terça-feira, 9 de julho de 2013

MENSAGEM DE UTILIDADE PÚBLICA PRA QUEM SÓ FALA BESTEIRA

Ha ha, fofo. 
Minha tradução: "Devemos proibir coletes salva-vidas e outros aparatos que fazem flutuar.
Eles só servem para encorajar comportamento de risco. A única maneira 100% eficiente de não se afogar é abstinência total de entrar na água.
E se você, por algum motivo, estiver se afogando, nenhum procedimento salva-vidas deve ser realizado. Você se pôs nessa situação, agora lide com as consequências. Você deve encarar o afogamento como um presente.
E se você for empurrado e cair na água, não se preocupe. Se for um empurrão legítimo, seu corpo vai encontrar maneiras de se fechar para toda a água e de sobreviver ao afogamento."

Encaminhe esta mensagem toda vez que alguém pregar abstinência sexual como única forma eficaz de não engravidar, ou quando alguém for contra métodos anticoncepcionais e contra aborto (geralmente são as mesmas pessoas). Se algum brasileiro imitar o senador republicano que falou que, no caso de "estupro legítimo", o corpo da mulher automaticamente bloqueia a possibilidade da gravidez, mande também. Esta ilustração serve pra combater inúmeras idiotices ao mesmo tempo. (Obrigada, Gabriele). 

31 comentários:

ReSilver disse...

Achei que também serve pra culpabilização da vítima de estupro.

Anônimo disse...

Pensei nos vagões rosa. Tenho muit@s amig@s que acham um absurdo separar homens de mulheres na vida pública. Eu não. Acho um "life jacket". O que vc acha, Lola?

Giovanna

Marcelo disse...

Kkkkk me divirto lendo as asneiras que abortistas dizem para parecerem certos.
Uma delas é q todo mundo q é contra aborto é religioso,agora isso...sou conta aborto mesmo mas curiosamente sempre transo com camisinha,devo ser exceção!

Anônimo disse...

Marcelo... Fácil ser contra aborto quando não é você que tem que abortar.


E outra: não existe "certo" nem "errado" ... existem opiniões e RESPEITO ( no caso, não 'tem existido'). não é porque você não gosta de chocolate que as fábricas do mesmo têm que parar de produzir.

e vai nessa de contra aborto... tem muito religioso por aí querendo considerar camisinha um tipo de aborto. Aí você vai saber na pele o que mulher sofre com " não quer se ferrar? não faz ".

Giovanna, exatamente minha opinião!

Leandro disse...

Eu tenho uma analogia bem melhor.

Estamos em um navio em alto mar, eu tropeço, esbarro em você, e você cai em alto mar, repleto de tubarões famintos. Eu tenho ou não a obrigação de salvar você?
Note que eu inadvertidamente lhe coloquei em uma situação em que sua vida está em risco extremo. Eu lhe coloquei em uma situação na qual você não pediu para estar. Mas eu, pela lógica abortista, não sou culpado de nada. Se você morrer, posso lavar minhas mãos e dizer "Oops, coitada. Lugar errado, hora errada."

É mais ou menos assim que funciona o pensamento abortista.

Homens e mulheres que defendem o aborto estão simplesmente pedindo ao estado que os livre das responsabilidades de seus atos.

Anônima da saia disse...

Concordo com anônimo 22:02 fácil ser contra aborto quando vc sabe que NUNCA vai ter que passar por esse tipo de decisão por ser homem.
Sou mulher e tb SEMPRE uso camisinha mesmo com namorado com 200 anos de relação ja que pílulas me fazem mal.
Mesmo assim nunca me sinto totalmente segura porque já me aconteceu de romper a camisinha 2x. Corri pra pilula do dia seguinte (consideradas abortivas) porque mesmo que hormônios me fazem mal naquela hora nao pensei duas vezes.
Acho que esse tipo de argumento de que nao existe 100% segurança com métodos anticoncepcionais foi amplamente debatido aqui no blog da lola. Mas sempre tem uns babaquinhas (homens) que acham que NUNCA nada pode dar errado, se a mulher engravidou usando pilula é "porque me enganou" oras Marcelo e turminha se um dia a mulher que toma pilula teve um "desarranjo intestinal", vomito, tomou algum medicamento (tem um monte bem bolinhos que a gente nem sabe que tira a eficácia da pilula) pois entao fodeu engravida.

Eu fui abstemica durante uns 5 anos (ate conhecer o meu atual namorado) foi uma decisão minha que nada tinha a ver com a religião como a lola deu a entender nesse texto.
Fiz isso porque
1. Nesses 5 anos nao conheci absolutamente homem algum que me desse vontade de transar e que estivesse livre
2. Considero sexo assim como um simples beijo na boca um carinho muito intimo como para estar "distribuindo" por ai, imagina se acaba indo parar nas mãos de um tal Marcelo? Putz
3 como nao posso usar pilula sempre fiquei mais receosa se engravido sei que fico sozinha, ou vcs acham que um estranho ia assumir?
4. Como sou miudinha sempre tive medo de acabar levando pra casa um desconhecido. Ja que fisicamente nem posso me defender diante de um homem que geralmente sao mais fortes (que eu com certeza)
5. Decisão pessoal. Ate invejo mulheres que sao livres sexualmente mas eu acho frio e sem sabor. Por certo, sinto ate nojo de ter relações com um cara que nao sinto nenhum amor. Mas isso é coisa minha
6 nao sou nada religiosa. Nao vou dizer que sou ateia porque na hora do aperto me sai um "ai meu deus" mas acho errado considerar abstemicos com religião e com quem é contra aborto,

Fui abstemica (e seguiria sendo se nao estivesse com o meu atual namorado) sou totalmente a favor do aborto e nao sou nada religiosa ou crente em deus.

Abraços

Anônimo disse...

Na verdade é fácil ser a favor do aborto depois que vc já nasceu

lica disse...

Bom, se você se jogar na água e começar a se afogar, talvez ache digno puxar outra pessoa junto pra pisar na cabeça dela e se manter na superfície...

Anônimo disse...

Marcelo,
Por acaso vc tem útero?
Então cala sua boca que esse assunto não é da sua conta.

Anônimo disse...

Não acho muito boa a analogia entre encarar um filho como presente e encarar a morte por afogamento como um presente.

De qualquer forma, por mais maravilhoso que seja fazer um cruzeiro, eu não faço pq tenho medo de morrer afogada. E olha que eu sei nadar e os navios de hoje em dia são super seguros e equipados.

Eu não acho que a analogia foi boa, mas se foi, citou exatamente uma coisa que me faria acreditar na abstinência sexual.

Anônimo disse...

querido das 08:49
Exatamente, faço minhas tuas sábias palavras!
É FÁCIL SER A FAVOR DO ABORTO DEPOIS QUE VOCE, QUERIDO, NASCEU.

Anônimo disse...

Acho a palavra "abortista" tão engraçada. Acho que tem homens e mulheres incapazes de usar o cérebro corretamente e entenderem que ninguém em sã consciência é favor do aborto, mas, sim, da escolha de fazê-lo. Afinal, Deus nos deu livre arbítrio, né? Pensar é algo raro entre os brasileiros, infelizmente.

Paula disse...

para os argumentos furados dos pró-intromissäo-da-vida-sexual-alheia:

http://blogueirasfeministas.com/2013/07/e-sua-mae-tivesse-te-abortado/

Anônimo disse...

é tbm fácil ser contra o aborto depois de nascer já q vc tem q ser capaz de pensar para ser contra ou a favor de algo (se bem q alguns comentários fazem parecer q é possível viver e não pensar) e é tbm fácil ser contra o aborto quando vc é homem

A questão do aborto, do início da vida (mesmo q vc pessoalmente não seja religioso) tem sempre uma pitada de religiosidade.. Agora imagine se usassem a religião contra vcs fazendo leis (Os católicos contra camisinha por exemplo) Mas enquanto as leis limitarem apenas as mulheres tudo OK .

Mas lembrem desse amor a vida e a bebês q vcs dizem ter quando isso os afetar diretamente

André disse...

Leandro,

Eu tenho um exemplo melhor, você está caminhando fora da faixa de pedestres e é atropelado juntamente com um completo estranho. Você acorda no hospital ligado ao estranho por um tubo. O médico explica que os rins do estranho foram afetados e que ele só vai sobreviver se você aceitar dividir seu sistema renal com ele. A recuperação dele vai demorar longos nove meses, nos quais você correrá uma série de riscos inclusive com possibilidade de sequelas. Você não é obrigado a correr esse risco e pode simplesmente mandar desligar os aparelhos, já que o estranho se encontra em coma e não vai sofrer nada ao morrer. O que você faria?

Anônimo disse...

Eu tenho uma solução simples para os homens que são contra o aborto. Insistam no uso da camisinha em 100% das suas relações sexuais, mesmo se a garota disser que toma pílula. Se todos os homens fizessem isso diminuiria drasticamente o número de gestações indesejadas.

Ah, é claro, vão ter que fazer um esforcinho e pararem de estuprar tb.

Se quiserem fazer ainda mais. Podem adotar ou ajudar a sustentar crianças carentes. Pq parece hipocrisia fazer todo esse alarde sobre a vida do feto, quando pouco se importam se existem crianças que morrem de fome e maus tratos no Brasil.

Assumam a responsabilidade em vez de só exigir que as mulheres façam isso!

Anônimo disse...

Mas que inferno, essa frase não vai parar nunca? "É fácil se a favor do aborto depois que vc já nasceu."

Óbvio, só dá pra ter opinião quem já nasceu.

"É fácil ser contra o aborto depois que vc já nasceu"

Pili disse...

Ser contra o atendimento de saúde DOS OUTROS em caso de aborto é como ser doador de medula óssea... enfiando a agulha no seu vizinho.
Caso o vizinho seja um egoísta que não entende a sua moral, basta algemar ele e furar à força.
Se ainda assim o vizinho sair correndo, chama o estado pra encarcerar.
...
Se vc se chama de pró-vida, quero ver gestar e parir uma!
Com o teu corpo. Não com o corpo dos outros.

Elaine Pinto disse...

"Adoro" homens que são contra o aborto. Geralmente são os primeiros a sumir quando a namorada ou ficante engravida, isso quando não sugerem para que ela dê um "jeitinho" de acabar com a gravidez.

Luiza disse...

Fantástico

Anônimo disse...

André, não acho que essa lógica faça tanto sentido porque o estranho em questão não seria um ser em formação como o feto.

Para os homens contra o aborto, o anon das 10:50 deu ótimas dicas e para as mulheres contra é simples: nunca faça um! Eu não faria mas isso não significa que outras não tem direito de escolha. Pessoas que não têm a menor noção do que é engravidar, parir e ter um bebê sem querê-lo e mesmo assim querem dar pitaco e melhor ainda, na vida de mulheres que nem conhecem!

Anônimo disse...

Engraçado que o pessoal que é pró-vida e justifica com argumentos religiosos é o mesmo que furufunfa antes do casamento. Vão se ferrar. -.-

André disse...

Anônimo 11:48,

No período de recuperação o hipotético rim do estranho está em formação. O exemplo não é exatamente igual a um caso de gravidez mas ainda é melhor que o exemplo do Leandro.
Quanto a não fazer filho, acidentes e estupros acontecem. Concordo que as pessoas deveriam ser mais responsáveis, mas enquanto o mundo ideal não chega é preciso lidar com as imperfeições do atual.

Anônimo disse...

Morro de inveja de quem é contra o aborto: basta não fazer nenhum e não encher a paciência.

Leandro disse...

"Eu tenho um exemplo melhor, você está caminhando fora da faixa de pedestres e é atropelado juntamente com um completo estranho. Você acorda no hospital ligado ao estranho por um tubo. O médico explica que os rins do estranho foram afetados e que ele só vai sobreviver se você aceitar dividir seu sistema renal com ele. A recuperação dele vai demorar longos nove meses, nos quais você correrá uma série de riscos inclusive com possibilidade de sequelas. Você não é obrigado a correr esse risco e pode simplesmente mandar desligar os aparelhos, já que o estranho se encontra em coma e não vai sofrer nada ao morrer. O que você faria?"

- Pois é, André. Segundo o raciocínio abortista, se alguém te atropela, o imbecil não tem a obrigação moral nem de chamar uma ambulância, e pode sair correndo covardemente, alegando que tudo o que aconteceu foi só um "acidente" (tem muita mulher que engravida e diz que a gravidez foi só um "acidente" e assim justifica o aborto).

Anônimo disse...

O Leleco não respondeu a pergunta.
Ao invés disso fez outra comparação estúpida.

Previsível.

Flavio Moreira disse...

Difícil fazer as pessoas entenderem que ninguém é a favor do aborto em si, mas do direito de escolha da mulher - que é a única que sofre em toda essa questão.
Um aborto, assistido ou não, é um processo doloroso, física e emocionalmente, por isso tenho certeza de que nenhuma mulher se submeteria a isso por esporte, como parece querer fazer crer os argumentos do pró-vida - porque, afinal, se houver a legalização do aborto todas vão sair abortando, não é isso, seus panacas?
Se entender que o direito de escolha é somente da mulher, porque o corpo é dela, pense no seguinte: você tem uma irmã e ela é estuprada e engravida. Você vai fazer ela ter um filho indesejado, vai cuidar de sua saúde física e emocional durante toda a gravidez - que em condições normais já não é fácil - e vai amar a criança que irá nascer como se fosse sua própria cria? Ou vai permitir que o 'pai' violentador dê nome a ela e tenha o direito de participar do crescimento e o desenvolvimento (sic) dessa criança?
Se fosse a sua esposa, a vítima, você criaria o filho como se fosse seu? Apoiaria o sofrimento, a angústia e a tristeza que iriam acompanhar sua esposa por toda a gestação?
Ou faria como alguns homens que, mesmo que a esposa esteja grávida de seu filho e tenha desejo sexual durante a gravidez (que, dizem os médicos, é totalmente normal e o sexo para as grávidas é seguro), prefere transar com outras? Pois eu duvido que sua esposa grávida de um estupro venha a sentir qualquer desejo nessa situação. E aí, o que você faz? Joga-a na rua?
Deixem de hipocrisia, pois vocês não admitiriam controle sobre seu corpo, sua sexualidade e sua vida. Por isso parem de policiar o corpo alheio, suas aberrações emocionais e cognitivas!

Anônimo disse...

Outros exemplos:
Se não quer ser atacado por tubarões, não surfe nem entre no mar.
Se não quer ter uma indigestão, não coma nada.
Se não quer sofrer por amor, não namore.
Se não quer ficar cansado, não trabalhe.
Se não quer mudar, não lute.
Se não quer morrer, não viva!

Gabriel disse...

Da mesma forma que é fácil ser à favor ao aborto depois de ter nascido, é difícil ser contra o aborto depois de tanta gente que nasceu falar tanta asneira. Quero dizer... se o aborto fosse mais seletivo, a gente não estaria aqui discutindo com vocês (vocês não teriam nascido).

Por religião não dá pra ser contra, porque já dizia a bíblia que na Terra só tem carne. Mais um motivo pra não ser contra aborto.

Por último, aquele que é contra o aborto deve ser, automaticamente, contra violência e falta de respeito. Nunca vi tanto pró-vida desejar morte os outros (??????????)

Gabriel disse...

Ah, e Lola... parabéns pelo blog, linda!
Em caso de machismo, faz cara de decepção! A gente sabe que eles vão se machucar... e também, quem erra sempre se arrepende no final :(

Bjão, de um fanzoca

Anônimo disse...

Lola presciso de ajuda. La na minha escola eu tenho uma melhor amiga e tipo ela e muito bonita entendeu mais as vezes eu fico com um pouco de raiva pq eu gostava de um menino e tipo tods os meninos q eu gosto gosta dela e eu me sinto mal por isso. As vezes ela fala q se acha feia quando ela falo isso da vontade bate nela por que ela parece ser perfeita se ela estalar os dedos aparece 20 meninos atras dela.E eu tenho medo de contar isso a ela pq vai q ela decide nao ser mais minha amiga. Á Lola me ajuda pf