófila, eu quando criança tinha sexualidade sim, viu, bestas galopantes? Aos 9, 10 anos eu já me masturbava (sem saber o que era, claro), já tinha curiosidade sobre e já explorava meu corpo. Eles mesmos sabem que também tinham sexualidade quando crianças, qualquer um que tenha ido além do ensino fundamental sabe que sexualidade infantil existe e não tem nada demais; eles só fingem que não sabem pra poder esbravejar e controlar mais as meninas e mulheres. É uma obssessão com a sexualidade das meninas, o assédio, as cantadas obscenas a meninas de 10, 12 anos os papos de "não é mais inocente". Os verdadeiros pedófilos são eles...

Anônimo disse...

Lola obrigada por ter mudado minha vida!
Você sem sombras de dúvidas é a mulher mais importante no feminismo brasileiro. E uma das mulheres mais importantes da minha vida.
Obrigada por tudo mesmo, me livrei de um traste que nem pode ser chamado de homem, me tornei livre, passei num concurso. Aprendi o valor do NÃO. Sou dona da minha vida.
Através desse blog indiretamente, descobri a caixa de biscoitos, guardei o dinheiro que NA ÉPOCA precisava e assim pude começar do zero. Isso me salvou, a mim e a minha filha.

Eu te respeito tanto, mas tanto que não tenho obrigados suficientes.

VOCÊ É DEMAIS MULHER. VOCÊ É A REVOLUÇÃO! VOCÊ É A MULHER MAIS CORAJOSA QUE CONHEÇO!!!!


Esse blog me salvou. Você me salvou. Eu lutaria, sem pestanejar, por vc!


eternamente grata, FERNANDA.

p.s- EU FAÇO TANTA PROPAGANDA DESSE BLOG, E FICO EXTREMAMENTE FELIZ COM TODAS AS MULHERES QUE JÁ TROUXE PRO FEMINISMO. UMA LEGIÃO QUE TEM SEU BLOG COMO LEI.
p.s 2- Minha cadelinha e minha gatinha uma se chama Lola e a outra lolita. <3

Vicky_ disse...

Nem me fale da página dela na Wikipédia, quando vi pela primeira vez, senti um completo NOJO. Dava pra fazer um jogo dos trozentos erros nela. Não sei se melhorou, não quero ver.

Quanto as jovens que o casal se relacionava, não nego ser escroto, por isso não suporto Sartre, tento apagar a vida pessoal dele quando estou lendo sua filosofia. (Vish, agora até me lembrei do Donatien, tenho medo de homens de meia idade)

Eu sempre não suportei essa pseudo liberdade essa de feminista casada com homem, mas que tem relacionamento aberto onde só transa com mulher(Cês não nos enganam, carai). Bom mesmo é Frida Kahlo, depois de se cansar do marido desgraçado, decidiu espalhar o foda-se e ficar tanto com mulheres quanto com homens que queria!

fernanda melo disse...

Sempre assim. Quando falam da mulher falam da vida mas do homem falam da obra

Anônimo disse...

Anon das 19:54 seu pênis não é tão importante assim. São as lésbicas que mais sentem orgasmo, os vibradores e dildos estão vindo com tudo e cada vez menos mulheres aceitam comprar um porco pela linguiça. E mascu, então...

Jack Salvatore disse...

Mas é simples se são feministas então não casem, criem gatos em casa e nunca usufruam de homem algum, bom vão ficar com fama de solteirona mas é o preço que se paga, e também se se relacionarem com homens não queiram nada do patrimonio deles, voces ja tem todo o apoio da mídia apoio estatal, todo um suporte não precisam de homens, não precisa ficar com esse mimimi

Anônimo disse...

As feministas vivem reclamando da objetificação sexual que é feita sobre o corpo da mulher, mas não sei porque nos bailes funks as mulheres comparecem em massa para participar e ouvir justamente um tipo de música que as objetifica em 100%.
A realidade é que a mulher adora ser cultuada e objetificada sexualmente pelos homens, é daí que elas tiram o seu poder atualmente.

Anônimo disse...

Jack Salvatore vc de novo aqui no blog viado? Kkk

Se vc e seus amigos são machistas, então não casem pra não agredir suas esposas, não tenham filhos homens pra não ensina-lis a tratar mulher como lixo, não tenham filhas mulheres pra não estupra-las, gastem todo dinheiro com garotas de programa, travestis ou bonecas infláveis porque são os únicos seres que irão topar transar com vocês.
Nunca usufruam de mulher normal nenhuma porque irão destruir as vidas delas.
Continuem acreditando que não existem mulheres independentes que não precisam depender de homem nenhum.
Se tornem velhos solteirões, alcoólatras, cheiradores de cocaína e assediadores de meninas de 11 e 12 anos.
E claro, vomitando ódio contra as mulheres.

Ps: Jack, se continuar cimentando de novo aqui no blog vou te enrabar de novo e botar as fotos na internet hehe.
Todo mundo sabe que um odiador de mulher e adorador de macho como você não passa de um enrustido.

Ass: Tonhão Pé de Mesa

Anônimo disse...

Anônimo pouco esclarecido das 20:17

As mulheres que vão pra bailes funk e Sertanejo universitário NÃO são feministas.
São validadoras sem amor próprio.
Não generaliza, se "toda" mulher tira seu poder sendo objetificacao sua mãe tá incluída!
Poder de uma mulher vem de sua independência, de sua autonomia.
Não confunda validadora machista com mulheres independentes que não precisam de machistas que a objetifiquem.
Se fosse assim não haveriam médicas, engenheiras, policiais, delegadas, etc.
Acho que vc é um imbecil acéfalo com a mente do século passado.
Vai brincar de troca troca com algum amiguinho mascu e não enche o saco.

Anônimo disse...

case com mulher então seu otário

Anônimo disse...

Melhor do que casar com o amiguinho mascu kkk.

Anônimo disse...

Não é só porque é feminista que é santa e faz tudo certo, eu não digo isso.
E tem mulher que acha que é feminista pra fazer besteira e se esconder atrás do feminismo, coisa que os homens fazem que pra mim são abominaveis tem mulher fazendo e falando que isso é feminismo, tipo objetificar homem.

Tem muita mulher que não entende o real significado, e pode ser que uma funkeira qqr se intitule feminista pq ela acha que pode usar roupa curta pode. Mas aí ela dança música que a chama de cadela, não acho isso empoderador.

Anônimo disse...

Não gostei disso deles saírem com adolescentes, pagarem pra transar... Achei sujo. Não podiam ser mulheres adultas? Precisava ser meninas influenciáveis e com necessidade financeira? Não veria problema se eles tivessem relacionamentos com jovens de 18, 17, mas que fosse amorosos ou apenas aventureiros. Agora serem alunas, rolar dinheiro no meio, fica podre.

Anônimo disse...

20:28

As mulheres que vão pra bailes funk e Sertanejo universitário NÃO são feministas.
São validadoras sem amor próprio.

ENTÃO TENHO QUE ADMITIR QUE ESTAS MULHERES SÃO A MAIORIA ESMAGADORA.

chora vai, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Também acho hipocrisia esses relacionamentos abertos em que só o homem se beneficia, a não ser que a mulher seja lésbica e nesse caso só sinta atração por outras mulheres, mas daí, por que elas estaria em um relacionamento aberto com um homem, mesmo?

Mae Consumista disse...

Estou abestada com tanta ofensa para a Lola. Credo e são tão machos que se escondem como anônimos. Que horror minha gente! Feliz demais pois finalmente estamos tendo voz, só de ver os comentários aqui já se vem como as mulheres são tratadas ainda hoje em dia. Por isso Simone de Beauvoir resiste, a obra dela permanece e ainda não foi acabada! Vi um machinho ali perguntando se mulher gosta de pinto, lógico que gostamos, quem falou que quem é feminista não gosta de sexo??? Feminista não gosta de homens que ofendem e denigrem as mulheres, mas homem que trata bem, sabe dar amor e carinho ganha amor, carinho e muito sexo...

Mila disse...

Muito bom o post. Infelizmente, pesquisar este assunto em português nos redireciona para centenas de sites reaças com ideias replicadas de fontes duvidosas.
Uma coisa que ando notando é que os ícones reaças, eles têm uma verdadeira idolatria por eles. Coincidentemente, jamais vi feministas idolatrando nenhuma, inclusive, acho que as críticas entre feministas são muito mais fortes (e embasadas) que fora delas.
Eu mesma não ligo para o que a Simone fazia como pessoa, mas reconheço a importância d'O Segundo Sexo para os estudos de gênero. Se fôssemos separar o autor da obra, ah, não estudaríamos os "pederastas" da Grécia Antiga.

André disse...

Macho viril valentão mas que não tem coragem de assinar o que diz. A boa notícia é que os neurônios não estão completamente mortos, ainda conseguem identificar quando o dono vai pagar um mico gigante e logo bolam um apelidinho.

Anônimo disse...

Obrigada pelo post e pela pesquisa séria, Lola. Pesquisei textos em inglês e francês para verificar a autenticidade das informações. De fato, não sabia da vida de Simone e a mim pouco importa, mas o legado que ela deixou de ideias é sim relevante.

Lola, e essas ameaças contra vc. Falsas denúncias, sites falsos. Esses mascus não têm vergonha na cara? Processe mesmo e se der arranque os tubos de dinheiro deles. Vão aprender quando mexer no bolso.

A.

Anônimo disse...

Chorar mais do que vc quando sua mamãe não prepara seu Todynho duvido!

J.M. disse...

Pra esses doentes que comentam aqui homem = mascu. Esses troços devem ser fake. Será possível existir gente tão desmiolada assim?

Anônimo disse...

Vai medir o mundo com sua régua anônimo (a)?Eu mesma brinquei de boneca até quase 12 anos e nunca tive essas curiosidades,foi depois que uma filha de uma amiga da minha mãe colocou a mão na minha vagina,que eu perdi minha inocência.
FDP,se eu pegasse aquela mina hoje,eu não responderia por mim,tudo é questão de hormônios.

Anônimo disse...

Dá nojo só de ler uns comentários aqui! Pessoal é burro, mal informado e fala equívocos sem entender o básico. Tem uns que acreditam piamente que pau é a solução pra tudo!! Filho, é o seguinte simone e sartre se relacionavam pq queriam, GOSTAVAM e viviam bem assim. Procure uma rola se acredita tanto que ela é uma boa solução de problemas! Boa sorte na vida pq sendo tão idiottas e frustrados vocês vão precisar!!! E não se preocupe não pode "cholar mais" que agente não vai desistir dessa luta por RESPEITO E IGUALDADE enquanto não alcançarmos!!Pode ser reaça À vontade! AAAh e procurem um remedinho pq vcs estão muito agitados

Anônimo disse...

21:28,
Isso é uma acusação?
ENTÃO PROVE!!!!!

Anônimo disse...

Transexualismo é antifeminista!

https://www.youtube.com/watch?v=7B8Q6D4a6TM

Anônimo disse...

Beauvoir fez exatamente o que fez o Idelber Avelar: ela foi só uma "hipocritazinha", ele é um abusador de mulheres.
Beauvoir fez exatamente o que fez o Warren Ferrell na década de 70: para ela foi só um "manisfestozinho", já ele é um pedófilo cuja obra sempre é desmerecida nesse blog por um texto publicado quando ele era feminista e apoiado pela NOW.

Dois pesos e duas medidas, sempre.

Claudia - RJ disse...

Casal adulto seduzindo meninas de 16? Achei total abuso de poder, pura corrupção. Fiquei decepcionada como casal. Infelizmente, isso acaba dando razão aos reaças.

Anônimo disse...

http://www.whois.com/whois/doloresaronovich.com

Nesta página tem um email para reporte de abusos, no caso, o uso do nome da Lola ilegalmente. Companheiras, vamos agir!!! Vamos encher esse email para que este site tosco saia do ar!

Anônimo disse...

Hahahahaha Lola processa o comedor de cheetos que vai ser muito engraçado.

Anônimo disse...

Hahahaha!!!!!!!! Desculpa, mas comparar Simone de Beauvoir com.....Idelber Avelar???? Você bebeu, né?


Anônimo disse...

Bebi nada, ambos utilizavam a posição de poder para conseguir sexo com mulheres.

Kal da Casa de El disse...

Eu não acusaria alguém de ser pedófilo/a sem provas, mas se essa pessoa milita para reduzir a idade de consentimento para menos de 15 anos, com certeza não vou querer próximo de meus filhos e netos. Com relação ao casal de filósofos, se não fossem os famosos Sartre e Simone de Beauvoir, muita gente estaria concordando que não passavam de dois canalhas sedutores de meninas inocentes, tal como no post do "jovem estudante de arte" mais conhecido como Adolf Hitler, claro que isso não diminui em nada o valor de suas obras.

Vicky_ disse...

(Vish, agora até me lembrei do Donatien, tenho medo de homens de meia idade)


Eu tenho tanto interesse em adolescentes, quanto elas em mim, ou seja, zero absoluto.

ex-Donatien, agora Kal da Casa de El, porque meu verdadeiro nome não importa.

Anônimo disse...

"Assinar uma petição defendendo a diminuição da idade de consentimento (no caso 15 anos!!??!!!)dificilmente faz de alguém um pedófilo."
Sem mais....
Todas as petições eu só assino quando apoio a causa,quando tenho certeza e convicção do que estou fazendo.
Taty...
Como já escrevi no outro post,posso escrever um livro falando que todo ser humano nasce hermafrodita, ou que todos somos descendentes das baratas etc quem ttem caneta,escreve oo que quer.
Enfim se essa mulher apoiava sexo entre pessoas com menos de 15 anosjá perdeu toda credibilidade.

Anônimo disse...

Anon das 20:43 na época de Beauvoir simplesmente não se assumia homossexualidade em público. Nunca. Algumas vezes nem mesmo na esfera particular. As pessoas homossexuais casavam com pessoas do sexo oposto e viviam no armário. No SMM tem uma história sobre duas lésbicas, uma delas já avó, que tiveram que casar com homens e foram separadas por esses casamentos. É o post A História Mais Linda Que Já Escutei.

Anon das 21:33 ah, quer dizer que minha vivência não é válida mesmo sendo comum pra muitas pessoas mas a sua não só é válida como pode anular a minha? Quem está medindo os outros pela própria régua agora, babaca? Se você não for um mascu cretino (que adora inventar histórias) sinto muito por você ter sofrido abuso; mas seu comentário com esse discurso "Ai, menininhas são todas assexuais até depois dos 15" só prova que você não entende porra nenhuma de sexualidade infantil. Eu brinquei de boneca até os 13 anos e isso nunca foi incompatível com sexualidade. Sexualidade infantil é totalmente autocentrada, não demanda a presença outra pessoa, nem sempre envolve a mastrubação tradicional, inclui as fases oral e anal. Complexo de Édipo não é mito, já foi provado mil vezes que sexualida infantil existe, mas que é completamente diferente da adulta e envolve incapacidade de consentir com um ato sexual-por isso avanços sexuais feitos por um adulto em uma criança são abusos. Vá estudar pra ver se aprende alguma coisa e, só pra terminar como você merece, FDP são você, sue pai e a senhora sua mãe, entendido?

Anônimo disse...

Não processe o moleque. Ele é apenas um coitado sem noção das coisas. Percebe-se claramente que é um papagaio que só repete o que lê lá. Não sabe o que fala nem suas consequências. Seria mais proveitoso contatar a mãe dele, que nem sabe o que o filho anda fazendo na Internet, e expor a situação.
Outro dia ele gravou um vídeo denunciando o "site mascu", criticando a conduta dos usuários de lá sob vários aspectos. Depois ele gravou este vídeo. No fim das contas é só uma criança querendo aparecer e ser aceito.

A verdade e a luz disse...

Muitas pessoas e todos os mascus não compreendem o que significa ser entendida ou vista como objeto. Isso não tem nada a ver com ser algo inanimado ou ser carne no açougue (como se costuma dizer), mas simplesmente de não ser entendida como sujeito desejante (e isso não está restrito à sexualidade), ou seja, dotado de autonomia.

Assim, quando uma mulher exerce sua sexualidade como deseja, ela saiu justamente do lugar de objeto para o de sujeito. Desejar, expressar o seu desejo, buscar a realização do seu desejo, realizar o seu desejo. É isso que a mulher pode fazer agora sem que seja tão fortemente estigmatizada, embora ainda o seja. Sexualmente falando, a mulher sempre será desejada por homens, da mesma forma como homens sempre serão desejados por mulheres (perdoem a heteronormatividade, mas é apenas efeito retórico, pros mascus que ainda condenam a expressão do desejo feminino por homens).

Anônimo disse...

Você está sendo preconceituosa e oprimindo as mulheres falando assim, ora, se o corpo, a vida é dela, o que ela faz e pra onde ela vai é problema único e exclusivo dela. A mulher não pode ser taxada de validadoras sem amor próprio, porque quer sair, beber e dançar, ah e se quiser pegar geral, cadê a igualdade e a liberdade? Pense no que você fala, e se puder coloque em prática, pq no momento, suas ideias não estão correspondendo aos fatos.

Donna Nyckynha disse...

Se nao me engano,Frida Kahlo conseguiu ser um tanto mais famosa q o marido.

------------

ainda nao entendo os que sao paga pau desse casal

Valéria Fernandes disse...

O que mais me surpreende nessa confusão toda, e antes de ler o texto da Lola tive que pesquisar sobre as informações desse texto, porque pessoas vieram me perguntar e dizer “é impossível alguém juntar tanta informação mentirosa e absurda em um texto só, então, deve haver alguma verdade”, e fiquei de cara com o movimento, porque foi mais que uma petição, pela eliminação da idade de consentimento na França. Houve até debate público em rádio e tudo mais, as assinaturas e falas não eram somente de intelectuais, mas de políticos (*um deles tornou-se, anos depois, primeiro-ministro*), e nem todos eram posicionados à esquerda. Hoje, um movimento como este – que não somente reconhecia a sexualidade das crianças, mas a colocava em pé de igualdade com a de pessoas adultas (*deveria escrever homens, porque Beauvoir parece ser uma das poucas assinar e os “criminosos” eram todos homens*) e crianças quando o assunto é sexo – seria totalmente inaceitável. Na época, anos 1970, a mudança na lei era inaceitável para muitos, e ela não foi mudada, mas era absolutamente aceitável que se discutisse publicamente a questão sem que reputações fossem manchadas para toda a eternidade.

Obviamente, há outras questões envolvidas, Foucault e outros falavam em criação de uma sociedade do medo e denunciavam que sujeitos acusados de pedofilia estavam presos sem julgamento fazia anos, ou seja, havia a questão dos abusos do Estado. De resto, os argumentos pró-pedofilia me parecem repulsivos, PORÉM desde minha mais tenra mocidade (*e eu já estou batendo na porta dos 40*) nunca busquei heróis nem heroínas. Humanos são falhos e mesmo quando podem ser admiráveis em alguns aspectos, podem ser execráveis em outros. Claro, que há quem repugne mais ou menos, mas isso é outra história.

De resto, ótimo texto, Lola, vou repassar para algumas pessoas que vieram me perguntar sobre o texto reacionário-sensacionalista que eu não li, porque só o título e os lugares replicados já me advertiu do que era. Agora, se quiserem o link, achei um ótimo acusando Simone de Beauvoir de ser misógina (*SIM!*) e estar a serviço da conspiração judaica iluminatti. :D Coisa fina.

Anônimo disse...

O Jonas se superou hoje:

"acho que ela na anciã de ser diferente perdeu um pouco o noção do bom senso"

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Legal o povo passando pano pra Simone. "Na época era assim, não vamos julgar, não é bem assim". Quando convém, fazem, quando não convém, é tiro porrada e bomba. Vocês conseguem dormir bem à noite depois de passarem um dia inteiro sendo incoerentes?

Anônimo disse...

Por um acaso eu falo francês fluentemente, por outro acaso eu vi todos os transcritos no Le Monde e no Le Figaro, por um terceiro acaso a Simone defendia sim o que era chamado de pedofilia lésbica pedagógica e mais, que a partir de 12 anos, não havendo "violência" o consentimento deveria ser válido. Nada foi feito à sorrelfa, diga-se. Apenas por falar e defender essas ideias ninguém era preso então falavam mesmo e tá tdo registrado. E não era "amor jovem" ou qualquer eufemismo, o termo usado era PEDOFILIA mesmo.

Isso de "não liga pra pessoa, vamos prestar atenção nas ideias" ou vale pra TODO MUNDO ou não vale pra NINGUÉM.

Vergonhoso o que estão fazendo.

Anônimo disse...

Eu não apoio ela, mas ha uma hipocrisia masculina ao falar em pedofilia, quando eles são os maiores pedófilos da humanidade.

Anônimo disse...

Ser feminista não faz da pessoa coerente nem certa. Feminismo é apena lucidez de um fato, vc sabe que há uma desigualdade, mas não quer dizer que todas as atitudes vão ser coerentes.

É por isso que o machismo pega atitudes de mulheres equivocadas colocando-as como supostas feministas, só que pode ser a mesma coisa que uma machista faz.

Anônimo disse...

Legal o post, não conhecia muito da história da Simone, mas acho complicado isso de que "ah, só porque assinou uma petição defendendo rebaixar a idade do consentimento pra menos de 15 anos ela não é pedófila". Ora, ninguém assina uma petição sobre algo que não concorde, ainda mais intelectuais/filósofos. Eu jamais ficaria tranquila vendo uma pessoa dessas perto de adolescentes de 13, 14 anos.

Esses "jogos de sedução" dela e o Sartre com adolescentes de 16 anos também não ajudam muito. Será que haveria tanta condescendência se ela e o companheiro não fossem filósofos famosos?

Anônimo disse...

Anônimo (a)

Os mascus tb me assustam mas não gostei do termo que usou pra Valentina o "suposta" talvez vc tenha escolhido mal as palavras.
Pessoas normais não querem saber se uma criança é ou não virgem pq automaticamente estão vendo...uma criança.
Quando olho pra um menino ou menina não quero saber de sua sexualidade porque estou vendo uma criança.
Acho que vc escolheu muito mal as palavras.

Anônimo disse...

Começou o choro e mimi anônimo das 19:28?!!!

Se esse este esteriótipo "mulher objeto sexual - homem objeto utilitário" diga obrigado pra uma cultura machista e atrasada.
Mulheres independentes não querem ser vistas como objetos, e homens inteligentes vão querer essas mulheres e não validadoras interesseiras.

Anônimo disse...

Não justifica anônimo!!

Vc é tão acéfalo e IMBECIL que precisa generalizar?!
Por acaso sua mãezinha vai pró baile Funk?
Quem lota show de Funk e Sertanejo universitário são validadoras sem amor próprio.
Para um pouco de viadagem ok?

André disse...

08:06,

Sim, o fato de serem intelectuais famosos é relevante. Se fossem anônimos, como os milhares de homens que se casavam com meninas de 13 e 14 anos, nós nem saberíamos seus nomes. E claro que é chocante dois adultos inteligentes e cultos ficarem de joguinhos com adolescentes. Se acontecesse hoje aposto que muitas feministas se colocariam contra e outras a favor, como aconteceu com o Prof. Idelber. Porém não é pedofilia e o contexto era totalmente outro. E isso não anula o legado deles.

Anônimo disse...

Se tem um assunto que mascu saca é de pedofilia.

C. Pirlo disse...

Simone de Beauvoir assina carta para diminuição da idade de consentimento - Simone é feminista, logo feministas são a favor da pedofilia???
What? Qual a lógica disso?
O que vcs não entendem é que diferentemente dos seus ídolos, nós não temos essa cultura de feminista diva que é cultuada e idolatrada por qualquer feminista. Não somos gado. Reconheço a importância da de Beauvoir para o feminismo, mas ela não é O FEMINISMO. O feminismo é composto por trilhões de autoras, várias delas divergentes entre si.
Na verdade é uma estratégia manjada.Estão tentando invalidar o feminismo por causa da conduta de uma (entre várias), assim como vão tentar invalidar cada discussão que tivermos sobre pedofilia ("mas a de Beauvoir era a favor!!! Vcs não podem ser contra! - convenientemente esquecendo que não somos ovelhinhas abestadas que dizem amém). Não vai funcionar. Vamos continuar condenando pedofilia, prostituição, violência. Não adianta criar espantalho.

Anônimo disse...

Vamos fazer o seguinte neste texto. Vamos substituir Simone de Beauvoir por um homem branco e conservador. Vamos ver se as feministas continuarão aprovando.
Pois é, é cada uma que a gente vê.

Anônimo disse...

Gente, QUALQUER UM pode editar os artigos da Wikipedia.

Você mesma pode fazer isso, Lola.

Anônimo disse...

???Você por acaso vivia presa,algemada,incomunicavél anônima, pra não ser dona da própria vida??
Brasileiro não sabe empreender, inovar,agora ser concurseiro e mamar na teta do estado todo mundo quer né?

Rafael Cherem disse...

O casal gostava de seduzir moças jovens (adolescentes de 17 anos, não crianças!), sair com elas, ajudá-las com a educação, o trabalho e as finanças e transar com elas.

Muito socialistas eles, tá se vendo.Sartre e Simone são dois lixos de seres humanos, e contraditoriamente brilhantes em seus escritos.

B. disse...

"Beauvoir fez exatamente o que fez o Idelber Avelar: ela foi só uma "hipocritazinha", ele é um abusador de mulheres.
Beauvoir fez exatamente o que fez o Warren Ferrell na década de 70: para ela foi só um "manisfestozinho", já ele é um pedófilo cuja obra sempre é desmerecida nesse blog por um texto publicado quando ele era feminista e apoiado pela NOW.

Dois pesos e duas medidas, sempre."

Tenho que concordar. Se fosse o contrário, um cara de 40 anos com uma menina de 17, iam cair em cima chamando-o de pedófilo, reaça, etc. A não ser que o cara em questão seja um diretor de cinema consagrado, pq aí pode.

Anônimo disse...

Pedofilia é atração sexual por crianças e pré-adolescentes de até 12 anos, que é a idade que termina a pré-puberdade, isso não sou eu quem estou dizendo, é a medicina/psicologia, só pesquisar, alguns defendem q a pré-puberdade só acaba aos 13, discordo, 13 já é o início da adolescência, a maioria das meninas e meninos já passaram pela menarca ou pela primeira ejaculação. A idade de consentimento no Brasil começa aos 14 e concordo, acho uma idade ideal para se "liberar" o consentimento, afinal, seria pura hipocrisia dizer q as pessoas no geral não iniciam sua vida sexual na adolescência ou q não perdem a virgindade aos 15, 14, 13 anos; por favor né gente, pagar de santo há uma altura dessa do campeonato?

Em relação a Beauvoir, se ela nunca teve relacionamentos com crianças ou pré-adolescentes (de 0 a 12 anos) então ela não foi pedófila, pelamordedeus, entendam o q é pedofilia. A Simone pôde ter sido uma aliciadora de menor, aí concordo, usou de sua posição privilegiada para se aproveitar de adolescentes; a punição q ela levou por isso então ao meu ver, foi merecida, mas pedófila ela não foi, eu não posso ser desonesto. A tal petição assinada por ela e uma penca de outros ideólogos de esquerda defendia a redução da idade de consentimento q era 15 na França, pra 12 ou 13. Hj na França a maioridade sexual é aos 14 (acho), como é no Brasil, a petição "errou o alvo" por um ou dois anos abaixo do ideal, não dá pra dizer q eles eram pedófilos por conta disso, eles não "lutaram" pra acabar com a idade de consentimento total. E engraçado, a direita pede por redução da maioridade penal para até 12 anos se for possível, por q adolescentes já são capazes de compreender os seus atos (não q eu discorde completamente), mas acham ruim q esses mesmos adolescentes (compreendedores) possam ter a idade de consentir numa relação sexual a partir dos 14, hipocrisia reina.

E mais, eu não considero anti-ético um relacionamento de um adolescente (q já tenha 14 anos ou mais) com alguém maior de idade, até pq eu já vi vários casos assim, relacionamentos sérios entre colegas q estudavam comigo e homens mais velhos (maiores de idade), nenhuma delas demonstrava desconforto nas relações, sem contar as q já eram casadas. Nem preciso falar dos menininhos, não é mesmo? Que sonham e acham o "máximo" terem relação com uma mulher mais velha, e ainda tiram vantagem disso. Eu particularmente considero tudo isso problemático, pq a gente não sabe até onde pode haver abuso nesses tipos de relacionamentos (isso até poderia dar um post interessante), e essa exaltação que os homens sentem/fazem por terem relações com mulheres maiores de idade enquanto ainda são uns pivetes, tb beira o ridículo; enfim, é bastante problemático, mas eu não posso dizer q é anti-ético, pq muitas vezes funciona, como eu já vi.

E por último, a acusação q a Simone tenha sido nazista, simplesmente patético, mas vamos lá, vamos considerar q a simoninha tenha mesmo dado qualquer singela contribuição da sua parte ao nazismo na França. Ora, a Coco Chanel foi uma ESPIÃ do nazismo, Edith Piaf foi outra que trabalhou horrores em favor desse lixo, mas nem por isso as pessoas ficam de mimimi com essas personalidades, nem desejam o rechaço de suas obras, já vi gente defendendo as razões pelas quais Chanel e Piaf se aliaram aos nazistas, ok; então pq esse barulho todo por conta de uma mentira em torno da Beauvoir, pq ela era feminista? Ah, Claro. Sem contar as inúmeras outras personalidades masculinas e femininas q apoiaram o nazismo em algum momento de suas vidas e nem por isso deixaram de serem "idolatrados".

Anônimo disse...

Resumindo o q eu queria q vcs todos entendessem:

- Pedofilia é até 12 anos
- Simone não foi pedófila, mas foi uma aliciadora, se aproveitou de sua posição privilegiada para se aproveitar de adolescentes, pelo menos durante uma parte da sua vida
- É hipocrisia achar q pessoas (no geral) não iniciam a sua vida sexual na adolescência, ou que meninos (e os pais desses meninos) não tiram vantagem quando eles conseguem se relacionar com uma mulher mais velha (de preferência na faixa dos 20) enquanto eles são só uns pivetes
- A petição era pra diminuir a idade de consentimento de 15 (que era na França) pra 12, erraram por dois anos abaixo do ideal, que seria 14. Não era pra legalizar a pedofilia
- Simone não foi nazista, suas conterrâneas Chanel e Piaf é q foram de fato contribuidoras do nazismo, mas nem por isso elas são rechaçadas e nem devem, foram mulheres q muito mais contribuíram pro bem q pro mal

Rafael Cherem disse...

Anônimo das 10 e 08 porque em uma relação de desigualdade de condições eu considero abuso, e a essência do socialismo é lutar contra os abusos de quem pode e tem mais.Como disse a colega ai semelhante demais ao caso do biscoito fino.

Mas mesmo assim, não desmerece sua obra intelectual,tanto é que debatemos ela até hoje por sua relevância.

Anônimo disse...

B das 10:10;
Pode SIM.
O crime de sedução acabou. Mas o de estupro não.
Veja o que diz CLARAMENTE a LEI BRASILEIRA:

ENTRE 14 E 17: Com 14, 15, 16 e 17 anos, a lei diz que os (as) adolescentes têm capacidade de consentir com a transa. Portanto, se for consentido, o (a) adolescente pode transar mesmo que o (a) parceiro (a) seja maior de idade

SÓ ELA MENOR DE 14: Até o dia em que completa 14 anos, a adolescente é considerada incapaz de consentir; transar com uma menina dessa idade é considerado estupro com violência presumida, um crime hediondo, mesmo que ela diga que transou porque quis

SÓ ELE MENOR DE 14: Se a transa for com um menino menor de 14 anos (13 anos ou menos), a mulher é acusada de atentado violento ao pudor, outro crime hediondo, mesmo quando ele afirma que quis e consentiu

AMBOS MENORES DE 14: De acordo com a lei, menores de 14 anos não são capazes de consentir com a relação sexual. Se condenados, eles não cumpririam pena na cadeia, e sim medidas sócioeducativas, como internação. Isso porque no Brasil, adolescentes (de 12 a 18 anos) não cometem crimes, mas atos equiparados a crimes, os chamados atos infracionais

PUNIÇÃO AOS PAIS: Pais podem ser condenados se o filho ou a filha transar com um (a) menor de idade? Dependendo do caso, sim. Eles podem ser acusados de omissão ou co-autoria do estupro ou atentado violento ao pudor, se ficar provado que sabiam e não tentaram impedir que o (a) filho ...

Entendeu?
Bj.

André disse...

Uma curiosidade é que em 1960, Simone de Beauvoir e Jean Paul Sartre estiveram em Araraquara-SP no mesmo dia que a Ferroviária jogava com o Santos do Pelé. Não é verdadeira a história que os três se encontraram em um bar da cidade. Mas a presença dos filósofos foi ofuscada pelo jogo de futebol.

Anônimo disse...

Decepção define os panos quentes que estão passando no comportamento obviamente abusivo do Sartre e da Beauvoir.
Ok eu sou feminista, acho que O Segundo Sexo tem um grande valor intelectual e para o feminismo, mas isso não justifica. Relativizar o que eles faziam, pra mim é igual, por exemplo, a quem faz vista grossa praquele traste do Woody Allen porque gostam da obra dele.

Agora mascu procurando motivo pra deslegitimar o feminismo não é nada novo. Pra eles, eles podem falar a quantidade de merda que quiserem, por mais ilógicos, incoerentes, cheios de preconceitos e de ódio que sejam, que ainda acham que estão com a razão, mas um pezinho fora que qualquer feminista der, já anula a validade do feminismo todo. Mascus são tão completamente desonestos e limitados que nem vale a pena discutir.

B. disse...

Incrível os dois pesos e duas medidas...
As mesmas pessoas que aqui defendem que não eram pedófilos, pq se tem acima de 14 já pode consentir, se tem 15 anos tudo bem, é consensual, são as MESMAS pessoas que passam a mão na cabeça de bandido por ser menor de idade, pq o "cérebro não tá desenvolvido". O cérebro não tá desenvolvido pra saber que matar/estuprar/roubar é crime, mas tá desenvolvido p/transar loucamente e até casar? Que coisa.

Um anônimo aí propôs o "exercício" de substituir no texto "Simone de Beauvoir" por "cara conservador". Era disso que eu tava falando. Tenho uma outra proposta: vejam os argumentos que dão pra justificar adolescente com "liberdade sexual" (transar com maior de idade) e os argumentos usados pra passar pano pra bandido menor infrator. São contraditórios.

Sou feminista, não tenho uma vertente (nem de política), mas tem coisas que não concordo.

Anônimo disse...

Olha, se vocês forem julgar o legado de todos os filósofos, escritores, cineastas, artistas em geral pela vida pessoal deles, não vai sobrar quase nada. Quase nada MESMO. Comecemos pelos gregos. Não, não vou arrolar o que é de domínio publico sobre as posições misóginas que vêm se arrastando séculos após séculos. Podemos, e devemos, a meu ver, criticar, expor, e exigir punição quando se trata de pessoas vivas. Mas não precisamos atirar no fogo todo o legado que eles deixaram. Não vai sobrar civilização ocidental, só isso.
( e uma mulher NUNCA estará na mesma posição de um homem seja lá para o que. Parem com essa falsa simetria)

André disse...

B.

Acho que você generalizou demais. Pedofilia envolve crianças, ou seja, menos de 12 anos. Acima disso a anônima 10:22 já explicou direitinho. Falar que o cérebro ainda não está plenamente desenvolvido antes dos 18 ou que é contraproducente menores de 18 cumprirem pena junto com adultos não é passar a mão na cabeça de bandido nem implica que menores de 18 não tenham nenhuma autonomia. No seu exemplo, seria melhor trocar a Simone de Beauvoir por uma mulher conservadora. Não estou vendo toda essa contradição nos posicionamentos aqui.

B. disse...

Ok, se for maior de 12 anos não é pedofilia...mas se fosse um cara fazendo a mesma coisa, diriam que é pedófilo, tenho certeza!
Eu não acho que menores tenham que ficar na cadeia junto com adultos e aliás, nem tenho opinião formada sobre a questão da redução. Mas vejo muita gente (não to falando do blog...) que santifica menor de idade, oun coitadinho, não sabe o que faz, mas nesse caso, a guria de 15 anos transando com quarentão, "ah empoderamento" (se for o Woody Allen ou Simone") Se fosse um cara, tariam matando em cima, chamando de pedófilo p/baixo.

Alguém aí falou (um anônimo) que nunca a mulher tá na mesma posição do homem e que isso é falsa simetria. Que bonito. Então mulher assassina não é o mesmo que homem assassino?

Anônimo disse...

Tudo bem, ela não era pedofila, já podemos colocar isso de lado, mas não acho que o comportamento dela seja menos abusivo porque era com adolescentes. Há de qualquer forma um imbalanço de poder. Jovens dessa idade ainda não são maduros o suficiente para manterem uma relação de igual para igual com adultos, ainda mais ela estando numa posição de autoridade sobre essas jovens.
Eu não estava falando que a moralidade dúbia dela anula o legado que ela deixou. Pra usar um termo que os mascus adoram, isso seria um ad hominem, a falácia de quando atacam a pessoa ao invés do argumento. Mas eu só adoraria que as pessoas parassem de agir como se o que ela fez teve menor gravidade.

Anônimo disse...

A verdade é que a filosofia francesa é ridícula. O berço da filosofia é a Alemanha. Foucault, Beauvoir, Sartre, simplismente irrelevantes.
O segundo sexo? risível
Vigiar e punir? tristemente enfadonho e risível
O ser e o nada? igualmente risível
Vamos falar sério.

Anônimo disse...

Esse Jack Salvatore já deu o rabinho pra mim várias vezes.
O chama sempre de bumbum gulosos hehe.

Tonhão Pé de Mesa

Anônimo disse...

Brasileiro não sabe empreender?

Bebeu?

Anônimo disse...

Ela não era pedófila isso está claro, mas seu comportamento foi completamente imoral, ela e o marido usavam essas jovens como meros objetos. A sua obra tem importância, mas ela como ser humano não era lá essas coisas.

Anônimo disse...

Já vi feministas dizendo que Camelo é pedófilo por ficar com a Mallu... Mesmo que a relação deles tenha dado aparentemente certo, e não tenha sido apenas por sexo, nem rolado dinheiro no meio(já que a Mallu não era nenhuma desamparada).
Mas o que pensar do casal que usavam as garotas como objetos sexuais(como tá dito no texto, fora isso achavam uma delas um ''tédio''), se aproveitavam do desamparo financeiro e ainda apoiavam a redução da idade de consentimento pra 13, porque provavelmente queriam ter um leque maior de possibilidades de amantes. É ingênuo pensar que eles não tinham interesse pessoal na causa, já que eles colecionavam amantes adolescentes(não podiam ser adultas?).
Não é pedofilia depois dos 13, mas depende da garota... Ontem mesmo vi uma menina de 13 com corpo e postura completamente infantis.
Vocês acham que quem sente atração por uma menina dessa idade e ainda com aparencia legitimamente pré adolescente não sentiria por uma de 10, 11?
Concordo que há meninas de 13 que parecem adolescentes de 18, são formadas de corpo(mas não de mente), parecem mulheres já e até justifica homens se sentirem sexualmente atraídos(mas não justifica o envolvimento e nem o assédio), porque essas já enganam na aparência que poderiam ser mulheres.
Mas meninas como a Valentina, Larissa Manoela tem corpos se formando ainda, rostos infantis, podem ser bonitas, mas não são muito diferentes de meninas de 10 anos. Como pode um homem(ou mulher) se sentirem atraídos e achar que podem tranquilamente se relacionar só porque elas já alcançaram(ou quase) a idade de consentimento(que o casal defendia que fosse 13)? Elas lembram, e deixaram de ser a pouquíssimo, crianças de 10 anos! Então sim, pode ser chamados de pedófilos os que sentem atração por essas meninas de 13 com aparência ainda florescente.

Anônimo disse...

Não se trata de Argumentum ad hominem, criticar as ideias pela vida da autora. Ela era defensora da pedofilia.
Como o post mesmo diz: "o casal gostava de seduzir moças jovens, ajudá-las com educação, nas finanças e transar com elas".
Ou seja, sedução de menores com uso do poder econômico (coerção do dinheiro). Meninas vindas de lugares pobres do leste europeu. E como agravante, eram alunas de Beauvoir, a professora mais velha e culta se aproveitando de uma posição de poder sobre suas alunas.
E sim, 17 anos é menor de idade ainda (com 15 a sedução já equipara a estupro na França). Quanto a Nathalie Sorokine, a mãe desta aluna a denunciou por corrupção de menores. Só mesmo muita ingeninuidade para acreditar na lorota contanda por Simone, já que anos depois ela admitiu ter tido relações sexuais com a menor.
E a biografia de Beauvoir indica que ela vivia em submissão sexual a Sartre e admiradora da obra de Sade (algo incoerente para quem levanta bandeira da dignidade feminina).
Sobre a famosa petição na França em 1977. O movimento "Front de libération des Pédophiles" era para tirar da cadeia três pedófilos que abusavam de meninas menores de 15 anos.
Eles queriam afrouxar a legislação que tipifica sedução de menores (lá com 15 anos), incluindo sexo consentido como equivalente ao estupro.
Vários famosos (a maioria comunistas) assinaram a petição, incluindo Beauvoir e Sartre, que dizia que uma criança (sim, criança) de 12 ou 13 anos (!!!) poderia ser seduzida sem que isto fosse crime.
Mesmo que algumas pessoas já consigam terminar a puberdade cedo (geralmente 14), antes dos 18 ainda não têm maturidade psicológica para escapar de um aliciador adulto. Ainda mais nos anos 40 e se for professor(a) ou alguém que "ajuda na educação e finanças".
Se pedofilia é uma palavra forte, usavam o eufemismo "abolir a idade de consentimento", que significa a mesma coisa.
Não acham estranho isso partir justamente de uma pessoa que foi acusada décadas antes de corromper menores? Pra que tanto empenho em mudar uma lei que protege crianças e adolescentes?
Vou deixar os links (fontes) no próximo comentário.
A hipocrisia maior está em qualificar como defensora das mulheres ela, que defendia o abuso de mulheres menores de idade sob pretexto de que fossem "livres".

Anônimo disse...

Lola tentou defender, mas é meio que indefensável. É melhor dizer que ela fez m**** mesmo e se relacionava com pessoas cuja idade pode torna-las mentalmente infantis ou não. Desculpa, mas é minha opinião.

Anônimo disse...

Agora vamos às fontes do comentário anterior, não mentiras de sites mascus, blogs apócrifos, nem da Wikipedia (que pode ser editada sem fontes confiáveis).
1) Matéria do New York Times, sobre a biografia escrita por Hazel Rowley (com base em cartas encontradas pela filha adotiva de Simone). Olha só o sexto parágrafo.
http://www.nytimes.com/2005/09/29/books/beauvoir-and-sartre-and-a-book-in-dispute.html
2) O texto da petição pró-pedofilia (ou contra a lei de proteção a menores) enviado ao jornal francês Le Monde está nesta biblioteca, olhem só quem assina:
https://www.ipce.info/ipceweb/Library/00aug29b1_from_1977.htm
3) E ainda tem esse link do jornal inglês The Guardian que fala destes movimentos para mudar a lei.
http://www.theguardian.com/world/2001/feb/24/jonhenley
Carlos.

Anônimo disse...

Vc escreveria isso no ENEM, Jack Salvatore?

Anônimo disse...

Então é sim de se desconfiar de pedofilia um casal que só alicia adolescentes e que deseja abrandar o envolvimentos com crianças de 12,13.
Também sou feminista, mas é muito suspeito as tendencias a pedofilia do casal.
Afinal Humbert Humbert era um pedófilo indiscutível e Lolita tinha 12 anos.

B. disse...

Quando o assunto é aliciamento de menores = " não gente calma, não eram crianças, eram meninas de 17 anos, olha só" (tá no texto)
Quando o assunto é redução da maioridade penal = "17 anos não tá com o cérebro formado ainda, coitadinhos, eles cometem crimes pra encontrar uma identidade"

Mila disse...

Tá uma confusão rolando aqui e os mascus estão fazendo a festa.

B. deu um exemplo bem prático sobre a minha linha de pensamento a respeito de menores. Ou vale para todos ou não vale para ninguém. Sim, o que eles faziam era nojento e porco e se fosse homem branco conservador, marciano de bolinhas verdes, ou mulher negra haitiana, para mim, a situação é nojenta da mesma forma. Pau que bate em Chico bate em Francisco.

Mas acho desonestidade invalidar o movimento feminista ou o que ela escreveu em nome disso, simplesmente pq os maiores pensadores da nossa civilização não tinham moral e ética ilibada para terem suas obras invalidadas. O Segundo Sexo é a obra definitiva? Não, e graças a zeus não é. Ele deu norte para vários estudos de gênero hoje em dia e várias ramificações de feminismo, teoria queer. A questão do ENEM não se refere à moral de Simone para estudar isso ou aquilo, e isso o povo tá confundindo muito.

Anônimo disse...

B.,

Seus comentários estão muito reaças, não acha? Vc quer comparar coisas diferentes como se fossem iguais.

lola aronovich disse...

Bom, já provei (citando gente que pesquisa sobre Simone de Beauvoir, não gente que inventa e distorce) que Beauvoir não era nazista. É muita desonestidade intelectual considerar que alguém que viveu na França ocupada durante da Segunda Guerra tenha sido nazista porque continuou trabalhando. Não dá nem pra chamar alemão que vivia na Alemanha entre 1939 e 1945 de nazista, não necessariamente. Incrível que quem tá chamando Beauvoir de nazista é o pessoal que chama feminista de feminazi, o pessoal que jura que nazismo e Hitler eram de esquerda, e o pessoalzinho que é de fato neonazi e idolatra Hitler. Imagino que nesse caso chamar alguém de nazista seja um elogio?
E tem uma galera que continua em falar de pedofilia... Transar com adolescente não é pedofilia. Vem uns reaças mentirosos aqui dizendo que Beauvoir seduzia meninas de 10 anos, e depois os caras se zangam porque deleto os comentários cheios de mentiras. Vcs são inescrupulosos, não têm a menor vergonha em mentir. Mentem sempre.
E antes de falar "dois pesos, duas medidas", procurem algum post meu que chama de pedófilo algum cara que transou com adolescente. Em nenhum momento eu digo que Beauvoir foi uma pessoa maravilhosa. Ela escreveu um livro revolucionário e importante até hoje. Lidem com isso. Espalhar mentiras sobre sua vida não vai abalar a importância de sua obra.

Anônimo disse...

Lola, esse seu blog ♥

B. disse...

Pois é isso o que eu acho: ou vale pra todos ou nenhum, simples. Ou o "cérebro em desenvolvimento" vale pra adolescente casando com quarentão e menor infrator ou não vale p/ nenhum.
Essa relativização tá dando nos nervos, e nem me surpreendo alguém achando que sou reaça. Quem me conhece sabe que tô longe disso, mas não fecho meus olhos p/ dois pesos e duas medidas.

E se transar com adolescente não é pedofilia, é o que? Um cara de 30 anos com uma guria de 14 é o que?

Anônimo disse...

B. Por favor vá ler sobre pedofilia, depois volte aqui. Já estamos cansados de ensinar a vocês o que é pedofilia, mas vocês parecem ignorar.

Anônimo disse...

Pedofilia é sobre crianças, no máximo pré adolescentes. Adolescentes não são crianças, logo pedofilia não é sobre adolescentes.

Anônimo disse...

Mulheres, pessoas não ENTREM NESSE SITE AÍ BLOG SEI LÁ DO QUE POBRETÃO DE MERDA!!
NÃO ENTREM ESTÁ INFESTADO DE VÍRUS. MEU ANTIVIRUS APARECEU NA HORA COM AVISOS DE PERIGO.

Lola delete esse post desse trolador idiota medíocre, frango que nem coragem de colocar a cara tem. Esse aí em cima que tem cara de cahorro molhado, ou atropelado, dá na mesma, ou vai trazer muito prejuízo para muita gente desavisada.

B. disse...

Calma, só perguntei o que é para você um cara de 40 anos com uma guria de 14. Seja sincero/a: na sua opinião, o que é? Corrupção de menores ou algo assim? (pergunta educada, sem deboches)

Anônimo disse...

É anti-ético porque a garota deixou de ser criança a pouco tempo, mas não é crime como já postaram aqui. Adolescentes de 18 anos se envolvendo com homens de 40 acho ok, mas vai depender do relacionamento em si pra saber se é abusivo ou não... Pois relacionamento abusivo pode ocorrer com pessoas da mesma faixa etária.

Anônimo disse...

Corrupção de menores seria se um cara de 40 aliciasse uma menina de 14 a prostituição, tráfico, pornografia.
No caso do casal eles faziam aliciamento de menores, já que ela usava sua autoridade como professora para seduzir essas adolescentes, também envolvia dinheiro para que houvessem práticas sexuais.
Mas não é pedofilia, como a Lola disse.

lola aronovich disse...

B., vc pode achar imoral e errado um adulto se envolver com uma menina ou um menino de 14 anos. Eu também acho. Mas não é pedofilia. Pedofilia é atração por CRIANÇAS, e 14 anos não é criança, é adolescente.
Nem sei porque estamos falando de meninas de 14 anos, já que Simone se envolveu com gente de 16 e 17, não de 14.


Agora, tem outra coisa. Quando eu tinha 14 eu, virgem, queria muito transar com um salva-vidas de 22, e ele foi responsável o suficiente pra não me dar bola (pelo menos sexualmente, mas nos tornamos amigos por um tempo). Com 15 anos transei com vários, alguns da minha idade, um de 14, uns maiores de idade. E quando eu tinha 17 transei com um italiano uns 20 anos mais velho, e foi ridículo. Não tinha nada a ver comigo. Enfim. O que quero dizer é que é muito fácil a gente falar de adolescentes de 14 e 15 anos como um bloco abstrato. Mas eles também têm desejos, vontades. Ainda assim, é responsabilidade do adulto não se envolver sexualmente com eles. (Mas não vejo nada de escandaloso uma pessoa de 18 ou 19 ficar com uma de 14 ou 15).

M. Morton disse...

Simone é mais uma wannabe da academia, assim como Freud (pelo menos esse foi desacreditado) Tem centenas de outras mulheres e seres humanos mais evoluíddos menos conhecidos por leigos que realmente mudaram a história e contribuíram para o direito das mulheres . Simonne é somente a mais popular exatamente pelo escandalo que gerou em torno de si. E tenho más notícias pra vc Lola: pessoas que sao a favor do consentimento de crianças (menos que 15 anos) são ou são defensores da pedofilia. Hipocrisia pura ser a favor de criação de leis para que isso ocorra enquanto se é contra o casamento de meninas com homens em países árabes. São farinha do mesmo saco e, no caso da lei é ainda pior: responsabilidade cai em cima de UMA CRIANÇA. Parabéns, professora, errou feio.

André disse...

B.

Se a relação envolve uma diferença muito grande de idade, status, poder econômico ou psicológico sempre haverá uma grande possibilidade de abuso. Seja uma pessoa de 40 namorando um adolescente, seja uma pessoa de 40 namorando um idoso, seja uma pessoa muito rica namorando uma muito pobre, seja uma pessoa muito esperta/manipuladora namorando uma pessoa muito boba/ingênua. Por isso muitas empresas consideram anti-ético o namoro entre chefe e subordinado, entre aluno e professor, etc. Mas existe uma diferença bem grande entre uma relação abusiva e pedofilia, inclusive legal. Pelo que já foi colocado eu diria que Jean Paul Sartre (não nos esqueçamos dele) e Simone de Beauvoir não eram boas pessoas, mas não eram nazistas nem pedófilos.

Anônimo disse...

O que as pessoas tem que entender é que quando dizemos que não é pedofilia, não significa que concordamos, achamos bonitos, apoiamos, apenas não é pedofilia e pronto! Não adianta chamar todos os males do mundo de pedofilia, precisa dar os nomes corretos.
Gente achando que eles são pedófilos por se envolverem com meninas de 17 são ignorantes que deveriam aprender os termos corretos e não sair falando besteira.

Anônimo disse...

Carxs amigxs,


Concordo com quem diz que tanto Sartre quanto Beauvoir foram canalhas e pedófilos.
Aliás, para mim, a pessoa pode ter quarenta anos, se você tem algum tipo de influência ou autoridade sobre o bem estar desta criatura, você já se coloca no lugar de um aliciador ao propor sexo ou intimidade com ela.
Professor não deve ter relações íntimas com alunos, chefes com funcionários. é minha opinião.
Claro que entre adultos, pode surgir desejo consentido.Espera a turma finalizar, o funcionário pede transferência de setor. Para mim isso é o certo.
Diminuiria os problemas até nos relacionamentos que surgissem.
Para mim, essa tara em meninas ou meninos de 16, 15 anos é repugnante.
Pode ser que eventualmente sintamos desejos por eles e sejamos correspondidos, afinal, eles já tem hormônios e sentimentos, mas não se colocar no lugar de adulto que tem que se controlar e entender a implicação de um relacionamento desses, eu acho um pouco demais.
Eu mesma sofri assédio sexual com 36 anos e isto não me deixou confortável, pois meu chefe tinha poder sobre mim. Ou seja, idade não é o único parâmetro do que eles fizeram de errado.
Foram errados mesmo, porém, todos os intelectuais, autores, artistas e seres humanos que já viveram erraram também,e isso não desmerece o que eles fizeram de bom.
O que ela escreveu sobre a situação da mulher na sociedade é atual e mudou a maneira como a sociedade vê esse ser.
Martin Luther King traía a mulher. E por isso, vamos dizer : olha , ele não foi um santo perfeito esqueçamos tudo o que ele fez que mudou a vida para melhor de várias pessoas, todos os direitos que ele e outras pessoas lutaram pra ter, vamos esquecer e voltar a diferenciar negros e brancos pois o Martin Luther King, chifrava a mulher.
Shakespeare é claramente preconceituoso em O mercador de Veneza.
Vamos deixar de ler Shakespeare? não, claro ~que não.
Tendo em vista que tanto Sartre quanto Beauvoir quanto Shakespeare estão mortos, não podemos contestá-los e cobrar posicionamentos diferentes deles.
Hoje em dia, podemos contestar e Woody Allen e Polanski , boicotando-os pois estão vivos, mas não podemos dizer que eles não são bons diretores de cinema. Deixemos de consumir o que produzem, pois no caso deles surtirá efeito, poderão refletir sobre os seus atos e talvez mudar.
Não entendo a celeuma sobre a redação do Enem e a inserção do texto de Beauvoir.
Ora, o estudante ´que faz Enem já tem idade e capacidade intelectual para dissertar sobre um tema importante como violência sobre a mulher e discordar ou concordar com Beauvoir ou até com o Olavo de Carvalho.
Se um texto do Olavão cair no Enem, é só interpretar.
Se eu ler algum economista de direita ou de esquerda, posso concordar ou discordar dele, e saber o que ele escreveu sem concordar com essa pessoa.
Aliás, na escola deveria se aprender a pensar com a própria cabeça, ler textos de outras religiões e correntes filosóficas,econômicas diferentes da nossa, para aprendermos tolerância, ter nossos próprios conceitos e propor ideiais diferentes para sociedade em que vivemos.
Carolina H

Anônimo disse...

Então tá, novidade pra quem acha que 16, 15 anos é criança, vocês são pedófilos também! Pois duvido que não achem gostosas as meninas dessa idade, mesmo que não fiquem com elas!
Não, para, tá errado... Pedofilia é doença, é quem sente atração(mesmo que não realize), se masturba por cria, criança, ''filhote'', de 0 a 13 anos(como a Valentina), e não conseguem ver graça, sensualidade em adultos. É doentio e devia ter tratamento.

Rothion disse...

Olá! Há anos dou umas passadas esporádicas no blog - frequentemente quando surge uma fofoca ou um assunto em voga do qual - felizmente - você decide abordar.


E venho agradecer por isso. Por desenvolver senso crítico em cima de todos esses acontecimentos e disseminar uma sementinha de luz de conhecimento e conscientização para muitas pessoas que precisam. ;)


É uma luta bem importante. Obrigado por isso. :D

Anônimo disse...

Reaças gonna hate.

Anônimo disse...

O problema é que nenhum cronograma escolar do ensino médio tem esses autores,inclusive ninguém ensina sobre microquimerismo fetal,entende? Precisa ser matéria s do ensino médio, porque o enem foi proposto por isso,avaliar conhecimentos que são ensinados no ensino mé dio.

Vicky_ disse...

Com 14 anos eu era meio pamonha, meio tímida, finamente entendia sexo(e desejava) e tinha aparência de 10 anos (hipotiroidismo).
Um cara de uns 45 anos me assediou nessa idade, e tenho certeza, iria me levar pro quarto dele se eu fosse um pouco menos esperta.
Me olhou de cima a baixo, perguntou minha idade, não acreditou que eu tinha 14, me segurou pela cintura. Estava complemente sóbrio, no dia seguinte nunca mais me olhou no rosto e estava com o neto de uns 8~9 anos. Vão duvidar quantas meninas ele fez coisa igual?

Tirei a mão dele da minha cintura, tirei os fones e sai correndo e me esconde na minha rede/cama. No dia seguinte chorei e me culpei. Tanto faz se ele era pedófilo ou não, o que ele fez é errado.

Uma coisa é alguém de 16 anos namorar/transar com alguém de 22 anos ou semelhante. Outra é alguém de 40 anos ficar fletando com adolescentes.

Aff, também não vou ficar defendendo essas criaturas(Não pago, não assisto, não apoio Woody Allen), usar da relação equipe docente-alunato para interesse sexual é repulsivo.

-------------

Nah, Donatien, quis dizer que tinha medo da grande maioria dos homens de meia idade, por conta de experiêumncias traumáticas, não que você tem interesse por adolescentes.

Anônimo disse...

Engraçado, né?
Agora a Lola diz que não tem nada demais um adulto transar com meninas maiores de 13 anos, né, Lola?
Então vou PROVAR o quanto vc é contraditória e usa, sim, dois pesos e duas medidas: Há menos de uma semana atrás, neste mesmo blog, surgiu um assunto de professor “pegar” alunas de escola (uns 4 dias atrás). E eu disse que quando fui professor do 2º e 3º colegial, onde tinham alunas de 15-20 anos, eu peguei algumas alunas e não perdoava de jeito nenhum mesmo. (Detalhe: “Peguei” no sentido de ficar, beijar, sair junto, etc... mas não fazer sexo, OK?). Eu era relativamente jovem (26 anos), e elas eram adolescentes bonitas doidas pra sair com um cara legal e mais velho. E eu aproveitei, sim, naquela época.
Vcs, então, ficaram louca de ódio, e caíram de pau em cima de mim, dizendo que eu não prestava, que era aproveitador, que era antiético, que deveria ter sido preso, que eu era pedófilo, etc... - Detalhe que não fiz sexo com nenhuma delas, naquela ocasião - Podem reler o que vcs disseram, apesar da Lola ter apagado algumas respostas, inclusive a minha. A Lola foi uma das que me defenestrou e me comparou como um criminoso.
Agora, ela defende que “é perfeitamente aceitável” que um casal de velhos faça SEXO (coisa que eu não fiz, naquela época) com meninas maiores de 13 anos!!!! Só porque ela gosta dos dois e defende os dois bandidos mesmo debaixo d’água.
Hipocrisia total. Falta de lustra-móveis no rosto é pouco!
Vai dizer que não se lembra disso, Lola? Não faz nem uma semana, querida!
E agora?

André disse...

Triste,

Eu creio ter lido todos os comentários, mas posso ter perdido alguma coisa. Você poderia indicar qual comentarista não achou errada a relação de uma professora com sua aluna menor de idade?

Anônimo disse...

Para o professor revoltado... A Lola já escreveu que acha errado adultos transarem com adolescentes, que é responsabilidade do adulto em recusar e ser o adulto da relação. To te dando o recado, pois parece que você não lê o que ela acabou de postar.

Vicky_ disse...

Vão parar de inventar essas histórias de "Todas as novinhas davam em cima de mim", "minhas trocentas vizinhas canhão dão em cima de mim" ou não?
Uma feminista não diz respeito a opinião de todas as feministas do mundo, e para de se achar o centro do mundo, ela tem mais o que fazer da vida.

Anônimo disse...

Lola, vc acha, então que é CERTO que uma mulher de mais de 30 anos e um homem de mais de 40 anos façam SEXO com meninas de 15-18 anos? Se vc acha que não tem problema, desculpe-me, mas vc é, sim, defensora de gente doente da cabeça (pedófilos).

Vc ainda não disse claramente qual seu posicionamento, se vc CONCORDA ou DISCORDA dessas atitudes. Até agora só ficou enrolando suas leitoras (nós). Não importa se vc admira eles e os defende com todas suas forças. O que é certo é certo e o que é errado é errado, independentemente do que eles tenham sido para o feminismo. Pra mim, eles são pessoas que não merecem respeito.

lola aronovich disse...

Deixa eu ver se entendi, anon das 16:06. Vc, um anônimo inútil, um mascu, está se comparando com Simone de Beauvoir? Com Sartre? Com alguns dos filósofos mais relevantes do século 20? Eu não lembro de nenhuma discussão recente sobre o seu caso, porque ele é insignificante. VC é insignificante. Eu não defendo professor(a) ficar com alunx. Procure no meu blog onde eu defendo prof ficar com alunx. Não defendo, porque acho que há uma relação de poder envolvida. Mas eu não chamo quem faz isso de criminoso. Aliás, tenho o maior cuidado em não atribuir um crime a alguém que agiu de forma errada. No caso do professor/blogueiro que mandava "selfie de pau" para garotas, uma delas menores de idade, eu jamais disse que ele cometeu um crime, por exemplo. Não fui nem a favor que ele perdesse o emprego. E onde no meu post sobre Beauvoir está escrito que "é perfeitamente aceitável" "um casal de velhos" (suas palavras, não minhas -- aliás, o envolvimente de Beauvoir e Sartre com meninas de 16 e 17, pelo que vi, foi mais quando eles tinham 35 a 40 anos, não exatamente um casal de velhos) faça sexo com maiores de 13 anos?! Por favor, aponte no meu post, em vez de ficar mentindo na cara dura dizendo que eu disse o que não disse. Em nenhum momento eu dei razão a Beauvoir. Só que transar com gente de 16 e 17 anos não faz dela pedófila ou nazista, como estão falando. Então vai se danar, ô mentiroso.

Anônimo disse...

O que eu quero acreditar que a Lola quis dizer ao "defender" os dois foi que há um contexto cultural para o que eles fizeram. Antigamente, era comum meninas de 15 anos se casarem. assim como há contextos culturais para Shakespeare ser claramente preconceituoso contra judeus em o mercador de Veneza.
Ele não passa a estar certo por isso, mas foi em mil e lá vai bolinha.
Ele ser ignorante, Sartre e Beauvoir alegarem ignorância é uma coisa, outra é hoje em dia, com toda pesquisa científica e mudanças culturais continuarmos a fazer o que nossos antepassados faziam e justificar.
A ciência, o bom senso e a empatia estão aí para a humanidade melhorar, não para a gente ser pior do que no passado.
Carolina H

Anônimo disse...

Lola, não adianta explicar para quem nao quer entender.
"Casal de velhos", minha nossa

lola aronovich disse...

Anon das 16:15, não vou ficar respondendo as coisas 50 vezes só porque vc não lê meus posts ou meus comentários. Não, eu não acho certo alguém de 40 anos transar com gente de 15 a 17 anos, e muito menos antes disso. 18 anos é maior de idade. Se há consentimento, eu é que não vou me meter na vida de alguém. Eu não acho certo prof transar com alunx de 15-17 anos.
Mas o que estou fazendo no post é respondendo às acusações que disparam contra Beauvoir, principalmente que ela é pedófila e nazista. Entende? Uma pessoa pode fazer algo errado com a qual eu discorde e nem por isso ser pedófila e nazista. Pode fazer algo errado que não seja criminoso.
Meu posicionamento sempre é claro. O que Beauvoir e Sartre faziam em suas vidas pessoas não me parece nada bacana, mas não era crime, não era pedofilia, não era nazismo. E suas obras continuam sendo importantíssimas. Vc entende o que vc e outros estão fazendo? Inventando mentiras (tipo: transar com alguém de 16 anos é pedofilia; morar na França ocupada faz de alguém um nazista), atribuindo criminalidade a comportamentos, para desqualificar a obra intelectual de gente cuja ideologia vcs discordam.

Anônimo disse...

Outra coisa: todos os seres humanos, artistas ou intelectuais erram.
Vamos jogar fora todo conhecimento científico e artístico da humanidade fora porque as pessoas faziam coisas erradas no passado?
uma coisa é boicotar alguém que ainda esta vivo, para que ele se posicione e mude, outra é querer desqualificar a obra de alguém que está certo no que falou e produziu intelectualmente, mas está muito errado em sua vida pessoal, como é obviamente o caso dos dois intelectuais citados.
Estavam errados ao fazerem o que fizerem, mas o que Simone de Beauvoir escreveu é atual , pois seu trabalho de análise da condição feminina é relevante e importante para a humanidade, não só para as mulheres.
Carolina H

Anônimo disse...

http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2013/02/extra-extra-homens-sanctos-condenados.html

Ah, não é pedofilia? Mas em fevereiro de 2013 tu disse que era.

Anônimo disse...

Lola, o "mentiroso" aqui não sou eu, não.

Veja o artigo postado aqui mesmo: "PESQUISA CIENTÍFICA NÃO SE DECIDE SE MULHER É GARRAFA OU PNEU", e olhe os posts de 23 de outubro de 2015 14:52 e demais.

Foi nesses aí que vcs me crucificaram, apesar de eu ter explicado que não houve nada demais na época (sem sexo). Vc apagou todas as minhas explicações e alguns outros posts sobre o mesmo assunto. Não sei se vc consegue reativá-los ou lê-los, mas vc verá, SIM, que eu NÃO menti. Aliás, não tenho o costume de mentir, por princípio ético e moral. Ah, e eu não sou "um anônimo inútil, um mascu" não, viu? E sou 1000x uma pessoa melhor que essa tal de Simone de Beauvoir e Sartre.

Vc não me conhece para me atacar dessa forma agressiva. Desse jeito vc está "apelando", no linguajar popular. Atitude típica de gente que não gosta de ser contrariada e/ou não tem argumentos sólidos para se defender.

Não digo mais nada. Uma boa tarde/noite pra vcs.

lola aronovich disse...

Ah, anon das 16:36, vai ver se eu tô na esquina. Vc acha que eu fui agressiva? Vc leu o seu comentário? Até parece que vou sair catando comentário deletado de um anônimo inútil. Vai fazer prova do Enem, vai! Quem sabe vc aprende alguma coisa.

lola aronovich disse...

Minha paciência se esgotando em 3... 2... 1... Ô anon das 16:32 que tá deixando comentário repetido. Sei que vc é um mascu sancto, e com gente da sua laia não tem diálogo. Vc está citando um post meu sobre um site de ódio feito por vcs em que vcs pregavam (pregam ainda) estupro corretivo para lésbicas, legalização do estupro, legalização da pedofilia, onde vcs postavam fotos de "novinhas"... para dizer o que mesmo? Vcs não são pedófilos? Vcs não colocam fotos pornôs de crianças no seu chan? Vcs não ameaçam crianças de 3 anos (filhas de desafetos) de estupro? Eu não acredito que tem neonazista pedófilo -- esses sim criminosos, feito o crápula do Marcelo Mello -- chamando Beauvoir de nazista pedófila!

Anônimo disse...

"Uma coisa é alguém de 16 anos namorar/transar com alguém de 22 anos ou semelhante. Outra é alguém de 40 anos ficar fletando com adolescentes"
_
E mesmo? Qual exatamente seria a diferença? Ou você vai dizer que um marmanjo de 22 anos não tem vivência e não sabe exatamente o que faz?
E puramente pela aparência? Pré conceito com mais experientes?
Meu marido de 39 eu 19 e não trocaria ele por nenhum destes moleques

Anônimo disse...

Aposto que as mesmas criaturas que crucificam Simone de Beauvoir são as que defenderam a manutenção dos livros do Monteiro Lobato no currículo escolar brasileiro.
é muita má fé ou burrice mesmo.
Ora, claro que o Monteiro Lobato era um autor genial e que todo mundo que leu seus livros e gostou não tem que parar de gostar por eles apresentarem grande preconceito racial nos mesmos.
Pode-se sim fazer uma análise do texto e imaginar que uma criança negra se sentiria humilhada e ofendida com essa representação e não deveria ser exposta a isso.
Um educador de bom senso pode muito bem fazer isso e ter lido Monteiro Lobato na infância e ter gostado.
Nós, que somos adultos, podemos ler Sartre, Beauvoir, Monteiro Lobato, Olavo de Carvalho e tirarmos nossas próprias conclusões no que eles tem de errado ou certo, mesmo que nenhum deles esteja totalmente certo ou errado.
Aprender a pensar seria o que realmente deveríamos praticar na escola, mas está difícil.
Carolina H

Raisa disse...

Lola, sou sua leitora assídua, adoro seu blog, mas confesso que fiquei decepcionada com seu ponto de vista sobre a Simone e a pedofilia.
"Assinar uma petição defendendo a diminuição da idade de consentimento dificilmente faz de alguém um pedófilo." = Será? Se eu assino uma petição que reduz a idade de 15 para 11 não estou sendo nem um pouco tendenciosa? Não sei se foi o caso, mas defender a diminuição do consentimento sexual é bem suspeito.

Você linkou o caso dos três homens acusados de abusar de adolescentes de 13, 14 anos. Já acho que querer inocentar homens nessa situação é compactuar com a pedofilia, mas vamos lá...Eu entrei nesse link e li no último parágrafo que uma carta "parecida" foi assinada para defender um homem acusado de transar com várias crianças entre 6 a 12 anos. A justificativa em defesa dele é de que elas estavam felizes assim (?????????). Só não deixa claro quais intelectuais estavam envolvidos na assinatura dessa última...

Vicky_ disse...

Lá vem aquela criatura com trocentos anos de diferença do marido, ninguém merece.

Se um marmanjo de 22 já tem experiência, por que diz que eles tem mentalidade de moleque? Coerência mandou um oi. =D

E chega de hipocrisia, não vou ficar explicando as mesmas coisas para um anônimo desse nível, sim, sim, um adulto de 22 e um homem de 45 são a mesma coisa. Uma menina de 13 e uma mulher de 28 anos são a mesma bagaça. Vamos jogar nossa capacidade de raciocinar pro alto! \o/
Deixemos pessoas de 14 anos casarem!

#PartiuDescanso

Anônimo disse...

A Vicky_ tem uma baita pré conceito com os coroas, kkk se não gosta não gosta, mas tem quem goste.

Anônimo disse...

A pedofilia é de fato um tema muito complexo, mas que poderia ser discutido e estudado de forma mais profunda se não causasse tanta paixão nas pessoas. É um tabu, e não se pode falar nada a respeito, só repetir o mantra: pedofilia é crime!
Concordo plenamente que pedofilia é crime, mas poderíamos discutir melhor sobre o que é pedofilia. Uma criança de dez anos não está preparada biologicamente para o sexo, uma de quatorze sim. Ora, ao dizer isso eu não estou incentivando a prática da pedofilia ou afirmando que um adolescente de quatorze anos está psicologicamente preparado para o sexo, eu só estou dizendo o óbvio! As pessoas se esquecem de que na idade média as mulheres casavam logo após a primeira menstruação, isso era o que a moral determinava. Em um mundo onde a expectativa de vida era de trinta anos, aos quinze era um bom momento para se começar a ter filhos. Na Grécia antiga, os homens mais velhos iniciavam os jovens mancebos nas práticas sexuais, era um rito natural, quase obrigatório. A ideia de uma pessoa jovem fazer sexo não é recente, o próprio conceito de adolescência é extremamente novo.
As crianças devem ser protegidas, elas não estão preparadas nem fisicamente nem psicologicamente para terem relações sexuais, não há dúvidas quanto a isso. Mas o jovem que passa pela puberdade tem condições, físicas pelo menos, de fazer sexo. E aí está o ponto: ele não apenas desperta isso, como também deseja. O jovem sente desejo sexual. Eu sei que isso vai parecer muito chocante para alguns, mas é uma realidade: adolescentes fazem sexo! Eu fiz, e sei que muitos outros fizeram também. De posse desse fato inegável, o que poderia ser discutido é se a sociedade deve permitir o sexo na puberdade. O adolescente tem o direito de fazer sexo? Se ele tem, com quem e como ele deve fazer?
Essas são apenas algumas das inúmeras questões que poderíamos discutir. Dar chiliques toda vez que se toca no assunto não resolve o problema, demonizar o sexo entre adultos e jovens que o desejam, tampouco. Por exemplo, é de conhecimento dos terapeutas que praticamente todos os abusadores de crianças já foram abusados na infância. Isso é um fato que nos diz muita coisa, mas que é sistematicamente ignorado. Vejam, ignoramos um fato que nos ajudaria entender a pedofilia, e consequentemente a combatê-la, simplesmente por não aceitarmos que um pedófilo já tenha sido um dia, também, a vítima.
Não basta combater a pedofilia, é preciso estudá-la e entende-la de fato. Ela é um fantasma silencioso que vem causando muitos estragos, muitas pessoas tiveram suas vidas destruídas por causa de abusos sexuais na infância. Timidez, baixa auto estima e complexo de inferioridade são algumas das sequelas deixadas pelo trauma do abuso. Um abuso sexual na infância pode causar dor e sofrimento para toda uma vida. Agora, é preciso definir bem o que é pedofilia. Não será uma tarefa fácil, assim como não é em quaisquer questões ligadas ao sexo, a densa névoa da moral judaico-cristã atrapalha a nossa visão.

Melchior

Vicky_ disse...

Vi o link e senti uma enorme repulsa, não defendo intelectual que era "inovador", mas batia na esposa e tinha escravos, da mesma forma não apoio alguém "liberal" que acha sem problema defender os Lewis Caroll da vida.
Por isso não suporto Marquês de Sades, a vida pessoal era pobre e não aprecio a obra.

Anônimo disse...

"Por exemplo, é de conhecimento dos terapeutas que praticamente todos os abusadores de crianças já foram abusados na infância. Isso é um fato que nos diz muita coisa"
_
Há tá então vamos ver estes homens abusadores nojentos como vitimas agora? Ridículo, o maior causador de abuso e o machismo, este maldito comportamento masculino predatório.

Anônimo disse...

Não há provas de que Lewis Carroll era pedófilo.

BiiahBS disse...

Feminista faz o que quiser, porra. Ninguém precisa da sua aprovação, engole o choro e vai ficar de mimimi pra lá, omi.

Vicky_ disse...

Melchior, aexpectativa média de vida em parte da idade média era 40 e poucos anos, não 30, muitas pessoas da elite viviam até os 70~80 anos sem problemas. Casamentos com grandes diferenças eram raros, geralmente em circunstâncias específicas (ausência de parentes próximos, situação de quase falência, o período totalitarista com reis bitolados, etc)
Isso por que 20% da população morria ainda na infância ou pré adolescência, os outros 20% morriam antes dos 40. Por isso a expectativa de vida baixa, mas não era tudo tão preto no branco.

Bem, antigamente era normal pais baterem nos filhos com pedaços de madeira por, sei lá, saírem sem permissão, não é melhor discutir os prós e contras de espancar filhos ao invés de ser preconceitoso com os tempos antigos? =D Vá pra casa do caralho.
(Alguns espancavam até crianças de 5 anos na idade média! Então por que não?)

Use raciocínio e sites confiáveis.

Ah, sabia que muitos estudos apontam de a puberdade na idade média começava mais tarde? Isso inválida o corpo estar "preparado" aos 14 anos, idade onde a maioria se encontra no final da puberdade atualmente.

---------

Não tenho problema com tiozões, até namoraria um, só tenho nojo dos que são tarados ou semelhantes, anon.

Vicky_ disse...

É mito. A maioria dos pedófilos nunca foram abusados, apenas uma pequena porcentagem (geralmente 1%~3% nos estudos).
Nem faz sentido, afinal, a maioria dos pedófilos sente atração exclusivamente por meninas, não meninos. Se a maioria dos pedófilos são homens e atraídos exclusivamente por meninas, como foram abusados em maioria?

Anônimo disse...

Não concordo com o incentivo de crianças e pré adolescentes a fazer sexo. Fui abusada por um menino que era um ano mais velho que eu, e até hoje tenho asco a ideia de crianças ''brincando de médico''. Eu me sentia pressionada por ele, não sabia dizer não, me sentia suja. Crianças são crianças, não tem discernimento pra lidar com sexualidade ainda, não estão devidamente preparadas pra fazer suas escolhas sem serem manipuladas. Sempre vai ter uma criança mais psicologicamente madura que a outra.
Por exemplo, fulaninho já tem alguma consciência sexual, vê na novela casais fazendo sexo e força alguma coisa com a coleguinha de aula, que pode não estar nessa fase, não ter interesse nisso.
E crianças não são esses anjinhos de candura não, sempre tem as manipuladoras, as maldosas com as outras.
Crianças podem descobrir suas sexualidades se tocando sozinhas(se assim fizerem por vontade própria, sem incentivos externos), nisso não verei maldade, nem acharei sujo, mas sempre vou dizer pra nunca fazer isso com qualquer outra criança o dia que tiver filhos.

Anônimo disse...

Anônimo das 16:36

Vc é o Leandro, cagador de regra que acha que virgem não vai faze-lo de corno?!!
Se é ou não é uma coisa é certa, vc é um otário machista e vai fazê troca troca com seus amiguinhos mascus. Tchau.

Anônimo disse...

Acho que é verdade mesmo, na época da minha vó era normal meninas menstruarem com 15 anos apenas...

Anônimo disse...

Anon das 18:12
Não é transformar o abusador em vítima, é só compreender que quanto menos abusos infantis nós tivermos, menos abusadores teremos.
O abuso infantil, como eu disse, é muito complexo. Embora o machismo tenha contribuído muito, não podemos dizer que só ele é o responsável.
Sabe, quando eu tinha dois anos de idade, entrei no banheiro em que minha avó estava urinando, ela muito irritada, me pegou pelo pescoço e me bateu muito, depois esfregou sua genitália na minha cara, ainda molhada de urina, enquanto gritava: “Nunca mais me expie! Nunca mais!”. Sofri ali um abuso sexual, e as consequências para minha vida foram horríveis. Mais tarde, descobri que ela havia feito isso com meu tio também. Meu tio também teve uma vida horrível, creio que foi por causa do abuso. Minha avó fez algo terrível comigo, mas talvez ela não tivesse feito se ela também não tivesse sido abusada. Minha avó foi estuprada diversas vezes pelo seu padrasto, Na adolescência quando ela não aquentou mais e pediu ajuda para sua mãe foi expulsa de casa. Minha bisavó não tinha como ficar do lado da minha avó, era uma época muito difícil. Minha avó não teve uma vida fácil. Como posso odiar minha avó, mesmo ela sendo responsável por algo que no futuro me trouxe tanta dor? Eu a amo.
Essa é uma questão muito complexa. A maioria dos abusos é feito por homens, mas não só por eles. A maioria dos que sofrem abusos são mulheres, mas não só elas.

Melchior

Anônimo disse...

Vicky_ não e mito não, e estatística de estudos feitos por psicanalistas com pacientes pedofilos e vitimas de abusos, e para surpresa cerca de 35% dos meninos e meninas sofrem abusos de mulheres mais velhas.
Uma paciente minha, dos cinco aos oito anos, Laurinha*(Vou chhama-la assim), hoje com dez, assistia à babá se masturbar diariamente. A mulher esperava a patroa sair, ia para o quarto com a garota e a sentava em uma cadeira. Em seguida, se deitava na cama e obrigava a menina a permanecer ali até que chegasse ao orgasmo.

O caso só foi descoberto quando a criança contou na escola, com ar de naturalidade, o que acontecia, sem se dar conta de que era vítima. A família nunca desconfiou de nada. Como aquela mulher de confiança, que cuidava de tudo havia anos, que também era mãe, carinhosa, poderia cometer aquilo? Seria mesmo verdade ou uma invenção da menina?

Assuntos como pedofilia e abuso sexual envolvem um tabu tão grande que pouco se imagina que as mulheres sejam portadoras dessa doença e que também cometam estupros. Segundo um dado da PF (Polícia Federal), a cada dez pedófilos, um é mulher. Assim como os presídios masculinos têm alas reservadas para estupradores, chamadas "seguro", os femininos também possuem e elas estão ocupadas.

O que acontece é que, em geral, as mulheres são denunciadas com menor frequência. Alguns motivos explicam essa subnotificação, como a ausência de penetração durante o abuso, a cultura machista que vê como algo normal as relações precoces entre meninos e mulheres mais velhas, ou o receio da família de denunciar e transformar o fato em um trauma maior que interfira na sexualidade dos garotos.

Anônimo disse...

Sexo e uma doença humana, deveria ser abolido, principalmente para segurança de mulheres que não ganham nada com isto só tem contras para nós, nada de prós, e doenças,abusos, corrimentos, dor, penetração, gravidez indesejada, tudo de ruim.

Anônimo disse...


"Não tenho problema com tiozões, até namoraria um"
_
Com todo conhecimento histórico e acadêmico acerca de feminismo e opressões constituídas pelo patriarcado socialmente pelo patriarcado e seus agentes que você tem,ainda assim se relacionaria com um deles?

Vicky_ disse...

Anônimo, qual seria o link? Estou procurando e procurando pelo Google o estudo com esses 35% e até agora nada.

Só achei essa bagaça:
http://noticias.r7.com/sao-paulo/mulheres-pedofilas-entenda-porque-elas-sao-pouco-denunciadas-06072015

Pela sua linguagem: Você é a psicóloga/psiquiatra dessa menina? Ou só deu ctrl c + ctrl v?

Não tem nada dizendo que 35% foran abusados/as por mulheres, só diz que parte dos agressores eram mulheres, o que não neguei, mas não há porcentagem.
Diz que 60% dos agressores em certos períodos de denúncias não eram do círculo familiar, só.

Unknown disse...

Concordo com seu posicionamento. Entender, tentar achar soluções para qualquer problema é melhor do que eleger alguns nomes expiatórios que serão todos como monstros, mas com a sociedade produzindo mais monstros e msis sofrimento. Carolina h

Carolina Herrera disse...

Acho que o que ele quis dizer é que é muito difícil mudar toda uma cultura que estimula isso. Não concordou com essa cultura estar certa. Tem que haver punições para pedófilos e outros criminosos. Mas isso não muda o fato de que os crimes já foram cometidos e ferraram com a vida das crianças ora sempre. Acha que se conseguirmos achar os mecanismos sociológicos e psicológicos que levam a pedofilia seria mais fácil de evitar que esse crime hediondo acontecesse.
E se é ele não acontecesse seria muito melhor oras possíveis vítimas.
Não sei se minha idéia seria possível de ser colocada em prática, infelizmente

Carolina Herrera disse...

Concordo com vocês que o machismo e a cultura do estupro são essenciais na formação de pedofilos.
Carolina h

Anônimo disse...

E pare com o discurso homofóbico também. Viado não é xingamento, porra!

Alexandro Castro disse...

"Mascus", "reaças". Esse tipo de linguagem tira metade do respeito do texto. Sugiro abrir mão desse tipo de recurso. Não existe luta por igualdade quando nos referimos ao outro com um linguajar de deboche ou de ridicularização.

Caio Borrillo disse...

Acho que é importante separar autor de obra. Muitos escritores, intelectuais, poetas, músicos, tinham vida questionável e criaram obras brilhantes. Podemos citar aí Monteiro Lobato. Beauvoir era um ser humano que falha e não é perfeito. Podemos citar Isaac Asimov, assediador de mulheres, podemos citar muitos outros.

Os mascus inventam as merdas que inventam porque, bem, são mascus, desonestos, incapazes de raciocínio lógico, mimados e incompetentes, que precisam despejar seu ódio pelo mundo em alguém. Desta vez o alvo caiu como uma luva porque foi abordado no ENEM.

Podemos sim apreciar e aprender com a obra de de Beauvoir lembrando que a obra nem sempre é uma transcrição do escritor e de sua vida. Mas como disse a Lola, não temos que mentir sobre os outros e suas vidas. Quem faz isso se chama MASCU, que grita que mulher é tudo puta, mas abaixa a cabeça pra mãe, pra esposa, pra sogra.

Anônimo disse...

Alexandro Castro


Os mascus são o que são. E se eles chamam feminista de feminazi, puta, mal comida, inventam mentiras e espalham boatos infundados, por que a gente aqui tem que desviar a atenção e a importância do texto pra falar de como os chamamos?

Sugiro que você fique quieto.

Anônimo disse...

Nossa, tanta gente xingando, babando, esbravejando sobre a Beauvoir...

VEM cá, cêis LERAM pelo menos??

Anônimo disse...

Alexandre Castro, tome tento, cabrunco! Prestenção no texto e para de chorar sobre o leite do mascu derramado!

Daiana Fonseca disse...

As algemas do machismo são muito mais sutis. Viva a esta mulher que se livrou da opressão machista e agora sim é livre!!

Bjs feministas pro machistinha escroto aí de cima! :*

Ana Caroline disse...

Incrível! Obrigada pelo artigo!

marcos noriega disse...

Olá, Lola, a leitura do texto esclareceu pontos controversos da vida de Simone e Sartre com e contextualizou as ações dos dois de forma crítica, isso tirou algumas dúvidas que eu tinha sobre o assunto. Obrigado e parabéns pelo ótimo blog.

Anônimo disse...

"As algemas do machismo são muito mais sutis. Viva a esta mulher que se livrou da opressão machista e agora sim é livre!! "

E a opressão que o ânus e vagina das crianças sofreram pelos HOMENS que transaram com elas??? Não conta, né.

André disse...

Alexandre Castro,

Se o post fosse uma resposta a algum questionamento feito de forma educada e com alguma consistência você teria alguma razão, embora eu discorde que os termos que você apontou tirassem metade do respeito pelo post. Mas trata-se de uma resposta a um ataque de baixo nível feito por pessoas desqualificadas que dão mostras disso dia após dia.

Anônimo disse...

"Assinar uma petição defendendo a diminuição da idade de consentimento dificilmente faz de alguém um pedófilo."

Como vítima de uma dessas pessoas que acham que meninas de 12 anos amadurecem cedo e por isso podem fazer sexo querendo ou não, discordo.

Estão defendendo o indefensável aqui. Não sei mais o que pensar. Minha família não me acolhe, a justiça nada fez, fui desacreditada em todos os momentos que tentei fazer alguma coisa e agora eu descobri que dar aval para pedófilos agirem na lei é uma das bases de pensamento do grande símbolo do feminismo. E que aparentemente a pessoa que abriu as portas do feminismo pra mim não vê problema em certas coisas também.

A minha vontade é de morrer.

Anônimo disse...

Olha, eu concordo com ele e concordo com vc também.
Toda generalização é burra.
Cada indivíduo gosta de viver a vida de sua maneira.
So que isso sempre gera conflitos. Vou utilizar esse exemplo que utilizaram acima. Se um cara vai pro baila funk porque ele gosta e esta acostumado a lidar com esses tipos de mulheres que ele citou, o cara tem a tendencia de agir da mesma maneira com todas as mulheres q ele conhece, pq essa é a realidade dele. O mesmo ocorre com a mulher.
Se o cara conhece outra mulher, que não gosta dessas coisas, "se da valor", etc, ele vai querer tratar da mesma maneira, e aí surgem os conflitos. Óbvio.
Esse tipo de coisa ocorre justamente pela liberdade exagerada pregada por esses movimentos neo marxistas. Não sou contra as feministas, eu só acho que o foco do movimento deveria ser outro.
EU não acho que pregar uma liberdade sexual total seja o correto, perceba que eu não estou falando de liberdade sexual feminina, estou falando de homens e mulheres. Esse tipo de liberdade sempre gerou e sempre vai gerar problemas.

donadio disse...

"Eu não acusaria alguém de ser pedófilo/a sem provas, mas se essa pessoa milita para reduzir a idade de consentimento para menos de 15 anos"

Ai, ai...

Vive num país em que a idade de consentimento é 14 anos... chatiado com quem quer reduzir a idade de consentimento para 15.

Anônimo disse...

Lola é tola.

Anônimo disse...

Alguém sabe onde posso encontrar as cartas que a Lola fala no texto?

Anônimo disse...

Fiquei confusa! Me descobri feminista com esse blog. Passei a entender muito mais sobre a opressão que as mulheres sofrem, a disseminação da violência sexual entre tantas outras coisas.
Reconheço que conheço muito pouco sobre Beauvoir, mas ler lola escrever sobre a vontade de Simone sobre a redução da idade e que garotas de 16, 17 anos podem consentir um relacionamento e isso ser legitimo me deixaram confusa.
Não gosto de ser radical e entendo que pessoas de 17 anos tem plena noção do que fazem. Mas nesse sentido não consigo achar que isso seja algo normal. Pra mim ficou parecendo aquela coisa de faca o que digo, não faca o que faco.
Me esclareçam, por favor, estou realmente confusa.

Anônimo disse...

Anon 8:01, A Daiana estava respondendo a Fernanda que postou às 20h.

Calma aí..

É que no celular os comentários ficam linkados.

Anônimo disse...

Se nasce mulher sim,o órgão reprodutor

Anônimo disse...

Minha única ressalva à prova é que ela acabou sendo transfóbica. Em estatísticas sobre feminicídio, por exemplo, as mulheres trans não entram e quando se diz "violência contra a mulher" presume-se pessoas designadas por outrem como do sexo feminino ao nascer. Perderam uma ótima oportunidade de dar visibilidade às transsexuais e ainda abordar a questão no contexto da violência de gênero.

Não me espanta, já que a sociedade é transfóbica. Li sobre o caso de uma mulher trans que foi impedida de usar o banheiro feminino, tendo que usar o de deficientes. Até quando isso vai ser tratado como doença e motivo de exclusão? Até quando não teremos nossos nomes sociais reconhecidos? Até quando seremos expostas pela ignorância da sociedade? A prova foi importante mas a discussão beneficiou apenas um pequeno lado do problema, o resto infelizmente foi deixado de lado.

Anônimo disse...

"Se nasce mulher sim,o órgão reprodutor"

Atualize suas definições de gênero pra ontem que o vírus da burrice já tomou conta do seu sistema.

André disse...

07:02,

A prova não especificou se era violência contra a mulher cis ou trans, então nada impedia o candidato de abortar a violência (de qualquer tipo, física, psicológica, social, etc) contra as mulheres trans. Mas se você entende que apenas a violência contra as mulheres cis foi abordada e que isso é um pequeno lado do problema (um lado sim, pequeno não) então seu comentário passa a ser bem problemático.

donadio disse...

"Na época, anos 1970, a mudança na lei era inaceitável para muitos, e ela não foi mudada, mas era absolutamente aceitável que se discutisse publicamente a questão sem que reputações fossem manchadas para toda a eternidade."

É verdade, e é uma verdade impressionante.

Mas na década de setenta o que um rapaz ou uma moça de dezoito (dezessete, dezesseis, quinze) anos de idade queria era sair de casa, morar sozinho, se livrar da tutela dos pais, para poder transar com quem quisesse, sem depender de ninguém.

Hoje os rapazes de vinte e oito (vinte e nove, trinta, trinta e um) anos de idade querem morar com os pais, ganhar todinho na cama, e jogar video game.

Não só a adolescência é uma construção social muito recente, como diz o Melchior, mas é uma coisa que está se expandindo (e, se posso dar uma de conservador, se expandindo assustadoramente). Daqui a pouco vamos começar a discutir se pessoas de trinta anos de idade estão psicologicamente preparadas para ter relações sexuais, e veremos "rapazes" de cinquenta anos de idade morando com os pais e ainda "se preparando" para entrar na universidade e no mercado de trabalho.

B. disse...

"Não gosto de ser radical e entendo que pessoas de 17 anos tem plena noção do que fazem." Pra ter relacionamento com quarentão, tudo bem. Agora pra saber que matar e roubar é errado, aí não, são "pessoas em formação".

donadio disse...

"Ok, se for maior de 12 anos não é pedofilia...mas se fosse um cara fazendo a mesma coisa, diriam que é pedófilo, tenho certeza!"

Diriam, por que há uma confusão enorme sobre o conceito de "pedofilia". Pedofilia, estritamente falando, é um conceito médico, não jurídico. Não é crime ser pedófilo, é só uma doença. Crime é ter relações sexuais com menores de 14 anos (no Brasil; em outros países a idade pode ser maior, ou menor), e o nome desse crime (de novo, no Brasil) é "estupro de vulnerável". As pessoas confundem essas coisas, e acham que o sujeito que tem relações sexuais com uma menina de 13 anos, 11 meses e 29 dias de idade é um "pedófilo".

Mas fazer o quê? As pessoas não vão parar de chamar furto, ou apropriação indébita de "roubo", embora sejam tipos penais diferentes.

Raisa disse...

A questão é que muitas feministas estão querendo relativizar a pedofilia por causa das posturas da Simone e isso me deixa muito triste. Simone (ela e muitos outros intelectuais) compactuava com o que hoje chamamos de pedofilia e ponto final.
Uma página feminista no Facebook postou há alguns dias uma cartilha dizendo:
"Por que quando crianças de 11-14 anos "transam" com adultos, vocês têm coragem de dizer que teve consentimento?
"Mas ela queria".
Você é o adulto. Você deve dizer não."


Daí, dias depois, a página postou um texto defendendo a Simone por ela ter apoiado a redução da idade de consentimento e assinatura da petição dos estupradores.


Cara, não tem base isso...é pra ficar muito decepcionada com essas mulheres.

Anônimo disse...

"Não me espanta, já que a sociedade é transfóbica. Li sobre o caso de uma mulher trans que foi impedida de usar o banheiro feminino, tendo que usar o de deficientes. Até quando isso vai ser tratado como doença e motivo de exclusão? Até quando não teremos nossos nomes sociais reconhecidos? Até quando seremos expostas pela ignorância da sociedade? A prova foi importante mas a discussão beneficiou apenas um pequeno lado do problema, o resto infelizmente foi deixado de lado."

IUZÓMI HEIM

André disse...

B.

Você criou um espantalho e insiste nele apesar de todas as explicações. Boa sorte.

Johannes Constantius disse...

"em 1977, personalidades de esquerda _entre eles Simone de Beauvoir, Jean Paul Sartre e os atuais ministros Jack Lang e Bernard Kouchner_ assinaram um manifesto protestando porque três homens haviam sido condenados por terem mantido relações com crianças de 12 a 13 anos. O documento pedia que se modificasse a lei sobre os menores." http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u20490.shtml

Anônimo disse...

"Bianca - Eu fico impressionada que possam ler meu livro no Brasil. Eu sei que Simone de Beauvoir e Sartre ainda têm uma grande influência em todo o mundo. Eu não pretendi fazer ciência, apenas tentei mostrar como eles eram insensatos em suas relações com as pessoas.
Ademais, tentei mostrar as consequências do que se pode pensar das teorias deles. O que quer dizer, na minha opinião, que não pode haver uma ruptura completa entre a vida e o pensamento.
Quando se sabe o que eles fizeram comigo, penso que isso tem como consequência que não se pode mais acreditar profundamente nas idéias que eles desenvolveram.
Por exemplo, não se pode mais acreditar que Simone de Beauvoir tenha sido uma feminista. É impossível continuar acreditando nisso considerando a maneira pela qual ela me tratou."

Disponível em: http://biblioteca.folha.com.br/1/23/1994103103.html

Carol disse...

Pedofilia é abaixo dos 9 anos. Simone era ativista da liberdade e do fim do tabu sexual.

Lourdes disse...

Muito obrigada pelo artigo, adorei. O que posso dizer é que como mulher, ao ler o "Segundo Sexo" de Beauvoir, minha vida foi uma revolução positiva que me ajudou a enfrentar muitos desafíos numa sociedade machista.

Um abraço e cordiais saudações desde a Guatemala.

marina souza disse...

Obrigada pelo texto e pelos links Lola! Bom... se bem pude entender um pouco da Simone é meio um "escuta, não tenho uma vida exemplar, mas por favor, não faça como eu, tente ser melhor."

E eles terem publicado as cartas foi nada mais que uma admissão de tudo. Acho que Simone colocou em palavras um ideal que ela gostaria de aplicar, mas que na conjuntura do relacionamento deles não foi possível, ela lidou como pôde.

marina souza disse...

Obrigada pelo texto e pelos links Lola! Bom... se bem pude entender um pouco da Simone é meio um "escuta, não tenho uma vida exemplar, mas por favor, não faça como eu, tente ser melhor."

E eles terem publicado as cartas foi nada mais que uma admissão de tudo. Acho que Simone colocou em palavras um ideal que ela gostaria de aplicar, mas que na conjuntura do relacionamento deles não foi possível, ela lidou como pôde.

donadio disse...

"a expectativa média de vida em parte da idade média era 40 e poucos anos, não 30, muitas pessoas da elite viviam até os 70~80 anos sem problemas."

"Expectativa de vida" é a média da duração da vida de todo mundo que nasce. Se a mortalidade infantil é muito alta - e na idade média com certeza era - a expectativa de vida é baixa. Não quer dizer que todo mundo morra antes dos 40 anos de idade. Quer dizer que para cada cidadão que vive até os 70, 80 anos, tem uma criança que morre antes do primeiro aniversário.

kajira disse...

Pois pra mim importa, já detestava Chaplin, agora tenho ânsia, jamais verei esses com os mesmos olhos, pra mim este texto foi triste,fico pensando que as merdas acontecem pela supervalorização do sexo,será que realmente todo mundo tem que trepar enlouquecidamente pra se auto afirmar? Precisamos mesmo dessas perversões? Eu tenho nojo de pedófilos, sejam eles talentosos ou não, tenho pena de mulheres que se sujeitam aos caprichos sexuais pervertidos dos companheiros e fico triste de saber que uma mulher tão cultuada era, no fundo só mais uma coitada.