quinta-feira, 17 de setembro de 2015

GUEST POST: DINHEIRO, BALADA E MULHER - O QUE O SERTANEJO UNIVERSITÁRIO DIZ SOBRE O FEMININO

O texto a seguir é de autoria da Mila, jornalista e comentarista frequente no blog, que já escreveu um outro guest post, também ótimo:

Antes de tudo, aviso às leitoras e leitores que não se trata de um post para proibir ninguém de ouvir e gostar de sertanejo universitário, apenas de fazer com que as pessoas comecem a pensar sobre os discursos que permeiam a mídia e a cultura brasileira e as músicas que ouvimos (gostando ou não).
Também não negaremos que a presença e a representação feminina em outros gêneros musicais não é problemática: no funk, no pop, no metal (gênero que eu mais escuto), na MPB. Todos mereceriam um post à parte. 
Escolhi falar do sertanejo universitário por ser uma vertente musical nova (anos 2000) que está amplamente presente nas rádios, na televisão, nas ruas. O sertanejo é um dos estilos musicais mais presentes entre os jovens no meio urbano. Já é o objeto de estudos acadêmicos tanto na parte de música, como de fenômeno de marketing, de cultura e de gênero.
Um dos motivos para apelo popular é a presença de artistas e públicos mais jovens, comparados ao público sertanejo romântico dos anos 80 e 90. Como utiliza elementos do rock, do pop e do axé, conseguiu romper os nichos tradicionais. Uma das estratégias de marketing também aposta na sexualização dos cantores. Transformá-los em sex symbols e marcar a performance pela sensualidade também é um dos atrativos para o público. Porém, existem exceções, nas quais os cantores fora do padrão de beleza também conseguem fazer sucesso. 
Uma das primeiras abordagens de gênero em relação à música sertaneja que tive foi numa aula de análise e opinião. O grupo de alunos analisou a música “Camaro Amarelo” (Munhoz e Mariano), que era o hit do momento. 
Eles apontaram um monte de coisas que muita gente tinha passado batido, como por exemplo, que o eu lírico da música ficou feliz com a herança do “velho” por resolver seus problemas com mulher, pois ele pôde comprar um carro de luxo e “escolher” mulher. Então, comecei a notar que o sertanejo universitário gira em três eixos principais: mulher, balada e dinheiro. Inclusive, já há estudos acadêmicos abordando esses três temas.
O dinheiro costuma aparecer no topo desses três eixos, simbolizando destaque e status, chamariz de mulheres e bens de consumo. Se “quem não tem dinheiro é primo primeiro de um cachorro” (“Vem Ni Mim Dodge Ram”, de Israel Novais) é claro  que quem não tem, não “pega mulher”. Nesta música, o personagem conta que conseguiu sucesso com as mulheres depois de adquirir uma Dodge Ram e uma Focker 280, pois a “mulherada ficou louca”. 
História parecida também foi contada em “Camaro Amarelo”, vingança à mulher que o esnobava. De posse de um carro de luxo, o sujeito agora está “doce igual caramelo”.
Mesmo quando o eu lírico da música não tem bens materiais, principalmente carro, exalta-se a capacidade dele de pegar mulheres. Em “Fiorino” (Gabriel Gava), há esse reforço de atrair mulheres mesmo com um carro popular. 
Já em “Lê Lê Lê” (João Neto e Frederico), o sujeito com o “cartão bloqueado”, “limite estourado” e que “não tem carro, tô de carona”, mesmo assim diz que pode fazer o “lê, lê, lê”, uma onomatopeia para atos sexuais.
O dinheiro também significa ir a festas boas e consumir bebidas caras. A balada funciona como meio de afogar as mágoas pegando mulheres ou como lugar fácil para pegação. “Balada”, de Gusttavo Lima, diz que “as mina pira quando a gente chega na balada, fazendo rodinha com copinho de cachaça”. 
A expressão “as mina pira” também é usada na música “As Mina Pira” de Fernando e Sorocaba para se referir a uma festa no “apê do Guarujá” onde as mulheres vão beber e daí vai ficar “fácil de pegar”. 
É constante aparecer situações em que o sujeito vai para a balada como forma de esquecer um relacionamento e se gaba de estar rodeado de mulheres. Em “Beijo me Liga” (Michel Teló), o cara diz que a mulher o esnobou e que agora ele está curtindo a noite. 
Mas o foco não é conquista amorosa como na geração anterior do sertanejo, marcada pelo romantismo e a “dor de cotovelo”. É uma conquista sexual, conforme as onomatopeias e expressões usadas para isso: “Eu quero tchu, eu quero tchá” (João Lucas e Marcelo), "Bará, Berê" (Cristiano Araújo), ou "Lê Lê Lê". 
Em “Chora, me liga” (João Bosco e Vinícius), ressalta-se que o personagem não quer se apaixonar e sim ficar. No entanto, a mulher com quem ele fica se apaixona e chora e implora por seu beijo de novo. 
Em “Dez Mandamentos do Amor” (Eduardo Costa), o personagem da música lista dez mandamentos para “conquistar uma mulher”. Porém, é revelado no final da música que a intenção é apenas sexual, pois ele promete ligar no dia seguinte e deixa a moça esperar.
Divulgação de shows sertanejos
“Mulher”, no sertanejo universitário, também é um conceito restrito. As mulheres objetificadas nas letras estão dentro dos padrões de beleza, conforme podemos ver nos videoclipes sertanejos. Em “Turbinada” (Zé Ricardo e Thiago) a mulher é gostosa por ter seios e bunda avantajados. Já em “Balada Boa” (Munhoz e Mariano), um dos homens, depois de uma noite de balada, acorda ao lado de uma mulher feia e demonstra arrependimento por ter bebido demais.
Há autores que acreditam que consumo, sexo e mulher estão ligados à mudança de contexto social da classe média C. No entanto, é possível ver que o ser humano, mulher, é mais um objeto de ostentação, na mesma categoria que carros, bebidas ou apartamentos. A mulher, assim como em outros gêneros musicais ligados ao conceito de “ostentação” (funk ostentação, alguns tipos de forró estilizado, sertanejo universitário) não está no papel de sujeito e sim no de seguidora.
Há a repetição exagerada e homogênea de velhos preconceitos e paradigmas que não mais condizem com a mulher atual, ou pelo menos com a mulher que trabalha e é independente. Repete-se o conceito de mulher-objeto, fútil, interesseira, que se atrai facilmente por carros ou dinheiro. A mensagem é que o homem que tem recursos materiais pode pagar por essas mulheres e descartá-las, afinal, elas não passam de um produto a ser consumido.

257 comentários:

1 – 200 de 257   Recentes›   Mais recentes»
Eva disse...

Perfeito! Não mudaria uma vírgula do seu texto.
Faz um tempo que notei essa característica do sertanejo universitário (que ouço por falta de escolha, não é meu estilo de música). Mas tenho minhas dúvidas se as pessoas que curtem sequer prestam atenção às letras, embora a mensagem esteja ali sendo transmitida e naturalizada.

Anônimo disse...

Pena que tem um publico femininino tão grande alimentando essa industria do sertanejo universario.

Anônimo disse...

Eu gosto de mulher INDEPENDENTE, não essas que ligam pra camaro, etc. Bom post.

Anônimo disse...

Nós já fomos um pais que produzil alta cultura, em varias vertendtes do classico ao popular.
Vila Lobos, Pixinguinha, Cartola, João Gilberto, Gal Costa, Renato Russo, Elis Regina entre muitos outros.

Hoje o cantor e cantora do ano são Anita Mc Gui.

Fundo do poço cultural e cavando...

Anônimo disse...

Lembrei daquela pegadinha machista do camaro amarelo .do youtube

Anônimo disse...

Eu vi uma pegadinha que fizeram no interior de SP , onde um cara encostado em um Camaro na frente de uma facudade chamava uma Bela morena para lhe mostrar onde era tal rua, o cara era totalmente desconhecido da menina, a chamou passou um xaveco furado e ja esta beijando, na hora de sari ele se dirigiu para um carro mais velho estacionado atraz do Camaro, deixando a menina fula da visa, eles foi embora sem nem olhar para traz.
https://www.youtube.com/watch?v=luW2FwVz31k

Anônimo disse...

Beleza, mas o foda e ver uma legião gigante de mulheres validando todo este discurso ai, e se rasgando todos por estes cara, triste. :(

Anônimo disse...

Só o machismo de homem comum incomoda mulheres, o machismo de famosos e playboys vira "engraçadinho" para elas.

Rafael Cherem disse...

Irretocável o texto.

1- Há exceções a regra, como o Vitor e Léo,mais romanticos e com letras melhores.

2- Veja que quando é mulher cantando, como a Paula Fernandes, o sofrimento dela é pelos...Homens.

3- Inegável que esse lixo de música, é movida por e para as mulheres, são elas que lotam os shows desses quadrúpedes,gastam rios de dinheiro com os mesmos, e toda essa industria é voltada para consumo delas.Fenômeno do machisto estrutural? Também, mas não só, os relacionamentos destacados nessas músicas refletem os relacionamentos superficiais da vida moderna, os "valores" presentes nas músicas são os mesmos de seus fãs, rasos e estúpidos.

4- Outra coisa, o uso de "universitário" revela uma tentativa de chancela com fins de venda, como foi com o forró,é como dar um aspecto nobre e de qualidade, já que em tese universitártios são gente inteligente, culta, nada mais longe da realidade, poucas vezes vi tantos imbecis reunidos do que em universidades.

4- Por fim, acredito que uma feminista consciente deve ter uma imensa sensação de enxugar gelo quando vê a plateia dos shows de sertanejo.

Jonas Klein disse...

Este tal de sertanejo (eu chamo de sertanojo mesmo), e só mais uma das facetas de degeneração da musica brasileira, pois musica brasileira esta cada vez mais se tornando algo abaixo ate da linha da critica, especialmente em termos de letras, agora estes caras ai que foram citados no post, no fim não passam de sujeitos que não tem nenhum talento artístico, e por causa disso com o passar dos anos vão ser jogados na grande lata do lixo da história(daqui 50 anos nem vai se falar mais neles), enquanto caras que são cantores de verdade como Tim maia, Lulu santos, roberto Carlos, só para citar três exemplos, eles vai ser sucesso ainda, pois não tem quem os substituam.

Agora o pior de tudo e que as mulheres em muitas musicas são tratadas como prostitutas ou seres descartáveis, e parece que não percebem isso ou se percebem não dão bola, pois quase não se vê mulher nenhuma (fora do feminismo) criticando estas musicas.

Anônimo disse...

Infelizmente mulher é objeto de consumo. Td homem q fica rico logo aparece com uma mulher bela ao lado. Um dos poucos caras famoso e podre de rico q não tem mulher nos padrões de beleza é o Mark Zuckerberg. Por conta disso o cara sofre criticas absurdas. Na internet não faltam comentários denegrindo a imagem da mulher dele e o criticando como se fosse obrigação dele ter uma mulher "bela"

Anônimo disse...

Mas se o dinheiro REALMENTE compra uma mulher-modelo-troféu, onde está a mentira nas músicas?

Anônimo disse...

Lola e leitores, escutem as músicas "colo de menina" , "luau em dunas" e "beijo roubado" do Rastapé e "noronha minha sereia" e "xote da saudade" do Geraldinho Lins, pode ser no Youtube ou no 4shared, "noronha minha sereia' é melhor no 4shared. Agora compare com essas músicas que foram citadas no post.Lembrando que o Forró Ostentação de Wesley Safadão é quase a mesma coisa do sertanojo universitário.
P.s.- Radfems e trolls não venham dizer que beijo roubado é apologia ao estupro.

Anônimo disse...

Muito boa a análise das músicas. Moro em Goiânia bem no meio do berço do sertanejo universitário e posso afirmar que esse estilo de música retrata a realidade das festas. Todos os grandes shows sertanejos são movidos por mulheres bonitas e homens que esbanjam dinheiro e status para conquistá-las.

Noêmia Cristina disse...

Alguém poderia me passar links de músicas cantadas feitas por mulheres e que não fale de homens?

Jamile Pinheiro disse...

Texto maravilhoso! Já havia percebido isso há um tempo em relação ao sertanejo universitário - sou eclética, escuto de tudo.
O engraçado é que, como a autora disse, a mensagem que passa é naturalizada..nao sei, talvez seja isso o que está acontecendo com a liberação sexual feminina, hoje mais e mais mulheres agem de forma que antigamente apenas os homens faziam, o tal sexo casual. A mulher se interessa pelo carro? Sim,acontece isso, mas o homem só quer uma dentro do padrão de beleza pra se gabar com os amigos.
O me deixa revoltada são as que induzem ao estupro. Pra mim uma música dizer que "taca cachaça que ela libera" não é mais do que uma incitação ao estupro. Triste e revoltante

Anônimo disse...

Isso não é sertanejo. É brega universitário. Nem mesmo Zezé de Camargo, Xitãozinho e cia deveriam ser chamados de sertanejo. O nome já diz, sertanejo fala do sertão, da vida no campo. As musicas dos atuais sertanejos só falam sobre bobagens

Mariana disse...

Noêmia,

tem a música "o que acontece na balada fica na balada", é contada pela dupla Thaeme e Thiago.

Anônimo disse...

Essa música lixo e a atração por ela é decorrência da péssima educação nacional, ou melhor, falta de educação.
Aulas de musicalização? Aulas de arte? Incentivo à cultura?
Incentivo aos professores e grupo de educadoras que se destacam? (premiação do mérito?).
Nada disso.
É claro que a culpa é do FHC e dos neoliberais.
Afinal, são só 13 anos que o 13 está no poder.
Mas o Brasil é Pátria Educadora. Então está(rá) resolvido. E vamos que vamos, de Camaro amarelo, é claro.

Mariana disse...

Aqui na minha cidade (Cuiabá/MT), o que se ouve é sertanejo universitário. Os bares e baladas mais frequentados tocam esse tipo de música.
Eu acabei me acostumando, hoje canto junto e me divirto nesses lugares. Não vou ficar fazendo análise de letra de música em balada pra ver se é machista ou não, mas obviamente o texto é irretocável: é isso mesmo gente.

Anônimo disse...

Esse Israel Novaes exagera porque até meus amigos pobres tem namorada. Só os gamers timidão que não tem.

camila santos disse...

Esta história do camaro é bem engraçada o cara fica se exibindo com o carro e não quer encontrar pessoas interesseiras? Tenho percebido essa babaquice ficam mostrando carros querem ostentar mas não querem encontrar uma pessoa interesseira , pra mim fazem de sacanagem pra poderem chamar as mulheres de interesseira . Outra coisa que tenho percebido homens interesseiros quase não são atacados principalmente pelas mulheres , eu tava vendo uma noticia de um cara jovem que tinha dado um golpe em uma senhora e nos comentários as pessoas tinham medo até de chamar o cara interesseiro.

Anônimo disse...

Claro mariana, valide a opressão, o que tem demais não e mesmo?!
Erotize a opressão também ficando com homem machista de baladinha tosca universitária.

Ser feminista nas intenets e fácil quero ver se posicionar contra o machismo na vida real.

Anônimo disse...

Eu chamo isso de "feministas de internet". Q ficam lutando pela causa, mas na vida real são mais machistas e dependentes do q todo mundo.

Tambem existem os "mascus da internet" que ficam de mimimi. Mas na vida real ficam fazendo malhação, tatuagenzinha no braço e parcelando carro importado usado pra agradar as mulheres que gostam dessas coisas.

Anônimo disse...

Sem mulher comprando o sertanejo universitário morre, o funk morre, e a maioria dos estilos cantados no Brasil morrem, é a mulher que movimenta essa indústria, quer queiram as feministas ou não, olhem o que aconteceu com o Axé, perdeu sua matriz africana, virou popzinho romantico porque as branquelas do sul passaram a consumir essa droga, É o Tchan era tocado para mulheres e elas se sujeitavam a dançar na boquinha da garrafa, não por imposição, mas porque queriam.A verdade, é que nesasiulse fim de século a mulher brasileira acabou com a música.

Anônimo disse...

Sabia que todo mundo tem livre arbítrio queridas? Se não gostam deletem essas músicas da vida de vcs,agora quererm cagar regra pras pessoas escutarem apenas as músicas que vcs gostam as pessoas são livres para escutar o que quiserem entendam isso.

camila santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

DINHEIRO, BALADA E MULHER - O QUE O SERTANEJO UNIVERSITÁRIO DIZ SOBRE O FEMININO.
Resumindo, absolutamente nada que preste. É um mais babaca que o outro. Esses sertanejos universitários são o sonho da vida dos mascus, por isso que eles gostam tanto. E também não entendo esses imbecis que ficam pavoneando o dinheiro pra atrair mulheres e depois reclamam quando só conseguem interesseiras; é como mergulhar numa fosse e reclamar que ficou fedendo a merda. Além disso eles não tem nada a oferecer uma mulher, amizade, amor, respeito, carinho, companheirismo, só tem o dinheiro mesmo e depois fica p. da vida porque a mulher não o ama, só quer o dinheiro dele? Ah, vão virar gente!

Eu lembro (pra minha infelicidade) que enchi o saco da música camaro amarelo, também. Todo hora ouvindo essa besteira, ouvindo esse mimimi de vagabundo folgado com complexo de mascu em todo canto que eu ia, todo mundo cantando, até a família, aí abria a internet e até hoje vem os mascus com esse mesmo mimimi. O dia que teu camaro se transformar num robô gigante aí você me impressiona. Até lá, vai estudar e trabalhar bando de inútil. Vão se alfabetizar, lavar cueca, esfregar a privada, passar pano no chão, praticar um esporte, ler um livro, dar o cu, chupar uma manga, descascar uma batata, assoviar tico tico no fubá. Qualquer coisa útil na vida.

Anônimo disse...

Proibição de short curto em que contexto, Camila?

camila santos disse...

É fácil culpar as mulheres por tudo. Esses "cantores" deviam estar se sentindo tão mal quanto as mulheres que os ouvem! pra mim esse discurso não é diferente dos mascus que passam a mão na cabeça dos homens(até quando estão errado) e botam culpa sempre na mulher. 13:12 voltou? não sei como uma criatura consegue falar querida em todo santo comentário.

Rafael disse...

Mas se o dinheiro REALMENTE compra uma mulher-modelo-troféu, onde está a mentira nas músicas?

Triste, mas é verdade.


Se as mulheres boicotassem, mesmo que parcialmente, essa porcaria não duraria 6 meses.

Anônimo disse...

A justiça discorda de você, anon..

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/02/homem-e-condenado-a-sete-anos-de-prisao-por-beijo-forcado-no-carnaval-de-salvador-4693246.html

camila santos disse...

Lola você podia fazer um post sobre a proibição
de shorts curtos(nos estados já tem e é claro só
vale para as mulheres) No brasil tem uma
proibição moral do tipo se tu usa short curto tu é
put* e as mulheres ligam muito pra essas
babaquices. As mulheres tão cada vez mais se
escondendo e os homens tão cada vez mais se a
mostrando mais do que já se mostravam e alguns
parecem que ficaram mais babacas. Mundo
nojento...

camila santos disse...

Em todos os contextos! Uma proibição moral já existe mas tenho visto notícias de leis sendo criadas (por mulheres) proibindo que mulheres usem roupas curtas em certos lugares também tenho visto mulheres sendo expulsas de lugares por causa da roupa 13:23

Jonas Klein disse...

Anon 12:26

Ta perfeito o seu comentário, musica sertaneja atualmente por sinal e muito raro se ouvir, atualmente a te o funk foi deturbado por este bando de acéfalos ai, no caso do funk os únicos brasileiros que vi fazerem um funk, aceitável em termos de qualidade, foi a dupla Claudinho e Buchecha, o resto e lixo puro.


Ai você para faz uma analise da conjuntura atual da sociedade brasileira, e pergunta um pais assim tem como dar certo? a resposta e poderia ser NAO.

Anônimo disse...

Vc não entendeu os comentarios acima. Oq eles disseram foi q, as mulheres curtem esse tipo de musica. (Não todas). Então, não tem sentido falar que é ofencivo a mulher. Claro q a culpa de quem cria essas porcarias são os cantores e a midia.

camila santos disse...

13:25 e o outro querendo pena menor , com pena menor ai que eles ficam impune.

Caxx disse...

O tema nessas musicas citadas é o reflexo da sociedade machista em que infelizmente vivemos. Mas como você mesma disse, existe o mesmo tema em outros gêneros musicais. Vejo muitas musicas de bandas de rock tratando as mulheres como objeto e com letras com conceitos iguais as que foram citadas na matéria. Mesma coisa em outros estilos. Os que menos vejo são em MPB e em Pop (porque é um estilo predominado por mulheres, o que não quer dizer que não tenha machismo).

Não sei se entendo a intenção do seu texto, se fosse para alertar sobre essas coisas, que para alguns passam despercebidas, não séria mais fácil fazer uma matéria ampla englobando todos os gêneros que tem um machismo tão forte assim (rock, sertanejo, funk, Hip-hop, etc)? Me parece mais um post tendencioso porque você não gosta desse estilo (assim como eu também não gosto). Vale lembrar que centenas de musicas de sertanejo universitário que fizeram ou fazem sucesso abordam temas românticos (que não objetificam a mulher)e no seu texto dá a entender que a maioria de musicas que fazem sucesso são só sobre sexo/dinheiro/ostentação, mas não são.

Vale lembrar, que o sertanejo universitário está tão em foco assim porque as pessoas curtem seu estilo; letras pobres/previsíveis. Se fosse outro estilo que estivesse em alta notaríamos o mesmo tipo de conceito em suas musicas. Dizer que mulher é interesseira e só gosta de homens com grana, impor padrões de beleza, e todas essas outras coisas fúteis e grotescas que é citada no seu texto não é exclusividade de brasileiro, muito menos desse gênero musical.

Não preciso nem citar o número de pessoas e artistas do meio heavy metal que abominam o pop, por exemplo. Mas geralmente não o abominam por seus artistas não comporem/produzirem suas musicas, e sim por consideraram um estilo gay, de mulherzinha (porque ser mulher é algo bem negativo, ne nom?).

Anônimo disse...

Vc não entendeu os comentarios acima. Oq eles disseram foi q, as mulheres curtem esse tipo de musica. (Não todas). Então, não tem sentido falar que é ofencivo a mulher. Claro q a culpa de quem cria essas porcarias são os cantores e a midia.

camila santos disse...

13:40 Os rappers americanos são bem machistas e misoginos sem vergonha alguma , no brasil os cantores chamam as mulheres de interesseira lá fora falam que mulher gosta de apanhar tem até algumas músicas assim no brasil mas nada muito explícito.

Anônimo disse...

Sobre as interesseiras: Vocês estão confundindo muito, o que ocorre não é que o cara quer ficar rico e sarado dai só atrai mulher interesseira e depois fica reclamando. O que ocorre é: O cara pobre e normal, só mais um na multidão, não atrai mulheres ou quando atrai não são as que não fazem o tipo dele (e nem venham com: ah mas ele só olha pras gostosonas e bla bla, independente disso digamos que seja o gosto dele uma gostosona), dai ele vê caras ricos e lindos atraindo mulheres que são o tipo dele (no geral mulheres gatas) e percebe que elas são interesseiras, ai sim que ele vai correr atrás de consquistar o que é necessário para atrair essas mulheres e não o contrário.

Sobre o post: Eu não sou fã de sertanejo, mas também não me incomoda. Eu tenho ido fazer aulas de dança para tentar melhorar minha sociabilidade e é o tipo de música que mais toca, então acaba acostumando. Infelizmente a realidade é essa, não há nada, exatamente nada que ideologia alguma possa dizer que vá mudar essa verdade: as mulheres é quem bancam esses estilos musicais, a fantasia feminina com o playboy saradão cantor de sertanejo é que banca os shows deles, as músicas deles nas rádios e tudo mais. (Eu não estou generalizando, existem as que não gostam também). A dinâmica da ostentação, bebida cara na balada, pegação desenfreada sem o mínimo compromisso e todas as outras futilidades criticadas no texto são mantidas porque funcionam, a mentalidade do homem é ter grana e ostentar status pra pegar mulher e a da mulher eu não sei qual é, mas parece-me que é a de escolher os mais destacados e ostentadores (novamente, não estou generalizando, estou falando do público que frequenta as baladas).

Se as mulheres passassem a não se interessar por status, grana e fama e os homens passassem a rejeitar as interesseiras pode ter certeza que cantorzinho nenhum cantava essas letras cheias de porcaria. É um problema de todos e que afeta a todos, afinal rola objetificação da mulher por ser o troféu a ser conquistado e objetificação do homem por ser apenas o que tem, seja um carro ou uma conta bancária gorda.

Saudações especiais pra Sandra, Lola, Rê bordosa e a Ingrid, ando sumido dos comentários mas passo sempre por aqui e lembro de vocês.

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

Infelizmente, dinheiro sempre comprou sexo no mundo, desde o Antigo Egito.

Agora a coisa está mais escancarada, escrachada. Mas ainda vai haver mulheres caçando grana e homens caçando trofeus e lazer fácil.

Para os artistas é bom pois dá dinheiro, mas para o público é só desgraça.

Ainda bem que esse lixo de sertanejo não faz muito sucesso no Rio de Janeiro. Uma minoria das pessoas sem cérebro que curte.

Lord Anderson disse...



bem se o cara só olhar e querer as "gostosonas" for apenas uma questão de gosto, talvez as moças quererem os "ricos" e lindos tb seja.

Pq no caso deles é algo aceitavel e no delas é algo reprovavel?

Anônimo disse...

AnonLivroAberto falou várias verdades. Só existe estilo musical de sucesso pois milhares de mulheres gostam, já que show sem mulher é fracasso de bilheteria.

Música é feita para dar dinheiro. Se não der muita grana, vai ser alternativa. Como exemplo,músicas identificadas com os gays ficam sem espaço, pois homens hetero, que são a maioria, nunca comprarão, nem irão a shows.

Homens jovens, principal vítima dos marqueteiros, querem sexo rápido, sem compromisso. Indústrias inteiras foram construídas em cima desse fato.

camila santos disse...

13:52 Então homem pobre feio pode escolher a mulher que quiser e mulher pobre feia não? Vocês botam o homem como um ser superior! E ocorre isso sim os homens ricos ficam se mostrando só para falarem "olha ai mulheres são todas interesseiras" "piores seres da terra" se eles não fizessem isso não estariam ai passando a vida toda falando mal de mulher, eles tem necessidade em atacar mulher aquele "cantor" eduardo costa tava na eliana falando que mulher feia só serve pra quebrar um galho porque um homem rico desse estaria se importando com mulher feia? pior que essa criatura nasceu de uma mulher feia e pobre.

Anônimo disse...

No sertanejo universitário o machismo feminino fica explícito, nesse tema os homens não são culpados, quem grita lindo e gostoso para alguem que te chama interesseira e piranha, é imbecil e ponto.

S. disse...

Tudo que faz sucesso no Brasil é lixo. E não estou dizendo que não tem bons cantores, mas eles não ganham destaque, a gente nem sabe da existência deles. Já conheci alguns pela net e nunca tinha visto eles na TV.
E é assim mesmo as letras, mulheres são interesseiras e eles as conquistam com dinheiro e com uma merda de carro. Tem mulher assim mas eles querem dizer q todas são interesseiras.
Funk é a maior desgraça que existe, primeiro que estragaram o funk verdadeiro, segundo que é onde a mulher é mais humilhada e esculachada.
Quem ouve essas merdas tem culpa também, só fazem esses lixos porque tem quem escute.
Dá até raiva, a mulher tá lá sendo tratada como puta, um pedaço de carne e um monte de mulher dançando e achando o máximo.

camila santos disse...

13:52 mulheres interesseiras podem até deixar de existir porque do jeito que são atacadas daqui a pouco tem pena de morte pra elas. Agora homem que quer mulher assim não sei não , nenhum homem quer uma mulher do mesmo nível e beleza dele. Eles tem apoio são defendidos por homens e mulheres.

camila santos disse...

14:11 eles tem culpa sim como eu disse esses "homens" são tão culpados quanto as mulheres que os ouvem! Esse padrão de defender homem em todas situações tem que acabar.

Anônimo disse...

Que os homens intereisseiros pela beleza fiquem com mulheres interesseiras pelo dinheiro.

camila santos disse...

Esse blog é ótimo para ficarmos informadas(o) e
trocar opiniões mas acho que devia ser mais
rígido em relação aos comentários sempre tem
alguém pra falar besteira e o post vira uma
confusão , que pena.

Lord Anderson disse...

"Que os homens intereisseiros pela beleza fiquem com mulheres interesseiras pelo dinheiro. "

:)

perfeito

Anônimo disse...

Lamentável!Algumas músicas são terríveis e espalham machismo, preconceito contra pobres, valorização da ostentação, do consumismo estético, mulheres são mercadorias nessa letras. Acho que denigrem a imagem da mulher. Isso é reflexo do consumismo estético, das relações onde as pessoas são objetos e valem pelo dinheiro! A humanidade está cada dia pior. As pessoas não refletem sobre o que essas letras estão passando nas músicas. Além disso, na música desdém dos cachorros, são animais deveriam ser respeitados também. Concordo que é a sociedade do consumo, por sorte existe muitas pessoas no caminho do sustentável, sem consumo desnecessário e que respeitam a dignidade das pessoas e dos animais.

Anônimo disse...

O "problema" é que, assim como o Axé (pelo menos o mainstream), essas músicas não foram feitas para ter conteúdo, e sim para dançar e divertir. Tem muitas mulheres fãs sim, mas eu duvido que qualquer fã que esteja curtindo essas músicas na balada realmente param pra pensar no significado da letra e na cultura em volta disso tudo.

Victor Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mila disse...

@Anon 13:12. Quando escrevi o texto, fiquei pensando se seria um exagero deixar claro: Não estamos tentando obrigar ninguém a desgostar!", afinal as pessoas sabem ler . Mas eu sabia que vinha anônimo dizer que as feminazi não querem mais deixar ninguém ouvir sertanejo. Pelo visto, você não leu o primeiro parágrafo.

@Caxx - Bem no começo do post eu explico o pq. Não é pq "não gosto de sertanejo , vou fazer um post para esculachar". Como eu disse, minha intenção não é fazer com que as pessoas parem de ouvir sertanejo, mas pensar sobre as coisas que estão ouvindo. Pq não falar de outros ritmos? Pq cada um tem a sua característica própria.
No metal e no rock em geral, não vejo o problema com as letras, vejo o problema com as fãs e as mulheres que estão nesse estilo não por modinha ou para andar de espartilho.
No funk, também há o problema com a objetificação da mulher. No entanto, a gente tem mais representatividade feminina (o que não quer dizer representatividade feminista).
No pagode baiano, há um problema histórico em erotizar as mulheres.
No pop, há a questão de exploração visual intensiva da mulher. Pense nas divas Beyonce, Rihanna, Katy Perry... o pop consiste numa exploração da beleza das mulheres. E por aí vai.
A opção foi pelo sertanejo pq vivo numa área em que as pessoas respiram esse tipo de música e é impossível não ouvir. E também para deixar o post mais objetivo, falar de todos os ritmos musicais daria fácil uma tese ou dissertação.
Não foi um apanhado de músicas aleatórias. Simplesmente essas músicas estiveram no topo das paradas em algum momento, não são músicas completamente desconhecidas. Existem exceções? Claro. Mas desculpe, não consigo tratar como coincidência que a maioria das músicas que estão fazendo sucesso tenham uma visão tão rasa e superficial das mulheres.

Anônimo disse...

É inaceitável o argumento que homens podem exigir beleza porque mulheres são interesseiras. Afirmação terrível. Pessoas que pensam assim não pensam em outras coisas mais elevadas e nobres como boa personalidade, bondade, inteligência, respeito pelas pessoas, educação, amizade ? Acho inaceitável esse pensamento de consumo. Parece que o machismo com consumismo e preconceito estão num patamar muito perigoso na sociedade. As pessoas não estão refletindo para ter um mundo melhor e para ser pessoas melhores com respeito à todos!

Eva disse...

Anon das 13:12, eu ADORARIA deletar essas músicas da minha vida, mas o que posso fazer se estou no ônibus às seis e meia da manhã, indo trabalhar, e o carinha lá do fundão coloca o celular tocando disso aí pra baixo no maior volume? Cadê meu "livre arbítrio" nessa hora?

Criticar não é "cagar regra", é levantar questões, debater o tema, talvez abrir os olhos (e os ouvidos) de quem ainda não tinha prestado atenção a isso. Quem quiser continuar escutando, por mim que escute (com fones de ouvido, de preferência).

Eva disse...

Pelos recentes comentários do Rafael, estou chegando à conclusão de que nós mulheres somos as grandes culpadas dos males do mundo. #justsaying

camila santos disse...

Essa coisa de homens ricos poderem fazer o que quiserem com as mulheres só porque as bancam acontece até com os pobres. A mulher pobre namora um homem que tem mais recursos que ela e esse acha que pode fazer o que quiser com ela , algumas acham normal que esse homem as agridem e que agride os filhos delas só porque ele ta bancando , inclusive isso foi defendido uma vez no programa daquela fatima bernades cheio de mulher dizendo que se o homem banca ele pode fazer o que quiser a mulher é vista totalmente vista como objeto a pobre a interesseira a rica não importa.

Anônimo disse...

E se as mulheres querem ser erotizadas? Querem rebolar,sensualizar,???
Querida,para de medir o mundo com a própria régua eu mesma adoro dançar sensualmente,desço até o chão,adoro ser desejada,se isso pra VC é objetificação problema seu tá igual minha mãe cagando regra.

Victor Ferreira disse...

Permitam-me, como homem, hétero e oriundo do interior do Brasil (MG e SP) fazer 2 observações sobre esse texto, que é muito lúcido e necessário. Eu cresci ouvindo muito sertanejo, em casa, nos churrascos, embora hoje eu acredite que nunca tenha feito um download de algo do estilo.

A primeira é que o sertanejo universitário, o sertanejo romântico e o sertanejo "de raiz" compartilham a mesma origem espacial: o interior do Brasil, longe do Rio, de SP ou do litoral, mas temporalmente tem origens distintas, períodos socialmente distintos.

O sertanejo antes dos anos 70-80 versava mais sobre o espaço do campo, as questões do homem sertanejo, do campo, os causos, as dúvidas sobre o futuro, etc. Comprovem conhecendo o maravilhoso trabalho de Rolando Boldrin, cantor de São Joaquim da Barra-SP e apresentador do programa Sr. Brasil, na TV Cultura, ou mesmo a canção "Meu Reino Encantado", cuja versão mais famosa foi gravada por Tião Carreiro e Pardinho. Eram outros tempos! Machismo já havia, claro. Mas não havia a expressão consumista do machismo que há hoje.

O consumo dessas populações aumentou e o objeto de consumo também. Hoje não é necessário gente no campo, mas sim cidades no campo, ilhas de concreto com shopping, baladas e serviços, tudo em um mar de cana ou de soja, amparando o agronegócio. Essa é a realidade de cidades como Luís Eduardo Magalhães-BA, Rondonópolis-MT e, antes do avanço das fronteiras agrícolas, Ribeirão Preto-SP, por exemplo.

A paisagem mudou, a economia mudou, o consumo das classes médias e baixas dessas regiões aponta para novas necessidades e essa expressão musical mudou. O que o Rolando Boldrin ou o Tião Carreiro fazia antes tem muito pouca ligação com o sertanejo universitário, que praticamente diz "dane-se se você nasceu 'num recanto feliz, bem distante da população'! Como esse homem, eu te pergunto: qual é teu carro? Quantas você pegou ontem? Zero? Vixe...".

A necessidade de afirmação desse cidadão é constantemente instigada pelos grandes meios. Como o machismo sempre esteve aí nesses cenários, objetificando a mulher, o novo poder aquisitivo conquistado só o exacerbou. A ostentação (de carros, de baladas, de bebidas e, claro, de mulheres) é essa ferramenta de afirmação perante não só o indivíduo dos grandes centros, não só do Brasil, mas do mundo inteiro, já que esse cara, de quase qualquer classe social, já tem celular, internet e TV a cabo é exposto a novos parâmetros de luxo.

E esse tema, ora, apartado do espaço do campo e das questões sertanejas (social, não musical) é perfeitamente emulável por analistas de keywords e tags em um escritório na Faria Lima, munidos de um compositor roqueiro frustrado e de um modelo de cueca com vocação para segunda voz de dupla sertaneja de raiz, todos muito bem pagos por um grande gravadora. Pronto!

O segundo ponto é que eu noto que é uma obsessão pela "amiga". O eu lírico pode dizer que já pegou a amiga, mas quer você também (Cristiano Araújo); você não quis, vixe! perfeito! a sua amiga quis e foi daquele jeito (Fernando e Sorocaba); ela é amiga da minha irmã, não quero nem saber, eu vou pra cima (Teló), etc... aqui eu faço uma pergunta: isso é estímulo pra alguma competição feminina ou o quê?

Rafael disse...

Não foi isso que eu disse. Eu disse que um boicote é necessario. Até porque este é um dos raros nichos em que há mais cantores objetos sexuais que cantoras. E não faltam milhares de mulheres para berrar o quanto fulano ou beltrano é gostoso.

J.M. disse...

É a triste realidade do que faz sucesso na """música""" brasileira atual. O tipo de coisa que faz pensar que, culturalmente, as conquistas feministas já alcançadas de pouco adiantaram. Aqui no Norte, a invasão da gospel music também não fica atrás...

Anônimo disse...

Ai q saudade dos anos 80, qdo pelo menos havia musicas q prestavam e surgiam artistas e grupos de valor cultural, como legião urbana, titãs, cazuza... Agora esse trash cultural.

Anônimo disse...

Estive em Brasília recentemente. Um dos maiores berços do rock nacional tomado pelo sertanejo universitário, cujas letras não falam nada com coisa nenhuma. Q decepção. Isso é um crime.

Anônimo disse...

Também não acho que as mulheres ligam pra isso, acho as mulheres são as grandes consumidoras de música. Justin Bieber enche o carro de puta e é defendido toda hora pelas fãns, ele cuspiu nas fãns e elas defendem eles, no twitter tá cheio desses fandons.

Assim como os homens são consumidores e pagam pela pornografia as mulheres pagam pra os artistas.

Anônimo disse...

ESSE LANCE DE O CARA TER Q TER INSTABILIDADE, EU CONCORDO COM ELAS. MAS TER INSTABILIDADE É DIFERENTE DE SER RICO. EXISTE UM CERTO ESPAÇO ENTRE SER O EMPRESARIO QUE GANHA 15 MIL POR MÊS OU ARQUITETO Q GANHA 5 MIL. ENTÃO PQ NÃO FALAM LOGO Q QUEREM OS RICOS???? JÁ EU ACHO Q TODOS DEVERIAM NEM SER RICOS NEM POBRES. SOU +/- MARXISTA.

Anônimo disse...

No fundo eu acho que pouco importaria pra elas se eles falassem de amor ou de sexo, contanto que tenha um ritmo legal estão curtindo é isso que eu sinto.
É como era com Roberto Carlos antes que as nossas mães eram loucas, hoje é com Luan Santana.

Anônimo disse...

O homem quer uma mulher perfeita fisicamente e essa mulher tem que querer um homem feio e ainda pobre, ela não pode escolher um rico nem bonito senão é vagaba né, já com homem é so uma preferência. Se eu fosse gostosona nunca ia querer um magrelo, esses meninos tiram muita onda as mulheres tem que fazer o quê dá graças a Deus que um feio deu bola pra ela, mulher não pode ter preferências só homem né.

Raven Deschain disse...

O mais pela saco é que não posso nem dizer que essas merdas são uma merda, porque estou sendo preconceituosa e classista. Aff huahua

Anônimo disse...

Os homens maiores consumidores de pornografia e com bizarrices tipo zoofilia, falando de culpa!
Primeiro que mulher é ensinada a ser machista assim como vocês, senão nem estaríamos aqui.

Eu não sei porque esse gênero faz tanto sucesso, mas eu acho que é algo mais próximo do pop que conseguiram, note que aqui no Brasil não tem muito do gênero pop que faz muito sucesso lá fora com artistas como: Katy perry, Taylor Swift, Justin Bieber, One Direction... a lista é infinita.

Aqui no Brasil tem uma falta desse estilo de músicas chicletes hora dançantes hora românticas, acredito que sertanejo nesse estilo sertanejo e funk tipo de anitta etc.. são os que mais se aproximam pela batida mesclando temas romântico e dançantes.
E mesmo que exitam músicas pra ouvir de cantores estrangeiros, muitas pessoas preferem músicas de sua cultura, até por não saberem falar inglês.

Anônimo disse...

Achei interessante a análise. Sempre que estou em algum lugar onde toca sertanojo universitário eu "desligo" para não prestar atenção na música. Só sei que fala de mulherada e parece um pouco música da Xuxa por causa da repetição de onomatopeias. Só me surpreendi pelos cantores serem considerados sex symbols, acho todos feios e idênticos uns aos outros.

Bizzys disse...

O que me faz rir nos comentários desse tipo de post é a "apontação de dedo" pras mulheres:

Música machista? As mulheres que ouvem é que financiam isso! Elas são as responsáveis!
Indústria da plástica? As mulheres que fazem cirurgia é que financiam isso! Elas são as responsáveis!
Indústria da moda criando roupas para agradarem aos homens? As mulheres que compram essas roupas é que financiam isso! Elas são as responsáveis!
Publicidade machista? As mulheres que consomem os produtos anunciados é que financiam isso! Elas são as responsáveis!
Homens sendo educados no machismo? São as mães que criam os filhos! Elas são as responsáveis!

E por aí vai...
É óbvio que muitas mulheres colaboram com o machismo em várias áreas, mas sinceramente, se nós tivéssemos tanto controle assim sobre as coisas que acontecem no mundo (principalmente as que nos oprimem), acho que a situação não estaria assim tão ruim para nós.

Anônimo disse...

Sobre o tema mulher, $, balada. Já tá mais que batido toda música só tem esses temas, eles usam o dinheiro pra se aproximarem de mulheres bonitas com as quais eles nunca conseguiriam se aproximar sem grana.
Mas isso é mais música de novo rico deslumbrado, porque mulheres bonitas e ricas também existem, ela não teria porque ter interesse na grana do cara, então obviamente ele estaria se aproximando de alguma interesseira!

Rafael disse...

Comparar Roberto Carlos com Luan Santana é dose. Não curto nenhum dos dois, mas é inegável a diferenca de tratamento dado à mulher por um e pelo outro.

Anônimo disse...

Por falar em publicidade vocês viram a nova propaganda da vanish, tem um homem lavando roupa ele fala quem lava roupa sou eu, ufa! gente pelo menos uma propaganda acertou.

Anônimo disse...

Comparar dois sucessos não o modo de tratamento, esse Rafael só pega o bonde andando.

Jonas Klein disse...

J.M

"É a triste realidade do que faz sucesso na """música""" brasileira atual. O tipo de coisa que faz pensar que, culturalmente, as conquistas feministas já alcançadas de pouco adiantaram. Aqui no Norte, a invasão da gospel music também não fica atrás..."

Fato, agora a única coisa que realmente e capas de trazer progresso para uma sociedade e uma mistura de boa educação com uma boa formação intelectual, olha quantos livros um cidadão brasileiro lê por ano, e quanto um europeu lê, ai você já começa a intender o porque a sociedade brasileira não avança de modo significativo, e mesmo que brasileiro lesse muito, não iria adiantar muita coisa, pois entorno de 70% dos brasileiros não analfabetos funcionais, logo nem iriam entender direito o que estão lendo.

Em resumo vivemos em um pais que não deu certo.

Rafael disse...

Pois é Bizzys, eu acredito piamente nesse poder. Eu acho sim que a mulher tem esse poder todo.

Pena que enquanto 5% o exercem, 9t% dormem.

Mas que a mulher TEM esse poder, não duvido.

Anônimo disse...

Também nunca entendi é como se só tivesse mulher feia rica, existem mulheres bonitas e ricas que não se deslumbram com um camaro porque elas podem ter um camaro. Mas acho que pra homens sem papo e sem cultura fica difícil chegar em uma mulher que não dependa dele de alguma maneira, afinal não são os homens que tem medo de mulher independente e principalmente segura de si. Querem uma mulher burra, manipulável, pra eles essa é a verdade, eles poderiam muito bem escolher uma mulher do mesmo nível social.

Anônimo disse...

16:15
matou a pau

Anônimo disse...

Arquiteto não é nenhum "pé rapado". Se ela prefere o rico é mais pela grana mesmo né, obvio.

Anônimo disse...

Teve uma reportagem de mulheres ricas indo a festas atrás de homens com a mesma condição social, e não tinha homem e eles nem chegavam junto elas estavam reclamando.
Mas em festas com homens ricos e mulheres jovens pobres do leste europeu havia vários velhos baboes dispostos a ficar com elas. Eles querem as que sejam mais fácil de se manipular, eles querem as virgens, as dependentes financeiramente, as machistas, e assim vai....

Anônimo disse...

De que mulheres que preferem ricos vcs estão falando? Das subcelebridades né? Pq mulheres da vida real trabalham, estudam, não passam a vida correndo atrás de homem rico. Não dizemos "ain amiga, vou hj correr atrás do herdeiro industrial, semana que vem eu corro atrás do jogador de futebol, mês que vem eu vou dar em cima do cantor sertanejo!". Em que mundo cÊs tão vivendo que as mulheres só correm atrás de quem é rico?

Roxy Carmichael disse...

Mila
O caso o pop é bem mais complexo:

Beyoncé e Rihanna são duas mulheres negras, me parece que a análise nesse caso tem que ser bem mais profunda que exploração intensiva da beleza, uma vez que a mulher negra não é considerada bonita pelo padrão de beleza racista, anglo-eurocêntrico. Lembremos que Nick Minaj causou com seu video Anaconda e foi ignorada pelos VMA's

Segundo que Beyoncé tem utilizado vários discursos feministas em seus shows. Utilizou trechos de um discurso duma escritora se não me engano, nigeriana, e agora de uma lutadora de MMA. A Rihanna fez uma música falando do racismo estrutural nos Estados Unidos, com várias imagens de arquivo no videoclip.

E se pensarmos em termos históricos, Michael Jackson, o rei do pop himself, no começo de sua carreira solista sofreu boicote da MTV (pra vc ver que Minaj não tava louca). Simplesmente não queriam veicular seus clipes e o dono da gravadora denunciou o canal por racismo ao não divulgar um artista negro.

Madonna, a rainha do pop tava dentro do padrão de beleza, mas o lance dela era criar uma personagem dona de si, ativa sexualmente, provocadora (lembra do clipe em que ela beija o santo negro, no show em que se masturba na cama?) que naquele momento, era rebeldia pura. Obviamente que depois se tornou um negócio lucrativo e uma convenção. Daí que as princesinhas do pop quando querem se reinventar ficam sexualizadas, Britney, Miley...

O pop ao meu ver é muito mais subversivo que o próprio rock, que é um gênero musical majoritariamente branco e masculino e super conservador. Teve um subgênero que agregou bandas como Poison, Van Halen, Motley Crue e os próprios Guns n Roses (eu chamo de rock farofa) que era igual ao sertanejo universitário no sentido de exaltar conquistas sexuais de machos brancos. O Guns inclusive tem uma musica chamada I used to love her, but i had to kill her, além de uma outra que fala abertamente contra imigrantes e negros "one in a million". Mas até os Beatles já fizeram musica misógina pra caralho, como run for your life. Os Stones foram mega criticados pelo mesmo motivo por Under my Thumb.

Lembremos que quando as Runnaways surgiram na cena punk no fim dos 70 foram esculachadas por serem mulheres, a cena hardcore de Washington não tinha uma mulher sequer, estas foram surgir com mais frequencia a partir dos 90's, com as riot grrrrls, bandas punks feministas, compostas por feministas... brancas. Mas ainda assim, quando o L7 veio tocar no Hollywood Rock, elas foram esculachadas pelo público brasileiro, fato que deixou o Kurt Cobain puto da vida (ele ía tocar logo depois) e ameaçou não tocar Smells Like teen spirit por esse motivo. Vamos nem falar da misoginia dos fãs que odeiam Yoko Ono e Courtney Love e culpam elas por todas as desgraças do mundo, desde as duas guerras mundias, até o fim dos Beatles e do Nirvana.

E a coisa fica ainda pior quando se fala no indie rock, que tem mais mulheres, mas só tem branco. O Pitchfork escreveu sobre a insustentável branquitude do indie, questão que foi levantada depois que os fãs fizeram um abaixo assinado no Festival de Glastonbury pedindo pra tirarem o Kanye West do line up. Mas a questão tá longe de ser um conservadorismo só de fã.

Entendo super que você tenha usado o exemplo do sertanejo universitario, que é um fenômeno novo, precisamos entendê-lo, e é talvez gênero mais popular atualmente. Nem acho que o texto precisava falar de outros gêneros. acho que no texto você justificou muito bem a escolha. Mas no comentário falando sobre os outros gêneros, acho que questões centrais foram ignoradas, espero ter contribuído pro debate.
Beijo

Anônimo disse...

Pode ser que mulher goste de homem rico mas correr atrás de homem rico acho um exagero, hoje em dia a maioria das mulheres fazem faculdade e estão focadas na carreira, todas as mulheres que conheço querem ser independentes financeiramente e não querem depender dos pais. A mãe da minha amiga já dizia, seu marido é seu emprego.

Mila disse...

Oi Roxy,

Certamente tem o recorte racial, claro. Tem o recorte étnico. No metal, há uma discussão sobre pq as bandas só cantam em inglês, pq o público não aceita o português (já há bandas ótimas tocando em espanhol, utilizando ritmos indígenas).
O comentário não foi definir que esses são os únicos problemas de cada gênero, foi só para exemplificar que cada gênero tem suas características próprias. Caxx sugeriu que o post falasse da música em geral, o que a meu ver, não seria assim tão produtivo, pois deixaríamos inúmeras questões centrais de lado pela limitação da web. Ler textão dá preguiça.
No mais, tb foi para atender a uma observação já feita aqui e que eu concordo plenamente. Às vezes nos falta objetividade, ir direto ao assunto.

Professor Bolivariano disse...

Excelente texto. Belíssima reflexão. Até porque a naturalização da opressão acontece através de coisas "simples", tais como ouvir músicas, contar piadas,etc.

Roxy Carmichael disse...

Entendi perfeitamente o objetivo. Como eu disse no meu comentario anterior, você justificou bem a sua escolha. Mas só pra reforçar que meu comentário não foi especificamente sobre recorte racial. Citei isso pra contrapor a subversão do pop em relação ao rock, esse sim, um gênero conservador, em vários sentidos, racial, mas também de gênero. Como eu disse até as duas bandas medalhões no gênero tem musicas super machistas, além do notório machismo dos próprios fãs, e por fim, o fato de que ainda hoje, bandas de rock de mulheres são super minoria. E se você pegar lista de melhores riffs, melhores discos, melhores canções, melhores bandas de rock, dificilmente você vai encontrar uma banda de mulher na lista. O que eu acho curioso (não falando especificamente do seu texto) é que raramente, pra não dizer nunca, o rock é criticado por seu conservadorismo da mesma forma que outros gêneros são.

camila santos disse...

16:41 ninguém disse que todas as mulheres são interesseiras , isso além de não ser verdade é meio sem lógica porque
homem rico quer gisele bündchen ou seja mesmo se existisse tanta interesseira nenhuma delas arrumaria um rico.

Anônimo disse...

Lola, falo como alguém que tem anos de experiência em noitadas, de ir a bares ou baladas e sair com os amigos pra pegar cocotas. Jamais conheci uma só mulher que mostrasse conteúdo que valesse a pena tê-la como uma amizade. Se eu busco alguém que preencha esse perfil, eu sempre o encontro em homens. Não quero dizer que mulher só me serve pra uma transa. Mas as que vão nesses ambientes ou que escutam esse tipo de música têm consciência prévia das suas atribuições dentro de uma relação. É como diz o ditado: mulher, se não tivesse buceta, eu não dava nem bom dia.

Anônimo disse...

Meu comentário não teve a intenção de dizer que só a preferência das mulheres por homens ricos é condenável, também é condenável um homem que olhe a mulher só por sua beleza/gostosura. Eu me considero um cara que só conseguiria ficar com uma mulher mais bonita que eu se eu realmente tivesse dinheiro e tomasse anabolizantes ou tivesse um shape fodão, eu sou realmente uma bosta socialmente, inseguro, minha auto estima só não é mais baixa do que o meu padrão de escolha de mulheres (qualquer uma que vier eu digo sim sem avaliar nada) e tudo mais de bosta que se possa ser. Não tenho vergonha nenhuma de dizer isso, afinal, uma grande parte dos homens também é assim, precisa de dinheiro pra conseguir algo com uma mulher mais bonita (elas não ficam atrás, precisam ser muito bonitas e boas de cama pra conseguir homens ricos). É uma troca de futilidade onde não há culpados e nem inocentes, ambos sabem o que querem e o que têm para oferecer em troca, sem distinção de gênero.

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

Eu já conheci mulheres com conteudo sim, o problema é que homem não gosta de mulher mais inteligênte que eles, minhas primas são muito inteligentes sabem discutir política, mulhere independente sempre assustou homem.
Se for pra ficar com mulher só por causa da buceta é melhor rever seu conceito você parece ser tão fútil quanto elas.

camila santos disse...

17:25 Se só encontrou em homens namore homens seja feliz e deixe as mulheres em paz não precisa seguir o mesmo caminho de muitos homens que passam a vida falando que mulher é tudo interesseira e não ache que só porque você não encontrou a mulher do seu tipo que pode ser machista . O seu problema não foi não ter encontrado mulheres do seu tipo você pode conhecer tantas mulheres algumas legais outras não mas não gostar de nenhuma porque você tem ódio e quem tem ódio não gosta de ninguém.

Eva disse...

anon 17:28

vc acha que toda mulher bonita eh obrigatoriamente interesseira e tb n pode se sentir atraida por um corpo bonito?

Veja isso:

https://www.youtube.com/watch?v=N47oghQlSOo


.

B. disse...

"O mais pela saco é que não posso nem dizer que essas merdas são uma merda, porque estou sendo preconceituosa e classista. Aff huahua" (Raven)

Fato. Experimenta criticar cantor de funk pra ver o que acontece (não aqui, e sim nos faces da vida).

Piro ainda se for o "maravilhoso" Mr.Catra, que é idolatrado e louvado por muitas feministas.

Anônimo disse...

Eu também só encontro homem futil que só fala de sexo , balada e academia.
mas se você não encontrou uma mulher assim fique com homem, afinal homem gosta de buraco, muitos nem se importam com vagina ou não. Se você sente uma ligação maior com homens porque não experimentar isso mulher não é só vagina.

camila santos disse...

17:48 Esses querem mulheres sem estudo para
deixá-las em uma situação de submissão,
mulheres com estudos são as que mais ficam
solteiras porque não aceitam submissão ou melhor
não aceitam serem capacho.
www.band.uol.com.br/m/conteudo.asp?
id=/100000480076/&programa=/Educa
%C3%A7%C3%A3o/&editoria=/Noticias/

DEATH ADDER disse...

''Só o machismo de homem comum incomoda mulheres, o machismo de famosos e playboys vira "engraçadinho" para elas''

verdade, eu já pensei muito sobre isso, mas você ficar pensando nisso o tempo todo so vai gerar problemas cardíacos, basicamente isso é romantismo invertido, como se você quizesse algo com essas mulheres

a vida é muito mais do que seguir os padrões sociais. eu sou existencialista, anti-materialista, anti-cultura, por isso sei que não há nada que exista fora da consciência do individuo. então tente pensar assim: as mulheres e os playboys não existem, eles tao la na vidinha fútil deles. e eu to no meu infinito universo interior, igual a musica ''into the infinity of thoughts'' do emperor, a maneira que vejo o mundo obviamente muito diferente desse tipo de pessoa.

o masculinismo em geral so vai te causar problemas cardíacos, tente esquecer esse movimento, alias, tente esquecer qualquer momento politico/social pois isso é sufocar a vontade individual.

B. disse...

"De que mulheres que preferem ricos vcs estão falando? Das subcelebridades né? Pq mulheres da vida real [...]

Eu que pergunto em que mundo vive.
Olha, a maioria das mulheres do meu círculo trabalham e/ou estudam. Mas conheci MUITAS que mesmo trabalhando queriam homem rico pra PODER PARAR DE TRABALHAR e viver no "bem bom".

Depois quando falo em "santificação de mulheres", não sabem do que falo. Esse comentário ilustra.

Anônimo disse...


não conheci muitas mulheres assim, que querem ser bancadas, mas não nego essa possibilidade. Mas não há uma santificação das mulheres, até pq muitas são machistas principalmente as interesseiras.

Anônimo disse...

17:59
ou seja você não consegue manipular essas mulheres touché, é o que eu acabei de falar. Por isso que homem odeia feminista.

camila santos disse...

18:00 Você conhece todas mulheres do mundo?
acredito que não então suas falas não passam de
achismos, Você tem que parar de falar como se as
mulheres que você conhece fosse igual a todas
mulheres do mundo, O MUNDO NÃO É O QUE VOCÊ
VIVE! Caceta, E isso não é santificação de mulheres! isso é as mulheres que cada um conhece, é só alguém
dizer que mulheres também prestam que você se
incomoda, quer ouvir oque? que todas as mulheres são um lixo? ninguém pode dizer que conhece mulheres honestas nessa porr*? Que saco...

Jonas Klein disse...

Sabe B eu to começando a virar teu fã, os seus comentário são bem inteligentes.

"Mas conheci MUITAS que mesmo trabalhando queriam homem rico pra PODER PARAR DE TRABALHAR e viver no "bem bom"."

Ou seja, querem e virar prostitutas de cliente fixo(abram o olho que atualmente os homens tão ficando espertos nisso), eu acho que desde que todo mundo seja honesto no negocio, que quer se vender o corpo que fique a vontade, eu não critico, mas nunca iria me envolver seriamente com uma prostituta.

Anônimo disse...

Jonas cliente de puta falando isso me surpreende, cospe no prato que come né seu vagabundo.
não sei pq esse filhote de cruz credo tá aqui.

Anônimo disse...

As lesbicas possuem um a sexualidade mais resolvida do que muitas heterossexuais ai que tem seus prazeres ignorados.

Anônimo disse...

mas nunca iria me envolver seriamente com uma prostituta
um minuto de silêncio, tadinha das prost, Jonas não quer elas, só corpicho.
Vaza velho!

Anônimo disse...

Acho cliente de puta mais sujo que a própria puta, eu nunca me casaria com um deles e se provavelmente eu vier a descobrir eu chuto o vagabundo e conto pra todo mundo.

Anônimo disse...

Muitos homens adoram se relacionar com mulheres interesseiras, se não, porque ficariam usando dinheiro\objetos para ficar com mulheres?

Anônimo disse...

anon 18:07

Mas e quem disse que eu não consigo manipulá-las? São todas elas facilmente influenciáveis a satisfazer os meus desejos. Mas minha queixa é que eu não consigo manter nenhuma relação que não vá além da carne, da casca exterior dessas pessoas, porque por dentro são todas vazias. E eu me refiro às que eu conheci nos ambientes de que trata este post. Não acho que todas sejam assim, já conheci mulheres muito interessantes (como minha vó, por exemplo), mas de alguma forma eram impossibilitadas de atender meus desejos sexuais.

Anônimo disse...

18:21
pq mulheres interesseiras em troca oferecem algo que os homens querem?

S. disse...

Bizzys

Querendo ou não, se aceitamos algo estamos contribuindo sim. Claro que tem coisas muito complicadas de evitar e se livrar, mas música??? Qual é a dificuldade de n ouvir uma música que diz que você é puta, cachorra e um pedaço de carne????
Nesse setor é bem mais fácil, se pararem de ouvir essas merdas, vão tentar melhorar o nível da musicas, porque vão perder dinheiro.

Anônimo disse...

De alguma forma você não consegue manipular as interessantes, entendeu. Eu acho que uma mulher interessante e de cabeça boa dificilmente ia querer você.

Anônimo disse...

Diva

Anônimo das 11:31

Depende do tipo de mulher a qual vc se refere.

Existem as validadoras que NUNCA foram nem serão feministas que se incomodam com o machista pobre mas arrasta asa pro misógino rico; outras adoram machistas de todas classes sociais e outras(como eu) que quer que tanto o machista do busao quanto o plsyboyzinho misógino vão pra puta que os pariu! To cagando pra eles e quero mais que eles morram envenenados na própria misoginia.

Anônimo disse...

esse Jonas é uma vergonha.
A unica mulher sem roupa que esse coitado já viu ou vai ver na vida é a própria mãe.

camila santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

18:21 E dai? Homens como você não pretendem ter relacionamento serio mesmo, melhor assim, que não casem e não tenham filhos.

Anônimo disse...

18:27
ele mesmo já disse que pagou mulher, ele sim é sujo imundo, critica as prostitutas mas abusa delas. É o sujo falando do mal lavado.

camila santos disse...

18:17 Que as lésbicas você ta falando? O que
mais tem é lésbica solteira por falta de lésbicas.
Vocês namoram homens que não tão nem ai pra
vocês porque querem depois reclamam dos mascus
que dizem que mulher só gosta de homem que não
presta.

Anônimo disse...

anon 18:25

Mas meu filho, pra que diabo eu vou querer manipular uma mulher feia mas "interessante"? É pra votar no meu candidato? É pra quê? Vocês falam como se tudo fosse um jogo de quem manipula quem, quem é mais independente que quem... Sem falar que uma mulher facilmente manipulável deixa de ser interessante.

Anônimo disse...

18:29 só assim mesmo. Olha a cara dessa criatura.
olha esse cabelinho de cafetão de filme dos anos 70......q garota vai sentir tesão de ficar nua na frente disso kkkkkkkk

Anônimo disse...

até as musicas q as mulheres escutam é culpa do homens/machismo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

vcs se gabam tanto mas com esse vitimismo todo só dizem que mulher n tem cérebro, n são capazes nem de ouvir uma musica por conta própria.
agora me expliquem pq tantas mulheres e homens tb detestam esse tipo de musica, todo mundo deveria amar já que vivemos sob o mesmo país de merda.

Anônimo disse...

Lili

Anônimo das 18:31 aposto que vc deve ser horroroso kkk.
Geralmente o cara que mais cobra beleza de mulher é o mais gordo ou magrelo, narigudo e cheio de espinhas kkk.

Anônimo disse...

você não se interessa sexualmente por mulheres ditas interessantes, porque elas são feias, pronto.
E Pra homem que tudo é um jogo, eu não fico com mulher assim nem assada, eu vejo mais homens com essas frescuras que mulher.

camila santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André disse...

Eu gosto é do Mato Grosso e Matias e uma boa dor de corno. A música caipira e a sertaneja sempre foram machistas, o mal do universitário é ainda ser machista em pleno século XXI.

Anônimo disse...

Típico , macho escroto que paga para que transem com ele, falando mal da prostituta, como se fosse melhor kkkkkkk
To cansada de ver homem dizendo que prostitutas n valem nada, são lixo, mas ficam com elas.
Quem anda com lixo, é lixo.

Jonas babaca!

Anônimo disse...

Ele ainda quer escolher com quem casar, eu quero saber quem casar com ele.

Camila santos : Minha irmã tá solteira por falta de mulher, acho que as mulheres meio que rejeitam o feminino, tem umas que se dizem bi mas só querem homem, tipo poser sabe.

camila santos disse...

18:36 nesse caso todos tem culpa sim, agora dizer que homem não tem culpa nisso é que é vitimismo. se os homens são os mais acusados e só pelas feministas (porque pela sociedade são defendidos) é porque são os que mais fazem merda não é certo culpar homens e mulheres por erros de outros homens.

Anônimo disse...

Lili

Anônimo das 18:21

Vc deve ser do tipo de homem que se acha o máximo mas não deve ter dado prazer à nenhuma mulher!
"Todas elas influenciáveis"?! WTF bitch!!!
Primeiro vc conhece " todas" mhers do Brasil e/ou do Mundo seu fracassado?!
Segundo, talvez vc seja menos influenciável que imagina ser.
Terceiro uma mulher ora se envolver com um otário machista e fracassado como vc não deve ter um pingo de Amor próprio ou sanidade.

Terceiro: as mulheres muito interessantes não são impossibilitadas de "satisfazer seus desejos" sua loucaaaa! Kkkk.
Elas é que não querem um babaca como você.
E quanto as que deram pra você, é comprovado que fracassado machista NÃO dá orgasmo pra mulher!
Machista gosta de boquete mas tem nojo de chupar mulher (depois se acham muito "machos" kkk). Segundo, forçam mulher a fazer anal quando a maioria não quer bem experimentar. Por último machista só quer enfiar pau e virar de lado.
Resumindo machistas como vc são uma merda na cama(sei porque há fui casada com um na minha adolescência).
Resumindo só as idiotas te querem. Até kk.

Anônimo disse...

18:42
Apoiado só descem o pau nas prostitutas, mas os clientes sempre se safam acham ridículo se vender mas não acham ridículo comprar pessoas.

DEATH ADDER disse...

vou fazer meu ultimo comentário pouca gente irá entender, ou quase ninguém, mas não me importo. como o que mais quis durante a vida é descobrir o porque das coisas e dar significado a minha vida de maneira filosófica pois nunca encontrei nada na sociedade que pudesse dar um significado a minha vida, cheguei no extremo do individualismo, a pensar exatamente igual unabomber mesmo, e percebi que, o individualismo é oposto ao machismo/masculinismo/misoginia. no machismo existe a necessidade de controlar o comportamento humano, ou seja, o machista quer controlar o comportamento das mulheres, ele não age diferente do marxista que quer empurrar guela a baixo suas ideias totalitárias perserguindo quem não se encaixa, igual na antiga união soviética em que o individuo isolado, excluído que sofreu bullying era posto em manicômios, aqui no brasil acontece de maneira similar ate. desdo começo da civilização foi necessário criar bodes expiatórios e controlar o comportamento humano para que a civilização pudesse funcionar, e por isso o machismo foi criado, leiam o livro de EDWARD C. WHITMONT ''o retorno da deusa''. se tem um assunto que pesquisei muito esses ultimmos 2 anos foi psicologia pois quis saber o que ta por tras de toda perseguição psiquiátrica que sofri e descobri que a psicologia pode ser muito mais perigosa que a simples dopamina da psiquiatria, pois a mente tem um poder enorme sobre o corpo. conhecendo a fundo como funciona as coisas nesse mundo se chega a um ponto que não importa mais nada mesmo, esse povo que fica aí ''metendo a real'', grande merda isso, eles não vao chegar a lugar nenhum com isso. seria melhor se o planeta explodisse logo em bilhões de pedaços(interpretem o que falei de maneira metafórica e entenderaõ que não estou sendo contraditório).

Anônimo disse...

Lili

Vc é um pseudo homem machista ou é lésbica?

Anônimo disse...

Lili 18:36

Isso aí você inventou da sua mente perturbada, só pode. Desde quando o cara que é bonito vai querer furar couro de baranga? Cadê a lógica disso? Aliás, sou acima da média. Canso de enjeitar convite pra sexo de colega de turma que vive arrastando asa pra mim. Mas não sei o que isso tem a ver com essa conversa.

Anônimo disse...

Lili
Nem experimentar. Corrigindo.

Anônimo disse...

Proponho uma questão sensata a todas as ilustres damas que condenam o comportamento retratado nestas canções:

Tenho 26 anos, sou um rapaz esforçado, trabalho e curso faculdade. Sou gentil, educado, sei conversar jamais trataria uma de vocês com desrespeito. Tenho 1,82, sem nenhum defeito aparente que comprometa minha aparência.

Vamos agora ao lado não tão interessante sobre mim: Ganho um salário mínimo num emprego sem nenhum status perante à sociedade (sou estoquista de loja, será que as "amigas" vão ficar com inveja? Ou vão rir de você?), não tenho CNH, logo não tenho meio de transporte (pois é, nada de Camaro Amarelo e Dodge RAM) para levá-las a restaurantes e bares da moda caros e outros programas que não tenho condições de bancar; não sou alcoólatra, não sou cafajeste e nem tenho tendências ao comportamento levemente sociopata pelo qual vocês mais do que ocasionalmente se derretem.

E aí, eu teria chances com alguma de vocês, mesmo com todos esses "defeitos"?

Ah, sei, você não quer destruir nossa "amizade", não é? Talvez eu deva esperar por alguma outra "garota legal" igual a você enjoar de se divertir com outros sujeitos "mais interessantes" e me aceitar como uma das sobras, afinal todas vocês uma hora se cansam deles e se contentam com os restos, não é mesmo?

A verdade é uma só, a ficção retrata a realidade, jamais o contrário.

André disse...

DEATH ADDER,

Concordo com você, ninguém vai entender.

Anônimo disse...

Foi o que disse a ele, que mulher com capacidade intelectual , não manipulavel vai querer, ele não deve ter dado orgasmo a nenhuma. Não é a toa que está solteiro.
Eu quero que cada vez mais mulher exigam muito na cama, e na vida, pq esses homens são uns fracassos e ainda acham que fazem a mulher gozar só dela olhar pra eles coitados, na verdade muita mulher tem auto estima destruída e fica com qualquer miséria que aparece.

camila santos disse...

18:49 nenhum dos dois só pode ser um mascu, parem de botar lésbicas em tudo que perseguição.

Anônimo disse...

Anônimo DEATH ADDER
COLOQUE SEUS LIVROS DE PSICOLOGIA TAMBÉM ME INTERESSO POR ESSA ÁREA, ACHO QUE PESSOAS PODEM MANIPULAR E ENLOUQUECER AS OUTRAS FACILMENTE.

André disse...

Anónimo 18:51,

Tira lá da descrição o gentil e respeitoso.

Anônimo disse...

18:51

Aposto que você já saiu com muita mulher sem isso, não se faça de bobo , se toda mulher for exigir uma range rover pra cada homem, a humanidade não existiria.

Anônimo disse...

Lili

Um dia vc vai achar uma garota legal rapaz. Não desanima!
Só não posso te elogiar muito porque sou casada(meu namorido ficaria com ciúmes) mas você tem muitas qualidades.
Ps: meu marido ganha bem menos do que eu, então não se deixe levar por questão de status e dinheiro!
As vezes na vida existem desencontros. Garotas legais conhecendo caras escrotos. Catas legais conhecendo mulheres escrotas. A vida é assim. Mas não perca suas esperanças, um dia aparece uma moça bacana no meio de um bando de validadoras nojentas.

Anônimo disse...

18:55
já ouvi falar do carisma de adolf hitler mas nunca me interessei em ler...

Anônimo disse...

Lili

Caras legais. Corrigindo.

Anônimo disse...

só dele ter 1,82 já pega mulher, mulher gosta de homem alto, eu sempre me senti desconfortável pq eu tenho 1,54 quase anã, mas falo que tenho 1,57. Todas as minhas amigas baixinhas gostam de altos.

Anônimo disse...

Lili

Anônimo das 18:51

Mente perturbada? É uma bela rola que vc gosta de encarar kk.

Anônimo disse...

18:47

É isso mesmo, vender sexo é errado mas comprar n, bando de hipócrita!

Rafael disse...

Camila Santos, os cantores de merda têm culpa, mas só existem porque possuem público. Em muitos casos, predominantemente feminino. Não ouvir está ao alcance de todos. Eu não escuto e estou muito bem.

Anônimo disse...

É, tb n mantenho relacionamento com homem que paga prostituta, sinal de q n consegue conquistar uma mulher, só pagando.

André disse...

19:01,

Tem mulher que nem gosta de homem.

Anônimo disse...

e sinal de que é egoísta não consegue satisfazer mulher, e acha que ó ele tem fantasias sexuais.

Jéssica disse...

18:51

Ninguém está negando que exista mulher assim mas daí dizer que todas são interesseiras, é ridículo.
Mas de qualquer forma, as pessoas tem o direito de se relacionarem com quiserem, ou vc fica com qualquer uma? Dispensaria a mulher gente boa, que te trata bem e gosta de vc de verdade, pq ela é n está no padrão de beleza? Sendo "feia", gorda, baixinha ...?
Pq n falta homem fazendo isso, depois vem com mimimi quando levam fora.

Anônimo disse...

Diva

A questão é a seguinte: os principais exponentes desta música sertaneja(ou "sertanojo"?! Kk) são homens e estão confortáveis em sua situação de dinheiro e sucesso vendendo músicas de lixo, e não adianta reclamar que eles só vão debochar de quem reclamar.
A questão é mudar a mentalidade das meninas, das adolescentes ora que elas não sejam massa de manobra de machistas, engordando shows de pseudo-cantores medíocres que criam letras as chamando de " interesseiras", "traidoras", " vagabundas" e claro enaltecendo o cara beberrão, comedor, e que chifra namorada ou mulher(no sertanojo mulher que trai é vagabunda e homem que trai é machão, esperto e comedor! O velho "dois pesos, duas medidas).
Se educarmos as meninas pra terem alto estima, amor próprio e personalidade forte, elas nunca irão em shows nem comprarao CDs de babacas que as tratam como lixo.

Anônimo disse...

e sinal de que é egoísta não consegue satisfazer mulher, e acha que ó ele tem fantasias sexuais.

Disse tudo.

Jonas Klein disse...

I!!!!!!!!!!!!!!!!! acho o termo que usei não pego bem, tudo bem vou usar um termo mais politicamente correto.


Pelo visto tem GP de aliança no dedo aqui que se irrito com o fato de eu a desmascarar, se algum se ofendeu aqui desculpe, mais eu tenho compromisso com a verdade, por isso eu preciso dizer o que e fato real, e aqui não vai nenhum tipo de preconceito, pois eu ate em envolveria de boa com uma ex-GP, mas com uma mulher que inda ta na profissão ai não, e olhem para o seu umbigo primeiro sim, pois eu não acredito que quem em atacou aqui se envolveria com um garoto de programa na ativa.


Por fim e espantoso, como e só dizer qualquer coisa meio fora linha geral de pensamento aqui, para começar fazerem suposições sobre vida da pessoa.

Anônimo disse...

e quem em sã consciencia se envolveria com vc Jonas querido
vc parece um personagem do Chico Anisio kkkkkkkkk

Rafael disse...

Jonas, pra mim, homem que sai com GP além de hipócrita, é fracassado.

Anônimo disse...

Acho que se não fosse o sexo, essa conversa não estaria acontecendo. O sexo em nada acrescenta o ser humano em relação ao Estudo e ao Trabalho, ainda assim, é algo que nossa sociedade prega que deve ser buscado, sempre ao custo de frustração e rancor por ambos os lados. Mas o que o sexo contribui para a sociedade? Com certeza, não é em relações mais sadias entre seus cidadãos.
Nunca tive problemas relatados com machistas e feministas, mais também, sempre - com exceção de um período breve da adolescência - me mantive o máximo afastado do sexo e suas estripulias. Não sou um misógino, trato mulheres e homens do mesmo jeito, apenas quando o assunto é sexo ou parece ser sexo, dou as costas sem dizer nada. Nunca tive problemas com o advento do S.U se não por pessoas irritantes portando celulares ou sob poder de sistemas sonoros automobilisticos. Enfim, acho que a solução para todos os tais problemas passam pela reflexão e afastamento pessoal do sexo.

Não sei se me faço entender. Meu lugar de fala é aquele de quem foi criado aprendendo que sexo é errado, obviamente - como todo adolescente - quis transgredir as regras ao me engraçar com papinhos e beijos com uma coleguinha, mas recebi apropriada punição de minha mãe e das autoridades estudantis.

Por fim, deixo claro que deve haver distinção entre o ato reprodutivo e o venéreo, podendo a reprodução ser feita com uma única penetração ao fim da masturbação masculina, entre um homem e uma mulher que se considerem geneticamente aptos.

Anônimo disse...

Existem diversas razóes pra se sair com GPs, eu já cogitei isso, mas porra gastar 150 a 200 reais em 1 hora não é pro meu bolso, sem contar que eu não consigo ver graça num sexo totalmente mecânico e sem entrega nenhuma de nenhum dos envolvidos. Mas eu entendo o cara que sai com GPs, as vezes pra muitos é a única alternativa, o cara é feio, não tem uma condição financeira estável, é tímido, sem papo nenhum, não sabe se vestir. é baixo (tem 1,75 ou menos) e não tem o mínimo de sociabilidade, qual mulher nesse mundo vai querê-lo? A única opção pra sair da solidão (que é foda, leva a depressão e pode até matar) é pagar alguém pra ter pelo menos um pouco de companhia. Mesmo sem a mínima capacidade pra conquista eu não tenho coragem, mas acho meio bizarro condenar quem faz sem ao menos conhecer a pessoa e sem conhecer também a GP...

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

20:09

É fácil vir aqui e escrever isso tudo, difícil é se livrar da libido que atormenta a cabeça 24h por dia, muitas vezes eu não consigo me concentrar em outras atividades justamente porque a libido fica no talo e pensamentos sexuais invadem a minha cabeça, eu realmente queria um remédio que pudesse eliminar a minha libido pra ter uma vida mais prazerosa e sem frustrações. Pra um ser humano completo que não possua nenhum problema (e não seja assexual) é impossível se afastar do sexo sem ser um martírio, algumas mulheres até conseguem (e eu as invejo muito), mas pra maioria das pessoas acho que não funciona assim...

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

20:31

Não sou de SP, mas mesmo assim eu não teria coragem, eu gosto de sexo com confiança onde eu não tenha grilo de fazer oral nem de beijar e também gosto de saber que a pessoa tá ali porque quer e não porque vai receber grana depois, eu acho que broxaria, sério.

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

AnonLivroAberto, e você acha que GP não gosta de transar? Se não gostasse, não taria nessa profissão. E às vezes é até melhor do que o sexo numa relação estável porque é menos cerimonioso e sem pudores. Tem GPs e tem GPs. Eu fiquei sentido com o seu relato. Se você fosse da minha cidade, faria questão de te levar pra conhecer umas meninas daora.

camila santos disse...

Rafael eu disse que eles não tem público? Eu disse que eles são tão culpados quanto as mulheres que os ouvem. disse isso três vezes...

Anônimo disse...

Por isso que tá na merda......muito exigente:)

camila santos disse...

André esse tudo de mulher que não gosta de homem tão onde?

Anônimo disse...

Livro Aberto, pelos comentários que eu tô lendo aqui, é o mesmo caso de sempre: esses mascus chorões querem gostosonas que por sua vez preferem homens do tipo delas. Juram que não é assim, que a mulher não precisa ser a gostosa de academia, mas conhecem uma moça que não se encaixa nos padrões de beleza que combina em tudo com eles e dispensam porque "ela não é do tipo deles", não é uma mulher-troféu que eles podem exibir pra causar inveja nos amigos. Ter mais atração por pessoas magras, gordinhas, louras ou morenas é ok, todos tem um biotipo que consideram mais atraente e isso é normal. Mas se você deixa de dar uma chance a alguém legal que combina com você em tudo porque essa pessoa (no caso, a mulher) não é magra igual modelo, ou loira, ou peituda e bunduda (magreza de modelo e bunda/peitos não andam juntos) é frescura de misógino que não quer mulher, que troféu. E esses babacas tem mais é que chorar mesmo.

Livro Aberto, pelo que você falou aí sobre sua libido, eu aconselho procurar um médico e talvez uma terapia. Esse seu caso é muito sério, pode ser alguma doença, uma disfunção glandular, pode ter alguma coisa no seu psicológico ou simplesmente machismo enraizado que você ainda não conseguiu eliminar. Se não for um distúrbio fisiológico a terapia vai te ajudar a lidar com as questões psicológicas, eu fui paciente psicoterápica por 12 anos e me fez um bem enorme.

Anon das 18:51 não, você não teria a menor chance comigo. Mas é porque você é um babaca, não porque é pobre. Eu também tenho um emprego sem status (auxiliar de escritório), não tenho dinheiro e só ando de ônibus. Com esse histórico claro que não espero achar um namorado rico, mas também não aceito qualquer babaquinha que se acha injustiçado porque as mulheres exigem que ele não seja babaca.

Anon das 18:21 você é um babaca manipulador que engana mulheres pra que elas transem com você e depois as joga fora como se elas fossem lenços usados. E jura que tem a cara de pau de reclamar que suas relações são superficiais?

Anônimo disse...

B. Vai numa periferia ou até num bairro de classe média mais baixa. Cê vai ver as minas trabalhando, estudando de noite. As gurias estudando em cursinho, querendo passar num vestibular, num concurso. Vc não vai encontrar tantas que querem marido rico, afinal, elas nem devem saber quem são os bonados pra dar golpe do baú.
As minas q eu conheço são assim. Tão querendo crescer, empreender, estudar, passar em concurso, cursar faculdade e não ser a próxima capa da playboy ou sair no Ego pq tá pegando jogador de futebol

Anônimo disse...

20:55

Se você for bonita e gostosa, pode trabalhar de gari, como aquela mina da Playboy deste mês, que sempre vai ter um ricaço disposto a te tirar da miséria.

Anônimo disse...

Jonas babaca
Desmascarou quem? Kkkkkkkkk Eu n sairia com garoto de programa de forma alguma, agora, a hipocrisia é sua e dos homens.
Prostitutas servem para transar com voces mas n pra relacionamento e n é vc q diz q relacionamento aberto é super legal? Ñ sei qual é o problema.
Diferença alguma da escrotisse de ' mulher para casar, mulher pra se divertir"

Anônimo disse...

Gp gosta de transar, mas é igual o porno, o homem vai la pra ele gozar, se ja é ruim pra mulher atingir orgasmo com o namorado imagina com um cara que ela nunca viu na vida, que provavelmente vai querer gozar na boca e no cu e cair fora, é o mesmo que achar que atriz pornô goza so inocentes mesmo.

Anônimo disse...

Esse Jonas deve ser igual aquele Adrilles do BBB
que frequentava ambientes de público feminino pra
escolher um alvo pra perseguir. O histórico de
conversas dele no facebook deve ser todo contaminado
de assédio sexual contra mulheres.

Anônimo disse...

Eu vi um documentário que dizia que prostituta tem morte social, todo mundo se deita com ela, mas ninguém quer jantar na mesa com ela e com a família, muitas tem depressão, e elas vivem sob medo, elas contratam seguranças particulares pra se proteger de um possível cliente ameaçador. As pessoas pensam que é so glamour que elas sentem orgasmos, mas ate pra uma mulher comum é difícil imagina pra elas que vivem de fazer o que os outros gostam, é obvio que ela vai falar pro cliente que sente prazer naquilo, mas a verdade é que muitas se drogam pra enfrentar isso.

Anônimo disse...

21:11

Não, não é igual ao pornô. Pornô é completamente frio por ser esquemático. Sexo com GP não segue nenhum script e nem o tempo controlado arruína a naturalidade do ato porque é muito mais do que suficiente pra se desbravar o corpo da GP de todas as maneiras e até bater um papo com ela se quiser.

Rafael disse...

É bem por aí, anon 21:18. Quem alimenta esse ciclo está contribuindo com todos esses males.

Fora que eticamente eu não acho aceitável.

E sobre o povo da "libido no talo" por aí, vão procurar um médico. Eu nunca tive problema com isso.

Rafael disse...

"desbravar o corpo da GP"

Na boa, não li isso num blog feminista. Só pode ser trollagem.

Anônimo disse...

Rafael 21:25, GPs não satisfazem apenas carentes de vida sexual, mas também carentes de vida sexual com certos fetiches impossíveis de se realizar com as mulheres do seu meio. Se eu me disponho a pagar por uma GP, fazer o típico sexo que o pai e mãe costumam fazer é muito pouco.

Anônimo disse...

Vou dar uma dica para vocês, se masturbem mais, parem de se culpar, deixem de ser mal resolvidos, a impressão que eu tenho é que vocês estão tendo um ataque cardíaco enquanto escrevem sobre sexo. kkk

Jonas Klein disse...

Anon 19:18

A menos que você esteja de trollagem, você desconhece completamente a diversidade humana...


Rafael

"Jonas, pra mim, homem que sai com GP além de hipócrita, é fracassado."

Olha eu não sei que tipo de hipocrisia teria nisso, a menos que você esteja se referindo aqueles, casos que o paga para trança e depois sai criticando as mulheres que se prostituem, se for isso não se aplica de modo algum a mim.

E nem todo o cara que paga para transa e fracassado, este teu pensamento ai e muito generalizante, as vezes a pessoa pode só estar muito ocupado com estudos e/ou trabalho, ai prefere não investir o seu tempo para conquistar mulheres/homens para ter sexo de graça, entre outros motivos...


Anon 21:08

Se isso não valesse para você porque se sentir atacada e sair ofendendo?

E eu sou adapto da relação aberta mesmo, e acho isso uma evolução das relações amorosas, o que me leva não querer me relacionar com prostituta, e que mulher para estar comigo, só me interessa se ela tiver interesse em mim, não na minha grana, e simples assim.

Além disso eu também não quero ver uma com que namoro ou casei se prostituindo por ai, por isso com prostituta que ainda esta na profissão eu não me envolvo...

Anon 21:16

Pare com isso, não venha me medir pela régua dos outros, eu diferentemente deste que você citou, aprendi a ter honestidade.

Anônimo disse...

Jonas sua mãe sabe que voce paga prostituta kkkkkkkk

Anônimo disse...

Antigamente sertanejo era considerada "música de corno", era afogamento de mágoas de homens bêbados "explicando para guardas que tinham dormido na praça pensando nelA", "Boate azul", "Pinga ni mim", "Fio de Cabelo", entre outras. Muito mais fácil a pessoa se viciar porque tenta usar o álcool como remédio ou muleta emocional do que se divertindo não é mesmo? Então, embora eu não goste de nenhum tipo de música sertaneja, as letras melhoraram. Por que incentivar os homens a sofrem pelas mulheres se eles podem se divertir com elas?
Feministas criticam o amor romântico, a ideia social de que a mulher só pode querer sexo se estiver apaixonada, etc. Então, se a mulher moderna faz apologia ao sexo sem compromisso, o homem tem que evoluir junto e fazer também.
Balada é isso mesmo: futilidade. Dinheiro, bebedeira e relações superficiais "sem cérebro" em um lugar que o pessoal "fica" sem se conhecer. Se o cara for para a balada "quebrado" e a pé não pega as "patricinhas" que são maioria na balada, isso é FATO. Então, essas músicas contextualizam os valores dos jovens atuais, não só dos homens, ok feministas? Porque na cabeça de vocês os homens fúteis existem e conseguem fazer sucesso sem existirem as mulheres fúteis. Isso só seria verdade se eles só transassem entre si.
Então o que o sertanejo universitário diz sobre o feminino? Diz a VERDADE, pelo menos é o perfil das frequentadoras de certos eventos.
Principalmente por estar comentando nesse ambiente de "mascus" e "feminazis", preciso deixar claro que estou cansado de saber que nem toda mulher é interesseira, afinal de contas, pela doutrina feminista politicamente correta, pode-se dizer que os homens são estupradores, mas dizer que as mulheres são interesseiras é um crime hediondo.

Anônimo disse...

O que eu acho demais no movimento feminista é esse hábito de querer falar sobre as prostitutas e pelas prostitutas sem jamais se dispor a querer ouvir as próprias prostitutas, ou ao menos alguém íntimo de alguma prostituta.
Sou noiva de uma prostituta(sim, muitas são lésbicas e bis) e posso dizer que a maioria gosta do trabalho, afinal, não é só sexo, e também é eclético, divertido, e paga MUITO bem. Vou listar alguns fatos sobre a prostituição:

- Prostitutas comumente trabalham em puteiros, que são como bares. Elas recebem comissões pelas caríssimas bebidas que vendem, bem como... Pelas bebidas que os marmanjões pagam a elas. É muito comum em puteiro se pagar bebidas para as putas, é uma cortesia praticada por putanheiros, putanheiros que não pagam bebidas são vistos como rudes ou pobres. Onde alguém ganharia R$10 para beber uma dose de energético? Também é normal uma prostituta em uma mesa beber mais que o sujeito lá.

- No início de carreira, uma prostituta de bordel ganha cerca de R$3000. Tal lucro vem não apenas de sexo, mas também de comissão de bebidas e danças eróticas. Bem como de "gorjetas".

- A principal vantagem dos bordéis às prostitutas são os seguranças, que as protegem. Ao contrário de uma balada, se um mascu mexe com uma puta, o segurança espanca o mascu e expulsa ele sem dó.

- Comumente quem procura prostitutas não é apenas carente de sexo, mas também de afeto e de conversa inteligente. Na prostituta o sujeito encontra não apenas sexo, mas uma mulher carinhosa com quem desabafar e inteligente com quem conversar e brincar.

- Por incrível que pareça, seja num sexo padrão, ou em algo mais exótico, como uma sessão de sadomasoquismo, os putanheiros procuram agradar as prostitutas. Aparentemente, como estão gastando o dinheiro deles, eles preferem fazer tudo direito.

- É comum um sujeito pagar uma prostituta para dar banho nela, fazer massagem nela e beber com ela no quarto abraçadinho.

- A maioria dos putanheiros são casados. Sabe aquelas meninas "burras, gostosas e castas" que eles pegam para casar e criar os filhos? Eles traem com as inteligentes, autênticas e charmosas prostitutas.

- Grande parte das prostitutas é carente, pois nenhum homem as quer. É comum prostitutas namorem com sujeitinhos ridículos, verdadeiros machos delta(sim, pior que beta). Muitas tem se tornado lésbicas, e assim encontrado companheiras que acreditam que "pagando, não é traição".

Por fim, é difícil a vida das mulheres de vida fácil, cada cliente é como um namorado(inclusive, clientes fixos são chamados de "namorados" entre elas), e apesar de após alguns anos de carreira ser possível ganhar 20mil por mês, no início deve-se se esforçar para conseguir os ditos "namorados", o que inclui muitos gastos com maquiagens caras, roupas caras(muitas feitas sob encomenda) e photobooks na internet.


E por fim, mascus, continuem não querendo se relacionar seriamente com prostitutas. Tem chovido mulher rica e carente na nossa horta, parece um milagre! Inclusive, semana passada eu ganhei uma MO-TO-CI-CLE-TA, PORRA!!!! =D

camila santos disse...

22:12 Se elas transam com homens não são lésbicas, reconheço que muitas lésbicas não são exatamente lésbicas de verdade mas ser lésbica não é transar com homem, a maioria das donas de casas são pobres muitas criam os filhos sozinhas e não são nada de gostosas e castas.

Anônimo disse...

Jonas, diversidade humana no seu caso só é sinônimo de sex appeal quando você entra na categoria "bizarre".

Com esse seu visual do Craque Coalhada, só pagando mesmo uma mulher vai topar tirar a roupa pra você.

André disse...

Camila Santos,

Creio que, como todo homossexual, elas sejam minoria. Mas o anônimo de 19:01 falou que toda mulher gosta de homem alto, o que é uma generalização absurda.

camila santos disse...

21:53 Sexo sem compromisso só é novo para a mulher homem sempre fez isso. O que acha dos homens que defendem estupradores? E sempre arrumam uma desculpa para culpar a mulher? tu acha que as feministas tem que passar a mão na cabeça desses homens? As mulheres já são vistas como interesseiras eu só não vejo homem ser taxado de estuprador sem motivos e você realmente é um doente comparar estuprador com mulher interesseira como se estupro fosse uma besteira, os homens que comentam aqui deviam se revoltar por ver outros homens os difamando.

Rafael disse...

Anon 22:12, nenhum estudo / relato / documentário sobre prostituição confirma esse mundo cor-de-rosa que você está pintando.

Anônimo disse...

Ninguém passa a mão na cabeça de estupradores, se acredita nisso a doente é você. Vocês generalizam todos os homens como estupradores e acham isso normal, não entendem porque eles ficam com raiva, mas são as mesmas que se revoltam quando dizem que mulheres são interesseiras.
O que é mais grave, chamar de estuprador ou interesseira? Eu também não disse que o sexo sem compromisso é coisa nova, falei que mais que nunca ele é estimulado, para ele existir é preciso dois gêneros, a não ser que sejam homossexuais.

Eva disse...

Passando para avisar que a Eva do comentário das 17:50 NÃO sou eu, que comentei duas vezes mais acima, antes desse horário. ^^

Pensando aqui em colocar um sobrenome pra não confundir.

camila santos disse...

22:55 Tem homens que defendem estupradores sim claro que não explicitamente é sempre com aquele "argumento" de que as mulheres estavam com roupas provocantes ou que não deviam estar na rua, eu não me revolto quando um homem chama todas as mulheres de interesseiras porque isso não é verdade agora vai em qualquer notícia sobre estupro e leia os comentários dos homens. Eu não disse que sexo sem compromisso é novo, eu disse que é novo para a mulher.

camila santos disse...

22:55 E os homossexuais tem gênero sabia? não são ets.

Anônimo disse...

Não é novo nem para a mulher nem para o homem, a sociedade aceitava o homem fazer sexo sem compromisso e reprendia a mulher que fazia escondido. É igual a homossexualidade, sempre existiu, mas agora as pessoas estão podendo "sair do armário". Quis dizer que se há um estímulo para que a mulher faça sexo sem compromisso, a oferta de sexo heterossexual sem compromisso aumenta e com ela os interesses dos homens em ter relações superficiais com as mulheres também, daí a mudança nas músicas e nos comportamentos. Jamile Pinheiro falou algo que concorda com minha análise.
Uma parte da sociedade acredita sim que roupas atraem estupradores, mas nunca vi ninguém dizer que um estuprador fosse "menos culpado" porque a mulher estava usando menos roupa.
É mais ou menos assim, se você anda sozinho de madrugada e o ladrão rouba, dirão que você não foi prudente, mas quem disser que você mereceu é porque não tem caráter.
Esse negócio de culpar a vítima eu vejo muito na internet e em pesquisas furadas como a do IPEA, na TV e na vida real nunca vi.
A não ser o criminoso, esse sempre vai culpar a vítima mesmo.
No mais, eu concordo que culpar a vítima é algo sórdido, mas nada disso tem a ver com o foco da minha conversa.
Só para refrescar as memórias, eu não disse que todas as mulheres são interesseiras.

Anônimo disse...

Camila, eu sei que os homossexuais têm gênero, disse que um relação HETEROSSEXUAL NÃO É POSSÍVEL se só os homens (um único gênero) se relacionarem. Eu tenho que explicar cada vírgula que escrevo, aff.

camila santos disse...

Se você nunca viu então não existe? É novo para
a mulher sim antigamente a mulher não tinha
liberdade sexual nenhuma pouquíssimas mulheres
faziam sexo sem compromissos talvez só as ricas!
23:31 Eu quero dizer que muitos homens procuram
prostitutas e até homens para sexo sem
compromisso ou seja esses não tão transando com
mulheres que fazem o mesmo. A do ipea eu
acredito que não foi nenhuma furada eles só
falaram que tava errada depois da polêmica.

Anônimo disse...

Eu sempre acreditei que a preferência musical diz muito sobre a pessoa e tenho prenconceito essas musicas que andam produzindo. Teve um rapaz do sertanejo que morreu recentemente e todos me acharam um ET quando falei que nunca tinha ouvido falar.

Anônimo disse...

Para começar, na pesquisa do IPEA usaram um amostra MUITO MAIOR de mulheres, não condiz a porcentagem de mulheres da população brasileira, segundo, o baixo grau de escolaridade das entrevistadas não condiz com a média da população brasileira, entre um monte de coisas que não me lembro mais. Usaram uma "amostra viciada", não representativa do universo pesquisado.
A sociedade era mais intolerante com mulheres que faziam sexo sem compromisso, mas isso significam que elas não existiam. É o mesmo que dizer que antigamente as mulheres não traíam, aff.
No entanto, pela lógica existiam bem menos mulheres que faziam sexo sem compromisso, então os homens tendiam a ver as mulheres como pessoas para namorar e para casar, não para ter relações superficiais, assim oferta de sexo HETEROSSEXUAL sem compromisso com NÃO prostitutas era muito menor. Engraçado você dizer que os homens transavam livremente entre si, como se antigamente não existisse repugnância à homossexualidade e isso fosse mais fácil do que transar com uma mulher, isso já é apelação. Mesmo que fosse, NÃO ERA SEXO HETEROSSEXUAL que é o assunto da matéria. A matéria fala de mulheres se relacionando com homens, sendo assim, seus argumentos não contrariam minha análise.

Anônimo disse...

Esse negócio de que homem hétero faz sexo CONSENSUAL com outro homem é um das maiores distorções que já vi. Heterossexual de verdade só sente atração por mulher, só tem vontade de transar com mulher, o que existe é uma enorme quantidade de homossexuais e bissexuais que não se assumem como tal devido ao forte estigma social que enfrentam, além dos que acreditam que são heterossexuais pelo simples tabu de que para ser homossexual tem quer ser passivo, pff. Existem até mesmo gays ativos que só transam com homem, nunca com mulher. Tem gente que é bissexual e nem sabe disso.

camila santos disse...

Claro que não vou contrariar nada , você não tem argumento nenhum. Só sabe botar palavras na boca dos outros , nem sei da onde você tirou "homossexualidade antigamente"! Quando eu disse que homens procuram sexo sem compromisso com prostitutas/homens eu tava falando de agora e não antigamente. E não existia "a sociedade era mais intolerante" simplesmente não se aceitava mulheres que faziam sexo sem compromissos, essas não se casavam não arrumavam maridos ficavam mal faladas. O engraçado disso tudo é que as virgens tinham que namorar homens "rodados" esses as mulheres sempre foram obrigadas a aceitarem e hoje elas também aceitam sabe porque? porque as mulheres não enxergam os homens como objeto que perde o valor só porque já transou com alguém, realmente homens e mulheres são muitos diferentes.

Anônimo disse...

Li o texto e o ultimo comentário da camila.(são muitos comentários e é impressionante o sucesso do blog)
Penso que não é a musica que vai ditar ou influenciar a realidade, mas os comportamentos das pessoas.. Existem mulheres objetos como as que foram representadas na música? Existem mulheres que são o oposto do que é refletido na música? Acredito que a resposta correta é SIM para ambas as perguntas,pois a realidade demonstra a existência de ambas!!
O questionamento central deveria ser o comportamento de homens e mulheres.
O que estão buscando as mulheres de hoje em seus parceiros? Beleza? Dinheiro? Inteligencia? Caráter? Popularidade? Fama? Submissão? Domínio?Fidelidade?Afeto?
O que estão buscando os homens de hoje em suas parceiras? Beleza? Dinheiro? Inteligencia? Caráter? Popularidade? Fama? Submissão? Domínio? Fidelidade? Afeto?
O que é da percepção geral é que os dois primeiros estão predominando em ambas situações!Talvez fosse necessário rever este padrão de comportamento.
A percepção geral parece ser que homens só se preocupam com beleza e sexo, e mulheres com dinheiro, domínio do parceiro e beleza.
Não vejo diferenças entre os comportamentos de ambos os sexos, se fossemos observar como a maioria das pessoas se comportam.
Bastaria que dinheiro deixa-se de ter peso e relevância na escolha da mulher ou que outros fatores superficiais fossem tão potencializados, que a percepção da maioria mudaria! Como explicar o caso neymar ou jogadores de futebol? E o caso do velho Maroni e tantos coroas acompanhados de "belas mulheres"?(o padrão do que é considerado uma boa mulher para a maioria dos homens)..
Acho que ambos os comportamentos são passiveis de critica por serem extremamente superficiais. Porem vale ressaltar que nem todos os homens e mulheres valorizam essas caracteristicas, portanto é incomodo que haja generalizações como: mulheres são interesseiras e homens só valorizam beleza e sexo!!
Falar que nenhum homem "presta" ou nenhuma mulher "presta" é uma generalização no minimo errada. Li alguns comentarios no sentido de que todos os homens são misóginos e etc; considero tão errado quanto inferir que toda mulher é "objeto" ou "interesseira", ambos existem na sociedade, e seria hipocrisia afirmar que mulheres interesseiras ou homens que só se preocupam com beleza(corpo,rosto,estética,sexo e sexualidade) não existem aos montes!! Obviamente acredito que exista vida inteligente independete do gênero! ;)
Abraços V

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 257   Recentes› Mais recentes»