segunda-feira, 4 de outubro de 2010

PODE VIR QUENTE QUE ESTAMOS FERVENDO, SEGUNDO TURNO

Antes de mais nada, devo dizer que escrevo este texto antes de ler qualquer análise, até porque não terei tempo de ler nada. Mas gente, calma. Muita calma nessas horas.
O resultado final do primeiro turno foi Dilma com 46,7%, Serra com 32,6%, Marina com 19,3%, e Plínio com 0,9% (não sei quanto a vocês, mas eu acho que gastamos saliva demais com um candidato que não tem 1% dos votos. Por que ele estava nos debates? Ah é, pra forçar um segundo turno). É decepcionante porque todas as pesquisas indicavam que Dilma venceria no primeiro turno, mas por uma margem ínfima. Se ganhasse, teria 50%, 51% dos votos. Teve 47%. Eu passei todos os posts dizendo que teríamos segundo turno, que era bom demais pra ser verdade, que nem Lula se elegeu no primeiro turno. Só ontem que eu estava um pouco mais otimista, achando que talvez desse. Não deu. Mas vamos parar de nos comportar como se tivéssemos perdido, pô! Não somos nós que não conseguimos chegar aos 33% dos votos. Foram eles. Tem gente de esquerda prevendo o fim do mundo (ou seja, a vitória do Serra). E tem gente de direita ultra-eufórica, meio que imitando a dupla tio Rei-Dieguito na véspera do primeiro turno em 2006.
Aliás, 2006 nos ensina boas lições. No primeiro turno daquele ano, Lula teve 48,6% dos votos válidos. Um pouquinho a mais que Dilma ontem. Alckmin teve 41,6%. No segundo turno Lula ficou com 61%, e Alckmin, com 39%. Foi a primeira vez na história mundial que um candidato teve menos votos no segundo que no primeiro turno.
Acredito que algo parecido a esse placar (60% pro PT, 40% pro PSDB) vai se repetir agora, neste segundo turno. Dilma não vai perder votos, certo? Tudo que ela precisa pra ser eleita é abocanhar mais 3 ou 4% dos votos, e pronto. Tenho fé que será muito mais. Já o caminho do Serra é difícil pacas. Mas, claro, como eles são bons no que fazem, já anunciaram sua primeira mudança: o slogan da campanha. Não será mais “O Brasil pode mais”. Agora será um melhor ainda, “Serra é do bem”. É sério, gente! Não tô inventando. Sinceramente, começo a pensar se, com uma equipe dessas, o PSDB realmente conseguirá chegar aos 40%.
A gente errou porque não acreditou na onda verde. E certamente houve algo parecido com uma na reta final. Ninguém imaginava que Marina teria quase 20%, que realmente é altíssimo. Não é mentira que quem levou a eleição pro segundo turno foi ela. Eu achava que ela tiraria mais votos do Serra que da Dilma, mas não. Portanto, é bom prestar atenção neste voto. Seguinte: entre os eleitores da Marina, são pouquíssimos os que votaram no partido. O PV não existe. A pecha de “ecológica” faz parte do pacote Marina, mas não sei nem se é sua característica mais marcante. Ela também é associada à etica e à religião. Vou repetir essa última palavrinha: religião. É extremamente provável que onde Marina mais tenha crescido tenha sido entre os evangélicos e católicos menos relaxados. A campanha das igrejas mais conservadoras contra Dilma e o PT nessas últimas duas semanas foi imensa. Vocês viram emails, vídeos, palavras diretas dos pastores dizendo que Dilma é satanista, demoníaca, abortista, praticamente um anticristo. Como em time que tá ganhando não se mexe, é esse discurso que vai se intensificar. Foi essa a “onda verde”. Mais uma vez, a onda do medo, de que o Brasil virará uma ditadura comunista e ateia em que gays invadirão as igrejas para se casar e mulheres serão forçadas a abortar. Não é à toa que o slogan do Serra dirá que ele é do bem. Então, sim, boa parte do voto na Marina é o voto do atraso, da Idade Média, de gente que tem horror à liberdade e gostaria mesmo é de um Estado fundamentalista, em que Deus falasse mais alto que qualquer lei.
Só que não é só isso. Mesmo entre os eleitores evangélicos da Marina, é duro pensar que eles migrarão em massa pro Serra. Não é bem assim. Imagina só um evangélico aqui do Nordeste, por exemplo, vendo como o governo Lula tem mudado a região, lembrando-se, mesmo que vagamente, do que foi a administração FHC. Nessa hora a bíblia falará mais alto que o bolso? Não creio.
Teve gente “descolada” que voltou na Marina, gente que queria uma terceira via. Esses votos são mais fáceis de ir pra Dilma. E teve gente que quer uma mulher na presidência. Pelamordedeus, essas pessoas não vão votar no Serra agora, vão?
O PV já anunciou, na sexta, que, se houvesse segundo turno, apoiaria o Serra. Isso não significa nada, já que é um partido nanico, sem força. Vamos ver quem Marina apoia. Eu sempre achei que ela iria apoiar Serra. Mas talvez, pra não se queimar, ela opte pela neutralidade. Du-vi-do que ela apoie Dilma. Marina passou os últimos dias dizendo que o Brasil precisa de uma mulher presidente. Serra, no último debate, numa inacreditável bola fora, disse que não vê grandes diferenças entre Marina e Dilma. E Marina se identificou a vida toda com o PT. Mas nada disso quer dizer grande coisa, já que o voto em Marina não é um voto politizado. É um voto de emoção apenas, de sentimentos difusos. Mas ninguém (nem o Lula!) transfere todo seu patrimônio eleitoral pra um candidato. Mesmo que Marina diga “Agora é Serra”, é altamente improvável que o tucano veja mais 19% parar na sua urna. Não vai acontecer. Uma pesquisa recente mostrou que 51% dos eleitores de Marina iria pro Serra, e 31%, pra Dilma. Serra precisaria de pelo menos 80% dos eleitores de Marina pra ganhar.
Não há motivo pra tanta preocupação. A mídia vai fazer o que faz sempre (campanha contra o PT e contra a esquerda em geral), e não vai conseguir nada. Definitivamente não foi a Veja ou a Folha ou a Rede Globo ou o editorial do Estadão que levou a decisão pro segundo turno. Eles não formam mais opinião, ao contrário de bispos e pastores. Eles não fazem mais seu candidato desde 2002.
Sei que é uma ducha de água fria, porque gostaríamos de estar comemorando agora, mas vamos só adiar a celebração. A festa virá. Agora sim a eleição se politiza, se transforma num plebiscito, numa comparação de projetos muito diferentes. E a maioria do Brasil não vai votar no passado e no atraso. E acho importante também enfatizar a ideia do “vamos eleger nossa primeira mulher presidente”. Quero imaginar que essa ideia só não se popularizou no primeiro turno porque tínhamos duas candidatas (e a Marina foi instigada a se candidatar justamente pra tirar o entusiasmo em torno de Dilma como primeira mulher presidente). Agora a situação fica clara. De um lado temos um patriarca durão, centralizador, autoritário (sendo acusado pelo próprio partido de não ouvir os outros), representante da elite que governou o Brasil entre 1500 e 2002. Esse é o lado do DEM, opa, do bem. Do outro temos uma mulher de esquerda, durona também, embora não centralizadora, e parte de um governo que vem mudando o país. Dilma tem um cabo eleitoral com 80% de popularidade, o governante mais bem avaliado do mundo, enquanto o lado do “bem” tem um cabo que não pode aparecer porque tira votos, uma mídia falida, e, talvez, uma direita light encabeçada por Marina. Querem saber? Sou mais a gente. No dia 31 a festa será toda nossa.

116 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Obrigada Lola, por dizer letra por letra o que o meu coração e minha razão estavam tentando articular. Estou triste, claro. Queria já ter eleito Dilma e bola pra frente. Mas já estou na rua, em campanha. Dilma não vai perder votos. E, apesar dos absurdos que vamos ouvir e ler e aturar, vamos eleger a primeira mulher presidente do Brasil. E festejar.

Stela disse...

ahaha como disse alguém tuitou:

"A apuração para Presidente também pode ser lida assim: Lula (45,61%), Imprensa (33,22%) e Twitter (20%)."

poxa lola, eu nao consigo ser tao otimista quanto vc. espero sempre o pior...

eu fico pensando, no tipo de gente que vota aqui perto de casa se eles votariam numa mulher, mesmo sendo do pt. acho que nem meu pai vota em mulher, mesmo trabalhando a vida inteira numa estatal que foi privatzada pela direita. ele nao deve nem saber o que é direita. no máximo sabem que o lula é metalurgico e não foi a escola (logo ele nao sabe escrever e é igualzinho o tiririca - eu ouvi isso ontem na fila) é foda.

Bruno Stern disse...

Temos que nos preparar contra a carga pesada que virá sobre nossa candidata.

Faltaram 3%. E vamos buscá-los.

Como diria Galvão Bueno, faca nos dentes.

Marjorie disse...

Teria tanta coisa pra comentar, mas posso focar só num pontinho? Discordo quando vc diz que o Plínio não deveria ter participado dos debates. Se a gente não dá espaço para os políticos menos conhecidos, com menores índices de intenção de voto, a gente se prende a um ciclo em que sempre as mesmas pessoas se elegem. OS eleitores têm de ter fácil acesso às propostas de TODOS os candidatos. Todos. Para que o eleitor de fato possa escolher o que achar melhor.

Beijoca.

Drixz disse...

Ih, Lola. Vou discordar de vc tbm pq sei que vc não se importa - é uma pessoa aberta ao diálogo. Bom, fiquei sabendo que a Marina foi a candidata a presidência mais votada no DF. Espantoso, não? Não sei te dizer quantos porcento da população aqui é evangélica, mas desconfio que não foi por causa disso. Muita gente queria uma terceira via mesmo. Não queria Dilma nem Serra. E pra te falar a verdade, se o brasileiro não tivesse medo de votar em quem ele acha que não está no páreo, teríamos quem sabe a Marina mais bem colocada e o Plínio também. Achei muito bom ter segundo turno. O PT tem se tornado um partido muito forte e isso não é bom para a democracia. Vc fala que perderam tempo colocando ele no debate. Eu discordo. Foi o único dos candidatos que fez perguntas pertinentes. Todos os outros usavam as perguntas que faziam para poder falar das próprias proprostas, muitas vezes sem questionar as respostas vazias que os outras candidatos davam. Vc fala de gente escondida na campanha do Serra, mas todo mundo sabe que a Dilma tem relações estreitas com o Dirceu. Eu acho que todo o governo precisa de uma oposição e a minha preocupação é saber quem vai ocupar esse lugar, já que o PSDB tá fraco. Eu sinceramente detestei os debates. Achei que eles refletiram o grau de despolitização do brasileiro e dos candidatos. As questões realmente importantes ficaram intocadas. O problema que assola a nossa política e envergonha todo o brasiliero vai continuar, nós sabemos. A corrupção. Mesmo assim, infelizmente, só me resta a Dilma, afinal, ela é mulher.

Bruno Stern disse...

Drixz,

"O PT tem se tornado um partido muito forte e isso não é bom para a democracia."

Por que um partidos fortes são ruins para a democracia?

Lord Anderson disse...

Lola,eu fiquei decepcionado, mas não com o segundo turno em si, mas com a idiotices que ouvi ontem.

Falando em nivel pessoal vou colar oq escrivi no twitter hoje de manha:

Pasei uma raiva danada dentro da propria familia, eu fiz tanto discursso, falei sobre planos de governo, comparei propostas e realizações, falei das melhoras que nós sentimos, etc.

E ainda assim minha irmã mais velha me solta que não voltou na DIlma pq ela tem cara de sapata....eu fiquei pasmo...ainda mais que ela e o marido foram benificiados pelo programa Minha Casa Minha Vida e ela vivia reclamando da educação e desemprego aqui no estado.

Não me contive e falei um monte, tentei fazer ela me dar um argumento, mas nada...

Ai. p/ piorar meu cunhado diz que anulou tudo os votos, menos oq votou no Tiririca...e outras pessoas que conheço votaram na Marina pq ela NÃO IA GANHAR.

Uma covardia sabe? Pessoas querendo fugir da responsabilidade sobre as ações do proximo governo.

Esse orgulho de não ter consciencia politica é oq mais me frustou e me deixou puto.

Mas não deixei barato e disse a ela:

"Belo exemplo p/suas filhas, demonstrar a elas que a aparencia vai valer mais do que qualquer competencia e carater que tenham"

Mas tudo bem. Vc ta certa é hora de esfriar a cabeça, recobrar o animo e ir adiante.

Dilma ficou na frente do Serra uma vez e vai ficar de novo.

Que venha o segundo turno.:)

kellen disse...

Lola, concordo totalmente. Nós ganhamos ontem, poxa. Vamos conversar com os verdes e fazer nossa campanha. Cabeça erguida e alegria, nós temos o melhor projeto :)

Well Bernard disse...

Eu não entendo esse alarmismo todo. ao meu ver a Marina Silva ganhou votos em cima da Dilma e o Serra continuou estável como há algumas semanas.

Não consigo pensar que a Marina Silva seja assim uma vilã e até eu revi meus conceitos a respeito dela depois que eu vi sua entrevista na revista Mix Brasil onde ela se colocou, de maneira que Serra e nem Dilma se colocaram, favorável as eleições. Como a colega disse, é importante saber o que os outros candidatos pensam e a Marina cresceu justamente nisso, trazendo um quê de terceira via apesar que a maioria das pessoas que vi votando nela fizeram para pagar uma de cult, mas se tornaram mediocres como a maioria dos eleitores.

Também acho que o erro da campanha da Dilma foi menosprezar a onda verde e que esses 20% de votos não vão para o Serra. Agora o que não dá para subestimar é o poder da direita, até mesmo porque agora as eleições vão se concentrar nesses dois.

Peixos, me liga.

Junior disse...

Lola,

Também concordo que quem levou a eleição pro segundo turno foi a igreja (evangélica/católica). A Dilma perdeu um pouco de espaço entre os homossexuais porque foi cada vez mais se tornando conservadora ao longa da campanha, chegando ao cúmulo de se comprometer 2x com o povo de deus a não encabeçar projetos que eles julguem "contra sua fé", deixando a batata quente nas mãos do congresso. Confesso que eu fui um que não gostei nem um pouco desse posicionamento dela.

Erika disse...

(( "O PT tem se tornado um partido muito forte e isso não é bom para a democracia."

Nossa! Drixz, então o que é bom para a democracia? Um partido nanico e frágil com um monte de ideais que jamais poderão ser postos em prática e mudar a vida das pessoas? ))

Lola, eu não estou tão otimista quanto você. Pelo que tenho sondado nos últimos dias, há uma possibilidade enorme de o Serra conseguir votos entre as camadas mais baixas da população. Seja pelas campanhas de pastores evangélicos, seja pela promessa hilária de última hora de aumentar o salário mínimo para R$600,00...

Em 2006, a campanha da mídia foi ineficiente porque era o Lula, blindado pelo seu grande carisma. Com a Dilma é bem diferente, ela infelizmente é muito mais vulnerável a esses ataques; o povão não a admira como admira o Lula e mais, o povão está mais preocupado com os boatos de onda gay e de aborto do que em ver a fome extinguida e as desigualdades sociais reduzidas no país. O povão é de direita também e pode sim cuspir na cara do Lula.

Talvez seja apenas desilusão minha e um certo rancor pelo resultado de ontem. Mas realmente, vejo uma onde Serra crescendo nas camadas mais baixas. Espero estar errada.

Marussia de Andrade Guedes disse...

Lola, obrigada pela injeção de ânimo!Também acho que a nossa festa foi apenas adiada, mas estou bem triste. Mas temos que acordar a militância que, ao meu ver, ficou meio parada no primeiro turno. Talvez, considerando certa a vitória. Você, que é super articulada, poderia sacudir a militância aqui em fortaleza. Please, pensa nisso! Você com seus seguidores do twitter tentem fazer oposição aos que jogam sujo na internet! A luta continua companheira!

Lord Anderson disse...

Drixz

Acho que vc quiz dizer que um unico partido concentrar poder de mais e não ter uma posição decente que lhe fiscalize seja ruim p/ a democracia.

Nisso eu concordo e espero que o proximo governo tenha uma oposição seria, enteressada no bem do pais e que discuta projetos e propostas e não apenas destile odio.

Lord Anderson disse...

E concordo com a Marjorie.

É preciso uma reforma politica justamente p/dar mais visibilidade aos partidos e politicos menos conhecidos.

Democracia não pode depender só de alguns poucos conhecidos.

Se não corre o risco de dificultar o surgimento de novos atores e novas ideias.

Marussia de Andrade Guedes disse...

O que mais me deixa chateada é esse papo de terceira via. O discurso da Marina, durante toda a campanha, foi vazio, sem conteúdo. Discurso para enganar quem não é politizado, quem não tem senso crítico.

Vivi disse...

Olha, não gostei do que falou sobre a Marina. Votei nela e sou atéia. Votei nela e sou a favor da legalização do aborto. Votei nela e sou a favor do casamento gay. Do jeito que você falou, parece que os eleitores da Marina são um bando de evangélicos que tem medo de mudanças. Você está errada. os que tem medo votaram em Serra. Os conservadores votaram em Serra. A maioria esmagadora dos eleitores da Marina não é feita de evangélicos. Ela não falou de religião na campanha, ela não teve o apoio de pastores-líderes. Ela sequer ficou citando o nome de Deus. Pelo contrário, ela disse o que pensa "Sou contra a legalização do aborto em todos os casos MAS A MINHA OPINIÃO NÃO DEVE PREVALECER. CONVOCAREI UM PLEBISCITO E SE O POVO QUISER QUE O ABORTO SEJA LEGALIZADO E QUE HAJA CASAMENTO GAY, SEREI A PRIMEIRA A APOIAR ENQUANTO REPRESENTANTE DO POVO, MAS EU, MARINA PESSOA FÍSICA CONTINUAREI SENDO CONTRA. Ela foi muito coerente tanto com seu papel, se eleita, quanto com sua opinião pessoal. Algo que Dilma não é. Dilma não se mostra, Dilma fica em cima do muro, Dilma apoia Collor e os piores coroneis da política. Dilma tenta ser Lula, mas só consegue não ser Dilma. Mas, sabe, Lola. Eu jamais votaria no PSDB. Votarei em Dilma no segundo turno, não porque goste dela (não gosto) mas porque odeio o Serra. Entre o candidato que eu ODEIO e a candidata que eu NÃO GOSTO, terei que votar em Dilma, mas queria mesmo Marina.

Shiryu de Dragão disse...

Go Serra, Go!!
Vc consegue cara, Te amo!!!

Tiago Gregório disse...

Lola,

Ótima reflexão, com apenas uma ressalva: não entendo que a entrada de Plínio dos debates aconteceu somente para forçar o segundo turno. Apesar de ter surpreendido negativamente diversas pessoas por conta da sua postura irreverente, ele é o retrato de uma esquerda mais radical, com opiniões idem. Mesmo que suas convicções não tenham contribuído para o enriquecimento das propostas, tenho grande admiração pela trajetória intelectual e política do Plínio e, por isso, vejo que ele merecia espaço nos debates.

Tiago Gregório disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mariana. disse...

chamar a marina de direitista é demais pra mim, lola. ela foi PT a vida toda; ela é ambientalista e sim... ela tem uma religião cuja visão é conservadora, mas sabe? não consigo enxergar essa confusão entre estado e religião num possivel governo dela, como os eleitores da dilma gostam de apontar.

Acho que a marina, pessoalmente, apóia a dilma, mas ela não irá contra o partido dela. E tá certo. mas inúmeras pesquisas já simulavam um segundo turno entre tucanos e petistas e dilma levou todos. Não há motivo pra preocupação.

Eu votei no plínio e não gostei nada do que voce disse, lola. Ora, só porque ele teve menos de um por cento dos votos não tem direito de falar, de debater? francamente. acho muito importante ter um candidato como ele, tão diferente dos outros três. eu não concordo com muita coisa que o psol prega, mas o principal ali é a defesa da ética; é a concientização do pobre; é ele falar - depois de dilma e serra prometerem - que nenhum dos dois irá cumprir a promessa, porque não tem dinheiro. e que pra ter grana é preciso desafiar os poderosos, caso os candidatos realmente queiram RESOLVER o problema, e não enfiar medidas paleativas. cara, adoro esse plínio. é bom termos um candidato tão livre e, por mim, o psol não apóia ninguém.

Niemi Hyyrynen disse...

Lola,

Foi pensando assim que os marqueteiros do PT foram pegos com as calças na mão e apareceram com cara de cú*

*Desculpe a expressão, mas não tem outra melhor.

Se o PV fosse um partido tão sem expressão assim ou a figura da Marina fosse tão frágil ela não teria essa ascenção toda, se essa onda verde é uma direita light ou não, se é uma manobra para dividir quem gostaria de ter uma presidente mulher ou não, tanto faz, o importante é que funcionou e ajudou o Serra não foi? E isso é ruim não é? Então, espero que não cometam o mesmo erro menosprezando essas variáveis denovo.

A Veja já estava prometendo disparar várias balas na esperança de que uma delas fosse a bala de prata, eu acho incrível como tem petista que acha que tem alguma espécie de Kevlar divino e que nada que a velha midia vai espalhar vai alterar o atual cenário.

A mídia não faz mais candidato? O PT só ganhou duas vezes, isso não me parece uma base para afirmar tal coisa, como vc mesma disse eles estão no poder desde 1500, eles sabem como mentir certo?

E para que diminuir tanto o Plínio? Só pq ele saiu tretado do PT? Deveriam é perguntar pra ele e ver se podem tirar algo de proveitoso, isso sim.

"Descolados" olha uma perjoração ai, se alguém vota na Marina não está politizado, pelo menos está tentando ser, pq o PT ao invés de ignorar não vai trabalhar a cabeça dessas pessoas que votam em partidos "nanicos".

Quem só quer o melhor pedaço do bolo vai acabar se contendando com as migalhas.

Faltam "só" 3 ou 4%? São os mesmos que deram uma sobrevida ao Nosferatu.

Niemi.

L. Archilla disse...

Mariana, ter sido de esquerda não é necessariamente ser de esquerda pro resto da vida. Olha o caso da Soninha...

A gente afirma que ela é de direita porque economicamente a política dela é igual à do Serra, tanto é que foi pro PV. Nessa campanha, o plano de governo dela incluía estado mínimo e redução dos direitos dos trabalhadores para geração de empregos, bandeiras históricas da direita. Não é questão de querer ofender, é realidade. E fico triste ao ver um monte de gente supostamente inteligente votando na Marina pq ela é "limpa" (como se fosse possível isso no meio político), porque tem um bom histórico (sem perceber que ela mudou de lado), ou porque pretende reforçar a defesa ao meio ambiente (deixando de lado questões tão urgentes quanto), etc.

Mariana. disse...

deixa eu só falar uma coisa... vocês acham o máximo a dilma ser favorável a legalização do aborto, né? mas o lula também é; o PT é. E nesses últimos anos, o que o lula fez foi jogar no lixo as diretrizes do partido dele.

Anastasia disse...

Lola, mais uma vez terei que discordar de vc.

Nunca gostei de eleições bipolarizadas, e acho que é ótimo que hajam terceiros, quartos, quintos caminhos para o eleitor escolher o que melhor julgar. Tb acho importante outros candidatos terem espaço na mídia, pois é o mais justo. Como todo cidadão tem o direito de votar, aqueles que querem tem o direito de se candidatar e o mais justo seria que todos tivessem visibilidade. Isso não seria o mais justo apenas para o candidato, mas para os eleitores tb. A força que o PT tem foi a própria força que ele conquistou, e isso é mérito dele. Porém não se deve tremer nas bases diante de outros partidos e candidatos.

A democracia possibilitou o crescimento de Marina Silva. 20% dos eleitores a escolheram, e acho que tentar interferir na escolha individual de cada um é ser contra, direta ou indiretamente, à liberdade de voto. Não estou dizendo que vc está fazendo isso, mas vejo muitos petistas culpando a "onda verde" pela não vitória da Dilma no primeiro turno.

Mas democracia é isso! Do lado da Marina tivemos diferentes seguimentos da sociedade, não apenas cristãos. Eu mesma sou atéia. No geral minha família tb foi de Marina Silva, tb aderimos a onda verde, e estamos bem longe da religiosidade. Com a Marina eu vi eleitores mistos. Vi aqueles que já tinha comentado com vc, que não suportam a Dilma, mas não queriam votar no Serra num primeiro momento, e foram de Marina. Até onde eu saiba, Marina tb nunca teve apoio maciço dos evangélicos, principalmente depois da campanha que Malafaia e sua turma fez contra ela pelos comentários em relação à legalização do aborto e do casamento civil homossexual (comentários que julguei pertinentes, ao contrário da mudança de Dilma no caso da legalização do aborto, que pode ter sido só no discurso, mas mesmo assim teve peso). Além desses eleitores tb vi muitos que de fato queriam uma terceira opção. Queriam propostas novas e um outro caminho fora da bipolaridade. Eles só não encontraram esse terceiro caminho como gostaram dele e votaram tb. E estou feliz que pelo menos nessas eleições essa terceira via teve a visibilidade merecida. Claro que estou triste pela minha candidata não ter alcançado o segundo turno. Eu realmente queria Marina presidente, e continuo querendo por motivos que já comentei com vc. Espero que ela seja candidata novamente em 2014 que meu voto ainda será dela (claro, se não sair algum escândalo ou algo que me faça mudar de idéia até lá). Então o voto é individual e deve ser realizado de acordo com a consciência de cada um. Se temos agora um segundo turno com Dilma e Serra, foi pq a democracia possibilitou isso, e agora fica a cargo deles. É injusto culpar outros eleitores por isso, pelas escolhas individuais que eles fizeram pensando no melhor. Vc vota na Dilma pq pensa ser o melhor para o país, e eu votei na Marina pelo mesmo motivo. Então pq os eleitores de uma teriam mais direitos que os outros? Pq eleitores da Marina, Plínio e outros agora são culpados? Não somos culpados de nada, nós temos o direito de votar em quem melhor julgarmos, e assim fizemos.

Se fosse outro candidato "empacando" a vitória de outro, não deixaria de ser justo da mesma forma. Querer ser contra isso é ser contra a democracia tb. É tb ser contra a liberdade de voto.

Abraços

Mariana. disse...

L. Archilla;

"pretende reforçar a defesa ao meio ambiente (deixando de lado questões tão urgentes quanto)".

Isso se parece com o discurso daqueles que criticam fulano por cuidar de cachorrrinhos abandonados, enquanto tem 'tanta criança precisando', sendo que, quem critica, não ajuda nem os cachorros, nem as crianças.

---


Concordo que ser de esquerda não significa que sempre será de esquerda. Mas só o fato de ela sair do PT não quer dizer que ela não seja mais esquerda. (acho justamente o contrário: o PT que não é mais de esquerda).

Marussia de Andrade Guedes disse...

Vivi, uma coisa é você dizer que é contra o aborto e contra a união civil entre homossexuais, pois é tudo que evangélicos e católicos querem ouvir, ou seja, a maioria dos brasileiros. Outra coisa é dizer que é a favor da descriminalização do aborto e do casamento gay. É muito complicado um candidato a cargo executivo afirmar isto. É pedir para não ser eleito. como disse: quem vota na Marina não tem muito senso crítico.

Mariana. disse...

Queria ter dito TUDO o que a anastásia falou.

Palavra de eleitora do Plinio.

Mariana. disse...

também detesto eleição polarizada. O legal é a diversidade, o debate verdadeiro. O espaço para cada um dos candidatos falarem, até aquele que só receberá voto dos familiares. Democracia.

Porque, gente, votar em que tá ganhando só pq está ganhando é horrível. E parece que foi isso que lola sugeriu. =/

disse...

Oi Lola!
Olha, gosto muito mesmo do teu bloguinho, mas não gostei do jeito que vc vem falando dos "partidos nanicos".
Me considero mais bem mais a esquerda do que o PT, mas nunca deixei de defender várias injustiças e injúrias ditas contra o PT. Tb espero muito que a Dilma ganhe no 2 turno.

..mas concordo que as propostas dos partidos nanicos tem que ser discutidas, tem q merecer espaço na TV, onde é o meio mais visto pela população mesmo. Do nada que este partidos não vão ficar grandes, sem um espaço p debate.
Outra coisa, não concordo q pelo Plínio não ter recebido 1 % não deveriam ter gastado saliva com ele,, não creio q o debate é por aí..


Bjos.

Lord Anderson disse...

Marussia.

Discordo.

Não da p/rotular tantos milhões de pessoas assim.

Eu tb queria que a Dilma ganha-se no primeiro turno, mas uma porcentagem dos brasileiros preferiu Marina.

Não acho que devemos entrar numa de apenas nós estamos certos, só nós somos sabios e não-manipulados.

Pq isso é arrogancia e tb é o discurso da direta raivosa.

disse...

Leio seu blog praticamente todos os dias, mas acho que nunca cheguei a comentar.
E pela primeira vez que comento vou ter que discordar um pouco de você...
Concordo com Vivi, eu também votei na Marina, e não sou religiosa, aliás nem um pouco...
Sou a favor de que cada mulher deve ter total controle sobre seu corpo, e por isso acho que o aborto deve ser tratado como uma escolha da mulher. SEI que negros, brancos, mulheres, homens, homossexuais, lésbicas, ateus, judeus, católicos, evangélicos, espíritas, enfim, todos somos absolutamente iguais, e devemos ter os mesmos direitos e deveres, e que as minorias devem ser defendidas sempre!
Votei na Marina pois acredito nela e nas propostas dela, e também não lembro de, em nenhum momento, ela ter usado de argumentos religiosos durante sua candidatura.
Aceito e admiro sua opinião que é sempre muito forte, Lola, porém desta vez sou obrigada a discordar de você, dizendo que na minha opinião você está um pouco equivocada quando afirma que "boa parte do voto na Marina é o voto do atraso, da Idade Média, de gente que tem horror à liberdade e gostaria mesmo é de um Estado fundamentalista, em que Deus falasse mais alto que qualquer lei".
Sou mulher, feminista, jovem, brasileira, trabalhadora, estudante, e não votaria nunca a favor do atraso, ou de um Estado fundamentalista, e acredito na liberdade, na igualdade e nas pessoas acima de tudo, e me valendo dessas mesmas crenças, votei na Marina, e se ela estivesse no segundo turno votaria de novo.
Desculpe, por esse primeiro comentário, gosto muuuuitooooo do seu blog, e o que vc escreve me inspira muito.

beijos,

Borboletas nos Olhos disse...

Desde o post anterior comento que o amor que tenho a democracia impede que eu lamente qualquer voto dado a qualquer outro candidato que não o meu. Mas não impede, permitam-me, que eu lamente que esse processo tenha impedido o que eu considero a melhor opção. Sair do PT, concordo, não é deixar a esquerda. Mas a gente pode perguntar, como fizeram a Amanda e a Rita: O que Marina relamente quer? Quais as propostas dela? Quem iria apoia-la como governo? Quais seriam as alianças? Há, claro, vários eleitores de Marina que saberão responder (e fico até curiosa com as respostas) mas os que eu conversei pessoalmente não souberam me dizer. O discurso apenas de terceira via (para onde vai a terceira via, isso é o que importa) não basta. O discurso apenas de sustentabilidade (sem previsão gerencial de como isso vai ocorrer) também não me basta. Talvez não estejamos sabendo - nós, eleitores de Dilma pelo projeto de continuidade do Governo Lula - nos expressar. Eu realço e aplaudo o direito a diversidade de opiniões e, consequentemente, de votos. Mas isso não anula meu direito de ponderar os otivos e consequencias destes votos. Eu realmente acredito que o melhor para o Brasil e para a maior parte dos brasileiros é um governo da Dilma. É nessa idéia que trabalho, milito e festejo.

maiacat disse...

Concordo com vários aqui, como a Mariana e Anastasia. Sabe, acho que muitas vezes você acaba sendo preconceituosa demais. Primeiro em supor que todo mundo que não é Dilma simplesmente "não sabe" das coisas, depois por supor que simplesmente todo mundo muda o voto por causa da mídia, por causa de onda verde ou isso e aquilo. É subestimar demais a consciência de todos, como se fôssemos só marionetes (à exceção dos petistas, que estes não são marionetes coisa nenhuma, pelo que você parece pensar).
Esses que você joga no saco da "direita", assim, como se fosse todo mundo um grupo super homogêneo e votando no Serra pelos mesmos motivos, não são só isso. Não são só "reaças" com medo de uma "ditadura comunista". Francamente, você acha que a política do PT foi a mesma no país todo? Não foi. Posso garantir que os pobres daqui do sudeste do país não tiveram a mesma atenção que os pobres do nordeste. Minha intenção nem é defender o Serra ou o PSDB, porque francamente, não voto neles. Mas parece te faltar um bom senso. É ofensivo como você parece considerar todo mundo que não concorde com você como acéfalo ou "despolitizado". Só os petistas sabem da verdade?
Você acaba recaindo no discurso que você tanto abomina, que desqualifica o povo por considerá-lo "incapaz" e sem "consciência". Não se esqueça que todos têm sua trajetória pessoal, todos têm suas experiências, têm seus motivos e um contexto histórico muito significativo pra votar nesse ou naquele. Nem todos são monstros direitistas só querendo conservar riquezas pra perto de si, nem são idiotinhas lendo a Veja e não pensando em mais nada.
E, aliás, sou mais uma atéia que votou na Marina. Deveria dizer que sou burra também? Não.. isso você já falou por mim, praticamente.

disse...

e concordo totalmente com a mariana, anastacia e maiacat.

aliás, como a mariana, gostaria de ter falado o que a asnastacia falou.

beijos,

L. Archilla disse...

Mariana, não falei em deixar o meio embiente de lado. Mesmo porque meu candidato a dep. estadual foi um ambientalista com uma grande atuação como vereador na minha cidade. Acontece que a gente tem que avaliar o programa geral do partido, não só uma área. E todo o resto do programa da Marina era uma cópia mal feita do do Serra. Concordo que o PT não é a esquerda que foi nos anos 80, mas nem todo mundo que sai dele o faz pra ir mais à esquerda. Quem acha isso vai pro PSOL, PSTU, PCO, etc. Não pro PV.

Voto num deputado ambientalista porque, apesar do foco dele ser apenas meio ambiente, sei que vão ter mais deputados cuidando das outras áreas. No caso da presidência, se votarmos olhando SÓ pra questão ambiental, o que vai ser da educação, economia, saúde, etc? Vamos privatizar tudo? Isso é tudo o que o Serra quer, por isso continuo afirmando que a candidatura da Marina foi armadilha da direita.

L. Archilla disse...

Eu não tô dando tanta importância à questão do aborto, casamento gay, etc, porque sei que o presidente não pode decidir isso por si só. Ele pode sancionar a lei ou não, só isso. Então acho ótimo que a Dilma não esteja falando: "vamos descriminalizar o aborto", porque, se falasse, seria mentira. A Marina tb não disse que vai mentê-lo proibido. O problema é que as igrejas estão fazendo uma propaganda totalmente falsa, de que o aborto será legalizado no dia seguinte da eleição da Dilma; enquanto a Marina terá o poder de mantê-lo proibido pra sempre. Isso é que é o jogo sujo.

Marussia de Andrade Guedes disse...

Lord Anderson, então você deve achar que os eleitores do Serra fazem certo votando nele! Não vejo muito sentido nesta sua afirmação. Eu acho que faltou aos eleitores da Marina senso crítico para perceber que ela fez o jogo da direita, que se ela foi útil para alguém, esse alguém foi o Serra, tanto que ele já agradeceu a ela. E eu realmente não acho inteligente votar na Marina, que tem um discurso vazio, para cavar um segundo turno entre Serra e Dilma. Mas pode ser que tenha sido este o objetivo de quem votou na marina. Se foi, parabéns! Vocês conseguiram!

Niemi Hyyrynen disse...

e concordo totalmente com a mariana, anastacia e maiacat.[2]

aliás, como a mariana, gostaria de ter falado o que a asnastacia falou. [2]

só para fins de dica, total off-topic:

http://www.eulembro.com.br/

esse site é uma iniciativa bem legal, vc faz o seu perfil e diz quais candidatos vc votou, o site promete trazer informativos de ações que ele está praticando na sua carreira política.

acho que essas ações são muito mais válidas, a internet está ajudando na politização das pessoas.

e chega de "mimimimi"

:)

Niemi.

Flovi disse...

Concordo totalmente com a L. Archilla. E quero ressaltar isso aqui:

Nessa campanha, o plano de governo dela incluía estado mínimo e redução dos direitos dos trabalhadores para geração de empregos, bandeiras históricas da direita.

Isso me dá arrepios. Justamente por eu estar vivendo, hoje, num país que adota esta política e é um DESASTRE. É patético trabalhar num país assim e não ter direito nem a férias. Mas...a direita não vai entender isso, afinal essa falta total de direitos e exploração selvagem dos trabalhadores não afeta a elite. Então o jeito é demonizar a Dilma, né. O que eu recebi de email cretino falando que a Dilma é do mal essa semana não tá no gibi. Dá medo.

Mariana. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mariana. disse...

L. Archilla, eu votei no PSOL.

Votei 50 para os cargos do legislativo (inclusive um dos senadores), porque acredito ser de vital importancia que representantes da esquerda estejam lá.

Votei para governador no 50, porque todos os candidatos daqui de MT era um horror; o candidato do PSOL não era brilhante, mas era coerente.

Votei no plínio pelo papel que ele prestou nos debates: tazendo a tona discussões e pontos de vista que, caso ele não estivesse lá, não seriam nem mencionados. E também porque, entre os outros três, não me animo a votar em nenhum (nem por isso igualo dilma a serra; sei que o PT é melhor que o PSDB).

Enfim não votei na marina, mas discordo dos absurdos ditos aqui, de que quem vota nela quer a volta da idade média. por favor...

Marjorie disse...

Vivi e Rê:

A questão do aborto e do casamento gay são questões de direitos humanos. Não se submetem direitos humanos a plebiscito. Está na constituição que é obrigação do estado garantir a inclusão de todos. Então é assim: "nós, a maioria, decidimos que vamos excluir a minoria?". Marina perdeu toda e qualquer simpatia que eu pudesse ter por ela com essa história de plebiscitar as questões com as quais ela, por questões religiosas, não queria se envolver.


Eu acho inadmissível mesmo que alguém a favor da descriminalização do aborto e a favor dos direitos iguais à comunidade GLBTT tenha votado em Marina, com essa história absurda de plebiscito.

Dilma arregou muito em relação à questão do aborto, mas pelo menos manteve a questão onde ela deve estar: no Congresso.

Mariana. disse...

e repito: votarei na dilma agora, no segundo turno. não com essa esperança toda, não com uma convicção que eu já tive. votarei na dilma porque a outra opção é o serra e acho que a manutenção, nesse caso, será o melhor a se fazer.
e não anularei porque, poxa, tenho 21 anos recém completados e nunca pretendi ser tão desiludida politicamente com essa idade.

Arashi disse...

Discordo totalmente da sua opinião sobre o Plínio. Democracia é isso mesmo, ouvir todo mundo. Se a gente começar a ouvir só quem gosta não é mais democracia.

Outra coisa, a Dilma bem que podia tirar uma folhinha do livro do Plínio e da Marina e olhar o elitorado jovem, que usa o Twitter, que se conecta. Ela perdeu voto pra caramba no Rio pra Marina. Muita gente jovem votou na Marina. O PT está perdendo muito entre a juventude porque não parece se preocupar com a renovação. Não dá pra depender do voto dos mais velhos pra sempre - investindo no eleitor jovem e nas ferramentas que ele usa, o PT garante voto pra amanhã.

Marjorie disse...

Sendo sincera: gostaria muito tb que alguém de esquerda, que tenha votado na Marina, explique direitinho o pq de seu voto.

Porque, cara, eu não consigo mesmo entender. A proposta econômica é extremamente liberal. Em alguns pontos, mais liberal que a do próprio PSDB.

Quanto ao meio-ambiente, pelamor, né? Discurso raso, ambientalismo de boutique. Não vai atacar de fato a questão ambiental, mas sim procurar medidas tímidas que agradem às grandes empresas. O vice dela é o presidente da Natura! O que raios é "sustentabilidade"?

Outra coisa absurda que a Marina faz é igualar os governos FHC e Lula. Entendo que é questão de estratégia, mas negar que houve um salto qualitativo nas políticas econômica e social nos anos Lula é um absurdo.

Acho o discurso da MArina raso, muito raso. "Vamos manter os acertos e corrigir os erros". Uhum, como? Falar é fácil, né. Que acertos? Que erros? Ela não especifica nada.

L. Archilla disse...

Bom, eu não falei q votar na Marina era necessariamente querer a volta da idade média (embora quem tenha feito isso por motivos religiosos quer, né? mas não sei se foi a maioria). Só acho que foi despolitizado. Não ouvi ninguém falando que ia votar nela porque queria redução dos direitos dos trabalhadores. Então foi um voto de direita E sem que a maioria soubesse disso, o que é pior ainda (ao contrário dos eleitores do Serra, que estavam cientes de que seria uma volta à era FHC). Mas tá, né? Bom voto pra vc e voltaremos a discutir isso em 2014...

Arashi disse...

Outra coisa, Lola - rotular o voto à Marina como voto do atraso demonstra, no mínimo, uma ingenuidade imensa. Tenho consciência de que a Marina cresceu muito com o voto dos evangélicos, mas conheço muita gente que não votou na Dilma e sim na Marina porque acha que a Dilma é um fantoche, uma candidata sem substância. Teriam votado no PT se houvesse um candidato mais palatável. Discordo deles? Sim. Mas isso não significa que eles sejam toscos cegos pela religião. A maioria dessas pessoas nem mesmo é religiosa.

Mais: acho que a Dilma tem uma boa chance de ganhar votos da Marina se mostrar que o governo Lula tem realizações na área ambiental. E também se resolver soltar a voz, despentear o cabelo um pouco e se misturar ao povo. Ela precisa de paixão - e nisso, sinceridade, o Serra ganhou dela ontem. De lavada. O discurso da Dilma à noite foi tosco e sem graça, do tipo que não ganha eleição nem pra síndico.

Mariana. disse...

bom voto para você também, L. Archilla mas quanto a voltar a discutir 'isso' em 2014, acho que não. Não sou do tipo que fala de política só de quatro em quatro anos (ou de dois em dois...).

Julia disse...

Não consigo entender por que as pessoas acham que ser um partido forte não é bom pra democracia. o_O Nós vivemos numa democracia e, se há partidos fortes, é porque há adeptos. E o PT ser forte com TODA a grande mídia nacional contra ele é só uma prova de que, sim, isso é ótimo pra democracia.

Gabriela disse...

Faço minhas as palavras da Marjorie. Aliás, sinto muita falta de ler o seu blog e das suas participações no orkut. Achava bem bacanas.

Eu só não simpatizo muito com essa idéia de que "vota na Marina quem é mal informado". Acho que explicação não é tão simples assim, e faz muito sentido essa da "terceira via". Mas faço uma ressalva: aqui em casa o pessoal votou na Marina, tô conversando com a minha mãe nesse exato momento e ela mesma não sabia quem era o vice dela, ou as propostas. Só não queria votar nem no Serra e nem na Dilma, provavelmente contaminada pelas campanhas (eles não compram nem assinam Veja, mas suspeito que acessem o site de vez em quando e tenham acesso a esse tipo de jornalismo de esgoto).

L. Archilla disse...

Não política, né, mas a candidatura da Marina em particular!

GG disse...

Estou estupefato com o grau de autoritarismo da sra. Lola.

É justamente nas horas de maior tensão que vemos que o que os PTistas querem mesmo é eles no poder. E que democracia só é democracia quando o PT ganha. No primeiro turno.

Marina Silva teve 42% de votos no Distrito Federal. 42%. E posso te garantir que foi um eleitorado o mais plural possível. Até mesmo porque Brasília não é uma cidade tão evangélica e medieval quanto parece pelo seu discurso.

Agora acho muito legal também vocês virem criticar a falta de coerência do voto dos outros. Realmente, os únicos motivos válidos são os de votar na Dilma.

É tão absurdo assim que 20% da população concorde com as propostas da Marina? Propostas essa, aliás, que estão detalhadíssimas no site da campanha dela, juntamente com sua equipe de campanha (aliás, ela foi a única que eu vi apresentando toda a equipe de campanha no site).

lola aronovich disse...

Gente, o que eu quis dizer é: pq só o Plínio foi posto nos debates? Por que não o PSTU? Por que não TODOS os outros candidatos a presidente que tiveram meio por cento dos votos? Seria sem dúvida um debate pitoresco. Quem sabe alguns dos outros candidatos nanicos fossem ainda mais divertidos que o Plínio. Seria um bom debate? (bom, a verdade é que os debates até agora NÃO foram bons, e isso não foi culpa do Plínio). Mas que ficou evidente que a mídia inflou o Plínio porque precisava de todo 1% dos votos pra mandar o SERRA (notem, não o Plínio) pro segundo turno, isso é evidente.


E eu quero partidos FORTES, bem estruturados, com propostas, com projetos, com ideologia definida. Aqui no Brasil ainda votamos em pessoas, não em partidos. Ninguém votou na Marina por causa do partido, assim como ninguém votou no Collor em 89 por causa do partido. Votamos nas pessoas. Acho isso ingênuo, porque ninguém governa sozinho. Politização só acontece quando eleitores passarem a votar em partidos, não em pessoas. Claro, votar em quem quiser (inclusive no Tiririca) faz parte da democracia. Não estou negando isso. Só estou questionando algumas dessas escolhas. Questionar tb faz parte da democracia, certo?

aiaiai disse...

Eu estou achando muito bom descobrir que 20% dos eleitores brasileiros estão engajados na causa ambiental. Que bom isso né não?

Aqui na minha cidade to procurando essas pessoas. Há mais de cinco anos apoio um projeto de separação de lixo seco e lixo úmido. A gente separa em casa, depois deposita o lixo seco (com tudo o que é reciclavel) numa só lixeira. De dois em dois dias, o pessoal da cooperativa de catadores de material reciclavel vem aqui e leva.

É uma coisa superbacana porque além de aumentar a possibilidade de reciclagem de materiais, você ajuda o cara que é catador a não ter que revirar o lixo de todo mundo. Os catadores são pessoas incríveis que ajudam a gente a se livrar do que não queremos e ainda geram renda com isso. Então, uma coisa que me incomoda muito é pensar que eles precisam revirar lixo (com tudo misturado) para fazer esse grande trabalho.

O problema, até agora, é que eu não sabia que tinha tanta gente com vontade de contribuir para o meio ambiente. Aqui no meu prédio - que tem 40 unidades - consegui o apoio de apenas 8 apartamentos. Já é alguma coisa, mas...é bem pouco.

Então, vou tentar achar os eleitores da marina que moram por aqui para ver se eles se engajam nesse projeto. QQ vocês acham? Será que terei sucesso?????

GG disse...

aiaiai, falar que quem votou na Marina foi só por causa da questão ambiental é má-fé ou ignorância.

E, realmente, a Dilma não vai governar sozinha. Vai governar com Zé Dirceu, com Renan Calheiros...

Ainda assim voto nela.

lola aronovich disse...

Ah gente, por favor, saibam diferenciar algumas coisinhas. Quando eu digo que “boa parte do voto na Marina é o voto do atraso, da Idade Média, de gente que tem horror à liberdade e gostaria mesmo é de um Estado fundamentalista, em que Deus falasse mais alto que qualquer lei", eu estou dizendo justamente isso, “BOA PARTE”. Não quer dizer todos. Não quer dizer nem “A MAIORIA”. Tanto que eu comento o perfil de outros eleitores da Marina. Mas, pra mim, tá bastante claro que quem levou a eleição pro segundo turno não foi a Veja. Foi a campanha religiosa.


Maiacat: problemas de interpretação de texto aí. Eu disse justamente o contrário: que a mídia NÃO muda mais o voto, que a velha mídia não elege mais seu candidato.
E gente, os eleitores de Marina com quem falei REALMENTE não são politizados. E acho que é falta de conhecimento político ignorar que Marina foi colocada nessas eleições simplesmente para forçar um segundo turno. Forçar um 2o turno não pra ela, mas pro Serra.

aiaiai disse...

aproveitando a onda verde, segue endereço na net que mostra como contribuir para reciclagem de materiais.
É muito fácil e simples, pessoal. Basta vocês:
1. separem o lixo na casa de vocês. Numa lixeira tudo o que é SECO (embalagens,em geral) na outra o que é ÚMIDO (resto de comida, embalagens gordurosas, papel higienico, outros papeis sujos, etc)

2. entrem nesse site abaixo e procurem pelos locais de entrega de material. No meu caso, tem uma cooperativa que a gente liga e combina com eles para eles virem buscar, mas pode ser um ponto de coleta na cidade (vejam no site, é super simples)


http://www.rotadareciclagem.com.br/index.html?c=oquee


acho que essa é uma ação ambiental, que também reforça o respeito (humano, cristão, como vcs acharem melhor) às pessoas. Afinal, não há nada mais desumano do que querer que uma outra pessoa tenha que catar o seu lixo, né?

Arashi disse...

Com certeza, Lola, teria sido legal um debate com todos os candidatos, aos moldes de 89 (se bem que em 89 o Ulisses e o Collor não quiseram participar). Eu iria rolar de rir.

Quanto ao Plínio, a atenção da mídia pra cima dele aumentou muito depois do twitaço durante o debate do Uol. Aquilo foi lindo, jogada de mestre. Teve uma atenção grande da mídia? Teve. Mas a questão é de 'a mídia inflou a candidatura do Plínio' a 'por que gastamos saliva com o Plínio' tem uma tremenda diferença.

Dária disse...

Ehh, eu tive duas duchas de agua fria ontem: ter 2º turno, e saber que parte siginificativa dos meus amigos tinham votado em Marina por... sabe-se lá deus porque, não conseguiram explicar. Marina tirou votos que eu cria serem de Dilma mesmo, mass... uma nova campanha começa agora, e já estou hoje indo de trabalho à aula vestindo vermelho.

Aqui no RN, tudo no esperado (muito ruim): Rosalba (DEM) eleita no 1º turno, senado continuando com Agripino e Garibalde... e tbm o pai de Garibalde, com dez mil anos, ocupando a vaga q era da Rosalba lá (suplente dela).

E vamos que vamos...
dos meus candidatos só Fátima Bezerra, dep. federal, ganhou aqui. Em primeiro lugar, com seu eleitorado fiel de sempre.

L. Archilla disse...

GG, digo isso tudo porque conheço um monte de marinista (mesmo!) e não conheci UM que elogiasse o plano de governo econômico dela. Sério. Grande parte falava que ela era "Limpa", pois não estava envolvida em grandes escândalos, alguns elogiavam sua atuação no ministério do meio ambiente, outros "não gostavam do Serra nem da Dilma", ou seja, se o Plínio tivesse em 3º, votariam nele. Uma única pessoa citou o motivo religioso (mas não tenho contato com esse público, talvez a motivação religiosa tenha pesado bastante, não sei). Não ouvi UM falando: "chega de estado, vamos eleger a Marina que é neoliberal!", ou "os trabalhadores têm direitos demais, vamos rever isso"... coisa que os eleitores do Serra falavam, aliás.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

De uma forma ou outra, Marina não deixou de ter sido vitoriosa ontem. Uma mulher de um partido médio, conseguir quase 20% dos votos pra presidente de uma eleição, em um país machista como o nosso, até que não deixa de ser uma conquista pras mulheres. Ela colocou o nome dela na política.
Ontem não tinha pensado nisso, mas hoje já pensei algo assim.
Ainda tenho esperança que Marina apóie a Dilma e se isso ocorrer, vai ser uma coisa bonita de se ver, duas mulheres unindo forças. Apesar de se colocar como terceira via, ela não atacou durante a campanha, então acho que não fica incoerente. Vejo como incoerência é se ela apoiar o Serra, levando em consideração sua trajetória, apesar do partido dela já ter feito isso.

Wonderwoman disse...

Com sinceridade: eu tenho medo do homem de bem. E esse slogan da campanha, se for isso mesmo (acredito em você Lola, mas não quero acreditar) me dá arrepios.
Até escrevi sobre isso ontem, coincidência ou não.
http://wonderwoman-bra.blogspot.com/2010/10/por-mialma-insubjugavel-agradeco.html

Mas sério, eu tenho um pouco de medo dessa transferência de votos, porque vi, no dia a dia, na faculdade por exemplo, meus alunos que faziam campanha pela Marina. Um eleitorado cristão, classe média, conservador. E ontem, acompanhando a transmissão do Globonews, Heródoto (como todos os demais) parecia mesmo estar cantando a bola pra Serra. Relembrou a questão religiosa e do aborto, que fortaleceu Marina e teria tirado votos de Dilma. Acho que o homem de bem pegará a dica. E ai eu tenho medo.
Tenho medo porque quando falam que Marina não se manifestou necessariamente contra a questão do casamento gay ou do aborto, mas disse ser a favor do plebiscito, pra mim é sinal de que ela sabe qual o posicionamento da maioria do povo, fiel a valores antigos e religiosos, contrária a essas questões e que fará valer a sua própria posição religiosa.
Mas, vamos, sejamos otimistas porque em trinta dias os golpes serão muitos. E EU QUERO UMA MULHER PRESIDENTE!
beijos
Camilla

Raquel Portilho disse...

No Rio, Marina ficou em segundo. Vários amigos meus votaram nela com o papo de "terceira via". Eu não acho errado as pessoas buscarem isso, eu mesma voto no PSOl (mas votaria na Dilma, se tivesse no Brasil). O que eu acho é que as pessoas quase que separam a Marina do PV, e isso é muito difícil pra mim, mas estou tentando. Acho que a Marina apóia a Dilma. Acho mesmo. Mas ela não vai declarar isso, porque o part...ido já deu a entender que apoiaria o Serra num eventual segundo turno. O que eu acho coerente. O projeto do PV é mais próximo ao do PSDB/DEMo. O que eu não entendo é gente votando no PV e no PSOL, que têm projetos MUITO diferentes, quase opostos (e isso aconteceu no Rio)! Eu acho que as pessoas querem "novidade", e nem acho que estejam erradas. Mas vamos esclarecer que a Marina (que passou 5 anos no governo do PT) pode até ser novidade. O PV não.

Enfim, no Rio, duvido que os eleitores da Marina votem no Serra. O eleitorado dele no Rio não passa de 30% (22& neste primeiro turno).

Palavras Vagabundas disse...

Lola,
democracia é isso! Até Tiririca leva.... pode ser um horror, mas é. Para MIM a Marina pousou de "terceira via viável" mas não mostrou nada! Era um tal de "vamos ver", "vamos estudar" e por aí fora. Ela esta à direita, queiram ou não os eleitores dela.
Não gosto da Dilma, particularmente, mas votei e vou votar nela, acredito e apoio o PT.
Só fala mal do governo do Lula, quem não conhece.
abs
Jussara

Mya disse...

Acredito que boa parte dos votos da Marina sejam de pessoas incomodadas com as alianças do PT.
Embora eu tenha votado na Dilma, meu voto pra governador foi para o candidato do PSOL, que obteve 15% dos votos válidos aqui no DF. O vice do candidato do PT é Tadeu Filipelli, deputado federal pelo PMDB que passou a vida ao lado do Roriz e participou do governo do Arruda (DEM). A maior parte das pessoas conhecidas que votaram no candidato petista o fez mais para votar contra o outro lado e não estava feliz com o candidato a vice.
Votarei 13 no segundo turno, mas por falta de opção do que qualquer outra coisa.

Mulher Asterísco disse...

Não acho que existam regras gerais, mas a verdade é que a polarização destas eleições é benéfica para os trabalhadores porque obriga os candidatos a se posicionarem sobre uma questão fundamental: a Soberania. O PSDB quase destruiu o país com as privatizações (com a ajuda do PV). Quem desviou o primeiro turno desta polarização necessária foi a Marina - a maior fraude destas eleições, por encarnar, na figura dela, um resgate dos ideiais originais do PT, porém num partido que é um braço do PSDB e das ONGs Internacionais imperialistas. Tem responsabilidade, também, neste resultado o Lula que empurrou goela abaixo do PT alianças que descaracterizam o partido.
Estou chateada com o segundo turno e de hoje até as eleições não tiro mais a minha estrela vermelha do peito, mas ainda assim consigo distinguir a minha vontade da realidade. Beijossssssss

Serge Renine disse...

Calma pessoal!

Você que estão falando que estão com medo parecem a Regina Duarte. A oposição não tem poderes mágicos. Do mesmo jeito que parecia que a Dilma ia levar no primeiro turno e não levou, agora parece que o Serra, assim como e fênix, vai ressurgir das cinzas. Calma, não será assim. Felizmente tudo vai voltar a ordem natural.

marcos guinoza disse...

"Serra é do bem": novo slogan da campanha tucana? Um conselho: desconfie de quem se diz “do bem” e quer te convencer que é "pessoa melhor" porque descobriu Jesus (ou Marina).

marinabernabe disse...

Ei Lola tudo bem?

Então, eu nao estou desesperada com os resultados, mas estou preocupada. Muita gente que votou na Marina vai votar no serra (e não são pessoas ricas).

Mas gostaria de te pedir uma coisa. Será que tem como vc postar no blog várias informações para votar na dilma e várias outras para não votar no serra? Acho que melhor do muita gente vc tem conhecimento para fazer isso. Sei de algumas informações, mas acredito que vc tenha mais a contribuir.

beijos e tudo de bom

Arashi disse...

Olha Raquel,

Conheço muita gente que votou na Marina e vota no Serra agora. Gente que vota em qualquer um menos no PT.

joshua disse...

Uma mulher com um nome muito português, Marina Silva, humilhou a proto-Lula Dilma, obrigando-a a uma segunda volta com Serra. Marina tinha, antes, sido humilhada por esta falsa pasionaria que Lula pretende impingir aos seus concidadãos. A vingança, tropical e nada fria, veio através das máquinas de voto com Marina a arrecadar vinte por cento dos sufrágios e a declarar-se imediatamente por Serra. A inventada Dilma terá, pois, de desunhar-se até ao fim do mês, expondo ainda mais o que há de mais reles no "lulismo", precisamente o que, aqui em Portugal, tem muito sucesso. Como escreve Eduardo Pitta: Dilma pagou o preço dos ziguezagues: toda a vida xingando a tradição católica, tornou-se evangélica na última semana da campanha; toda a vida apoiando o aborto, descobriu na última semana que interromper a gravidez é crime; toda a vida libertária, não admite casamento entre pessoas do mesmo sexo. O povão regista.

Rebecca P. disse...

Disse tudo. Compartilhei no meu face, no google reader, e por email... Vamos espalhar!

Rebecca P. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Milton disse...

Oi Lola,

Concordo com o Lord Anderson, o que mais me surpreendeu nesses dias foi ver pessoas votando na Marina e mesmo no Serra só para "ser contra o governo", o que me deixa indignado, porque TODOS, ricos e pobres foram beneficiados pela política econômica e social do governo Lula. Então, porque essa "revoltinha" boba, que parece coisa de adolescente?

E o pior é ver isso em São Paulo, um estado que só têm perdido com sucessivos governos do PSDB.

E olha, sem querer acreditar em teoria conspiratória, mas essa candidatura da Marina sempre me pareceu uma coisa meio forjada para favorecer o Serra, inclusive porque vi veículos de direita pondo pilha na cadidatura dela desde o início, e agora tem essa do PV apoiar o o PSDB. Estranho, não?

Victor disse...

Tenho uma prima que votou na Marina porque viu um vídeo da Dilma em que ELA diz que vai usar o "dinheiro do povo" e, depois, que "essa parte a gente editar". Queria saber se esse vídeo é verdadeiro ou é mais uma mentira da oposição.

Milton disse...

Isso sem falar na questão da governabilidade: ainda votamos no candidato, como se o Poder Executivo fizesse tudo sozinho e acho que é justamente por pensar assim que muitos votaram na Marina.

Domitila disse...

Lola, sou leitora desse blog faz tempo. E seus textos tem a capacidade incrível de sempre mexer comigo.

Achei este post fundamental para o entendimento das eleições deste ano, quero divulgá-lo.

Gostaria de postar em outro lugar, com um link pra cá e todos os créditos à vc...posso? Por favor, me avise se quiser que eu tire :)

Colocarei aqui http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=2033830439226582839&rl=t

Beijos!

Mariana. disse...

lola, eu adoro seu blog mas.... voce precisa aprender a se expressar melhor. como é que a gente iria concluir que, quando voce disse que gastaram saliva demais com o plínio, que não chegou a um por cento dos votos, na verdade voce queria que gastássemos mais saliva com outros'nanicos'?
mas acho legal vc admitir que o que disse não foi legal.

Mariana. disse...

ah, em relação ao tamanho dos partidos. claro que é bom para a democracia termos partidos e bem estruturados.

O que não pode é termos apenas UM partido grande, fazendo uso do aparelho do estado para se manter no poder. Mas esse não é nosso caso. Ainda.

Ana disse...

Oi Lola! A Marina sendo apoiada pelos evangélicos, não sei se é bem assim, viu? Aqui em casa todo mundo adora se titular crente e votaram na Marina sim, mas segundo eles só porque ela sabe falar, ao contrário da outra candidata. Mas é mentira, porque eles não votam no PT e não gostam tanto do Serra assim, esses 5 votos de agora vão para o Serra infelizmente...

Vish, esqueci de dizer que a igreja evangélica não defende uma mulher no poder, porque segundo eles, Deus a criou para ajudar o homem. Que horror, né?
Mas de qualquer maneira é Dilma agora!

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ághata disse...

Concordo totalmente com você, Lola.

Essa 'Onda Verde' é o crescimento que Marina da Silva teve entre os evangélicos e cristãos. Vi muito disso aqui em Brasília, aliás, sexta, tentaram me convencer a não votar nela porque "o vide dela é satanista, tá fazendo pacto com o diabo para ela morrer da doença dela e tomar o Brasil".

Aliás, é algo engraçado aqui no DF, o tanto de evangélico, crente (junto com o mantra "crente vota em crente!"), cristão que vota motivado pelo que o pastor/padre diz. Tanto que temos uma porrada de deputados eleitos do Partido Social Cristão ou que tinham apoio dos cabeças deste partido (tipo o Roriz, aliás, muita gente deve saber do feito da mula da Weslian Roriz, esposinha do dito cujo).

Não posso falar pelo Rio de Janeiro, mas aqui no DF religião Pesa. E Muito.

Nane disse...

Em Brasília existe o feriado "Dia do Evangélico - 30/11" (mas para Consciência Negra não tem feriado, enfim...).

Então sim, eu acredito que a Marina ganhou em Brasília graças a força dos evangélicos.

Aqui as pessoas vão a igreja e buscam orientação, tanto católicos quanto evangélicos, não é a religião de fachada. Conheço muita gente que vai na igreja todo domingo (é sagrado) e até mais de uma vez por semana.
----------------------------------

Agora uma coisa que uma amiga me falou foi "Não confio na Dilma, eu olho para ela e não confio nela", como dialogar neste caso? Eu argumentei, disse todos os meus motivos para votar na Dilma e nada. Era simplesmente "não confio".
Infelizmente tem gente que vota pela "cara do candidato". Incorpora super poderes, telepatia, sensitividade, ou sei lá o que e julga sem conhecer o plano de governo, sem pesquisar sobre o passado e as escolhas políticas...enfim.
Fiquei muito chateada pq como argumentar contra algo tão abstrato que é um "eu não confio" ?

B. disse...

Olha, eu não sei se foi proposital ou não, porém a Marina Silva foi uma candidata que conseguiu reunir três tipos de eleitores muito diferentes nessa eleição, e aí que reside a genialidade de sua candidatura.
1. Os evangélicos. Ainda não dá pra ter certeza da relevância desse eleitorado dela, porém se não é MUITO GRANDE, também não é ínfimo.
2. A classe média que cansou do Serra. Aí entram os jovens que se cansaram do PSDB, que em sua juventude, depois que passaram a votar (somente em 2002, 2006), sempre perdeu. Mas é o típico voto anti-PT.
3. Pessoal de esquerda que estava um pouco desiludido no PT e viu na Marina uma alternativa mais limpa. Aí entram até mesmo as pessoas que de certa forma queriam que a Dilma ganhasse, mas que preferiam que ganhasse no segundo turno, talvez pra pagar o pedágio das alianças, da corrupção, não sei. Aí também estão os jovens, porque eles “cresceram” vendo o Lula no poder, então apesar de ter conquistas, eles precisam sonhar mais alto, certo?

Eu, particularmente, acho o pessoal incluído no grupo 3 um pouco ingênuo. Não que não seja digno, já que o governo Lula falhou muito na área ambiental mesmo (eu trabalho com sociologia ambiental e direito ambiental e ele pecou mesmo). Eu mesma no começo pensei em votar na Marina. Mas o que me fez mudar de idéia foi ver que, realmente, ela não teve propostas consistentes de esquerda. Ela é só a parte ambiental mesmo. O resto ela deixa “aberto” ou deixa pra sociedade civil (ou seja, Estado fora). E o partido dela pende muito pra direita e, como a Lola falou, não dá pra ser ingênuo de votar em pessoas. Sem contar nas alianças que ela TERIA que fazer pra governar. Isso, pra mim, é inconcebível. Acho até que a candidatura dela foi importante pra colocar em debate a questão ambiental relegada no governo Lula. Tomara que a Dilma aprenda com isso, tomara mesmo. Mas a maioria do terceiro grupo vai vir pra Dilma agora, e talvez alguns anulem. Então não há por que se preocupar.

Essa minha análise é rasa, claro, baseada no que eu tenho visto só. Porém o que pretendo destacar é que o voto da Marina é MUITO difícil de generalizar. Ela reuniu forças muuuito diferentes, não sei se foi estratégia ou não, mas o fez. E o que seria de um possível governo dela, eu não faço a MÍNIMA IDEIA.

lola aronovich disse...

Querem fazer um teste de como Marina e o PV representam a direita light? Pensem o que aconteceria se Marina tivesse passado ao 2o turno ontem. Eu fiquei preocupada com isso por um tempo pq, na seção em que fui mesária (em Fortaleza) Dilma teve 128 votos, Marina 77, e Serra 62. Ou seja, pela minha seção, haveria 2o turno e seria entre Dilma e Marina. E falei com outras pessoas da mesma zona eleitoral e parece que aquilo foi a regra naquela zona (próxima à universidade): Dilma em 1o, Marina em 2o. Então pensem: o que aconteceria se isso ocorresse de fato? Quem PSDB/DEM apoiariam, Marina ou Dilma? E com quem Marina governaria caso fosse eleita? Ministérios todinhos ocupados pelo PSDB e DEM...

... como se eu fosse a única. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
... como se eu fosse a única. disse...

Eu acho um absurdo termos de ficar fazendo média religiosa. Acho um absurdo e total egoísmo uma pessoa votar induzido por sua crença religiosa. O país não é uníssono quanto a religiões, ou mesmo crença nisso. Onde ficamos nós, que não acreditamos, ou que não acreditamos como eles?

Estamos sendo discriminados, por não termos a mesma fé "deles". Estão criando grupos religiosos-políticos para fortalecer os grandes nomes das religiões.

Não gostaria de ver a Dilma se rendendo a esse "lobby", que é o de mostrar-se submissa aos religiosos que não sabem separar votar por um povo, uma nação de votar por uma crença. Mas tbm não quero de jeito maneira que o Serra vença.

Pô, a Idade Média já se foi, e estamos querendo renová-la com os evangélicos?! Mais inquisições e "embruxamento" de pessoas????
Eles estão botando seus egos acima do bem estar da nação brasileira e latino-americana... Depois somos nós que não pensamos nos outros.

Marco disse...

Puxa, Lola!!!!

Que bom ter visitado seu blog hoje. Parabéns pela beleza do texto e lucidez da análise. Vc me deixou mais confiante ainda! Vamos derrotar de vez essa ultradireita católica e essa mídia podre. Esta eleição já deu mostras de grande avanço: a limpeza no Congresso Nacional foi gratificante. Ficou muito pouca sujeira demo-tucanalha!!!
Abraços!!!

João disse...

Que legal que pessoas com diferentes opiniões têm aparecido aqui. Ah, Lola, parabéns pelo número de comentários neste post.

Um ponto triste é que os petistas criticam nos outros exatamente aquilo que eles (petistas) oferecem! Apesar de se apresentarem como paladinos da pureza, da inteligência, da honestidade (mesmo tendo Palocci, Dirceu, Barbalho, Temer, Sarney... ao seu lado!).

Lola, incrível você não saber, a esta altura do campeonato (em que Dilma não levou no primeiro tempo, como todos os petistas tinham certeza -- inclusive ela, que não conseguia disfarçar a altura do salto) por que o Plínio foi convidado aos debates e os outros não. Isso tem a ver com representantes desses partidos que já estão eleitos. Ah, mas você não assiste a telejornais e acha os debates muito ruins, não é? Então não tinha como saber. Televisão brasileira é tão ruim! Só apoia a direita, a elite, a burguesia (discursinho desgastado, hein!).

Você ofende os eleitores da Maria. Por quê? Eleitor bom é o que vota na Dilma? Menos fanatismo e mais bom-senso, Lola. Faz bem ao cérebro.

Rita disse...

Divulgando:

http://t.co/k7RchtL

Excelente entrevista do Ciro. Podíamos combinar assim: quem vota na Dilma divulga, quem vota no Serra argumenta. Pra conversa seguir, sempre. Mas não deixem de assistir, é curtinho, mas bem informativo.

Bj

Rita

Clara Gurgel disse...

Boa,Rita!! Já estou divulgando!! Vai ajudar as pessoas a refrescarem a memória,né!? E vamos eleger Dilma, "A MELHOR VIA", presidente do Brasil!

Koppe disse...

"Não gostaria de ver a Dilma se rendendo a esse "lobby", que é o de mostrar-se submissa aos religiosos que não sabem separar votar por um povo, uma nação de votar por uma crença."

Não compreendo a função dessas aspas, o lobby religioso é lobby mesmo, sem aspas. Só isso explica qualquer candidato ou candidata ter que se explicar aos religiosos sobre alguns assuntos mais polêmicos.

Na edição de hoje do jornal O Sul tem uma frase bem interessante do Muricy Ramalho, técnico do Fluminense: "Em todas as áreas, só se usa a emoção para decidir as coisas no Brasil." Acho que foi disso que a Lola falou no post. Mas o voto emotivo é muito comum, talvez até maioria, não só em quem votou na Marina, muita gente votou na Dilma, no Serra ou no Plínio por causa de alguma emoção, e a pior delas parece ser o ódio ao Lula/PT que gerou muitos votos no Serra.

Deve ser por isso que debate de idéias e projetos tem tão pouco espaço e tanta gente considera tão chato e tedioso, porque isso apela ao racionalismo, o que funciona mesmo é o apelo às emoções, sejam elas quais forem.

Outra coisa que me deixou muito decepcionado foi ouvir outra vez gente dizendo que ia votar na Dilma só pra não ter que perder algum tempo indo votar em um eventual segundo turno. Ou seja, alguém pouco se importando com o que representa a candidata, votando nela só pra se livrar de ter que ir votar de novo (ouvi a mesma coisa na eleição 2006, gente querendo votar no Lula pra não ter que votar num segundo turno), se fosse o Serra na frente votaria nele... e pensar que tem mais gente por aí que pensa assim...

Stela disse...

coisas que só acontecem comigo: no onibus, indo pra faculdade, tinha uns rapazinhos "adolescentes" falando (mal) da dilma e num determinado ponto eu escuto (nessas horas sempre repito o mantra: é melhor ouvir do que ser surdo):

- agora o serra tem que ficar esperto, pegar nos pontos fracos da dilma, principalmente essa questao do aborto, que a maioria da populaçao brasileira é contra. imagina se essas mulheres puderem abortar? nao vao mais procupar de se proteger pra fazer sexo porque ai é só abortar, vao sair espalhando doença pra todo mundo!!!!!

(...)

meu namorado disse que eu devia ter enfiado a caneta no ouvido. nessas horas eu me espanto como eu consigo ser uma pessoa civilizada...

-------------
agora, quem nunca viu marina falar de deus eu truco, porque ela gastava pelo menos um minuto de qualquer discurso pra agradecer A DEUS pela oportunidade. OI?
vaimedizerqueissonaotemnadaaver?ahamclaudiasentalá!

además, a sustentabilidade que a marina propunha seria fiscalizada por ORGANIZAÇÕES NAO GOVERNAMENTAIS. comolidar?

e "Eu acho inadmissível mesmo que alguém a favor da descriminalização do aborto e a favor dos direitos iguais à comunidade GLBTT tenha votado em Marina, com essa história absurda de plebiscito." (2)

Ághata disse...

Exatamente.
Não tem essa de negociar direitos humanos em plesbicito.

Rita disse...

Esqueci de dizer que quem me passou o video no twitter foi a @inquietudine

Bj
Rita

Rita disse...

Dã! Que video, ne? Esse: http://t.co/k7RchtL

Stela disse...

hmmm só uma pequena critica quanto ao plinio: muita gente dizendo que ele tá gagá, que ia morrer antes do fim do mandato se fosse eleito, eu acho que rolava uma cautela com esse discurso pra não cair num papo preconceituoso de que velhos não tem capacidade/competência pra fazer as coisas. do mesmo jeitinho do machismo/racismo/homofobia...

Anastasia disse...

Peraí, até onde eu saiba, a Dilma voltou atrás sobre a legalização do aborto. Já foi publicado isso, ou é boato?

"Há três dias da eleição, Dilma reuniu-se com lideranças religiosas para esclarecer sua posição e informou sobre seu compromisso de não tomar a iniciativa, caso fosse eleita, de enviar ao Congresso Nacional proposta que flexibilize a legislação sobre aborto, posição que agrada a cúpula da Igreja Católica e das igrejas evangélicas."

fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Pol%C3%ADtica&newsID=a3063864.xml

Mas vamos supor que isso não aconteça e a proposta fique no congresso. Será que teria a maioria de aprovação lá dentro? Com a maioria homem, machista e com as bancadas cristãs e ruralistas fortes? Aham cláudia, senta lá digo eu!

Ou pode colocar em vigor como medida provisória, o que eu acho que nem cogitariam num caso como esses.

Hj em dia EU (para deixar claro, frizando bem o EU, por se tratar de uma observação MINHA) acredito que se é para legalizar o aborto, seria muito mais possível por meio de um plebiscito (embora seja praticamente impossível do mesmo jeito). Dessa forma pelo menos nós estaríamos respondendo do que esperar por decisão dos políticos do congresso, que podem estar a favor de tudo, menos ao nosso favor em sua maioria. Ainda mais agora que até com o PSC o PT tem coligação.

Para deixar claro: plebiscito para mim está longe de ser o ideal, mas de acordo com a dinâmica dentro do congresso, para MIM se torna uma alternativa "menos pior" do que deixar lá esperando, a cargo dos nossos digníssimos representantes que cagam e andam para a gente.

HG disse...

Adorei o post, Lola. Saio daqui renovada!

Masegui disse...

Rita,

Obrigado pela dica, essa entrevista do Ciro é "duca". Precisamos divulga-la o mais possível!

Mariana. disse...

E agora, petistas?

ISSO é um banho de água fria em vocês. "PT estuda tirar aborto de programa para estancar queda de Dilma entre religiosos".

http://www1.folha.uol.com.br/poder/809786-pt-estuda-tirar-aborto-de-programa-para-estancar-queda-de-dilma-entre-religiosos.shtml


Lamentável que o PT tenha que adequar seu discurso em aspectos tão basilares... Será que o parido da estrela vai perder seus fiéis eleitores que, por se identificar com o programa 'antigo', votam o partido? Ou estes estão fanáticos demais?

disse...

"Ah gente, por favor, saibam diferenciar algumas coisinhas. Quando eu digo que “boa parte do voto na Marina é o voto do atraso, da Idade Média, de gente que tem horror à liberdade e gostaria mesmo é de um Estado fundamentalista, em que Deus falasse mais alto que qualquer lei", eu estou dizendo justamente isso, “BOA PARTE”. Não quer dizer todos. Não quer dizer nem “A MAIORIA”. Tanto que eu comento o perfil de outros eleitores da Marina. Mas, pra mim, tá bastante claro que quem levou a eleição pro segundo turno não foi a Veja. Foi a campanha religiosa."

Lola, eu entendi perfeitamente o que você escreveu, e por isso mesmo falei no meu comentário que respeito que essa seja a sua opinião, porém discordo dela, e eu como sendo uma pessoa que votou na marina como outras que eu conheço, não me encaixo nesse perfil. =)

Anastacia, eu ía postar praticamente o mesmo comentário sobre o plebiscito, então para não ser redundante só tomo a liberdade de fazer minhas as suas palavras!

beijos,

Ághata disse...

...Anastasia...

Direitos Humanos Não Podem ir a Plesbicito porque eles Não São Negociáveis.

Ághata disse...

O voto na Marina - e olhe que eu acho ela uma boa candidata - é um voto conservador (lamento muito mesmo que eleitoras muio estudiosas das propostas dela não tenham captado isso).

Ficar implicando com Lola dizendo "sou atéia, mulher e feminista, logo meu voto não pode ser conservador" não é argumento algum. Ao invés disso, apresente propostas realmente progressistas da Marina que fica mais fácil levar a sério.

Stela disse...

acho que tem gente que ainda não entendeu que no brasil, aborto é crime em QUALQUER situação:

"[...] crime contra a vida pelo Código Penal Brasileiro, prevendo detenção de 1 a 10 anos, de acordo com a situação.[1] O artigo 128 do Código Penal dispõe que não se pune o crime de aborto nas seguintes hipóteses:
. quando não há outro meio para salvar a vida da mãe;
. quando a gravidez resulta de estupro.
Segundo juristas, a "não punição" não necessariamente deve ser interpretada como exceção à natureza criminosa do ato, mas como um caso de escusa absolutória [...] A escusa não tornaria, portanto, o ato lícito, apenas desautorizaria a punição de um crime [...].

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Aborto_no_Brasil

Anninha disse...

É isso aí, é hora de colocar dinheiro nas calcinhas, não mais nas cuecas!

Mariana. disse...

hein, stela, 'esse' ponto de vista doutrinário não é unanimidade (na verdade é minoritário).

Seria o mesmo que dizer que HOMICÍDIO é crime em qualquer situação. Não é. legitima defesa exclui a tipicidade (o crime); não é apenas uma excusa.

isso da muito pano pra manga. o fato é que, na prática, isso não faz diferença. não há punição.

Stela disse...

@mariana já assistiu "o aborto dos outros"? assiste.

Ághata disse...

...Não é ponto de vista!

É direito! Interrupção voluntárioa de gravidez é Crime em qualquer situação! O problema é que não é punível!

Legítima defesa, estado de emergência, etc. são casos diferentes, não tem comparação.

Nathália. disse...

Gente, temos um problema: Nem todos consideram direitos homossexuais, direitos femininos e direito ao aborto como direitos humanos. A interpretação do que seria "direitos humanos" pode ser ampla ou restrita.Particularmente, sei que, se fosse pra decidir união civil homoafetiva e aborto, nem com plebiscito nem via congresso.

Infelizmente o PT se coligou com uma porrada de partido de merda (vide PMDB, PSC, dentre outros).

O Congresso, como está nesse instante, NUNCA iria aprovar nenhum desses projetos, nem nos maiores sonhos.

Sou do Rio de Janeiro, ajudei a eleger o Chico Alencar a o Marcelo Freixo como deputados federal e municipal, respectivamente, ambos do PSOL. Sei que ambos são a favor das duas propostas, mas são minoria. E são minoria porque a maioria é do PMDB, coligado com o PT, e o PMDB não vai legalizar porcaria alguma nem nos maiores sonhos.

E é isso que me incomoda. Não adianta a Dilma querer liberar o que quer que seja, porque os ALIADOS dela irão boicotá-la.

Enfim, meu voto foi do Plínio.

E, no segundo turno, será da Dilma. Não porque eu a ame ou a odeie, eu a respeito, mas porque eu NÃO SUPORTO O PSDB, e não vou jogar meu país no lixo novamente.

Mas também não acredito no PT. Não acredito MESMO.
Para mim, venderam a ideologia deles por voto.

Contudo, ao menos ainda defendem alguns direitos trabalhistas e se preocupam com a população carente, o que o PSDB NUNCA FARIA!

Luciano disse...

Como é que é? a Marina tem "pecha" de "ecológica"? Ou voce acha a ecologia algo muito ruim ou não entende nada de português (é a matéria que leciona, não?)... Bem, digamos que o rigor semântico não é mesmo seu forte.

Art&Design.Com disse...

O povo brasileiro tem a memória muito curta e muitos infelizmente já se esqueceram dos 8 anos do governo FHC, em que os preços subiam todos os dias, o salário ficou estagnado durante 8 anos e o povo passava fome e "sobrevivia" na miséria, com o dólar batendo na casa dos 4 reais e a dívida externa só crescendo... lembrem-se disso na hora de votar e se perguntem se o Serra seria mesmo a melhor opção! Kessia Suyane (Saquarema RJ)

Art&Design.Com disse...

O povo brasileiro tem a memória muito curta e muitos infelizmente já se esqueceram dos 8 anos do governo FHC, em que os preços subiam todos os dias, o salário ficou estagnado durante 8 anos e o povo passava fome e "sobrevivia" na miséria, com o dólar batendo na casa dos 4 reais e a dívida externa só crescendo... lembrem-se disso na hora de votar e se perguntem se o Serra seria mesmo a melhor opção!

Dáfni disse...

Eu concordo com a Nathalia: que o PT já vendeu sua ideologia há muito tempo, mas ainda assim defende alguns direitos trabalhistas e proporciona que alguns movimentos sociais tenham voz, coisa que o PSDB não admite de forma alguma.

Mas o PT não é um partido de esquerda, muito menos democrático. A partir do momento que começou a expulsar as ideias divergentes de dentro do partido a partir de 1994, acabou por decretar a sua morte como esquerda e espaço plural de ideias. Não dá pra ganhar eleições sem ter o mesmo discurso, não é mesmo?

O pior é que isso me ressente muito, porque já fui petista. Deixei de ser quando meu pai foi expulso do partido, como tantos outros, pelo Zé Dirceu. Mas ao ver os debates de 1989, não tem como não se emocionar e pensar como teria sido se aquele PT tivesse ganhado aquela eleição; seria de fato a vitória da esquerda.

Senti muita falta do Zé Maria nos debates. Acho que ele ia contribuir e muito para o debate de ideias. Não aquela panaceia de "o Lula fez isso, fez aquilo e aquele outro" ou "vou manter o que o Lula fez". Os discursos eram os mesmos, com exceção do Plinio. E ali ele teve um papel importante: ainda defender as ideias de esquerda, coisa que a Dilma não o fez, com certeza.

O melhor mesmo era nós não sermos obrigados a votar. Voto obrigatório causa estas distorções do tipo "Tiririca", sem falar em outras coisas...

Nathália. disse...

Dáfni --> Poxa, nem fala, ver o Tiririca me dói o coração.
Ainda mais porque estudo Direito, eu sei o papel MARAVILHOSO do Legislativo.
Um cara que não tem noção ALGUMA de política, que vai se deixar levar por qualquer um...

Lembro de quando li Rousseau e ele endeusava o "grande legislador"... penso em como Rousseau estaria a chorar agora, vendo uma coisa dessas...

Anônimo disse...

“representante da elite que governou o Brasil entre 1500 e 2002”

1. Ué, se é assim por que o Brasil teve independência e depois proclamação da república e depois disso ainda 2 golpes de estado? Se todos eram os mesmos chapas, não deveriam brigar entre si, né? E o JK, e o Jango, onde ficam?

2. Serra teve que fugir do Brasil para não ser preso e quase foi morto pela ditadura Pinochet nos anos 70. Isso não conta? Ou o fato dele não ser mais simpatizante do comunismo nem do PT o levou à danação interna no inferno?