segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

MULHERES DEVEM SE APOSENTAR ANTES DOS HOMENS?

Até agora não aconteceu nada que justifique a manchete ao lado, mas a mera proposta de fixar a idade da aposentadoria em 65 anos (35 anos de contribuição) tanto pra homens quanto pra mulheres já atiçou os ânimos de inúmeros misóginos, daqueles que bradam: "Vocês feminazis só querem os privilégios!"
Os caras que falam essas besteiras nem se tocam que trabalhadores rurais também podem se aposentar antes, e sem terem contribuído. Isso também é privilégio? Ou existem razões para que a aposentadoria deles seja diferente da dos trabalhadores urbanos?
Num mundo ideal e igualitário, realmente não existiriam motivos pras mulheres se aposentarem cinco anos antes. Mas falta muito pra chegar neste mundo. Pra começar, hoje, como está, mulheres ganham muito menos que homens. Quer dizer, se você, homem, não acha 30% "muito menos", experimente encolher o seu holerite em um terço. É sério, esses dados não estão em discussão. Não é achismo, não é "Ahn, não conheço nenhuma empresa que pague menos às funcionárias" (como se a gente soubesse o salário de alguém no nosso local de trabalho!). É estatística.
Uma brasileira recebe 62% do que ganha um brasileiro com o mesmo nível de escolaridade. Entre 42 países analisados pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, o Brasil ocupa, ao lado do Chile, o primeiro lugar no ranking de disparidade de gênero no que se refere a salários. Mesmo num país muito mais igual que o nosso, a Finlândia, a renda média dos homens é 40 mil dólares por ano. A das mulheres, é 32.500.
Ainda que mulheres já sejam 53,5% dos mestres no Brasil, elas ganham, em média, R$ 5.438 (dados de 2013), enquanto os mestres homens recebem R$ 7.557.
E sim, até na mesma área essa diferença persiste. Por exemplo, um mestre em Letras ou Linguística no Brasil recebe, em média, R$ 4.660 -- se for homem. Se for mulher, uma mestre exatamente na mesma área ganha R$ 4 mil. Essa absurda diferença ocorre em todas as áreas!
Mas o principal motivo para mulheres (o que deveria incluir mulheres trans) poderem se aposentar antes nem é a flagrante injustiça salarial. É a jornada dupla e tripla de trabalho. 
Hoje a maior parte das mulheres trabalha fora de casa. Já somos metade da força de trabalho no país. A mudança econômica foi gritante, mas a cultural, ainda não. Os homens ainda não fazem a sua parte: não participam das tarefas domésticas, não cuidam das crianças ou dos idosos. Infelizmente, o tempo que os homens dedicam aos afazeres da casa aumentou em quase nada na última década -- ridículos 8 minutos a mais por semana.
Assim, o que temos? Aquele velho clichê do cara que chega exausto do serviço e, em vez de trocar a fralda do filho, lavar a roupa ou preparar o jantar, estica-se no sofá pra ver TV. E a esposa, que também voltou exausta do serviço, precisa fazer tudo isso.
As mulheres fazem 52% do trabalho global. Homens fazem 48%. Mas os homens ainda são a maioria no trabalho remunerado. Pois é, a mesma sociedade que determinou que mulheres podem se aposentar cinco anos mais cedo também determinou que mulheres devem cuidar do trabalho doméstico -- sem qualquer tipo de remuneração.
E sabem aquele outro "privilégio" da mulher que tanto é citado, a licença maternidade? Esta licença é fundamental para toda a sociedade, e existe na grande maioria dos países (ironicamente, o país mais rico do mundo, os EUA, não concede licença maternidade paga!). Lógico que foi o feminismo que exigiu e alcançou a licença maternidade. O que poucos sabem é que as feministas lutam também por licença paternidade! Porque, no mundo que queremos, cuidar da casa e dos filhos deve ser obrigação dos homens também.
Em alguns países do mundo, como Alemanha e Inglaterra, a idade da aposentadoria foi equiparada. Em vários outros, no entanto, a diferença ainda persiste: na China e Rússia, a idade mínima para mulheres é de 55 anos, e, para homens, 60. Na Argentina, é de 60 anos para mulheres e 65 para homens. Áustria e Suíça também permitem que mulheres se aposentem antes. A França deixa que mulheres com filhos contribuam por menos tempo. 
Os governos de todo o mundo querem aumentar a idade da aposentadoria, porque as pessoas vivem mais e a previdência social é sempre contestada.
Há quem alegue que, pelo fato das brasileiras viverem oito anos em média a mais que os homens, e por terem menos filhos hoje do que há algumas décadas, a idade da aposentadoria deveria ser a mesma. Esses dois fatores são de fato verdade. Mas a jornada dupla de trabalho também é. 
E se você acha que a diferença salarial se resolve na aposentadoria, pense de novo! As mulheres continuam ganhando menos depois de aposentadas, claro. Pra citar um dado dos EUA, 2,9 milhões de mulheres idosas viviam em situação de pobreza em 2013, mais que o dobro do número de homens. Além do mais, 45% das mulheres com mais de 75 anos vivem sozinhas, o que pode deixá-las desamparadas.
Portanto, mulher se aposentar antes é um pouco como cotas para negros no Enem -- não é privilégio, é compensação! Se as mulheres ganhassem o mesmo que os homens, se não precisassem arcar com todo o serviço doméstico sozinhas, ou se os negros e pardos não fossem maioria na população mas minoria nas universidades públicas, não haveria necessidade alguma de compensação.
Até que não haja igualdade, a resposta para a pergunta "Mulheres devem se aposentar antes?" é: por enquanto, sim.

Mais um dado fascinante: mulheres gastam mais que homens. Um estudo em Nova York avaliou 800 produtos em 35 categorias diferentes e constatou que produtos feitos "pra mulheres" custam 42% a mais que aqueles feitos "pra homens". 
Desodorante feminino custa mais que masculino, por exemplo. Roupas femininas são mais caras. Um shampoo pra homem em NY custa em média US$ 5,68. Pra mulher, 8,39, uma diferença de 48% a mais (sem falar que absorventes que as mulheres precisam usar durante a maior parte da vida são caros pra caramba). 
Se colocar essas diferenças na ponta do lápis, elas formam uma bolada de dinheiro. Como diz a reportagem, é um imposto secreto que as mulheres pagam pra quase qualquer coisa. A matéria ainda diz: gênero é uma construção social. E é uma construção cara. 
Ou seja: ganhamos menos, pagamos mais. Mas igualdade, segundo muitos, é que a gente se aposente na mesma idade. 

206 comentários:

1 – 200 de 206   Recentes›   Mais recentes»
Cão do Mato disse...

Concordo plenamente que mulheres devam se aposentar antes. É o princípio da igualdade, que diz que "devemos tratar os desiguais de maneira desigual para atingir a igualdade". O problema é que esse conceito deveria ter sido aplicado aos homens. Acho que ambos (homens e mulheres) deveriam se aposentar aos 30 anos de contribuição. Afinal, se a mulher tem dupla jornada, o homem vive menos. E, ao contrário do que reza o senso comum, não, não é culpa nossa! Querer reduzir a menor expectativa de vida masculina ao velho clichê "homem vive menos porque não vai no médico" é abusar da inteligência de qualquer mortal...

Anônimo disse...

Você poderia citar que a maioria dos acidentes e mortes no trabalho são de homens, e que a maioria dos trabalhadores em serviço pesado são homens, como coleta de lixo, carvoarias, trabalho em minas, etc.

Anônimo disse...

O igualitarismo supremo é uma injustiça, por isso ações afirmativas para mulheres, negros, deficientes, etc.
Agora esse igualitarismo não está presente na ideologia de gênero, que em vez de buscar vencer a desigualdade, busca uma igualdade forçada, vc já reparou que meninos só brincam de panelinha e boneca em casas de militantes, não que isso seja o fim do mundo, mas forçar a brincar de boneca não é tão ruim como gostar de usar somente azul?

Anônimo disse...

Lola vc é funcionária pública, na sua profissão não existe diferença salarial com os homens, pois o governo na folha de pagamento não usa esse critério para estabelecer os salários, vc não deveria lutar para se aposentar no mesmo tempo que os homens de sua universidade?

Anônimo disse...

Na minha família, eu vejo todos os homens aposentados refestelados no sofá, saindo para o bar com os amigos, para o futebol, enquanto as mulheres "aposentadas" continuam no pesado, com balde e vassoura pra lá e pra cá, fazendo almoço e janta para todos, lavando e passando, ajudando a cuidar dos netos, cuidando dos doentes, ah, na boa, isso parece piada. Ninguém pensa pra pensar se é justo.
Vi minhas avós passarem por isso, agora vejo minha mãe e minhas tias. Eu não vou passar pelo mesmo, pois meu ex já está bem longe, com uma mulher com a metade da minha idade.

Anônimo disse...

Pela lógica social na diferença entre aposentadorias de homens e mulheres pelo tempo de contribuição não vejo sentindo em contemplar mulheres trans pelo benefício e homens trans terem acréscimo no período contributivo.

Anônimo disse...

"igualitarismo supremo" hahahaha!!! Deve ser piada!
Onde você viu se "obrigar" meninos a brincar do que quer que seja??? Não sei se acho patético ou engraçado, acho que os dois!

Anônimo disse...

"Você poderia citar que a maioria dos acidentes e mortes no trabalho são de homens,"

Homens que se entregam à bebida e às drogas. Não morrem por serem homens e sim por serem pessoas que bebem e vão trabalhar. Não é à toa que a construção civil tem empregado equipes exclusivamente femininas cada vez mais, já que entre as mulheres esse problema não ocorre.

Anônimo disse...

10:58 é, porque os homens são mais descuidados, mais negligentes com segurança, não se consultam com médicos com frequência e não se recusam a fazer serviços perigosos porque "fugir da raia é coisa de bichinha". Ah, e também não se mexem pra lutar por seus direitos trabalhistas porque até isso os bebêzões barbados querem que as mulheres façam por eles. Que tal você ir criar vergonha na cara?

11:07 tá e daí? Em que um bando de misóginos babacas reclamarem que não sabem falar com mulheres sem ser numa condição de abuso e desrespeito vai mudar o fato de que cantada É pra aterrorizar e tentar colocar as mulheres "no seu lugar", ou vai diminuir a luta das mulheres e da Lola contra isso? Nada. Se não consegue viver com o fato de que mulheres não vão parar suas lutas porque você quer, então se mate seu babaca. Gente como você não faz falta. Morre.

Anônimo disse...

"não se mexem pra lutar por seus direitos trabalhistas porque até isso os bebêzões barbados querem que as mulheres façam por eles"


Da onde vc tirou isso, que dizer que todos os direitos conquistados foram as mulheres que lutaram pelos homens, depois dessa vou desligar o computador, chega de internet por hoje

Anônimo disse...

Quanto mais o tempo passa e mais eu leio e tenho conhecimento da posição dos homens diante das mulheres, mais eu fico triste com o quanto somos tratadas com egoísmo e desprezo. Outro dia li umas citações do Rousseau sobre as mulheres... Não é novidade, mas a misoginia é um fenômeno histórico, o mais durador de todos os ódios, eu acho.
Agora, falando do assunto, especificamente, é incrível que haja homens que não enxerguem o abismo imensurável que existe entre as dificuldades que uma mulher enfrenta no mundo e aquelas que os homens enfrentam. Como pode um filho ser contra a aposentadoria da mãe 5 anos antes da do pai se ele vê que ela trabalha infinitamente mais? Como pode um marido ser contra a aposentadoria da mulher, se igualmente ele vê o mesmo. Como pode um pai projetar no futuro da filha e desejar que ela se aposente 5 anos mais tarde?
Sério, ou é muita inconsciência, ou é muita perversidade.

Anônimo disse...

"10:58 é, porque os homens são mais descuidados, mais negligentes com segurança, não se consultam com médicos com frequência e não se recusam a fazer serviços perigosos porque "fugir da raia é coisa de bichinha""

Lembrando que no Brasil o governo precisou lançar campanha para ensinar homens a lavarem o pinto. Daí se vê.

Anônimo disse...

é, porque os homens são mais descuidados, mais negligentes com segurança, não se consultam com médicos com frequência e não se recusam a fazer serviços perigosos porque "fugir da raia é coisa de bichinha".


Pensei que fosse pq patrões gananciosos pelo lucro impusessem aos trabalhadores condições de trabalho degradantes, ainda bem que vc esclareceu a situação, a elite não tem culpa, e sim esse preguiçosos e desleixados trabalhadores, devemos inclusive cortar seus beneficios

Anônimo disse...

11:20, cadê sua fonte que aponte que a maioria desses acidentes de trabalho entre os homens é causado por abuso de álcool e drogas? É do mesmo instituto mascu "as vozes me disseram"?

Anônimo disse...

Se uma trans ,que diz que se identifica como, deve fazer jus a aposentadoria mais cedo?

Anônimo disse...

Sem entrar no mérito da disparidade salarial (que é um fato, mas que acredito que por si só não justifique a aposentadoria mais cedo), acredito que a aposentadora mais cedo deva ser dada a quem comprove que arca com a maior parte/totalidade do serviço doméstico. Em regra isso realmente cabe à mulher, mas há casos em que existe divisão igualitária, ou mesmo mulheres que não realizam tal serviço e ainda assim se aposentam mais cedo (sem mencionar casos de pais solteiros). Por exemplo, acredito que uma familia que possua uma empregada doméstica deveria ser "inabilitada" para a aposentadoria cinco anos mais cedo.

Acho que as exceções não devem ser desconsideradas quanto a esse tema, e o "benefício" deveria caber a quem comprove que faz jus a ele.

E pronto, agora podem me xingar de mascu/troll/fascista/reaça/coxinha/blabla e cassarem minha carteirinha de feminista só porque não concordo a posição do texto.

Anônimo disse...

Tb concordo de q as mulheres ainda precisam se aposentar mais cedo até q elas passem a ganhar o mesmo salário dos homens pelo mesmo serviço e formação (o q ainda não é uma realidade) e q os homens tb passem a dividir as tarefas domésticas, depois disso a diferença de anos para aposentadoria se tornaria obsoleta e desnecessária.

E se os homens tem tanta dificuldade de viverem mais e passam por tantos "apertos" no trabalho, isso não é culpa da mulher. Pq negligenciam a própria saúde? Pq não vão lutar por direitos trabalhista? Pq não fazem questão de participarem ativamente da criação dos filhos? Ficar só choramingando pras feministas é fácil (depois a gente vê quem de fato são os mimizentos), ou vão lá esperar pelos mascus lutarem pelos os seus direitos

Anônimo disse...

"Pensei que fosse pq patrões gananciosos pelo lucro impusessem aos trabalhadores condições de trabalho degradantes" - é por isso, mas é pelo motivo q ela apontou acima tb, é um combo

Anônimo disse...

eu sou homem, não operado, me identifico como mulher psicologicamente, e me visto como uma, deve me aposentar mais cedo?

lola aronovich disse...

Anon das 11:05, eu também achava isso -- que no funcionalismo público, por quase todos serem concursados, não existia diferença salarial de gênero. Mas foi o Allan Patrick, delegado da Receita Federal, que me mostrou que isso não é verdade. Aprendi isso em 2011, quando dei minha primeira palestra especificamente sobre feminismo, a convite dele. Ele tinha feito uma pesquisa no seu local de trabalho e constatado que os homens ganhavam muito mais que as mulheres, embora todos fossem funcionários concursados. E os motivos variam, mas, em geral, são como o Patrick explicou: naquela área, pra vc conseguir uma promoção, vc precisa se mudar pra uma cidade pequena, muitas vezes de fronteira. E a sociedade considera totalmente aceitável que homens façam isso, mas não mulheres. Quantos casos vc conhece em que a mulher se mudou de cidade por causa do emprego e levou o marido e as crianças? Não é muito comum, né? Mas casos em que o homem muda de cidade e leva a família? Acontece o tempo todo. Depois o Patrick escreveu um excelente guest post explicando isso.
Eu tenho vontade de fazer um levantamento de salários no Centro de Humanidades da UFC. Agora, com o Portal da Transparência, isso ficou muito mais fácil. Teria que pegar um determinado mês e comparar quanto ganham os professores homens e quanto ganham as professoras mulheres. Porque tenho a impressão que os homens ganham mais. Porque, pra aumentar de salário, precisa passar pela progressão funcional, a cada dois anos. E talvez fique mais difícil escrever e publicar artigos se a mulher tem que cuidar dos filhos e do marido. Além do mais, tem a questão da função gratificada. Chefes de departamento, por exemplo, ganham uma gratificação (cerca de R$ 700 a mais por mês). Talvez seja mais difícil chefiar um departamento se vc tiver menos tempo? Por exemplo, a UFC (e muitas outras universidades públicas) nunca tiveram uma reitora. Só reitores, homens. Por quê? Obviamente não há nenhuma lei proibindo que mulheres sejam reitoras. Mas há toda uma cultura dizendo que isso é "função de homem", ou vilanizando mulheres em posição de poder (tipo: um homem meio tirano é assertivo, uma mulher que fizer exatamente a mesma coisa é...?).
Faz alguns meses perguntei pra diretora do Centro de Humanidades (ela deve ser a terceira mulher na história da universidade naquele cargo), que é minha colega, se ela não pensava em ser reitora um dia. Ela respondeu citando uma conversa que teve com o reitor (que já não está mais no cargo), que disse pra ela que só podia ser reitor porque era casado com uma mulher que fazia TUDO pra ele. Ela que cuidava da casa, dos filhos, de todos os compromissos pessoais. Ele podia ficar livre pra se ocupar inteiramente da universidade. Quantas mulheres têm essa liberdade?
Portanto, em muitos casos de desigualdade salarial, não é que existem leis que discriminam. Mas existe, sim, toda uma cultura que discrimina. E isso é muito mais difícil de mudar do que leis.

Anônimo disse...

Radtroll tentando trollar detectada.

B. disse...

Essa atitude do homem não fazer nada em casa e ficar sentado no sofá é umas das coisas que mais me irrita!

Anônimo disse...

MINHA CASA, MINHAS REGRAS

Anônimo disse...

Lola, pelo seu último relato das duas umas, ou essa alienação/exploração do trabalho é superada (o q é dificílimo, pq nem na URSS isso foi inteiramente possível) ou as mulheres abandonam para sempre a vida doméstica e mergulham de cabeça no mundo dos negócios e do trabalho.

Patrick disse...

Lembro que a sobrevida das mulheres em relação ao homens se deve principalmente à maior mortalidade dos homens entre 15 e 35 anos por causa da violência. Mas atenção, não é apenas violência criminal, quase metade dessa mortalidade vem de acidentes de trânsito e trabalho. Ou seja, homens contribuem por menos tempo pra previdência e dão causa ao pagamento de um número maior de pensões. As mulheres não são vilãs da previdência.

Anônimo disse...

Horrorizada. Naquela página Feminismo Animal, a maioria insultando feministas são outras mulheres.

Anônimo disse...

Lola, esse teu comentário é um condensado de informações importantíssimas. São coisas que nem as mulheres se dão conta, muitas vezes, quem dirá os homens! Seria legal essas informações em um post, junto com outras (você já deve ter feito posts sobre a diferença salarial, claro, mas seria tão bom reiterar!) A nossa maior opressão vem da estrutura familiar, e isso não está melhorando. Vejo a minha trajetória profissional e o buraco em que caí depois que tive um filho e me separei. Ficou tudo por minha conta. Só quem tem filho pequeno sabe a quantidade de horas que eles necessitam da gente, a impossibilidade de viajar, etc. O fim da estrutura familiar não está ajudando as mulheres, ao contrário. No meu caso, a separação com filho pequeno praticamente aniquilou minha vida profissional.

Cão do Mato disse...

Não existe diferença salarial entre homens e mulheres no serviço público. O Governo não paga salários diferentes para homens e mulheres. Agora, se a mulher, na progressão da carreira, acaba perdendo oportunidades por fatores ligados à sua condição de mulher, isso é OUTRA COISA... Claro que esse tipo de situação acaba refletindo na remuneração das mulheres, mas não tem nada a ver com "pagar salário menor para a mulher só por ser mulher". A oportunidade está ali, se a mulher abraçar, vai ganhar a mesma coisa que seus colegas homens na mesma situação. Quanto ao setor privado, tenho uma dúvida: imaginem um empresário que decide demitir um funcionário homem, antigo na empresa, para contratar no lugar dele uma pessoa recém-formada ou com pouca experiência, para ganhar (bem) menos. Se essa pessoa for um outro homem, a redução salarial decorrente dessa troca não entrará para nenhuma estatística relativa a questões de gênero, certo? Mas e se a pessoa contratada para ganhar menos for uma mulher, aí vai ser levada em conta para as questões de "pagar salário menor para a mulher"... Mas essa mulher não vai ganhar menos por ser mulher, vai ganhar menos porque esse era o objetivo da coisa toda. Isso pode acabar maquiando um pouco as estatísticas.

Anônimo disse...

11:30 e como é que se muda essa situação? Lutando. Lembra da fábrica em que mulheres foram queimadas vivas pelos seus patrões porque queriam direitos? Lembra das manifestações e greves pedindo melhores condições de trabalho e salários decentes que acontecem ocasionalmente no país? Na época da revolução industrial homens, mulheres e crianças tinham que trabalhar o dia inteiro, 12 horas, sem a menor segurança, sem direito a pausas, sem férias, sem alimentação ou transporte, sem aposentadoria, sem nada, ganhando centavos que não era o suficiente nem pra alimentação quanto mais pra morar e dar educação aos filhos. Você acha que os patrões deram aos trabalhadores jornada limite de 8 horas, segurança do trabalho, salário mínimo, férias remuneradas, alimentação e transporte e intervalos pra refeições de boa vontade, por que eram bonzinhos?

Não, filhote, não. Todos os direitos trabalhistas que nós consideramos banais e naturais hoje foram conseguidos com muita luta e sacrifício de gente que não se conformou em ser escravizada fazendo trabalhos sujos e perigosos sem nenhum direito trabalhista. Aliás, aproveite que agora os patrões não podem queimar os funcionários vivos e trate de ir lutar pelos seus direitos trabalhistas, folgado.

Cão do Mato disse...

Com relação à menor expectativa de vida dos homens, é importante salientar algumas coisas: Primeiro, homens vivem, em média, oito anos a menos que as mulheres NO MUNDO TODO. Ou seja, se fosse uma mera questão cultural, de não cuidar da própria saúde, essa diferença jamais poderia ser A MESMA no mundo todo! Em países cujas sociedades estão mais avançadas na questão de igualdade de gênero, essa diferença deveria ser menor. Mas não é o que acontece. Segundo, colocar a culpa em mortes no trânsito e por acidentes de trabalho também é questionável, pois países que possuem trânsito ultra civilizado e regras (e fiscalização) rígidas para evitar acidentes de trabalho também apresentam a mesma diferença de expectativa de vida homem/mulher.O mesmo vale para mortes por violência urbana. A questão é mais complexa. Tudo leva a crer que os homens vivem menos por questões biológicas (já há até médicos adeptos dessa teoria), o que demandaria investimentos em pesquisa e prevenção exclusivos para a saúde masculina.

Anônimo disse...

anon 13:00
Seguindo o exemplo que vc falou, vc foi protestar contra os cortes trabalhistas efetuados pelo governo recentemente

Anônimo disse...

Nenhuma das fontes citadas leva em consideracao todos os fatores relvantes para que seja feita uma comparacao justa entre os salários. Não existe nenhuma prova que as mulheres ganhem menos pelo mesmo trabalho, pelo contrário, essas pesquisas apenas provam que mulheres tendem a escolher empregos que pagam salários menores.
Já foi comprovado diversas vezes que essa história de que mulher ganha menos pelo mesmo trabalho é furada, inclusive por feministas.
Além de não fazer o menor sentido, qualquer mulher que esteja ganhando menos por ser mulher pode simplesmente processar a empresa que será a indenizacao mais fácil do mundo de conseguir.

Anônimo disse...

Olha, eu concordo com tudo o que a Lola escreveu. De fato, a carga de trabalho e responsabilidade depositada nos ombros das mulheres é imensa e começa também muito mais cedo do que para os homens.
Eu não me lembro de ter visto nenhum menino de 7, 8 anos lavando passando, cozinhando e criando os irmãos menores. Meninas eu via todos os dias. Aliás em cidades do interior, como de onde eu vim em SC, a regra era essa - as irmãs mais velhas criam os irmãos, cuidam da casa e vão para a lavoura ajudar os pais.

Porém há outro problema e bem sério - para haver previdência é necessário haver quem pague por ela. E não é só no Brasil. Isso é um fato no mundo inteiro. Sim, homens vivem menos, mas mesmo vivendo menos ainda estão vivendo mais do que há 50 anos atrás. Mulheres estão vivendo ainda mais.E para garantir o beneficio no futuro, eu pessoalmente, não só apoio que a aposentadoria das mulheres se equiparem mas que os anos de contribuição aumente para TODOS...

Sim, existem todos os pontos que a Lola citou e muitos outros e concordo com tudo. Mas deixar de solucionar esse problema seríssimo e deixa-lo aumentar a ponto de perder o rumo daqui há 50, 100 anos não me parece inteligente...

Jane Doe

Anônimo disse...



"Além de não fazer o menor sentido, qualquer mulher que esteja ganhando menos por ser mulher pode simplesmente processar a empresa que será a indenizacao mais fácil do mundo de conseguir."

28 de dezembro de 2015 13:29

Que ótima consideração! Só esqueceu de dizer que, depois de processar a empresa, vc se queima no mercado de trabalho.

Patrick disse...

Porém há outro problema e bem sério - para haver previdência é necessário haver quem pague por ela. E não é só no Brasil. Isso é um fato no mundo inteiro. Sim, homens vivem menos, mas mesmo vivendo menos ainda estão vivendo mais do que há 50 anos atrás. Mulheres estão vivendo ainda mais.E para garantir o beneficio no futuro, eu pessoalmente, não só apoio que a aposentadoria das mulheres se equiparem mas que os anos de contribuição aumente para TODOS...

Cara Jane, muita gente boa acredita nesse argumento. Mas ele não está correto.

O aumento generalizado da esperança de vida das pessoas ao nascer, desde o início do século XX, não decorre de sofisticados e caros tratamentos de saúde, mas da substancial redução da mortalidade infantil e da melhoria generalizada das condições sanitárias da população.

Sendo assim, o aumento na esperança de vida é reflexo de que há mais pessoas cumprindo o seu ciclo normal de vida, sendo produtivas e, portanto, contribuindo a cada dia mais para a Previdência. Quanto maior a esperança de vida de uma população, melhor para a Previdência.

Anônimo disse...

Só mais um adendo:

Li tempos atrás em uma revista aqui da Alemanha - homens alemães em média vivem menos por fumarem muito mais, beberem muito mais, se alimentarem muito pior fazerem muito menos exercício. A sorte deles é que os hospitais são bons, se não fossem provavelmente a expectativa de vida seria ainda menor.

Homens, ao invés de choramingar tanto "ainnn mulher tem um monte de privilégio" - vão lavar uma pia cheia de louça, esfregar privada e criar seus filhos. Além disso, parem de abusar física-/emocional-/sexualmente de mulheres e crianças. respeitem nossos direitos reprodutivos. Paguem salários justos, não discriminem seus funcionário e respeitem os direitos trabalhistas.

Garanto pra vocês, se vocês fizerem isso nós mulheres abriremos mãos de todos os nossos "grandes privilégios" (aspas ad infinitum) com muito gosto!!!

Jane Doe

Anônimo disse...

As fontes citadas no post não provam nada. Não existe prova que mulher ganhe menos do que homem pelo mesmo trabalho em lugar algum. Todas as evidências apontam que os salários sao iguais quando se trata do mesmo trabalho, mulheres apenas escolhem profissoes que pagam menos.
http://www.wsj.com/articles/the-wage-gap-myth-that-wont-die-1443654408
https://m.youtube.com/watch?v=58arQIr882w
https://m.youtube.com/watch?v=F30lWAiD_3A

Tem muito mais provas é só pesquisar, nenhum economista leva essa palhacada a sério.

Anônimo disse...

Vivi oito anos com minha ex e ela nunca fez serviços do.estudos...nunca me importem com isso porque vivia sozinho e fazia tudo...me separei e ela foi viver com homens que batem nela quando chegam em casa e a comida não esta pronta....sou excessão?Na década de sessenta meu pai era alfaiate no interior da Paraíba...minha mae operaria numa fabrica que a maioria eram mulheres.Meu pai cuidava dos quatro filhos...excessão?E os maridos das outras mulheres da fabrica?A questão é que vcs mulheres na hora de escolher o parceiro encobrem os defeitos deles visando o que para vcs são qualidades

Anônimo disse...

Cão do mato, homens não vivem oito anos a menos no mundo todo não seu burro. Nos países nórdicos e no Canadá a expectativa de vida para ambos os sexos é quase a mesma, um pouco acima para as mulheres e todos sabem os motivos: homem neglicencia a própria saúde sim, não faz exame de próstata, se envolve em situações de violência banal desnecessária, se acham os fodões e por isso se submetem a qualquer tipo de risco de vida, vcs são burros.

"homens vivem menos por questões biológicas", não duvido nada, por isso q são burros e se envolvem em paradas q custam suas próprias vidas

Exemplos:
Iraque (país conservador): Esperança de vida pra homens: 66
Esperança de vida pra mulheres: 74
Vantagem de 8 anos para mulheres

Islândia (país progressista): Esperança de vida pra homens: 81
Esperança de vida pra mulheres: 84
Vantagem de 3 anos para mulheres

A cultura influencia sim seu mané, pare de querer tapar o sol com a peneira

Anônimo disse...

Quanto clichê nesse texto.Hoje em dia,a maioria dos homens passam,lavam e cozinham.Essa época de homem ficar estirado em sofá recebendo tudo na mão já passou há muito tempo,a não ser que ocorra na casa de vocês.

Anônimo disse...

Me falem o nome e o CNPJ da empresa que paga MENOS pra uma mulher SIMPLESMENTE por ela ser mulher,só por isso.Isso é PROIBIDO pela CLT.
Tempo de cada não vale nem promoções.

Anônimo disse...

Patrick, acho que nossos argumentos se complementam!!!
=D

E sem sombra de dúvida que melhorar qualidade de vida da população em geral só gera bônus... pra economia, previdência e o desenvolvimento social em geral...

Jane Doe

Anônimo disse...

Alá, chegaram os caras que dizem que desigualdade salarial não existe. Que mulher ganha menos porque "escolhe" carreiras que pagam menos. Quando eles vão aprender que a comparação é entre as MESMAS PROFISSÕES??????????
Nem pra discutir porque as trabalhos considerados "femininos" pagam menos esses caras servem...

Anônimo disse...

@13:55
É morrem mais cedo porque são maioria nos empregos mais perigosos e que causam mais mortes, inclusive a esmagadora maioria de mortes e acidentes dirante o trabalho é de homens.
E são esses empregos, que são mais perigosos e que pagam mais e que as mulheres não querem fazer que faz que a média de salários para homens seja maior que das mulheres.

Anônimo disse...

ué, anon 14:02, já vi várias mulheres contando que estão nessa situação. Mesmo cargo, mesmas responsabilidades, mesma carga horária e ganhando menos dinheiro.
Sabe o que caras como vc dizem quando elas contam as experiências dela? Que é mentira.
Fica na sua aí.

Anônimo disse...

Pra quem ainda não acredita em disparidade salarial entre homens e mulheres, se até no setor público há diferenças salariais por gênero como a Lola já demonstrou, imagina no setor privado

Minha prima trabalha como gerente numa fábrica de galvanoplastia (atenção para o detalhe: gerente) e ganha menos q o cara q trabalha no banho (e por menos horas)

Isso pq segundo alguns as mulheres não escolhem cargos q teoricamente as remunerariam mais.

Talvez almejassem cargos mais bem remunerados se não fossem fadadas e pressionadas a escolherem serviços q envolvam cuidados ou pedagogia

Anônimo disse...

Anônimo das 14:18 e ninguém precisa assassinar sua autoestima, pq ela já morta há muito tempo. É um fracassado, q não tem amor próprio e nenhuma expectativa de vida, e por isso precisa infernizar os outros.

Anônimo disse...

"Hoje em dia,a maioria dos homens passam,lavam e cozinham.Essa época de homem ficar estirado em sofá recebendo tudo na mão já passou há muito tempo"

Esse aí vive numa realidade paralela

"E são esses empregos, que são mais perigosos e que pagam mais e que as mulheres não querem fazer que faz que a média de salários para homens seja maior que das mulheres."

Tb há mulheres q trabalham nessas áreas, a engenharia civil por exemplo, são ainda poucas (por motivos q todos sabemos: machismo, discriminação ou por não ser a vocação de muitas mulheres) e mesmo assim ganham menos. E os trabalhos mais bem pagos são os de medicina, engenharia, gerência/administração de empresas, de especulação financeira e entre outros muitos em q a força física não se faz necessária

Anônimo disse...

Alá, agora chegaram os caras que dizem que homens ganham mais porque trabalham de estivador e carregador de pedra. Puxa, não sabia que isso dava tanto dinheiro! Que pena que nasci mulher e fraquinha e não posso ficar rica trabalhando como carregadora de saco de cimento!!

Anônimo disse...

jà estão querendo colocar a conta da robalheira e incompetência para as mulheres pagarem.

Anônimo disse...

Minha prima não vai entrar com uma indenização contra a empresa, pq isso é só dor de cabeça e esses processos sempre saem pior q a encomenda (já q a galera ama tanto instituição privada). Sim, o fato da minha prima como gerente ganhar menos q o cara do banho é por puramente discriminação por gênero, não tem outra explicação.

E se a Lola provar q recebe menos q um colega professor dela, vc vai dizer o quê?

E outros tantos casos reais q confirmam a tese?

Cão do Mato disse...

Anônimo das 13:55:

Colocar dois casos extremos é desonestidade intelectual. Ou você coloca a relação toda ou não coloca nada. Se você realmente fez uma pesquisa correta, deve ter percebido que, em muitos países progressistas, a diferença é de mais de 5 anos ( o que não fica muito longe dos nossos 7,2 anos. Isso sem contar o fato de que em alguns países conservadores, a diferença é menor do que em outros progressistas.

Anônimo disse...

Processar empresa é furada, todos sabem disso, pq pode ser o caso mais justo de todos e vc vencer, mas vai ficar queimado no mercado de trabalho. Pra muitos casos não compensa

Anônimo disse...

@14:38
SE algum desses casos for provado vou mudar de opinião. Caso fique provado que seja apenas por discriminacão de genero.
Esses casos reais que justifiquem a tese nao existem.
Acredito que tenha acontecido a favor de homem e de mulher tb. Mas não é comum e muito menos a regra

Anônimo disse...

"Puxa, não sabia que isso dava tanto dinheiro! Que pena que nasci mulher e fraquinha e não posso ficar rica trabalhando como carregadora de saco de cimento!!"

Pois é, pra quê ser pedreira se eu posso ser engenheira?

Anônimo disse...

Prova que diferenca de salários por questao de genero não existe (provado por uma feminista):

http://m.youtube.com/watch?v=58arQIr882w

Anônimo disse...

anonimo das 14:40, faça-me o favor (Primeiro, é claro q há razões genéticas para homens morrerem antes, pq a mãe natureza vai extinguir vcs e as mulheres vão evoluir e desenvolver a partenogênese e então bau-bau homem, acabou a serventia de vcs no planeta. E Segundo, q esse é o fato q explica o pq de vcs serem tão burros e se envolverem em situações de risco de vida)

Mas olha aqui a lista completa então, seu mané

https://es.wikipedia.org/wiki/Anexo:Pa%C3%ADses_por_esperanza_de_vida (O site é da Wikipedia em espanhol mas os dados estão lá referenciados, é da Global Health)

O Japão líder da lista q é um país considerado conservador, a vantagem é de 6 anos para as mulheres, e assim vai. O próximo país teoricamente conservador é a Coreia do Sul, em q a diferença é de 7 anos a mais para as mulheres.

Então deixa de ser babacão e reconheça q uma cultura igualitária influencia sim na esperança de vida de mulheres e homens

Anônimo disse...

@14:56
Desde quando conservador quer dizer menos igualitário?
Nada a ver isso, ou você nao sabe oque quer dizer conservador ou nao sabe o que é igualdade

Cão do Mato disse...

Anônimo das 14:56:

Que engraçado... Eu também pesquisei na Wikipedia e a lista é a da OMS. Nela, o Japão realmente aparece em primeiro lugar, mas a diferença entre as expectativas de vida é de 2,3 anos... E quanto aos exemplos "ivertidos", posso citar Chile (2,2 anos) e Finlândia (6 anos), Dinamarca e Kwait (ambos 5 anos), e por aí vai... E ,por favor, mais educação da sua parte... Não me lembro de ter lhe ofendido...

Anônimo disse...

Conservador é um termo q eu usei para diferenciar a maneira em q os gêneros são vistos e tratados nos determinados países, eu poderia ter dito machista, ultra-religioso ou qualquer coisa desse tipo em q sabemos como o gênero feminino é menosprezado. Mas na realidade, nem faz diferença, pq qual país conservador é igualitário em questões de gênero? Arábia saudita? Egito?

Anônimo disse...

Pq homens vivem menos? Pq são burros e além de se cuidarem menos, se colocam em situações de risco, morrendo, muitas vezes, de forma completamente imbecil e evitável.

Anônimo disse...

Como vai o vitor?

Anônimo disse...

Se isso fosse verdade absoluta o desenrolar óbvio seria que os patrões demitiriam os homens e contratariam apenas mulheres por terem menos despesas com folha de pagamento

Anônimo disse...

@15:09
Então usou o termo de forma errada, porque conservador não quer dizer machista, nem ultra-religioso, nem nada que se oponha a igualdade de gênero. Você não sabe do que está falando e só quer sair generalizando e acusando os outros de machismo.

Cão do Mato disse...

"Quanto maior a esperança de vida de uma população, melhor para a Previdência". Sim, desde que a taxa de natalidade supere com folga a de mortalidade. Além do mais, até onde eu saiba, aposentado não contribui para a Previdência. Sendo assim, uma maior expectativa de vida da população acaba pesando. Daí a necessidade de, de tempos em tempos, se aumentar a idade mínima para aposentaria.

Anônimo disse...

Vejamos, eu empresario capitalista que viso o lucro e não ideologia vou pagar mais para um homem se uma mulher pode fazer o mesmo serviço por menos por que? Por pirraça machista apenas?

O que ocorre e que mulheres devido a maternidade muitas vezes fazem menos horas extras, isto e verdade, mas agora só faltava quererem pagar igualmente para quem trabalha menos horas.

E no funcionalismo publico então e contra lei pagar menos pela mesma categoria, e na maioria dos privados existe convenção coletiva que determinam pisos salariais.

Anônimo disse...

Off topic, esta rolando nas redes sociais as imagens terríveis de uma mulher que sequestrou o filho junto com atual companheiro da casa do pai que tinha a guarda, e fica torturando o menininho o enforcando e mandando videos para o pai da criança.

falem a respeito feministas

Anônimo disse...

Essa lista é de 2012, vou postar outra q é de 2013 na Wikipedia em inglês e bem mais acurada (também da OMS)
https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_life_expectancy#cite_note-7

Os países pouco-igualitários q mais possuem boas posições na lista:
Japão - vantagem de 7 anos para mulheres
Coreia do Sul - 7 anos
Líbano - 4 anos
Colômbia - 7 anos

Os países muito-igualitários q mais possuem boas posições na lista:
Suíça - vantagem de 4 anos para mulheres
Canadá - 4 anos
Islândia - 3
Suécia - 4

Eu segui as posições da lista e usei países q tem alta expectativa de vida, usar países da centésima posição não vale, isso é pra demonstrar q não apenas igualdade de gênero influencia, mas como educação, distribuição de renda e saneamento básico são fatores q fazem com q os países de primeiro mundo se destaquem em esperança de vida, para mulheres, homens e crianças

Anônimo disse...

Sim Lola muito justo, homens contribuem em media mais para previdência social (isto não e achismo e estatística, homens começam em media 3 anos antes no mercado de trabalho e passam muito menos tempo desempregados durante a vida) morrem em media 10 anos antes que mulheres e se aposentam 5 anos mais tarde.
Muito justo.

Anônimo disse...

"Então usou o termo de forma errada" - Então me falda, que país conservador é tb igualitaríssimo em questões de gênero? O Irã? A Arábia Saudita?

"O que ocorre e que mulheres devido a maternidade muitas vezes fazem menos horas extras, isto e verdade, mas agora só faltava quererem pagar igualmente para quem trabalha menos horas."

Nem todas as mulheres engravidam e nem todas querem engravidar, como isso justificaria elas terem q ganhar menos? E pq as mulheres q engravidam não podem compartilhar a licença com os maridos?

Os empresários não contratam mulheres por questões de machismo sim, isso é tão óbvio, assédio no trabalho, dentro de outras coisas, existe até uma tal teoria da vantagem comparativa q diz q se a mulher é melhor cuidando da casa, ela q vá cuidar da casa, como se os homens tb não pudessem realizar tarefas domésticas. Enfim, sempre subestimam as mulheres e as desestimulam com baixo salário e assédio, só pra elas terem q desistir e ir fazer o q "nasceu pra fazer"

Cão do Mato disse...

"...isso é pra demonstrar q não apenas igualdade de gênero influencia, mas como educação, distribuição de renda e saneamento básico são fatores q fazem com q os países de primeiro mundo se destaquem em esperança de vida, para mulheres, homens e crianças."
Bom, isso é óbvio e facilmente perceptível ao se analisar a listagem dos países...

Patrick disse...

Se isso fosse verdade absoluta o desenrolar óbvio seria que os patrões demitiriam os homens e contratariam apenas mulheres por terem menos despesas com folha de pagamento

Fazem isso em diversos setores. Esse tema já foi discutido aqui no blog.

Vou republicar aqui para os desatentos como você:

"Isso [empresários que optam por mulheres para pagar menos] acontece e está perfeitamente documentado!

Sugestão de leitura: Sem Logo, de Naomi Klein. Ou pra quem não gosta de ler ou não tem tempo, o documentário The Corporation.

Por que foi o movimento feminista quem puxou o tuitaço em memória das vítimas do desabamento de Rana Plaza? Porque a maioria das pessoas exploradas em fábricas de produtos têxteis mundo afora são mulheres."

Anônimo disse...

E quanto aos serviços domestico, hoje existe uma epidemia de divórcios e o casamento já não e mais tão comum entre os jovens também, homens vivem sozinhos e não vivem em chiqueiros nem passam fome por isto.
Alem do que o estado e o mercado profissional não tem nada que se meter na vida privada dos cidadãos e profissionais, se o seu marido não ajuda em casa você escolheu o marido errado, separe-se, mas não venha querer subsidio do estado pelas suas péssimas escolhas.

Anônimo disse...


"Isso [empresários que optam por mulheres para pagar menos] acontece e está perfeitamente documentado!

Mais uma falacia, e documentada por ativistas ou influenciadas por.
mas realidade, a verdade e que contratar mulheres e sempre um risco para o empregador devido a maternidade.
Você tem uma padaria, contrata 5 mulheres, três engravidam na mesma época, e ai como fica?

Mallagueta Pepper disse...

Ah, francamente... se algum dia igualarem os tempos de aposentadorias dos homens e mulheres, vai ser um dia negro e tenebroso pros mascus. Será uma coisa a menos pra eles reclamarem. Aliás, não duvido nada de eles mesmos saírem pras ruas e protestarem pra que o tempo de aposentadoria continue diferente e assim eles poderem continuar reclamando.

Pior que isso, só se o alistamento feminino se tornasse obrigatório. Aí teríamos um suicídio em massa dos mascus.

Anônimo disse...

Empresários visam o lucro,a empresa deles só prospera se lucrar, empresários não dão a minima para machismo nem feminismo.

Mallagueta Pepper disse...

Claro, Anônimo 15:46, claro... toda prova e evidência postada aqui será sempre uma falácia, mentira, manipulação, conspiração das feminazis misandricas que querem dominar o mundo...

Tudo aquilo que não confirma suas crenças e idéias formadas sempre será mentira, né? É o que a psicologia chama de percepção seletiva:
a tendência que as pessoas têm ver e ouvir somente os fatos que apóiam suas crenças e os seus referenciais socioculturais


Vc é um ótimo exemplo disso. Só será verdade aquilo que confirmar suas opiniões. Todo o resto é mentira.

@vbfri disse...

Muitos empresários não contratam mulheres porque elas podem engravidar num futuro incerto e não sabido.
Dia desses uma gigante hoteleira veio se gabar que a maior parte do quadro de funcionários era feminina (só não falou que é porque a maior parte era arrumadeira/copeira/etc).
Se um casal, digamos na mesma posição na carreira, tem um filho, a criança precisa ir para a escola/dentista/médico/etc. Fatalmente um deles vai ter que abrir mão SIM de "subir" na carreira em benefício da prole. Normalmente é a mulher quem abdica do crescimento.
Se for empresa privada, adivinha quem vai ser demitido primeiro?
Uma instituição financeira onde trabalhei se gabava de sempre contratar mais mulheres. Mas deixava as mulheres em posição inicial (caixa) para sempre. Raramente uma mulher era promovida a gerente. E raramente era promovida a algum serviço interno (nos escritórios).
Hoje, no serviço público, vejo que é bem isso. As mulheres têm que trabalhar em pé de igualdade com o homem no horário comercial e, em casa, ainda fazer a jornada extra de filho/comida/afazeres domésticos. Aí ela vai pegar uma gerência, uma diretoria, um cargo comissionado como?
Meu chefe é casado e tem uma filha. A esposa dele é quem cuida de absolutamente tudo.
Adivinha quem tem subido mais na carreira.

Anônimo disse...

"Alem do que o estado e o mercado profissional não tem nada que se meter na vida privada dos cidadãos e profissionais"

Outro q vive numa realidade paralela, o q mais o mercado profissional faz é se intrometer na sua vida, direta ou indiretamente.

Mas com o resto eu concordo, não adianta nada reclamar de homens q não ajudam, mas escolher os desse tipo pra marido. Mas de qualquer maneira, só o fato de uma mulher ser solteira e morar sozinha não vai eliminar toda a discriminação e subestimação q ela venha sofrer no mercado de trabalho

Anônimo disse...

@15:36
Então me falda, que país conservador é tb igualitaríssimo em questões de gênero?
EUA, UK, Holanda, Suíça, Itália, pode colocar praticamente toda europa ocidental aí.

Você é cega e se recusa a pensar por si própria, só sabe gritar machismo e injustiça social.
Já lhe foram apresentados vários argumentos provando q você está falando besteira e sua resposta é sempre a mesma: Machismo.
Não é porque você não tem capacidade de entender alguma coisa que isso seja machismo.

Anônimo disse...

Mas pra que licença paternidade pro ir jogar bola e largar a esposa cuidando dos filhos, no Brasil não é Suécia aqui raramente um homem ia querer fazer isso, no máximo trocar umas fraldinhas levar pra passear meia hora o resto ia ser nas costas das mulheres, não inventem que vcs não vão aguentar, deixa os marmanjos cuidarem dos direitos deles.

Anônimo disse...

Eu acho que essa diferença salarial não existe na verdade. Pois é um assunto muito complexo, tem muitas variáveis incluídas.

De resto, temos que lutar para que a sociedade continue igualitária e tentarmos melhorar cada vez mais a qualidade de vida da população.

Anônimo disse...

"a verdade e que contratar mulheres e sempre um risco para o empregador devido a maternidade"

"Risco" pq homens não assumem porra nenhuma da paternidade, não servem nem pra serem homens numa hora dessas. E se os homens tb participassem ativamente da criação dos filhos, qual risco teria essa padaria?

lola aronovich disse...

Mallagueta, saudades! Então, se equipararem a aposentadoria de homens e mulheres, os mascus iriam insistir mais ainda na choradeira do "mulheres não têm que servir exército!" (sendo que, na prática, homens também não têm. É só pedir para ser dispensado). Esse é um "argumento" engraçado dos mascus, já que, ao mesmo tempo que reclamam dessa injustiça de mulher não servir exército, dizem que mulher NÃO PRESTA pra fazer parte do exército. Mulher também não presta pra ser pedreira, pra ser mineira, pra ser bombeira etc, segundo os mascus, mas eles usam esse "argumento" para "provar" o privilégio feminino. Enfim, se algum dia acabar tempo diferente de aposentadoria e alistamento obrigatório, mascus irão se focar no que realmente importa: a terrível injustiça que é mulher poder escolher seus parceiros sexuais. Pra eles é esse "poder" feminino que faz da sociedade um matriarcado. Até o Scott Adams do Dilbert diz isso...

No mais, boa parte dos comentários por aqui pode ser resumido em uma sentença: "Vc colocou um monte de links pra estatísticas mas o que importa é que EU nunca vi disparidade salarial então ela evidentemente não existe".

Anônimo disse...

Devem existir uns 30 mascus declarados no Brasil no maximo, mas a Lola e a Mallagueta são tão apaixonadas por eles que os usam como parâmetro para os 90 milhões de homens restantes no país. :P

Anônimo disse...

Não só a cultura como o desenvolvimento por exemplo tem lugares que vc paga pela saúde mas não paga pra outros serviços, os planos de saúde na europa são caros mas em compensação vc tem um retorno em outras áreas gratuitas, já aqui no BR por exemplo a gente tem que pagar tudo público e privado tbm, mas sem usar o público pq nada presta, não há escolas públicas eficientes por exemplo.

@vbfri disse...

Nossa, Lola!!!

Hoje O Instituto As Vozes Me Disseram está a todo o vapor.

Acho ótimo o mimimi que ômi é o maior número de morador de rua (ué, mas se ele dedica ao trabalho 110%, como perde o emprego?), que não existe diferença salarial, que mulher que não se esforça, que mimimi...

Afff... É muito chorume. Cruzes.

Anônimo disse...

Q comentário ridículo e sem embasamento. Vcs n fazem mais nem questão de serem coerentes n é mesmo? Ninguém tá obrigando uma criança a brincar de boneca ela brinca se quiser. A ideia aqui é liberdade. Não sei oq raios isso tem a ver com igualdade salarial e oq ta escrito no post!!

Anônimo disse...

"E se os homens tb participassem ativamente da criação dos filhos, qual risco teria essa padaria?"

Homens não parem, e não ficam 5 meses afastados se recuperando e amentando.
Tente ficar 5 meses tocando um negocio sem metade de seus funcionários contratados para você ver a falência batendo a porta.

Anônimo disse...

EUA, UK e Itália não são os maiores exemplos de países igualitários (em q questão de gênero), muito menos o EUA.

Holanda e Suíça são conservadores em q sentido, seu trouxa? Será q até agora vc ainda não percebeu q eu tô falando de conservadorismo social, não de liberalismo econômico? Se é q ao menos esses países sejam liberais, ainda mais a Holanda.

Pais não-conservador é Islândia, Suécia, Noruega, França, Espanha, Portugal, Canadá, (todos com alta social-democracia implantada) Nova Zelândia e etc. E eu falo de conservadorismo social, não liberalismo econômico, o único cego aqui é vc q até agora não se deu conta disso

Anônimo disse...

90% dos moradores são homens pois enquanto as mulheres vão se prostituir, ninguém tem peninha de mulher tbm não. Nos presídios femininos só 8% das mulheres recebem visitas contra 98% dos homens. Isso aqui não é festival de coitadismo não meu kirido!

Anônimo disse...

http://www.tudosobreconcursos.com/informacoes-gerais/remunerao-mdia-do-servidor-pblico-brasileiro-aumentou-303-em-cinco-anos

Quem foi que disse? Até no setor publico a desigualdade persiste pode ir atrás em qualquer lugar. Mas deve ser difícil pra alguém que n se dá nem o trabalho de pesquisar antes de falar!!

Anônimo disse...

16:03
TEM GENTE NUNCA VIU FALAR EM TRABALHO TEMPORÁRIO MEU DEUS! QUANTAS PESSOAS NÃO IAM QUERER SUBSTITUIR.

Anônimo disse...

O correto seria colocar a idade de aposentadoria da mulher igual a do homem, e também equiparar os salários.

Mas como os salários do funcionalismo público independem do gênero e, no caso dos empresários privados, eles irão preferir contratar uma mulher que receba menos ao invés de um homem que produz o mesmo e ganha mais, acredito que não exista a diferença de salários.

lola aronovich disse...

E só lembrando que o ídolo de muitos mascus e reaças em geral, Jair Bolsonaro, já disse que mulher DEVE ganhar salário menor porque engravida. É até divertido: machistas juram de pé junto que é a maior mentira que mulher ganha menos (apesar de todas as estatísticas demonstrarem que esta não é uma opinião, é um fato), e ao mesmo tempo DEFENDEM que mulher ganhe menos.
Só não entendo como pode ter mulher querendo votar nesse cara... (Ok, não entendo homem que vota nesse senhor que adoraria acabar com todos os direitos trabalhistas).

Anônimo disse...

Eu tiraria Portugual aquele país é de um conservadorismo alto e as pessoas são bem preconceituosas. Ouço falar bem do Uruguai lá é um país de ateus eu acredito que talvez seja menos conservador mas se tratando de america do sul a gente fica com o pé atrás!

Anônimo disse...

É excessão sim!eu n conheço nenhum

Anônimo disse...

Licença paternidade só vai servir pro homem ficar 5 meses vendo futebol e dando escapadinhas.

@vbfri disse...

Ah, e na Suécia são SETENTA de licença PATERNIDADE. 240 dias de licença maternidade.
Tô procurando cadê o desastre das empresas falindo por lá...
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/08/150812_licenca_maternidade_paises_rm

Anônimo disse...

A Suécia e um país minusculo sub povoado e de economia baseada em alta tecnologia e patentes de suas empresas privadas, comparar a Suécia com o brasil e como comparar a Suiça com a India.

Anônimo disse...

Homens vivem menos, porque eles são o sexo frágil.

Imagine se eles tivessem jornada dupla ou tripla, como muitas mulheres? Viveriam bem menos.

Anônimo disse...

Homem gosta de fazer um péssimo serviço na cama e não ouvir reclamação, uma mulher que sabe o que é orgasmo nunca vai querer ficar com um freezer na cama, vcs são incapazes de fazer uma mulher sentir prazer aí tremem diante das não virgens. Se masturbem mulheres!

@vbfri disse...

Gente, decide.
Ou tá certo mulher ganhar menos porque é "vagabunda que engravida".
Ou não existe essa história de mulher ganhar menos e é tudo caô.
Pega uma linha aí e vai.
Não dá pra defender as duas coisas ao mesmo tempo.
Coerência.

Anônimo disse...

"Homens não parem, e não ficam 5 meses afastados se recuperando e amentando."

O estado é quem arca com licença maternidade e mulheres não precisam de licença só pra amamentarem, elas podem fazer isso nas empresas, dependendo da empresa claro (A Natura no Brasil faz isso). Os homens podem muito bem compartilhar a licença com as esposas (pq é bom pra mulher e necessário), isso poderia inclusive diminuir o tempo da licença.

Agora imagina se o cara é solteiro, separado ou viúvo e tem q tomar conta de uma criança sozinho, como ele vai fazer? Vai abandonar a criança pq a empresa não oferece licença paternidade? E imagina se as mulheres abrissem mão da maternidade e jogassem toda a responsabilidade pros maridos? Os caras é q seriam agraciados com esses tais "privilégios"?

Anônimo disse...

Acho que a pessoal acima provavelmente está se referindo ao fato de muitos homens reclamarem de serviço militar obrigatório e ao inves de lutar para mudar isso choram para as feminista dizendo que é privilegio da mulher n ser obrigatório. Mas já q vc falou em direitos: por qual direito o homem teve que lutar por ser homem? A luta de classes n conta pq quem tava no comando eram outros homens, os donos de fábricas e construtoras!

Anônimo disse...

É mesmo eles vivem se gabando que são fortes, mas na reportagem da Síria ontem tinha um monte homem refugiado morrendo de medo ao invés de usarem a força pra lutar , usaram as pernas pra correr, só sabem falar é igual na cama mas não fazem porra nenhuma. Enquanto teve mulheres na história que se disfarçaram de homem pra lutar essas lesmas só fazem fugir.

Anônimo disse...

alguém já ouviu falar que a maioria dos loucos e psicopatas tbm são homens, ainda dizem que não há nada de errado com eles...

Ezco Musaos disse...

Os "argumentos" desses seres (reaças de plantão) que comentam aqui são sempre os mesmos: 1) choram que a desigualdade salarial não existe, é conspiração feminazi, é conspiraçåo illuminati, é conspiração extraterreste (tá, brincadeira, mas que tá quase nesse nível tá); 2) no universo paralelo em que vivemos, homens jamais se negam a realizar afazeres domésticos; 3) Como mulher recebe salário menor, quem seria louco de contratar homens?

Esses "argumentos" são refutados com uma simples pesquisa no Google e, claro, com a própria realidade (coisa a que mascus e reaças em geral não são muito chegados). Eles obviamente negam ou então...

3) bufam que a desigualdade salarial existe, e que a causa dela é a gravidez, já que a obrigação de cuidar das crianças deve ser apenas da mulher.

Sei que dizer que esses seres são doentes é tirar a responsabilidade deles sobre os absurdos que dizem, mas não consigo deixar de imaginar que essas criaturas tenham algum tipo de bloqueio mental, caso acreditem mesmo nas merdas que falam.

Anônimo disse...

O salario por si só justifica a aposentadoria mais cedo sim. Pq ninguém é obrigado a trabalhar como um cão e ganhar menos só por causa de uma característica que n pôde escolher, no caso, o gênero.

Anônimo disse...

A regra do mercado de trabalho no mundo todo é uma só: você ganha pela sua RARIDADE e não pela sua IMPORTÂNCIA. O engodo todo nesta história é que as mulheres resolveram se graduar no intuito de quererem uma vida melhor(nada mais que justo). O resumo da ópera é que forma-se muita mão-de-obra(qualificada) para uma demanda menor. Perguntem-se porque um pedreiro ganha mais que alguém com nível superior. Porque há poucos. Tentem contratar um pedreiro. é difícil e cobram muito caro. Tentem contratar uma enfermeira. Há muitas e aceitam trabalhar por pouco, porque se não aceitar a vaga, outra preenche.

@vbfri disse...

Sobre homens e licenças maternidades:

Houve casos em que homens conseguiram na justiça o tempo de licença maternidade por conta de morte da mulher no parto.

Em caso de adoção também é possível.

Sobre serviço militar:

Sou contra a obrigatoriedade para homens e para mulheres.

Quando as mulheres se arriscam a trabalhar nas forças armadas, o risco que correm de serem abusadas sexualmente é enorme (procurem qualquer estudo sobre índice de estupro nas forças armadas). Além de serem olhadas como pedaço de carne no açougue (sério, homens, vocês nunca viram mulher na vida? é isso?)

Hoje em dia existe uma coisa chamada excesso de contingente. Não conheço um homem (nem unzinho) da minha idade que tenha feito serviço militar "obrigatório". Para fazer é quase preciso implorar por uma vaga.

Sobre homem ser mais focado no trabalho do que mulher:

HAHAHAHAHAHA!!!! Aiaiai...

Mulher tem MUITO, mas MUITO mais medo de perder emprego. Porque mulheres tem filhos. Homens abandonam filhos sem pensar duas vezes.

Já vi homem rico forjando contracheque pra não pagar pensão alimentícia para o filho. Detalhe: a pensão não paga nem a escola que o menino estuda. Que dirá uniforme, alimentação, transporte, moradia, etc.

lola aronovich disse...

Pois é, @Vbfri (saudades de vc também!), coerência pra quê, né? Mascu não se decide. Ora a gente está se vitimizando e inventando que mulher ganha menos, ora "mulher tem que ganhar menos mesmo porque é incompetente e engravida e rouba trabalho do chefe de família e nem deveria estar fora de casa mesmo". Qual dos dois "argumentos"? Porque negar que algo exista e ao mesmo tempo defender sua existência fica meio incoerente...

Algum energúmeno aí em cima disse que eu digo que todo homem é mascu. Mas não digo mesmo! Eu sempre escrevo "mascu", "machista", "migógino", "reaça" etc. Se vc está lendo aí "todos os homens", o problema é seu. E nem sei se existem 30 mascus assumidos no Brasil. Tenho bastante orgulho de ter tornado o termo tão pejorativo que ninguém ousa usar o termo.

Ai, ai, começou o discurso mascu "mulher gosta de cafajeste" pra "explicar" por que as mulheres não dão pra eles, quero dizer, por que presidiário casado continua casado enquanto está na cadeia, enquanto presidiária casada é abandonada.

Anônimo disse...

Eu sei que vc vai trair a virgem isso é óbvio, e como vc vai continuar virgem só se vc der o anus é a sua cara mesmo.
E vc ri não sei de que, não tem pior coisa que homem rodado e ruim de cama que parece ser o seu tipo. Se eu fosse vc eu virava padre.

Anônimo disse...

Eu n entendo esse mundo...é sério. Eu é q não vou inventar de pôr criança na face da terra. Vai que nasce mulher e tem que passar por essas coisas. O mundo nunca vai mudar ao ponto de ser justo...sinto mto mas n tenho esperança n, sou pessimista mesmo!

Anônimo disse...

Homem rodado só serve pra todo mundo saber qual é o tamanho e a performace, e tão crente que tão abafando. Prefiro os quietinhos

@vbfri disse...

Saudades tb, Lola!!!

A galera não se decide de jeito nenhum.

Sabe o que é muito interessante? Essa história "mimimi mulher gosta de cafa e mimimi cadeia e mimimi uzômi sofri"... essa galera precisa ir para uma ala de oncologia infantil de um hospital qualquer.

No início da doença da criança (vamos lá, gente... Oncologia é CÂNCER, tá? Infantil é CRIANÇA) estão lá os pais. Tempos depois, o pai já foi embora há muiiiiiito tempo porque "não conseguiu" lidar com a dor e foi viver a vida enquanto tá lá a mulher trabalhando de dia e fazendo artesanato à noite, no quarto do hospital, pra pagar as contas porque o "pai" nem se dignou a deixar alguma coisa antes de ir.

E antes que venham me falar "ain, e a pensão"

Você tá com seu filho doente na cama de um hospital. Com uma doença potencialmente letal. Você vai gastar seu tempo (de trabalho e/ou lazer e/ou com seu filho) para ir ao fórum, entrar com ação, advogado, etc, por causa de 200 reais por mês?

Pois é.

Eu também não.

Ah. Essa mulher normalmente é demitida do emprego porque emergências acontecem com filho com câncer e ninguém tem pena não.

Mas vai lá visitar a ala de oncologia infantil. Conta quantos pais estão ali com os filhos. Se tiverem 2 em 100, tem muito.

lola aronovich disse...

Anon das 16:24, vcs não são muito inteligentes... Primeiro, não é verdade que pedreiro ganhe mais que pessoas com nível superior. Pesquise, sério. Cada ano de escolaridade de uma pessoa é refletido no salário. Tem mil e um estudos mostrando isso, não confie só na sua experiência empírica. Segundo, há muitos pedreiros no Brasil. É uma das principais profissões para homens. Pedreiro QUALIFICADO pode ser outra história... Terceiro, do jeito que vc fala, parece que falta trabalho para enfermeira. Não falta. Nem para professor(a). Quarto, o que estou fazendo aqui respondendo comentários enquanto deveria estar escrevendo um artigo que preciso entregar hoje?


Ezco, gosto muito dos seus comentários, se não te disse isso antes.

Anônimo disse...

Minha vizinha e garota de programa e me disse que ganha em media entre 7 e 10 mil por mês com os programas. Ao mesmo tempo me disseram que meu koo não vale 20 merréis por eu ser homem, então eu pergunto cadê a igualdade no mercado de trabalho?

@vbfri disse...

Moço das virgens:

Faça um favor para a humanidade e compre uma boneca inflável.

Anônimo disse...

O pedreiro e mestre de obras ganha muito bem sim Lola, em media de 5 a 7 mil por mês, o que não ganha bem e o ajudante de pedreiro.

Anônimo disse...

É até parece que sexo é só vaginal, conheço pessoas que fazem oral e acreditam mantem a virgindade. Mas e vc e muitos burros acham que virgindade é só aquela pele que fica na vagina não significa que não teve contato sexual, aliás tem mulheres que não tem himen.

Anônimo disse...

" Anônimo Anônimo disse...

Eu n entendo esse mundo...é sério. Eu é q não vou inventar de pôr criança na face da terra. Vai que nasce mulher e tem que passar por essas coisas. O mundo nunca vai mudar ao ponto de ser justo...sinto mto mas n tenho esperança n, sou pessimista mesmo!

28 de dezembro de 2015 16:35"

Me diga moça, por que essa raiva com a humanidade?

Anônimo disse...

" Anônimo Anônimo disse...

É até parece que sexo é só vaginal, conheço pessoas que fazem oral e acreditam mantem a virgindade. Mas e vc e muitos burros acham que virgindade é só aquela pele que fica na vagina não significa que não teve contato sexual, aliás tem mulheres que não tem himen.

28 de dezembro de 2015 16:40"

Alguma mulheres podem ter algum problema de não ter himem, de não sangrar, etc... infelizmente, essas tem que pagar pelas outras.

Anônimo disse...

É oq eu diga..minha mãe praticamente me sustenta sozinha!! Meu pai esconde dinheiro..e eu sei disso pq descobri no contracheque dele. Ainda bem q já tô crescida e sairei de casa em breve. Mas quando minha mãe envelhecer ela pode ter certeza que estarei ao lado dela. SE meu pai envelhecer(oq eu acho difícil pq ele bebe e n se cuida) n sei se estarei lá. Não guardo rancor dele pq é meu pai mas nunca vou esquecer oq ele já me fez passar. É mto triste

Anônimo disse...

Se eu fosse homem eu ia querer ser o primeiro a fazer a mulher gozar.

Anônimo disse...

Ezco, apesar de você ser um comentarista tradicional e respeitável no blog, eu devo discordar da parte em que você diz que há diferenças salariais entre homens e mulheres.

Eu não vejo isso.

Anônimo disse...

Esses marmanjos não lavam nem a própria cueca freada (tem a mamãe pra isso né) e ficam de "mimimimimi a maioria duzomi também fazem serviço doméstico tanto quanto mulheres, e cuidam igualmente da prole".
Chega a ser cômico rs

@vbfri disse...

"Alguma mulheres podem ter algum problema de não ter himem, de não sangrar, etc... infelizmente, essas tem que pagar pelas outras"

A gente vive pra ler essas merdas.

O bom é que um homem que pensa desse jeito já passa loooooonge de mim.

Eu não sangrei e achei a coisa mais linda do mundo essa história de não sangrar. Foi lindo e maravilhoso e empolgante.

E experiência sexual é experiência de vida. Nunca precisei trair ninguém nem diminuir ninguém e nem ser insegura porque o cara tinha mais ou menos experiência. Se eu tinha mais, eu ensinava, se ele tinha mais, ele ensinava e assim tive relacionamentos incríveis.

Sexo é uma das coisas mais gostosas da vida.

Anônimo disse...

Anon das 16:24, vcs não são muito inteligentes... Primeiro, não é verdade que pedreiro ganhe mais que pessoas com nível superior. Pesquise, sério. Cada ano de escolaridade de uma pessoa é refletido no salário. Tem mil e um estudos mostrando isso, não confie só na sua experiência empírica. Segundo, há muitos pedreiros no Brasil. É uma das principais profissões para homens. Pedreiro QUALIFICADO pode ser outra história... Terceiro, do jeito que vc fala, parece que falta trabalho para enfermeira. Não falta. Nem para professor(a). Quarto, o que estou fazendo aqui respondendo comentários enquanto deveria estar escrevendo um artigo que preciso entregar hoje?

Lola, te respeito muito, mas dizer que não somos inteligentes porque coloquei uma opinião, isso é que não soa inteligente para uma pessoa como você. Apenas quis dizer que as pessoas ganham mais, conforme sua RARIDADE. Eu não quis dizer que não há emprego, quis dizer que se paga menos quando a oferta é muita. Porque um "Neymar' ganha o que ganha? Porque só há um. Por mais que eu não concorde com isto, infelizmente é assim!

Vou dar outro exemplo: Quantos manobristas de navio vocês conhecem? POis está aí o salário de um:
http://noticias.r7.com/educacao/noticias/manobrista-de-navio-ganha-mais-de-r-100-mil-por-mes-20110609.html?question=0.

Ó maldita sociedade machista que me paga mal por ser mulher. Pare de estudar e escolha profissões que são valorizadas, ora!

lola aronovich disse...

"Minha vizinha e garota de programa e me disse que ganha em media entre 7 e 10 mil por mês com os programas. Ao mesmo tempo me disseram que meu koo não vale 20 merréis por eu ser homem, então eu pergunto cadê a igualdade no mercado de trabalho?"

Ô mascu das 16:38, que dó, que dó! Fiquei com muita pena do seu koo agora. Certamente todas as prostitutas ganham entre 7 e 10 mil por mês, e por isso é uma super profissão ser prostituta! O sonho de toda mulher! Parece que é seu sonho também. Quanto vc quer pelo seu koo? Eu não conheço ninguém que gostaria de transar com um mascu, mas de repente, se eu fizer propaganda no Twitter, aparece alguém pra vc... E aí acabamos com essa tremenda desigualdade no mercado de trabalho do seu koo não valer nem 20 merréis!

Anônimo disse...

Confrades, vamos embora.

As mulheres aqui desse blog já ficaram muito empoderadas, infelizmente. Essas aqui são impossíveis de oprimir.

Vamos tentar achar um site qualquer de amélias para podemos exercer nosso domínio sem sermos importunados. Por falar nisso, estou sem empregada em casa.. alguém conhece alguma gatinha solteira aí?

Anônimo disse...

A regra do jogo não está na sua IMPORTÂNCIA. é óbvio que dou muita mais valor a um professor do que um merda de um jogador de futebol, mas... há muitos professores. Infelizmente é assim.

Ezco Musaos disse...

Obrigado por me mencionar, Lola, que honra. :)

Eu já comentava há um bom tempo, com o nick "J.M.", mas perdi as informações do login daquela conta (sou péssimo com essa questão de recuperar contas no sistema do blogspot rsrs), agora uso esta aqui.

Anônimo disse...

Aham vc é daqueles que acredita que virgindade é só himem, daqui a pouco vai pegar uma que já fez de tudo só não deu a vagina. Até as mulçumanas fazem isso, e vc parece que nasceu nos anos 40.

@vbfri disse...

O Anon de 16h49

A Marta superou o Pelé como maior artilheira do mundo.

Adivinha quem ganha mais.

Conte mais sobre raridade.

Ah tá.

Anônimo disse...

Começar a semana lendo a Lola sambando de salto agulha na cara dos mascus fracassados não tem preço.
Lolinha, sou sua fã.

Anônimo disse...

http://www.dgabc.com.br/Noticia/109479/renda-de-pedreiros-chega-a-rs-8-000

Anônimo disse...

Lola vai fazer Leilão de koo do mascu, eu sabia que o sonho de todo machista era sentir o prazer de dar o koo e ainda ganhar por isso.

lola aronovich disse...

Anon das 16:49, é só querer, né? Querer é poder! Aí uma mulher tenta virar manobrista de navio e não a aceitam no curso (deve ter curso) porque ela é mulher. Ou a esmagadora maioria dos homens no curso a assediam e a forçam a sair. Ou ela consegue fazer o curso e aí não é contratada porque... é mulher, e grande parte dos empregadores acham que aquilo não é profissão de mulher. Ou ela consegue fazer o curso e consegue ser contratada por um salário muito menor que aquele pago ao manobrista homem, simplesmente por ser mulher.
Vc não precisa ir tão longe. Tem cada vez mais mulheres fazendo engenharia. É uma profissão mais valorizada, certo? Ganha-se mais. E no entanto a diferença salarial entre um engenheiro e uma engenheira é maior que entre um mestre em letras e uma mestra em letras. A gente está falando de diferenças salariais na mesma profissão, com a mesma escolaridade!

Anônimo disse...

" @vbfri disse...

O Anon de 16h49

A Marta superou o Pelé como maior artilheira do mundo.

Adivinha quem ganha mais.

Conte mais sobre raridade.

Ah tá.

28 de dezembro de 2015 16:53"

Mas um pelé é muito mais raro que uma Marta.

Anônimo disse...

Que mentira muito homem paga uma nota pra pegar homem e travesti. pq eles gostam de ser ativos e passivos.

Anônimo disse...

O Anon de 16h49

A Marta superou o Pelé como maior artilheira do mundo.

Adivinha quem ganha mais.

Conte mais sobre raridade.

Ah tá.

Meu Jesus! Você está comparando Pelé com Marta, em razão de artilharia em um mundial?
Análise os feitos de Pelé num contexto mais amplo, pessoa!! Aí verás que corrobora o que eu disse, Pelé só há um!

Anônimo disse...

é muito mais facil fazer gol contra um time de mulheres que contra um time de homens.

Anônimo disse...

16:57
É mais fácil porque há dificuldade desses países em achar fazer com que o futebol feminino pare um país. Mas em compensação não tem muito estrelismo como no futebol masculino.

Anônimo disse...

Anon das 16:49, é só querer, né? Querer é poder! Aí uma mulher tenta virar manobrista de navio e não a aceitam no curso (deve ter curso) porque ela é mulher. Ou a esmagadora maioria dos homens no curso a assediam e a forçam a sair. Ou ela consegue fazer o curso e aí não é contratada porque... é mulher, e grande parte dos empregadores acham que aquilo não é profissão de mulher. Ou ela consegue fazer o curso e consegue ser contratada por um salário muito menor que aquele pago ao manobrista homem, simplesmente por ser mulher.
Vc não precisa ir tão longe. Tem cada vez mais mulheres fazendo engenharia. É uma profissão mais valorizada, certo? Ganha-se mais. E no entanto a diferença salarial entre um engenheiro e uma engenheira é maior que entre um mestre em letras e uma mestra em letras. A gente está falando de diferenças salariais na mesma profissão, com a mesma escolaridade!

Existem mulheres pilotando aviões. Porque foram aceitas? Porque passaram nos testes!! é machismo, ou a maioria das mulheres não passam nos testes por uma questão física?

Anônimo disse...

Outra questão é, se um engenheiro que trabalha na mesma empresa que uma engenheira, não recebe maior salário porque ousa mais. Como pagar um salário idêntico para esforços diferentes. Se uma engenheira ousar mais, será bem mais remunerada. Quantas engenheiras arriscam trabalhar numa plataforma petrolífera? Existem, e , com certeza, ganham mais que seus colegas homens que ficaram pra trás no conforto de um escritório!

Anônimo disse...

Vai ter aposentadoria aos 65 para todo mundo sim.

Anônimo disse...

Nao é por igualdade que lutamos?? Sou mulher e concordo sim com aposentadoria igualitária,para de apelar pra emocionalismo barato anônima.

Anônimo disse...

Só se for os da sua família anônima,meu irmão tá lutando at hoje pela guarda compartilhada e a EX MULHER NAO QIER DEIXAR O PROPRIO PAI VER O FILHO.

Anônimo disse...

Q porra é essa de "importância", vcs são burros?

O Neymar não recebe o q recebe pq só há "um neymar", ele recebe pq a profissão dele lucra bilhões e a indústria do esporte não precisa dividir todos esses bilhões entre muitos trabalhadores (primeiro pq ela quer capitalizar tudo na mão de poucos magnatas q controlam essa indústria) e segundo pq há poucos atletas, e a estrela do espetáculo é neymar, o mesmo com artistas da indústria do entretenimento, não tem nada de raridade, pq há muitos melhores q o neymar pelo mundo e no brasil.

É uma questão de status, não por q o cara é "raro" e "muito bom", q história pra boi dormir

A Indústria do Esporta lucra bilhões
Os empregados protagonistas dessa indústria são poucos, então sobra muito dinheiro pra ser divididos entre esses poucos empregados
Neymar é a estrela do show (pq FIFA não é nada além de um teatro), então ele recebe mais e assim por diante.

Péssimo exemplo esse do futebol pra tentarem dizer q se paga mais devido a "importância", e não pelo quanto o ramo ou a empresa gera de receita

Anônimo disse...

Anônimo das 17:05, ninguém tá dizendo q não há mulheres nessas profissões, há, mas é raro pq desde o começo ela é desestimulada pela cultura, pela sociedade; mesmo q ela sonhe e queira, vai ter q enfrentar muito mais barreiras pra conseguir ser uma pilota do q um homem, e não pq é menos capaz, e sim pq é constantemente subestimada por ser mulher. E é aí q eu digo, onde é q fica a meritocracia nisso?

E quando consegue, vai saber se ela não ganha menos q um colega exercendo a mesma profissão, tendo a mesma escolaridade, realizando o mesmo serviço e até mais além

Anônimo disse...

Quero fazer outra observação. Mulheres não são obrigadas a casar e viverem para cuidar de um marmanjo que fica sentado no sofá! Se não quer "jornada dupla", afastem destes parasitas. Só acho que isso não pode servir como argumento para aposentarem mais cedo, haja vista não ser uma obrigação.

Anônimo disse...

Em qual empresa pedreiro ganha esse salário todo????

Anônimo disse...

Só lembrando que uma solução seria remunerar o trabalho doméstico, aí sim, teríamos mais justiça. Machistas não passarão.

Anônimo disse...

A Indústria do Esporta lucra bilhões
Os empregados protagonistas dessa indústria são poucos, então sobra muito dinheiro pra ser divididos entre esses poucos empregados.

KKKKKKKK. A pessoa me chama-me de burra, mas coloca uma frase justamente corroborando minha tese, ao dizer que são POUCOS os protagonistas, então sobrando MUITO DINHEIRO para divir! Valha-me Deus!. KKKKKKKKKKKK. Acho que a pessoa não entendeu minha expressão RARIDADE. Quando digo RARIDADE , é justamente poucos protagonistas mesmo.kkkkkkkk

Anônimo disse...

Lola vc que foi pra China, vi uma noticia boa hj que aprovaram a lei contra violencia doméstica.

Anônimo disse...

Não seu tolo, vc q não entendeu e continua burro (hur dur kkkkkkkkkk hur dur)

Vc depositou no fato de alguém ganhar muito devido ESTA pessoa ser uma raridade, mas não é por isso seu idiota.

Vou citar outro exemplo, se uma petrolífera lucra muito dinheiro, o dinheiro vai ser dividido (desigualmente, diga-se de passagem) entre a cúpula q não pôs um dedo na perfuradora. Entendeu? Os empresários vão lucrar horrores não pq são "raros", pq empresários sacanas iguais a eles têm de monte, mas é pq o RAMO do petróleo é altamente lucrativo, e este lucro não é dividido igualitariamente, então só um grupo privilegiado q possuem cargos de prestígio é q vão receber altas quantias.

O mesmo se aplica ao futebol, o neymar ganha milhões pq a FIFA lucra 100x isso, e pq ele está em um cargo privilegiado de "showman", só por isso, o q o enriquece não é sua raridade e competência, é sua sorte de ter sido promovido a "estrela" e por sua empresa gerar bilhões.

Se uma pessoa q dirige navios ganha cem mil por mês, de fato não é por haverem tão poucos pilotos de navio (apenas) e sim pq o ramo dos cruzeiros gera muito dinheiro. Existem pouquíssimas pessoas dispostas a trabalharem como pilotos de caminhão de lixo, nem por isso elas ganham mais q pilotos de outras frotas, não fale do q vc não entende

Anônimo disse...

Existe um termo para quem carrega peso: BURRO DE CARGA
E outro para machinho peso-pena que se vangloria de uma inexistente força fisica na internet: BURRO DE CARGA IMAGINÁRIO

Sem mais.

Anônimo disse...

Mas e aí, Lola, você, feminista, que ganha mais que o marido e divide as tarefas domésticas (e ainda por cima nem tem filhos), vai se aposentar 5 anos antes também?

Carlos Eduardo disse...

O Anon de 16h49

A Marta superou o Pelé como maior artilheira do mundo.

Adivinha quem ganha mais.

Conte mais sobre raridade.

Ah tá.

------

Típico comentário feminista.

Pelé ganhava (ganha) mais que a Marta ?

Simples de resolver.

Basta mulheres criarem seus times femininos, construirem estádios gigantescos, encherem com multidões de mulheres enlouquecidas pelos seu time. Darem audiência feminina enorme na TV para os jogos.

Ah, não acontece ? E que culpa tem o Pelé disso ?

Anônimo disse...

Então a coisa é nem é tão complicada.

Homens sempre vão ganhar mais que as mulheres no futebol, enquanto as mulheres não gostarem do futebol feminino tanto quanto os homens gostam do masculino.

Assim como na prostituição. As mulheres sempre vão ganhar muito mais que homens, enquanto estes gostarem muito mais de sexo do que elas.


O resto é delírio

Anônimo disse...

Já vi homem usar de tudo para justificar desigualdade salarial mas "ousadia" foi a primeira vez. Parabéns pela originalidade!!

Layana disse...

Quem paga o salário durante a licença maternidade é a previdência. Aquele valor que o empresário não está dando ao empregado deve suprir a contratação de um temporário.

lola aronovich disse...

Anon das 19:24, sim, eu sou uma exceção: não tenho filhos e divido tarefas domésticas. No meu caso, não haveria mesmo motivo para eu me aposentar antes que meu marido. Mas as leis não são feitas pensando em exceções, e sim no geral. Eu gostaria de me aposentar daqui a 7 ou 8 anos, com uns 55 ou 56 anos, quando terei contribuído por 30 anos (trabalho desde os 19 anos, mas nem sempre tive carteira registrada) e terei a idade mínima pra me aposentar. Nessa época, 2023, por aí, o maridão, que é quase dez anos mais velho do que eu, vai se aposentar por idade (65 anos). Assim, a gente poderia curtir nossa aposentadoria juntos. Espero que dê tudo certo. Eu fiquei chateada porque fui à Previdência uns 3 anos atrás pra ver quantos anos de contribuição eu tenho e vi que tinha menos do que eu pensava. Eu imaginava que dos 7 anos que eu trabalhei em SP, eu tivesse 5 anos registrados. Mas não, são só 3,5. Uma pena, mas enfim...

EMMA disse...

Ao Anônimo que falou do serviço público...Olha, pode até não ter diferença salarial no início da carreira, mas o serviço público é bem arcaico e machista, então, para as mulheres ascenderem é bem mais complicado do que para os homens...vai por mim, sei o que digo...Mulher fica sendo vista como assistente, auxiliar e homem como alguém com maior capacidade de tomar decisão e realizar tarefas mais complexas.

André disse...

Não é porque você chama sua boneca de Max Steel que ela deixa de ser uma boneca.

Kittsu disse...

A boneca é minha e na minha imaginação ela é o que eu quiser. Agora é um helicóptero, porquê foda-se.

Anônimo disse...

[offtopic]

Lola, você viu que a Sara Winter se revoltou com o feminismo porque as radfems não deixaram ela fazer parte do grupo e agora está aí difamando tudo, escreveu até um livro pra falar da "sujeira" na esquerda e do feminismo? Como pode ser Falsiane daquele jeito? Ficou esse tempo todo se dizendo de esquerda e feminista quando na verdade era pura falsidade. Ela sempre manteve a primeira personalidade fascista e as visões reacionárias. É a geminiana típica.

lola aronovich disse...

Sim, eu vi, ano das 22:59. Vou escrever sobre a Sara Winter. Já estou devendo esse post faz umas semanas, só está faltando tempo.


Ao anon que deixou um monte de links: deletei seu comentário porque vc está muito agressivo. Aprenda a dizer o que quer dizer sem ter tanta raiva. Aí eu publico.

Huguinho disse...

E quando se trata de cargo público?

lola aronovich disse...

Huguinho, já respondi isso: a diferença salarial de gênero existe tanto no setor privado quanto no público. AQUI.

Anônimo disse...

Lola eu também vi isso da Sara e fiquei chocada pois ela estava fazendo post rachando as Católicas Pelo Direito de Decidir. Ironizando que elas não são católicas, pois a igreja católica é contra o aborto e que isso fazia delas apenas feministas colonizadoras e desonestas. Jogou um monte de bosta no ventilador tentando foder com as Católicas.
A anta fez um aborto e ficou traumatizada, ela agora defende que aborto é uma violência contra a mulher. O que ela nunca entendeu é que a experiência é tão traumatizante justamente pq a sociedade condena o aborto e as pobres coitadas que decidem abortar se submetem a procedimentos precários. E olha que embora eu defenda que o aborto deva ser livre na demanda, até mesmo como método contraceptivo se for vontade da mulher (Sim, não posso ser a favor da mulher mandar totalmente no próprio corpo, dizer que aborto não é assassinato, não é uma vida, mas um amontoado de células e depois mudar meu discurso como se realmente houvesse uma vida ali e a mulher pudesse mandar no próprio corpo só até certo ponto), eu entendo completamente as feministas da primeira onda que eram contra o aborto, mas de maneira radical: o aborto é uma violência contra a mulher pois vivemos numa sociedade injusta com as mulheres, onde até a maternidade é uma forma de violência e mulheres são a maioria pobre, logo, as maiores vítimas do capitalismo e de uma sociedade que não colabora nada-nada com as mamães. Eu não acho que pra ser feminista precisa defender aborto com unhas e dentes, nem quero que feminismo seja sinônimo de aborto, Lola. Algumas feministas defendem tanto o aborto com unhas e dentes, se acham tão radicais, mas não se tocam que mesmo alguns reaças defendem o aborto com unhas e dentes: acham que "melhor que as crianças morram a ter que nascer pobre e depender do bolsa família". Mas como falei, apesar de eu achar que a enorme necessidade do aborto exista também em função de uma sociedade injusta com as mulheres, com as mães e pobres, eu defendo que o aborto têm que estar disponível NA DEMANDA. Mas no caso da Sara percebe-se que a visão dela é só reacionária mesmo, nada radical.

Anônimo disse...

Ass #RadAnarquista

Anônimo disse...

"E olha que embora eu defenda que o aborto deva ser livre na demanda, até mesmo como método contraceptivo se for vontade da mulher "

Não tem como o aborto ser método contraceptivo.

Vou desenhar:

1.nada====>2.CONCEPÇÃO====>3.gravidez

a CONTRACEPÇÃO ocorre entre 1. e 2.
na 3.gravidez, a concepção JÁ OCORREU.

Anônimo disse...

"Pela lógica social na diferença entre aposentadorias de homens e mulheres pelo tempo de contribuição não vejo sentindo em contemplar mulheres trans pelo benefício e homens trans terem acréscimo no período contributivo."

Especialmente quem passa 50 anos da vida como homem, tendo recebido toda a socialização de homem, desfrutado de todo privilégio de ser homem para daí virar mulher. Não faz sentido.

Anônimo disse...

Anon 6:12 Apesar de saber muito bem que você já entendeu o que foi dito e que tá só querendo causar, vamos lá: Método "contraceptivo" pois substituiria a pílula pelo aborto. Aliás, acho que raramente aconteceria de a mulher escolher abortar a ter que tomar a pílula. Mesmo com os já conhecidos efeitos colaterais. Mas só acho que a mulher vai poder mandar totalmente no próprio corpo a partir do momento que ela puder fazer tudo como der na telha sem que imponham condições, por mais sujo que seja. A propósito pra quem não sabe, ANTICONCEPCIONAL É ABORTO. NEM MESMO "ANTICONCEPCIONAL" EVITA A CONCEPÇÃO. Lola poderia fazer um post sobre o pq não vemos religiosos protestando na porta da farmácia. Rsssssssss

Anônimo disse...

Sou feminista e sou CONTRA o aborto.Vai cassar minha carteirinha agora?Nenhum argumento me faz mudar de opinião.

Anônimo disse...

09:31 se você for pessoalmente contra o aborto mas a favor da descriminalização, então não tem problema nenhum. Se você é contra a legalização do aborto então me desculpe mas isso é cagar regra no corpo das mulheres e isso é coisa de machista. Nenhum argumento seu vai mudar esse fato.

Cão do Mato disse...

Sobre o serviço militar, acho que deveria ser facultativo para ambos os sexos. Tem gente que curte esse negócio de vida de militar. Às vezes, gente que quer servir é dispensada e gente que não quer é escolhido. Deixa facultativo, assim vai quem quer e gosta desse negócio de guerra. Agora, quanto a essa história de "é só o homem pedir para ser dispensado", isso é uma consequência da diminuição dos investimento nas forças armadas. A qualquer momento essa situação pode mudar e aí acaba a moleza...

Anônimo disse...

Para que nós que nós fiquemos atrás de um computador, simplesmente a criticar modelos dentro de nossa sociedade, é preciso gerar ENERGIA. Praticamente, todo conforto que usufruímos depende de geração de energia,da lâmpada que você liga ao telefone celular. Para gerar energia, faz-se necessário engenharia pesada. Mesmo que muitas mulheres não queiram enxergar, os homens ainda são a maioria esmagadora nestes setores. Penso que não tenha a ver com machismo. O fato é que, para os homens, a sociedade dá sua chancela para que nos, homens, arrisquemos mais. Dificilmente vemos mulheres trabalhando em torres de transmissão de energia, em torres de telefonia, em plataformas petrolíferas. Trafeguemos de carro pelas rodovias e o que veremos são centenas de homens num sol escaldante. Acredito que homens aceitem mais os serviços arriscados, insalubres e que gerem desconforto, e, que notadamente, agregam mais valor ao seu trabalho. No geral, mulheres não tem disposição para assumirem serviços revestidos destes adjetivos.

Anônimo disse...

Anon 6:12 Apesar de saber muito bem que você já entendeu o que foi dito e que tá só querendo causar, vamos lá:

Provavelmente quem não entendeu foi você. Dizer que aborto é método "contraceptivo", além de burrice, é argumento das pessoas que combatem o direito da escolha da mulher. É preciso dar nome certo às coisas do contrário a luta enfraquece. Aborto é aborto, contracepção é contracepção.

Anônimo disse...

"Sou feminista e sou CONTRA o aborto.Vai cassar minha carteirinha agora?Nenhum argumento me faz mudar de opinião."

Até em caso de estupro?

Anônimo disse...

Eu não sei que tanto esses machinhos de bosta se agarram nesse tal alistamento obrigatório sendo que NA PRÁTICA entra no exército quem atende a dois requisitos: 1. quer, 2. não tem certos problemas de saúde. Isso é assim há uns bons 25 anos já. Quem não quer fala que tem problema no joelho e um abraço. É só pra encher o saco de feminista mesmo.

lola aronovich disse...

Exato, anon das 10:41. É só pra encher saco de feminista mesmo, porque mascu sabe bem que só entra no exército quem quer (aliás, quem é homem e quer, porque uma mulher pode se alistar bem lá embaixo?). Além do mais, mascu diz que mulher é um atraso de vida pras forças armadas, pra polícia, pro corpo de bombeiros etc. Ou seja, eles não querem mulheres lá. Mas ficam de mimimi fingindo que querem. E tente encontrar algum mascu que teve que se alistar ao exército. É quase impossível...

donadio disse...

"meu koo não vale 20 merréis"

O Ministério do Trabalho adverte: se você tomar banho, o valor de mercado dobra.

Cão do Mato disse...

Pois é... NA PRÁTICA, hoje o alistamento militar é assim: entra quem quer. Mas como eu já disse antes, isso pode mudar a qualquer momento, visto que não existe uma lei tornando facultativo o alistamento militar. Coloca facultativo de uma vez e encerra o assunto! Mas infelizmente, isso é culpa da mentalidade machista, que acha que guerra é coisa de macho... Pra mim, guerra é coisa de idiota...

donadio disse...

"forçar a brincar de boneca"

Bicho, você não consegue forçar criança a brincar de nada. Pode até conseguir forçar a não brincar, mas se ela não quiser, vai preferir não brincar a brincar forçada.

Já estava claro que aqui anda cheio de gente que nunca viu mulher na vida. Agora pelo visto também tem gente que nunca viu uma criança.

Enfim, a vida embaixo da ponte parece que é realmente dura.

Ezco Musaos disse...

Mascus agora deveriam ser renomeados para maskoos rsrs. Já começam a admitir suas tendências homoeróticas, que avanço. Queridão do koo desvalorizado, um belo banho e uma boa "chuca" resolvem.

Anônimo disse...

Não adianta tentar me calar, só faleina verdade.
As feministas(está melhor assim?) só pensam em um tipo de homem, que é aquele cafinha bombado de cavanhaque e cabeça raspada. E generalizam o machismo desses raros homens a todos. Pois só esses feministas vêem como homens.
Nunca vi feminista(está melhor assim?) falando do cabeludo magrelho afeminado que pinta as unhas, usa maquiagem e faz os serviços de cozinha diariamente usando aventalzinho. Feministas não vêem esses homens como homens. Homem tem é que ser machão mesmo.

Kittsu disse...

Passando aqui só pra te cumprimentar pela sensatez que eu já estava observando desde lá o início.

Kittsu disse...

Volte algumas casas e jogue novamente os dados. Uma sequência de 3 seis permitirá que você retire do seu personagem o status de retardamento absoluto.

Anônimo disse...

Então, colega, você não concorda comigo? Ok. Então, por favor, me mostra onde errei. Vamos lá, me "desconstrua", como vocês dizem.

Andrei Heikel disse...

Descobri esse site por acaso ontem, então, esse é meu primeiro comentário. Quanto aos comentários sobre o estado do serviço militar obrigatório, em partes ele se tornou meio opcional mesmo, mas é complicado generalizarem dessa forma.

Tenho 19 anos, moro em uma cidade de porte médio, e acabei de terminar meu prazo como conscrito. Trabalho desde os 16, e embora não seja arrimo de familia (o que me valeria uma dispensa) meu salário sempre foi importante aqui em casa.

Eu não tinha nenhum interesse em servir, e pedi pra ser dispensado, até porque esse ano começaria um curso superior, mas isso foi negado, e fiquei "agarrado" lá todo esse ano. Me disseram pra alegar até a tal "excusa de consciência", mas o sargento riu da minha cara e disse que não ia me liberar.

Meu curso era noturno (técnico em mecânica), e portanto nos dias de serviço eu dependia de autorização do militar responsável pra sair do quartel e ir pra aula, e o cretino nunca autorizava, simplesmente pq não ia com a minha cara.

Com isso basicamente eu era obrigado a faltar aula cerca de 2x semana,o que me complicou muito. Meu rendimento foi tão comprometido que no fim acabei trancando a matrícula para não ser reprovado.

Sei que minha experiência não é a regra geral, mas daí a dizer que só serve quem quer também não é bem verdade.

André disse...

Já faxinou uma casa enquanto cozinhava, lavava roupa e cuidava de 3 crianças?

André disse...

Ok, eu pago 20 merréis pelo koo do colega. Desde que ele o mantenha bem fechado e pare de liberar seus comentários aqui.

André disse...

Você só errou no cavanhaque. Elas gostam é de bigode. O resto tá perfeito.

lola aronovich disse...

Como falávamos aqui sobre diferenças salariais no serviço público, quero acrescentar alguns dados deste estudo que vi hoje:
Mulheres são maioria entre os novos doutores (51,5% entre os titulados no Brasil em 2008) e também entre os docentes do ensino superior (55%). Mas nas universidades públicas brasileiras, mulheres são 45% dos docentes. Na Unicamp, elas são 35%.
"Nos três níveis da carreira, a proporção de mulheres é inferior à de homens, mas a desvantagem é superior no nível mais alto, o MS6, com 73,8% de homens para 26,2% de mulheres." Ou seja, no topo da carreira na Unicamp, 74% são homens, 26%, mulheres. Isso influi diretamente no salário.
Espero que dê pra entender. Não é que exista uma regra na Unicamp (ou nas demais universidades públicas brasileiras) proibindo suas docentes de chegar ao grau mais alto da carreira. É que um monte de circunstâncias sócio-culturais fazem com que muito menos mulheres atinjam esse grau de sucesso profissional e salarial. Mas o fato é que essa disparidade salarial EXISTE, como provam todos os estudos. E existe inclusive no funcionalismo público, onde todo mundo acha que não existe porque somos quase todos concursados.
O estudo da Unicamp mostra que a disparidade salarial é gritante também no funcionalismo público. Tenho certeza que fazer este levantamento em outras universidades traria resultados muito parecidos. Tomara que apareçam mais estudos!

Anônimo disse...

Vamos lá. Já tinha ouvido falar no seu blog e cheguei aqui e li um monte de baboseiras.

Motivos:
- Você falou de estatísticas que não tem nada a ver com a realidade que eu vivo. Onde eu trabalho (e a maioria das pessoas que eu conheço) ganham pela quantidade de serviço e pela experiência que elas tem. Minha chefe ganha mais do que eu, mas ela trabalha final de semana, feriado, Natal, Ano Novo e por aí vai.
- No meu trabalho eu tenho liberdade de ir ao ginecologista todo ano sem sentir culpa por "não estar rendendo". Se eu tiver alguma emergência, vou poder sair da mesma forma sem descontos no meu salário. E do mesmo jeito com os homens que se quiserem ir no urologista podem ir quando quiserem.
- Eu prefiro ganhar menos e ter qualidade de vida do que ganhar igual e não poder fazer nada.
- Na minha casa, eu trabalho o dia todo e meu marido me ajuda. Dividimos as tarefas de forma que ninguém fique sobrecarregado. Tem dia que eu chego LINDA e MARAVILHOSA do serviço e quem faz as coisas é ele. Da mesma forma que tem dia que ele trabalhou o dia inteiro debaixo de sol (o que eu não faço porque trabalho em escritório) e eu dou um descanso pra ele.
- Produtos para mulheres foram feitos para mulheres. Bom, se você não gosta de ir ao salão de beleza fazer as unhas, problema seu. Eu tenho problema de roer as unhas e quando eu vou na manicure dou uma aliviada. Da mesma forma que fazer uma escova ou usar batom me deixa bonita. Acha que os gastos são muitos, vai na feira que você acha as roupas da moda bem baratinhas e ainda fica linda.
- Se você não quis ter filhos, o problema também é seu. Tenho várias amigas que não querem ser mães e nem por isso eu fico no pé delas falando que elas tem que engravidar. Antes ser uma mãe por amor que por dor.
- Mas da mesma forma que você não quer engravidar, eu quero. E eu conheço pessoas que trabalharam normalmente durante a licença maternidade e estão extremamente felizes. E os maridos trabalham igual condenados para dar condição da esposa e da criança viverem mais tranquilos.
- Em relação a aposentadoria, eu acredito na teoria do: "Mente vazia, oficina do diabo". Quer aposentar, lindo. Mas aí depois vem reclamar que não ganha bem, que não sei que que tem. Continua trabalhando, num ritmo desacelerado mas continua. Vai bordar, fazer serviço na igreja, na comunidade. Foda-se, mas continua trabalhando.

E em relação a disparidade de salários, olha que coisa: você se formou, estudou e tudo mais e hoje é funcionária de um governo de merda que segundo você, paga salários diferentes aos seus amigos professores e você. Eu estou tentando passar numa pós graduação para ganhar um pouco mais e tá cheio de protecionismo dentro da faculdade. Então, bota a caixola pra funcionar e antes de vir falar só sobre salários, coloca as coisas pra mexer lá no fundo.

Anônimo disse...

Anon 10:35 Você provavelmente deve ser o tipo de feminista a favor do aborto apenas em caso de estupro e ter milhares de ressalvas a respeito do assunto.
Eu falei que embora achasse que a necessidade do aborto era também em função da opressão que as mulheres sofrem, pois vivemos numa sociedade desigual (muitas mulheres não podem ter filhos por falta de dinheiro e colaboração do sistema, não pq não querem), sou a favor da mulher mandar no corpo dela até mesmo se quisesse deixar de tomar a pílula pra abortar caso engravidasse, quero que ele esteja disponível na demanda.
Pouco me interessa se isso pode ou não ser chamado de método contraceptivo, que saco. Reaças podem até ser contra o aborto por acharem que a maioria das mulheres iriam abortar como método 'contraceptivo', mas o que eles e segundo sua teoria VOCÊ também falhou em entender é que mesmo pílulas anticoncepcionais NÃO EVITAM a contracepção. Ou seja: anticoncepcional é ABORTO. Procurem se informar no google. E estou encerrando a discussão por aqui pois acho que já me estressei demais com este assunto aqui hoje. =) bjs!

lola aronovich disse...

Anon das 20:02, não acho que vc é o tipo de pessoa que vai ficar no blog por mais tempo e tentar aprender alguma coisa. Seu comentário pode ser encurtado: é só "as estatísticas todas que vc citou são baboseira porque a minha realidade é diferente". Que bom que a sua realidade é diferente (a minha também é da maior parte das mulheres), mas isso não desmente as estatísticas nem faz delas "baboseiras". Vc parece ter se sentido pessoalmente ofendida pelo post, e decidiu responder com "eu eu eu", "na minha casa", "no meu trabalho" etc. Não é sobre você, nem sobre mim. É sobre um SISTEMA. Que 42% dos produtos feitos pra mulheres sejam mais caros não me afeta, porque eu não compro grande parte desses produtos. Aliás, eu mal compro, porque não sou consumista.
Mas desconfio que grande parte da sua revolta seja simplesmente porque vc acha sou "funcionária de um governo de m*rda". Sou funcionária pública, não do governo. Se o governo mudar, eu continuo sendo funcionário. E no meu departamento não há protecionismo.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 206   Recentes› Mais recentes»