sexta-feira, 28 de setembro de 2018

A GRAVIDEZ INDESEJADA É CAUSADA POR HOMENS

Hoje, 28 de setembro, é o Dia Latino-Americano e Caribenho de Luta pela Descriminalização do Aborto. 
Para marcar esta data de luta, decidi publicar duas visões "novas" sobre aborto (ou pelo menos que eu desconhecia ou não havia pensado muito naquilo). Por isso, ontem publiquei o post de um pastor sobre como o aborto pode, pelo prisma da religião, até ser visto como um erro ou um pecado, mas não como um crime. Portanto, não há argumentos para a criminalização do aborto. 
Hoje publico o ponto de vista de uma americana que é mãe e mórmon, Gabrielle Blair. Faz alguns dias ela começou uma thread interessante e provocadora no Twitter. Pedi pro querido Vinicius traduzir. Leia! Já consigo escutar daqui o mimimi de certos homens... 

Sou mãe de seis filhos e mórmon. Tenho uma boa compreensão das discussões sobre aborto, as religiosas e as demais. Tenho ouvido uma plateia de homens sobre direitos reprodutivos das mulheres, e estou convencida de que homens realmente não têm interesse em parar com o aborto. Eis o porquê...
Se você quer parar com o aborto, você precisa prevenir a gravidez indesejada. E homens são 100% responsáveis pela gravidez indesejada. Sério, eles são. Talvez você esteja pensando: PRECISA DE DUAS PESSOAS! E sim, é preciso duas pessoas para uma gravidez intencional. Mas TODA gravidez indesejada é causada por ejaculações irresponsáveis de homens. Ponto. Não acredita em mim? Deixe-me explicar. 
Vamos começar com: mulheres só podem engravidar por cerca de dois dias a cada mês [melhor trabalhar com a ideia de 5 a 6 dias por mês de período fértil]. E isso por um limitado número de anos. Isso significa 24 dias por ano em que uma mulher pode engravidar. Mas homens podem causar gravidez 365 dias por ano. Na verdade, se você é um homem que ejacula várias vezes por dia, você pode causar várias gravidezes por dia. Teoricamente um homem pode causar mais de 1000 gravidezes indesejadas em um único ano. E embora o esperma deles fique pior à medida que eles envelhecem, homens podem causar uma gravidez indesejada da puberdade até a morte. Então apenas começando com biologia básica + calendário, é fácil ver que homens são o problema aqui. 
Mas e a contracepção? Se uma mulher não quer correr o risco de uma gravidez indesejada, por que ela simplesmente não utiliza contraceptivos? Se uma mulher consegue descobrir como fazer um aborto, com certeza ela consegue utilizar contraceptivos, certo? Ótimas perguntas.
A contracepção moderna é possivelmente a maior invenção do último século, e sou muito grata por isso. É também brutal. Os efeitos colaterais para muitas mulheres são absurdamente perigosos. Tão absurdos que quando um contraceptivo oral para homens foi criado, não foi aprovado por conta dos efeitos colaterais. E a lista dos efeitos colaterais era cerca de 1/3 dos efeitos colaterais do contraceptivo oral para mulheres. Há muito a ser destrinchado apenas nessa história, mas vou simplesmente apontar (caso você não saiba) que enquanto sociedade, nós realmente não nos importamos se mulheres sofrem, física ou mentalmente, contanto que torne as coisas mais fáceis para os homens. 
Mas boas notícias, homens: mesmo com os efeitos colaterais horríveis, mulheres ainda estão muito dispostas a usar contraceptivos. Infelizmente é mais difícil de conseguir do que deveria ser. Opções de contraceptivos para mulheres exigem consulta médica e receita. Não é de graça, e frequentemente não é barato. 
Na verdade, há pessoas tentando torná-lo mais caro, batalhando para garantir que companhias de seguro se recusem a cobri-lo [nos EUA]. Contraceptivos orais para mulheres não podem ser adquiridos facilmente, ou de última hora. E eles não funcionam instantaneamente. Se estivermos falando sobre a pílula, elas exigem uso diário consistente, e não deixam muito espaço para erros, esquecimento, ou interrupções inesperadas na agenda diária. E de novo, os efeitos colaterais podem ser brutais. AINDA SOU GRATA POR CONTRACEPTIVOS; POR FAVOR, NÃO OS LEVEM EMBORA. 
Estou apenas dizendo que contraceptivos femininos não são simples ou fáceis. Em contrapartida, vejamos os contraceptivos masculinos, ou seja, as camisinhas. Preservativos são prontamente disponíveis a qualquer hora, baratos, convenientes, e não exigem receita. São eficazes e funcionam sob demanda, instantaneamente. Homens [e mulheres] podem armazená-los para o ato, então eles estão sempre preparados. Maravilhoso! Eles são muito mais fáceis do que opções contraceptivas para mulheres. 
Como bônus, de modo geral, mulheres adoram quando homens usam preservativos. Eles evitam que peguemos DSTs, eles não diminuem nosso prazer durante o sexo nem evitam que atinjamos o clímax. E a melhor parte? A limpeza é muito mais fácil –- nada de ir bamboleando até o banheiro enquanto sua porra escorre em nossas pernas. Então por que tanta gravidez indesejada no mundo? Por que homens simplesmente não usam camisinha toda vez que fazem sexo? Parece muito simples, certo?
Ah. Lembrei. Homens não adoram preservativos. Na verdade, homens frequentemente pressionam mulheres para fazerem sexo sem preservativo. E não é incomum ficar sabendo de homens que removem o preservativo durante o sexo, sem a permissão ou conhecimento da mulher. (Um toque: isso é estupro.)
Por que homens iriam querer fazer sexo sem preservativo? Boa pergunta. Aparentemente é pelos minutos em que eles estão penetrando suas parceiras, tendo uma experiência mais prazerosa não usando camisinha. 
Então... Há homens dispostos a correr o risco de engravidar uma mulher –- o que significa literalmente pôr em risco sua vida, sua saúde, sua posição social, seus relacionamentos e sua carreira, para que assim eles tenham alguns minutos a mais de prazer? Isso é sério? Sim. É sério.
Do que estamos falando aqui, em termos de prazer? Se há uma escala de prazer, com dor começando no zero e indo aos negativos, um arranhão nas costas um 5, e um orgasmo sem preservativo sendo um 10, onde o sexo com camisinha se encaixaria? Tipo um 7 ou 8? Então não é que o sexo com camisinha não é prazeroso, apenas não é tão prazeroso. Um 8 em vez de um 10. Deixe-me enfatizar isso de novo: homens regularmente escolhem pôr mulheres em grande risco ao não fazer sexo com camisinha, a fim de experimentar levemente alguns minutos a mais de prazer.
Agora, tenha em mente que, para os verdadeiramente avessos ao preservativo, os homens também têm um contraceptivo-sem-preservativo sempre disponível e pronto, chamado “retirar”. Não é perfeito e é uma piada, mas é também 96% eficaz[Atenção: outros estudos demonstram que coito interrompido têm 18% de chances de falha. Logo, não é um ato nada seguro]. Então claro, podemos esperar que homens que não estão usando camisinha ao menos retirem na hora H toda vez que têm sexo, certo?
Não.
E por que não?
Bom, novamente, aparentemente é levemente mais prazeroso atingir o clímax dentro de uma vagina do que, digamos, na barriga de sua parceira. Então homens estão dispostos a pôr em risco a vida, saúde e bem-estar de mulheres, a fim de experimentar um pouquinho mais de prazer por, tipo, 5 segundos durante o orgasmo.
É incompreensível e perturbador quando você percebe que esta é a escolha que homens estão fazendo. E honestamente, não estou tão furiosa quanto deveria em relação a isso, porque nós ensinamos homens desde o nascimento que o prazer deles é de extrema importância no mundo. (E para desassociar sexo e gravidez.)
Enquanto estamos aqui, falemos um pouco mais sobre prazer e biologia. Você sabia que um homem NÃO PODE engravidar uma mulher sem ter um orgasmo? O que significa que podemos concluir que engravidar uma mulher é um ato prazeroso para um homem. [Observação da Lola: Aqui discordamos. Um homem pode ejacular sem sentir prazer. Pode ter orgasmo sem ejacular. Pode ter prazer sem ter orgasmo. Ejacular não é mesmo que ter orgasmo. E, além do mais, o líquido seminal antes da ejaculação já é suficiente para engravidar]. 
"Nem toda ejaculação merece um
nome", disse o humorista
George Carlin
Mas você sabia ainda que homens PODEM engravidar uma mulher sem que ELA sinta qualquer prazer? Na verdade, é totalmente possível que um homem engravide uma mulher mesmo lhe causando dor excruciante, trauma ou horror. Em contrapartida, uma mulher pode ter orgasmos ininterruptos com ou sem um parceiro e nunca engravidar uma vez sequer. O orgasmo de uma mulher literalmente não tem nada a ver com gravidez ou fertilidade -– seu clitóris não existe para criar novos bebês, mas simplesmente para o prazer. Não importa quantos orgasmos ela tenha, eles não a engravidarão. Gravidez só pode acontecer quando homens têm um orgasmo. Uma gravidez indesejada só pode acontecer quando homens gozam irresponsavelmente. 
O que isso significa é que uma mulher pode ser a mais promíscua vadia do mundo que adora ter orgasmos dia e noite, e ela jamais irá se deparar com uma gravidez indesejada, a não ser que um homem apareça e ejacule irresponsavelmente. Mulheres desfrutando do sexo não equivale à gravidez indesejada e aborto. Homens desfrutando do sexo e ejaculando irresponsavelmente é o que causa gravidez indesejada e aborto. 
Falemos mais sobre responsabilidade. Homens frequentemente não sabem, não perguntam e não pensam em perguntar se eles causaram uma gravidez. Eles podem nunca pensar nisso ou associar sexo com fazer bebês. Por quê? Porque há zero consequências para homens que causam uma gravidez indesejada. Se uma mulher decide abortar, o homem pode nunca ficar sando que causou uma gravidez indesejada com sua ejaculação irresponsável. Se uma mulher decide ter o bebê, ou levar a criança para adoção, o homem pode nunca ficar sabendo que causou uma gravidez indesejada com sua ejaculação irresponsável, ou que agora há uma criança andando por aí por com 50% do seu DNA. 
Se a mulher conta a ele que ele causou uma gravidez indesejada e que ela terá o bebê, a coisa mais próxima a uma consequência para ele é que ele talvez tenha que pagar pensão. Mas nosso atual sistema de pensão é notoriamente uma piada. 61% dos homens (ou mulheres) que são legalmente obrigados a pagar simplesmente não o fazem. Com pouca ou nenhuma consequência. Seu crédito nem mesmo é afetado. Assim, muitos homens continuam como estão, causando gravidezes indesejadas com ejaculações irresponsáveis ​​e nunca pensando nisso.
Quando o tema aborto vem à tona, homens podem pensar: aborto é horrível, mulheres não deveriam abortar jamais. E nunca levam em consideração o homem que CAUSOU a gravidez indesejada. Se você não está responsabilizando homens pela gravidez indesejada, então você está perdendo seu tempo. 
Pare de protestar em frente a clínicas [isso nos EUA]. Pare de constranger mulheres. Pare de tentar derrubar leis sobre aborto. Se você se importa de verdade em reduzir ou eliminar o número de abortos, simplesmente RESPONSABILIZE HOMENS POR SUAS AÇÕES. Como seria isso? Como seria se houvesse uma consequência real e imediata para homens que causam uma gravidez indesejada? Que tipo de consequência faria sentido? Deveria ser algo tão difícil, doloroso, nauseante, assustador, caro, arriscado e alterador de vida como forçar uma mulher a passar pelos nove meses de uma gravidez indesejada? 
Pela minha experiência, homens gostam mesmo dos seus testículos. Se ejaculações irresponsáveis colocassem suas bolas em risco, eles parariam de ser irresponsáveis. Castração soa como uma punição cruel e incomum. Definitivamente. Mas é pior do que forçar 500 mil mulheres por ano a vomitar diariamente por meses, ganhar 18 kg, e então rasgar seus corpos ao meio no parto? Um punhado de castrações é pior que mulheres morrendo durante a gravidez e o parto?
Ponha uma lei de castração no papel, implemente a lei, deixe a mídia contar a história e em 3 meses ou menos, voilà!, abortos irão virtualmente desaparecer. Você pode imaginar? Sem mais abortos em menos de 3 meses, sem sequer retirá-los da lei. Incrível.
Vocês que consideram aborto assassinato, não concordariam com um punhado de homens castrados, se isso prevenisse 500 mil assassinatos por ano? 
Se não, isso é porque na verdade vocês se importam mais em policiar os corpos, a moralidade e a sexualidade da mulher do que vocês se importam em reduzir ou eliminar abortos? (É uma pergunta retórica.) Ei, os homens que serão castrados podem até ir ao banco de esperma armazená-lo antes da castração -- apenas para o caso de eles quererem ter filhos de maneira responsável um dia. 
Punição física para homens não entra na sua cabeça? Mesmo que você pareça estar mais do que bem com punições físicas para mulheres? Ok. Então que tal essa ideia de prevenção: no começo da puberdade, todos os homens nos Estados Unidos poderiam ser obrigados por lei a fazer uma vasectomia. Vasectomias são muito seguras, reversíveis e tão invasivas quanto um exame médico para uma mulher que recebe uma prescrição de controle de natalidade. Há alguma dor depois por cerca de 24 horas, mas isso é praticamente tudo em termos de efeitos colaterais (muito melhor do que a pílula, que é tomada por milhões de mulheres em nosso país, cujos efeitos colaterais são bem conhecidos e podem ser brutais). 
Se/quando o homem se tornasse um adulto responsável, e talvez encontrasse uma parceira, e eles decidissem ter um bebê, a vasectomia poderia ser revertida, e depois refeita uma vez que o processo de gravidez estivesse concluído. E cada homem poderia armazenar seu esperma no banco, por via das dúvidas. Não é uma ideia tão radical. 80% dos homens nos EUA são circuncidados, a maioria quando bebês. E isso não é reversível. 
Não gosta das minhas ideias? Tudo bem. Tenho certeza que há outras melhores. Vá em frente e sugira suas próprias ideias. Meu argumento é que não faz sentido focar em mulheres se você está tentando acabar com abortos. Aborto é a “cura” para gravidez indesejada. Se você quer acabar com abortos, você precisa prevenir a “doença” -– ou seja, a gravidez indesejada. E o único modo de fazer isso é focando nos homens, porque: HOMENS CAUSAM 100% DAS GRAVIDEZES INDESEJADAS. Ou. EJACULAÇÕES MASCULINAS IRRESPONSÁVEIS CAUSAM 100% DAS GRAVIDEZES INDESEJADAS. 
Se você é homem, qual seria a consequência necessária para que você nunca mais ejaculasse irresponsavelmente? Teria a ver com dinheiro? Talvez a perda de direitos ou liberdade? Dor física? Se perguntem: o que seria necessário para que você valorizasse mais a vida de sua parceira sexual do que seu próprio prazer ou conveniência temporária? 
Você é do tipo que aprende melhor com analogias? Vamos tentar essa: pense em outro grande prazer na vida, digamos, comida. Pense na sua comida, sobremesa ou drink favorito. E se você descobrisse que toda vez que você se saciasse com aquela comida você correria o risco de causar grande dor física e mental em alguém que você conhece intimamente? Você poderia não causar nenhuma dor, mas seria um risco real. 
Bem, provavelmente você ficaria triste, mas jamais se saciaria com aquela comida, certo? Não vale o risco! Depois, e se você descobrisse que haveria uma simples coisa que você poderia fazer antes de comer aquela comida favorita, e isso eliminaria o risco de causar dor em alguém? O que é uma ótima notícia! MAS a coisa simples que você poderia fazer tornaria a experiência de comer um pouco menos prazerosa. Para esclarecer, ainda seria MUITO prazeroso, mas um pouco menos. Tipo comer usando um garfo ou uma colher que você particularmente não gosta. 
Você estaria disposto a fazer aquela coisa simples e eliminar o risco de causar dor a alguém que você conhece intimamente, toda vez que você comesse sua comida favorita?
CLARO QUE VOCÊ FARIA.
Camisinhas (ou mesmo retirar na hora H) é aquela coisa simples. Não coloquem mulheres em risco. Não escolham aumentar seus próprios prazeres se isto arrisca causar dor em mulheres. 
Homens comandam nosso governo em maioria. Homens fazem as leis em maioria. E homens podem eliminar o aborto em 3 meses ou menos sem sequer mexer em uma lei sobre aborto ou mesmo mencionar mulheres. 
Em suma: PAREM DE TENTAR CONTROLAR OS CORPOS E A SEXUALIDADE DAS MULHERES. A GRAVIDEZ INDESEJADA É CAUSADA POR HOMENS. 

82 comentários:

Anônimo disse...

Legalização do aborto ja

Anônimo disse...

As mulheres deveriam revidar e abandonar os filhos com o pai

Só assim pra mudar

Anônimo disse...

" E homens são 100% responsáveis pela gravidez indesejada... ". Só tenho uma resposta pra essa declaração insana: FAKE NEWS!

Anônimo disse...

Que texto genial.

Eu tenho uma experiência pessoal sobre pílulas anticoncepcionais.

Comecei a usá-las aos 15 anos, bem antes de ter uma vida sexualmente ativa. Foi prescrito por uma dermatologista p/ controlar a acne. Ela me receitou o diane 35 e eu amei, porque atingiu totalmente o objetivo e eu tinha uma pele de neném. Além disso meus peitos ficaram maiores, a tpm desapareceu e as cólicas idem. Era maravilhoso.
Lembro que se por algum motivo eu deixava de tomar a pílula por algumas semanas, a acne pipocava na minha cara e eu pensava "que droga de sistema hormonal". Eu não eatava preocupada com contracepção naquele momento, então essas pausas aconteciam às vezes.

Anos se passaram, comecei a namorar e continuei com a pílula milagrosa. As vezes até emendava cartelas porque detestava menstruar. Zero efeitos negativos, mil efeitos positivos.
Agora tinha dois motivos pra usar a bendita.

Namorei por seis anos e quando terminei, aos 24, continuei usando a pílula, ja com orientação da minha ginecologista.

Ate que um dia, senti uma dor abdominal tão forte, mas tão forte, que achei que ia morrer. Ela veio sem sinal. Passei um dia ótimo e estava num barzinho com amigos. Ela simplesmente veio como um soco no estômago. E outro, e outro. Meus amigos me levaram pra casa, era cedo, 23h. Eu vomitei o caminho inteiro e fiquei feliz por isso, porque minha experiência dizia que quando ingerimos algo que nos faz mal, costumamos melhorar depois de colocar pra fora. Mas meu mal estar não tinha relação com comida ou bebida.

Nessa época ainda morava com meus pais, mas só meu pai estava em casa. Minha irmã tinha ganhado neném recentemente e minha mãe estava na casa dela ajudando.
Meu pai teve um dia particularmente cansativo e quando eu falei que estava passando mal, ele recomendou um banho e voltou a dormir.

(Continua)

Alicia

Anônimo disse...

Continuei vomitando até depois de não restar nada no meu estômago. A dor era tão forte e contínua que eu não tinha forças pra chamar ninguém. Nem pra colocar roupa. Eu me lembro de ter alucinado. Depois me peguei pensando na pior pessoa que conhecia e chegando a conclusão que nem ela merecia passar aquilo.
Peguei uma cartela de um analgrsico qualquer e ia tomar ela inteira, mas felizmente meu pai viu e impediu.

No outro dia a dor continuou. Ninguem deu muita importância porque acharam que era ressaca. Não fui trabalhar, minha mae ligou pro meu primo médico e ele disse que era gases. Tomei remédio pra gases. A dor estava piorando e minha mae me levou ao hospital.

Cheguei no pronto atendimento gritando, me passaram na frente. "Apendicite, mas vou pedir exames pra confirmar".
Exames mostraram um apendice perfeitamente saudável e um fígado 3 vezes o tamanho normal, chrgando na minha pelvis. Internação imediata.
Diagnóstico: podia ser uma infecção ou um tumor, mas ainda não dava pra ver direito. Tinha sofrido uma hemorragia interna que, nas palavras do médico me explicando, fez meu fígado inflar como um balão cheio de sangue. Precisei ficar oito dias internada, transfusão de sangue, e ai conseguiram fechar o diagnóstico em tumor.
Benigno, não era um cancer. Era um adenoma hepático de 14 centímetros que havia sangrado e que precisava ser retirado porque ia acontecer de novo.

A causa? Predisposição genetica e uso de pílula anticoncepcional. Felizmente nessa época ja trabalhava no mpu e ja contava com um plano de saude muito bom. Fui pra sao paulo ser operadada. O único médico que fazia a cirurgia não atendia plano nenhum, pagamos cerca de 40 mil reais, mas o hospital e todo o resto (que chegaram a 300 mil reais) foram cobertos pelo plano. A cirurgia durou 12 horas e foi assistida por um monte de gente.
A única restrição que tenho hoje eh justamente não poder usar metodos hormonais contraceptivos.
O medico explicou que essa eh uma doença na moda, infelizmente, entre jovens mulheres. Porque hj adiamos a maternidade e usamos hormônio por mais tempo.
Ele explicou que corri um risco real, pela hemorragia (perdi metade do sangue), pela dor (ele falou que eh pior que colica renal), pelo risco cirúrgico em si, pq foi uma cirurgia de grande porte.

Enfim, tudo pq medicos negligenciam os efeitos colaterais das pílulas. Eu sei que sou exceção e a maioria nao vai passar por isso, mas foi algo tao traumático que nao vale a pena. Hj uso diu de cobre e eh maravilhoso.

Quando parei com a pilula, minha pele novamente pipocou. E eu pensei que seria assim pra sempre. Mas não. Passaram 3 meses e eu corpo se reequilibrou e minha pele ficou boa de novo, meu corpo estava dependente do hormonio da pílula.

Fica o alerta, aqui no brasil nao eh preciso receita pra comprar ac, mas ela pode trazer consequências nefastas.

Na mesma época que passei por isso, uma conhecida da mesma idade teve uma trombose e a causa tbm foi anticoncepcional. Ela infelizmente não teve a mesma sorte que eu e está tetraplégica ate hj.

Eh muito triste.

Alicia

Anônimo disse...

Lembrei do relato de um americano que era contra o aborto de todo jeito (foi postado no Reddit, se eu achar de novo, posto o link) . A mulher engravidou e ele queria a criança, mas ela não. Ela decidiu ser ridiculamente altruísta e teve o filho por ele, abdicando os direitos dela de ser mãe (já estavam separados), no entanto. Passado um tempo, o cara não aguentava mais cuidar do bebê sozinho, dizendo que era muito difícil e que queria forçar a lei a fazer ela cuidar da criança (vê se pode uma coisa dessas...), ela continuou negando. Óbvio que a lei não acatou o pedido dele, pois ela deixou bem claro que não queria a criança desde o começo. Se a história foi verdade, já é um milagre o cara ter feito o papel mínimo de pai dele, mas o bom dela mesmo era ter lido ele comentando que CUIDAR DE CRIANÇA SEM AJUDA NÃO É FÁCIL! Pior ainda se você não quiser a criança.

Anônimo disse...

https://www.reddit.com/r/legaladvice/comments/5b79z4/nm_i_got_a_girl_pregnant_and_she_wanted_to_get_an/

Achei!

mh disse...

Percebam o quão interessante é a questão:

- Todos os homens que conheço que se submeteram à vasectomia o fizeram após terem os filhos que queriam. Não conheço, embora acredite que existam, homens que o fizeram antes de engravidar uma ou mais mulheres;
- Isso acontece mesmo sabendo que a vasectomia é REVERSÍVEL e de modo muito mais simples do que tentar reverter uma laqueadura;

Agora uma historinha real:

Um dia eu sentei em um banco de praça para ler um pouco enquanto fazia a "fotossíntese" num solzinho gostoso de inverno. Na praça, como é bem comum em qualquer cidade do mundo, tinha um bebum (ou parecia) meio doido que falava sozinho. Falava, discursava e até dançava um pouquinho. Lá na outra ponta passou um jovem catando latinhas nos cestos de lixo e falando sozinho... Quando o primeiro viu a cena, exclamou: Será que aquele é um dos meus? Tem um monte por aí que fui eu que fiz...
A expressão de orgulho e vaidade em seu rosto não dava para não perceber. Acredito que haja homens como ele que têm orgulho de ter esparramado seu DNA pelo mundo, mesmo que não saiba quantos ou em que condições cresceram. São seus filhos e isso basta para ser mais homem (leia-se mais macho)? Parece que sim...

A responsabilidade de criá-los fica com as mães que provavelmente foram abandonadas por estarem grávidas ou outras tantas que sequer desenvolveram vínculo afetivo com o sujeito. Mas isso não importa. O que importa é que não tenham abortado e os genes do orgulhoso andem por aí catando latinhas nas latas de lixo e falando sozinhos. PONTO FINAL.

Marina disse...

Só um palavra para esse texto: SENSACIONAL!!!

Anônimo disse...

Esta mulher, Gabrielle Blair, já que é mórmon, deveria levar mais a sério a ideologia que segue. A sua igreja possui várias doutrinas, dentre as quais, a que se refere à castidade, onde diz que desaprova beijos apaixonados, deitar-se por cima de outra pessoa e tocar as partes íntimas alheias. EXCETO DURANTE RELAÇÕES ÍNTIMAS ENTRE CÔNJUGES, não é permitido provocar excitação sexual em outrem, não importa de que maneira. Aconselha-se o uso vestes recatadas e que se fale a respeito da castidade de maneira apropriada e não consumir pornografia ou mesmo filmes que contenham nudez.

Enfim as regras dentro das igrejas talvez não sejam estúpidas assim. Penso que quando os antigos escreveram as diversas doutrinas religiosas, provavelmente estavam pensando o quão é arriscado uma relação sexual meramente por recreação, tanto por parte do homem quanto da mulher. Ambos são culpados, não me venham colocar a mulher como vítima de um ato sexual em que ela consentiu. Até por que, se não houve consentimento, é estupro e o aborto neste caso já é legal!

titia disse...

"Há homens dispostos a correr o risco de engravidar uma mulher –- o que significa literalmente pôr em risco sua vida, sua saúde, sua posição social, seus relacionamentos e sua carreira, para que assim eles tenham alguns minutos a mais de prazer? Isso é sério? Sim. É sério."

Pois é. E ainda por cima vem algum ou alguma idiota dizer que eu tenho que querer, amar, idolatrar salve salve essas porras. Dá vontade de ir pra Marte mesmo.

Anônimo disse...

O feminismo adverte (há décadas) transar com homem e prejudicial a saúde física e mental da mulher.

Anônimo disse...

Eu sou homem e concordo com as propostas apresentadas!

Anônimo disse...

Mas a gente já sabia disso instintivamente, só que tradicionalmente a mulher sempre se deixou acusar de tudo, inclusive a responsabilidade total por ficar grávida. Ainda bem que as mulheres estão acordando, escrava doméstica já era, casamento é péssimo pra saúde da mulher e boa pro homem.
Chega de focar a nossa vida nisso, já deu. E o mundo já tem gente demais, aborto sempre foi usado pra controle de natalidade.
Isso da pílula masculina ser tão ruim pra saúde e ter sido proibida me deixou chocada.A saúde da mulher sim pode ir pro ralo...A mulherada vai acordar ainda mais e exigir cada vez mais seus direitos de cidadã. Aborto Livre já.

Paulo Augusto disse...

Se uma mulher não quer uma gravidez indesejada, a solução é simples: Abrace a solteirice por o resto de suas vidas, ingeram goela abaixo toneladas de contraceptivos da mega indústria farmacêutica, tenha uma relação homoafetiva com outra mulher. Pronto o mínimo foi resolvido!!!!

Anônimo disse...

"Quando o tema aborto vem à tona, homens podem pensar: aborto é horrível, mulheres não deveriam abortar jamais. E nunca levam em consideração o homem que CAUSOU a gravidez indesejada. Se você não está responsabilizando homens pela gravidez indesejada, então você está perdendo seu tempo. "

Boa tarde, Lola... O que nós queremos não é punir homens ou mulheres, mas sim proteger o bebê vulnerável. Por isso insistimos na proibição do aborto.

Anônimo disse...

Os filhos devem ficar com a mãe, o pai nem amamenta-los pode. A não ser que o pai queira e se obrigue a contratar uma babá para ajudar a cuidar.

Anônimo disse...

Ela só esquece que, fora os casos de stealthing, as mulheres concordam com o sexo sem camisinha.
Também mente ao dizer que as mulheres, como grupo, preferem sexo com camisinha. O que está longe da verdade, já que muitas também sentem mais prazer sem.
Esquece também que as taxas de falha da camisinha chegam a 10%.

Antônio Ruiz disse...

Não sei!?! Se nós homens somos tão ruins para vocês mulheres, porque a Lola é casada com um?
Mistééééééériiiiiooooooo

Anônimo disse...

Aborto TB é uma opção, babaca

Anônimo disse...

"Lembrei do relato de um americano que era contra o aborto de todo jeito (foi postado no Reddit, se eu achar de novo, posto o link) . A mulher engravidou e ele queria a criança, mas ela não. Ela decidiu ser ridiculamente altruísta e teve o filho por ele, abdicando os direitos dela de ser mãe (já estavam separados), no entanto. Passado um tempo, o cara não aguentava mais cuidar do bebê sozinho, dizendo que era muito difícil e que queria forçar a lei a fazer ela cuidar da criança (vê se pode uma coisa dessas...), ela continuou negando. Óbvio que a lei não acatou o pedido dele, pois ela deixou bem claro que não queria a criança desde o começo. Se a história foi verdade, já é um milagre o cara ter feito o papel mínimo de pai dele, mas o bom dela mesmo era ter lido ele comentando que CUIDAR DE CRIANÇA SEM AJUDA NÃO É FÁCIL! Pior ainda se você não quiser a criança."

Ela deveria ser obrigada a prover para a criança sim, assim como todo homem é obrigado a prover mesmo quando não queria ter o filho. Como diriam as feministas daqui: é direito da criança, não do pai.

Anônimo disse...

O "bebê" na barriga da mulher depende exclusivamente dela pra sobreviver, logo, a mulher é quem tem tutela da proteção do "bebê", não ~vcs~, estúpido

Anônimo disse...

Os filhos devem ficar com o pai, e pra amamentar... basta uma mamadeira

Babá é q não vai ter, energúmeno

Anônimo disse...

A Lola e de uma geração onde a romantização na relação com homens era muito forte, fazia parte daquele tempo e daquela realidade. Hoje felizmente isto esta sendo desconstruído assim como suprimida a suposta atração por homens.

Anônimo disse...

Você que é um FAKE patético. Se mata seu pedaço de bosta podre!

Anônimo disse...

Cala a boca e de preferência se mate logo, mascutroll lixoso, pedaço de merda inútil e desprezível.

Anônimo disse...

Não me venha você dá uma de estulúpida, pois mulheres mórmons casadas também engravidam contra a vontade e fazem a aborto. A vida sexual de suas colegas de igreja não é da sua conta. Meta- se com a sua própria vida!

Anônimo disse...

Se um homem pensa como o Paulo Augusto e não quer que uma mulher tenha uma gravidez indesejada vindo a realizar um aborto, a solução é simples:Abracem a solteirice pelo resto de suas vidas, façam vasequitomia ou castração química. Tenha uma relação homoafetiva com outro homem. Pronto o mínimo foi resolvido!!!!

Anônimo disse...

É nós queremos proteger a mulher vulneravel. O corpo da mulher e tudo que está dentro dele, incluindo o útero e o feto, não é público. E ninfuni pode tomar decisões sobre o corpo e a vida dela.

Anônimo disse...

Bem simples, burrinho. Nem todos os homens são idiotas.

titia disse...

"O que nós queremos não é punir homens ou mulheres, mas sim proteger o bebê vulnerável".

Pode creche pública? Não.

Pode auxílio financeiro mínimo pra que a família ao menos tenha o que comer? Não.

Pode licença maternidade maior? Não. E licença paternidade maior? Não.

Pode planejamento familiar e distribuição gratuita de contraceptivos? Não.

Pode educação sexual nas escolas? Não.

Pode lei que impeça gestantes ou lactantes de fazer trabalhos insalubres? Não.

Pode amamentar em público? Não.

Enfim, tudo que beneficiaria o bebê depois de virar gente e nascer não pode. Eu nem sei mais porque esses bostas ainda tentam enganar alguém.

Cindy disse...

É aquela coisa: por que colocar um colete de balas, se você pode simplesmente tirar a munição, não é mesmo?

titia disse...

"Ela deveria ser obrigada a prover para a criança sim, assim como todo homem é obrigado a prover mesmo quando não queria ter o filho. Como diriam as feministas daqui: é direito da criança, não do pai."

Leia direito, mascu: ele não queria que ela ajudasse a prover (algo que pela lei estadunidense deixa de ser obrigação quando a pessoa renuncia a qualquer direito paterno), queria que ela fosse obrigada a CUIDAR SOZINHA da criança porque o zé bostinha cansou da brincadeira de ser pai e quis jogar o menino longe e fugir da responsabilidade, como se o filho fosse um brinquedo que ele pode guardar no baú quando não quiser mais brincar e não um ser humano.

Anônimo disse...

Errado! A relação não é e nunca será simétrica. Foi feita uma concessão porque ele queria cuidar do bebê sozinho. Ele tem que cumprir o acordo feito pois ela queria o aborto e desistiu para dar o filho que ele queria. Que ELE queria, não ela. Ele deve cumprir o acordo de se responsabilizar sozinho. Um bebê afeta especialmente a vida de uma mulher pela ligação que este bebê tem desde o início com o próprio corpo da mulher. A gravidez é um impacto no corpo e em toda a vida da mulher. No futuro, quando homens e mulheres tiverem mais igualdade, podera ser discutida possibilidade das mulheres cuidarem do filho sozinha quando optarem por ter um filho que não é desejado pelo pai, mas é desejado por ela. Mas pelo fato da mulher carregar o feto em seu ventre jamais poderá ser dado ao homem o direito de obrigar uma mulher a fazer o aborto ou de obriga-la a criar quando ela teve o filho porque ele quis cuidar da criança sozinho.

Anônimo disse...

Texto PERFEITO E FANTÁSTICO!!!

E já perceberam que até mesmo o uso da camisinha MASCULINA é cobrada via de regra APENAS da mulher?
Ora, a camisinha masculina não vai NO PÊNIS DOS HOMENS?

A verdade é que eu nunca consegui, nem uma única vez, uma resposta de um pró-morula sobre o uso da camisinha. É mencinar o papel deles e mostrar que com preservativos eles também podem evitar o "assassinato de sacrossantas morulinhas" eles desaparecem do mapa...

Jane Doe

Paula disse...

Concordo que os efeitos da pilula são horríveis e que realmente cagam pra nossa saúde. Só nós podemos nos fuder com os efeitos colaterais. Eu não tomo a um bom tempo, tenho várias vasos nas pernas e acho que foi causado pela pilula, tenho essas merdas desde que era adolescente.

Mas essa de que o homem é 100% responsável, n dá. Odeio como o feminismo muitas vezes trata a mulher como imbecil, pqp!
Muitas aceitam transar sem camisinha, conheço algumas que não gostam mesmo, transam sem nada e n estão nem aí. Se engravidarem elas tem responsabilidade sim, assim como o homem. Camisinha n ferra nosso organismo, tirando aquelas que tem alergia. Aí é foda mesmo, vão evitar como?

Anônimo disse...

e ainda acusam os outros de vitimismo e n assumir responsabilidades, tsc, tsc... A mulher concorda em transar sem nenhum tipo de contraceptivo e a culpa é só do homem? cômico.

Anônimo disse...

E sabendo que homens são tão escrotos as mulheres ainda sentem atração por estes lixos? Por que não viram lesbicas de uma vez e param de reclamar ?

ibi disse...

ibi *
(do tupi antigo ibi, yby, yvy = terra, chã)

Uso de camisinha = zero por cento de efeito colateral danoso.

Mas não usar pode ter consequências NEFASTAS (do ponto de vista masculino) também PARA OS HOMENS, e isso tem de ser mais divulgado: simplesmente, a AMPUTAÇÃO DO PÊNIS!

Explico: HPV é a maior causa de amputações penianas no Brasil e no mundo! (também é a maior causa de câncer de colo de útero, mas com isso os homens não se importam).

Usar camisinha diminui as chances de contrair HPV. As consequências do papiloma vírus humano para homens devia ser algo reforçado na mídia. Só o ex-secretário estadual de saúde José Aristodemo Pinotti alertava, sempre. Porque se a vida da parceira importa nada para os homens, saber que podem ficar sem um órgão a que dão um “certo” valor pode fazer com que usem o preservativo. Com consequência reflexa em barrar/diminuir a morte de mulheres (no Brasil são cerca de 7.000 por ano por câncer de colo de útero).

Só recentemente se iniciou vacinação preventiva de meninos, sem uma campanha intensiva. As vacinas ajudam muito, mas são só para as três ou quatro principais cepas (existem dezenas) e o ideal é tomar antes de que a pessoa inicie a vida sexual, para serem realmente efetivas.

Anticoncepcional de hormônios predispõe a mulher a:
- cânceres, de todo tipo;
- tromboses e adenomas (como os dois casos pessoais relatados acima);
- problemas cardiovasculares;
- perda de libido, aumento de peso corporal, amenorreias, sangramentos, manchas escuras no rosto, entre outros.
Afora todas as dificuldades apontadas pela autora do texto (preço, dificuldades para o uso).
Até acho que seria bom ela listar, ao invés de dizer genericamente sobre os efeitos, mencionando que podem ser BRUTAIS, o que é fato. Teria mais impacto no blogue do que em um comentário, ou cada pessoa ter de fazer o movimento de ir pesquisar.

Outros métodos para a mulher também são invasivos, DIU pode provocar sangramentos, com consequências sérias. Hormônios por injeção, por adesivos ou colocados no fundo do útero para segregação paulatina, todos potencialmente (e não pouco) cancerígenos e com todos os males associados (não só a pílula).

Camisinha não evita, mas diminui consideravelmente o risco de HPV. Evita DST´s.
É meu método contraceptivo com meu namorado (ou seja, num relacionamento estável). Há respeito, nesse quesito, ele não deseja pôr minha vida e saúde em perigo. E foi meu método com meus namorados anteriores. Após breve período de uso de pílula, no início de minha vida sexual, até compreender os danos implicados, sempre usei camisinha, masculina e feminina.

(continua)

ibi disse...

A camisinha feminina tem a vantagem de ser ainda mais gostosa de usar, o anel externo estimula o clitóris, e é uma pena – um crime, na verdade – a pouca aceitação que teve e a falta ou escassez de distribuição gratuita: assimilada pela cultura, a mulher teria/terá mais controle sobre dispor e usar; na rede pública, soube que na minha cidade, de 400 mil habitantes, só dois postos de saúde distribuíam e, parece, atualmente nenhum; não encontro para comprar há muitos anos em farmácia, não cheguei a procurar na web, penso que exista, o preço é que ainda é muito alto.

Se não pararam de fabricar, meninas, usem, é muito legal!! Só temos de pressionar para ficar mais barata e voltar a ser distribuída gratuitamente junto com os preservativos masculinos nas unidades de saúde.

Uma amiga, que também usa camisinha como contraceptivo, fala pro marido: “É por autocuidado seu também, eu não pretendo te trair mas vai que faço, pego algo e depois continuo transando com você depois disso, aí você vai estar mais protegido.

E outra, sexo não é só penetração, usemos a criatividade! Outras práticas, tão ou mais prazerosas (para mulheres e homens), não engravidam.

Conheci um caso em uma viagem e fiquei horrorizada (são milhões, eu que ainda era novinha e iludida de que homens eram gente): o padrasto de uma amiga, companheiro da mãe dela, portanto, achava meio desconfortável usar camisinha (isso mesmo, não era alergia, até porque o material é antialérgico, ou qualquer impedimento), ele preferia sem... só que a esposa dele não podia, por problema médico sério, usar anticoncepcional oral, na época o único disponível... então, para que fosse mais agradável pro bonitão, a mãe de minha amiga, na época em que os conheci, já tinha arriscado a vida em TRÊS abortos!!!!! Isso faz mais de 20 anos, perdi o contato, pode ter se sujeitado a mais e pode até não estar mais viva, queira a deusa que esteja!!! Uma pessoa (?) que arrisca consciente e tranquilamente a vida da esposa desse jeito, pelos segundinhos/minuto de prazer a mais, como bem lembra Gabrielle Blair, nutre por ela amor ZERO, óbvio! Eu, no seu lugar, não ficaria com ele de jeito nenhum, nem começaria um relacionamento assim!

O patriarcado manda que mulheres sirvam aos homens e ao prazer deles, temos mesmo de derrubá-lo, passou muito da hora!!! Só essa cultura patriarcal introjetada faz mulheres sujeitarem-se a essa situação toda.

ibi disse...

(continua)

Se não conseguirmos medidas mais radicais, as propostas pelo guest post e outras (plenamente justificáveis, como mostra a realidade, a saúde pública, as mortes de mulheres; vasectomia não é radical, é simplérrimo, o cara volta pra casa andando, em seguida), ao menos que os sujeitos que ejaculam o façam de modo responsável. E fiquem sabendo que fazendo isso estão também se preservando de perder o pinto.

* Ibi (ibi) era meu apelido de infância (por coincidência, tem esse sentido tão forte em tupi/tupinambá e sou da terra, filha de trabalhadores da terra, além de a terra ser o sagrado em muitas culturas – por isso, p ex, na Capoeira se inicia na roda reverenciando o “baixo”, o chão); muitas de nós não assinamos com os nomes por medo de doxxing, tristes tempos, então ibi; já fiz comentários nessa linha de hoje antes e sobre a linguagem que usamos (parte da cultura machista e inclusive do estupro, mantida por mulheres e homens, como falar e escrever sempre nesta ordem: homens e mulheres, meninos e meninas, rapazes e moças etc. etc.; como casar e adotar sobrenome de marido, a lei nunca exigiu, nem há cem anos; como usar o masculino como se fosse o gênero, e não é **; como xingar alguém de "filho da p.” ou "corno", então atingirmos a mulher mais próxima e não a pessoa em si; dizer PQP, tentar ofender homens dizendo que são efeminados, frescos, que têm pau pequeno... ou seja, incentivar a masculinidade tóxica... queremos homens na sociedade, com humanidade, que cuidem, com afetividade e delicadeza, não machões toscos, agressivos, sujos, por favor), mas “assinava” como anônima.

** Manual para uso não sexista da linguagem:
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3034366/mod_resource/content/1/Manual%20para%20uso%20n%C3%A3o%20sexista%20da%20linguagem.pdf

Anônimo disse...

"Ela deveria ser obrigada a prover para a criança sim, assim como todo homem é obrigado a prover mesmo quando não queria ter o filho."

Você entendeu errado ou está se fazendo de idiotinha. :)

Ele queria forçar a mulher a CUIDAR da criança que ela deixou bem claro, desde o começo da gravidez, que não queria. Sobre prover, não foi dito no comentário, mas se você abrisse o link do Reddit, poderia ler: ela paga pensão pela criança (coisa que maioria dos homens não fazem, como dito no post da Lola) e ainda por cima ela pagava MAIS do que ela devia, ela é uma excelente mãe que cumpre com sua obrigação mínima pela lei.

Anônimo disse...

12:11 isso não é insanidade. É puramente mau caratismo.

Cão do Mato disse...

Para cada homem que penetra uma mulher sem camisinha, existe uma mulher que aceitou ser penetrada sem camisinha. Parem de jogar a culpa das duas fraquezas nos homens. Além do mais, mulher também não gosta de transar de camisinha. Minha primeira transa foi com uma mulher que se ofendeu quando eu puxei o preservativo. Achou que eu a estava tomando por "vagabunda"...se o cara não quiser usar camisinha, bata o pé e diga que se for assim nada feito. O cara muda de idéia rapidinho. Usem todo esse "empoderamento" na vida real e não apenas pra mandar macho calar a boca em caixa de comentários de blog feminista.

Anônimo disse...

Outro efeito negativo da pílula: diminui a libido.

No meu caso foi quase uma castração química, e eu sequer sabia...

Como disse, comecei com o uso antes de ser sexualmente ativa e nunca tinha muito interesse por sexo, mesmo namorando. Chegou a ser até um problema p/ mim com meu primeiro namorado, com quem fiquei seis anos. Eu nunca tinha vontade e achava normal.

Depois, quando tive que parar de usar ac por motivo de saúde, descobri pq as pessoas gostam de sexo. Eu só senti vontade mesmo de transar quando parei com o ac. Na época me lembro que nem liguei uma coisa com a outra. Logo que parei, comecei a namorar meu marido e foi tudo muito bom desde o primeiro dia. Claro que muitos fatores contam mas o ac não ajuda ne?
A gente fica igual o ciclo todo qdo usa pílula. Sem homonio são tantas nuances, altos e baixos, acho mil vezes melhor.

Alicia

Anônimo disse...

17:14 Ah então a responsabilidade é exclusivamente dela? Então "que se virem" e depois não acusem os homens de "mimi abandonou a mulher. .namorada...ficante...grávida. .

Anônimo disse...

Mau caratismo / falta de caráter / desonestidade e imbecilidade extremas de vocês mascutrolls desgraçados.

Anônimo disse...

Você não entendeu o que ela quis dizer com o texto. Homem gozar e ejacular (o que é necessário acontecer - dentro da vagina de uma mulher - para que uma gravidez indesejada ocorra) é insignificante e irrelevante para o prazer feminino. Gravidez indesejada é responsabilidade dos homens, são os homens que as causam, e diria mais: eles têm o desejo egoísta, sádico e misógino de engravidar mulheres contra a vontade delas (ou não também - pois o desejo e a vontade das mulheres é na maioria das vezes irrelevante para os homens) porque isso faz eles se afirmarem de sua "masculinidade", é uma "prova" de que eles são "Homens" ("com h maiúsculo"), faz eles se sentirem mais "machos", como mostrou muito bem a comentarista MHz às 14:06.

Anônimo disse...

Correção: comentarista mh * às 14:06.

Anônimo disse...

Homem é covarde chorão vítimista e irresponsável mesmo. Odeiam quando jogamos na cara de vocês as responsabilidades pelas merdas que vocês fazem e não querem arcar, daí jogam tudo em cima das costas das mulheres.

Mas não ligamos a mínima para os seus sentimentos e egos patéticos, ridículos e desprezíveis. Podem chorar mais, chorem oceanos que tornaremos útil toda essa água... por enquanto nos divertimos rindo muito dos seus chiliques histéricos de pirralhos barbados mimados imundos e das suas lágrimas de crocodilo.

Anônimo disse...

Já estão passando os efeitos do feitiço maldito, pois já está sendo feita a neutralização / cura da pesada lavagem cerebral hetERROssexualista do enganoso, tedioso e asqueroso romance piegas hetERROssexual e subordinação / submissão aos inimigos / opressores / invasores / parasitas das mulheres. É só questão de tempo para toda essa desgraça passar. Quem tiver vida verá.

Anônimo disse...

Por que ela joga na cara dos homens que a camisinha é de fácil acesso mas não fala que existe o preservativo feminino?

Anônimo disse...

Ta certo que a pírula faz mau a saude da mulher, mas um aborto é mil vezes pior que mesmo sendo feito em ambiente hospitalar legalizado ainda há risco de complicar além de machucar muito a parte interna da buceta.

Anônimo disse...

Só uma informação: a vasectomia só é reversível depois dos primeiros anos em que ela foi feita. É impossível reverter a vasectomia se ela tiver sido feita a 10 anos atrás por exemplo. Além disso, não há nenhuma garantia de que ela pode ser revertida, mesmo que ela tenha sido feita recentemente.
Estão falando como se fosse extremamente fácil reverter a vasectomia, mas NÃO É.
A única solução seria o homem congelar o esperma antes de fazer a vasectomia mesmo, inclusive há casos de homens que fazem isso.

Anônimo disse...

Perfeito, cão do mato. Fechou o tópico.

Anônimo disse...

"A GRAVIDEZ INDESEJADA É CAUSADA POR HOMENS" Este é o titulo da matéria, e é uma informação corretíssima.

"A GRAVIDEZ DESEJADA É CAUSADA POR HOMENS" Outra informação também corretíssima.

É isso, a ultima informação, é a causa do ressentimento em muitas mulheres: Até para terem o direito de abortarem elas precisam de um homem.

Isso deve gerar uma dor ressentida enorme....




Anônimo disse...

23:46 - ENQUANTO ESTIVER NA BARRIGA, sua anta

titia disse...

Morrendo de rir aqui com os machos #xatiadinhos por ouvirem algumas verdades. Quando dizem essas bostas pras mulheres tá ok, né? Quando culpam a mulher pela irresponsabilidade do cara tá ok, né? Quando a gente diz pro macho que precisa de duas pessoas pra fazer um bebê é mimimi, mas quando dizem que a culpa é toda deles aí o papo de 'precisar de duas pessoas' fica sério, né? Estrebuchem mais, machinhos, estou adorando ver vocês se contorcerem com o próprio veneno.

Anônimo disse...

Alícia, acho que isso varia de mulher para mulher. Uso exatamente o Diane 35 e nunca tive a libido diminuída. Não interfere em nada pra mim.

Anônimo disse...

Cão do mato, vc tá muito enganado. Não é bem como vc pensa: bater o pé e o cara atender. Não mesmo

Anônimo disse...

23:46 sua colocação foi devidamente respondida em 18:31. Não se faça de burrinho

Anônimo disse...

06:17 - não, seu idiota, mulher nenhum precisa de um omen pra ter o direito ao aborto, pq esse direito elas já o tem ASSIM Q NASCEM, sua anta

só pelo fato de serem mulheres elas já possuem o direito ao aborto, seu lixo

eterno ressentimento quem tem são os homens por se darem conta do quão descartáveis são na natureza

02:01 - aborto não é "mais prejudicial" q pílula, seu demente

Anônimo disse...

Realmente não vai ser possível eleger Bolsonaro, porem elegeremos um congresso ainda mais conservador do que o atual, isto e fato. Dai quero ver o Haddad sua agenda petista sem apoio do congresso.

Anônimo disse...

Eu já vejo a diminuição da tal libido heterossexual feminina como a unica coisa que presta neste "veneno"
Não dá para combater o machismo e seus agentes vetores (homens)tendo sentimentos românticos e sexuais por eles. Acordem.

titia disse...

01:36 primeiro é porque vocês TEM responsabilidade em evitar uma gravidez, uma vez que se vocês não saíssem por aí ejaculando dentro das mulheres sem proteção, gravidezes simplesmente não ocorreriam. Segundo, porque preservativo feminino é mais caro e mais difícil de encontrar no mercado, então ENCAPEM ESSES SEUS MALDITOS PINTOS SUJOS E FODA-SE O MIMIMI DE "CHUPAR BALA COM PAPEL"!

O dia que inventarem um vibrador que leve o lixo pra fora e carregue peso macho nenhum consegue mais casar...

02:01 aborto só é prejudicial se for malfeito, ou se a mulher tiver alguma condição de saúde (hemofilia, por exemplo) que aumente o risco exponencial da cirurgia, e mesmo assim esse risco pode ser reduzido com a medicação e os cuidados adequados. Pílula não tem atendimento qualificado, procedimento seguro ou medicação que diminua o risco. Então, coleguinha, ao invés de ficar dando palpite sobre corpo de mulher, gravidez, métodos contraceptivos e aborto - assuntos dos quais você entende menos que nada - vá achar um EJA ou supletivo que lhe ensine português, porque esse "pírula" foi pra matar uma mãe de desgosto.

P.S. Não, aborto não machuca a parte interna da buceta. Aborto pode no máximo machucar o útero, seu sujeito visivelmente ignorante que não sabe nada sobre aparelho reprodutor feminino além do que viu no xvídeos.

Sergio Costa disse...

Sempre utilizo preservativo, pois respeito as decisões e posicionamentos da minha noiva,o oposto ocorre da mesma maneira. O Amor é maior que um instante sexual,por isso vivemos o respeito e o amor em nossas decisões,não somos escravos do prazer. O sexo é uma transcendência de corpo, amor e alma,contudo requer cuidado.
A sabedoria sempre abraça o respeito, a paz e a vida. As mulheres devem possuir voz e alma altiva,não permitindo que nada que se distancie da sua vontade seja feito.
O prazer requer inteligência, lealdade, sabedoria, amor e respeito.

Anônimo disse...

Não é uma NEWS pra ser FAKE...
O que cara nem entendeu o que é fake news!

Anônimo disse...

Hahaha!
Homens podem jogar a responsabilidade toda pra cima das mulheres - ela transou pq quis.
Mas se as mulheres quiserem mostrar a responsabilidade dos homens - ai ai, estão jogando a culpa nos homens.

Dois pesos, duas medidas. Em um único parágrafo.

Anônimo disse...

Pq o preservativo feminino não é de fácil acesso. Tenta comprar depois volta aqui.
E pq os causadores de gravidez indesejada seriam os homens, não as mulheres.
Com um pouco de interpretação de texto, dá pra perceber que o ponto de vista da autora é de que ao jogar tudo na mulher estamos jogando a culpa no lado errado da equação.

Anônimo disse...

Se buceta é vagina, informo que abortos envolvem o útero.
Também informo que a vagina é toda interna.
A parte de fora chama vulva.
Ou seja: vc não sabe nada de nada...

Anônimo disse...

Homem jogar a responsa toda na mulher = pode
Mulher denunciar a responsa do homem = ai ai ai, não pode

Anônimo disse...

Como se fosse uma dádiva celestial alcançar o direito de abortar...
- entenda: direito a aborto legal, seguro e gratuito é o mínimo

O egocentrismo masculino sempre me espanta!

Anônimo disse...

Né? Tô aqui de camarote assistindo os comentários incoerentes...

Cão do Mato disse...

Mas é isso mesmo: a mulher transa porque quer. Caro contrário é estupro e a polícia deve ser acionada .

Unknown disse...

Ibi, voce é 10!

Anônimo disse...

Eh, deve ser. Eu ja percebi que tenho muita sensibilidade pra qualquer remedio.
Se tomo um analgésico pra dor de cabeça, caio de sono em 5 minutos, eh bizarro.

Mas sobre o diane, ainda que ele nao tenha especificamente esse efeito em vc, se cuide! Ele quase me matou, de verdade. E ja foi proibido em diversos países. Faça exames regularmente e insista em um ultrassom de absomen superior pra seu médico.

Alicia

Anônimo disse...

Antes que qualquer tipo de movimento feminista existisse ou pudesse existir, existiam as lésbicas; mulheres que amavam mulheres, que recusavam a aceitar o comportamento imposto às mulheres, que recusavam a serem definidas em função dos homens...

- Adrienne Rich

Anônimo disse...

Acho MUITAAAAAAAAAA IRRESPONSABILIDADE transar sem camisinha!!! Como pode? NUnca ouviram falar em dst e aids nao? Pqp, gente, "bora" cuidar da gente. Tem milhares de pessoas casadas com a doença. Nunca passou pela cabeça de ninguém isso não?
Homens, sejam menos inúteis, aceitem a porra da camisinha. Transem com quem quiser, mas com responsabilidade.

Felipe Lobo disse...

Não sei quem disse que a culpa é somente dos homens, eu sempre uso preservativo. Mas vejo que as mulheres não se importam muito, já vi muitas disserem que 'não precisa', pois é só 'ejacular fora'. Mas não sou tão louco assim, pois não quero ter filhos e não confio nem um pouco.

Teve um amigo meu que namorava uma mulher e ela disse que não precisava da camisinha dizendo 'eu confio em você'...

Aqui falam que tudo é culpa do homem, mas a mulher também é responsável pela sua sexualidade.

Uma coisa curiosa é que no Brasil ser pai é meramente ser um pagador de pensão, ninguém se importa se o pai é presente ou não. Importante é que tenha dado o dinheiro, mesmo que esteja desempregado.

Felipe Lobo disse...

Agora os preservativos femininos são facilmente encontrados nos postos de saúde públicos, ao menos na minha cidade.

Unknown disse...

Consegui fazer meu procedimento com segurança em SP através do contato de e-mail laryssalari2@hotmail.com

Berlimcyto disse...

Olá meninas olha se vc tem uma gravidez indesejada posso ajudar vcs me chamem no whats 3597097235 ...que agente resolve juntas !!!
Ajudo muitas mulheres nessa fase difícil e no fim sempre da tudo certo !! Aguardo vcs !!