quarta-feira, 19 de novembro de 2014

PRECISAMOS FALAR SOBRE ABORTO. E SOBRE DISCURSOS MIDÍATICOS ACERCA DELE

A revista TPM está lançando uma campanha pela descriminalização do aborto, e hoje é dia de participar com a tag #PrecisamosFalarSobreAborto. 
Eu, praticamente uma desconhecida, e 79 personalidades fomos entrevistadas pela revista. Para ajudar a impulsionar a campanha, publico hoje o excelente guest post do grupo de ação Gemis (Gênero, Mídia e Sexualidade).

Por ano, cerca de um milhão de mulheres realizam abortos no Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde. Uma em cada sete brasileiras entre 18 e 29 já abortou, segundo o IBGE.  Abortos inseguros e mal-sucedidos são a quinta causa de morte materna, conforme o DataSUS de 2013. Então por que os discursos da mídia continuam tratando o aborto como questão de polícia, e não de saúde pública? 
O aborto é crime no Brasil (exceto em casos de estupro, risco de vida para a mãe ou fetos anencéfalos), e podem ser penalizadas tanto as mulheres que optarem por fazê-lo quanto qualquer pessoa que as ajude.  
Já foi repetidamente comprovado e analisado que as mulheres não deixam de fazer abortos devido à proibição. Pelo contrário, surgem clínicas clandestinas que fazem com que o procedimento -- que na verdade é bastante simples -- seja realizado de forma insegura e que frequentemente gera mortes, como duas recentemente no Rio de Janeiro.
Mulheres que iriam abortar em clínica
de Porto Alegre: tratadas como
criminosas por grande parte da mídia
Mesmo assim, o jornalismo continua trabalhando na lógica punitivista e de encarceramento que opera nas polícias, ao invés de se propor a ser um instrumento de reflexão e análise da situação no país. Em uma rápida pesquisa no Google ao se procurar apenas por notícias, a maior parte delas são de desmantelamento de "quadrilhas" de aborto, relatos policiais casuais sobre o fechamento de clínicas clandestinas. 
Uma dessas matérias foi a feita pela Rádio Gaúcha no dia 29 de outubro, que além de relatar a ação policial, foi um agente direto dela: os repórteres investigaram por cinco meses a clínica e a delataram à polícia. Primeiramente, é preciso lembrar que o jornalismo, com isso, "produziu" a notícia, visto que ela foi feita não com o viés de entender o funcionamento da clínica ou criar formas de compreensão dos motivos que levam mulheres a fazer o aborto, mas apenas serviu para entregar à polícia e depois publicar matérias relatando o fechamento. No texto publicado no site, a palavra "quadrilha" foi usada seis vezes, a palavra "crime" duas vezes, "organização criminosa" uma vez. 
Aborto como caso de polícia, não
de saúde pública
Em fotos divulgadas, mulheres que aguardavam atendimento apareciam deitadas no chão olhando para baixo. Pode-se entender que elas estavam sentadas no sofá que também aparece e, com a ação policial, pediu-se que deitassem no chão. Para não aparecer nas fotos, esconderam os rostos. Essa foto foi muito representativa da forma como as mulheres são criminalizadas, obrigadas a esconder seus rostos, temendo ser identificadas por terem escolhido abortar. De acordo com uma matéria do G1, uma mulher que realizava o procedimento foi presa. 
Veja em 1997, quando era uma
revista menos conservadora
A partir daí, diversos veículos fizeram matérias sobre o acontecido, todas sem problematização dos fatos. A clínica realizava cinco abortos por dia por cerca de R$ 5 mil. Nenhuma matéria questiona o fato de cinco mulheres por dia se esforçarem para gastar tal quantia, nenhuma matéria problematiza o nível de desespero em que elas precisam se encontrar. Tudo é feito em conjunto com a polícia, seguindo a lógica de que o aborto é crime e fechar a clínica é o correto a se fazer. 
Vera Zimmerman na capa
da TPM em 2005
Infelizmente, isso não é a exceção. Enquanto mulheres estão morrendo de abortos clandestinos, esforçando-se para pagar preços absurdos, sentindo-se criminosas por ter que fazer esquemas elaborados para chegar às clínicas, o jornalismo brasileiro segue sem questionar e problematizar. Além de lutar pela legalização, as jornalistas interessadas nas batalhas das mulheres devem, cada vez mais, buscar incluir a discussão em suas redações, em suas universidades, para que a mídia se torne realmente um canal de informação, de debate público e reflexão, e não apenas um panfleto de relatórios policiais. 
Ainda há, por sorte, algumas tentativas de resistência em núcleos específicos: nos veículos independentes e na mídia alternativa, há matérias que buscam traçar um panorama e problematizar as questões do aborto, como a realizada pelo jornal Tabaré em 2013. A revista TPM, que publica matérias com uma perspectiva feminista e busca lançar um novo olhar às questões femininas, lançou a campanha #PrecisamosFalarSobreAborto. Precisamos mesmo. E precisamos, urgentemente, falar sobre jornalismo e sua relação com a criminalização do aborto. 

181 comentários:

Anônimo disse...

Falar e agir para que o direito ao aborto seja um direito garantido a todas a mulheres é uma medida urgente, imediata.
Tratar mulheres como cidadãs de segunda classe já não é novidade, diante de tantos abusos que sofremos, violadas diariamente, constantemente, a cada passo que damos, ou até mesmo pelo fato de existirmos. Tudo isso causa uma revolta extrema.
Li um relato no blogueiras feministas do dia 18.11.2014, e é da causar muita indignação, assim como o relato do seu blog também na mesma data.
Chega de tanta violência.
O que acalma e ao mesmo tempo nos motiva, é saber que nunca iremos desistir de lutar.

Cristiane

Anônimo disse...

Ainda é crime e nunca vai deixar de ser crime. Chora mais

Danilo disse...

O aborto será legalizado constitucionalmente. É questão de tempo. Relaxem, eu sei do que eu estou falando.


Mas falar mais ainda sobre o Aborto? Feministas falam de aborto todo santo dia.


LoLa, faça um guest post sobre o fim iminente das feministas de facebook. Segundo os meus informantes, dizem que elas estão numa briga terrível de egos e várias delas abandonando o Feminismo. Mas este cenário eu já previa à muito tempo.

Gle disse...

Precisamos mesmo. Ontem, hoje e sempre! E anônimo querido das 13:02, isso não é um choro, é um pedido de SOCORRO pelas milhares de mulheres mortas todos os dias por conta de um procedimento mal realizado e sofrido.

Anônimo disse...

Os mascus adoram seu blog Lola.

Anônimo disse...

Essa criminalização é um absurdo. Ela serve somente para punir mulheres: as que estão grávidas mas desejam um aborto e as que querem estar grávidas e sofrem abortos espontâneos.
Li esses dias um relato de uma moça que sofreu um aborto espontâneo e quando foi para o hospital (depois de desmaiar), foi tratada como uma criminosa e o atendimento lhe foi negado até a chegada da polícia.

É, de fato, uma questão de saúde pública.
O pior de tudo é o argumento de "não quer filho, não faça sexo". Nunca vi negar tratamento médico baseado nas escolhas da pessoa em nenhuma outra situação.
"Fumante com câncer? Azar o seu, você decidiu fumar. Assuma as consequências."
"Acidente de carro? Azar o seu, decidiu dirigir. Assuma as consequências."
"Cirrose por bebiba? Azar o seu, decidiu beber. Assuma as consequências."
"Fratura praticando esporte? Azar o seu, decidiu praticar esporte. Assuma as consequências."

Tá vendo como é um argumento babaca?
É uma questão de saúde pública, precisa ser seguro, simples e barato/gratuito. E quem não gosta não precisa fazer, simples assim.
Eu não quero uma tatuagem, mas não saio por aí impedindo as pessoas de fazer uma. Eu simplesmente sigo a minha vida sabendo que a escolha das pessoa que quer uma não afeta em NADA a minha vida.

Patty Kirsche disse...

Anônimo 13h02:

É crime aqui no Brasil e vai deixar de ser assim em breve, porque é inevitável conforme a escolarização da população aumenta. Fora que, conforme a situação financeira das mulheres for melhorando, vai ficar cada vez mais fácil sair do Brasil e fazer o procedimento num país mais desenvolvido. Chora mais.

S disse...

Homem dando palpite em aborto...NOT!

Anônimo disse...

"E quem não gosta não precisa fazer, simples assim."

O que as feministas não entendem, ou não querem entender, é que não se trata apenas do corpo delas; não é uma decisão simples, como colocar silicones nos seios ou pintar os cabelos.

Os fetos também são seres humanos, vocês gostem ou não, não são amebas ou um câncer que você tem que tirar do corpo. Não podemos perguntar, mas acredito que eles não gostam dessa ideia, se pudessem, prefeririam nascer vivos, vocês não lhes dão essa escolhas.

Anônimo disse...

@Patty Kirsche

Vai deixar de ser crime? Sério, e quem vai mudar a lei? Esse Congresso conservador eleito em 2014? Ou a presidenta reeleita que disse "feliz é a nação cujo Deus é o senhor"?

Não vai deixar de ser crime, assim como nos EUA está se criminalizando cada vez mais. Chore a vontade.

lola aronovich disse...

Deixa de ser bundão, anônimo covarde das 15:16. Feministas e muitas outras mulheres que nem são feministas (afinal, a legalização do aborto, apesar de ser uma pauta feminista, não é exclusiva das feministas. Vc sabe que mulheres abortam muito, muito antes que o feminismo aparecesse, não sabe? Sabe que o perfil típico da mulher que aborta no Brasil não é feminista?) lutam pela legalização, e continuaremos lutando. O aborto é legalizado em 74% dos países no mundo. Somos nós e outros países pobres que somos minoria. Então falar que "o aborto nunca será liberado" é ridículo. É desconhecer a realidade de 74% dos países. Todos eles também tiveram que lutar para que o aborto fosse legalizado. Nos EUA o aborto foi legalizado em 1973, 40 anos atrás. Dizer que "está se criminalizando cada vez mais" é uma idiotice sem tamanho. Conservadores estão tentando tirar direitos de mulheres. Se depender de reaças, mulheres não poderão abortar nos EUA em nenhum caso. Mas isso é bem diferente de "está se criminalizando cada vez mais". Aborto não é criminalizado nos EUA, apesar das muitas tentativas conservadoras.

Anônimo disse...

"Os fetos tambem sao seres humanos vcs gostem ou não". E as mulheres nao sao seres humanos com direito de reger a própria vida? Merecem mesmo morrer em procedimentos clandestinos porquenao desejam a maternidade? Um feto tem que ter mais poder de "decisão" do que eu, mulher adulta crescida e com toda uma história de vida? E nossa! Vc fala como se toda mulher, com a legalizaçao do aborto, fosse virar uma "aborteira" inveterada. Ninguem aborta porque acha bonito, anônimo. Se a mulher recorreu a um aborto é porque estava numa situação de desespero.

Anônimo disse...

Se não for pra falar sob determinado ponto de vista e defender a legalização, então não é falar sobre aborto. Só efetivamente fala sobre aborto quem é a favor.

Anônimo disse...

Nossa, é muito homem se incomodando com o feminismo. Por quê será, heim? E qual o problema de se usar o Facebook pra disseminar ideias? Nao é isso que as pessoas costumam fazer? Usar as redes pra se falar o que pensa? Inclusive usá-la de forma extremamente chata pra tentar denegrir lutas que não afetam em nada as suas vidas?
Briga de egos? Querido, talvez essa seja uma interpretação só sua pra tentar desmerecer um luta que nem é tua e nem deveria te incomodar. Divergências são comuns e saudáveis dentro de qualquer movimento social, e isso não vem de agora. Dentro do feminismo nunca foi diferente. Sempre existiram correntes.

Danilo disse...

Eu apoio o aborto. Porque feto não é vida consciente. Mas na sociedade de hoje em dia a mulher só engravida se ela quiser. A mulher usando corretamente os métodos contraceptivos ela não irá engravidar.

Se a mulher possui a paranoia do medo de engravidar, então é melhor ela não transar. A mulher por ter útero precisa meditar mais sobre a promiscuidade.





Anônimo disse...

Nao se trata de ser a favor DO ABORTO em si, pois essa é uma questão pertencente apenas ao âmbita da vida privada de cada mulher. Divagar sobre se o aborto é certo ou errado não interfere em nada na decisão que cada mukher gestante tomou (se ter ou não ter o filho). O debate correto é se as mulheres que abortam devem mesmo ser presas, sendo que 1 a cada 5 mulheres brasileiras já abortou. Estamos falando aqui da sua vizinha, da sua prima, da sua colega de trabalho, e talvez até mesmo da sua irmã. A lei é nada eficaz em proibir abortos, mas é muito eficaz em matar/sequelar mulheres. Pense a respeito.

Anônimo disse...

Danilo, fale mais sobre você. Você é otário assim mesmo naturalmente ou faz uma força?

Anônimo disse...

Não adianta tentar argumentar com homem das cavernas, eles só sabem repetir o UGA BUGA de sempre: que a mulher engravidou porque quis e que ela que crie a criança, na hora de virar o zóinho...
Não sei como estamos quase em 2015, tecnologia avançadíssima e ainda não inventaram um spray contra idiotas (com super efect em machistas)?!

Arnold Sincero disse...

Estou chocado com a Dolores!!!

Anos atráz ela era até educada nas suas reifutações mas agorar chamar os outros de bundões! Ora vale me Deus!!!!!

Cadê a sua educassão? Seu doutorado nãun ti deu a base para que possa debater de modo civilisado!?

E sim, concordo com o anonimo! O aborto é uma prática cruel e vai ser cada ves mais criminalisada! goste as feminazis gaysistas ou não!!!

O choro é livre.

Nãun se pode ficar no campo das idéias com esquerdistas, como diz o nosso mestre Olavo de Carvalho, com seu tipo Dolores devemos obliterar em argumentos e nãun deixar a oportunidade de sim defenderem!!!

É muito desonestidade intelectural sua falar de 74% de país que permitem essa ostrocidade, me dê fontes por favor! e não vale o google!!!

Anônimo disse...

O corpo é nosso e quem manda nele somos nós.
Chora mais.

Anônimo disse...

"Se a mulher possui a paranoia do medo de engravidar, então é melhor ela não transar."... com homens né?

Do jeito que as coisas são mulheres não deveriam bem dar bom dia pra homens, quanto mais transar com eles.

Bia disse...

Pessoa anônima das 16:40

TE AMO, CASA COMIGO?? *O*

Anônimo disse...

Danilo
Os homens por ter um pênis deviam aprender a pensar com o cérebro....
Promiscuidade? O homem sai pegando geral e está tudo muito bonito, agora se a mulher fizer igual não é visto com bons olhos.
Vê-se que não entende lhufas de mulher né meu querido? Com que propriedade você diz que a mulher que usa os métodos contraceptivos não engravida? Sua vó te contou isso?
Para a sua informação e dos mascus limitados que estão por aqui, o método contraceptivo falha e falha mais do que deveria, sabia que muitas vezes uma alteração no armazenamento e/ou no transporte podem alterar o funcionamento do medicamento? Ou se uma mulher tiver algum problema estomacal (vômito ou diarréia e entre outros) o organismo pode não absorver o anticoncepcional? Para a sua informação alguns tipos de remédios podem anular o efeito do anticoncepcional, assim como reações alérgicas também.
Pilula do dia seguinte tem eficácia de 90% e também pode sofrer anulação do seu efeito por todos os motivos acima citados para anticoncepcional. Você só pode tomá-la 1x a cada 6 meses/ 1 ano dependendo da pílula, pois não têm efeito se tomar em um tempo menor que esse. E fora qua os efeitos colaterais são horríveis para algumas mulheres...
Ainda temos que ouvir que mulher engravida porque quer...
Ah! volta pra era medieval filho!

Anônimo disse...

hahahahhahahahahah Arnold Sincero vá fazer um curso de português antes de dar palpites na vida alheia!!

Anônimo disse...

Não sou feminista, mas eu acho absurdo levarem mais em conta a "vida" de um feto que ainda está se formando do que de uma mulher adulta!

Só os machinhos hipócritas que se doem tanto com esse assunto!

Tola eu, que sempre pensei que com as responsabilidades viriam também o direito de escolhas!

Deixo bem claro, não sou feminista, mas fico revoltada com esse tanto de homem chato querendo mandar no meu útero! aff!

O corpo é meu, faço o que quiser com ele, igreja nenhuma e nem homem nenhum tem direito de dar pitaco, pronto falei, e eu transo quando e quanto eu quiser vlw?

Piores são os que quando sua esposa/ficante/amante engravidam a primeira coisa que pedem é que ela aborte! Hipocritas!

Só pra reforçar não sou feminista, mas concordo com tudo que foi dito no texto.


Carla.

Anônimo disse...

Abortar feto de 6/7 meses deveria ser permitido na opinião de vocês?

Anônimo disse...

Eu fico um pouco irritada com estes machistas, gente porque eles vêm postar aqui ? se o feminismo acabou porque vcs estão incomodados conosco ? Parem de tentar mudar a nossa cabeça, a única coisa que conseguem é me deixar mais convicta das minhas opções, sou uma feminista feliz
Enquanto ao aborto ele jamais será legalizado, porque vivemos a ditadura da religião, ninguém consegue ter uma conversa séria sobre o assunto, sem que comecem a citar a bíblia ou aquelas irritantes cartinhas de bebês abortados, meu único consolo é que vi uma reportagem no jornal da band, que informou que apesar do número alto de abortos no Brasil, os abortos vem baixando em razão dos métodos anticonceptivos.
Olha eu conheci uma mulher que abortou, ela engravidou na faculdade não queria abandonar o curso, estava prestes a formar- se, ela tirou e terminou a faculdade, foi direito dela

Anônimo disse...

Rsrs, vc parece ignorar completamente os estudos estatísticos a cerca do aborto, mas vamos lá!
Esse nao é o perfil da mulher que recorreu a um aborto. Todo e qualquer método anticoncepcional, mesmo que utilizado corretamente, tem sua marguem de falha. Inclusive, se vc conhecesse as estatísticas, saberia que a maior parte das mulheres q recorreram ao aborto foi por falha no método contraceptivo utilizado.
Perfil da mulher que aborta no Brasil: cristã, não feminista e não ligada a qualquer movimento social, usou contraceptivo mas falhou.
Sobre as mulheres não fazer sexo pra não engravidar: isso não compete a ninguém decidir ou dar palpite. Isso quem so ppde decidir é ela no ambito de sua vida privada. Vc ae diz a favor da legalizaçao do aborto mas está sendo ultra conservador no aspecto da sexualidade feminina. Vcs nao podem querer simplesm costurar nossas vaginas! Esse argumento não cola!

Anônimo disse...

Continuem com o machismo de vocês, por isso o feminismo só cresce.
Nenhuma mulher tem mais paciência.
Quer dizer, algumas tem mas um dia a ficha delas cai também.

Arnold Sincero disse...

Se legalisarem o aborto as mulheres vãun abortar a torto e a direito. FAto!!!!

Arnold Sincero disse...

Estou esperando a Dolores refutar e traser a origens dos 74% que ela achou por ai!!!!

Institudo vozes mascus me dizeram né Dololores!!!!!

Anônimo disse...

Li a matéria da TPM e os comentários. A matéria foi boa. Os comentários, bom, um esgoto me enojaria menos que o tipo de gente que comentou lá e o que disseram. A única conclusão a que pude chegar foi que os pró-vidas são todos psicopatas. Querem punir a mulher por fazer sexo sem se importar que elas morram, que mães percam suas filhas, que homens (de verdade) percam suas amadas, que crianças percam suas mães; nem se importam que a criança que eles obrigaram a mulher a ter pode crescer indesejada, sem amor, sem carinho, sofrendo todo tipo de abuso e maus-tratos. Na verdade, como disse o grande e saudoso George Carlin, eles até 'gozam' de ver tanto sofrimento. Gostam. Desejam. E procuram causar esses sofrimentos negando às mulheres o direito a um aborto seguro. Psicopatia feelings, much?

Arnold, por que não enfia o seu computador no seu digníssimo orifício anal? Já seria um melhor uso do PC e ainda economiza os seus dedos pra despejar o conteúdo que você evacua aqui.

Anônimo disse...

Anon das 13:02 chora você também quando for obrigado a pagar pensão pro bacuri. Ou melhor, chora na cadeia quando for preso por não pagar a pensão.

Iaiá disse...

Lola e amigos feministas,

O Senado Federal tem um programa de participação popular chamado e-Cidadania. Por meio dele, um cidadão pode dar e apoiar ideias de leis. Quando uma ideia atinge, num determinado prazo, 20 mil apoios, é encaminhada para a CDH como sugestão e lá é distribuída para um senador relatar.

A ideia da legalização do aborto tem quase 20 mil apoios. Em breve, se apoiarmos a ideia, o Congresso terá de falar sobre o assunto. Vamos apoiar!

http://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=29984

Rodrigo disse...

O problema é que o processo político no Brasil é ridiculamente lento, até pra liberar o divórcio demorou horrores. Aí você tem que convencer esse monte de gente desinformada e desinteressada, é osso. Como disse o Dr. Dráuzio Varela, é fácil proibir o aborto enquanto se espera o consentimento de todos os brasileiros quando quem está morrendo são as filhas dos outros.

Uma coisa que me deu esperança, porém, foi ver algumas pessoas que não podiam nem sequer ouvir falar no assunto, que enxergaram em Luciana Genro a melhor alternativa para a presidência e, com ela, acabaram mudando de opinião. Foi demais.

Tamar disse...

LOLA, vc está sabendo desse caso?


http://www.pimenta.blog.br/2014/11/19/machismo-violencia-moral-e-imprensa/

Uma estudante foi assediada em público através de uma "cantada" de um professor e tem muita gente desqualificando a denúncia!! É incrível como o machismo é naturalizado em nossa sociedade... Se possível comente!!!

Anônimo disse...

Não alimentem o troll.

Anônimo disse...

"Eu apoio o aborto. Porque feto não é vida consciente. Mas na sociedade de hoje em dia a mulher só engravida se ela quiser. A mulher usando corretamente os métodos contraceptivos ela não irá engravidar".


Errado. Uma mulher usando corretamente os métodos pode engravidar sim. Sou a prova viva disso (meus pais utilizaram corretamente dois métodos e mesmo assim eu tô aqui) e não sou a exceção, muito pelo contrário. Mas pelo menos você apoia o aborto, menos mal.



"Se a mulher possui a paranoia do medo de engravidar, então é melhor ela não transar. A mulher por ter útero precisa meditar mais sobre a promiscuidade".

Promiscuidade seria transar com homens diferentes? Por que se for, a promiscuidade nesse sentido não define nada sobre a gravidez. O que pode aumentar o risco de gravidez ou não, é a quantidade de transas e os métodos que se usa nelas, com vários parceiros ou um só. Tanto que a maioria das mulheres que abortam são casadas, a maioria delas tendo apenas o marido como parceiro.

Anônimo disse...

Do comentário do Arnold apenas foi constatado que ele só sabe escrever corretamente o "O choro é livre", e de resto, uma negação. E ainda quer corrigir os outros...

Anônimo disse...

"Os fetos também são seres humanos, vocês gostem ou não".

Se esse foi teu argumento, então vou mandar um genial também.
Os fetos NÃO são seres humanos, vocês gostem ou não.


Feministas não comparam um feto ao câncer, quem está falando sobre isso é você. Um mesmo tipo de câncer pode voltar de forma mais branda ou mais agressiva, já o mesmo feto não. Tirou, cabou. ;)

Anônimo disse...

pra mim n nasceu, n é ser humano
o choro é livre

Anônimo disse...

O que me revolta é esse povo sem útero querendo dar pitaco (e mulheres comprando o discurso!).
Ómis, vão lamber sabão e cuidar das suas vidas!Quando vocês engravidarem a gente conversa!

Anônimo disse...

Se legalisarem o aborto as mulheres vãun abortar a torto e a direito. FAto!!!!


Claro. Até porque que abortar é muito legal, é tipo... Arrancar um dente.
Até acho que as mulheres irão engravidar de propósito só pra abortar, porque é da hora. SQN

Anônimo disse...

Na hora de mandar a namoradinha grávida "se livrar" dando uma merreca que vocês (talvez) deem a ela, aí pode. Por que ela que foi a irresponsável de esquecer de tomar o AC (às vezes nem esqueceu), você estava certo de exigir transar sem camisinha porque mulher comprometida que quer fazer uso dela, é puta. Tenho VÁRIOS amigos que repetem esse mesmo discursinho "mi mi mi não quer engravidar, não transe" mas reclama quando a guria é virgem e não quer liberar logo, "mi mi mi não esqueça a pílula", mas não quer transar com camisinha, entre outros chororôs. Daí quando a guria engravida, a culpa não é dele, nunca, é sempre dela. Então ela é que se vire, você está caindo fora. Por isso quando leio esses mi mi mis, eu fico de boa. Não levem esses caras tão a sério, devemos apoiar as mulheres que passam por isso.

Anônimo disse...

O que mais tem é mulher que engravida mesmo usando métodos contraceptivos de modo correto. O uso mais comum é a junção de AC + método por barreira, e mesmo assim acontece. Lide com isso.

Anônimo disse...

homem que deve usar camisinha e parar com a promiscuidade, mesmo utilizando corretamente a camisinha, ele pode engravidar alguma qualquer por aí. melhor ele permanecer casto e guardar seu pinto.

Anônimo disse...

homem que deve usar camisinha e parar com a promiscuidade, mesmo utilizando corretamente a camisinha, ele pode engravidar alguma qualquer por aí. melhor ele permanecer casto e guardar seu pinto.

Anônimo disse...

"Quem mais aborta são mulheres casadas, católicas e sem ligação com o feminismo"

por isso que não vou casar, toda mulher, mesmo aquela que se diz contra o aborto, pode acabar abortando por aí. hj n se pode confiar em ngm

Anônimo disse...

"Quem mais aborta são mulheres casadas, católicas e sem ligação com o feminismo"

por isso que não vou casar, toda mulher, mesmo aquela que se diz contra o aborto, pode acabar abortando por aí. hj n se pode confiar em ngm

Anônimo disse...

Sou homem e não quero ser pai, então devo deixar de transar? Isso é ridículo.

Anônimo disse...

Danilo
LoLa, faça um guest post sobre o fim iminente das feministas de facebook. Segundo os meus informantes, dizem que elas estão numa briga terrível de egos e várias delas abandonando o Feminismo. Mas este cenário eu já previa à muito tempo.


Você faz parte de algum grupo delas no fb? Já viu o que rola neles?

Anônimo disse...

é o mesmo UGA UGA de sempre
deixem os seres iluminados pela graças do meu deus nascerem, mas se acaso um deles eles me roubar futuramente, prisão perpétua neles!! que eles morram!!1

Anônimo disse...

é o mesmo UGA UGA de sempre
deixem os seres iluminados pela graças do meu deus nascerem, mas se acaso um deles eles me roubar futuramente, prisão perpétua neles!! que eles morram!!1

Anônimo disse...

Eu apoio o aborto. Porque feto não é vida consciente. Mas na sociedade de hoje em dia a mulher só engravida se ela quiser. A mulher usando corretamente os métodos contraceptivos ela não irá engravidar.


Não.
Mulheres engravidam mesmo com o uso correto do método, quer você queira ou não. Não vi por uma vez no seu comentário tu colocando responsabilidades no homem também, porque será né? E sim, o homem DEVE se protege também e não apenas exigir fazer sexo sem camisinha com a namoradinha e ela que se ferre, tomando AC, usando DIU, etc etc. Os DOIS tem que se prevenir, como um casal.

Anônimo disse...

Lola, como tu aguentas? Sério.

Anônimo disse...

Lola, como tu aguentas? Sério.

Anônimo disse...

Lola, como tu aguentas? Sério.

Anônimo disse...

Lola, como tu aguentas? Sério.

Anônimo disse...

Eu sou contra o aborto mas defendo a liberdade da mulher quanto a decisão do aborto. Acho que isso é um crime contra a vida, no entanto, se para Deus é pecado ou não, isso é entre Ele e a mulher. O mundo é repleto de ideologias e crenças que apoiam ou não o aborto, cabe a mulher escolher o que ela acha que é melhor para ela, nínguém mais é responsável pelas consequências disso se não a própria. E qual a única vitima? Que escolha essa vítima teve?

Anônimo disse...

É por isso que o Brasil está de jeito, fica todo mundo se achando o certo e querendo mandar na vida alheia. As pessoas daqui não entendem o que é o direito de decidir de outra pessoa. É contra o aborto, não aborte!!!! simples assim. Nunca abortei, nem pretendo, mas defendo o direito à liberdade das mulheres que não querem/não podem ser mães. Tudo isso claro, dentro das 12 primeiras semanas de gestação. Tanta bondade dos que aqui estão condenando as mulheres deveria ser canalizada para ajudar as crianças que NÃO estão mais no útero alheio.

Anônimo disse...

Já pensou se as mães de vocês abortasse... Vocês não estariam aqui... Porque vocês estão no mundo...? Porque nasceram?

Anônimo disse...

O Arnold é mascote do blog gente! Deixem ele achar que está abalando com seus super argumentos, dois minutinhos de V1D4 L0K4 no dia não faz mal a ninguém, tadinho. :(

Anônimo disse...

Anon das 20:14 mas se as mulheres não querem ser mães, elas devem parar de transar e isso não é ridículo? Primeiro: enfie seu machismo e seu slut-shaming lá naquele lugarzinho que você já sabe qual é. Segundo: quer que as mulheres não transem pra não engravidar mas quer continuar transando? Transe com outros homens, seu babaca. Ou transe com um vibrador, que provavelmente é melhor de cama que você.

Anônimo disse...

Vamos parar de pensar nos "pobres bebezinhos que foram abortados" e de fato ajudar os pobres bebezinhos e crianças vivos que vivem em condições sub-humanas. Vamos pensar nos que não tem o que comer. Vamos pensar nas crianças em situação de rua. Vamos pensar nas crianças que fazem trabalho forçado. Vamos pensar nas crianças que vão passar a vida inteira em orfanatos.
Porque ninguém pensa NESSAS crianças? Porque as únicas "crianças" importantes são as não-nascidas???

Anônimo disse...

O que é omitido sempre da mídia e da discussão é a responsabilidade dos homens nesta questão. Quando eles forem criminalizados e responsabilizados pela gravidez e sua consequência, acredito que tbém teriam mais cuidado. Afinal aquela máxima. medieval e coronelista "segurem suas cabritas, que meu bode tá solto" mudaria rapidinho.
Ana Lucia Peres no FB

Leila disse...

Opinião de um ginecologista e obstetra que lida com a questão cotidianamente:

"Em 30 anos de ginecologia, eu nunca ouvi uma mulher que tenha parado de usar o método anticoncepcional só pelo prazer de fazer um aborto. Para engravidar daquele canalha, ficar desesperada e ter o benefício, a satisfação de fazer um aborto. O aborto não é um bem a ser alcançado. As mulheres buscam no aborto soluções para situações extremas. A pergunta não deveria ser se você é contra ou a favor do aborto. Uma mulher que faz o aborto deve ser presa? Essa é a pergunta. E a maioria das pessoas vai responder que não. Então, por que ele é crime? Qual é o sentido?
E só criminaliza a mulher porque o pai da criança nem passa perto disso.
Só para a mulher. O cara não existe, estas são gestações espontâneas. Se o aborto fosse um tema que atingisse os homens essa questão teria terminado há muito tempo. É mais uma vez depositar sobre a mulher toda a responsabilidade do processo reprodutivo. A maior parte dos homens coloca toda responsabilidade pela contracepção para as mulheres e quando elas engravidam de maneira indesejada, esses caras desaparecem. Muitas mulheres talvez não abortassem se não fossem abandonadas pelos parceiros. Não que isso seja a solução. Mas muita mulher aborta porque não tem parceiro, não tem apoio, vai ser descriminada e assim por diante. A sociedade não dá a essa mulher qualquer tipo de acolhimento. Não estou dizendo que esse acolhimento resolveria a gravidez indesejada mas muitas mulheres são impulsionadas a esse aborto por um ambiente totalmente hostil.
E em nenhum momento essa mulher é considerada."

Danilo disse...

Mulheres cristãs não são tão mais moralistas assim. Muito pelo contrário, muitas mulheres cristãs bebem ideologias feministas. Na sociedade secular de hoje uma cristã e uma ateia não tem muita diferença. O perfil de uma mulher cristã é praticamente o mesmo perfil de uma feminista radical levando em consideração os valores seculares que domina a sociedade hoje.

Danilo disse...

Ditadura da religião na sociedade Ocidental? Piada.

Anônimo disse...

19 de novembro de 2014 22:13

\\o//

Anônimo disse...

"por isso que não vou casar, toda mulher, mesmo aquela que se diz contra o aborto, pode acabar abortando por aí. hj n se pode confiar em ngm"


own, amore, não precisa casar pra engravidar uma mulher, não.
Uma mulher pode engravidar uma vez por mês, um homem pode engravidar algumas mulheres no mesmo dia.

Já pensou quantos abortos vc pode causar? Guarde seu pinto na cueca pra evitar tamanha chacina de fetos.


Anônimo disse...

Sou homem e não quero ser pai, então devo deixar de transar? Isso é ridículo.


Concordo anôn. Você não tem que deixar de transar, só se prevenir. Assim como eu que sou mulher, não tenho que deixar de transar por que não quero ser mãe, eu tenho que me prevenir. Simples.

Anônimo disse...

parece que em todo post sobre aborto, abre-se os portões do sanatório
ta foda

Danilo disse...

Consulta o Facebook de uma tal de Nina Solanas e leia o que ela anda escrevendo no mural dela. É quase um atestado de que o feminismo está se corroendo aos poucos. E,claro, preste atenção nos comentários de outras mulheres. Parece uma despedida do "lifestyle feminista"

Anônimo disse...

"Já pensou se as mães de vocês abortasse... Vocês não estariam aqui... Porque vocês estão no mundo...? Porque nasceram?"

To aqui por que minha mãe resolveu levar a gravidez dela adiante. Pelo que ela conta ela ficou muito feliz quando soube que estava grávida.

Nunca julgaria minha mãe se soubesse que ela pensou em fazer um aborto. Se ela tivesse feito eu não existiria, simples assim. Cabô.

Eu desconfio que uma tia minha fez um aborto. Não fico lamentando x primx que não tive. E elx não está aqui pra se lamentar também porque não existe.
Não é tão complicado entender.

Luiza Original disse...

"Abortar feto de 6/7 meses deveria ser permitido na opinião de vocês?"

Você é tão burro que não tem o mínimo conhecimento das terminologias.

Pra começar, não se conta gestação por mês, e sim semanas. Quando já existe a possibilidade de vida fora do útero não é aborto, é parto, a mulher querendo ou não. E vai ter que pagar pensão, sim.

Seu pulha analfabeto.


---
"Já pensou se as mães de vocês abortasse... Vocês não estariam aqui... Porque vocês estão no mundo...? Porque nasceram?"

Essa eu vou ter que responder com uma historinha da Turma da Mônica.
O Titi estava sentado numa pedra, meditando megas sobre o sentido da vida. Chega o Cebolinha e pergunta por que ele está com cara de vidrado.
Titi responde "Cebolinha, estou meditando. Qual o sentido da vida? De onde viemos? Pra onde vamos?"
E o Cebolinha, do alto da sua lógica: "Você, eu não sei. Mas eu estou vindo da minha casa e estou indo na venda comprar balas."

É isso que a sua pergunta ridícula merece.

Eu nasci porque fui desejada, planejada e amada. Se fosse abortada não sentiria nada, porque só sente quem está vivo.

Já você, sua mãe deve ter sido obrigada a te parir porque não teve escolha de abortar.

Anônimo disse...

A única conclusão a que pude chegar foi que os pró-vidas são todos psicopatas

kkkkkkk Essa é ótima,mulheres matam os próprios filhos e quem é contra que é psicopata.

E sempre ficam com a lenga lenga de que os métodos falham como se fosse a regra,a regra é o povo transando sem se previnir e depois dizendo que "aconteceu" como se não tivessem nada a ver com a história.
Tem um programa,acho que é na mtv de adolescentes grávidas,como o famoso "aconteceu" e hoje vi uma delas dizendo que está transando com um cara mas não está se protegendo,quer dizer,mais um filho sem querer querendo.
Essa é a realidade,falta de vergonha na cara para transar com responsabilidade.
E só sabem falar que a mulher é punida,não é ela que é abortada e tem a vida interrompida,rídiculo.

Paula disse...

A mulher está cometendo um crime,pega em flagrante na clinica clandestina,mas não pode ser presa?Está sendo injustiçada,sério?
Isso aí serve para estuprador,assassino,ladrão?
Isso é crime e deve ser tratado como tal e esse argumento de que elas fazem mesmo sendo crime,então deve ser legalizado,é mais do que ridículo.
E a loucura é tanta que vi na net que tem um grupo(acho que nos EUA) defendo aborto até para crianças de 5 anos,porque segundo eles,a criança não tem consciência direito das coisas,então,pode matar.

Natsume disse...

Sabe Lola, até um tempo atrás eu era TOTALMENTE contra o aborto, tinha o pensamento igual ao daqueles conservadores religiosos (eu seria hipócrita se fosse 100% a favor, já que minha mãe tentou me abortar duas vezes, mas isso é história para outro dia).

Então, em um belo dia, resolvo discutir (de forma civilizada, uma ouvindo a outra - sem baixarias) aborto com uma feminista no facebook. Resultado? Cada uma levou um pouco da opinião da outra - e nossas opiniões eram totalmente opostas! Não sou a favor do aborto como método contraceptivo, seria ilógico da minha parte defender isso. Porém, não sou a favor de como isso é tratado no Brasil, simplesmente como um ato criminoso em vez de ser visto como um problema de saúde pública. Muitas mulheres morrem todos os dias e isso é muito sério. Nem sempre proibir é a melhor solução. Se é proibido não quer dizer que as pessoas não façam - as vezes acabam fazendo mais.

Isso é um assunto que tem MUITO a ser discutido

Quando começa a vida? É ético abortar? Seria da mulher ou do homem o direito da decisão do aborto? Como é feito o aborto clandestino? Como seria feito o aborto legal? Em quais casos seria legalizado e em qual período gestacional? As pessoas precisam discutir essas questões e muitas outras.

Andreia disse...

Lola, gostaria de saber a sua opinião sobre o Gregório estar na capa da revista. Vi algumas feministas revoltadíssimas por acreditarem que o protagonismo feminino está sendo roubado nessa pauta.

Laurinha disse...

Acho ótima essa iniciativa da Tpm. No facebook tem muita repercussão.
Confesso que só não tenho mais muita paciência pra entrar em discussões com fundamentalistas religiosos, porque geralmente é aquele bate-estaca de clichês e xingamentos que não levam a parte alguma. Os tempos de orkut me deixaram com trauma, rs.
Se tem uma coisa que aprendi nos últimos anos é só entrar em diálogos produtivos...

Anônimo disse...

Ahahahahahah... ái!
Cristãs com pensamento feminista radical? Valores seculares que dominam a sociedade, é? Minha nossa! quem dera! Se a grande maioria que se diz contra o aborto no mundo ocidental o é por motivos cristãos, velho!
Vc provou que não sabe o que é feminismo, que não sabe o que é uma radfem, e provou que ignora qualquer estudo sério relativo ao aborto. Vai estudar, guri. Quem sabe quando vc parar de repetir essas asneiras neoconservadoras de Facebook talvez haja condição de discutir aborto contigo.
I rest my case!

Anônimo disse...

ABORTO POR:
- Risco da mãe ou da criança;
- Estupro;
- Má formação;
- Anencefalia... OK

ABORTO POR "PUTARIA"?
- Matar uma ser, ainda que em formação PORQUE A MULHER DEU porque quis, o cara comeu a IRRESPONSÁVEL sem: Pílulas, preservativos, entre tantos contraceptivos?
Ah, "NUM FODE"!

Anônimo disse...

Ótimo! Menos 1 machista! Tenho uma boa solução pra vc que acha um absurdo que mulhered recorram ao aborto: faça uma vasectomia.
Mas se mulher não for a tua praia, se relacione com homens, afinal, eles não engravidam. Na boa, apenas seja feliz e pare de impregnar.

Landinha disse...

Se legalizar o aborto eu quero ser a primeira a fazer um e postar uma foto lá dentro da clínica. Legalizando eu paro de tomar pílula porque me dá espinha e com o tempo tem um monte de relato de mioma e histerectomia. Vou parar com camisinha também porque detesto aquela borrachinha esfregando em mim e tira aquele calorzinho lá no final. Engravidar é bom para os hormônios e corpo o problema é a opressão infantil, perder a liberdade por uma criança que toma todo o meu tempo e dinheiro. Muito tempo atrás eu estava meditando e cheguei a um insight superior, não prevenir a gravidez e fazer aborto lá pelo quarto mês antes de esticar a barriga. O futuro seria uma clínica super zen, natural, bonita, um espaço de encontrar as amigas em todos os bairros, um lance sem opressão bem transado com música. Imagina quantos empregos surgiriam, tipo você vai para um ofuro para relaxar, depois tira o feto e volta para a água e curte o lance. Nas fábricas com mais de 1.000 funcionários seria obrigatório um espaço desses para as trabalhadoras. Assim eu penso o mundo em 2050.

Anônimo disse...

AHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAH
Sambou lindamente na cara do patriarcado! o/

Raven Deschain disse...

Só de ler o título já me cansei de imaginar como seria os comentários.

Não estava enganada.

Helen Pinho disse...

nós falamos todos os dias sobre aborto, porque todos os dias alguém está se submetendo a um procedimento inseguro, todo dia tem alguém correndo o risco de ser presa.

aborto acontece.
era realizado no tempo da tua vovozinha, é realizado hoje, será realizado amanhã. métodos contraceptivos falham, pessoas engravidam sem desejar. pessoas abortam independente das tuas crenças.

a questão é: vamos continuar prendendo essas mulheres? é desejável que mulheres sejam presas por não quererem/poderem levar uma gravidez adiante?

Anônimo disse...

Eu tenho medo de não ter dinheiro para abortar.

Helen Pinho disse...

para quem grita: "é crime tem que ser pressa!" deixa eu conta uma coisa para vocês o código penal é uma construção social, mutável, racismo por exemplo se tornou crime a pouco, aborto recentemente no uruguai foi discriminado (e bóóó! diminuiu a prática), então quando se lança uma campanha #precisamosfalarsobreaborto vamos falar sobre rever a criminalização da prática.

B disse...

Tá Carla, acho que todo mundo já entendeu que tu não é feminista rsrsrs

Anônimo disse...

Deixa eu ver se entendi a logica feminista;
Ate decima segunda semana- monte de celulas insignificante.
Na decima segunda semana e um dia, vem uma fada madrinha, com uma varinha magica e PÁ, vida!
E isso?

Anônimo disse...

Eu odeio menstruar, acho um absurdo não ter autonomia sobre meu próprio corpo.

Ana A disse...

Olha, me dá um cansaço que é difícil até saber por onde começar a argumentar.
Então, só uma perguntinha: queremos ser primeiro ou terceiro mundo?
Aqui está o mapa. É claro e cristalino.

http://www.rets.org.br/?q=node%2F2353

Helen Pinho disse...

não é lógica feminista é a recomendação da Organização Mundial de Saúde, que até a 12ª semana o aborto pode ser realizado em todos os casos. é o tempo de gestação em que o feto ainda não desenvolveu o sistema nervoso central.
é incrível mas quando se faz uma recomendação, uma lei se tem que ter um parâmetro universal, não quer dizer que naquele momento tudo irá mudar, mas é o marco para um aborto seguro.

(explico como se alguém realmente estivesse se esforçando para entender)

Anônimo disse...

Carla, lamento vos informar mas vc é feminista. Bem-vinda ao barco. Pesquise um pouco, informe-se.

Bj, Dani

Anônimo disse...

O aborto só é uma questão moral porque ninguém conseguiu jamais provar, com certeza absoluta, que um feto é mera extensão do corpo da mãe ou um ser humano de pleno direito. A existência mesma da discussão interminável mostra que os argumentos de parte a parte soam inconvincentes a quem os ouve, se não também a quem os emite. Existe aí portanto uma dúvida legítima, que nenhuma resposta tem podido aplacar. Transposta ao plano das decisões práticas, essa dúvida transforma-se na escolha entre proibir ou autorizar um ato que tem cinqüenta por cento de chances de ser uma inocente operação cirúrgica como qualquer outra, ou de ser, em vez disso, um homicídio premeditado. Nessas condições, a única opção moralmente justificada é, com toda a evidência, abster-se de praticá-lo. À luz da razão, nenhum ser humano pode arrogar-se o direito de cometer livremente um ato que ele próprio não sabe dizer, com segurança, se é ou não um homicídio. Mais ainda: entre a prudência que evita correr o risco desse homicídio e a afoiteza que se apressa em cometê-lo em nome de tais ou quais benefícios sociais hipotéticos, o ônus da prova cabe, decerto, aos defensores da segunda alternativa. Jamais tendo havido um abortista capaz de provar com razões cabais a inumanidade dos fetos, seus adversários têm todo o direito, e até o dever indeclinável, de exigir que ele se abstenha de praticar uma ação cuja inocência é matéria de incerteza até para ele próprio.

Se esse argumento é evidente por si mesmo, é também manifesto que a quase totalidade dos abortistas opinantes hoje em dia não logra perceber o seu alcance, pela simples razão de que a opção pelo aborto supõe a incapacidade – ou, em certos casos, a má vontade criminosa – de apreender a noção de "espécie". Espécie é um conjunto de traços comuns, inatos e inseparáveis, cuja presença enquadra um indivíduo, de uma vez para sempre, numa natureza que ele compartilha com outros tantos indivíduos. Pertencem à mesma espécie, eternamente, até mesmo os seus membros ainda não nascidos, inclusive os não gerados, que quando gerados e nascidos vierem a portar os mesmos traços comuns. Não é difícil compreender que os gatos do século XXIII, quando nascerem, serão gatos e não tomates.

Anônimo disse...

Aristóteles aconselhava evitar o debate com adversários incapazes de reconhecer ou de obedecer as regras elementares da busca da verdade. Se algum abortista desejasse a verdade, teria de reconhecer que é incapaz de provar a inumanidade dos fetos e admitir que, no fundo, eles serem humanos ou não é coisa que não interfere, no mais mínimo que seja, na sua decisão de matá-los. Mas confessar isso seria exibir um crachá de sociopata. E sociopatas, por definição e fatalidade intrínseca, vivem de parecer que não o são.

Wasp Salander disse...

Hahaha, APPLAUSE!!!

Anônimo disse...

Minha posição sempre foi ser contra contra o aborto. Continuo contra, mas sou a favor da descriminalização. Afinal eu sou contra, não faria, mas isso sou EU!Tenho família unida, casa, relacionamento estável, emprego estável,renda que daria pra criar meu filho...e também MINHAS conviccções religiosas. Não posso querer que todo mundo tenha as mesmas convicções que eu e nem julgar pessoas que não tem o mesmo padrão de vida.Eu estava conversando com meu noivo esses dias sobre isso e ele falava que era contra o aborto, aí perguntei: tá, você é contra, mas acha certo prender quem fez?Ele fez uma pausa e falou:Não!Claro que não...E acho que muita gente tem que parar pra pensar isso também: você é pessoalmente contra (não faria), ou acha que realmente tem que ser crime passível de punição?!POrque são coisas totalmente diferentes!

Anônimo disse...

Os mascus deveriam procurar bonecas infláveis estilo "panicat" encomendadas sob medida e serem muito felizes com elas.

Anônimo disse...

"Homem dando palpite em aborto...NOT!"

Tem homens que são a favor da legalização do aborto, enquanto tem mulheres que são contra.
Tem homens que ate são julgados de cafajestes só porque são a favor da legalização do aborto.

Kittsu disse...

Observem que os mesmos palermas que estão lá no facebook incitando brigas e discussões ("pra destruir o feminismo" rsrs), infiltrados se passando por mulheres feministas, resolveram dar as caras aqui pra falar merda.
Tipo a "landinha", a "carla"... são os mesmos abobados que apareceram a muito tempo atrás, se passando por mulheres e com fotos roubadas, com discursos inflamados sobre a inferioridade masculina e merdas do tipo. Vão tomar rumo na vida, seus bosta n'agua.

Anônimo disse...

Mas, se voces sabem que contraceptivos falham e não querem ter filhos, então por que transam? Vão morrer se não transarem? Nunca ouviram falar em masturbação? E discordando do anonimo das 14:14, pelo menos na minha região há muitos médicos que recusam atender pacientes vítimas de suas próprias escolhas e se eu fosse médica também teria raiva deles, mas médicos são pagos pra isso então infelizmente tem que atende-los.

Anônimo disse...

Boa ideia a da boneca inflável para os mascus. O mascu não quer gravidez indesejada? Então não faça sexo com mulheres, procure uma boneca inflável. Afinal vários mascus adoram repetir o mantra de que mulher é a parte chata ao redor da vagina.

lola aronovich disse...

Estou sem tempo nenhum, escrevendo post sobre o Dia da Consciência Negra e tendo que sair pra trabalhar já já. Mas alguém perguntou aqui (e no Twitter também) o que acho da capa da TPM com Gregorio Duvivier. Bom, acho uma decisão equivocada. O protagonismo na luta pela legalização do aborto deve ser das mulheres. Mas entendo também que é importante ter celebridades para atrair público. E obviamente queremos (bom, eu quero, e imagino que o feminismo em geral também queira) homens apoiando a legalização do aborto. Pelo que vi, a TPM lançou 3 capas este mês: uma com Alessandra Negrini, outra com Leandra Leal, e outra com Gregorio. Não é que só tem capa com ele.
Acho uma campanha importante da TPM, e não creio que devemos desqualificá-la por ter o Gregorio numa das capas. Como o guest post deixa evidente, a mídia costuma tratar aborto como caso de polícia. É importante que alguns veículos, como a TPM, queiram discutir seriamente a descriminalização.

Helen Pinho disse...

Finalmente um anônimo com um postura massa! É isso ser contra ou a favor é uma questão pessoal, agora ser a favor da criminalização e da ilegalidade para todas as mulheres do Brasil não dá.

Anônimo disse...

Anon das 00:06 sim, pró-vidas são psicopatas. Mulheres não abortam filhos. Filho é quem nasceu e foi amado e acolhido pelos pais (seja mãe e pai, mãe e mãe, pai e pai, etc.), do contrário uma criança adotada não poderia ser chamada de filho. Embriões não são chamados de filhos adotivos qdo estão no útero da mãe biológica que decidiu doar. Mulheres abortam embriões, punhadinhos de células que não pensam, não sentem, não tem consciência e nem sabem que podem virar gente. Abortar um filho é jogar aquela criança de lado, sem amor, sem carinho, sem cuidado, maltratando e cometendo abusos contra ela.

Mas vocês não se importam.

Mulheres morrem, milhares de mães perdem filhas, milhares de homens de verdade perdem amadas, milhares de crianças perdem suas mães pro aborto ilegal, crianças indesejadas crescem sem amor e cuidado, sofrendo todo tipo de abuso e maus-tratos, mas vocês não se importam com isso. Gostam. Querem que seja assim. E buscam causar esse sofrimento impedindo o aborto legal e seguro. Então, como é mesmo o nome que se dá pra quem não se importa com o sofrimento ou morte dos outros, que até gosta de ver isso, e que contribui ativamente pra que esses sofrimentos e mortes aconteçam? Yup, psicopatas. Vocês pró-vidas são sim psicopatas. Do mesmo nível de um Jeffrey Dahmer ou de um H.H. Holmes. Só não fazem o trabalho sujo pessoalmente, como esses dois aí faziam.

Anônimo disse...

Anonimo das 10:30, e exatamente isto que eu como aluna de ciências sociais penso. O que poe por terra o debate sobre o aborto, e o fato de constatar o relativismo moral do discurso.A moral deriva dos costumes e tradições de um povo. O relativismo moral acada por neutralizar a desenvolvimento antropológico e social do homem. Por que? ?Por que num ambiente dominado pelo relativismo, fica evidente a falta de referência para o âmago do agir. Independente de conceitos religiosos, o homem traz consigo preceitos inerentes à sua dignidade. Por exemplo, o homem quer viver, ele gosta da vida. Se alguém lhe dissesse que isso é relativo, que a vida não têm valor, talvez você ia retrucar. Então, existem valores inerentes à existência, que são imutáveis, logo, poderíamos inferir que se essa pessoa atentasse contra a sua vida, não teríamos a sensatez ou racionalidade para concluir que isso fosse aceitável, pois o seu assassinato foi relativo e que não precisaríamos condenar a pessoa que lhe matou. Se você considera o relativismo moral uma boa noção de agir para a sociedade contemporânea, então se eu matar alguém de sua família com que moral você iria me condenar? Não seria o meu "certo" contra o seu "errado"?. Não há base racional, filosófica e sociológica para o relativismo moral, é só colocar a razão para trabalhar.

Anônimo disse...

Anon das 10:29, eu ia te responder, mas assim que li a palavra "abortista" percebi que ia perder meu tempo. Só vou te dizer duas coisas.

1) Vocês psicopatas, ops, pró-vidas também nunca provaram que a vida começa na concepção (e 30% das gravidezes terminam em aborto instantâneio, e aí?), e

2) Pode parar de perder o seu tempo e o de todo mundo nesse blog e ir passar óleo de peroba na cara, porque todos sabem que você só é contra o aborto até a sua peguete engravidar porque você não quis usar camisinha.

Anônimo disse...

Não, anon ignorante em embriologia das 09:54. Até a 12° semana de gestação, aglomerado de células. Depois da décima segunda semana, PÁ: vem a natureza e faz crescer uma coisinha chamada SISTEMA NERVOSO, que é aquilo que te torna humano. Aquilo que te faz sentir medo, dor, que te dá consciência de que você é humano, coisa assim. Entendeu ou quer que desenhe?

Mesmo anon "abortista blábláblá" que comentou às 10:30: É, porque querer que milhares de mulheres morram, que milhares de mães percam suas filhas, que milhares de homens de verdade percam as amadas, que milhares de crianças percam as mães e que crianças indesejadas cresçam sem amor, cuidado, sofrendo abusos e maus-tratos por causa de um embrião (e pior ainda, querer que isso tudo aconteça só pra punir mulheres por fazer sexo)não é nem de longe coisa de sociopata, né? Digo e repito, PROVE que a vida começa na concepção ao invés de vomitar misoginia e desumanização da mulher. Pensamento digno de um Tommy Lynn Sells da vida.

Danilo disse...

"Os mascus deveriam procurar bonecas infláveis estilo "panicat" encomendadas sob medida e serem muito felizes com elas."


Como se não existisse garotas de programas à lá estilo Dani Bananinha.

Anônimo disse...

Mas garota de programa ainda assim pode correr algum risco de engravidar, por mais remoto que seja e pode fazer um teste de dna. Então a boneca inflável continua sendo a opção mais segura para os mascus.

Anônimo disse...

Para os pró aborto, o ponto chave do direito humano, e apenas o nascimento, e não o desenvolvimento ? Isto não e um pouco limitado? O ser humano não tem o direito de ser gerado, gestado e se desenvolver em paz?
Nos todos aqui hoje comentando, não tivemos este direito? Temos o direito de negar isto a outrem ?

Anônimo disse...

Se o sistema nervoso central é o que faz o ser humano, então já passou da hora de começar a ter um pouco de respeito por outras especies de animais tbm alem da especie humana. Pois snc não é só exclusividade do ser humano.

A maioria das pessoas confundem muito ser a favor da descriminalização do aborto com ser a favor do aborto. Pode ter certeza que nem sempre se trata da mesma coisa. Ainda acham que ser a favor da descriminalização é querer abortar. Muitos fazem essa confusão de proposito, apenas por puro pedantismo.

Anônimo disse...

"Não, anon ignorante em embriologia das 09:54. Até a 12° semana de gestação, aglomerado de células. Depois da décima segunda semana, PÁ: vem a natureza e faz crescer uma coisinha chamada SISTEMA NERVOSO, que é aquilo que te torna humano. Aquilo que te faz sentir medo, dor, que te dá consciência de que você é humano, coisa assim. Entendeu ou quer que desenhe?"
-
Desenhe para mim então , como o curso natural deste desenvolvimento,e o direito a ele e ignorado por vcs, por gentileza.

Anônimo disse...

"Vocês psicopatas, ops, pró-vidas também nunca provaram que a vida começa na concepção (e 30% das gravidezes terminam em aborto instantâneio, e aí?)"

Acredito eu, que alguns entendam a diferença entre provocado e natural. Ex. " morte provocada" diferente de " morte natural"

Anônimo disse...

Sempre existiram divergências entre grupos feministas e isso nunca foi motivo para acabar com o feminismo. Nenhum grupo feminista é proprietário do feminismo. Por isso nenhuma mulher precisa deixar de ser feminista ou o feminismo por não se identificar com algum determinado grupo feminista. Porem pensamentos equivocados como esses acontecem. Então essa tal confusão no facebook feita por algumas mulheres que acham que precisam deixar de serem feministas por conta de divergências não vai de forma alguma acabar com o feminismo e nem fazer com que outras mulheres deixem de ser feministas. Então mascus podem continuar chorando.

Anônimo disse...

Pior que depois que a criança nasce é rebaixada pelos mascus a EAA (esporrada alheia ambulante). Depois que a criança nasce deve ser encarada como um castigo para a vadia que abriu as pernas para o cafa. Esses mascus de bonzinhos não tem nada. As crianças do orfanato mesmo para eles não devem ser adotadas nunca, não tem o direito de se desenvolverem socialmente e afetivamente em uma família adotiva, pois para o mascu adotar uma criança é uma desonra. De pro-vida de verdade esses caras não tem nada.

Anônimo disse...

Psicopatia é matar o próprio filho e negar que o esteja fazendo,que ninguém é ferido,que não há filho nenhum.
Que eu saiba quando a mulher engravida é porque outro ser humano vai nascer,mas vocês reduzem tudo a células(que é apenas um estágio da formação do mesmo),parasitas que podem ser eliminados a qualquer momento,argumentos toscos para se convencerem de que não estão fazendo nada errado.

Anônimo disse...

A maioria dos mascus são pervertidos e viciados em pornografia. Muitos mascus incentivam a promiscuidade masculina pagando GPs ou ate mesmo abuso de mulheres. Depois brucutus como esses se auto-denominam "bonzinhos e honrados" e ainda se acham "prêmios".

Anônimo disse...

Essas atrizes da globo são corajosas
na opinião sobre a legalização do aborto. Por incrível que pareça boa parte dos/as telespectadores/as das novelas da globo são donas-de-casa de classe c/d e de interior, conservadoras e católicas.

Anônimo disse...

O aborto é criminalizado não porque os pró-vidas são a favor da vida, pois não são não. À partir do momento que nasce, eles cagam e andam pra essas vidas novas. Eles na verdade não querem o aborto porque veem a gravidez como punição pra mulher que faz sexo! Então se esta mulher se opoe, por assim dizer a essa "punição", eles ficam irados e começam com essa ladainha escrota de que é assassinato e tal.
Não acreditem nisso de que são a favor da vida, pois se fossem mesmo se preocupariam em melhorar a vida de quem já tá vivo. Ajudariam crianças abandonadas, seriam contra a pena de morte, lutariam em favor dos pobres, dos doentes, de quem precisa de ajuda psicológica, de quem é deficiente e etc. Mas na realidade não fazem porra nenhuma! E sim criminalizar(e se possível matar)a mulher que transa. Tudo isso porque sexo pra essa gente é tabu e tabu também quem simplesmente quer sentir prazer na vida, seja qual tipo for, quem faz sexo pra ter prazer. Pois esses malucos acham pecado que as pessoas façam qualquer coisa buscando prazer.

Anônimo disse...

Esses dias um amigo bem religioso, católico me posta no facebook que precisamos sim discutir o aborto porque é assassinato e que se a mulher não quer engravidar, que não transe apenas! Que absurdo! Por que não fazer sexo? E o homem que engravida, cadê ele?
Fiquei irada e comentei que não é tão simples assim, que o problema é bem maior e tal. Não o esculachei, não entrei em detalhes, pois não tava afim de brigar. Mas ele viu meu comentário e curtiu!
Fiquei com a impressão de quem não faz a menor ideia do que estava criticando. Patético, viu?

Anônimo disse...

Se a mulher aborta é uma vadia assassina, se não aborta sera a M$ol (mãe solteira) com um EAA (esporrada alheia ambulante) para os dois, mãe e filho serem julgados pelas ruas por um tribunal de mascus como a vadia que não soube escolher, que abriu as pernas para o cafa e que agora terá que aguentar o EAA como um castigo e prova de sua vadiagem e ser apontada como uma vadia que não deu para um mascu, o homem honrado e bonzinho. Sem falar que homem praticamente tbm "aborta" quando some de vez e não assume o filho. Ah mas nesse caso a culpa deve ser apenas da vadia que não soube escolher.

E aquelas que são casadas tbm são as vadias que não souberam se cuidar direito, afinal mulher faz sexo sozinha ate dentro do casamento e que dentro de um casamento uma mulher deve parir centenas de filhos em vez de estudar ou trabalhar fora e o pobre do marido que vai pra rua arranjar não sei como condições de sustentar essas centenas de filhos enquanto a vadia fica em casa na maior vida boa só criando os filhos sozinha, uma tarefa facílima e simples de acordo com os mascus, pois homem só tem obrigação de sustentar e mulher só tem obrigação de criar.

O mundo doentio e cruel dos mascus não poupam nem as mulheres casadas.

Anônimo disse...

Segundo as comentarista daqui 82% da população brasileira é mascu, já que só mascu é contra a descriminalização do aborto, pelo jeito.

Anônimo disse...

Legal essa evolução do feto dizendo que os pró-vida veem todos os estágios como bebês.
Só não esqueça que as feministas adoram pregar a ideia de "um punhado de células", cuja a imagem seria de no máximo um blastocisto de 4 semanas. Um feto de 12 semanas tem 6 cm, sistema digestivo, sistema respiratório, sistema circulatório e sistema nervoso funcionais, se move, tem membros, dedos, unhas dentes e reflexo motor. Ou seja, não é um punhado de células.

Anônimo disse...

Tem prostitutas que engravidam, em vários casos ate fazem aborto, sabiam mascus? Os mascus costumam incentivar muito a prostituição. Por mais que as prostitutas costumam se cuidar, os mascus podem afirmar que é impossível elas engravidarem? Os mascus deveriam tbm parar de procurar prostitutas porque estão contribuindo para gravidez indesejada e aborto, as prostitutas tbm são mulheres e não engravidam sozinhas. A melhor opção para os mascus é parar de fazer sexo com mulheres e procurarem apenas as bonecas infláveis, pois mulher é chata e ainda pode engravidar.

Anônimo disse...

AHUHAUHAUHAUHAUHAUHAAHAHUAHUA
NOSSA "PAULA" SUA MÃE ABORTOU SEU CÉRÉBRO NÉ??
NUNCA VI TANTA DIARRÉIA VERBAL ESCRITA DE UMA VEZ SÓ!
"E a loucura é tanta que vi na net que tem um grupo(acho que nos EUA) defendo aborto até para crianças de 5 anos,porque segundo eles,a criança não tem consciência direito das coisas,então,pode matar."

CRIATURA! COMO VOCÊ ABORTA UMA CRIANÇA QUE JÁ NASCEU (5 ANOS) ? HAHAHAHAHAHHAHA
SINCERAMENTE, NÃO TE MANDO IR SE TRATAR PQ VOCÊ NÃO TEM SOLUÇÃO, É MUITA BURRICE PRA 1 SER HUMANO SÓ! SEU CASTIGO É ESTAR VIVA...

Anônimo disse...

"Segundo as comentarista daqui 82% da população brasileira é mascu, já que só mascu é contra a descriminalização do aborto, pelo jeito."

Foi essa a conclusão que vc chegou? Se fala em mascus por aqui pois são tipos que aparecem muito por aqui neste blog, principalmente quando tem assuntos como esse. Apesar que percebe-se algumas mulheres contra a legalização do aborto que tbm se sujeitam a serem sacos de pancadas de mascus para ver se ganham algum brinde deles.
Tem gente contra a legalização do aborto que não é mascu, mas a cada vez mais que alguém contra a legalização do aborto se manifesta acaba demonstrando algumas características parecidas com as dos mascus, com poucas exceções.
Quem é contra a legalização do aborto que não seja um mascu não precisa se identificar com termos como "vadias, eaa" entre outros utilizados por mascus. Mas se na maioria das vezes a carapuça serve, então porque pode ter algo a ver.

Anônimo disse...

Gostaria de saber uma coisa, existem feministas que são contra a descriminalização do aborto?

Anônimo disse...

O que essas pessoas que são contra a legalização do aborto no Brasil pensam dos países desenvolvidos em que o aborto é legalizado em todos os casos até a 12ª semana de gestação? Eles chamam as mulheres alemãs, holandesas, canadenses e americanas de vadias por exemplo?

Anônimo disse...

Anon bobinho das 12:14, essa história de que o embrião é filho desde a barriga é lorota. Pode ler, nesse site aqui tem vários depoimentos de mulheres que contam a verdade, que elas só amaram o bebê DEPOIS que ele nasceu. E pra vocês machistas não é filho nem depois que nasce, é esporrada, peso, é c*gada, é um jeito da vadia malvada tirar o seu dinheiro. Uma c*gada que vocês não visitam nem querem pagar pensão pra não morrer de fome. Hipocrisia vinda do mais profundo esgoto emocional e ético.

E cadê os bebês que você adotou? Cadê as crianças que você tirou da rua, de lares onde eram maltratadas, não amadas, hein? Se você é a favor da vida mesmo, cadê o seu esforço pra melhorar a vida dos que nasceram, que sentem, sofrem, pensam e precisam de alguém que lhes dê amor, educação, carinho e cuidados? Quanto dinheiro, cestas básicas, roupas e remédios você já deu pra mães que não tem condições de criar os filhos? Você não é a favor da vida? Cadê então o seu esforço pra melhorar a vida das pessoas? Ah, é mesmo, você não é a favor da vida, você é a favor da punição pra "vadia". Da morte de mulheres, de mães perderem filhas, de viúvos, de órfãos. De crianças maltratadas. Você é outro psicopata que não quer fazer o trabalho sujo com as próprias mãos. Então vai morar atrás de grades de ferro junto com o Champinha e o Maníaco do Parque, que é lugar de psicopata, e faça desse mundo um lugar melhor.

Anônimo disse...

Muitas pessoas que sao contra a legalização do aborto podem nao ser mascus, mas muitas sempre vem com aquelas respostas prontas do tipo "ah mas com tantos métodos e tantas propagandas como alguém ainda pode engravidar, ah mas a criança não tem culpa". Muitas dessas pessoas tem boas intenções, mas não sabem que muitos métodos podem falhar e que vários fatores podem levar a esta falha. Quando se informam mais pelo menos procuram refletir mais um pouco e se tornam pelo menos um pouco compreensivas em não julgar uma mulher que num momento de desespero optou por um aborto.
Mas o que mais se vê são pessoas pedantes, preconceituosas, misóginas condenando mulheres que fazem aborto.

Anônimo disse...

Hilário anon de 12:32,você está se vangloriando por supostamente fazer um bem enorme a humanidade por ser a favor de matar o próprio filho(neguem a vontade mas é assassinato sim)vocês lutam para que seja legalizado eliminar a vida alheia mas vocês sim são a favor da vida.
E você está certa né,ninguém ajuda pobres,mulheres em situação de risco,crianças abandonadas...E os que ajudam devem ser a favor do aborto kkkkkk
Essa é a logica feminista que só faz sentido para voçês.

Anônimo disse...

Anon das 12:00 vá lá no armário, desbrave a selva que está lá dentro, tire a colônia de aranhas (mesmo que você vá parar no hospital com picadas), tire a teia e o pó e resgate de lá o seu livro da 5° série do ensino fundamental. Tá bem desenhadinho lá e, se ainda assim você não entender, entra na fila do transplante de cérebro, ok?

Anon das 13:10 eu vi a foto e um embrião de 12 semanas não chega nem perto de ser um bebê. Mas o que importa não é? Você é contra aborto não porque se preocupa com o embrião, feto ou bebê, mas porque se as mulheres puderem abortar as "vadias" não serão mais punidas por fazer sexo. Quem é a favor da vida mesmo, de verdade, é a favor dela completa. Quer que a criança nasça num lar onde a amem, onde lhe deem educação e cuidado, onde não lhe falte nada que seja necessário pro seu desenvolvimento, seja ele físico, social ou emocional. Você quer que as crianças nascidas se lasquem. Que se ferrem todas mas estejam lá pra punir a "vadia". Ou seja, só mais um psicopata, menos digno que Jeffrey Dahmer ou Tommy Lynn Sells. Ao menos eles admitiam abertamente sua maldade e faziam o trabalho sujo com as próprias mãos.

Danilo disse...

"A maioria dos mascus são pervertidos e viciados em pornografia. Muitos mascus incentivam a promiscuidade masculina pagando GPs ou ate mesmo abuso de mulheres. Depois brucutus como esses se auto-denominam "bonzinhos e honrados" e ainda se acham "prêmios". "


São categorias diferentes. Se existem categorias diferentes de feministas, eu digo que existe o mesmo para os mascus. Quem fica nesse papinho de honrado, "homem de bem" é coisa de religioso retardado. Eu apoio a promiscuidade sim, tanto masculina, quanto feminina.

Eu apoio a cultura da excitação mesmo. Feministas por acaso não?

Danilo disse...

"Tem prostitutas que engravidam, em vários casos ate fazem aborto, sabiam mascus?"

Podem até existir mas nunca vi. Raríssimos casos.

Vocês feministas, as vezes, parecem que são puritanas ou querem fincar a ditadura da Virgindade. Se vocês criticam as pílulas, isto é o mesmo que criticar o liberalismo sexual feminino. Voces querem o retorno da sociedade religiosa onde ninguém transa com ninguém, só depois do casamento?


Kittsu disse...

"Danilo disse...

Eu apoio o aborto. Porque feto não é vida consciente. Mas na sociedade de hoje em dia a mulher só engravida se ela quiser. A mulher usando corretamente os métodos contraceptivos ela não irá engravidar.

Se a mulher possui a paranoia do medo de engravidar, então é melhor ela não transar. A mulher por ter útero precisa meditar mais sobre a promiscuidade.

19 de novembro de 2014 16:10"

_________________________

Danilo disse...

Mulheres cristãs não são tão mais moralistas assim. Muito pelo contrário, muitas mulheres cristãs bebem ideologias feministas. Na sociedade secular de hoje uma cristã e uma ateia não tem muita diferença. O perfil de uma mulher cristã é praticamente o mesmo perfil de uma feminista radical levando em consideração os valores seculares que domina a sociedade hoje.

19 de novembro de 2014 22:23
________________________________
"Danilo disse...

"A maioria dos mascus são pervertidos e viciados em pornografia. Muitos mascus incentivam a promiscuidade masculina pagando GPs ou ate mesmo abuso de mulheres. Depois brucutus como esses se auto-denominam "bonzinhos e honrados" e ainda se acham "prêmios". "


São categorias diferentes. Se existem categorias diferentes de feministas, eu digo que existe o mesmo para os mascus. Quem fica nesse papinho de honrado, "homem de bem" é coisa de religioso retardado. Eu apoio a promiscuidade sim, tanto masculina, quanto feminina.

Eu apoio a cultura da excitação mesmo. Feministas por acaso não?"

_______________________

Danilo disse...

"Tem prostitutas que engravidam, em vários casos ate fazem aborto, sabiam mascus?"

Podem até existir mas nunca vi. Raríssimos casos.

Vocês feministas, as vezes, parecem que são puritanas ou querem fincar a ditadura da Virgindade. Se vocês criticam as pílulas, isto é o mesmo que criticar o liberalismo sexual feminino. Voces querem o retorno da sociedade religiosa onde ninguém transa com ninguém, só depois do casamento?


20 de novembro de 2014 15:07"


___________________
Danilo, você é um completo retardado, porém o mais perfeito exemplo da incoerência e falta de inteligência dos representantes dessa sua classe acéfala.

Anônimo disse...

A diferença entre um feto de 12 semanas e um bebê é similar à diferença entre um bebê e uma criança ou uma criança e um adulto.
Todos tem cabeça, membros, mãos, dedos, etc. a diferença é o estágio de desenvolvimento e a proporção.
Um recém-nascido também não sabe que é um ser um humano, muito menos um bebê, nem por isso eu vejo gente defendendo que é ok assassiná-los.
Mulheres que não abortariam também podem não amar seus filhos, podem deixa-los na rua, espanca-los e tudo mais. Mulheres que gostariam de abortar podem mudar de ideia e passar a tratar muito bem seus filhos. De onde vocês tiraram que aborto diminuiria o número de crianças nas ruas e o sofrimento infantil? As crianças nos EUA são mais "amadas" que no Brasil? Lá tem menos agressão familiar por conta disso?

Aninha disse...

Aí o pobre feto que também é um ser humano e não tem direito de escolher a vida, coitadinho do pobre feto, nasce, cresce, vira criminoso e comete um desses crimes que chocam o país todo e tomam a mídia por meses. Pena de morte! Bandido bom é bandido morto! Nosso salário vai sustentar esse vagabundo na cadeia! O pobre fetinho indefeso e inocente que não pode ser assassinado pela própria mãe, vira o bandido vagabundo que merece morrer com o aval de toda a população. Hipocrisia, a gente vê por aqui.

Aninha disse...

Eu sempre mostro a mesma hipótese e creio que ela é correta, podem ter certeza de que as mesmas pessoas que impedem uma mulher de abortar um fetinho inocente porque a vida é sagrada, vão ser as mesmas pessoas a exigir a execução desse mesmo fetinho se ele crescer e virar criminoso, porque bandido bom é bandido morto, mesmo que a vida seja sagrada.

Ana A disse...

Olha, pois eu acho que os "pro-vida" deveriam ser contra os transplantes também. Os doadores são tão "humanos" quanto nós, tão "vivos", quanto nós.
Voltemos a idade das trevas, continuemos terceiro mundo sempre! Viva a ignorância!

Anônimo disse...

Ok. Já que os "pró-vida" preferem que as mulheres morramnas clínicas e açougues da vida (sim, porque elas não vão parar de abortar só porque vcs querem!), que tal a gente mudar a lei penal e colocar o pai do feto como partícipe do crime?

Anônimo disse...

E você está certa né,ninguém ajuda pobres,mulheres em situação de risco,crianças abandonadas...E os que ajudam devem ser a favor do aborto kkkkkk
Essa é a logica feminista que só faz sentido para voçês.
-----

Gente como vc ajuda muito quem os mascus apelidam de EAAs. Ate vc mesmo adotaria uma esporrada alheia ambulante no orfanato vinda de uma M$ol como os mascus gostam de apelidar as mães não casadas, pois isto é considerado muito honrado entre os mascus.

Anônimo disse...

Essa não é a "lógica feminista". Essa é a lógica do Conselho Federal de Medicina (CFM). Pensamento este compartilhado pela maioria dos países onde o aborto é descriminalizado. Achou absurdo? Debata com o CFM!

Anônimo disse...

Anônimo do 14:39

A questão é se preocupar com quem tá vivo. Simples assim. Não tem espaço para se preocupar com quem não nasceu e não existe. Se você tiver "peninha" das pobres crianças, tenha "peninha" das que vivem, sentem e entendem, e não das que nunca viverão.
Não seja babaca.

Anônimo disse...

Eu adoro meu AC, acho que vou perder minha carteirinha feminista por causa disso. :(

Anônimo disse...

Danilo, você é um completo retardado, porém o mais perfeito exemplo da incoerência e falta de inteligência dos representantes dessa sua classe acéfala.

Esse cara é um dos maiores palhaços sem graça que aparecem por aqui e ele é crente que esta abalando a cada verborreia sem noção que ele vomita.

Danilo disse...

As feministas conseguiram o que queriam. Vou pontuar alguns feitos que o feminismo conseguiu e não sei do porque tanta reclamação feminina ainda.


1º) Fim da repressão sexual: Hoje a mulher pode transar com quem ela quiser. Ninguém proíbe a mulher adulta de fazer sexo. Na sociedade conservadora religiosa as mulheres eram reprimidas. Mas isso não existe mais na sociedade contemporânea.



2º) Entrada da mulher no mercado de trabalho e nas Universidades. O feminismo conseguiu este feito também, claro, com um certo empurrão do avanço da sociedade capitalista. Mas não anula o mérito do Feminismo.


3º) Mulheres independentes financeiramente.



Conclusão: Hoje, a segurança, o conforto e a autonomia da mulher não depende mais dos homens de jeito nenhum.


Então eu pergunto. Vocês querem mais O QUE? Os 3 desejos feministas mais "ardentes" descritos logo acima, vocês conseguiram. O que vocês querem mais?


Claro que o mundo nunca vai ser todo do bom para a mulher. Mas a vida da mulher melhorou radicalmente.


Anônimo disse...

Fazer aborto é discolado, é da hora e tem menos efeitos indesejados que a pílula! Pílula dá espinha? Ahahahah, moç@ em que mundo vc vive? As pílulas mais modernas sao de baixo teor hormonal e efeitos colaterais zero! E muito pelo contrário, ginecologistas indicam pílula pra tratar acne. A segurança dessas pílulas é alta, mas como todo e qualquer contraceptivo, tem sua margem de falha.
Não sei como esse povo consegue falar tanta merda!

Anônimo disse...

AHAHAHAHAHAHAH, essa pessoa sonhou! Mas enfim, desinformação dá nisso mesmo!
Landinha, querida, procure saber das estatísticas nos países onde o aborto é descriminalizado. Vc vaibver que a realidade desses países é bem diferente dessa sua viagem na maionese estragada.

Anônimo disse...

Landinha tá trollando, deixem de ser inocentes.

Anônimo disse...

Pois é né anon 16:39,só quem está vivo...um ser humano em plena formação não está vivo,está morto, por isso existe a gravidez kkkkkkk
É demais!

Mas concordo com alguém ai,o pai da criança que for abortada tem que ir preso tb.

Anônimo disse...

Anon das 14:39 tem muita gente por aí sim ajudando mulheres em condições e crianças me situações de risco. Mas você não é um deles. Você é um daqueles que fecha a cara e a janela do carro, chama a criança sem condições de trombadinha e defende a redução da maioridade penal. É daqueles que chama a mulher de vadia e exige que o governo não ajude (em vez disso eles deviam é lançar o bolsa-GP pra você e pra outros mascus e machistas). E, por isso, não deve nem abrir a boca pra dar pitaco em aborto quanto mais vomitar machismo e desumanização da mulher. Ponto.

Anônimo disse...

Anon das 17:37 uma planta está viva. Um animal está vivo. A semente de feijão está viva até você cozinhá-la pro almoço. A questao do aborto é simples: você vai adotar e cuidar direito da criança indesejada? Não. Então você não pode dizer à mulher o que fazer. Mas concordo que os pais devem sim ser criminalizados. Se os homens começarem a ser presos, daí pra descriminalizar o aborto é um passo.

Anônimo disse...

Estima-se 1 milhão de abortos por ano no Brasil.
Se tudo isso foi "falha no método contraceptivo" (e ainda considerando que TODAS essas gravidezes causadas por falha no método resultou em aborto) tá na hora de mover uma ação conjunta contra os laboratórios de AC e fabricantes de camisinha, porque tão fazendo propaganda enganosa ou vendendo placebo.

Anônimo disse...

kkkkkkkk cara... anon de 18:45,é tanto achismo com pitadas de paranormal charlatã,que eu nem sei o que falar.

anon de 18:48,podemos sim dizer a mulher o que fazer,porque ela está agredindo outro ser humano,do mesmo modo que podemos condenar quem estupra,mata...

Anônimo disse...

Mesmo que não for por falha de anticoncepcional deveria ser legalizado do mesmo jeito e direito da mulher de decidir em todos os casos, como é na Alemanha, Holanda e Canada por exemplo.

Agredir outro ser humano? A vida dos mascus e machistas em geral é agredir mulheres e discriminar crianças que vivem em orfanatos por exemplo. Justificar estupros então é o que mais acontece.

Anônimo disse...

Eu acho que as mulheres deveriam controlar mais a sua promiscuidade para engravidar menos e com isso não precisar abortar, mas ao mesmo tempo eu sou a favor da promiscuidade de homens e mulheres, por isso que eu pego gp.

Mayra Balthar disse...

Lola, quando falamos de aborto, sempre se tem como alvo a mulher, é sempre ela que é marginalizada, discriminada por tal atitude, o pai do feto passa despercebido. Por isso, acho mto bacana o envolvimento de um homem falando sobre isso, sinceramente, acho foda! É uma questão invisibilizada para muitos homens, como se o "problema" não dissesse respeito à ele. Enquanto muitos homens lavam as mãos, alguns dão a cara à tapa e enfrentam o tema. Gostei! A revista mostrou que não é só a mulher que tem que falar de aborto, homem tb!

Anônimo disse...

"A MULHER DEU porque quis, o cara comeu a IRRESPONSÁVEL sem: Pílulas, preservativos, entre tantos contraceptivos?"

Notem que o anon da putaria só acha a mulher irresponsável.

Não fode você, verme. Rala daqui.

Anônimo disse...

"Eu odeio menstruar, acho um absurdo não ter autonomia sobre meu próprio corpo."

Hoje em dia você pode parar de menstruar com remédios, se você fosse mulher saberia disso. A medicina está evoluída por isso aborto é um procedimento simples, mas mesmo em épocas remotas mulheres sempre abortaram dando seu jeito, usando plantas e ervas. Sabe como é, quando algo acontece no seu corpo sem a sua vontade você vai tentar descobrir um jeito de parar aquilo.

Anônimo disse...

"ninguém conseguiu jamais provar, com certeza absoluta, que um feto é mera extensão do corpo da mãe ou um ser humano de pleno direito."

Tal feto consegue se desenvolver fora do corpo da mulher? Taí a sua resposta.

Aborto é a interrupção do desenvolvimento do embrião. Nunca foi homicídio e nunca será.

Anônimo disse...

A ideia é que quem não tem útero não opine.

Anônimo disse...

"se voces sabem que contraceptivos falham e não querem ter filhos, então por que transam?"
As pessoas transam porque sexo é bom. As pessoas não transam pra ter filhos, na maioria das vezes, e sim para ter prazer. Por isso mulheres que não querem ter filhos transam. Outra resposta seria que não é da sua conta.

Anônimo disse...

"Claro que o mundo nunca vai ser todo do bom para a mulher."
Por que?

Anônimo disse...

Anon das 21:15 você e seus companheiros machistas agridem mulheres indiscriminadamente. Se engravidou, é vadia. Se abortou, é assassina. Se não abortou mas deu pra adoção, é monstra sem coração. Se não abortou e nem deu, mas não conseguiu criar nem amar, é uma vadia sem coração que não devia ter tido filho. Ah, e a criança necessitada como eu já falei é agredida por vocês que negam ajuda, chamam de trombadinha, xingam e exigem redução da maioridade penal. A vida de vocês é agredir verbal e fisicamente mulheres e crianças e você diz que abortar um embrião que não pensa nem sente é agredir um ser humano? Dá licença, mas acho que você ou chegou atrasado ou nem passou na fila de distribuição de cérebros, porque a sua falta de self-awareness é triste.

Anon das 21:41 por que você não transa com seu machismo e seu slut-shaming? Você pega um papel, escreve seu discurso contra a promiscuidade (feminina, claro, pq homem não é promíscuo, tá só seguindo seus "instintos naturais"), enrola, coloca uma capa de borracha e... bom, você conhece o procedimento a partir daí. Todo mundo fica feliz, as mulheres, as GPs que não vão precisar te aguentar mais e a natureza, que não vai mais precisar se preocupar em como te excluir do pool genético.

donadio disse...

"Podem até existir mas nunca vi. Raríssimos casos." (sobre prostitutas fazerem abortos)

Você convive muito com prostitutas? Intimamente? Tipo família, namorada, melhor amiga? Paciente?

Ou pelo menos faz pesquisa sobre o assunto?

Por que aborto é crime, e é também uma coisa extremamente pessoal, dificilmente as mulheres comentam sobre os abortos que fizeram (e homens bem educados não perguntam, diga-se de passagem).

Então, a não ser que você possa nos mostrar as suas credenciais com relação à prostitutologia...

... blefe.

Anônimo disse...

"Mesmo que não for por falha de anticoncepcional deveria ser legalizado do mesmo jeito e direito da mulher de decidir em todos os casos, como é na Alemanha, Holanda e Canada por exemplo."

Já que você considera que sexo irresponsável vale mais que a vida humana de um feto, eu te respondo com o comentário de uma outra feminista daqui:

"Ou seja, só mais um psicopata, menos digno que Jeffrey Dahmer ou Tommy Lynn Sells. Ao menos eles admitiam abertamente sua maldade e faziam o trabalho sujo com as próprias mãos."

Dados de aborto por 1000 mulheres nos países que você citou:
Alemanha: 6.1
Holanda: 9.7
Canadá: 15,2
Brasil (ilegal): aprox. 22

Falta muita educação sexual ainda por aqui.

Tinúviel disse...

Maior felicidade da VIDA: TJ desbloqueou teu blog, posso voltar a acompanhar os posts diariamente *---*

Anônimo disse...

Dados de aborto por 1000 mulheres nos países que você citou:
Alemanha: 6.1
Holanda: 9.7
Canadá: 15,2
Brasil (ilegal): aprox. 22

Falta muita educação sexual ainda por aqui.

Então todos esses dados foram por falhas de anticoncepcionais ou por ma formação do feto? O aborto nesses países são liberados em todos os casos, nao importa os números, um desses poucos casos que vc postou foi de alguma psicopata que vc tanto ataca.
Esses países não tem esse machismo doentio sobre a vida sexual da mulher que no Brasil tem, fala tanto em educação sexual e vê tantos comentários aqui atacando as supostas promiscuidades das mulheres brasileiras. Educação sexual no Brasil que ao mesmo tempo condena uma mulher que fica gravida ao julga-la de promiscua e nem sabe que tantas mulheres brasileiras gravidas que fazem aborto no Brasil são casadas. Em todos esses países ninguém enfia camisinha na cara de ninguém toda hora não seja nas propagandas ou seja nas escolas e o Brasil tem muitas campanhas sobre uso de camisinha, ate mais do que em muitos desses países, que tbm tem sua cota de gente ignorante, machista, mas não nesse nível doentio como aqui que são os donos das leis. A própria oms, o próprio conselho de medicina e de psicologia apoiam a legalização do aborto recomendado pelo oms em todos os casos realizado deforma segura, então não saia por ai chamando quem quer que seja de psicopata apenas por ser a favor da legalização do aborto em qualquer caso ate um determinado estagio da gestação. Que vergonha, tipos como esses já estão beirando a trollagem por aqui. E não importa se o numero de abortos nestes países legalizados são realizados em menor quantidade que no Brasil, são liberados em todos os casos e essas mulheres não são chamadas de psicopatas nesses países por nenhum profissional da saúde como vc o fez aqui.

Anônimo disse...

Lola, o espaço é seu, mas vale a pena tanto comentário agressivo e preconceituoso nada produtivos e de trollagem? Ataques as mulheres em geral são postados toda hora.

Em alguns países o numero de abortos ate diminuíram após a legalização.

Anônimo disse...

Anon das 09:50 eu vou pegar meu comentário sobre psicopatas que tem mais dignidade que pró-vidas, pois ao menos faziam seu trabalho sujo pessoalmente, e vou jogar pra você de volta: Você tem a mentalidade de um Tommy Lynn Sells ou H.H. Holmes da vida, porque você é a favor de que mulheres morram, mães percam filhas, homens de verdade percam amadas, crianças percam suas mães; ah, e também é a favor que crianças indesejadas nasçam pra viver sem amor, cuidado, sofrendo abusos e maus-tratos. Pra quê? Pra que um embrião que não pensa nem sente não seja abortado, assim a mulher será punida por fazer sexo. Psicopata DETECTED!

Ai, cansei de ser boazinha. Vai tomar no rabo e mantenha seu pinto sujo dentro da cueca, não transe nunca mais com nenhuma mulher pra não engravidar ninguém. Campanha para os mascus: case com um homem e diminua a chacina de embriões! Exclua-se do pool genético voluntariamente e acabe com os abortos recreativos das vadias! Vamos lá, homens honrados, neguem às mulheres seu direito ao abortinho do fim de semana! Casem-se com seus colegas machos e sejam felizes, sabendo que você impediu a morte de mais um embrião.

Anônimo disse...

Feministas eu gostaria de ressaltar algumas posições, estou percebendo que alguns mascus, estão exaltando divergências dentro do movimento feminista, mas quero falar uma coisa, eu percebo divergências dentro do movimento machista.
a) Eu já li em faces machistas, homens diminuindo as mulheres que trabalham fora, mas quando ocorre a separação e a mulher que não trabalha fora, consegue a pensão esta mulher vira vagabunda e acusada de não gostar de trabalhar. O que os machistas querem uma mulher trabalhadora ou dona de casa ?
b) Já li em faces homens machistas casados admitindo que adoram prostitutas, e eles foram esculachados, alguns machistas não aceitam a prostituição. Para os machistas o que é certo ?
c) Alguns machistas reclamam que mulheres não servem as forças armadas, mas eles ressaltam que não tratariam bem um soldado feminino, que mulher não deve andar em ambientes masculinos.
d) Por aí vai então parem de procurar erros no nosso movimento

Anônimo disse...

ah, e também é a favor que crianças indesejadas nasçam pra viver sem amor, cuidado, sofrendo abusos e maus-tratos.


tá certo pq vc pode afirmar quem vai ser bem tratado ou não e se por acaso a pessoa for mal tratada,vc tem todo o direito de decidir se ela vive ou morre.
mas psicopata que isso n dá.

tem um video no youtube de uma mulher que sobreviveu a tentativa de aborto,bem legal saber o modo carinhoso e cheio de amor no coração de quem realmente defende a vida,que tentaram acabar com a vida dela.
mais legal ainda é o que o dono da clinica disse,que matar fetos era a paixão dele.

Anônimo disse...

Aborto antes de dizer respeito a religião diz respeito a moral, é uma discussão sobre valores e princípios morais, pois se trata da interrupção do desenvolvimento de uma pessoa… todo mundo que é a favor do aborto tenta “coisificar” o embrião / feto, fazer parecer que é um apêndice do corpo da mulher… teorizem o quanto quiserem, a própria ciência já dá a resposta, é um ser humano em formação, depois que nasce também continua a formar-se e desenvolver-se. Desde a fecundação o embrião carrega código genético que o identifica como ser da mesma espécie que qualquer ser humano… não é cachorro, não é cavalo (com todo respeito aos animais), não é tumor, não é “cisto”, é gente. Quem não quiser correr risco de ter filho tem à disposição um monte de métodos contraceptivos, pode inclusive fazer esterectomia ou laqueadura de trompas. Hoje não há desculpa para se defender um aborto.

Anônimo disse...

HipocrisiA total. São contra o aborto mas se uma mulher estiver grávida passando necessidade não vao ajudar

Anônimo disse...

Falou tudo

Anônimo disse...

Um aborto é uma situação por vezes traumática para a mae e acontece muitas vezes num ato de desespero. Acho que grande parte dos abortos e culpa do homem que aabandona a mulher grávida. E depois a condenam. Acho que deve ser discutido por que como disse Luciana genro em um debate o aborto é uma realidade. Eu tenho várias conhecidas que fizeram e conheco pelo menos uma tentativa frustrada que resultou em mal formação. Acho que aborto não é solução de problema tem que ser pensado e acompanhado e nao surgir como solucao fácil. Pode gerar arrependimento.

Anônimo disse...

Estou aqui para spreed esta boa notícia para o mundo inteiro sobre como eu tenho as minhas ex amo back.I estava ficando louco quando a esquerda e meu amor por outra menina no mês passado, mas quando o encontro foi um amigo e apresentar isso ao Dr eghogho grande Messenger para o Oracle que servir a um, o meu problema foi narrado a ele que eu amo como meu ex e esquerda e também como eu precisava para conseguir um emprego em uma grande company.He e apenas disse que para ter vindo para o lugar certo eram vai ter o meu velho coração sem qualquer lado effect.He disse eo que eu preciso fazer, depois que foi feito, nos próximos dois dias, meu amor e chamado ao telefone e estava arrependido por ter deixado aggiornamento e antes e agora também na próxima semana após meu amor ligou, pedindo perdão, fui chamado para a minha entrevista foram empresa desejado foi necessário para trabalhar como os director..I gestão estou tão feliz e oprimido que eu tenho que dizer isso para todo o dreghogho mundo para entrar em contato com o seguinte endereço de e-mail e obter todo o seu problema solve..No problema é grande para ele para ele em sua solve..Contact Email: dreghogho@gmail.com

Direção Espiritual disse...

Sim, precisamos mesmo, principalmente nos colocando no lugar das pequeníssimas e desprotegidas vítimas, as criancinhas abortadas: http://www.aleteia.org/pt/sociedade/artigo/precisamos-falar-sobre-aborto-diz-a-campanha-dos-artistas-mas-eles-falam-de-tudo-menos-do-aborto-5833178849738752