sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

GORDOFOBIA SÓ É PIADA PROS PRECONCEITUOSOS

Como estava viajando e desconectada, não vi a ótima reportagem sobre gordofobia que a BBC publicou na véspera do Natal.
A matéria fala sobre o preconceito e a discriminação que as pessoas gordas sofrem. É a isso que damos o nome de "gordofobia". E é esse preconceito que se vê diariamente que muita gente tenta negar que existe. Eu sou alvo constante de gordofóbicos (que me atacam principalmente por eu ser feminista e de esquerda, mas sempre xingam o meu corpo para tentar me atingir). Disfarçam ataques com piadas batidas e sem a menor graça, fingem estar preocupados com a sua saúde (é irônico ver gente que quer que eu morra pedindo para eu fazer dieta, se não vou morrer -- porque, como sabemos, só gordo morre), associam gordura à sujeira, feiura, doença, mau cheiro, desleixo e até falta de inteligência, e se irritam sempre que alguém os chama pelo que são: babacas preconceituosos cheios de ódio.
As partes que mais gostei da matéria da BBC foram: uma nutricionista, Marcela Kotait, falando o óbvio (mas é importante uma nutricionista dizer "Existe a crença de que alguém acima do peso é doente. Isso não é verdade"); uma ativista, Alexandra Gurgel, afirmando que "uma das minhas maiores ajudas para me recuperar de tudo isso [traumas e baixa autoestima] foi descobrir sobre o feminismo, porque ele me mostrou que eu não sou obrigada a nada e posso ser da forma que quiser"; e outro ativista, Bernardo Boechat, lembrando que apenas se aceitar não é suficiente para mudar a sociedade: 
"Não interessa o quanto eu me ame e me aceite, a sociedade continua sendo contra mim. Não é porque eu me amo que vou conseguir passar em uma catraca de ônibus, que vou conseguir assento no avião ou que vou encontrar roupa com facilidade. Não adianta eu me achar lindo e maravilhoso, porque a estrutura gordofóbica vai dizer que não faço parte daquilo ali".
Concordo com ele, e isso vale para outros tipos de preconceitos também (não é por você descobrir que tem uma cor maravilhosa que a polícia vai parar de te considerar suspeito pela sua cor, por exemplo). Mas desconstruir os próprios preconceitos e aceitar a si mesmo ajuda muito. É um primeiro passo. Afinal, como lutar contra a gordofobia se você internalizou e acredita no que os babacas preconceituosos cheios de ódio falam das pessoas gordas?
Um desses babacas que apareceram para gritar "Chamaram? Presente!" foi o invariavelmente detestável Danilo Gentili. No mesmo dia que a reportagem foi publicada, o reaça disfarçado de humorista tuitou para seus milhões de seguidores: 
E, no dia seguinte, Natal, ele decidiu atacar diretamente a Alexandra (cuja foto abria a matéria da BBC):
O bacana é que Alexandra, que tem um canal sobre aceitação do corpo e contra gordofobia no YouTube, não deixou barato: gravou um vídeo respondendo a Gentili, lançou a tag #Gordofobia Não é Piada (tudo junto), que viralizou, e ganhou a grande mídia (Bernardo também fez um bom vídeo). 
No vídeo Alexandra não fala só de gordofobia, mas de quem reclama de que o mundo tá chato, não se pode mais rir de nada (típico de Gentili e seus asseclas zumbis):
"O mundo para quem é minoria já é chato há muito tempo. Nunca foi divertido sofrer preconceito. Nunca foi legal ser marginalizado. Nunca foi motivo de riso ser expulso de casa, ser maltratado, ser visto como doente, ser visto como desprezível. Nunca foi divertido pra gente. Agora que a gente está tendo visibilidade, está tendo espaço, está começando a ficar um pouco mais legal o mundo, porque esses assuntos estão vindo à tona. Está começando a ficar chato para você, né?" 
Só não compartilho o otimismo da Alexandra sobre a possibilidade de Gentili aprender e mudar de opinião. Tem gente que não quer nem vai mudar, que ganha a vida sendo preconceituosa. Que outro tipo de humor alguém tão limitado intelectualmente como Gentili conseguiria fazer, afinal?
É excelente que as pessoas falem sobre gordofobia e aceitação do corpo. Hoje vi um tuíte incrível de uma moça que não conheço, Marcelloca, que colocou uma foto sua de biquíni e escreveu:
Uma ótima mensagem para quem ainda está encucada sobre ir à praia ou o que vestir ou se tem o "corpo certo" para curtir um mar. Se você tem um corpo, você tem o corpo certo, ué. E sobre a roupa, dá uma olhada no que os moralistas de 1949 achavam sobre as mulheres que usavam maiô:
"Espetáculos afrodisíacos e atentatórios à moral", "exagero nos trajes estimula a imoralidade", "necessário um pouco mais de comedimento", trajes "que fazem concorrência à parra bíblica", "a um passo do nudismo"... A gente lê essas palavras, olha a foto com o tamanho dos maiôs, e morre de rir, né? Mas tinha babaca preconceituoso cheio de ódio que realmente falava essas besteiras setenta anos atrás, que por falta do que fazer gastava tempo demais julgando mulheres, seus corpos, suas roupas. 
Assim como ainda tem gente que condena topless, que inventa que mulher gorda não deve poder ir à praia, pois seria uma afronta aos "bons costumes" (e aos seus olhos sensíveis), que passa o dia nas redes sociais zoando de gente que aprendeu a se amar -- que é, no fundo, tudo que essa galera do ódio mais quer: se amar.
Tomara que leve bem menos que setenta anos pra que essas pessoas do nível Gentili sejam vistas como o embuste ridículo e moralista que são. 

83 comentários:

titia disse...

Adorei as respostas dos entrevistados e um amorzinho extra pelo twitter da Marcelloca. Dica, recalcados e recalcadas de plantão: se vocês não se amam, não culpem quem o faz pela sua infelicidade; e se o corpo alheio os incomoda, simplesmente façam uso dos acessórios gratuitos desenvolvidos por milênios de evolução pra que você não tenha que olhar pra nada que lhes desagrada, A.K.A: as pálpebras e o pescoço. Fácil, né?

"Se chatice fosse doença" Gentili já estaria a sete palmos abaixo da terra. Feliz ou infelizmente, chatice é só uma característica de gente que nasceu desprovida do que chamamos de inteligência humana.

Anônimo disse...

Só posto isso:

https://www.youtube.com/watch?v=JBFtZqClP-Y

Assista, reflita e refute o Petry se você for capaz.

Marcos Sousa disse...

Boa noite, apenas uma ideia de próximo post: fala sobre a lutadora de MMA Fallon Fox.

Boa noite e mil beijos! ;)´

Felipe Roberto Martins disse...

As pessoas precisam - apenas - se respeitar, só isto, tão simples e complexo, ao mesmo tempo.

Anônimo disse...

Bom, eu sou feliz indo três vezes na semana na academia fazer meu treino stronglift, na minha dieta rígida e disciplinada, na minha disposição física e na ausência de dores nas articulações.

Quando eu era gordo, não houve esquerdismo que deu conta de fazer me sentir bem olhando no espelho. Foi muito mais fácil eu perder 40kg do que fazer campanha contra gordofobia querendo forçar a iniciativa privada a vender roupas para meu tamanho, a construir assentos mais largos e catracas mais folgadas.

Quase fiquei diabetico, colesterol alto e coração inchado.

Será que eu fui gordofobico comigo mesmo por nao aceitar meu corpo?

E so lembrando, mulheres gordas reclamam, mas sao as primeiras a rejeitarem homens gordos ou magro demais, querendo sempre um bombadinho pra elas.

E uma novidade: ninguem enxerga beleza em voce porque nós queremos e histericamente pedimos para que nos notem e nos achem lindos. Não é assim que funciona.

Abracos

Anônimo disse...

Nossa, a Marcelloca, do biquini de lacinho na foto, nem gorda é. Mas para a patrulha chata do corpo alheio, dentro dessa sociedade que cultua magreza e músculos inchados a qualquer custo, ela já acaba sendo considerada gorda. Há uma página no Facebook, "Não Sou Exposição", da nutricionista Paola Althea, excelente, sobre nutrição, aceitação, autoestima, questionamentos sobre padrões de beleza. Recomendo.

Anônimo disse...

A Ilha da fantasia voltou né? Tudo perfeito, sem comentários inapropriados, divergentes dos nossos.

Anônimo disse...

Se fosse comigo eu nem me estressava com esse Danilo Gentili. Eu ignorava totalmente. Tanta coisa melhor pra fazer ao invés de dar atenção as piadinhas desse cara. Eu deixaria que ELE desse atenção. Afinal, publicidade negativa e com teor de piada grosseira ainda assim é publicidade. Eu deixaria ele me dar publicidade e o ignoraria completamente. Que mané perder tempo respondendo a esse bobão! Alexandra, querida, não se rebaixe para responder crianças idiotas como o Gentili. Foca na tua vida e no teu crescimento. Você já tem sucesso e inspira muita gente. Gentili não vale nem um minuto da tua atenção.

Anônimo disse...

Ah Lola, Gentili também não vale nem um minuto da tua atenção. Fica a dica.

Valéria Fernandes disse...

Lola, ótimo texto. Enfim, eu fui vista como gorda durante quase toda a minha vida. Não vou dizer que superei, que não gostaria de perder peso, que consegui romper com a ideia de que menos peso = mais saúde. Para as minhas articulações, talvez, mas a gordofobia vai um tanto além quando chego com meu colesterol alterado e digo que na minha família, gordos e magros tem problemas com colesterol. Não encontrei médico que ouvisse está parte e mandasse investigar. E como se fosse um problema não dá gordura.

Mas aí, começa o ativismo, é não estou culpando ninguém, ativismo sempre é bom e me diz que não sou gorda e não posso usar o termo gordofobia e que só é gordo quem veste 50 para cima... Me sinto entao, no limbo, porque uma tivista uma vez chegou e me cortou (*e eu retaliei na horz*), dizendo que não podia falar de gordofobia, porque ão sou gorda... Enfim, nunca cheguei a vestir 50, mas muitos anos atrás já me disseram que 48 não tinha, que era número grande e não trabalhavam com ele. Opressão estética, use opressão estética. Ok, mas sempre ouvi gorda e o deboche e tudo mais, porque, efetivamente, se você não é padrão, é padrões mudam o tempo inteiro, você sempre será agredido. Especialmente se for mulher, ou membro de outra minoria em termos de repres3ntatividade (na política, na mídia, é por ai vai).

Gosto muito da Alexandra Gurgel e do Não Sou Exposição, o trabalho delas é muito bom. De resto, recomendo um livro de História que fala da construção da gordofobia no Ocidente. As Metamorfoses do Gordo - História da Obesidade do Georges Vigarello. Ele é muito bom.

Anônimo disse...

O Gentili só colocou a mensagem pra provar que o problema não é "o que se fala" e sim "quem fala".
O Pablo Vitar escreveu a mesma coisa e ninguém fala nada.
Mais uma vez foi comprovada a teoria do Danilo.

Viviane disse...

E o desafio continua: tente postar qualquer comentário defendendo a esquerda... no blog do Reinaldo Azevedo. Valendo!

Anônimo disse...

Acho importante nessa vida trabalhar a mente para ter hábitos saudáveis e ser gordo ou magro não é consequência lógica desses bons hábitos. Há magros que bebem e fumam muito, há gordos que mesmo se exercitando regularmente são gordos.
Mas a questão toda é: quem?? Quem perguntou? Ninguém deveria se preocupar, quanto mais ofender, hábitos particulares dos outros, e se assim fazem só podem ser taxados de idiotas ridículos mesmo.

titia disse...

22:59 você não entendeu mesmo ou apenas fez questão de não entender? Bom, vou fazer jus ao meu nome e explicar de qualquer forma:

Se você está infeliz com seu corpo, mude-o. É problema total e absolutamente seu. Quer emagrecer pra melhorar sua saúde, pra comprar roupas com mais facilidade, pra ficar mais confortável no ônibus? Problema SEU. Você pode tatuar todo o seu corpo com manchas de leopardo, se tingir de azul ou se cobrir inteiro de piercings, até onde me diz respeito. O corpo é seu, você faz o que quiser com ele.

Mas a partir do momento em que você não se contenta em modificar o seu corpo e começa a querer patrulhar e modificar o dos OUTROS, inclusive humilhando, excluindo e faltando com o respeito a essas pessoas simplesmente porque você não acha o corpo delas aceitável, aí sim passa a ser problema dos outros. Porque você NÃO TEM O DIREITO de se meter com o corpo alheio. Entendeu?

Questionamos esse culto ao corpo primeiro porque sabemos que isso de 'corpo perfeito' não existe. O que existe é só uma imposição de padrões estéticos impossíveis de se alcançar com o intuito de lucrar e controlar; mulheres que odeiam seus corpos gastam muito dinheiro e se ocupam demais tentando "aperfeiçoá-lo", esquecendo de ver os abusos e o machismo que as cercam e de lutar por seus direitos. Se a preocupação fosse realmente com a saúde, ninguém publicaria algo tão idiota quanto "Comer pra quê?" (pra não morrer talvez, porque é o que acontece?) em revistas de grande público.

Quanto à sua reclamação de "Ai, até essas gordas feias e nojentas querem caras lindos e bombadões" eu imagino que não preciso mencionar a quantidade de homem feio, gordo, sujo e machista que só quer loira branquinha, magra, bombada, com peitão e bundão, virgem, de cu e vagina rosa. Não duvido que você tenha sido um desses por muito tempo. Então, por favor, aja como adulto e pare de birra "Foi ela que começou, mamãe!".

Resumindo: cuidem das suas próprias vidas e respeitem os outros. Até parece que as pessoas gordas estão pedindo o mundo numa bandeja de prata.

Anônimo disse...

o Lola

Escreve sobre o genocídio cultural negro. Antes não se podia dizia que miscigenação era genocídio contra 'raça' branca, mas agora os negros levantam bandeira de que miscigenação é genocídio negro e todos aplaudem e acham bonitos. Um verdadeiro nazismo ao contrário. Fale sobre, já que provavelmente ce concorda, né

Só lembrando que os genes negros são dominantes e quando misturados, sempre prevalecem, diferente dos genes das outras 'raças' que são recessivos.

Abraços

Kasturba disse...

Lola, acho muito importante levantar essa questão sobre gordofobia. É algo muito arraigado, até mesmo em nós mulheres. Eu já consegui me livrar de várias cobranças por padrões sociais (não depilo minhas pernas porque os pêlos realmente não me incomodam, não passo esmaltes nem maquiagem porque realmente não me fazem falta, me livrei da neura de passar produtos pra ter cabelo liso, não uso mais sapatos desconfortáveis), mas a neura com meu peso, não consigo me livrar. Nunca fui gorda, mas mesmo assim de vez em quando me pego analisando meu corpo no espelho e encontrando mil "defeitos"...

Mas de qualquer maneira, essa luta não pode servir para dizer que ser obeso é saudável, principalmente na infância. Obesidade infantil é um problema sério, e traz consequências graves pras crianças. E na grande maioria das vezes é causada pelo desleixo dos pais, que acham mais fácil empurrar um mclanche do que ensinar a criança a gostar de brócolis... Que preferem comprar refrigerante do que se dar ao trabalho de espremer uma fruta e fazer um suco natural pra sua criança. Que acham mais cômodo deixar a criança na TV o fim de semana inteiro do que levar no parque pra correr e pular.
E vejo isso na minha família mesmo. Um filho da minha prima, gordinhho, aos 4 anos já estava com colesterol alto e princípio de diabetes! E antes disso era uma criança saudável, mas os cuidadores preferiam seguir esses passos acima do que terem trabalho de se preocupar com a saúde do menino.

Sim, a aceitação é algo importante de se conversar, e a demonização de gordos é algo horrível e cruel. Mas que essa bandeira não sirva de desculpa para que pais descuidem da saúde de suas crianças porque "é ok ser obeso".

Anônimo disse...

Foda-de, mermão, ninguém liga pro seu treino.

Anônimo disse...

Aff, aqui é o contrário, aqui o negócio é popozão, coxão e peitão e uma barriguinha saliente para mostrar que ''come bem'', ou então ser bombada, se não for assim leva atestado de ''anoréxica''. Seria o paraíso para as feministas, não é mesmo? Se não fosse um ambiente extremamente MACHISTA.

Anônimo disse...

Concordo Kasturba!

Anônimo disse...

titia

Que padrões estéticos que existem, minha querida? Ninguém põe uma arma na sua cabeça e te força a ser magra, ou ser atlético ou ser gordo. É vocês que querem fazer isso com as pessoas.

E não é impossível alcançar "padrão estético" nenhum. Isso é seu mindset preguiçoso. Até a Lola, se ela quiser, em poucos anos pode deixar de ser gorda. Tem nada de padrão estético impossível não. Alias, obesidade é caso de SUPERAÇÃO, da pessoa se superar. E tem MILHARES de pssoa que conseguiram superar a obesidade. Nem a medicina concorda com essa patifaria de tornar a obesidade normal. NENHUM médico concorda com isso. NENHUM.

A sociedade SEMPRE fez piada. Os magros sofrem piadas diariamente. Os bombados e atléticos sempre sofrem piadas por ter "pau pequeno" ou as mulheres por serem muito "masculinas". Agora gordo é uma classe semideusa que não pode zuar? Vocês tem é muito problema de autoestima, vocês mesmo acham que o ser humano é perfeito e se vocês não estão dentro do padrão que vocês querem, você se ofendem. Qualquer pessoa normal sabe que não existe isso e só ri de piadas.

Mulheres tentam aperfeiçoar o corpo não é por imposição de padrões não, é porque vocês tem natureza vaidosa, desde que o mundo é mundo. Até nas tribos isoladas e primitivas, as mulheres usam sapatos apertados pra ter os pés menores, argolas para esticar os pescoços e etc. Qualquer tribo indígena vai encontrar mulheres pintadas. Obviamente, com a evolução da civilização, as mulheres continuam querendo ter boa aparência e abusando de tratamentos e cosméticos. Tem ninguém impondo nenhuma mulher fazer isso não. Que viagem da preula isso. Homem num tá nem aí pra essas coisas. Tanto que vocês vivem se arrumando e se produzindo pra competir umas com as outras nas baladas, festas, faculdade.

Ué, não foi reclamação. Foi apenas uma apresentação dos fatos. Tenho grana e um bom shape, posso ter a mulher praticamente que eu quiser só acelerando meu Elantra ou tirando minha camisa numa casa noturna. Tô pouco cagando pro seu comentário. Apontei apenas uma hipocrisia. E sobre seu cenário proposto, os homens gordos e horríveis que querem mulheres novas, magras e bonitas, geralmente possuem dinheiro, e encontram mulheres que querem homens com dinheiro. É simplesmente troca e amores líquidos. Apontei apenas a contradição das mulheres ficarem magoadinhas porque os bombadões dispensam elas por serem obesas, sendo que tem um monte de homem na msma classe social e condição financeira até apaixonado por elas, e elas os rejeitam por ele não ser rico ou não ter grana. TEU PAPO É FURADO E INCONDIZENTE COM A REALIDADE.

Gordofobia não existe, ego ferido e baixa autoestima, e necessidade que os outros te admirem sem que você precise fazer nenhum esforço para isso, sim. Isso aí é só ego disfarçado de mimimi.

Camila disse...

Apoio totalmente a luta contra gordofobia, mas mudei de ideia quanto a questão saúde. Só o índice normais de exame de sangue indicam saúde? Chega uma hora que o corpo n aguenta mais tanta gordura.
Eu n tenho doença nenhuma, mas meu condicionamento físico era deplorável, só andar um pouco fico acabada e suando como uma condenada; e mesmo fazendo exercícios n teve uma grande melhora. Ano passado minha coluna n suportou mais e senti uma dor horrível, q nunca tinha sentido antes e mal conseguia andar.
Os exercícios ajudam nisso, agora doí pouco e as vezes, mas se eu n emagrecer vai continuar.
Se eu precisar correr pra qualquer coisa, simplesmente, n vou conseguir. Que tipo de saúde é essa?
Quando eu era magra e n me exercitava, meu condicionamento físico nem chegava perto dessa desgraça de hj em dia.

Ainda acho q ninguém tem q se meter na nossa vida e ficar dando palpite e fingindo preocupação com nossa saúde, mas acho que estamos nos enganando nisso.
Vejo youtubers que mal conseguem respirar, mesmo estando sentadas, garantindo q são saudáveis.

titis disse...

Chorãozinho das 14:45, que agora eu sei que fingiu não entender só pra ser babaca mesmo:

Ninguém devia ser zoado - exceto mascus, machistas, imbecis e babacas como você. O gordo, o marombado, o magro, a mulher que não é "feminina" não estão errados; quem zoa deles é que está errado. E não se trata de glorificar a obesidade, criatura que visivelmente deixou de malhar o cérebro, trata-se de respeitar as pessoas. Não tente me enganar que quando você chega pra uma estranha na rua e a chama de "gorda nojenta" está preocupado com a saúde dela; você apenas está insatisfeito consigo mesmo, está infeliz por ser esse humano bosta que é, e querendo descontar em quem está apenas cuidando da própria vida sem prejudicar ninguém. Obesidade quem trata é o médico, não um babaquinha cheio de complexos de inferioridade que não saiu da idade mental de 4 anos. Vá procurar uma terapia, que é o que você devia fazer, e deixe as pessoas gordas em paz.

Anônimo disse...

Nunca li tanto chorume, mimimi, falta de informação, clichês, lugar comum, sexismo e estereótipos misturados num comentário só. Típico de gente que vive fechada em seu mundinho particular de fantasia e não sabe nada da vida real.

Ezco Musaos disse...

"Tenho grana e um bom shape, posso ter a mulher praticamente que eu quiser só acelerando meu Elantra ou tirando minha camisa numa casa noturna."

---> A imaginação mascu voando alto aqui. Kkkkkk

kay wilbury disse...

Nao é?? Comentário desse indivíduo é uma alucinação, um delírio só, do início ao fim. Mascu está é passando vergonha monstro aqui.

Anônimo disse...

Gordos com problemas de saúde decorrentes do excesso de peso devem emagrecer sim, mas esse não é o assunto em pauta no post. Talvez você não saiba que nem todo gordo é doente como você era. Quanto a você dizer que mulher só gosta de bombadinho... pare e olhe um pouco à sua volta, veja a quantidade de mulheres que estão em um relacionamento sério com homens de corpos normais.

Anônimo disse...

Ele não fez isso para provar absolutamente nada porque inteligência ele não tem. Todos sabem que ele faz esse tipo de piada propositalmente para ofender e insultar pessoas de maneira sistemática e não esporádica como Pablo Vittar. Tá errado? Tá errado sim, gordofobia é repugnante, mas não são pessoas do mesmo nível, definitivamente. É que nem você querer comparar um bully com alguém que fez uma merda na escola uma vez na vida.

Anônimo disse...

Eu dei até print nessa resposta, arrazou titia!! que baita choque de realidade kkkkkkk

kay wilbury disse...

Ops, estou falando do anon das 14:45

Anônimo disse...

Fica melhor ainda mais a frente, quando o sujeito (14:45) a responde e ela dá outra bordoada sensacional kkkkkkkk

Anônimo disse...

Quero ver a defesa dos trans agora, tem uma mulher trans no MMA. E obviamente ela bateu bastante na mulher cis e venceu.
Mais justo impossível. Na prática temos um homem batendo numa mulher e ganhando um prêmio por isso.
Nada de novo na nossa vida.

Anônimo disse...

Ele acha que tá num jogo de videogame e que as mulheres são perdonagens com comportamento previsível. Maluco.

Sérgio Carneiro disse...

Eis que surge mais uma figura para a classe dos oprimidos:"Os gordos".

Se Antonio Gramsci ainda estivesse vivo diria que o dominantes(os esbeltos) através da dialética materialista histórica criaram uma superestruturas para manter um pensamento hegemônico do corpo esbelto dominante e blá, blá, blá....

Viram que dividir a sociedade, na fictícia luta de classe, só entre proletariados X burguese não deu certo. Resolveram dividi-la em mais pedaços: Negros X Brancos, Mulheres X Homens, Héteros X Homos, Pais X Filhos, Liberdade X Igualdade, Meritocracia X Inepocracia eis que surge uma nova divisão: Gordos X Esbeltos.

Não duvidem que no futuro teremos vagas ou cotas para os gordos como reparação histórica.

Ezco Musaos disse...

"Viram que dividir a sociedade, na fictícia luta de classe, só entre proletariados X burguese não deu certo. Resolveram dividi-la em mais pedaços: Negros X Brancos, Mulheres X Homens, Héteros X Homos, Pais X Filhos, Liberdade X Igualdade, Meritocracia X Inepocracia eis que surge uma nova divisão: Gordos X Esbeltos."

---> Reaçada, como sempre, mostrando que seu habitat natural é o mundo da lua. No mundo encantado dessas criaturas, não existe racismo, discriminação, desigualdade... Isso tudo é invenção desse bicho-papão chamado "feminazigaynegrismo". Falando sério, até hoje espero pelo dia em que verei alguma coisa, além de negação da realidade, saindo da boca ou dos dedos dessa gente "direita".

Anônimo disse...

Parabéns Sr. Sérgio. Essa é a verdade! O problema é que aqui não se tem interesse em mostrar a verdade, mas sim a "verdade" do partido e da ideologia.

Viviane disse...

Coleguinha de 21h53, muda de assunto, já está ficando chato! Essa pergunta já foi esclarecida em outros posts.
Só faço um adendo: para mim, MMA nem deveria ser considerado "esporte", portanto, nem perderia meu tempo em discutir se seria "justo" ou não.

Cão do Mato disse...

Defina "corpo normal".

Cão do Mato disse...

Anon das 20:39, como você sabe que essa foi a única merda que o Pablo Vitar fez na vida?

Anônimo disse...

Kkkkkk ele sonha com isso.Mas ainda não tem salário nem pra pagar o próprio todynho.

Rafael Cherem disse...

Todo mundo quer uma minoria pra chamar de sua.

Anônimo disse...

Eu acho que devia haver uma militância contra a obesidade. O problema de estar acima do peso é muito além do que baixa autoestima e falta de respeito das outras pessoas. A obesidade custa caro para o Estado, por exemplo. Na lista de doenças que custam mais caro para a saúde pública a obesidade está em 3º lugar.

Eu acho válido essa campanha de querer devolver autoestima para as pessoas que são gordas, e tentar ensinar respeito para a sociedade, mas, eu acredito ser causa perdida e desperdício de energia. Muitas poucas pessoas realmente vão respeitar os gordos, assim como respeitar qualquer coisa. O nível de educação no Brasil é extremamente baixo, nós já aprendemos na escola, na infância, que desrespeitar os outros é normal e saudável como brincadeira. Imagina tentar conversar ou pedir isso a força para pessoas já velhas e de cabeça consolidada na ignorância? A cada 10, uma realmente reflete sobre isso.

O Boechat no vídeo dele fez uma comparação interessante, dizendo que existe uma indústria de dietas e tudo mais, e realmente existe. Porém, existe também uma indústria de alimentos prejudiciais a saúde. As grandes hamburguerias, fast-foods, refrigerantes... Do lado de cá ou do lado de lá, o capitalismo está sempre querendo adeptos para consumir e tornar as pessoas dependentes para lucrar. Tanto os "esbeltos" como os gordos. Os gordos não estão fugindo e sendo anticapitalistas por não cederem a dieta, estão apenas engordando os bolsos de pessoas que querem eles viciados nesse tipo de comida.

E outro problema, também, é que mesmo que as pessoas gordas se aceitem como são, aprendam a viver bem e tenha autoestima, isso tudo termina quando o médico lhe dá informação que você tem um problema grave devido a obesidade.

É importante lutar para ter respeito, porém, é bom ter bom senso também e saber a realidade das coisas. A obesidade é sim um problema. E é importante não polarizar e não distorcer os fatos. E muito menos incentivar as pessoas a continuarem serem gordas. A vaidade é tanta que é melhor se preocupar com autoestima dos gordos, mas não com sua saúde? Só o que importa nessa vida é o fenótipo? É o que aparentamos ser?

Deixem as paixões de lado e realmente olhem toda a situação por fora: pessoas adultas brigando fervorosamente por coisas sem sentido algum e que não contribuem em nada para a sociedade e nem para a qualidade de vida das pessoas.

Anônimo disse...

E os que implicam com as minorias não suportam e morrem de inveja da minoria que está ganhando vós. Cresçam e parem de ter inveja das minorias. Vocês parecem criancinhas mimadas com ciúmes porque a mamãe tem um novo bebê. Cresçam, seus merdas. Sérgio Carneiro, o teu caso é para psiquiatra. Só ele pode curar a tua amargura. Quando leio os teus comentários na minha mente vem a imagem de uma pessoa presa em um quarto escuro com bile escorrendo pelos cantos da boca. Procure um psiquiatra. Eu realmente não quero que na sua profunda amargura você pense em suicidar-se. Você já está bem grandinho pra ficar com ciúmes das minorias como você tinha ciumes do seu irmão que parecia ser o preferido da mamãe.

Anônimo disse...

Claro, claro! É a mais pura verdade que não existe racismo, machismo, homofobia e injustiça social. Isso é tudo delírio de negros, mulheres e gays. Só o grande iluminado Sérgio e rafael e o acéfalo das 02:14 conhecem a grande verdade do mundo, ooooooohhh.

Anônimo disse...

Tenho que concordar com Cão do Mato aqui. No meu entender todos os corpos, de todas as formas e tamanhos, são normais. Mas parece que o anon se referiu a corpos não musculosos, no contexto do comentário.

Anônimo disse...

Viviane, acho que esse anon tem verdadeira fixação por pessoas trans. Em quase todo Post ele tem que tocar nesse assunto...

Ezco Musaos disse...

"Eu acho que devia haver uma militância contra a obesidade."

---> Essa "militância" já existe, cara pálida. Leu a postagem? Viu todo o engajamento dessa "militância" atacando em redes sociais pessoas que nenhum mal lhe fizeram?

"nós já aprendemos na escola, na infância, que desrespeitar os outros é normal e saudável como brincadeira."

---> Então vamos extinguir todas as leis que combatem racismo, discriminação, violência doméstica... Vamos aceitar que é tudo uma "piada" e pronto, temos o paraíso na terra.

"
Deixem as paixões de lado e realmente olhem toda a situação por fora: pessoas adultas brigando fervorosamente por coisas sem sentido algum e que não contribuem em nada para a sociedade e nem para a qualidade de vida das pessoas."

---> Para quem não sofre na pele nenhum efeito da discriminação e do preconceito realmente lutar contra isso não faz sentido algum, mas lamento te mandar essa mensagem direto do planeta Terra: você não é a medida para o sofrimento de ninguém além de você e o mundo não gira em torno do teu umbiguinho.

Ezco Musaos disse...

"Parabéns Sr. Sérgio. Essa é a verdade! O problema é que aqui não se tem interesse em mostrar a verdade, mas sim a "verdade" do partido e da ideologia."

---> Porque páginas como as dos reaças da Veja e fóruns mascus, que segundo você são detentoras da verdade absoluta, permitem comentários contrários ao ponto de vista reaça/mascu, não é mesmo?

Anônimo disse...

Mas elantra é um carrão mesmo, viu...

Sportano disse...

Gentili sendo Gentili.

Sérgio Carneiro disse...

"Existe a crença de que alguém acima do peso é doente. Isso não é verdade" Afirma a nutricionista Marcela Kotait.

Comento: Não sei onde essa tal nutricionista estudou, mas a obesidade esta sim classificada no Código internacional de Doenças 10 (CID 10) sob o numero E66.

Sei que uma ideologia predomina em certas áreas do conhecimento como: Ciências Sociais, Ciências Humanas, Letras e Artes, mas parece que esta até atingindo as Ciências da Saúde.
Solução "Escola sem Partido" e acabar com a fraude Paulofreiniana.

Anônimo disse...

"Boa noite, apenas uma ideia de próximo post: fala sobre a lutadora de MMA Fallon Fox."

Um homem fracassado em sua categoria esportiva original que é pago para bater publicamente em mulher. Bjos de luz.

Anônimo disse...

"Comento: Não sei onde essa tal nutricionista estudou,"

Instituto Universal Brasileiro

Viviane disse...

https://www.msn.com/pt-br/noticias/educacao/projeto-“escola-sem-partido”-é-arquivado-no-senado/ar-BBGpmNZ?li=AAggXC1&ocid=iehp

Pode começar a chorar.

João Antonio Alves Martins disse...

Śérgio Carneiro mentiroso. O E66 do CID 10 fala sobre obesidade e não sobre simplesmente ser gordo. De acordo com suas palavras, você e o Danilo Gentili também são doentes hipócritas pois também são gordos. Existem alguns gordos que gostam de apontar o dedo para as gordas.

titia disse...

Obrigada, 20:46 e 21:39.

https://www.msn.com/pt-br/noticias/educacao/projeto-“escola-sem-partido”-é-arquivado-no-senado/ar-BBGpmNZ?li=AAggXC1&ocid=iehp

UHUHUUUUUUU!! Valeu, Viviane, nada como começar essa semana com uma boa notícia! Obrigada mesmo! *joga confetes*

Sérgio Carneiro, estar acima do peso significa ter uns quatro ou cinco quilos a mais do que é considerado o ideal pra sua idade e altura. Já estive acima do peso várias vezes e te garanto que não é sinônimo de precisar de uma máscara de oxigênio pra subir ou descer escadas, nem de ter que ir pro hospital por comer uma fatia de bolo a mais no almoço de domingo. Obesidade é uma condição médica em que se verifica acumulação excessiva de tecido adiposo ao ponto de ponto de ter impacto negativo na saúde e diminuição da expectativa de vida.

E, de novo, magreza não é sinônimo de saúde, porra! Sou magra, completamente dentro do peso ideal pra minha idade e altura, mas meu colesterol é alto. Minha irmã é tão magra que está abaixo do peso ideal e tem colesterol alto também. Minha mãe, que só come comida saudável, tem o mesmo problema. É genético, vem dos lados materno e paterno, todos na minha família tem problema com colesterol e precisam controla-lo com medicação. O único momento em que meu colesterol abaixou sem uso de remédio, aliás, foi quando a minha tireoide endoidou e eu fiquei gorda - mas com todas as taxas perfeitas.

Só o que estamos pedindo é que se vocês tenham RESPEITO pelas outras pessoas e se não tiverem nada de bom pra dizer a uma pessoa gorda, se virem uma pessoa gorda na rua, se virem a foto de uma pessoa gorda numa rede social, etc., MANTENHAM O COMEDOR DE LAVAGEM FECHADO. Deu pra entender agora ou tenho que trazer o papel e os lápis de cor?

Anônimo disse...

Não é por que vocês não tem argumentos e tentam nos ignorar que vamos parar de aponte as hipocrisias de vocês.

Será que se um agressor se declarar trans ele escapa da lei Maria da Penha?

João Antonio Alves Martins disse...

20:19

Diga para o gordo hipócrita do Danilo Gentili que gosta de apontar o dedo para mulheres gordas. Pablo Vittar foi criticado pela sua postura e ele mesmo apagou o próprio comentário. Você é muito relativista vitimista por querer colocar em pé de igualdade, as consequências negativas da cultura da beleza com o seu direito de ser escroto.

Anônimo disse...

A ideologia de vcs n supera a realidade, chorem. Nem todo magro é saudável? Verdade. Gordos são saudáveis? Raramente.
Imagina sua família inteira engordando 30, 40 kg, titia. O colesterol vai agradecer bastante. ..
Ou uma pessoa magra com problemas na coluna; engordar bastante vai melhorar muito o problema.
Um magro com diabetes que fica om 30 kg a mais está longe da morte...

A gordura piora a saúde de qualquer, n adianta vcs mimizarem "sou gordo e saudável". Muita gente por aí q mal aguenta subir um lance de escadas, q acreditam na baboseira de vcs e garantem q são a imagem da saúde em pessoa.

Anônimo disse...

Sou feminista, mas n dá pra engolir mulher trans batendo em mulher cis. Pra mim, n passa de um homem espancando uma mulher.
E vai ter homem usando isso, pra bater em mulher e escapar da lei Maria da Penha. Vi uns comentários sobre esse caso, vários lixos dizendo q é só dizer q é trans quando bater em uma mulher.

Ezco Musaos disse...

"Muita gente por aí q mal aguenta subir um lance de escadas, q acreditam na baboseira de vcs e garantem q são a imagem da saúde em pessoa."

---> E vocês não estão preocupados com a saúde de ninguém. Admita, lixo virtual, que a tua única preocupação aqui é xingar gratuitamente gente gorda que posta foto em rede social.

Anônimo disse...

entendi.

Anônimo disse...

Pode ser um carrão, mas e daí? Para ser sincera, nem sei que carro é esse (vou dar um Google). Para você ver a importância que eu dou para o carro que algum homem dirige.

titia disse...

23:37 desista de tentar enrolar alguém. Já disse, se você é um ser humano tão merda que só consegue viver fazendo os outros se sentirem mal consigo mesmos, ou procure uma terapia, ou se isole completamente do mundo ou se mate. E não importa o quão mal você se sinta consigo mesmo, isso NUNCA vai ser desculpa pra humilhar e ofender os outros. Minha tia avó de 83 anos, gorda, artesã, taxas perfeitas, ativa, sem nenhum problema de saúde causado pelo peso (todos são causados pela velhice) samba na sua cara de 30 anos que não consegue levantar da cadeira e ir pegar um Toddyinho na cozinha sem um tanque de oxigênio do lado.

Viviane disse...

Filho, eu já disse que sua pergunta já foi respondida. Fazer-se de besta e repetir em todo post a mesma pergunta NÃO é argumento! Hipócrita é quem finge que não leu para encher o saco...

Rafael Cherem disse...

Claro, claro! É a mais pura verdade que não existe racismo, machismo, homofobia e injustiça social. Isso é tudo delírio de negros, mulheres e gays. Só o grande iluminado Sérgio e rafael e o acéfalo das 02:14 conhecem a grande verdade do mundo, ooooooohhh.

Tudo isso é verdade, mas que há uma corrida para se adotar minorias isso há, o que alias é péssimo para a esquerda,as pautas identitárias deveriam ficar em segundo lugar. O inimigo é outro.

Anônimo disse...

Pare de passar vergonha titia, meu único comentário foi o de 23:37. A paranoia e arrogância de vcs é ridícula. N adianta vcs fingirem e negarem a realidade. Sua avó nunca vai ter a disposição e saúde de uma pessoa magra.

Mas concordo q gordos n devem ser zuados.


Ezco

Lixo é vc. Eu n estou preocupado mesmo, no máximo me preocupo com meus parentes. O problema é a mentirada de sempre de vcs. Vcs tb estão cagando pra saúde de qualquer um e ainda tentam convencer as pessoas q elas são saudáveis mesmo com 40, 50 kg a mais.
Vocês sabem mais q os médicos, patético.

titia disse...

13:24 e foi esse o comentário que eu respondi. E sim, minha tia avó tem a disposição e a saúde de uma pessoa magra. Na verdade, ela tem MAIS disposição que a minha avó, que é mais jovem que ela e magra. E quem está passando vergonha aqui é você, tentando escapar das respostas dizendo que só fez um comentário sendo que foi justamente esse comentário a que eu respondi, anta. Tá vendo o que dá fugir da aula pra ficar xingando pessoas gordas no twitter? Não é só o português que fica uma bosta, o cérebro atrofia também.

Anônimo disse...

Monstrili por ele mesmo, sem comentários, mas seus robôs, perfis falsos e fakes pagos por ele fazem um bom trabalho nas redes sociais, pois apagam comentários, likes, mesmo em páginas que não condizem e ainda colocam vírus no computador de quem discorda de um ser abjeto que confunde humilhação com humor, pior que o Monstrili, só os monstrilinhos adestrados e pagos por ele. Quanto a gordofobia alguém na vida é perseguido, humilhado e até motivo de chacota por parte de colegas de escola e até professores na vida estudantil, principalmente no ensino médio por estar acima do peso, ser baixo(a), muito magro(a), etc, tem que ser feliz com o que escolheu. Eu por exemplo sou vegetariana em um estado que churrasco é almoço de domingo, porém busco alternativas, já estive acima do peso quando trabalhava em dois empregos, mas foi devido em um deles fazer o turno da madrugada e alterou meu metabolismo, porém quando resolvi ficar com apenas um emprego e retomei meus estudos em horários convencionais, voltou ao normal, mas vai de um organismo para o outro e o metabolismo de algumas pessoas é acelerado e de outras pessoas mais lento. O importante é se sentir bem consigo mesma, quanto ao pessoal raivosinho, por favor vão procurar um blog, página na internet que condiz com vocês, tenho certeza ter pessoas com mentalidade, "realidade", ponto de vista semelhante e não haverá discordância, escreverão: "é isso aí", "concordo" o tempo todo, pois é isso que querem no fundo aceitação, aqui vocês impõem regras, padrões.

Ezco Musaos disse...

"Lixo é vc. Eu n estou preocupado mesmo, no máximo me preocupo com meus parentes."

---> Pelo menos admite que está esperneando aqui pura e simplesmente porque mulheres gordas postam fotos em redes sociais. Já é um bom começo.

"O problema é a mentirada de sempre de vcs. Vcs tb estão cagando pra saúde de qualquer um e ainda tentam convencer as pessoas q elas são saudáveis mesmo com 40, 50 kg a mais."

---> Aponta aí a parte da postagem em que a Lola diz que pessoas gordas não adoecem ou coisa do tipo. Quem enche a caixa de comentários de bosta virtual é você e demais trolls da tua turminha. Estar acima do peso não é sinônimo de ter obesidade mórbida.

"Vocês sabem mais q os médicos, patético."

---> Isso vindo de um troll que acha que pode diagnosticar qualquer pessoa acima do peso como automaticamente doente só pode ser piada, né?

Anônimo disse...

Ezco

Parabéns por distorcer o q eu disse, típico.

Eu falei a realidade, se vc cair duro agora mesmo, n vou sentir nada. N te conheço, para sentir preocupação ou tristeza pela sua vida.
Isso n tem nada a ver com zuar mulheres gordas.

Vocês estão cansados de repetir a ladainha de que gordura e obesidade, n tem a ver com doenças. E n sou eu digo q é mentira, são os médicos. Muito mais capacitados que vocês, que estudaram.

Anônimo disse...

Titia

A medicina e os médicos sabem muito mais que você em matéria de saúde. A ideologia parece que estraga o cérebro de vcs. Aí chegam ao ponto de negar a realidade e achar q sabe que especialistas no assunto.

titia disse...

É mesmo, 15:45? Bom, deixa eu te dar uma notícia chocante: eles também sabem mais do que VOCÊ em matéria de saúde. E eles dizem que estar acima do peso (acima do peso é diferente de obeso, nem isso você sabe e quer pagar de sabe-tudo de saúde?) não é sinônimo de ser doente. Talvez se você tirasse a cabeça do rabo de vez em quando entenderia isso. Quer um pé de cabra e um KY?

15:34 não seja burro. Eu respondi ao seu primeiro comentário, não ao mentiroso verborrágico de plantão que acha que engana alguém. Mas mesmo que vocês não sejam a mesma pessoa, ambos são seres humanos de merda, imbecis, frustrados, babacas, escrotos, cheios de complexos de inferioridade e que não tem a menor vergonha de descontar seus problemas nos outros, então faz completo sentido que as respostas sejam parecidas. Aceite isso.

Anônimo disse...

titia

seu comentário indica claramente q vc achou q eu fosse outro. E q estava me respondendo de novo.

"desista de tentar enrolar alguém. Já disse, se você é um ser humano tão merda que só consegue viver fazendo os outros se sentirem mal consigo mesmos, ou procure uma terapia, ou se isole completamente do mundo ou se mate. E não importa o quão mal você se sinta consigo mesmo, isso NUNCA vai ser desculpa pra humilhar e ofender os outros."

Anônimo disse...

"Sou feminista, mas n dá pra engolir mulher trans batendo em mulher cis. Pra mim, n passa de um homem espancando uma mulher.
E vai ter homem usando isso, pra bater em mulher e escapar da lei Maria da Penha. Vi uns comentários sobre esse caso, vários lixos dizendo q é só dizer q é trans quando bater em uma mulher."

Primeiramente, parem de chamar esses caras de mulher. Isso é ofensivo.

Segundo, nunca houve problema de "homem trans" competir com homens naturais e nunca se pediu equivalência de testosterona para elas. Agora para competir com mulheres naturais, o sujeito passa a vida todinha como homem, constrói seu corpo, músculos, ossos, sistema circulatório, tudo como homem, aí depois de virar um fracasso no seu esporte bota um peitinho, muda o nome pra Sirlene BombShell, abaixa a testosterona e pronto, brilha muito no esporte. Agora temos "levantadoras" de peso, "corredoras", "remadoras", um bando de gente que NÃO CONSEGUIU COMPETIR COM HOMENS NATURAIS se fazendo passar por mulher, igualzinho era na época da Alemanha Oriental, sendo aceito por comissões esportivas e pior, por atletas, que sabem que se falaram alguma coisas simpĺesmente vão sair dos times e terão "trans" como substituição.

Essa história toda só vai servir pra isso aqui: mulher natural não vai ter como competir com esses caras e os esportes, uma vez mais, serão dominados exclusivamente por homens. Tanto faz se chamados por Jorge our Georgette, mas HOMENS. E tem mulher batendo palma pra isso... é, a socialização nunca falha.

Anônimo disse...

"E vai ter homem usando isso, pra bater em mulher e escapar da lei Maria da Penha. Vi uns comentários sobre esse caso, vários lixos dizendo q é só dizer q é trans quando bater em uma mulher.""

Ai já é bobagem porque a Lei Maria da Penha abrange violência EM ÂMBITO FAMILIAR/intimo, independente do sexo de agressor e agredido, entendimento totalmente consolidado na jurisprudência.

Anônimo disse...

23:07


Pois é, quando as trans vencerem direto, finalmente, vão ver a merda q fizeram.

E n é bobagem, pq n vai ser enquadrado como misoginia, pq são supostamente duas mulheres brigando e n um homem batendo em uma mulher.

lica disse...

Camila, cada um é cada um... Tem mta gente gorda que está simplesmente te ótima!por exemolo: Tem bailarina dando show de força e flexibilidade. Cada corpo tem uma estrutura, um metabolismo. Encontre o ponto de ótimo para o seu corpo (sua mente e seu espírito também).

Anônimo disse...

Pior que tem mto Zé Bostinha por aí com essa cabeça.. Uma vez recebi uma'cantada'num papel escrito assim: tenho uma land rover, me liga. Hahaha Inacreditável, né?! Fiquei pensando... Será que Alguém ligaria? Povo doido!

E a dúvida que não quer calar:será que o cara do comentário namora? Não tá com cara, né?! Ele deve se perguntar: Poxa, sou rico e sarado, pq essas vadias não me dão bola? Deve ser pq Mulher só gosta de cafageste e eu sou um cara legal.

Porém você é só um babaca mesmo.

Anônimo disse...

So faltou titia alegar q sua tia avo tem mais disposição q os jovens para completar a piada.



Estamos vivendo a era da ilusão, aquela bailarina gorda da anita, jura q o peso n atrapalha . mas só consegue fazer passos simples e com a anita, ela só tem q rebolar.
se tiver q fazer uma coreografia do nível de dançarinos de hip hop, esta fudida.

Joana disse...

Só na sua cabeça, né, troll? Mulher trans é mulher. E o seu choro é livre.

Anônimo disse...

Mulher trans é um homem q n se aceita, a realidade n muda por causa dos delírios de vcs.
Mulheres n tem q fazer dezenas de cirurgias e tomar hormônios para parecer com uma mulher.

E só por fora q fica parecido, o dna continua de homem. Chorem a vontade e processem a natureza por tanta opressão. ..

titia disse...

Anon, minha tia avó com certeza tem mais disposição que é você, que é 53 anos mais jovem que ela e passa tanto tempo com a bunda colada numa cadeira na frente do computador que não consegue se levantar e ir pegar um Toddyinho na cozinha sem ofegar tanto que parece que vai morrer.

Anônimo disse...

Sempre vi mulheres em relacionamentos com homens de todos os tipos, magros, gordos, bombadinhos, brancos, negros, amarelos e todas as outras variações.
Ja com as mulheres, apenas recenfemenre tenho visto mais mulheres gordas com homens magros ou médios, e parece que todo mundo estranha, e incrivel.
Ninguem entendeu quando meu marido, porte medio forte, se apaixonou por mim, gorda e que gostava de usar roupas consideradas retrógradas e desajeitadas.
A mulher gorda sempre é diminuída (tentam, ne) pelondato de ser gorda, incrível.