segunda-feira, 31 de outubro de 2016

A "ENDIREITADA" QUE O BRASIL DEU NÃO É PRA SEMPRE

Fim de um ciclo, sem dúvida. Não o fim da esquerda

Estou atrasada para a universidade, então farei (a pedidos) apenas uma breve análise política. 
As eleições municipais no início do mês já nos deixaram com um gosto amargo, e agora o resultado deste segundo turno teve a habilidade de piorar a situação.
Só três exemplos para ilustrar: em Curitiba venceu Rafael Greca (PMN), que faz pouco tempo revelou que tinha nojo de pobre, ao ponto de vomitar ao entrar no mesmo carro com um morador de rua.
Santa Maria, em sua primeira eleição com segundo turno (antes a cidade não tinha 200 mil eleitores), teve a votação mais acirrada: o candidato do PSDB venceu o candidato do PT por apenas 226 votos. 
E Marcelo Freixo perdeu para Crivella no Rio, o que era bastante esperado. Essa notícia não é de todo ruim, a menos que você more no Rio. Freixo conseguiu repercussão nacional e tem chances de se eleger senador, por exemplo, em 2018. Além dos mais, a situação no Rio está tão desastrosa que ela tem o potencial de queimar o prefeito. 
(Corre uma discussão sobre quem ganhou: Crivella e a Igreja Universal, ou foi a Globo que perdeu? Freixo não era o candidato ideal da Globo, mas é óbvio que a Globo não queria um prefeito da Universal, da sua concorrente Rede Record, ser eleita no seu quintal, o Rio. Mas é besteira pensar que a vitória de Crivella prova que a Globo pode ser batida. É lógico que a Globo pode ser batida. Ela foi batida em 2002, 2006, 2010, 2014...). 
De novo, como em 2012, seguimos com uma gritante falta de representatividade. Apenas uma mulher (de direita) será prefeita de uma capital. É irônico porque, ao serem confrontado com esses dados, os reaçeas perguntam "E daí? Vocês querem cotas agora?" Não, cotas parece que já temos. Parece que pra ser eleito tem que ser homem, branco e hétero. Claro que toda essa legião de homens brancos e héteros é eleita porque merece, porque é honesta e competente. 
A base governista, que inclui PMDB, PSDB, PSD, PP, PSB, PR, DEM, PTB, PPS, PRB e PV, agora comanda 81% do eleitorado do país. O PMDB cresceu um pouco, de 1.021 para 1.038 prefeituras. PSDB tem 803 prefeituras. Porém, quando se leva em consideração a população de cada cidade, percebe-se que o PSDB foi o grande vencedor. PRB, partido da Universal, tem agora 105 prefeituras.  
O governo Temer avaliou o resultado das eleições municipais como uma vitória dele, uma legitimação do seu governo. Estranho, já que Temer não apareceu na TV apoiando nenhum candidato. Mas a preocupação do governo era de que a aprovação da PEC 241, que aconteceu este mês, entre o primeiro e o segundo turno, poderia tirar votos de candidatos governistas a prefeito. Não tirou.
Minha avaliação é que a aprovação da PEC é muito recente, e um monte de pessoas ainda não se deram conta do que ela vai representar. E eu insisto: se até os seguidores ultra reaças de Bolsonaro o criticaram por votar a favor da PEC, é porque ela é difícil de engolir mesmo. 
Uma pesquisa da CNT/MDA conferiu que menos da metade da população (41%) sabe da existência da PEC. Entre essa parcela que sabe, 60% disse ser favorável à PEC, 33% contra, e 7%, não sabe responder. Acontece que a pergunta da pesquisa foi "Você é a favor ou contra a medida que limita o aumento das despesas públicas?" A pergunta correta a ser conferida pela pesquisa seria: "Você é contra ou a favor da medida que congelará durante 20 anos os investimentos em saúde e educação?" 
É esquisito o que vou escrever, mas o resultado em BH foi mais uma vitória de Alckmin, que começa a se consolidar como candidato do PSDB à presidência em 2018 e, talvez, se os donos do poder se cansarem com o fantoche Temer, a presidente escolhido indiretamente pelo Congresso já no ano que vem. 
O governador vitalício de SP (faz quantas duas décadas que ele está no governo?) apoiou Alexandre Kalil, do PHS, para prefeito de BH. Aécio apoiou João Leite, do PSDB. Kalil venceu (numa eleição que, se eu tivesse que escolher, votaria nulo sem dor na consciência). Mais uma prova que Minas está cansada de Aécio, depois da fragorosa derrota que ele levou nas urnas em 2014. 
O PDT venceu nas duas capitais em que concorria no segundo turno, São Luís e Fortaleza, o que fortalece Ciro Gomes. Aliás, o PDT, definido como "o principal partido da oposição e do que sobrou da esquerda", venceu em 335 municípios, onde vivem 13 milhões de pessoas. Um crescimento nada desprezível. Ok, poucos sabem se o PDT é mesmo de esquerda, mas pelo menos faz hoje oposição a Temer. 
O PCdoB venceu em Aracaju. PSOL perdeu em Rio e em Belém, e o PT, em Recife. Assim, o PT fica agora só com Rio Branco entre as capitais. 
Não há dúvida alguma que o PT foi o grande derrotado dessas eleições municipais. Foi de 638 prefeituras para 254. Encolheu para quase um terço do que tinha. De terceiro maior partido em número de prefeituras, em 2012, passou para o décimo. Mas o mais lamentável é que nenhuma outra esquerda se consolidou em seu lugar. PSOL tem agora duas prefeituras, de minúsculas cidades no Rio Grande do Norte. 
Como diz Renato Rovai, "o resultado desta eleição em um primeiro momento parece ser algo para esquecer. Mas na verdade deve ser o contrário, precisa ser lembrada para sempre". Para ele, esse terrível resultado não se repetirá em 2018, porque a votação na esquerda é tradicionalmente muito maior do que isso, e porque os novos prefeitos, vários deles péssimos e corruptos, dificilmente farão um bom governo. 
(Recomendo demais esta entrevista com o sociólogo Roberto Dutra sobre o eleitorado evangélico e a "cegueira da esquerda").
Se alguém me dissesse faz um ano que o país estaria como está agora, nas mãos cheias de dedos da direita, com tudo dominado (executivo, legislativo, judiciário), seria chamado de louco pessimista. Lembra do "Acaba logo, 2015?" Pois bem: 2016 está sendo muito pior. 
Às vezes eu fico bem desanimada, mas aí me lembro quantas vezes os reaças já decretaram a morte da esquerda no Brasil. E os ânimos deles também variam demais: no final de 2014 os reaças choravam que o PT iria governar o país por no mínimo vinte anos, ou enquanto houvesse o Bolsa Família, ou enquanto persistissem as urnas eletrônicas (agora que o PT não está mais no poder, foram deixadas de lado essas teses conspiratórias de Bolsa Família = voto de cabresto e urnas eletrônicas = corrupção garantida). Agora eles acham que o Brasil virará um enorme Tucanistão -- pra quem não sabe, como São Paulo, reduto tucano, é conhecida -- ou que Bolsonaro tem chances reais de ser eleito presidente (não tem, gente. Não é da direita exagerada e caricata que devemos ter medo. É da que está aqui, agora). 
Sim, o Brasil virou um enorme Tucanistão. Mas isso é agora. Não quer dizer que permanecerá assim em 2018. Tenho certeza que o povo não aprova a PEC e vai ficar ainda mais desgostoso quando mexerem na aposentadoria e nas leis trabalhistas. Governo com esse projeto não consegue se eleger. Só chega ao poder através de golpe. 
Vale lembrar que essa total derrocada do PT aconteceu em apenas dois anos. Então não custa crer que a fase da direita do país pode também ser revertida em dois anos. Não estou dizendo que o país não deu uma lamentável "endireitada". Deu, sim. O que digo é que essa "endireitada" não é permanente. 

39 comentários:

Anônimo disse...

Lola, uma dúvida, quando você fala 'mascu' está se referindo ao gênero masculino ou ao movimento masculinista ou a nenhum desses dois?

Charle Coimbra disse...

É claro que a desinformação sobre a PEC 241 não é por outra razão se não porque a grande mídia não informa de verdade o que ela é e no que implica (quando a menciona), fazendo com que algo tão grave tramite no congresso sem ser tratado de forma isenta e clara diante da população (abro uma ligeira exceção aqui ao Jornal da Gazeta, pelo menos em uma edição a PEC foi abordada dr forma menos dissimulada). De resto menciono que aqui. Belém do Pará foi reeleito um candidato do PSDB, que está a beira de perder a reeleição por irregularidades sérias durante a campanha.

Anônimo disse...

Em caucaia, foi eleito um homem pelo PMB(partido da mulher brasileira).
controverso?

http://www.opovo.com.br/noticias/eleicoes2016/2016/10/naumi-amorim-e-eleito-em-caucaia.html

Anônimo disse...

Esquerda n aceita perder, 12 milhões de desempregados é como os esquerdistas se preocupam com pobres. E agora distorcem o pec para aterrorizar os ignorantes.

Anônimo disse...

O Brasil deu chance pra esquerda, e ela errou feio!! Agora esquerda nunca mais.

Anônimo disse...

O Brasil tá cansado da ideologia, a ideologia esquerdista, comunista, que nunca deu certo nunca. O Brasil enterrou sim a esquerda porque ele está com muito medo do que está acontecendo na venezuela.

nelsonalvespinto disse...

Lolinha, desde que eu vi esse estudo (https://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2016/07/17/velha-classe-media-mobilidade-social-para-classes-a-e-b/) eu deixei de acreditar que essa guinada à Direita será breve.
Nossas novas classes A e B não conseguem associar sua melhora com os benefícios que as demais classes tiveram.

O PDT só vai ganhar respeitabilidade quando expulsar os traíras que ainda continuam a votar contra o povo brasileiro.

André disse...

Tem seguidor do Bolsonaro que não é burro (apenas mau mesmo) e sabe que a PEC 241 não vai reduzir o tamanho do estado, vai apenas diminuir o estado para os pobres de modo a aumentar para os ricos (principalmente funcionários públicos do judiciário, militares, etc).

Leonardo Vieira disse...

Engraçado a esquerda teve todo a década passada em parte dessa para mostrar o seu famoso projeto de governo, de fazer as reformas sociais e econômica que fariam o brasil ser uma das maiores potencia mundiais( lembra quando o lula emprestou dinheiro para o fmi, que chique né), e ai o que temos hoje um sistema de saúde de péssima qualidade, um bolsa cacheiro, uma educação medonha que só agrada a esquerda , corrupção em escala industrial e conflitos politicos que estão bem longe de acabar. Eu sei que tudo isso não e so culpa apenas dos partidos dos trabalhadores, mais teve a sua chance e falhou miseravelmente, agora e hora de outros tentarem.

Marcia disse...

ah Lola, aqui de dentro da Ciência Política, não estamos nada otimistas. 2018 parece que será o ano do PSDB voltar ao poder. Em termos de políticas sociais representativas para mulheres, não é a pior opção, nem de longe. Em termos de políticas sociais haverá expressivas reduções, mas, de novo, não é a pior opção.

Ainda sim, vamos ter dois longos anos pela frente, vamos ver qual tipo de mal nos espera em 2018, só sei que vamos ter que resistir.

Anônimo disse...

Brasil não deu uma "endireitada" e sim uma anulada / braqueada / "abstenceada".

Anônimo disse...

Mascu é apelido de mascutroll, que é o apelido que a Lola criou ao movimento masculinista.

Gênero masculino é homem (ou menino, garoto) msm. Ou como quer q o cara queria ser chamado...

lola aronovich disse...

Isso mesmo, anon das 20:02. Obrigada por responder ao anon das 14:35. Mascu é abreviação pra masculinista. Graças às deusas, só uma minoria dos homens é mascu.

Valéria Fernandes disse...

Ano que vem, quando sair o próximo Global Gender Gap Rankings, imagino que o Brasil deve descer umas vinte posições. Vai ser triste de se ver.

Anônimo disse...

Ahhahahaha Lola, to adorando!!!!!!

Anônimo disse...

Se dependesse da esquerda católicos e evangélicos teriam seus direitos politicos e de representatividade cassados permanentemente. No DGE da UFBA tem uma frase pichada que diz "Stalin e que tinha a manhã, queimava igrejas com reaças dentro'

Anônimo disse...

Sou contra a misturar política com religião mesmo, mas isso de fazer propaganda de stalin é ridículo tbm.

Anônimo disse...

Claro você prefere os homens bajulando e dando vantagens a seu gênero, mas as coisas vão piorar muito se não gosta dos masculinistas você não sabe o tanto de mgtows que tá surgindo, uma geração inteira de homens que estão se lixando pro que as mulheres pensam e que não se intimidam de serem chamados de machistas pois eles não são, são feminista apoiam que as mulheres que se virem trabalhando servindo exército e se aposentando na mesma idade. Aguarde e verá ah e saiba que assim como você tem esse apelido ridículo tbm temos um pra vocês feminazi que é fezis.

Anônimo disse...

É ninguém acreditava. Muito menos que um homem poderia destruir o PT. Hoje, pouca gente duvida. Obrigado, Sérgio Moro.

Anônimo disse...

O dia que Sérgio Moro entregou nas mãos do Jornal Nacional a gravação entre Dilma e Lula, ele mudou o rumo da história do Brasil.

Anônimo disse...

O povo quer renda e trabalho...que era o que a esquerda prometia. O povo não quer ideologia de gêneros na escola do filho/a, nem aborto nem estatização de meios de produção . Dificil para essa esquerda surda entender o povo, ou querem impor suas idéias?

donadio disse...

"O povo quer renda e trabalho...que era o que a esquerda prometia. O povo não quer ideologia de gêneros na escola do filho/a, nem aborto nem estatização de meios de produção . Dificil para essa esquerda surda entender o povo, ou querem impor suas idéias?"

O povo quer renda e trabalho, que é o que a direita vai tirar de nós.

Agora, as opções são as seguintes:

1. Renda e trabalho, e desmistificação da ideologia reacionária de gênero nas escolas, e legalização do aborto, e estatização dos meios de produção; ou

2. Nem renda nem trabalho, imposição de papéis de gênero nas escolas, radicalização da proibição do aborto, e privatização geral.

Não tem a opção "renda, trabalho, privatização e reacionarismo cultural geral".

Quem prefere ficar desempregado só para fazer um cafuné na própria homofobia? Só mesmo homens jovens ressentidos com o próprio fracasso sexual.

Anônimo disse...

SEUS LIXOS FILHOS DA PUTA JESUS ESTA VOLTANDO ARREPENDAM-SE OU VAO TODOS SOFRER NO INFERNO PRA TODA ETERNIDADE.

Anônimo disse...

É a economia gente, e ela só funciona bem em ambientes onde a competição é livre. Precisamos mais de capitalismo, para gerar lucro, para o Estado arrecadar, para poder gastar em EDUCAÇÃO BÁSICA DE QUALIDADE, de preferência com professores SEM ESTABILIDADE, para os filhos da periferia poderem competir(enquanto os filhos do ricos estão em escola caras estudando, alguns alunos de escola pública estão ocupando escolas).
Sou velho, por isso capitalista, e o sonho é só na juventude.

Anônimo disse...

tem algum post sobre masculinistas?

Anônimo disse...

Lendo os comentários, achei curioso esse reconhecimento ao Sérgio Moro. Porque é verdade, ele tem mesmo um papel importante nessa tragédia toda.

Quando eu soube do vazamento do áudio, naquele dia eu pensei: o Moro não tem mais nada a perder, ele está violando uma garantia fundamental para atingir um objetivo imediato, achei que estava conscientemente cometendo um suicídio profissional por ter outras garantias, enfim.

Mas naquela época eu ainda acreditava que o Judiciário iria se preocupar ao menos com as aparências. Não suspeitava que já então essa violência não causaria grande impacto porque referendada pela imprensa. Nem mesmo os meus colegas de esquerda, advogados, nem eles se indignaram tão profundamente com o fato. A ilegalidade já era um fato.

Então, eu concordo com a Lola quando diz que a esquerda não acabou. Mas ela permitiu o destroçamento da ordem constitucional. A Constituição de 1988 agora é, mais do que nunca, um amontoado de palavras sem sentido.

O "endireitamento" não é para sempre, mas deixará um triste legado. Demoraremos quanto tempo para termos novamente um Estado constitucional? Quanto tempo, ainda, para que a própria esquerda se dê conta de que agora estamos vivendo a barbárie?

Nesse contexto, esse pragmatismo em relação ao Freixo soa até cínico (seria difícil governar o Rio, e agora há chances no Senado).

Mas espero que isso seja só pessimismo meu.

(vejo povo associando livre concorrência, com essa nova ordem - deus do céu, em que mundo essas pessoas vivem?)

Anônimo disse...

Sobre o Rio, quando o socialismo depende dos maconheiros da Zona Sul, o que aconteceu com o socialismo? Essa é a pergunta. E tem muito pobre do Rio que NÃO VOTOU NO FREIXO, aliás, a maioria. E aí? Freixo pode ser socialista mas é autoritário sim. Ele só vai reconhecer o resultado caso o seu adversário, que venceu, adote o programa que foi descartado nas urnas. Na DEMOCRACIA DO FREIXO só as propostas de governo dele são legitimas, mesmo tendo apanhado nas urnas. não foi a Universal que elegeu Crivella; foi a população do Rio.

Anônimo disse...

Deus nos ajude que a endireitada seja permanente, e que a esquerda NUNCA MAIS nem TENTE ficar no poder neste País. Eles acabaram com o Brasil de tanta roubalheira, faliram a Petrobrás e o País, e agora vamos ter que limpar a nossa casa da sujeira do PT. Esquerda NUNCA MAIS!!!!

Anônimo disse...

Então... a direitinha está felizinha da vida com esses enormes Cortes de direitos básicos.

Precisamos fortalecer novamente a esquerda, vamos procurar apenas provisoriamente eleger homens de esquerda progressistas, para termos mais chances nas eleições, até o povo desassociar o desastre do governo Dilma às mulheres no poder.

Em breve voltaremos a lutar por representividade não apenas das mulheres, mas também de negrxs, trans, gays, lésbicas e afins.

Anônimo disse...

Confesso que fiquei até triste ao ver a depressão dos esquerdinhas...O castelo de sonhos de vocês desmoronou...

Anônimo disse...

Incrível como vocês torcem para tudo dar errado só para prejudicar os adversários, e dane-se o Brasil. Também é incrícel como defendem que se gaste o que não se tem (uma fórmula que deu tão certo para a Dilma, né?). Bem, contem as mentiras que quiserem para si mesmas... Mal posso esperar para ver a cara de vocês nas suas próximas derrotas em 2018.

Anônimo disse...

A direita está aqui para ficar... O conservadorismo existia muito antes do primeiro tonto que poderia-se chamar "esquerdista" surgir, e continuará entre nós muito depois do último do seu tipo desaparecer.

André disse...

Chegar a ser hilário o pessoal que apostou nas pautas-bomba, no quanto pior melhor, no terceiro e quarto turnos vir falar de tática danosas ao Brasil. E são tão espertos que acham que o Moro fez tudo sozinho, 13 anos de um massacre incessante nos rádios, TVs e jornais nada contam. Uma geração inteira criada no ódio nunca resultou em coisa boa.

Anônimo disse...

Não é "torcer pra dar errado". É saber que a direita não é esse antro de honestidade e desapego que tão tentando vender. Foi ruim com 14 anos de PT? Antes da eleição do Lula, Brasil teve mais de cem anos de governos considerados "de direita", inclusive quase 30 anos de um governo militar, esse sim, que entregou um Brasil quebrado. E depois de um século, a "solução" é a direita? Aham. Mas viver em democracia é isso.

Anônimo disse...

Aí de vocês que fazem leis injustas, leis para explorar o povo.
Vocês não defendem os direitos dos pobres nem as causas dos necessitados e exploram as viúvas e os órfãos.
O que vocês vão fazer no dia do castigo, quando de um país distante vier a desgraça? A quem vão pedir socorro? Onde esconderao suas riquezas?
Vocês serão levados como prisioneiros, serão mortos na batalha. Mesmo assim a irá de Deus não passou; a sua mão continua levantada para castigar.

Isaías 10:1-4

Anônimo disse...

Ao invés de "Caixa de comentários",isso aqui deveria se chamar "Caixa de ódio".Quão nojentos e desprezíveis são esses reaças Lola.Alguns tem a audácia de colocar até o nome de Deus em suas sandices,um horror.
Sinceramente eu queria ter o seu otimismo Lolinha e acreditar que essa onda de direita é passageira.Mas infelizmente não é.O Brasil ainda ficará muitos anos nessa escuridão.

Anônimo disse...

Lola, as pessoas estão enlouquecidas!Em todos os lugares só vejo comentários de direita, de ódio, de apoio a tudo o que é ruim, a todo o tipo de preconceito e gente que perpetua esses preconceitos.E o pior é que tem pessoas do nosso convivio... familiares,amigos... pessoas comuns e que não acreditávamos que eram cspazes de apoiar certos absurdos.
Ás vezes eu penso que não é por ignorância e sim por pura maldade que pessoas apoiem absurdos.E muitas se dizem do bem e religiosas, mas não tem amor no coração. Eu sou atéia e com certeza tenho muito mais amor no coração do esse tipo de gente.
Não sei se é tão fácil assim que as pessoas mudem a mentalidade (afinal, atė aqui no seu blog, que é de esquerda, tem esses tipos de comentários).O que falta é empatia,respeito e amor ao próximo e isso com certeza se reflete nos nossos representantes (que muitas vezes não nos representam em nada).
Mas com certeza não podemos petder esperanças de ter um país melhor e um mundo melhor!

Anônimo disse...

Agora a turma da direita está apelando para a auto-ajuda, se tudo der errado a culpa foi do pessimismo da esquerda. Caras de pau.

donadio disse...

"Esquerda NUNCA MAIS!!!!"

Sim, sei. Vai ser um Reich de mil anos, onde foi que eu já ouvi semelhante asnice antes?