terça-feira, 22 de janeiro de 2019

A IMAGEM DA DERROTA

Enquanto a situação de Flavio (e consequentemente do resto da famiglia) vem se complicando, 
agora não apenas com suspeitas de corrupção mas também de envolvimento com as milícias que mataram Marielle Franco (a ponto da hashtag #FlavioBolsonaroNaCadeia passar o dia todo em primeiro lugar nos trending topics do Twitter), Jair esteve no Fórum Econômico Mundial, em Davos, Suíça.
Ele tinha 45 minutos pra discursar a centenas de empresários e líderes internacionais. Falou 6. Foi tão desastroso que até o deus-mercado, que normalmente adora políticos de direita, caiu hoje quase 1%. A repercussão foi trágica.
Pra ilustrar seu isolamento, Bolso foi almoçar num bandejão num supermercado. Só passou a imagem de que é "simples e humilde" pra quem o chama(va) de "mito". Pro resto do mundo, foi um recado que seu governo corre risco de acabar antes mesmo de começar. E o fundo laranja combinou com a situação do seu mandato.
Na excelente série dinamarquesa Borgen, a protagonista tem um discurso importante para fazer. Ela mede seu fracasso pelo tempo que duram as palmas. Veja no final da fala de Bolso o pífio aplauso que recebeu. Se alguém souber de um vexame maior na história de Davos, me avise. 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

CRUZEIRO PRA BEIRADA DO MUNDO

A tirinha acima é da sempre brilhante Laerte e foi publicada na Folha de hoje (clique para ampliar).
Decerto a cartunista se inspirou em matérias de alguns dias atrás sobre terraplanistas (pessoas que acreditam que a Terra é plana, tipo uma pizza ou panqueca gigante) que anunciaram que fretarão um cruzeiro no ano que vem para chegar à beira do nosso planeta. Eles creem que a beirada fica na "muralha de gelo" mais conhecida como Antártida.
Sei muito pouco sobre terraplanistas, fora que são todos malucos e devotos de teorias da conspiração (tipo que o ser humano nunca foi à lua, foi tudo armação da Nasa). Mas pelo que vejo, quase todos são reaças (tem terraplanista no Brasil que não seja olavette?). E são grupos que crescem à medida que a direita avança. Eles se aproveitam do obscurantismo corrente pra progredir.
Além de não acreditarem na gravidade, alguns terraplanistas creem que a Austrália não existe. O país de 24 milhões de pessoas seria apenas uma farsa para disfarçar que os criminosos que foram transferidos da Grã Bretanha para a Oceania na realidade morreram afogados, num dos maiores assassinatos em massa na história. Quem habita a Austrália hoje são meros robôs gerados por computadores. Sempre desconfiei! 
Olha, eu iria fácil num cruzeiro desses! Ainda mais se me permitissem escrever sobre as experiências depois. Sem que me processassem por eu contar as teorias dos lunáticos.

sábado, 19 de janeiro de 2019

FLÁVIO BOLSOWONKA E SUA FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE SABOR LARANJA

Ontem foi a vez do Jornal Nacional pregar mais um prego no caixão do governo natimorto da extrema direita.
Com exclusividade, o noticiário teve acesso a um trecho do relatório do COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sobre movimentações bancárias suspeitas do filho mais velho de Bolso, o agora senado Flavio. Entre junho e julho de 2017, 48 depósitos de 2 mil cada (num total de 96 mil) foram feitos na conta dele na agência bancária que fica dentro da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio), onde ele foi deputado estadual por muitos anos. Todos esses depósitos foram feitos em apenas cinco dias. E estamos falando de só dois meses (junho e julho)...
Se toda a movimentação do laranja Queiroz já era "suspeita" (ele movimentou 1,2 milhão de reais em sua conta -- e vocês sabiam que o assessor, motorista e PM já matou dez pessoas?), ficou pior pra famiglia Bolsonaro pedir ao STF que pare de investigar Flavinho. Passaram recibo de que têm muita falcatrua pra esconder.
Porém, a julgar pelo que os bolsominions vem espalhando, parece que a narrativa oficial será que Flavinho é sócio de duas lojas Kopenhagen, uma no shopping Via Parque, 
outra no da barra da Tijuca (taí um bom endereço pra fazer alguns protestos), e, por isso, as funcionárias fizeram os depósitos na conta do deputado. Simples! E o valor é alto porque sabe como é, na Páscoa vende-se muito chocolate! 
Oi? Páscoa? Em julho? Essas lojas em shopping não aceitam cartão de crédito? Por que uma funcionária de um shopping teria que viajar 30 km (a distância entre um dos shoppings e a Alerj) para depositar um montão de dinheiro? Não tem agência bancária mais próxima não?
E por que sempre 2 mil reais de depósito por vez? 
Bom, talvez alguém mais gabaritado tenha uma pista. Sérgio Moro, agora super ministro da Justiça (e super silencioso neste caso), publicou um livro em 2010 em que explicava como se dá o crime da lavagem de dinheiro: os valores depositados costumam ser inferiores a dez mil reais, e a soma não pode chegar a cem mil. Isso para "evitar que as operações sejam comunicadas ao COAF". Soa familiar?
Não sei quanto a vocês, mas me pareceu plausível a explicação do Flavinho Bolsowonka.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

APOIO TODAS AS CAMPANHAS CONTRA O ARMAMENTO

Estou devendo um texto sobre o decreto que o Coisa Ruim assinou esta semana flexibilizando a posse de armas de fogo.
Por enquanto, destaco que o Instituto Sou da Paz lançou campanha contra o armamento. Uma das peças diz que, com o preço de uma pistola, pode-se comprar uma geladeira, um fogão, uma máquina de lavar roupa, uma TV de 32 polegadas e um microondas. Ou seja: quem vai poder comprar arma mesmo? Outra peça lembra que o governo está passando para a população uma responsabilidade que é do governo: "Se você está doente, o governo não te pede para comprar um bisturi e se operar. Então por que se você sofre com o crime tem que se proteger sozinho?"
O Sou da Paz afirma que, por ano, 43 mil pessoas são mortas por armas de fogo no Brasil. Este número só vai crescer com o armamento. Desde já, uma tragédia. 
Na quarta, várias mulheres se mobilizaram e conseguiram colocar e manter no topo dos Trending Topics do Twitter o dia todo a tag #SeEleEstivesseArmado, mostrando que armas, em vez de defender mulheres, tendem a matá-las. Aliás, se ele estivesse armado com um revólver ao invés de uma faca, e se o atentado tivesse realmente ocorrido, não teríamos esse pesadelo ambulante como presidente. 
Aproveito o post curtinho pra recomendar que você tire um tempinho pra assistir o documentário da BBC sobre o que aconteceu com o Brasil, de como os sonhos do país do futuro morreram. É muito triste, mas necessário. São três partes de 22 minutos cada, e, por enquanto, não tem legendas, mas dá pra entender bastante porque todos os depoimentos são em português. 

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

UMA PIZZA DE LARANJA PRA MUDAR TUDO ISSO AÍ

Fala a verdade, gente: vocês que votaram no Bolsonaro (deve ter alguns de vocês por aqui) acreditando que ele combateria a corrupção (deve ter gente que votou nele que realmente acreditou nisso) não estão revoltados com a última mamata?
Ontem o ministro do STF, Luiz Fux, acatou pedido do filho mais desmaiador da famiglia Bolso, Flavio (eleito senador), e suspendeu a investigação criminal do Ministério Público do RJ que apurava aquelas "movimentações financeiras atípicas" do Queiroz, o motorista mais bem-pago do Brasil e ex-assessor do Flávio. 
Queiroz, como todos sabem, era um dos laranjas da famiglia. 
O que uma investigação minimamente séria mostraria é que ele recebia o salário de outros assessores da famiglia (incluindo a filha Nathalia Queiroz, que foi assessora de Flavio durante anos, embora trabalhasse no mesmo horário como recepcionista numa academia e personal trainer; seu salário na Assembleia Legislativa do Rio era bem melhor do que o da Wal, aquela do açaí: R$ 9.835) e os passava para os chefes. Tinha até cheque pra primeira-dama. 
Tudo esclarecido agora:
Queiroz é do PT!
Queiroz não compareceu para depor no MP. Diz que estava com câncer e passou uma cirurgia. O Brasil todo pode ver sua dancinha no hospital Albert Einstein -- ele sambando na cara do país, festejando sua impunidade. Flavio, bem ao estilo do pai (que não ia a debates mas dava entrevistas pra emissoras puxa-sacos), também faltou para depor, mas explicou ao SBT que não sabia o que os assessores de seu gabinete faziam e que tudo seria esclarecido.
Aí o que ele faz? Pede ao STF suspender as investigações sobre Queiroz! E o STF aceita! É ou não é um escândalo? 
E aí? 17 dias já são suficientes pra constatar que este governo de extrema-direita (com um monte de ministros ficha-suja e incompetentes), 
este governo que só foi eleito através da fraude dos fake news financiados por um caixa dois, é um desastre e não está nem um pouco interessado em "mudar tudo isso aí"? A gente avisou, óbvio.
Agora é fora Bolsonaro!



segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

É FANTÁSTICO: DAMARES DIZ QUE ANTI-FEMINISTAS SÃO LINDAS

A evolução da ministra

Ontem o Fantástico fez uma matéria de mais de dez minutos (uma eternidade na TV) sobre Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. 
Não se sabe por que a Globo está dando destaque para a sinistra. Certo, a emissora dos Marinho compete por verbas publicitárias do governo com redes muito mais dispostas a puxar o saco dos fascistas, como Record, SBT e Band. E também tenho dúvidas se a reportagem foi totalmente pró-Damares (veja aqui e tire suas conclusões). O título começa dando umas colheres de chá pra ela: "conheça a história da ministra que se envolveu em polêmicas". Primeiro, por que diachos gostaríamos de conhecer uma personagem tão caricata? Segundo, o verbo "envolver" no passado: ao que tudo indica, ela continuará se envolvendo com "polêmicas". Talvez tenha sido contratada justamente para isso, para ser uma das bobas da corte a captar nossa atenção. Terceiro, "polêmicas" é eufemismo pras besteiras (outro eufemismo) e barbaridades que ela fala. 
Por pior que seja a personagem, qualquer foco sobre ela costuma humanizá-la. A reportagem trata das origens da pastora e mostra a pregação de Damares de 2016, aquela famosa em que ela viu Jesus no pé de goiaba, e também seu discurso de posse, em que ela reclamou das piadas sobre sua visão: "riram das meninas que são abusadas sexualmente". Damares foi abusada aos 6 anos em sua casa por um pastor amigo de seu pai (também pastor) que estava lá hospedado. 
Na realidade, como Damares relatou em diversas entrevistas em dezembro, ela foi estuprada por esse pastor dos 6 aos 8 anos, e foi também abusada por um outro pastor. A família dela descobriu em algum momento, e a orientação da igreja foi... orar. Nem conversaram com a filha sobre o abuso. Quando ela tinha 24 anos, viu a foto do primeiro pastor estuprador no jornal. Ele havia sido preso por abusar de outra criança. Damares se contradiz nesses relatos: diz que "uma menina abusada é uma mulher destruída", mas que ela é "uma mulher curada"; diz ser a favor de aulas de educação sexual nas escolas para tentar coibir abusos (o governo de que faz parte é contra), mas afirma que a decisão por essas aulas deve ser da família. 
Óbvio que quando rimos de "Jesus na goiabeira" não estávamos rindo dos abusos sofridos por ela ou outras meninas. Ninguém sequer sabia dessas histórias. Poucas pessoas não evangélicas já tinham ouvido falar dessa assessora de Magno Malta. Rimos por uma ministra de Direitos Humanos num Estado supostamente laico ser "terrivelmente cristã" (em suas próprias palavras), a ponto de narrar seu milagre. E tudo bem ela acreditar nisso. O problema é que ela comanda um ministério, não uma igreja. 
Em outras palavras, rimos da nossa própria tragédia, no melhor estilo "rir pra não chorar". Nosso riso é tipo "Estão vendo quem esses lunáticos elegeram? Olha o nível! Estamos ferradxs".
A reportagem também descobriu um outro vídeo da sinistra. Numa de suas pregações, de 2015, na Assembleia de Deus, Damares falou sobre as feministas: "Sabe por que elas não gostam de homem? Porque são feias, e nós somos lindas!"
Cartum anti-sufragistas de um século
atrás: mulheres que queriam o voto
eram tachadas de feias e odiadoras
de homens. Parece familiar?
Esse discurso da pastora não é exatamente novo: o pessoal que se opunha ao direito das mulheres votarem dizia a mesma coisa sobre as sufragistas. Há 160 anos, essas feministas das antigas eram xingadas com ofensas idênticas às feministas de hoje: mal-amadas, barangas, machonas, peludas, com inveja dos homens ou tentando ser homens. E tudo que as sufragistas exigiam era poder votar -- algo que, atualmente, só gente muito, muito retrógrada é contra (como mascus e vários bolsonaristas).
Aliás, anti-feministas como Damares precisam se decidir. Afinal, adotam contra nós feministas dois discursos contraditórios: somos mocreias que odiamos homens e por isso morreremos sozinhas com nossos (maravilhosos) gatos, ou somos promíscuas que transamos com centenas de caras e fazemos aborto todo mês? Pô, somos feministas por falta de rola ou por excesso de rola? Decidam-se!
Por incrível que pareça, na reportagem Damares reconhece que sua família (uma mulher com filha) é uma família. 
Espera-se que ela conceda essa definição também a duas mulheres ou dois homens que vivem juntos, com ou sem filhos. Mas aqui a matéria do Fantástico pega mais uma das mentirinhas da sinistra: ela diz que sua única filha é uma índia que adotou, mas sua assessoria consertou que a menina de 19 anos não foi formalmente registrada e que vê sua família biológica com frequência. 
Um outro vídeo (este de 2013) também foi trazido à tona. Nele, Damares questiona a teoria da evolução: "A igreja evangélica perdeu espaço na história. Nós perdemos o espaço na ciência quando nós deixamos a teoria da evolução entrar nas escolas". Mas a assessoria assegurou que isso não será pauta do ministério. 
Claro que não será, ficará pro Ministério da Educação. Pode apostar que, se o governo Bolso cumprir seu mandato, daqui a alguns anos não só o criacionismo fará parte do currículo, como aberrações como Escola sem Partido banirão Darwin. O mesmo acontecerá em relação ao aborto: fundamentalistas cristãos como Damares farão de tudo para proibir o aborto em todos os casos, inclusive quando a mulher corre risco de morrer se prosseguir com a gravidez e em casos de estupro
Parece uma alusão à "Vem meteoro!",
mas é a cena final do hilário
A Vida de Brian
Ou seja... estamos mesmo ferradxs! Porém, o meu lado Monty Python de cantar na cruz "Always look on the bright side of life" (sempre olhe pro lado bom da vida) me diz que toda essa resistência aos discursos insanos da sinistra indica que grande parte da população não está com eles. E isso que o governo encontra-se na fase da lua de mel. 58 milhões de brasileiros cometeram harakiri no Brasil, mas muitos deles cedo ou tarde irão acordar. Já tem eleitor de Bolso jurando que votou no Amoedo...

UPDATE: Ontem uma leitora me enviou um vídeo de uma palestra de Damares, provavelmente de 2013. Em 35 minutos a pastora fala toda sorte de barbaridades, como que no governo do PT em SP os professores foram ensinados (e obrigados) a masturbar alunos-bebês, que hotéis-fazendas são na realidade fachada para motéis em que pessoas vão para transar com animais, e que meninas de 10 anos chegavam ao ginecologista com a vagina machucada de tanto procurarem o ponto G depois de lerem uma cartilha distribuída na escola. Diante de tantos delírios da sinistra, não pude deixar de pensar: será que Damares não foi a criadora de fake news como o kit gay e a mamadeira de piroca que tanto ajudaram a eleger Bolso (ele mesmo adepto do sexo com animais)? E que o ministério foi uma recompensa pra ela pela capacidade de inventar tantas mentiras perversas?

domingo, 13 de janeiro de 2019

COMPETÊNCIA EM PRIMEIRO LUGAR

Só tem corrupto e incompetente nesse novo governo.
Direitos Humanos está tomado por uma pastora que viu Jesus na goiabeira, o ministro das Relações Exteriores é um olavette que defende Trump e nacionalismo na mesma frase e que decretou que pra trabalhar no Itamaraty não precisa mais ter carreira diplomática, e todos que agora mandam no MEC têm como guru Olavão. Um deles não tem qualquer experiência com educação mas será responsável pelo Enem.
Eu adoro quando eles justificam a falta de mulheres e negros nos ministérios e secretarias dizendo que o que importa não é o gênero ou a raça da pessoa, mas a competência. É mera coincidência que quase todos sejam homens brancos. Meritocracia, entendem? Esses lunáticos todos não foram chamados por seguirem a ideologia reacionária da extrema direita ou por serem amigos do rei, mas porque são capacitados.
Como bem diz a Silvia, o que antes a gente chamava de mamata virou critério técnico. E ainda pedem pra gente não torcer contra o governo. Como se desse pra torcer a favor de um festival de tragédias amplamente anunciadas!

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

AS BALAS ACERTAM O ALVO

Com um governo racista no poder que quer dar liberdade pra polícia matar, adivinha quem vai morrer mais?
Não vou me esquecer de uma mesa-redonda que tive a honra de integrar. Uma representante do movimento negro lembrou que as balas perdidas no Brasil sempre têm alvo certo. Como diz um poema, "A bala só acerta o negro, a bala só acerta o pobre". 
Até quando?