sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

DESAFIOS PARA A ESQUERDA EM 2018: DERROTAR A ILEGITIMIDADE DE TEMER E A PROPAGAÇÃO DO ÓDIO DE BOLSONARO

João Paulo Jales dos Santos, graduando em Ciências Sociais, escreveu este ótimo texto para o blog.  

Foram duas denúncias contra Michel Temer em um curto espaço de tempo, quase três meses. A primeira, votada no início de agosto, acusava Temer de corrupção passiva e o colocava como primeiro presidente a ser denunciado por crime comum enquanto cumpre mandato. A segunda denúncia, votada no final de outubro, tinha como acusação os crimes de organização criminosa e obstrução de justiça. O mesmo congresso repleto de vigaristas da ética que golpeou Dilma Rousseff salvou Michel Temer. 
E essa é uma diferença crucial. Dilma foi deposta pelo Congresso mais imoral das últimas décadas da história moderna do país, já Temer foi salvo pelos gatunos que habitam o legislativo nacional. Se havia alguma dúvida sobre a permanência de Temer até o final de 2018, ela não mais existe. A aliança que o aboletou na Presidência, sem passar pelo crivo das urnas, juntando o alto empresariado, o oligopólio dos detentores da comunicação, uma direita raivosa por perder em 2014 e uma classe média ressentida com o avanço dos pobres e das minorias, manterá Temer incólume no poder central porque ele governa para o mercado, com aquela fúria do capitalismo radical, atendendo o interesse daqueles que o catapultaram à presidência. 
A esquerda tem um tremendo desafio para 2018: vencer uma eleição num cenário que seu capital político está fragilizado. O desafio é maior do que quando Lula foi eleito em 2002 e Dilma reeleita em 2014. Mas o desafio não é só vencer a presidência, é obter ganhos de assentos no legislativo nacional e nas assembleias estaduais, onde está o foco e a grande pressão de grupos ultrarreacionários para fazer avançar propostas conservadoras. 
A caminhada do campo progressista para 2018 terá início com o julgamento de Lula no TRF4 na quarta que vem (24 de janeiro). O resultado que sair do Tribunal desenhará a estratégia político-eleitoral que o PT tomará para o pleito presidencial. Lula e PT são as maiores forças da esquerda do país. Compreensível então que o debate sobre que direção tomará a esquerda gire em torno do ex-presidente e da legenda. No entanto, outros nomes da esquerda já apresentam pré-candidatura, preocupando o lulopetismo. Mas o que de fato significam os nomes de Manuela d’Ávila (PCdoB), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos na disputa de 2018?
Ciro Gomes é pré-candidato, de certa forma, desde que chegou em 2015 no PDT, mas sua postulação ganhou impulso com a atual situação jurídica de Lula, o mesmo que aconteceu com Manuela. Ambos são postulações estratégicas. Atendem do ponto de partida dois propósitos, angariar o apoio de Lula caso sua candidatura venha a ser inviabilizada e pressionar para comporem chapa com ele caso tenha condições jurídicas para tanto. 
Que não se dê muita atenção para falas que venham desmentir tais alternativas, porque tanto para Manuela quanto para Ciro as intenções são essas. Mudanças na estratégia de ambos devem ocorrer juntamente com o desenrolar do julgamento no TRF4. Reitero: toda a estratégia para o campo da esquerda se restringe ao que acontecer com a situação jurídica de Lula em conseguir ou não ser candidato. 
E Boulos? Ao contrário de Manuela e Ciro, que a depender do cenário podem vir a abandonar suas postulações, o coordenador do MTST, caso venha a sair candidato pelo PSOL, não depende de Lula estar ou não concorrendo. O PSOL, ao contrário do PCdoB e PDT, desde 2006, quando disputou a primeira eleição presidencial após a fundação partidária em 2004, apresenta candidaturas à presidência. 
O PCdoB desde 1989 coliga-se com o PT, e PDT faz o mesmo desde 2010. Portanto, o cálculo de ter Boulos ou não na disputa não passa necessariamente em Lula ser candidato, e sim da disposição de Boulos em sair candidato. Mesmo que Boulos recuse a proposta, o PSOL tende ter candidatura própria. Boulos na corrida presidencial impulsiona o PSOL a levar a cabo a forte agenda progressista que a agremiação promoverá no debate público. Uma esquerda unida em torno de uma única candidatura é uma possibilidade para o segundo turno, como ocorreu em 2016 no Rio Janeiro com Marcelo Freixo. A união já no primeiro turno têm chances remotas.  
Michel Temer ter uma candidatura para defender seu impopularíssimo governo significa fracasso certo nas urnas. Quem acredita no contrário são os arautos do mercado e a elite, que vive afastada da realidade do país. Certamente a arrumação será tensa, mas não é irrelevante a união da facção de Temer e o tucanato marchando juntos, só que sem Temer como figura de proa nos palanques Brasil afora. 
Já Bolsonaro, até agora, bateu cabeça para encontrar um partido para se lançar candidato, num ato que denota confusão e incoerência -- tudo aquilo que seus ignorantes asseclas acusam nos outros e que só confirma o engodo que é Bolsonaro. É ele a repugnante surpresa para 2018. Não que seja novo na política, muito pelo contrário, desde o fim da década de 80 o deputado federal exerce cargo eletivo. A surpresa é chegar onde chegou, igualmente como Temer. 
Bolsonaro não tem conteúdo, não possui nenhum projeto importante proposto e aprovado nos sete mandatos consecutivos na Câmara Federal, e à medida que sua candidatura avance, mais podres serão desvendados sobre sua vida pública. O propagador maior de ódio do país pegará carona na onda anti-PT, como fez João Doria. Bolsonaro, Temer e Doria são três figuras incompetentes, que estão onde estão somente por causa de um vazio sentimento de repulsa ao PT. 
Para a esquerda fica a reorganização de agora para as próximas décadas. 2018 é a oportunidade de planejar o futuro do campo progressista do país. Uma esquerda ativa que desmonte as falsas consciências, como já dizia Marx, das reformas trabalhista, previdenciária e da educação, e a PEC do teto dos gastos, que já não mais consegue mascarar a farsa que sempre foi. A vibrante agenda do combate à desigualdade para a promoção de se viver numa sociedade solidária passa pela organicidade do movimento de esquerda. Só com a força das bases e dos movimentos sociais avançarão os progressistas do Brasil. 

66 comentários:

Marco disse...

O lulopetismo é um atraso para a esquerda e todo o país. Deixando que uns gatos pingados engressem a faculdade pública enquanto o resto da população continua pagando impostos por algo que nunca vão usar, o fracasso em quebrar a desindustrialização do país, trocando os 4% de juros do FMI pelos 14% de juros dos bancos brasileiros (que hoje apoiam os golpistas), permitir que o país seja jogado ao caos por alianças duvidosas (e depois refazer essas alianças... nos fazendo de otários), deixando os aliados (PCdoB e PDT) no chinelo enquanto se alia a PMDB, salvando a Globo da falência (que ainda cagam e andam para o país).

Não dá mais pra ficar rodeando toda a política de "esquerda" em torno de um só homem. A direita é ruim, é péssima, mas chega dessa idéia de "o menos pior". Eu queria muito que o PDT e o PCdoB ganhassem mais presença mas no país do futebol só vai sobrar a fazendona exportadora de comida, sendo sugada por banqueiros que vivem de juros altos e da especulaçao.

Anônimo disse...

Lola esse Boulos para mim é um sociopata, típico líder de seita, PSOL tem gente mais qualificada para concorrer

Anônimo disse...

A esquerda precisa unir se em torno de um unico candidato eu gostaria de Ciro Gomes pois gosto de seus projetos Manu nao tem forca politica ainda

Anônimo disse...

"Gente capacitada pra concorrer", aí vai ver o partido, só tem drogado, corrupto, bêbado ou que nem terminou o ensino médio. Qualquer partido de esquerda é essa estirpe.

Vai ver os partidos de direita, só tem velhacos pomposos doido para roubar uns milhões pra gastar na putaíada e cachaça.

Não temos ninguém, absolutamente, ninguém. O Estado devia simplesmente morrer. Brasil faliu.

E dizer que a esquerda tem desafio, quando a urna está ao seu lado e todo mundo pode votar no Bolsonaro(ou quem quer que seja) que vai ganhar um candidato da esquerda, é brincadeira, né? Quero ver a esquerda ganhar com eleições verdadeiras sem urnas eletrônicas.

Esquerda e direita no Brasil é só ideologia que esses merdas criaram para fingir que são importantes, fazem parte de um grupo, blábláblá. Quando na verdade é só uma briga pra ver quem segura o chicote que vai estalar nas costas do restante da população que está na última camada da pirâmide. Tanto militantes de esquerda como de direita não passam de idiotas úteis, lutando pra dar boa vida pra um monte de velho que eles consideram santos.

Anônimo disse...

A esquerda só sobrevive quando o país possui dinheiro para gastar, e como o país está falido, vamos nos tornar uma Venezuela quebrada caso os esquerdistas voltem.

Anônimo disse...

No governo temer tivemos os juros mais baixos da história do país. Quando o país possui suas dívidas controladas os juros caem, simples. Quando políticas de gastos públicos estão em jogo, como os governos esquerdistas, os juros sobem. Pequenas e médias empresas possuem dificuldade aqui pela burocracia e altos impostos que beneficiam as grandes empresas, e a esquerda nada faz para mudar pois empreendorismo é tabu,coisa de burguês, embora que até na China comunista o governo incentiva os pobres a abrirem pequenos mercadinhos para terem renda...enfim, que a direita ganhe pois além da dívida pública a ser conservada, temos que diminuir a burocracia e aumentar a produtividade para assim os impostos subirem.

Anônimo disse...

Os EUA e Reino Unido possuem uma legislação trabalhista muito mais liberal e mesmo assim vemos muito mais brasileiros querendo morar lá do que eles aqui. Sério, quem já trabalhou em um país desenvolvido sabe muito bem que é preciso produzir o dobro para poder manter a alta qualidade de vida. Nada é de graça, independentemente do que a esquerda diga.

Anônimo disse...

uma classe média ressentida com o avanço dos pobres e das minorias,


Pelo amor de Odin, vocês não viram o disco não? Nem vocês acreditam mais nessa ladainha.

Anônimo disse...

boçalnaro é um MERDA

e progressistas, FOQUEM NO LEGISLATIVO

Ester Alves disse...

O texto é ótimo, apresenta como solução a união das esquerdas em torno de quem tiver mais possibilidade de vencer a parada, caso o Lula seja criminosamente condenado por um processo fraudulento, que fará do Brasil o buraco de merda do mundo. Diria também que é preciso conquistar um legislativo progressista, aliado aos corações dos eleitores com pautas que os favoreça em um eventual governo de esquerda com proposta que beneficie as causas populares de maioria desvalida. Mas o segredo da força de mudança será a lição que tiramos desse golpe que ainda está sendo processado, talvez ainda não sentido com profundidade nas camadas médias e baixas, com o tempo sentirão o corte e o sangue escorrendo.

Anônimo disse...

Anon das 19:18

Isso mesmo. Não adianta pensar só no próximo presidente, tem que ver com cuidado o Legislativo também. Tentar eleger pessoas de perfil progressista, que apresentem propostas que sejam do interesse da população, para seu benefício, especialmente dos setores historicamente desfavorecidos.

Anônimo disse...

Progressistas no sentido de liberais né? Porque só diminuindo o estado que é possível diminuir a corrupção, só quando o poder se descentralizar e as prefeituras forem mais responsáveis pela população do que o distrito federal, que ficará mais fácil para as pessoas fiscalizarem a corrupção. Medidas assim,de diminuir o federalismo e deixar o poder na população é uma política de direita liberal,então quem for a favor pesquise sobre candidatos do partido novo e similares.

Anônimo disse...

Prefiro um bolsonaro do que qualquer candidato de esquerda. E o trump que tanto criticaram está melhorando a economia estadunidense. Espero que ano que vem ocorra o mesmo conosco. Ah, e eu sou uma mulher cansada de esquerdismo, mesmo tendo seguido a pauta feminista por muito tempo.

Felipe Roberto Martins disse...

Oi Lola!!!

Gostaria de saber sua opinião. Seria muito interessante.

A situação política do país é terrível. E usando um clichê enquanto não investirem na educação básica de fato, nada vai evoluir de verdade no Brasil.

Anônimo disse...

Incrível como esse espancador de mulher, corrupto e vira casaca do Ciro Gomes é exaltado como uma opção "de esquerda" nesse blog, e o pior que a Lola mora no Ceará e á deveria conhecer melhor esse sujeito. Vamos nos informar um pouco:

https://www.poder360.com.br/brasil/ciro-gomes-responde-a-80-processos-por-danos-morais-no-ceara-diz-jornal/

http://www.causaoperaria.org.br/blog/2017/09/21/quem-e-ciro-gomes/

https://www.revistaforum.com.br/2017/10/21/apos-criticas-ciro-rebate-luciana-genro-e-chama-de-descuidada-oportunista/

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/02/1410849-ciro-gomes-agride-manifestante-em-inauguracao-de-posto-de-saude-no-ce.shtml

https://bahianoar.com/noticia/olho-vivo/37324-ciro-gomes-bate-boca-e-rasga-cartaz-de-manifestantes-veja-video

Se a esquerda não tivesse apoiado o Temer, hoje o Brasil seria melhor, estão cometendo o mesmo erro de novo querendo apoiar o Ciro.

Anônimo disse...

O salário que se paga aqui é equivalente ao de lá? Não e nunca será. Estamos mais próximos dos trabalhadores escravos chineses.

Anônimo disse...

Só que a educação estatal precisa dar enfoque a biologia, matemática,física, ciências ao invés de ficar só nas ciências humanas, discussão de preconceitos ou ideologias. O melhor para a educação na verdade seria acabar com as escolas públicas e o governo dar um dinheiro para as famílias pobres para que ELES escolham qual a melhor escola privada que o filho irá estudar, para que não acontecesse que nem o FIES do PT onde as algumas faculdades tinham mais esse recurso do que outras e acabaram crescendo como a Kroton.

donadio disse...

"No governo temer tivemos os juros mais baixos da história do país."

Mentira.

https://s2.glbimg.com/WdOnU3cF6y3V7gS5K2Jy_-yARaE=/0x0:620x503/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/4/G/9TpNi8RgiKNog2rObFsw/copom-maio-10-25-.jpg

Não sei quando foram as taxas de juros mais baixas da história do Brasil - provavelmente na República Velha - mas elas foram bem mais baixas em 2012-2013, durante o primeiro mandato da Dilma, do que são hoje, sob o governo ilegítimo.

Viviane disse...

Importante lembrar que a revolta da elite conta Dilma começou aí, quando foram reduzidas as taxas de juros. Capitalista brasileiro quer tudo, menos produzir para ganhar dinheiro.

Viviane disse...

Só ressaltando que a Lola não é a autora deste texto. E eu nunca a vi defendendo Ciro Gomes.

lola aronovich disse...

E só ressaltando que o autor do texto em nenhum momento elogia Ciro Gomes ou diz que vai votar nele. Apenas que Ciro é um candidato "à esquerda" -- que a maior parte da esquerda vê com extrema desconfiança (o autor nem cita isso).
E não vou defender Ciro, mas em nenhum desses links que vc citou (eu só abri o primeiro) diz que ele é espancador de mulheres. O link que eu abri, que fala dos processos contra ele por danos morais, vc abriu? Quem o processa são Eduardo Cunha, Bolsonaro, Temer, Doria, Collor. Desses 80 processos, 37 são de Eunício Oliveira, um podre. Cunha processa Ciro porque Ciro o chamou de "o maior bandido" do país. Ser processado (ou mesmo ser condenado por processo por danos morais) não faz de ninguém um criminoso. Isso é o que mascus usam contra mim. Eles dizem que estou respondendo a "milhares de processos" (dois). Só que quem abre os processos são eles, verdadeiros criminosos. Mesmo que eu venha a ser condenada por algum dos processos, isso significaria que eu não falei a verdade ou que eu estava errada? Então isso de "ele está sendo processado, é um bandido" não faz o menor sentido.

Anônimo disse...

" Só que quem abre os processos são eles, verdadeiros criminosos. Mesmo que eu venha a ser condenada por algum dos processos, isso significaria que eu não falei a verdade ou que eu estava errada? "

Depende do que você chama de "estar errada".

Porque aos olhos da lei, calúnia, injúria e difamação são coisas bastante específicas e facilmente determináveis.

O Guilherme de Pádua matou, não matou? Se eu sair da minha casa agora, ir até a igreja dele e começar a gritar "Assassino", ele vai processar e vai ganhar. Injúria.

Não interessa se ele é de fato um assassino, o que interessa é o crime que cometi contra ele.

Diferente seria se eu dissesse no meu blog "Guilherme de Pádua assassinou Fulana de Tal no dia Tal pela motivação tal", um fato notório pelo qual ele foi condenado e com sentença pra lá de transitada em julgado.

Até pra denunciar tem jeito certo. A lei pune, com rigor, qualquer forma de justiçagem.

Anônimo disse...

O Collor sofreu impeachment e foi inocentado da maioria das acusações anos depois. Ainda que tivesse sido condenado em todas, mesma coisa: se eu sair da minha casa, ir ao Senado e começar a chamá-lo de ladrão, vou tomar uma biaba jurídica na cara e vou perder, porque aos olhos da lei, aos olhos da proteção da honra (é crime contra a honra), a errada serei eu.

O crime de outrem não justifica o crime vosso. Então, nesse sentido, a errada serei eu.

Hoje em dia não dá mais pra ser ingênuo ou pagar de doido nesse sentido, fora que alegar desconhecimento da lei não ajuda em nada.

donadio disse...

"O Collor sofreu impeachment e foi inocentado da maioria das acusações anos depois"

Vamos separar as coisas. O julgamento no Senado, que resultou em impeachment, for por crime de responsabilidade. Os julgamentos nos quais ele foi inocentado foram por crimes comuns. São coisas diferentes, e obedecem a ritos processuais diferentes. Daí que, embora a justiça tenha absolvido Collor nos processos penais ordinários, jamais reverteu a sentença do Senado que cassou seu mandato e, temporariamente, seus direitos políticos.

Por outro lado, lei e moral são coisas diferentes. Ser condenado por chamar Collor, ou Cunha, ou Geddel, ou Temer, de ladrão é uma coisa. Estar errado a respeito dessas acusações é outra.

Anônimo disse...

Essa agenda é equivocada! Temos 12 milhões desempregados e nem falam disso! Ao invés, seguem apostando na divisão! Quando vão pensar no Brasil de verdade?

Omar Talih disse...

Hoje me sinto órfão político e como se o cão que colocamos para tomar conta do galinheiro, aprendeu a comer ovos e gostou. Naturalmente que apareceram os carniceiros para aproveitar a situação e acabar de vez com qualquer proteção que pudéssemos ter. O PT (que sou um dos fundadores e, há muitos)deveria ser nosso porto seguro para avançarmos nas conquistas de direitos que temos. É evidente que Lula, nunca foi o representante da classe trabalhadora, ele foi arrastado e sempre fez o que pode para entregar o partido para a elite. Era, como se dizia um "pelego" que virou herói. Mas, devemos defender nossa instituição partidária, PT e resgatarmos os ideais que tínhamos na fundação. Não será fácil. Estamos numa situação mais grave do que quando começamos e a ditadura militar fazia a mesma coisa que vemos hoje sendo feito pelas elites que nunca saíram de onde estão, mas retomaram o poder e destruíram tudo que foi conquistado ao longo do tempo.

Anônimo disse...

Eu sei, Viviane, mas não é a primeira menção positiva que vejo à ele nesse blog. A Lola poderia ao menos dar sua opinião como moradora do estado onde ele foi governador.

Anônimo disse...

22:49 não, palerma, não é o trumijo q está "melhorando" a economia dos eua, é o legado do Obama mesmo, a economia já era crescente no governo dele e sem dúvidas daria saltos ainda maiores com a Hillary

e claro q vc prefere o bolçobosta, primeiro pq vc nao é mulher, nunca foi de esquerda e nem nunca seguiu pauta feminista nenhuma

vc é apenas um troll mascu, retardado e fanfiqueiro e q pensa q engana alguém, vc não passa mesmo é de um OTÁRIO, seu trouxa

tá pensando o q? q vai convencer alguém com esse papinho mequetrefe? vá te catar, seu porco

07:39 - só li BOSTA, não podia esperar menos de um outro mascu

Anônimo disse...

Lola, ele é espancador de mulheres porque agrediu estudantes e professoras grevistas, tem até vídeo

https://youtu.be/JJKzMpVFllU

João Paulo disse...

Veja bem, muitos de esquerda, inclusive os que desconfiam do Ciro como falou a Lola, enxergam no Ciro uma candidatura de esquerda. Escrevi um artigo com um viés analítico, não há no texto nenhum tipo de defesa a ninguém, há análise. Citei Manuela, Ciro e Boulos, porque são as três principais candidaturas de esquerda fora do PT. Ciro é uma figura polemica, com comentários machistas e homofóbicos, desde que ingressou na política já passou por 7 partidos. A despeito de qualquer coisa, o Ciro é sim uma figura de esquerda, basta ver seu discurso e ideias onde ele foca na desigualdade e pautas de quem é político de esquerda.

Anônimo disse...

Essa é uma eleição perdida para a esquerda em todos os níveis de governo.

Anônimo disse...

Bolsonaro e um parasita que vive de dinheiro publico defendeu projetos ridiculos

lola aronovich disse...

Anon que pede minha opinião sobre o Ciro Gomes, eu moro no Ceará há 8 anos. Ciro foi governador 1994 e prefeito até 1990, ou seja, milhares de anos antes de eu me mudar pra cá. Não conheço nada do governo dele. Mas não gosto dele há muito tempo, porque ele pertenceu à Arena e ao PSDB. Eu provavelmente sou bem mais velha que você, então lembro bem quando ele concorreu à presidência em 98 -- e ficou em 3o lugar! Em 2002 escrevi sobre ele, comparando-o a outro político destemperado, o Collor (naquela época ninguém falava em Bolsonaro, e só os Simpsons podiam imaginar que outro troglodita, o Trump, viraria presidente). Há um ano e meio vi uma palestra dele na UFC, e concordei com várias de suas análises. Mesmo assim nunca votei nem votaria nele (bom, nunca diga nunca: se houvesse um 2o turno entre ele e Bolso e fosse arriscado anular o voto, aí TALVEZ. Felizmente, duvido muito que tenhamos esse cenário).
Mas, como o João disse, ele não elogiou nem criticou Ciro, só citou que ele será candidato.

Ah, João querido, ontem, quando estava preparando seu texto pra publicar, pensei: E A MARINA? Ela tá tão longe assim da esquerda que não pode sequer ser vista como "alternativa de centro esquerda"? (certo, pra mim não, mas queria saber sua opinião).

lola aronovich disse...

Anon que pede minha opinião sobre o Ciro Gomes, eu moro no Ceará há 8 anos. Ciro foi governador até 1994 e prefeito até 1990, ou seja, milhares de anos antes de eu me mudar pra cá. Não conheço nada do governo dele. Mas não gosto dele há muito tempo, porque ele pertenceu à Arena e ao PSDB. Eu provavelmente sou bem mais velha que você, então lembro bem quando ele concorreu à presidência em 98 -- e ficou em 3o lugar! Em 2002 escrevi sobre ele, comparando-o a outro político destemperado, o Collor (naquela época ninguém falava em Bolsonaro, e só os Simpsons podiam imaginar que outro troglodita, o Trump, viraria presidente). Há um ano e meio vi uma palestra do Ciro na UFC, e concordei com várias de suas análises. Mesmo assim nunca votei nem votaria nele (bom, nunca diga nunca: se houvesse um 2o turno entre ele e Bolso e fosse arriscado anular o voto, aí TALVEZ. Felizmente, duvido muito que tenhamos esse cenário).
Mas, como o João disse, ele não elogiou nem criticou Ciro, só citou que ele será candidato.
(fiz duas correções à toa no meu comentário anterior; os links se perdem?)

Ah, João querido, ontem, quando estava preparando seu texto pra publicar, pensei: E A MARINA? Ela tá tão longe assim da esquerda que não pode sequer ser vista como "alternativa de centro esquerda"? (certo, pra mim não, mas queria saber sua opinião).

João Paulo disse...

Lola, temos um impasse para muitos acadêmicos, os mais ortodoxos me refiro, de não classificar Marina Silva como de esquerda. Quando a gente ler sobre o que Marina defende, suas ideias estão centradas em que campo? Quando lemos termos técnicos sobre direita e esquerda, Norberto Bobbio é principal referencia nisso, notamos que Marina é uma política que está mais situada na esquerda. Vejo como importante pensarmos esquerda e direita nos termos do que propõe Bobbio como também incluirmos a questão das minorias e as políticas do aborto para as mulheres, porque tais questões ganharam muita relevância no debate publico-político nas últimas décadas. Enxergo na Marina uma política que está mais situada naquilo que se convencionou a chamar de centro, ela encarna bem uma agenda que mescla componentes a esquerda e a direita. O futuro da Marina é incerto, ela não tem sequer liderança no seu partido. Será muito difícil para ela bancar uma terceira candidatura consecutiva a presidência. Falta estratégia político-eleitoral para a ex-senadora e ex-ministra. Acho que a Marina não vai ler isso, rsrsrs, mas não tem problema, a minha dica para ela é se candidatar ao Senado pelo Rio de Janeiro, onde ela tem forte eleitorado cativo com uma eleição praticamente garantida. Desse modo Marina poderia ganhar relevância nacional e ser aquilo que ela e a Rede tanto almejam, uma figura de destaque no cenário nacional com poder de influenciar o debate público-político do país. Lola, até tenho mais coisas para falar sobre sua indagação de que espectro político está a Marina, mas acho que vou me alongar demais, rsrsrsrs. Então vou ficando por aqui. Abraços, Lola.

Gabriel Gama disse...

O que eu não entendo é esse termo "mascu". Feministas estão usando um termo sexista para ofender ? É isso mesmo produção ? kkkk Bolsonaro vai ganhar. Eu sou liberal, mas sendo ele o candidato mais próximo dessa concepção com chances reais de ganhar então meu voto vai pra ele.
kkkkk Os liberais vão tentar de todas as formas usar o bolsonaro pra sua agenda. Alás, esquerda defendendo os pobres ? Dificultando o empreendedorismo ela está ajudando muito mesmo. Iniciativas que levantam para depois jogá-los no chão...
Por isso liberais/libertários estão surgindo a rodo no país.

Sérgio Carneiro disse...

"Além da queda, o coice".

O graduando em Ciências Sociais, João Paulo Jales dos Santos, apenas repetindo o discurso falaciosos da esquerda. Vendo a queda da esquerda, faz um apelo para que a esquerda permaneça unida, e assim eleja parlamentares de esquerda para combater o chefe do executivo, que provavelmente será de direita. Ou seja: Além da queda, o coice.

O discurso de que a esquerda é a esperança e que a direita é o medo, já não engana mais ninguém. Dilma usou isso na campanha de 2014: A cena mostrava que se Aécio fosse eleito faria desaparecer a comida na mesa de uma família.

Mesmo os mais desinformados conseguem ver a situação da Venezuela e enxergam nela, a verdadeira face de um governo de esquerda. O articulista vai ter que se esforçar muito para mudar a realidade venezuelana.

Rafael Cherem disse...

1- Talvez não tenha eleição

2- Se tiver a esquerda vai apanhar de novo.

3- Na democracia burguesa não há chance de vitória, fora fazer uma conciliação de classes , como Gleise Hoffman sinalizou.

Rafael Cherem disse...

Ah sim, Bolsonaro também vai tomar uma surra, SP não quer esse senhor na disputa, e vai destruí-lo, talvez antes de se lançar candidato.

lola aronovich disse...

Muito boa sua explicação sobre a Marina, João, e muito boa também a sua sugestão para ela. Mas ela pode se candidatar senadora pelo Rio? Não teria que ser pelo Acre? Li que um dos filhos de Bolso será candidato ao Senado pelo Rio. E pior é que ele tem chances.
Fico triste pela situação da Marina (seria a maldição do terceiro lugar?), mas ela se distanciou demais dos movimentos sociais ao ser contra a legalização do aborto, por exemplo. E apoiar Aécio no segundo turno foi realmente a pá de cal.


Gabriel, mascu é um diminutivo para masculinista. Masculinista realmente é um bicho sexista pracarai, mas o termo em si, não. Aliás, foram eles que inventaram o termo masculinista. Eu só o abreviei para mascu. De nada!

Rafael Cherem disse...

Outra coisa, pouca chance de virarmos uma Venezuela, o povo brasileiro é bem despolitizado e gosta de entregar tudo para a elite entreguista.

João Paulo disse...

Lola, a Marina pode mudar de domicílio eleitoral. Não sei se ela continua com domicilio no Acre, fiz uma pesquisa aqui sobre isso e não encontrei informação que necessitava. Sei que Marina até bem pouco tempo estava residindo no Rio, talvez ainda esteja, o que é bem provável. O Rio de Janeiro é um estado onde a Marina é muito forte. Brasília e Espírito Santo também , nestes a Marina tanto em 2010 quanto em 2014 teve boa votação. Não cito Pernambuco, porque a votação da Marina em 2014 por lá foi um caso isolado, que dificilmente se repetirá se ela sair candidata neste 2018. O Rio de Janeiro é um estado influente no país, sendo senadora no Rio Marina teria maior peso político no país.

Anônimo disse...

Empreendorismo e menos burocracia que são medidas liberais ajudam a diminuir o desemprego, é só ver o que o trump acabou de fazer, cortou impostos e irá gerar empregos. Chega de comunismo.

Anônimo disse...

Aqui parece ser o quartel general onde todos os esquerdistas se juntam né? A Eletrobras logo será privatizada e caso tudo der certo a reforma da previdência será aceita. É no comentário acima, os salários dos brasileiros é baixo porque a produção por trabalhador é muito pequena, e a burocracia no qual os esquerdistas defendem esfola o país.

Anônimo disse...

A turminha do "estado minimo" ainda cai na ladainha que a corrupção só existe no governo. Incrivel.

Acham mesmo que o "mercado" vai resolver alguma coisa... a unica coisa que o "mercado" quer é lucro. Eles cagam e andam pro pais. O que não falta na África é estado mínimo, é isso que vocês querem para o Brasil?

Anônimo disse...

Esqueci de falar, sobre o Ciro, um anonimo acima comentou:

"Essa agenda é equivocada! Temos 12 milhões desempregados e nem falam disso! Ao invés, seguem apostando na divisão! Quando vão pensar no Brasil de verdade?"

Esse é o Ciro. Ele só fala de economia, emprego, juros, dívida e industrialização.

Mas, infelizmente , ele é a favor do aborto e do controle estatal sobre setores estrategicos então ele é um comunista, e ele criticou o Lula e ja participou do PSDB então é um oportunista falso se passando por progressista.... por que ideologia boba é mais importante do que trabalhadores terem empregos, oportunidades e dinheiro.

donadio disse...

"ele criticou o Lula e ja participou do PSDB então é um oportunista falso se passando por progressista"

Ele não é um oportunista por que já foi do PSDB, nem por que criticou o Lula. Ele já foi do PSDB (e do PDS, e do PPS, e do PSDB) por que é um oportunista, e já criticou o Lula por que é um oportunista.

É toda uma trajetória de oportunismo: da direita para a esquerda, da esquerda para a direita, de um partido para outro - e de forma ruim, desqualificada, como é fácil ver pelo seu estágio à frente do seu partido atual, o PDT: ele diz uma coisa, o partido faz outra, completamente diferente, nem ele controla o partido nem se pauta pela discussão do partido (que aparentemente não existe, o PDT é uma casa-da-mãe-joana, onde cada um faz o que quer, ou o que foi pago para fazer por forças externas ao partido)... e ele só está lá por que o partido lhe dá legenda para concorrer a presidente. E ele, como bom oportunista, aproveita a oportunidade. Organizar o partido, dar uma coerência política mínima, ter uma estratégia para eleger uma bancada que apoie o seu programa de governo... isso não, que dá muito trabalho e gera conflito demais, né?

Anônimo disse...

Discordo Donadio, ele sempre foi coerente com suas posições,e o PDT tem se mostrado unido em em torno de sua candidatura, fora isso é o candidato com maior preparo tanto politico quanto administrativo, mas a direita prefere um lunático e a esquerda um líder do século passado ou um maconheiro de dce.

Triste.

Anônimo disse...

O ÚNICO candidato que fala de economia com propriedade é Ciro, o ÚNICO com propostas viáveis para o desenvolvimento nacional e retomada do crescimento é Ciro, Lula está enrolado em sua defesa e promete um revival de seu primeiro governo, Bolsonaro ainda está TENTANDO aprender o que economia,Boulos e Manuela idem, o resto da direita brigando para ver quem vai ser candidato.

Sejamos sinceros, quem mostra maior preparo para discutir o que IMPORTA que é emprego e renda é CIRO. O resto é resto.

Outra coisa, se a esquerda avançar para pautas morais na disputa presidencial, vai jogar a eleição no colo da direita, podendo até ser do Bolsonaro. O povo quer emprego, dinheiro no bolso e comida,o resto a evolução cultural cuida.

Anônimo disse...

Um grande desafio para a esquerda também é parar de promover ''cavalos de troia'' da direita que vivem na rede globo, com luciano huck, aécio neves e na grande mídia em geral e parar de achar que são seus ''amiguinhos e aliados'', mas que só se aproximam da esquerda atrás de verbas da lei Rouanet.

Anônimo disse...

Levanta a bunda da cadeira e vai ali na escola pública da esquina e pede pra ver a grade de horário, vai lá ver se é só humanas.

Viviane disse...

"Organizar o partido, dar uma coerência política mínima, ter uma estratégia para eleger uma bancada que apoie o seu programa de governo... isso não, que dá muito trabalho e gera conflito demais, né?"

Você tocou num ponto crucial não só para o Ciro, mas para todo político que quer implantar um programa sério de governo (será que existe algum no Brasil?): eleger uma base de apoio no Legislativo, para que as propostas possam ser aprovadas. Em suma, até quando nosso povo vai ficar nesse pensamento infantil de que "presidente manda sozinho"?

Anônimo disse...

"O crime de outrem não justifica o crime vosso. Então, nesse sentido, a errada serei eu.

Hoje em dia não dá mais pra ser ingênuo ou pagar de doido nesse sentido, fora que alegar desconhecimento da lei não ajuda em nada."

Tem vítima de estupro pagando danos morais para o estuprador por motivos assim, por conta de exposição no Facebook sem ter processado no momento devido pelo crime alegado. Anos depois resolve contar, o cara aciona e ganha.

Se a gente vai jogar um jogo na vida, nossa obrigação mínima é conhecer as regras.

donadio disse...

"Só que a educação estatal precisa dar enfoque a biologia, matemática,física, ciências ao invés de ficar só nas ciências humanas, discussão de preconceitos ou ideologias."

A base nacional curricular prevê as seguintes cargas horárias por disciplina na primeira série do ensino médio:

Matemática - 4
Física - 4
Química - 3
Biologia - 3
Total "ciências exatas" - 14
Língua Portuguesa - 2
Literatura, Redação e Expressão -3
Educação Física - 2
Lingua Estrangeira - 2
Total "outras matérias sérias que não dá pra tirar do currículo" - 9
História - 2
Geografia - 2
Sociologia - 1
Filosofia - 1
Total "ciências humanas" - 6

Parece que a escola pública já está fazendo exatamente o que você sugere...

(agora, boa sorte com aulas de biologia que não mencionam nem sexo nem evolução. Melhor redistribuir as horas para algo mais útil, como jardinagem, por que biologia sem isso não é ciência, é só propagação de ignorância.)

Henrique Andrade disse...

Que ótimo artigo! Esclarecedor

Eu estava meio confuso e incerto de como estava o cenário, não sou entendido do assunto e esse post me ajudou.

Desde o golpe contra a Dilma me preocupei em pesquisar o máximo a respeito dos candidatos para 2018.

Até o momento vejo o Ciro como a pessoa que se enquadra melhor para presidente, dado a situação que nos encontramos. Ele foca em trabalhismo, que é um problema sério e real. Tbm cita enfrentamento do mercado especulativo. Mas o que mais pesou foi a grande experiência e a ficha limpa, mesmo com tantos anos na política.

Sobre as críticas a ele, não da pra fazer vista grossa sobre acusações de machismo e agressões contra mulheres. Há de se apurar mesmo e que pague caso culpado.

Vi numa entrevista relativamente recente que ele assume que já foi machista, mas aprendeu e aprende a cada dia que deve pensar melhor a respeito de palavras e atitudes dele. Isso é positivo e até serve de exemplo.

Sonho com uma aliança Manu/Ciro ou Ciro/Manu... sonhar não é proibido ainda =)

Abraços ao autor e a Lola!

Cissa disse...

Rafael Cherem,

vc acha que o bolsonaro vai tomar uma surra? Tô achando que a cada dia que passa ele tem mais chance. Infelizmente.

Cissa disse...

Anônimo das 17:57

A CHINA NÃO É COMUNISTA! Seria comunista se não tivesse um estado forte e os meios de produção são colaborativos. Isso acontece lá? Não. Isso acontece na Venezuela? Também não. Aconteceu na URSS? Igualmente não.
Quando é que vcs vão entender isso, pelo amor de Deus?

Josimar disse...

Eu vou votar no Ciro Gomes. Tem um projeto de desenvolvimento nacional. Não rouba, não roubou e diz que se roubar no governo dele resolve com a polícia. Mostra exemplo disso. Foi prefeito, foi deputado foi governador, foi ministro da Fazenda do Itamar Franco um dos governos mais limpos da nossa história, foi ministro do Lula no 1.mandato, quando viu a bandalheira saiu. Nunca foi processado por corrupção, as acusações que teve(nenhum político escapa disso) foram arquivadas. É formado em direito especializado em economia, quer unir quem trabalha e quem produz contra o rentismo. Quer fazer auditoria da dívida pública. Disse que no governo dele não vai ter banqueiro. O seu estado o CE é um dos mais bem governados do país, tem projeto na educação que deixa 77 das 100 escolas do ideb São do Ceará. Isso te convence?

Anônimo disse...

Serio mesmo que vcs acreditam que i Ciro Gomes não é corrupto? Tá parecendo os bolsominions

http://causaoperaria.org.br/blog/2017/09/20/verdadeira-face-de-ciro-gomes/

Rafael Cherem disse...

Cissa

O discurso do Bolsonaro é um discurso popular, converse com qualquer pessoa do povão e verá, que o tal "bandido bom é bandido morto", a pessoa é gay por falta de surra, encontra eco nas classes "c" "d" e "e", mas como o "genio" político ele se posicionou como um antípoda do Lula/PT/Esquerda, e esse posto é disputado por toda a direita, ou seja, ele terá no cangote gente calejada na política e no jogo (sujo) eleitoral, com toda a mídia junto. vai apanhar deles.

Se ele se coloca como um político do povo, falando o que ele fala, teria chance, mas se esforça para convencer o coxinha, o liberalzinho que mora com os pais,e os fanáticos anti-comunistas de plantão, esse eleitor não elege ninguém.

Por isso, se sair candidato, não vai fazer bonito.







Anônimo disse...

Eu também concordo que o Ciro seja a melhor opção para a esquerda, além do lula, caso seja possível.

Precisamos entender que não podemos de forma alguma deixar a direita tomar o poder, senão a lista de retrocessos será enorme.

Percebam que a candidata do Partido comunista não é uma boa opção, pois acabamos de ter uma mulher presidenta que fez um governo desastroso, embora eu ache que isso não tenha nada a ver, acredito que, para a população brasileira, Dilma tenha arranhado a imagem das mulheres como gestoras.

donadio disse...

"O seu [do Ciro Gomes] estado o CE é um dos mais bem governados do país"

Pode ser, mas não é governado pelo Ciro Gomes, é governado pelo Camilo Santana, que é do PT e vai apoiar o Lula, não o Ciro Gomes.

Rafael Cherem disse...

Anônimo das 14: 22

Ele é o mais preparado, além do mais ele já se manifestou sobre essas críticas que fez ao Lula, e mesmo que tivesse criticado, segue sendo o mais preparado.

Anônimo disse...

Esses próximos anos serão terríveis, qualquer que seja o vencedor, o Brasil estará muito mal representado.

Temos um lixo de congresso, todos os presidenciáveis são corruptos com exceção do Bolsonaro que é um troglodita, não respeita mulheres, negros, homossexuais.. temos que decidir entre o ruim e o menos pior.

Eu gostaria de ter condições de morar em outro país.

donadio disse...

"todos os presidenciáveis são corruptos com exceção do Bolsonaro que é um troglodita"

Os presidenciáveis são os seguintes:

Lula
Jair Bolsonaro
Marina Silva
Geraldo Alckmin

Você está dizendo que Lula, Marina, e Alckmin são corruptos? Com base exatamente em quê? Você tem provas do que está levianamente afirmando?

Bolsonaro é um político profissional, deputado federal há duas décadas. Curto e grosso, se você somar todos os salários que um deputado federal ganha em quatro anos de mandato, dá cerca de dois milhões de reais. Isso não paga uma campanha para deputado federal no Rio de Janeiro. De onde sai o dinheiro para pagar as campanhas eleitorais de Jair Bolsonaro, que não nasceu em berço de ouro, nem se casou com a filha de algum magnata, nem é conhecido por seus talentos empresariais.

Ou seja, quem paga as campanhas de Bolsonaro são contribuições empresariais de campanha. Mas essa é exatamente a acusação que pesa sobre Lula, Marina, ou Alckmin: a de que são eleitos arrecadando dinheiro junto a empresas privadas. Então, se esses três são "corruptos" por que recebem contribuições de campanha de empresas privadas, em que Jair Bolsonaro difere deles?

Anônimo disse...

Pelo menos, Lola, ao contrário dos EUA, a agenda de costumes, tema principal deste blog, não interessa muito a direita. Mais facfá a elite se reunir por alkmin e não por bolsonaro