sábado, 2 de janeiro de 2010

IMPRESSIONANTE: EU NÃO GANHEI NA MEGASENA

Meu bilhete não-premiado. Podem copiar meus números da sorte.

Sabe essa tal de Megasena da Virada, que distribuía (modo de dizer, já que to
dos esses prêmios astronômicos são um elogio à concentração de renda) o valor de 144 milhões de reais, o maior prêmio da América Latina? Pois é, eu e o maridão não ganhamos. Incrível, né? Eu sei. Mas algo mais incrível ainda: a gente fez uma aposta! Como devia ter mais de quinze anos que a gente não passava perto de uma lotérica se não fosse pra pagar conta, foi um momento histórico. Eu, alienadinha que sou, nem sabia desse super hiper mega baita prêmio. Foi o maridão que falou. A gente estava jantando no restaurante por quilo onde sempre comemos (a refeição saiu 15 reais pros dois), e o maridão falou da Megasena.
Ele: A vantagem é que não acumula. Se ninguém acertar a sena, ganha quem acertar a quina.
Eu: E qual é o prêmio desta vez?
Ele: Não sei, acho que uns 50 milhões.
Eu: Quer apostar?
Ele: Apostar o quê?
Eu adoro quando um casal tá junto há quase 20 anos e completa as frases um do outro, sabe? Infelizmente isso é mais difícil quando se é casada com um zumbi. Depois do jantar, entramos no supermercado.
Eu: Amor, tenho uma pergunta pra você, e você pode responder com um “Não sei”. Não é demérito. Só não pode responder com uma pergunta estúpida, do tipo “Apostar o quê?”, porque pega mal pra um jogador de xadrez, alguém supostamente inteligente.
Ele: Pergunta logo.
Eu: Quanto custa apostar na megasena?
Ele: Acho que um real. Ou dois.
Eu: Não é dez reais?
Mas o arrastei até a lotérica, que nem tinha tanta gente aqui. E é uma pena que ninguém filmou a cena. Podia se chamar “Dois Perdidos numa Casa de Jogos”, ou algo do gênero. A gente chegou e ficou no meio da lotérica, olhando em volta, sem a menor ideia do que fazer.
Ele: Acho que tem pegar um papelzinho daqueles.
Caixa: Próximo!
Eu: Que papelzinho?
Caixa [gritando diretamente pra mim]: Próximo! Tem três minutos pra apostar! Aí fecha!
Fui lá, e antes quis saber quanto custava a aposta. Dois reais. Pelo menos essa o maridão acertou. Perguntei pro meu amor os números que ele sugeria, ele mandou que eu escolhesse eu mesma, e assim foi. Eu coloquei xizinho nas dezenas escolhidas, e o maridão disse que não era pra colocar xis. A caixa disse pra eu fazer um círculo, que ficava mais fácil. Daí eu fiz um círculo em cima do xis. Depois o maridão disse que o xis demonstrava que eu não jogava desde a época da loteria esportiva.
Caixa: Você quer entrar no bolão?
Eu: Que bolão? [Pensei que ela estava falando do bolão do Oscar, mas lembrei que sou eu que organizo e que é só em fevereiro ou março. A caixa percebeu que era um desperdício de tempo falar comigo].
Pagamos e saímos. E eu saí muito feliz.
Eu: Que legal jogar depois de tanto tempo! Eu me sinto como se eu fizesse parte do sistema capitalista agora. Como se eu acreditasse que dá pra ganhar, e que ficar rico deveria ser o maior objetivo na vida. Essas megasenas servem como uma chupeta, né? Elas dizem “Não fica assim não, neném, as oportunidades são iguais pra todos, todo mundo pode enriquecer no capitalismo, é só acertar os números sorteados”. Estou sendo conscientemente enganada.
Ele: O que você comeu no jantar?
Eu: Mas a parte boa é que, jogando, eu me senti parte do sistema. E é tão raro eu me sentir parte do sistema...
Ele: Não posso imaginar porquê.
E claro que falamos no que faríamos se ganhássemos o prêmio. A gente não tinha nenhuma noção do valor. Ele ficou pensando em 10 milhões; eu, em cem. Ele ia dar um monte de dinheiro pra irmã dele e pra minha irmã, e inclusive pro irmão dele com quem ele não fala há mais de dez anos (e que joga religiosamente na loteria. Sua maior ambição na vida é ficar rico jogando). Nos meus planos, ninguém ficaria com mais de um milhão de reais, nem eu. E o resto iria pra ajudar pessoas que realmente precisam. Eu abriria creches, abrigos pra animais, distribuíria bolsas de estudo, e colocaria o dinheiro numa fundação pra que o dinheiro durasse pra sempre, e que essas entidades continuassem funcionando depois que eu morresse. Eu também distribuiria uma graninha de agradecimento a vocês, queridas leitoras(es)! Mas acho que a única mudança real na minha vida seria comer fora todos os dias. E viajar mais. Já o maridão compraria um monte de bugigangas sem fio, imagino.
E claro que ele tinha um sistema infalível pra acertar os números. Consiste em escolher vinte números aleatórios que não vão sair. Daí sobram apenas quarenta pra escolher seis. Pedaço de bolo, como dizem em inglês. Ele fez isso na manhã do sorteio, anotou vinte números. E ainda veio se gabar que, se pudesse ampliar o método pra trinta números, seu sistema seria até mais infalível.
Eu: Mas amor, o que impede que seus números escolhidos aleatoriamente não saiam?
Ele: Estatística.

Vimos sem querer na internet uma notícia sobre o resultado, e fomos conferir os números. Hum, eu não acertei nenhunzinho.
Ele: Mas você é ruim, hein?
Eu: Isso de não ter acertado nenhum número não é de todo ruim. Porque você falou que eles iam baixando, né? Se ninguém acertar a sena, o prêmio ia pra quina. Se ninguém acertasse a quina, ia pra quadra. E daí sucessivamente, até chegar na gente.
Ele: Você quer que eles devolvam o dinheiro, é isso?
Checamos também os números dele. Dos vinte números que ele riscou aleatoriamente, daqueles que não sairiam de jeito nenhum, apenas um saiu.
Ele: Viu? Meu sistema não tem erro. Da próxima vez a gente usa esse método, escolhe os números que não vão sair. Você pode ajudar porque obviamente é muito boa nisso.
Não haverá próxima vez.

16 comentários:

Amanda disse...

Lolinha, se todo mundo tivesse essa diversao toda gastando apenas 2 reais, o mundo estaria muito melhor! Beijos!!

Marilia disse...

Aqui em casa meu pai, irmão e primos jogaram...assim como vcs a gente se divertiu muito! Meus primos começaram a gritar que estavam milionários no final do sorteio, uma farra só. O pessoal do prédio deve até ter acreditado de tanta euforia ahuhauahuah


Lola! Aguardo anciosa sua critica de Lula! Eu amei completamente :)

Bárbara disse...

Eu tenho uma tia que anota os resultados de todos os sorteios da Megasena desde não-sei-quando e que ainda quer ganhar dinheiro assim, eu acho que ela está perdendo tempo e dinheiro...

Ah, e mais uma daquelas matérias ridículas que eu achei (da próxima vez, nem abro): http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/artes_sensuais.shtml

Masegui disse...

Se o blog fosse o ano inteiro assim seria ótimo! E eu teria o que fazer, defendendo o zum... digo, o CM.

Bau disse...

hehehehe, cara, deve ter sido muito bom essa ida à lotérica! Rendeu muitas risadas para nós, leitor@s!!! Minha mãe também fez vários joguinhos para a família toda...também fizemos só um número...Silvinho, acho que esse negócio sorteia números inexistentes!!!!! huahuahuahua!!!Beijos, queridos!

Mari Moscou disse...

Hahahaha! Excelente história!!! :) Eu também não ganhei...

Érico Cordeiro disse...

Eu também não...
Mas descobri o seu blog!
Grande abraço e feliz 2010 - se tiver tempo, visite o blog jazz + bossa + baratos outros:

www.ericocordeiro.blogspot.com

Grande abraço!

Saber História disse...

Hei, Lola!

Como faço pra saber o que as pessoas jogam no Google e que são direcionadas pro meu blog?

Quanto ao post da Megasena:

Menina, teve uma vez que eu fui apagar uma vela balançando pra cima e pra baixo por causa da superstição de que não presta assoprar a vela. De repente não mais que de repente eu percebi que a parafina havia espirrado em um calendário e 6 números foram cobertos por ela. Contei isso pra minha mãe e ela logo me pediu (implorou) pra eu jogar na MegaSena.
No corre corre acabei esquecendo de jogar. Pro meu desespero o resultado foi exatamente os números que eu não joguei.
Olha...já não é a primeira vez que isso acontece comigo. Da outra vez sonhei com os números da sorte, mas não joguei grrrrrrrr
Eu sempre tiro crédito da minha intuição e depois fico chorando minhas pitangas

fernandadbpm disse...

vocês são duas figuras :)
beijos Lola

Giovani disse...

Lola, já viu esse vídeo de vazamento de áudio no jornal da Band, onde o Boris Casoy humilha garis?
http://www.youtube.com/watch?v=f_E4j7vi3js
"Isto é uma vergonha!"

Alba Almeida disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Por que você sente tanta necessidade em nos informar o quanto custa suas refeições?

Pra deixar claro que você é uma cidadã que cuida do próprio dinheiro e gasta apenas com o essencial e que, por isso, é muito superior ao resto dos mortais, que não resistem a um bistrozinho caro e delicioso, nem que seja muito de vez em quando?

Qual o problema de querer se dar um agrado? Não vamos te achar uma pessoa pior se vc fizer isso, fica tranquila.

Adri.

lola aronovich disse...

Adri, não sinto tanta necessidade de dizer quanto custa uma refeição pra mim e pro maridão. É só que considero este post como um dos trinta que escrevi sobre finanças pessoais até agora (um tema que me interessa). E em todos os posts sobre finanças eu tento incluir detalhes financeiros. Neste, por exemplo, eu “senti necessidade” de contar quanto gasto em supermercado. Neste outro eu digo que, se meus pais tivessem levado a família pra jantar fora apenas 3 vezes por mês, e não 4, quando vivíamos em SP, nós hoje poderíamos ter um apartamento pra dividir. A sua pergunta pode ser “por que eu falo de finanças pessoais?”, ou até “por que eu escrevo um blog”. Não é pra me mostrar ou dizer que sou superior. É só pra compartilhar algo que dá certo pra mim. Eu não me importo o que cada um faz com seu dinheiro. O dinheiro não é meu, cada um faça o que quiser, o que lhe faz feliz. Só falo da minha experiência, e da importância de se guardar dinheiro pra aposentadoria (que é o que todos os livros de finanças pessoais fazem). E eu revelo que EU muitas vezes me sinto culpada por gastar 50 reais num jantar se posso comer bem por 15. Isso, a meu ver, é revelar um sinal de fraqueza, não se mostrar superior. Se vc encontrar em algum post meu algo que diga que eu acho que todo mundo deve gastar 15 reais num jantar, ou que sou superior ao resto dos mortais por ser pão dura, me avise, por favor.

Anônimo disse...

Eu só acho que você poderia curtir mais a vida, fazer uns exageros vez ou outra e mesmo assim, não comprometer sua aposentadoria.

Nem digo exageros, pode ser que aí você coma muito bem com R$ 7,50. Mas na minha cidade, eu não conseguiria achar nada de bom.

Espero que quando você passar a ganhar mais, em fortaleza, você também se agrade mais.

A vida não precisa ser sempre tão padrão.

Adri.

Anônimo disse...

A CASA CAIU PARA A CAIXA ECONOMICA FEDERAL (DIVULGUEM)


Coisa feia!!! esta precisa ser muito bem divulgada ate para nossas colaboradoras( faxineira, empregadas, passadeiras,etc...). Só faltava mais essa!!!
CAIU A CASA DA MEGA SENA!!!
A GRANDE FARSA É DESCOBERTA!
BRASIL: O PARAÍSO DA SACANAGEM.....
SE VOCÊ FAZ APOSTAS, ESTÁ SENDO ENGANADO!!!
A Polícia Federal desconfiou que estivesse havendo algum tipo de fraude na MEGA SENA e, mal começaram as investigações, pegaram várias pessoas envolvidas no esquema, entre elas, funcionários, auditores, e muito peixe grande, ligadas diretamente ao governo.
Era muita gente envolvida no esquema. Eles fraudavam o peso da bolinha, fazendo sempre dar os números que eles quisessem e botavam 'laranjas' para jogar em diferentes Estados.
Você que achava estranho a Mega Sena acumular tantas vezes seguidamente, e quando saía o prêmio, apenas uma pessoa ganhava, geralmente em algum lugar bem distante.. Só podia ser algum tipo de fraude mesmo!!!
Descobriram membros da quadrilha com 4 Bilhões em contas nos paraísos fiscais; o que menos tinha, tinha 8 milhões..
Isso é sacanagem com o povo brasileiro, que trabalha demais; muitos deixam até de comer alguma coisa para fazer uma fezinha! O que muito me admira é que quase não houve divulgação!!!!!!
Na TV só passou uma vez no Jornal da Record, e outra na BAND.. Certamente foram censurados.... Está na cara que o governo não quer perder a bocada que fatura cada semana com os jogos, e nem quer mais CPIs...
Está notícia não pode ficar na gaveta, espalhem!!!
Vamos nos unir e dar fim a essa grande rede de corrupção que envolve o nosso país.
Colabore com a DIVULGAÇÃO e ajude a desmantelar essa corja de corruptos que levam 45% do seu salário em impostos e ainda têm coragem de levar mais... Passe para todos da sua lista de contatos....
O BRASIL todo precisa saber!!!

*O único jeito de acabarmos com essa patifaria é ninguém jogar mais em nada. Aí , a CAIXA ECONÔMICA vai ter um enorme prejuízo e, talvez só assim fará alguma coisa.
E o que as autoridades vão fazer agora???
Esconder como fizeram quando essa notícia vazou???

DIVULGUE... MAS DIVULGUE MESMO, PARA VER SE ACONTECE ALGUMA COISA!!!


Rodrigues Advogados Associados
Rua 990, n.º 200 - Centro - Balneário Camboriú / SC
CEP: 88.330-572 Fone/fax: (47) 3367.0484 / 8405.6646
www.rodriguesadvocacia.com.br

Anônimo disse...

http://libertarianrepublican.blogspot.com/2009/02/australia-arson-suspect-arrested-muslim.html