sábado, 6 de outubro de 2012

MASCUS, OS MELHORES AMANTES DO MUNDO

Mulher em choque: "O que é você?"

Esta foi uma pergunta feita no formspring do Arlindaoviril, o homem que sonha que os mascus, unidos, saiam às ruas para protestar de "regata branca, óculos Ray Ban Aviator e pochete na cintura": “E ae Arlindo tu se preocupa em fazer a mulher gozar ou que se f*da?”
Resposta do nosso inimiguinho: “Como bem disse Nessahan, a mulher gosta é de sentir a força e vitalidade do macho durante o ato sexual. Eu dou uma pentada violenta e faço tudo que eu tiver vontade. Como as mulheres são emocionais, só essa sensação de estar submissa e satisfazendo o homem, já é suficiente para o prazer delas. Cague e ande, até porque mulher mistura sexo e amor, se elas estão gostando do cara ou querendo que o mesmo se apegue, irão dizer que tu é fodão, gostoso, o melhor do mundo. A partir do momento que ela cansar da tua cara ou arrumar outro melhor, vai te chutar o rabo sem dó e ainda sair espalhando que tu é meia bomba e borracha fraca. Não me lembro de ter escutado críticas no meu desempenho, só elogios, justamente porque com o tempo passei a cagar e andar pra opinião delas”. 

Alguém por favor precisa redigir um guia bem didático e distribui-lo gratuitamente aos mascus. O título pode ser “Clitóris: O que é? Pra que serve? Como chegou lá?”. Ou senão podemos desenterrar Nessahan do meio dos índios e implorar pra que ele escreva sua obra definitiva, “Nessahan Explica o Clitóris”. Porque, sei lá, só a existência desse pequeno órgão (estou falando do clitóris, não da borracha fraca), o único que tem a função exclusiva de proporcionar prazer sexual, já meio que põe por terra a certeza mascu que mulheres não gostam de sexo
(Na realidade, peço desculpas por me referir ao clitóris como pequeno. Andei lendo que ele é maior do que se pensa, maior que o pênis, inclusive, só que a maior parte dele fica oculta dentro da cavidade pélvica. Aliás, alguém pode traduzir pra mim este lindo poema que compara a falta de conhecimento sobre o tamanho do clitóris com o mapeamento irreal que fazem da África?).  
Depois do sucesso de “Nessahan Explica o Clitóris”, os mascus poderiam lançar também “Nessahan Explica as Lésbicas”. Afinal, se mulher não gosta de sexo, só gosta de sentir a “vitalidade do macho”, o que as lésbicas que saem exclusivamente com mulheres fazem nas suas horas vagas? Elas juram que têm prazer sexual -– por incrível que pareça, sem a presença do macho! Aliás, dizem as más línguas que elas têm mais prazer que as héteros. Não pode ser! Imagina ter prazer sem as 200 estocadas por minuto durante sete minutos!
Na realidade, mascus não acreditam que lésbicas existem, o que é estranho, já que pra eles toda feminista é lésbica. Eles têm certeza que lésbicas são mulheres assexuadas que só vivem sob o mesmo teto pra comer pipoca juntas enquanto assistem novela, e que salgam a pipoca com suas lágrimas, derramadas pelo choro livre causado pela falta de um homem.
Um finado blog mascu que citava Nessahan post sim e outro também escreveu: “Cena gay enoja. Há duas picas. É excesso de sexo, de obscenidade. Ao ponto de ofender os olhos. A teoria portanto é simples: a presença ou não do pau é que define se houve sexo. Se não há, não houve. Se tem uma pica, é sexo heterossexual. Se tem duas, é obscenidade excessiva, e ninguém quer ver.”
Assim falou Zaratustra Nessahan.
Puxa, os mascus podiam lançar uma enciclopédia inteira sobre sexo. Seria um sucesso editorial. Dos mais vendidos na categoria Humor Involuntário.

160 comentários:

Shoujofan disse...

Obrigada por me fazer ir, Lola. ^_____^ Depois do "Ai, mas paiiiinho!" do Tonico Bastos (Marcelo Serrado), foi a segunda gargalhada do dia.

P.S.: Eu gravei a novela e fui dormir. Brasília ainda não está em uma temporalidade alternativa... mas é por pouco.

Hamanndah disse...

Querida Lola

Você arrancou-me lágrimas de riso agora de manhã.

Obrigada, como você escreve divinamente, embora só não concorde com duas coisas que você acredita..mas, tudo bem, são diferenças de opinião

Muito obrigada, mesmo
Bjaum para você, seu marido e seus bichos
Muito amor para você sempre e boa sorte!!

Gabriel Nantes de Abreu disse...

Adoro quando a Lola usa imagens de Buffy nos posts. um grande seriado com interessantes personagens femininas. Sinto falta de séries assim, com ação e ao mesmo tempo conteúdo e humor...

@vbfri disse...

Só um minutinho...

Huahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua!!!!!!!!!

*Chuinf... Lágrimas escorrem...

kkkkkkkkkk!

Hm... Estou melhor.

Que texto ótimo! Risada garantida...

Sério, homem que não se preocupa com o prazer da mulher é muito "loser". Pinta logo um "L" no meio da testa, filho...

Mascus GOSTAM de mulher? Tenho minhas dúvidas... Pra mim eles só gostam deles mesmos, então que fundem uma comunidade num lugar deserto e se virem por lá...

Prometo que a gente tira nossas risadas de outros lugares! Podem ir!!

Anônimo disse...

mentira, eu adoro lamber a tampa do Danone, e tenho que geralmente amarra-la com os lençois quando faço isso, senão ela sobe pelas paredes !

Anônimo disse...

Gente do céu. A melhor coisa do mundo é ficar lá, chupando o clitóris. Esses caras não sabem o que dizem.

Anônimo disse...

Mais uma vez a Lola poser se revelando, e revelando a verdadeira intenção feminista, fazer mulheres pegarem nojo de homens, para ai suas lideres lesbicas arrumarem suas namoradinhas.

a heterosexualidade masculina e natural,convicta, a feminina não, e uma "construção social" a mulher pode swer doutrinada a homosexualidade, veja o exemplo desta nova geração as meninas de hoje preferem garotos com traços mais afeminados para se relacionarem, isto explica porque há 10, 15 anos atras os idolos e galãs tinham um perfil mais másculo, viril, mas hoje, note o Justin Bieber, o Luan Santana, aquele vampiro fifi do filme.

acredito que até metade do seculo 21, mais da metade das mulheres serão lesbicas !

Anônimo disse...

HAHAHAHHA, vão inventar toda uma vertente sobre sexo e tbem sobre lógica, né? ah, esses serezinhos altamente intelectualizados...

lola, tem dias que eu acho que os mascus são apenas invenção de megatrolls, pq, olha, é difícil imaginar que eles acreditam no que dizem...

Anônimo disse...

Se isso fosse verde lola, as mulheresnão transariam tanto com cafajestes, como adriano, ronaldinho gustavo lima ets.O cafajeste é insensível e só pensa nele o tempo todo! Não importa se um mulher tem títulos acadêmicos e ganha 4 mil reais por mês. Se ela não é capaz de analisar a realidade e perceber o equívoco que representa o sexo dela
com um cafajeste, então toda a inteligência dela demonstra ser uma farsa. Porque a inteligência feminina é justamente escolher o melhor parceiro sexual.

Anônimo disse...

A verdade é que todas são bi sim… Tenho uma amiga que me chamou para uma festinha em sua casa… eu fui, mas pra minha surpresa a festa era só de três pessoas, eu, ela e uma amiga. A exigência dela foi pra que eu apenas olhasse ela se esfregar com a amiga!

nada mal, mas não entendi pq nenhuma delas queria, ser penetradas, e atenção: as duas eram fervorosas evangélicas em minha igreja…

nina disse...

Dica: não ler esses posts em que a Lola é irônica quando tiver alguém por perto. Vão te olhar estranho porque você está rindo diante do computador e você nem vai saber explicar o motivo.

M.B. disse...

Eu ri alto da parte de salgar a pipoca com as lágrimas quentes que correm pelo rosto pela falta de um homem.

Leandro disse...

como sempre as mulheres pondo a culpa da sua incompetência sexual mo homens, principalmente feministas, que são todas ruins de cama, fato !

Silvia Barcellos disse...

Lola querida, onde eu andava que ainda não conhecia este blog maravilhoso?

Sei que estes caras são muito nojentos, mas eu morro de rir com tanta asneira. Pobres coitados...

Beijos

Carolina Lucas Paiva disse...

E depois eles não sabem pq as mulheres não querem nada com eles. Mistéééério.

Carlos disse...

Como diz o ditado: "O predador não vive sem a presa e vice-versa".

Cora disse...

o predador não vive sem a presa. fato.

a presa vive mais e melhor sem o predador.

e melhor, deixa de ser presa.



Anônimo disse...

Só o nick Arlindaoviril já é uma comédia. Poxa, os caras falam um monte de merda e ainda são péssimos de cama, para conseguir mulher tem que pagar mesmo , para que servem esses merdas , além de nós fazer dar gargalhadas com suas filosofias viris?

roseanjos disse...

"Eu dou uma pentada violenta e faço tudo que eu tiver vontade. Como as mulheres são emocionais, só essa sensação de estar submissa e satisfazendo o homem, já é suficiente para o prazer delas."

Eles se tornam exatamente aquilo que dizem desprezar. Grandes cafajestes.
E a culpa disso tudo é das mulheres, é claro.

kkkkkkkkkkkkkkkk ri horrores com as 200 estocadas por minuto durante 7 minutos. kkkkkkkkkkkkk

Esqueceu de falar do gatinho lambendo o pires na hora do sexo oral, isso quando fazem.

Anônimo disse...

PARA Leandro

Vc sempre GENERALIZANDO, né? Isto mostra o quanto vc é um cara "inteligente",kkkk.
A "incompetência sexual" afeta tantos mulheres quanto homens tb, ô vc não sabia disso?kkkkkk
Segundo, conheços "amélias" que passaram suas vidas casadas com homens ignorantes e misóginos e NUNCA souberam o significado da palavra orgasmo.
Eu sou casada(muito bem casada), independente(ganho muito bem), e tenho uma vida sexual MARAVILHOSA!
Aposto que a tal "incompetência sexual" parte de homens machistas como vc que acham que tão "abafando" e NUNCA deram orgasmo para suas (azaradas) mulheres.
Mascus traem, humiham, agridem, tratam mulher como LIXO e depois reclamam que foram traídos ou que levaram pé na bunda! Vá se entender.
Um homem acéfalo e misógino como vc NUNCA levou nenhuma mulher ao orgasmo. Fato.

Sawl

Anônimo disse...

"Adoro quando a Lola usa imagens de Buffy nos posts. um grande seriado com interessantes personagens femininas. Sinto falta de séries assim, com ação e ao mesmo tempo conteúdo e humor..."
Eu também, muito amor pelo Buffyverse *--* E ainda Willara, nunca pare Lola :D

Mirella disse...

"principalmente feministas, que são todas ruins de cama, fato"

FATO

HAHAHAAHAHHAHAHAH

Não, perae. Hm vc transa com feministas? Sente tesão nas lésbicas masculinizadas peludas que ainda são ruim de cama?
Freud explica.
Ai, Leandro, vai lá dar uma pentada violenta num cacto, vai. Cuidado, mais que 200 penetrações nos 7min do paraíso podem fazer o cacto ficar rodado, gasto e o Deus Clonos não irá perdoá-lo e ele vai #chatiado. =(

Pili disse...

Pra sempre Buffy!!!!!!!

Bom, sei que muita gente adora as gargalhadas que esses putinhos proporcionam,
Mas eu nao consigo rir. Fico ocupada demais tentando nao vomitar no computador.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Só rindo mesmo. O pior é a pessoa não se conformar com a própria ignorância, tem que espalhar para os outros.
Esses caras sabem tanto de sexualidade feminina quanto eu sei de física quântica. Nada.

Grão da Noite disse...

Como os mascus são complicados. Eles morrem de medo de se apegar a uma mulher, daí por que são tão agressivos, ou dizem ser tão agressivos, com o sexo oposto. São tão medrosos... Só consegue se abrir ao amor gente corajosa, pois quem ama se vulnerabiliza diante do objeto do seu amor. Como lindamente escreveu Camões, Amor "é querer estar preso por vontade/É servir a quem vence o vencedor/É ter com quem nos mata lealdade". Os mascus, tão acriançados, nunca vão conseguir ler com o coração versos como esses de Camões. Acho que só isso já é suficiente pra torná-los dignos de pena. São dignos de pena e de cautela, pois a revolta de gente de mimada, que não se conforma e se debate com/contra o esforço de crescer e de se adaptar ao mundo e à vida, infelizmente pode representar perigo a terceiros em alguns momentos.

Grão da Noite disse...

Mascus: homens que não conseguiram passar da adolescência, não importa que idade tenham. Culpam as mulheres por tudo. Isso de transferir a culpa de tudo na vida para terceiros é coisa de quem não conseguiu se tornar responsável pela própria vida, ou seja, adulto. O mundo - especialmente as mulheres... - é que têm que se adaptar a eles, facilitando-lhes a vida, e não o contrário (Charles Darwin não teria nem um pingo de orgulho por um mascus...). Acho que só doentes como eles próprios conseguem aturá-los. Precisam é de babás (de preferência formadas em psicologia/psiquiatria, com especialidade em psicanálise...), não de namoradas/esposas/mulheres. Cresçam e desapareçam! (rs).

Gabriela disse...

Eles são tão maravilhosos q cansam as mulheres.Elas dão um pé na bunda deles e depois a culpa é nossa.Essa descrição aí me parece mas com um estupro do q com sexo.Agora eu não entendo,segundo os masCUZINHOS somos todas vadias mas não gostamos de sexo.Somos todas promíscuas mas não gostamos de sexo.Oi?Sentido cadê vc?E por falar nisso esses insetos devem ser tão mas tão ruim de cama q não deve haver precedentes.O prazer vem de se entregar,de se render aquele momento.Eles estão tão preocupados em mostrar masculinidade q só me leva a pensar q trepar não deve ser exatamente gostoso pra eles.E ainda tÊm a desgraça da pochete.Nem senso de estilo essas baratas possuem.

Roxy Carmichael disse...

BORRACHA FRACA.
esse termo é a única contribuição mascu pra humanidade. é GENIAL. uma ótima noite de sábado vendo pornôs, ops, documentários, pra vocês, BORRACHINHAS FRACAS.

Gabriel disse...

Eu sei que boa parte da audiência feminina do blog não curte que a Lola poste sobre os Mascus, mas eu assumo: me divirto lendo essas asneiras que eles postam. São coisas "sem pé nem cabeça", a autoridade com que eles tentam emplacar suas opiniões (que são quase verdades científicas, não?) é inversamente proporcional ao conhecimento que eles têm do assunto.

Anônimo disse...

Ai, Lola! Mais material pra FAMASCU. Vamos torcer pro Walita dar aula lá também.


Leandro, você já fez sexo com feminista? Eu, mulher, já - e foi uma delícia!

Anônimo disse...

"Ai, Leandro, vai lá dar uma pentada violenta num cacto, vai. "


HAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.... gente, tô morrendo aqui.

e eu, que acho que conheci um mascu pessoalmente? foi noivo duas vezes e foi largado quase "no altar" nas duas. aí, na primeira conversa que tive com o cara a sós, ele falou de relacionamentos e eu disse que tava bem sozinha pq eu não queria correr risco de cruzar de novo com um machista ciumento. mas falei isso super de boa, sem querer falar de feminismo nem nada. aí ele:"mas vc sabe que a ideia das feministas é errada, né?". aí eu regi e falei que feministas não odeiam homens, essa coisa toda que a gente sabe. falei inclusive que existem muitas ideias diferentes dentro do nome "feminismo". mas o que achei mais curioso é que ele já partiu do princípio de que eu não seria feminista. ok, ainda estou engatinhando no feminismo e não me intitulo feminista, mas tô aprendendo. mas por que eu não seria feminista? não sou peluda? sou "feminina"? sou "gatona", como ele disse? HAHAHHAHAHAHA. "gatona". hahahahah.

aí a parte mais engraçada é que andei reparando que ele faz uns barulhos estranhos qdo tá perto de mim e eu não estou conversando com ele. hahahahah. isso já rolou 2 vezes e, na primeira, pensei na lola na hora! HAHAHAHAH.

agora vou ser acusada de só querer alfas por não ter ficado com ele? hahahahah.

Luiz Prata disse...

Tinha lido sobre a descoberta da parte interna do clitóris– a parte externa sendo apenas a ponta do iceberg– num texto interessante e elucidativo da Vange Leonel.
Embora só tenha visto a Vange pessoalmente uma única vez, numa das Bienais do Livro do RJ (ela me autografou um exemplar de um livro dela), fico feliz em trocar ideias (ainda não me acostumei a não acentuar essa palavra) virtualmente com ela.

Calíope Corcovia disse...

O clitoris
há 9 cm de profundidade
na pélvis.
A maior parte enrolada & escondidinha.
Estudos recentes mostrando
essa tímida linguinha
de maior comprimento
que o pênis,
mas tal qual a África,
o continente,
nunca desenhada
em proporção.
Cartógrafos, e outros, que desenham
coisas importantes por dinheiro,
não nos querem sabendo disso.
Em certas fêmeas,
o clitóris se alonga,
desenrola,
20 cm
com de 5 a 9
cm, livremente,
pra fora do corpo.
O recorde de clitóris mais longo
é da baleia azul.
Na água
o desejo se eleva,
venera os níveis do mar,
ignora a prisão terrena
dos cartógrafos.
Na água,
o desejo recusa o recato.
—nikki finney, the clitoris. (Adaptação livre: Calíope Corcovia)

Anônimo disse...

O que não faz sentido é a Lola pegar textos toscos e dizer que eles representam todos os "mascus".

É como pegar algum comentário do youtube/orkut/formspring, e dizer que é assim que todas as feministas pensam.

É fácil achar idiotices na internet, seja "mascu", seja feminista, seja qualquer outro grupo.

É fácil achar frases ridículas.

É fácil usar a falácia do espantalho.

Se você quiser fazer uma crítica séria, não um blog de humor, escolha um texto que a unanimidade dos "mascus" aprova.

Escolha um texto consagrado.

Anônimo disse...

Lola, vc não comentar o caso daqueles nojentos do Papo de Homem?

Foi horrível o que eles fizeram com aquela menina. Olha o blog da Letícia para saber.

Eles posam de bonzinhos, mas são tão misóginos quantos os mascus.

Sara disse...

Tenho a impressão que mascus não conhecem mulher nenhuma, tudo o q falam são apenas teorias mirabolantes q aprenderam na internet principalmente nesses blogs machistas, e é obvio que os ensinamentos q eles recebem só conseguem afasta-los cada vez mais de qualquer tipo de mulher comum, os q tem alguma condição econômica talves recorram a prostitutas que deve ser o tipo de mulher q mais eles tem acesso, muito provavelmente deve ser desse perfil de mulher que eles conjecturam tanto de como nós mulheres "pobres mortais" agimos e pensamos.
Dai o desfilar sem fim de abobrinhas que eles despejam nos lugares onde eles conseguem publicar as idiotices q pensam.
Pelo menos convenhamos, eles são divertidos e bem pitorescos.
Seria até bem divertido se alguns deles, os mais doentios não passassem a agir de maneira criminosa, como sabemos que estão fazendo.

yulia2 disse...

pra mim o nessahan plagiou ester vilar na cara dura.... muitos dos seus delirios veio dessa pobre coitada.

yulia2 disse...

quem é o predador e quem é a presa carlos????

segundo os delírios da lunática ester vilar, sua mentora.... o predador seria a mulher? a presa o coitadinho explorado do homem?

e ai?

Raziel von Sophia disse...

"200 estocadas por minuto"

Droga, meu pinto feminino só faz umas 10-30 estocadas por minuto, geralmente com pausas para ṕrofundos beijos e abraços(com ele ainda lá dentro) para depois voltar às leves e vagarosas estocadas de pinto feminino...


Agora me ocorreu algo: Sexo com trans lésbica romântica conserva mais o corpo da mulher diminuindo a quilometragem por relação fazendo com que elas tenham experiência e ainda assim sejam pouco rodadas?

Afinal, já vi mascu dizendo que mulher virgem não presta por não saber fazer sexo...


Alguém disserte sobre.

Raziel von Sophia disse...

Me ocorreu algo: Não estaria na hora da Lola experimentar reabrir/desmoderar a sessão de comentários?
Segundo velhos coleguinhas, Os GDR foram proibidos de postar aqui ou mesmo de falar sobre aqui, talvez os mascus atuais sejam um ou dois renegados esporádicos.
Também tem o Leandro, mas ele já é de casa. É nosso Comic Relief! ^_^

Raziel von Sophia disse...

Boxy,

Borracha Fraca não é criação dos mascus. É um termo usado nas periferias do RJ que foi popularizado pelo sensacionalista Wagner Montes.

Vanessa disse...

Lola, espero que alguma alma caridosa traduza o poema! O tamanho da maioria dos clitóris realmente, são bem diferentes daqueles que estamos acostumados a ver nos ponôs da vida....

Eu mesma, tenho uma "vagina" fora dos padrões e num passado nem tão distante, me martirizei muito por isso.

Longe de mim querer pautar o blog. Mas, seria ótimo um post sobre isso!

Anônimo disse...

Buffy <3

Gustavo disse...

nunca li tanta besteira na minha vida xD, pelo menos eu dei risada xD

yulia2 disse...

Tenho a impressão que mascus não conhecem mulher nenhuma, tudo o q falam são apenas teorias mirabolantes q aprenderam na internet principalmente nesses blogs machistas, e é obvio que os ensinamentos q eles recebem só conseguem afasta-los cada vez mais de qualquer tipo de mulher comum, os q tem alguma condição econômica talves recorram a prostitutas que deve ser o tipo de mulher q mais eles tem acesso, muito provavelmente deve ser desse perfil de mulher que eles conjecturam tanto de como nós mulheres "pobres mortais" agimos e pensamos.
________________________

não é impressão, é fato..
mascu não conhece e não tem interesse em conhecer mulher nenhuma.... as unicas que eles conhecem é dos filmes pornograficos e olhe lá.
vão eternamente pagar prostitutas a unica maneira viável de eles terem algum contato com mulher, pois a mulher comum, qual delas vai querer um minuto de convivencia com esses trates?
e não sei porque diabos eles querem saber do clitoris sendo que não querem nenhum tipo de contato com mulher

Anônimo disse...

ô lola você não vai falar nada sobre a saida da heloisa helena do psol não ?

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/09/heloisa-helena-abandona-psol-desabafa-me-obrigaram-defender-aborto.html

sem argumentos feminista ??

Raziel von Sophia disse...

Anon das 20:47

Não é por nada não, mas fui mascu de 2007 até início de 2012, fui oldschool e acompanhei todas as mudanças do movimento.
Masculinismo é LIXO e o que a Lola relata é apenas a ponta do iceberg.

Leandro disse...

Eu já disse e vou repetir: esse Leandro com conta no Google não sou eu. Não confundam...

Florinda disse...

Absurdos estes mascus, não entendem nada da psique e sexualidade feminina, eu por exemplo sou extremamente sexual, sinto tesão umas duas três vezes por mês, praticamente uma nifomaniaca !

leandro disse...

Sobre a diferença entre a sexualidade de homens e mulheres,n~ao e que mulher não gosta de sexo, mais sim que gosta em um tempo, e contexto diferente, homens são mais visuais, mulheres mais fetichistas, e no dia a dia, mulheres demonstram terem baixa libido.
Em um teste feito num programa de televisão escolheram dois modelos,um feminino, e um masculino, fisicamente perfeitos,jovens, com roupas sensuais, o teste consistia em verificar a quantidades de olhares que os dois atrairiam, enquanto uma câmera escondida registrava, o fato se deu na avenida paulista.
pois bem iniciado o teste, primeiro foi o rapaz, que andou ,andou, e não atraiu nenhuma atenção das mulheres que passavam na paulista.

já na vez da moça, que trajava um lindo e curto vestido, mas não vulgar, perdeu-se a conta dos olhares, e viradas de pescoço que ela recebeu, os homens não conseguiam se conter diante de tão belo corpo.
De fato, mulheres são sim mais indiferentes aos homens, e mesmo as mais românticas não exercem o seu romantismo por puro orgulho, acredito eu. De fato, mulheres são extremamente passivas em seus relacionamentos.


Dona do Sexo e sou Lolista rs disse...

Realmente Leandro,avisa isso pros homens indigenas.Olha como é tao natural do homem ne.

Engraçado isso.

aiaiai disse...

Ei, anônimo das 20:47: dá o link de um texto consagrado dos mascus pra gente rir, ops, ler.


e, quase morri de rir com essa do anon das 12:19:

"Mais uma vez a Lola poser se revelando, e revelando a verdadeira intenção feminista, fazer mulheres pegarem nojo de homens, para ai suas lideres lesbicas arrumarem suas namoradinhas."

Rose disse...

Um guia ensinando aos mascus o que é um clitoris? Hahahah, mais fácil descrever a cor vermelha para um daltônico.
Enfim,como sabemos que mascus não sabem o que é uma mulher, acho que é melhor tentar explicar o que não é um clitoris:
1. não é uma metáfora;
2. não é um game de ação
3. não é um termo feminista
4. não é personagem de desenho animado
5. Não, não é uma marca nova de eletrodoméstico.
6. Não é o seu dedo mindinho (aquele que atrapalha a sua masturbação)
PS: Minhas sinceras desculpas aos daltônicos, mas a analogia se fez necessária.

Anônimo disse...

Só acho que esse pensamento tosco não é "privilégio" só dos mascucuzões,muito cara "normal" que nem sabe o que é a "filosofia" mascucuzônica,pensa assim.


Cética

Anônimo disse...

Pqp esse Fábio é muito otário mesmo hahaha fez um fake da Dona Florinda só pra vir comentar mais bobagem aqui. Você é um lixo mal amado,que fica dando f5 a todo instante no blog da Lola já pode voltar pra vala de esgoto de onde saiu,masculixo.

Anônimo disse...

Parece que pegam tudo de mais clichê e estereotipado que homens já escreveram a respeito de mulheres e sexualidade feminina num tempo em que mulheres praticamente não tinham voz e ainda exageram ao máximo e criam em cima.
Lembrei da frase que abre o Segundo Sexo.


Tudo o que os homens escreveram sobre as mulheres deve ser suspeito, pois eles são, a um tempo, juiz e parte.

POULAIN DE LA BARRE

Raziel von Sophia disse...

Já fui homem, hoje sou mulher, experimentei as duas configurações hormonais e posso derramar uma luz sobre isso.

Homens realmente tem uma libido maior. E é uma libido "diferente" da Feminina. Pode-se dizer que dado os níveis altos de testosterona, sente-se com uma simples bunda ou perna grossa um certo calor pelo corpo(e em especial no penis) ereções espontâneas e uma cerca "confusão" psicológica e uma fortíssima ansiedade. Em geral homens costumam se masturbar(com orgasmo) no mínimo uma vez por semana, sendo várias vezes por dia comum especialmente entre adolescentes. Não se masturbar durante muito tempo tem consequencias psicológicas desagradáveis, como forte stress, fragilidade emocional-sexual e falta de concentração.
A libido androgênica é um "urge" ou forte desejo do que algo internamente contextualizado como a libido feminina. Mas é claro, muitas vezes isso não é aparente pois boa parte dos homens aprende a controlar isso.

Inclusive dado minha experiência pessoal com o uso de hormônios, acredito que seria ao menos útil que a "castração"* química fosse popularizada como terapia nootrópica. Não a níveis soberbos como feito com criminosos sexuais lá fora e com transsexuais femininos, mas talvez duas doses diárias de 25mg de espironolactona seja suficiente(trans mtf usam 100mg-300mg)


* Castração química não é uma castração. Apenas uma diminuição nos níveis de testosterona, servindo para baixar a libido. Não me perguntem, não fui eu quem inventei esse nome.

Jéssica disse...

@Raziel

Embora eu compreenda que você experimentou os dois lados, não sei se foi sua intenção, mas por favor não generalize baseando-se na sua experiência. Eu como mulher tenho sensações bem parecidas com as que você descreveu em relação a homens, ao mesmo tempo que é bastante raro o meu namorado se excitar por alguma mulher que ele não ame (tanto que por essa diferença decidimos abrir o relacionamento, a pedido meu, e só eu uso esse "benefício").

E tenho plena certeza que eu não sou a única mulher do mundo altamente sexual ou ele o único homem pouco sexual, isso varia de pessoa pra pessoa (e entre culturas...).

Anônimo disse...


Anônimo disse...
"O que não faz sentido é a Lola pegar textos toscos e dizer que eles representam todos os 'mascus'."

Meu filho, o tal do Arlindão é/era moderador de um famoso fórum mascu.
Você diz como se fosse opinião isolada mas não é...Já li; muitas vezes, nesse mesmo fórum; que mulheres não têm tanto prazer no sexo como os homens, que mulheres sentem mais prazer em "fortes emoções" como competir com as amigas, conseguir o cara alfa, sendo carreirista,utilitarista, mimimi...

Leandro/Leonardo disse:
"Sobre a diferença entre a sexualidade de homens e mulheres,n~ao e que mulher não gosta de sexo, mais sim que gosta em um tempo, e contexto diferente, homens são mais visuais, mulheres mais fetichistas, e no dia a dia, mulheres demonstram terem baixa libido."
E o fato do homem ser estimulado a mexer com uma mulher na rua e explorar sua sexualidade desde moleque enquanto a mulher sofreu séculos de repressão à sua sexualidade nem vem ao caso, né? Não sei,Leandro/Leonardo mas, pra mim, essa parece mais uma questão cultural do que fisiológica.
Bia

O Homem Cinza disse...

Raziel, teu comentário foi muito pertinente, mas se prepara pra eventuais pedradas aqui, porque isso que você tá dizendo é parecido com o que a Camille Paglia (a "mulher legitimadora do machismo", segundo a Lola) disse quando teve uma experiência breve com testosterona no corpo dela.

Tua experiência deve estar sendo parecida com o mito do Tirésias (que passou sete anos sendo biologicamente mulher a pedido de Zeus, para dizer se homens e mulheres sentiam a mesma intensidade de prazer, ao que Tirésias respondeu que o prazer da mulher era três vezes maior, e supõe-se, menos constante). Acho que você poderia começar um blog pra contar suas experiências.

Anônimo disse...

Raziel, desculpe, mas sua situação é totalmente diferente.
Você não tem a experiência de ter sido criado como mulher, criado pra ser uma mulher, a construção cultural que você experimentou é outra.
Sua experiência é diferente da nossa.

Anônimo disse...

"Pode-se dizer que dado os níveis altos de testosterona, sente-se com uma simples bunda ou perna grossa um certo calor pelo corpo(e em especial no penis) ereções espontâneas e uma cerca "confusão" psicológica e uma fortíssima ansiedade. Em geral homens costumam se masturbar(com orgasmo) no mínimo uma vez por semana, sendo várias vezes por dia comum especialmente entre adolescentes."

Sou mulher e se começar a pensar em sexo, se começar a reparar com atenção um corpo de homem que acho bonito e me imaginar com ele, eu começo a me excitar e a ficar lubrificada. Ás vezes fico excitada involuntariamente, com o balanço no õnibus, com um abraço sem segundas intenções.
Costumo me masturbar umas três vezes por semana, tendo orgasmo todas as vezes.
Sou diferente das outras mulheres? Não sei. Mulheres quase não costumam falar sobre essas coisas.
Só tive uma criação um pouco mais livre e como feminista, me libertei de várias amarras sexuais que eu tinha.
Por isso que desconfio sempre que escuto relatos masculinos a respeito de como funciona a sexualidade feminina (ou relatos de mulheres imersas até o pescoço nos discursos da nossa sociedade patriarcal).
Esse é um blog feminista. Pelo menos aqui gostaria de não ler só coisas clichês que homens e mulheres repetem como papagaio a respeito da sexualidade feminina.

Yuri disse...

É precioso um comentário como o seu, Raziel.
Mas, divergindo um pouco, eu acredito que não é só a configuração hormonal, mas também como essa configuração hormonal se relaciona com a nossa psique que é construída pelos papéis sociais e a partir daí se expressa como sexualidade.
Foi feito um experimento (vou tentar achar o link) no qual foi dado testosterona a um certo número de mulheres. Supreendentemente, essas mulheres se masturbaram mais, mas a frequência de relações sexuais não aumentou, mesmo que elas tivessem parceiros. Então a expressão sexual da libido é um pouco mais complexa que níveis hormonais. As influências do meio operam o tempo todo, e em níveis muito profundos.

Mila disse...

Eu desisti de tentar encontrar lógica nesse povo.

Anônimo disse...

Vim aqui pra dizer que dois canditados nojentos estão ganhando na minha cidade até agora. NOJO

Bismarck disse...


Esperar que feministas reconheçam, publicamente, algum mérito em teorias e axiomas apresentados por blogs masculinistas, seria tão inconcebível quanto esperar que um judeu corrobore e compactue com as idéias e fatos explicitados em um blog neonazista. Por motivos táticos, má fé, hipocrisia, e até ignorância, feministas vão continuar ridicularizando boa parte das informações verdadeiras apresentadas por blogs masculinistas. E, em contrapartida, anacronismo, ignorância jurídica, inadequação histórica e conservadorismo impedirão os masculinistas de reconhecerem a pertinência e inevitabilidade de algumas demandas feministas. Moral da história: quando degeneram em extremismo, unilateralismo, generalizações, e falta de bom senso, masculinistas e feministas não passam de garotos e garotas brigando, como nos tempos da escola.

Nem todas as idéias propagadas pelos masculinistas são falácias ou equívocos. Muito do que eles dizem sobre as mulheres atuais e os relacionamentos atuais de fato encontram ressonância na realidade, porém, eles generalizam o sexo feminino de uma forma bastante equivocada, não percebendo que muitas das características femininas que eles apresentam não podem ser encontradas em todas as mulheres da face da terra, e, mesmo naquelas onde estão presentes, não o estão na mesma medida. O que eles fazem é criar um estereótipo da mulher atual, tecem uma infinidade de características depreciativas nelas arbitrariamente, e, sem levar em consideração fatores como escolaridade, faixa etária, renda, criação etc, formulam as suas generalizações.

A verdade é que as idéias masculinistas seriam muito mais verossímeis caso os seus propagadores não tivessem permitido que as suas experiências pessoais traumáticas com as mulheres dominassem as suas emoções e opiniões. Da mesma forma que o cristianismo se alimentou do medo, do sofrimento e da ignorância humana para se propagar na terra, o masculinismo se aproveitou da existência de uma infinidade de homens insatisfeitos com o comportamento e preferências das mulheres atuais para se propagar pela Internet.

O nascedouro do movimento masculinista é a frustração sexual. O homem masculinista vê as mulheres se atraindo, transando, se apaixonando, brigando, paparicando etc, alguns poucos homens que possuem qualidades e características, seja da personalidade ou do bolso, que ele não possui, e se sente bastante frustrado com isso. Ele enxerga as mulheres como bruxas malvadas que o privam de algo que ele precisa muito para se sentir vivo, confiante, feliz e satisfeito: sexo. Muito sexo. Quando ele percebe que as mulheres não vão oferecer a ele o que ele quer, o mesmo passa a desdenhar e repudiar as mulheres, em retaliação.

O masculinismo transfere a culpa da incompetência masculina em obter sexo e atenção feminina para as próprias mulheres, e isso é confortante para muitos homens. O masculinismo diz:

“Meu filho, não se aflija. A culpa de você não transar com mulheres lindas e desejadas não é sua, é delas mesmas. Você não tem culpa de nada. São elas que só querem os cafajestes bombados e inescrupulosos, enquanto você, que é honrado, pró-família, honesto, trabalhador, carinhoso, atencioso etc, elas apenas desdenham. Abra um fórum e meta a real na cretinice feminina.”

Se os masculinistas não tivessem sido jovens sexualmente frustrados, esse movimento jamais teria se desencadeado.

Bismarck disse...


Mas, nos textos e análises nos quais o revanchismo inconseqüente, a frustração sexual, os rancores do passado, e o desdém pelos direitos femininos e pela igualdade civil não são manifestados, podemos testemunhar muitas informações verdadeiras e confiáveis nos blogs masculinistas.

Não importa o que as feministas digam, homens ricos, bonitos, indiferentes, narcisistas e mulherengos continuarão fazendo um sucesso avassalador com as suas “camaradas” de luta. Não importa o que as feministas digam, as mulheres continuarão tendo uma predisposição para fazer sexo muito menor que a que os homens têm, por motivos biológicos e sociais. Não importa o que as feministas digam, homens carinhosos, previsíveis, subservientes, sempre preocupados em agradar, que não suscitam fortes emoções nas mulheres e que não sejam objeto de desejo de outras mulheres, continuarão sendo tratados como inferiores e como “segunda opção” por muitas delas.

Não importa o que o feminismo diga, as mulheres continuarão reivindicando igualdade de direitos e de tratamento para as coisas que lhe forem proveitosas e convenientes, e continuarão preservando um silêncio oportunista nas obrigações e deveres cujos encargos não lhes parecerem proveitosos. Não importa o que o feminismo diga, apesar de serem iguais perante a lei, homens e mulheres não são iguais de fato. Os homens costumam ser mais racionais, seguros, se comportam melhor quando submetidos a situações onde há risco de vida(sua ou de outrem), são mais fortes física e emocionalmente, possuem muito mais iniciativa e ousadia, e são mais inclinados ao esforço sistemático, tanto o intelectual como o físico, que as mulheres.

E não, essas características não são frutos de “papéis” pré-determinados aos sexos. Não são construções sociais. São características naturais. Podemos encontrar diferenciações análogas em machos e fêmeas de várias espécies de mamíferos. E eles não distribuem “papéis” na natureza.

Esses são alguns exemplos de verdades e axiomas que são habitualmente publicados em alguns blogs masculinistas e que, de fato, são verdadeiros e encontram amplo respaldo na experiência prática, na natureza e na sociedade, desde tempos imemoriais.

Mas, quando se trata de vislumbrar o gênero feminino como também capaz de grandes obras; quando a necessidade de encarar as mulheres atuais de acordo com a sua evolução temporal, com suas conquistas jurídicas e sociais, com a sua independência financeira e com a sua liberdade sexual, se apresenta; quando se faz mister encarar as relações afetivas como sendo desenvolvidas por seres que possuem os mesmos direitos, diferente das relações homem x mulher de 100 anos atrás; quando se trata de respeitar a liberdade e os direitos dos homossexuais; os masculinistas degeneram num anacronismo impertinente e insustentável.

Anônimo disse...

Terça-feira (2/10) - Um serviço diferente começou a ser oferecido no bairro de Akihabara, o mais descolado de Tóquio, capital do Japão. Por cerca de R$ 120, é possível alugar uma mulher para dormir junto. E ela só vai dormir mesmo. Nada de servicinhos sexuais no pacote. No máximo, pagando um extra, ela pode fazer cafuné até que o cliente durma. O 'Soine-ya' não é uma ideia original, mas é o único serviço deste tipo no Japão.

Mariana K disse...

Oi Lola (e comentaristas)!
Vocês viram?

http://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/07/gay-negro-nascido-em-favela-e-o-vereador-mais-votado-de-florianopolis.htm

Anônimo disse...

"Os homens costumam ser mais racionais, seguros, se comportam melhor quando submetidos a situações onde há risco de vida(sua ou de outrem), são mais fortes física e emocionalmente, possuem muito mais iniciativa e ousadia, e são mais inclinados ao esforço sistemático, tanto o intelectual como o físico, que as mulheres. "

Só de escrever isso e várias outras coisas, você já deixa explícito seu machismo e sua misoginia.
Não adianta colocar um último parágrafo bonitinho depois de repetir as mesmas coisas que os mascus.
Há homens e mulheres competentes e incompetentes, que prestam e que não prestam, que são esforçados e que não são, que se envolvem com gente que presta e que não presta, que são inseguros e que são seguros.
Ficar nessa de que só mulheres cometem certos erros e que homens são superiores, soa machista, soa misógino, e soa como ressentimento, pura e simplesmente.

Raziel von Sophia disse...

Jéssica:


Tanto homens como mulheres possuem testosterona. Existem homens com quantidades menores e mulheres com quantidades maiores.
E me desculpe, mas generalização e inferência estatística são bases fundamentais da Ciência. Você gostando ou não.

E Yuri(e Jéssica também):

Olha. Pode parecer estranho, mas a libido androgênica muitas vezes é mais vontade de gozar que de ter uma relação.
Muitas vezes a libido androgênica é apenas relacionada a um desejo curto e instintivo, de forma que não vale a pena fazer sexo com todas as suas carícias e preliminares, na maioria das vezes, na libido androgênica, "uma punhetinha de 10min basta".
Alguns homens menos sentimentais, que buscam no sexo apenas a gozada, ai sim, costumam procurar fazer muito sexo, mas de resto, é só pensar para ver.

Anônimo disse...

"Podemos encontrar diferenciações análogas em machos e fêmeas de várias espécies de mamíferos. "

Se quer nos comparar a animais então nos compare aos mais parecidos conosco, os bonobos. Pesquise sobre eles e surpreenda-se.
Ficar nos comparando a leões, cachorros, espécies que nada tem a ver com a nossa, só porque agrada ao ego machista e misógino dos mascus, é mentiroso, ignorante e hipócrita.

Yuri disse...

Raziel, queridx, eu sou homem. Sei muito bem como funciona a libido masculina.
Agora, o que estou querendo dizer é que a vontade de fazer sexo não é ditada pelos hormônios. Existe uma série de fatores ambientais que interfere na construção da sexualidade. Se o objetivo é uma gozada, masturbação funciona muito bem para ambos os sexos. Mas, em laboratório, não foi notado aumento de desejo de relação sexual em mulheres após ser administrada testosterona. Isso indica que o desejo por uma relação sexual passa por outros parametros que nao puramente hormonais.
Beatriz Preciado fala de forma muito interessante sobre a administracao de testosterona em si mesma em seu livro Testo Yonqui. Sim, ela reporta um aumento de libido. Mas temos que considerar que ela é auto-identificada queer e não está em um ambiente que reprima a sexualidade.
Diga-se de passagem, a sexualidade masculina é reprimida também em nossa sociedade, pois se limita a expressões específicas e não tem o alcance que poderia ter.

Raziel von Sophia disse...

Yuri.

1- Sou mulher transgênero, portanto, quando te dirigires à mim, deves usar o gênero feminino. Grata.

2- O resto tu tentou ensinar o vigário a rezar a missa. Libido androgênica é diferente de libido psicológica. Vai estudar neuroendocrinologia, que tu vai curtir. A Testosterona aumenta a libido, e isso não é minha opinião, é ciência. Não será com meia duzia de teorizices sociológicas que tu vais desfazer isso.



De resto, acho esse papinho chato pacas. Divirta-se. t+

Anônimo disse...

Eu não concordo com a Raziel, há pessoas com mais desejo sexual e outras com menos. Eu não tive um namorado que gostasse mais de sexo do que eu. Meu atual não dava tanta importância para o sexo, no inicio me olhava meio de canto, pelo fato de eu ter bastante desejo, hoje consegui botar ele no meu ritmo.
Sobre desejo sexual masculino, existe vários fatores, como diz Oswaldo Rodrigues Psicólogo (CRP06/20610)Psicoterapeuta e diretor do instituto Paulista de Sexualidade:
( Aqui diz, cada homem com seu desejo sexual diferenciado)

semeandooconhecimento.net/desejo-sexual-masculino/

yulia2 disse...

Pobre Bismark.... só disse bobagem...

parafraseando vc ... não importa o que vc diga aqui... continuaremos denunciando o machismo e a misoginia até que se torne crime.

Anônimo disse...

Então,tá tudo ok,se Raziel diz,e nas palavras dela "ela já foi homem"(logo,pode falar por todos e todas)tá falado,agora,o que isso tem haver com o post(afirmação mascucuzõnica que mulher não gosta/precisa de sexo,portanto,deve ser tratada como depósito de p**ra,feita pra servir a altissima libido masculina)eu não sei...


Cética

Anônimo disse...

"A baixa de motivação para os comportamentos
sexuais pode diminuir o bem estar e atingir este
homem de modo negativo produzindo a auto-
estima rebaixada. Mas existem homens que não
entram em dissonância quando tem diminuição
do desejo; existem homens que não tem desejo
de sexo e não estão com problemas. Da mesma
forma que existem homens heterossexuais,
homossexuais, bissexuais, que preferem sapatos
ou receber dor, existem homens que tem a
orientação sexual chamada de assexual, ou seja,
que não precisa de atividades sexuais, sentindo-
se pleno. Nestas condições o homem não terá um
rebaixamento da auto-estima. Mas se este homem
estiver casado com uma pessoa que necessita de
sexo… haverá problema e poderá sentir-se mal
consigo mesmo"
Osvaldo Rodrigues (sexólogo)
Então homens ter mais desejo do que mulheres, não passa de uma falácia. Pois senão fosse, seria uma regra para todos. Todos os machos da espécie teriam muito desejo sexual afinal, todos produzem testosterona né? Sem falar que mulheres também produzem testosterona, mas em menor quantidade.

yulia2 disse...

O nascedouro do movimento masculinista é a frustração sexual. O homem masculinista vê as mulheres se atraindo, transando, se apaixonando, brigando, paparicando etc, alguns poucos homens que possuem qualidades e características, seja da personalidade ou do bolso, que ele não possui, e se sente bastante frustrado com isso
_________________

o nascedouro do movimento de ódio que é o masculinismo se deve ao ÚNICO fato de não suportar lidar com mulheres que tem liberdade de escolha, nada mais.
porque os idiotas perdem tempo em odiar mulher se vivem falando que transar com gp é melhor? porque não deixam as mulheres definitivamente em paz e corram atras das gps???
saco.

''Quando ele percebe que as mulheres não vão oferecer a ele o que ele quer, o mesmo passa a desdenhar e repudiar as mulheres, em retaliação.''

to nem aí....
nenhuma mulher quer convívio com um cara desse.

''São elas que só querem os cafajestes bombados e inescrupulosos, enquanto você, que é honrado, pró-família, honesto, trabalhador, carinhoso, atencioso''

a culpa pela frustração e infelicidade não é e JAMAIS SERÁ do outro....
se eles querem viver na eterna infancia, de não se responsabilizar pelos seus atos e pelo que provoca em sua volta, nada vai mudar...
culpar a mulher pelos seus problemas somente vai piorar a situação deles.
Não existe cara bonzinho que ao mesmo tempo cultive ÓDIO a mulher...
então ele JAMAIS foi bozinho...
ele era falso e quando a situação se fez , resolveu despejar o ódio que sempre sentiu. nada mais.

Anônimo disse...

Existem sim questões do feminismo que precisam ser urgentemente examinadas por pessoas imparciais. Entenda imparciais como pessoas não comprometidas fanaticamente com ideologias ou outros tipos de dogmas.

Infelizmente esse movimento masculinista foi totalmente subvertido aqui no Brasil.

Nos sites de fora sobre o assunto não vejo as besteiras que rolam nesses blogs machistas. Muito pelo contrário, as discussões me parecem muito sérias e interessantes

No Brasil só vejo como uma desculpa para exercer o ódio contra a mulher, assim como o feminismo é muitas vezes e em muitos lugares uma desculpa para misandria.

Me parece que o feminismo foi muito importante e deu ótimas contribuições, mas também cometeu erros em suas ações, no feminismo "real".

Será que já não é hora de olhar para essa questão com outra perspectiva?

Anônimo disse...

Mascus estão perdendo o rumo, um "old-school" resolveu chutar o pau da barraca e sair fora da real hoje:

no tópico "Esclarecimento: lawlyet_w é Terramel?"
http://mundorealista.com/forum/viewtopic.php?f=14&t=7448&p=160314
vejam o que o mascu "mó humirde" escreveu:

1. Isso não é um fórum da Real.

2. Deletem e bloqueiem a minha conta.

obs: mó humirde tem um avatar de um boi, hhahahahahah é muito "viril" esse avatar.

agora o batman já desesperado e vendo que não há mais 'old schools" e muitos estão abandonando o barco, hoje só ficam os mesmos 30 usuarios de sempre online as vezes eles revezam e fica só vinte falando entre si sempre os mesmos assuntos e usuários de sempre.
vejam o que o batman "william rafael da silva que mora em belo horizonte " disse:

"Se não quiser postar mais, apensas deixe de logar. É simples assim, não acha ??.

A ultima coisa que eu quero é ter problemas com um membro tão respeitado como você"

é o desespero batendo, só novatos que mal postam, e cada dia que passa a qualidade cai absurdamente, como se houvesse qualidade no que um mascu diz.


o site http://detonandoamatrix.wordpress.com/ o dono é o heber bispo, um esquerdista que vive em campinas.

como que os mascus de um real podem apoiar um esquerdista e falar mal do comunismo??? huhauahuahuaahuaahahahah, só rindo dessa caontradição.

veja como a real é incompativel com o cristianismo:

trecho postado por "dick tracy" em
http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=1752&pid=21943#pid21943

"Deus e real. Nada haver.

A biblia prega o casamento virgem enquanto a real prega o cara perder o cabaço antes de se casar.

A biblia prega contra a prostituição,a real prega a favor da prostituição.

A biblia prega o cara aceitar levar chifre(tem um capitulo mostrando um corno como exemplo de temente a Deus),a real prega a dignidade do homem e a intolerância a chifres.

A biblia prega que o estudo e o exercício é inútil e que o mais importante é o amor a deus,a real prega exercícios físicos e estudo para subir na vida.

A biblia prega para nos ser capacho dos outros,a real prega ao contrario.

Por ai concluimos que:

Alem de Deus não existir,a Real e o cristianismo são compartimentos hermeticamente fechado. "

pelo menos esse mascu (dick tracy) viu que real, religião é tudo enganação.

esses mascus pregam a religião como fanáticos, a maioria tem na assinatura algum verso da bíblia, fora que muitos vivem postando trechos da bíblia a todo tempo.
o que eles querem é montar uma seita?
existem mais de 2000 contradições na bíblia, fora as atrocidades, e absurdos, joguem no google, pesquisem leiam livros e verão que a bíblia é uma farsa.

os mascus defendem a biblia cegamente e muitos nem ao menos a leram.
só o livro deles (a biblia) presta? o alcorão para eles é um livro violento e a bíblia é o que?
eles sim são intolerantes, duvido que eles digam o que dizem a um muçulmano na cara deles.

os mascus são assim, pra eles tudo que está na bíblia está certo, sendo que muitos nem leem a bíblia, por isso a ignorancia de nunca a contestar.

mesmo que num versiculo posterior aquilo seja desmentido e contradito.

tudo que eles sabem de politica eles copiam igual papagaios do "astrólogo" olavo de carvalho.
provavelmente ele deve estar jogando búzios agora.
esse fórum do leonardo ribeiro (terramel/lawlyet" só aceita cristãos quem for diferente disso eles detonam.

Lola contradições entre o que os mascus dizem e o que ele fazem daria um belo post.

Dona do Sexo e sou Lolista rs disse...

Raziel,me explique mais sobre homens indigenas.Estou confusa.

Ana disse...

@Bismarck

Não tinha um exemplo melhor que 'judeuXneonazista' não? Sei lá, time de futebol ou coisa assim?

Usar nazismo pra falar de ma fé na hora de ler argumentos é bucha.

"Não importa o que as feministas digam, as mulheres continuarão tendo uma predisposição para fazer sexo muito menor que a que os homens têm, por motivos biológicos e sociais."

Close no 'biológicos E SOCIAIS'.

E aí em seguida:

"E não, essas características não são frutos de “papéis” pré-determinados aos sexos. Não são construções sociais."

Um minuto de silêncio para o fator social, que teve uma vida breve do 2º até o 4º parágrafo. Existiu quando assunto era sexo, e só.

"Podemos encontrar diferenciações análogas em machos e fêmeas de várias espécies de mamíferos. E eles não distribuem “papéis” na natureza."

É, e como a humanidade vive na natureza, guiada só por instintos, desprovida de raciocínio e tal, dá pra concluir que aqui também não distribuem papéis.

Claro.

"Os homens costumam ser mais racionais(...) se comportam melhor quando submetidos a situações onde há risco de vida"

Sim, mais racionais. E lidam melhor com o risco de vida.

Deve ser por isso que a mortalidade masculina por motivos violentos é enorme.

Eu quero dizer, a parte mais racional da população morre tanto por arma de fogo e acidente de trânsito que apesar de nascerem mais homens, a população feminina já tem uma diferença de 4mi no Brasil.
(http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2011/04/29/em-dez-anos-populacao-feminina-superou-a-masculina-em-4-milhoes.htm)

Ainda bem que os homens são os mais equilibrados, porque se fossem menos... a essa altura já não tinha um pra contar história.

Só pra constar, Eu não acho que essa é uma questão puramente biológica. Pra mim o machismo tem uma boa parcela de culpa nessas mortes, com essa palhaçada de ficar dizendo que 'homem que é homem não leva desaforo pra casa' etcetcetc.

E que coisa estranha o homem ser racional, com tantos mamíferos que não são por aí, né? Não faz muito sentido. A gente é tão igualzinho, segue a mesma natureza, os mesmo papéis-não-sociais-de-gênero... E aí isso. Que falta de coerência, mãe natureza!

Preguiça eterna, viu...

@20:11

Especial pra você, ó:

"Bonobos e humanos compartilham 98,7% do mesmo mapa genético, o mesmo percentual compartilhado pelos humanos com os chimpanzés"

(http://m.g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/06/mapa-genetico-do-macaco-bonobo-e-987-igual-ao-humano-diz-nature.html)

Os bonobos são governados pelas fêmeas, os chimpanzés pelos machos.

Então pros humanos isso dá num empate? XD

Dona do Sexo e sou Lolista rs disse...

Ana,e parece...li isso em algum lugar q nao lembro, femeas de chimpazes nao sao monogamicas,teste de paternidade podem comprovar.

Eu acho estranho q nao der mais parecido o genoma do bonobo com humano já q as bonobos sao mais parecidas com as mulheres do que as chimpazes comum.Só ver o andar dos bonobos,as mamas da bonobo e fazer sexo toda hora nao precisa entrar no cio q nem as chimpazes comum.

Anônimo disse...

arnold.

https://www.facebook.com/tiago.jato?ref=pymk&fref=pymk

Anônimo disse...

Não há como um menino se tornar homem se não for purificado no fogo do inferno emocional das mulheres. Somente assim ele passa a compreender que a paixão é uma mentira e uma armadilha.

Nessahan Alita

Jéssica disse...

@Raziel
"E me desculpe, mas generalização e inferência estatística são bases fundamentais da Ciência. Você gostando ou não."

Sei muito bem sobre isso, já que sou uma pesquisadora, e também sei perfeitamente que precisa de um espaço amostral muito maior que uma única pessoa para atestar algo sobre todas as outras, como você fez.

Jéssica disse...

@Raziel
"A Testosterona aumenta a libido, e isso não é minha opinião, é ciência."

1) Ciência não é verdade absoluta, ela muda com o tempo e com novas pesquisas, e frequentemente há pesquisas contraditórias entre si.
2) Dentro disso, há pesquisas que indicam que estrogênio também aumenta a líbido, e que ela é influenciada por mais fatores além de hormônios.

Dona do Sexo e sou Lolista rs disse...

Jessica, deve ser por isso que muitas idosas q fazem reposição hormonal voltam a sentir desejo sexual.

Anônimo disse...

Estrogênio também aumenta o desejo sexual, na menopausa as mulheres que ficam com pouco desejo, fazem reposição e voltam a sentir o desejo sexual normalmente.

Yuri disse...

Raziel, estamos falando a mesma coisa com enfoques diferentes.
Sim, eu sei que um aumento da testosterona ou outra alteração da configuração hormonal altera a libido e o formato dela. O que eu estou dizendo é que isso não leva, necessariamente, à ação de "fazer sexo" (com parceiros) maior. Não é 1+1=2, senão as mulheres com mais testosterona teriam feito uma quantidade maior de sexo. Elas resolveram a questo da libido com a masturbação. Foi isso que eu quis dizer. Uma coisa é a libido, a vontade; outra coisa é a expressão da sexualidade. Talvez eu tenha me expressado mal. Diga-se de passagem, vou dar uma lida em neuroendocrinologia.
E me desculpe por ter se dirigido a você com o gênero errado.

Yuri disse...

Ah, lembrei de uma coisa do post que me fez rir. "Cena gay enoja... Duas picas é excesso de obscenidade. Ninguém quer ver".
Sério? Minha namorada adora pornô gay masculino.

Cora disse...

bonobos formam grupos com uma fêmea dominante. são, quando comparados com os chimpanzés, grupos muito menos agressivos.

o contato sexual é usado como elemento de coesão social, para estabelecer laços e resolver conflitos, além da reprodução, obviamente.

a ovulação nas fêmeas bonobos é também oculta, como nos seres humanos, e não há identificação do pai. isso ajuda na manutenção do grupo coeso e na colaboração de todos com os cuidados com os filhotes.

a maternidade, na natureza, fragiliza as fêmeas. torna-as mais vulneráreis, principalmente durante o parto e quando o filhote é muito novo. a gestante precisa de uma dieta mais rica e farta e fica mais lenta. quando o grupo é mais cooperativo, as chances de sobrevivência dos filhotes aumenta.

fragiliza inclusive em relação à própria espécie. fêmeas de mamíferos solitários, como os ursos ou felinos solitários, evitam o contato com machos que podem ser agressivos com os filhotes.

em mamíferos que formam grupos, as fêmeas cooperam nos cuidados e na defesa dos filhotes.

quando a dominância do grupo é exercido pelo macho, o controle das fêmeas é muito maior (chimpanzés costumam ser violentos com fêmeas), as disputas entre machos mais violenta e as agressões aos filhotes, frequentes.

quando um macho consegue a dominância de grupo, costuma matar os filhotes do outro macho.

por isso, grupos de dominância pela fêmea costumam ser menos violentos.

os bonobos são fascinantes. são os primatas não humanos mais semelhantes aos seres humanos.

comentei rapidamente. se tiver tempo volto mais tarde.

ps. galera, a sexualidade feminina não é regulada pela testosterona, mas pelos hormônios femininos. até há aumento da libido pela administração de testosterona, mas as relações hormonais são outras. o organismo é diferente.

Anônimo disse...

Por falar em idosas e desejo sexual e "prazo de validade vencido para mulheres a partir da menopausa"( como alguns homens jocosamente falam, Elsimar, etc), venho informar, orgulhosamente, que uma mulher da minha família foi amada pelo marido até a sua velhice, a "procurava".

Talvez seja por isso que ela tenha sido tão vaidosa.

As vezes, a mulher se torna mais vaidosa pela quantidade de amor verdadeiro que recebe do marido, aquele amor verdadeiro que ele continuou sentindo pela sua esposa depois que ela envelheceu, quando ele poderia procurar prostitutas, mas preferiu continuar amando-a

Mulher sortuda essa da minha família

Bjs a todas

Anônimo disse...

quando a dominância do grupo é exercido pelo homem, o controle das mulheres é muito maior (homens costumam ser violentos com mulheres), as disputas entre homens e mais violenta e as agressões aos filhos, frequentes.

quando um homem consegue a dominância de grupo, costuma matar, abusar dos filhos do outro homem.

por isso, grupos de dominância pela mulheres costumam ser menos violentos.

-
pronto Cora arrumei para você !

Bismarck disse...


Ana,

“Especial pra você, ó:

"Bonobos e humanos compartilham 98,7% do mesmo mapa genético, o mesmo percentual compartilhado pelos humanos com os chimpanzés"

(http://m.g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/06/mapa-genetico-do-macaco-bonobo-e-987-igual-ao-humano-diz-nature.html)

Os bonobos são governados pelas fêmeas, os chimpanzés pelos machos.

Então pros humanos isso dá num empate? XD”


Eu acho que não. Se houvesse um empate, vocês não teriam esperado 5000 anos de história documentada para começarem a se libertar do domínio masculino.

Se houvesse um empate, a distribuição de poderes, ao longo da história, teria sido mais equânime entre os sexos.

Mas não foi o que aconteceu, para o seu pesar. Desde a formação das primeiras civilizações mais pujantes do Oriente Próximo, Egito, Mesopotâmia, Pérsia etc, até meados do século XX, em todas as épocas e em todos os lugares, a mulher foi subjugada pelo homem.


“"Não importa o que as feministas digam, as mulheres continuarão tendo uma predisposição para fazer sexo muito menor que a que os homens têm, por motivos biológicos e sociais."

Close no 'biológicos E SOCIAIS'.

E aí em seguida:

"E não, essas características não são frutos de “papéis” pré-determinados aos sexos. Não são construções sociais."

Um minuto de silêncio para o fator social, que teve uma vida breve do 2º até o 4º parágrafo. Existiu quando assunto era sexo, e só.”


Eu não preciso fazer muito esforço para destruir esse argumento de que a superioridade masculina ao longo da história, e na atualidade, se deu por uma suposta “distribuição de papéis”, como deliram as feministas. Basta dizer que, numa relação de poder social, desenvolvida por dois grupos diferentes, seja por gênero, classe social, nível de instrução etc, o grupo que conseguir obrigar um outro a exercer a função que ele quiser, isso, por si só, já é a prova cabal da sua superioridade e força.

Ou seja, o argumento da distribuição de papéis é ainda mais conveniente para legitimar a superioridade masculina.

No que concerne ao sexo, o ato, o homem possui estímulos para o praticar em larga escala, pois, como bem o sabemos, a sociedade, e, principalmente vocês, mulheres, valorizam por demais os machos “pegadores”. Sem contar que, para o homem, transar muito é mérito, porque é esforço. Para vocês, não. Basta abrir as pernas.

Mas esse estímulo que o homem tem não é apenas social, é natural também. Transar com muitas fêmeas, em qualquer espécie de animais, significa superioridade e sobrevivência genética. Em outras palavras: a sociedade só estimula o homem a ser pegador porque, antes dela, a natureza já o faz.

As construções tipicamente sociais são essas que vocês inventaram, claro, por motivos táticos. O homem não é mais produtivo que a mulher, é apenas uma construção social(deve ser por isso que as indústrias sempre preferem mulheres para o trabalho operacional). O homem não é mais corajoso que a mulher, isso é apenas uma construção social(deve ser por isso que as mulheres sempre lutaram nas guerras e sempre efetuaram grandes operações de salvamento e resgate).

Os homens não são mais racionais que as mulheres(deve ser por isso que as ciências e a filosofia sempre foram dominadas por elas ao longo da história). Os homens não são mais fortes fisicamente que as mulheres(deve ser por isso que as competições esportivas nas quais esforço físico é empreendido, não há nenhuma divisão entre gêneros).

Bismarck disse...



“"Os homens costumam ser mais racionais(...) se comportam melhor quando submetidos a situações onde há risco de vida"

Sim, mais racionais. E lidam melhor com o risco de vida.

Deve ser por isso que a mortalidade masculina por motivos violentos é enorme”


Sim, você está corretíssima. Homens morrem em acidentes e vítimas da violência urbana. Mas o que você não nota é que, os mesmos instintos que fazem os homens “não levarem desaforo para a casa” determinaram a supremacia do macho sobre a fêmea. Não só do macho humano sobre a fêmea humana, mas, também, do homem sobre outros homens.

A mulher é tão racional, que mergulhada na sua eterna inércia e passividade, permitiu que o elemento masculino, mais ousado e agressivo, a dominasse, determinando o que ela podia e não podia fazer, em todos os tempos, em todos os lugares(por favor, alguém traga o argumento das sociedade matriarcais, tão abundantes ao longo da história). A racionalidade covarde da mulher fez dela escrava do homem por milênios. E a irracionalidade combativa e agressiva do homem, fez dele o senhor do planeta.

Ou seja, no final das contas, os instintos que fazem os homens morrerem em lutas, guerras e em situações de competitividade extrema, foram os mesmos que fizeram eles dominarem as mulheres, dominarem outros povos, conquistarem territórios, subjugar nativos e aborígines, e determinar os rumos da humanidade.

Se, tomara que isso jamais aconteça, essa “irracionalidade” masculina de ser competitivo, corajoso e combativo, um dia se voltar contra vocês, tão “racionais” porque não morrem em acidentes e vítimas de violência, porque são passivas e inertes, então vocês seriam novamente subjugadas. E o que vocês poderiam fazer, poderiam escolher, poderiam acreditar, e como poderiam se comportar, novamente seria algo determinado pelos homens.

Anônimo disse...

anon 11:04

diga isso a Frans de Waal e todos os outros especialistas nos grandes primatas não humanos.

redigi o comentário rapidamente e, portanto, não desenvolvi completamente o tema, joguei as principais ideias de forma organizada, correta, mas simples, sem rebuscamentos acadêmicos desnecessários, creio, para o espaço.

não são absurdos, não.

não quis dizer que as sociedades humanas são assim ou assado por conta da biologia. não somos simples seguidores de programas genéticos e não gosto de determinismo genético para explicar comportamentos e características humanas.

somos altamente culturais e isso tem influência muito grande no nosso comportamento. basta ver como são muito diferentes os agrupamentos humanos.

estava falando dos bonobos, dos chimpanzés e de outros mamíferos.

basta estudar um pouco, abrir algumas páginas da internet, pesquisar.

acredite em mim, não dói nada, nada.

e abaixar as armas, claro.

e, mais importante, não colocar seus preconceitos e tacanhices na boca dos outros.

nem todo mundo é tão estúpido quanto você.

ps. não posso logar e nem poderei continuar esta conversa agora. só posso voltar à noite.

até mais,

Cora

Anônimo disse...

bismarck,

perdi um tempo enorme conversando com você apostando justamente na sua decantada racionalidade.

reafirmar o papel de opressor do homem sobre a mulher justificando, inclusive, a violência física, demonstra apenas o temor de tornar as relações humanas menos hierarquizadas entre os sexos.

*

galera, principalmente Roxy, nem precisa me dizer que fui ingênua, ok?

gastei tempo com quem não está disposto a diálogo nenhum.

errei feio.

té mais,

Cora (ainda como anon)

Anônimo disse...

Deixa eu ver se eu entendi ?
o feminismo e baseado todo no comportamento dos primatas bonobos ? femeas no poder e machos mansinhos, pouco importa quem e o pai( quem liga), desde que todos ajudem a sustentar ?

desculpem, mas não !

Ana disse...

@11:45
"Deixa eu ver se eu entendi ?
o feminismo e baseado todo no comportamento dos primatas bonobos ?"

Não, você não entendeu.

A gente tava zoando com a história dos primatas, mas ahn, não, feminismo não nasceu dos bonobos XD

Ana disse...

@Bismarck
"Eu acho que não. Se houvesse um empate, vocês não teriam esperado 5000 anos de história documentada para começarem a se libertar do domínio masculino."

Hã, era uma piada, mas ok XD

Gente, não achei que os bonobos fossem causar todo esse impacto... Kkkkk

"Sem contar que, para o homem, transar muito é mérito, porque é esforço. Para vocês, não. Basta abrir as pernas."

Parei aqui.

"Ou seja, no final das contas, os instintos que fazem os homens morrerem em lutas, guerras e em situações de competitividade extrema, foram os mesmos que fizeram eles dominarem as mulheres, dominarem outros povos, conquistarem territórios, subjugar nativos e aborígines, e determinar os rumos da humanidade."

Então basicamente racional mesmo é quem conquista o espaço na base da porrada, porque o importante é ser o dominante. Era tudo parte do plano.

É, você venceu. Parabéns. Argumentação brilhante.

Porque mesmo eu respondo esse tipo de comentário?

@Cora
"galera, principalmente Roxy, nem precisa me dizer que fui ingênua, ok?

gastei tempo com quem não está disposto a diálogo nenhum.

errei feio.

té mais" [2]

Um 2 gigante pra você, Cora. Bate aqui \o

Mirella disse...

Bismarck, tá bom, não se estressa não, toma aqui um leite com pera que passa. Você acabou de provar então que o masculinismo não tem razão de ser, pois, logo, não vivemos numa sociedade b*cetista e sim numa sociedade do homem todo poderoso superior uiuiui.

Daí que você é tão superior, mas tão superior, que vem pacientemente explicar num lugar em que você é completamente desprezado para, magnanimamente, abrir nossos olhos. Me convenceu, tá? Você é super racional. Acho totalmente racional vir aqui ser ignorado completamente para mostrar que é superior. Tadinho, e ainda precisa fazer um esforço danado pra conseguir transar.
Dica: se você precisa se esforçar tanto pra transar, tá fazendo algo errado.
Bêj

Ju disse...

G-zuis, como esse Bismarck é misógino.

Liga não, Cora. Já fui enganada em discussões por alguns desses tbm. Acontece às vezes.

Carolina Lucas Paiva disse...

Bismarck se esquece convenientemente (ou por ignorância mesmo) que o que determinou o patriarcado foi o advento da propriedade privada. A partir daí, surge a noção de herdeiros e a sexualidade feminina passou a ser controlada, para que esses herdeiros tivessem um pai determinado.
Não foi a superioridade masculina, mas sim o fato de que mulheres engravidam, homens não.
Se homens ficassem grávidos, não tenho dúvidas de que eles seriam os submissos da História, pois seriam sexualmente controlados, ligados à esfera privada, ao invés da pública.
As capacidades intelectuais de homens e mulheres não são diferentes, tanto é que temos registro de várias mulheres que contribuíram para a Ciência. Não é porque você nunca viu isso na escola que não existam. Vá pesquisar.
Outro mito muito repetido é o da chave mestra e o da fechadura, para tentar explicar o porquê da sexualidade masculina não ser reprimida. Os homens só tem esforço para "conquistar" mulheres porque até pouquíssimo tempo atrás, as mulheres eram dependentes de seus maridos (claro, porque mulher que transava antes do casamento não era bem vista pela sociedade, os namoros eram bem diferentes do que são hoje) então a grande aspiração da vida da mulher solteira (pensar em carreira era algo impensável porque (a) era proibido e (b) quando deixou de ser proibido, era altamente repreendido) era arranjar um "bom partido".
Aqui no Brasil, as mulheres casadas perdiam a capacidade civil plena (estatuto da mulher casada), sendo dependentes do marido até para assinar contratos (e era o marido que decidia se a mulher iria trabalhar ou não).
Como se fazia (e ainda faz) diferenciação entre a mulher para casar e mulher para transar, a mulher tomar a iniciativa era bem tabu. Elas esperavam e os homens tomavam a iniciativa, como forma de peneirar as mulher "decentes" das "não-decentes".

Ah, chamar as mulheres de covardes por não terem exigido sua liberdade antes é algo bem curioso de um homem apontar, ainda mais um que vive na pós-modernidade e, certamente, possui confortos da nossa época (como a tecnologia).

Outra coisa: apontar a superioridade masculina se pautando nos feitos de outros homens (no campo científico e político) é algo bem questionável, pois você enche a boca para dizer que é superior sem ter feito nada, se escorando no que outros fizeram.

A única coisa certa que você falou é sobre a capacidade física, já que homens e mulheres possuem diferenças biológicas. Tais diferenças, no entanto, não apontam a superioridade de um gênero perante o outro.

Bismarck disse...


Cora,

“reafirmar o papel de opressor do homem sobre a mulher justificando, inclusive, a violência física, demonstra apenas o temor de tornar as relações humanas menos hierarquizadas entre os sexos”


Engano seu. Eu não demonstrei temer nada. Como eu já disse em outros comentários, aqui mesmo neste blog, eu apóio, acho justo e democrático que as mulheres não mais sejam discriminadas por serem mulheres. Quero que vocês se desenvolvam como cidadãs, como profissionais, como pensadoras. Quero que vocês votem, ocupem as Assembléias, os cargos executivos, administrem empresas, se relacionem com quantos homens quiserem, façam sexo livremente, alcem postos políticos em organizações supranacionais, enfim, quero que vocês cheguem o mais longe possível, de acordo com os seus méritos e capacidades.

O único critério de distinção que acho justo é o mérito. E, mesmo ele, só será justo caso haja uma igualdade de condições, um equilíbrio nos pontos de partida. E muitas mulheres já alcançaram, e alcançam, cada vez mais, posições de destaque e prestígio, tanto a nível nacional, quanto a nível global. Eu acho isso ótimo, pois é o mérito de um ser humano sendo reconhecido e recompensado. Eu to pouco me fudendo se a pessoa é negra, gay, adolescente, mulher, nordestina, ou seja lá o que for. Se ela tem méritos, eu reconheço.

Mas reconhecer que as mulheres são capazes de grandes feitos, não significa reconhecer que homens e mulheres são absolutamente iguais. Reconhecer que as mulheres devem usufruir de liberdade de escolha, de liberdade de dispor do seu corpo etc, não significa reconhecer que elas podem exterminar vidas, caso julguem necessário.


Ana,

“Então basicamente racional mesmo é quem conquista o espaço na base da porrada, porque o importante é ser o dominante. Era tudo parte do plano.”


Não existe racionalidade sem força. Racional é quem é forte, pois apenas quem é forte usufrui de uma extensa gama de prerrogativas e direitos. Apenas quem é forte tem a garantia de que a sua existência não será ameaçada por ninguém. Apenas quem é forte pode viver de acordo como bem entender, sem ter que obedecer a nenhuma ordem que ele não reconheça previamente.

Os homens são mais fortes, fortes no sentido de estarem mais aptos para sobreviver e exterminar, que as mulheres, por isso eles dominaram o gênero feminino ao longo da história. Por isso eles determinaram a elas a forma como elas deveriam viver, e se mantiveram livres para determinar a forma como eles próprios deveriam viver.

Uma relação típica de dominação, onde o mais fraco se submete a vontade do mais forte, para não sofrer as conseqüências da sua ira e punição(só pune quem é mais forte). No final das contas, racional não é apenas aquele que sobrevive, mas que sobrevive da forma como julgar conveniente.

Se as mulheres são iguais aos homens, como vocês dizem, então elas foram irracionais ao longo da história, porque, tendo a mesma força que os homens, podiam ter se rebelado muito mais cedo, e exigido que o homem aceitasse a sua liberdade sexual, a sua liberdade de votar, de estudar, de trabalhar fora de casa, etc. Mas não, permitiram que uma criatura tão forte quanto ela, a escravizasse.

É compreensível quando o mais fraco se permita dominar pelo mais forte, pois é o único jeito dele continuar existindo. Mas uma criatura que se iguala em força a uma outra permitir que esta a domine, é irracionalidade e covardia.

Bismarck disse...


Mirella,

“Bismarck, tá bom, não se estressa não, toma aqui um leite com pera que passa. Você acabou de provar então que o masculinismo não tem razão de ser, pois, logo, não vivemos numa sociedade b*cetista e sim numa sociedade do homem todo poderoso superior uiuiui.”


Favor copiar e colar a parte em que afirmo que vivemos em uma sociedade “b#cetista”

E eu não disse que o homem é “todo poderoso”, eu disse que os homens, em geral, são superiores as mulheres em algumas características e qualidades. E foi justamente essa superioridade, analisando as coisas pela ótica dos sexos, que fez com que vocês começassem a conquistar direitos e liberdades tão tardiamente, sendo que os homens já usufruem delas a milênios.


“Daí que você é tão superior, mas tão superior, que vem pacientemente explicar num lugar em que você é completamente desprezado para, magnanimamente, abrir nossos olhos. Me convenceu, tá? Você é super racional. Acho totalmente racional vir aqui ser ignorado completamente para mostrar que é superior. Tadinho, e ainda precisa fazer um esforço danado pra conseguir transar.
Dica: se você precisa se esforçar tanto pra transar, tá fazendo algo errado.”


Eu apenas exponho o meu ponto de vista, de forma aberta e democrática, como tem que ser. Se você discorda, é um direito seu.

No seu último parágrafo você tentou me desestabilizar emocionalmente, ironizando que eu não consigo sexo e coisa e tal. Não deu certo.

Shey disse...

"Ou seja, no final das contas, os instintos que fazem os homens morrerem em lutas, guerras e em situações de competitividade extrema, foram os mesmos que fizeram eles dominarem as mulheres, dominarem outros povos, conquistarem territórios, subjugar nativos e aborígines, e determinar os rumos da humanidade."


Fui só eu ou alguém mais notou que ele usa "homem" e "nativos e aborígenes" de forma distinta?

Shey disse...

@Ana,

O curioso é que comparação com os bonobos não procede, mas usam a cultura de animais como leões o tempo todo argumento para o padrão duplo moral sobre homens e mulheres é plenamente justificável...

Mirella disse...

Ô Bismarck,


Não disse que foi você que disse que vivemos numa sociedade b*cetista, foram as mascus que disseram, afinal, esta é a alegação do masculinismo existir (o macho ser o oprimido coitado). Logo, se a sociedade toda, no seu ponto de vista, é a caracterização da superioridade masculina, o masculinismo não deveria existir, porque o homem é quem oprime a mulher, inferior. Apenas gostaria de ver alguém justificando o mimimi mascu se o homem é tão superior.

Mas o que você disse é que é difícil transar, aqui ó:
"para o homem, transar muito é mérito, porque é esforço."
Logo, você, homem, não consegue transar sem fazer esforço. Não fui eu quem disse, foi você.
Não to tentando desestabilizar ninguém, até parece que preciso "desestabilizar" você para que alguém deixe de te levar a sério. Aqui, por exemplo, ninguém leva. O que deve deixar um macho superior como você bem cabreiro.

Anônimo disse...

" A mulher é tão racional, que mergulhada
na sua eterna inércia e passividade,
permitiu que o elemento masculino, mais
ousado e agressivo, a dominasse,
determinando o que ela podia e não
podia fazer, em todos os tempos, em
todos os lugares(por favor, alguém traga
o argumento das sociedade matriarcais,
tão abundantes ao longo da história). A
racionalidade covarde da mulher fez dela
escrava do homem por milênios. E a
irracionalidade combativa e agressiva do
homem, fez dele o senhor do planeta."

Traduzindo: os homens controlaram as mulheres "passivas" desde sempre, basta usar sua agressividade e violência, jamais respeito. Espanca uma aqui outra li, que tenta se rebelar contra o patriarcado. Assim elas por medo se mantém passivas, outras que fogem a regra acabam mortas, para mostrar a supremacia masculina.
Quanto ao senhor do planeta, a gente nota, é só ver o número de homens que vem aqui choramingar o seu reinado.

yulia2 disse...

''Infelizmente esse movimento masculinista foi totalmente subvertido aqui no Brasil.''

Subvertido? ou abrasileirado????

não se esqueça que o masculinismo americano
foi reconhecido como um grupo de ódio.


''No Brasil só vejo como uma desculpa para exercer
o ódio contra a mulher, assim como o feminismo é muitas
vezes e em muitos lugares uma desculpa para misandria.''

vc está equivocado... nenhum blog ou site
oficialmente feminista prega ódio e morte ao
homem.... e por favor
não vale vir aqui falar ah mas a solanas mimmimimimim
porque ela não é reconhecida como feminista e JAMAIS
teve representatividade no movimento.


''Me parece que o feminismo foi muito
importante e deu ótimas contribuições,
mas também cometeu erros em suas ações, no feminismo "real".

quais erros? seja mais claro

yulia2 disse...

arnold.

https://www.facebook.com/tiago.jato?ref=pymk&fref=pymk

esse é o perfil do arnold???
____________________

''Os homens não são mais fortes fisicamente que as mulheres(deve ser por isso que as competições esportivas nas quais esforço físico é empreendido, não há nenhuma divisão entre gêneros).''
______________
é.... mas na hora de ir pra cadeia enquadrados na lei maria da penha... vcs esquecem a vantagem fisica depressinha né??? haha

yulia2 disse...

Mas esse estímulo que o homem tem não é apenas social, é natural também. Transar com muitas fêmeas, em qualquer espécie de animais, significa superioridade e sobrevivência genética.
_______________________
hahahahhha
e pra que vcs querem engravidar geral se vcs não vão sustentar?
o leandro vai ficar puto com que vc ta falando.... ele não quer pagar impostos pra sustentar filho de quem nem conhece e bla bla bla
hehehehehe

como fala merda esse bismark bicho....

yulia2 disse...

E foi justamente essa superioridade, analisando as coisas pela ótica dos sexos, que fez com que vocês começassem a conquistar direitos e liberdades tão tardiamente, sendo que os homens já usufruem delas a milênios.
__________________

o feminismo não deve nada vcs cara...
para de defecar pelo teclado filho.

yulia2 disse...

Se as mulheres são iguais aos homens, como vocês dizem, então elas foram irracionais ao longo da história, porque, tendo a mesma força que os homens, podiam ter se rebelado muito mais cedo, e exigido que o homem aceitasse a sua liberdade sexual, a sua liberdade de votar, de estudar, de trabalhar fora de casa, etc. Mas não, permitiram que uma criatura tão forte quanto ela, a escravizasse.
_________________

é incrivel a ignorancia completa desse bismark.....
agora ele quer INVENTAR uma naturalização que NUNCA EXISTIU...

a mulher por milenios foi proibida PROIBIDA de se alfabetizar, de ler , de se instruir!!!
sem acesso a educação COMO existiria engenheiras, arquitetas, professoras, advogadas , escritoras, médicas e etc...?

não banque o mentiroso aqui, o homem NUNCA aceitou e CONTINUA não aceitando que mulher vote, saia de casa para trabalhar e estude....
e o resultado mais claro da não aceitação disso são esses movimentos de ÓDIO que é o masculinismo, os crimes de genero cometidos TODOS OS DIAS através dos crimes tidos como passionais...

E mada disso que temos agora ( que é pouco ainda muito pouco) NÃO DEVEMOS NADA A HOMEM NENHUM! foi as custas de muita luta que a mulher conquistou parte de seu espaço na sociedade. vc não tiveral NENHUMA participação nisso, não tome agora para si os louros QUE NUNCA FORAM SEUS.

Não se iluda e não diga mentiras...
vcs CONTINUAM não aceitando e a prova disso são medidas coercitivas que é a lei maria da penha.

Carolina Lucas Paiva disse...

Além do mais, sua análise sobre racionalidade e força é bem simplista e falaciosa, pois reduz um à existência do outro. Observe bem que usei a palavra "reduz", ok?

Ana disse...

@Shey
"O curioso é que comparação com os bonobos não procede, mas usam a cultura de animais como leões o tempo todo argumento para o padrão duplo moral sobre homens e mulheres é plenamente justificável..."

Sim Shey, porque o comportamento dos leões é algo que interfere um monte nos rumos da história...

@Mirella

Depois do "mimimi homem precisa ralar e mulher só abre as pernas" peguei meu iPod e fui escutar música sertaneja: Nemli&Nemlerei.

Boa sorte pra você.

PS: Ri muito da pentada violenta no cacto que é renegado por Clonos e termina #chatiado. Você devia pegar esse roteiro e escrever um livro. Ia ser um best-seller. Kkkkk

@Carolina Paiva
Ótimo comment, pra variar.

E boa sorte colega x2

---

Completamente off-topic (licença gente), tô pra perguntar faz tempo: Alguém escuta Pink aí? Tem uma música no novo CD dela, "I'm a Slut Like You", que eu fiquei rouca de tanto cantar XD A letra me lembra a temática feminista (tal qual "U and Ur Hand" e "Stupid Girls")...

yulia2 disse...

Outra coisa: apontar a superioridade masculina se pautando nos feitos de outros homens (no campo científico e político) é algo bem questionável, pois você enche a boca para dizer que é superior sem ter feito nada, se escorando no que outros fizeram.

matou a pau!

yulia2 disse...

Alguém escuta Pink aí? Tem uma música no novo CD dela, "I'm a Slut Like You", que eu fiquei rouca de tanto cantar XD A letra me lembra a temática feminista (tal qual "U and Ur Hand" e "Stupid Girls")...
_______________

pink é demais.....

show de bola!!!!

Ana disse...

[Interrompemos a nossa programação para falar de um assunto completamente diferente]

@Yulia2
"pink é demais....."

\o/ aeeeeeee

"You say you're lookin' for a fool
And I'm just like "me too"
I'm gonna let ya know the truth
I'm a slut like you"
- 'Slut Like You', Pink

Pra quem não conhece, essa letra é em cima do julgamento duplo em relação aos gêneros - aquela ótica na qual o homem sempre está usando/iludindo a mulher e saindo no lucro, como se uma garota não pudesse gostar de uma relação sem compromisso. E aí Pink joga na cara:

"Looks like the joke's on you-hoo
So go home and cry like boo-hoo
I'm a slut like you"

Tipo, surpresa!: achou que ia sair daqui e contar vantagem porque "pegou", mas I'm a slut like you!

Acho a letra sensacional, porque não só dá a volta na visão distorcida como ainda aproveita pra abordar o uso de 'slut' junto - afinal, a garota da história só está fazendo exatamento o mesmo que o cara, daí I'm a slut... LIKE YOU. Além de virar o feitiço contra o feiticeiro, ainda não deixa margem pra slut-shaming.

E pra completar a música é muito engraçada, divertida de cantar :)

'U and Ur Hand' é sobre caras que não sabem levar um 'não' e acham que toda mulher está a sua disposição. Me ganha com "I'm not here for your entertainment" e "We didn't get all dressed up just for you to see".

Já 'Stupid Girls', bem... essa é lendária.

"What happened to the dreams of a girl president?
She's dancing in the video next to 50 Cent!"
(...)
"Outcasts and girls with ambition
That's what I wanna see!"

Meu único problema é que 'Stupid Girls' não ataca o sexismo, mas sim (surprise! surprise!) as mulheres em si. A crítica acaba ficando só em cima de um certo de tipo de garota, e isso contribui com generalizações e estereótipos que não ajudam em nada, só segregam. Fica uma coisa meio, 'aiaiai olha aquela patricinha burra que bom eu não sou assim'. O que é idiota.

Mas enfim.

Sim, Pink é demais. Ela tem outras músicas épicas, como "F*ckin' Perfect" e "Raise Your Glass".

E a parceria dela com o Nate Ruess tem que ser uma das melhores combinações que já vi na minha vida.

[Tá, agora deu]

Anônimo disse...

Esse discursinho furado de que um grupo que foi escravizado por outro ou tem menos feitos reconhecidos é inferior a ele dá tanto pano pra manga.

Então na "lógica" mascu do tal Bismark negros são inferiores a brancos, índios à europeus, africanos á europeus, romanos à bárbaros, judeus à alemães e por aí afora.
Brasileiros mesmo são inferiores à vários outros povos então.
É muito preconceito, machismo e misoginia.
Credo.

Bismarck disse...


Mirella,

“Não disse que foi você que disse que vivemos numa sociedade b*cetista, foram as mascus que disseram, afinal, esta é a alegação do masculinismo existir (o macho ser o oprimido coitado). Logo, se a sociedade toda, no seu ponto de vista, é a caracterização da superioridade masculina, o masculinismo não deveria existir, porque o homem é quem oprime a mulher, inferior. Apenas gostaria de ver alguém justificando o mimimi mascu se o homem é tão superior.”


Eu já expus os motivos pelos quais o masculinismo existe, foi o meu primeiro comentário aqui nesta seção. Leia, se quiser. As suas camaradas dizem que o motivo é o desejo de alguns homens em continuar controlando as mulheres, mas isso não foi à causa, foi só a conseqüência. A causa foi uma frustração sexual, no passado, muito prejudicial, do ponto de vista emocional.

Se o masculinismo tivesse sido desenvolvido pelo desejo dos homens de controlar as mulheres, então existiriam, dentro do movimento, homens que foram bem-sucedidos com as mulheres, e outros que não foram. Mas, a verdade é que todos que entram, o fazem por frustrações sexuais ou cicatrizes emocionais, derivada de alguma relação amorosa traumática.

Você pode verificar essa frustração a partir de uma constatação, ridícula por sinal, por parte de um tal Silvio Koerich, que versa que “20% dos homens comem 80% das mulheres”. Se os masculinistas tivessem sido, na adolescência, os pegadores, os comedores, etc, esse movimento jamais teria surgido. Claro, machismo e preconceito ainda existiriam, pois não foram os masculinistas que criaram isso. Mas não haveria um “movimento” masculinista.

Se você não sabe os motivos pelos quais os masculinistas afirmam que vivemos em uma sociedade b#cetista, então você não entende nada de luta ideológica. É só tática. Da mesma forma que a religiosidade que eles pregam, também é tática.

Eles precisam afirmar que o Estado concede muitos direitos a vocês para justificar uma ação em sentido contrário, ou seja, uma ação no sentido de tolher vocês de alguns direitos. Também não podem prescindir do cristianismo, porque ele é uma poderosa arma moral para combater as liberdades femininas, como, por exemplo, a liberdade sexual(que eles chamam de promiscuidade).

“Mas o que você disse é que é difícil transar, aqui ó:
"para o homem, transar muito é mérito, porque é esforço."
Logo, você, homem, não consegue transar sem fazer esforço. Não fui eu quem disse, foi você.
Não to tentando desestabilizar ninguém, até parece que preciso "desestabilizar" você para que alguém deixe de te levar a sério. Aqui, por exemplo, ninguém leva. O que deve deixar um macho superior como você bem cabreiro.”

O que eu quis dizer é que, para que eu possa transar com 20 mulheres atraentes, eu preciso me esforçar muito mais do que para uma mulher qualquer transar com 20 homens atraentes. Sobre me levarem a sério ou não, eu mesmo fazendo isso, já me dou por satisfeito.

Bismarck disse...


“Traduzindo: os homens controlaram as mulheres "passivas" desde sempre, basta usar sua agressividade e violência, jamais respeito. Espanca uma aqui outra li, que tenta se rebelar contra o patriarcado. Assim elas por medo se mantém passivas, outras que fogem a regra acabam mortas, para mostrar a supremacia masculina.
Quanto ao senhor do planeta, a gente nota, é só ver o número de homens que vem aqui choramingar o seu reinado”


Na verdade não é só usando a violência. A força física não é a única forma de dominação que existe. Eles também usaram a força ideológica, através da religião e do sistema moral que dela derivou. A força era só último recurso, utilizada apenas quando o sistema moral falhava. A mulher adúltera, por exemplo, em civilizações antigas, eram atiradas aos crocodilos.

Choramingar o meu reinado? Eu não estou choramingando. Eu não sinto nenhum prazer em dizer o que estou dizendo, não quero rebaixar vocês. Apenas exponho o meu ponto de vista, que, diga-se de passagem, é amplamente corroborado pelo História. E ainda o é pelos tempos atuais. A questão é que eu aprendi uma coisa muito cedo, algo que meu pai, semi-analfabeto, sempre soube, e que muitos doutores e intelectuais, por incrível que pareça, jamais aprenderam: existe uma diferença oceânica entre como as coisas são, e como nós gostaríamos que fossem.

Bismarck disse...


Yulia2,

''Os homens não são mais fortes fisicamente que as mulheres(deve ser por isso que as competições esportivas nas quais esforço físico é empreendido, não há nenhuma divisão entre gêneros).''
______________
é.... mas na hora de ir pra cadeia enquadrados na lei maria da penha... vcs esquecem a vantagem fisica depressinha né??? Haha”

Não entendi muito bem o que quis dizer, mas supondo que questionou os motivos pelos homens enquadrados nessa lei não resistem à própria prisão, não se esqueça que na esmagadora maioria dos casos, são outros homens que os prendem. Mas se você quis dizer que os homens esquecem sua superioridade física para utilizá-la contra a mulher, que é mais fraca, então você está certa, e é justamente para corrigir esta disparidade que a lei existe.

“o feminismo não deve nada vcs cara...
para de defecar pelo teclado filho.”

Você precisa urgentemente de uma aula de interpretação textual.

“a mulher por milenios foi proibida PROIBIDA de se alfabetizar, de ler , de se instruir!!!
sem acesso a educação COMO existiria engenheiras, arquitetas, professoras, advogadas , escritoras, médicas e etc...?”

Aqui você confirma o que eu venho dizendo. Elas só foram proibidas porque eram inferiores. Só proíbe quem é superior. A mãe proíbe o filho de fazer certas coisas. O Estado proíbe o particular de cometer crimes. A empresa proíbe o funcionário de chegar atrasado.
O homem teve o poder de proibir, de impor, porque vocês eram inferiores, em quase tudo. E ainda são em muitas coisas.


“não banque o mentiroso aqui, o homem NUNCA aceitou e CONTINUA não aceitando que mulher vote, saia de casa para trabalhar e estude....
e o resultado mais claro da não aceitação disso são esses movimentos de ÓDIO que é o masculinismo, os crimes de genero cometidos TODOS OS DIAS através dos crimes tidos como passionais...”

Nossa, quanta bobagem. Eu vi milhares de mulheres votando, ontem. Vejo milhares de mulheres trabalhando, fora de casa. Testemunho milhares de mulheres estudando e se formando. E os seus maridos, amigos, namorados, e pais, todos homens, as apóiam entusiasticamente.

“e o resultado mais claro da não aceitação disso são esses movimentos de ÓDIO que é o masculinismo, os crimes de genero cometidos TODOS OS DIAS através dos crimes tidos como passionais...”

É uma pena mesmo.

“E mada disso que temos agora ( que é pouco ainda muito pouco) NÃO DEVEMOS NADA A HOMEM NENHUM! foi as custas de muita luta que a mulher conquistou parte de seu espaço na sociedade. vc não tiveral NENHUMA participação nisso, não tome agora para si os louros QUE NUNCA FORAM SEUS.”

Curso de interpretação textual urgente (2)

Mas já que você insiste tanto nisso, você vive num mundo planejado, projetado, construído, aperfeiçoado e defendido por homens. Se você não agradece a eles, isso não surpreende ninguém, gratidão nunca foi uma das maiores qualidades dos seres humanos.

“Outra coisa: apontar a superioridade masculina se pautando nos feitos de outros homens (no campo científico e político) é algo bem questionável, pois você enche a boca para dizer que é superior sem ter feito nada, se escorando no que outros fizeram.”

Eu não “encho a boca” para dizer que sou superior a você. Talvez eu, individualmente falando, nem seja. O que eu disse foi que os homens foram superiores as mulheres, historicamente falando. E que, em geral, algumas qualidades podem ser encontradas em homens com mais facilidade que em mulheres, e isso é algo natural. Mas, evidentemente, existem, e sempre existiram, mulheres infinitamente superiores a muitos homens.

Bismarck disse...


Carolina,

“Além do mais, sua análise sobre racionalidade e força é bem simplista e falaciosa, pois reduz um à existência do outro. Observe bem que usei a palavra "reduz", ok?”

É, é bem falaciosa. E foi essa falácia que pulverizou os aborígines brasileiros, e a sua cultura. Foi essa falácia que dizimou os nativos da América espanhola. Foi essa falácia que transformou o continente africano em uma concha de retalhos, dividida entre nações européias, e que fez dos negros escravos expulsos de seu próprio continente. Isso para ficarmos de 1500 até a atualidade. Se eu retrocedesse mais, poderia encontrar outros exemplos da minha falácia, falácia que moldou o mundo e definiu os rumos da civilização.

E foi essa falácia, já ia esquecendo, também, que fez as suas ancestrais fêmeas chamarem um homem de “senhor”, como as moças da novela Gabriela fazem.

Carla disse...

Nem sei mais se esse Bismarck ainda está por aqui, mas fiquei tentada em responder.

Bismarck, você mesmo comentou que o erro dos mascus está em generalizar demais, e conseqüentemente incluindo informações, no mínimo, generalizadas demais.Por isso vou por aqui seus erros de generalização.

Primeiro:
“Desde a formação das primeiras civilizações mais pujantes do Oriente Próximo, Egito, Mesopotâmia, Pérsia etc, até meados do século XX, em todas as épocas e em todos os lugares, a mulher foi subjugada pelo homem”.
Dizer “ em todas as épocas e em todos os lugares” foi seu erro, houve muitas, mas muitas sociedades humanas, e cada uma delas tinha algo de peculiar, e sim, diferente do que se acredita, houve sociedades que atribuíam muito valor a mulher, e até algumas matriarcais; se você quiser falar de números, aí não terei como discordar, as patriarcais eram muito mais numerosas, mas dizer que a mulher sempre foi subjugada é uma mentira.
Outro erro comum dos mascus, que você não cometeu, é acreditar que a mulher sempre foi considerada pouco sexual; houve épocas, até em nossa sociedade acidental, em que a mulher foi considerada tão ou até mais sexual que os homens, seu desejo era visto como enorme e até animalesco.

Segundo:
“Podemos encontrar diferenciações análogas em machos e fêmeas de várias espécies de mamíferos. E eles não distribuem“papéis” na natureza.
Algumas espécies atribuem papéis sim, não podemos afirmar que seja algo social, mesmo embora sejam papéis que só existam quando se encontram em sociedade, mas macho e fêmea de algumas espécies tem papéis separados, bem comum quando há dimorfismo sexual marcante, como em leões: os machos são maiores e mais robustos para lutarem entre si e contra animais, geralmente presas, muito grandes, (esse é o papel deles no bando), enquanto leoas são menores e mais esguias, pois não tem necessidade de lutas corpo a corpo, ou quando o têm, geralmente o fazem em grupo, além de que ser menor, esguia e não apresentar juba são grandes vantagens na hora da caça, (esse é o papel delas no bando).

Terceiro:
“Mas esse estímulo que o homem tem não é apenas social, é natural também. Transar com muitas fêmeas, em qualquer espécie de animais, significa superioridade e sobrevivência genética.”
Mais um erro de generalização, dessa vez em: “em qualquer espécie de animais”, de fato há várias espécies em que sexo é um meio de demonstrar superioridade, mas engana-se e muito se acredita que é em todas, afinal se fosse assim não haveria uma única espécie monogâmica, porém, caso você não saiba, há várias.Além de que há vários modelos de “sociedades” animais, alguns em que só uma fêmea tem direito de acasalar, alguns em que só um casal tem direito de acasalar, alguns em que os machos só podem acasalar com fêmeas designadas pelo(a) o(a) líder.Portanto dizer “em qualquer espécie de animais” é um erro gigantesco, o maior dos que apontei.


Eu poderia continuar e comentar seus outros argumentos, mas tenho muita preguiça de discutir na Internet, então prefiro me limitar a esses, justamente por eles terem sido causados pela generalização, algo que até você assumiu que é um dos maiores problemas dos masculinistas.

Bismarck disse...


“Então na "lógica" mascu do tal Bismark negros são inferiores a brancos, índios à europeus, africanos á europeus, romanos à bárbaros, judeus à alemães e por aí afora.
Brasileiros mesmo são inferiores à vários outros povos então.”

É por aí.

Eu sei que a sociedade disse para você que chamar um outro ser humano, ou uma outra nação, de inferior, é feio e papai do céu briga. Mas essa mesma sociedade que te disse isso, gasta milhões para aumentar os seios, afilar o nariz e clarear o ânus, enquanto milhões de criancinhas africanas perecem pela fome e pela AIDS.

A sociedade que te disse isso, é a mesma que direciona todas as atenções para um campeonato de futebol, enquanto que, na Palestina e na Síria, milhares de mulheres e crianças inocentes são chacinadas por terroristas.

A verdade sempre é um pouco diferente do que prega o discurso oficial.

Negros foram inferiores aos brancos porque não criaram uma civilização tão sofisticada quanto a deles. Não conheceram a ciência, a filosofia, a escrita, a navegação, a arquitetura, a moeda, o Estado. Os brancos desenvolveram todas essas coisas, e esse foi um dos motivos pelos quais os negros foram escravizados(o fato deles não serem cristãos, e dos índios não terem se habituado ao trabalho braçal, também influenciaram. Mas foi a condição primitiva e inferior do negro o motivo preponderante. Porque ninguém tentou escravizar os chineses ou os japoneses?)

O mesmo aconteceu em relação aos romanos e bárbaros. No caso dos alemães e judeus, houve uma peculiaridade. Os judeus eram civilizados e sofisticados, não sei se na mesma medida que os alemães, mas eles estavam vivendo como minoria na nação alemã. Logo, eram mais fracos. Por isso foram perseguidos e mortos.

Mas há uma lado bom nisso tudo. Com o progresso da humanidade, com o desenvolvimento das democracias; com a Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão(herança da França revolucionária); com o reconhecimento do princípio da autodeterminação dos povos; com a validação do princípio da não-intervençao, da resolução dos problemas mundiais pela via diplomática; e com a observância do direito dos povos de gozarem de soberania política e de usufruírem integralmente os seus territórios, a superioridade das nações e dos povos não pode mais, como o foi no séc retrasado, servir de justificativa para tolher nenhum homem ou mulher, e nenhuma nação, de direitos.

Mas, os europeus continuam superiores aos negros(visitem o Zimbábue, a Rep. Democrática do Congo, ou o Níger, e depois passem por Copenhague, Munique e Amsterdã, e verifiquem se notam alguma diferença), e também aos povos descendentes de aborígines outrora exterminados(vide as populações da Bolívia, do Peru, e os nativos australianos, e comparem o padrão de vida deles com o dos alemães, suecos, ou suíços). Porém, eles não podem usar a superioridade deles, atualmente, para oprimir ou vilipendiar outros povos(as vezes os americanos fazem isso, mas a ONU já começa a ter uma postura mais enérgica em relação a eles).

Bismarck disse...


Carla,


Primeiro:

Eu disse que desde a formação das primeiras civilizações mais pujantes do Oriente Próximo, os homens foram dominantes em todas as épocas e lugares. Desde a formação do Egito, da Pérsia, Mesopotâmia etc. Ou seja, se existiu de fato alguma sociedade matriarcal, ela ocorreu antes do início das civilizações citadas por mim e, portanto, estavam fora do período descrito.

“houve épocas, até em nossa sociedade acidental, em que a mulher foi considerada tão ou até mais sexual que os homens, seu desejo era visto como enorme e até animalesco.”

No Ocidente cristão? Acho que isso não precede. Fontes?


Segundo:

Você, sem perceber, confirmou o que eu disse:

“os machos são maiores e mais robustos para lutarem entre si e contra animais, geralmente presas, muito grandes, (esse é o papel deles no bando), enquanto leoas são menores e mais esguias, pois não tem necessidade de lutas corpo a corpo, ou quando o têm, geralmente o fazem em grupo, além de que ser menor, esguia e não apresentar juba são grandes vantagens na hora da caça, (esse é o papel delas no bando).”

Ou seja, não existem papéis artificialmente criados. As funções existem decorrentes de diferenças biológicas naturais.


Terceiro:

“Além de que há vários modelos de “sociedades” animais, alguns em que só uma fêmea tem direito de acasalar, alguns em que só um casal tem direito de acasalar, alguns em que os machos só podem acasalar com fêmeas designadas pelo(a) o(a) líder.Portanto dizer “em qualquer espécie de animais” é um erro gigantesco, o maior dos que apontei.”

Hum, bom saber. Então, eu retiro o que eu disse. Ou melhor, eu reformulo:

Transar com muitas fêmeas, em muitas espécies de animais, significa superioridade e sobrevivência genética.

Anônimo disse...

"Anônimo disse...
Se isso fosse verde lola, as mulheresnão transariam tanto com cafajestes, como adriano, ronaldinho gustavo lima ets.O cafajeste é insensível e só pensa nele o tempo todo! Não importa se um mulher tem títulos acadêmicos e ganha 4 mil reais por mês. Se ela não é capaz de analisar a realidade e perceber o equívoco que representa o sexo dela
com um cafajeste, então toda a inteligência dela demonstra ser uma farsa. Porque a inteligência feminina é justamente escolher o melhor parceiro sexual."

Ao Anônimo 6 de outubro 13:00
Ahhh, sim...como se toda mulher fizesse isso! Generalizações, generalizações...E quem disse que ser cafajeste pode ser o melhor parceiro sexual?

Anônimo disse...

"Anônimo disse...
Se isso fosse verde lola, as mulheresnão transariam tanto com cafajestes, como adriano, ronaldinho gustavo lima ets.O cafajeste é insensível e só pensa nele o tempo todo! Não importa se um mulher tem títulos acadêmicos e ganha 4 mil reais por mês. Se ela não é capaz de analisar a realidade e perceber o equívoco que representa o sexo dela
com um cafajeste, então toda a inteligência dela demonstra ser uma farsa. Porque a inteligência feminina é justamente escolher o melhor parceiro sexual."

Ao Anônimo 6 de outubro 13:00
Essa molecada que adora generalizar, dizendo que todas as mulheres só gostam de cafas e whyscas sachê é foda! Se fosse assim não haveriam tantos casais juntos a tempos em que o homem não seja desse tipo idealizado por vocês. Vira e mexe utilizam argumentos da biologia, do mundo animal, misturando á personalidade. As coisas funcionam muito além disso, meu filho!

Anônimo disse...

Fábio
https://www.facebook.com/fabiohenriqueo1

Anônimo disse...

Arlindão viril

https://www.facebook.com/arlindo.menezes?fref=pymk

Anônimo disse...

"O que eu quis dizer é que, para que eu possa transar com 20 mulheres atraentes, eu preciso me esforçar muito mais do que para uma mulher qualquer transar com 20 homens atraentes."

Eu nunca tentei transar com 20 mulheres atraentes, mas imagino que seja bem difícil achar candidatas.

Já transar com 20 homens atraentes é uma tarefa praticamente impossível. É fácil arrumar homem feio e homem babaca tem de monte, o que faz homem bonitinho deixar de ser atraente rapidinho.

Mascus vivem num mundo de filme, acham mesmo que tá todo mundo se divertindo numa gigantesca festa de modelos e só eles de fora...

L.

Mirella disse...

@Ana


Gosta de P!nk? E do Orlando Bloom?

cataploft, vem cá!

E não adianta, apesar de Otto Von ter se graduado na FAMASCU summa cum-laude na grade deles só tem Revisionismo Histórico, Homens Oprimidos e Mimimi Falacioso. E sabe qual o mascote da FAMASCU? Sim, um Cacto Pentado (whatever that means)!

Bruce disse...

Huuum...achei que esta história do "homem branco ser historicamente superior aos povos" era coisa de um artigo equivocado escrito por outro "guerreiro da real" num blog. Mas na verdade outros pensam o mesmo para justificar a suposta superioridade racial. É por isso que entre os fakes de homens viris que os "masculinistas" tanto veneram e babam ovo, eu nunca vi nenhum de personagens negros como por exemplo o sargento B. A. Baracus, interpretado pelo viril Mr.T. Tampouco vi de algum personagem histórico, como, sei lá Malcoln X... Infeliz é o rapaz negro que adota as filosofias "da real..."

Bismarck disse...


"Mas na verdade outros pensam o mesmo para justificar a suposta superioridade racial."

Superioridade racial nao, superioridade histórica, em termos civilizatórios.

Nao podemos afirmar que a superioridade dos povos caucasianos foi causada por motivos raciais. Mas que houve uma superioridade de fato, isso é inquestionável. Houve e ainda há.

Mas, como eu disse no meu texto, atualmente, a exploraçao de naçoes, promovida por outras mais sofisticadas e desenvolvidas, nao é mais legitimada.

Mas isso nao significa que nao existam naçoes e povos mais desenvolvidos que outros.

Como eu disse, faz um tour pela áfrica subsaariana e depois visita os países nórdicos. Se tu me disser que nao viu diferenças, entao você é um lunático.

Visite os aborígines do Peru,os índios brasileiros, os nativos que mascam coca na Bolívia, ou as tribos guerreiras da Indonésia, e veja se elas possuem o mesmo grau de desenvolvimento que o Japao, A Austrália, e a Gra-Bretanha.

yulia2 disse...

''Não entendi muito bem o que quis dizer, mas supondo que questionou os motivos pelos homens enquadrados nessa lei não resistem à própria prisão, não se esqueça
que na esmagadora maioria dos casos, são outros homens que os prendem''




outros homens o prendem, não seria porque eles tem que cumprir
a lei mediante a denúncia de uma mulher, no caso a vítima
que apanhou? eles não prendem porque são bonzinhos com mulher,... prendem porque a lei determina!
vc conseguiu falar mais besteiras aqui do que o leandro...
então a prisão só vale se tiver policial mulher prendendo
o cara? é cada uma que eu leio aqui....
sem comentários.


''Aqui você confirma o que eu venho dizendo. Elas só foram proibidas porque eram inferiores''

quem precisa de interpretação aqui é vc!
em nenhum momento eu confirmo sua MISÓGINA tese
de que mulher é inferior...
apenas relatei um fato histórico e nada mais!isso ocorria
não por inferioridade... pelo contrário, se fosse verdade que essa
tese imbecil e cretina realmente valia, não precisaria de ANOS E ANOS
de lavagem cerebral das igrejas com vigilancia FEROZ em cima da mulher
não somente no corpo , mas nas mentes ditando o que pode ou não fazer.
a mulher não é e nunca foi inferior, tanto que a comprovação vemos AGORA... mais mulheres no trabalhando
mais mulheres nas universidades e alcançado altos cargos....
é claro que nem tudo são rosas, elas continuam recebendo
menos do que deveria receber e isso NADA TEM A VER
com inferioridade, tem a ver com os RESQUICIO de preconceito
de genero que ainda existe.


''Só proíbe quem é superior.''

errado, só proibe quem detem o poder.
isso nada tem a ver com superioridade
tem a ver com contratos sociais.... um dia
isso já foi válido, hoje não é mais...
as coisas mudam e quem não está preparado para as mudanças
se ferra.
a pessoa manda , mas a outra tem que deixar...
pois se não aceitar, É PAU! e quando rola pau
chamamos isso de revolução...


''Nossa, quanta bobagem. Eu vi milhares de mulheres votando, ontem. Vejo milhares de mulheres trabalhando, fora de casa.''

quanta bobagem é vc que fala ...
e DAÍ que tem um monte de mulher trabalhando e votando????
ISSO NÃO SIGNFICA NECESSÁRIAMENTE QUE TODOS OS HOMENS ACEITAM !
muitos não aceitam, mas se calam porque pega mal....
mas vc fez questão de ilustrar isso, isso apenas comprova que a tese
de inferioridade não passa de pura cretinice.

''E os seus maridos, amigos, namorados, e pais, todos homens, as apóiam entusiasticamente.''

masculinistas??? oi?


''É uma pena mesmo.''

se não tem nada para fazer pra combater a mascuzada
pelo menos não fica aqui atrapalhando com suas teses ridículas.


''Curso de interpretação textual urgente (2)''

digo o mesmo a vc.

yulia2 disse...

o fabio mora no Iraque???

hahahahah

Anônimo disse...

É impressionante como racismo, homofobia, xenofobia e misoginia sempre andam juntos.
O melhor é manter distância de gente assim.

Bruce disse...

"Superioridade racial nao, superioridade histórica, em termos civilizatórios."

"Nao podemos afirmar que a superioridade dos povos caucasianos foi causada por motivos raciais. Mas que houve uma superioridade de fato, isso é inquestionável. Houve e ainda há."

Oh, sim! Há tanta superioridade caucasiana q

Mas, como eu disse no meu texto, atualmente, a exploraçao de naçoes, promovida por outras mais sofisticadas e desenvolvidas, nao é mais legitimada.


Quando você diz isso, parece até que pensa os demais povos são selvagens e ignorantes e sem inovações. Lembra o Darwinismo Social. Mas lembre-se que muitas inovações que os europeus aprenderam foram tiradas de outras sociedades. Lembre-se que na época da Europa dos bárbaros, os egípcios estavam mais desenvolvidos e a América Pré-Colombiana já tinham muitas inovações. Ora, como criaram uma sociedade tão organizada? Fizeram grandes construções, tinham conhecimento na astronomia e já tinham desenvolvido um tipo de sistema econômico. Enquanto isso, a Europa ficava estacionária devido às ideias da Igreja.

"Mas, como eu disse no meu texto, atualmente, a exploraçao de naçoes, promovida por outras mais sofisticadas e desenvolvidas, nao é mais legitimada."

A Àfrica e os demais países subdesenvolvidos não estão nestas condições devido a colonização dos países ? Que fez com que houvesse grande exploração e a divisão de territórios que uniram povos rivais e consequentemente surgem as guerras civis? E não acredito que eles pararam de "atormentarem" os países por causa da ONU. Ainda há exploração maciça, ameaças, enfim...

"Como eu disse, faz um tour pela áfrica subsaariana e depois visita os países nórdicos. Se tu me disser que nao viu diferenças, entao você é um lunático. "

Claro que vejo diferenças...Não sou cego! De acordo com Franz Boas, antropólogo:
"Acredito que o estado atual de nosso conhecimento nos autoriza a dizer que, embora os indivíduos difiram, as diferenças biológicas entre as raças são pequenas. Não há razão para acreditar que uma raça seja naturalmente mais inteligente, dotada de grande força de vontade, ou emocionalmente mais estável do que outra, e que essa diferença iria influenciar significativamente sua cultura. Também não há razão para acreditar que as diferenças entre as raças são tão grandes, que os descendentes de casamentos mistos devem ser inferiores a seus pais. Biologicamente não há razão para se opor à endogenia em grupos saudáveis, nem à mistura das principais raças."

Bruce disse...

Copio e colo, mas são bons argumentos!
Fonte: http://www.consciencia.org/franz-boas-pesquisa-antropologica

"Essa variabilidade de características é comum a todos os grupos étnicos e é resultado da mistura de raças, mistura essa que desempenhou um papel importante na formação de várias populações modernas, inclusive as européias. Boas pontua que não há evidências de que mestiços sejam inferiores de qualquer maneira às raças ditas puras, chamando atenção para que a degeneração biológica é mais facilmente encontrada em sociedades com intensa endogamia.
No referente às características raciais, o autor sugere que elas não são totalmente estáveis e que estão mais sujeitas a modificações influenciadas pelo ambiente social e geográfico do que por fatores étnicos da mesma maneira que ele desconsidera o resultado dos chamados testes de inteligência, por acreditar que o ambiente cultural dos indivíduos é o fator mais importante para determinar o resultado desses testes, não o conjunto de características fenotípicas.
Boas propõe também que a problemática da mistura racial é mais influenciada por questões culturais que biológicas. Grupos sociais tendem a não permitir que seres estranhos venham se juntar e aponta como esse fenômeno se dá nas mais diversas esferas e ainda contrapõe o argumento racialista de que as raças inferiores tendem a ser subjugadas pelas superiores, sendo a guerra o instrumento usado para a “poda” humana, afirmando que na guerra, são os fisicamente fortes que são eliminados e os “devastadores flagelos da humanidade” são espalhados independentemente da raça."

Bismarck disse...


“Quando você diz isso, parece até que pensa os demais povos são selvagens e ignorantes e sem inovações. Lembra o Darwinismo Social. Mas lembre-se que muitas inovações que os europeus aprenderam foram tiradas de outras sociedades. Lembre-se que na época da Europa dos bárbaros, os egípcios estavam mais desenvolvidos e a América Pré-Colombiana já tinham muitas inovações. Ora, como criaram uma sociedade tão organizada? Fizeram grandes construções, tinham conhecimento na astronomia e já tinham desenvolvido um tipo de sistema econômico. Enquanto isso, a Europa ficava estacionária devido às ideias da Igreja.”


O desenvolvimento egípcio, ou o dos povos pré-colombianos, não se comparou ao desenvolvimento dos povos europeus.

Você cita a Europa cristã, mas, se esquece que, antes dela, houve a civilização clássica, a grega e a romana, que foram o berço da civilização ocidental. Nenhuma civilização fora da Europa sequer chegou aos pés da grega ou da romana.

O caso da Europa cristã é peculiar. As desordens causadas pela fragmentação do Império romano, os abusos da Igreja católica e as amarras do feudalismo concorreram para inviabilizar um progresso mais pujante no continente.

Mas, ao contrário do que se pensa, houve sim progresso na Europa feudal, principalmente em relação à agricultura, as artes, a arquitetura, e as ciências.


“A Àfrica e os demais países subdesenvolvidos não estão nestas condições devido a colonização dos países ? Que fez com que houvesse grande exploração e a divisão de territórios que uniram povos rivais e consequentemente surgem as guerras civis? E não acredito que eles pararam de "atormentarem" os países por causa da ONU. Ainda há exploração maciça, ameaças, enfim...”

Não. A África já era primitiva muito antes do primeiro europeu pisar os pés naquele continente. Não conheceram a escrita(apenas dialetos. Centenas), não desenvolveram a agricultura intensiva, não conheciam a navegação, não conheciam o Estado, não realizaram grandes construções.

No tocante as guerras civis, você está correto. O colonialismo europeu, deliberadamente, misturou tribos diferentes para fomentar um conflito entre elas, no melhor estilo “dividir para melhor dominar”. Mas, antes mesmo dos europeus fazerem isso, as tribos africanas já lutavam entre si, por gado e escravos.


“Claro que vejo diferenças...Não sou cego! De acordo com Franz Boas, antropólogo:
"Acredito que o estado atual de nosso conhecimento nos autoriza a dizer que, embora os indivíduos difiram, as diferenças biológicas entre as raças são pequenas. Não há razão para acreditar que uma raça seja naturalmente mais inteligente, dotada de grande força de vontade, ou emocionalmente mais estável do que outra, e que essa diferença iria influenciar significativamente sua cultura. Também não há razão para acreditar que as diferenças entre as raças são tão grandes, que os descendentes de casamentos mistos devem ser inferiores a seus pais. Biologicamente não há razão para se opor à endogenia em grupos saudáveis, nem à mistura das principais raças."”

Foi o que eu disse. Não podemos afirmar que as diferenças no grau de desenvolvimento das civilizações seja determinado por motivos raciais. Mas que essas diferenças existem, e sempre existiram, o que ocasionou uns progredindo mais que outros, isso não há dúvida.

Anônimo disse...

"Nenhuma civilização fora da Europa sequer chegou aos pés da grega ou da romana."

A civilização grega e a romana foram sim as que mais se destacaram na história européia. África, Ásia e América tiveram outras influências.

"Não conheceram a escrita(apenas dialetos. Centenas), não desenvolveram a agricultura intensiva, não conheciam a navegação, não conheciam o Estado, não realizaram grandes construções."

Muita ignorância aqui...mas o que não falta é info na net. Mas resumindo, tudo isso que você citou existiu também na África. Além disso, é e era falado "centenas" de dialetos na Europa, assim como em todos os outros lugares do mundo.

Antes dos grandes sequestros de africanos pras Américas, os europeus também se escravizavam entre si...

Luci

Bismarck disse...


"Muita ignorância aqui...mas o que não falta é info na net. Mas resumindo, tudo isso que você citou existiu também na África. Além disso, é e era falado "centenas" de dialetos na Europa, assim como em todos os outros lugares do mundo"

Engano seu.

Me mostra algumas fontes relatando o progresso da Àfrica em questoes relacionadas a economia(manufaturas, comércio, agricultura); me mostra algumas grandes obras de engenharia; me mostra livros e manuscritos de escritores e pensadores africanos; me mostra qualquer vestígio de progresso pujante em qualquer campo científico; me mostra quantas naçoes africanas conseguiram se organizar politicamente em grandes Estados.

Anônimo disse...

"Me mostra algumas fontes relatando o progresso da Àfrica em questoes relacionadas a economia(manufaturas, comércio, agricultura); me mostra algumas grandes obras de engenharia; me mostra livros e manuscritos de escritores e pensadores africanos; me mostra qualquer vestígio de progresso pujante em qualquer campo científico; me mostra quantas naçoes africanas conseguiram se organizar politicamente em grandes Estados. "

Nope, não vou te mostrar nada. Tu tem internet, abre o Google e se vira. Eu investi meu tempo pesquisando, se tu não acredita em tudo o que listou acima, é porque teve preguiça de procurar e se informar direito.

Se bem que algumas das coisas que tu listou eu até aprendi na escola (isso nos anos 80, quando aprender história era praticamente aprender história da Europa. Nem dá pra se impressionar com tanto "Bismarck" sem saber das coisas). Se na tua escola não ensinaram, uma pena mas nunca é tarde pra aprender...

Luci

Bruce disse...

"O desenvolvimento egípcio, ou o dos povos pré-colombianos, não se comparou ao desenvolvimento dos povos europeus.

Você cita a Europa cristã, mas, se esquece que, antes dela, houve a civilização clássica, a grega e a romana, que foram o berço da civilização ocidental. Nenhuma civilização fora da Europa sequer chegou aos pés da grega ou da romana."

Foram grandes impérios, de fato. Mas perceba que em alguns setores, tiveram desenvolvimento inferior ou tardio que outras civilizações, como apontei aqui. Como você falou a Europa é berço da civilização ocidental, a África, é considerada berço da humanidade. Fora as nações islâmicas, grandes impérios que despertaram a cobiça dos europeus em conquistá-las nas cruzadas.

"Mas, ao contrário do que se pensa, houve sim progresso na Europa feudal, principalmente em relação à agricultura, as artes, a arquitetura, e as ciências."

Mas não tanto quanto em outras civilizações neste período.

"Não conheceram a escrita(apenas dialetos. Centenas), não desenvolveram a agricultura intensiva, não conheciam a navegação, não conheciam o Estado, não realizaram grandes construções."

Bruce disse...

"Me mostra algumas fontes relatando o progresso da Àfrica em questoes relacionadas a economia(manufaturas, comércio, agricultura); me mostra algumas grandes obras de engenharia; me mostra livros e manuscritos de escritores e pensadores africanos; me mostra qualquer vestígio de progresso pujante em qualquer campo científico; me mostra quantas naçoes africanas conseguiram se organizar politicamente em grandes Estados."

A África, ao contrário do que se imagina por falta de informações, tem sido palco de alguns dos maiores avanços tecnológico da história: seja na prática agrícola, na criação de gado, na mineração, na arquitetura e na engenharia, com construções de grandes centros urbanos, e ainda na sofisticação da organização política, na prática da medicina e no avanço do conhecimento e da reflexão intelectual.
E a imagem que temos da África é a de um continente sem história. Sabemos hoje que os povos africanos já navegavam os mares à procura da rota para as índias milênios antes das caravelas portuguesas e espanholas. Também é difícil falar na África sem falar na diversidade de espécies que lá existem, de suas belas praias, cascatas, oásis, cidades modernas, provérbios e histórias de sabedoria, além de muita criatividade. É também em continente africano que encontramos o Egito com sua organização política, religiosa, com um sistema de escrita, contagem, noções avançadas de arquitetura e medicina.

Fonte:http://reisophos.blogspot.com.br/2012/06/africa-e-brasil-questoes-considerar.html

As idéias pedagógicas estudadas no Brasil têm suas raízes na filosofia ocidental.
Nessa perspectiva, outros valores civilizatórios, como os africanos, são excluídos da
Pedagogia, assim como da Filosofia, da Psicologia, da Física, da Biologia etc. As
culturas africanas são consideradas apenas como do campo da Etnografia e, em alguns
casos, da Sociologia e da História. Há um desconhecimento sobre a forma de pensar,
sobre a visão de mundo, sobre uma educação fundada na cultura mítico-filosófica
africana.
Os pensadores africanos e afro-descendentes como Amadou Hampâté Bã,
Kwame Anthony Appiah, Wande Abimbola, Léopold Sedar Senghor, Paulin
Hountondji, Kwasi Wiredu, Aimé Césaire, William Edward Burghardt DuBois, Marcien
Towa, Ben Oguah, Barry Hallen, Ivan Karp, Boubou Hama, Oumar Ba, Joseph KiZerbo, Jan Vansina, Cheik Anta Diop, Adu Boahen, Kabengele Munanga, Petronilha
Beatriz Gonçalves e Silva, Deoscóredes Maximiliano dos Santos (mestre Didi), entre
tantos outros, são desconhecidos em nossos cursos.

http://www.revistas2.uepg.br/index.php/rhr/article/viewFile/2401/2224

Um gráfico simples, apesar de ser de uma revista de grande circulação mostra os avanços da sociedade africana na geometria, na medicina, na astronomia:

http://revistaescola.abril.com.br/pdf/reinos-africanos.pdf


"Foi o que eu disse. Não podemos afirmar que as diferenças no grau de desenvolvimento das civilizações seja determinado por motivos raciais. Mas que essas diferenças existem, e sempre existiram, o que ocasionou uns progredindo mais que outros, isso não há dúvida. "

Mas pelo que você aponta, percebe-se, que, subtendido e sutilmente, coloca os brancos como os que trouxeram maiores benefícios ao mundo.Aliás, mais um ponto que acho que esqueceu de ler aqui(Franz Boas):

"No referente às características raciais, o autor sugere que elas não são totalmente estáveis e que estão mais sujeitas a modificações influenciadas pelo ambiente social e geográfico do que por fatores étnicos da mesma maneira que ele desconsidera o resultado dos chamados testes de inteligência, por acreditar que o ambiente cultural dos indivíduos é o fator mais importante para determinar o resultado desses testes, não o conjunto de características fenotípicas."

Anônimo disse...

Não vou ficar mais aprofundado esta discussão. Paro por aqui, mas meus conselhos: como a Luci falou procure pesquisar mais sobre história ao invés de perder tempo lendo Nessahan Alita. E imagino quando um negro "guerreiro da real" deve imaginar ao ler tais coisas em blogs do tipoo "Mulher Gosta de Homem Babaca", "O Lado Obscuro das Mulheres, "Homens Realistas"
Bruce

Cora disse...

virgemaria galera,

isso tudo por que os bonobos tem uma vida sexual mais satisfatória do que a do ar.feião senil e seus segui(em)dores amestrados?

aff...

não custa dar uma forcinha pros bonobos, né?

Cora disse...

Fico imaginando que tipo de informação verdadeira e confiável seria possível encontrar no meio de tanto rancor e despeito.

Essas informações verdadeiras e confiáveis, coitadas, devem ter dado no pé de tanta vergonha.

Se for algo do tipo que você escreveu no post sobre ivg... só lamento.

*
bismarck,

“(...) as mulheres continuarão reivindicando igualdade de direitos e de tratamento para as coisas que lhe forem proveitosas e convenientes, e continuarão preservando um silêncio oportunista nas obrigações e deveres cujos encargos não lhes parecerem proveitosos.”

Quais seriam essas coisas proveitosas reivindicadas e não proveitosas ignoradas? Qual o grande silêncio feminista? Poderia exemplificar?

*

Tenho imensa dificuldade em perceber a diferença entre as manifestações de interesse feminino e masculino nos relacionamentos. Mulheres escolhem, homens escolhem. Mulheres têm critérios e preferências, homens têm critérios e preferências. Existem homens que serão “primeira opção” e homens que serão “segunda opção”. Existem mulheres que serão “primeira opção” e mulheres que serão “segunda opção”. E existem os mais diferentes critérios de escolhas, tanto para homens quanto para mulheres. Arrisco dizer que existem tantos critérios de escolhas quantos são os indivíduos no mundo. Do que esses caras reclamam tanto? É o fato da “primeira opção” deles, considerá-los “segunda opção”? É isso? E aí os caras (a)fundaram um movimento para acusar todas as mulheres de serem assim e assado?

E tem mais. A cultura exerce papel importante na modulação de nossas escolhas. Assim, os caras sofrem por não conseguirem o “prêmio” que a sociedade diz que é o único válido. Eles até seriam felizes com outras pessoas, mas não se permitem, pois se sentiriam diminuídos. Mas, obviamente, eles não acreditam nisso, já que são regidos por instintos apenas (e isso que são racionais, heim!). Tudo que sentem faz parte da natureza masculina. São escravos de determinações sociais, mas não se dão conta disso, por considerarem-se escravos de determinações genéticas.

Difícil é entender como que pretendem ser “primeira opção” de alguém, escrevendo coisas como: dou uma pentada violenta (gente, o que diabos vem a ser uma pentada? É bater com o pente?), cague e ande (escatológico isso, não? não é todo mundo que curte), não retribua carícias sexuais, seja frio e distante, jamais se envolva, enfim, não sinta nada. Se bem que distante até que não seria ruim...

E isso que as mulheres é que são emocionais.

Putz...

Esses caras escutam o que eles mesmo falam?

*

Mirella,

Adoro seus comentários!

Cora disse...


Quanto à predisposição para fazer sexo...

realmente é difícil determinar exatamente qual o papel dos milênios de repressão sexual ao qual a mulher foi (e é, em grande medida) submetida. Pensando em termos biológicos, a ausência de cio e a ovulação oculta (sem manifestação visível) são indicativos de atividade sexual sem fins reprodutivos. Pensando em termos de espécie biológica, a disposição sexual teria que ser semelhante para ambos, pois não faz muito sentido metade da população muito disposta ao sexo e a outra metade nada disposta. Para a manutenção da coesão social e de taxas de natalidade adequadas para a sobrevivência e renovação do grupo, teria que haver um equilíbrio (ou a violência sexual seria uma constante). Como garantir a fecundação sem cio e sem sexo? Ou galera pratica sexo recreativo ou estupros são constantes. Não sei (e provavelmente será impossível saber com certeza) se os primeiros Homo sapiens eram tão sexuais quanto os bonobos, mas não duvido que fossem. Sem controle moral, sem preocupação com adequação física e outras neuras broxantes, e tanta coisa extra pra gente fazer, como o trabalho, até mesmo nós (a humanidade atual) praticaríamos mais sexo. Imagina, então, galera reunida numa tarde de sol alguns milhões de anos atrás!!

Eu ponho muito (ou tudo) das neuras sexuais femininas na conta do patriarcado.

E isso não é coisa que se transforme em 50 anos, mesmo a mulher estando muito mais autônoma hoje, embora as pressões repressivas permaneçam praticamente as mesmas. Ainda assim, as coisas já mudaram muito e o surgimento desses mimizentos mostra isso.

Mulheres se excitam com muitos estímulos. É verdade que somos muito táteis, mas a visão de sexo bem feito, com tesão e sensualidade é muito excitantes para a maioria das mulheres. E não importa muito se a cena é homo ou hetero, é mais a atmosfera sensual que excita.

O problema, na maior parte das vezes, está na efetivação do ato. E isso, na minha opinião, tem muito a ver com as imposições sociais e a educação, tem a ver com a repressão histórica à qualquer manifestação da sexualidade feminina, pois estamos agora no domínio do consciente. As mulheres começam a pesar pros e contras, e muitas vezes, desistem da transa (não se permitem). É um alivio saber que as coisas estão mudando, e muito, nesta área. Na adolescência mesmo, os meninos são estimulados ao sexo e as meninas continuam a ser muito reprimidas, em função inclusive da possibilidade de engravidar. Por isso, considero muito importante discutir e reconhecer a sexualidade do e da adolescente, de forma a permitir, também às mulheres, um desenvolver da sexualidade com menos neuras e mais saudável. Como se permitir dar vazão ao desejo se você será moralmente condenada?

Criticar o “excesso de zelo” da mulher nesta questão, enquanto vomita julgamentos estereotipados masculinistas é muito fácil.

As mesmas pessoas que propagam a falácia da menor predisposição das mulheres para fazer sexo, também condenam as mulheres que estão predispostas a fazer sexo. E, mais do que isso, as tratam mal, inclusive durante o sexo(!), justamente porque ela está fazendo sexo!

Um anon disse que mascus só podem ser invenção de megatrolls e tô pra dizer que sim, porque...

...onde diabos está o sentido disso?

(não sei como gente que pensa sexo de forma tão burocrática, mecânica e unilateral pode se dizer louco pra transar. quem não enxerga o parceiro, faz tudo, menos sexo.)

*

Homens que não tem medo de mulher, que sabem fazer um bom sexo e entendem os mecanismos de excitação femininos são os melhores amantes do mundo ever. Proporcionam um sexo de alto nível e orgasmos fantásticos. São carinhosos e se preocupam com o prazer da parceira, entendem a diferença entre vigor e violência, não confundem o pênis com britadeira e estão anos-luz de serem idiotamente subservientes e previsíveis. Existe uma diferença imensa entre um ogro idiota e previsível que confunde a parceira com um cacto pentado e um homem que sabe o que fazer com o pênis, com as mãos e com a boca.

Carla disse...

Nossa, já passou um bom tempo que eu respondi aquele tal Bismarck; foi mal, não tenho muito tempo para isso.
Bem, se você, Bismarck, ainda estiver aí aqui está minha resposta.

Primeiro sobre as mulheres terem sido subjugadas “em todas as épocas e em todos os lugares desde a formação das primeiras civilizações mais pujantes do Oriente Próximo, Egito, Mesopotâmia, Pérsia etc, até meados do século XX”:
De fato as sociedades matriarcais ou em que a mulher não foi subjugada não surgiram depois das civilizações acima citadas, mas foram contemporâneas a elas, e algumas, em sua maioria tribal, continuam a existir até hoje.Mas aí você pode usar o argumento de que são/foram pequenas e pouco significativas, com isso te dou um exemplo de sociedade ampla e poderosa ,não matriarcal, mas em que a mulher era vista com grande respeito e gozava de vários direitos, como ser treinada na área militar, receber educação, poder escolher seu parceiro e se divorciar; esta sociedade era dos Celtas, que, como já disse, não surgiu depois das civilizações acima citadas, mas foi, de certa forma, contemporânea à elas, e só desapareceu após as invasões romanas.Entre eles homens e mulheres eram tratados de forma igualitária. Em assuntos de interesse de toda a comunidade, as mulheres tinham o mesmo poder opinativo que os homens. Muitos estudiosos sugerem que este comportamento provenha de uma cultura com forte reverência a mulher, na figura da Deusa-Mãe.

Segundo novamente sobre os papéis “sociais” em animais:
Sim, há diferenças biológicas naturais, mas, usando novamente os leões, tanto o macho quanto a fêmea são capazes de exercer as funções do sexo oposto, de forma muito menos eficiente, mas conseguem, e de foto o fazem na ausência do sexo oposto, porém, quando encontram-se em grupo, que é quase sempre, dividam-se nesse modelo justamente pelo fato de ser o modelo mais eficiente.Logo este seria algo como um “papel social”, pois eles podem realizar sozinhos, mas quando fazem parte de um grupo organizado e cooperativo, dividem as funções de modo a aumentar a chances de sobrevivência do grupo.

Bismarck disse...


Cora,

Infelizmente eu nao vou poder te responder, pois a proprietária do blog censura boa parte dos meus comentários. Aprova apenas alguns(qual seria o critério de distinçao, se, em nenhum deles, eu sou ofensivo ou me utilizo de linguagem baixa?).

Como eu nunca sei se o que eu comento vai de fato ser publicado, entao eu nao vou comentar mais nada. Correr o risco de escrever um longo texto e depois ela censurar, nao faz sentido.

Dona do Sexo -Bonobo rules,Jaçanã forever disse...

Carla

vale ressaltar que os textos que falam sobre os celtas foram compilados após a cristianização.Por isso tenho minhas duvidas se foi realmente,a sociedade celta,um patriarcado.

Anônimo disse...

Ai, Lola, acho que vc me pirou, que agora eu vejo até desenho e consigo ver machismo e até mascus??? Hahaha!
Recentemente assisti à animação "Megamente", que em resumo é a história de um alienígena vilão que "derrota" o herói e aí fica sem ter contra quem lutar. Aí ele se sente entediado e resolve criar um novo herói, que receberia os poderes do derrotado. Por um engano, ele acerta o disparo com os poderes no cameraman da "mocinha" jornalista, um desengonçado ruivo sardento, dentuço e barrigudinho, apaixonado pela bela jornalista, que não está interessada nele. Quando ele adquire poderes e fica forte, o que acontece? Ele tenta ganhar a mocinha na marra, mas ela continua não o querendo, afinal, o que importava não era sua aparência ou seus poderes, mas simplesmente o fato de ELA NÃO ESTAR INTERESSADA NELE. Aí o que o "herói" faz? Vira vilão, ameaça matar a mocinha, destrói a cidade, saqueia e confronta o Megamente (o ET vilão), que acaba se tornando o herói da história.

Achei engraçadíssimo fazer uma analogia entre o cameraman e os mascus. Ele nunca foi bonzinho, ele apenas era um zé-ninguém, sem nenhum atrativo, tanto físicos quanto intelectuais, um loser, um derrotado, obviamente apaixonado pela inteligente, esperta, ousada e bonita repórter que era muita areia pro seu caminhão, obviamente.
É isso que os mascus são: losers sem nenhum atrativo que sempre se interessam por mulheres que são demais pra eles. Eles querem as "fêmeas alfa" (usando os termos dele), mas mal servem pra "macho ômega", aí ficam resignadinhos e começam a ficar violentos. Só que, diferentemente do rapaz que ganhou músculos e poderes, pros mascus, a internet é o único lugar em que eles podem demonstrar algum poder, e trollar é a única forma de "agredir" alguém, já que eles não sobreviveriam a um único dia num território dos machos-alfa, seriam esmagados e massacrados, rs.
Mascus, vocês que gostam tanto de teoria da evolução, chupem essa: na natureza são os "machos-alfa" que reproduzem e sobrevivem. Os ômegas como vcs ficam de mimimi no PC e batendo punheta dentro da meia enquanto moram na casa da mamãezinha que ainda os trata como bebês.
Lolinha, não devemos nos preocupar com estes seres, se depender da evolução que eles tanto amam citar, em breve estarão extintos!

Sof

Cora disse...

que pena, bismarck.

é verdade que você exagerou lamentavelmente em vários momentos. você chegou tacando pedra, inclusive neste post. muita bobagem masculinista e depois esse eurocentrismo.

mas também levou bastante pedrada.

(eu reafirmo o que escrevi pra você: dizer o que todo mundo tá careca de saber e negar o componente cultural tinha qual objetivo? só vejo duas possibilidades: ou sua afirmação enquanto homem opressor e/ou o rebaixamento das mulheres aqui. as duas faces da mesma moeda. rebaixar para crescer.)

aliás, por que você insiste nesse discurso masculinista se, aparentemente, percebe as incoerências e falácias absurdas?

mais saudável abandonar isso aí. discordar sim, mas com algo que faça sentido.

*

eu adoro "brigar" e estava achando "divertido" debater com você, apesar de estar com o tempo meio apertado para a elaboração de comentários tão longos (preciso aprender a ser concisa urgentemente).

e apesar, também, de ter ficado com muita raiva de você em vários momentos. é bom pra desenvolver o sangue frio.

você se livrou de ser chamado de mentiroso por uma coisa que disse aí pra cima. como vc nem volta mais, acho que nem vou publicar o comentário.

(devo admitir minha curiosidade por suas respostas.)

*

já fui muito mais grossa e agressiva. era assídua num outro blog e o pessoal lá, não perdoava.

aí, pisei na bola aqui umas vezes também, achando que todo mundo tava pronto pra levar pedrada.

o pessoal aqui é muito mais educado, cortez e afetivo do que eu. argumentam muito bem e os debates são ótimos. aprendo bastante.

diminua a boçalidade e poderá continuar participando e discordando.

a Lola não tem porque aceitar impropérios no espaço que é dela.

eu já fiz muito absurdo aqui.

textos imensos, fuga do tema... e a Lola sempre permitiu. não posso me queixar de nada. pelo contrário, tenho muito que agradecer.

(aproveitando, obrigada, Lola, por permitir todos os meus excessos!)

eu ainda estou aprendendo a ser gente. aprendizado eterno.

aprenda também e volte a comentar. opiniões contrárias são interessantes e importantes pra gente desenvolver a argumentação.

Cora disse...

Pensei melhor e acho que vale publicar sim. São dois comentários.

O primeiro:

Bismarck,

Fala sério, vai.

Você sabe que ninguém diz que mulheres e homens são idênticos. As diferenças físicas existem e nunca foram negadas. O homem tem, em média, maior força física, em função da maior massa muscular e maior tamanho corporal (também em média. eu mesma sou mais alta que muito homem. na verdade, da maioria dos homens com que cruzo por aí).

Por isso homens são maioria em trabalhos que exigem força física. Por isso os parâmetros em testes físicos são diferentes.

No entanto, não há diferenças significativas no encéfalo, e nada que justifique diferenças intelectuais ou de capacidade de raciocínio.

Só que essa diferença física não deveria justificar a opressão de um sexo pelo outro. Não deveria justificar a violência de um sobre o outro. E, principalmente, não deveria ter sido usada para oprimir e anular metade da população.

Agora, colocar no mesmo balaio de gato a relação de dominação de mulheres por homens e entre diferentes povos, foi demais. Não há paralelo possível.

Até podemos compreender os conflitos entre povos, que culmina sempre com a vitória de um e o consequente domínio do outro. Existem interesses econômicos, políticos. A conquista de mais território, a apropriação de recursos naturais, o aniquilamento de adversários ideológicos ou a promoção de aliados ideológicos. Os motivos que levam um povo a lutar contra outro são muitos.

Mas, em relação às mulheres e homens, estamos falando de dominação dentro do grupo, de indivíduos que deveriam se enxergar como parceiros. E de uma dominação violenta, baseada justamente na força física. A mulher sempre foi (é ainda, em pleno séc. xxi!!!) ameaçada fisicamente pelo homem. A mulher ainda precisa se proteger de homens (e isso é defendido por vocês masculinistas, inclusive, quando dizem que mulheres não devem beber ou se comportar de não sei que jeito, pois os homens não são capazes de autocontrole).

E esse controle da mulher pelo homem tem a ver com a questão da paternidade, da propriedade e da transmissão dos bens pela linhagem paterna. Foi tão importante para o homem controlar a sexualidade feminina para garantir a paternidade e a transmissão dos bens, que este não hesitou em usar a violência física (muito esforço usar a força física quando você já é mais forte, né?) e moral (desenvolvimento de uma mitologia toda baseada na submissão da mulher ao homem, incluindo aí a criação de um deus (masculino, obviamente) phodão) para limitar a vida da mulher.

Em priscas eras até dá pra entender, mas daí a ver esse povo defendendo esse tipo de argumento ainda hoje, século xxi... tira a pouca fé que ainda me permito pela humanidade.

*

“Se as mulheres são iguais aos homens, como vocês dizem...”

E não são? Igualmente humanas. Igualmente merecedoras de respeito? Igualmente detentora de liberdade e autonomia? Com os mesmos direitos políticos? Com direito às mesmas oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional? Não somos iguais?

Essa igualdade, você sabe disso, eu repito, nunca significou igualdade física.

Cora disse...


E o segundo:

“Eu não sinto nenhum prazer em dizer o que estou dizendo, não quero rebaixar vocês.”

MENTIRA!! MENTIRA!! MENTIRA!!

Você está apenas reafirmando seu lugar enquanto homem no mundo. Você quer justamente rebaixar as mulheres aqui.

Do contrário, por que esta conversa neste post? Por que esta viagem histórica? Você acha que alguém aqui não tem noção de como as mulheres foram subjugadas física e moralmente ao longo da história?

O fato de você acreditar que não é uma construção social/cultural pouco importa. Isso não muda o fato de ter sido criada toda uma mitologia que enaltece o masculino e rebaixa o feminino (ou você acha que essas mitologias são naturais e não culturais? Terá coragem de dizer que as religiões não são construções culturais usadas para enaltecer o masculino e submeter o feminino?). Você ainda acha que não tem nada a ver com construção social/cultural?

Ainda acha que todos os estereótipos masculinos e femininos não são culturais?

A maior força física não tem como consequência natural a subjugação. Mas a necessidade de controlar os nascimentos dos herdeiros sim. Como manter a mulher calada, em casa, sem conhecimento, sem existência no mundo publico, se não criando um deus phodão que diz, convenientemente que criou o homem a sua imagem e semelhança e a mulher para servir ao homem? Você acha mesmo que não é cultural?

Isto é, reforçar uma dominação que já era física, num mundo inóspito em que mulheres deveriam sofrer horrores com a violência masculina foi muito magnânimo, não é? E isso tudo não com adversários, mas com membros do seu próprio grupo, que pariam os novos membros do grupo. De fato, tudo de uma grandeza de espírito espetacular!

A diferença básica, biológica, que existe entre homens e mulheres é física. Homens usaram a maior força física e a fragilidade da mulher em função da maternidade para anulá-la enquanto ser humano (numa época em que a maternidade deixava a mulher mais vulnerável). Se você acha que isso é natural e não cultural, não faz as coisas serem diferentes do que são.

Você quer acreditar nisso, acredite, mas não reclame das contestações ao seu argumento.

Anônimo disse...

A heterossexualidade masculina é tão natural e convicta que precisa se afirmar e se defender o tempo todo contra o terrível fantasma da homossexualidade que paira entre os homens e que sempre pode ameaçar surgir de onde menos se espera.