quarta-feira, 25 de maio de 2016

O MACHISMO NÃO SALVOU ANA HICKMANN, O MACHISMO QUASE A MATOU

Ontem o projeto de escritor Rodrigo Constantino falou mais das suas tradicionais besteiras, desta vez sobre como a masculinidade salvou Ana Hickmann. 
Rodrigo, o stalker
Vale ressaltar que essa ideia ridícula de que o cunhado másculo de Ana a salvou não é exceção, mas regra entre reaças. Eles são incapazes de ver que Ana foi salva por um homem de outro homem. O cunhado herói que reagiu ao ataque representa a masculinidade? E por que o stalker com desejo de matar não representa? Se vamos usar o caso para falar de masculinidade, vamos falar de todos os homens envolvidos (incluindo o cabeleireiro de Ana que, segundo o cunhado, salvou a vida de Giovana ao levá-la de táxi pro hospital).
E tem algo muito interessante que está sendo completamente ignorado pela mídia: Giovana, a cunhada de Ana, esposa do herói, assessora da apresentadora, que levou dois tiros (mas felizmente passa bem), também foi uma heroína. 
Giovana e Gustavo: cunhados heróis
de Ana Hickmann
Veja a partir de 8:10 até o décimo minuto a entrevista da apresentadora. Ana diz que o stalker atirou nela duas vezes: "Pelo jeito que o tiro passou do meu lado e pegou na minha cunhada, ela deve ter feito um movimento com o corpo pra me proteger. Eu não consigo imaginar de outro jeito".
Mas todos só falam de Giovana como vítima, não como heroína! Porque o ato de auto-sacrifício de Giovanna não cabe na narrativa da "masculinidade heróica" que adoram contar. 
A advogada e feminista Kamilla Barizon deu uma excelente resposta a Constantino. Conheçam as ótimas páginas da Kamilla! 

O machismo não salvou Ana Hickmann, o machismo quase a matou.
O ex-blogueiro da Veja, Rodrigo Constantino (aquele do vídeo do Dá-Bilhão?! também conhecido por usar t-shirt do Che Guevara com orelhinhas de Mickey Mouse e ainda pelo episódio em que escreve uma carta aberta ao povo americano pedindo votos para Ted Cruz), resolveu comentar o caso Ana Hickmann.
Com toda sua sagacidade, o economista traz: ANA HICKMANN ESTÁ VIVA GRAÇAS ÀS CORAGEM E VIRILIDADE DE UM HOMEM QUE REAGIU como título de seu mais novo texto.
Pois muito que bem, o moçoilo começa o texto falando que raríssimos são os que têm coragem de falar abertamente em masculinidade (não é o caso de Constantino que vira e mexe está por aí perguntando onde estão os machos?), porque, segundo o economista, teriam receio de serem tachados de machistas.
Rodrigo não tem esse receio e passa a defender a macheza, a virilidade, e por que não, a brutalidade, natural desse ser tão iluminado: o homem.
Em um dos melhores momentos do texto ele diz que: Ana Hickmann está aí, literalmente, para provar a importância da masculinidade e da fortaleza que leva até o auto-sacrifício. 
Uma das declarações de Rodrigo
para Ana
Vamos resumir aqui o caso da Ana Hickmann para o leitor(a): a apresentadora tinha um “fã” fanático, obcecado. Rodrigo (não o Constantino, o fã obcecado) a desejava, em suas redes sociais encontramos declarações insanas para a apresentadora, recheadas de mensagens com conteúdos pornográficos. Ele “a amava”, segundo suas mensagens. Bem sabemos que esse louco sentimento de posse que Rodrigo apresentava não é amor porra nenhuma (ao contrário do que diz o irmão do atirador, quem ama não invade o quarto da pessoa amada, armado e gritando desaforos).
Outra declaração de Rodrigo
Em busca da mulher que deveria ser sua, Rodrigo vai atrás da apresentadora em um hotel, entra armado e rende todos os presentes (Ana, a assessora e o cunhado). Armado, o criminoso passa a ofender a apresentadora que não correspondia ao seu "amor". No meio de tudo isso o cunhado, em defesa de Ana, da assessora e em sua defesa (pois acompanhando o caso é evidente que o desfecho seria a morte dos três seguida do suicídio do criminoso), de forma sim, muito corajosa, trava uma luta com “o fã”, consegue tomar a arma e atira nele.
Em resumo: um homem armado tenta assassinar uma mulher que não corresponderia ao seu amor.
Adivinhem vocês, carxs colegas, o objeto da crítica feita por Rodrigo Constantino em seu texto?
A indústria das armas? Não. 
[Nota da Lola pra quem defende armamento: bebês de um a três anos mataram mais pessoas este ano nos EUA do que terroristas. Pela atenção, obrigada].
O sentimento doentio de posse que os homens ainda têm perante as mulheres que lhes são objeto de desejo?
Ana e Giovana
NÃÃÃÃÃO! Rodrigo critica os pacifistas (!) e, claro, óbvio, evidentemente AS FEMINISTAS!
Rodrigo não perde a oportunidade de defender o armamento enquanto, sutilmente, aproveita qualquer deixa para falar das feministas.
Pra fechar o texto com chave de ouro, ele manda: 
contra essas pessoas armadas que querem matar inocentes, nada como um homem igualmente armado ou capaz de enfrentar o perigo para defender os demais. Foi isso que salvou Ana Hickmann. É isso que as feministas tanto atacam e condenam.
Do alto de seu conhecimento sobre a vivencia feminista Rodrigo me traz um insight: claro, sim, é isso que as feministas atacam e condenam -- o cunhado bem intencionado da Ana Hickmann.
As feministas não atacam e condenam a covardia de homens como Rodrigo (o atirador, não o Constantino, se bem que… enfim), as feministas não atacam e condenam a forma como esses homens doentes facilmente têm acesso à posse de armas, as feministas não atacam e condenam a forma como os homens apoiados na cultura patriarcal imaginam possuir as mulheres, as feministas não atacam e condenam homens que diariamente agridem e matam. O que as feministas tanto atacam e condenam são os homens como o cunhado de Ana Hickmann que esboçou uma digna reação de defesa.
Não vamos nem entrar no mérito e sair colando aqui links para mostrar que em diversas situações existia uma mulher igualmente capaz de enfrentar o perigo para defender os demais. Vamos apenas, diferentemente de Rodrigo Constantino, enxergar o óbvio: o machismo não salvou Ana Hickmann, o machismo quase a matou, como mata milhares de mulheres todos os anos.

157 comentários:

Marueira disse...

Cade o macho capitalista?Achei ousado o último comentário dele.

Rafael Cherem disse...

Concordo em quase todos os pontos, menos o das vítimas desarmadas.

Anônimo disse...

Homens, apenas parem de perseguir, insultar, bater, espancar, torturar, estuprar e matar mulheres que boa parte do problema estará resolvido. Conversem com seus amigos homens que demonstram ter comportamentos abusivos com mulheres - qualquer mulher- e denunciem se eles fizerem algo de errado.
Assim, não precisaremos de sua "macheza" e "masculinidade" para nos proteger de OUTROS HOMENS. Não precisam agir com "heroísmo". Basta se absterem da violência e pararem de passar passar pano para amigos e colegas abusadores.

Anônimo disse...

Texto meio confuso, mas está bom.

Anônimo disse...

Tirando o fato de que ele estava surtado (porque acreditou que tinha uma relacionamento com uma mulher que nem conecia), nada do que ele fez foi muito diferente do que aparece todo dia nesses programas sensacionalistas.

"Marido/namorado/ex mata mulher por ciúmes/amor/paixão"

Marcelo disse...

Toda vez que uma mulher sofre um crime passional faltou um um homem de verdade pre proteger ela. Pai pra proteger a filha, um marido pra proteger o esposa, um irmão pra proteger a irmã. Os homem tem um dever de proteger as mulheres. Todo dia um maluco mata uma esposa, uma namorada etc e onde estava o pai pra dizer que ela se envolveu com a pessoa errada? Tá faltando homem que proteja as mulheres. E elas estão achando bonito serem independentes e tal, enquanto cada dia morre uma.

Anônimo disse...

Esse aí não tem relevância nenhuma. Nem mesmo pros leitores da Veja. Aí escreve umas merdas tentando a todo custo chamar a atenção.
Reaça que não tem relevância nem mais pra Veja já nem tá mais no fundo do poço, já passou disso...

Anônimo disse...

Um homem para proteger a mulher de outro homem. Tá faltando é respeito pelas mulheres e tá sobrando machismo e misoginia. Nem venha jogar a culpa da violência na própria mulher, simplesmente porque ela procura a própria independência. Pare de culpar as vítimas!

Anônimo disse...

Marcelo, não dá pra ser protegida e independente ao mesmo tempo???
Ah, não dá, né? Para ser "protegida" teríamos que viver sob a tutela de um homem. Quem sabe voltamos ao tempo que o pai escolhia o marido. Naquele tempo nenhuma mulher morria, né? Só o marido e o próprio pai que às vezes matava mas isso é um detalhe.
Sabe qual foi o tempo que os homens protegiam as mulheres? Nenhum. Isso nunca existiu.

Anônimo disse...

O que não é válido é vc usar a oportunidade para defender o desarmamento, as pessoas possuem o direito de possuírem arma em sua propriedade,se vc acha perigoso é simples: não tenha.
Estou falando da propriedade em casa, não do porte da rua, que isso sim deveria ser controlado e não proibido.
Se todas as armas do país sumissem num passe de mágica os bandidos fariam armas caseiras com poder de fogo, é só ver nas prisões.

Anônimo disse...

Quantos bandidos entregaram sua arma depois do desarmamento?

Anônimo disse...

Lola peça para sua universidade dispensar o serviço de segurança privada armada, conte apenas com a policia em caso de emergência

Anônimo disse...

"Sabe qual foi o tempo que os homens protegiam as mulheres? Nenhum. Isso nunca existiu."

Bravo!

Anônimo disse...

Na minha opinião, tanto quem coloca que o cunhado é o "machista legal", que machismo é necessário como quem coloca que o cara que morreu era da turma dos que odeiam as mulheres estão errados. O cara tinha problemas mentais, vivia em um mundo paralelo.

Anônimo disse...

Claro, porque pais, irmãos e maridos não torturam, não matam e nem estupram as filhas, irmãs e esposas. Nunca acontece.

Anônimo disse...

O tal Marcelo falando que homens têm como obrigação"proteger as mulheres". Acorda, cara. A maioria dos casos de violência contra a mulher tem como perpetradores homens que estão próximos dela. Sim, estou falando de pais, irmãos e maridos, amigos etc.

Anônimo disse...

Arrasou, Lola!

Apenas discordo quanto ao uso de armas. Acho que é um direito do cidadão poder portar uma arma de fogo e sempre vai ser.

Alícia

Anônimo disse...

“ as pessoas possuem o direito de possuírem arma em sua propriedade,se vc acha perigoso é simples: não tenha. “

se cada um arcasse com a consequência sozinho, tomasse um tiro na testa sozinho por ter escolhido ter arma, eu concordaria com você. Mas não, a bala que sai da arma do maluco que acha que deve andar armado pra cima e pra baixo pode vir na minha testa, ou porque eu buzinei pra ele no carro ou simplesmente por estar no meio do caminho entre ele e o alvo dele.

Anônimo disse...

Em tempo:

a mãe do "fã" da ana agora está dizendo que o filho não teria feito isso se não tivesse existido algo entre eles (ana e o filho dela).

Segue o link da matéria: http://ego.globo.com/famosos/noticia/2016/05/mae-de-rodrigo-de-padua-sobre-caso-ana-hickmann-ele-foi-assassinado.html

Cara, eu sei que é mãe, sei que é natural ela defender a memória do filho, mas minha senhora, cale a boca.

Alicia

Anônimo disse...

Hahaha. Tem alienado falando que mulheres que morrem por crimes passionais é porque não tinham homem por perto pra defender.
Se não tivessem tanto homem imbecil e doente, sequer precisariamos de "proteção" de macho.
Viu? Enquanto você vê homens como solução, eu os vejo como problemas. E ainda reclama de mulheres que vao atras de independência. É o melhor que elas fazem, pois sua ignorância não lhe permite ver, mas muitos homens que "deveriam proteger" são justamentes os que atacam, abusam e matam essas mulheres. E não se limita a passional não.
Uma pequena busca no google mostra que além de maridos/namorados/stalkers, muitos pais, irmãos, tios, avós, filhos e amigos cometem das mais diversas atrocidades também. Sim, os dignissimos homens que o fulano ali disse que são os protetores. Então não tem essa garantia de segurança não colega. Temos que aprender a nos defender nós mesmas sim, por que nunca se da pra saber de onde o perigo pode vir.

Anônimo disse...

Anon 14:10, não quero transformar o post em debate sobre desarmamento, mas acho que ninguém que defende o direito do porte de armas acha que isso deve ser feito sem controles e critérios.

De qualquer forma, se o cara que você buzinou tiver dúvidas que você também porta uma arma, ou o bandido, ou o maluco, eles vão pensar duas vezes em reponder a buzinada ou invadir a sua casa. Hoje só bandidos tem armas. bandidos que tem certeza que você anda desarmada.

Alícia

Anônimo disse...

Imagine a seguinte situação: di menor vai roubar um ônibus, alguém diz para ele: tem UMA pessoa armada nesse ônibus, veja se ele mete a cara

Anônimo disse...

"Cara, eu sei que é mãe, sei que é natural ela defender a memória do filho, mas minha senhora, cale a boca." [2]

Ela disse em outra matéria que ele foi lá pra conversar.. olha, eu não tenho filhos mas duvido muito que se tivesse um que fizesse uma coisa dessas eu iria defendê-lo desse jeito. Cai na real, minha senhora.

Anônimo disse...

Seguindo seu raciocínio vamos proibir facas também, ninguém poderá ter em casa tão perigoso talher

Marcelo disse...

Estou falando de homem de verdade, esse sim protege as mulheres. Protege dos outros homens que violentam e protege incluside delas mesmas que se acham independentes. Sozinha a mulher não consegue. Uma aí acima disse que eu vejo os homens como soluçao enquanto ela ve os hmens quanto problema. Então o problema só vai continuar por que sempre existirão homens. Agora, homem de verdade, cumpre seu papel de proteger a familia, a mulher etc esta em falta. Quando aparece um que salva a esposa o irão e a cunhada, ele é atacado.

Anônimo disse...

14h25: Sim, olha as estatísticas altíssimas de morte por facada perdida......... de gente que morre de facada que não era pra ela porque um doido resolveu reagir a um assalto numa loja com uma faca...

Anônimo disse...

Essa mãe do psicótico, minha senhora... ela fala “ah meu filho não saia de casa, não tinha amigos nem inimigos, só ficava no computador”.. como se fosse uma coisa boa, mas tá descrevendo o perfil de um maluco sociopata.

Anônimo disse...

Vamos falar de machismo?

http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/bruno-astuto/noticia/2016/05/fa-invade-casa-de-anitta-no-rio-de-janeiro.html

a casa de uma mulher foi invadida dias depois do episódio ana hickmann

qual o destaque que a matéria levanta?

"Pablo Morais, affair de Anitta, estava na residência da cantora na hora e a acompanhou até a delegacia. A presença do ator na casa de Anitta só reforça o que já se especula e eles não querem assumir: que a relação entre eles é mesmo para valer. "

tá na hora de uma bala perdida começar a achar todo mundo que não vê problema nessas coisas

Anônimo disse...

Bala perdida vem de bandidos, veja as argumentações de
Bene Barbosa antes de falar besteira

Anônimo disse...

"Bala perdida vem de bandidos"

Ai senhor desisto.

André disse...

Esse homem de verdade que o Marcelo fala parece muito com os flanelinhas, que protegem o carro deles mesmos.

Anônimo disse...

Nao tem lógica esas comparação. A faca e uma arma de fogo tem utilidades diferentes. A arma foi criada para ferir. A faca, para comer

Marcelo disse...

Flanelinha comete uma extorsão, péssima comparação.

Anônimo disse...

Gente, essa mãe não viu q tinha algo errado com o filho? Um home velho, que não trabalhava, q idolatrava uma artista de tv q nunca sequer o viu pessoalmente, só ia de casa pra academia, ficava direto no computador e vivia as custas do pais é normal? E o pior: ficava no computador mandando pornô pra uma artista de tv? Isso é normal? E ainda invadiu o hotel armado pq só queria conhversar? A mãe ainda diz q elçe não tinah intensão de machucar ninguém? Então pq foi armado? Alguém aponta arma pra alguém sem intensão de usá-la?

André disse...

Cara, você escreveu isso: "protege incluside delas mesmas que se acham independentes". Você chegou 1500 anos atrasado na discussão e quer qualificar o que é comparação boa ou ruim?

Anônimo disse...

Pois é. O risco ainda existiria marcelo, afinal vc nunca saberia quem são is ""homens de verdade"".
E por que uma mulher seria incapaz de se defender só? Pela diferença de força física? Só isso não é critério.
O que as pessoas precisam (a verdadeira solução), de forma geral é de uma bela reeducação social. Mas vendo como o mundo esta hoje e como em pleno século 21 ainda tem pessoas com certos pensamentos retrógrados, acho que é uma utopia mesmo. O ser humano está fadado a cometer os mesmos erros e assim se auto-destruir.

Anônimo disse...

Repassando do Twitter, pra quem não tem:

"Venho diretamente do Twitter com uma noticia monstruosa.
Uma moça foi drogada e estuprada por mais de 30 homens. Segundo eles mesmos.
O horror não para por aí.
Eles a filmaram nua, mostrando suas partes, fazendo piadas com o estado deplorável que deixaram o corpo dela. Fazendo piada com o número de homens que a estupraram, que a violaram, que a tocaram enquanto a mesma não estava consciente.
Eles tiraram "selfies" junto ao corpo ferido dela. Eu vi tudo, diretamente dos seus perfis.
MAIS DE 30 HOMENS.
Quando eu leio sobre o feminismo ser intolerante e radical ao dizer que TEMOS MEDO DE HOMEM, eu fico pensando nessa menina.
Será que essa mulher esperava que no meio de 30 homens, NENHUM fosse descente a ponto de a salvar desse crime bárbaro e cruel?

A gente tem medo de homem sim. E não por achar que todos vocês são estupradores, mas por saber que as vezes em 30, não se salva 1."




engraçada essa doença que só dá em homem né?
doença contagiosa, pegou trinta da ultima vez

mas não, nem todo homem é um estuprador em potencial, que absuuuuuuuuuuuuuuuuuurdo falar uma coisa dessas, imagina, sem procedência

30 homens
poderia ser o ISIS mas foi no Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Sério que tem quem acredite que bala perdida só vem de bandidos? Quem acredite naquelas noticias que sempre fala que numa troca de tiros entre policiais e traficantes em que um inocente morreu a bala sempre veio do bandido? Quão ingênuos vocês são?
E já vi com meus proprios olhos gente que mostrou arma pro outro só porque o cara buzinou. O brasil como tá é impossível isso de porte legal pra todo mundo da certo. Se acham que prrcisa de critérios e regulamentação podem ter certeza que a hora não é agora.
Menos ingenuidade por favor.

RedMonkey disse...

O revólver utilizado pelo stalker tinha a numeração raspada, portanto, certamente não foi adquirido legalmente e registrado em nome de seu usuário. Isso é mais uma prova de que as políticas desarmamentistas brasileiras não conseguem tirar as armas das mãos de bandidos; elas apenas vulnerabilizam quem realmente se importa em cumprir as leis. As pessoas que permanecem armadas são justamente as mais perigosas e impulsivas, já que tomaram a iniciativa de comprar ilegalmente uma arma e portá-la sem a devida autorização.

Quanto aos acidentes, é fundamental lembrar que a maioria deles ocorre por inobservância a normas básicas de segurança. Já pratiquei tiro esportivo por alguns anos (parei graças à burocracia e aos altos custos que envolvem o esporte no país) e garanto que armas, nas mãos de pessoas aptas e responsáveis, são ferramentas bastante seguras.

Anônimo disse...

Armas não matam, pessoas sim

Anônimo disse...

"Estou falando de homem de verdade, esse sim protege as mulheres."

Isso é falácia, né? Como chama mesmo? Até iria pesquisar pra te responder mas prefiro te chamar de imbecil e mandar vc se fuder. Adoro falácias também. Ad hominem é a minha preferida <3

Marcelo disse...

Qual o problema do homem proteger a mulher? So porque chamem isso de machismo. De que lado voces estão afinal?

Anônimo disse...

"Armas não matam, pessoas sim"

Ué o tal armamento que vcs pregam é pra que? Pra criar museus de armas é que não é.

André disse...

Amigo, vou aceitar sua sugestão e proteger você de você mesmo, o verdadeiro oprimido do mundo moderno. Cala a boca, desliga a porcaria do computador e vai dormir.

Anônimo disse...

Marcelo, proteja as mulheres... ficando bem longe de nós. Obrigada.

Anônimo disse...

15:25
ninguém entrou na questão acidentes aqui.
E o problema é esse, se somente pessoas responsáveis e aptas pudessem ter arma, seria uma coisa, mas isso é uma utopia que só sendo muito ingênuo pra achar que vai funcionar assim.
E eu sou contra o armamento não achando que isso vai evitar as armas nas mãos dos bandidos, claro que não. Mas eu prefiro ter que me preocupar só com bandido assaltando do que com bandido E com gente "de bem" que anda armada no carro ou resolve reagir a assalto em que eu tô no meio.

Anônimo disse...

É tão fora da realidade o que o Rodrigo (assassino) pensava que me surpreende saber que ele não era esquizofrênico.

RedMonkey disse...

Anon. 15:39

O post claramente faz menção a acidentes. Repare na parte em que se menciona que bebês "mataram" mais pessoas do que terroristas nos EUA.

Quanto ao que você alegou, concordo em parte; uma política menos restritiva (não sou a favor da liberação completa) poderia facilitar o acesso dessa "gente de bem" às armas. Mas, ao mesmo tempo, também facilitaria o meu. Prefiro viver em uma sociedade com mais armas em circulação, mas na qual eu tenha possibilidade de me defender à altura das agressões que venha a sofrer, do que no estado atual, em que eu praticamente não posso ter armas, ao passo que os criminosos e os "cidadãos de bem" violentos facilmente obtém o armamento que desejam, uma vez que a lei não é capaz de intimidá-los.

Anônimo disse...

Tem um bandido arrombando seu cadeado, dê um tiro para cima e veja se ele continua.
Dentro de minha casa tenho direito sim a ter uma arma, veja países armados como os EUA ou a Suíça a taxa de criminalidade em relação ao Brasil.

Marcelo disse...

"Cala a boca", "fique longe". Todo bandido fala a mesma coisa.

André disse...

Só estou protegendo você.

Marcelo disse...

Valeu

RAHU ARIES disse...

'''E o problema é esse, se somente pessoas responsáveis e aptas pudessem ter arma, seria uma coisa, mas isso é uma utopia que só sendo muito ingênuo pra achar que vai funcionar assim.''

no texas qualquer um pode ter arma, ninguem se mete com ninguem

na base do medo o do terror o ser humano sabe respeitar o direito do outro. entao com todo mundo tendo arma as coisas funcionam asssim, na ordem, no controle, no respeito.

um pitboy macho alfa semmpre bate em outros em noitadas porque ele sabe que o brasilerio é desarmado, ele nao faria isso no texas

André disse...

Lousiana é o estado com leis menos restritivas para posse de armas de fogo e é o estado com maior número de assassinatos por armas de fogo.

http://www.deseretnews.com/top/3430/10/1-Louisiana-The-10-states-with-the-least-restrictive-gun-laws.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Gun_violence_in_the_United_States_by_state

Anônimo disse...

"O cunhado herói que reagiu ao ataque representa a masculinidade? E por que o stalker com desejo de matar não representa?"

Ok Lola vamos la´, primeiro que masculinidade não e o mesmo que machismo, esta ideia recente de muitas feministas de demonizarem e desumanizarem tudo o que e masculino não faz sentido algum. Acho que você e muitas estão se deixando contaminar em suas opiniões pelas radicais.

Segundo que o agressor era um desequilibrado, um homem mentalmente doente, isto e evidente. E o Cunhado da Ana foi sim muito corajoso.

Desqualificar tudo o que de bom os homens fazem em detrimento de alguns que tem atitudes monstruosos e sim querer nivelar os homem por baixo, não acho certo não, conheço muitos casos de vários homens que se arriscam para ajudar os outros, eles são sim muito altruístas quando..

RAHU ARIES disse...

quem é contra armas nao passa de um escravo. o forte é forte sozinho. ha quem nasceu pra ser um deus, mas ha quem nasceu pra ser ovelha. os escravos servirão.

Anônimo disse...

"Assim, não precisaremos de sua "macheza" e "masculinidade" para nos proteger de OUTROS HOMENS. Não precisam agir com "heroísmo". Basta se absterem da violência e pararem de passar passar pano para amigos e colegas abusadores"

Eu não tenho amigos abusadores e nem agressores de mulheres não me misturo com qualquer um. E ao contrario do que vocês pensam não somos uma manada, um coletivo de consciência unica nem uma colonia de formigas operarias, somos indivíduos cada um com sua natureza e sua consciência, e temos livre arbítrio cada um responde pelo seu.
Mas vocês tem um poder de mudar isto, passem a escolher melhor com quem se relacionam.

RAHU ARIES disse...

a sobrevivencia ta acima de qualquer lei, soluçaõ pra stalker é tiro na cara

eu sempre tive muitas armas brancas de todo tipo, mas terei um revolver quando conseguir minha independencia financeira, poois meus pais nao permitem isso aqui em casa. como sou solitario e nao tenho ammigos e vida social, ninguem me denunciará, o forte é forte sozinho

Anônimo disse...

No país da carteirada, da Lei de Gérson, da intolerância, da falta de respeito ao espaço do próximo querer liberar o porte pra quem se diz "cidadão de bem" é uma TEMERosidade (não tem nada a ver com o TEMER, só não podia perder o trocadilho).

Já tem muito policial por aí que não merecia o porte de arma...quanto mais aqueles que se auto intitulam "cidadãos de bem".

Anônimo disse...

Marcelo
Do lado que incentiva mulheres a serem indeoendentes e que mostra que não é preciso homem nenhum pra proteger quem quer se proteger sozinha. Do lado que mostra que homens querem ser protetores mas não querem ver que são os proprios homens os maiores abusadores.

Anônimo disse...

RAHU ARIES vc é outro psicótico com potencial de ser atirador, que nem o de Ana Hickmann.

RAHU ARIES disse...

''RAHU ARIES vc é outro psicótico com potencial de ser atirador, que nem o de Ana Hickmann. ''

nao. se voce entender meu nick verá que sou espiritualmente egoísta, esse é meu destino nessa vida. eu nao nasci pra fazer media com a scoiedade, e sim focar apenas em mim, na misantropia extrema. eu nunca fui stalker, nao é da minha natureza, alias stalker é coiisa de psicopata, logo o maluco que atacou a ana é psicopata e psicotico ao mesmo tempo.

Anônimo disse...

Lola interessante seu texto, mas eu não pude deixar de notar que em nenhum momento a senhora citou o rapaz que salvou as duas moças da morte nem ao menos citou o nome dele. Qual o motivo?
Passou despercebido de sua atenção ou a senhora acredita que ele não fez mais que a obrigação então não merece citação?

RedMonkey disse...

"No país da carteirada, da Lei de Gérson, da intolerância, da falta de respeito ao espaço do próximo(...). Já tem muito policial por aí que não merecia o porte de arma...quanto mais aqueles que se auto intitulam "cidadãos de bem"."

Mas a questão é essa. A maioria dos que defendem a flexibilização das leis desarmamentistas quer justamente se defender desses criminosos e de pessoas que usam a violência de forma arbitrária e injusta. Quem dá carteirada e comete ilegalidades aproveitando-se do cargo policial já faz isso, com ou sem desarmamento. A arma consiste em uma ferramenta de resistência individual a tais crimes.

Anônimo disse...

Olha, amor com amor se paga, e essa velha máxima se aplica a este texto, convertida em bobagem com bobagem se paga.
O machismo não "quase matou" Ana Hickman coisa nenhuma, quem quase a matou foi um sujeito evidentemente perturbado, mentalmente instável, que acreditava que ela, a Ana, vejam só, tinha um "caso" com ele. Está claro meus amigos, que era um desequilibrado, um doente, possivelmente, muito possivelmente, esquizofrênico, que devia ter sido tratado, e não morto.
De outro lado, quem matou o sujeito em questão, não foi um machão, um machista, um ogro, etc., foi alguém que agiu clarissimamente em legítima defesa, que se arvorou em uma luta fratricida mortal com seu algoz, só um sairia vivo, isto é claro, e por sorte, ou azar, como queiram, o cunhado matou o sujeito, mas poderia ter morrido, foi como jogar dados.
Estes são fatos meus amigos, fatos, não importa a opinião do vocês, eles vão continuar a ser fatos incontestes.
Então, por favor senhores, vamos escrever menos besteiras.
Obrigado.
Carlos Augusto.

Anônimo disse...

O que muitos aqui esquecem é que liberando armas pra todos, mesmo com regulamentação e tudo mais, não vai impedir que alguém mal caráter possa ter acesso. Nem mesmo se tiver aqueles testes psicológicos. Seria como tirar habilitação só que um pouco mais exigente nos métodos. Afinal o que tem de gente que não deveria tocar num volante dirigindo.
E antes que reclamem da comparação, estou apenas dizendo que se pra coisas mais basicas não tem o devido controle, o que dirá pra coisas mais sérias. Isso é o brasil, não se iluda.
Você se acha um cidadão de bem que apenas usaria a arma pra se defender, mas o que impede de o seu vizinho, que passou no teste e conseguiu o mesmo direito que você, de um dia se irritar com um barulho e te meter uma bala na testa? Ah, mas ele vai pensar duas vezes por que você também tá armado. E se ele atirar assim que você abrir a porta? Existe gente de todo tipo no mundo. Liberando pra todos, todos estarão sujeitos aos riscos, querendo ou não. E a não ser que você pretenda estar com a arma na não toda vez que atender a porta ou que for falar com alguém, essa do outro pensar duas vezes por que você vai estar armado também nem sempre vai colar.

Anônimo disse...

Carlos Augusto, a psicose dele fez ele achar que tinha um caso com ela, e o machismo fez ele ir "tomar satisfação" como milhares de não psicóticos fazem e matam suas namoradas/esposas/etc.

RAHU ARIES disse...

''Existe gente de todo tipo no mundo.''

eu nao me importo com isso. sempre odiei caras violentos do fundo do meu espirito. sempre haver caras violentos portando armas nesse caso, mas a solução é fazer justiça com as proprias mãos mesmo assim. e pena de morte tambem. a paz é o caminho da mentira, a paz imposta pelo sistema é so um meio de manter o gado manso em direção ao abater, uma lavagem cerebral psicologica.

Anônimo disse...

Falou bem: aptas e responsáveis.... pena que são bem poucos que atendem esse critério.

Meu pai mesmo, um homem calmissimo (nunca vi ele gritar com alguem, por exemplo), andava armado armado qnd era jovem. Diz minha mãe que um dia ele chegou pálido em casa e contou que quase atirou num amigo, num momento de nervoso. Depois disso ele sumiu com a arma e não falou mais no assunto.

Tenho mts amigos policiais que são a favor do desarmamento. Falam que mesmo eles que são preparados, se forem abordados assalto, ficam mais vulnerais pela arma. Pq a chance de reagir com sucesso é mto baixa.

Anônimo disse...

Ai que cansativo. Nunca é machismo em casos assim como o da ana hickman, ou nos casos de estupro agressões e homicidios contra mulheres. São sempre pessoas pertubadas não é mesmo?
SQN
Sempre vai ter alguém que nunca vai ver o problema social em certas atitudes, apenas vao justificar com a cartada da doença/problemas mentais e o que mais puder ser.
É um caso a se pensar quando a maioria (sei que não são os únicos, por isso que estou dizendo MAIORIA e não únicos) que não acha machismo nessas atitudes são homens. Pena que são os menos dispostos a pensar nisso e ver que estão errados.

Anônimo disse...

16:49

Mas o mau-caráter já têm acesso. Os riscos que você menciona já existem.

A flexibilização das leis armamentistas podem aumentar tais riscos?
Sim. Mas também aumentam exponencialmente seu direito de defesa.

A proibição completa reduz significativamente a violência?
Não. Vivemos em um estado de quase proibição e os índices de violência permanecem inaceitáveis.

RAHU ÁRIES disse...

se eu conseguir um revolver algum dia será tranquilo. eu nem sequer saio pra noitada nem nada. fico com tanto ódio de feriados como agora, que passo o feriado inteiro trancado em casa, nem sequer dar uma volta ao amanhecer faço pois tenho certeza que daria meu pe de cabra na cara de algum playboy bebado abusado que tivesse voltando de balada. entao souu um fantasma praticammente, passaria a vida inteira e nem precisaria usar o revolver, apenas me sinto seguro com uma arma, ate mesmo com armas brancas me sinto seguro.

Anônimo disse...

Rahu aries, vc tem sérios problemas. Esse seu discurso destrutivo que não tem nada com nada não vai levar a soluçoes nenhuma, tanto pro bem como pro mal. Eu falaria pra vc procurar ajuda médica, mas como sei que pessoas assim nunca seguem conselho, melhor deixar pra lá.
Vc não se importa? Beleza, mas muita gente que precisa viver em sociedade com certeza se importa.

Anônimo disse...

"Mas o mau-caráter já têm acesso. Os riscos que você menciona já existem."

O outro Anônimo não está falando dos bandidos que já andam armados, mas dos que se dizem "cidadãos de bem" mas não iam pensar duas vezes antes de querer intimidar alguém com uma arma, por exemplo. Esses são MUITO mais numerosos que bandidos que assaltam.

Anônimo disse...

Esse Rahu Aries parece aqueles malucos que comentam naquele blog mascu. Todos à beira do suicídio, colocam a culpa da sua miséria e sofrimento nas pessoas ao redor, especialmente nas mulheres.

Anônimo disse...

17:01

Como eu falei, isso que você mencionou é um risco sim. Mas, entre assumir tal risco e aumentar minha probabilidade de defesa, ou reforçar minha vulnerabilidade para evitar que tais sujeitos possuam armas, eu fico com a primeira opção.

Rodrigo Almeida disse...

Não precisam legalizar as armas, elas já estão aí. Vejam que a lei não impediu desse louco possuir uma.
Quem tem uma arma legalizada são pessoas que seguem a lei e quase não usam efetivamente, muitas vezes apenas ameaçam pra se defenderem, enquanto as armas ilegais estão aí, a todo vapor na mão de vagabundos, matando milhões.

Anônimo disse...

Sim anonimo, ja existem, mas a diferença é que esses mesmos teriam a lei a seu lado pra portar suas armas, assim como os chamados cidadãos de bem. Eu, diferente de muitos aqui, não sei se os prós se sobressaem aos contras.

Anônimo disse...

Exatamente isso, 17:01

Anônimo disse...

17:08

Eles teriam a lei ao seu lado exclusivamente para o porte, e não para ameaças e outras ações arbitrárias. E ressalto que eu também não defendo a liberação do porte; sou a favor apenas da flexibilização das normas para a posse domiciliar.

Anônimo disse...

A arma do cara era ilegal e tinha numeração raspada, possivelmente produto de contrabando.
bandido não dá a minima se o porte e proibido ou permitido, ou melhor ele acha bom que seja proibido para ele menos chance de encontrar resistência nas vitimas.
GAME OVER.

Anônimo disse...

Nossa, vamos cancelar o feminismo por causa do cunhado da Ana né? Esses reaças são piada pronta. Gostam, como diria minha mãe, de gozar com o pau alheio, atitude em que os indivíduos reivindicam algo que não produziram em nome de outrem. Tipo os mascus do "ain os omi inventaram tudo enquanto vcs lixavam as unhas" mas não sabem pregar um prego numa tábua ou "ain os homi defende as mulheres, suas ingratas" enquanto o indivíduo não consegue sequer matar uma barata. Só rindo

Anônimo disse...

Policial que é policial já tem dentro da categoria usando pra fazer besteira.

Tô falando de um cara que, apesar de ser uma bosta o concurso da PM aqui do Estado, fez concurso pra ser a pessoa respaldada pelo ordenamento jurídico pra proteger.

Anônimo disse...

O problema, Carlos Augusto, é que o índice de incidência dessa 'doença' é muito alta e 'contagia' muito mais homens que mulheres. Leia o post anterior e vc terá um pouco mais de informações sobre isso.

André disse...

"Mas vocês tem um poder de mudar isto, passem a escolher melhor com quem se relacionam."

Isso. A culpa é da Ana Hickman que não soube escolher bem os seus fãs.

Unknown disse...

Confuso onde???

Anônimo disse...

Se o porte fosse liberado,muito provavelmente ele não precisaria nem adquirir por contrabando. Já seria com a arma dele autorizada mesmo. Sabe como é. ..família estruturada, sem antecedentes ....tido como um cara tranquilo...será mesmo que ele teria o porte negado?

Anônimo disse...

Enquanto o machismo/masculinidade não forem devidamente considerados doenças sociais, patologias de quem carrega o cromossomos Y, enquanto esta discussão for considerada tabu e não for devidamente encarada como essencial para uma sociedade segura as mulheres nós vamos estar somente girando em círculos sobre o eixo do patriarcado.
A verdade e que o que chamamos de "homem" deve sumir sim da sociedade (E eu estou falando de desconstrução e não de extermínio de homens" como um idiota analfabeto funcional afirmou acima) masculinidade não e mais necessária em uma sociedade moderna esteja ela em que contexto estiver,heteronaormativa ativa sexual, provedora, patriarcal, seja do mito do amor romântico, e muito mais ainda sobre o tal "heroísmo para donzelas" Não somos donzelas somos humanas autônomas e se precisamos seremos salvas de perigos causados por homens não e outro homem a nossas salvação mas sim o fim da masculinidade toxica como ela é toda.

A verdade que muitas se desviam por educação e que vocês devem deixar de serem homens e se tornarem humanos.

Anônimo disse...

Lucas: Considerar masculinidade doença? UHH! That just insane

Anônimo disse...

O cara diz que "homens de verdade " não atiram\matam\esquartejam suas esposas\namoradas\mulheres. Veja: em todos os paises do mundo, mulheres sofrem violencia por parte de homens, especificamente os homens do ambito privado. E eles são homens de verdade. Possuem xy e tem a masculidade como identificação e modo de vida. Os homens da ISIS estupram garotas. Os homens do exercito da ONU também estupram garotas. Independente de qualquer lado, os homens SEMPRE Vão matar e estuprar mulheres. O que muda do oriente medio para a noruega não são os homens, e sim as mulheres que com a sua independencia puderam PUNIR quem fazer esse tipo de crime. Porque se não existisse punição TODOS OS HOMENS PODERIAM ESTUPRAR. A moralidade para não fazer esse crime não existe, mas sim punição

Anônimo disse...

17:50 Os homens da ISIS sao homens e constituem um modelo de masculidade, tanto que estao matando e estuprando meninas, porque masculidade nao existe sem crimes Contra a mulher.

Anônimo disse...

Lucas: Homens da ISIS consituem modelo de masculinidade? Uau. Obrigado por nos revelar este grande mistério. Eu não sabia que eu devo começar a decapitar as pessoas e perseguir judeus e cristãos e jogar ácido na cara de meninas que vão para a escola. Nossa, alma iluminada, muito obrigado por me ajudar a descobrir que o ISIS são o meu modelo. Eu pensei que isso era um discurso de ódio, mas...

Anônimo disse...

"Quem defende ou se opõe à medida, que facilitará a compra e o porte de armas, usa dados dos mais diversos sobre armas de fogo e violência. O complicado é que há uma dose de verdade mesmo nas afirmações mais divergentes.

Pode-se afirmar, por exemplo, que países entre os mais pacíficos do mundo baniram armas para uso pessoal. É o caso do Japão, onde a taxa de homicídios é de 0,3 por 100 mil habitantes. (No Brasil, há oito armas a cada cem habitantes, e a taxa de homicídios é de 20 por 100 mil).

Mas a afirmação contrária também é possível. Alemanha, Suécia e Áustria têm mais 30 armas de fogo por cem habitantes – e taxas baixíssimas de homicídio. Honduras, o país mais violento do mundo, tem proporcionalmente muito menos armas (seis a cada cem habitantes).

Armar a população resulta em mais violência em um país? O economista Daniel Cerqueira, como mostrou a VEJA desta semana, concluiu que cada ponto percentual de aumento do número de armas de fogo resulta num crescimento de 2% do número de vítimas.

Já Benê Barbosa, autor de Mentiram para mim sobre o desarmamento, mostra números opostos e igualmente convincentes. A violência despencou nos Estados Unidos na última década, enquanto a venda de armas de fogo subiu. No Brasil, os estados mais violentos são justamente os que possuem menos armas legalizadas.

É possível ainda que as armas de fogo tenham um efeito ambivalente – aumentem e ao mesmo tempo diminuam a violência. O maior porte de armas talvez faça crescer os casos de homicídio e suicídio, mas reduza a taxa de furto, latrocínio e violência contra a mulher".

TIREM SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES

Eu, como já explanei acima, sou em regra a favor da liberdade, mas concordo que há bons argumentos do outro lado.
Num mundo ideal armas de fogo sequer existiriam.

Mas estamos no mundo real. E pior, no brasil, onde o estado está mais ausente do que deus e a violência urbana mata tanto quando uma guerra. Quem está por nós além de nós mesmos? Onde "bandidos" tem livre acesso a arma de fogo porque as políticas públicas são incapazes de vetar isso. Bandidos assaltam com a certeza da população estar desprotegida (seja pela polícia ou por arma de fogo própria).


Nesse cenário infelizmente não há como restringir o direito de se defender para a população.

Alícia

Anônimo disse...

Eu respeito a Lola, tenho aprendido a ver seu pensamento consistente e de boa parte das pessoas que comentam em seu blog.

Não vou entrar no mérito desse comentário mas só gostaria que ela lembrasse dele quando dissesse que nunca viu uma feminista dizer que "todo homem é um estuprador em potencial". Quando ela dissesse que isso era uma falácia criada pelos "anti-feministas".

Não estou dizendo com isso que todas as feministas acham isso ou até o próprio feminismo acha isso.Nem estou dizendo pra falar :'Tá vendo Lola,você estava equivocada".

Mas só pra lembrar que sim,esse pensamento existe.

Anônimo disse...

18:03 Não, quem inventou a maquina de lavar foi uma mulher, assim como a maquina de lavar os pratos entre outros utensilios que ajudassem as mulheres a terem um maior tempo de trabalho. Nunca que um homem se preocuparia se a esposa Amelia burrona precisaria trabalhar. Assim como o voto, educação,leis anti-estupro na vida publica e NO CASAMENTO foram conseguidas por mulheres. Quem lutou pela lei de proteção a mulher pela violencia domestic a no brasil foi a Maria Da Penha, que inclusive foi vitima de seu marido e terminou paraplegica. A verdade: homens sempre vao matar e estuprar mulheres. Garotas, não esperem que um homem te salve ou te ajude, porque o mundo é violento e na pratica, vemos que é cada um por si. Se você não lutar por si mesma, ninguem vai.

Anônimo disse...

Lucas para 18:03: *Não, forma homens que inventaram estas coisas, não distorce os fatos. Depois: Homens sempre vão matar e estuprar mulheres? Sério! Eu conheço muitos homens que nascem e morrem e nunca fazem isso. Você se baseia no que para falar uma pérola da sabedoria como essa?

Anônimo disse...

Lucas para 18:03: Você quer impor uma espécie de Sharia feminina no mundo. Isso é despótico e totalitario. Eu sei que as mulheres não se identificam com você. excepto as lésbicas talvez.

Zrs disse...

Gente, não sei se já escreveram, mas viram que a mãe e a irmã do stalker estão dizendo que ele fez tudo por amor? E pior, que a Ana deve ter culpa no cartório, ou seja, que tiveram algo?!

Anônimo disse...

Claro, a culpa é das mulheres por não saberem escolher bem. A culpa não é de vocês,que em maioria são extremamente machistas e agressivos. E não sei se você sabe, mas existem pessoas dissimuladas (e também psicopatas, embora em menor número) que fingem ser o que não são. Mulher não tem bola de cristal, não. E vai nessa que todos os seus amigos nunca fizeram nada de abusivo contra mulheres. Mesmo pq eles devem falar sobre isso sempre, né? Hahaha! Inocente.

Anônimo disse...

18:27: Ok, a maioria de vcs são extremamente machistas e agressivos. Isso é falso, obviamente, se fossemos em maioria assim o mundo seria muito diferente do que é hoje. Eu não são qual o problema que vc tem com os homens, mas claramente é pessoal. A maioria das pessoas na verdade tem pais, filhos, tios, irmãos, professores, vizinhos, sócios etc.. que não representam a realidade distorcida das suas opiniões.

Anônimo disse...

O Estado está ausente e a violência urbana está matando mais do que uma guerra.As pessoas andam com medo na rua porque,dentre outros fatores, há pessoas armadas nas ruas.Como resolvemos isso?Armando ainda mais outras pessoas.

Colocando a arma na mão do juiz (quem negaria porte de arma para um juiz né) que não aceita ser multado.

Na mão das pessoas que se envolvem em uma briga de trânsito e partem para as vias de fato...

Na mão do cara que não aceita que sua mulher receba um assobio na rua.

Na mão do cara que quebrou o braço da mulher que não quis ficar com ele na balada

Na mão do "marido de bem" que bêbado bate na esposa (mas é só quando ele tá bêbado gente,bichinho)

Na mão da mulher que não aceita que uma "vadia" fique com o marido dela.

Na mão do vizinho que não aceita ser acordado pelo som alto do outro.

Na mão do cara que não aceita zoaçao do outro pq seu time perdeu o clássico para o dele.

Na mão do cara que diz que petista deve morrer.Na mão do cara que diz que quem foi a favor do golpe merece morrer. Na mão do cara que é fã do Bolsonaro. Na mão do cara que diz que quem é a favor do Bolsonaro merece morrer.

Na mão do "cidadão de família,protestante " que acha um absurdo dois homens se beijarem em um cinema na frente dos filhos desse cidadão de bem.

Ok. Mas não. A arma só deve ser usada pra reagir um assalto (acredite,o bandido não vai deixar de roubar pq você está armado).É certo deixar a arma só pra esses casos...mesmo sabendo que reagir a um assalto aumenta suas chances de levar uma bala na cabeça. E mesmo sabendo que o código penal ia continuar punindo o excesso da legítima defesa.E muito provavelmente teríamos muitos respondendo por homicídio porque mataram quem foi lhes assaltar.

Anônimo disse...

18:35: Eu sei que as lésbicas não precisam disso.Mas sei também que as lésbicas não odeiam os homens e nem pedem o holocausto para os homens. Mas esse discurso de ódio é perpetuado aqui, e em geral não é condenado nem pelas mulheres aqui, apenas poucas, e nem fortemente combatido pela lola, que é a dona do blog. Eu não quero colocar homem contra mulher nem hetero contra homo,nem pobre contra rico, mas esses argumentos pejorativos de mulheres se reproduzirem sozinhas, homens y anomalia, etc... causa um dano para as lésbicas que elas também precisam combater.

Anônimo disse...

Não distorço fato nehum, quem lutou e conseguiu os direitos feminos foram as mulheres porque se dependesse dos homens seriamtodas como as iraquianas. A diferença entre a noruega e india não são os homens , mas sim as mulheres que botaram moral na sociedade repeita-las. Se não existir punição para os homens, o crime é generalizado, como nas guerras. Na Guerra da Bosnia, um terço das mulheres foram estupradas. Vejam a entrevista de Thomas Hayden sobre estupros nas guerras. Sempre foram os homens que se colocaram contra as mulheres, qualquer cretino que estudou historia poderia saber disso. Aristoteles,pitagoras,Freud,shopehauer,santo agostinho,Rosseau, todos eram misoginos de carteirnha. Falavam que as mulheres eram as culpadas pelos males do mundo e tinham duvidas se tinham ou não alma. Mas quando uma mulher simplesmente fala um FATO COMPROVADO sobre o sexo masculino e a violencia, ela se torna a malvadinha culpadora de homens.
Obs: varios misoginos casavam (infelizmente) com mulheres. Aristoteles falava que a mulher era um homem defetuoso, ignorando totalmente a anatomia e a existencia do ovulo, e se casou com uma mulher de 17 anos quando tinha quase quarenta. Toda sociedade patriarcal acaba facilitando a pedofilia.

Anônimo disse...

Não, é bem real. É só olhar quem é a maioria presente em presídios, quem são os principais responsáveis pelo início de guerras etc. Não acho que isso seja natural do homem. Acho que é muito mais cultural. Ah, e não tenho absolutamente nada contra homens. Meu pai e meus amigos são excelentes pessoas. Agora, tenho ojeriza a homens machistas e infelizmente eles são maioria. Se você não é machista e agressivo, não estou entendendo esta sua insistência com "not all men...". Se a carapuça não te serviu, ótimo. Fique na sua. Bye.

Anônimo disse...

18:36

Você fez uma constatação bem clara: A sociedade é muito violenta e está repleto de pessoas intolerantes. Opções:

a) Lutar pelo direito de possuir mecanismos eficientes de resistência às agressões mencionadas, ainda que tais mecanismos possam facilitar a ocorrência tais agressões.

b) Continuar da forma que está, afinal "arma é perigoso, né gente?".

A pessoa assume que está em certa posição de vulnerabilidade frente aos agressores que abundam na sociedade, mas se recusa a adotar ferramentes eficientes de defesa. Vamos esperar uma solução mágica do papai Estado né?
Ovelhas serão ovelhas.

Anônimo disse...

Eu também acho este papo ridículo. Mas nem de longe é tão prejudicial quanto a misoginia. E seu comentário anterior foi carregado de lesbofobia. Ainda bem que você esclareceu melhor as coisas aqui.

Anônimo disse...

Hoje mesmo um vídeo rolando em que trinta homens estupram uma mulher, não apareceu nenhum como o cunhado de Ana Hickman ao menos pra dizer que aquilo era errado, crime, o horror, o cúmulo da monstruosidade.
Deviam lavar a boca com água e sabão antes de falar mal de feminismo. Não tem dignidade pra isso não.
Por que essa merda humana desse Constantino não fala mal disso. Não fala mal de stalkers. É no mínimo um desocupado.

Anônimo disse...

18:40 mulheres sempre existiram. Filhas,esposas, irmãs, vizinhas....e isso não impediu de que elas fossem proibidas de estudar no passado. Não impediu das mulheres serem estupradas no casamento e não ser crime perante a lei. Ou terem sua cara fodida por acido no paquistao. Isso no passaso,hoje e no futuro. As mulheres precisam ver o fato de que os homens são os causadores de violencia para elas. Somente assism é possivel amadurecer, observar atos que antes eram esquecidos, ficar longe dos possiveis agressivos,maniacos,psicoticos. Em suma, se previnir e se proteger dos homens, porque os fatos apontam para isso.

Anônimo disse...

E quem disse que isso é uma ferramenta eficiente de defesa?Em um mundo tão intolerante e com pessoas morrendo a troco de nada você acha mesmo que você seria o Chuck Norris,se livraria de todas as balas e acertaria todos que atentassem contra você?

Ou eu devo acreditar que em um país no qual a intolerância, a falta de respeito transborda todas as pessoas só usarão a arma "para o bem"?Sério mesmo que é esse mundo multicolorido que você vive?

Quanto mais pessoas armadas, mesmo que você tenha uma arma, pior a sua segurança.

Anônimo disse...

19:03

Não falei hora nenhuma que as pessoas usariam armas exclusivamente para o bem. EU usaria somente para minha defesa, e , apesar de não me tornar um "Chuck Norris", garanto que possuo treinamento superior ao da maioria dos agentes de segurança pública, que é medíocre.

De qualquer forma, é muita ingenuidade achar que pessoas comuns estarão dispostas a encarar uns bons anos de cadeia por questões banais. Quem é violento e impulsivo já consegue comprar armas e cometer suas agressões, com ou sem campanha do desarmamento.

titia disse...

E claro que os reaças da Veja vão subir nas tamancas e defender a masculinidade tóxica. Com tanta mulher independente, cuidando da própria vida, não aceitando macho lixo e não hesitando em chutar bunda de homem merda, eles precisam dar um jeito de vender a masculinidade tóxica pra conseguir uma otária. Imagina que horror eles tendo que cuidar da própria casa depois de oito horas de trabalho, fazer o próprio jantar, lavar a própria louça, botar as próprias cuecas na máquina, pior ainda, tendo que fazer a mulher gozar quando querem sexo! Não, não, eles precisam urgentemente arranjar uma otária e elas estão ficando raras; a estratégia é vender a masculinidade tóxica pras mais vulneráveis como proteção. Mal aí, caras, mas não vai funcionar. Vocês vão continuar sendo vistos como os machos merdas que são e vão ter que virar gente. Comecem levando as próprias cuecas pro cesto de roupa suja.


Caro Lucas. A verdade é que, mesmo na época em que as mulheres não podiam estudar, elas já inventavam coisas legais e faziam descobertas incríveis. Tipo, a teoria da relatividade foi toda calculada por Mileva, a esposa de Einstein, porque ele era péssimo em matemática. Lavoisier "rapelou" várias descobertas da mulher, Jean-Anne. Beatrix Potter descobriu os líquens. Ada Lovelace inventou a linguagem de programação. Entre as conquistas de Marie Curie estão a teoria da radioatividade (termo que ela mesma cunhou), técnicas para isolar isótopos radioativos e a descoberta de dois elementos, o polônio e o rádio. Sob a direção dela foram conduzidos os primeiros estudos sobre o tratamento de neoplasmas com o uso de isótopos radioativos. A cientista fundou os Institutos Curie em Paris e Varsóvia, que até hoje são grandes centros de pesquisa médica. Durante a Primeira Guerra Mundial, fundou os primeiros centros militares no campo da radioatividade. A primeira máquina de lavar movida a energia eléctrica - a Might Thor - foi inventada por Alva J. Fisher. Em épocas mais recentes, Grace Hopper inventou outra linguagem de programação (hoje extinta) e cunhou o termo bug. Stephanie Kwolek inventou o kevlar. Vocês homens não são tão especiais assim, coleguinha. E tanto sabiam disso que durante séculos impediram as mulheres de estudar e trabalhar, pra que elas não descobrissem que vocês não são tão especiais assim. Bom, agora nós sabemos que vocês não são tão especiais. Lidem com isso e cresçam, fedelhos chorões.

Anônimo disse...

Se as pessoas que tivessem acesso e você concorda que nem todas usariam "para o bem", pq eu vou aumentar o número de pessoas que teriam acesso sabendo que a maioria não vai usar para o "bem"?Enxerga como aumenta o perigo?

E sim, é "muita ingenuidade "achar que "pessoas comuns" encarariam cadeia por questões banais. Até pq são 'pessoas incomuns" que cometem crimes e contravenções penais. Só o bandido bate na sua esposa, só o bandido utiliza pirataria (dvd pirata,baixar musica,baixar filme,baixar livro na internet),só o bandido xeroca um livro inteiro,só bandido já cometeu ameaça. Tô falando de "crimes e contravenções incomuns" tá?
É ingenuidade achar que todas aquelas pessoas e situações que eu falei no post anterior as pessoas não cometeriam crimes.Hoje tem taxista depredando carro por achar que é Uber.Mas esses não. Esses eu posso ficar na tranquilidade porque são pessoas comuns.

Assim como é bem incomum a violência doméstica contra a mulher. Pessoas comuns não fazem isso. Pessoas comuns não fariam pior com uma arma na mão.

Realmente, eu que sou a pessoa ingênua em acreditar que a "pessoa comum" não se sentiria mais à vontade para cometer o crime com uma arma na mão. É muita,muita ingenuidade da minha parte.Tem razão.

Quem arriscaria ficar preso tendo bons antecedentes e só tendo que cumprir um sexto da pena em muitos casos né?

Olivia disse...

Lola e leitorxs queridxs,
esse comentário é mais sobre um desabafo.
Vendo essas coisas que aconteceram esses dias, esse caso específico do stalker (tratado como vítima também, já que ele foi ''assassinado'' mas só "queria conversar"- com uma arma, com alguém que ele nem conhecia), esses comentários de mascus aqui em cima, e hoje, aquela crueldade com a moça estuprada e exposta covardemente na internet, tudo isso, e mais todas as outras coisas que acontecem todo dia, com tantas (todas) de nós, socialmente, politicamente... estou atônita, de verdade.

Hoje faz uma semana que fui assediada no ônibus, aqui em São Paulo, e eu não consegui contar para ninguém. Quer dizer, contei para o meu namorado, mas não sei se como homem ele entende que isso NÃO é um fato isolado.
Eu estava voltando da aula, no final do dia, mais ou menos no meio do ônibus, que estava perto de chegar no ponto final. Eu estava dormindo, porque os dias tem sido puxados, e fui acordada, levando COTOVELADAS no meu braço, com o mesmo braço e no ritmo que o macho escroto ao meu lado se masturbava. Ele me acordou porque queria que eu visse. Ele queria que eu visse aquilo. E eu tive a impressão que ele estava filmando com o celular também.
Eu estava dormindo, então demorei para entender o que estava acontecendo. No começo cheguei até a pensar que ele estava me dando cotoveladas sem querer, pelo movimento do ônibus, até que (infelizmente) vi que não. Que nojo que senti na hora, e que raiva que tive depois por não ter conseguido gritar, berrar, exposto aquele assediador. Sò consegui, vendo que ele não ia parar, me levantar e empurrar ele com força e ir para frente do ônibus, ficar mais perto da catraca. Me senti tão idiota por não ter feito um escândalo, sabe? Fiquei com o braço dolorido até o dia seguinte, e isso fez eu me sentir pior ainda. Isso de não conseguir reagir me deixou ruim da cabeça, e eu não consigo mais estar dentro de algum lugar, principalmente ônibus, com homens perto, sem parar de pensar em respostas agressivas, xingamentos, argumentos, e todas as outras palavras que ficaram entaladas na minha garganta. Como se eu estivesse engatilhando frases, para não hesitar mais em colocá-las para fora caso aconteça algo semelhante novamente.

E isso não foi NADA perto de tantos abusos que são cometidos diariamente por esses 'machos', sejam desconhecidos ou conhecidos. E mesmo assim, fiquei constrangida e me sentindo culpada por ter dormido (!) Não foi a primeira vez que aconteceu algo assim comigo, mas posso dizer que, toda vez que reagi, fui rebatida como 'louca' e ignorada pelas demais pessoas do local.
Eles são doentes, como os outros homens dizem? Todos essas "exceções" são doenças? Não acredito nisso.

O que está acontecendo? Como que o feminismo pode ser desnecessário? Só é desnecessário para quem não sabe o que é ser nós. Força, manas. Não abaixem a cabeça. Temos que nos unir, porque tá cada vez mais f0da.

Anônimo disse...

Ai gente, eu fico pensando o grau de imbecilidade de alguém ser a favor de cercear um direito a si mesmo...
cercear a própria liberdade... não entra na minha cabeça eu não poder ter uma arma dentro da minha casa.

Se eu vivesse na noruega vá lá. mas eu vivo no brasil, não me entra na cabeça a pessoa defender desarmamento num cenário como esse.

Alícia

Anônimo disse...

CARAS.

Agora que vi essa desgraça desse estupro coletivo no Rio.
Que merda foi aquela gente.
Que desgosto pela raça humana eu senti lendo o que esses vermes fizeram com essa garota, e o modo como se orgulharam disso.

Verme desse nível tem que morrer. Se eu fosse da família dessa guria - ou se eu fosse ela - o objetivo da minha vida ia ser torturar e matar cada um desses lixos humanos.

" ah mas vc ia estragar a sua vida?" que vida gente? que vida depois de passar por isso, ou ver uma filha passar por isso? a minha vida já ia ter acabado e eu ia viver só pra destruir esses projetos de porcos.

Eu quero que eles se fodam na cadeia. Nem cem anos de prisão paga um crime desses. Aqui no brasil ainda que a justiça haja, qualquer punição é mediocre, não tem como se contentar com esse lixo de leis.

Não sou a favor da pena de morte nem nunca serei, mas entendo que a vítima ou pessoas afetadas tenham essa reação, porque eu teria. Essa sensação de sede de vingança só cresce vivendo no país da impunidade.

Vermes, lixos, merecem o pior que a vida reservar pra eles.

Alícia

Anônimo disse...

19:48

Caça minha carteirinha então, beijos.


Não sigo receitas, sigo meu próprio senso.

Alícia

Anônimo disse...

ragnar, você não passa de um estupradorzinho de merda, igual aos estupradores que cometeram o crime com a menina no rio de janeiro. Sou totalmente a favor do porte de armas APENAS PARA MULHERES e castração para homens. Por mim, os estupradores seriam decapitados,inclusive os menores de idade.

Anônimo disse...

Rapaz do Rio divulga vídeo de estupro de jovem e gera revolta na internet

http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/rapaz-do-rio-divulga-video-de-estupro-de-jovem-e-gera-revolta-na-internet/?cHash=2a0d9deead4215b95437a07a67c4ee36

Anônimo disse...

O ser humano é a causa de todos os males. Um momento: “o ser humano”? Não exatamente. Na prática, a totalidade de todas essas mortes tem em comum um fato tão relevante como invisível no debate público: que foram homens que os cometeram.

http://brasil.elpais.com/brasil/2014/01/25/opinion/1390669671_059501.html

Anônimo disse...

O Constantino é mais um caso de pessoa impopular na vida e aclamada na internet que, se ignorada, não faria diferença alguma no mundo. Que só ganha destaque porque por indignação, divulgam seu pensamento e por birra, acaba fazendo aliados.

Se ele passa 24s por dia pensando em como atacar feministas isso se deve a:
1. contar com uma reação das pessoas contra isso,
2. contar com a reação das pessoas que também querem atacar o feminismo de qualquer modo

Idiotas úteis trabalhando de ambos lados e ele, acima disso, dando risada e coletando cliques.

Acho curioso como as pessoas enaltecem as coisas que, muito na teoria, estão combatendo.

titia disse...

Pois é, Ragnar, uns homens até poderiam impedir que mulheres fossem estupradas. Mas adivinha: eles não fazem isso. Olha só:


oglobo.globo.com/mundo/mulher-estuprada-duas-vezes-em-menos-de-uma-hora-em-nova-York

extra.globo.com/casos-de-policia/mulher-estuprada-em-onibus-revela-como-foi-a-violência

g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2012/07/mulher-e-estuprada-na-frente-de-marido-durante-assalto-em-brasilia

www.geledes.org.br/deixou-sozinha-na-cama-chorando-de-dor-diz-jovem-estuprada-pelo-proprio-namorado


Mas a certeza absoluta de que esse papo de homem defender mulher de estuprador é balela é essa história aqui, ó:


Jovem é estuprada para “aprender a ser mulher”

Em meio a intensas discussões sobre homofobia e crimes de ódio, principalmente por conta do cenário eleitoral, a intolerância faz mais uma vítima. Uma jovem de 25 anos que preferiu não se identificar relata ter sido vítima de um “estupro corretivo” no último dia 13, em plena via pública e bastante movimentada da capital.

De acordo com a joven, que estuda artes visuais, ela estava caminhando pela avenida Rebouças – como costuma a fazer usualmente – por volta das 22h quando foi abordada por dois homens. Eles teriam desferido palavras de ódio contra a garota pelo fato de ser lésbica. Ela respondeu à altura e os indivíduos a teriam agarrado e realizado um estupro para que ela “aprendesse a ser mulher”.

“Ainda não consegui retornar as minhas atividades práticas cotidianas ou sequer ao normal funcionamento intelectual/cognitivo do meu cérebro”, contou a jovem, mais de uma semana após o ocorrido. Ela informou ainda ter desmaiado durante o ato e acordado sozinha, sem receber ajuda de ninguém.

A estudante, depois de passar por tratamento médico, chegou a abrir um boletim de ocorrência na Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) e voltou até o local com dois investigadores da Polícia Civil. Como não encontraram nenhuma câmera de segurança, ainda não há suspeitos. “Fui com dois investigadores da polícia civil ao local e constatamos que não há câmeras por ali. Os 99% de improbabilidade de encontrar os sujeitos me desestimularam a dar continuidade ao processo criminal, aos encontros estressantes com advogados, legistas e afins”, contou.

"Isso aconteceu numa via pública onde passavam automóveis, ninguém ofereceu ajuda, ou quiçá se incomodou. Desmaiei. Quando acordei estava perturbada e foi difícil aceitar o que tinha acontecido. Demorei 24h para poder falar com a minha mãe, mais ainda para falar com outras pessoas. " Confira o relato da jovem na íntegra: spressosp.com.br

E adivinha quem nos comentários está culpando a vítima? Acertou quem disse HOMENS!
Homens também disseram que ser mulher é ser buraco pra se estuprado. Homens estupraram. Homens passaram por aquela rua, viram aquilo e não fizeram porra nenhuma pra ajudar a moça. Homens testemunharam a violência e nem ao menos chamaram a polícia.

E durante a minha pesquisa pra lhe responder, Ragnar, homens escreveram uma matéria sobre a moça que foi estuprada por vários caras, fotografada nua e ferida e exposta na internet por esse monte de... nem dá pra chamar de merdas porque a merda não merece esse insulto. E escreverem "suposto" estupro na matéria. "Suposto" estupro que foi, inclusive, assumido por essas monstruosidades com orgulho.

Homens, protegendo mulheres? Não dá nem pra rir. Vá pra porra Ragnar, você e todos os mentirosos que dizem que homens protegem mulheres.


Anônimo disse...

Que lindo todos estes artigos sobre o heroísmo masculino! Pena que basta pesquisar "não aceitou o final do relacionamento" que a verdade aparece.

http://www.google.com.br/search?q=n%C3%A3o+aceitou+final+de+relacionamento&prmd=ivns&ei=1kZGV6KmMIPVjwS2wJqACw&start=10&sa=N

Anônimo disse...

Todos esses atos de gatos pingados de salvamento de mulheres por homens nem se compara ao número de mulheres que tiveram ataques por ácido, forçadas a se casarem,estupradas, agredidas por maridos/namorados, proibidas de trabalhar...


A cada quatro minutos uma mulher é vítima de agressão no Brasil
http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2013/08/pesquisa-mostra-os-numeros-da-violencia-domestica-no-brasil.html

a mulher sofre mais violência dentro de casa do que em espaços públicos no Brasil.
54% conhecem uma mulher que já foi agredida por um parceiro e 56% conhecem um homem que já agrediu uma parceira. E 69% afirmaram acreditar que a violência contra a mulher não ocorre apenas em famílias pobres.
http://www.compromissoeatitude.org.br/alguns-numeros-sobre-a-violencia-contra-as-mulheres-no-brasil/

Anônimo disse...

Não existe nenhuma maneira racional de mostrar que os homens são uma vantagem para as mulheres quando praticamente todos os dados apontam para o contrário. Uma mulher solteira possui uma maior chance de não sofrer nenhuma violência durante a sua vida que uma casada. Em países que OS HOMENS possuem mais poder, essa diferença fica ainda maior. Quanto mais o lugar é patriarcal, mais a mulher vai sofrer calada.

Anônimo disse...

Seguinte machos, nós não queremos sermos salvas por vocês de outros de vocês,nós queremos viver em paz e isto passa por vocês como grupo opressor deixarem de serem babacas, não estamos nem ai para o seu fetiche de super herói. Vou contar um segredo, toda vez que um homem "salva' uma mulher de outro homem não e "meu herói' que pensamos, mas sim como homem torna tudo uma merda para poder ter que limpar depois.
Já perceberam como a simples presença de homens na maioria dos ambientes e incomoda para mulheres? Passem a observar a nossa reação quando vocês estão entre nós e vão ver que somente seus olhares nos causam incomodo e desconforto, e não não viramos a cara para vocês por "charme' e porque vocês nos incomodam mesmo.
Eu fico imaginando como e viver sabendo que e um estorvo social para todas as mulheres apenas com a simples presença machista que vocês tem, isto não os incomoda? de verdade respondam, toda vez que uma mulher vem vindo na calçada e atravessam quando os vêem,quando fechamos e viramos a cara quando vocês olham para gente, ou quando nos encolhemos no canto de um vagão de trem quando vocês entram o que vocês sentem? Não e possível que sejam felizes sabendo que causam asco, nojo e tamanho desconforto em matade da população, acho que e hora de começarem a reverem seus conceitos e deixarem para la este negocio de serem homens másculos viris ativos e predadores sexuais, não acho que sejam tão burros de não perceberem que isto não agrada nem um pouco. Vamos se reeducarem meninos, se tornem humanos em vez de homens como bem disse uma amiga acima.

Anônimo disse...

Lola, fugindo um pouco, mas não totalmente do assunto, vc acha q estamos num período backlash no Brasil? Ragusa

Anônimo disse...

Sério MESMO que tem gente defendendo o amplo acesso a armas achando que vai resolver todos os problemas, inclusive o machismo? Cês são tapados ou acharam mesmo que viver num grande faroeste é a melhor forma de viver em sociedade?

Galera tem sérios problemas cognitivos pra não perceber que QUANTO MAIS ARMAS, MAIS VIOLÊNCIA. Eu, hein.


Anônimo disse...

Como sempre tem quem lembra do homem que defende, mas sempre esquecem do que atacou, que pasmem, também era um homem. Louvam o fato de um que fez uma coisa boa, mas nunca botam em discussão o HOMEM que fez essa atrocidade com uma mulher, no caso a ana hickman. E tão bom ser seletivo com aquilo que te convém, não e mesmo?

Antônio disse...

Lola

Esse blogueiro Constantino definitivamente não entende nada de masculinidade. Eu considero alguém que escreve um texto desses apenas como um blogueiro que foi despedido de uma revista séria por falta de qualidade dos textos.

Esse Rodrigo stalker é mais uma vítima do pensamento equivocado. Da forma errada que forçam os homens ser o que não deveriam ser. Os homens são adestrados para a corrida dos ratos. Corrida dos ratos ("rat race") é uma expressão anglo-saxônica, uma metáfora para a vida na cidade moderna. Os ratos de laboratório correm num labirinto na ilusão de chegar a uma grande recompensa no final. A verdade é que a maioria nunca vai alcançar nada significativo.

Como no filme Matrix, a grande ilusão. Matrix é qualquer hábito ou estilo de vida que consome o homem (emocionalmente, financeiramente, mentalmente, etc.). São exemplos a Matrix do consumismo e trabalho, a Matrix das baladas e certos relacionamentos ruins.

Esse Rodrigo stalker vivia dentro da ilusão do relacionamento perfeito. Via a apresentadora da TV como uma princesa Disney recompensa por todo o seu trabalho e vida perfeita. Confere os comentários dos amigos de trabalho e da família. Todos falam a mesma coisa, um ser que pretendia parecer perfeito. Um sonhador preso dentro da ilusão, da Matrix do relacionamento, da ilusão do amor romântico.

O blogueiro Constantino é um exemplar de machinho de computador, só é machão atrás de um teclado. Ele não é um homem que foi educado de acordo com o moderno conhecimento da psicologia. Ele é um desses homens preso no molde machista do século passado que ainda vê o homem como um ser forte que busca uma mulher frágil. O blogueiro Constantino é outra vítima da Matrix do Amor Romântico. Ele não merece ser chamado de masculinista porque está muito longe de ser algo parecido com um homem de verdade.

Anônimo disse...

Não merece ser chamado de masculinista? Mascu é homem de verdade? Matrix? Hahahahahahahahahahahahaha! Sua piada involuntária melhorou a tensão da caixa de comentários. Peraí, dá licença... Hahahahahahahaha!

Anônimo disse...

NInguém percebeu ...... ou fiquei louca ......

Gustavo Corrêa pegou o revólver do Rodrigo de Pádua.
O revólver tem espaço para 5 balas.
1 bala foi disparada na briga que tirou a arma de Rodrigo, pegou no braço.
Ai o Gustavo pega a arma e dispara 2 vezes na cabeça do Rodrigo
e depois dispara 2 vezes na esposa dele.

O cara aproveitou a zorra e deu dois tiros na esposa tentando se livrar dela.
Agora bota a culpa no cara que morreu. Ele é um feminicida em potencial.

Zrs disse...

Ficou louca.

Anônimo disse...

Olha só, que cara estranho que chegou
Parece não achar lugar
No corpo em que Deus lhe encarnou
Tropeça a cada quarteirão
Não mede a força que já tem
Exibe à frente o coração
Que não divide com ninguém
Tem tudo sempre às suas mãos
Mas leva a cruz um pouco além
Talhando feito um artesão
A imagem de um rapaz de bem

Olha ali quem tá pedindo aprovação
Não sabe nem pra onde ir
Se alguém não aponta a direção
Periga nunca se encontrar
Será que ele vai perceber
Que foge sempre do lugar
Deixando o ódio se esconder
Talvez se nunca mais tentar
Viver o cara da TV
Que vence a briga sem suar
E ganha aplausos sem querer

Faz parte desse jogo
Dizer ao mundo todo
Que só conhece o seu quinhão ruim
É simples desse jeito
Quando se encolhe o peito
E finge não haver compreensão
É a solução de quem não quer
Perder aquilo que já tem
E fecha a mão pro que há de vir

Anônimo disse...

Verdade, 22:54.
E o pior é o que vai ter de gente inocente, incluindo criança, pagando obpreço disso mais do que já pagam, não tá no gibi.

Anônimo disse...

A Doberman está grávida.
O bombeiro acaba de salvá-la de um incêndio em sua casa,a salvou e colocou no jardim, e logo continuou sua luta contra o fogo.

Quando finalmente conseguiu apagar o fogo, se sentou para tomar um pouco de ar e descansar.

Um fotógrafo do jornal Notícias da Carolina do Norte/EUA, notou que a cadela observava a distancia o bombeiro.

Viu a Doberman caminhar direto até o bombeiro e se perguntou o que ela vai fazer?.

Assim que levantou sua câmera, o animal chegou até o homem cansado que acabara de salvar a sua vida e de seus bebês.

O fotógrafo captou o momento exato em que a cadela agradeceu o bombeiro.
https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xta1/v/t1.0-9/12112096_689745704460375_5379959945497223279_n.jpg?oh=4ceabdd6fa8557783436d9bad99eff40&oe=57C59F24&__gda__=1474779821_a4b6c3235e838c59fd7b6bec59149e3e

Anônimo disse...

Ao mascu das 23:45: vá se danar!!!!

Anônimo disse...

Rum, a maioria esmagadora dos crimes cometidos contra mulheres é cometido por um homem. Só não enxerga quem não quer, a maioria das pessoas vai morrer sem enxergar um palmo além do próprio nariz.

Anônimo disse...

Rum, a maioria esmagadora dos crimes cometidos contra mulheres é cometido por um homem. Só não enxerga quem não quer, a maioria das pessoas vai morrer sem enxergar um palmo além do próprio nariz.

Anônimo disse...

esse lance da doberman é mentira

http://www.snopes.com/photos/animals/gratitude.asp

Anônimo disse...

Menos mulheres precisariam de "proteção" se as pessoas do sexo masculino simplesmente parassem de agir como animais. E notem: sempre que se fala da possibilidade da pessoa defender a si própria, logo aparece o esquadrão dos machos assustados falando que arma não é a solução. Por que será?

Anônimo disse...

Em um período aproximado de dez dias:

- um femicida invade o quarto de uma apresentadora e só não morreu porque a cunhada levou dois tiros em seu lugar

- outro homem invade a casa da cantora Anitta e a preocupação da imprensa, ao noticiar, é sobre o "affair" da cantora que estava presente no domicílio.

- um estuprador confesso em rede nacional, Alexandre Frota, é recebido no ministério brasileiro dos corruptos com propostas que se aproximam de uma Lei da Mordaça contra professores

- uma adolescente de 17 anos é estuprada por 30 homens e um deles divulga as imagens no Twitter

- no Piauí, outra adolescente sofre estupro coletivo nos mesmos moldes daquele ocorrido ano passado, a notícia:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2016/05/1775126-um-ano-apos-barbarie-piaui-volta-a-registrar-estupro-coletivo.shtml

#notallmen

Anônimo disse...

Lucas: Este estudo diz que metade as mulheres são responsáveis por metade dos abusos cometidos na internet:

http://www.telegraph.co.uk/technology/2016/05/26/women-are-responsible-for-half-of-online-abuse-study-finds/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter

Não é mais um problema de Gênero.

Anônimo disse...

Ah sim, VC tem treinamento superior a de agentes, então vamos liberar pq VC está a salvo, e foda-se o resto das pessoas!

Anônimo disse...

Anônimo das 9h12: aposto que esse Instituto de pesquisa é mascu!!!

Vaza daqui!!

Anônimo disse...

Mais fácil cair um meteoro na Terra. Pode apostar.

Anônimo disse...

Lola não foi o irmão do atirador, foi a IRMÃ dele

Anônimo disse...

"Ah sim, VC tem treinamento superior a de agentes, então vamos liberar pq VC está a salvo, e foda-se o resto das pessoas!"

Não tenho ideia como você conclui isso. Mas seu comentário revela um padrão: a maioria dos desarmamentistas argumenta com profecias apocalípticas sobre uma sociedade sem regras a partir da facilitação do acesso às armas. Que tal atemo-nos mais aos fatos e às pesquisas do a divagações baseadas no medo?

Anônimo disse...

Cada vez que alguma notícia terrível ganha destaque, como o caso de Ana Hickman ou do estupro coletivo, acontece quase uma corrida de homens se revoltando não com os casos, mas pra dizerem que eles não são assim, que nem todos os homens são assim e catando notícias de homens que fizeram coisas boas pra contrabalançar.
Já pararam pra pensar que se gastassem esse tempo não negando a violência e se defendendo, mas fazendo alguma coisa para combatê-la, estariam sim sendo nobres. Ficar negando a violência não faz de vocês pessoas melhores, mas piores.

Anônimo disse...

Parabéns a irmã da Ana!!!

Anônimo disse...

Sempre tem um(a) imbecil que julga comportamentos como ficar em casa e ficar no computador como algo "de psicopata". Seja menos preconceituoso(a) e vá estudar um pouquinho antes de falar bobagem.

Anônimo disse...

Quem os atacou não era um homem, era um VERME.

Anónimo disse...

Bom, a frase não saiu certa mesmo,mas então vamos imaginar uma sociedade utópica sem homens,mas quero que imaginem como nunca fizeram antes tah?

Anônimo disse...

É preciso levar em conta também não só o machismo que permite aos homens acharem que toda mulher deve ser "possuída" ou "conquistada" (nem que seja à força), mas também o machismo da própria indústria do entretenimento, que cria esses "produtos" femininos sempre sob a ótica do opressor. Mulheres obrigadas a estar sempre lindas, com o melhor cabelo, a melhor maquiagem, a melhor roupa o melhor corpo, vítimas sistemáticas da patrulha de uma mídia igualmente machista, que vive de fiscalizar a vida das pessoas famosas sem nenhum tipo de responsabilidade ou empatia. Afinal, como deve se sentir uma pessoa que é obrigada a aceitar ser exposta ou ridicularizada em revistas e sites de fofocas ou em programas de TV sobre os "famosos".

A cobrança machista em cima das mulheres que atuam na indústria do entretenimento é severa, sim. Basta ver a assistente de palco chutada pelo Ratinho ao vivo em rede nacional ou as "brincadeiras" que o Pânico faz com as panicats.

E a Anna Hickman é mais um dos produtos dessa indústria, exposta ao mundo em sua forma "ideal" para o consumo de homens solitários, misantropos, desequilibrados e repletos de frustração.

Como homem entendo o machismo e a violência contra a mulher como um sistema de opressão ligado a uma superestrtura de poder. O machismo e a violência contra a mulher não são uma questão de caráter.

Não precisamos de melhores armas, melhores leis e melhores prisões. Precisamos de melhores homens.

Vlad

Anónimo disse...

Se todas as mulheres se afastarem dos ruins oque aconteceria? Não eh culpa, eh uma constatação lógica.

Anônimo disse...

O problema, anônimo imbecil das 09:19, é que a maioria é machista. E mulher não tem bola de cristal e não consegue adivinhar se futuramente o cara "legal" com quem está namorando vai se tornar um "monstro". Homens bacanas não vem com estrela dourada na testa, não. Por exemplo, se eu te visse na rua, não saberia que é o tipo de homem boçal que coloca a culpa da violência na própria vítima, e ainda usando este papo estúpido de más escolhas. E outra perguntinha para ver se seu cérebro dá algum sinal de vida: como uma criança ou adolescente completamente dependente da família vai se afastar do pai, padrasto ou de irmãos abusadores? Sim, porque muitos dos abusos acontecem DENTRO de casa e os autores são parentes próximos da vítima.

Pedro Mundim disse...

Dizer que um sujeito totalmente doido era apenas um machista é simplificar demais, não é Lola? Você realmente acredita que ele agiu daquela forma meramente sob influência de uma cultura machista, e não por causa de sua patologia? Não sou expert no assunto, mas achoo caso dele parecido com o daquele homem que assassinou o pai cineasta. Ele também vivia enfurnado em casa, não saía, e não tinha comportamento violento, até o dia em que esfaqueou o pai.

Já o cunhado, esse era mesmo um "cabra macho", para o bem e para o mal. Quantos teriam coragem de fazer o que ele fez? Acho que não havia outra alternativa, pois da forma como agia, eu tenho a impressão que o tal fã ia mesmo acabar matando todo o mundo, e depois se suicidando. É uma pena que o noticiário não tenha destacado mais o papel da cunhada baleada, ela pode mesmo ter tentado defender Ana Hickman.

Fabianaaaa disse...

Vocês acham que machistas misóginos salvariam mesmo a vida de uma mulher? Que nada, seriam os primeiros a fugir numa situação de risco. Meu pai uma vez, em estado alcoolico, apareceu aqui quando todos já estavam dormindo com um facão na mão. A sorte foi que minha mãe sentiu o olhar dele e acordou na hora. Estava tudo escuro. Meu irmão mais velho, que era menor que ele na época, se atracou com ele, no escuro, e tomou a faca. Não fez mais que o mínimo. E se ele tivesse deixado? É um ato nobre, mas não serve de passe pra poder ser machista (como meu pai). Como os caras que defendem mulher e acham que por esse motivo ela deve algo a eles. Acaba com toda a nobreza do ato. Ajudar alguém em situação de risco é o mínimo que alguém deveria fazer, ok? Quando o risco envolve você também, a coragem entra no meio.