quarta-feira, 18 de março de 2009

JÁ VAI TARDE, CLODOVIL

Não consigo ser hipócrita. Detesto quando morre uma celebridade por quem eu não tinha o mínimo apreço e a mídia o canoniza. Todo político vira estadista, até uma nulidade de partido nanico de aluguel como o Clodovil. Se alguém lembrar de uma só declaração pública inteligente que o deputado/estilista/polemista profissional deu em sua vida, me avise. Não precisa ser duas. Uma só basta.
Agora, obviamente não compartilho da opinião de milhões de seres desprezíveis que usam a figura do Clodovil para poderem fazer gracinhas homofóbicas. Vocês são preconceituosos, meninos. E não são engraçados.
Update: Acabei de ler que o Agnaldo Timóteo cantou no velório do Clodovil. Parece piada pronta. Sério, será que daria pra aproveitar e enterrar o Agnaldo junto?

50 comentários:

Patrick disse...

Para não dizer que o mandato dele foi 100% descartável, algo se aproveitou:

Clodovil propõe exame de próstata para trabalhador

O Projeto de Lei 2374/07, do deputado Clodovil Hernandes (PR-SP), inclui entre os exames que devem ser oferecidos ao trabalhador, por conta do empregador, o exame de próstata para homens a partir dos 40 anos de idade. Segundo a proposta, caso o exame apresente resultado positivo, o trabalhador deverá receber o tratamento psicológico necessário. As informações são da Agência Câmara.

Hoje, a CLT estabelece a realização de exames médicos, por conta do empregador, na ocasião da demissão e da admissão do funcionário e também periodicamente. Um dos objetivos desses exames é verificar a capacidade ou aptidão física e mental do empregado para a função que deva exercer. Entre eles, geralmente se incluem a medição da pressão arterial e hemograma. Contudo, o exame de próstata não está incluído.

Segundo o deputado, seu propósito é ampliar a prevenção do câncer da próstata. "Atualmente, essa prevenção enfrenta graves empecilhos, o que provoca milhares de mortes a cada ano", diz Clodovil. Ele cita as dificuldades de acesso que os homens encontram para esse tipo de exame, além do medo e do preconceito que o cercam.

Luiz disse...

E não é que ele conseguiu me enganar no discurso de posse. Mas depois vi que era só mais um número... eu e essa minha crença no inusitado...

Sheryda Lopes disse...

O próprio Clodovil era muito homofóbico,além de dar declarações, antes de eleito,que me fazem crer que ele tinha grande propensão para ser corrupto. Há alguns anos atrás, ainda na redetv e antes de se candidatar, ele disse ao vivo: "Ser humilde e pobre é coisa de gente burra!" Pelamordedeus...

Samantha disse...

A verdade eh q ele so queria dinheiro. Sabendo q era conhecido, e infelizmente a grande maioria ignorante o acha inteligente, entao seria eleito. E foi.

Ele tinha um estilo de vida muito gastador, ganhando 15 mil por mes poderia sustentar seus luxos. O cara eh eleito dizendo q seria "garoto propaganda de Brasilia". Faca o favor, ele nao tinha a menor ideia do que um deputado federal fazia.

Lembro quando ele ofendeu uma parlamentar, a chamando de feia. Eu ja disse, fico muito brava com gays que ofendem mulheres. Muito mesmo. Ou quando qualquer integrande de um grupo excluido do padrao "homem hetero branco classe media pra cima" ofende integrantes de outro grupo.

Acho q uma das unicas coisas boa que ele propos foi essa que o Patrick comentou.

Apesar de eu o achar engracado e de rir da incoerencia dele em seus discursos (lembro de um programa q ele fazia a tarde, era fonte de riso pelas coisas nonsense q ele dizia), ele realmente nao vai fazer falta no cenario da politica. Talvez no entretenimento e pela sua contribuicao na alta costura, la no passado, faca alguma falta. Mas como politico ou formador de opiniao, nao vai fazer nenhuma falta.

Anônimo disse...

"eu e essa minha crença no inusitado..." eheheh, adorei Luiz!
Fatima de Laguna.
P.S.: Tá Lola eu tbm nunca curti o cara. Ele morreu? Que fique na paz.

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

"Já vai tarde" é muito pesado...
Realmente, como político ele só foi pra sacanear, mas quem o elegeu? Ele não caiu lá de pára-quedas.
Como costureiro, nota mil pra ele. Ele era bipolar ao extremo, da doçura pra amargura era um pulo. Mas pelo menos o cara subiu na vida pelo seu próprio mérito e começou bem debaixo.
Abraço!

marjorierodrigues disse...

Além de chamaremn-no de "polêmico" o tempo todo, eu ri quando a Globonews foi entrevistar os outros deputados e um deles disse: "bem, ele não tinha se adaptado muito bem ao ambiente...".

Ou seja: que polêmico o quê, ele era mala mesmo! Sei que parece desrespeito, mas acho que já foi tarde. Um misógino a menos no mundo e um deputado ruim a menos para o Brasil.

Jaque disse...

Também assino no 'já vai tarde'! Fiquei assustada quando liguei a tv agora cedo e vi alguns políticos 'tentando' falar bem dele...Tentando porque não tinha nada de bom a ser dito...pura enrolação.
Taqueoariu, quanta hipocrisia.

Mari Biddle disse...

Ai, Lola....ontem minha irma me liga e me diz que ele morreu. Claro que eu disse que era menos um estrupicio dentro da Camara fazendo nada ou, quem sabe, fazendo sujeirada. Alem das bobagens que ele sempre falou!

Enfim, irma ficou chocada etc e tals e passei aqui para te dizer que nao tenho tempo de comentar mas sempre leio seu blog e, ta la no perfil do meu orkut os textos que vc escreve e que eu mais amo. bjs

lola aronovich disse...

Puxa, Patrick, o Clodovil fez um projeto útil? Na realidade, não tenho muita certeza que o projeto é tão útil assim. Qualquer pessoa que já fez exame médico pra contratação de emprego sabe que esses exames são rápidos e puramente pró-forma. Mede-se a pressão, acho que pesam o indivíduo, e só. Portanto, sinceramente, não sei se esse tipo de exame médico superficial é o melhor lugar prum exame de próstata. Até acho a ideia boa, mas... Não sei, precisa de MUITA campanha pra combater o preconceito que homem tem contra exame de próstata. E seria bom se programas humorísticos tipo Casseta & Planeta parassem de fazer piadinhas homofóbicas com isso.


Luiz, ele te enganou? Há há, eu nem vi o discurso de posse dele. Mas simplesmente não tenho o menor respeito por um político-celebridade que deu entrevista dizendo que estava desempregado e precisando de dinheiro e por isso iria se candidatar. E ainda por cima foi eleito...

lola aronovich disse...

Sheryda, exato. Cansei de ver declarações homofóbicas dele. Ele certamente não fez nada pelos gays. Ele criticava a Marta Suplicy por participar das Paradas de Orgulho Gay em SP! E pelos projetos que ela tentava passar. Ele era de direita. Homofóbico, misógino, elitista... Pros meus padrões, detestável.


Samantha, eu nem lembrava disso d'ele ofender uma parlamentar. Vi ontem no Jornal da Globo. Ele aproveitou pra dizer que “as mulheres estão ficando muito ordinárias”. Imperdoável. Minorias devem se unir, não ficar ofendendo umas às outras. Mas o problema é que ele nunca se considerou uma minoria. Apesar de gay assumido, ele não tinha conversa com grupos de direitos pró-gays. Ele só se via como minoria no sentido elitista, de se sentir único. Mais um gênio incompreendido...

lola aronovich disse...

Tânia, sei que é um pouco pesado. Geralmente não desejo a morte de ninguém. Mas vc não vai me ver derramando lágrimas quando o Maluf morrer. Eu festejo a morte de alguns podres, como o ACM. Lembro que minha mãe fez um bolo de chocolate pra comemorar a morte do general espanhol Franco, sabe? Quanto a um cara como o Clodovil ser eleito, isso acontece em todo lugar do mundo. Sempre tem gente que vota no famoso, no bizarro, no que representa a alienação. E ser bipolar não justifica a coleção de declarações infelizes que ele deu ao longo de sua vida.

lola aronovich disse...

Fátima, não dá pra fingir que estamos muito tristes com a morte dele...


Marj, imagino que ele era insuportável. O maridão odeia quando fico feliz pela morte de alguém, mas sinto muito. É bom pra balancear com o clima de velório e a canonização da mídia.

lola aronovich disse...

Jaque, difícil falar bem dele, né? O cara assim que assumiu decidiu redecorar seu gabinete, ao custo de 200 mil reais. Mesmo que ele (supostamente) tenha tirado o dinheiro da sua conta, acho uma ostentação de péssimo gosto.


Mari, ué, por que sua irmã ficou chocada com o que vc disse? A eleição do Clodovil não era vista como uma aberração? Depois que ele morre vira um político honrado? Não, não... Obrigada pelo carinho! Vou tentar te encontrar no orkut pra ver os meus textos que vc mais gosta.

Claudinei disse...

esse processo de canonização de pessoa tão insuportável está tão ridículo que, com um pouquinho de boa vontade, podia até ser engraçado. mas não estou com paciência nem para isso. eu só quero que essa onda passe logo, para que ele seja esquecido o mais rápido possível. E tb não tenho vergonha nenhuma de dizer e concordar com o seu 'já vai tarde'!!

Santiago disse...

Lola:

Nesta estou com você. Que esse sujeito vá pros quintos dos infernos. Esse tal de Clodovil nunca fez nem falou nada que preste.

vb disse...

O mais lamentável é que ele sempre lutou contra dos direitos civis dos homossexuais.

Anônimo disse...

eheheheh voltei e li tudinho traveis. O que gostei mesmo foi da sinceridade da galera.Quem o admirava nalgum quesito elogiou e quem não o curtia deu-lhe malho.
Ele era machista e estrela demais pro meu gosto. Brasília funcionou para o Clodovil tipo o lago para Narciso...ele morreu disso, ou melhor, digamos que ficou encantado. Fatima/Laguna

Anônimo disse...

Clodovil foi um péssimo exemplar de ser humano. Não somente misógino, mas racista, homofóbico e elitista no pior sentido. Terrivelmente cruel. Sempre desconfiei de quem o achava hilário. Qual a graça que alguém pode enxergar em uma pessoa que reiteradamente destila ódio e preconceito contra gays, lésbicas, mulheres, negros, nordestinos ou pobres? Aliás, Miguel Falabella é outro exemplo de preconceito atroz disfarçado de piada. Ele até me faz rir em algumas situações criadas em suas comédias, mas a maioria de seus textos é fortemente marcada por preconceitos de toda ordem. Blog de Lola neles! Um bom exemplo de que é possível ter humor afiado sem recorrer a ofensas ou chutes na canela. Coisa de pobre - de espírito - é ser brasileiro e gay e achar que tudo que é bom e bonito é europeu, branco, magro e rico.
Um grande abraço, Lola!
Rosangela Garman

FELIPE G2 disse...

q malvadeza Lola...
uahuahahuahahu
deixa o cara ir embora em paz, pelo menos ele não fez nenhuma merda para o povo como esses políticos fazem...

Srta.T disse...

Não sabia desse projeto mencionado pelo Patrick, mas acho uma boa idéia. Nem todas as empresas fazem exames somente "pró-forma". Onde eu trabalho, por exemplo, periodicamente fazemos exame de sangue, audiometria, exame oftalmológico, e durante uma época fazíamos ginástica laboral. E tais exames são realmente acompanhados por médicos: tanto que no ano passado eu fui chamada pra tomar bronca, porque meu colesterol havia subido bastante.

Quanto ao Clodovil, acho que foi um estilista talentoso. Pena que abandonou a profissão, pois era o que fazia melhor. Como pessoa não era o melhor dos exemplos, mas confesso que acava graça em alguns de seus chiliques.

Gustavo C. disse...

É comum, depois que morre todo mundo fica cheio de virtudes. Só falta alguém dizer que, entre outras qualidades, o Clodovil era humilde, usam muito essa palavra, "humilde", todo mundo é humilde.

Luiz disse...

Claro que ele me enganou, nem sabia que ele existia, sou da década de 80, au rite?

Gabriela Martins disse...

Tenho nada a dizer aqui, não. Confesso que eu gostava do programa dele por causa da quantidade de besteira nonsense proferida por minuto, mas como parlamentar ele foi sofrível.

Eu até entendo as declarações homofóbicas dele, porque por entrevistas dava pra sacar que o cara não era bem resolvido com a própria sexualidade e devia se odiar por aquilo (o que não quer dizer q eu as aprove, ou que ache q ele é livre pra falar o que quiser), mas a misoginia dele era irritante.

A propósito, além de ter cantado no velório do cara, o Agnaldo Timóteo escolheu uma música do Padre Marcelo. Meu, só podia ser ódio reprimido dele.

Ollie disse...

Vou tentar dizer alguma coisa em defesa dele, mas o texto vai ficar enorme. Desculpe, ok?
De qualquer forma, minha tentativa de elogiar o Clodovil será minha tentativa de boa ação desse ano nrº 155, espero ter sucesso... ;)

Ele apresentou cerca de 17 propostas na Câmara, mais do que a maioria ali apresentou durante toda a sua vida política.

Enquanto político no Brasil advoga geralmente em causa própria, votando aumentos de salários, pagamento de horas extras, criação de pontos facultativos e recessos parlamentares, o Clodovil, além desse projeto do exame da próstata já citado aqui, apresentou outros que considero interessantes. Entre eles um que obrigaria os dentistas a fazerem residência ( porque se medicina exige alguma experiência, odontologia deveria exigir também, já que tanto médico quanto dentista lida com a saúde e você pode até MORRER por causa de um tratamento dentário mal feito), um outro projeto interessante (e polêmico)era o que ampliaria a idade limite de internação para o menor infrator até os 26 anos com tempo máximo de internação de 8 anos(o que é bom, porque muitos 'dimenor' que cometem o crime próximo ao tempo de completar 18 anos são libertos com apenas alguns meses de reclusão)
E o mais polêmico de todos era o que reduziria o número de deputados de 512 para apenas 250.
Link aqui.

No mais ele era sim uma pessoa polêmica, antipática e arrogante, porém acho que isso era fruto de alguns complexos mal resolvidos dele. Entre uns e outros comentários desacatando a memória de clodovil, uns absurdos reclamando que ele não era humilde. Clodovil era soberbo e Soberba é uma coisa muito ruim, porém eu discordo veementemente daquilo que o povão considera "humildade".

"Humildade" e "timidez" são características que a gente não deveria desejar para ninguém, porque pessoas que são tímidas e humildes geralmente são as que mais sofrem na vida. TODO MUNDO pisa nelas, até mesmo aqueles que veem na humildade uma virtude. Aliás, humildade só é virtude em quem é subalterno e subserviente né? Ninguém vai querer um chefe de Estado, um presidente, um Rei ou um namorado humilde. Não é à toa que a palavra humilhar tem raízes latinas em comum com a palavra humildade.

Aqui no Brasil, eu noto que, geralmente, quando uma pessoa manifesta publicamente o desejo de que outra fosse mais "humilde" ela na realidade manifestando inconscientemente o desejo de que a pessoa criticada por ser "pouco humilde" não se destaque tanto diante dela.

Clodovil sofreu demais com a discriminação e cada um reage a esse estímulo de uma forma diferente. Muita gente o odiava, mas eu, para falar a verdade, sentia pena. Ele era bipolar e por não conseguir lidar bem com isso tornou-se uma pessoa muito solitária e amarga.

De qualquer forma, eu gostei desse vídeo aqui onde ele responde a uma carta preconceituosa.

Milla disse...

É, não tenho como fingir que estou sentindo falta do Clodovil...
Um misógino a menos no congresso e eu tenho que fingir que é lamentável?

lola aronovich disse...

Claudinei, mas já notou como toda celebridade é canonizada? Tô ansiosa pra ver o que fazem com o Maluf...


Santiago, sério? Pensei que vc gostasse e concordasse com as declarações hiper elitistas dele.

lola aronovich disse...

Vb, pois é, eu só consigo ver isso (um gay lutar contra os direitos gays) em alguém que não consegue se aceitar de jeito nenhum.


Fatima, exato, ele era um narcisista. Imagino que devia ser alguém insuportável pra se conviver. Um megalomaníaco.

lola aronovich disse...

Rosangela, tem razão, o Miguel Falabella é outro. Mas, imagina, obrigada por considerar que meu blog tem humor afiado e sem preconceito. Ultimante tenho achado meus textos muito sérios... Agradeço de coração os elogios!


Felipe, eu tô deixando o cara ir embora em paz. Ele que vá e carregue junto o Agnaldo Timóteo!

lola aronovich disse...

É, Srta T? Suponho que a sua empresa seja uma exceção. Eu só tive que fazer exames “trabalhistas” pra ser contratada, nunca durante o emprego. E era bem rapidinho. O Clodovil devia ser um bom etilista, sim. É que pra mim, que não sigo moda, isso não quer dizer muita coisa.


Gustavo, e se tem uma palavra que não combinava com o Clodovil mesmo era “humilde”. Lembro do pessoal do Pânico tentando fazê-lo calçar as Sandálias da Humildade...

lola aronovich disse...

Luiz, então vc não viu TV Mulher nem nada?


Gabriela, eu acho que é isso mesmo: ele não aceitava sua própria sexualidade. Por isso era tão homofóbico. Porque, sério, gay homofóbico é gente que não consegue se aceitar. Ah, sim, tudo pode piorar: fora o Agnaldo Timóteo cantar no velório do Clodovil, a música escolhida ainda foi uma do Padre Marcelo. E li que o Frank Aguiar também estava lá.

lola aronovich disse...

Ollie, até acho legal que vc esteja tentando defender o Clodovil. Mas ele não era um parlamentar sério. Quem votou nele não esperava que ele fosse sério. Era como votar no macaco Tião, sabe? Um personagem folclórico. Que ele tinha complexos mal-resolvidos e era bipolar, no doubt. Mas isso não pode ser atenuante pra ser homofóbico, elitista e misógino. Porque problemas todo mundo tem. Sobre a palavra “humilde”, acho que tem dois significados, não? Um é sinônimo de pobre, de pessoa sem recursos. Outro é o oposto de arrogante. Logo, uma pessoa humilde (pobre) pode ser arrogante, não? Eu pessoalmente prefiro pessoas modestas a arrogantes. O Clô era arrogante. Quanto ao vídeo, o que vc gostou? A carta é terrível, odiosa, e infelizmente tá cheio de gente que pensa assim (espero que muito menos hoje que em 92. Acredito que houve avanços). Mas a resposta dele não diz nada, Ollie. Diz que tem muito macho no Brasil e pouco homem...


Milla, é, ele não vai fazer falta. O pior é que assume o suplente de um partido nanico...

Lila disse...

Lola, concordo em número, gênero e grau. Inclusive com a parte do Agnaldo.

Ollie disse...

Lola, eu entendo sua revolta e concordo sobre o fato dele não ter sido um parlamentar sério (afinal de contas ele sempre se comportou como se estivesse num programa de TV). Porém não há dúvidas de que ele tentou fazer alguma coisa sim.
Tem muita gente por lá com um "curriculum" bem pior que o dele, pode ter certeza.

Sobre humildade, eu confesso que não gosto nem um pouco quando alguém me classifica assim. Humildade no Brasil é sinônimo de gente que "sabe o seu lugar".
Tipo... Até hoje eu não consegui entender o que isso significa.
(mentira! eu entendi sim, porém não gostei nem um pouco ☺)

O caso é que eu não me sinto nem um pouco elogiada quando alguém me chama (ou chama alguém a quem eu gosto ou admiro) de 'humilde'. Não me sinto mesmo. Humildade para mim é defeito, fraqueza, não é uma virtude.

Lógico que você não precisa ser soberba, arrogante e etc., porém a pessoa 'humilde' sempre acaba sendo aquela que é dominada pelos outros, mais audazes. Ou seja, não é à toa que ela é uma característica associada a servidão, à escravidão.
Sei lá! Eu não gosto.

Quanto ao vídeo, o que eu gostei foi a forma como ele se defendeu e defendeu os gays (apesar de em outros momentos ter sido classificado como homofóbico).
Tipo, a resposta foi meio que "sou gay sim, porém tenho família como todo mundo, coisa que você parece não ter. E não escondo a minha cara para atacar os outros, faço isso publicamente".
Bem...
Foi uma defesa pública de sua condição e da condição de milhões de aidéticos homossexuais, apesar de ter sido uma defesa 'indireta'.
É também foi uma declaração corajosa. Demonstrou hombridade.
E ser homem é realmente muito diferente de ser macho. Pode não parecer, mas faz uma grande diferença.

Sobre o tema militância, misoginia e casamento gay, ele deu uma entrevista de 2 páginas para a G-On line na época em que foi eleito onde esses temas fizeram parte da pauta e ele deixou bem claro sua posição.
Não achei ruim. Sério. Ele fala muita coisa interessante ali.
Algumas eu discordo, outras eu concordo, porém eu entendo que você (e seus comentaristas) pensem diferente.

Sabemos que minha ideologia política é um pouco diferente da sua (embora eu respeite sua opinião).

[]´s

Srta.T disse...

Ah, achei uma proposta interessante dele pra Emenda Constitucional:

"Proposta de emenda constitucional
Em julho de 2008, apresentou proposta de emenda constitucional pretendendo reduzir o número de deputados de 513 para 250[15]."

Tirei da Wiki: http://pt.wikipedia.org/wiki/Clodovil#Proposta_de_emenda_constitucional

Tô tentando descobrir o que foi feito da tal emenda.

lola aronovich disse...

Ollie, só porque tem parlamentar pior que o Clodovil, não significa que ele tenha sido bom. O parâmetro não pode ser pelo pior. Clodovil só optou pela carreira política porque precisava de dinheiro e estava queimado em todas as emissoras de TV por que passou. Ele nem deveria ser eleito.
Entendo o seu ponto quando vc diz que “humildade” serve pra colocar as pessoas no seu devido lugar. Mas o Clô não poderia ser considerado humilde em nenhuma concepção da palavra.
Acabei de ler um post com algumas das baixarias dele (que a mídia ocultou). Não dá pra gostar de um tipo desses. Ah, acho que devemos evitar termos como “hombridade”, “ser macho”, “ser homem”. Eles só reforçam todos os preconceitos de gênero que emperram o mundo. É difícil negar, Ollie, que Clodovil foi uma pessoa muito preconceituosa. Eu particularmente fico feliz quando gente assim morre. É menos um no mundo.

lola aronovich disse...

Lila, pelamor, né? Enterra junto!



Srta T, pois é, a Ollie já tinha mencionado essa proposta. Não sei se encolher o Congresso resolve...

Srta.T disse...

Eu penso que, talvez encolhendo, as pessoas pensem melhor antes de votar (justamente) num Clodovil da vida pra representá-las. Fora a diminuição dos gastos com a Câmara... sobraria mais dinheiro pra projtos realmente importantes.

Agora, perguntinha pessoal: e a Xuxa, também te faria feliz se partisse dessa pra uma pior?

lola aronovich disse...

Só na entrevista minúscula do Clodovil pra revista G, já deu pra pegar algumas coisas:
- Preconceito elitista: “Eu não posso entender como um operário pôde pretender o cargo mais alto do país. É o fim do mundo! Será que as pessoas não viram que ele é um pretensioso?”
- Preconceito homofóbico: “Eu não gosto de paradas gays. Se você tem valores, não precisa ficar mostrando para todo mundo. ...se fala muita bobagem sobre casamento gay, não é verdade? Dois homens entrando numa igreja juntos? O que é isso, meu amor?”
Isso porque os entrevistadores não perguntaram nada sobre as mulheres estarem ficando ordinárias. E nada sobre os negros. Porque ele era preconceituoso em todas as áreas.

Srta T, se eu ficaria feliz com a morte da Xuxa? Ué, o que isso tem a ver? A Xuxa é muito jovem, vai viver muito ainda. Não gosto que ninguém morra tão jovem. Bem, talvez o ACM Neto não fizesse falta. Mas a Xuxa não se aproveitou da sua popularidade para conseguir um cargo político. Pra mim, a Xuxa como atriz/apresentadora/whatever é um zero à esquerda, não me diz nada. Acho que ela não fica dando declaração preconceituosa como o Clodovil.

Srta.T disse...

Ah Lola, a Xuxa é um bastião da hipocrisia e do consumismo desenfreado. Pior: o público dela é (ou era, não sei) crianças, que ainda tem o senso crítico em formação, e ela não se preocupa em passar nada de educativo. Ela anuncia maionese e "shake" pra emagrecer no mesmo intervalo comercial. Abraça crianças deficientes na frente das câmeras e grita com as mesmas crianças quando as gravações acabam (e isso quem me contou foi uma fanzoca, que estava na gravação do programa dela). Aliás, sabia que ela escolhe só as crianças mais bonitas pra ficar na frente do palco? As "feinhas" têm que ir pras cadeiras, lá no fundo.

Ah, e ela posa de defensora da natureza, né? Mas tentou comprar um terreno protegido pelo Ibama, por ser um pouco do que restou da Mata Atlântica, pra construir um parque aquático. Deu rolo judicial e tudo, ela perdeu. Mas abafaram.

Mesmo não partindo pra política, eu acho que ela usa a mídia, um veículo igualmente poderoso, pra manipular muita gente de forma negativa.

Enfim, ela e Galvão Bueno tão no meu top 10 da lista de "morríveis".

Srta.T disse...

(PS: não tem nada a ver, eu sei. Só perguntei por causa da resposta que você deu pra Ollie antes)

Lu disse...

OLLIE!!!
Adorei o que você escreveu e concordo com TODAS suas palavras!!
Foi o primeiro texto inteligente e verdadeiro que alguém escreveu sobre o Clodovil desde sua morte. Um abraço

tHIAGO bELeZa disse...

poxa.. bolo de chocolate pela morte do franco foi do caralho... sua mãe é foda.....

Luiz disse...

Respondendo atrasado: Lola, pra vc ter um ideia até pouco tempo achava que TV Mulher era uma emissora que tinha falido... ai que vergonha

Ollie disse...

LU, valeu pelo elogio, obrigada. ☺

Lola, todos aqueles fatos que a Glória expôs foram comentados até a exaustão pela mídia na TV, nos jornais e na internet.Nada foi abafado. ( Acho que você não se lembra, porque a maioria deles aconteceu durante a época em que você estava morando nos EUA, eu acho ☺ ).

E eu discordo veementemente da Glória quando ela afirma que o povo paulista não sabe votar. Aliás, esse tipo de comentário é tão "Rei Pelé" que eu nem sei o que dizer.

Ps: Esse também, né? É outro que só fala merda na mídia.

lola aronovich disse...

Srta T, eu não gosto de nada do que a Xuxa representa. Acho que ela incentiva, ou incentivou, a erotização precoce. Mas ela vem de uma época em que havia muitas apresentadoras loiras de minissaia. Se não fosse ela, seria outra. Nesse caso, eu tendo mais a culpar o sistema que o indivíduo. Não vou chorar quando ela morrer (talvez eu morra antes?), mas tb não vou comemorar. E nem vou celebrar a morte do Galvão. Só não vou me juntar ao coro da canonização.


Thiago, legal, né? Pois é, sem dúvida fazer bolo de chocolate pra comemorar a morte de um ditador é uma boa forma de politização.

lola aronovich disse...

Luiz, normal... Todo mundo acha que TV Mulher é isso... Não tem como saber, não é da sua época. Hoje em dia fala-se muito pouco disso. Acho que a maior parte das pessoas nem sabe que a Marta Suplicy era sexóloga!


Ollie, eu não quis dizer que esses fatos da postura do Clodovil foram ocultados na época. Quis dizer que AGORA mal se falou deles. E sobre os paulistas, eles elegeram o Collor, Maluf, Jânio.. Não têm um currículo muito bom mesmo. Mas acho que podemos apontar “votos escabrosos” em qualquer lugar do Brasil... e do mundo, pra falar a verdade.
Ontem o seu blog tava fora do ar, mas agora tá funcionando. Aliás, ontem, clicando no seu nome, o blogspot perguntou se eu queria registrar o Interzone como futuro nome... Bizarro!

Srta.T disse...

Bom, isso é verdade, foi uma época bem negra dos programas infantis. Minha mãe não gostava que eu visse esses programas não... fui criada à base da Rá-tim-bum, Aristogatas e joguinhos de Atari.

Agora, Galvão Bueno: ele mora em Londrina, a atual esposa dele é de lá. Ele bate na mulher repetidamente. E em prostitutas também. O office-boy do escritório onde fiz estágio era vizinho de uma menina (menor de idade na época) que se prostituía. Ela saiu com o Galvão, e ele bateu muito nela, mas ela ficou com medo de apresentar queixa. Ah, o cara consome muita cocaína, dava pra ver naqueles programinhas de colunismo social que ele estava doidão.

E veja essa notícia: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u40614.shtml

Na verdade, o que aconteceu: ele bateu na mulher até quebrar o maxilar dela (a mãe de uma amiga minha dava aulas particulares de inglês pra ela). Os irmãos (dois, eu acho) dela então resolveram dar uma surra no Galvão e quebraram o braço dele. Essa história de tombo de cavalo foi inventada pra abafar o caso, porque ela não quis a separação. Estão juntos até hoje.

E vários amigos meus na época de faculdade (eu estudei em Londrina) frequentemente o viam nas casas noturnas: ela fechava camarotes, distribuía coca, destratava garçons e demais pessoas. Quase sempre puxava briga com algum desavisado.

O cara é um lixo, resumindo. Daqueles não-recicláveis.

Ollie disse...

Sério isso? O.o (Que estranho!)
O blogspot é meio maluco mesmo.
Tem horas que o serviço fica meio instável.
E depois, já tem outros endereços cadastrados como "interzone", o meu, por exemplo, está cadastrado com dois "enes" (interzoNNE), porque alguém já registrou um endereço com um ene só.
Pior é que a pessoa registrou, mas nem se deu ao trabalho de criar um blog. O endereço fica lá, inativo.
(aposto que o cara fez isso só para me sacanear. Ahahah...
brinks! ☺)

Anônimo disse...

"Eu entrei [na política] mais para ser garoto propaganda da Câmara do que qualquer outra coisa. Porque não tenho feito nada. Eu vim aqui para trabalhar e não para brincar."

"Eu sou do tipo de homem que gosta verdadeiramente de mulher porque eu nunca enfrentei uma mulher."

"Da fruta que eu gosto, o Leonardo DiCaprio gosta até do caroço. Sei disso porque boi preto conhece boi preto."

"Digo aos senhores que a única coisa de que tenho medo --já me fizeram muito medo aqui, como estrangeiro que sou nesta Casa-- é da expressão 'decoro parlamentar'. Eu não sei o que é decoro, com um barulho destes enquanto um deputado fala. Eu não sei o que é decoro, porque aqui parece um mercado! Nós representamos o país! Não entendo por que há tanto barulho enquanto um orador está falando. Nem na televisão, que é popular, fazem isso." Primeiro discurso na Câmara dos Deputados, em 2007.

"Será que precisamos de gravata ou de seriedade?"

Direita ou esquerda? "Erecto"

"É claro que vou precisar de apoio, porque sozinho a gente não consegue nem se masturbar --tem de pensar em alguém."

"Estava desempregado e não tenho cara de pobre; não conseguiria nem inventar uma. Precisava fazer alguma coisa. Acordei num domingo de manhã, depois de operado de câncer de próstata, e resolvi escrever um espetáculo. Você sabe, o segredo da cura é o bom humor." Guia da Folha, em 2006

"Se o Collor tinha aquilo roxo, o meu é cor de rosa-choque."

"As mulheres ficaram muito ordinarias, ficaram vulgares, cheias de silicone e hoje em dia as mulheres trabalham deitadas e descansam em pé. A gente nao pode concordar com esse tipo de coisa."

“Peço desculpas às mulheres. Elas sabem, pois me conhecem há anos - e não somente agora na figura de deputado federal - que sou assim, que às vezes me empolgo e falo demais, mas que isso não significa, em momento algum, desprezo ou desrespeito pelas mulheres que, num país como o nosso cheio de injustiças, representam papel de extrema relevância”.
Em carta pública, de 15/05/07, em que pede desculpas às mulheres por tê-las chamado de “ordinárias”

“(Você) é tão feia que não poderia nem ser p...”
A deputada Cida Diogo (PT) afirmou que ouviu esta frase de Clodovil em plenário. Ele primeiro negou a acusação, depois revelou o que disse: “Digamos que uma moça bonita se ofendesse porque ela pode se prostituir. Não é o seu caso. A senhora é uma mulher feia. Eu tenho culpa dela nascer feia, gente?”


"R$ 30 mil é tão pouco... Se ainda fossem uns US$ 30 milhões... Por R$ 30 mil vender um país, você está louco! Cada um pesa o dinheiro na sua balança. E a minha precisa de muito."

“Eu não vou me meter a fazer leis, porque não sei fazer isso. Eu sei avaliar se ela é boa ou ruim. Mas isso não é a minha proposta. Minha proposta é transformar o poder numa coisa boa e útil para todos nós."

"Se você não votou em mim, não pode me cobrar nada. Eu vou fazer do jeito que eu sei. Eu não sou político de profissão”.

"Já sei que vou ser assediado o tempo inteiro em Brasília, porque as pessoas pensam que eu sou um idiota, que vou lá fazer frescura na Câmara. Não. Viver é um ato político.”

"Dinheiro é uma questão de cada um de nós. Eu só consigo viver no meio da beleza."

“Maligno é o que se passa em Brasília. Aquilo é pior do que um câncer.”

“Eu não vou abaixar os olhos pra Deus. Eu vou olhar pra ele e perguntar: Por que eu nasci gay? Qual a razão de eu ter nascido assim?”

“Querido, não tenho mais franga há muito tempo, agora tenho mesmo é uma galinha velha empoleirada.” em entrevista para a IstoÉ Gente, se iria “soltar a franga em Brasília”.

“Adoro esse clima na política, porque um mete o pau no outro.. e eu que não sou bobo nem nada, viro de costas”

"Os EUA mostram o mapa do Brasil sem a Amazônia. Mas que audácia dessa gente. Com que direito essa gente mexe no mundo? (...) Tenho horror aos EUA."


“Vocês acham que eu sou passivo? Pisa no meu calo para você ver...”

"Me tiraram um milhão e meio de votos porque, se eu chegasse com dois milhões de votos a Brasília, eu seria presidente da Câmara, e isso não pode acontecer. Aquela história: um veado não pode..."


“Vim aprender o caminho da escola. Não sabia se podia trazer uma bolsa, uma mala, uma pasta, um Louis Vuitton ou um Victor Hugo”.

"— Fala para ele que na próxima eleição, quando me candidatar de novo, vou fazer o possível para ter menos votos para ele não implicar comigo. Se eu pudesse, dava meus votos para ele não ficar tão triste, mas não posso fazer isso". (Em resposta à critica feita pelo tucano Walter Feldman, 2006)

"É claro que preferia ser louro de olhos azuis. Um ariano como Jesus Cristo."

"Só engordei uma vez na vida, quando parei de fumar, nos anos 70agora estou com corpinho de passeio."

“A senhora quer fama? Faz como eu: trabalha, insiste que a senhora consegue.”

“Não suporto a Hebe. É uma mentira, um blefe, não sabe nada. Morta ela já está, só esqueceu de deitar.”

“É ridículo o casamento de homem com homem, por amor e com véu e grinalda. Eu não apóio.”

“Não. Não tenho honra de ser homossexual e nem orgulho gay. Tenho honra de ser quem sou. E só permito esse assunto com Deus. Se você for analisar pelo lado dos direitos das pessoas, tudo bem. Agora essa palhaçada de ir para a igreja de terno branco, isso é o fim do mundo, querido, não existe”, Clodovil Hernandes em entrevista para a IstoÉ Gente, se era a favor do casamento homossexual.

"Nossa, Danielle Winits atriz?! Depois dessa, Fernanda Montenegro está se revirando no túmulo."

"A mulher é a maior representação de Deus na Terra"

"Não sinto solidão, tenho a companhia de Deus."

"Não me importo com o que falam pelas minhas costas. Meu traseiro não tem ouvido".

“Me empreste seus olhos azuis para passear?”, para um repórter, na edição 1994 de Veja

“Eu nasci do sexo, não do amor.”

“Temperaram um pouco o chuchuzinho, ficou ótimo”, sobre o temperamento agressivo adotado por Geraldo Alckmin durante o primeiro debate do segundo turno nas eleições de 2006.

“Clô para os íntimos, dô pra quem eu quiser e vil para os inimigos.”

"As donas-de-casa me adoram porque sabem que eu vim de baixo. Vivi a história da Cinderela. E pobre gosta mesmo é de luxo."