quarta-feira, 4 de maio de 2016

"MÃE NÃO ACEITA MINHA AMIGA ATEIA"

A L. me enviou este email:

"Acabei de passar por uma situação chata e senti que deveria compartilhar com você. Estava conversando com a minha mãe e acabei contando que uma amiga que conheço desde a segunda série (agora estou no ensino médio) é ateia. Contei isso com naturalidade, afinal, ser ateu é normal. Mas pra minha mãe aparentemente não é, e ela começou uma discussão. Disse tantas coisas horríveis, Lola! Não acreditei que era minha mãe falando aquelas coisas. Disse que não queria mais ver minha amiga aqui em casa, que ela era do demônio, era pior que merda e que devia ter sido abortada. Terrível!
Minha amiga ateia nunca me fez chorar, mas minha mãe me fez chorar muito. Ela disse também que eu estava indo no mesmo caminho, que estava perdendo o primordial. Poxa vida, sou católica e amo minha religião, mas tenho senso crítico. E meu senso crítico se desenvolveu bastante quando conheci o feminismo. Minha mãe não pareceu a minha mãe, entende? Ultimamente ela estava abrindo a cabeça, aceitando gays e transexuais. E aí do nada ela solta tantas violências pela boca.
E é por esse tipo de violência que tantas pessoas sofrem e morrem todos os dias. Sabe, eu me identifico com certos elementos da assexualidade, mas agora morro de medo de contar pra minha mãe sobre isso. Se ela descobrir que não quero fazer sexo e ter filhos, vai dizer que sou do demônio também, já que ter filhos é aparentemente uma obrigação!
Ai Lola, tô muito triste. Mas me sinto acolhida por você e por todas as pessoas maravilhosas que lutam pelo nosso direito de expressão. Você é totalmente incrível, leio seu blog todos os dias. Obrigada pela atenção!"

Minha resposta: L., querida, vivemos num país religioso e, como podemos ver pelo nosso Congresso, nada laico. E parece que essa religiosidade gera muita intolerância. Uma pesquisa de 2007 revelou que apenas 13% dos entrevistados votaria num ateu para presidente. Outra, de 2008, apontou que os ateus estão em primeiro lugar na aversão dos entrevistados. 17% disseram sentir ódio ou repulsa de ateus; 25%, antipatia. Dá um total de 42% de brasileiros que, digamos, "não gosta" de ateus (pra efeito de comparação, 41% disse sentir aversão a usuários de drogas). Sua mãe é uma dessas pessoas.
E o Censo 2010 mostra que 8% dos brasileiros não têm uma religião. Não quer dizer que toda essa gente seja ateia, mas é um indicativo. Claro que é uma minoria, só que não é tão pouca gente assim. E, se fosse, isso não justificaria tamanho preconceito como o demonstrado pela sua mãe.
Animais não têm deuses; eles são mais
espertos que isso
Eu já contei a minha história algumas vezes. Meu pai era ateu; minha mãe, como se dizia antigamente, "católica relaxada" (recentemente ela me surpreendeu ao se assumir ateia). Eu e meus irmãos não fomos batizados nem nada. Mas fomos colocados numa escola católica. Por um breve período, eu sofri influência das freiras e pensei em ser uma também. 
Porém, como sempre fui feminista, essas ideias retrógradas de "deus é pai" (não mãe?), "a mulher veio da costela do homem" (literalmente?), "Eva foi culpada pela expulsão do paraíso e sofrer ao parir será sua punição" (oi? o parto é uma punição?), "só homens podem ser papa" etc se chocavam com o que eu acreditava. Larguei a religião para sempre e nunca senti a menor falta. 
Não sou uma ateia militante. Se alguém me pergunta, óbvio que não vou negar: sou ateia. Não escondo nem saio fazendo propaganda. Mas, pra ser franca, posso contar nos dedos de uma mão as vezes que sofri preconceito por ser ateia. Uma vez foi numa discussão com um vizinho bêbado, em Joinville. Ele encostou o punho fechado no meu rosto e gritou "Sua ateu!" E na escola onde fui coordenadora durante um tempo havia pressão de alguns professores fundamentalistas para que eu fosse tirada da coordenação. Segundo eles, deus não iria abençoar uma escola que tivesse uma ateia no comando.
Lembro de uma amiga com quem eu almocei um dia. Não me recordo sobre o que estávamos conversando, só que ela chegou pra mim e disse: "Quero te contar uma coisa, mas não quero que você pare de gostar de mim", ou algo assim. Eu já estava esperando o pior, e ela disse, envergonhada: "Eu sou ateia". Eu só respondi: "Eu também!" Não sei o que mais me espantou: que ela não soubesse que eu era ateia ou que eu poderia brigar com alguém por sua (falta de) religião. 
Mas enfim, querida, estou fugindo do assunto. Eu sei que é decepcionante descobrir que uma pessoa que a gente ama (sua mãe, no caso) é tão preconceituosa e irracional. Tenha paciência. Assim como sua mãe ficou mais tolerante com gays e trans, talvez (eu sou uma otimista incorrigível!) ela aprenda que ateus são pessoas tão imperfeitas como qualquer outra. 
Talvez, ao conviver um pouco com a sua amiga, sua mãe perceba que ela não é nenhum monstro. E que existem pessoas de deus que não são de deus.
Por enquanto, se eu fosse você, não conversaria com a sua mãe sobre a sua tendência para a assexualidade. Só pra não criar mais atritos desnecessários...

88 comentários:

Anônimo disse...

Olha só, mais um ato de intolerância praticado por mulher, que novidade! No post anterior foi um ato de violência praticado por quem? Mulher! Sou homem e assim como meu pai nunca interferi nas escolhas, sejam de minha filha ou esposa. Já minha esposa, sempre está interferindo nas escolhas não só de nossa filha, como nas minhas! Acho que devo viver em outro mundo, só pode. Tanto na minha casa como em outros lares, o que mais se vê são comportamentos assim engendrados por pessoas do sexo feminino e NÃO SÓ PRATICADOS POR HOMENS!

Anônimo disse...

A única coisa que eu critico no feminismo é esta insistência em afirmar que só homens são a causa do mal no mundo e que quando são as mulheres a disseminá-lo, o fazem por influencia do patriarcado. Ah façam-me o favor! Que influência de patriarcado é esta afinal, que leva uma mãe, nos dias de hoje, a proibir a amizade de sua filha com uma garota que é ateia? Será que a mulher não tem inteligência suficiente para discernir o que é certo ou errado. Será a mulher tão débil a ponto de se deixar influenciar pelo pensamento masculino? Que eu saiba, no caso em tela não havia nenhum "mascu" espancando a infeliz e forçando-a a este ato ou então voltaremos ao argumento de que a mulher é tão débil mental que não consegue se livrar do domínio masculino.

Ana disse...

É palhaçada demais, eu n sou ateia mas tb n tenho religião, e se alguem é ateu, eu n dou a mínima. Pra q esse escândalo todo? Tem muitos assim se julgam santos só por terem religião enquanto humilham os outros, anjinhos de Deus...

Anônimo disse...

Sério... Que porra de imagem é essa primeira? Creepy do caramba

Anônimo disse...

Minha esposa é tão obtusa que ela não absorve a idéia de eu ter amizades com mulheres, a ponto de mexer em meu celular e apagar meus contatos. Eu, o "mascu" nem encosto no celular dela, mas ela se acha no direito de fazê-lo. Vários amigos meus, homens relatam o mesmo, sobre como é viver sobre a ditadura feminina, é um inferno. Vasculham tudo, se incomodam por tudo, se irritam com tudo, xingam por qualquer motivo, desconfiam até da própria sombra, não há cristo que aguente! A minha esposa, antes de ontem, foi até a sala me azucrinar por que não fui deitar junto com ela(por que estava sem a porra do sono) e fiquei baixando músicas no celular, foi um estresse total! Eu, como homem que as feministas querem, fiquei calado, desliguei o celular e fui dormir como a ditadora quis.

Anônimo disse...

Anjos, parem de achar que feminismo é contra homem. Aqui vive tendo caso de MULHERES que foram machistas. Ou alguém do blog passou a mão na cabeça da médica do post de ontem e eu não tou sabendo? Parem vocês de ser massa de manobra de mídia antifeminista e leiam a porra do blog.
13:03, ótimo que não seja você o machista, mas faça o seu papel na desconstrução do machismo da sua esposa e converse com ela sobre essa interferência nas suas escolhas e nas de sua filha. Ou você só não é machista na hora de cobrar posicionamento em blog feminista?
13:12, estude sobre civilização, fenômeno social, comportamentos sociais, condicionamento pelo meio. Uma mulher que foi ensinada a vida inteira a pensar que o padre/pastor tá sempre certo, que mulheres e homens têm papéis distintos e não cambiáveis na sociedade, não simplesmente acorda um belo dia deixando a socialização da vida inteira de lado porque "sabe discernir o certo do errado".
13:19, te dou o conselho que feministas dão em TODO guest post sobre relacionamentos abusivos: termina com essa pessoa. Um cônjuge que quer limitar suas amizades e impôr as próprias vontades não te quer bem de verdade e você está com ele/ela por carência. Feminista nenhuma quer que você fique calado.
Agora dá pra parar o show de ditadura feminazi comunista gayzista por-quê-vocês-não-constróem-uma-sociedade-toda-femninina?

Anônimo disse...

Anonimo das 13 e 19

Eu acho que a maioria dos relacionamentos abusivos parte do homem (apenas baseado nas pessoas que eu conheco, nada cientifico), mas eu concordo totalmente que existe sim casos como o seu e o de seus amigos.
Ja soube de alguns, inclusive.
O que eu nao entendo eh...o que voces ainda estao fazendo com essas pessoas ? Isso nao eh uma relacao igual. O que compensa tanto um relacionamento assim ?
Se meu parceiro pegasse o meu celular e apagasse os meus contatos eu me sentiria muito desrespeitada, muito mesmo. Claro que um deslize assim nao seria motivo pra me separar, mas fico pensando se isso foi um fato isolado ou ela tem comportamento desse tipo sempre.

Desejo muita luz pra voce, que tome boas decisoes e seja feliz !

Anônimo disse...

Lola, faz favor de apagar os comentários desses machos chorões acima? Homem é tão inconveniente que até em blog feminista vem encher o saco. Vão chupar uma buceta e parem de encher o saco, infelizes.

Anônimo disse...

E ainda vieram desvirtuar o assunto do post, DESGRAÇADOS.
Eu sou atéia, nunca sofri preconceito mas quero ler opiniões de pessoas sobre o assunto e não esses malditos enchendo o saco aqui. Obrigada.

Anônimo disse...

Não faz o menor sentido vir aqui chorar pra mulheres que você é infeliz por viver com uma... Como se as mulheres te devessem alguma coisa. Você age como um moleque mimado e birrento que ficou muito chateado e emburrado porque a sua mamãe não satisfez seus menores caprichos.

Anônimo disse...

Se mulheres são ditadoras, azucrinadoras, ciumentas, estressantes, irritantes, chatas (só faltou o "boba e cara de mamão"), existe uma solução ótima e definitiva pro seu problema: pare de se relacionar com mulher, procure um homem pra você e vá ser feliz, rapaz!

Anônimo disse...

Nada contra os ateus, mas contra os ateus militantes, estes são um pé no saco.

Se tornam exatamente aquilo que dizem odiar (fanáticos fazendo proselitismo)

Rafael Cherem disse...

Sua mãe poderia estar num dia ruim, só isso.


Agora, vc precisa repensar se quer continuar na religião, meio contraditório ser feminista e religiosas não?

Lavínia. disse...

L., a melhor coisa que você pode fazer no momento é dar um tempo para a sua mãe digerir essa informação e aos poucos você vai entrando no assunto pra tentar desconstruir essa ideia preconceituosa que ela tem.
Eu sempre acreditei em deus (ou fui condicionada a crer), em casa sempre tive a "liberdade de escolher" a religião que eu quisesse desde que eu tivesse alguma. Não acreditar em nada nunca foi aceito em casa, por isso desde nova passei por várias igrejas, tive diversas experiências, mas nunca senti nada e eu sempre acreditei que o problema era comigo por não ter fé o suficiente. Eu sempre fui a pessoa que apontava as incoerências nos discursos e não acreditava em milagres mirabolantes e etc. Há dois anos conheci meu atual namorado e ele é ateu “assumido”, nós temos muito em comum, conversamos muito sobre esse assunto e ele sempre me respeitou muito, sempre me deu espaço para fazer as minhas escolhas. Hoje não sei o que sou (agnóstica, talvez) sei que a influência religiosa da minha família vai permanecer sempre na minha vida, mas hoje consigo ter um pensamento mais crítico.
Minha família não aceita o fato de eu não acreditar em nenhum deus, mas nunca falamos sobre isso. Eles também nunca tentaram impor com quem eu deveria andar de acordo com a fé da pessoa, inclusive sabem da falta de crença do meu namorado e adoram ele e o respeitam. E isso nunca influenciou negativamente nosso relacionamento ou o relacionamento dele com minha família...

Mila disse...

Minha mãe, católica, também achou o fim saber que eu era agnóstica. Disse a ela que não acredito em instituições, quase sempre corruptas, padres e pastores dizendo o que eu devo fazer para ser aceita no Reino dos Céus enquanto eles mesmos não dão o exemplo. Ainda está presente que pessoas que não acreditam em Igrejas e/ou Deus são pessoas ruins que não têm valores cidadãos e humanos. Uma grande e completa mentira. Ser ateu/agnóstico não tem nada a ver a ser ruim com as outras pessoas. Pelo contrário, as ações são tomadas de livre e espontânea vontade e não por receio ou expectativa de receber uma recompensa de algo que você nem sabe se existe mesmo.
É claro que não convenci minha mãe. Uma semana depois, o padre de uma igreja que ela frequentava apareceu na TV associado a um certo senador preso e suspeito de ter repassado quase 1 milhão para a Igreja. Cristão fazendo exatamente o que Cristo condenava. Bela coerência.

Anônimo disse...

a) Lola eu gostaria de sugerir um texto sobre a novela Sila eu estou lendo a respeito e besta com o machismo da novela.

b) Eu sei que é uma novela estrangeira mas estou besta de ver brasileiras vendo romantismo em um estupro

Anônimo disse...

Oi Lola,

sou filha de ateus e fui criada sem nenhuma questão religiosa, não me ensinaram nada sobre deus nem sobre a não existência dele. Só que eu sempre tive essa tendência em acreditar em alguma coisa e hoje em dia com muito prazer frequento um terreiro de umbanda, uma casa de ayahuasca e tenho sempre comigo meus patuás e proteções. Meus pai me respeitam e nunca foram contra minha "espiritualidade".
Mas fico mal de verdade com as imagens que você usou pra ilustrar esse post e que muitos amigos ateus compartilham sempre nas redes sociais. Poxa vida! Associar fé e crença à burrice, ignorância e intolerância é apagar todas as religiões que não são lotadas de fundamentalismos e ódio. Nos lugares que frequento pessoas heterossexuais, gays, bi, trans, etc convivem e conversam para que não aconteçam conflitos nem preconceitos. Homens e mulheres ocupam os mesmos cargos, não existe uma palavra única, tudo é discutido e conversado para o bem de todos.
Enfim, acho importantíssima a crítica aos fundamentalistas religiosos e aos preconceitos e opressões embutidas em algumas religiões, mas a forma como é feita, diminuindo todes que acreditam em algo é só mais um jeito de causar ódio e replicar a dor.

André disse...

Eu voltei na Dilma, voltei no Lula e volto para que todas as pessoas que não são inteligentes como nosso colega parem de tentar mudar o mundo.

Ana disse...

Anon também to pasma com essas novelas da Turquia, mas refletem a sociedade de lá. A mulher é forçada a casar com o cara, é estuprada por ele e as mulheres aqui achando o cara lindo e romântico! ? Que porra é essa??!
Pelo que eu li, praticamente em todas as novelas as mulheres são estupradas, tratadas como lixo e elas fazem o maior sucesso assim mesmo. Tudo linda história de amor... Puta merda!

André disse...

16:11,

Se eu fosse você estaria mais preocupado com os católicos que com os ateus. Não são os ateus que praticam o "chuta que é macumba".

André disse...

14:44,

Verdade. Ateu militante, como todo militante, tem uma tendência a ser chato. Mas eles não vão aos domingos de manhã na sua porta nem estão no congresso lutando para manter mordomias. Então é sempre bom tomar cuidado com as falsas simetrias.

Anônimo disse...

A amiga é sua ou da sua mãe?
É você quem tem que gostar dela, não a mamis.
Problema resolvido.

"Ah mas se ela não gostar eu não vou poder............" amiga bem-vinda ao mundo, um lugar mágico onde os pais são enganados porque querem e os filhos enganam porque precisam. Bjos de força.

Anônimo disse...

Ateu militante é a coisa mais sem sentido do universo.

Diferente, porém, é você p.ex. lutar pela verdadeira laicidade do estado. O que no Brasil é mais difícil já que, quando do interesse, a Bíblia serve pra legislar. Como se só existisse essa religião no mundo, aliás, o que já seria errado por si só.

Agora ficar futucando crente, fazendo pirraça pra crente, enchendo o saco de crente (e quando falo crente, é de qualquer credo), isso mais aproxima o ateu da figura de um crente sem deus do que de uma pessoa muito culta e evoluída que já superou essas coisas. Se a pessoa se incomoda tanto, não superou não, só pegou um lado e ficou nele.

Anônimo disse...

" Não existe de ateísmo puro"

Bullshit. Todo mundo nasce ateu. Religião é coisa ensinada, vive em um lar em que isso não faz diferença (há muitos) e eis aí seu ateísmo puro.

Anônimo disse...

Também detesto extremistas de qualquer parte, mas saindo do maravilhoso mundo do facebook é mais comum ver religioso enchendo o saco entre eles e contra quem não quer ouvir a encheção de saco.
Além de ficar no mimimi minha religião é melhor e a sua é macumba/idólatra/do capiroto; tem religioso que praticamente te xinga se recusar panfletinho ou sai de casa pra benzer show de rock pq é coisa do demônio. Livros, ciências até um simples desenho animado é demonizado pelos religiosos fanáticos. Mais se ocupam em cuidar da vida alheia q cuidar da própria vida.

Rafael Cherem disse...

O que eu não acredito é que foi um homem que escreveu esse post. Pelo título achei que fosse uma menininha. Toma vergonha rapa! Dexa de se bichinha, pega umas mina e fim de papo. Desde quando homem fala "minha não aceita minha amiga! ateia"?

Foi um rapaz? Nem deu para perceber.

Ragnar,

Tens razão em alguns pontos, mas é a primeira vez em muitos séculos que as religiões são frequentemente questionadas, dai a importãncia de Dawkins e cia, sinto falta do mesmo furor contras as religiões também não -cristãs.

Hellen Wilian disse...

Achei péssimo, sem sentido e sem educação o vídeo do multiculturalismo denegrindo a CHANCELER Angela Merkel, além do mais, o mesmo está vinculado à uma suposta mulher que é ex-islâmica/anti-islã e ainda quer falar mal do multiculturalismo? Eu entendi, li certo? Aliás, não é graças ao multiculturalismo que esta suposta pessoa/mulher se beneficiou ou se beneficia para poder expor e/ou formar opinião?

O pior é a descrição do vídeo: "Pequena animação que mostra o sentimentalismo de quem quer tomar as dores de todos os supostos oprimidos do mundo, um comportamento observável em esquerdistas, multiculturalistas, feministas, etc."

NÃO SABIA QUE RESPEITAR E ADMIRAR CULTURAS DIVERSAS VIROU COISA ABOMINÁVEL!

Se assim for, eu sou uma aberração total, porque sou multiculturalista e apoio o multiculturalismo como forma de minimizar a violência entre os povos!

Anônimo disse...

Ragnar definiu com exatidão o que Dawkins é. ^ ....

BLH

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

crente odeia tudo que é diferente do que ele acredita, nao só os ateus. quanto ao ateísmo, nunca gostei, acho a materia fraca, o espirito ou a alma, fortes. nao sou cristão, pra mim o cristianismo deturpa aa espiritualidade, que nao deveria ser algo organizado como religião, e sim algo puramente livre e individual. e quanto a merkel, ela escraviza o povo alemão de sangue, soube atraves de comentarios no youtube vindos da alemanha que a merkel proibe o alemão nativo de ter mais do que uma propriedade, confiscou a propriedade dos alemães e deu pra imigrantes. isso é comunismo, o povo alemão é feito de escravo, alem da bolsa holoconto que eles sao forçados a pagar, eu nao creio no holocausto. o povo alemão de sangue é escravo, o que eles tem que fazesr é boicotar o sistema, ir morar em fazendas e produzir a propria comida, mas a maaioria sempre será alienado, no geral ser humano nao tem opiniao propria e incluo alemaes nisso.

Anônimo disse...

Hellen Willian, esse vídeo que o imbecil do Ragnar postou é de algum idiota fingindo que é mulher. Tem vários vídeos misóginos nesse mesmo canal. Apenas denuncie o vídeo. Não perca seu tempo.

Anônimo disse...

Ragnar, vai chupar o pau de um viking.

Hellen Wilian disse...

Sei não hein Ragnar... Difícil ficar de bom humor vendo um vídeo do assassino do Varg Virkenes atrelado ao canal "direitista"...

Mas é praxe entre pilantras querer parecer bonzinho mesmo sem o ser verdadeiramente! Daqui a pouco você coloca link para alguma asneira do Bolsonaro ou de algum maníaco youtuber white metal salvará o Brasil da maldita Dilma, kkkkkkkkkk!

Obs: Não dê piti ou fique ofendida. São apenas paródias de reflexões. Tente levar no humor. (2)

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

varg matou porque o cara queria matar ele, normal dos caras se odiando e tudo termminarr em morte, nao ve a quantidade de bullying escolar que existe^? matar é normal pra mim, faz parte do ser humano, ódio é completamente natural e nao deve ser reprimido, o ato de reprimir o ódio que leva a pensamentos derrotistas esquerdistas coletivistas. a direita por si só nao quer dizer nada, a maior parte da direita é sionista, olavo de carvalho e varios outros merdas do tipo. defendem os interesses das elites globais, defendem o sistema. teria comida pra todo mundo se nao fosse esse sistema economimo controlado pela elite, entao é a elite que tem que ser derrubada e nao ''raça tal'' como negros etc. varg recomenda toda a classe media europeia a boicotar o sistema e ir viver uma vida simples em casas de campo produzindo a propria comida boicotando o consumismo e acelerando uma crise economica global, um colapso no sistema, essa é a melhor solução quanto ao sistema opressor. brancos nunca foram detentores do capital, e sim maçons, judeus. foram os maçons aqui no brasil que eram donos de escravos.

Hellen Wilian disse...

18:12

O Ragnar não pode chupar pau de vikng algum porque isso é gayzismo!!!! Ele é de direita e isso: chupar pau, não é direito! Saca?!

Hellen Wilian disse...

Matar é normal?! O Varg é normal? Ele é um detento alucinado e nada mais!

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

na situaçaõ do varg sim. euronymous queria mata-lo. eu acho normal, porque o ser humano nao passa de lixo mesmo, é so ver a quantidade de bullying e violencia que existe em escolas, faculdades, casas noturnas, o ódio é puramente normal se for empregado corretamente. claro que o ideal é evitar problemas do tipo, mas no caso do varg nao houve outra solução. o que resultou ele ir viver numa fazenda, longe da sociedade opressora.

Anônimo disse...

Mas o que sua mae tem a ver com a religião da sua amiga? Quem tem que gostar da sua amiga é voce! Meu namorado super ateu, familia toda faz piadinhas inclusive meus pais e irmãos, eu ca** p eles e meu namorado mais ainda.

Hellen Wilian disse...

Nattramn: discordo totalmente de você quando você diz que o Varg matou em legítima defesa, porque eu acho mesmo é que ele atocaiou o Euronymous. Eu já asssiti e li muita coisa sobre esse episódio norueguês e outras "fofocas true black metal". Lembro que dizem que ele, o Varg, atacou pelas costas sendo que ele já chegou na casa do Euronymous com a intenção de matar e o outro estava desarmmado e despreparado!

Se eu sei o que é bullying?! Sim, sei e quem é que nunca foi bulinado em escola, trabalho e outros ambientes de convívio social?! TODOS! E QUEM NÃO FOI SERÁ, INFELIZMENTE!

Mas, matar?! Acho a última das providências a serem tomadas!

Anônimo disse...

Recentemente publicaram notícia em que bispos falavam estar"preocupados com o aumento do numero de ateus no brasil". Ateus são sempre bode expiatório.
Eu, no lugar do bispo, estaria preocupado com os casos de pedofilia na paróquia dele. A hipocrisia é uma caracteristica cristalizada no meio religioso, quero distância dessas pessoas.
Haja igreja sendo criada para lavar dinheiro sujo, extorsão de fiéis, difamações. Minha mãe é religiosa, mas passa longe de igreja, pois cansou de ver hipocrisia e mau-caratismo. Reza em casa.
Religião não é garantia de boa-conduta, nunca foi.

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

se for obedecer as leis nessa questão da legítima defesa o cara é obrigado a ser um lutador de artes marciais, que se foda a lei, na guerra nao existe lei

e bullying é coisa muito mais seria que voce pensa,é algo pesado, envolve espancamento, grupos de 20 juntando em 1, assassinatos, eu ja sofri muito e sei o que é isso

nao tem essa de ser herói que age dentro da lei, melhor matar pelas costas mesmo

Hellen Wilian disse...

Grupo de vinte juntando em um é MASSACRE! Matar pelas costas iguala você aos 20 covardes que atacam 1! Desculpe a pergunta, mas o que você fez para sofrer tanto?! Qual o motivo?

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

a sobrevivencia ta acima de qualquer lei, ser heroi é burrice

bullying é gratuito, pode ser qualquer motivo, pessoas sao lixo, nao adianta querer me culpar. a culpa é sempre de quem ataca primeiro.

Hellen Wilian disse...

O ódio é realmente o seu combustível! Sinto muito por você, Nattramn. Obrigada por você não ter dito palavrões e ter gasto seu tempo comigo, já que sou apenas uma pacifista boba! Você se intitula suicida, logo, matar ou morrer para você tanto faz! Eu prefiro continuar vivendo...

PEÇO DESCULPAS A TODOS (AS) POR AJUDAR NA DISTORÇÃO E MUDANÇA DE FOCO PROMOVIDA NO TÓPICO!

Anônimo disse...

"Lola, faz favor de apagar os comentários desses machos chorões acima? Homem é tão inconveniente que até em blog feminista vem encher o saco. Vão chupar uma buceta e parem de encher o saco, infelizes."

URGENTE peloamordedeus

Anônimo disse...

Lola, vc pode fazer o favor de apagar o comentário homofóbico e misógino do 15:44
O panaca nem se deu conta de q o relato é de uma mulher

De quebra, apaga tb esses comentários chatos de omen chorão aqui, puto q fugiu, que merda é essa?

Anônimo disse...

Gente religiosa cai no fanatismo e fanatismo afasta e não une as pessoas. Mas me surpreende é que esse radicalismo venha da religião com mais adeptos no país que é a religião cristã. Além da treta entre elas, ainda há um preconceito sistemático entre seus adeptos contra praticantes de religiões afro brasileiras, pagãs e aos não religiosos. Felizmente na minha família fomos educados a conceber a humanidade antes de cor ou origem étnica, é claro q não é uma realidade de outras famílias judaicas


Obs. Não sei se é um caso isolado, mas os mascus tretam com os ateus também?


Anna

Anônimo disse...

Não sou ateia, mas tb não sou religiosa

Os cristão do brasil, principalmente os evanjegues, são chatos, não bastam se intrometerem na vida pessoal alheia, precisam tolher direitos civis até de maneira legal

cancros do brasil

Anônimo disse...

"Lola, vc pode fazer o favor de apagar o comentário homofóbico e misógino do 15:44
O panaca nem se deu conta de q o relato é de uma mulher

De quebra, apaga tb esses comentários chatos de omen chorão aqui, puto q fugiu, que merda é essa?" (2)

Anônimo disse...

Piores religiões do mundo, segundo o índice de 2015 do Heritage Foundation:

1 - Islão
(Misoginia, homofobia, anti-liberdades individuais, extremismo latente e teocracia)

2 - Cristianismo
(Machismo, homofobia, racismo, anti-liberdades individuais e histórico de intolerâncias)

2 - Hinduísmo
(Misoginia, homofobia, racismo, alienação e histórico de intolerâncias)

Benzadeus não faço parte de nenhuma delas

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

''Obrigada por você não ter dito palavrões e ter gasto seu tempo comigo, já que sou apenas uma pacifista boba!''

eu nao costumo usar palavrões, eu apenas argumento de acordo com o que aprendi com a vida. tenho uma visão pessimista do ser humano pelas experiencias que passei, ate hoje sofro perseguição e violencia, mas nao desisto de me armar e no minimo ficar na defensiva.

'' Você se intitula suicida, logo, matar ou morrer para você tanto faz! ''

entao, como falei, sou pessimista. quando olho pro futuro, olho que posso terminar numa situação onde nao teria outra solução, ate porque meus pais lixo me forçam a ser um paciente mental, drogas coisas do tipo, ja fui internado duas vezes. o suicidio embora eu morra de medo de me suicidar, é uma alternativa que deixo pra se as coisas derem errado. nao sou nenhum nazista hipocrita, mas consegui estudar de maneira razoavel sobre o que ta nos panos de fundo da política global, descobri que uma elite global domina uma alta porcentagem da riqueza do sistema monetario do planeta, entao nada mais justo do que desejar o fim dessa elite, mesmo que isso gere bilhões de mortes devido a um colapso economico total, nesse ponto sou bastante suicida, na minha arte da guerra eu penso que é melhor nao haver vencedores no final, ja que nao vejo vitoria nenhuma nessa existencia, vejo esse mundo como algo podre e mediocre e a unica coisa que faço é me afastar ao maximo da sociedade.

Hellen Wilian disse...

Na guerra não há vencedores, nunca haverá! Haverá apenas mortos e destruição! Poxa vida, eu fico triste mesmo pelos seus pais acharem que você deva se tratar com os famosos "tarja preta", isso vicia e não resolve muita coisa...

A morte é a única certeza na vida! O simples fato de argumentar sem ofender é uma forma de luta e um posicionamento, logo é um tipo de luta, só que justa e sem destruição e sangue! Olha que beleza! kkkk

Anônimo disse...

Esse ragnar é um imbecil. Vem até um lugar democrático, finge querer debater, agride e ridiculariza todos os participantes da página e os pretensos adversários ideológicos, é intolerante e preconceituoso, mas quer que "os outros" argumentem com ele e o respeitem. Só podia ser homem.

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

''A morte é a única certeza na vida! ''

eu creio na vida apos a morte, mesmo se eu me suicidar. mas minha visão metafísica é oposta a do cristianismo. se o cristianismo realmente defendesse o desapego a materia eles nao dariam tanto valor ao mundo, a sociedade. o argumento do suicidio levando ao inferno foi criado por elite de religiosos pra que o ser humano se conforme com a mediocrildade em vez de tentar algo melhor na vida. na minha visão é melhor dar o extremo de mim mesmo que nao de certo no final. entao eu creio no espiritual como algo oposto a materia, como um desprezo pelo que é mundano, religiões, cultura de massa, essa ideia de ''vencer na vida'' vendida pelo sistema, que prega o conformismo do cristianismo, igual esses programas evangelicos que passam a ideia de que quem se converteu ao cristianismo melhorou de vida, entao na minha visão dar o extremo de mim nao signica necessariamente ser o mais bem sucedido financeiramente, e sim atingir uma auto-satisfação, a satisfação do ser e nao do ter. o ser na minha visao é o espiritual, enquanto o ter faz parte da mediocrildadde mundana de quem abandona o ser apenas pra ter mais. essa ideia do ter pode ser exemplificada de varias formas - os evangelicos, os maçons, as pessoas que se conforma com as normas sociais e culturas de uma sociedade.

Anônimo disse...

Ok a critica e valida mas também a valida a critica sobre o patrulhamento que religiosxs sofrem nos cursos de ciências humanas, evangelicxs então sofrem um verdadeiro bombardeios de pré conceito e de isolamento social. As vezes da vontade de desistir.

Hellen Wilian disse...

Na sua visão a morte não é um fim, logo, é apenas um recomeço e posto isso, você é espiritualizado e prega o desapego à matéria. A morte, natural ou não, é uma forma de desapego à matéria. É o fim da matéria e a libertação do espírito.

A maioria esmagadora dos cristãos é MATERIALISTA e por isso se apegam tanto ao corpo físico e aos bens terrenos.

Vencer na vida é algo relativo, o que é vencer na vida? Será que é ter dinheiro, superar uma doença, ter família/filhos...?

Anônimo disse...

O ser humano precisa da crença em "algo superior". Isso e a própria cultura são consequências do grande desenvolvimento do telencéfalo. Somos animais simbólicos. Mas essa necessidade é só isso, uma necessidade e não significa, de forma alguma, que deus exista. Com isso, quero dizer que sempre existirão religiões, crentes, religiosidade e tudo relacionado a isso, mas é fato que deus não existe mesmo. As discussões filosóficas a esse respeito são interessantíssimas e tals, mas é muito evidente que deus é uma criação humana. Só a necessidade biológica pra explicar como todas as culturas humanas criaram os seus deuses. Adoro discutir religião e ler sobre o simbólico em diferentes culturas, mas que deus não existe, isso não existe mesmo.

Anônimo disse...

19:58, como assim isolamento? Você conta pra todo mundo que é evangélica?

Eu sempre tive preconceito com evangélicos, mas no curso de Letras conheci uma moça muito inteligente, muito agradável, que era evangélica. Não dava pra perceber que ela era evangélica, ela que acabava comentando uma vez ou outra. Ela sabia que eu era atéia e nos davamos muito bem, fazíamos trabalhos juntas e tal. A última vez que soube dela ela tinha casado (depois de se formar), tinha um filhinho mas já estava terminando o mestrado. Seria uma pena se ela abandonasse a área pra ser dona de casa. Ainda bem que ela não fez isso. Quando soube que ela ia casar tão nova já fiquei imaginando que esse seria o destino dela.

NATTRAMN AVE DOS SUICIDAS disse...

''A maioria esmagadora dos cristãos é MATERIALISTA e por isso se apegam tanto ao corpo físico e aos bens terrenos.

sim. e pra eles o ''ter'' e o ''parecer''(reputação) é o que importa. o ser deles nao existe. o ser é a individualidade e individualidade nao tem religião, nao faz parte do coletivo e da cultura

Vencer na vida é algo relativo, o que é vencer na vida? Será que é ter dinheiro, superar uma doença, ter família/filhos...? '''

sim é relativo. mas a questão que falei,é que coloco o ''ser'' acimaa de tudo. pra mim o ter é secundário em relação ao ''ser''. muitos pra ter mais dinheiro, preferem se associar a algo coletivo, como o cristianismo, apenas pra se encaixarem na sociedade. entao nesse caso o ser fica subjulgado ao ter. mas na minha visão o ser é tudo, é uma urgencia. ja o parecer(reputação) nao é o ser poois nao vem de dentro, vem dos outros, e nao significa nada pra mim

Anônimo disse...

Oi, anônima. Eu recentemente enviei um email sobre minha opinião a respeito da novela Sila para a Lola, não sei quando ou se o email será postado no blog. Bom saber que não é só eu que estou indignada com essa novela.

Anônimo disse...

Oh, dó. Se a maioria não fosse tão preconceituosa e intolerante, certamente não sofreria com estas reações.

Anônimo disse...

À moça evangélica, se der, peça transferência (mude de faculdade, não de curso). Te garanto que a galera dessa sua faculdade é exceção.

Anônimo disse...

Veja bem, se espera que em um curso de humanas se abra as perspectivas, se desconstrua dogmas medievais e que este ambiente seja progressista. Então eu pergunto como em um ambiente que tem como base o questionamento do status quo como são os cursos de humanas se pode compactuar com algo tão atrasado fechado a novas perspectivas de sociedade como o cristianismo?(Ainda mais um fundamentalismo neo pentecostal)
talvez não seja que vocês esteja isolada, talvez você não tenha entendido a proposta e esteja justamente se sentindo um peixe de água doce em água salgada.

Anônimo disse...

Um rapaz foi agredido e estuprado por outros homens, notícia fresca, procurem aí.

Sim é uma tragédia, mas eu gostaria de chamar a atenção de vocês para a forma como a imprensa está tratando o caso.

Procurei essa notícia em vários lugares diferentes. Em NENHUM DELES foi mencionado "suposta vítima", "suposto estupro", "teria sido". A palavra da vítima está sendo levada a sério.

E nos comentários das notícias ninguém está perguntando que roupa ele usava ou o que ele estava fazendo sozinho.

E ainda tem gente neste país que acha que é só em regiões de maioria islâmica que a palavra de uma mulher vale menos que a de um homem.

donadio disse...

"Todo mundo nasce ateu."

Ninguém nasce ateu. Aliás, ninguém nasce nada; nós somos seres sociais e só existimos como seres humanos à medida em que somos socializados. Ateísmo é uma posição filosófica que exige reflexão a respeito do mundo, reflexão que só existe a partir da discussão social a respeito do "outro mundo". Bebê de colo não é ateu; a questão sobre se existem deuses ainda não foi colocada para ele, e ele portanto não se posicionou.

donadio disse...

"Importância de Dawkins? Dawkins é só um biólogo evolucionista."

Ele foium biólogo evolucionist, e parece que era um dos bons. Infelizmente ele resolveu virar Papa da nova religião ateísta que ele criou. E como Papa do neo-ateísmo, ele é muito, muito ruim. Mas são coisas separadas; as teorias bio-evolucionistas dele não se tornam erradas por que ele é um ateu incompetente, nem o ateísmo meia-boca dele, totalmente dependente de uma visão deista da realidade, se torna uma posição filosófica séria só porque quando ele ainda fazia ciência ele acertava mais do que errava.

"Ele não consegue durar muito tempo em debates filosóficos e com alto grau de argumentações. Já foi estuprado pelo William Lane Craig, por Lennox, até por uma entrevistadora britânica em que ele ficou sem respostas sobre especificações do próprio evolucionismo."

Ele é muito fraco, e já foi derrotado várias vezes ao tentar discutir com teístas, deístas e até com outros ateus, não tão ignorantes quanto ele. Fazer o quê, um sujeito que se proclama ateu e nunca leu mais do que um parágrafo isolado de Freud, Nietzsche ou Marx não pode ser outra coisa senão um bobo alegre.

Mas o uso que você faz da palavra "estuprado" é repugnante, e totalmente inaceitável num espaço civilizado - para nem falar num blog feminista.

"O cara já disse que é "imoral" uma mulher não abortar um síndrome de down. Além de ateu, o sujeito é pro-eugenia."

Eu só discordo numa coisa. Eu sou ateu, e para mim o Dawkins é apenas um agnóstico; toda argumentação dele é frágil, probabilística, sem nenhum estofo filosófico. Ele se opõe às religiões organizadas (o que é engraçado por que a resposta dele passa por uma espécie de "não-religião organizada"), mas a argumentação anti-teológica dele é fraquíssima - e, na verdade, revela uma espécie de culto pagão à Natureza ou à Ciência hipostasiada em princípio metafísico.

"Esse sujeito só estourou na mídia porque lançou um livro impactante numa época em que as pessoas procuravam um culpado maior pelos atentados do 11 de setembro. Ele focou nas religiões abraamicas, em especial, a cristã. Vendeu o livrinho dele igual água e se deu bem, mas é um péssimo debatedor e argumentador."

Você não sabe do que está falando. Ele começou a fazer sucesso com "The Selfish Gene", que é de 1976, um quarto de século antes do 11 de setembro. É verdade que "The God Delusion" é de 2006, mas já é obra de um autor consagrado no mercado, e nem é verdade que ele foque nos atentados - se há um foco, é muito mais o problema da educação de nível médio e fundamental, e a campanha anti-ensino-da-evolução movida por fundamentalistas cristãos. Só depois disso ele se degradou ao ponto de fazer frente comum com a direita religiosa anglófona contra o "Islã político".

Fraco como debatedor e argumentador ele é, mas não se trata de um cara que tem boas ideias e apenas não sabe expressá-las. A posição dele é "desmiolada", não tem centro, não tem foco, é uma repetição acrítica e anódina das posições dos philosophes iluministas, absolutamente virgem das controvérsias dos séculos XIX e XX.

André disse...

19:58,

A pessoa pode acreditar na cura por sacrifícios de animais aos deuses, pode acreditar no poder do espírito santo, etc. Mas se ela entrar numa escola de medicina e defender que o sacrifício de animais aos deuses seja incluído nos livros, se ela entrar numa escola de engenharia e defender que o "fator espírito santo" seja incluído nas equações de Maxwell, então ela será alvo de chacota e críticas. E isso não é bullying, é apenas a racionalidade se recusando a tratar a irracionalidade como uma igual. Isso pode ser feito de forma mais civilizada (o ideal) ou menos civilizada (desde que não viole nenhuma lei), mas não podemos deturpar a lógica que está por trás dessa atitude.

André disse...

donadio,

Um ponto também importante, já que eu senti uma leve tentativa do outro comentarista em estabelecer uma simetria, é que as pessoas que gostam ou concordam com o Dawkins não tem, nem lutam para ter, nenhuma vantagem fiscal por isso. E não se vê por aí conflitos armados iniciados por Dawkinianos vitimando inocentes.

titia disse...

L. minha cara, quem tem que gostar da sua amiga é você. Sua mãe não quer vê-la na sua casa? Ok, não leve sua amiga pra lá (até porque pela palhaçada que sua mãe fez a moça provavelmente vai ser hostilizada e se sentir mal) mas saia com ela, vá ao cinema, à balada, à biblioteca, viaje, vá pra casa dela, faça tudo que vocês fazem juntas longe da sua casa e da sua mãe. Não acabe uma amizade por chilique religioso e preconceituoso da sua mãe.

"O Ragnar não pode chupar pau de vikng algum porque isso é gayzismo!!!! "² O que o Ragnar quer é um vicking forte, másculo e bonitão pra chupar o pau dele. 21:02 você pode r com o Ragnar procurar um vicking pra chupar seu pau também. Vocês só são assim porque são mal comidos, vão arranjar um vicking bem dotado pra ontem.

Anônimo disse...

Nossa, sua mãe viajou geral!! Além de ter faltado com vários princípios religiosos, pelo que vc contou do discurso dela.
Seria bom se fosse buscasse os fundamentos dentro do catolicismo para corrigir sua mãe, mostrar porque a atitude dela foi mto errada. Vale uma correção fraterna.
Há mtos padres ex ateus. Talvez se vc conversar com um deles, eles possam te ajudar com os argumentos.
Sobre assexualidade, a igreja não tem nenhum problema com isso. Inclusive há mtas pessoas que são solteiras e celibatárias e isso é algo normal. Dentro do que a igreja chama de 'discernir a vocação', há a vocação religiosa (padres, freiras, etc), há a vocação ao matrimônio (esses sim, chamados a ter filhos. Se forem um dos dois for naturalmente estéril, não há problema em não ter filhos, óbvio) e a vocação de leigo celibatário (leigo significa que não é religioso, celibatário significa que é solteiro e portanto, não faz sexo).
Portanto, não há qualquer motivo pra sua mãe implicar com VC por ser assexuada!!! Qualquer coisa vc dá com o catecismo na cabeça dela... Hehehe brincadeira. Mas tem tudo fundamentado lá.
Se a galera não fosse cair de pau, eu até te citaria alguns grupos da igreja, ordens religiosas, que estimam mto o papel do leigo celibatário na sociedade. Mas tô ligada que os comentaristas vão avacalhar com a igreja, então não vou dar nomes. Mas basta procurar no Google.

Anônimo disse...

Meus textões sempre saem sofríveis digitando no celular...

Anônimo disse...

Donadio, só pra constar, gosto mto dos seus coments. Acho que discordo de quase tudo, mas é ótimo ler o que vc pensa. Bem embasado e educado. Eu adoro conversar com quem discordo. Sempre aprendo e cresço muito. Conversar com quem a gente normalmente concorda é só massagear o ego. Haha

Anônimo disse...

Acabou de passar um carro de som aqui, com a gravação "Traga os enfermos e doentes... igreja evangélica da rua x... o bispo fulano irá fazer o milagre da cura...".
Esqueceram de por na gravação o valor do dízimo. Acho que compensa levar o doente a um médico.

Anônimo disse...

faça o que quiser
e conte-nos sobre isso
ou
se preferir
não.

Não existem regras em lugar algum.
A deusa Prevalece.

Anônimo disse...

Ragnar, vai chupar o pau de um viking.

Anônimo disse...

Mas e você, me conta... como é acreditar que toda a humanidade veio só de um casal? Como é acreditar que todos nascemos com uma marca de "pecadores" porque, um dia, há milhares de anos atrás, esse casal pisou na bola? O que você pensa da história do erro de Adão e Eva ter sido incentivado por uma cobra falante? Eles eram ofidioglotas?

Como é acreditar em uma divindade que se oferece em sacrifício a si mesma? Como é acreditar em um Deus bom que manda quem não acredita nele pra uma eternidade de sofrimentos?

Como é acreditar em uma ideia que segrega as pessoas? Como é pensar que essa ideia não tem amparo nenhum fora a repetição incessante de que ela está certa, desde a mais tenra idade? Como é acreditar em uma mentira perpetuada à custa de medo, morte e preconceito?

Anônimo disse...

"Mas e você, me conta... como é acreditar que toda a humanidade veio só de um casal? Como é acreditar que todos nascemos com uma marca de "pecadores" porque, um dia, há milhares de anos atrás, esse casal pisou na bola? O que você pensa da história do erro de Adão e Eva ter sido incentivado por uma cobra falante? Eles eram ofidioglotas?"

Estas passagens bíblicas são parábolas, existe todo um contexto a ser decifrado no contexto histórico ao qual foram escritas. Muitos teólogos acreditam que a revelação espiritual para os profetas da época(Os espiritas chamam de médiuns ) se deu assim por conta da compreensão da época, ou você acha que em época onde a maior tecnologia que existia era o carro de boi se alguém falasse em Big bang, embriologia e teoria da evolução das especies ele seria compreendido? .

Sunako Kirishiki disse...

Bom, eu sou ateu e já presenciei coisas desagradáveis
Hoje da até medo de falar que sou ateu.
Eu lembro que em uma aula de história minha professora estava falando sobre a idade média e a religião e comparando com a situação atual, uma garota que não falava comigo abriu a boca e falou que eu era ateu, (sim, ela falou por mim), ela disse com tanto desprezo como se fosse um ser superior só porque acredita em Deus.
No meu curso uma professora falou que não existia mulher ateu, e pra provar isso ela perguntou quem era mulher e ateu naquela sala e eu simplesmente respondi que eu sou ateu e mulher
A infeliz me solta a seguinte frase "Você só é ateu porque ainda não é mãe"
Se eu pudesse teria mandado ela tomar naquele lugar

Anônimo disse...

19:47

Amiga, o feminino de ateu é ateia, viu

Aqui vc pode dizer q é ATEIA sem medo, mas use o adjetivo corretamente, bjs

Anônimo disse...

Nossa, essa justificativa da interpretação metafórica é tão conveniente e manjada. Aliás, o que mais rola nas caixas de comentários desse blog é senso comum rasteiro e ultrapassado. Começando pelos comentários mais rasos, baixos e desprezíveis que são os dos masculinistas e passando pelos super profundos, bem embasados e bem pensados comentários medíocres da maioria.

Anônimo disse...

A mulher escreve um relato das vivencias sobre como sofreu por ser "ateia" e o zé mané chato só se importou em corrigi-la
Prioridades

Anônimo disse...

A velha "justificativa" religiosa da metáfora ou parábola.

Uma desculpa clássica e extremamente utilizada.

A justificativa preferida dos religiosos, a que pode solucionar todas as perguntas e resolver todos os problemas sem responder absolutamente nada.

• Se algo for literalmente ridículo a resposta seria: metáfora;
• Se for absurdo: metáfora;
• Sem sentido: metáfora;
• Idiota, tolo e esquisito: metáfora;
• Se for literal: metáfora também, só por via das dúvidas.

Essa desculpa é utilizada de forma tão amplamente abusiva e mecânica como se estivessem apenas apertando o botão “resposta para que eu não precise pensar sobre o assunto”.

Anônimo disse...

Esse comportamento da sua mulher não é determinado pelo sexo! Até pq meu marido faz o mesmo aqui em casa 😂 Cada pessoa é de um jeito!

Anônimo disse...

Menos quando a bíblia fala de homossexualidade, né. Porque aí para os crentes não tem nada de "metáfora" ou contexto histórico. Quando a questão é condenar a vida sexual/amorosa alheia, a literalidade da bíblia é levada muito a sério. Bando de hipócritas, estes fanáticos.

Anônimo disse...

10:50

Aí as coisas da bíblia tipo usar tecido diferente (poliester, tecidos diferentes), comer bacon, comer sanduíche com milkshake, fazer a barba, comer frutos do mar td mundo faz e nem liga.
Ou ainda cometer os setes pecados capitais, trair a esposa...

Anônimo disse...

Pois é, bíblia para os fanáticos e alienados é como self service: só pegam o que interessa. E mesmo sem seguir o livro "sagrado" como devem seguir, acham-se no direito de impor trechos dele aos outros.

Stefanie disse...

Depois de adulta nunca escondi que sou atéia e a maioria das pessoas tem curiosidade em saber os motivos. Curiosidade genuína. Respondida com delicadeza. Ou uma ou outra chatice.
3 casos saltam:
1-Numa conversa totalmente descontraída (numa oficina de moto!), um cara autoproclamado judeu começou a discursar sobre como Jesus não era real. Ao que eu disse que, para os que acreditavam nele, era.
Quando o cara quis saber da minha religião, disse que era atéia.
Foi a deixa para a conversa mudar de rumo e o cara começar com um interrogatório.
Na cabeça dele, se eu não soubesse explicar Big Bang ou Evolução, viemos de um criador, e do barro. Por sorte eu soube desarmá-lo mas fiquei me sentindo - guardadas as proporções - como uma transexual que precisa PROVAR para os outros o que é.
Depois de um tempo ouvindo e respondendo calmamente aos questionamentos dele eu falei "o que eu sou não é pra você, e nem depende de você. Eu não preciso te provar nada"...
2- Namoro há 10 anos mas, quando mencionei ao pai do meu namorado - no início deste ano - que era atéia ele me respondeu com um "ah, não é não.." numa entonação como se eu tivesse dito que era feia, ou burra. Como se ele tivesse pena do que eu me julgava. Como se ser atéia fosse uma coisa ruim....
3- O mais diferenciado que posso pensar foi quando a garota com quem dividia o quarto na época da faculdade, em um momento de discussão, tentou me exorcizar. Eu ri, gritei, e depois fiquei parada, olhando e pensando no mal que essa Igreja Universal fez pra menina...

André disse...

Mulher católica é igual mulher que está em um relacionamento abusivo. Não se deve culpá-las pois são vítimas, mas que estão dormindo com o inimigo não restam dúvidas.

Anônimo disse...

Anon das 13:12, débil mental é um termo capacitista. Não tá certo combater uma opressão e perpetuar outra.