terça-feira, 13 de março de 2018

TESTES ALÉM DO BECHDEL

A essa altura do campeonato, acho que quase todo mundo já conhece o Bechdel Test.
Pra quem não conhece ou quer refrescar a memória, pra passar no Bechdel um filme tem que: 1) ter pelo menos duas personagens mulheres 2) que falem uma com a outra 3) sobre algum assunto que não seja um homem. Só isso! 
Por incrível que pareça, a maior parte dos filmes não passa no Bechdel.
Tem também o Bechdel Racial: duas personagens não brancas com nome 2) que falam entre si 3) sobre algum outro assunto que não seja uma pessoa branca. A série de TV Game of Thrones, por exemplo, fracassa.
E, lógico, passar não significa que o filme seja bom. 
Foi só um critério inventado em 1985 pela cartunista lésbica Alison Bechdel para decidir se valia ou não a pena ir ao cinema ver determinado filme. E lembre-se que boa parte das comédias românticas, por exemplo, passa no Bechdel, mas nem por isso deixam de ser machistas ou clichês. E tem filme que é feminista, como no caso de Os Homens que Odiavam as Mulheres, e mesmo assim é reprovado no Bechdel. 
Por mais obras que não silenciem
as mulheres
E tem que lembrar também que um filme passar no Bechdel não significa de forma alguma que ele seja feminista. Pra tentar determinar se um filme é feminista, eu discuti alguns critérios, como se a obra expõe a opressão de gênero, se mostra mulheres lutando contra o patriarcado (na minha opinião não precisa vencer, basta lutar), se ele traz amostras de sororidade ou amizade e união entre mulheres (já que male bonding é tão comum), se tiver uma protagonista forte. 
Recentemente descobri outros testes além do Bechdel. Por exemplo, o Sexy Lamp Test: uma personagem feminina pode ser substituída por uma lâmpada sexy sem mudar a história? Frozen, lógico, passa no Sexy Lamp (e no Bechdel), mas, segundo este postAs Vantagens de Ser Invisível reprova no Sexy Lamp. Sam (Emma Watson) existe só para que o protagonista Charlie possa se desenvolver. 
Tem o Mako Mori test (do filme Pacific Rim, ou Círculo de Fogo, que passa no teste da Lâmpada, não passa no Bechdel): 
1) o filme precisa ter pelo menos uma personagem mulher, 2) que tenha seu próprio arco narrativo 3) que não seja coadjuvante à história do homem. Aqui tem uma lista de filmes famosos que passam no Mako Mori. Lady Bird, por exemplo, passa. A Forma da Água e Três Anúncios para um Crime também. Mas e Corra?
Olha que legal: Mad Max: Estrada da Fúria passa em todos esses testes. Em um ponto do filme, há doze personagens mulheres na tela, nenhuma delas falando sobre um homem. Tem pelo menos sete personagens mulheres que passam no teste da Lâmpada Sexy e no Mako Mori.
E, pra completar, Mad Max é tão feminista que inspirou o Teste Furiosa, que é extremamente simples: os caras na internet ficaram bravinhos pelo filme ser feminista? Misóginos querem boicotá-lo? (tipo o remake de Ghostbusters). Algumas pessoas dizem que Supergirl é o único outro fime além de Mad Max que passa os testes. E Jogos Vorazes? E Mulher Maravilha?
Uma orientanda minha, Lisandra, decidiu que no seu TCC vai discutir se existem critérios feministas que permitam analisar, por exemplo, A Bela e a Fera. Quando ela escrever, vou perguntar se ela não topa fazer um guest post. Porque eu acho que precisamos desses testes. 
E qual será o próximo Bechdel? O Five Thirty Eight perguntou pra várias mulheres quais critérios gostariam de adotar, e analisou os 50 filmes americanos com a maior bilheteria em 2016 para ver como eles se saíram. Não muito bem, você pode adivinhar... 

20 comentários:

Cristiano Machado disse...

MAD MAX É UM FILME QUE DESGRAÇA A CABEÇA DE QUALQUER MACHISTÃO!

muito bom o texto!

Anônimo disse...

Mad Max e Mulher Maravilha são fantásticos.Ainda vou assistir A Forma da Água e Lady Bird.

titia disse...

Bom, considerando que Hollywood ainda é dominada por machismo, eu fico feliz quando vejo filmes que se focam em alguém que não seja um macho branco, hétero e rico. Significa que pelo menos as pessoas estão se esforçando, ao invés de ignorar a realidade e continuar fingindo que o mundo gira ao redor dos pintos dos homens brancos, héteros e ricos.

Anônimo disse...

Lola, soube da declaração misógina e chula de um ex-executivo (já demitido) de uma multinacional no twitter?

lola aronovich disse...

Fiquei sabendo no Twitter. Que bom que ele foi demitido, né? E foi rápido!
Vi também o caso do professor que foi racista, e agora os alunos estão pedindo sua exoneração. A princípio não acreditei muito (afinal, já fizeram isso de inventar uma declaração horrorosa pra mim também, mais de uma vez, como no caso do filho do Alckmin no acidente de helicóptero), mas depois vi que o professor confirmou e disse ter sido mal compreendido.
É, não tá mais tão fácil pra misóginos e racistas...

Anônimo disse...

"Quando os homens imaginam uma revolta feminina, eles imaginam um mundo em que as mulheres governam homens como homens governam as mulheres. Não é de se admirar que eles tenham medo"


1º)Sou homem e nunca imaginei sobre esta tal "revolta feminina";
2º)Também nunca criei um parâmetro sobre governança feminina versus governança masculina. Na minha concepção nem deveríamos ter governo, já que homem e mulher pra mim é tudo lixo!
3º)Por fim, ela cita que todos nós homens temos medo de mulheres no governo. Por mim, que assumam de vez o controle de tudo!! Quero mais é cuidar do meu jardim e viver uma vida de dono de casa!! Só me digam, por favor, quando é que vocês vão assumir de vez??

A cidadã publica um pensamento destes, o qual generaliza mais uma vez os homens, bem típico de certas pessoas. Primeiro dá a pisada e depois se coloca na posição de vítima.

Valéria Fernandes disse...

A personagem de Emma Watson em As Vantagens de Ser Invisível não é um adereço. Acho que quem acredita nisso, não viu o mesmo filme que eu.

Anônimo disse...

“Saudade do tempo em que mulher dava buceta e não opinião”. Isso tbm seria generalizar mulher em vez de apenas confrontar a autora da tal frase que o troglodita não gostou e se sentiu ''ofendido'' pq a carapuça serviu. Essa tua vida de ''anarquista/dono-de-casa'' não está convencendo não viu cara! Que bela maneira de apoiar esse sujeitinho, hein? Dizer que mulher não deve ter opinião e só deve oferecer sua genitália para os ''coitadinhos oprimidos'' pelas ''malditas feministas opressoras''. A frase dela se direcionou, para homens misóginos, mas como um péssimo entendedor, esse ignorante e seus defensores ficaram se doendo, tanto que ele generalizou na frase chula dele pq ele pensa assim e todos os misóginos pensam assim. Ou será que a frase chula e misógina dele foi direcionada apenas para as ''malditas feministas radicais e opressoras que generalizam todos os homens do mundo, coitadinhos''? Ah conta outra seu ''dono-de-casa''. Ela não está se fazendo de vítima, ela foi vítima, o sujeitinho e seus mascus é que estão colocando ele como vítima. Demissão mais que merecida! Está difícil ser misógino e racista hoje em dia, que bom!

Anônimo disse...

23:05 - quanto mimimi de mascu

vá te catar, seu trouxa

Hanna Ribeiro disse...

Em Game of Thrones Missandei e Verme Cinzento conversam sobre si mesmos e seus problemas. E são dois personagens negros...

Anônimo disse...

Não gostei muito desse teste da sexy lamp. Isso é uma expressão em inglês (meio como a gente fala que a pessoa é um poste)? Acho que ela se refere a esse personagem clichê da mulher que só existe para que o personagem masculino possa se desenvolver, é isso? Eu reslment não curto muito esse clichê (embora não o ache dos piores), mas não gostei muito da analogia. Já esse Mako Mori achei bem legal. Realmente, o que importa é saber se as mulheres em cena têm histórias interessantes e independentes.

Kaká disse...

Saí da sessão de Mad Max super empolgada de ter visto todas aquelas mulheres e aquela fotografia maravilhosa. Foi meu filme preferido naquele ano.

Tem um filme que saiu na Netflix essa semana, Aniquilação, que tem 5 mulheres protagonistas. Elas formam um grupo que vai explorar um fenomeno alienigena e acho que esse filme passa em todos esses testes. (as personagens são bióloga e militar, física, geomorfologitsa, psícologa, paramédica). Vale a pena ver, mesmo quem não é fã de ficção científica. Filme bom mesmo.

Aniquilação só foi lançado no cinema em 2 países (EUA e Canada) no resto do mundo foi direto para Netflix. Acharam que não ia ter público, mas eu acho que muita gente teria sim ido ao cinema para ver.

=)= disse...

Desconhecia os outros testes, achei interessantes =)
Só um comentário sobre A Bela e a Fera: Desde criança nunca gostei da estória, toda a narrativa se desenvolve para dizer que o que importa é o interior, a personalidade da pessoa e não ser levado pelas aparências, para no fim o cara deixar de ser fera... Nunca engoli aquilo.

=)= disse...

Anônimo de 14 DE MARÇO DE 2018 10:07
Não agüento mais este meme/música, mas acho que ele é bem pertinente neste contexto: "Que tiro foi esse?!"

Anônimo disse...

Ela não deu pisada nenhuma e todo mundo generaliza, principalmente os babacas de direita. Não faça comentários idiotas. Você só fica parecendo ridículo. O animal que só poderia ser um bolsominions afirmou que todas as mulheres só servem para dar a buceta é não para dar opinião. Dessa generalização você não reclamou não, é? A generalização dela não ridicularizou nem diminuiu os homens. Pelo contrário, apontou um medo muito real que os homens têm. Eu mesma já ouvi homens falarem isso.
O bolsominion não falou isso apenas porque estava nervosinho e sim porque ele não tem o mínimo respeito pelas mulheres.

Ah então você quer viver uma vida de dono de casa cuidando do jardim e quer que as mulheres assumam o controle do mundo. Me responda uma coisa: Quem vai trabalhar para te sustentar se você odeia homens e mulheres, se são todos lixos. Acredito que se você acha que todos são lixos então vai se isolar do mundo e não se casar com ninguém. E já que vai ser um dono de casa sem renda morrerá de fome!

Quanto a quando iremos assumir o controle de tudo não se preocupe tanto: já estamos trabalhando nisso faz tempo! Ainda vai demorar um pouquinho mas vamos chegar lá.

Anônimo disse...

Vou te dizer uma coisa: ela foi atacada. Mas como elogio a ela eu digo que de forma alguma ela se tornou vitima ou se vitimizou. Ela espalhou a resposta dele na rede e provocou a demissão do babaca. Essa é das minhas!

Anônimo disse...

Um comentário burro desses ser um tiro? E o teu comentário mais burro ainda pra completar. Que tiro foi esse? Só se foi tiro pela culatra!

Elis disse...

Hoje eu estou muito triste, revoltada e com uma grande sensação de impotência diante de tudo o que está acontecendo.

Queria apenas ter uma noite tranquila e descansar minha cabeça.
Pensei em assistir um fime, mas fiquei com medo de acabar ficando com mais raiva ainda ao invés de me distrair.

Vim aqui nesse post pra tentar achar nos comentários boas recomendações, e acertei em cheio.

Vou na recomendação da Kaká, assistir Aniquilação, já que adoro ficção científica e as críticas que li indicam que faz meu tipo.

Valeu!

Kasturba disse...

Eu também segui a sugestão da Kaká mas não gostei de Aniquilação... Gostei a maior parte do tempo, mas não gostei mesmo do final. E achei que ficou faltando uma explicação mais detalhada de tudo...

Anônimo disse...

Mulher maravilha é tosco, do ponto de vista feminista.
Começa bem mas no fim das contas o que motiva ela a salvar o mundo é o 'crush'. Ela tá lá, perdendo a luta qnd o boy que ela pegou diz que ama ela e morre se sacrificando, então renascem as forças e vontade de lutar e ela vence. ZzZzzz
Era totalmente dispensável ao filme o romancezinho.