sexta-feira, 29 de março de 2019

O TWITTER E UM EXEMPLO DE HOMEM QUE NÃO ACEITA SER CORRIGIDO

Meu perfil no Twitter, agora com foto de capa e verificação

Ontem aconteceu uma coisinha não muito importante no Twitter.
Bom, em primeiro lugar, aconteceu uma coisona (além de eu estar na capa do UOL)! Minha conta finalmente foi verificada (pra quem não sabe, é aquele sinalzinho azul de check que fica ao lado do nome). Como trolls já criaram e continuam criando contas no Twitter me imitando, é bom ter a conta verificada, suponho. Semana passada mesmo uma ação orquestrada dos reaças derrubou várias contas de pessoas de esquerda. A minha foi uma delas. Não chegou a cair, mas ficou indisponível (nem sei direito, estava viajando, na UnB). 
Eu já tinha tentado verificar minha conta antes, mas não deu. O Twitter exigia o número do celular, e eu não tenho celular. Mas o pessoal continuava pedindo pra que eu verificasse minha conta. Quando fui tentar novamente, vi que o Twitter não estava mais aceitando! Uma seguidora querida já tinha falado com alguém no Twitter e me pôs em contato com ele. Ele me pediu pra mandar links de publicações minhas na grande mídia (que parece que é o requisito pra ter a conta verificada hoje -- ser de interesse público). 
Espero que, com a conta verificada, eu fique mais protegida a ataques orquestrados e a imitações. 
Tá, agora a coisinha. Ontem pela manhã eu fiz um tuíte falando do discurso ridículo de uma deputada estadual reaça, e disse que, pra ser reaça hoje em dia, é pré-requisito ser misógino. Até pra mulheres conservadoras. Não quero dizer com isso que pessoas de esquerda não são machistas, racistas, LGBTfóbicas. São sim, a gente vê direto. Mas é uma vergonha pra alguém de esquerda ser assim. Pra direita, é motivo de orgulho. 
Clique para ampliar
Um rapaz que não conheço e não sigo respondeu meu tuíte com um clichê. Ele afirmou que mulheres machistas são muito piores que homens machistas. Todo mundo já escutou isso, né? E simplesmente não é verdade. Então respondi pra ele que mulheres machistas (elas existem; não faço parte da galera que acha que mulher não pode ser machista, só reproduzir machismo -- pra mim, isso é, além de uma passada de pano nas mulheres machistas, uma retirada de agência delas) raramente matam mulheres, enquanto homens machistas cometem feminicídios todos os dias. 
O rapaz, com boas intenções, respondeu que mulher machista é pior porque "desabona todo o trabalho das que não são". Pô, é pensar muito pouco do nosso trabalho achar que o discurso absurdo de uma mulher machista desabona todo o nosso trabalho. Só desabona o dela! Acho que tem um fundo de machismo no pensamento do rapaz, aquilo de achar que uma mulher representa todas as mulheres (sabe quando uma mulher dirige mal e alguém aparece pra xingar todas as mulheres? Ninguém vai xingar todos os homens porque um deles dirige mal). 
Até aí, tudo bem. Ele disse "Certo" e não mais nos falamos (até porque eu saí pra dar uma palestra na UFC que levou a tarde inteira). Mas um outro rapaz, este que eu seguia e ele me seguia também, também quis dar pitaco sobre a deputada. E a chamou de "mal amada".
Apesar de seguir o rapaz, eu não o conheço. Nos últimos meses decidi ser menos seletiva sobre quem seguir. Antes eu demorava pra seguir alguém, tinha que conferir nossas afinidades e tal. Mas comecei a achar injusto eu ter tantos milhares de seguidores (um número que aumentou com maior rapidez durante as eleições, e hoje está em mais de 72 mil) e seguir tão pouca gente. Quero dizer, não era tão pouca, já eram mais de mil e poucas, o que é muito mais gente que eu conheço na vida real. Agora já estou seguindo quase 4 mil e 300 pessoas. Se a pessoa é gentil, interage comigo, faz um tuíte bacana, se é feminista e/ou professor(a) e eu vejo que me segue, eu sigo de volta. 
Lógico que dessa forma eu passei a seguir muita gente sem saber quase nada sobre essas pessoas. Mas tem dado certo. O pessoal conversa, é simpático, divertido. Eu já tive que dar unfollow (parar de seguir) numas cinco pessoas (uma porque continuava na vibe "Se o PT tivesse apoiado o Ciro ele seria presidente", um discurso desonesto e já insuportável; outra porque ela passou a se posicionar contra a legalização do aborto como se fosse uma fundamentalista religiosa; ah, e outro foi esses dias! Eu segui um carinha que parecia legal, e depois vi que ele havia mudado seu nome para "Liberação do Psy" ou algo do tipo. "Psy" é um dos apelidos do mascu Marcelo). Creio até que já dei block numa delas, mas não lembro. Hoje foi meu segundo block numa pessoa que eu seguia.
Então, sobre o rapaz que chamou a deputada reaça de "mal amada". Acredito que, se um cara me segue, talvez ele queira aprender um tiquinho comigo sobre temas feministas. Eu vejo como uma obrigação pedagógica avisar quando alguém que parece boa gente está sendo machista. Então escrevi pra ele: "'Mal amada' é uma ofensa machista. Vc não deve usar ofensas machistas, mesmo para mulheres machistas". 
Eu acho que fui educada. Talvez, se estivesse com mais tempo, eu teria explicado pra ele por que "mal amada" é um termo machista (porque se refere à sexualidade de uma mulher e é visto como "falta de rola", como se "rola" fosse a salvação da lavoura. Além disso, não existe exatamente uma contrapartida para os homens; "mal amado" não é muito popular). Uma outra seguidora se meteu na conversa e foi um amor, pedindo indiretamente para que o rapaz repensasse a fala. 
Ele respondeu a ela: "é sou resultado de uma sociedade podre, às vezes meu lado podre transparece igual neste comentário, por isso vcs são fundamentais. bjs". Que bom, né? Ele aprendeu!
Ahn, não exatamente. Logo em seguida, ele me mandou cinco DMs (direct messages, que só podem ser enviadas se as duas pessoas se seguem), que você pode conferir acima. Uma delas foi "feminista de merda". E isso tudo porque eu disse pra ele não usar termos machistas como "mal amada". 
Antes de sair pra palestra, dei uma olhada rápida no perfil dele e vi que ele já estava falando mal de mim publicamente. E havia indiretas também, como esta: "Certas ativistas, ditas defensoras de minorias e feministas, são pólvora para a munição dos bolsonaros, são co-responsáveis por esta desgraça de eleição. Só não querem ver!!!!!!!!!!!"
Quando voltei, ele já havia me bloqueado, e eu o bloqueei também. Mas é isso que muitas feministas chamam de "esquerdomacho"? É um termo que eu não gosto e evito usar. Nem sei se esse rapaz era mesmo de esquerda. Mas o que uma simples correçãozinha faz com o ego de um homem, não? E ele me chama de "vaidosa"!
E aí, isso já aconteceu com vocês? Quem vocês seguem ou deixam de seguir ou bloqueiam no Twitter? 


35 comentários:

Anônimo disse...

Deixei de seguir vc. Porque vc é muito, mas muito mesmo, cega na sua ideologia, que tem inúmeras falhas que vc teima em não aceitar.

Anônimo disse...

A contrapartida pra "mal amado" é "mal servido", quer dizer sexualmente insatisfeito e também é machista.

Claramc disse...

"Lógico que dessa forma eu passei a seguir muita gente sem saber quase nada sobre essas pessoas."

Eu! haha

Beijos

Anônimo disse...

Acho uma graça a importância tão grande que esses caras dão pros atozinhos deles, a Lola influência positivamente uma nova geração de mulheres, esses inúteis vem troll are e/ou enchendo o saco de todos na internet.

Anônimo disse...

Sempre tem uns sem noção com uma "agenda" ou segundas intenções, que começam pagando de bonzinhos e interessados na sua vida pra depois ficar literalmente te atacando.
Sinceramente, tô nem aí pra esse tipos, corto no ato e nem penso mais nessas pessoas

Ana Munari disse...

Eu às vezes sinto medo de perder meu pouco de alteridade, tentando explicar esse universo do feminismo. Vc é muito corajosa, muito, vc fala o que tem de ser dito. Vc é a mulher que se atira na frente do cavalo, é triste que isso seja necessário, que seja necessario chocar, mas é uma espécie de cota, que precisa buscar nas profundezas pra trazer à tona. Obrigada, Lola.

Tinúviel disse...

Anônimo das 11:23, deixou de seguir mas segue estorvando aqui? Cai fora, diabo.

titia disse...

Na minha família é assim, todo macho corrigido por mulher (principalmente se for mais jovem) dá chilique. E sempre que a mulher prova que ele tá errado, se sai com um "Tá certo tá certo, é a sua opinião" ou então "Não vamos falar sobre isso (no geral, política)". É tão patético que nem raiva dá, a vontade é morrer de rir mesmo desses pirralhos barbados incapazes de crescer.

Anônimo disse...

Esse "eu te sigo, você me segue, sou teu amigo, bloqueio o colega, printei a merda que você disse, lacrei", vem gerando uma incapacidade generalizada de dialogar e enfrentar questões sem se ofender ou pedir perdão pelo textão. Daí block, daí convivo apenas com quem concorda comigo, e isso aumenta muito a hostilidade. Aliás, não consigo com o twitter, porque ninguém consegue expor uma ideia adequadamente em um, dois tweets e como não consigo argumentar, vou ofender, essa é a consequência. Sinceramente, as redes sociais tem tudo para acabar ou acabar com qualquer humanidade que ainda existe em nós.

Anônimo disse...

Aprender a escrever, concordância, regência, fluência e lógica textual seria muito bom pra vc, querida! Vc escreve muito mal e se expressa pior ainda. Simplesmente não dá pra entender o que vc quis dizer.

Anônimo disse...

Concordo! Quem vive de rede social é pq não tem nada de verdadeiro pra oferecer. E o convívio social tem a ver com contradições. Usar o "bloqueio" nas redes sociais só faz vc se enganar e ouvir o discurso que mais te agrada. Mas a dicotomia piora e a polarização é certa. Cria-se um muro social, onde cada lado só vê o que lhe agrada os olhos, e com isso se esconde todo o resto do Planeta. Lamentável que as pessoas não percebam isso.

Débora disse...

Lola voce e uma das pessoas mais importantes da minha vida, me mostrou o mundo de outra maneira a partir do seu blog, abriu as portas do feminismo para mim e consequentemente para muitas mulheres a minha volta (meu teclado esta quebrado por isso desculpa os erros de acentuacao).Dito isso, esta muito mas muito chato a maneira como voce defende o PT (partido supostamente de esquerda mas com praticas de direita). Confesso que nao leio mais todos os seus posts como fazia antigamente, apenas por falta de tempo, mas eu nunca vi uma critica sincera a todas as barbaridades cometidas pela cupula desse partido no seu blog. E tambem queria dizer que a maneira que vc critica o Ciro (na verdade ignora totalmente a sua existencia na maioria dos posts sobre politica mas quando fala e sempre apenas o lado ruim) nao e legal. Ele pode nao ser uma pessoa perfeita, pode ter feito comentarios machistas algumas vezes (sempre reconheceu e pediu desculpas) mas tem muitas outras qualidades como politico e intelectual. Enfim acho muito desonesto o comportamento de uma parte da esquerda com o Ciro, mesmo que nunca se elega presidente nao da pra negar que poucos politicos teriam o preparo e o pulso firme dele para o cargo.

Anônimo disse...

Seu sonho é no Brasil ter tipo uma Revolução Cultural chinesa.

Pessoas constrangidas a fazer uma 'autocrítica' para salvar a própria vida da patrulha do pensamento alheio.

Que não vai rolar.

Anônimo disse...

O cara se acha tanto que vem dar satisfação pq parou de te seguir

Unknown disse...

Admiro imensamente vc,Lola. Sua coragem, lucidez, bom humor. 👏👏 Não pare nunca Lola! 💕💕

Valéria disse...

Aconteceu com uma pessoa que conhecia que eu tbm seguia no twitter e ele me seguia de volta. Um dia num almoço entre amigos, esse colega estava contando como um professor (ou algum funcionário da Uni) estava falando coisas obcenas sobre a nossa supervisora. Meu colega parecia bem indignado mas aparentemente deixou o cara falar besteira. Nessa hora eu perguntei: Pq vc tá contando essa storia pra gente? Vc perdeu a chance de cortar o barato desse cara. O colega olhou pra mim com a boca cheia e dizendo: como assim?? Expliquei: Vc nao saiu bem nessa storia, poderia ter confrontado ele e dito que nao é pra falar assim de nenhuma mulher, que é desrespeitoso. Ele se defendeu dizendo que nao era culpa dele. Uma amiga que tava na mesa acrescentou: vc nao diz que é feminista? Essa era sua change. Rimos um pouco mas percebi que ele ficou realmente tenso. Uma semana depois percebi que ele tinha bloqueado no Twitter.

Sumário: chamar a atençao dos esquerdomachos pode deixa-los chateados, mas a luta feminista se faz no dia-a-dia.

Anônimo disse...

Adorei a matéria no Uol sobre a luta de mais de dez anos da Lola contra os mascus e a favor das mulheres. Tá aqui o link pra quem ainda não viu:

https://tecnologia.uol.com.br/reportagens-especiais/lola-aronovich-dez-anos-sendo-alvo-de-grupos-de-odio-que-agem-no-submundo-da-web/index.htm#lute-como-uma-garota

Julianatsume disse...

Como gosto muito de futebol, as vezes aparece gente me seguindo por afinidade,mas aí vou ver o perfil e a criatura é antifeminista/bolsominion. Olha q deixo na minha descrição que sou feminista, ainda assim esses tipos me aparecem.
Já deixei de seguir gente que parecia moderada e do nada começou a explodir de ódio contra o PT, assim como já dei unfollow em petista cada vez mais fanático.

Anônimo disse...

Lola, você é uma pessoa necessária! Obrigada por existir!

salene leite disse...

Lola, Lola...que bando de gente invejosa de ti mana, mas muita gente legal que te ama e respeita! Até te corrigirem na escrita, é foda! Mas admiro a forma como tu luta e se posiciona! Tu me representa visse? Aprendo contigo mana! Sempre! Muita força pra seguir lutando contra o patriarcado, como tu desde criancinha luto contra! Xero! Paz e luz!

salene leite disse...

Concordo!

Rothion disse...

Lola, só agora pude ver a matéria no UOL sobre ti! E nunca havia reparado nos seus olhos com detalhe. Como ele são BONITOS! Um azul lindíssimo!

(sim, vim só tietar seus olhos haha)

<3

Julia disse...

Tem jeito de comentar na matéria da Lola no UOL?

Anônimo disse...

Lola tava vendo esses sites da galera nascido e eu acho estranho os realistas falam que a real tá crescendo e vc afirma o contrário como assim?

Anônimo disse...

Ele só vai parar de encher quando a obsessão dele acabar

Anônimo disse...

Vai falar alguma coisa da USP que emitiu uma nota de repúdio por que a polícia prendeu um pedofilo no campus?

lola disse...

Fico feliz por terem prendido um pedófilo. Porém, isso da força policial invadir campi e ameaçar alunos e professores é extremamente perigoso. Era o que era feito durante a ditadura militar que vcs celebram.

Anônimo disse...

Eu sou eleitor de Bolsonaro e me identifico com a direita mas se tratando desses casos e dos nascido tenho que concordar com vc Lola canalhas que nem esse tá cheio

Anônimo disse...

Odeio homens nenhum e de confiança

Dacruz Neto disse...

Concordo!

Sportano disse...

Sim. Se Ciro tivesse ido ao segundo turno, é provável que ele ganharia as eleições. As pesquisas indicavam isso. Quer a galera petista aceite isso ou não.

Anônimo disse...

"(...) uma porque continuava na vibe 'Se o PT tivesse apoiado o Ciro ele seria presidente'"

E é mentira, por acaso?

Anônimo disse...

"Sim. Se Ciro tivesse ido ao segundo turno, é provável que ele ganharia as eleições. As pesquisas indicavam isso. Quer a galera petista aceite isso ou não."

Lol, "pesquisas". Em certo ponto as pesquisas diziam que Bolsonaro perderia para quase todos os outros candidatos no segundo turno, e no que deu?

Antônia Rodrigues Dos Santos disse...

Fico muito feliz de está nesse sortudos que vc segui. Cada dia aprendo mais com vc, bjs querida Lola!💗

Anônimo disse...

Nossa, como você se exaltou por uma simples correção. Deve se achar o ser supremo. Entra na realidade e deixa de mimimi, você é passível de erro como qualquer um.

Agora, se a Lola é uma feminista de merda, você é um esquerdomacho duplamente de merda.


Hahahahahahaha.... patético você se comporta como criança e depois vem aqui fingir que é adulto.