domingo, 17 de janeiro de 2010

RECEITA DE REQUEIJÃO E BOLINHAS FLUTUANTES

Prosseguindo com as receitas que eu e o maridão aprendemos a fazer num curso de fabricação caseira de queijos, aqui vai a mais fácil de todas: requeijão. Essa a gente já fez diversas vezes e nunca deu errado. Ou seja, se até a gente conseguiu fazer, é porque não tem nenhum segredo mesmo. E fica igualzinho ao requeijão à venda no supermercado. Se não melhor.
A outra receita, a de pão de soro, fizemos poucas vezes, e faz muuuito tempo. Acho que tenho problema com o nome, soro. Lembra hospital. Isso me remete à restrição que meu amado papi tinha contra carne de segunda. Ele odiava o nome, de segunda. Mas pô, fraldinha é carne de segunda, não? E se você puser um prato de fraldinha e outro de filé mignon na minha frente, eu nem olho pro filé mignon, que é hiper sem graça. Mas eu divago. Enfim, divirta-se com o requeijão. E com o pão com sabor mais interessante que o nome que leva.

REQUEIJÃO CREMOSO

Ingredientes para 4 copos de requeijão:
500 gramas de ricota (pode ser feita com mussarela ou queijo fresco)
100 gramas de manteiga
300 ml de leite fervendo (mais ou menos 1,5 copo de requeijão)
1 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de creme de leite (se tiver)

Coloque tudo no liquidificador e bata bem. Coloque em copos e leve para gelar.
Observação: Se quiser dar mais sabor, misture no liquidificador hortelã, manjericão, orégano, azeitona etc.
Se o requeijão endurecer demais, ponha leite quente e leve ao liquidificador.
Se ficar mole demais, ponha mais ricota ou manteiga.

PÃO DE SORO

Ingredientes:
3,5 xícaras de chá de soro (veja na receita de queijo minas)
2 ovos inteiros
30 gramas de fermento para pão
½ xícara de chá de óleo (pode misturar com óleo de linguiça, bacon etc)
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de sal

Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador por 3 a 5 minutos. Passe o líquido para uma tigela e acrescente 900 gramas de farinha de trigo, misturando aos poucos.
Unte duas formas (de pão inglês, por exemplo).
Ponha a massa nas duas formas, e deixe crescer. (Eu e o maridão somos sempre um pouco céticos quanto a esta parte, mas o pão costuma crescer).
Obs: Para saber quando está bom, separe uma bolinha da massa e deixe num copo com água. Quando a bolinha subir, estará pronto. (Dá vontade de testar a receita só pra fazer essa experiência científica da bolinha flutuante, não dá?).
Leve para assar num forno pré-aquecido e relaxe. O pior já passou. (Você deve poder identificar quais são minhas colaborações para a receita original).

28 comentários:

Mateus Luciano disse...

faremos o requeijão,parabens

Renan Lazzarin disse...

Lola, tô adorando suas receitas. Sabe a Sacher Torte? Falei dela para Assunta, a mulher que trabalha aqui em casa, e vamos tentar fazê-la algum dia desses. O problema é que ninguém da família sabe o que é cremor de tártaro! É essencial para a receita dar certo ou só um adendo?

Requeijão virou minha paixão há pouco tempo, mas é daquelas avassaladoras. Minha mãe até parou de comprar por um tempo para eu aprender a comer com parcimônia, sem muito sucesso. Enfim, se ela fizer greve de requeijão algum dia desses, já sei para onde vou correr.

Agora estava me dando conta de uma coisa: cozinhar com outra pessoa é tão legal. De fato, o dia mais digno que eu lembro de ter passado com meu pai foi aquele em que fizemos bolo de cenoura juntos. Não ficou tão bom quanto os bolos da Assunta, mas foi uma experiência formidável.

Abraços,
Renan

Anônimo disse...

Não e a toa que logo apos um post polêmico, que levanta criticas, sempre vem uma receitinha de bolo, de queijo, um post sobre nojinho de barata... algum problema com argumentos, com embate, com criticas... (o que a Liana e outros andaram escrevendo não e bobagem a ser desprezada). Estes posts levinhos são escapes em direção a um deixa disso, vamos mudar de assunto, que meus argumentos estão esgotados. Agora so falta vir o papo classico de que o blog e seu, vc escreve o que der na telha. Tudo bem, concordo, mas decepção, e muita com os ultimos tempos deste blog, Lola...

Acompanho este blog desde que o conheci, sempre o admirei muito, mas agora tá virando coisa pra seguidores.

ps. a critica ao filme sobre o Lula não me enganou. Trata-se apenas de um modo de dizer que o filme não e uma propaganda lulista. e olha que sou uma grande admiradora do Lula. Mas não sou cega. Outro post para o qual não da pra fazer vistas grossas é o da garota que viu a luz através do seu blog. Ora...

Me desculpe se vc achar que fui agressiva, não foi de modo algum minha intenção. Se for o caso, é só me apagar, que está tudo bem...

abraços,
Karina

PoshDrosofila disse...

Ola Lola!!!!!
Adorei esta receitinha de requeijao, principalmente pq aqui nao tem requeijao!!!!!
Vou experimentar fazer hoje e ver no que da!
Um abraço
k

ro salgueiro disse...

Hummm... o requeijão parece fácil. Vou fazer! Dura quanto tempo na geladeira?

Oliveira disse...

Lola:

Não sei se você tem tv a cabo, mas se tiver deveria assistir Drop Dead Diva na Sony Entertainment Television. Na net é canal 49.

Você vai adorar!

lola aronovich disse...

Renan, que legal esse seu relato! Realmente, cozinhar com quem a gente gosta é muito legal!


Rô, não sei quanto tempo o requeijão dura na geladeira. Acho que uma semana, por aí, mas tô chutando... Não é muito diferente da duração de um requeijão industrializado já aberto.

lola aronovich disse...

Anônimo/Karina, talvez vc queira cavocar no blog pra ver que eu sempre reservei domingos pra posts levinhos. Receitas, diálogos com o maridão, gatos... Eu não busco a polêmica nem tampouco fujo dela. Muitos dos temas tratados aqui são polêmicos, mas eu sempre tento usar meu senso de humor. Humor é algo importante pra mim. Meu blog não é deprê. Segundas-feiras são dias em que eu geralmente publico posts mais sérios. Quintas, às vezes, tb, porque é o dia reservado aos guest posts. Terças é quase um enigma. Quartas e sextas, eu tento falar de cinema. E eu fiquei vários sábados publicando crônicas antigas minhas, que foram publicadas apenas no jornal, não no blog. Recentemente comecei a falar de política aos sábados. Em breve, quando eu começar a trabalhar e tiver menos tempo pra escrever, essa agenda vai mudar, porque haverá dias em que não publicarei nada. O que quero dizer é que o que vc define como "novos tempos no blog" é algo que venho fazendo desde que o blog foi criado, em janeiro de 2008.
Vc não acha que é ser agressiva dizer que uma crítica minha não te enganou? E que ela é propaganda de sei lá o quê? Vc parte do princípio que uma crítica minha quis enganar alguém. Isso é agressivo. E nem entendi a sua argumentação. Dizer que eu não gostei de um filme, que eu o achei decepcionante, foi uma tentativa de fazer propaganda dele?
E o que vc quer dizer com "não dá pra fazer vistas grossas" pra um post que reproduz o email de uma leitora, e a minha resposta a ela? Vistas grossas em relação a quê? Aquele post também teve a intenção de te enganar e de fazer propaganda? Se vc quer criticar, tente ser um pouquinho mais específica.

Anônimo disse...

é, não dá pra conversar. toda discordância é agressiva. sensibilidade seletiva esta... já tinha percebido isso com outros leitores. e não é anônima karina. é karina. não tenho conta no blogger, por isto o anônimo. quanto á explicação... bom, já foi dito. o não politico é politico sim.

Karina

Anônimo disse...

ah, e o post reproduzido da leitora que viu a luz... deixa pra lá, foi ela quem viu a luz, que foi salva das trevas, do mundo distante de seu pensamento iluminado...

Karina (pra quem quer, agressiva.)

lola aronovich disse...

Karina, não é verdade. Muitas pessoas discordam aqui sem serem agressivas. Eu expliquei porque o seu comentário soa agressivo (vc sugere que eu tentei enganar alguém na minha crítica sobre Lula, o Filho do Brasil, e chama isso de propaganda). E continuo sem entender: não posso publicar o email de uma leitora que dá o seu relato pessoal de como costumava acreditar na grande mídia, e aprendeu a abrir sua cabeça com blogs como o meu? Por que aquele post te incomoda tanto?

Felipe Hautequestt disse...

Oi, Lola!
Não li a receita porque eu estou para habilidades na cozinha assim como Mrs. Lovett em Sweeney Todd está para tortas de carne, hehehe.
Olha, li um post bem interessante analisando a presença do trio homossexual nesta edição do BBB. Eu também não vejo tv, mas achei muito bacana a análise que o autor fez.
http://introspecthive.blogspot.com/2010/01/missao-dos-coloridos.html
Beijos!

Luciano disse...

Lola, seu mundo é preto e branco! OU o cara acredita na grande mídia, ou abriu a cabeça lendo blogs como o seu. Qual é!! Seu blog é tão ideologizado que tudo o que ele não consegue é fazer uma análise realista dos fatos. Tanto é que enquanto seus líderes esquerdistas andam aí de braços dados com Sarney, Renan e outros, voce fica aqui lutando contra os moinhos de vento direitistas. Se liga!!

Alba Almeida disse...

Olá Lolíssima.
Farei a receita com certeza e assim que fizer, comento aqui.
É isso...
Beijos e bom domingo.

petrucian [[[]]] disse...

adorei seu blog, porem notei algumas coisas...vc como pessoa é repugnante. vc não é mulher, esta entre um transexual confuso e uma lesbica fedida. procura um psiquitra.
adorei seu blog, nos diz muita coisa. fora isso, com todo respeito, é feia, se fosse menos feia poderia até ter mais vizitas no blog.
boa sorte.
hahahahha

Anônimo disse...

pelamordedeus, Lola, não confunda minhas criticas, reclamações e choramingos com comentários como este ai acima (petrucian). eu nunca diria algo assim. se vc for o que ele diz, eu também sou...

quanto a minha suposta acusação, eu só disse que há o texto e o sub texto. que mal há nisto? texto e subtexto,me referindo a critica do filme.

quanto ao texto da leitora... imagina se vc lesse algo parecido no blog do (blarg) tio rei, o no blog do (blarg) diogo? sustento meu choramingo e tendo a concordar com o Luciano.

Karina

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Roberta disse...

Esse petrucian deve ser uma pessoa muito bonita Lola.Pois coloca um desenho no lugar da foto.Alias lola,achei um anime que é a sua cara!
Chama-se "Chocolate Underground".

Baseado no livro do escritor inglês Alex Shearer, o anime conta o que aconteceria se o consumo de chocolate se tornasse proibido. Sua história começa com a proibição de doces derivados de chocolate. Por causa disso, dois jovens que conhecem o sabor delicioso do chocolate, se levantam para lutar pelo seu direito e começam a fazer produção ilegal de chocolate no subterrâneo.

Aposto que vc vai adorar se assistir ;)

Anônimo disse...

Lola, estou meio fora do assunto, mas revendo uns posts anterires escrevo para dizer que tenho uma péssima notícia e uma boa recomendação.
A péssima notícia: conheço muitas cidades brasileiras, mas nunca fui tão mal atendida, em tantos lugares quanto em uma estada de 4 míseros dias em Fortaleza. Eu não foi narrar cada um dos eventos porque daria um livro.
O tratamento só é "bom", quando se está na orla. Se precisar de serviços, vai sofrer. A recomendação: não faça grandes mudanças, vá para Fortaleza sozinha e ambiente-se. Pode ser que você queira fugir de lá rapidinho.
Eu não passei por lá como turista. Tive que visitar departamentos públicos, usar transporte público, andar pelo centro da cidade. Nunca vi tanta sujeira acumulada, tantos pedintes, tantos monumentos públicos arrasados, tantas prostitutas em uma única praia, tanta recomendação para não ir aqui ou ali.
Eu acho que você teve um grande mérito em passar no concurso e pode ser que você se adapte. Eu, não volto lá nem amarrada.
Quem tem alguma sensibilidade à questão das diferenças sociais sai de lá atordoado.
A classe trabalhadora além de sofrer com a falta de recursos, ainda tem que aguentar o desprezo total, em todos os sentidos.
Algum progresso chegou lá, mas a mentalidade escravo/senhor de engenho, vigora altivamente.

Bárbara disse...

Pô, Lola, de meio lésbica você já passou para algo "entre um transexual confuso e uma lésbica fedida", uau! Qual será a próxima? Hein, hein?

Sobre o bolo, do mesmo jeito que o Renan eu não faço a mínima ideia do que seja cremor de tártaro, então fiz a receita sem ele mesmo. Tirei fotos, se quiser eu posto aqui amanhã e ainda falo da minha experiência na hora de fazer o bolo, ok?

lola aronovich disse...

Pô, é verdade, Barbara! Eu até me esqueci de responder ao pessoal que não faz a menor ideia do que seja cremor de tártaro. Eu também não sei, e duvido que um detalhezinho assim afete muito a receita (eu, pelo menos, sempre adapto as receitas. Talvez por isso elas nunca saiam do jeito que tem que sair). Please, quero fotos do seu sacher torte!
O que me chateia do comentário trolístico desse carinha que fala em viZitas de blog não é a possibilidade de eu ser transexual ou lésbica, mas que ele associe isso a coisas repugnantes e fedidas. Ou seja, é um comentário homofóbico dos bem nojentos. Argh. Como essa gente vem parar no meu bloguinho?

Luciano disse...

Nossa, qual é a desse cara? Eu discordo das suas idéias, mas nada contra o blog, muito menos contra voce. Por favor, não vá começar a dizer que um cara desses é de direita...

L. Archilla disse...

Lola, se vc é lésbica... o CM é menina?

Bárbara Reis disse...

Saudades, Lolinha!!!!

:/

Beijos!

Flávia disse...

Lola, não fica dando atenção a estas pessoas.
São pessoas mimadas que acham que só porque não concordam com você, você deve responder a elas, dedicar posts às dúvidas bobas delas e ficar se explicando porque, deusas!, ousa pensar diferentes delas.

Olha, isto desgasta e não leva a nada, porque as criaturas só vão ficar satisfeitas no dia que isto aqui virar blog de direita.

Tem coisas que eu não concordo, nem por isto fico te questionando porque são pontos de vistas diferentes, mas tem muita gente que tem dificuldade de assimilar isto.

Beijos!!

Laura disse...

Me acabei de rir com o comentário da Archilla.. HAHAHHAH

Masegui disse...

CM significa: Companheiro Maridão ou Chess Master. Assim que se mudar para fortaleza passará a ser Cabra Macho! :)

Beth disse...

Lola, a parte esse tralálá todo dos comentários, estou interessada pela sua receita de pão! Então, qual é a temperatura do forno? 5? 6? 200°C? E como eu sei que tá bom? Ele fica dourado? Ou seria depois de 30 min no forno? 'Brigadinha pelo compartilhamento de gostosuras! :)