terça-feira, 30 de junho de 2009

SE TEM BICHO MORTO NA BÍBLIA, O GOOGLE MANDA PRA CÁ

Já falei que esta sessão tá nas últimas, né? Mas ainda dá pra espremer um pouquinho. Bem pouquinho. Tratando de medir a satisfação do leitor, dou nota pras buscas que chegam aqui. Nota 1 é pra quem quer esmurrar o computador. Nota 5 é pra quem ora pela minha vida. Opa, acho que são a mesma pessoa.

Comasa Joinville só mora pobre - Pô, foi isso que te disseram do bairro onde moro? Comentei essa busca com um amigo e vizinho meu e ele ficou furioso. Falou pra eu te mandar passear. Pra começar, qualquer colocação com “só” é problemática, até “em favela só mora pobre”. O pessoal daqui do Comasa é classe média baixa. Fiz estágio numa escola daqui e a professora constatou esse crescimento no poder aquisitivo. Ela, que trabalha aqui há quinze anos e morou no bairro boa parte do tempo, disse que nos últimos anos tudo mudou muito. Que antes era comum ter aluno sem dinheiro pra trocar uniforme, então vinha sujo pra escola, e que vinha com fome. Hoje isso é raro, e mais da metade dos alunos têm computador com internet em casa, por exemplo. Na realidade, essa mudança representa o que se vê em todo Brasil. Se hoje 52% da população brasileira é classe média, pela primeira vez na história, isso fica visível em cada bairro, e o Comasa não é exceção. É fato: as pessoas estão estudando mais, ganhando salários mais altos, melhorando o padrão de vida. Alguma coisa o governo Lula deve estar fazendo certo, né? Eu acho legal que, pra quem odeia o Lula, quando cai um avião em solo nacional, a culpa é dele. Mas quando o país melhora, devemos agradecer à economia internacional e a conjunção dos planetas em Saturno. Nota 3.

Me sinto mal de comer bicho morto - Você se sentiria melhor ao comer bicho vivo? Talvez seja melhor parar de comer bicho, ponto? Pra mim tá muito difícil virar vegetariana. Mas dou o maior apoio. Nota 2.

Onde você estava que nem no google eu te achava - De fato, onde? Se qualquer coisa que o Google não consegue encontrar ele manda pra cá? Mas essa frase aí é uma cantada? Se for, gostei. Não sei bem o que você tentava encontrar, mas gostei. Nota 3.

É verdade que Michael Jackson trocou de pele??? - Trocou, tipo, que nem uma cobra? Ou fez transplante de pele? Não acredito muito nisso, não. Aliás, como regra geral, vamos combinar o seguinte: toda vez que a pergunta for tão estapafúrdia que você tiver que colocar três pontos de interrogação no final, é porque provavelmente não é verdade. Nota 1.

Optimus prime estuprado no final transformers 2 - Putz, eu vi esse filme no sábado, estou me armando de coragem pra escrever sobre ele pra amanhã, e não reparei nesse ato específico. Não sei, talvez porque Optimus Prime seja um carrinho. Mas acho que, entre os 1,357 tipos de violência perpetuadas no filme, o estupro talvez não esteja entre eles. Nota 2.

Qual o livro da biblia que fala sobre comer e vomitar - Não, o Google só pode estar de sacanagem comigo. Eu tendo problemas com evangélicos (que me acusam de incentivar a homossexualidade, mas oram pela minha alma), e o Google quer que eu fale de bíblia?! Sinceramente, não tenho a resposta pra sua dúvida. Mas não sabia que a bíblia era assim, uma bíblia pras bulímicas.

Utilizo e já nem sei porque, afinal, isso faz ou não parte do que sou, o que fui influi no que serei, ou apenas foi tempo perdido no meio de tantas outras coisas que foram... Mas devo dizer que sinto falta, ainda que não pareça, sinto falta do pássaro lindo que enfeitava minha vida com seu maravilhoso canto, e que hoje voa longe, talvez ainda assustado com algum movimento brusco... - E o Google levou o prolixo leitor ao meu post sobre a Susan Boyle. Porque tava escrito “faz parte”. Nota 1.

12 comentários:

asnalfa disse...

Por facor nao acaba com esa coluna nao!!Please!!!!!
O que tem de errado em incentivar a homossexualidade... é tao bao beijar homem.

Mica disse...

Lolinha, preciso de uma ajuda. Resolvi ler Macbeth (vários motivos) e estava a fim de ler em inglês (embora ache que meu inglês não é bom o suficiente para entender Shakespeare...vide minha leitura catastrófica de Hamlet). Só não sei bem qual versão comprar...
Ok, pergunta besta, eu sei. Se duvidar podia até baixar pela internet, mas não creio que eu me animaria a ler.
Certo, certo, já percebi que este meu pedido de ajuda deve estar mais esquisito e sem sentido para você do que está para mim, mas é que estou no site da Livraria Cultura tentando me decidir e não chego a conclusão alguma.
Ou será que leio em português mesmo?

lola aronovich disse...

Asn, é que não chega mais comentário esdrúxulo aqui. Aí não tem como continuar com a coluna. E sobre ser bom beijar homem, ah, eu também acho.


Mica, não sei se posso te ajudar. Aqui em casa eu tenho um livro imenso, em papel jornal, chamado Shakespeare: The Complete Works ou algo assim. Tem todas as peças dele, em inglês. Mas, pra escrever a tese, eu só olhava pra uma xerox (porque Macbeth é uma peça curtinha) do Riverside Edition. E tenho também uma tradução do Manuel Bandeira. Ah, e comprei tb um livro (que nunca nem abri) atualizando Macbeth pros dias reais. Pois é, na internet é facílimo encontrar o texto todo. Nem precisa baixar. É só escrever "Macbeth" no Google.
Mas tem traduções recentes de Macbeth pro português (brasileiro) que parecem muito boas. Eu não cheguei muito perto porque a minha tese é em inglês mesmo, e as duas produções brasileiras que analisei usavam suas próprias versões (não publicadas). Se vc não está segura quanto ao seu inglês, talvez valha a pena vc ler uma tradução antes, e só depois ler Macbeth em inglês. Se bem que não é tão difícil, ainda mais pra quem conhece a estrutura e a história da peça.
Ok, não ajudei em nada, né?

Giovanni Gouveia disse...

Lola, não me odeie por citar a Bíblia, mas:
"“Se tiveres sido obrigado a comer demais, levanta-te e vomita; isso te aliviará” (Eclesiástico 31, 25), o problema é que esse livro foi considerado por Lutero como "deuterocanônico", e os atuais evangélicos o chamam de "apócrifo"... Mas o livro fala disso após falar em comedimento à mesa ;)

Mas o cara digitou tudo aquilo sobre o tal pássaro canoro pra encontrar a ave no google? É gúgol ou achados e perdidos? Já pensou digitar no gúgol: "Onde está aquele namorico de minha adolescência, ó oráculo de gúgol?"


Obs. Se o problema são as buscas que estão escasseando a gente faz um mutirão, de leitores assíduos, de buscas só pra você responder...

Vitor Ferreira disse...

Adorei a última pesquisa. Fico imaginando o que essa pessoa esperava encontrar com algo tão direto, tão específico...

Mica disse...

Provavelmente esperava encontrar o texto inteiro em alguma página.

Lola, ajudou sim, obrigada ^_^. Acho que vou tentar a net primeiro e se não der muito certo eu penso em gastar dinheiro (a mais muquirana.

aiaiai disse...

Não acabe com essa coluna jamais!!!! tem muito blog que faz isso mas nenhum com tanta graça!

Dånut disse...

É uma pena que essa coluna tá chegando ao fim...
Eu acho ela ótima ^^ Enquanto der para tirar alguma coisa espero que continue :)

Daniel disse...

Olá Lola, vc já viu o documentário Earthlings/terráqueos???

Mila disse...

Onde você estava que nem no google eu te achava - De fato, onde? Se qualquer coisa que o Google não consegue encontrar ele manda pra cá?

Huahuahuahuahuahauhauhauhauhauhauhauahuahuahuahuahuahuahuah!!!
Rachei de rir!!!!!!!

Chris, mãe da Cecília disse...

Lolaaaaaaaaaaaaaaaaa, estou rindo muito com as pérolas desta semana. Zênti, não sei o que é pior, se é comer "bicho morto" ou o da Bíblia.

Não acaba com isso, não... é bom demais!

Beijocas

Chris, mãe da Cecília disse...

Ah... só agora vi tua resposta para o Asnalfa.... :(

Beijos