domingo, 2 de outubro de 2016

COMO FOI O LANÇAMENTO DO LIVRO GOLPE 16 EM FORTALEZA

Eu entre Marússia (leitora antiga do blog!) e Irenísia
Gente, nesta última terça, dia 27 de setembro, tivemos o lançamento do livro Golpe 16 aqui no Ceará.
Não vieram tantas pessoas (eu contei trinta no auditório da Adufc), talvez porque um seminário sobre a reforma do ensino médio foi marcado pro mesmo dia e horário, na UFC. Ou talvez porque não costume vir muita gente pros lançamentos que acontecem no sindicato, não sei.
Alba e eu
De toda forma, quem veio gostou muito. O debate foi excelente, com falas muito didáticas das professoras Alba Pinho de Carvalho e Irenísia Oliveira, e do jornalista Renato Rovai. Eu também falei um pouco. Alba fez um levantamento detalhado do livro, elogiando como ele é acessível, de fácil leitura, mas, ao mesmo tempo, denso e cheio de ideias. Não é porque eu faço parte do projeto, mas concordo totalmente com ela. 
Tentarei organizar um outro lançamento durante a Semana de Humanidades, nos dias 19 a 21 de outubro, na UFC. Aliás, durante a X Semana vou oferecer o minicurso de quatro horas "Não à história única: Escritoras negras dos EUA e sua diversidade". Inscrevam-se já, é grátis! 
Renato me contou que a primeira edição do livro Golpe 16 já se esgotou, e vão lançar a segunda edição. Já eu pedi cem exemplares pra editora, e até agora só vendi 22. Por favor, comprem os outros 78! Cada exemplar que eu vender eu recebo metade do valor do preço de capa, ou seja, R$ 17,50. Vamulá, que agora é início do mês e vocês estão pra receber o salário!
Pra comprar de mim diretamente na UFC, custa R$ 35. Pelo correio, tem que pagar R$ 43 (referente ao preço do livro, do envelope e do envio registrado pela correio). 
É só depositar os 43 numa das minhas duas contas (em nome de Dolores): Banco do Brasil, agência 3653-6, conta 32853-7, ou Santander, agência 3508, conta 010772760. Aí você me envia email (lolaescreva@gmail.com) com seu endereço e algumas coisas sobre você, para que eu possa escrever uma dedicatória pessoal. Vale a pena também dar o livro de presente pra alguém (aí eu escrevo uma dedicatória pra pessoa). 
Renato me convidou e eu orgulhosamente aceitei organizar a edição de um outro livro sobre a conjuntura política do país, mas agora apenas com escritoras mulheres. Já estou com uma lista de mulheres incríveis para convidar. A expectativa é que o livro saia ainda este ano!

7 comentários:

Anônimo disse...

Um livro escrito apenas por mulheres falando de política com o intuito de pregar a igualdade.

Franklin Rocha disse...

eu no momento estou me limitando a comprar e-books, por serem mais baratos enão precisar de muito espaço para guardar. Queria saber como, se vai ter e-book, onde vai estar?
se não tiver, talvez compro o livro físico mesmo...

BLOG FALA MESMO GALERA ®
FanPage #FalaMesmoGalera ®

lola aronovich disse...

Oi, Franklin! Olha, por enquanto, que eu saiba, não vai ter e-book! Compra o livro físico, por favor! (se bem que eu sei como vc se sente).


Anon das 15:21, sabe quantos livros sobre política existem que só tem homens escrevendo? Seminários sobre política só com homens? Dá uma olhada no Instituto Millenium, por exemplo, e veja quantas mulheres participam como autoras e palestrantes. No espectro da esquerda é um pouco melhor, mas não muito. A ideia deste livro que vamos fazer é convidar mulheres com muita diversidade para falar de vários temas diferentes, com óticas femininas (e feministas). É total falsa simetria (pesquise o que é) reclamar de um livro escrito só por mulheres.

Anônimo disse...

Eu já tenho algm pra pegar esse livro emprestado, ele parece muito foda! Boa sorte com o novo livro, aposto que ele vai ser muito interessante!
Hj eu vi um filme que acho que vc gostaria muito: The Mask You Live In, sobre o efeito da masculinidade tóxica sobre meninos e homens. Apesar de ter esse foco, o documentário não fala como se homens estivessem em desvantagem na nossa cultura. E tenho quase certeza que foi feito pela mesma diretora de Miss Represatation. Tem no Netflix com legendas em português, se vc animar (apesar de saber que vc é professora de inglês e tudo xD Mas, sei lá, às vzs outra pessoa está lendo este comentário e se anima tb).

Anônimo disse...

Tem razão, anon. Igualdade mesmo vá ser quando tivermos um longo período de tempo em que só mulheres possam publicar livros. Alguns homens poderão também, sob um pseudônimo feminino, claro. Tudo em nome da igualdade.

Anônimo disse...

Quanto piti, gente. A exceção é livro publicado só com mulheres e não o contrário. Engraçado que vocês não cobram igualdade na direita né?

donadio disse...

"Um livro escrito apenas por mulheres falando de política com o intuito de pregar a igualdade."

Um comentário escrito por alguém que é contra a igualdade para reclamar da falta de igualdade no livro dos outros.