sábado, 5 de setembro de 2015

REPÚDIO E CAMPANHA DE BOICOTE AOS SHOWS DE UM MÚSICO MISÓGINO

Publico aqui uma nota de repúdio que me foi enviada por uma feminista que vejo com frequência em João Pessoa e Brasília.
A nota foi feita "depois que umas 40 mulheres se reuniram virtualmente para fazer algo em relação às frequentes demonstrações de machismo e misoginia de um músico paraibano, que voltou recentemente para o Estado, fazendo show em vários lugares e declarando coisas cada vez mais horríveis nos shows e nas redes sociais".

Esta nota tem o intuito de expor publicamente a postura machista do cantor Fábio Sacal, conhecido na cena independente paraibana por cantar ragga dancehall. Esse cantor vem reforçando opressões que atingem milhares de mulheres todos os dias em todo o mundo e por isso, nós não poderíamos deixar que agressores como ele sejam protegidos ou que divulguem suas ideias facilmente! 
Sacal contra feministas
Essa nota de repúdio é uma maneira de não permitir que machistas (pessoas que são defensoras do machismo, que não aceitam a igualdade de direitos entre o homem e a mulher; que se gabam da sua masculinidade e acreditam na superioridade das características tipicamente masculinas) misóginos (misoginia é o ódio, desprezo ou repulsa ao gênero feminino e às características a ele associadas; está diretamente ligada à violência contra as mulheres e meninas) circulem impunemente nos espaços sem que haja nenhum tipo de questionamento.
Um artista que foi influenciado por movimentos de contracultura como skate, hip-hop e rap acabou se tornando apenas mais um que não conseguiu sair da sua zona de conforto e partir para discussões que fujam do pensamento normativo da sociedade. O que vemos em seu trabalho são reproduções e discursos de ódio. O mais do mesmo.
Sacal: homens no fogão, mulheres na pia
Nós acreditamos na luta pela igualdade de gênero e no poder da influência da cultura na transformação social. A arte é o exercício experimental da liberdade, vai muito além de uma forma de sobrevivência para o artista, é também uma forma de manifestação. Não podemos nos calar ou ficar na neutralidade diante de posturas como essas que reforçam o machismo e a opressão da sociedade.
Acreditamos que a música deve estar a serviço da libertação das pessoas, sejam elas mulheres, homens, negrxs, LGBTs, da periferia ou ainda de setores oprimidos e explorados por esse sistema injusto e desigual! Por isso, nossa atitude não poderia ser outra: REPUDIAMOS O COMPORTAMENTO, COMENTÁRIOS E A MÚSICA MACHISTA E MISÓGINA DE SACAL.
Sacal contra cotas p/mulheres
Além das postagens feitas publicamente em seu perfil pessoal no Facebook, existem relatos de chantagem, ameaça e agressão por parte de Fábio Sacal. Abaixo exibimos alguns posicionamentos machistas e misóginos que foram publicados por ele abertamente na internet – lembrando que isso é apenas o que conseguimos ver:
1. Coloca o feminismo como sendo o oposto de machismo (ao invés de ser a luta por direitos iguais);
2. Ridiculariza as tarefas domésticas, por ele destinadas às mulheres, chamando-as de “entediantes/ mecânicas/ acefalóides”;
3. Ridiculariza homens que se colocam em apoio ao feminismo;
4. Mesmo tendo histórico de pichação, ele expôs a imagem de garotas fazendo intervenção urbana em uma marcha feminista, classificando-as como criminosas;
5. Ironiza as cotas e a representatividade das mulheres na política;
Sacal ridicularizando homens que lutam
ao lado das mulheres
6. Em seus últimos shows Sacal tem cantando uma de suas novas pérolas musicais, ela é uma parceria com um grupo musical de Goiana - GO chamado Ragga Rural, e tem chamado a atenção não só das mulheres que são subjugadas e se sentem ofendidas com a letra, mas também do seu velho púbico, que tem se decepcionado e se indignado com a qualidade e as referências que o cantor vem estabelecendo, iniciando de pronto uma campanha de boicote aos shows e às redes sociais do mesmo. Abaixo segue a letra da referida música que está disponível na internet:

Tamo no circo, no meio da mulherada 
E não importa se é gorda ou se é malhada
Eu só não encaro a mulher barbada
Porque a dona comeu ela mermo toda menstruada
Foi atrás do picadeiro que eu comi meu brigadeiro
Mais foi outra guloseimas que eu roubei lá do padeiro...
O palhaço vai vadiar com sua mulher no banheiro
Ladrão de mulher sabe como é
Sou um palhaço malandro, só com roupa de Mané
Adoro uma palhaçada
Lembra semana passada
Que a mulher do PM voltou com a bunda assada
Muitas por mim são laçadas, no palco entrelaçadas
Sacal sobre inspiração para
compor a canção
Solteiras, novas, casadas: todas serão traçadas [...]
Pega as menininhas e dá um chega pra papai
Joga um miguezin ligerin que ela cai
Chega e diz que é a calça folgada que atrai
Tudo que é buraco tu emburaca
Até as beatas viram acrobatas [...]
Leva ela pra casa, quer torar pra carai
Vem que eu te prometo botar só a cabecinha
Pode vir que eu meto até com duas camisinha
Toda apertadinha que nem lata de sardinha
Deixa o palhacinho apertar sua maminha

Convidamos todxs, inclusive o próprio artista, a fazer uma reflexão sobre suas postagens, músicas e atitudes. O machismo não é apenas o que mata ou machuca fisicamente as mulheres, mas também aquilo que se reproduz em frases e pensamentos como esses que identificamos nessa nota, caminhamos para trás. A luta que contribui para o avanço das mulheres e pela igualdade de gênero, por outro lado, não faz nenhum homem retroceder. Esperamos que o artista Sacal possa se retratar publicamente e passe a ser vigilante no que fala e escreve para que não volte a reproduzir o machismo.
#BoicoteSacal #Machistasnãopassarão
Se você, assim como nós, se indignou com os conteúdos dos posts e das letras, convidamos a boicotar os shows e as redes sociais! Repassem para outras pessoas o quanto esse artista é machista e misógino. Não fique aí parado achando que não é com você! A agressão cometida à uma mulher, atinge todxs nós.
Machistas não passarão!

129 comentários:

Danilo Muller disse...

machista como sempre não tem argumento serio nenhum-são uns babacas não de ibope para esses merdas se não vão ficar se achando muito...

Anônimo disse...

"Todo homem feminista é um bosta"

Rads aprovam.

Jonas Klein disse...

Boicote 100% apoiado, agora e interessante lembrar que este tipo de cantor ai jamais vai fazer sucesso, pois não tem talento algum, quem usa e abusa da baixaria ou machistices, para chamar atenção para o seu trabalho artístico, e porque não tem talento para fazer sucesso através de um bom trabalho artístico, tanto que este sujeito ai nem cantar sabe.

Jesse disse...

Esse negócio de "não passarão" está um pouco repetitivo. Essas modinhas de ativismo online, em minha opinião, enfraquecem o discurso--vira bordão. #somos todos, "não passarão"...

Kittsu disse...

Que bosta de "rap". Rappers de verdade devem estar ofendido com essa verborréia acéfala.

Raven Deschain disse...

E quem nunca tinha ouvido falar dessa coisa, está agora dando view no youtube.

Tb sou a favor de deixar no ostracismo essa bosta aí.

Rê Bordosa disse...

Mais um motivo para não ir no show desse sacal: a música dele é uma bosta! Sacal até no nome.

Anônimo disse...

Favor estender o repúdio aí a todos os cantores de funk que cantam todas aquelas belas músicas que falam super bem de mulheres. Só cuidado com a opressão, tá? Porque a maioria deles é de alguma minoria étnica.

J.M. disse...

Não é querendo ser pessimista, gente, mas a possibilidade desse lixo fazer sucesso não é tão remota assim, pelo contrário. É mais que óbvio que ele não tem talento nenhum pra música, mas infelizmente talento atualmente é um dos últimos requisitos pra um cantor ser o hit do momento.

É tão desanimador saber que ao se repudiar também se está automaticamente divulgando essas coisas deploráveis...

Anônimo disse...

certo....mas na hora da mulher se vulgarizar e dançar funk sem calcinha,é "liberdade de expressão"...na hora de colher os frutos de tanta vulgaridade,os caras não prestão,são misóginos...só fico me perguntando até quando vamos investir nessa patifaria hipócrita,porque já notei que a maioria das mulheres que rejeitam o feminismo,é devido á esse fato,sendo eu já em incluindo.

E uma observação peculiar:

"Favor estender o repúdio aí a todos os cantores de funk que cantam todas aquelas belas músicas que falam super bem de mulheres. Só cuidado com a opressão, tá? Porque a maioria deles é de alguma minoria étnica."

pois é,só homem branco heterossual de classe média é que é machista opressor,não é colegas?

clarice

J.M. disse...

Anon 17:54

Falando unicamente por mim, faço boicote a qualquer música ou outro tipo de expressão artística que contenha misoginia, machismo, lesbofobia, homofobia, transfobia ou outra forma de expressão de ódio contra minorias oprimidas, independente do sexo, etnia, credo, descrença ou outra característica do autor.

Acho absurdo a ideia de que grupos historicamente oprimidos tenham "passe livre" para atacar "artisticamente" outros grupos oprimidos, como ocorre no caso das letras de funk machistas.

Anônimo disse...

Se for boicotar música que:

- faz apologia a drogas
- faz apologia ao crime
- vulgariza o ser humano
- denigre um comportamento ou profissão
- ofende um valor moral, ético ou religioso
- incita algum tipo de violência
- incita a promiscuidade

Só vai sobrar Beethoven, Mozart e instrumental.
Hoje a moda nas rádios é música

Jonas Klein disse...

clarice

"mas na hora da mulher se vulgarizar e dançar funk sem calcinha,é "liberdade de expressão"...na hora de colher os frutos de tanta vulgaridade,os caras não prestão,são misóginos..."

Isso esta parecendo comentário de mascu, mas pode ser que não seja, mas mentalidade e parecida.

de qualquer forma de uma lida nisto:

"Daí lanço os questionamentos, por que é tão incomum empregar o termo vulgar como adjetivo ao comportamento masculino? Para a mulher existem vários xingamentos que fazem referência ao comportamento e liberdade sexual (puta, piranha, safada, vadia, galinha, vagabunda) são referências à mulher vulgar, porém quais são os adjetivos depreciativos que fazem referência à liberdade sexual dos homens? Chamar um homem de vadio tem o mesmo significado de chamar uma mulher de vadia?

Buscando a palavra Vagabundos (no plural) no dicionário informal obtive o seguinte resultado:

* Resultado no masculino: “Aquele que vivem de maneira desocupada e sem trabalho”
*“Sinônimos: malandros inconstantes instáveis volúveis grosseiros medíocres ordinários errantes gaudérios larápios mendigos nômades ociosos prófugos tunantes, vadios, vagantes.”

*Resultado no feminino: “Vadia, mulher que gosta de ter muitos homens; puta; que transa facilmente”
*Sinônimos: mulher vadia, promíscua, libertina.

Notem que no feminino a palavra faz referência ao comportamento sexual já no masculino não.

Chamar uma mulher de vulgar nada mais é que um meio de reprodução do machismo já que culturalmente não é usado para criticar o comportamento masculino. A promiscuidade masculina é muita bem aceita em nossa sociedade que não a condena, já o comportamento feminismo é monitorado inclusive por nós mulheres que reproduzimos justamente o que o sistema quer de nós, à submissão, nosso quadrado de incubadoras sociais, a linha de produção moralidade burguesa que só se fortalece quando naturalizamos nossas próprias opressões.

Assim como a “Vadia”, a “mulher vulgar” é um mito que a sociedade inventou como castigo por ela fugir dos padrões. Como todas nós temos o desejo de ser verdadeiramente livres e sonhamos em nos libertar das correntes que nos privam do prazer da vida, somos tão iguais àquelas que talvez algum dia você condenou, única diferença é que elas tiveram mais coragem de se livrar das correntes antes de você. Nos libertar não é uma tarefa fácil, mas vamos lá! O primeiro passo é amar umas as outras como irmãs e rasgar os rótulos. “Rótulos foram feitos para produtos, não para mulheres!”

Carol Vitória"


Fonte

https://feminismosemdemagogia.wordpress.com/2015/07/27/por-que-as-mulheres-sao-vulgares/


Eu não vou reproduzir o resto do texto, porque e meio que viagem na maionese.

E bom ter um pouco de contato com a realidade as vezes.

Anônimo disse...

Discordo de vc Jonas, a diferença é que ao contrário de algumas mulheres, no geral homens não seduzem mulheres rebolando, com roupa que mostra quase o útero... enfim, usando o corpo de todo o jeito, como se só tivesse isso a oferecer, eu sei que esse comportamento vem do machismo mas n deixa de ser escroto e vulgar.

Danilo Muller disse...

"Lésbicas" agora existem? 19:38 para de falar merda homem nunca é julgado quando o assunto é vulgaridade seu comentario vem do machismo mas não deixa de ser escroto e vulgar

Anônimo disse...

Cara, ia falar isso, mas fiquei com medo de caçarem minha carteirinha de feminista e socialista.

Anônimo disse...

Jonas:

APOIADO

Anônimo disse...

Não acho. Essas ondas estão na moda. E eu gosto

Anônimo disse...

Não tenha medo disso.

Qualquer um de coração bom pode ser feminista e socialista.

Anônimo disse...

Lili

A questão é a seguinte.

NÃO adianta apenas reclamar e criticar, tem que sabotar também!!
Vejam o caso daquela duplinha merda de Sertanejo que fizeram uma música de um cara se vingando da namorada que o largou botando vídeo dos dois transando na internet.
Além das reclamações, houve sabotagem e o Senador Romário bateu o martelo e a música(pelo que eu saiba) tá proibida de circular na internet e nas rádios.
A mesma coisa esse sujeito, este tal de Sacal, tem que NINGUÉM ir pros shows e nem comprar cds dele.
Se cada rapper, cantor sertanejo, pagodeiro e funkeiro vier com músicas de merda misóginas tem que protestar e sabotar.
Seja na Bahia com aquela "coisa" nojenta chamada "Pagode Baiano", seja no Rio com aquele lixo sonoro chamado Funk ou em Barretos com os cantorzinhos mauricinhos tratando as fãs como futuras "comidinhas", a culpa é de ambas as partes, tanto do cantor medíocre e machista quanto das fãs validadoras que gostam de ser tratadas como capacho!!
Dá raiva de um monte de mulher acéfala(desculpe mas não tenho compaixão por validadoras ridículas!) lotando show de cantor sertanejo que trata mulher como carne de açougue e um monte de mulher babaca gritando de idolatria pelo LIXO do Mr Catra!
Se todo imbecil misógino fosse tratado como o lixo que é, não teriam tantas músicas de tão baixa qualidade e não teriam tantas crianças idolatrando quem não devem!

Anônimo disse...

"Só vai sobrar Beethoven, Mozart e instrumental.
Hoje a moda nas rádios é música"
Na verdade, dá pra abordar um determinado assunto sem fazer apologia á ele. Existem rappers brasileiros excelentes fazendo isso.
Sobre esse cara, é possível sim que ele consiga fazer sucesso, talento não é requisito. Nem aqui, nem no exterior, só ouvir rádio pra confirmar.
Correndo o risco de ser repreendida, na minha opinião existem sim pessoas vulgares, mas eu não uso esse critério só pra mulheres e nem relaciono com vida sexual. Já fiz isso, hoje não mais. Considero alguns artistas figuras vulgares, como por exemplo, Gustavo Lima e Paula Fernandes.

Dan

Rafael Cherem disse...

Nunca ouvi falar desse ser e nem do estilo dele,esta boicotado da minha vida pra sempre.Parece que ele decepcionou o pessoal do post por nao seguir o script previsto para alguem com sua origem.De outro ponto,qualquer show de breganojo universotario,funk,axe,por mais machista que seja lota de mulher,sendo elas o principal publico.dessas merdas,complexo de Estocolmo?

Anônimo disse...

Então basicamente todo estilo de música que está em alta tem letras misóginas. O que as mulheres devem fazer? Para de ouvir músicas populares e frequentar shows?

Isso não vai acontecer, principalmente porque muitas não tem consciência do machismo das letras. Vamos ser sinceras: mulher feminista é mais inteligente do que mulher reprodutora de machismo. O certo é que a misoginia dessas músicas seja exposta e seus compositores/cantores criticados publicamente. Por mais que nos acusem de sermos "feminazis desocupadas implicando com coisas de menor importância" não podemos deixar passar nada. Hoje em dia temos a internet pra divulgar esses protestos, temos que usá-la pra constranger esses machistas escrotos e trazer publicidade negativa pra cima deles.

Anônimo disse...

Isso me lembra de uma vez que eu fui em um churrasco na casa do meu tio. Começou a tocar aquele funk que faz apologia ao estupro, que fala "mãos para o alto novinha" e "fica caladinha". As minhas três cunhadas dançaram como se não fosse nada demais, e na presença dos seus maridos.

É difícil se posicionar publicamente contra algo, quando as pessoas que seriam atingidas parecem não se importar.

Laura Martinez disse...

Rapper brasileiro denigre a imagem da Polícia Militar, faz apologia ao consumo de entorpecente ilícito, incita a discriminação entre classes sociais. O funk nacional estimula a objetificação da sexualidade e do corpo, estimula a sexualidade precoce "das novinhas", estereotipa o homem "pegador". Esse tipo de música tão aclamada pelo público que se auto intitula alternativo cria confusão nos jovens de família desequilibrada. Os pequenos problemas psicológicos dos jovens de família desestruturada e/ou vítimas da violência tem os traços de sociopatia intensificados por esse tipo de música. O resultado são pessoas, homens e mulheres, com forte tendência a violência, promiscuidade e alienação social.

Quando um músico desconhecido usa alguns termos pejorativos a militância reaciona. O que o movimento reacionário não percebe é que esse elemento de "vou te levar para casa e botar só a cabecinha" ou "a mulher do polícial militar com a bunda assada" é uma constante na música popular brasileira.

MPB não é Gil, Gal e Chico, porque esses não vendem nem 10% dos discos de um Roberto Carlos, Xuxa, Xitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo, Padre Marcelo Rossi, Banda Calypso. Isso é o que vende no Brasil, portanto isso é música popular brasileira. O que "Diante do Trono", Turma do Balão Mágico e Marisa Monte tem em comum? Todos venderam mais de 10 milhões de discos.

Pagode, hip hop, funk, axé, sertanejo, caplipso, carimbó, lambada isso é o que vende, porque isso é o que toca. Se você não conhece algum desses estilos é porque na sua região / estado não é comum, mas em outras regiões é o que todos ouvem.

O movimento dos cristãos protestantes fazem uma verdadeira cruzada medieval contra a música contemporânea. Eles compram rádios e divulgam apenas o estilo "música cristã contemporânea" para evitar que esse tipo de violência difundida na música brasileira modifique o comportamento dos crianças e jovens.

E lá do outro lado vemos tese de mestrado defendendo esse tipo de objetificação do corpo feminino e a violência social como um "grito feminista". E aqui, no comentário acima, afirma que os rappers abordam "o assunto" sem fazer apologia, uma clara defesa a toda essa agressão musical.

Sem dúvida a questão da liberdade sexual e autonomia sobre o próprio corpo é uma pauta feminista importante. Mas o que vemos hoje é uma confusão, gerada a partir da noção de “liberdade” de acordo com ideias liberais, que não permite diferenciar entre liberdade sexual e mera objetificação do corpo e da sexualidade de mulheres. Não há nada de revolucionário em exercer e defender uma sexualidade nos exatos moldes impostos pelo patriarcado, em pleno acordo com a milionária indústria pornográfica e publicitária. O feminismo tem sido levado a confundir libertação sexual com hipersexualização da mulher, sem perceber a ligação direta entre essa objeficação dos nossos corpos e a violência sexual patriarcal.

Laura Martinez disse...

A tese de mestrado que citei acima trata da representação feminina no funk carioca defendida na Universidade Fluminense pela senhora Gomes, M. Defende e discute a presença feminina nos bailes funks como um grito de liberdade. Mas é apenas oferta e demanda no mercado erótico musical carioca, da objetificação e mercantilismo do corpo feminino.

Caroline Heldman resume como funciona a objetificação e os motivos pelos quais isso não é empoderador. Trazendo a dicotomia entre sujeito e objeto, ela explica que o objeto sempre é subordinado ao sujeito, que é quem tem escolhas e atitudes. Compreendendo essa análise, fica claro que nossa própria objetificação é ligada direitamente à nossa sujeição em relação aos homens.

Ariel Levy escreveu um livro intitulado “Female Chauvinist Pigs: Women and the Rise of Raunch Culture”, em que aprofunda essas questões e critica o mundo super sexualizado em que as mulheres são objetificadas, objetificam umas as outras e são encorajadas a se objetificarem.

Muito bom ver alguns grupos reacionarem contra esse músico Fábio Sacal desconhecido da grande maioria dos brasileiros. Muito triste deparar com a aceitação da objetificação do corpo, violência de classes, apologia aos entorpecentes e discriminação de policiais que existe nos variados estilos musicais de nosso país. E talvez pior, classficar esse tipo de ouvinte como "alternativo ao sistema vigente".

Anônimo disse...

Esse cara é realmente Sacal. Que lixo de letra.

Anônimo disse...

A burguesia marxista senta em suas varandas gourmets, a luz de leds, tomando vinho chileno e seu cachimbo com cannabis Dutch Passion para ouvir Gabriel Pensador cantar

E disse Índio chegou trazendo novidade
Índio trouxe o cachimbo da paz
Maresia, sente a maresia
Maresia, uh

A política no país é pura decepção,
um escândalo abafa o outro e ninguém vai pra
prisão e a onda do momento é o maldito mensalão.

Estou vivendo estressado, quase louco alucinado,
pego duro no batente e todo mês
eu sou roubado.


E quando a fumaça do cachimbo da paz bate no cabeção do maluko auto aclamado Guarani Kaiwoa ele lembra a besteira que fez na urna eletrônica embalado pela moda filosófica do momento.

Raven Deschain disse...

Laura, essa tese foi publicada online? Tem link?

Quero ler.

Anônimo disse...

Lolinha

Encontrei um site super legal. Ele permite agendar postagens em toda mídia social em caso de falecimento. Se a usuário do sistema morre uma pessoa próxima avisa e inicia o envio de postagens, emails e todo tipo de informação que a extinta queira passar no post mortem.

http://www.deadsocial.org/

Você bem que poderia criar um perfil e perpetuar o seu legado em caso de sucesso do psicopata Del Valle. Agendar mensagens e postagens do tipo que você sempre teve vontade de fazer, mas por razão judicial ou ética achou melhor não postar.

Eu já criei o meu perfil. Pensa bem! Na Europa desaparecem 10 mil pessoas por ano, no Brasil são apenas 250 mil pessoas por ano. Já pensou nisso. Sumir, desaparecer. Não avisar ninguém. Que medo! Não acredito que os extra terrestres estejam abduzindo tanta gente assim. E o trânsito que mata de carro, de bicicleta, te pega andando na calçada. Por isso fiz o meu perfil no dead social. Fica a dica ;-)

Kittsu disse...

Esse povo falando que mulher feminista é mais inteligente que não feminista só pode ser troll.
Se falta consciência acerca desses artistas e musicas e do papel delas mesmas nesse cenário, também te falta conciência pra raciocinar o cenário maior que induz a esse acontecimento. Não seja arrogante.

"Eu já criei o meu perfil. Pensa bem! Na Europa desaparecem 10 mil pessoas por ano, no Brasil são apenas 250 mil pessoas por ano. Já pensou nisso. Sumir, desaparecer. Não avisar ninguém. Que medo! Não acredito que os extra terrestres estejam abduzindo tanta gente assim. E o trânsito que mata de carro, de bicicleta, te pega andando na calçada. Por isso fiz o meu perfil no dead social. Fica a dica ;-)"
Fica tranquilão ae chegado que ninguém percebeu que isso foi uma ameaça... e Del Valle é suco, daqueles que os alienadinhos recebem da mamaezinha dentro do quarto porquê não levantam a bunda da cadeira nem pra ir na cozinha.
Se tá com raivinha vai chutar almofada.

Kittsu disse...

Não sei se é epidemia ou o quê...

Sandra disse...

Kittsu

Será que o Del Valle dos et's é esse aqui https://www.youtube.com/watch?v=iqBkn6pzpoM

Anônimo disse...

Porque vcs não vão vaiar o show de Mr catra???

Daniel disse...

Hipersensualização é a casa que o arquiteto chamou de Domestikators

https://de.nachrichten.yahoo.com/architektur-porno-dieses-geb-ude-gleicht-einem-paar-140825345.html

Anônimo disse...

Ameaça de morte disfarçada de preocupação, incrível o nível do cinismo desses caras. Pois é, até parece que ninguém percebeu.

Kittsu disse...

Isso é falta de amor... vão lá dar um abraço nos seus pais, dizer que os ama por terem criado vocês, que agradecem de coração tudo o que eles já fizeram.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkk nunca ouvi falar nesse cantorzinho...ainda bem, mas se por acaso ouvir alguém falando nele, com certeza irei alertar a pessoa lola!!

Jason Sthan da Real disse...

Kittsu
A minha mãe é uma vagabunda. A única coisa que ela me ensinou foi a misoginia. Abraçar. Segurando uma faca com certeza. Meu pai aquele alcoolatra metido com maçonaria e crime. Ele nunca me deu um abraço. A única coisa que eu pedi em toda a minha vida ele disse não. Uma SL350 no meu aniversário de 18 anos. Eu não pedi para vir ao mundo, fui jogado aqui. Felizmente eu conheci o Real e fiz o retiro do búfalo de 15 dias e aprendi muita coisa com os fraters da Real. O curso de PUA com o Fernando Fenix com aquela cabeça de pênis brilhante foi a lapidação final do diamante em que me converti.

caso.me.esquecam disse...

eh, infelizmente, esse aih eh um pangareh la da PB.
ainda bem que esse troco aih nao representa ninguem la.

;)

valeu pela divulgacao, lolita

beijos
luci

Kittsu disse...

Cabeça de quê!? hahahahaha

Porra, SÓ uma SL350, aquele carro da mercedes? Pffff esse daí é uma mixaria, ruindadezona do teu pai mesmo viu. Tu tá sendo obrigado a andar de quê? Fluence? Que desgraceira, heim.
Assim... você tem total e completa certeza de que não está sendo só um pouquinho ingrato com as bençãos que a vida te deu, não? Não desmerecendo as tristezas que você pode ter passado, mas TUDO o que seus pais fizeram até hoje é simplesmente porquê não gostam de você ou coisa do tipo e nada nada naaada pode ter tido outra razão?

Tente observar sua situação por outras perspectivas... Só não se junte aos psicopatas que querem se aproveitar da sua fragilidade pra te usar como mão-de-obra para as causas deles. Eles não querem ver você se sentindo bem, só querem você acorrentado pra trabalhar por eles.

Anônimo disse...

Tadinho do mascu gente, só pediu uma SL350 (SÓ) pro pai de aniversário de 18 anos, e ele negou. Agora como um pai pode fazer isso com o filho???? Quanta injustiça!!! Só podia ficar revoltadinho mesmo, sua vida deve ter sido muito sofrida :'( Mas ainda bem que um cabeça de pênis brilhante apareceu pra te salvar (porque pênis é vida né amigo, ainda mais se for com a cabeça brilhante hummmmmm delícia, pelo menos bom gosto pra pênis dos outros você tem)

Thomas disse...

Oi, gente. Eu tô vivo, tá. Sei que andam sentindo muito a minha falta, mas é que ultimamente o trabalho tem me consumido muito. Meu único tempo livre durante o dia eu tenho usado para malhar, o que pra mim é mais importante do que discutir feminismo na internet. Mas não tenho tempo pra sair com mulheres, tô sem sexo há quase um mês :(

Beijo, Lola!

Anônimo disse...

Laura Martinez, também já pensei assim sobre o rap. Mas com um pouco de boa vontade e informação descobri excelentes rappers que abordam a violência sem fazer apologia. E é em uma proporção bem maior do que nos outros gêneros, como o funk.
Teve um aqui que disse que acha legal a liberação sexual feminina, mas isso só até receber um "não" na cara, aí vira menino birrento e começa a chamar todo mundo de vadia.
Pra variar, já apareceram os mascus chorões por aqui. Deve ser difícil não ter atenção de ninguém na vida fora da internet, mas isso aqui não é clínica de psicologia.

Dan

Anônimo disse...

Lola o que você acha da islamização em países europeus? pois sei que os refugiados estão se aproveitando da situação para ir para países europeus onde eles tem benefícios. Muitos querem ficar sem documentos para continuarem recebendo benefícios, e tem infiltrados jihadistas nesses lugares, eu estou achando essa situação caótica. Sobre o menino que morreu na turquia parece que ele tinha abrigo lá mas eles queriam ir pro canadá. Outra coisa que me chama atenção é que eles querem islamizar esses países dizem que eles estavam querendo que proibissem o natal e também queriam tirar o simbolo da cruz da bandeira sa suíça, estou preocupada é como dizem pode ser uma operação cavalo de tróia.

Anônimo disse...

8:24, que site legal!

Mas seria bacana dar uma testada antes, né? Faz assim: se mata que a gente já fica sabendo se funciona mesmo. Pena que eu acho que ninguém vai ter interesse em ler seus escritos, a não ser seus amiguinhos... mas eles podem morrer antes de você. Pra morrer basta estar vivo, né? ;)

Anônimo disse...

Anon 15:00 eu fico com pena, principalmente das mulheres e meninas, mas não vejo com bons olhos esses muçulmanos se espalhando pela Europa.

Anônimo disse...

Esses muçulmanos se espalhando pela terra pode ser uma estratégia.

Anônimo disse...

Não gosta da palavra "mitou"?? Deixa de ser mentiroso que vc usa ela toda hora, idiota. Essa e "top" não devem sair da sua boca.

Daniela Brunner disse...

Não sei se vcs viram:

https://www.facebook.com/paulinecrais/posts/870171093091125?pnref=story

Anônimo disse...

Lola ! Absurdo que vi numa entrevista de uma rapper ludmila ( acho q é esse nome ) dizendo q não se sente afetada negativamente pelas músicas dos rappers como mulher .... Oooolhaaaa !


------------>>>>>>>>>>

Que lixo essa aberração insana de música !!!! Isso não é arte !!!!

Tão disseminado machismo e desprezo às mulheres q acaba mts nem percebendo q estão sendo desreispetadas. !

Liberdade de expressão tem seus limites ! A expressão musical não pode ser incitante ao ódio a grupos da sociedade nem mesmo apologia a crimes .... Contravenções etc ...

Lola como sugestão : PORQUE NÃO FALAR DA PÍLULA ROSA ???? Veiculado como viagra feminino ( lá vai mais machismo) reportagem da VEJA ....
PORQUE RAIOS ESSA PÍLULA FOI CRIADA APÓS O VIAGRA ??? Porque porque ...


Marcella

Zero disse...

então involuntariamente eu tenho boicotado todos os "cantores" nacionais. kk

podem me chamar de esnobe, mas não ouço musica nacional. se bem que não sei se "bará bará berê berê" ou "tchu e tchá" é bem musica de fato. mas é o que faz sucesso aqui.

pra quem ainda tem um pouco de "preconceito" eu diria, sobre metal. escutem Metallica e leiam as letras, são histórias contadas, interessantes, até reflexivas.

sem apelação, sem baixaria, sem ofensa a ninguém e claro. com eximia qualidade. fica a dica...

Anônimo disse...

Anon 15:00, que benefícios eles querem aproveitar? O benefício de não ver o filho morrendo na escola porque jogaram uma bomba lá? O benefício de ter acesso a médicos e hospitais e não morrer por causa de uma diarreia? O benefício de não passar fome e ter uma vida melhor? Se for isso então estão certos mesmo, tem mais é que correr atrás desses benefícios concedidos a refugiados. Aliás esse é justamente o objetivo de se conceder asilo a refugiados; você concede visto por uma questão humanitária, ou seja, dar uma vida melhor para o refugiado.

E eles estão indo pra Europa por 2 razões. Primeiro, é que países como Turquia, Jordânia e Líbano já abrigam refugiados há anos, só que a capacidade de receber mais refugiados nesses países está se esgotando. O que no início eram campos de refugiados minimamente organizados, hoje já são quase como guetos da 2ª guerra, são pessoas morrendo de doenças simples porque não tem acesso a médicos, crianças sem acesso a escola, fome generalizada por falta de recursos, etc.

Segundo motivo, é que existe algo chamado traficante de pessoas. Eles fazem propaganda falando mil e uma maravilhas da Europa, pra depois lucrarem bastante com o transporte dessas pessoas. Sabe quanto de lucro chega a dar cada embarcação superlotada? 1 milhão de dólares - li em uma reportagem da CNN, não lembro o link agora, mas pesquisa aí que você encontra. Então meu amigo, ali o investimento em propaganda não é pouco. Quanto mais "clientes" melhor. Tanto é que essas pessoas não querem ficar em países desenvolvidos como Hungria, Áustria, os dois de excelente qualidade de vida. Eles querem ir é pra Alemanha, justamente por causa da propaganda que convenceu eles de que lá é a "terra prometida" pra refugiados.

Sobre o menino Aylan, sim a família deles tinham abrigo na Turquia, mas em um campo de refugiados superlotado, aquele paraíso de lugar sabe? Eles tinham parentes no Canadá (parece que era irmão, tio, algo assim), mas o governo canadense negou o visto de refugiado pra eles, mesmo comprovando que tinham família lá. Então decidiram sair de lá por conta própria, se dirigir a Europa primeiro.

Pode ter certeza, refugiados sírio não querem islamizar Europa, porque eles sabem que islamizar significaria outra guerra. E o que eles estão fazendo agora? Fugindo da guerra. Se esse povo quisesse fazer guerra ficava onde estava mesmo, porque lá na Síria tem de sobra, é bombardeio em escola, hospital todo dia.

Tem infiltrado jihadista? Claro que deve ter, mas são minoria absoluta, você não pode julgar 100% das pessoas porque 0,1% é extremista. Barrar todos os sírios por causa de uma minoria (e pode ter certeza que os sírios pacíficos condenam esses atos extremistas, afinal eles estão fugindo de uma guerra criada pelos extremistas), isso não seria nem um pouco humanitário.

Sobre a história da bandeira da Suíça, quem propôs isso foi um cristão, e os representantes da comunidade muçulmana suíça discordaram da ideia http://en.islamtoday.net/artshow-229-4216.htm

Sobre muçulmanos banindo o Natal, novamente isso é atitude de minorias extremistas, e você não pode julgar a maioria por isso. Inclusive representantes da comunidade muçulmana britânica também se posicionaram contra essa ideia radical http://www.onislam.net/english/news/europe/467155-muslims-dont-want-xmas-banned-mcb.html

Vejo que seu discurso está impregnado de senso comum, é bom tirar um tempinho pra pesquisar sobre os assuntos e aprender mais.

Zero disse...

Marcella, se me permite me "intrometer" e dar a palavra.

comentei isso no twitter, que homens continuam forçando mulheres com sexo mesmo sabendo que elas não gostam (ou pelo menos não assim). OFF: é que toda vez que critico sexo como maléfico a mulher, aparece inclusive feministas dizendo que "não é bem assim".

sobre a Ludmila, ela até pode não ligar de fato, ou não quis expor opinião pra não perder espaço, ou não querer ter o nome atrelado a nada (tem gente que não quer ficar "marcado" como defensor / militante de algo).

Anônimo disse...

Zero, sexo forçado tem nome: estupro. Isso sim é maléfico a qualquer pessoa, nem precisa ser mulher.

Agora sexo consentido é outra história, e sexo com homens pode sim ser prazeroso para mulheres. O problema é que na sua cabeça sexo hétero é o homem de "britadeira", forçando a mulher, puxando o cabelo dela, gozando na cara e outros exagero mais. Você parece que não conhece algo chamado sexo com amor, ou sexo consentido, ou tesão por homens e por pênis. Você não admite que existam relações sexuais héteros que sejam prazerosas para as mulheres. E o pior é que nem adianta nós, MULHERES, falarmos que existe (quantas vezes já tentamos aqui no blog? não adiantou nada). Parece que sua arrogância em querer ser dono da verdade é maior que tudo.

Anônimo disse...

Esse blog do Flávio Zucarinni é uma nova aquisição da equipe do búfalo. Ele terminou o curso de 15 dias. Aquilo é um tipo de retiro na área rural, onde eles fazem 3 vezes ao ano um curso. Todos os chefões do blog do búfalo e os instrutures levam os aprendizes que passaram pelo curso a distância e fizeram boa pontuação na prova de admissão. Quem acompanha o fórum do búfalo vai conhecendo todos esses aprendizes. Depois que eles passam a grau de companheiro não é possível segui-los porque se fecham e não postam mais nada abertamente. No facebook tem a página blog metendo a real que está no ar a mais de 48 mil seguidores. Eles tem um cara chamado O Doutrinador que mantém um portal onde vários blogueiros postam a quase uma década os artigos mais extremistas possíveis e uma equipe de advogados mantém a linha das postagens para evitar problema. De vez em quando um radical abre as asas e desvincula teoricamente do grupo com intenção de cruzar a tênue linha do crime e da liberdade de expressão.

Em relação a islamização preparem-se porque o Brasil está na lista. Já entrou no país mais de 20 mil refugiados diluídos em vários estados. Só que agora alguns acordos que a mídia PIG não está divulgado deverá permitir a entrada de pelo menos uns 50 a 80 mil pessoas no próximi mês. Aqui na minha cidade eu já estou vendo mulheres andando com o véu islâmico. No longo prazo isso vai ser uma bomba social, imagina um cara desses chegar em casa e encontrar a família vendo um programa do tipo Esquenta da Regina.

Kittsu disse...

O maluco ainda tá ganhando dinheiro em cima desses jovens que precisam é de tratamento psicológico, criando uma seita?
É... Tô vendo que ele realmente se inspira no Charles Manson. Não acredito que esse povo se jogue no colo de um maluco desses a esse ponto.

Anônimo disse...

Mais da misoginia da direita, NOJO desses acéfalos https://www.facebook.com/MovimentoBrasilConsciente/photos/pb.140388632812520.-2207520000.1441577594./312482678936447/?type=3&theater

Zero disse...

anônima de 18:04

vamos com calma. não me acho dono de verdade alguma, apenas dou minha opinião como qualquer outra e aceito criticas.

sobre o meu comentário sobre o "viagra feminino":

é um tipo de indireta, imposição sim. é sempre sob o argumento de que mulheres são "frias" e precisam de "estimulo" (seja até por remédios) pra "se soltar" mais.

é minha opinião apenas.

eu nunca falei que não "admito" algo. apenas disse que não compreendo como um homem ou o corpo masculino pode proporcionar algum prazer à mulher.

e citei os muitos casos de mulheres agredidas ou ofendidas que continuam gostando ou fazendo sexo com homens. e nada mais. tive abordagens infelizes, é fato.

e eu não falei que não mudei de opinião, apenas frisei que toda critica a sexo tem represálias de qualquer parte. (respectivas a cada critica)

o que tu citou como "exageros" podem ser, de fato. mas acontecem, com varias mulheres por aí. só por não ser "regra" não anula os casos isolados.

eu não brigo mais por isso, não discuto mais por isso. (não como antes).

não vai mudar nada, não conseguirei ajudar ninguém, e não deixarei nada assim me consumir, até porque nunca fiz sexo.

se vocês são felizes assim, quem sou eu pra dizer que não? não tenho o objetivo de controlar de ninguém, cuido de mim apenas. é só opinião, como qualquer um.

só mais uma observação, todo "consentimento" pode ser minimamente influenciado, seja este relativo a qualquer coisa. (influencia de pessoas, de mídia, de família, etc.)

Anônimo disse...

Você compreende como uma mulher ou um corpo feminino pode te proporcionar prazer? Pois então, do mesmo modo, para as mulheres héteros um homem ou um corpo masculino pode proporcionar prazer.

Vic disse...

Só dá pirado nessa caixa de comentários! Parece ameaça de filme de terror B. Eu, hein?

Vic disse...

Hoje os comentários tão especiais...

É cabeça de pênis lapidando diamante.

É conspiração muçulmana pela dominação global.

É sexo maléfico.

É seita dos seguidores do búfalo mágico.

É a criatura que acha o sexo maléfico expondo teoria sobre o comportamento sexual feminino pra depois dizer que é virgem.

Por favor, comentem mais. Mais um pouco e dá pra mandar essas ideias pro Chuck Palaniuk pra ver se sai um livro.

Zero disse...

obrigado por me colocarem no mesmo balaio de conspiratórios anti-árabe e misóginos do grupo de batutinhas de 30 anos "búfalos"... valeu mesmo.

é o que digo há tempos, critique sexo e serás uma das piores pessoas do mundo.

"pra depois dizer que é virgem".

quem comentou primeiro, já sabia disso, creio eu, pois mencionou comentários meus antigos aqui no blog.

já me disseram que é por não ser gay nem mulher, que não compreendo isso. não vejo como, é minha opinião. é difícil assim ?

não quero controlar ninguém, querem fazer sexo, façam. não é da minha conta. se vocês conseguem ver tanta qualidade assim num homem, ótimo. melhor pra vocês.

que loucura como vocês brigam pra defender homem ainda, ou são trolls. vai saber, que seja... não muda minha vida.

Zero disse...

" É a criatura que acha o sexo maléfico expondo teoria sobre o comportamento sexual feminino pra depois dizer que é virgem. "

não entendi seu ponto, o que o fato de eu ser virgem anularia algo do que eu disse?

creio que, embasado nos meus argumentos. se eu não fosse virgem, eu seria hipócrita, certo? mas vai saber...

Kittsu disse...

...Acho que lembro do Zero, não é o assexual que comentava aqui a quase 1 ano?

Zero disse...

faz poucos meses, Kittsu. não tenho vergonha de mim. e não são poucos que usam ou acham que "virgem" ou "assexuado" é ofensa ou motivo pra vergonha...

só expus minha opinião, e fui educado dessa vez, creio eu.

Anônimo disse...

Não acho que você esteja com más intenções, mas PARE porque ta feio. Mulher heterossexual gosta de sexo com homem SIM e isso que você ta fazendo é repressão.

Você não entende porque você acredita que todas as pessoas tem a mesma sexualidade que você, mas vou te contar um segredo: existem pessoas com sexualidade diferente da sua.

Se for pra ignorar a lógica e o bom senso, eu também posso dizer que não entendo como existem lésbicas e homens heterossexuais, pois apesar de eu poder achar o corpo das mulheres lindo, eu não sinto atração nenhuma, isso não significa que outras pessoas não possam sentir.

Sexo NÃO é maléfico para as mulheres, estupro que é.

Kittsu disse...

Ué, você é o unico que se denominava assexual a ponto de isso ser um "ponto de referência" pra se referir a você. Eu não lembrava do nome, quer que eu me referisse como? "o moreno sarado"? (Não, esse é o Thomas). "o galego de pantufas"? "o marciano verde"?????
Tu tá se sentindo ofendido de graça.

Mas eu nunca mais vi, mesmo, é o maionese. Não que desse pra identificar.

Zero disse...

eu já disse que não quero controlar ninguém, não sou "pai / mãe" de ninguém. só comentei aqui como tantos outros. é só a minha opinião, não é um movimento.

não tenho intenção de mais nada. e nem tenho objetivo de reprimir ninguém, apesar de que, na minha visão, sexo não é "libertação" de nada. recusa-lo sim. e que os reais opressores sejam os que fazem sexo com vocês. mas enfim, é só minha opinião, não quero ser odiado por isso. e nem ser tratado como um "Hitler" por isso.

é claro que existem pessoas diferentes de mim, isso é óbvio. nunca falei que não tolero ninguém, é só minha opinião, que é diferente, assim como os outros são diferentes de mim. simples.

eu não critico apenas o sexo "hétero". o sexo em si, também. só nem vou comentar nada pra não ser mais "odiado" ou criticado. kk

é claro que você pode dizer o que você quiser, entender ou não o que tu quiser, a diferença é que eu pelo menos não vou te criticar por isso. kk

como falei antes, eu não estava sendo sarcástico. se vocês acham TÃO bom assim, e que homens são TÃO bons assim, melhor pra vocês. não é dá minha conta, ninguém me deve satisfação e nem quero isso. kk

Zero disse...

tá tudo bem, Kittsu. eu mesmo disse que não é ofensa pra mim, só comentei que muitos usam "virgem" pra "xingar" alguém... kk

Danilo Muller disse...

primeiro que lesbicas não existem pelo menos nunca vi nenhuma-a maioria transa com homem-vive beijando homem e mesmo assim se dizem lesbicas e voce nunca vai entender porque o mundo não gira em torno do que voce gosta na verdade o mundo não gira pra ninguém- alguns homens forçam mulheres a transar e elas acham isso normal porque é o sexo hetero isso não é estupro? 20:46

Anônimo disse...

Mds, agora que eu lembrei que o blog da Lola é cheio de doido e os comentários só são para ler e dar risada, tristeza viu... rs

Zero disse...

tá aí um exemplo. ele AFIRMA que "lésbicas não existem".

eu nunca fiz nada parecido. eu falo sobre como eu vejo, e não que isso é a única verdade, ou algo assim.

não me ponham no mesmo saco.

eu sei que vocês tão acostumadas com figuras assim, mas eu não pertenço a nenhum grupo...

lola aronovich disse...

Danilo, vc estava parodiando alguém ou sua opinião é mesmo "Lésbicas não existem" porque "pelo menos eu nunca vi nenhuma"?
Pega mal passar um vexame desses em público.
Já são dois (vc e o Gentili) difamando o nome Danilo. Pega leve, cara.

Danilo Muller disse...

lola eu digo lesbicas nao existem porque todas que ja conheci até as famosas transam com homens e se dizem lesbicas- isso por acaso é ser lesbica?eu fico pensando como deve ser uma merda ser lesbica nao tem nenhuma mulher que namore outra mulher seriamente o pior imagina com quantos homens essa mulher "lesbica" ja transou e os "mascus" reclamando que não pegam mulher.

J.M. disse...

"primeiro que lesbicas não existem pelo menos nunca vi nenhum"

---> Caso grave de medição do mundo pela própria régua. Nunca vi uma lésbica "verdadeira", então lésbicas não existem...

Tenho uma notícia aqui da Terra: sim, elas existem, já conheci várias, inclusive um casal aqui na minha cidadezinha de interior...

Anônimo disse...

Meu Deus; esse movimento feminista está se tornando cada vez mais ridículo e enlouquecido,querem fazer censura agora com obras artísticas alheias?Querem ditar qual o conteúdo da expressão artística alheia?O q não se enquadra na ideologia do feminismo é errado e tem q ser boicotado?É sério isso produção?A musica desse homem me parece lixo, agora eu querer silenciá-lo me parece uma atitude ainda mais lixo, dentro do q eu li no post não vejo motivos de fazer todo esse estardalhaço, quem não curtiu não ousa, não compre o CD, não vá aos shows, e parem de histeria, q bando de hipócritas!Comunistas; o q mais se pode esperar deles.

J.M. disse...

Mascuzão alucinado das 21:42

Mostra aí a parte do post onde a autora pede censura a essas "obras artísticas".

lola aronovich disse...

Nossa, Danilo, vc e o Gentili estão acabando com a reputação do seu nome.
Sabe, dizer que lésbicas não existem porque nunca viu uma é meio como dizer: "Livros não existem. Eu pelo menos nunca li um". E isso que teve dia da visibilidade lésbica na semana passada... Não deu pra aprender nada mesmo?
Se vc continuar aqui no blog por mais uma semana, TALVEZ vc aprenda alguma coisa (eu tenho muita fé). Vou publicar um guest post de uma mulher lésbica (they live!) e também uma tradução muito interessante sobre como de repente transar com alguém do mesmo sexo não faz pessoa gay ou lésbica. Vai fundir sua cabecinha.


Anon das 21:42, favor sair daqui do blog sem bater a porta. Grata.

Danilo Muller disse...

ridiculo é todo hora um babaca vim defender outros babacas- é serio produção que machismo é obra artistica? anonimos covardes que se escondem atras do computador: o que mais se pode esperar deles.

Zero disse...

é sempre o outro que é o único censurador. quando extremistas religiosos querem censurar, através de panelinha no congresso federal, tudo aquilo que não condiz com seus "princípios" todos tem de aceitar calados, ou do contrario são imorais e coniventes com diabo...

mais do mesmo...

Danilo Muller disse...

Realmente lola transar com alguem do mesmo sexo não faz ninguem hetero ou gay(os homens gays tenho duvidas) por isso tenho pena das lesbicas imagina ter que namorar mulheres que namoram não sei quantos homens- horrivel...

Anônimo disse...

Como tem babaca nesse mundo:

O ator Damon Wayans, famoso no Brasil por estrelar a sitcom “Eu, a patroa e as crianças”, fez comentários polêmicos sobre as acusações de estupro que o comediante Bill Cosby recebeu. Em sua participação no programa “The breakfast club”, ele comentou sobre a situação: “Eu só não consigo acreditar nisso tudo. Para mim, é uma busca por dinheiro”.

Anônimo disse...

Wayans também disse que acha estranho algumas mulheres terem demorado tanto tempo para denunciar a história. O ator não parou por aí em sua defesa. Ele ainda agrediu verbalmente as mulheres: “Algumas delas, sério, não dá para estuprar. Eu as olho e penso: ‘Não, ele não ficaria com ela’”.

Danilo Muller disse...

22:16 não me surpreende tem muito homem que defende estupradores eles acham que defender estupradores é se defender olha ai homens se comparando a estupradores depois chamam as feministas de feminazi-digo mais percebeu que ele fala como se bill cosby fosse lindo-superior a essas mulheres?a feiura do homem não é tao criticada quanto a da mulher essa mulher pode ser uma artista amada mas sempre vão olhar para a beleza dela e não para o trabalho-olha ai o vinicius de moraes era feio mas ninguém ligava pra isso o importante era as poesias dele mas com a mulher não existe isso- enfim o ator damon Wayans pode ate ta defendendo ele por achar que esse ataque ao bill é porque ele é negro.

Anônimo disse...

Danilo, qual é a sua? Você é feministo ou o que? Depois de dizer que lésbica não existe ainda quer pagar de não-machista?
Pegue seu banquinho e saia de mansinho.

Anônimo disse...

*feministo=machista encubado

Lembrando que não existe homem feminista então esse termo é uma ironia.

Só explicando.

Zero disse...

anônimo 23:27

vou ter que concordar, em partes. eu me considerava feminista. até que conversando com feministas até de misógino fui chamado. e notei que sou mais pra femista que feminista de fato.

PS: não estou de piada.

Kittsu disse...

Você me parece mais zen, zero.
Continua com algumas ideias meio de bobrinha, mas parece mais tranquilo. Que que rolou nesse meio tempo?

Zero disse...

obrigado.

epifanias, Kittsu. sempre que posso tiro momentos para reflexão, para ficar só com meus pensamentos.

apesar de já dadas muitas vezes como erradas, não creio que minhas ideias são lá muito prejudiciais a alheios. pois não pretendo "tira-las do papel". é apenas um compartilho de fragmentos de minha visão sobre certos assuntos.

eu vejo as mulheres como abstratas, inalcançáveis. por isso que sinto pena de vê-las com seres que vejo como "inferiores".(no sentido de não merece-las) junte isso com complexo de inferioridade, e o resultado são as minhas rechaçadas ideias.

o ponto é que, eu vejo os homens de um modo, e me intriga como vocês não veem igual, apenas isso. não há nada de ódio, ou ataque a ninguém.

não acho assim tão condenável eu sentir pena de mulheres que fazem sexo. eu não as estou julgando, como machistas fazem. é apenas um sentimento de pena, apesar de pena não ser exatamente a palavra, e sim mais uma sensação de "porque ela faz isso com ela mesma?".

até porque há sim, mulheres que sofrem na mão de homem. não digo que isso me dá base ou razão, só não vejo como lá muito surreal, como muitas "ideias" que vemos por aí.

Rafael Cherem disse...

Jà ouviu falar na Cabana do site papo de.homem?Esse negocio é velho e ridiculo

Kittsu disse...

Você não gosta de ser homem?

O que causa essa repulsa toda?

Zero disse...

é um pouco complicado de explicar, mas vou tentar.

eu não tenho repulsa de mim mesmo ou de ser homem. não definia como repulsa, e sim como um pouco de complexo de inferioridade. eu não me vejo como "merecedor" de uma mulher.

falando de forma "crua". a mulher é de fato "invadida" pelo homem. e eu não vejo razão alguma pra ela permitir isso. e nem me refiro a parte "social" (o homem julga-la depois, espalhar intimidade, etc.) falo do aspecto físico mesmo.

o corpo é dela. porque permitir tal abuso?

como nunca me relacionei com nenhuma, eu apenas pensava:

"ok. tudo bem. mas porque elas não fazem o mesmo com eles? porque não conseguem vê-los como são (ou como eu vejo, no caso) como eles conseguem ?".

e não. não é relativo ao masculismo de "se faz com ele tem que fazer comigo".

eu não ligo pro fato de não ter o mesmo. só o que me intriga é o mesmo não ocorrer com todos. de como vocês não conseguem "recusar" e se "livrar" desse abuso / imposição.

eu não conseguiria conviver com o ato de ser "invadido" e nem de "invadir" ninguém.

é só isso. não julgo ou condeno ninguém. só compartilho minha visão da situação, como qualquer um que tenha a sua.

e diferente do masculismo, vejo a mulher como vitima da situação, e não o contrario.

Anônimo disse...

Beneficio mesmo tiveram a Franca e Inglaterra roubando o petroleo destes paises e provocando isso. A Europa coloniza o mundo inteiro e agora vamos defender os algozes? Francamente.

Anônimo disse...

Simples, porque penetração dá prazer, por questões fisiológicas/anatômicas mesmo. Tanto é que existem vibradores e consolos disponíveis por aí que dão prazer através da penetração. Se mulher não sentisse prazer com isso, só ia existir vibrador pra clitóris. Agora nem todas as mulheres alcançam orgasmo com penetração, fato, mas a "lógica" do sexo penetrativo é essa aí que eu expliquei. Fora que penetração também causa prazer ao pênis do parceiro, e é excitante ver seu parceiro sentindo prazer com você, saber que você proporciona prazer a outro ser humano. Tudo isso pode ser resumido numa palavra: tesão. Tesão por pênis, por penetração, pelo corpo masculino, em ver o outro sentindo prazer. Tudo isso causa prazer em mulheres héteros, uma coisa chamada orgasmo (quando o sexo é bem feito, claro). Sobre o corpo masculino: do mesmo modo que vc sente atração pelo corpo feminino, mulheres héteros sentem pelo corpo masculino. É natural isso aí, não tem que ficar entendendo a sexualidade dos outros, ficar pensando "ah porque fulano acha aquilo atraente? eu não acho" - não cara, não é assim que funciona. Tu não vai entender nunca porque aquela pessoa sente atração por corpos masculinos porque essa não é a tua sexualidade, vc vai no máximo aceitar que elas acham atraente porque acham e acabou, não tem que inventar mais "porques" nessa história. Ou você consegue explicar racionalmente porque sente atração por corpos femininos? É porque eles são mais bonitos pro seu cérebro? Ué, nesse caso o cérebro das mulheres héteros acham o corpo masculino mais atrante. É isso, não tem que ficar inventando coisa. Mulher não é inferior porque exerce sua sexualidade em busca de prazer, entenda isso.

Anônimo disse...

Corrigindo a última frase, pra vc não dizer que eu distorci as coisas, como certamente ia dizer: "Mulher exerce sua sexualidade em busca de prazer, inclusive com penetração, e vc não tem que ter pena por causa disso".

Eu falei "inferior" anteriormente porque pra mim quando alguém tem pena de algo, essa pessoa considera aquele algo como inferior. Mas ok, vc vai dizer que não é isso, então nem precisa rebater esse ponto, é só questão de opinião mesmo.

Anônimo disse...

Bom, tem um jeito mais racional ainda de explicar. Analisando "friamente" as coisas: vc sente prazer se masturbando, certo? E sente prazer porque há um movimento de fricção no seu pênis, a mão provoca essa fricção e vc regula a velocidade, pressão, etc, até atingir o orgasmo, normalmente quando goza. Agora porque você sente prazer assim? Já parou pra se perguntar? Afinal, num universo paralelo você poderia muito bem se masturbar só aquecendo o pênis, sem fricção nenhuma. Ou também poderia simplesmente apertar ele, sem fazer outros movimentos com a mão. Enfim, haveria infinitas possibilidades de masturbação.

Mas voltando ao nosso universo, do mesmo modo que a sua masturbação ocorre, a mulher também pode sentir prazer com um movimento de fricção nos órgãos genitais. E esse movimento de fricção pode ser no clitóris ou na vagina. Isso mesmo, fricção em uma parte interna do corpo pode causar prazer. Porque? Questões anatômicas e fisiológicas, porque o organismo da mulher evoluiu pra ser assim. Agora Deus ou evolução, você escolhe. No caso da evolução deve ter sido para garantir fecundação interna, que aumenta a taxa de fecundidade, ao contrário da fecundação externa (por exemplo, dá uma lida na cópula dos sapos que vc vai entender as desvantagens desse tipo de fecundação http://www.infoescola.com/animais/reproducao-dos-anfibios/).

Isso também explicaria porque você sente prazer através de fricção no pênis: é um estímulo para que ele penetre no órgão genital da fêmea (que evoluiu para ser penetrado mesmo e causar PRAZER com isso, NÃO DOR; afinal, como a espécie sobreviveria se as fêmeas tivessem repulsa a cópula?). Por isso o cérebro de homens hétero sente atração por corpos femininos, e o cérebro de mulheres héteros, por corpos masculinos: é a evolução conspirando para que os órgãos genitais de cada um entre em contato um com o outro e garanta o sucesso reprodutivo da espécie, pois a fecundação interna é mais vantajosa que a externa.

Por último, eu falo que penetração "pode causar prazer" porque nem todas as mulheres sentem orgasmo com penetração, e existem N motivos pra isso, mas a "normalidade" entre as mulheres é sentir prazer com penetração se o sexo for bem feito (e nem precisa ser hétero pra isso, muitas lésbicas também fazem sexo penetrativo, mas não vou me aprofundar nisso).

Danilo Muller disse...

voce deve ter chegado agora nunca paguei de feminista mas nao sou aquela pessoa que diz nao sou machista nem feminista digo apenas a verdade se a verdade é feminista nao me incomoda 23:26

Zero disse...

ok. tudo bem. só acho um pouco arriscado defender homens assim, mas é sua opinião.

se pelas razões biológicas "faz sentido" fazer, pelas sociais não.

e a quantidade de mulheres infelizes com sexo / homens ?

e as mulheres que desenvolvem algum tipo de transtorno como ninfomania ? não é saudável nem natural.

há sim mulheres que sentem dor sim. e você mesma afirma o alto numero das que não sentem prazer algum.

você falou sobre as relações entre os animais, ok. mas somos racionais, vocês podem dizer não. existe toda uma sociedade que pode de livrar disso.

se um homem insistir como os animais fazem no cio, é crime. o meu ponto é que vocês podem acabar com isso SE quiserem. não quero obrigar ninguém a nada, é só uma opinião.

e já que citastes os animais. a fêmea também não é lá "fã" do ato, é só no cio e mesmo assim não parece ser muito agradável pra ela.

sobre a parte da fecundação. ok. mas como falei, estamos num nível acima disso. não é porque algo é natural que automaticamente é "bonito" ou agradável.

e sim. o ponto que feministas me criticam é porque veem minha opinião inferiorizar a mulher quando digo que sinto pena. já tentei explicar que não é esse o ponto, mas não deu.

tudo bem. eu tenho a consciência tranquila. eu não participo disso. e isso me faz me sentir bem, não "superior" ou algo assim. apenas bem comigo mesmo.

CG disse...

Raven, pensei a mesma coisa! Eu nunca ouvi falar desse cantor, mas não fui ver exatamente para não dar view para ele! Mesmo pq, vendo pela letra da música, acho que a melodia não me agradará.

Anônimo disse...

Não defendo homens, e sim o direito da mulher exercer a sexualidade dela sem outra pessoa ter que sentir pena dela.

Sexo é bom, dá prazer. Fortalece laços sociais, se não for sexo casual. As mulheres que você citou com problemas no sexo são minoria, e do mesmo modo existem homens com problemas no sexo (ejaculação precoce, impotência, etc). É verdade, a gente pode dizer não, e sempre vai dizer quando não estiver a fim. Estupro não é sexo, em momento algum defendi "sexo forçado" como no cio dos animais, como vc mencionou. Nós somos mais que isso, pra isso existe algo chamado consentimento, e foi ao sexo consentido que me referi nos comentários anteriores.

Agora porque dizer não sempre, deixar de fazer sexo com penetração, se é algo bom, que a pessoa gosta? Sabe, teus argumentos partem do pressuposto que homens são uma coisa muito negativa, mas isso não se sustenta sempre, porque o feminismo luta contra o machismo e não homens. Refutado teu pressuposto, o resto dos argumentos não fazem sentido nenhum. Imagina que você tem um companheiro que te ama, ou trata bem, não é machista e sabe te levar ao orgasmo com penetração. Você está a fim de fazer sexo mas vai dizer não porque mesmo? Por que uma ideologia abstrata te diz que homens no sexo hétero reforçam o machismo, quando na prática isso nunca ocorreu entre vocês? Não faz sentido.

Danilo Muller disse...

Zero as mulheres e fêmeas não gostam tanto de sexo quanto os homens e machos fato. isso porque as mulheres são mais emocionais o emocional age até nesse momento mas as feministas odeiam ouvir porque adoram glamurizar o sexo- parece que dizer que homem é mais viciado em sexo significa dizer mulheres são inferiores a homens.

Zero disse...

anônima 15:46

você em partes concorda com o que digo sem perceber. se homens não fossem tão negativos, não haveria mulheres se queixando dos mesmos todos os dias, apenas veja os relatos de mulheres aqui, e em outros tantos lugares.

se você mesma concorda que as mulheres, diferentes das fêmeas animais, podem recusar, então porque se deixam estar na mesma posição delas? ok. você alega que é bom, apesar dos riscos, não só doenças, mas como ser julgada e ofendida depois.

você que sabe, eu já disse antes, não quero controlar ninguém e nem ter a "verdade absoluta", é apenas uma visão alternativa.

os próprios homens já se põem como negativos, apenas note como gays "passivos" e mulheres são julgados por se "submeter" a tais criaturas (homens). não fui quem "inventou" isso.

o fato de o homem levar a mulher é irrelevante. pois masturbação também leva e tem zero consequências.

"vai dizer não porque? por ideologia".

não porque é o meu corpo. pensei que fosse óbvio. porque eu deixaria alguém me "usar" ou me "invadir" quando posso ter prazer sozinho se quiser ?

mas como já falei, espero que não me "odeie" por ter essa opinião, não quero ditar absolutamente nada, só compartilhar minha opinião.

lola aronovich disse...

Não, Danilo, nada a ver o que vc disse. A gente não gosta de ouvir que homem gosta mais de sexo do que as mulheres simplesmente porque não é verdade. Aliás, não sei se vc sabe, mas faz uns tempos o senso comum dizia exatamente o contrário -- que as mulheres é que são insaciáveis. E vc sabia que a gente tem um troço chamado clitóris? GOOGLE IT. Quando homens tiverem um órgão cuja única função seja o prazer sexual, me avise, por favor.

Anônimo disse...

Mulher mais emocional? Qual o pefil de quem pratica mais crimes? Estupros? Terrorism por religiao? Serial killer? Agora, qual o perfil dos estudantes das universidades? Ate a Arabia saudita ten maioria feminina nas universidades...homem ,emocional e estuprador, a mulher, racional e correta.

Anônimo disse...

Danilo Muller, esta no blog errado, volte para o redtube

Anônimo disse...

Prefiro me masturbar sozinha do que dormir com qualquer homem. Sao inuteis e inferiores para mim.

Danilo Muller disse...

a natureza da mulher em si já é emocional e muito mais piedosa do que a do homem, quando eu vejo casos de mulheres que cometem crimes assassinatos percebo que até nisso elas são menos crueis que os homens é impossivel mudar o que é biologico- enfim o que tem de errado nisso? porque tanto odio ao prorio genero? vcs deviam amar isso porque faz parte do genero de vcs não é inferior e é superior em algumas caracteristicas e lola como voce o fato de tantos homens dizerem que mulheres nao gostam de sexo? eles dizem isso atoa? se as mulheres gostam tanto de sexo assim porque nao demonstram? porque nao procuram "prostitutos" que nem os homens? mas isso nem devia ser importante devia ser um detalhe infelizmente o sexo é super valorizado.

Danilo Muller disse...

18:19 se voce nao for um troll chore porque voce é minoria de mulheres que pensam assim.

Anônimo disse...

Se todos os homes tivessem a cabeça decepada, o mundo seria bem melhor para mim. Danilo Muller, porque os homes relutam a aceitar que são as maiores decepções do mundo? Que a maioria do a problem as do mundo vem de vocês? É melhor fazer um a inseminacao artificial e ter um a FILHA sozinha.
Obs; porque homem não gosta de see chamado de estuprador? A natureza masculina é estupradora.

Vicky_ disse...

Já estou por aqui com esse Danilo, quando dizia que lésbicas não existem era insuportável o bastante, mas ele continua vomitando MAIS senso comum. Sério que não seria melhor apagar esse Bullshit? Já há muito disso na Internet.

Só espero que ele fale essas merdas no offline também, assim as mulheres de perto já vão saber que é melhor manter alguns quilômetros do indivíduo.

Danilo Muller disse...

Isso nao é senso comum- sabe o que é biologia? e pela milesima vez eu digo que lesbicas nao existem porque as mulheres que namoram com mulheres transam com homens vivem beijando homens diga vcs a elas que isso nao é ser lesbica.

Anônimo disse...

Danilo Muller, respond a a pergunta da anon 18:47. Ela falou sobre a biologia estupradora do homem.

Anônimo disse...

Esse Danilo só sabe enxer o saco, não vale a pena responder aos posts.

Quanto a esse tal de Zero, eu me enganei, achava que ele era apenas mal informado e estava querendo melhorar, mas mais parece aqueles nerds machistas que não aceitam estar errados e ficam inventado picuinha até não poder mais.

Anônimo disse...

Ten medo de aceitar a natureza do homem, danilo? As meninas estupradas pelo estado islamico mandam lembranças.

Zero disse...

anônimo 19:32

responder educadamente os comentários a mim destinados é "picuinha". eu não sabia.

mas me diga como posso melhorar? me calar? até concordo. mas se for me tornar o chamado "homem normal" não vejo melhora nenhuma, e sim um declínio.

bem, se eu sou machista, imagina os homens "normais" que ainda tem benefícios de vocês... vai ver eles que estão certos, né? vai saber....

Anônimo disse...

Diva

Poha Danilo Müller

Vc é um cara MUITO contraditório!!
Uma hora elogia a natureza "supostamente" mais piedosa do que dos homens(piedosa não é defeito, mas acredito que não tenha a ver com gênero) e outra hora fala MERDAS colossais como "mulher não demonstra que gosta de sexo" e "não existe lésbicas".

Primeiro mesmo em pleno século XXI a educação de homens e mulheres é bem diferente, negativamente falando. Mulheres tem tanta libido quanto homem mas educação repressora é o que faz com que nós mulheres não demonstremos esse desejo e libido. Segundo, muitas mulheres contratam serviço de homens de programa, mas tem coisas MUITO mais importantes que comprar o corpinho de alguém, se é pra gastar dinheiro sendo solteira, viúva, divorciada e até casada, melhor comprar vibrador ou boneco sexual que pagar um estranho apenas pra desfrutar do corpo dele numa relação vazia.

Terceiro, para de resumir seu conceito de mulher em filme porno cara!!!!
Mulher de filme porno trepa com homens e mulheres porque a pornografia é pró público masculino criar a ilusão de bobos como vc acreditarem que mulher que transa com mulher tb curte homem! A pornografia só te vê como mais um otário!!
Vou te explicar, há gays que já transaram ou até às vezes transam com mulher, há lésbicas que transaram ou as vezes transam com homens, como há gays que só transam com outros gays e lésbicas que só transam com outras lésbicas.
Uma conhecida do meu irmão super masculinizada, super machina já transou com caras e tenho uma colega do trabalho BEM mais feminina do que eu(que apesar de nunca transar com mulher, uso tênis, camiseta de hip hop, boné, e muitos me acham um moleque, incluindo até meu marido, kkk). A mulfer adora maquiagem, só usa vestido e salto alto e NUNCA transou com homens, até a primeira vez dela foi com mulher.
Não fique cultuando tanto o "valor da piroca" pq até mulheres heteros como eu, valorizam a carreira, o carro(o meu, claro), lazer como cinema, viagens e Comic Com e sim, tem um tempo pra curtir uma piroca(no caso, a do meu marido), mas pense vocês homens heteros podem gostar muito de mulher, mas tem espaço pra trabalho, pra cerveja, carro, futebol, etc, não vivem em volta de uma xota 24 horas por dia, então pq vc acha que a "piroca" é o centro do universo feminino?! WTF man!!!
Se nós heteros não vivemos pela piroca, MUITO menos as lésbicas que na maioria não curtem e bem querem experimentar.
E quanto às famosas, umas são bissexuais(sim existe essa categoria tanto pra mulher quanto homem), outras só experimentam relações gays, e outras só querem aparecer. Cada um faz o que quer da vida, desde que não prejudique outros.
Mas, o importante não é basear seus conceitos em filmes pornôs nem revistas de fofoca ok? Expanda sua mente, sua mentalidade é muito pequena.

Anônimo disse...

Diva

Correções (estou usando celular).

Mulher não "mulfer" kk.
Machona NÃO machina!
Nem querem experimentar, e NÃO o "bem querem".

Gabi disse...

Mas aí já vem outra parte do machismo que não foi falada aqui ainda (talvez até alguém tenha falado, mas eu não vi) que é a questão da sexualização/objetificação do corpo da mulher. Se um homem tá num show/balada aberta e tira a camisa pra dançar ele vai ser simplesmente um homem dançando sem camisa e todo mundo vai deduzir que é porque ele tá com calor e não que ele tá se oferecendo. Ele pode até "se oferecer" pra algumas pessoas enquanto dança mas aí vai da atitude dele, o fato de ele tá sem camisa não automaticamente significa que ele tá querendo pegar/ser pego. Já uma mulher que vai pra uma balada com roupa curta e começa a dançar, seja rebolando ou não, já é julgada/chamada de puta/tá querendo seduzir os homi tudo. Imagina se a menina tá lá com uma blusa normal de algodão dançando, fica com calor e tira a blusa como os caras fazem... Ía ser o apocalipse. E por quê? Porque o corpo da mulher é visto como objeto sexual. E isso é fruto do machismo.
É aí que tá o 'x' da questão. Se a mulher que usar o corpo dela de forma sexual (inclusive com várias pessoas) ela tem todo o direito porque o corpo é dela e ela faz com ele o que quiser. O que não dá é olhar pra o corpo das mulheres de forma sexual só porque elas são mulheres que é o que o machismo faz.

Danilo Muller disse...

nao tem nada de contraditorio nos meus comentarios tudo que vc citou nao tem ligaçao uma com a outra entao onde esta o contraditorio? onde eu disse que ser piedosa é defeito? vcs sao muito neuroticas tudo associado a mulher pra vcs é ruim isso é o genero de vcs aceitem- e sim- ser piedoso tem a ver com genero vcs que sao ingenuas demais- nao acreditem nessa de todos sao bons independente do genero porque antes disso tem que olhar o biologico- olhar esses comentarios me deixou chocado em ver como algumas feministas sao burras sem argumento ficam so nessa todos sao bonzinhos "o mundo é lindo" os homens gays nao ficam com mulher nem pagando isso que é ser homossexual- por isso digo lesbicas nao existem porque todas transam com homens desde quando isso é ser lesbica? transar com homem é ser lesbica? entao todas as mulheres do planeta sao lesbicas as lesbicas sao chamadas de frustradas por esse mesmo motivo ficam com homem depois ficam com mulher depois dao uma de louca e voltam pra homem- claudia jimenez curtiu esse comentario e lola por favor nao deixe essa "diva" comentar nunca vi um ser falar tanta merda- nao sei como ela consegue ser tao preconceituosa.

Mila disse...

Seria legal discutirmos aqui um dia sobre essa onda misógina que vem tomando conta da música brasileira, especialmente do "sertanejo universitário" e alguns tipos de arrocha. Podem reparar que a maioria trata mulher como objeto, com menos valor até que um carro. Os temas dessas músicas são centrados no público alvo: homens brancos de classe média: bebidas, baladas, mulheres, carros. O pior é que muitos jovens repetem esse discurso vazio e buscam esse estilo de vida.
Pagode baiano e funk também são outros tipos de expressão musical altamente misóginos e preconceituosos, mostrando que misoginia também vive aparecendo entre os pobres.

lola aronovich disse...

Mila, seria muito interessante mesmo um post sobre isso. Vc gostaria de escrever um guest post? Eu me mantenho muito afastada da misoginia na música porque mal ouço música. Sertanejo universitário, por exemplo. Sei que está na moda, já ouvi falar, mas posso dizer que nunca escutei alguma canção desse gênero musical. Bom, fica o convite!

Anônimo disse...

Sacal esse cara...

Mila disse...

Escreveria sim, Lola, com muito prazer! Mas preciso ter um tempo para ler mais sobre o assunto.

Anônimo disse...

Diva

Pra Danilo, a "toda poderosa" Müller.
Vc não entendeu NADA do que falei! Vc é um analfabeto funcional!!
Falei que piedade não é defeito, é qualidade mas de qualquer ser humano não tem a ver com gênero. Entendeu agora ou quer que eu desenhe??
Querido nao venha pra este blog cagar seus conceitos de merda sobre o que é ser mulher, ser homem, ser homem gay e ser mulher lesbica!!
Vc que é um IMBECIL arrogante que se acha o "dono da razão".
Meu caro vc tem visão tão torta sobre sexualidade que desvaloriza o sexo feminino por mais que não admita!!
Tanto desvaloriza as mulheres que na sua concepção BURRA de sexo TODOS amam piroca (e se vc diz todos, tá incluindo vc tb).
Há muitos caras gays que já transaram com mulher e outros que são até casados e escondem que gostam de homens(eu conheci um colega que foi casado com mulher durante anos, teve filhos, e agora é separado e vive com outro homem).
Se não há lesbica e sim " mulher frustada", pq tem tanta mulher que larga homem pra ficar com mulher? Vc pode até argumentar que o contrário seria uma questão da mulher está "experimentando " mas se ela tem "a piroca" na vida e troca por xota, então sua tese de que "lesbica não existe" vai por terra sem falar que há mulheres, muitas até vem femininas que nunca transaram e nem querem transar com homem.
A Claudia Gimenez é uma pessoa, sou outra, fulana é outra por aí vai.
Umas experimentam, outras nem tem vontade(eu), umas são bissexuais e outras so gostam de mulher.
Eu "preconceituosa"?!! Me faça rir homem estúpido e misógino!! Kkkk :) :)
Vc só escreveu merda, baseada em pseudo teorias mostrando que não sabe porta nenhuma sobre mulheres sejam heteros e lésbicas!
Mas quer saber, nos dois temos uma coisa em comum querido, nós dois gostamos muito de piroca, mas só contrário de vc que gosta bem mais de piroca que eu, tenho meu trabalho, meu carro, meus bonecos dos Vingadores e coisas bem mais importantes na minha vida.
Ao contrário de vc baby, minha vida não gira em torno de piroca.

Anônimo disse...

"Pagode baiano e funk também são outros tipos de expressão musical altamente misóginos e preconceituosos, mostrando que misoginia também vive aparecendo entre os pobres. "

Isso vem desde a decada de 90, com o É o tchan, Molejo, Só pra Contrariar e aqlas letras de gosto duvidoso. Noutro dia tava ouvindo Zeca Pagodinho e me assustei com a letra “Faixa Amarela”
"...Mas se ela vacilar vou dar um castigo nela
Vou lhe dar uma banda de frente quebrar cinco dentes e quatro costelas"

Anônimo disse...

"Sacal contra feministas" - mulher vandalizar patrimônio público ou privado pode?

"Sacal contra mulheres" - ué, também não entendi isso, se o gênero que é a fonte de opressão social por que ele é reforçado?

O cara pode ser um tonto mas acho que essa tontice se espalhou no texto "contra a opressão" também.

Vic disse...

Zero, não se se você vai ler, mas dica pra você:

Sexo é legal, mas não é a coisa mais importante do mundo. Você está colocando o sexo num pedestal, quando na verdade a chave pra você entendê-lo é comparar com outras coisas divertidas.

Exemplo:

Digamos que sábado eu querira surfar. Vai dar o maior trabalho, vou ter que acordar cedo, dirigir até a praia, me encher de areia, ficar toda grudenta da água salgada, talvez me estressar com a piazada na água, passar frio e me queimar de sol. Pode ser que seja um desastre e eu não pegue onda nenhuma. Mas pode ser que seja ótimo. Só vou descobrir se eu for lá e fizer.

Sacou? Sexo, como tudo na vida, tem potencial para ser ótimo ou uma bosta. Eu posso tomar todas as precauções e ainda assim dar muito azar. Ou eu posso me surpreender positivamente.

Você deixa de fazer algo que você gosta porque tem chance de dar errado? Você deixa de ir no cinema pro resto da vida porque é caro, é longe, o projetor pode dar defeito, pode ter gente conversando alto durante o filme e você não gosta de pipoca? Não, né?

Ps. desculpa te colocar no balaio dos loucos. Só não entendi e continuo sem entender como você pode falar de como é o sexo para as mulheres com tanta propriedade sendo virgem e homem. Pra mim, esse é um campo em que a maior parte da experiência se adquire empiricamente. Já que você nunca foi mulher e nunca transou com uma mulher pra depois perguntar o que ela achou, não saquei de onde você tirou seus argumentos.

Ps2. Piazada = molecada

Zero disse...

Vic, eu não ponho sexo num pedestal, eu critico sexo por ele ser tratado de tal forma. Mas é só minha opinião.

Sexo tem inúmeras doenças. Eu não faço por achar que será só ruim. Eu considero desnecessário, de alto risco, e não gosto de exposição. Eu jamais ficaria nu na frente de alguém por exemplo, eu não fico nem sem camisa.

"Você deixa de fazer algo que você gosta porque tem chance de dar errado?"

1 - eu não gosto de sexo.
2 - algo que está "na cara" que dará errado eu evito sim.

"como você pode falar de como é o sexo para as mulheres com tanta propriedade sendo virgem e homem"

eu não disse "como é" ou que o digo é a única verdade. é apenas como eu vejo, minha opinião.

eu mesmo afirmei que não entendo como vocês podem sentir alguma atração por homem, não vejo nada de especial, inclusive em mim.

"nunca transou com uma mulher pra depois perguntar o que ela achou"

nesse ponto discordo, pois ela pode mentir, pra ambos lados. (que foi bom ou ruim).

"não saquei de onde você tirou seus argumentos."

reiterando, é apenas minha visão da situação em questão. eu não definiria bem como "argumentos" porque não pretendo justificar nada ou ter a razão final, apenas compartilhar minha visão.

não pretendo controlar ninguém, isso é ridículo. se vocês se sentem bem do jeito que estão, ótimo. não sou pai ou mãe de ninguém pra querer ditar nada.. kk

PS: sou gaúcho e entendi o "piazada".